EPÍSTOLA DE SÃO TIAGO Bruno Glaab

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EPÍSTOLA DE SÃO TIAGO Bruno Glaab"

Transcrição

1 EPÍSTOLA DE SÃO TIAGO Bruno Glaab I - INTRODUÇÃO 1 - QUEM Quem é Tiago? No NT temos diversas referências a Tg: - Filho de Zebedeu (Mc 1,19; 3,17). - Filho de Alfeu (Mc 3,18). - Irmão de Jesus (Mc 6,3; At 12,17; Gl 1,19). - O menor (Mc 15,40). - Pai de Judas (Lc 6,16; At 1,13). - Há certo consenso de que seria Tiago, o irmão de Jesus (Mc 6,3), o mesmo judaizante de At 12,17; 15,13-21; 21,18; Gl 2,12). Flávio Josefo atesta que este Tiago foi martirizado em 62. Talvez fosse um cristão desconhecido que atribuiu suas exortações a Tiago, bispo de Jerusalém, e tenha refletido assuntos próximos aos ensinamentos dele. Supostamente um judeu-cristão que não fez um processo de conversão como Paulo. Usou a LXX, isto indicaria para um judeu da diáspora. 2 - O QUE Trata da fé concreta que se expressa em obras. Lutero a chamava de carta de palha e a julgava em contradição com Paulo e com toda Escritura. O escrito se apresenta como uma carta, mas não tem conclusão nem saudação final. Não se deixa situar no espaço e no tempo. Parece texto inacabado. Pelo fato de só ter entrado no cânon bíblico no séc. IV, alguns autores julgavam ser um escrito judaico que entrara no mundo cristão sofrendo acréscimos de Tg 1,1; 2,1 onde se menciona Jesus. Seria uma alegoria judaica de Jacó (Tiago) às doze tribos de Israel. Lutero supunha ser um escrito judaico, pouco apostólico. Queria excluí-la. De fato, Tiago está fora das correntes teológicas cristãs do primeiro século. Na carta há excesso de referências ao AT: Abraão (2,21-23), Raab (2,25), profetas (5,10), Elias (5,17), sinagoga (2,2), etc. Enquanto Jesus só aparece 2 vezes. É uma coleção de exortações encadeadas, sem grande coesão interna. O mesmo se percebe nas parênese paulinas (Rm 12; Gl 5-6; Ef 4-6, em Hb, Didaque. Tg se assemelha às parêneses do judaísmo e do helênico. A carta vem escrita em estilo sapiencial do AT (cultura semita - versão dos LXX). Há grande parentesco com o Sirácida (Eclo). Nenhuma semelhança com as teologias de Paulo e pouca com os outros escritos do NT. O mistério da Paixão, Morte e Ressurreição não é mencionado. Porém, percebe-se, em Tiago, uma certa semelhança com Mateus. Principalmente nas Bem-aventuranças. Tiago teria usado uma tradição que também foi usada por Mt. Seria então a tradição de Jerusalém, onde Tiago era bispo.

2 2 Comparar Tg 1,5.17 com Mt 7,7ss = Boas dádivas. Tg 1,22 com Mt 7,24ss = Pôr em prática a Palavra. Tg 4,12 com Mt 7,1 = Não julgar Tg 1,6 com mt 11,23s = Orar sem duvidar 3 - PARA QUEM Provavelmente adaptada aos Judeu-cristãos do mundo grego para não perderem os valores cristãos herdados do judaísmo. Fala pouco de Jesus por ter usado suas próprias palavras (Logia). Jesus também não falou muito de si. Uma hipótese mais plausível é que Tiago se dirige a cristãos considerados o Novo Israel que vivem na terra como peregrinos (Gl 6,16; Fl 3,3). 4 - QUANDO Não é possível fixar data. Mas se pode supor que seja do final do 1º século, 80. É mais nova que os escritos pauli-nos. Parece que nesta época Tiago já estava morto. A carta só entrou definitivamente no cânon geral, no século IV, porém, em muitas igrejas ela já é aceita desde o princípio. 5 - POR QUE Parece que houve um esfriamento religioso. Talvez alguns cristãos, possivelmente ricos, tiraram conseqüências desastradas da pregação paulina (Rm 4 e Gl 3-4 = justificação pela fé sem as obras). Havia, então, problemas no culto (2,1-13; 3,1-13) ocasionados pelo relacionamento entre ricos e pobres 1,9-11; 2,5-7; 4,13-17; 5,1-6). 6 - COMO Tg usa um grego elegante baseado na versão da LXX, porém marcado com semitismos. Existe bastante proximidade com o Sirácida (Eclo). Enfim, segue a sabedoria judaica. Menciona Jesus apenas duas vezes (1,1 e 2,1). ESTRUTURA É difícil estabelecer uma estrutura de Tiago, pois parece uma coleção de exortações agrupadas. Amphoux 1 pro-põem a seguinte estrutura: 1 - Provação/tentação (exceto os v.5-11). a) v b) v CARREZ, M. e outros. As cartas de Paulo, Tiago, Pedro e Judas. São Paulo: Paulinas, p

3 3 2 - A fé a) v.1-13 a importância decisiva da fé na vida da comunidade. b) v fé e obras 3 - Fé e obras (3,1-4,10) a) 3,1-12 não abusar da palavra b) 3,13-18 verdadeira sabedoria não ensina por palavras mas por conduta. c) 4,1-10 as guerras são fruto da sabedoria do mundo. 4 - Julgamento e salvação (4,11-5,20). a) 4,11-5,6 falar mal. Não ser jactancioso (4,13-17), não explorar (5,1-6). b) 5,7-20 à espera da parusia do Senhor. É preciso paciência (5,7-11). Não jurar (5,12). Oração e confissão - perdão (5,13-18). Solidariedade na salvação (5,19-20). De acordo com a leitura sociológia que se fará em seguida, tentar-se-á, aqui, uma estrutura própria: 1 - Exortação aos pobres - Tg 1 - firmeza 1,2-4 - humildade 1,5-8 - advertência aos ricos 1, paciência 1,12 - a cobiça é causa dos males 1, os sábios devem escutar 1, Exortação aos ricos - Tg 2,1-5,5 - não separar fé e vida 2 - não ser arrogantes 3 - não cobiçar 4 - não roubar 5, Exortação aos pobres - Tg 5, paciência 5, oração 5, comunidade 5,14-20 II - LEITURA SOCIOLÓGICA 1 - O lado social A carta de Tg mostra nitidamente conflitos surgidos na comunidade devido ao comportamento dos ricos. Inicialmente o apóstolo exorta os pobres à firmeza (1,2-4), à humildade (1,5-8). Adverte o rico (1,10-11). Dirige-se novamente ao pobre (1,12).

4 No cap. 2 surge claramente o problema dos ricos. Este problema se estende até o cap. 5, onde novamente se volta falar aos pobres. Os ricos querem privilégios até nas assembléias (2,1ss). Eles oprimem o pobre (2,7), ele não têm piedade (2,13). Os ricos vivem uma religião sem compromisso (2,14ss). Não dão comida ao pobre (2,16). Os ricos se fazem passar por mestres (3,1ss), mas não controlam a língua, isto é, a boca diz uma coisa e a prática é outra. Os ricos cobiçam, rivalizam, prejudicam a verdade (3,14ss). Suas ambições são a causa das confusões e conflitos (4,1-4). Eles são arrogantes (4,13-17). Exploram e roubam o pobre (5,1-6). Em Tg 5,7 volta-se a falar aos pobres. Os pobres devem ter paciência, devem resistir (5,7-11), devem recorrer à oração (5,13ss), devem recorrer à comunidade. 2 - As Classes Percebe-se a preocupação de Tg em encorajar os pobres à resistência diante da arrogância dos ricos. Tanto no cap 1 como no cap 5, os pobres são exortados a resistir com seus mecanismos, isto é, com a firmeza (1,2-4), humildade (1,5-8) e com a paciência (1,12). Novamente no cap. 5, eles são exortados a recorrer à paciência (5,7-11), à oração (5,13ss) e à comunidade (5,14ss). Os ricos recebem repreensão desde o cap. 2 até o cap. 5. Eles não devem separar fé e vida, eles não devem ser arrogantes, eles não devem explorar. Ficam evidentes duas classes: Ricos causadores de problemas; Pobres que devem resistir. 3 - O lado político Os ricos oprimem (2,6-7). Eles difamam o Nome. Eles não têm piedade (2,13). Cobiçam (3,14), criam conflitos (4,1-4), Querem ser mestres (3,1). Exploram (5,1-6). Tg propõe alternativa ao poder dos ricos que se baseia na cobiça e no roubo. A alternativa é: a paciência (5,7ss), a comunidade (5,13-20). 4 - Lado ideológico Tg arranca os argumentos dos ricos: - a tentação não vem de Deus (1,13ss); - o sábio deve escutar (1,19ss); - religião requer prática da justiça (1,26-27). - religião requer compromisso (2,14ss). Tg tira aos ricos a vontade de dominar: - não ser mestre (3,1); - condena a sabedoria dos ricos (3,15); - condena a arrogância (4,11-12). - condena a autosuficiência (4,13-17). 4

5 5 5 - O conflito Transparecem dois conflitos: a) Os ricos na Igreja. Eles entram, mas não querem que a religião mexa nos seus interesses e privilégios. Querem ser cristãos e continuar a fazer o que lhes convém: ter os primeiros lugares, explorar, roubar, dominar. Eles são a causa dos conflitos da comunidade. b) Os pobres e a resistência: Eles são fracos, mas devem resistir, por isto necessitam da força de Deus e principalmente se unir e buscar a força da comunidade. 6 - Teologia Diante deste quadro, não se deve ficar a ver rastros de cobras e lage de pedra. A carta de Tiago não é um tratado de Teologia, mas uma carta com zelo pastoral, ou seja, ela não quer ensinar teologia, mas apenas resolver problemas concretos que afligem a comunidade. Daí que, o tema da fé sem obras (2,14ss) não pode ser contraposto ao mesmo tema de Paulo (Rm 4; Gl 3). Pois, enquanto Paulo se debate com judaizantes que ignoram a novidade de Jesus e por isto trazem um conflito teológico, Tiago se debate com um problema social: ricos e pobres. O assunto não é teológico, mas pastoral. Os pontos teológicos que merecem destaque, são: - O pobre deve ter paciência; - O pobre deve ser humilde e resistir; - O rico não deve ser arrogante; - O rico não deve separar fé e vida; - O pobre deve buscar apoio na comunidade. Em síntese: Tg quer um comunidade de irmãos. Tudo o mais são meios para conseguir tal objetivo. Bruno Glaab,

Gr.Bíblico. Evangelho de. Nossa Senhora Conceição. São Mateus Ano litúrgico A

Gr.Bíblico. Evangelho de. Nossa Senhora Conceição. São Mateus Ano litúrgico A Evangelho de São Mateus Ano litúrgico A O Segundo Envangelho O TEMPO DE JESUS E O TEMPO DA IGREJA Este Evangelho, transmitido em grego pela Igreja, deve ter sido escrito originariamente em aramaico, a

Leia mais

Introdução à Bíblia e ao Novo Testamento

Introdução à Bíblia e ao Novo Testamento Introdução à Bíblia e ao Novo Testamento A palavra Bíblia deriva do grego: ta biblía; plural de: ton biblíon. E significa "livros" Logo descobrimos que a Bíblia é uma coleção de livros! Nós, cristãos,

Leia mais

São Paulo ganha dos companheiros. São atribuías a S.Paulo 14 cartas. Umas são dele mesmo: Romanos, 1 e 2 aos Corintios, a Filemom, aos Gálatas, aos

São Paulo ganha dos companheiros. São atribuías a S.Paulo 14 cartas. Umas são dele mesmo: Romanos, 1 e 2 aos Corintios, a Filemom, aos Gálatas, aos No Antigo Testamento são citadas algumas cartas, como no 2ºMacabeus, capi.1º. Mas é no Novo Testamento que muitas cartas foram conservadas como parte integrante da revelação de Deus. No Novo Testamento

Leia mais

Curso Bíblico Básico

Curso Bíblico Básico Curso Bíblico Básico Euaggelion (euaggelion) boa notícia se referia a uma proclamação; Palavra usada para indicar vitória em batalhas, nascimento ou presença de um imperador (mundo romano); Na LXX indica

Leia mais

BÍBLIA, PALAVRA DE DEUS EM PALAVRA HUMANA

BÍBLIA, PALAVRA DE DEUS EM PALAVRA HUMANA BÍBLIA, PALAVRA DE DEUS EM PALAVRA HUMANA 1 - Palavra de Deus testemunhada no AT e no NT. A Bíblia testemunha a Palavra de Deus que chegou ao povo de Israel formando o Antigo Testamento; é Palavra de Deus

Leia mais

Ciclo de Seminários Não Técnicos 2010

Ciclo de Seminários Não Técnicos 2010 Ciclo de Seminários Não Técnicos 2010 Introdução à Bíblia Segundo a Igreja Católica Márcio Saraiva (marcio@dsc.ufcg.edu.br) 1 AVISO!!! Deixe o celular com o bluetooth ligado! 2 Agenda Motivação Introdução

Leia mais

Maria, mãe de Deus, no mistério de Cristo e da Igreja Fundamentos bíblicos na Lumen Gentium VIII

Maria, mãe de Deus, no mistério de Cristo e da Igreja Fundamentos bíblicos na Lumen Gentium VIII Maria, mãe de Deus, no mistério de Cristo e da Igreja Fundamentos bíblicos na Lumen Gentium VIII Quando, porém, chegou a plenitude do tempo, enviou Deus o seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a Lei,

Leia mais

PAGINA 1 O CARÁTER CRISTÃO. 2. O Cristão deve ser defensor da Ética Cristã (Tiago 1.21-25)

PAGINA 1 O CARÁTER CRISTÃO. 2. O Cristão deve ser defensor da Ética Cristã (Tiago 1.21-25) PAGINA 1 O CARÁTER CRISTÃO 2. O Cristão deve ser defensor da Ética Cristã (Tiago 1.21-25) No estudo sobre o caráter cristão, o livro da Bíblia mais consultado será o de Tiago, porque é o livro que instrui

Leia mais

O Evangelho de Lucas Bruno Glaab. O evangelho de Lc vem da memória popular das comunidades e se divide em 4 blocos:

O Evangelho de Lucas Bruno Glaab. O evangelho de Lc vem da memória popular das comunidades e se divide em 4 blocos: 1 O Evangelho de Lucas Bruno Glaab 0 - Introdução O evangelho de Lc vem da memória popular das comunidades e se divide em 4 blocos: 1) Ministério de Jesus em Jerusalém, paixão, morte e ressurreição (19,29-24,57).

Leia mais

As diversas eclesiologias do Novo Testamento

As diversas eclesiologias do Novo Testamento FAJE Departamento de Teologia Curso de Eclesiologia Prof. Paulo César Barros, SJ As diversas eclesiologias do Novo Testamento A Igreja emlucas Estabelece-se a relação entre Igreja e história. Lc está atento

Leia mais

A AÇÃO EDUCATIVA NA ÓTICA DAS SETE LEIS DO APRENDIZADO RESUMO

A AÇÃO EDUCATIVA NA ÓTICA DAS SETE LEIS DO APRENDIZADO RESUMO 1 A AÇÃO EDUCATIVA NA ÓTICA DAS SETE LEIS DO APRENDIZADO Julimar Fernandes da Silva 1. RESUMO A Educação nos dias atuais é um desafio constante, tanto para a sociedade como para Igreja cristã. Nesse sentido,

Leia mais

2.3. A MISSÃO NOS SINÓTICOS

2.3. A MISSÃO NOS SINÓTICOS 2.3. A MISSÃO NOS SINÓTICOS Sergio Bensur 1. RESUMO E OBJETIVO Resumo Os Evangelhos Sinóticos não apresentam uma visão unitária da missão. Embora tendo um pano de fundo comum cada um deles tem seu próprio

Leia mais

O povo judeu e sua religião

O povo judeu e sua religião A Vida de JESUS O povo judeu e sua religião O POVO JUDEU Religião Deus e o relacionamento com o homem O Tabernáculo A Arca da Aliança O Templo As Escrituras As Sinagogas Grupos religiosos O POVO JUDEU

Leia mais

Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Ademir Ifanger

Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Ademir Ifanger Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Introdução Almejamos uma nova compreensão da espiritualidade, que nos impulsione a realizar o projeto integral de Deus, expressando assim genuína adoração (Jo 4.23-24).

Leia mais

Se Jesus ressuscitou, onde estão as testemunhas?

Se Jesus ressuscitou, onde estão as testemunhas? Se Jesus ressuscitou, onde estão as testemunhas? 1 Coríntios 15.1-11 1. Irmãos, quero lembrar-lhes o evangelho que lhes preguei, o qual vocês receberam e no qual estão firmes. 2. Por meio deste evangelho

Leia mais

A CARTA DE TIAGO. Um estudo comparativo das bases da teologia católica e protestante

A CARTA DE TIAGO. Um estudo comparativo das bases da teologia católica e protestante Jörg Garbers Ms. De Teologia 47 8835 5801 jorggarbers@gmail.com www.talmidpalestras.com.br A CARTA DE TIAGO Cap. 2.1-26 Um estudo comparativo das bases da teologia católica e protestante Tiago 2.1-26 Estrutura

Leia mais

A ESCRITURA SAGRADA: A PALAVRA DA BÍBLIA É A REVELAÇÃO DO PAI E O ENCONTRO COM JESUS PELA AÇÃO DO ESPIRITO. É PRECISO FUNDAMENTAR TODA A NOSSA VIDA

A ESCRITURA SAGRADA: A PALAVRA DA BÍBLIA É A REVELAÇÃO DO PAI E O ENCONTRO COM JESUS PELA AÇÃO DO ESPIRITO. É PRECISO FUNDAMENTAR TODA A NOSSA VIDA INSTRUMENTAL BÍBLICO ANO DA FÉ: A ESCRITURA SAGRADA: A PALAVRA DA BÍBLIA É A REVELAÇÃO DO PAI E O ENCONTRO COM JESUS PELA AÇÃO DO ESPIRITO. É PRECISO FUNDAMENTAR TODA A NOSSA VIDA NA ROCHA DA PALAVRA

Leia mais

COMUNIDADE DE COMUNIDADES: UMA NOVA PARÓQUIA. Estudo 104 CNBB

COMUNIDADE DE COMUNIDADES: UMA NOVA PARÓQUIA. Estudo 104 CNBB COMUNIDADE DE COMUNIDADES: UMA NOVA PARÓQUIA Estudo 104 CNBB ASPECTOS GERAIS DO DOCUMENTO PERSPECTIVAS PASTORAIS TEXTOS BASES DESAFIOS FUNÇÕES DA PARÓQUIA PERSPECTIVA TEOLÓGICA MÍSTICA DO DOCUMENTO PERSPECTIVA

Leia mais

O Discipulado e a Vida da Igreja

O Discipulado e a Vida da Igreja Série Estudos Bíblicos Nº 2 O Discipulado e a Vida da Igreja Um Estudo Bíblico Essencial ao Crescimento e Maturidade Cristã Ademir Ifanger E s t u d o s B í b l i c o s P á g i n a 2 Índice Estudo Bíblico

Leia mais

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT)

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) 11-02-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Em que sentido toda a vida de Cristo é Mistério? Toda a vida

Leia mais

www.projeto-timoteo.org 2ª edição Como Viver a Plenitude de Deus Projeto Timóteo Apostila do Aluno

www.projeto-timoteo.org 2ª edição Como Viver a Plenitude de Deus Projeto Timóteo Apostila do Aluno Como Viver a Plenitude de Deus Projeto Timóteo 1 Apostila do Aluno Como Viver a Plenitude de Deus Projeto Timóteo Coordenador do Projeto Dr. John Barry Dyer Equipe Pedagógica Marivete Zanoni Kunz Tereza

Leia mais

Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19

Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19 Apostila Fundamentos Batismo nas Águas batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19 B a t i s m o n a s Á g u a s P á g i n a 2 Batismo nas Águas Este é outro passo que está

Leia mais

EVANGELHO Mt 22,1-14 «.Na verdade, muitos são os chamados, mas poucos os escolhidos.».

EVANGELHO Mt 22,1-14 «.Na verdade, muitos são os chamados, mas poucos os escolhidos.». «.Na verdade, muitos são os chamados, mas poucos os escolhidos.». Ambiente: Continuamos em Jerusalém, nos dias que antecedem a Páscoa. Os dirigentes religiosos judeus aumentam a pressão sobre Jesus. Instalados

Leia mais

Panorama do Antigo Testamento INTRODUÇÃO. Aula 1 IBCU

Panorama do Antigo Testamento INTRODUÇÃO. Aula 1 IBCU Panorama do Antigo Testamento INTRODUÇÃO Aula 1 IBCU Estrutura do Curso 1. Introdução (09.03) 2. O Pentateuco (16.03) 3. Livros Históricos Parte 1 (23.03) 4. Livros Históricos Parte 2 (30.03) 5. Livros

Leia mais

Aula 7.1 Conteúdo: Textos Sagrados: orais e escritos O que são os textos sagrados? O texto sagrado nas tradições religiosas ENSINO RELIGIOSO

Aula 7.1 Conteúdo: Textos Sagrados: orais e escritos O que são os textos sagrados? O texto sagrado nas tradições religiosas ENSINO RELIGIOSO CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula 7.1 Conteúdo: Textos Sagrados: orais e escritos O que são os textos sagrados? O texto sagrado nas tradições religiosas 2 CONTEÚDO E HABILIDADES

Leia mais

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA MÓDULO I - O NOVO TESTAMENTO Aula XXII A PRIMEIRA CARTA DE PEDRO E REFLEXÕES SOBRE O SOFRIMENTO Até aqui o Novo Testamento tem dito pouco sobre

Leia mais

A BÍBLIA EM NOSSA VIDA Bruno Glaab

A BÍBLIA EM NOSSA VIDA Bruno Glaab A BÍBLIA EM NOSSA VIDA Bruno Glaab Para os cristãos, bem como para os judeus e também alguns outros grupos religiosos, a Bíblia é um livro de extraordinária importância. Mesmo pessoas sem fé lêem a Bíblia.

Leia mais

Roteiro 8. FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas

Roteiro 8. FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas Roteiro 8 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas 1 Objetivos Realizar estudo sobre Jesus, com base nos critérios históricos. Analisar

Leia mais

CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO. APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07

CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO. APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07 CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07 A trindade sempre existiu, mas se apresenta com maior clareza com vinda de Cristo e a redação do Novo Testamento. Por exemplo,

Leia mais

POR QUE ESTUDAR A BÍBLIA? PANORAMA GERAL DA BÍBLIA

POR QUE ESTUDAR A BÍBLIA? PANORAMA GERAL DA BÍBLIA PANORAMA BÍBLICO Pr Jardel Roscamp Guarapuava PR POR QUE ESTUDAR A BÍBLIA? PANORAMA GERAL DA BÍBLIA A BÍBLIA É UM LIVRO OUSADO ETERNIDADE FINAL DO NT A BÍBLIA É O CAMINHO DE VOLTA À DEUS CRIAÇÃO GÊNESIS

Leia mais

JESUS DESCEU À MANSÃO DOS MORTOS ANO DA FÉ

JESUS DESCEU À MANSÃO DOS MORTOS ANO DA FÉ JESUS DESCEU À MANSÃO DOS MORTOS ANO DA FÉ Durante a permanência de Cristo no túmulo, sua Pessoa Divina continuou a assumir tanto a sua alma como o seu corpo, embora separados entre si pela morte. Por

Leia mais

Plano Para a vida e a Missão da Igreja

Plano Para a vida e a Missão da Igreja Plano Para a vida e a Missão da Igreja O "Plano para a Vida e a Missão da Igreja" é continuação dos Planos Quadrienais de 1973 e 1978 e conseqüência direta da consulta nacional de 1981 sobre a Vida e a

Leia mais

BÍBLIA E HERMENÊUTICAS JUVENIS EVANGELHO DE MARCOS - SAÚDE E VIOLÊNCIA. O que procuramos? Quem procura acha. Nem sempre achamos o que procuramos...!

BÍBLIA E HERMENÊUTICAS JUVENIS EVANGELHO DE MARCOS - SAÚDE E VIOLÊNCIA. O que procuramos? Quem procura acha. Nem sempre achamos o que procuramos...! BÍBLIA E HERMENÊUTICAS JUVENIS EVANGELHO DE MARCOS - SAÚDE E VIOLÊNCIA O que procuramos? Quem procura acha. Nem sempre achamos o que procuramos...! Quem procura acha. Módulo 2 Etapa 3 Nem sempre acha o

Leia mais

CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica. A unidade na fé a caminho da missão

CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica. A unidade na fé a caminho da missão CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica A unidade na fé a caminho da missão Nossa Visão Manifestar a unidade da igreja por meio do testemunho visível

Leia mais

O CÂNON Sagrado compreende 46 Livros no ANTIGO TESTAMENTO e 27 Livros no NOVO TESTAMENTO.

O CÂNON Sagrado compreende 46 Livros no ANTIGO TESTAMENTO e 27 Livros no NOVO TESTAMENTO. Ao contrário do que parece à primeira vista, a Bíblia não é um livro único e independente, mas uma coleção de 73 livros, uma mini biblioteca que destaca o a aliança e plano de salvação de Deus para com

Leia mais

EVANGELHOS DE MATEUS E MARCOS

EVANGELHOS DE MATEUS E MARCOS Lição 3 EVANGELHOS DE MATEUS E MARCOS 1. Mateus O Evangelho de Mateus recebe o nome do seu autor, que significa presente do Senhor. Mateus foi um judeu, coletor de impostos para o governo romano, ou seja,

Leia mais

A morte física é o resultado final da vida nesse mundo decaído. 1 Jo 5:19

A morte física é o resultado final da vida nesse mundo decaído. 1 Jo 5:19 1 Todos Morrem! Pessoas morrem diariamente, seja por acidente ou de câncer, ataque cardíaco, acidente vascular cerebral, ou como vítimas de quaisquer das numerosas outras doenças. Alguns chegam a morrer

Leia mais

MISSÃO E CRESCIMENTO DA IGREJA IGREJA: CORPO VIVO DE CRISTO. Estudo Bíblico

MISSÃO E CRESCIMENTO DA IGREJA IGREJA: CORPO VIVO DE CRISTO. Estudo Bíblico MISSÃO E CRESCIMENTO DA IGREJA IGREJA: CORPO VIVO DE CRISTO Estudo Bíblico Bispo Luiz Vergílio / Caxias do Sul/RS Abril de 2009 Ministerial de Pastores e Pastoras 1 MISSÃO DA IGREJA E CRESCIMENTO I. IGREJA

Leia mais

O Antigo Testamento tem como seus primeiros livros a TORÀ, ou Livro das leis. É um conjunto de 5 livros.

O Antigo Testamento tem como seus primeiros livros a TORÀ, ou Livro das leis. É um conjunto de 5 livros. O Antigo Testamento tem como seus primeiros livros a TORÀ, ou Livro das leis. É um conjunto de 5 livros. A Torá é o texto mais importante para o Judaísmo. Nele se encontram os Mandamentos, dados diretamente

Leia mais

Poderá interromper e dialogar com o grupo; montar perguntas durante a exibição; montar grupos de reflexão após a exibição, e assim por diante.

Poderá interromper e dialogar com o grupo; montar perguntas durante a exibição; montar grupos de reflexão após a exibição, e assim por diante. O Catequista, coordenador, responsável pela reunião ou encontro, quando usar esse material, tem toda liberdade de organizar sua exposição e uso do mesmo. Poderá interromper e dialogar com o grupo; montar

Leia mais

MESTRADO EM TEOLOGIA

MESTRADO EM TEOLOGIA MESTRADO EM TEOLOGIA Edital 2016 Este edital se destina especificamente a candidatos ao Mestrado em Teologia, com início em março de 2016. 1. Objetivo O Programa de Mestrado em Teologia visa o desenvolvimento

Leia mais

DECLARAÇÃO DE FÉ 27/06/15 PLANO DE SALVAÇÃO

DECLARAÇÃO DE FÉ 27/06/15 PLANO DE SALVAÇÃO DECLARAÇÃO DE FÉ Pr Josemeire Ribeiro CRM PR 2015 O que é credo? É o que eu creio. PLANO DE SALVAÇÃO QUEDA REDENÇÃO RESTAURAÇÃO Declaração de Fé da IEQ foi compilada por sua fundadora Aimeé Semple McPherson,

Leia mais

ESCRITO POR ALEJANDRA. Como Teodoro compreendia a caridade e a vida em comunidade?

ESCRITO POR ALEJANDRA. Como Teodoro compreendia a caridade e a vida em comunidade? Notre Dame de Sion Congregational Novitiate. St. John in Montana ESCRITO POR ALEJANDRA Newsletter No. 4 Como Teodoro compreendia a caridade e a vida em comunidade? May-June 2014 As passagens abaixo são

Leia mais

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado LIÇÃO 1 - EXISTE UM SÓ DEUS 18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado A Bíblia diz que existe um único Deus. Tiago 2:19, Ef. 4 1- O Deus que Criou Todas as coisas, e que conduz a sua criação e

Leia mais

Ademir Ifanger A COMUNIDADE VIVENDO EM DISCIPULADO

Ademir Ifanger A COMUNIDADE VIVENDO EM DISCIPULADO Ademir Ifanger A COMUNIDADE VIVENDO EM DISCIPULADO 2 C o m u n i d a d e V i v e n d o e m d i s c i p u l a d o A COMUNIDADE VIVENDO EM DISCIPULADO A d e m i r I f a n g e r 3 Índice I. Espiritualidade

Leia mais

Texto do dia. "Disse-lhes, então: Dai, pois, a César o que é de César e a Deus, o que é de Deus" (Lc 20.25).

Texto do dia. Disse-lhes, então: Dai, pois, a César o que é de César e a Deus, o que é de Deus (Lc 20.25). Lição 12 21/06/2015 Texto do dia "Disse-lhes, então: Dai, pois, a César o que é de César e a Deus, o que é de Deus" (Lc 20.25). Síntese O exercício da cidadania terrena e a participação política dos servos

Leia mais

TRADUÇÃO Angelino Junior do Carmo

TRADUÇÃO Angelino Junior do Carmo TRADUÇÃO Angelino Junior do Carmo Sumário Obtendo o máximo de Tiago... 5 1. Confiança ou dúvida Tiago 1.1-18... 9 2. Palavras, palavras, palavras Tiago 1.19-27... 12 3. Não discrimine as pessoas Tiago

Leia mais

Considerações sobre o Evangelho de João

Considerações sobre o Evangelho de João 1 Considerações sobre o Evangelho de João. O Evangelho de João nasceu do anúncio vivo, da memória de homens e mulheres que guardavam e transmitiam os ensinamentos transmitidos por Jesus.. O chão = vida

Leia mais

UM NOVO ANO, UMA NOVA CHANCE

UM NOVO ANO, UMA NOVA CHANCE ESTUDOS Fevereiro/14-2ª SEMANA CÉLULA FAMILIAR UM NOVO ANO, UMA NOVA CHANCE Texto Bíblico: João 8:3-11 Tem um dito popular que diz que errar é humano. Normalmente nos lembramos desse dito, e gostamos de

Leia mais

Disciplinas Espirituais

Disciplinas Espirituais Disciplinas Espirituais A falta de disciplina na vida de qualquer ser humano é prejudicial e nociva! Antes de falarmos sobre disciplinas espirituais, é preciso compreendermos melhor o que a mesma significa.

Leia mais

Uma leitura apressada dos Atos dos Apóstolos poderia nos dar a impressão de que todos os seguidores de Jesus o acompanharam da Galileia a Jerusalém,

Uma leitura apressada dos Atos dos Apóstolos poderia nos dar a impressão de que todos os seguidores de Jesus o acompanharam da Galileia a Jerusalém, Uma leitura apressada dos Atos dos Apóstolos poderia nos dar a impressão de que todos os seguidores de Jesus o acompanharam da Galileia a Jerusalém, lá permanecendo até, pelo menos, pouco depois de Pentecostes.

Leia mais

O Movimento de Jesus

O Movimento de Jesus O Movimento de Jesus Tudo começou na Galiléia Quando Jesus começou a percorrer a Palestina, indo das aldeias às cidades, anunciando a Boa Nova do Evangelho, o povo trabalhador ia atrás dele. A fama de

Leia mais

LC 19_1-10 OS ENCONTROS DE JESUS ZAQUEU O HOMEM QUE QUERIA VER JESUS

LC 19_1-10 OS ENCONTROS DE JESUS ZAQUEU O HOMEM QUE QUERIA VER JESUS 1 LC 19_1-10 OS ENCONTROS DE JESUS ZAQUEU O HOMEM QUE QUERIA VER JESUS Lc 19 1 Jesus entrou em Jericó e estava atravessando a cidade. 2 Morava ali um homem rico, chamado Zaqueu, que era chefe dos cobradores

Leia mais

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão.

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. TIPOS DE BATISMO Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. A forma praticada no Novo Testamento era por imersão, conforme vemos: A palavra grega

Leia mais

O Calendário Judaico. Cronologia. Cronologia HARMONIZAÇÃO CRONOLÓGICA O ANO DO NASCIMENTO DE JESUS. Mt 2:1-23 Época do Nascimento:

O Calendário Judaico. Cronologia. Cronologia HARMONIZAÇÃO CRONOLÓGICA O ANO DO NASCIMENTO DE JESUS. Mt 2:1-23 Época do Nascimento: Há Harmonia Entre os Evangelhos? Mar/Abr/2015 Vlademir Hernandes AULA 3 15/3/2015 Recapitulação A importância dos Evangelhos Por que 4 evangelhos Bibliografia A necessidade de harmonização Exercícios sobre

Leia mais

LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS

LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS 1 TEXTO BÍBLICO - Lucas 6,12-19 (Fazer uma Oração ao Espírito Santo, ler o texto bíblico, fazer um momento de meditação, refletindo sobre os três verbos do texto

Leia mais

O ANTIGO TESTAMENTO ENTRE PASSADO E ATUALIDADE

O ANTIGO TESTAMENTO ENTRE PASSADO E ATUALIDADE Jörg Garbres Ms. De Teologia O ANTIGO TESTAMENTO ENTRE PASSADO E ATUALIDADE Introdução ao AT e sua importância Introdução O AT faz parte do Cânon da cristandade! O AT abrange 4/5 da Bíblia! O AT é testemunho

Leia mais

BATISMO COM ESPÍRITO SANTO

BATISMO COM ESPÍRITO SANTO 1 BATISMO COM ESPÍRITO SANTO 1 Cantai de júbilo a Deus, força nossa; celebrai o Deus de Jacó.2 Salmodiai e fazei soar o tamboril, a suave harpa com o saltério.3 Tocai a trombeta na Festa da Lua Nova, na

Leia mais

O S F U N D A M E N T O S Educação Teológica. Salmo 11.3 Quando os fundamentos estão sendo destruídos, que pode fazer o justo?

O S F U N D A M E N T O S Educação Teológica. Salmo 11.3 Quando os fundamentos estão sendo destruídos, que pode fazer o justo? OS FUNDAMENTOS Salmo 11.3 Quando os fundamentos estão sendo destruídos, que pode fazer o justo? O justo é chamado a perseverar com fé, esperança e amor. Não importa quais sejam as crises, o justo não pode

Leia mais

OS SACRAMENTOS. O que é um Sacramento?

OS SACRAMENTOS. O que é um Sacramento? OS SACRAMENTOS Os sacramentos da nova lei foram instituídos por Cristo e são sete, a saber: o Batismo, a Crisma ou Confirmação, a Eucaristia, a Penitência, a Unção dos Enfermos, a Ordem e o Matrimônio.

Leia mais

TI GO A T U A N T LIÇÃO - 06 IV TRIMESTRE

TI GO A T U A N T LIÇÃO - 06 IV TRIMESTRE cartas de TI GO 2014 IV TRIMESTRE LIÇÃO - 0 FÉ A T U A N T E RELEMBRANDO eé O homem com anel de ouro Luta de Classes Amor ao Próximo Toda a Lei Julgado pela Lei Resumo: O equilíbrio entre juízo e misericórdia

Leia mais

Introdução e visão geral da História de Israel e dos textos do Antigo Testamento. Jörg Garbers Ms. de Teologia

Introdução e visão geral da História de Israel e dos textos do Antigo Testamento. Jörg Garbers Ms. de Teologia Introdução e visão geral da História de Israel e dos textos do Antigo Testamento Jörg Garbers Ms. de Teologia 26.10.2013 08:00-09:30 Profetas e profetismo na história de Israel 09:50-11:50 A ressurreição

Leia mais

EVANGELHO OS EVANGELHOS SEGUNDO TESTAMENTO TERMINOLOGIA ICE CAMPO LARGO INTRODUÇÃO GERAL. Para os gregos:

EVANGELHO OS EVANGELHOS SEGUNDO TESTAMENTO TERMINOLOGIA ICE CAMPO LARGO INTRODUÇÃO GERAL. Para os gregos: SEGUNDO TESTAMENTO ICE CAMPO LARGO OS EVANGELHOS INTRODUÇÃO GERAL EVANGELHO TERMINOLOGIA EUANGELION eu = indica algo bom Eucaristia = ação de graças Eutanásia = boa morte angelion = o que é próprio do

Leia mais

Hermenêutica Bíblica. 1 Glossário 2 EXEGESE

Hermenêutica Bíblica. 1 Glossário 2 EXEGESE Hermenêutica Bíblica 1 Glossário 1 1 Hermenêutica - É a ciência e a arte que estuda a interpretação da Bíblia. Ciência porque estabelece regras positivas e invariáveis Arte porque as suas regras são práticas.

Leia mais

Poderá interromper e dialogar com o grupo; montar perguntas durante a exibição; montar grupos de reflexão após a exibição, e assim por diante.

Poderá interromper e dialogar com o grupo; montar perguntas durante a exibição; montar grupos de reflexão após a exibição, e assim por diante. O Catequista, coordenador, responsável pela reunião ou encontro, quando usar esse material, tem toda liberdade de organizar sua exposição e uso do mesmo. Poderá interromper e dialogar com o grupo; montar

Leia mais

PANORAMAS DE MATEUS, MARCOS, LUCAS E JOÃO

PANORAMAS DE MATEUS, MARCOS, LUCAS E JOÃO 1 PANORAMAS DE MATEUS, MARCOS, LUCAS E JOÃO Os evangelistas, conforme afirmo, não escreveram para igrejas específicas que eles conheciam pessoalmente ou apenas de ouvir falar, nem mesmo para um número

Leia mais

IV Domingo do Advento (Ano B) EVANGELHO Lc 1,26-38. «Eis a escrava do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra»

IV Domingo do Advento (Ano B) EVANGELHO Lc 1,26-38. «Eis a escrava do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra» segundo a tua palavra» Ambiente: O Evangelho que nos é hoje proposto deve ser entendido a esta luz: não interessa, pois, estar aqui à procura de factos históricos; interessa, sobretudo, perceber o que

Leia mais

DISCÍPULOS E SERVIDORES DA PALAVRA DE DEUS NA MISSÃO DA IGREJA

DISCÍPULOS E SERVIDORES DA PALAVRA DE DEUS NA MISSÃO DA IGREJA DISCÍPULOS E SERVIDORES DA PALAVRA DE DEUS NA MISSÃO DA IGREJA DEUS SE REVELA Revelação é o diálogo entre Deus e seus filhos, cuja iniciativa vem de Deus (8). A Palavra de Deus não se revela somente para

Leia mais

BÍBLIA PASSO A PASSO NOVO TESTAMENTO

BÍBLIA PASSO A PASSO NOVO TESTAMENTO PAGINA 1 BÍBLIA PASSO A PASSO NOVO TESTAMENTO 10. O ENSINAMENTO SOBRE JESUS Pouco tempo depois, ajuntou-se outra vez uma grande multidão. Como eles não tinham nada para comer, Jesus chamou os discípulos

Leia mais

ORIENTAÇÕES PRÁTICAS PARA AS EQUIPES DE INTERCESSÃO

ORIENTAÇÕES PRÁTICAS PARA AS EQUIPES DE INTERCESSÃO ORIENTAÇÕES PRÁTICAS PARA AS EQUIPES DE INTERCESSÃO O Grupo de Oração é aberto para todos virem beber da água viva de Jesus, sendo inundados pelo Espírito Santo, onde louvam, cantam, e são alimentados

Leia mais

Nasce uma nova Igreja

Nasce uma nova Igreja Nasce uma nova Igreja O Livro dos Atos dos Apóstolos é a segunda parte do Evangelho de São Lucas. No Evangelho, Lucas apresenta a vida e a atividade terrena de Jesus como a grande viagem que vai da Galiléia

Leia mais

EBD ADU 2011. Aulas sobre o Espírito Santo e você. Prefácio

EBD ADU 2011. Aulas sobre o Espírito Santo e você. Prefácio Aulas sobre o Espírito Santo e você. EBD ADU 2011 Prefácio 1. Quem é o Espírito Santo? 2. Os símbolos do Espírito Santo 3. O Espírito Santo e as Escrituras 4. Da criação até o nascimento de Jesus 5. Do

Leia mais

E CONHECEREIS A VERDADE, E A VERDADE VOS LIBERTARÁ

E CONHECEREIS A VERDADE, E A VERDADE VOS LIBERTARÁ ADIVINHOS: O que a Bíblia diz sobre eles? Lv 19. 31; Dt 18. 10; Is 8. 19-20; At 16.16-19 CASAMENTO: Posso casar com uma pessoa desigual na fé? II Co 6. 14 18 CARNE DE PORCO: È proibido comer ou não? Col

Leia mais

Você consegue imaginar Jesus Cristo perdendo Seu precioso tempo em ler um texto apócrifo?

Você consegue imaginar Jesus Cristo perdendo Seu precioso tempo em ler um texto apócrifo? Você consegue imaginar Jesus Cristo perdendo Seu precioso tempo em ler um texto apócrifo? Assumiria Jesus Cristo o risco de citar um texto, que não fosse inspirado, sabendo que com isso poderia legitimá-lo

Leia mais

Capítulo Vinte e Três (Chapter Twenty-Three) Os Sacramentos (The Sacraments)

Capítulo Vinte e Três (Chapter Twenty-Three) Os Sacramentos (The Sacraments) Capítulo Vinte e Três (Chapter Twenty-Three) Os Sacramentos (The Sacraments) Jesus só deu à Igreja dois sacramentos: batismo nas águas (veja Mt. 28:19) e a Santa Ceia (veja 1 Co. 11:23-26). Estudaremos

Leia mais

Mateus 10: Jesus e Seus Discípulos

Mateus 10: Jesus e Seus Discípulos Lição 5 26 de julho a 2 de agosto Mateus 10: Jesus e Seus Discípulos Sábado à tarde Ano Bíblico: Is 11 14 VERSO PARA MEMORIZAR: Não temais, pois! Bem mais valeis vós do que muitos pardais (Mt 10:31). LEITURAS

Leia mais

A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa fé, uma luz na caminhada de nossa vida.

A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa fé, uma luz na caminhada de nossa vida. LITURGIA DA PALAVRA A Palavra de Deus proclamada e celebrada - na Missa - nas Celebrações dos Sacramentos (Batismo, Crisma, Matrimônio...) A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa

Leia mais

Apêndice 1 Ementário do CTER

Apêndice 1 Ementário do CTER Apêndice 1 Ementário do CTER Apresentamos abaixo a ementa de cada uma das 31 (trinta e uma) disciplinas obrigatórias do CTER. Este ementário está sujeito a alterações. O aluno deve permanecer atento, pois,

Leia mais

O primeiro texto em II Rs 6:1 7 (versão RA), onde um servo perdeu um machado e o profeta Eliseu faz um ato profético e o machado flutua.

O primeiro texto em II Rs 6:1 7 (versão RA), onde um servo perdeu um machado e o profeta Eliseu faz um ato profético e o machado flutua. Vigie com os Valores e Ferramentas espirituais. Veremos dois textos que falam sobre perda, e tiraremos a lição para nossas vidas, para Não perdermos o que Deus já nos deu, e para que isso não aconteça,

Leia mais

STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966.

STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966. Azusa Revista de Estudos Pentecostais 1 STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966. Josias Novak 1 1 A promessa do Espírito Em sua exposição Stott afirma que a

Leia mais

n.1 Linhas fundamentais para

n.1 Linhas fundamentais para n.1 Linhas fundamentais para uma redescoberta, na vida da Igreja, da Palavra Divina, Fonte de constante renovação, Com a esperança de que a mesma se torne cada vez mais O coração de toda a atividade eclesial.

Leia mais

XXVII Domingo TC - ANO A

XXVII Domingo TC - ANO A EVANGELHO Mt 21,33-43 «.. A pedra que os construtores rejeitaram tornou-se a pedra angular...» 1 Ambiente: Estamos em Jerusalém, pouco tempo após a entrada triunfal de Jesus na cidade. De hora para hora,

Leia mais

Romanos 1-6. A Justiça de Deus. editora batista regular. Por JOHN A. STEWART

Romanos 1-6. A Justiça de Deus. editora batista regular. Por JOHN A. STEWART Romanos 1-6 A Justiça de Deus Por JOHN A. STEWART editora batista regular "Construindo Vidas na Palavra de Deus" Rua Kansas, 770 - Brooklin - CEP 04558-002 - São Paulo - SP 2010 2009 Lamplighters International.

Leia mais

CONHECENDO AS SEITAS

CONHECENDO AS SEITAS CONHECENDO AS SEITAS RELIGIÃO: deriva do termo latino "Re-Ligare", que significa "religação" com o divino. SEITA: é um grupo que afirma ser cristão, porém nega uma verdade essencial do cristianismo bíblico.

Leia mais

O significado de um viver santo

O significado de um viver santo O significado de um viver santo TEXTO BÍBLICO BÁSICO Efésios 4.4-3 4 - E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade. 5 - Por isso deixai a mentira, e falai

Leia mais

O seu conceito das religiões é como o seguinte quadro?

O seu conceito das religiões é como o seguinte quadro? ...as religiões? Sim, eu creio que sim, pois não importa a qual religião pertença. O importante é apoiar a que tem e saber levá-la. Todas conduzem a Deus. Eu tenho minha religião e você tem a sua, e assim

Leia mais

CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO

CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO ETERNIDADE DEUS PAI LOGUS ESPIRITO SANTO A TRINDADE 1Jo.5.7 LOGUS QUER DIZER PALAVRA OU VERBO SE REFERE AO FILHO NA ETERNIDADE I - SUA PRÉ-EXISTÊNCIA 1 - SUA EXISTÊNCIA

Leia mais

PAULO DE TARSO: A EDUCAÇÃO NO CRISTIANISMO PRIMITIVO

PAULO DE TARSO: A EDUCAÇÃO NO CRISTIANISMO PRIMITIVO 20 a 24 de outubro de 2008 PAULO DE TARSO: A EDUCAÇÃO NO CRISTIANISMO PRIMITIVO Lorena Munhoz da Costa 1 ; Reginaldo Aliçandro Bordin 2 RESUMO: O presente trabalho objetiva estudar a educação cristã do

Leia mais

TRADIÇÃO. Patriarcado de Lisboa JUAN AMBROSIO / PAULO PAIVA 2º SEMESTRE ANO LETIVO 2013 2014 1. TRADIÇÃO E TRADIÇÕES 2.

TRADIÇÃO. Patriarcado de Lisboa JUAN AMBROSIO / PAULO PAIVA 2º SEMESTRE ANO LETIVO 2013 2014 1. TRADIÇÃO E TRADIÇÕES 2. TRADIÇÃO JUAN AMBROSIO / PAULO PAIVA 2º SEMESTRE ANO LETIVO 2013 2014 1. TRADIÇÃO E TRADIÇÕES 2. A TRANSMISSÃO DO TESTEMUNHO APOSTÓLICO 3. TRADIÇÃO, A ESCRITURA NA IGREJA Revelação TRADIÇÃO Fé Teologia

Leia mais

#61. 10.14 O batismo do Espírito Santo

#61. 10.14 O batismo do Espírito Santo 10.14 O batismo do Espírito Santo #61 Estudamos o novo nascimento e vimos como o Espírito Santo realiza essa obra juntamente com a Palavra de Deus. Tínhamos que entender o novo nascimento e como alguém

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br O direito, o justo e a justiça. Um estudo à luz da Bíblia. Máriton Silva Lima* Direito é o objeto próprio da justiça, que obriga a dar a cada um o que lhe é devido, ou seja, aquilo

Leia mais

Permanecei no meu amor

Permanecei no meu amor PNV 325 Permanecei no meu amor Círculos Bíblicos sobre o Evangelho de João Carlos Mesters Mercedes Lopes Francisco Orofino São Leopoldo/RS 2014 Centro de Estudos Bíblicos Rua João Batista de Freitas, 558

Leia mais

Ev. Jacson Austragésilo 10/05/2015

Ev. Jacson Austragésilo 10/05/2015 1 2 3 4 OBJETIVO GERAL Mostrar a importância das mulheres no ministério do Senhor Jesus Cristo e na expansão do Reino de Deus. 5 OBJETIVOS ESPECÍFICOS Analisar a participação das mulheres no judaísmo e

Leia mais

1- INTRODUÇÃO. A história da vida de Jesus Cristo encontra-se em toda Bíblia. VT Jesus em profecia NT Jesus histórico

1- INTRODUÇÃO. A história da vida de Jesus Cristo encontra-se em toda Bíblia. VT Jesus em profecia NT Jesus histórico Vida de Cristo 1- INTRODUÇÃO A história da vida de Jesus Cristo encontra-se em toda Bíblia. VT Jesus em profecia NT Jesus histórico Entre o VT e o NT 400 anos de silêncio. No tempo de Jesus a Judéia estava

Leia mais

Ungidos Para Servir. Continua sendo um déficit entre o povo de Deus, o discernimento de seus ministérios e o entendimento do propósito da unção.

Ungidos Para Servir. Continua sendo um déficit entre o povo de Deus, o discernimento de seus ministérios e o entendimento do propósito da unção. Ungidos Para Servir Apesar dos esforços teológicos, a história cristã avançou dois mil anos e não conseguiu, em sua trajetória, evitar a má interpretação sobre o chamado ministerial dos santos e sobre

Leia mais

CRISTOLOGIA. Disciplina da teologia que sistematiza a reflexão crítica sobre a pessoa de Jesus Cristo, a partir da Revelação

CRISTOLOGIA. Disciplina da teologia que sistematiza a reflexão crítica sobre a pessoa de Jesus Cristo, a partir da Revelação CRISTOLOGIA Disciplina da teologia que sistematiza a reflexão crítica sobre a pessoa de Jesus Cristo, a partir da Revelação cristã. Resposta à questão: Quem é Jesus? (Mt 16,16) Jesus é o Cristo! Jesus:

Leia mais

Prédica sobre texto do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo, segundo o evangelista Marcos 12.28-34. Falar mais do amor de Deus

Prédica sobre texto do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo, segundo o evangelista Marcos 12.28-34. Falar mais do amor de Deus Prédica sobre texto do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo, segundo o evangelista Marcos 12.28-34. Falar mais do amor de Deus Prezada comunidade! O tema de nosso culto é Falar mais do amor de Deus.

Leia mais

A Igreja em um mundo novo. Aula 06/09/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira

A Igreja em um mundo novo. Aula 06/09/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira A Igreja em um mundo novo Aula 06/09/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira ??? As mudanças do nosso tempo Como reagir a elas? Econômicas Políticas Sociais Religiosas Teológicas Culturais Tecnológicas

Leia mais

4ª. Apostila de Filosofia História da Filosofia: Filosofia Grega: Período Helenístico Filosofia Medieval. Introdução

4ª. Apostila de Filosofia História da Filosofia: Filosofia Grega: Período Helenístico Filosofia Medieval. Introdução 1 4ª. Apostila de Filosofia História da Filosofia: Filosofia Grega: Período Helenístico Filosofia Medieval Introdução O último período da Filosofia Grega é o Helenístico (Sec. III a.c.-vi d.c.). É um período

Leia mais

A BELA HISTORIA DE JESUS DE NAZARÉ

A BELA HISTORIA DE JESUS DE NAZARÉ A BELA HISTORIA DE JESUS DE NAZARÉ O BATISMO DO SENHOR JESUS CRISTO E O COMEÇO DE SEU MINIST ÉRIO Volume 03 Escola: Nome : Professor (a): Data : / / 5) VAMOS BRINCAR DE FORCA? Marque com um x na letra

Leia mais