Carne de cavalo. Entrevista Eduardo Maya, o homem que está mudando o conceito do boteco no Brasil

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Carne de cavalo. Entrevista Eduardo Maya, o homem que está mudando o conceito do boteco no Brasil"

Transcrição

1 Entrevista Eduardo Maya, o homem que está mudando o conceito do boteco no Brasil Saúde Psoríase. Como conviver e aceitar essa doença, extremamente constrangedora Veículos Reinado absoluto: a Chrysler relança no mercado brasileiro a nova RAM 2500 ano 6 número 51 R$ 8,50 Carne de cavalo O Frigorífico Prosperidad é o maior e um dos dois únicos do Brasil voltados para o abate de equídeos. Sob a marca Fava, quase 100% da produção vai para o mercado externo. No mundo, apenas outros quatro países operam com esse tipo de comércio

2

3 expediente editorial Diretor Geral Eduardo J. L. Nascimento Diretor Comercial Fernando Martini Conselho Gestor Eduardo J. L. Nascimento Evaldo Pighini Fernando Martini Conselho Editorial Paulo Sérgio Ferreira Janaina Depiné Analu Guimarães Dr. Joemilson D. Lopes Marconi Silva Santos Pedro Lacerda Marcelo Prado Dalira L. C. M. Carneiro Editor Chefe Evaldo Pighini e Jornalista Responsável MG JP Reportagens Evaldo Pighini Margareth Castro Michele Borges Fabiana Barcelos Laura Pimenta Rosiane Magalhães Talita Nakamuta Alitéia Milagre Renata Tavares Lia Barbosa Revisão Lúcia Amaral Fotografia Mauro Marques (exceto as creditadas) Colaboradora Márcia Amaral Vendas Maurício Ribeiro Secretaria Edileusa Ribeiro Jurídico Thiago Alves OAB Capa/Editoração Humpormil Pré-impressão Registro Buraeu Impressão Tiragem exemplares Anúncio Assinatura Canal Livre Cartas Rua Roosevelt de Oliveira, 345 Sl 14 Bairro Aparecida CEP Uberlândia - MG - Brasil Edições extras e reprints Artigos assinados não refletem necessariamente a opinião desta revista, assim como declarações emitidas por entrevistados. É autorizada a reprodução total ou parcial das matérias, desde que citada a fonte. A Revista MERCADO é uma publicação mensal do Grupo de Mídia Brasil Central (GMBC). Revista MERCADO Rua Roosevelt de Oliveira, 345 Sl 14 Bairro Aparecida CEP Uberlândia - MG - Brasil Copyright Grupo GMBC Todos os direitos reservados. Curta nossa Página. Procure Revista Mercado Leão cada vez mais faminto O Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário, o IBPT, divulgou recentemente mais um estudo - denominado Dias Trabalhados para pagar Tributos - que, como o próprio nome sugere, dimensiona o quanto o brasileiro paga de impostos ao longo de um ano. E, pasmem, ficou constatado que em 2012 teremos que trabalhar até o dia 29 de maio, quase cinco meses do ano, exatos 4 meses de 29 dias em média, somente para pagar impostos, taxas e contribuições às três esferas governamentais: federal, estadual e municipal. O período representa um dia a mais que no ano passado, tendo em vista 2012 ser ano bissexto. Por isso, não há o que aplaudir quando o governo anuncia redução de impostos, como o IPI para automóveis ou produtos da linha branca (geladeiras, fogões etc.), pois tais medidas, na prática, não demonstram redução na arrecadação de impostos, mas, ao contrário, aumento. Ao induzir o povo ao consumo, o governo arrecada mais. A conta é simples, se comparada há anos anteriores. Basta avaliar o estudo do IBPT que constatou aumento nos dias trabalhados pelo brasileiro apenas para pagamento de tributos. Neste ano, serão 150 dias contra 149 dias em 2011, 148 em 2010 e 147 em Vivemos uma crescente, além do que, se a comparação for feita por um período maior, a quantidade de dias praticamente dobrou em relação à década de 1970, quando eram necessários 76 dias de trabalho para esse fim. Deixando de lado a média de dias trabalhados, outro detalhe, segundo constata o IBPT, é que dependendo da faixa de renda, o contribuinte terá de trabalhar mais dias no ano para ficar quite com o leão: os que têm rendimento mensal de até R$ 3 mil, trabalharão 143 dias; os que possuem rendimento acima de R$ 3 mil até R$ 10 mil, 159 dias; e os que ganham acima de R$ 10 mil, trabalharão152 dias. Só para efeito de esclarecimento, além da tributação incidente sobre os rendimentos do brasileiro, como Imposto de Renda de Pessoa Física, INSS, previdências oficiais e contribuições sindicais, o cidadão paga tributos indiretos sobre o consumo, inclusos no preço dos produtos e serviços (PIS, COFINS, ICMS, IPI, ISS etc.), e sobre o patrimônio (IPTU, IPVA, ITCMD, ITBI, ITR). As taxas (limpeza pública, coleta de lixo, emissão de documentos) e contribuições (iluminação pública) também estão consideradas no cálculo. É muito, mas a meu ver, até poderia ser tolerável se isso representasse melhoria na oferta de serviços públicos para os cidadãos. O brasileiro, apesar de trabalhar um dia a mais para pagar tributos em 2012 em relação a anos anteriores, continua não vendo o retorno dos valores recolhidos em serviços à população, como segurança, rodovias em boas condições e sem pedágio, educação, saneamento básico, saúde, iluminação pública e outros. Nada disso, o dinheiro que sai dos nossos bolsos acaba sendo destinado a bancar obras superfaturadas do PAC, mensalões, festa das passagens aéreas e até a encher cuecas. Até quando o trabalhador brasileiro irá suportar, só Deus sabe. O fato é que o leão anda cada vez mais faminto. Estamos nós, no Brasil, literalmente sob o dilema de que se correr o leão pega, se ficar o leão come. Evaldo Pighini Editor Revista MERCADO Edição 51

4 51 índice Janeiro 2012 Capa 28 Indústria 26 Carne de cavalo made in Araguari, município do Triângulo Mineiro que abriga o Frigorífico Prosperidad, o maior entre os dois únicos do Brasil voltados para o abate de equídeos. Quase 100% da produção vai para o mercado externo. No mundo, apenas outros quatro países operam com esse tipo de comércio Gás novo na indústria de Minas Gerais. A CNI apresentou ao governo do estado o Programa de Apoio à Competitividade da Indústria Mineira, que vai resultar em R$ 260 milhões de investimentos em qualificação profissional, desenvolvimento tecnológico e inovação Saúde Entrevista Eduardo Maya, o homem que mudou o conceito do boteco no Brasil a partir da promoção de um concurso gastronômico baseado exclusivamente em pratos típicos desse tipo de comércio, concurso esse que hoje está consagrado como o maior do gênero no país Educação Artigo...8 Conversa Franchising Economia Especial Cultura Bazar Dica de leitura Literatura Profissões em Filme Sustentabilidade Empresas & Empresários Doença da vergonha. Não, não tem a ver com pudor, mas sim com a Psoríase, uma doença inflamatória que afeta a pele, provocando placas avermelhadas, manchas e descamação, podendo atingir também as articulações, causando constrangimento ao paciente Veículos Única picape grande no mercado nacional, a nova Ram 2500 da Chrysler retorna ao Brasil com mecânica e visual inéditos e nível de equipamentos incomum ao segmento. Modelo, batizado de Laramie, é o primeiro da marca Ram vendido no país Turismo Uberlândia vai ganhar uma nova unidade do Senai, graças a uma parceria que envolve, além da própria instituição, também a Associação Pró-Vida. Depois de pronta, a unidade terá capacidade para atender até alunos em cursos profissionalizantes Comportamento Moda Marketing Evento Ponto de vista In foco Causos empresariais Geral Imagine um paraíso com água fresca, sombra, arquitetura futurista e turistas aos montes, tudo sob um sol de 50 graus. Esta é Abu Dhabi, o maior dos sete Emirados Árabes, que já está sendo considerada também a cidade verde mais perfeita do mundo Revista MERCADO Edição 51 Revista MERCADO Edição 51

5 artigo *Jan Eichbaum é sócio-líder da área de BPO da KPMG no Brasil Foco no que interessa Por Jan Eichbaum* Vivemos hoje na tão comentada e aclamada Era da Globalização. Não existem mais barreiras para informações, negócios, produtos e até para as empresas. Hoje, as companhias, independentemente de seu porte, cruzam fronteiras para oferecer seus produtos e serviços em diversos países. E o que faz determinada empresa ser atrativa também nos mercados internacionais? O seu DNA, ou seja, o diferencial que ela oferece, o seu core business, que deve ser sempre o seu foco principal. Seja qual for o core business, processos contábeis, fiscais, administrativos, folha de pagamento, recursos humanos e rotinas do departamento financeiro são algumas tarefas essenciais para a sobrevivência de qualquer empresa, e que consomem tempo, recursos e esforços para serem mantidas funcionando com eficiência. Além disso, as empresas em processo de globalização necessitam de apoio em três segmentos-chave: pessoas, processos e tecnologias. O sucesso na nova empreitada depende da identificação de talentos para o negócio em desenvolvimento, da adequação dos processos à temperatura local e da percepção das melhores tecnologias disponíveis para as necessidades do empreendimento. É nesse momento que o auxílio de especialistas - que conhecem melhor os mercados locais, suas características e sua cultura, além dos processos e das vicissitudes regionais - pode ser o diferencial. Fica muito mais fácil para as empresas adaptarem-se a essas características específicas contando com apoio especializado e local, podendo manter foco no seu core business. Esse apoio na adoção de soluções de serviços compartilhados ou de outsourcing pode significar economia administrativa, garantia de excelência em serviços e processos, impacto transformacional na cultura corporativa, flexibilidade, controles, compliance e, especialmente, foco no negócio. Por exemplo, a prática de SSOA - Shared Services and Outsourcing Advisory (consultoria em gestão de serviços compartilhados e outsourcing) tem contribuído significativamente para a efetiva expansão global das empresas, já que, nessa área, as companhias precisam de apoio para desenvolver suas plataformas e viabilizar sua instalação local nos países em que buscam expandir-se. É interessante perceber também que, com o crescimento da utilização pelas corporações de soluções de serviços compartilhados e outsourcing, o desafio é garantir o alinhamento e a adequação no cumprimento daquilo que foi estabelecido nos contratos. É nesse segmento que atua a assessoria em gestão de contratos e dos níveis de serviços prestados. Tal gestão serve para garantir tanto que o contratante obtenha do prestador o cumprimento adequado dos serviços contratados como que o prestador equalize sua atuação de acordo com o estritamente estabelecido no contrato, para evitar tornar seu trabalho deficitário. As empresas brasileiras estão vivendo neste momento um amadurecimento que tem sido estimulado inclusive pelo crescimento do uso de serviços técnicos especializados, e muitos gestores têm percebido que a transferência da gestão de alguns serviços é uma peça- -chave para que as corporações ponham em prática uma governança corporativa equilibrada. Avaliar essa estratégia é, portanto, uma importante decisão para os gestores empresariais. B

6 conversa Humberto Pereira Carneiro é diretor-presidente da Policard Systems e Serviços S/A. Prezado leitor, A sobrevivência de uma empresa só é possível através da inovação. Sem isso, ela está condenada à morte. A globalização e a competitividade exigem uma mudança de comportamento para que nos ajustemos ao ritmo de velocidade que os processos de desenvolvimento passaram a ter. Sem a adaptação, há riscos de uma empresa tornar- -se obsoleta em um curto tempo de vida e, até mesmo, de ver sua atividade-fim sumir do mercado. Exemplo disso é o que aconteceu com os fabricantes de filmes para máquinas fotográficas e os de máquinas de escrever. Para renovar os resultados, não é preciso somente trocar os equipamentos antigos por novos. É preciso sair da zona de conforto e buscar novas soluções. Inovar significa fazer qualquer coisa diferente na sua empresa: uma mudança, uma atitude, uma ideia, uma invenção que traga melhores resultados e valores agregados. De uns anos para cá, o que passou a ser realmente importante foi a produção de ideias inovadoras. A solução para alguns problemas de uma organização e para a inovação pode já estar presente nos colaboradores da empresa, mas sem a atenção devida, sem valorização ou canais que permitam que essa inovação aflore. Quanto vale a sua ideia? Na nossa empresa, a Policard - empresa que existe há mais de 18 anos e atua na administração de convênios para funcionários de empresas e/ou órgãos públicos, oferecendo soluções em meios eletrônicos de pagamento -, realizamos anualmente um projeto chamado Sua Ideia Pode Valer Um Bom Dinheiro, em que os colaboradores das diversas áreas participam apresentando ideias que buscam aumentar a receita e/ou diminuir despesas. Existe um comitê que avalia os projetos, os três primeiros colocados recebem premiações em dinheiro e, no final do ano, o projeto que trouxer melhor resultado recebe uma premiação extra. Todos os projetos podem ser implantados. O fato de não se criar um ambiente e canais propícios à inovação e à resolução de problemas faz com que os talentos da empresa ao longo do ano se acomodem ou procurem novos desafios em outras empresas. E assim acaba sendo em todos os níveis. Em geral, as pessoas têm sempre muito mais a oferecer se energizadas e inspiradas por uma visão que propicie liberdade e responsabilidade. A inovação precisa ter metas claras. O primeiro passo para o empresário acreditar que a inovação pode gerar resultados é explicar muito bem esta palavra: inovação. O que significa inovar? Para que inovar? Caso contrário, vai parecer que inovar é uma coisa destinada somente à alta cúpula, difícil de implementar, demorada e que vai absorver muitos dos recursos da organização. Um conjunto de direitos e deveres definem as regras de participação. Ambientes agradáveis que permitam que os colaboradores trabalhem com segurança e conforto necessário é bastante importante no processo de incentivo à criação de ideias. Se a empresa estiver convencida de que quer a Inovação de Resultados, não pode simplesmente chamar todos os colaboradores das áreas no dia seguinte e dar a seguinte orientação: a partir de hoje eu quero que todos vocês tragam novas ideias e as implementem o mais rapidamente possível, gerando o maior número de inovações para que nossa empresa cresça de forma sustentável. Deve iniciar, sim, com um trabalho gradual e sistemático de construção de um ambiente de inovação na empresa: tirar de posiçõe- chave pessoas que são do contra, estimular os indivíduos que costumam criticar de forma construtiva, implantar um sistema aberto e eficaz de ideias e sugestões para todos os funcionários e promover a integração de todas as áreas da empresa. Uma ideia só é considerada uma inovação se virar uma nota fiscal? Lembrando que qualquer tipo de inovação tem o objetivo de trazer ganhos para a empresa, não podemos desprezar ou simplesmente descartar uma ideia por acharmos que ela não trará resultado financeiro imediato. Ideia gera ideia. Uma sugestão que não é viabilizada de imediato poderá ser implantada em oportunidade futura, além de despertar outras ideias. O que não vale é não pensar nunca. A mente humana num primeiro momento está voltada a captar aquilo que se encaixa em seus padrões já estabelecidos. O novo causa medo. Para se ter novas ideias, é essencial que tenhamos a mente aberta e disposta a romper com paradigmas preexistentes. Além disso, temos que ter a coragem de buscar e implantar as ideias das pessoas que estão conosco no dia a dia, mas depois é necessário dividir os resultados. Quem tem dó de angu não cria cachorro. B 10 Revista MERCADO Edição 51

7 entrevista Eduardo Maya, gastrônomo e idealizador do concurso Comida di Buteco Foto: Divulgação O homem que mudou o conceito de boteco Da Redação Até o final de década de 1990, a imagem do boteco estava normalmente associada a pequenos estabelecimentos comerciais, instalados em algum canto de rua, que subsistiam basicamente da venda de uma meia quantidade de bebidas, principalmente a marvada pinga, cigarros e alguns poucos salgados preservados em estufas, tudo servido no balcão. Mas a realidade não era bem essa. Muitos desses estabelecimentos serviam bebidas e drinks para os mais diversos gostos e uma infinidade de petiscos e tira-gostos que eram verdadeiros manjares para o paladar do cliente, além de contar com atendimento de mesa em mesa. Contudo, mesmo que alguns desses comércios fossem diferenciados, não despertavam a atenção necessária além da de seus frequentadores normais e, portanto, funcionavam meio que à margem da sociedade. Porém, tanto a rotulagem como a imagem do boteco começaram a mudar no início da década de 2000, graças à iniciativa do mineiro Eduardo Maya, que teve a gostosa ideia de criar um concurso para dar mais notoriedade e atrair a atenção do público para os botecos de Belo Horizonte, capital mineira. Nascia ali o concurso Comida di Buteco. Como Maya próprio define: Há séculos o boteco faz parte da paisagem de nossas cidades. Mas por ser um espaço de comércio popular, não despertava a atenção necessária e, portanto, vivia à margem da sociedade. Quando o Comida di Buteco começou em Belo Horizonte, foi como se colocássemos um holofote sobre toda a riqueza da culinária de raiz da nossa região e desses estabelecimentos que têm, em sua maioria, uma história familiar por trás. A primeira edição do Concurso, em 2000, teve 10 estabelecimentos participantes e, de cara, conquistou a excelência tanto de público quanto de critica. Na prática, o objetivo era eleger o melhor boteco, através de votos dos próprios clientes, nos quesitos tira-gosto, atendimento, higiene e temperatura das bebidas servidas pelos estabelecimentos participantes. Em 2005, o Comida di Buteco já era o maior concurso do gênero do Brasil. Em 2007, o evento foi citado no New York Times, conquistando não só os brasileiros, mas também os gringos. Em 2008, ganhou a associação dos executivos Ronaldo Perri e Flávia Rocha, que expandiram o evento para as cidades do Rio de Janeiro, Goiânia e Salvador. Em 2010 e 2011, o concurso ainda ganhou a participação das cidades de Ipatinga, Montes Claros, Poços de Caldas, Uberlândia, Ribeirão Preto, Rio Preto, Belém, Fortaleza, Juiz de Fora e Manaus. Agora, em abril, pela terceira vez consecutiva, Uberlândia recebe o Comida di Buteco. Desta vez, com o status de maior e mais consagrado concurso gastronômico do Brasil. Em sua passagem pela cidade, o idealizador do concurso, Eduardo Maya, bateu um papo com a reportagem da revista MERCADO, abordando, entre outras questões, o evento e as novidades desta edição MERCADO - Quando surgiu a ideia de montar um concurso gastronômico? Você percebeu que o público de boteco pedia por isso? Eduardo Maya - Na realidade, o público estava acostumado com a falta de criatividade dos botecos. Os cardápios eram sempre os mesmos, ou seja, engessados. Foi quando tive a ideia de criar um concurso que valorizasse a culinária de raiz. Você já parou para contar quantos botecos você já visitou desde a primeira edição do Comida di Buteco? Passei por mais de sete mil botecos. Qual a diferença entre jantar num renomado restaurante e em um boteco familiar? A diferença está apenas no bolso do consumidor? São duas experiências fantásticas, porém distintas. A comida de boteco nos recorda a cozinha da nossa casa, é algo familiar. As porções, os petiscos falam sobre aquele determinado local e podem nos fazer recordar de nossa infância, de nossa terra natal. Para te dar um exemplo, um grupo de alemães migrou para os Estados Unidos e viveu por lá a vida toda. Mas durante todo esse tempo comeu apenas comida alemã. A Revista MERCADO Edição 51 13

8 entrevista Foto: Divulgação aumentar sua demanda. No geral, quanto o Comida di Buteco traz de retorno para os botecos participantes? Os botecos vendem 30% mais. Esses números representam apenas o período do concurso? Sim. Caso o botequeiro consiga fidelizar o cliente, suas vendas vão subir cinco vezes mais. Já pensou em incluir uma cidade internacional no concurso, por exemplo, Buenos Aires? Sim. Até fomos convidados a realizar o concurso em Salamanca (Espanha), Lisboa (Portugal), Miami (Estados Unidos) e Buenos Aires (Argentina). Mas ainda não é o momento. Vamos consolidar o Comida di Buteco em todo o Brasil primeiro, depois podemos sair. Foto: Divulgação A comida de boteco nos recorda a cozinha da nossa casa, é algo familiar Todos sabem da sua busca pela culinária de raiz. A identidade gastronômica realmente valoriza uma determinada região? Ela conta a história de uma região. Cria vínculos e identidade. Por isso, estamos homenageando Minas Gerais este ano. O Comida di Buteco definiu que nesta edição todas as cidades do estado participantes do concurso devem utilizar o queijo Minas nos pratos concorrentes. Esse produto é um símbolo mineiro. Quem não conhece ou não gosta do queijo Minas?! É por isso que muitas pessoas viajam para localidades que possuem culinárias autênticas, por exemplo, para Minas Gerais, Bahia e Pará na busca de abandonar a dieta? Claro. Para se ter ideia, no Comida di Buteco recebemos mais de 25 mil turistas. Só em Belo Horizonte foram mais de 17 mil pessoas. Até onde o Comida di Buteco colabora para essa busca de identidade? Essa é a nossa missão. Trabalhamos em função disso. Quando damos a oportunidade do botequeiro montar um prato típico de sua região, estamos colaborando totalmente para a identidade do local. Você pode citar um exemplo de um boteco que optou por um prato menos sofisticado, vamos usar esse termo, e se tornou referência até mesmo depois de o concurso ter sido finalizado? O Zito s Bar. Antes era um estabelecimento bem simples, frequentado por caminhoneiros. Após o Comida di Buteco, o proprietário ampliou, modernizou e conquistou muitos clientes. Pouco tempo depois, comprou uma casa em frente ao seu boteco. Com o cliente fidelizado as vendas sobem. Com o concurso, certamente, muitos estabelecimentos conseguem Para vender tanto, os estabelecimentos precisam se preparar, principalmente com relação à mão de obra. O Comida di Buteco colabora de alguma forma com a gestão do boteco? Organizamos reuniões e treinamentos através de parcerias como a do Senac, que oferece palestras sobre noções de higiene e atendimento. O foco é colocar na cabeça do proprietário a seguinte mensagem: fidelize seu cliente. Quantos empregos são gerados durante o período do Comida di Buteco? Diretamente são mais de mil. Posso citar o Bar do Zezé, tricampeão do Comida di Buteco em Belo Horizonte, que não tinha nenhum garçom e hoje possui uma equipe com 20. Antes do concurso, o boteco tinha apenas quatro mesas, atualmente são 40. Assim como Uberlândia, em mais quinze cidades está acontecendo o mesmo evento, não é mesmo? Como é organizar isso tudo ao mesmo tempo? Temos uma equipe que trabalha o ano todo. Temos um produtor local que elabora a lista de botecos para que eu possa definir depois. No mais são parceiros para serviços específicos. Pela primeira vez, São Paulo recebe o concurso e logo entra no roteiro como a cidade com maior número de botecos participantes, 50, superando Belo Horizonte, com 41. Qual é a expectativa do Comida di Buteco para a capital econômica do país? A melhor possível. Conseguimos parcerias com o Estadão e com a TV Globo. Vamos entrar como Napoleão invadiu a Rússia. Por que o concurso demorou tanto para chegar até os paulistanos? Foi por conta de um acordo de cavalheiros. Antes existia um evento parecido com o nosso e não era legal bater de frente. Uberlândia já pode ser considerada uma das principais cidades do roteiro do Comida di Buteco? Como você percebe a evolução dos estabelecimentos com a permanência do evento na cidade? E do público participante? Em Minas sim. Ainda temos um número de votos que não condiz com a cidade, o que é normal. Em Salvador e no Rio de Janeiro o evento também demorou um pouco para pegar. Este ano acredito que o Comida di Buteco vai entrar no gosto do uberlandense. Como você enxerga o atual momento da gastronomia brasileira? Estamos entre as referências mundiais? Não estamos. Temos tudo para ser a bola da vez, mas ainda não somos. Por enquanto, na América Latina, é o Peru. O Brasil precisa entender a importância do turismo para que possamos nos tornar uma potência gastronômica. Estamos próximos de sediar os Jogos Olímpicos e uma Copa do Mundo de Futebol, podemos tirar bastante proveito disso. Podemos afirmar que comida é um bom investimento? E qual receita o novo empreendedor da área precisa incluir em seu cardápio para alcançar o sucesso? Comida é um excelente investimento. O sujeito não tem o que vestir, mas se ganhar um trocado ele opta por comer. Para conseguir o sucesso o segredo é não desistir. O foco é colocar na cabeça do proprietário a seguinte mensagem: fidelize seu cliente Para encerrar, uma pergunta que não quer calar: qual o seu prato predileto? Todos. B 14 Revista MERCADO Edição 51

9 franchising & negócios *Carlos Ruben Pinto é Administrador de Empresas, Consultor de Franquias e Varejo. (31) Análise de Investimento Arriscar não é partir para um voo cego. É ter coragem para enfrentar obstáculos que certamente surgirão. Com previsibilidade e planejamento, o risco se torna oportunidade Por Carlos Ruben Pinto* (Eike Batista - no livro: O X da Questão) Antes de se decidir pela aquisição de uma franquia, o primeiro item a ser analisado é o seu perfil para o negócio, ou seja, é essencial gostar do que se faz, ter aptidão e identidade com o segmento. O segundo item igualmente importante deve ser a capacidade do negócio de gerar resultados financeiros positivos com a venda de produtos e/ou serviços a que se propõe. Quando uma pessoa decide comprar uma franquia, ela está, na prática, apostando nas vendas e em um resultado futuro promissor, tendo como referencial a marca, o conceito de negócio e a experiência de sucesso do franqueador na operação de sua unidade própria. Mas para ter mais segurança é fundamental fazer uma avaliação mais rigorosa do projeto de investimento, considerando, sobretudo, as características da localidade onde pretende instalar a franquia. As franquias são consideradas negócios de riscos mais reduzidos, porque, na maioria das vezes, são frutos de uma experiência bem- -sucedida de empresários que vivenciaram todo o ciclo de evolução da empresa franqueadora fazendo os ajustes necessários, aprendendo com os próprios erros. E ao decidir pela expansão via franquias, certamente fizeram um estudo financeiro, comprovando a viabilidade para abertura de unidades franqueadas em locais compatíveis com o perfil do negócio. Entretanto, todo candidato a franqueado deve estar consciente de que como empresário ele está sujeito a riscos. Então, como administrar tal situação? O risco é a possibilidade de que os resultados realizados possam Todo candidato a franqueado deve estar consciente de que como empresário ele está sujeito a riscos diferir daqueles esperados. Como avaliar então o risco na compra de uma franquia? Primeiro é preciso analisar bem a proposta de franquia e a empresa franqueadora. Pode-se começar pelos balanços e demonstrações financeiras que são entregues junto com a circular de oferta da franquia - (COF), e com eles recorrer a um contador de confiança para analisar a solidez da empresa franqueadora. A segunda providência é buscar informações junto aos franqueados já existentes, saber se estão satisfeitos com a franquia. Estando tudo certo até esse ponto, cabe ao candidato fazer a sua própria análise de investimento. Para isso, ele já deve ter em mãos os custos necessários à operação do negócio: aluguel, condomínio, IPTU, entre outras taxas; custo de aquisição dos produtos comercializados e /ou outros de acordo com o segmento e todos os pagamentos mensais fixos e variáveis previstos. Estes dados devem ser organizados em uma planilha de Fluxo de Caixa junto com a projeção de receitas, que deve ser feita com base nos dados passados pela franqueadora, considerando as características do mercado em que irá atuar e as dificuldades iniciais de qualquer negócio. Através do Fluxo de Caixa Mensal projetado é possível obter o ponto de equilíbrio operacional, ou seja, qual é o volume de receita necessário para pagar todos os custos, sem lucro ou prejuízo. É possível também projetar o retorno do investimento ( payback ). Cabe lembrar aqui que um dos principais erros a que estão sujeitos os iniciantes é não dispor do valor total necessário ao investimento inicial na franquia. Desta forma, isso acaba por comprometer o capital de giro necessário, especialmente no início de operação de qualquer negócio. O capital de giro representa os recursos para financiamento aos clientes (nas vendas a prazo), para manter estoques, pagamento aos fornecedores, pagamento de impostos, salários e demais custos e despesas operacionais. Qualquer que seja o método utilizado para análise do investimento em uma franquia, o importante é destacar que através de um estudo financeiro bem elaborado é possível ter uma boa noção do risco do negócio, lembrando que quanto maior for o risco, maior retorno será exigido. É importante ainda conhecer bem o sistema de franquias e sua legislação, avaliar o mercado, a concorrência e as oportunidades do segmento de seu especial interesse. Ou seja, é preciso ter e/ou desenvolver competência para entrar e se manter no franchising com maior chance de sucesso. B 16 Revista MERCADO Edição 51

10 educação social e de educação; a hospitais; à integração ao mercado de trabalho e proteção à cidadania. De 1998 a 2011, a Pró-Vida doou oito escolas profissionalizantes, que formaram, nesse período, mais de 55 mil alunos. A nona escola será entregue ainda neste ano em Campo Grande (MS) e a décima será a de Uberlândia. Perspectiva da nova unidade do Senai, que terá metros de área construída em terreno de m² no bairro Santa Rosa Senai vai ter nova unidade em Uberlândia Construção de novo centro profissionalizante conta com apoio da Prefeitura e da Associação Pró-Vida: a primeira doou o terreno e a segunda entrou com os recursos financeiros Da Redação Um convênio firmado ente o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), a Prefeitura de Uberlândia e a Central Geral do Dízimo (CGD) - Pró-Vida vai possibilitar a construção de uma nova unidade do Senai para a realização de cursos profissionalizantes em Uberlândia. O anúncio foi feito em abril, no auditório da prefeitura, e contou com a participação de representantes das três instituições envolvidas no projeto. Este investimento representa mais desenvolvimento para o nosso povo. É uma grande conquista para jovens e famílias e fruto de uma parceria solidária entre a iniciativa pública, entidades e organizações sociais. Um ato que oportuniza a profissionalização, melhora a qualidade de vida da população e a oferta de mão de obra qualificada às empresas e indústrias, além de criar um padrão de excelência em serviços prestados no município, disse o prefeito de Uberlândia, Odelmo Leão. O novo centro de formação profissional, que vai se chamar Dr. Celso Charuri, será construído em um terreno de 20 mil metros quadrados, doado pela Prefeitura, no bairro Santa Rosa, próximo ao Distrito Industrial Norte. A CGD - Pró-Vida irá executar a obra e equipar a unidade. Caberá ao Senai, que em Uberlândia está subordinado à Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG), entrar com todo o know- -how pedagógico e administrativo. Trata-se de um trabalho conjunto que tem um significado especial para a comunidade, disse o diretor regional do Senai, Lúcio Sampaio. Foto: Reprodução O ato da assinatura do convênio: em primeiro plano o prefeito Odelmo Leão e, ao seu lado, o diretor da Pró-Vida, Flávio Ensina, assinando o documento Serão metros de área construída, divididos em dois prédios. O local será arborizado e contará com salas, laboratórios, biblioteca, quadra poliesportiva, estacionamento, portaria, cantina e oficina de aprendizagem. Quando esta escola estiver pronta, todos poderão ver um exemplo dado por homens de boa vontade, que acreditaram no poder da educação. Daqui a aproximadamente 15 dias, entraremos em contato com as empreiteiras para que sejam apresentadas as propostas e assim possamos começar logo as obras, apontou o diretor da Pró- -Vida, Flávio José Ensina. Uberlândia apresenta demanda média anual por qualificação profissional de 400 jovens aprendizes, 850 qualificações básicas e 250 qualificações de técnicos de nível médio. Para atender à procura apontada em pesquisa, o Senai-MG irá desenvolver no novo centro de formação cursos nas áreas Automotiva, Eletroeletrônica, Informática e Metalmecânica. A intenção é iniciar as atividades com 750 alunos e ampliar as vagas até chegar ao número de alunos, capacidade total da unidade. Os cursos serão ministrados em três turnos. A obra permitirá a ampliação de cursos oferecidos pelo Senai, no bairro Roosevelt, pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Trabalho e por outras instituições em diversos bairros da cidade. A inauguração do novo espaço está prevista para 2013, com início das aulas no segundo semestre. Pró-Vida - A Central Geral do Dízimo - Pró-Vida é uma iniciativa do Movimento Pró-Vida, fundado na década de 1970 pelo médico e psicanalista paulista Celso Charuri, falecido em Em Uberlândia, é representada pela Associação Dr. Celso Charuri. Após mais de 30 anos de atuação, a Pró-Vida e suas afiliadas realizaram doações, das quais no Brasil e 466 no exterior (Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai, Uruguai, Guatemala, Grécia, Itália, Portugal, Congo, Egito, Etiópia, Madagascar, Mali, Moçambique, Índia e Líbano). Com base nos dados fornecidos pelas entidades, as doações realizadas pela Central Geral do Dízimo - Pró-Vida e suas afiliadas no Brasil registraram entre 2004 a 2011 mais de 1,72 milhões de assistidos nas áreas de amparo a dependentes físicos e mentais; à família e maternidade; a crianças, adolescentes e idosos; à saúde; a entidades de assistência O presidente da FIEMG Regional Vale do Paranaíba: a união também faz o conhecimento Para o presidente da FIEMG Regional Vale do Paranaíba, Pedro Lacerda, a criação de mais uma unidade do Senai em Uberlândia trará consequências imensuráveis para as futuras gerações, dado o maior número de pessoas que serão beneficiadas pelos cursos profissionalizantes que passarão a ser oferecidos. A educação e o conhecimento são conceitos que transformam a vida das pessoas. São riquezas pessoais que equilibram as diferenças sociais e possibilitam a conquista de mais qualidade de vida para o cidadão, que estando mais qualificado, tem o acesso facilitado a melhores empregos e, por consequência, a melhores salários, disse Lacerda. Com relação à parceria entre Prefeitura, Pró-Vida e Senai, o presidente da Regional FIEMG disse que isso extrapola a tese de que a união faz somente a força: a união faz também o conhecimento, afirmou. B 18 Revista MERCADO Edição 51 Revista MERCADO Edição 51 19

11 educação Olimpíada do Conhecimento premia alunos do Senac Representantes de unidades da região do Triangulo Mineiro e Alto Paranaíba foram destaque na competição que reuniu estudantes de todo o Estado. Etapa nacional ocorre em novembro Da Redação A aluna do Senac de Uberlândia, Juliett Angellis, no topo do pódio: ela foi primeiro lugar na categoria Massagista Foram mais de 70 horas de treinamento e preparação para a etapa estadual da Olimpíada do Conhecimento 2012, considerada a maior competição de educação profissional da América Latina. Os alunos do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) nas unidades da região do Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba e Pontal do Triângulo, que pela primeira vez participaram da disputa, conquistaram cinco medalhas, sendo ouro na categoria Massagista, ouro e bronze na Maquiador e prata nos cursos técnicos de Enfermagem e Estética. O evento reuniu mais de 60 estudantes de todo o Estado. Nas provas, realizadas em Belo Horizonte, os jovens competidores tiveram que enfrentar desafios semelhantes aos do ambiente de trabalho, sendo avaliados em relação ao domínio, à competência e à criatividade, além da qualidade e do tempo de execução de cada atividade proposta. A jovem Juliett Angellis de Lima, 20, foi uma das apostas do Senac Uberlândia na competição. A estudante, orientada pela instrutora Michelle Mantovani, mostrou que tem habilidades nas mãos e conquistou o primeiro lugar na categoria Massagista. Foram dias de muita tensão. Teve um momento em que pensei em desistir, mas a vontade de vencer este desafio falou mais alto. Estou muito feliz com o resultado e esta experiência já está contribuindo muito para minha carreira profissional, comemora Juliett, que também é estudante de Arquitetura. Ederson Daniel Oliveira, 19, representante da unidade Araxá, também foi destaque na Olimpíada. O jovem foi primeiro lugar na modalidade Maquiador e afirma que a competição amplia a visão dos novos profissionais sobre o mercado de trabalho. Na competição tivemos a oportunidade de nos avaliar profissionalmente. Tenho certeza de que voltamos mais maduros, e o Senac é muito importante neste resultado, reforçou Ederson. Para o gerente regional de operações do Senac Minas, Paulo Baratta, a premiação é o resultado do trabalho desenvolvido pelas A Ederson Oliveira, de Araxá, foi primeiro colocado na categoria Maquiador Revista MERCADO Edição 51 21

12 educação unidades na região. O empenho dos alunos, instrutores e profissionais envolvidos foi fundamental nesta conquista. São 65 anos de história em educação e este prêmio reforça o nosso compromisso com a formação e qualificação profissional de qualidade, afirma. Alguns dos alunos classificados nesta etapa em primeiro e segundo lugar vão participar da disputa nacional, que será realizada no mês de novembro, em São Paulo. São 65 anos de história em educação e este prêmio reforça o nosso compromisso com a formação e qualificação profissional de qualidade (Paulo Baratta) Olimpíada do Conhecimento Considerada a maior competição de educação profissional da América Latina, a Olimpíada do Conhecimento é também uma das principais vitrines profissionais do país. Além de expor o talento de jovens estudantes, incentiva o desenvolvimento de competências e ensina os alunos a superar desafios, aproximando-os da realidade do mercado de trabalho. A Olimpíada, realizada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e o Senac, é dividida em quatro etapas. Os alunos passaram por uma seleção escolar para chegar à etapa estadual. Os classificados em algumas modalidades vão participar da disputa nacional, que acontece em novembro, em São Paulo. Nela, serão escolhidos os destaques para disputar a etapa internacional (WorldSkills) na Alemanha, em B 22 Revista MERCADO Edição 51

13 economia Mudanças na caderneta de poupança colocaram dúvidas na cabeça do brasileiro. E agora, onde aplicar? Onde aplicar com a Nova Poupança? Especialista da escola de Economia da FGV-SP esclarece mudanças feitas pelo governo na aplicação mais popular do país, que ainda geram dúvidas na cabeça do poupador brasileiro Por Luana Magalhães A partir do dia 4 de maio, o rendimento da caderneta de poupança será diferente: sempre que a Selic for menor ou igual a 8,5%, o rendimento da poupança deixará de ser de 0,5% ao mês mais a Taxa Referencial (TR) e passará a ser 70% da Selic mais a TR. Essa medida será válida apenas para os montantes aplicados na caderneta de poupança a partir da data mencionada - 4 de maio de Diante dessa notícia, muitos investidores se perguntam: neste novo cenário, qual a melhor decisão de investimento? Se a Selic alcançar o patamar de 8,5%, devo aplicar os meus recursos na poupança, no tesouro direto ou no CDB? De acordo com o professor da Escola de Economia da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (EESP- -FGV), Samy Dana, a primeira decisão que o investidor deve tomar é entre poupança e tesouro direto. Uma vez decidido entre poupança e tesouro direto, o investidor deve procurar o seu banco e ver qual a rentabilidade do CDB oferecido como percentual do CDI para tomar a decisão final. Vale lembrar que investir em um CDB é o mesmo que emprestar dinheiro ao banco. Dessa forma, o investidor deve procurar CDB de bancos grandes e com boa capacidade de crédito, observa. Samy Dana é professor da Escola de Economia da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo Segundo ele, a principal vantagem da aplicação em poupança é a não incidência do IR sobre os seus rendimentos. Já as aplicações no Tesouro Direto e em CDBs não são isentas da cobrança do imposto. A alíquota de IR será de: 22,5% para investimentos de até 180 dias; 20% para investimentos entre 180 e 360 dias; 17,5% para investimentos entre 360 e 720 dias e, por fim, 15% para investimentos com maturidade superior a 720 dias, explica Samy Dana. De acordo com o professor, além do IR, os investimentos no Tesouro Direto estão sujeitos a três taxas: taxa de negociação de 0,1% (paga uma única vez no momento da compra); taxa de custódia de 0,3% ao Foto: Divulgação ano e taxa de corretagem que varia de corretora para corretora, mas que nas principais é nula. Tendo em conta essas vantagens e desvantagens e assumindo uma TR média de 0,02% ao mês e a atual Selic em 9% ao ano, a rentabilidade do Tesouro Direto supera a rentabilidade da poupança, independentemente do período de investimento. Devido à alíquota regressiva do IR, o diferencial de retorno entre os investimentos no Tesouro Direto e as aplicações na poupança tende a ser maior quanto maior for o prazo de investimento. Quanto à decisão entre Tesouro Direto e CDB, no atual cenário temos que o Tesouro Direto será preferível a qualquer CDB com rendimento inferior a 94% do CDI, informa Samy Dana. Caso contrário, segundo ele, o investidor deverá optar pelo investimento em CDB em detrimento do Tesouro Direto. O professor também esclarece que, se a Selic caísse para 8,5% e o regime antigo da poupança fosse mantido, a rentabilidade da poupança superaria a rentabilidade do Tesouro Direto para investimentos com maturidade de 6 meses. Contudo, levando em consideração o novo regime da poupança, isso não ocorre, portanto, o Tesouro Direto se mantém mais vantajoso do que a poupança, independentemente do período de investimento. Com o novo sistema de poupança e a Selic a 8,5%, as conclusões são basicamente as mesmas que com a atual Selic e o antigo sistema de poupança: o Tesouro Direto é preferível à poupança e a qualquer CDB cujo rendimento seja inferior a 94% do CDI. Com o novo regime da poupança, a sua rentabilidade só será superior à do Tesouro Direto com uma taxa Selic inferior 8,25% para investimentos de 6 meses; 5,5% para investimentos de 1 ano; 4,15% para investimentos de 2 anos e 3,40% para investimentos de 3 anos, destaca Samy Dana. Em síntese, considerando o novo cálculo do rendimento da caderneta de poupança, podem ser destacados os seguintes dados: - Com uma taxa Selic maior ou igual a 8,25%, o Tesouro Direto é mais vantajoso que a Poupança e qualquer aplicação de CDB cujo rendimento seja inferior a 94% do CDI - Com um taxa Selic inferior a 8,25%, a nova poupança será mais atrativa para investimentos de até 6 meses - Com um taxa Selic inferior a 5,5%, a nova poupança será mais atrativa para investimentos de 6 meses até 1 ano - Com um taxa Selic inferior a 4,15%, a nova poupança será mais atrativa para investimentos de 1 até 2 anos - Por fim, com uma taxa Selic inferior a 3,40%, a nova poupança será mais atrativa até mesmo para investimentos de prazos mais longos, como de 3 anos B Resumo entre Poupança e Tesouro em função do prazo e da Selic Até 3,40% de 3,40% a 4,15% de 4,15% a 5,5% de 5,5% a 8,25% acima de 8,25% Até 6 meses Poupança Poupança Poupança Poupança Tesouro 6 meses a 1 ano Poupança Poupança Poupança Tesouro Tesouro 1 a 2 anos Poupança Poupança Tesouro Tesouro Tesouro longo prazo Poupança Tesouro Tesouro Tesouro Tesouro 24 Revista MERCADO Edição 51 Revista MERCADO Edição 51 25

14 indústria Alberto Pinto Coelho, Antonio Anastasia e Robson Andrade durante apresentação do programa CNI apresenta Programa de Apoio à Competitividade da Indústria Mineira Minas receberá R$ 260 milhões para investimentos em qualificação profissional, desenvolvimento tecnológico e inovação; evento teve a participação do governador Antonio Anastasia Da Redação O governador Antonio Anastasia participou, na última semana de abril, na Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais (Cetec), da apresentação do Programa de Apoio à Competitividade da Indústria Mineira. Iniciativa da Confederação Nacional da Indústria (CNI), por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), o programa prevê investimentos da ordem de R$ 260 milhões para a construção de institutos de desenvolvimento tecnológico e de inovação, além da implantação de centros educacionais e da compra de unidades móveis para a formação profissional. O objetivo do projeto é tornar a indústria mineira mais competitiva e gerar mais emprego de qualidade em Minas. Para o governador Anastasia, os investimentos irão melhorar a qualidade do trabalhador mineiro e agregar mais valor aos produtos fabricados em Minas Gerais. Queria agradecer ao Dr. Robson Braga de Andrade, presidente da CNI, por ter colocado Minas Gerais neste grandioso e ambicioso projeto do Senai Nacional de instituir tantos institutos de tecnologia e de inovação. Minas Gerais está recebendo diversas unidades, com investimentos de R$ 260 milhões. Isso é muito positivo, não só para melhorar a qualidade do nosso trabalhador, mas em especial para agregar valor aos produtos mineiros, o que tem sido nosso grande esforço, disse Antonio Anastasia. O governador Antonio Anastasia elogiou a iniciativa da CNI Foto: Omar Freire/Imprensa MG Foto: Omar Freire/Imprensa MG Inovação e qualificação Até 2015, serão instaladas nove unidades de inovação e desenvolvimento tecnológico, sendo seis Institutos Senai de Tecnologia (IST) e três Institutos Senai de Inovação (ISI) - dois deles no espaço físico da Fundação Cetec, totalizando investimentos da ordem de R$ 180 milhões. O restante dos recursos será destinado à implantação de sete Centros de Formação Profissional, além da compra de quatro Unidades Móveis de qualificação para atender cidades que não contam com sede do Senai. Nos próximos três anos, serão criadas 209,5 mil vagas em cursos de nível básico, médio e superior em 28 áreas de atuação do Senai. O projeto abrange todo o Estado, especialmente a Região Metropolitana de Belo Horizonte, que concentra 40% da oferta por mão de obra qualificada. A ideia é que as unidades funcionem em rede com as demais em implantação no país, para atender a indústria nacional no intuito de torná-la mais competitiva no mercado brasileiro e internacional. Apoio O presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, ressaltou que sem o apoio do Governo de Minas, a entidade teria dificuldades em trazer os benefícios para o Estado. Ele lembrou que o Estado é o que registra o menor índice de desemprego do país, segundo dados do Ministério do Trabalho. Juntos vamos conseguir implantar projetos importantes na área de desenvolvimento tecnológico e inovação. É uma grande oportunidade para o desenvolvimento de novos setores e para o fortalecimento dos segmentos já existentes no Estado, disse Robson Braga de Andrade. Em Minas Gerais, os institutos de tecnologia vão atender aos segmentos de metalmecânica, meio ambiente, química, eletroeletrônica, alimentos e bebidas e metalurgia. Já os institutos de inovação serão voltados para a engenharia de superfícies, metalurgia e ligas especiais e engenharia elétrica de alta potência. O presidente da CNI, Robson de Andrade, disse que a implantação desse projeto é uma grande oportunidade para o desenvolvimento de outros setores Demanda industrial De acordo com o diretor de educação e tecnologia da CNI, Rafael Lucchesi, os investimentos para a implantação do programa em Minas levaram em consideração estudos sobre demanda industrial por mão de obra qualificada até Minas Gerais é um dos estados que se destaca na ampliação da demanda de educação profissional e tecnológica e dos serviços técnicos e tecnológicos. O cenário de investimentos em Minas Gerais é bastante promissor. Em 2011, foram assinados 162 protocolos de intenções de empresas com previsão de investimentos da ordem de R$ 28,38 bilhões. Já para 2012 e 2013, os investimentos no Estado devem superar R$ 47,9 bilhões, conforme estudo do Sebrae Minas. Projeto de Lei Anastasia visitou mostra do Senai sobre desenvolvimento tecnológico e inovação Foto: José Cruz/ABr Foto: Omar Freire/Imprensa MG Durante o evento, o governador assinou mensagem a ser enviada à Assembleia Legislativa de projeto de lei propondo a ampliação da atuação do Cetec no Estado. O objetivo é permitir que o Cetec atue em parceria com outras instituições na identificação de novas fontes de financiamento que assegurem mais inovação científico-tecnológica para aumentar a produtividade e a competitividade da indústria mineira. Para o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG), Olavo Machado Júnior, a parceria entre a entidade e o Governo de Minas vai permitir novo salto de qualidade ao Cetec. A mudança na legislação vai melhorar ainda mais o acordo já existente entre o Cetec e o Senai, fazendo com que o Cetec amplie sua missão de trabalhar integrado com o setor industrial para o desenvolvimento de novos produtos, disse. O Cetec também celebrou convênio com o Senai e a Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM) para a realização de projetos de pesquisa nas áreas de tecnologia de produção e aplicação de aços, especialmente com a utilização de ferro nióbio. Assinaram o documento o presidente da Fundação Cetec, Marcílio César de Andrade, o diretor regional do Senai, Lúcio José de Figueiredo, e o diretor da CBMM, JD Vital. Exposição Antes da apresentação do Programa de Apoio à Competitividade da Indústria Mineira, o governador Antonio Anastasia, ao lado do vice- -governador Alberto Pinto Coelho, visitou mostra do Senai Nacional com trabalhos de todo o país nas áreas de educação, desenvolvimento tecnológico e inovação. B 26 Revista MERCADO Edição 51 Revista MERCADO Edição 51 27

15 capa O Frigorífico Prosperidad, em Araguari, ocupa uma área de 78 mil metros quadrados e processa em média mais de 80 mil quilos de carne de equídeos (cavalos, asnos e burros), a maior parte exportada para o mercado europeu Neiva Araújo: Os animais abatidos pelo Prosperidad são comprados para esse fim, não sofrem maus- tratos, exatamente igual ao abate de bovinos que é uma carne nutritiva e que contém pouca gordura, e acredita que o motivo do baixo consumo no Brasil seja por questões culturais, falta de hábito e acesso difícil. A carne de cavalo possui, em princípio, todas as qualidades das outras carnes comestíveis, como a de boi, peixe, frango etc. É rica em proteínas de primeira qualidade e vitaminas do complexo B. Entretanto, o teor de ferro na carne de cavalo é mais que o dobro do contido nos cortes bovinos, o que seria recomendável para atletas, crianças, grávidas e pessoas com anemia, afirma a nutricionista. A Carne de cavalo made in Araguari Cidade localizada no Triângulo Mineiro abriga o Frigorífico Prosperidad, o maior entre os dois únicos do Brasil voltados para o abate de equídeos. Quase 100% da produção da carne vai para o mercado externo. No mundo, apenas outros quatro países operam nesse tipo de negócio Por Amanda Célio Fotos: Douglas Luzz O município de Araguari, situado na região do Triângulo Mineiro, no estado de Minas Gerais, abriga uma indústria que atua em um mercado bastante restrito: o abate de equídeos (cavalos, burros e jegues, entre outros) para fins, principalmente, de comercialização da carne. Para se ter ideia, nesse ramo de negócios, a empresa denominada Frigorífico Prosperidad S.A. é uma entre cinco em atividade em todo o mundo. Além do Prosperidad, empresas iguais somente na Argentina, Canadá, México e China. Outra particularidade do negócio é que a maior parte da sua produção, 99%, é exportada para outros países, principalmente da Europa. O restante fica no mercado interno, tendo em vista a falta de hábito do brasileiro em consumir carne de equídeos. De acordo com a gerente do Prosperidad, Neiva Célio Araújo, o preconceito contra a carne de equídeos está relacionado a questões culturais e algumas lendas. As pessoas têm uma visão de que o cavalo foi feito para o trabalho e também o associam como um grande amigo do homem do campo, por isso se assustam quando falamos em consumir a carne, afirmou. Para ela, é um pensamento equivocado. Os equídeos que vão para o abatedouro são animais comprados para esse fim. É importante frisar que eles não sofrem nenhum tipo de maus-tratos e abuso sob a tutela do frigorífico, pois são devidamente alimentados, tratados e inspecionados, contou a gerente, ao explicar como é o processo desde a compra até o abate. Além da carne produzida pelo Prosperidad, comercializada sob a marca Fava, existem ainda outros subprodutos provenientes do abate de equídeos - equinos, muares e asininos -, tais como pincéis (feitos dos pelos das crinas), ração para animais, vacinas opoterápicas, mortadelas e salsicharias. A contadora Cleonice Silvério experimentou a carne há um tempo e conta como foi a sensação. Preparei o prato normalmente e servi no almoço para a família. Só depois que todos experimentaram a carne contei do que se tratava. Meus filhos acharam o sabor um pouco mais adocicado e forte, mas pensaram que eu tivesse errado a mão. No final, todos aprovaram a escolha, completa a contadora. Carne produzida pelo Prosperidad é comercializada sob a marca Fava No que diz respeito ao aproveitamento dos animais, quase todas as partes podem ser utilizadas de alguma forma: o sangue e os ossos são usados para a produção de farinha de ração, a crina, para fabricar pincéis. A indústria de salsicharias e mortadelas também usa para dar liga aos seus produtos. Finalmente, a indústria de vacinas também utiliza subprodutos dos equídeos para fins opoterápicos. Semelhante aos cortes bovinos, a carne de equídeos tem cortes habituais, como alcatra, contrafilé, lagarto, macreuse (coração da paleta), filé mignon, maminha, patinho, peito e peixinho. Não há cupim e picanha, por causa da conformação do animal. Em relação ao seu valor nutricional, a nutricionista Daniela Serwy afirma Alcatra equina Coxão Mole equino Contra-filé equino 28 Revista MERCADO Edição 51 Revista MERCADO Edição 51 29

16 capa Produção Em terras brasileiras, esse mercado está aberto apenas para exportação, visto que aqui se consome somente os subprodutos dos equídeos, somando 1% do uso. Os outros 99% são divididos entre Ásia, África do Sul e, principalmente, países da União Europeia, onde a carne é tradicionalmente conhecida e consumida. A grande diferença nos consumidores desse produto pode ser justificada pela cultura e tradição de no Brasil não se consumir essa carne. O tema envolve religião, afeto, preferências de paladar e falta de informação. Já a França e a Itália são exemplos de países com maior tradição, afinal, nos períodos que precederam as duas grandes guerras na Europa, a carne de equídeos era altamente consumida. O volume de exportações do Prosperidad em 2011 foi de quase mil toneladas de carne e meia tonelada de subprodutos (restos do cavalo que servem para dar ligas em mortadela, salsicharia etc.). A gerente, Neiva Araújo, julga esse número baixo em relação ao faturamento da empresa em anos anteriores e comparado a frigoríficos de carnes bovina e suína. A crise econômica afetou todo o mercado de exportação, portanto nosso nicho não iria ficar de fora. Se antigamente exportávamos mil toneladas por mês, hoje estamos na média de 83 mil quilos/mês. Temos consciência de que com outros mercados do setor não foi diferente. No nosso caso, especificamente, a empresa ainda passou por um processo de reformulação e adequações, o que gera custos e despesas, afirmou a gerente. Entretanto, a gerente é otimista em relação à perspectiva de crescimento neste ano. Estamos em negociações bem adiantadas com outros países. A previsão para este ano é de que tenhamos um aumento perto de 15%, concluiu. O Serviço de Inspeção Federal (SIF) é um dos órgãos responsáveis por inspecionar as normas de exportação. A equipe é composta por um veterinário federal, um municipal e um agente de inspeção. Operacional Como em qualquer outro frigorífico, o Prosperidad conta com vários departamentos regulamentados para preservar a qualidade do produto. José Donizeth Martins 99% da produção do frigorífico é exportada para outros países, especialmente da Europa Eduardo Barbosa diz que o Prosperidad é um grande exportador de carne de equídeos para o mercado europeu, mas nos últimos anos perdeu espaço para produtores como México, Argentina e Canadá por causa do câmbio é o gerente industrial. Dentre as inúmeras funções do seu departamento, ele divide o tempo entre controlar e supervisionar as atividades na área industrial, ajudar no planejamento e controle de produção e na manutenção, além de dar suporte ao controle de qualidade e fabricação. Supervisiono os planos de meta na produção, abate e desossa, visando à otimização dos produtos a serem trabalhados (carne de equídeo). Também está sob minha responsabilidade gerenciar a alocação de mão de obra no processo operacional e toda necessidade em relação à empresa no quesito de manutenção e instalações, afirmou Martins. Por outro lado, cabe a Eduardo Barbosa cuidar do processo de exportação da empresa. Segundo ele, apenas dois frigoríficos estão em funcionamento no Brasil e devidamente credenciados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). O Frigorífico Prosperidad, em Araguari (o de maior capacidade instalada), e o Foresta, no Rio Grande do Sul - este localizado na cidade de São Gabriel -, são os únicos remanescentes desse mercado que já contou com mais de sete frigoríficos em território nacional. Devido à demanda para as exportações serem em grande escala, os frigoríficos trabalham em parceria, uma vez que o Foresta é um frigorífico menor e não consegue abastecer a demanda sozinho, por isso conta com a ajuda do Prosperidad nas suas relações com o mercado externo. O Brasil já foi um grande exportador de carne para a União Europeia, Ásia e África do Sul, mas devido à baixa cambial do dólar nos últimos seis anos, perdemos espaço para o México, Argentina e Canadá. Sem falar na competitividade da carne de porco nos países asiáticos, contou Barbosa. Outra grande responsabilidade no Prosperidad fica a cargo de Edmar Martins. É dele a responsabilidade pelo departamento da Garantia da Qualidade, que atua em todas as etapas do processo, desde a recepção dos animais até a expedição da carne, miúdos e subprodutos, realizando monitoramento dos procedimentos operacionais para detectar, entre outras coisas, possíveis falhas de ordem sanitária que possam ocasionar Atualmente, o maior cliente do Frigorífico Prosperidad é a União Europeia, seguida da África do Sul e do Japão. A empresa também está em acordos comerciais bastante adiantados com a China e Rússia. Os principais fornecedores de animais para o Prosperidad estão concentrados nos estados de Goiás, São Paulo, Bahia e norte de Minas. Quem conduz a transação de compra e entrega dos animais é o comprador de cavalos Alaor Alves. Ele conta que são os próprios tropeiros que localizam, fazem o processo de escolha do animal e depois os vendem para a empresa. Os tropeiros são trabalhadores autônomos que compram os animais de produtores rurais, normalmente lotes de 20 a 30 animais - e depois os vendem para o frigorífico. No ato da compra, o proprietário do animal recebe a garantia do abate assegurando que seu animal não será revendido posteriormente para outro fim, explica Alves. contaminação do produto, avaliando a causa e determinando ações corretivas/preventivas junto à Gerência Industrial e demais colaboradores. Realizamos também o controle de qualidade em laboratórios credenciados ao MAPA através de amostragens do produto, água e superfícies de contato, tais como instrumentos de trabalho (faca, chaira, gancho e bainha), mesas onde realizam o toalete das peças, Skinner / refiladeiras e outros, para garantia no fornecimento de um produto dentro dos padrões sanitários com excelência, disse Martins. O frigorífico Prosperidad é o maior frigorífico em funcionamento e credenciado pelo MAPA no Brasil e o segundo maior da América Latina, perdendo apenas para a Argentina. Outro pequeno frigorífico está localizado no país, porém não atende a demanda da exportação e é abastecido pelo Triângulo Mineiro. União Europeia é o maior mercado do frigorífico Prosperidad No processo de abate, são mobilizados cerca de 60 funcionários. Primeiramente é feita a pesagem do animal, depois são inspecionados pelos agentes do SIF e agentes de controle de qualidade e, em seguida, vão para o curral, onde são alimentados e descansam por entre 6 e 12 horas. O abate e a desossa acontecem na sequência e o processo é idêntico ao de bovinos, ou seja, sem causar nenhum sofrimento ao animal. Posteriormente, a carne é cuidadosamente separada por tipo de corte, embalada e exportada para vários países. Em 2009, a União Europeia (UE) fez algumas exigências para os frigoríficos, já que a Europa é o maior consumidor do mercado de carne. O bloco passou a exigir rastreabilidade e mais controle dos medicamentos dados aos equinos nos seis meses antes do abate. Em maio do mesmo ano, foi aprovado por eles o plano de rastreabilidade e controle de medicamentos para as exportações de carne de cavalo apresentado pelo Brasil, que é o terceiro maior fornecedor de carne de equídeos para países do continente europeu, atrás apenas do Canadá e da Argentina. Com isso, o Brasil foi o primeiro a ter um plano aprovado pelo bloco. Com o acordo, não houve interrupção no fluxo de vendas da carne para o mercado comunitário. Depois dessa negociação com a Europa, a missão brasileira em Bruxelas afastou o risco de interrupção no fluxo de vendas de carne de cavalo brasileira para o mercado comunitário. A aprovação europeia representa um importante avanço para o Brasil, já que a UE é o principal destino do produto nacional. As exportações recuaram 10% em 2009, em parte pelas restrições impostas pelo bloco. Em 2008, o Brasil exportou 8,5 mil toneladas de carne de cavalo para a UE; o Canadá, 13,7 mil toneladas; e a Argentina, 13,2 mil toneladas. A A equipe responsável pela administração do Prosperidad em Araguari (da esquerda para a direita): Eduardo Barbosa, departamento de exportação; Alaor Alves, comprador de animais; Neiva Araújo, gerente geral; Edmar Martins, responsável pelo departamento da garantia da qualidade; e José Donizeth Martins, gerente industrial 30 Revista MERCADO Edição 51 Revista MERCADO Edição 51 31

17 capa Fábrica de banha de porco se transformou em frigorífico Procedência dos cavalos é uma das melhores Foi em 1961 que o então comendador Erich Markus adequou a fábrica de banhas de porco para se tornar um promissor frigorífico de equídeos na região do Triângulo Mineiro, precisamente na cidade de Araguari. Em uma dessas rodadas de negócios, com o engenheiro Eduardo Rinzler, eles fecharam uma parceria que durou pouco tempo. O então frigorífico Avante foi ven- vendido para um grupo Uruguaio, passando a se chamar Prosperidad. A mudança proporcionou mais desenvolvimento para a empresa, além de novas adequações ao mercado, considerado promissor. Está sob a responsabilidade da administradora de empresas Sandra Catharina Jorge, 52 anos, comandar os mais de 200 funcionários diretos e indiretos envolvidos nas funções los específica para o abate, visto que são usados animais de descarte, ou seja, com idade média de 12 anos. Por causa da quantidade de hormônios e remédios aplicados, os animais utilizados em práticas desportivas são totalmente descartados do processo de abate, além de não pertencerem à classe de equídeos permitida para o consumo. A diretora geral do Prosperidad, Sandra Catharina Jorge, que cuida dos interesses gerais da empresa a partir de São Paulo, conta que as características do processo de introdução do cavalo no Brasil diferem das de outros países do continente americano. Considero que a atual criação brasileira de cavalos é uma das melhores, além das vantagens competitivas frente aos principais polos internacionais de qualidade genética. O clima, a mão de obra e o espaço garantem ao país uma produção de animais de ponta a custos competitivos, disse. O Brasil exporta animais vivos para diversos países nas Américas e Europa. E destaca-se no mercado internacional como exportador de carne de cavalo, perdendo unicamente para Canadá e Argentina. Do lado econômico, o frigorífico influencia a cidade de Araguari de forma positiva. Quem conta essa história é o atual vice-prefeito da cidade, Júberson Santos. Ele foi funcionário da empresa durante 10 anos. A contribuição do Prosperidad na economia de Araguari-MG é focada no âmbito social, pois são gerados 110 empregos diretos. É importante lembrar que é uma empresa de 50 anos de tradição e faz parte da história da cidade, ressaltou Santos. Ele completa que acompanhou a trajetória do frigorífico de perto como funcionário e admirador do trabalho que é desenvolvido na empresa. Temos consciência da importância do Prosperidad para a economia de Araguari, finalizou. Tabus e Curiosidades No mercado de carnes, vários tabus ainda precisam ser quebrados. No Brasil, o consumo de carne de cavalo ainda não é muito bem visto. Porém, a rejeição se estende a outros países. Os EUA liberaram o consumo da carne apenas no fim do ano passado. O produto era proibido desde Mesmo o Brasil sendo um pequeno consumidor da carne de equídeos, o país aparece bem colocado como exportador desse produto. Estamos em terceiro lugar no ranking de exportações, perdendo apenas para o Canadá, México e Argentina, que aparece em primeiro lugar como a maior potência desse segmento. Cerca de 15 mil toneladas são exportadas por ano por via aérea e marítima, tendo uma receita média de US$ 35 milhões anuais. O quilo médio da carne custa R$ 25. De Araguari, a carne parte para outros países, como Bélgica, Itália, Rússia, Suíça e Japão. No oriente, a carne de cavalo é usada também para outro prato: um sashimi exótico, o basahi, que pode ser encontrado no país até como sabor de sorvete. O filé mignon também é usado como produto base para o sushi, inclusive atualmente no Japão, devido ao alto Preço do atum, alguns restaurantes têm usado a carne cavalo para este fim. Em São Paulo, o maior centro urbano do país, apenas dois restaurantes servem pratos com carne de cavalo. Sauro Scarabotta, do Friccò, e Marcelo Pinheiro, do Tarsila, aderiram à experiência e têm uma alta demanda da carne. Tropa de qualidade O Prosperidad S.A. é o maior e um dos dois únicos frigoríficos para abate de equídeos no Brasil credenciados junto ao Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa); no mundo, apenas outros quatro países praticam essa atividade dido para Rinzler, que aos poucos o transformou no maior frigorífico de exportação de cavalos do país. Como em qualquer negócio, as mudanças foram primordiais para transformá-lo em uma referência do segmento em todo mundo. Para se ter uma ideia, em 2010 ele foi de administração, gerência, inspeção, abate, desossa e exportação dos equinos, muares e asininos. O processo de abate dos equídeos (que engloba as três classes dos animais) assemelha-se com o de bovinos e suínos. A diferença é que não há uma criação de cava- O que muitas pessoas não sabem é que a carne de equídeo atua como regulador do mercado interno e presta serviços importantes à sociedade nas áreas sanitárias, de alimentação e de negócios, ilustra a gerente do Prosperidad, Neiva Araújo. Na última pesquisa feita pelo IBGE, a tropa brasileira de equinos aparece como a segunda maior do mundo, com 5,6 milhões, ficando atrás apenas da China. Dentre as raças equinas criadas no Brasil atualmente, destacam- -se os Marchadores, Mangalargas, Quartos de Milha, Árabes, Crioulos, Puro Sangue Ingleses, Puro Sangue Lusitanos e Brasileiros de Hipismo, e suas misturas. A tropa brasileira de asininos é composta amplamente pela raça nacional Pega e a Comum, outras raças estrangeiras são encontradas em menor quantidade. B 32 Revista MERCADO Edição 51 Revista MERCADO Edição 51 33

18 especial Conamerco 2011 teve cerca de mil participantes. Em Uberlândia, a expectativa é receber mais de cinco mil pessoas Gol, Green Peace, Fedex, Coca-Cola, Câmara de Comércio do Mercosul e Américas, Associação Latino-Americana de Integração, entre outras. Montevidéu - Em outubro do ano passado, o Conamerco foi realizado em Montevidéu, no Uruguai. Os temas da 18ª edição foram voltados à inclusão social, educação e acesso às novas tecnologias de comunicação. Na ocasião, estiveram presentes aproximadamente mil participantes e representantes do Conselho Regional de Administração de Minas Gerais (CRA-MG) para a divulgação da 19ª edição do congresso, no Brasil. Uberlândia sedia em junho o XIX Conamerco Dinâmica da logística será abordada no maior evento de Administração do Mercosul, em parceria com o II EnFAGEN e Movimenta 2012 Por Carol Aleixo e Hismênia Keller A Dinâmica da Logística no Mercosul: Administração, Tecnologias e Desafios para o Futuro. Esse é o tema do XIX Congresso de Administração do Mercosul (Conamerco), que será sediado no Brasil, na cidade de Uberlândia (MG), entre os dias 13 e 15 de junho. O Conamerco 2012 está programado para acontecer no Center Convention, localizado no maior complexo de compras, negócios e lazer do Triângulo Mineiro - o Center Shopping. Com a chancela da Organização Latino-Americana de Administração (OLA), o evento é promovido pelos Conselhos Regionais de Administração de Minas (CRA-MG) e do Rio Grande do Sul (CRA-RS), Conselho Federal de Administração (CFA), em parceria com a Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e Prefeitura Municipal de Uberlândia, e organizado pela Pool Comunicação. A expectativa é receber cerca de cinco mil participantes oriundos de todas as regiões brasileiras, além de repre- sentantes dos países do Mercosul e América Latina. O ponto forte do maior evento de Administração do Mercosul é poder explorar, a partir da dinâmica do mundo, as mudanças e como as práticas novas de gestão podem contribuir de forma decisiva para gerar riquezas e produzir o desenvolvimento. O tema possibilita discutir sobre a contribuição e elevação da Técnica Logística, a fim de que as necessidades das pessoas possam ser atendidas em suas exigências de forma mais eficiente, segura e rápida. O Conamerco proporciona aos Em conjunto com o XIX Conamerco, será realizado o II Encontro das Faculdades de Gestão de Negócios (EnFAGEN). O evento pretende promover debate científico, divulgação de pesquisas e integração entre a graduação e pós-graduação, facilitando, profissionais ligados à área de Administração o compartilhamento de experiências, a partir das exposições e discussões dos temas relacionados à edição entre os participantes dos países do Mercosul e da América Latina. O Congresso de Administração do Mercosul foi criado em 1993, sendo sua primeira edição realizada em Porto Alegre (RS), Brasil. As demais edições seguiram-se, em rodízio, nos diversos países integrantes do Mercosul (Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai). Neste ano, contará com a presença de representantes de grandes corporações e entidades, como Vale, Semana Internacional da Logística assim, a discussão de ideias, a disseminação de experiências e informações sobre os campos de conhecimento dos cursos da unidade acadêmica. Desde palestras e visitas técnicas a espaço trainee, as atividades envolverão estudantes de graduação e pós-graduação, professores universitários e profissionais de cursos afins das instituições de ensino participantes. Os melhores artigos apresentados no II EnFAGEN serão O presidente do CRA-MG, Pedro Fiúza, durante XVIII Conamerco, no Uruguai convidados para submissão em periódicos no sistema fast-track. O XIX Conamerco e o II EnFAGEN somam dois dos três eventos da Semana Internacional de Logística em Uberlândia, que acontecerão em mesma data e local. Além do Congresso e do EnFAGEN, a cidade mineira será palco da Movimenta - Feira Internacional da Logística. A 34 Revista MERCADO Edição 51 Revista MERCADO Edição 51 35

19 especial Minas Gerais na rota dos países do Mercosul Extensão da malha rodoviária e ferroviária facilita escoamento da produção do Estado para países como Argentina, Paraguai e Uruguai A importância do ensino da Logística nas faculdades Painel que trata do assunto vai contar com a presença de três conferencistas, entre os quais um PhD em Logística. Evento está marcado para o dia 15 de junho, das 16h às 18h A economia de Minas Gerais é a terceira mais importante do Brasil. No último ano, a balança comercial apontou o Estado como o segundo maior exportador do Brasil, ultrapassando US$35 bilhões. Não só pela exportação, a logística de Minas tem sido referência para investidores do mundo inteiro, principalmente quando se fala em estradas e ferrovias, principais formas de transporte do país. De acordo com os dados da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais, o Estado conta com a maior malha rodoviária, são 27.6 mil km pavimentados, que correspondem a 16% do total do país. Quanto às ferrovias, são 18,3% do total brasileiro, unindo Minas aos principais portos do país, possibilitando a rápida transferência dos produtos mineiros. Essa extensa rede de estradas e ferrovias garante a logística para escoamento da produção para todo país, assim como para os países integrantes do Mercosul (Argentina, Paraguai e Uruguai). Além disso, Minas encontra-se em posição geográfica privilegiada, próxima a 78% do mercado consumidor brasileiro, característica que favoreceu a instalação de grandes grupos atacadistas e de logística, como Martins Comércio e Serviços de Distribuição S/A, Bartofil Distribuidora, CD Villefort Atacadista, Arcom, Villefort, Peixoto, MRS Logística, Estrada de Ferro Vitória-Minas (EFVM), Ferrovia Centro-Atlântica (FCA). Serviço Os atrativos citados fazem de Minas Gerais a próxima sede do XIX Congresso de Administração do Mercosul (Conamerco). Ao pensar em logística, não haveria local melhor para trazer o evento. Além de promover o conhecimento e a realização de negócios no setor, queremos contribuir para que Minas se torne cada vez mais referência entre os países do Mercosul nesta área, disse o presidente do Conselho Regional de Administração de Minas Gerais (CRA-MG), Pedro Fiuza. Evento: XIX Conamerco (Congresso de Administração do Mercosul) Tema: A Dinâmica da Logística no Mercosul: Administração, Tecnologias e Desafios para o futuro Data: 13 a 15 de junho/2012 Local: Center Convention, Uberlândia - Minas Gerais/Brasil OBS: Confira a programação completa em: Além de palestras sobre Logística reversa e a contribuição para a preservação do meio ambiente e Desafio da logística para integração da América Latina, o ensino da Logística nos cursos de administração do Mercosul será um dos temas abordados no Conamerco deste ano. Master em Logística, o professor Manoel Reis é presença confirmada no XIX Conamerco Um dos conferencistas será o PhD em Logística e professor no Centro de Excelência e Logística e Supply Chain (GVCelog), Dr. Manoel de Andrade e Silva Reis. Manoel é engenheiro naval e Mestre em Engenharia pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (EPUSP). O painel será coordenado pelo administrador e presidente da Associação Nacional dos Cursos de Graduação em Administração (ANGRAD), Dr. Mauro Kreuz. Ao todo existem no Brasil, segundo o Conselho Federal de Administração (CFA), cursos de administração oferecidos em várias instituições, sendo que em Minas Gerais são 258. De acordo com Manoel de Andrade, o ensino da logística aos futuros administradores é de grande importância, para que estejam preparados para compreender a necessidade de uma boa logística e, principalmente, de reduzir as barreiras do setor no país. Os sérios problemas de infraestrutura e de capacidade de armazenagem de maneira generalizada são os mais aparente dos gargalos. Mas, além disso, a logística sofre um impacto muito negativo do sistema tributário, no passeio das cargas pelo país, às vezes, por milhares de quilômetros para reduzir custos e também os problemas burocráticos, explicou. Por isso, o professor ressalta a importância de profissionais competentes, experientes e conhecedores das principais técnicas da logística. É necessário que a empresa entenda e reconheça a importância da logística para o desenvolvimento do diferencial competitivo. Ter profissionais que compreendem isso permite à empresa conhecer suas necessidades e implementar os processos que conduzam à melhoria contínua de suas práticas logísticas, visando à redução de custos e à agregação de valor para o cliente, finalizou Manoel. É necessário que a empresa entenda e reconheça a importância da logística para o desenvolvimento do diferencial competitivo. Além da participação do Dr. Manoel, o painel contará com a presença do economista paraguaio e professor Julio César Balmaceda Godoy e do presidente da Organização Latino-Americana de Administração (OLA), Oscar Mena Redondo. B 36 Revista MERCADO Edição 51 Revista MERCADO Edição 51 37

20

Shopping das Franquias lança unidades móveis das marcas Click Sushi e Tostare Café. E mais: O Boticário dobra faturamento em três anos

Shopping das Franquias lança unidades móveis das marcas Click Sushi e Tostare Café. E mais: O Boticário dobra faturamento em três anos FRANQUIA.COM: Novo jeito de fazer franquia Portal InvestNE - - COLUNAS - 23/03/2012-11:02:00 Hugo Renan Nascimento Shopping das Franquias lança unidades móveis das marcas Click Sushi e Tostare Café. E

Leia mais

Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio.

Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio. Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio. Plano de negócios estruturado ajuda na hora de conseguir financiamento. Veja dicas de especialistas e saiba itens que precisam constar

Leia mais

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca Orientação ao mercado de trabalho para Jovens 1ª parte APRESENTAÇÃO Muitos dos jovens que estão perto de terminar o segundo grau estão lidando neste momento com duas questões muito importantes: a formação

Leia mais

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 1 BUSINESS GAME UGB Eduardo de Oliveira Ormond Especialista em Gestão Empresarial Flávio Pires Especialista em Gerencia Avançada de Projetos Luís Cláudio Duarte Especialista em Estratégias de Gestão Marcelo

Leia mais

Assine PEGN e receba até 4 meses grátis!

Assine PEGN e receba até 4 meses grátis! Page 1 of 5 Home Notćias Esportes Entretenimento V deos Todososites RSS Mobile Favoritos Twitter Assine PEGN e receba até 4 meses grátis! Abril de 2010 Ampliar capa HOME Agenda Calendário Fiscal Colunistas

Leia mais

Estudo comemorativo 10 anos do Impostômetro. Veja o que mudou no Brasil ao longo desses anos. #CadêoRetorno (2005-2015)

Estudo comemorativo 10 anos do Impostômetro. Veja o que mudou no Brasil ao longo desses anos. #CadêoRetorno (2005-2015) Veja o que mudou no Brasil ao longo desses anos. #CadêoRetorno Estudo comemorativo 10 anos do Impostômetro (2005-2015) 1 Súmario 02 03 05 10 anos de Impostômetro trabalhados para pagar tributos Evolução

Leia mais

Questionário de entrevista com o Franqueador

Questionário de entrevista com o Franqueador Questionário de entrevista com o Franqueador O objetivo deste questionário é ajudar o empreendedor a elucidar questões sobre o Franqueador, seus planos de crescimento e as diretrizes para uma parceria

Leia mais

ESTUDO IBPT Dias Trabalhados para pagar Tributos

ESTUDO IBPT Dias Trabalhados para pagar Tributos 22 de maio de 2013 ESTUDO IBPT Dias Trabalhados para pagar Tributos GILBERTO LUIZ DO AMARAL JOÃO ELOI OLENIKE LETÍCIA MARY FERNANDES DO AMARAL FERNANDO STEINBRUCH NO ANO DE 2013 O BRASILEIRO TRABALHARÁ

Leia mais

Especialistas ensinam como é possível arcar com as despesas escolares da criança sem causar grandes estragos no orçamento

Especialistas ensinam como é possível arcar com as despesas escolares da criança sem causar grandes estragos no orçamento Veículo: Bebê.com.br Data: 03/02/10 Poupe pelo futuro do seu filho Especialistas ensinam como é possível arcar com as despesas escolares da criança sem causar grandes estragos no orçamento Assim que a

Leia mais

A Feira do Empreendedor 2014 em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação.

A Feira do Empreendedor 2014 em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação. 1 A Feira do Empreendedor é um evento de sucesso promovido pelo SEBRAE-SP, com o objetivo de oferecer informação, conhecimento e oportunidade para empresários e futuros empreendedores. A Feira do Empreendedor

Leia mais

FRANQUEADO. Cartilha do. Av. Rio Branco, 50-20 andar - Centro, RJ (21) 3806-3700 / 2516-0368

FRANQUEADO. Cartilha do. Av. Rio Branco, 50-20 andar - Centro, RJ (21) 3806-3700 / 2516-0368 Av. Rio Branco, 50-20 andar - Centro, RJ (21) 3806-3700 / 2516-0368 Av. das Américas, 4.200 - Bl. 08-B, Sala 104 Centro Empresarial Barra Shopping Barra da Tijuca, RJ (21) 2480-1911 Av. Paulista, 807 -

Leia mais

No ritmo da criação OPORTUNIDADE

No ritmo da criação OPORTUNIDADE Shutterstock POR BRUNO MORESCHI No ritmo da criação Nosso país ainda caminha a passos lentos quando o assunto é economia criativa. Mas as incubadoras podem ajudar a recuperar o tempo perdido Da música

Leia mais

INVESTIMENTOS CONSERVADORES

INVESTIMENTOS CONSERVADORES OS 4 INVESTIMENTOS CONSERVADORES QUE RENDEM MAIS QUE A POUPANÇA 2 Edição Olá, Investidor. Esse projeto foi criado por Bruno Lacerda e Rafael Cabral para te ajudar a alcançar mais rapidamente seus objetivos

Leia mais

Sede Sebrae Nacional

Sede Sebrae Nacional Sede Sebrae Nacional Somos o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresa, uma entidade privada sem fins lucrativos, e a nossa missão é promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável

Leia mais

Vida Universitária Maio 2007 Ano XVII Nº 172

Vida Universitária Maio 2007 Ano XVII Nº 172 Mercado exige velocidade na atualização profissional Trabalhadores precisam estar capacitados para solucionar problemas, ser criativos e flexíveis e gostar da sua atividade A competição pela colocação

Leia mais

Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center

Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center O GrupoM8 utiliza o formato Norte-americano na administração e comercialização de sua

Leia mais

www.uvaeverde.com.br

www.uvaeverde.com.br O GrupoM8 utiliza o formato Norte-americano na administração e comercialização de sua rede de franquias Você Sabia? Há trinta anos os Estados Unidos adotaram um modelo inovador na gestão de redes de franquia

Leia mais

COMPRA. certa. Treinamento para o profissional de compras. Tributação e seus impactos na rentabilidade. www.contento.com.br

COMPRA. certa. Treinamento para o profissional de compras. Tributação e seus impactos na rentabilidade. www.contento.com.br COMPRA certa Treinamento para o profissional de compras www.contento.com.br 503117 Tributação e seus impactos na rentabilidade editorial Calculando a rentabilidade Gerir uma farmácia requer conhecimentos

Leia mais

Empresas no Desenvolvimento do Mercado Nacional PROF. LÍVIO GIOSA

Empresas no Desenvolvimento do Mercado Nacional PROF. LÍVIO GIOSA O papel das Micro e Pequenas Empresas no Desenvolvimento do Mercado Nacional PROF. LÍVIO GIOSA PROF. LÍVIO GIOSA Especialista em modelos de Gestão Empresarial Presidente do CENAM: Centro Nacional de Modernização

Leia mais

ESTUDO SOBRE OS DIAS E ANOS TRABALHADOS PARA PAGAR TRIBUTOS DURANTE A VIDA DO BRASILEIRO

ESTUDO SOBRE OS DIAS E ANOS TRABALHADOS PARA PAGAR TRIBUTOS DURANTE A VIDA DO BRASILEIRO ESTUDO SOBRE OS DIAS E ANOS TRABALHADOS PARA PAGAR TRIBUTOS DURANTE A VIDA DO BRASILEIRO GILBERTO LUIZ DO AMARAL JOÃO ELOI OLENIKE LETÍCIA MARY FERNANDES DO AMARAL VIGGIANO EM 2008 BRASILEIRO NASCE CONDENADO

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014 #5 EMPREENDEDORISMO Outubro de 2014 ÍNDICE 1. Apresentação 2. Definição 3. Empreendedorismo: necessidade ou oportunidade? 4. Características do comportamento empreendedor 5. Cenário brasileiro para o empreendedorismo

Leia mais

20/10/2015 Por Jair Sampaio Pelo segundo ano consecutivo, Senac RN é uma das 150 melhores empresas para trabalhar no Brasil

20/10/2015 Por Jair Sampaio Pelo segundo ano consecutivo, Senac RN é uma das 150 melhores empresas para trabalhar no Brasil VEÍCULO: BLOG DO JAIR SAMPAIO DATA: 20.10.15 20/10/2015 Por Jair Sampaio Pelo segundo ano consecutivo, Senac RN é uma das 150 melhores empresas para trabalhar no Brasil Instituição vinculada ao Sistema

Leia mais

ANEXO I FICHA DE INSCRIÇÃO

ANEXO I FICHA DE INSCRIÇÃO ANEXO I FICHA DE INSCRIÇÃO CATEGORIAS TÉCNICO TECNÓLOGO TEMAS LIVRE INCLUSÃO SOCIAL COOPERATIVISMO 1. DADOS DA INSTITUIÇÃO 1.1 Nome da Instituição 1.2 Nome do Reitor(a)/Diretor(a)-Geral/Diretor(a) 1.3

Leia mais

CLIPPING Mídias de Primeiro Foco. Cliente: Fharos Data: 17/09/08 Veículo: DCI

CLIPPING Mídias de Primeiro Foco. Cliente: Fharos Data: 17/09/08 Veículo: DCI CLIPPING Mídias de Primeiro Foco Cliente: Fharos Data: 17/09/08 Veículo: DCI Cliente: Fharos Data: 10/09/08 Veículo: Executivos Financeiros 2 3 Cliente: Fharos Data: 12/09/08 Veículo: Canal Executivo 4

Leia mais

Informativo EDIÇÃO 12 ANO IV. Julho/ Agosto/ Setembro 2015. PACER comemora 12 anos de história DESTAQUES DESTA EDIÇÃO TRANSPORTE DE CARGAS:

Informativo EDIÇÃO 12 ANO IV. Julho/ Agosto/ Setembro 2015. PACER comemora 12 anos de história DESTAQUES DESTA EDIÇÃO TRANSPORTE DE CARGAS: EDIÇÃO 12 ANO IV (11) 3648-4700 / (21) 3161-8600 www.pacer.com.br Informativo Julho/ Agosto/ Setembro 2015 PACER comemora 12 anos de história DESTAQUES DESTA EDIÇÃO TRANSPORTE DE CARGAS: 10 ANOS PACER:

Leia mais

Todo início de ano é a mesma coisa: fazemos a

Todo início de ano é a mesma coisa: fazemos a Entre nós www.marinhodespachantes.com Novas oportunidades! de todos nossos clientes, parceiros, amigos e colaboradores em 2012 e renovar nosso contrato de amizade para 2013 Elza Aguiar Presidente Todo

Leia mais

PRÊMIO CARLOS DREHER. Um negócio que não produz nada além de dinheiro é um negócio pobre. (Henry Ford) REGULAMENTO

PRÊMIO CARLOS DREHER. Um negócio que não produz nada além de dinheiro é um negócio pobre. (Henry Ford) REGULAMENTO PRÊMIO CARLOS DREHER Um negócio que não produz nada além de dinheiro é um negócio pobre. (Henry Ford) Carlos Dreher dedicou mais de duas décadas a uma fotografia transformadora, aquela que propicia cidadania

Leia mais

vencido Desafio Tradição, superação e vontade Atuação concisa e certeira, capacitação e união foram aspectos importantes de uma história

vencido Desafio Tradição, superação e vontade Atuação concisa e certeira, capacitação e união foram aspectos importantes de uma história Desafio Atuação concisa e certeira, capacitação e união foram aspectos importantes de uma história de recuperação, tradição e sucesso no varejo de material de construção mineiro. O único caminho a seguir,

Leia mais

Proposta comercial: 1.074 São Paulo, 20 de Agosto 2014. A/C: Tatiane Trevisan tatiane@tradaq.com.br www.tradaq.com.br 11 3508-4157

Proposta comercial: 1.074 São Paulo, 20 de Agosto 2014. A/C: Tatiane Trevisan tatiane@tradaq.com.br www.tradaq.com.br 11 3508-4157 Proposta comercial: 1.074 São Paulo, 20 de Agosto 2014 A/C: Tatiane Trevisan tatiane@tradaq.com.br www.tradaq.com.br 11 3508-4157 Prezada Sra. Tatiane, com o objetivo de aproximar nosso relacionamento

Leia mais

Dia de Campo COOPRATA. 15 anos entregando soluções empresariais que constroem resultados.

Dia de Campo COOPRATA. 15 anos entregando soluções empresariais que constroem resultados. Dia de Campo COOPRATA 15 anos entregando soluções empresariais que constroem resultados. Gestão de Pessoas e o Mercado de trabalho Como está o mercado de trabalho para contratação de pessoas? Segundo a

Leia mais

Agosto. São Paulo Brasil. connectedsmartcities.com.br

Agosto. São Paulo Brasil. connectedsmartcities.com.br 03 a 05 Agosto 2015 São Paulo Brasil connectedsmartcities.com.br Por que Connected Smart Cities? As grandes e modernas cidades são, talvez, as mais importantes realizações do homem, por serem responsáveis,

Leia mais

PLANO DE AÇÃO . TREINAMENTOS . PROGRAMAS . PALESTRAS PARANAÍBA MS

PLANO DE AÇÃO . TREINAMENTOS . PROGRAMAS . PALESTRAS PARANAÍBA MS PLANO DE AÇÃO. TREINAMENTOS. PROGRAMAS. PALESTRAS PARANAÍBA MS 2015 TREINAMENTO - Ciclo de Palestras - Auxiliar o empresário, ou potencial empreendedor, desde a tomada de decisão de abrir um novo negócio

Leia mais

SPETACOLLO RESTAURANTE & BOTEQUIM

SPETACOLLO RESTAURANTE & BOTEQUIM SPETACOLLO RESTAURANTE & BOTEQUIM SUA IDEIA SEU SUCESSO SOBRE O SPETACOLLO Rentabilidade, confiança e credibilidade aliadas a uma maneira inovadora de servir e atender com qualidade e agilidade; ampla

Leia mais

Este Plano de Negócios foi elaborado em Junho de 2014

Este Plano de Negócios foi elaborado em Junho de 2014 ESPETO VACA LOUCA Pc TUBAL VILELA Nº 0 CENTRO- UBERLANDIA MG (34) 9876-5432 contato@vacalouca.com Ademir Gonçalves Filho Diretor Administrativo Gustavo Rodovalho Oliveira - Diretor de Marketing Jhonata

Leia mais

UNIDADE 2 Empreendedorismo

UNIDADE 2 Empreendedorismo UNIDADE 2 Empreendedorismo O mundo tem sofrido inúmeras transformações em períodos de tempo cada vez mais curtos. Alguns conceitos relativos à administração predominaram em determinados momentos do século

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS CASTELO BRANCO CONSULTORIA E ASSESSORIA CONTÁBIL LTDA

PLANO DE NEGÓCIOS CASTELO BRANCO CONSULTORIA E ASSESSORIA CONTÁBIL LTDA Felipe Pedroso Castelo Branco Cassemiro Martins PLANO DE NEGÓCIOS CASTELO BRANCO CONSULTORIA E ASSESSORIA CONTÁBIL LTDA Belo Horizonte 2011 Felipe Pedroso Castelo Branco Cassemiro Martins PLANO DE NEGÓCIOS

Leia mais

O site CAMISETASDAHORA criou um projeto apenas para atendimento a franqueados.

O site CAMISETASDAHORA criou um projeto apenas para atendimento a franqueados. PROPOSTA DE MICROFRANQUIA E FRANQUIA Pelo presente instrumento particular de Microfranquia ou Franquia, de um lado o site CAMISETAS DA HORA, do outro VOCÊ, nosso futuro parceiro, neste ato, passamos a

Leia mais

ESTUDO SOBRE OS TRABALHADOS PARA PAGAR TRIBUTOS -

ESTUDO SOBRE OS TRABALHADOS PARA PAGAR TRIBUTOS - ESTUDO SOBRE OS PARA PAGAR TRIBUTOS - 2015 GILBERTO LUIZ DO AMARAL JOÃO ELOI OLENIKE LETÍCIA MARY FERNANDES DO AMARAL CRISTIANO LISBOA YAZBEK 05 de maio de 2015 NO ANO DE 2015 O BRASILEIRO TRABALHARÁ ATÉ

Leia mais

Apoio: BIT Company Franchising Rua Fidêncio Ramos, 223 conj. 131 13º andar Vila Olimpia

Apoio: BIT Company Franchising Rua Fidêncio Ramos, 223 conj. 131 13º andar Vila Olimpia Nome da empresa: BIT Company Data de fundação: Julho de 1993 Número de funcionários: 49 funcionários Localização (cidade e estado em que estão sede e franquias): Sede em São Paulo, com franquias em todo

Leia mais

Trabalho de Conclusão de Curso - TCC. Graduação em Administração

Trabalho de Conclusão de Curso - TCC. Graduação em Administração Trabalho de Conclusão de Curso - TCC Graduação em Administração Educação Presencial 2011 1 Trabalho de Conclusão de Curso - TCC O curso de Administração visa formar profissionais capacitados tanto para

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL DE GARÇA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE BACHARELADO EM TURISMO RA: 31.951

ASSOCIAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL DE GARÇA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE BACHARELADO EM TURISMO RA: 31.951 ASSOCIAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL DE GARÇA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE BACHARELADO EM TURISMO RA: 31.951 A ATIVIDADE TURÍSTICA E O SEGMENTO DE EVENTOS. PERSPECTIVAS DE CRESCIMENTO GRAÇAS À COPA

Leia mais

Quinta-feira, 24.03.11

Quinta-feira, 24.03.11 Quinta-feira, 24.03.11 Pensamento do dia Não pondero, sonho. Não me sinto inspirado, deliro. Fernando Pessoa A frase é: Espero que não haja obstáculos à realização das provas, daqui HÁ ou A uma semana?

Leia mais

O dentista que virou dono de restaurante chinês 1

O dentista que virou dono de restaurante chinês 1 O dentista que virou dono de restaurante chinês 1 O cirurgião dentista Robinson Shiba, proprietário da rede China In Box, em 1992 deixava de exercer sua profissão como dentista para inaugurar a primeira

Leia mais

Medidas anunciadas pelo governo afetam mercado imobiliário, cursinhos e servidores públicos federais

Medidas anunciadas pelo governo afetam mercado imobiliário, cursinhos e servidores públicos federais Fonte: O Globo Data: 16/09/2015 Seção: Economia Versão: Impresso (página 25) e Online Medidas anunciadas pelo governo afetam mercado imobiliário, cursinhos e servidores públicos federais Retomada de cobrança

Leia mais

Somos uma das empresas que mais crescem no país

Somos uma das empresas que mais crescem no país ed. 3 / ano 1 / outubro 2013 J. Fonseca conquista novos segmentos Segurança em primeiro lugar Somos uma das empresas que mais crescem no país editorial Crescendo, mas sem esquecer da segurança A terceira

Leia mais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa,

Leia mais

Segunda-feira, 22 de abril de 2013

Segunda-feira, 22 de abril de 2013 Segunda-feira, 22 de abril de 2013 22/04/2013 07h00 - Atualizado em 22/04/2013 07h00 Empresários dão dicas de como empreender após a aposentadoria Professora aposentada montou empresa de reforma de calçadas.

Leia mais

O MAIOR E MAIS INFLUENTE PROJETO GASTRONÔMICO DO PAÍS.

O MAIOR E MAIS INFLUENTE PROJETO GASTRONÔMICO DO PAÍS. O MAIOR E MAIS INFLUENTE PROJETO GASTRONÔMICO DO PAÍS. O Guia Comer & Beber Os Eventos Comer & Beber Comer & Beber Digital Envolvimento da Marca Proposta Comercial Patrocínio Nacional Apoio Nacional Apoio

Leia mais

ELABORACAO DE PLANO DE NEGÓCIOS.

ELABORACAO DE PLANO DE NEGÓCIOS. ELABORACAO DE PLANO DE NEGÓCIOS. Resumo efetuado a partir do Manual Como Elaborar um plano de negócios SEBRAE/ 2013 Profa. Célia Regina Beiro da Silveira ESTRUTURA DO PLANO DE NEGÓCIOS PARA O 1º CONCURSO

Leia mais

MASTER HOUSE FRANCHISING Apresentação e Estratégia

MASTER HOUSE FRANCHISING Apresentação e Estratégia MASTER HOUSE FRANCHISING Apresentação e Estratégia Master House Franquia de Sucesso ocumento protegido pelos termos da lei. ualquer replicação deste material não é autorizada. Especial 10.A/2015 Parabéns

Leia mais

seu dinheiro Consórcio ou financiamento? #103 Saiba qual é a melhor opção na hora de comprar um automóvel

seu dinheiro Consórcio ou financiamento? #103 Saiba qual é a melhor opção na hora de comprar um automóvel #103 seu dinheiro a sua revista de finanças pessoais Saiba qual é a melhor opção na hora de comprar um automóvel Consórcio ou financiamento? Poupança com ganho real Investimento volta a superar a inflação

Leia mais

A LOCAMERICA SEMINOVOS

A LOCAMERICA SEMINOVOS A LOCAMERICA A Locamerica é uma companhia especializada em locação de frotas customizadas para empresas. Desde 13 no mercado, a locadora ocupa o segundo lugar no ranking das maiores do setor em número

Leia mais

ENTENDA OS IMPOSTOS. Impostos Diretos ou Indiretos, Progressivos ou Regressivos

ENTENDA OS IMPOSTOS. Impostos Diretos ou Indiretos, Progressivos ou Regressivos Página 1 de 10 ENTENDA OS IMPOSTOS As pessoas nem imaginam quão antiga é a origem dos tributos, estudos supõem que as primeiras manifestações tributárias foram voluntárias e feitas em forma de presentes

Leia mais

Estratégias para aumentar a rentabilidade. Indicadores importantes. Controle a produção. Reduza filas. Trabalhe com promoções.

Estratégias para aumentar a rentabilidade. Indicadores importantes. Controle a produção. Reduza filas. Trabalhe com promoções. Uma publicação: Estratégias para aumentar a rentabilidade 04 Indicadores importantes 06 Controle a produção 08 Reduza filas 09 Trabalhe com promoções 10 Conclusões 11 Introdução Dinheiro em caixa. Em qualquer

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: REGIÃO SUDESTE PLANEJAMENTO

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: REGIÃO SUDESTE PLANEJAMENTO Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais em várias categorias CATEGORIA: REGIÃO SUDESTE PLANEJAMENTO Município de Três Marias MG Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito

Leia mais

Sumário Apoios Dados Gerais Expositores Visitantes Congresso Fenabrave Campanha de Marketing Mídia Espontânea Fotos do evento

Sumário Apoios Dados Gerais Expositores Visitantes Congresso Fenabrave Campanha de Marketing Mídia Espontânea Fotos do evento Sumário Apoios Dados Gerais Expositores Visitantes Congresso Fenabrave Campanha de Marketing Mídia Espontânea Fotos do evento Sumário XXI EDIÇÃO DO CONGRESSO FENABRAVE TERMINA COM PREVISÃO OTIMISTA PARA

Leia mais

Número de funcionários: Aproximadamente 1200 colaboradores na sede administrativa e industrial.

Número de funcionários: Aproximadamente 1200 colaboradores na sede administrativa e industrial. PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 Categoria Franqueador Máster Dados da empresa Razão Social: IBAC Indústria Brasileira de Alimentos e Chocolates Nome Fantasia: Cacau Show Data de fundação:

Leia mais

Futebol alemão X Futebol brasileiro

Futebol alemão X Futebol brasileiro Futebol alemão X Futebol brasileiro Um fez sua revolução. Outro nem começou! Novembro de 2015 A revolução na Alemanha Eliminação precoce na Eurocopa de 2000 impulsionou as mudanças. Plano de longo prazo

Leia mais

ITAÚ UNIBANCO. conclui migração e clientes passam a ter rede integrada de atendimento

ITAÚ UNIBANCO. conclui migração e clientes passam a ter rede integrada de atendimento ITAÚ UNIBANCO conclui migração e clientes passam a ter rede integrada de atendimento Antes mesmo de completar dois anos da maior fusão do sistema financeiro brasileiro, o Itaú Unibanco concluiu em outubro

Leia mais

Apresentação ao Shopping

Apresentação ao Shopping Apresentação ao Shopping O GrupoM8 utiliza o formato Norte-americano na administração e comercialização de sua rede de franquias Você Sabia? Há trinta anos os Estados Unidos adotaram um modelo inovador

Leia mais

Indústria do Esporte. Análise de Faturamento FIFA Copa do Mundo

Indústria do Esporte. Análise de Faturamento FIFA Copa do Mundo Indústria do Esporte Análise de Faturamento FIFA Copa do Mundo Fevereiro 2013 Com a proximidade da Copa do Mundo no Brasil, a BDO RCS fez um levantamento sobre a evolução da receita da FIFA desde a sua

Leia mais

CONHEÇA A NOSSA EMPRESA >>

CONHEÇA A NOSSA EMPRESA >> CONHEÇA A NOSSA EMPRESA >> Para se candidatar a Vaga de Promotor(a) iremos dividir por etapas a apresentação e o treinamento: Primeira Etapa: 1. Apresentação da Empresa e seus Canais de Vendas 2. Apresentação

Leia mais

Julho, um mês festivo

Julho, um mês festivo Nutricionista Atividade física e alimentação Alimentação e exercícios físicos equilibrados são imbatíveis quando o assunto é saúde, manutenção ou redução do peso e ganho de massa muscular. Para qualquer

Leia mais

A P R E S E N T A Ç Ã O C O M E R C I A L

A P R E S E N T A Ç Ã O C O M E R C I A L A P R E S E N T A Ç Ã O C O M E R C I A L A EMPRESA Há mais de 30 anos no mercado, a Betha Espaço se consolidou como uma das maiores imobiliárias do Espírito Santo. Líder em Locação no estado, apresenta

Leia mais

fazem bem e dão lucro

fazem bem e dão lucro Melhores práticas de fazem bem e dão lucro Banco Real dá exemplo na área ambiental e ganha reconhecimento internacional Reunidos em Londres, em junho deste ano, economistas e jornalistas especializados

Leia mais

INFORMAÇÃO EXTREMA PREPARE-SE PARA A ERA DA. 08 e 09 de Outubro de 2013 FECOMÉRCIO São Paulo SP. Confira Descontos Especiais e Condições para Grupos

INFORMAÇÃO EXTREMA PREPARE-SE PARA A ERA DA. 08 e 09 de Outubro de 2013 FECOMÉRCIO São Paulo SP. Confira Descontos Especiais e Condições para Grupos SP conteúdo comunidade negócios PREPARE-SE PARA A ERA DA INFORMAÇÃO EXTREMA Principais Tópicos Informação como Valor Estratégico A Internet das Coisas e a Gestão da Informação Conteúdo na Mobilidade e

Leia mais

0 21 anos: Fase do amadurecimento biológico 21 42 anos: Fase do amadurecimento psicológico mais de 42 anos: Fase do amadurecimento espiritual

0 21 anos: Fase do amadurecimento biológico 21 42 anos: Fase do amadurecimento psicológico mais de 42 anos: Fase do amadurecimento espiritual Por: Rosana Rodrigues Quando comecei a escrever esse artigo, inevitavelmente fiz uma viagem ao meu passado. Lembrei-me do meu processo de escolha de carreira e me dei conta de que minha trajetória foi

Leia mais

Mídia Kit 2015. Publicidade. Tabela com vigência a partir de janeiro de 2015 Versão I em 26/11/2014

Mídia Kit 2015. Publicidade. Tabela com vigência a partir de janeiro de 2015 Versão I em 26/11/2014 Mídia Kit 2015 Publicidade Tabela com vigência a partir de janeiro de 2015 Versão I em 26/11/2014 Multiplataforma A Prazeres da Mesa é hoje a mais dinâmica produtora de conteúdo de gastronomia em várias

Leia mais

Nome e contato do responsável pelo preenchimento deste formulário Luiz Antônio Jaeger (21) 9702 9194 luizantonio@parme.com.br parme@parme.com.

Nome e contato do responsável pelo preenchimento deste formulário Luiz Antônio Jaeger (21) 9702 9194 luizantonio@parme.com.br parme@parme.com. PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Franqueador Pleno Dados da empresa Razão Social Franquipar Franqueadora e Licenciadora de Marcas Ltda. Nome fantasia Parmê

Leia mais

Construindo um Plano de Negócios Fabiano Marques

Construindo um Plano de Negócios Fabiano Marques Construindo um Plano de Negócios Fabiano Marques "Um bom plano de negócios deve mostrar claramente a competência da equipe, o potencial do mercado-alvo e uma idéia realmente inovadora; culminando em um

Leia mais

Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center

Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center Criamos o que as pessoas amam antes que elas saibam o que querem Hoje nossos franqueados

Leia mais

Universidade. Estácio de Sá. Gestão e Negócios

Universidade. Estácio de Sá. Gestão e Negócios Universidade Estácio de Sá Gestão e Negócios A Estácio Hoje reconhecida como a maior instituição particular de ensino superior do país, a Universidade Estácio de Sá iniciou suas atividades em 1970, como

Leia mais

Informações Financeiras. Sistema de Franquias

Informações Financeiras. Sistema de Franquias Informações Financeiras Sistema de Franquias Sistema de Franquias Somos uma loja que nasceu em Porto Alegre, somos especialista em moda masculina, e, em satisfazer e encantar os clientes. Com nosso sistema

Leia mais

BOAS PRÁTICAS NO DIA A DIA DAS CLÍNICAS DE IMAGEM

BOAS PRÁTICAS NO DIA A DIA DAS CLÍNICAS DE IMAGEM BOAS PRÁTICAS NO DIA A DIA DAS CLÍNICAS DE IMAGEM Introdução ÍNDICE Boas práticas no dia a dia das clínicas de imagem A Importância de se estar conectado às tendências As melhores práticas no mercado de

Leia mais

IMPORTÂNCIA DE TER UM CONTROLE FINANCEIRO PESSOAL

IMPORTÂNCIA DE TER UM CONTROLE FINANCEIRO PESSOAL A IMPO RTÂNC IA DE TE R UM CONT ROLE FINAN CEIRO PESSO AL F U N D O Introdução É normal encontrar pessoas que imaginam não precisarem ter um controle financeiro pessoal, pois não ganham o suficiente para

Leia mais

Programa Municipal de Competitividade e Inovação INOVA PALHOCA

Programa Municipal de Competitividade e Inovação INOVA PALHOCA Programa Municipal de Competitividade e Inovação INOVA PALHOCA Gestão Pública: Plano Palhoça 2030 Prefeito Municipal de Palhoça Comitê Executivo de Acompanhamento e Implantação Avaliação de Desempenho

Leia mais

Relatório Gestão do Projeto 2013

Relatório Gestão do Projeto 2013 Relatório Gestão do Projeto 2013 Fundação Aperam Acesita e Junior Achievement Minas Gerais: UMA PARCERIA DE SUCESSO SUMÁRIO Resultados 2013... 6 Resultados dos Programas... 7 Programa Vamos Falar de Ética...

Leia mais

Fluxo de caixa: organize e mantenha as contas no azul

Fluxo de caixa: organize e mantenha as contas no azul Fluxo de caixa: organize e mantenha as contas no azul O segredo do sucesso da sua empresa é conhecer e entender o que entra e o que sai do caixa durante um dia, um mês ou um ano. 1 Fluxo de caixa: organize

Leia mais

X X. Com portas abertas, Djazil recebe familiares. Uma história que se firmou com comprometimento e confiança PÁG 2

X X. Com portas abertas, Djazil recebe familiares. Uma história que se firmou com comprometimento e confiança PÁG 2 X X X Informativo Djazil Nº133 Ano XIII Maio/Junho 2011 Com portas abertas, Djazil recebe familiares A oportunidade levou familiares dos colaboradores até a empresa para uma manhã de sábado diferente.

Leia mais

A Feira do Empreendedor 2014em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação.

A Feira do Empreendedor 2014em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação. 1 A Feira do Empreendedor é um evento de sucesso promovido pelo SEBRAE-SP, com o objetivo de oferecer informação, conhecimento e oportunidade para empresários e futuros empreendedores. A Feira do Empreendedor

Leia mais

Pequenos Negócios no Brasil. Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br

Pequenos Negócios no Brasil. Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br Pequenos Negócios no Brasil Pequenos Negócios no Brasil Clique no título para acessar o conteúdo, ou navegue pela apresentação completa Categorias de pequenos negócios no Brasil Micro e pequenas empresas

Leia mais

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO.

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Workshop para empreendedores e empresários do Paranoá DF. SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Dias 06 e 13 de Dezembro Hotel Bela Vista Paranoá Das 08:00 às 18:00 horas Finanças: Aprenda a controlar

Leia mais

GESTÃO DE CUSTOS E CONTROLES

GESTÃO DE CUSTOS E CONTROLES GESTÃO DE CUSTOS E CONTROLES No fascículo anterior tratamos da importância de desenvolver e treinar os profissionais que trabalham no consultório médico e o quanto são importantes para que a empresa seja

Leia mais

Máxima Nova Classe Média autoestima 33%

Máxima Nova Classe Média autoestima 33% Máxima é a primeira revista mensal totalmente voltada para os desejos e as necessidades da mulher da Nova Classe Média. Sua missão é ajudá-la a resolver as questões do seu dia a dia e ser fonte de inspiração

Leia mais

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com. AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.br COM O SEBRAE, O SEU NEGÓCIO VAI! O Sebrae Goiás preparou diversas

Leia mais

uvaeverde.com.br Apresentação ao Shopping

uvaeverde.com.br Apresentação ao Shopping Apresentação ao Shopping Retorno do investimento garantido em contrato ou a devolução da verba inicial investida* Cláusula vigésima: do retorno do investimento inicial 20.1 A Franqueadora se compromete

Leia mais

Composição do Conselho Guarulhense do Movimento Degrau

Composição do Conselho Guarulhense do Movimento Degrau Composição do Conselho Guarulhense do Movimento Degrau O Conselho Guarulhense do Movimento Degrau foi fundado no dia 27 de julho de 2006 e, segundo seu Regimento Interno, tem os seguintes objetivos: I

Leia mais

7 a 10 de Abril de 2011 Centro de Convenções Sulamérica Rio de Janeiro RJ BRIEFING DO EVENTO

7 a 10 de Abril de 2011 Centro de Convenções Sulamérica Rio de Janeiro RJ BRIEFING DO EVENTO 7 a 10 de Abril de 2011 Centro de Convenções Sulamérica Rio de Janeiro RJ BRIEFING DO EVENTO SUSTENTABILIDADE UM BOM NEGÓCIO Pesquisa do IPC Marketing Editora indica que o consumo dos brasileiros deve

Leia mais

Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center

Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center O GrupoM8 utiliza o formato Norte-americano na administração e comercialização de sua

Leia mais

TASCHIBRA. Resumo. Sistema de Gestão de Qualidade SGQ na Taschibra: processo de melhoria contínua

TASCHIBRA. Resumo. Sistema de Gestão de Qualidade SGQ na Taschibra: processo de melhoria contínua TASCHIBRA Sistema de Gestão de Qualidade SGQ na Taschibra: processo de melhoria contínua por Ademar do Amaral Jr Mestre em Administração pela Fundação Universidade Regional de Blumenau (2007); Especialista

Leia mais

Gerando idéias de negócio

Gerando idéias de negócio NEGÓCIO CERTO COMO CRIAR E ADMINISTRAR BEM SUA EMPRESA Gerando idéias de negócio Manual Etapa 1/Parte 1 Bem-vindo! É um prazer ter você na Etapa 1 do Programa de Auto-Atendimento Negócio Certo do Sebrae.

Leia mais

COMO A GIR NA CRI $E 1

COMO A GIR NA CRI $E 1 1 COMO AGIR NA CRI$E COMO AGIR NA CRISE A turbulência econômica mundial provocada pela crise bancária nos Estados Unidos e Europa atingirá todos os países do mundo, com diferentes níveis de intensidade.

Leia mais

Unidade I FUNDAMENTOS DA GESTÃO. Prof. Jean Cavaleiro

Unidade I FUNDAMENTOS DA GESTÃO. Prof. Jean Cavaleiro Unidade I FUNDAMENTOS DA GESTÃO FINANCEIRA Prof. Jean Cavaleiro Introdução Definir o papel da gestão financeira; Conceitos de Gestão Financeira; Assim como sua importância na gestão de uma organização;

Leia mais

Agradecemos seu interesse em juntar-se a nós através de nosso sistema de franquias Dr. Marido. TRANSPARÊNCIA EM FRANQUIAS TIRANDO SUAS DÚVIDAS

Agradecemos seu interesse em juntar-se a nós através de nosso sistema de franquias Dr. Marido. TRANSPARÊNCIA EM FRANQUIAS TIRANDO SUAS DÚVIDAS 1 CARO CANDIDATO (A). Agradecemos seu interesse em juntar-se a nós através de nosso sistema de franquias Dr. Marido. Estamos em fase de seleção para franqueados para as principais regiões e cidades do

Leia mais

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL Trabalho apresentado no III ENECULT Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura, realizado entre os dias 23 a 25 de maio de 2007, na Faculdade de Comunicação/UFBa, Salvador-Bahia-Brasil. METODOLOGIA

Leia mais

MÍDIA KIT. A maior e melhor revista de decoração e design

MÍDIA KIT. A maior e melhor revista de decoração e design MÍDIA KIT A maior e melhor revista de decoração e design NÓS PENSAMOS NO DIA A DIA DO NOSSO LEITOR CASA CLAUDIA inspira e ajuda o leitor a tornar sua casa mais bela, confortável e restauradora nos diferentes

Leia mais

ACECASTRO. Próxima edição - Outubro 2014 - Edição Comemora va 10 anos da Acecastro. Em comemoração ao Dia de Castro e 10 anos da Associação

ACECASTRO. Próxima edição - Outubro 2014 - Edição Comemora va 10 anos da Acecastro. Em comemoração ao Dia de Castro e 10 anos da Associação Seu Bole m Informa vo Bole m nº 1 - Setembro 2014 Próxima edição - Outubro 2014 - Edição Comemora va 10 anos da Acecastro CAFÉ BOM NEGÓCIO Um novo modelo de encontros que proporciona a você. DIA D CARTA

Leia mais

Então por que não oferecer parte deste conteúdo no formato EAD, sob tutoria do próprio instrutor?

Então por que não oferecer parte deste conteúdo no formato EAD, sob tutoria do próprio instrutor? Oferecer treinamentos focados na utilização dos produtos é o objetivo da Exsto e um dos grandes obstáculos é o desnível de conhecimento dos participantes no assunto. Recebemos inscritos de variadas formações

Leia mais

Revista EXAME: As 10 armadilhas da Previdência Complementar

Revista EXAME: As 10 armadilhas da Previdência Complementar Revista EXAME: As 10 armadilhas da Previdência Complementar Os fundos de previdência privada, sejam fechados ou abertos, têm características próprias e vantagens tributárias em relação aos investimentos

Leia mais

RESUMO FRANQUIA O BOTICÁRIO BELÉM (PA) PROMOÇÃO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

RESUMO FRANQUIA O BOTICÁRIO BELÉM (PA) PROMOÇÃO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE FRANQUIA O BOTICÁRIO BELÉM (PA) PROMOÇÃO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE RESUMO As franquias que apresentam um alto grau de proximidade, exposição e envolvimento com a comunidade, possuem conhecimento da sua

Leia mais