Pratique o seu conhecimento

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Pratique o seu conhecimento"

Transcrição

1 Pratique o seu conhecimento QUESTÕES DO CAPÍTULO 1 (A HISTÓRIA ) 1) Explique com suas palavras qual a importância de Richard Stallman para o software livre e o que é o projeto GNU. R.: Richard Stallman é o pioneiro do software livre e criou o projeto GNU que tem o objetivo de criar um sistema operacional completo, com todos os aplicativos necessários, que seja semelhante ao sistema UNIX e que seja completamente formado por software livre. 2) Porque Linus Torvalds decidiu construir um Kernel livre e por que do nome Linux? R.: Linus Torvalds resolveu criar um kernel para fins de estudo, e resolveu compartilhar o código com mais pessoas para conseguir ajuda no desenvolvimento do projeto. O nome Linux foi dado por Ari Lemmke, que colocou esse nome na pasta do servidor que compartilhava os arquivos do kernel que Linus estava desenvolvendo. 3) Qual a relação entre o projeto GNU e o Kernel Linux? R.: O projeto GNU disponibilizava as ferramentas necessárias para se ter um ambiente completo, semelhante ao UNIX e feito somente com softwares livres, porém o kernel ainda não estava pronto. Portanto a união das ferramentas GNU e o Kernel Linux possibilitou a criação de um sistema operacional completo e funcional, chamado GNU/Linux ou GNU com Linux. QUESTÕES DO CAPÍTULO 2 (ENTENDA OS CONCEITOS) 1) Explique com suas palavras o que é software e o que é hardware? R.: O software é a parte lógica, ou seja, o sistema operacional e todos os programas. Hardware é a parte física, os componentes como placa mãe, monitor, disco rígido. 2) Se o sistema operacional é um conjunto de softwares, qual a diferença dele para os demais softwares comuns? R.: Todos os outros softwares funcionam a partir do sistema operacional. É o sistema operacional que se comunica diretamente com o hardware e gerência a forma como os programas terão acesso ao mesmo. 3) Quais os principais fatores que caracterizam o GNU/Linux como sistema operacional? O que o difere dos sistemas proprietários? R.: Os principais fatores são: a presença de um Kernel com os aplicativos GNU, que possibilitam criar a interação homem-máquina. O Linux difere dos demais por ser um sistema totalmente livre, podendo ser utilizado em qualquer dispositivo e para qualquer finalidade. 4) Quais são as 4 liberdades básicas que definem o que é Software Livre? Explique cada uma delas. R.: Liberdade n. 0: A liberdade de executar o programa, para qualquer propósito; Liberdade n. 1: A liberdade de estudar como o programa funciona e adaptá-lo para as suas necessidades. Acesso ao código fonte é um pré-requisito para esta liberdade;

2 Liberdade n. 2: A liberdade de redistribuir cópias, de modo que você possa ajudar ao seu próximo; Liberdade n. 3: A liberdade de aperfeiçoar o programa e liberar os seus aperfeiçoamentos, de modo que toda a comunidade se beneficie. Acesso ao código fonte é um pré-requisito para esta liberdade. 5) Explique com suas palavras qual a finalidade dos softwares livres e de como eles podem ser úteis. Faça uma correlação entre o software livre e a sociedade. R.: Desenvolver aplicativos livres possibilita a interação de muitos colaboradores e cria a possibilidade do software se desenvolver mais rápido e melhor, pois terá mais cabeças pensando e contribuindo para atingir um objetivo comum. Assim como no software livre, sua filosofia de liberdade, colaboração e compartilhamento, pode ser aplicado na sociedade, onde apresenta uma situação de uns ajudando os outros para atingir um objetivo em comum. 6) De acordo com o item 2.7.* (Interfaces Gráficas), como você descreveria a cara do GNU/Linux? R.: O Linux não possui uma cara, isso porque pode ser moldado e configurado de acordo com suas necessidades. A existência de vários ambientes gráficos, torna o Linux um sistema mais dinâmico e mutável que possa existir. 7) Cite dois ambientes gráficos completos que não seja KDE ou GNOME. R.: LXDE e XFCE. 8) Explique de forma simples, o que você entende por padrões abertos e interoperabilidade. R.: Padrões abertos são descrições detalhadas e sem restrições de uso e patentes que informam como as informações são codificadas e armazenadas. Interoperabilidade é quando um software pode trabalhar em conjunto com outros. Por exemplo, quando criamos um documento de texto em um programa e continuamos sua edição em outro. Para uma boa interoperabilidade é fundamental o uso de padrões abertos, pois assim diferentes programas terão como ler, gravar e editar os mesmos arquivos. 9) O que você entende por software legado? Explique como o software livre pode ser útil? R.: Software legado é quando um programa por algum motivo parou de receber atualizações, mas permanece sendo útil para resolver determinado problema e o trabalho de migração para programas mais recentes inviabiliza esse procedimento, dessa forma é mantido o programa desatualizado. Com o uso de software livre é possível que programas descontinuados passem a ser mantidos por novas equipes interessadas, bem como permite que sejam feitas melhorias pela equipe da empresa que utiliza o software. QUESTÕES DO CAPÍTULO 3 (DISTRIBUIÇÕES GNU/Linux) 1) O que você entende por distribuição GNU/Linux? R.: Distribuição ou distro, é um conjunto de pacotes, programas, incluindo um kernel, políticas de desenvolvimento e manutenção, que juntas formam um sistema operacional GNU/Linux. As distribuições GNU/Linux são empacotadas e configuradas de acordo com cada empresa, equipe ou pessoa que as mentem. 2) Como as distribuições GNU/Linux são formadas? R.: Sua formação se dá a partir da iniciativa de grupos organizados em comunidades,

3 empresas e governos. 3) Por que existem tantas distribuições GNU/Linux, qual a principal finalidade de existirem tantas? R.: Com o objetivo de compartilhar conhecimento e ter a oportunidade de fazer algo específico para cada um, começaram a surgir dezenas, milhares de distros GNU/Linux, cada uma com algo específico e próprio. Se uma distro não atendia a determinado grupo, então surgiam novos desenvolvedores para sanar essa lacuna e criar sua própria distro. 4) Qual a melhor distribuição GNU/Linux, e por que? R.: Não existe a melhor distribuição GNU/Linux. Existem algumas que são mais usadas e mais conceituadas, mas não quer dizer que sejam melhores. A melhor é aquela que mais lhe agrada e que atende melhor a suas necessidades. QUESTÕES DO CAPÍTULO 4 (INSTALAÇÃO) 1) O que você entende por particionamento em disco? Para que serve? R.: Particionar, como a própria palavra sugere, significa dividir em partes ou separar em partes. Então, particionar o disco é justamente dividir o disco em partes. O particionamento de disco é utilizado, principalmente, para dividir e organizar o disco em partes. Dessa forma, torna-se possível, por exemplo, a instalação de vários sistemas operacionais no mesmo disco, cada sistema utilizando uma partição. QUESTÕES DO CAPÍTULO 7 (INTRODUÇÃO A ÁRVORE DE DIRETÓRIOS) 1) Defina com suas palavras o que é um diretório. R.: Diretório é como uma pasta, um lugar para guardar, armazenar, arquivos e outros diretórios. 2) O diretório raiz ou barra é o diretório principal do sistema, de onde todos os outros são derivados. De acordo com isso, demostre a estrutura de diretório do usuário mari, e a estrutura do diretório pendrive que foi montando no diretório padrão. R.: Estrutura do diretório mari: /home/mari e Estrutura do diretório pendrive: /media/pendrive 3) Em quais diretórios são encontrados os binários essenciais do sistema? Mostre o caminho completo. R.: Os binários essenciais ao sistema são encontrados em: /sbin e /bin 4) Você precisa editar o grupo de trabalho do servidor Samba que está localizado no arquivo smb.conf. Onde ficam os arquivos de configurações do sistema? R.: Os arquivos de configuração do sistema, geralmente ficam concentrados no diretório /etc 5) Existe um diretório no sistema comum a todos usuários e que quando reiniciada a máquina todos arquivos que estavam naquele diretório são apagados. Qual é esse diretório e para o que ele comumente é utilizado? R.: Diretório /tmp que é usado para armazenar informações temporárias pelos programas que estão sendo executados no sistema.

4 6) Para quem administra o sistema, o que pode ser encontrado no diretório /var que pode ser útil e servir de analise para se saber o que ocorre no sistema? R.: O diretório /var armazena aquivos que são modificados com frequência, como arquivos de logs que são muito úteis para analisar o que está a ocorrer no sistema ou em algum aplicativo específico. QUESTÕES DO CAPÍTULO 8 (SISTEMAS DE ARQUIVOS) 1) O que você entende por sistemas de arquivos? Dê exemplo de três sistemas de arquivos para o ambiente GNU/Linux. R.: Sistemas de arquivos são regras para salvar e ler conteúdos salvos em mídias, por exemplo, discos rígidos e pendrives. Cada sistema de arquivos tem suas peculiaridades e tende a proporcionar vantagens para um determinado tipo de uso, entre os mais populares podemos citar: ext4, fat32 e xfs. 2) O Fat32 é um sistema de arquivos que ficou muito conhecido e popularizado, por que? Onde ainda é muito utilizado? R.: O sistema de arquivos FAT é bastante antigo, sua primeira versão é de 1977 e foi utilizado como padrão nos sistemas DOS e Windows por muitos anos. Hoje, apesar do sistema de arquivos padrão no Windows ser NTFS o mesmo mantem suporte ao sistema FAT, assim como o sistema é suportado atualmente por praticamente todos os sistemas operacionais. Dessa forma, mesmo o sistema FAT estando bastante obsoleto, por questões de compatibilidade, continua sendo muito utilizado principalmente em pendrives e cartões de memória de câmeras e celulares. QUESTÕES DO CAPÍTULO 9 (INTRODUÇÃO AO TERMINAL DE COMANDOS) 1) Muitas vezes, quando estamos utilizando o terminal de comandos e não temos acesso a uma interface gráfica ou mesmo dispomos de vários terminais, é interessante executar aplicativos no terminal e deixá-lo livre para utilização, sem a necessidade de fechar o aplicativo ou esperar certa execução terminar. Qual o comando é utilizado para que se possa executar um aplicativo e deixar o terminal livre para execução de outros comandos? R.: Execute o comando seguido do caractere & 2) De acordo com a linha abaixo, diga o que significa cada parte, palavra ou caractere: R.: yasmin: nome do do inglês at, ou seja, em. Nesse caso significa: yasmin em ra; ra: nome da máquina; /tmp: diretório que o usuário se encontra; #: usuário está logado como root. 3) Estando dentro de um diretório chamado Filmes você pretende criar dois subdiretórios dentro desse, com os seguintes nomes: Aventura e aventura. É possível? Justifique sua resposta.

5 R.: Sim, é possível. Por padrão, em ambientes Linux, é utilizado o modo case sensitive, isso significa que para o sistema letras maiúsculas e minusculas são diferentes. 4) Existe um arquivo, script em bash com permissão de execução, chamado hu_reconectar.sh e encontra-se no diretório principal do usuário hu. Explique duas maneiras de como executar esse arquivo. R.: Pode-se executar com pontobarra+nome-do-script (./hu_reconectar.sh); ou ainda utilizar a palavra bash<espaço>nome-do-script (bash hu_reconectar.sh). 5) O terminal de comandos do Linux possui uma particularidade muito interessante, que é a de auto-completar comandos e palavras quando pressionado uma tecla. Qual é essa tecla? R.: Tecla <TAB> 6) Diferencie: sudo comando de sudo su comando R.: Utilizando sudo comando teremos o comando sendo executado com permissões administrativas, ou seja, pelo usuário root. Já o sudo su comando irá apenas gerar um erro. 7) Qual o comando + opção utilizado para listar arquivos e diretórios ocultos? R.: ls -a 8) Para acessar uma pasta ou diretório é utilizado o comando cd + [caminho/nome] da pasta que deseja acessar. Qual é a opção utilizada junto com o comando cd para retornar ao diretório anterior? Suponha que você esteja em /home/ya/documentos/livros e queira ir para /home/ya/documentos. Independente de onde estivesse no sistema, como você retornaria direto para o diretório do seu usuário(~)? R.: Para voltar, anteceder um diretório, basta digitar (cd pontoponto) cd.. Já para voltar ao diretório principal do usuário, basta digitar cd 9) Qual a finalidade do comando pwd? R.: Exibe qual diretório estamos acessando. 10) Quando deseja-se copiar vários arquivos e diretórios de uma única vez de forma recursiva, usa-se o comando cp com qual opção? R.: Utiliza a opção -r, exemplo: cp -r 11) Muitas vezes é preciso criar um diretório e outros sub-diretórios dentro desse, que por sua vez criar outros sub-diretórios. Por exemplo, qual o comando é possível criar de uma única vez essa sequencia de diretórios: Filmes/DIVX/Clássicos? R.: mkdir -p Filmes/DIVX/Clássicos 12) Qual a utilidade do comando ln, dê um exemplo de como pode ser utilizado. R.: O comando ln cria atalhos, dessa forma é possível, por exemplo, criar um link no Desktop para o arquivo que está no endereço /usr/bin/firefox. A forma mais usual de utilizar o comando ln é com o parâmetro -s. Exemplo de uso: ln -s /usr/bin/firefox $HOME/Desktop/Firefox

6 13) Ter um sistema Linux instalado não quer dizer que está 100% seguro de tudo, segurança depende mais do usuário do que do sistema. Uma boa medida de segurança é sempre trocar a senha do seu usuário. Qual o comando utilizado para trocar a senha do usuário? R.:Utilizar o comando passwd 14) Descreva, do modo mais simples, como alterar somente a hora do sistema. R.: date -s 02:47 No exemplo as horas do sistema será ajustado para 02:47h 15) Quando adiciona-se o usuário a um grupo, por exemplo, para que o grupo seja efetivado, passe a fazer parte do usuário sem que precise reiniciar a máquina, é preciso que a sessão do usuário seja fechada e aberta novamente. Qual o comando utilizado para fechar uma sessão do usuário? R.: Para fechar uma sessão utiliza-se o comando exit 16) Você está no terminal de comandos digitando e retornando muita informação, sua tela está muito poluída e de difícil visualização. O que você faria para buscar uma melhor visualização? R.: Executar o comando clear 17) O comando mv pode ser utilizado para duas funções distintas, mover e renomear um arquivo ou pasta. Explique como funciona um e outro. R.: Mover é quando se altera o diretório onde a pasta ou arquivo está contido, por exemplo mover um arquivo do diretório /home/hu/musicas para /home/hu/videos, enquanto renomear executa um procedimento similar, porém mantem o arquivo na mesma pasta e altera apenas o seu nome. 18) O Linux é um sistema multi-usuários, ou seja, vários usuários podem estar utilizando um único sistema ao mesmo tempo. Como descobrir quais usuários estão logados no sistema? R.: Executar o comando users 19) Explique, com exemplo, da maneira mais simples de como configurar uma rede com fio no Linux. R.: ifconfig eth netmask up 20) Exemplifique da maneira mais simples, como identificar se você está conectado ou não na internet. Utilizando apenas o terminal de comandos. R.: Pode-se utilizar o comando ping para comunicar com algum site externo a rede, e caso responda significa que possui uma conexão com a internet. Como por exemplo: ping 21) O comando rm é utilizando para remover arquivos e diretórios. Existe uma combinação de opções que deve ser utilizada com muita cautela. Qual é essa combinação e porque da cautela? Dê um exemplo. R.: O comando rm -rf deve ser utilizado com cautela pois irá remover todos os arquivos e diretórios que estiverem contidos no endereço informado sem sequer pedir confirmação para efetuar a remoção. Um exemplo de algo muito perigoso seria rm -rf /home que removeria o diretório de todos os usuários.

7 22) Você pluga um pendrive em seu computador e ele é montado em /media/dados. Como você faria para visualizar o espaço total ocupado pelos arquivos no pendrive e quanto ainda há de espaço livre, em Mega Bytes? De maneira mais simples, como faria para verificar apenas o espaço que os arquivos estão ocupando no pendrive, em Mega Bytes? R.: Para verificar o espaço total que os arquivos estão ocupando no pendrive e o que há de espaço livre: df -h /media/dados Para verificar apenas o espaço que os arquivos estão ocupando no pendrive: du -sh /media/dados 23) Para que serve o comando su? R.: O comando su serve para efetuar login com algum usuário. Exemplo: su tales ou su bruno 24) Descreva de maneira simples, como verificar quanto de memória RAM está sendo utilizada pelo sistema, em Mega Bytes? R.: Utiliza-se o comando free -m para verificar quanto de memória RAM está sendo utilizada pelo sistema. 25) Imagine a seguinte situação, você acaba de entrar em uma empresa e o seu superior pede para que instale um determinado programa no sistema. Antes de instalar você deve saber qual é a arquitetura do sistema, como descobrir tal informação? R.: Pode-se descobrir qual arquitetura do sistema utilizado o comando uname -m 26) Descreva de maneira simplificada duas maneiras de compactar o diretório /tmp/fotos e descompactá-lo em ~/Imagens/fotos? R.: Compactar com tar.gz: tar -cvzf fotos.tar.bz2 /tmp/fotos Descompactar um tar.gz: tar -xvzf fotos.tar.bz2 -C ~/Imagens/fotos Compactar com zip: zip -r9 fotos.zip /tmp/fotos Descompactar um zip: unzip fotos.zip -d ~/Imagens/fotos 27) Imagina a seguinte situação: você baixou um arquivo imposto.run da internet para o diretório /tmp. Descreva como torná-lo executável e como mudá-lo para usuário = bruna e grupo = users? R.: Para tornar o arquivo executável: chmod +x /tmp/imposto.run Para mudar de usuário e grupo: chown bruna:users /tmp/imposto.run 28) Quando utiliza-se muito o terminal de comandos, as vezes precisamos lembrar de uma certa sequencia de comandos que ficou esquecida mas que já foi digitada antes. Como fazer para recuperar esse comando perdido ou não lembrado? R.: Basta utilizar a tecla de seta para cima no teclado. 29) descreva de maneira objetiva como manter um sistema com base debian atualizado. De um exemplo de como instalar o pacote k3b e como remover o pacote emesene.

8 Observação: O procedimento deve ser utilizado apenas em uma única linha de comando. R.: sudo apt-get update && sudo apt-get upgrade && sudo apt-get install k3b && sudo apt-get remove emesene Questões do capítulo 10 1) Defina o que é Wine e qual a sua principal finalidade. 2) Quando deve-se utilizar o Wine? Defina se ele é sempre viável e por que. R.: Quando necessitar de uma função não encontrada em algum programa nativo para Linux, mas que está disponível em um programa para Windows, deve se utilizar o Wine para executar o programa diretamente no Linux. O uso do Wine não é sempre viável, pois trata-se de um projeto baseado em engenharia reversa que apesar de todos os esforços, é compatível com uma quantidade limitada de programas. 3) Com o surgimento do Wine, surgiram projetos que utilizam o Wine como base. Cite dois aplicativos que utilizam a base do Wine como parte do aplicativo, mostrando a diferença entre eles. R.: Um: O CrossOver, que fez alterações no código fonte do Wine para melhorar o suporte a aplicativos e jogos populares, porém seu uso é pago. Dois: O WineTricks que efetua a instalação e configuração de programas e jogos no Wine de forma automática, esse aplicativo é gratuito, porém a lista de programas e jogos disponíveis é pequena. 4) Qual a proposta dos aplicativos Play On Linux e GameTree? R.: O Play On Linux automatiza instalações de aplicativos e jogos no Wine. Em muitos casos é necessário instalar dependências e efetuar configurações especificas para um programa funcionar corretamente no Wine e o Play On Linux efetua automaticamente essas operações. O GameTree é uma variação do Wine que possui alterações em seu código fonte que o otimizam para executar jogos, o mesmo também conta com uma interface para gerenciar os jogos instalados.

Partição Partição primária: Partição estendida: Discos básicos e dinâmicos

Partição Partição primária: Partição estendida: Discos básicos e dinâmicos Partição Parte de um disco físico que funciona como se fosse um disco fisicamente separado. Depois de criar uma partição, você deve formatá-la e atribuir-lhe uma letra de unidade antes de armazenar dados

Leia mais

SOFTWARE LIVRE. Distribuições Live CD. Kernel. Distribuição Linux

SOFTWARE LIVRE. Distribuições Live CD. Kernel. Distribuição Linux SOFTWARE LIVRE A liberdade de executar o programa, para qualquer propósito. A liberdade de estudar como o programa funciona, e adaptá-lo para as suas necessidades. Acesso ao código-fonte é um pré-requisito

Leia mais

Julgue os itens a seguir referentes a conceitos de software livre e licenças de uso, distribuição e modificação.

Julgue os itens a seguir referentes a conceitos de software livre e licenças de uso, distribuição e modificação. Julgue os itens a seguir referentes a conceitos de software livre e licenças de uso, distribuição e modificação. 1.Todo software livre deve ser desenvolvido para uso por pessoa física em ambiente com sistema

Leia mais

Aula 02. Introdução ao Linux

Aula 02. Introdução ao Linux Aula 02 Introdução ao Linux Arquivos Central de Programas do Ubuntu A Central de Programas do Ubuntu é uma loja de aplicativos integrada ao sistema que permite-lhe instalar e desinstalar programas com

Leia mais

Sistema de Arquivos do Windows

Sistema de Arquivos do Windows Registro mestre de inicialização (MBR) A trilha zero do HD, onde ficam guardadas as informações sobre o(s) sistema(s) operacionais instalados. Onde começa o processo de inicialização do Sistema Operacional.

Leia mais

Software Livre. Acesso ao código fonte Alterar o código fonte Redistribuir Utilizar como desejar

Software Livre. Acesso ao código fonte Alterar o código fonte Redistribuir Utilizar como desejar Software Livre Acesso ao código fonte Alterar o código fonte Redistribuir Utilizar como desejar Linux Licença GPL (Licença Pública Geral) Linux Licença GPL (Licença Pública Geral) - A liberdade de executar

Leia mais

16:21:50. Introdução à Informática com Software Livre

16:21:50. Introdução à Informática com Software Livre 16:21:50 Introdução à Informática com Software Livre 1 16:21:50 Hardware & Software 2 16:21:50 Hardware Hardware é a parte física de um computador, é formado pelos componentes eletrônicos, como por exemplo,

Leia mais

INTRODUÇÃO A LINUX. Características Sistema operacional Software livre Criado em 1991 por Linus Torvalds Dividido em duas partes principais 26/11/2013

INTRODUÇÃO A LINUX. Características Sistema operacional Software livre Criado em 1991 por Linus Torvalds Dividido em duas partes principais 26/11/2013 1 2 INTRODUÇÃO A LINUX ADRIANO SILVEIRA ADR_SILVEIRA@YAHOO.COM.BR Características Sistema operacional Software livre Criado em 1991 por Linus Torvalds Dividido em duas partes principais Kernel núcleo do

Leia mais

ENDEREÇOS DE REDE PRIVADOS. 10.0.0.0 até 10.255.255.255 172.16.0.0 até 172.31.255.255 192.168.0.0 até 192.168.255.255. Kernel

ENDEREÇOS DE REDE PRIVADOS. 10.0.0.0 até 10.255.255.255 172.16.0.0 até 172.31.255.255 192.168.0.0 até 192.168.255.255. Kernel ENDEREÇOS DE REDE PRIVADOS Foram reservados intervalos de endereços IP para serem utilizados exclusivamente em redes privadas, como é o caso das redes locais e Intranets. Esses endereços não devem ser

Leia mais

CESPE - 2012 - FNDE - Técnico em Financiamento e Execução de Programas e Projetos Educacionais

CESPE - 2012 - FNDE - Técnico em Financiamento e Execução de Programas e Projetos Educacionais CESPE - 2012 - FNDE - Técnico em Financiamento e Execução de Programas e Projetos Educacionais De modo semelhante ao Linux, o Windows é considerado um software microbásico. Uma característica desse tipo

Leia mais

Sistema Operacional Unidade 5 - Iniciando o modo texto. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática

Sistema Operacional Unidade 5 - Iniciando o modo texto. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática Sistema Operacional Unidade 5 - Iniciando o modo texto Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 OPERANDO EM MODO TEXTO... 3 Abrindo o terminal... 3 Sobre o aplicativo Terminal... 3 AS CORES

Leia mais

Informática Fácil NOÇÕES DE LINUX. Prof.: Adelson Gomes Ferraz Antonio Carlos Reis

Informática Fácil NOÇÕES DE LINUX. Prof.: Adelson Gomes Ferraz Antonio Carlos Reis Informática Fácil NOÇÕES DE LINUX Prof.: Adelson Gomes Ferraz Antonio Carlos Reis Cronologia 1. 1969 Univ Berkeley, Califórnia, cria-se o SO UNIX para uso geral em grandes computadores 1. Década de 70

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Administração de Servidores de Rede AULA 03. Prof. Gabriel Silva

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Administração de Servidores de Rede AULA 03. Prof. Gabriel Silva FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Administração de Servidores de Rede AULA 03 Prof. Gabriel Silva Temas da Aula de Hoje: Servidores Linux. Conceitos Básicos do Linux. Instalando Servidor Linux.

Leia mais

Comandos Básicos do Linux/Unix

Comandos Básicos do Linux/Unix Comandos Básicos do Linux/Unix Vou partir do pressuposto que você sabe o básico de um sistema Linux/Unix. É importante para qualquer usuário de sistemas baseados em Unix aprender a trabalhar no modo texto

Leia mais

Campus - Cachoeiro Curso Técnico de Informática. Sistema de Arquivos. Prof. João Paulo de Brito Gonçalves

Campus - Cachoeiro Curso Técnico de Informática. Sistema de Arquivos. Prof. João Paulo de Brito Gonçalves Campus - Cachoeiro Curso Técnico de Informática Sistema de Arquivos Prof. João Paulo de Brito Gonçalves Introdução É com o sistema de arquivos que o usuário mais nota a presença do sistema operacional.

Leia mais

Introdução ao Linux: Parte I

Introdução ao Linux: Parte I Data: Introdução ao Linux: Parte I Marcelo Ribeiro Xavier da Silva marceloo@inf.ufsc.br Histórico 3 Origem do GNU Linux Em 1983, Richard Stallman fundou a Free Software Foundation, com o intuito de criar

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUDESTE DE MINAS GERAIS Campus Rio Pomba. Eu defendo!!! Mini Curso. Linux

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUDESTE DE MINAS GERAIS Campus Rio Pomba. Eu defendo!!! Mini Curso. Linux INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUDESTE DE MINAS GERAIS Campus Rio Pomba Mini Curso Linux Eu defendo!!! Apresentação Rafael Arlindo Dias Técnico em Informática CEFET Rio Pomba/MG Cursos

Leia mais

Sistemas Operacionais de Rede Linux - Gerenciamento de Arquivos

Sistemas Operacionais de Rede Linux - Gerenciamento de Arquivos Sistemas Operacionais de Rede Linux - Gerenciamento de Arquivos Conteúdo Programático Login e Logout Iniciando e Desligando o Sistema Tipos de arquivo Texto Binário Arquivos e Diretório Manipulação de

Leia mais

Introdução a Sistemas Abertos

Introdução a Sistemas Abertos Introdução a Sistemas Abertos Apresentação filipe.raulino@ifrn.edu.br Sistemas Abertos Qualquer programa de computador que pode ser usado, copiado, estudado e redistribuído inclusive com seu código fonte

Leia mais

Instalação e configuração Linux CentOS 6.x

Instalação e configuração Linux CentOS 6.x Instalação e configuração Linux CentOS 6.x Objetivo: Instalar e configurar o sistema operacional Linux CentOS e efetuar suas configurações iniciais. 1- Abra o Virtuabox e clique em novo, e configure conforme

Leia mais

LISTA DE COMANDOS DO LINUX 1

LISTA DE COMANDOS DO LINUX 1 LISTA DE COMANDOS DO LINUX 1 Comandos para manipulação de diretório 1. ls Lista os arquivos de um diretório. 2. cd Entra em um diretório. Você precisa ter a permissão de execução para entrar no diretório.

Leia mais

Roteiro 3: Sistemas Linux arquivos e diretórios

Roteiro 3: Sistemas Linux arquivos e diretórios Roteiro 3: Sistemas Linux arquivos e diretórios Objetivos Detalhar conceitos sobre o sistema operacional Linux; Operar comandos básicos de sistemas Linux em modo Texto; Realizar a manutenção de arquivos

Leia mais

Curso de Linux Básico com o Linux Educacional

Curso de Linux Básico com o Linux Educacional Curso de Linux Básico com o Felipe Buarque de Queiroz felipe.buarque@gmail.com Unidade Gestora de Tecnologia da Informação - UGTI Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Alagoas - FAPEAL Maio de 2009

Leia mais

http://introcomp.pet.inf.ufes.br

http://introcomp.pet.inf.ufes.br O SITE http://introcomp.pet.inf.ufes.br http://introcomp.pet.inf.ufes.br http://introcomp.pet.inf.ufes.br http://introcomp.pet.inf.ufes.br O MOODLE http://introcomp.pet.inf.ufes.br/moodle http://introcomp.pet.inf.ufes.br/moodle

Leia mais

Sistema Operacional GNU/Linux

Sistema Operacional GNU/Linux Sistema Operacional GNU/Linux Histórico: 1969 Bell Labs anuncia a primeira versão do Unix 1983 Criação do Projeto GNU 1987 Andrew Tenenbaum anuncia o Minux, versão do Unix para Desktops 1990 Microsoft

Leia mais

Para continuar, baixe o linux-vm aqui: http://www.gdhpress.com.br/downloads/linux-vm.zip

Para continuar, baixe o linux-vm aqui: http://www.gdhpress.com.br/downloads/linux-vm.zip Se, assim como a maioria, você possui um único PC ou notebook, uma opção para testar as distribuições Linux sem precisar mexer no particionamento do HD e instalar o sistema em dualboot, é simplesmente

Leia mais

Labgrad. Usúario: Senha: senha

Labgrad. Usúario: <matricula> Senha: senha Suporte A equipe do Suporte é responsável pela gerência da rede do Departamento de Informática, bem como da manutenção dos servidores da mesma, e também é responsável pela monitoria do LabGrad e do LAR.

Leia mais

ATENÇÃO: Este manual foi feito para usuários que tenham conhecimentos de administrador Linux.

ATENÇÃO: Este manual foi feito para usuários que tenham conhecimentos de administrador Linux. INSTALL 2014-08-12 ================================================== Instalando e Executando o Siprev em Ambiente Linux ATENÇÃO: Este manual foi feito para usuários que tenham conhecimentos de administrador

Leia mais

Treinamento para Manutenção dos Telecentros

Treinamento para Manutenção dos Telecentros Treinamento para Manutenção dos Telecentros Módulo II :: Utilizando o Linux Básico do Sistema Manoel Campos da Silva Filho Professor do IFTO/Palmas 1 2 Código Aberto/Open Source Programas (softwares/aplicativos)

Leia mais

NÚCLEO DE CIDADANIA DIGITAL Caminho Livre para o novo mundo! Conceitos básicos de Linux. www.ncd.ufes.br

NÚCLEO DE CIDADANIA DIGITAL Caminho Livre para o novo mundo! Conceitos básicos de Linux. www.ncd.ufes.br NÚCLEO DE CIDADANIA DIGITAL Caminho Livre para o novo mundo! Conceitos básicos de Linux www.ncd.ufes.br Licença Este trabalho é licenciado sob a licença Creative Commons Attribution NonCommercial-ShareAlike

Leia mais

Introdução ao Linux MICHELLE NERY

Introdução ao Linux MICHELLE NERY Introdução ao Linux MICHELLE NERY O que é preciso saber para conhecer o Linux? Entender os componentes de um computador. Conhecimentos básicos de sistemas operacionais. Referência: Sistemas Operacionais

Leia mais

REVISÃO LINUX CAP /SIN PROF. ESTRELA. e) os

REVISÃO LINUX CAP /SIN PROF. ESTRELA. e) os REVISÃO LINUX CAP /SIN PROF. ESTRELA 1 - Em um determinado servidor Linux, a saída do comando "df" aponta 100% de uso no "/". Isso significa que a(o): a) rede atingiu sua capacidade máxima de recepção.

Leia mais

SISTEMA OPERACIONAL INFORMÁTICA PRF. Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br SISTEMA OPERACIONAL SISTEMA OPERACIONAL SISTEMA OPERACIONAL FUNÇÃO:

SISTEMA OPERACIONAL INFORMÁTICA PRF. Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br SISTEMA OPERACIONAL SISTEMA OPERACIONAL SISTEMA OPERACIONAL FUNÇÃO: SISTEMA OPERACIONAL INFORMÁTICA PRF Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br FUNÇÃO: GERENCIAR, ADMINISTRAR OS RECURSOS DA MÁQUINA. SISTEMA OPERACIONAL EXEMPLOS MS-DOS WINDOWS 3.1 WINDOWS 95 WINDOWS

Leia mais

LABORATÓRIO DE SISTEMAS OPERACIONAIS. PROFª. M.Sc. JULIANA HOFFMANN QUINONEZ BENACCHIO

LABORATÓRIO DE SISTEMAS OPERACIONAIS. PROFª. M.Sc. JULIANA HOFFMANN QUINONEZ BENACCHIO LABORATÓRIO DE SISTEMAS OPERACIONAIS PROFª. M.Sc. JULIANA HOFFMANN QUINONEZ BENACCHIO Sistema Operacional Conteúdo retirado do livro Sistemas Operacionais Marcos Aurélio Pchek Laureano Diogo Roberto Olsen

Leia mais

Linux. Wagner de Oliveira

Linux. Wagner de Oliveira Linux Wagner de Oliveira Um computador, uma mesa, um usuário. Duas pessoas não podem trabalhar em paralelo, executando o Microsoft Word na mesma máquina, simultaneamente. Windows 2003 Advanced Server +

Leia mais

Universidade Federal de Goiás. Alexandre Ferreira de Melo CERCOMP / UFG

Universidade Federal de Goiás. Alexandre Ferreira de Melo CERCOMP / UFG Universidade Federal de Goiás Ubuntu Desktop Alexandre Ferreira de Melo CERCOMP / UFG Conpeex / 2010 Agenda Introdução Conceitos Categorias de Software História do Linux Arquitetura do Linux Ubuntu Projeto

Leia mais

I N F O R M Á T I C A. Sistemas Operacionais Prof. Dr. Rogério Vargas Campus Itaqui-RS

I N F O R M Á T I C A. Sistemas Operacionais Prof. Dr. Rogério Vargas Campus Itaqui-RS I N F O R M Á T I C A Sistemas Operacionais Campus Itaqui-RS Sistemas Operacionais É o software que gerencia o computador! Entre suas funções temos: inicializa o hardware do computador fornece rotinas

Leia mais

Faculdades Senac Pelotas

Faculdades Senac Pelotas Faculdades Senac Pelotas Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores Introdução a informática Alunos Daniel Ferreira, Ícaro T. Vieira, Licurgo Nunes Atividade 4 Tipos de Arquivos Sumário 1 Tipos

Leia mais

Sistema Operacional Unidade 12 Comandos de Rede e Acesso Remoto

Sistema Operacional Unidade 12 Comandos de Rede e Acesso Remoto Sistema Operacional Unidade 12 Comandos de Rede e Acesso Remoto Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 Protocolo de rede... 3 Protocolo TCP/IP... 3 Máscara de sub-rede... 3 Hostname... 3

Leia mais

Planejamento e Implantação de Servidores

Planejamento e Implantação de Servidores Planejamento e Implantação de Servidores Professor Nataniel Vieira nataniel.vieira@gmail.com Aula 01 - Servidores Abordagem geral Teoria e práticas Servidores Linux Comandos Linux 2 Bibliografias da apoio

Leia mais

Plano de Aula - Linux Simplicidade ao seu Alcance - cód. 4652. 24 Horas/Aula

Plano de Aula - Linux Simplicidade ao seu Alcance - cód. 4652. 24 Horas/Aula Plano de Aula - Simplicidade ao seu Alcance - cód. 4652 Aula 1 Capítulo 1 - Introdução e Capítulo 2 - Entenda os Conceitos Aula 2 Continuação do Capítulo 2 - Entenda os Conceitos Aula 3 Capítulo 3 - Distribuição

Leia mais

Instalando e Executando o Siprev em Ambiente Linux Versão SIPREV 2.1.13

Instalando e Executando o Siprev em Ambiente Linux Versão SIPREV 2.1.13 Instalando e Executando o Siprev em Ambiente Linux Versão SIPREV 2.1.13 INSTALL 2010-05-20 ================================================== Instalando e Executando o Siprev em Ambiente Linux ATENÇÃO:

Leia mais

Sistema Operacional Unidade 2 - Estrutura, dispositivos e sistema de arquivos do Linux

Sistema Operacional Unidade 2 - Estrutura, dispositivos e sistema de arquivos do Linux Sistema Operacional Unidade 2 - Estrutura, dispositivos e sistema de arquivos do Linux Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 ESTRUTURA DE DIRETÓRIOS LINUX... 3 SISTEMA DE ARQUIVOS E PARTICIONAMENTO...

Leia mais

Aula 4 Comandos Básicos Linux. Prof.: Roberto Franciscatto

Aula 4 Comandos Básicos Linux. Prof.: Roberto Franciscatto Sistemas Operacionais Aula 4 Comandos Básicos Linux Prof.: Roberto Franciscatto Prompt Ao iniciar o GNU/Linux, a primeira tarefa a ser executada é o login no sistema, o qual deve ser feito respondendo

Leia mais

Entendendo o Sistema Operacinal. Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com

Entendendo o Sistema Operacinal. Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com Entendendo o Sistema Operacinal Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com Criando um Snapshot da Máquina Padrão Page 2 Criando um Snapshot da Máquina Padrão Page 3 Criando um

Leia mais

Introdução ao Linux. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais Campus Pouso Alegre

Introdução ao Linux. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais Campus Pouso Alegre Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais Campus Pouso Alegre Introdução ao Linux Comandos Ubuntu/Linux Michelle Nery Agenda Comandos do Sistema Comandos para Processos

Leia mais

Assinale a alternativa que apresenta as fórmulas CORRETAS para calcular E4 e D6, respectivamente:

Assinale a alternativa que apresenta as fórmulas CORRETAS para calcular E4 e D6, respectivamente: ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO 6 INFORMÁTICA QUESTÕES DE 21 A 40 21. Dentre as alternativas abaixo, assinale a que apresenta CORRETAMENTE ferramentas existentes em softwares de escritório (BrOffice ou Microsoft

Leia mais

Guia de instalação para ambiente de Desenvolvimento LINUX

Guia de instalação para ambiente de Desenvolvimento LINUX Guia de instalação para ambiente de Desenvolvimento LINUX Conteúdo deste manual Introdução O guia de instalação... 3 Capítulo 1 Instalando o servidor Web Apache... 4 Teste de instalação do Apache... 9

Leia mais

Adelman Wallyson de Sousa Benigno

Adelman Wallyson de Sousa Benigno Laboratory of Software Engineering and Computer Network Universidade Federal do Maranhão Curso de Engenharia Elétrica Engineering for a better life LINUX Trabalho apresentado ao Prof. Denivaldo Lopes Adelman

Leia mais

Revisão Aula 3. 1. Explique a MBR(Master Boot Record)

Revisão Aula 3. 1. Explique a MBR(Master Boot Record) Revisão Aula 3 1. Explique a MBR(Master Boot Record) Revisão Aula 3 1. Explique a MBR(Master Boot Record). Master Boot Record Primeiro setor de um HD (disco rígido) Dividido em duas áreas: Boot loader

Leia mais

Administração de Sistemas Livres

Administração de Sistemas Livres Administração de Sistemas Livres Introdução a Comandos GNU/Linux Prof. Lais Farias Alves Comandos GNU/Linux O Linux (na verdade, GNU/Linux), assim como qualquer sistema operacional moderno, é perfeitamente

Leia mais

www.leitejunior.com.br 13/01/2012 12:57 Leite Júnior

www.leitejunior.com.br 13/01/2012 12:57 Leite Júnior LINUX É um programa(software) de computador que gerencia(controla) os recursos do computador. É uma interface(intérprete) entre o usuário e a máquina. É um sistema MULTIUSUÁRIO, permite cadastrar várias

Leia mais

www.evangelhohoje.blogspot.com www.reginaldorochajr.blogspot.com reginaldorecife@gmail.com

www.evangelhohoje.blogspot.com www.reginaldorochajr.blogspot.com reginaldorecife@gmail.com CAPÍTULO 1 No princípio era o Kernel, e o Kernel estava com o Linux, e o Kernel era o Linux desenvolvido por Linus Torvalds. O KERNEL O Kernel é a peça fundamental do sistema, responsável por criar a infra-estrutura

Leia mais

03/11/2011. Apresentação. SA do Linux. Sistemas de Arquivos. Curso Tecnologia em Telemática. Disciplina Administração de Sistemas Linux

03/11/2011. Apresentação. SA do Linux. Sistemas de Arquivos. Curso Tecnologia em Telemática. Disciplina Administração de Sistemas Linux Apresentação Administração de Sistemas Curso Tecnologia em Telemática Disciplina Administração de Sistemas Linux Professor: Anderson Costa anderson@ifpb.edu.br Assunto da aula Aspectos do Sistema de Arquivos

Leia mais

Fundamentos de Sistemas Operacionais. GNU / Linux. Prof. Edwar Saliba Júnior Março de 2009. Unidade 04-002 GNU / Linux

Fundamentos de Sistemas Operacionais. GNU / Linux. Prof. Edwar Saliba Júnior Março de 2009. Unidade 04-002 GNU / Linux GNU / Linux Prof. Edwar Saliba Júnior Março de 2009 Conceitos Básico O S.O. é case sensitive, ou seja, sensível à caixa; Exemplo: o arquivo apple.txt é diferente do arquivo Apple.txt e podem conviver juntos

Leia mais

Agente local Aranda GNU/Linux. [Manual Instalación] Todos los derechos reservados Aranda Software www.arandasoft.com [1]

Agente local Aranda GNU/Linux. [Manual Instalación] Todos los derechos reservados Aranda Software www.arandasoft.com [1] Todos los derechos reservados Aranda Software www.arandasoft.com [1] Introdução O Agente Aranda para sistemas Linux se encarrega de coletar as seguintes informações em cada uma das estações de trabalho

Leia mais

Projeto de extensão Linux no Campus

Projeto de extensão Linux no Campus Projeto de extensão Linux no Campus Universidade Federal de Santa Maria Acadêmico do Curso de Sistemas de Informação Evandro Bolzan Contatos: ebolzan@inf.ufsm.br, http://www.inf.ufsm.br/~ebolzan BUG BUG

Leia mais

Objetivos do Curso. Organização do Curso. Apresentação do Curso. Pós Graduação em Projeto e Gerencia de Redes de Computadores

Objetivos do Curso. Organização do Curso. Apresentação do Curso. Pós Graduação em Projeto e Gerencia de Redes de Computadores 1 Pós Graduação em Projeto e Gerencia de Redes de Computadores Sistemas Operacionais de Redes I - Linux Prof.: Nelson Monnerat Apresentação do Curso 1 Objetivos do Curso Sistema Operacional Unix/Linux;

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO LUZ DO SABER

MANUAL DE INSTALAÇÃO LUZ DO SABER MANUAL DE INSTALAÇÃO LUZ DO SABER Sumário Sumário...2 Instalação do Luz do Saber no Linux...3 1ª opção Utilizando um Instalador...3 2ª opção Utilizando comandos no Konsole...6 Observações Importantes...7

Leia mais

Aula 01. Introdução ao Linux

Aula 01. Introdução ao Linux Aula 01 Introdução ao Linux Introdução Objetivos aprender a usar um novo sistema aprender a usar uma nova interface Como no Windows navegar pela internet (e-mails, facebook, etc) criar pastas e arquivos

Leia mais

Oficina de ferramentas de Gerência para Redes em Linux. Prof. Jefferson Santiago

Oficina de ferramentas de Gerência para Redes em Linux. Prof. Jefferson Santiago Oficina de ferramentas de Gerência para Redes em Linux Prof. Jefferson Santiago Apresentação Qual seu nome? Já possui experiência na área? Questionário avaliativo Acesse: http://goo.gl/forms/4rfaomufim

Leia mais

Sistema de Atendimento v1.3 Manual de Instalação v1.0

Sistema de Atendimento v1.3 Manual de Instalação v1.0 Sistema de Atendimento v1.3 Manual de Instalação v1.0 Brasília, 29 de junho de 2010 Sumário Licença deste Documento...3 Introdução ao Sistema de Atendimento...4 Características e módulos...4 Arquitetura...5

Leia mais

22:59:36. Introdução à Informática com Software Livre

22:59:36. Introdução à Informática com Software Livre 22:59:36 Introdução à Informática com Software Livre 1 22:59:36 O Debian é uma distribuição GNU/Linux desenvolvida abertamente por um grupo mundial de voluntários, no esforço de se produzir um sistema

Leia mais

Aula 2 Introdução ao Software Livre

Aula 2 Introdução ao Software Livre Aula 2 Introdução ao Software Livre Aprender a manipular o Painel de Controle no Linux e mostrar alguns softwares aplicativos. Ligando e desligando o computador através do sistema operacional Não é aconselhável

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS

SISTEMAS OPERACIONAIS SISTEMAS OPERACIONAIS Conceitos Básicos Sistema Operacional: Um Sistema Operacional é um programa que atua como intermediário entre o usuário e o hardware de um computador. O Propósito do SO é fornecer

Leia mais

Sistema Operacional Unidade 1 Introdução aos Sistemas Operacionais GNU/Linux. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática

Sistema Operacional Unidade 1 Introdução aos Sistemas Operacionais GNU/Linux. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática Sistema Operacional Unidade 1 Introdução aos Sistemas Operacionais GNU/Linux Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 INTRODUÇÃO AOS SISTEMAS OPERACIONAIS... 3 Monousuário x Multiusuário...

Leia mais

Manual. Configuração do. Samba. Compartilhamento e Servidor Samba Linux. Produzido por: Sergio Graças Desenvolvedor do Projeto GNU/Linux VRlivre

Manual. Configuração do. Samba. Compartilhamento e Servidor Samba Linux. Produzido por: Sergio Graças Desenvolvedor do Projeto GNU/Linux VRlivre Manual Configuração do Samba Compartilhamento e Servidor Samba Linux Produzido por: Sergio Graças Desenvolvedor do Projeto GNU/Linux VRlivre Manual Configuração do Samba Compartilhamento e Servidor Samba

Leia mais

Minicurso de Linux para Iniciantes Utilizando Ubuntu 12.04

Minicurso de Linux para Iniciantes Utilizando Ubuntu 12.04 Minicurso de Linux para Iniciantes Utilizando Ubuntu 12.04 Introdução O que é Linux? Núcleo do Sistema Operacional; Unix; Minix; objetivos acadêmicos código fonte disponível Criador: Linus Torvalds, estudante

Leia mais

Configuração Definitiva do Samba

Configuração Definitiva do Samba Configuração Definitiva do Samba 1 2 Sumário 1. Vantagens... 5 2. Desvantagem... 5 3. Conclusão Final... 5 4. Vamos botar a mão na massa!... 6 5. Instalação... 6 6. Configuração Parte 1 (Criando os diretórios)...

Leia mais

O que um Servidor Samba faz?

O que um Servidor Samba faz? O que é o Samba? O Samba é um "software servidor" para Linux (e outros sistemas baseados em Unix) que permite o gerenciamento e compartilhamento de recursos em redes formadas por computadores com o Windows

Leia mais

Objetivos Instalação Gerência de Pacotes UNIX Shell. Curso UNIX. Matheus Braun Magrin Felipe dos Santos Silveira

Objetivos Instalação Gerência de Pacotes UNIX Shell. Curso UNIX. Matheus Braun Magrin Felipe dos Santos Silveira Curso UNIX Matheus Braun Magrin Felipe dos Santos Silveira Universidade Federal de Santa Catarina 25 de Setembro de 2010 CHAMADA Objetivos Instalação do sistema Ubuntu 10.04 Conhecer a origem do sistema

Leia mais

Sistema Operacional Linux Curso Básico. Leonardo Brenner Paulo Fernandes

Sistema Operacional Linux Curso Básico. Leonardo Brenner Paulo Fernandes Sistema Operacional Linux Curso Básico Leonardo Brenner Paulo Fernandes i Sumário 1 Apresentação e Conceitos 1 1.1 Histórico.................................. 1 1.2 Sistema de Arquivos............................

Leia mais

LABORATÓRIO 0 Revisão GNU/Linux

LABORATÓRIO 0 Revisão GNU/Linux FACULDADE PITÁGORAS Tecnólogo em Redes de Computadores Redes Sem fio Prof. Ulisses Cotta Cavalca LABORATÓRIO 0 Revisão GNU/Linux OBJETIVOS Rever os principais comandos do sistema

Leia mais

Sistemas Operacionais Aula 01

Sistemas Operacionais Aula 01 1 Defina Hardware e Software. 2 O que é Software Livre? 3 O que é Sistema Operacional? Dê Exemplos. 4 O que são Distribuições Linux? Dê exemplos. Aula 01 5 Onde podemos conseguir uma cópia do Linux Ubuntu?

Leia mais

1 Instalando o VirtualBox no Windows

1 Instalando o VirtualBox no Windows 1 Instalando o VirtualBox no Windows Para quem não possui o Linux instalado no computador é necessário utilizar uma Máquina Virtual, que é responsável por emular Sistemas Operacionais. O primeiro passo

Leia mais

UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO

UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO MANUAL DE INSTALAÇÃO COM IMAGEM ISO Revisão: Seg, 21 de Março de 2011 www.sneplivre.com.br Índice 1. Instalação...4 1.1. Pré Requisitos...4 1.2. Na Prática...4 1.2.1. Download...4

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO MANUAL DE INSTALAÇÃO COM IMAGEM ISO

UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO MANUAL DE INSTALAÇÃO COM IMAGEM ISO UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO MANUAL DE INSTALAÇÃO COM IMAGEM ISO Criado por: Flavio Henrique Somensi flavio@opens.com.br Revisão: qui, 25 de abril de 2013 www.sneplivre.com.br Índice 1. Instalação...4

Leia mais

Principais Comandos do Terminal no LINUX

Principais Comandos do Terminal no LINUX Principais Comandos do Terminal no LINUX Estes comandos não visam ser um compêndio completo de operação, haja vista que se possui mais comandos que esses aqui que serão listados, logo os comandos são:

Leia mais

TUTORIAL INSTALAÇÃO UBUNTU SERVER COM THUNDERCACHE

TUTORIAL INSTALAÇÃO UBUNTU SERVER COM THUNDERCACHE TUTORIAL INSTALAÇÃO UBUNTU SERVER COM THUNDERCACHE Olá! A Idéia básica deste tutorial é fornecer, da forma mais detalhada possível, todos os passos para uma instalação com sucesso do sistema de cache Thunder

Leia mais

Jackson Barbosa de Azevedo

Jackson Barbosa de Azevedo <jacksonbazevedo@hotmail.com> Autor: Jackson Barbosa de Azevedo Revisores: Aecio Pires 1 Conteúdo Sobre o OpenSUSE... 3 Procedimento de Instalação... 3 Preparando a Instalação do

Leia mais

Fazer um paralelo entre os dois sistemas Apresentar diferenças e semelhanças Apresentar compatibilidades Resolver questões

Fazer um paralelo entre os dois sistemas Apresentar diferenças e semelhanças Apresentar compatibilidades Resolver questões L i n u x X Wi n d o w s 1/29 O B J E T I VO S Fazer um paralelo entre os dois sistemas Apresentar diferenças e semelhanças Apresentar compatibilidades Resolver questões 2/29 L i n u x X Wi n d o w s Licenças

Leia mais

Introdução a. Shell Script. Clésio Matos clesior.matos@gmail.com

Introdução a. Shell Script. Clésio Matos clesior.matos@gmail.com Introdução a Shell Script Clésio Matos clesior.matos@gmail.com 1 Plano de apresentação O que são shell scripts Comandos básicos Estruturas básicas do BASH - Comandos condicionais - Comandos de repetição

Leia mais

Sistema Operacional Unidade 4.2 - Instalando o Ubuntu Virtualizado

Sistema Operacional Unidade 4.2 - Instalando o Ubuntu Virtualizado Sistema Operacional Unidade 4.2 - Instalando o Ubuntu Virtualizado Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 CRIAÇÃO DA MÁQUINA VIRTUAL... 3 Mas o que é virtualização?... 3 Instalando o VirtualBox...

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec: ETEC PROF. MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ Eixo Tecnológico: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Habilitação Profissional: Técnica de nível médio de

Leia mais

LABORATÓRIO UNIDADES 1 REVISÃO LINUX E COMANDOS BÁSICOS ABRINDO A MÁQUINA VIRTUAL UBUNTU SERVER 14.04.1 PELO VIRTUALBOX

LABORATÓRIO UNIDADES 1 REVISÃO LINUX E COMANDOS BÁSICOS ABRINDO A MÁQUINA VIRTUAL UBUNTU SERVER 14.04.1 PELO VIRTUALBOX LABORATÓRIO UNIDADES 1 REVISÃO LINUX E COMANDOS BÁSICOS ABRINDO A MÁQUINA VIRTUAL UBUNTU SERVER 14.04.1 PELO VIRTUALBOX Procure no MENU INICIAR PROGRAMAS o ícone do VirtualBox e execute-o. Em seguida clique

Leia mais

Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas O conteúdo deste documento tem como objetivos geral introduzir conceitos mínimos sobre sistemas operacionais e máquinas virtuais para posteriormente utilizar

Leia mais

Introdução ao Sistema. Características

Introdução ao Sistema. Características Introdução ao Sistema O sistema Provinha Brasil foi desenvolvido com o intuito de cadastrar as resposta da avaliação que é sugerida pelo MEC e que possui o mesmo nome do sistema. Após a digitação, os dados

Leia mais

Fundamentos e Prática em Informática Ensino Médio Integrado em Informática. Lara Popov Zambiasi Bazzi Oberderfer

Fundamentos e Prática em Informática Ensino Médio Integrado em Informática. Lara Popov Zambiasi Bazzi Oberderfer Fundamentos e Prática em Informática Ensino Médio Integrado em Informática Lara Popov Zambiasi Bazzi Oberderfer Interface amigável e de fácil instalação; Maior compatibilidade de programas

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS DE ARQUITETURA ABERTA

SISTEMAS OPERACIONAIS DE ARQUITETURA ABERTA SISTEMAS OPERACIONAIS DE ARQUITETURA ABERTA Prof. Ulisses Cotta Cavalca Belo Horizonte/MG 2015 1 SUMÁRIO 1. Histórico do sistema operacional 2. Licença de softwares 3. Aspectos

Leia mais

Posso mesmo utilizar Software Livre no meu dia a dia?

Posso mesmo utilizar Software Livre no meu dia a dia? Curso Básico de GNU/LINUX Posso mesmo utilizar Software Livre no meu dia a dia? Leandro Nunes I Seminário Software Livre, Inclusão Digital e Educação Faced - UFBA Observação...

Leia mais

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 8. Introdução ao Linux Introdução a linguagem C

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 8. Introdução ao Linux Introdução a linguagem C CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 8 Introdução ao Linux Introdução a linguagem C Linux Linux é um termo utilizado para se referir a sistemas operacionais que utilizem o núcleo Linux. Existem muitas distribuições

Leia mais

Manual de Comando Linux

Manual de Comando Linux Manual de Comando Linux 1 Índice Índice... 2 Introdução... 3 Comandos Simples Linux... 3 Gerir Directórios e Ficheiros... 4 Gerir processos... 6 Estrutura de Diretórios do LINUX... 6 Executar comandos

Leia mais

Manual de Acesso a Servidores SSH

Manual de Acesso a Servidores SSH UFF - Universidade Federal Fluminense Escola de Engenharia Curso de Engenharia de Telecomunicações Programa de Educação Tutorial Grupo PET-Tele Manual de Acesso a Servidores SSH Autor : Orientador: Vinicius

Leia mais

Universidade Federal da Fronteira Sul Campus Chapecó Sistema Operacional

Universidade Federal da Fronteira Sul Campus Chapecó Sistema Operacional Universidade Federal da Fronteira Sul Campus Chapecó Sistema Operacional Elaboração: Prof. Éverton Loreto everton@uffs.edu.br 2010 Objetivo Conhecer as características e recursos do Sistema Operacional

Leia mais

Debian 7 (versão 3.2.46) 64 bits

Debian 7 (versão 3.2.46) 64 bits INSTALL 2015-02-23 ============================================================================ Instalando e Executando o Siprev em Ambiente Linux Debian 7 (3.2.46) 64 bits ============================================================================

Leia mais

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito Sistema Operacional Linux > Configuração de Redes www.labcisco.com.br ::: shbbrito@labcisco.com.br Prof. Samuel Henrique Bucke Brito Introdução O Linux foi criado por Linus Torvalds em 1991, na época em

Leia mais

INTRODUÇÃO AO SISTEMA

INTRODUÇÃO AO SISTEMA MANUAL DE INSTALAÇÃO DE SOFTWARE PÚBLICO BRASILEIRO Nome do Software: Guarux Versão do Software: Guarux Educacional 4.0 INTRODUÇÃO AO SISTEMA O Guarux Educacional 4.0 é uma distribuição idealizada pela

Leia mais