Pág. 1 de 48 MAPA DE PESSOAL TURISMO DE PORTUGAL - 1ª ALTERAÇÃO LISTA DE ATIVIDADES/PROCEDIMENTOS E POSTOS DE TRABALHO NECESSÁRIOS*

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Pág. 1 de 48 MAPA DE PESSOAL 2015 - TURISMO DE PORTUGAL - 1ª ALTERAÇÃO LISTA DE ATIVIDADES/PROCEDIMENTOS E POSTOS DE TRABALHO NECESSÁRIOS*"

Transcrição

1 MAPA DE PESSOAL TURISMO DE PORTUGAL - 1ª ALTERAÇÃO LISTA DE ATIVIDADES/PROCEDIMENTOS E POSTOS DE TRABALHO NECESSÁRIOS* existentes 1ª Alteração Funções Dirigente superiores 1 1 Presidente Conselho Diretivo Funções Dirigente superiores 1 1 Vice-Presidente Funções Dirigente superiores 2 2 Vogal complexidade em apoio ao Conselho Directivo 3 3 Assistente Técnico Equipas Multidisciplinares que reportam ao Conselho Diretivo Desenvolvimento e acompanhamento de projetos e ações temporárias de carácter tático e estratégico, em função de objetivos que envolvam um carácter transversal às diversas áreas de atuação 7 7 Chefe de Equipa Multidisciplinar 6 6 Técnico Superior 2 2 Assistente Técnico 1 1 Diretor Coordenador de Planeamento Estratégico Monitorização e avaliação da atividade turística nacional e dos seus fatores de desenvolvimento estratégico, nomeadamente através da elaboração de estudos e estatísticas, da dinamização de centros de competência em Turismo, da intervenção nos domínios do conhecimento, da tecnologia e do I&D aplicados ao Turismo e da identificação de medidas e ações de diversificação, qualificação e melhoria da oferta turística nacional, criando condições para o desenvolvimento estruturado de produtos e destinos turísticos; Acompanhamento da atividade das estruturas regionais de turismo no desenvolvimento e estruturação de produtos e destinos turísticos; Acompanhamento da atividade das organizações internacionais e assegurar a representação e cooperação internacional do Turismo de Portugal, I.P., bem como garantir a constituição, tratamento, conservação e disponibilização do património documental do instituto. 2 2 Director 1 1 Chefe de Equipa Multidisciplinar Técnico Superior Planeamento 3 3 Assistente Técnico Pág. 1 de 48

2 MAPA DE PESSOAL TURISMO DE PORTUGAL - 1ª ALTERAÇÃO LISTA DE ATIVIDADES/PROCEDIMENTOS E POSTOS DE TRABALHO NECESSÁRIOS* existentes 1ª Alteração Conselho Diretivo Departamento de Controlo Estratégico Prestação de apoio técnico na definição e estruturação das políticas, prioridades e dos objetivos estratégicos plurianuais e anuais do instituto, promovendo a necessária articulação e interligação entre as prioridades estratégicas do Turismo de Portugal, I.P. e os objetivos anuais definidos para as respetivas unidades orgânicas; conceção de metodologias de avaliação e acompanhamento dos diversos instrumentos de gestão estratégica do instituto, de modo a permitir uma monitorização regular da respetiva execução face ao planeado, bem como o reporte dessa execução; estruturação da recolha e tratamento de informação relativa às áreas de atividade do Turismo de Portugal, de forma agregada, permitindo uma visão integrada e transversal da atuação do instituto e um reporte regular de dados relativos às várias áreas de atividade. 1 1 Diretor 2 Técnico Superior Planeamento Departamento de Gestão de Programas Comunitários Acompanhamento do processo de negociação e afetação dos fundos comunitários aplicáveis ao setor do turismo, bem como o acompanhamento, em articulação com todas as unidades orgânicas com intervenção na matéria, da gestão desses fundos por parte do instituto, no contexto dos respetivos programas de aplicação, medidas programáticas, sistemas de incentivos, de apoio, de ajudas ou de financiamento; monitorização e avaliação dessa gestão, através da recolha e tratamento de informação relativa à respetiva aplicação; garantir o alinhamento e a articulação das políticas nacionais e regionais de afetação dos fundos comunitários e da respetiva implementação de programas e sistemas de incentivos no âmbito do desenvolvimento do setor turístico. 1 1 Diretor 3 Técnico Superior Planeamento 1 1 Diretor Coordenador de Desenvolvimento e Valorização da Oferta Promoção de uma política de diversificação, qualificação e melhoria da oferta turística nacional, bem como de valorização da mesma, através da intervenção no ordenamento do território e na elaboração dos instrumentos de gestão territorial e no licenciamento ou autorização, classificação e registo de empreendimentos e atividades turísticas, reconhecendo o seu interesse para o turismo; Elaboração de propostas ao Governo para a declaração da respetiva utilidade turística. 2 2 Diretor 1 1 Chefe de Equipa Multidisciplinar Técnico Superior 7 7 Assistente Técnico Pág. 2 de 48

3 MAPA DE PESSOAL TURISMO DE PORTUGAL - 1ª ALTERAÇÃO LISTA DE ATIVIDADES/PROCEDIMENTOS E POSTOS DE TRABALHO NECESSÁRIOS* existentes 1ª Alteração 1 1 Diretor Coordenador Conselho Diretivo 3 3 Diretor de Apoio ao Investimento Apoio na concepção dos instrumentos de apoio financeiro ao desenvolvimento da oferta turística, na análise das candidaturas que tenham por objeto a concretização de projetos turísticos e outras infraestruturas de interesse para o turismo e na contratação e acompanhamento dos mesmos, nas suas vertentes material, financeira e contratual, prestando o apoio técnico que se afigure necessário às entidades privadas e públicas do setor; Gestão de fundos comunitários no contexto dos respetivos sistemas de incentivos. 1 1 Chefe de Equipa Multidisciplinar Técnico Superior 5 5 Assistente Técnico 1 1 Diretor Coordenador de Apoio à Venda Apresentação de propostas para a definição da estratégia promocional e de venda do destino Portugal e dos destinos regionais e produtos turísticos, para a captação de eventos internacionais e para a concepção do respetivo plano nacional de promoção turística, coordenando, executando ou acompanhando, em colaboração com agentes privados e públicos, a atividade promocional, informativa e de imagem do Destino Portugal, tanto no país como no estrangeiro; Articulação com as equipas de turismo no estrangeiro. 2 2 Diretor 2 2 Chefe de Equipa Multidisciplinar Técnico Superior 3 3 Assistente Técnico 1 1 Diretor Coordenador de Qualificação Formativa e Certificação Definição das prioridades de valorização dos recursos humanos do sector do turismo, tendo em vista a melhoria da qualidade e do prestígio das profissões turísticas, o reconhecimento de cursos de formação profissional e a certificação da aptidão profissional para o exercício das profissões do sector; Gestão ou participação em operações concretas de formação, designadamente a das escolas de hotelaria e turismo. 2 2 Diretor Técnico Superior 3 3 Assistente Técnico Pág. 3 de 48

4 MAPA DE PESSOAL TURISMO DE PORTUGAL - 1ª ALTERAÇÃO LISTA DE ATIVIDADES/PROCEDIMENTOS E POSTOS DE TRABALHO NECESSÁRIOS* existentes 1ª Alteração 1 1 Diretor Coordenador Conselho Diretivo do Serviço de Inspeção de Jogos Inspeção, fiscalização e verificação do cumprimento da legalidade, no âmbito da atividade do jogo em casinos, salas de bingo e outros locais onde seja concessionada ou autorizada a exploração de jogos de fortuna e azar, bem como do jogo on line; Colaboração com as autoridades policiais, em matéria de prevenção e punição de práticas ilícitas relativas a jogos de fortuna e azar e de homologação e certificação dos materiais e utensílios inerentes à prática do jogo e ao licenciamento da sua utilização. 3 3 Diretor 1 1 Chefe de Equipa Multidisciplinar Inspetor Superior de Jogos 1 3 Técnico Superior 7 7 Assistente Técnico de Recursos Humanos Gestão dos recursos humanos do instituto; Definição da respetiva política e objetivos de gestão, de molde a garantir a sua valorização contínua, o desenvolvimento de competências, a motivação profissional e a melhoria do desempenho e qualidade de serviço do instituto; Assegurar uma eficaz comunicação interna. 1 1 Diretor Coordenador 1 1 Chefe de Equipa Multidisciplinar 7 7 Técnico Superior 5 4 Assistente Técnico 1 1 Diretor Coordenador 4 4 Diretor de Gestão Financeira e de Tecnologias Gestão e controlo orçamental, financeiro e patrimonial; Aquisição de bens e serviços; Gestão das tecnologias e dos sistemas de informação e comunicação. 1 1 Chefe de Equipa Multidisciplinar Técnico Superior 3 3 Técnico de Informática Assistente Técnico 7 7 Assistente Operacional Jurídica Apoio jurídico e assessoria jurídica ao conselho diretivo e a todas as demais unidades orgânicas do Instituto; Assegurar, por todos os meios, o contencioso do instituto. 1 1 Diretor Coordenador 6 8 Técnico Superior 1 1 Assistente Técnico Departamento de Informação e de Gestão do Cliente Execução das orientações emitidas em matéria de comunicação; Gestão e uniformização dos procedimentos de atendimento de caráter geral e de primeiro nível aos empresários e demais destinatários da atuação do Turismo de Portugal, I.P. 1 1 Diretor 7 7 Técnico Superior 3 3 Assistente Técnico Pág. 4 de 48

5 MAPA DE PESSOAL TURISMO DE PORTUGAL - 1ª ALTERAÇÃO LISTA DE ATIVIDADES/PROCEDIMENTOS E POSTOS DE TRABALHO NECESSÁRIOS* existentes 1ª Alteração do Algarve do Algarve Escola Conselho de Hotelaria Diretivo e Turismo do Algarve do Algarve do Algarve do Algarve do Algarve do Algarve Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo I Funções dirigentes 1 Funções dirigentes 1 Funções de apoio técnico em âmbito, gestão e planeamento de horários e necessidades formativas Funções de assessoria e apoio técnico na gestão administrativa, financeira e orçamental Funções de atualização, apoio e manutenção à estrutura informática e digital escolar Coordenador de Área de Formação Coordenador de Área Técnica 1 2 Técnico Superior Área de formação 3 3 Técnico Superior Área geral escolar 1 1 Técnico de Informática Área geral escolar 3 3 Assistente Técnico Área de formação 8 8 Assistente Técnico Área geral escolar do Algarve instrumentais e nos diversos domínios de actuação com uma componente em âmbito 1 1 Assistente Operacional Área de formação do Algarve instrumentais e nos diversos domínios de actuação em âmbito geral 7 7 Assistente Operacional Área geral escolar do Algarve do Algarve de Portimão de Portimão de Portimão 1 1 Subsistente Área de formação Funções de docência 2 2 Professor Área de formação Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo II Funções de apoio técnico em âmbito, gestão e planeamento de horários e necessidades formativas 2 Técnico Superior Área de formação 3 3 Assistente Técnico Área geral escolar de Vila Real de Stº António Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo II de Vila Real de Stº António 1 1 Assistente Técnico Área geral escolar de Vila Real de Stº António Funções de docência 1 Professor Área de formação Pág. 5 de 48

6 MAPA DE PESSOAL TURISMO DE PORTUGAL - 1ª ALTERAÇÃO LISTA DE ATIVIDADES/PROCEDIMENTOS E POSTOS DE TRABALHO NECESSÁRIOS* existentes 1ª Alteração de Coimbra de Coimbra Escola Conselho de Hotelaria Diretivo e Turismo de Coimbra de Coimbra de Coimbra de Coimbra Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo I Funções dirigentes 1 Funções dirigentes 1 Funções de apoio técnico em âmbito, gestão e planeamento de horários e necessidades formativas Funções de assessoria e apoio técnico na gestão administrativa, financeira e orçamental Coordenador de Área de Formação Coordenador de Área Técnica 1 4 Técnico Superior Área de formação 3 3 Técnico Superior Área geral escolar 4 4 Assistente Técnico Área geral escolar de Coimbra instrumentais e nos diversos domínios de actuação com uma componente em âmbito 2 2 Assistente Operacional Área de formação de Coimbra instrumentais e nos diversos domínios de actuação em âmbito geral 6 5 Assistente Operacional Área geral escolar de Coimbra de Coimbra de Coimbra do Oeste do Oeste do Oeste do Oeste 1 1 Subsistente Área de formação 3 3 Subsistente Área geral escolar Funções de docência 7 6 Professor Área de formação Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo II Funções de apoio técnico em âmbito, gestão e planeamento de horários e necessidades formativas 1 1 Técnico Superior Área de formação 1 1 Assistente Técnico Área de formação 3 3 Assistente Técnico Área geral escolar do Oeste instrumentais e nos diversos domínios de actuação com uma componente em âmbito 1 1 Assistente Operacional Área de formação do Oeste do Oeste instrumentais e nos diversos domínios de actuação em âmbito geral 1 2 Assistente Operacional Área geral escolar Funções de docência 3 6 Professor Área de formação Pág. 6 de 48

7 MAPA DE PESSOAL TURISMO DE PORTUGAL - 1ª ALTERAÇÃO LISTA DE ATIVIDADES/PROCEDIMENTOS E POSTOS DE TRABALHO NECESSÁRIOS* existentes 1ª Alteração de Douro-Lamego de Douro-Lamego Escola Conselho de Hotelaria Diretivo e Turismo de Douro-Lamego de Douro-Lamego de Douro-Lamego de Douro-Lamego Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo I Funções dirigentes 1 Funções dirigentes 1 Funções de apoio técnico em âmbito, gestão e planeamento de horários e necessidades formativas Funções de assessoria e apoio técnico na gestão administrativa, financeira e orçamental Coordenador de Área de Formação Coordenador de Área Técnica 2 Técnico Superior Área de formação 2 2 Técnico Superior Área geral escolar 3 3 Assistente Técnico Área geral escolar de Douro-Lamego instrumentais e nos diversos domínios de actuação em âmbito geral 1 1 Assistente Operacional Área geral escolar de Douro-Lamego de Douro-Lamego do Estoril do Estoril do Estoril do Estoril do Estoril do Estoril 1 Subsistente Área de formação Funções de docência 4 4 Professor Área de formação Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo I Funções dirigentes 1 Funções dirigentes 1 Funções de apoio técnico em âmbito, gestão e planeamento de horários e necessidades formativas Funções de assessoria e apoio técnico na gestão administrativa, financeira e orçamental Coordenador de Área de Formação Coordenador de Área Técnica 1 2 Técnico Superior Área de formação 2 2 Técnico Superior Área geral escolar 8 8 Assistente Técnico Área geral escolar do Estoril instrumentais e nos diversos domínios de actuação com uma componente em âmbito 4 4 Assistente Operacional Área de formação do Estoril instrumentais e nos diversos domínios de actuação em âmbito geral Assistente Operacional Área geral escolar do Estoril do Estoril do Estoril 4 4 Subsistente Área de formação 1 1 Subsistente Área geral escolar Funções de docência 6 7 Professor Área de formação Pág. 7 de 48

8 MAPA DE PESSOAL TURISMO DE PORTUGAL - 1ª ALTERAÇÃO LISTA DE ATIVIDADES/PROCEDIMENTOS E POSTOS DE TRABALHO NECESSÁRIOS* existentes 1ª Alteração de Lisboa de Lisboa Escola Conselho de Hotelaria Diretivo e Turismo de Lisboa de Lisboa de Lisboa de Lisboa de Lisboa Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo I Funções dirigentes 1 Funções dirigentes 1 1 Funções de apoio técnico em âmbito, gestão e planeamento de horários e necessidades formativas Funções de assessoria e apoio técnico na gestão administrativa, financeira e orçamental Coordenador de Área de Formação Coordenador de Área Técnica 2 3 Técnico Superior Área de formação 2 2 Técnico Superior Área geral escolar 1 1 Assistente Técnico Área de formação 7 7 Assistente Técnico Área geral escolar de Lisboa instrumentais e nos diversos domínios de actuação com uma componente em âmbito 2 2 Assistente Operacional Área de formação de Lisboa instrumentais e nos diversos domínios de actuação em âmbito geral 5 4 Assistente Operacional Área geral escolar de Lisboa de Lisboa de Lisboa de Setúbal de Setúbal de Setúbal 3 4 Subsistente Área de formação 1 1 Subsistente Área geral escolar Funções de docência 2 2 Professor Área de formação Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo II Funções de apoio técnico em âmbito, gestão e planeamento de horários e necessidades formativas 2 2 Técnico Superior Área de formação 2 2 Assistente Técnico Área geral escolar de Setúbal instrumentais e nos diversos domínios de actuação em âmbito geral 2 2 Assistente Operacional Área geral escolar de Setúbal de Setúbal de Setúbal 3 3 Subsistente Área de formação 2 2 Subsistente Área geral escolar Funções de docência 3 4 Professor Área de formação Pág. 8 de 48

9 MAPA DE PESSOAL TURISMO DE PORTUGAL - 1ª ALTERAÇÃO LISTA DE ATIVIDADES/PROCEDIMENTOS E POSTOS DE TRABALHO NECESSÁRIOS* existentes 1ª Alteração do Porto do Porto Escola Conselho de Hotelaria Diretivo e Turismo do Porto do Porto do Porto Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo I Funções dirigentes 1 Funções dirigentes 1 1 Funções de apoio técnico em âmbito, gestão e planeamento de horários e necessidades formativas Coordenador de Área de Formação Coordenador de Área Técnica 7 9 Técnico Superior Área de formação 7 7 Assistente Técnico Área geral escolar do Porto instrumentais e nos diversos domínios de actuação com uma componente em âmbito 2 2 Assistente Operacional Área de formação do Porto instrumentais e nos diversos domínios de actuação em âmbito geral 6 5 Assistente Operacional Área geral escolar do Porto do Porto do Porto 5 6 Subsistente Área de formação 8 8 Subsistente Área geral escolar Funções de docência 1 1 Professor Área de formação de Viana do Castelo Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo II de Viana do Castelo de Viana do Castelo de Portalegre de Portalegre de Portalegre de Portalegre de Portalegre de Portalegre 1 1 Assistente Técnico Área de formação 2 2 Assistente Técnico Área geral escolar Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo I Funções dirigentes 1 Funções dirigentes 1 TOTAL Coordenador de Área de Formação Coordenador de Área Técnica 2 2 Assistente Técnico Área geral escolar 1 1 Subsistente Área de formação Funções de docência 2 2 Professor Área de formação * No caso de desconcentração de serviços deverá ser preenchido, para além de um mapa global, um mapa para os serviços centrais e outro por cada serviço desconcentrado. ** Preenchimento obrigatório apenas quando legalmente exigível. Pág. 9 de 48

10 Planeamento Planeamento Planeamento Planeamento Planeamento Planeamento Existentes 1ª Alteração MAPA 2015 _1ª ALTERAÇÃO_ COMPARATIVO ENTRE OS EFETIVOS EXISTENTES E PROPOSTOS, POR UNIDADE ORGÂNICA E POR CARREIRA* Turismo de Portugal, I.P. Dirigente Chefes de Equipa Multidisciplinar Técnico superior Assistente Técnico Assistente Operacional Inspetor Superior de Jogos Técnico de Informática Subsistente Professor Total Existentes Propostos Existentes Propostos Existentes Existentes Propostos Existentes Propostos Existentes Propostos Existentes Propostos Existentes Propostos Existentes 1ª Alteração Propostos Conselho Diretivo Equipas Multidisciplinares que reportam ao Conselho Diretivo de Planeamento Estratégico Departamento de Controlo Estratégico Departamento de Gestão de Programas Comunitários de Desenvolvimento e Valorização da Oferta de Apoio ao Investimento de Apoio à Venda de Qualificação Formativa e de Certificação Serviço de Inspeção de Jogos de Recursos Humanos de Gestão Financeira e de Tecnologias Jurídica Departamento de Informação e de Gestão do Cliente do Algarve de Portimão de Vila Real de Stº António de Coimbra do Oeste de Douro-Lamego do Estoril de Lisboa de Setúbal do Porto de Viana do Castelo de Portalegre Total postos trabalho existentes Total postos de trabalho propostos Total serviço postos de trabalho * No caso de desconcentração de serviços deverá ser preenchido um mapa para os serviços centrais e outro por cada serviço desconcentrado. ** Designadamente: Recursos humanos; recursos financeiros; recursos patrimoniais; assuntos jurídicos; regimes jurídicos; estatística; assuntos económicos,

11 MAPA DE PESSOAL TURISMO DE PORTUGAL - 1ª ALTERAÇÃO - SERVIÇOS CENTRAIS LISTA DE ATIVIDADES/PROCEDIMENTOS E POSTOS DE TRABALHO NECESSÁRIOS* existentes 1ª Alteração Funções Dirigente superiores 1 1 Presidente Conselho Diretivo Funções Dirigente superiores 1 1 Vice-Presidente Funções Dirigente superiores 2 2 Vogal complexidade em apoio ao Conselho Directivo 3 3 Assistente Técnico Equipas Multidisciplinares que reportam ao Conselho Diretivo Desenvolvimento e acompanhamento de projetos e ações temporárias de carácter tático e estratégico, em função de objetivos que envolvam um carácter transversal às diversas áreas de atuação 7 7 Chefe de Equipa Multidisciplinar 6 6 Técnico Superior 2 2 Assistente Técnico 1 1 Diretor Coordenador de Planeamento Estratégico Monitorização e avaliação da atividade turística nacional e dos seus fatores de desenvolvimento estratégico, nomeadamente através da elaboração de estudos e estatísticas, da dinamização de centros de competência em Turismo, da intervenção nos domínios do conhecimento, da tecnologia e do I&D aplicados ao Turismo e da identificação de medidas e ações de diversificação, qualificação e melhoria da oferta turística nacional, criando condições para o desenvolvimento estruturado de produtos e destinos turísticos; Acompanhamento da atividade das estruturas regionais de turismo no desenvolvimento e estruturação de produtos e destinos turísticos; Acompanhamento da atividade das organizações internacionais e assegurar a representação e cooperação internacional do Turismo de Portugal, I.P., bem como garantir a constituição, tratamento, conservação e disponibilização do património documental do instituto. 2 2 Director 1 1 Chefe de Equipa Multidisciplinar Técnico Superior Planeamento 3 3 Assistente Técnico Pág. 11 de 48

12 MAPA DE PESSOAL TURISMO DE PORTUGAL - 1ª ALTERAÇÃO - SERVIÇOS CENTRAIS LISTA DE ATIVIDADES/PROCEDIMENTOS E POSTOS DE TRABALHO NECESSÁRIOS* existentes 1ª Alteração Conselho Diretivo Departamento de Controlo Estratégico Prestação de apoio técnico na definição e estruturação das políticas, prioridades e dos objetivos estratégicos plurianuais e anuais do instituto, promovendo a necessária articulação e interligação entre as prioridades estratégicas do Turismo de Portugal, I.P. e os objetivos anuais definidos para as respetivas unidades orgânicas; conceção de metodologias de avaliação e acompanhamento dos diversos instrumentos de gestão estratégica do instituto, de modo a permitir uma monitorização regular da respetiva execução face ao planeado, bem como o reporte dessa execução; estruturação da recolha e tratamento de informação relativa às áreas de atividade do Turismo de Portugal, de forma agregada, permitindo uma visão integrada e transversal da atuação do instituto e um reporte regular de dados relativos às várias áreas de atividade. 1 1 Diretor 2 Técnico Superior Planeamento Departamento de Gestão de Programas Comunitários Acompanhamento do processo de negociação e afetação dos fundos comunitários aplicáveis ao setor do turismo, bem como o acompanhamento, em articulação com todas as unidades orgânicas com intervenção na matéria, da gestão desses fundos por parte do instituto, no contexto dos respetivos programas de aplicação, medidas programáticas, sistemas de incentivos, de apoio, de ajudas ou de financiamento; monitorização e avaliação dessa gestão, através da recolha e tratamento de informação relativa à respetiva aplicação; garantir o alinhamento e a articulação das políticas nacionais e regionais de afetação dos fundos comunitários e da respetiva implementação de programas e sistemas de incentivos no âmbito do desenvolvimento do setor turístico. 1 1 Diretor 3 Técnico Superior Planeamento 1 1 Diretor Coordenador de Desenvolvimento e Valorização da Oferta Promoção de uma política de diversificação, qualificação e melhoria da oferta turística nacional, bem como de valorização da mesma, através da intervenção no ordenamento do território e na elaboração dos instrumentos de gestão territorial e no licenciamento ou autorização, classificação e registo de empreendimentos e atividades turísticas, reconhecendo o seu interesse para o turismo; Elaboração de propostas ao Governo para a declaração da respetiva utilidade turística. 2 2 Diretor Pág. 12 de 48

13 de Desenvolvimento e Valorização da Oferta Conselho Diretivo Promoção de uma política de diversificação, qualificação e melhoria da oferta turística nacional, bem como de valorização da mesma, através da intervenção no ordenamento do território e na elaboração dos instrumentos de gestão territorial e no licenciamento ou autorização, classificação e registo de empreendimentos e atividades turísticas, reconhecendo o seu interesse para o turismo; Elaboração de propostas ao Governo para a declaração da respetiva utilidade turística. MAPA DE PESSOAL TURISMO DE PORTUGAL - 1ª ALTERAÇÃO - SERVIÇOS CENTRAIS LISTA DE ATIVIDADES/PROCEDIMENTOS E POSTOS DE TRABALHO NECESSÁRIOS* existentes 1ª Alteração 1 1 Chefe de Equipa Multidisciplinar Técnico Superior 7 7 Assistente Técnico 1 1 Diretor Coordenador 3 3 Diretor de Apoio ao Investimento Apoio na concepção dos instrumentos de apoio financeiro ao desenvolvimento da oferta turística, na análise das candidaturas que tenham por objeto a concretização de projetos turísticos e outras infraestruturas de interesse para o turismo e na contratação e acompanhamento dos mesmos, nas suas vertentes material, financeira e contratual, prestando o apoio técnico que se afigure necessário às entidades privadas e públicas do setor; Gestão de fundos comunitários no contexto dos respetivos sistemas de incentivos. 1 1 Chefe de Equipa Multidisciplinar Técnico Superior 5 5 Assistente Técnico 1 1 Diretor Coordenador de Apoio à Venda Apresentação de propostas para a definição da estratégia promocional e de venda do destino Portugal e dos destinos regionais e produtos turísticos, para a captação de eventos internacionais e para a concepção do respetivo plano nacional de promoção turística, coordenando, executando ou acompanhando, em colaboração com agentes privados e públicos, a atividade promocional, informativa e de imagem do Destino Portugal, tanto no país como no estrangeiro; Articulação com as equipas de turismo no estrangeiro. 2 2 Diretor 2 2 Chefe de Equipa Multidisciplinar Técnico Superior 3 3 Assistente Técnico Pág. 13 de 48

14 MAPA DE PESSOAL TURISMO DE PORTUGAL - 1ª ALTERAÇÃO - SERVIÇOS CENTRAIS LISTA DE ATIVIDADES/PROCEDIMENTOS E POSTOS DE TRABALHO NECESSÁRIOS* existentes 1ª Alteração 1 1 Diretor Coordenador Conselho Diretivo de Qualificação Formativa e Certificação Definição das prioridades de valorização dos recursos humanos do sector do turismo, tendo em vista a melhoria da qualidade e do prestígio das profissões turísticas, o reconhecimento de cursos de formação profissional e a certificação da aptidão profissional para o exercício das profissões do sector; Gestão ou participação em operações concretas de formação, designadamente a das escolas de hotelaria e turismo. 2 2 Diretor Técnico Superior 3 3 Assistente Técnico 1 1 Diretor Coordenador do Serviço de Inspeção de Jogos Inspeção, fiscalização e verificação do cumprimento da legalidade, no âmbito da atividade do jogo em casinos, salas de bingo e outros locais onde seja concessionada ou autorizada a exploração de jogos de fortuna e azar, bem como do jogo on line; Colaboração com as autoridades policiais, em matéria de prevenção e punição de práticas ilícitas relativas a jogos de fortuna e azar e de homologação e certificação dos materiais e utensílios inerentes à prática do jogo e ao licenciamento da sua utilização. 3 3 Diretor 1 1 Chefe de Equipa Multidisciplinar Inspetor Superior de Jogos 1 3 Técnico Superior 7 7 Assistente Técnico de Recursos Humanos Gestão dos recursos humanos do instituto; Definição da respetiva política e objetivos de gestão, de molde a garantir a sua valorização contínua, o desenvolvimento de competências, a motivação profissional e a melhoria do desempenho e qualidade de serviço do instituto; Assegurar uma eficaz comunicação interna. 1 1 Diretor Coordenador 1 1 Chefe de Equipa Multidisciplinar 7 7 Técnico Superior 5 4 Assistente Técnico 1 1 Diretor Coordenador 4 4 Diretor de Gestão Financeira e de Tecnologias Gestão e controlo orçamental, financeiro e patrimonial; Aquisição de bens e serviços; Gestão das tecnologias e dos sistemas de informação e comunicação. 1 1 Chefe de Equipa Multidisciplinar Pág. 14 de 48

15 MAPA DE PESSOAL TURISMO DE PORTUGAL - 1ª ALTERAÇÃO - SERVIÇOS CENTRAIS LISTA DE ATIVIDADES/PROCEDIMENTOS E POSTOS DE TRABALHO NECESSÁRIOS* de Gestão Financeira e de Tecnologias Gestão e controlo orçamental, financeiro e patrimonial; Aquisição de bens e serviços; Gestão das tecnologias e dos sistemas de informação e comunicação. existentes 1ª Alteração Técnico Superior 3 3 Técnico de Informática Conselho Diretivo Assistente Técnico 7 7 Assistente Operacional Jurídica Apoio jurídico e assessoria jurídica ao conselho diretivo e a todas as demais unidades orgânicas do Instituto; Assegurar, por todos os meios, o contencioso do instituto. 1 1 Diretor Coordenador 6 8 Técnico Superior 1 1 Assistente Técnico Departamento de Informação e de Gestão do Cliente Execução das orientações emitidas em matéria de comunicação; Gestão e uniformização dos procedimentos de atendimento de caráter geral e de primeiro nível aos empresários e demais destinatários da atuação do Turismo de Portugal, I.P. 1 1 Diretor 7 7 Técnico Superior 3 3 Assistente Técnico TOTAL * No caso de desconcentração de serviços deverá ser preenchido, para além de um mapa global, um mapa para os serviços centrais e outro por cada serviço desconcentrado. ** Preenchimento obrigatório apenas quando legalmente exigível. Pág. 15 de 48

16 Planeamento Planeamento Planeamento Planeamento Planeamento Planeamento Existentes 1ª Alteração MAPA 2015 _1ª ALTERAÇÃO_ COMPARATIVO ENTRE OS EFETIVOS EXISTENTES E PROPOSTOS, POR UNIDADE ORGÂNICA E POR CARREIRA* Turismo de Portugal, I.P. Dirigente Chefes de Equipa Multidisciplinar Técnico superior Assistente Técnico Assistente Operacional Inspetor Superior de Jogos Técnico de Informática Subsistente Professor Total Existentes Propostos 1ª Alteração Existentes Propostos Existentes Propostos Existentes Propostos Existentes Propostos Existentes Propostos Existentes Propostos Existentes Existentes Propostos Conselho Diretivo Multidisciplinares que reportam Equipas ao Conselho Diretivo de Planeamento Estratégico Departamento de Controlo Estratégico Departamento de Gestão de Programas Comunitários de Desenvolvimento e Valorização da Oferta de Apoio ao Investimento de Apoio à Venda de Qualificação Formativa e de Certificação Serviço de Inspeção de Jogos de Recursos Humanos de Gestão Financeira e de Tecnologias Jurídica Departamento de Informação e de Gestão do Cliente Total postos trabalho existentes Total postos de trabalho propostos Total serviço postos de trabalho * No caso de desconcentração de serviços deverá ser preenchido um mapa para os serviços centrais e outro por cada serviço desconcentrado. ** Designadamente: Recursos humanos; recursos financeiros; recursos patrimoniais; assuntos jurídicos; regimes jurídicos; estatística; assuntos económicos,

17 MAPA DE PESSOAL TURISMO DE PORTUGAL - ESCOLAS DE HOTELARIA E TURISMO LISTA DE ATIVIDADES/PROCEDIMENTOS E POSTOS DE TRABALHO NECESSÁRIOS* existentes propostos do Algarve Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo I do Algarve do Algarve Funções dirigentes 1 Funções dirigentes 1 Coordenador de Área de Formação Coordenador de Área Técnica do Algarve do Algarve do Algarve do Algarve do Algarve Funções de apoio técnico em âmbito, gestão e planeamento de horários e necessidades formativas Funções de assessoria e apoio técnico na gestão administrativa, financeira e orçamental Funções de atualização, apoio e manutenção à estrutura informática e digital escolar 1 2 Técnico Superior Área de formação 3 3 Técnico Superior Área geral escolar 1 1 Técnico de Informática Área geral escolar 3 3 Assistente Técnico Área de formação 8 8 Assistente Técnico Área geral escolar do Algarve instrumentais e nos diversos domínios de actuação com uma componente em âmbito 1 1 Assistente Operacional Área de formação do Algarve instrumentais e nos diversos domínios de actuação em âmbito geral 7 7 Assistente Operacional Área geral escolar do Algarve do Algarve de Portimão 1 1 Subsistente Área de formação Funções de docência 2 2 Professor Área de formação Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo II

18 de Portimão de Portimão Funções de apoio técnico em âmbito, gestão e planeamento de horários e necessidades formativas 2 Técnico Superior Área de formação 3 3 Assistente Técnico Área geral escolar de Vila Real de Stº António Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo II de Vila Real de Stº António 1 1 Assistente Técnico Área geral escolar de Vila Real de Stº António de Coimbra Funções de docência 1 Professor Área de formação Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo I de Coimbra de Coimbra Funções dirigentes 1 Funções dirigentes 1 Coordenador de Área de Formação Coordenador de Área Técnica de Coimbra de Coimbra de Coimbra Funções de apoio técnico em âmbito, gestão e planeamento de horários e necessidades formativas Funções de assessoria e apoio técnico na gestão administrativa, financeira e orçamental 1 4 Técnico Superior Área de formação 3 3 Técnico Superior Área geral escolar 4 4 Assistente Técnico Área geral escolar de Coimbra instrumentais e nos diversos domínios de actuação com uma componente em âmbito 2 2 Assistente Operacional Área de formação de Coimbra instrumentais e nos diversos domínios de actuação em âmbito geral 6 5 Assistente Operacional Área geral escolar

19 de Coimbra 1 1 Subsistente Área de formação de Coimbra de Coimbra do Oeste 3 3 Subsistente Área geral escolar Funções de docência 7 7 Professor Área de formação Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo II do Oeste do Oeste do Oeste Funções de apoio técnico em âmbito, gestão e planeamento de horários e necessidades formativas 1 1 Técnico Superior Área de formação 1 1 Assistente Técnico Área de formação 3 3 Assistente Técnico Área geral escolar do Oeste instrumentais e nos diversos domínios de actuação com uma componente em âmbito 1 1 Assistente Operacional Área de formação do Oeste instrumentais e nos diversos domínios de actuação em âmbito geral 1 2 Assistente Operacional Área geral escolar do Oeste de Douro-Lamego Funções de docência 3 6 Professor Área de formação Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo I de Douro-Lamego de Douro-Lamego de Douro-Lamego Funções dirigentes 1 Funções dirigentes 1 Funções de apoio técnico em âmbito, gestão e planeamento de horários e necessidades formativas Coordenador de Área de Formação Coordenador de Área Técnica 2 Técnico Superior Área de formação

20 de Douro-Lamego de Douro-Lamego de Douro-Lamego Funções de assessoria e apoio técnico na gestão administrativa, financeira e orçamental instrumentais e nos diversos domínios de actuação em âmbito geral 2 2 Técnico Superior Área geral escolar 3 3 Assistente Técnico Área geral escolar 1 1 Assistente Operacional Área geral escolar de Douro-Lamego de Douro-Lamego do Estoril do Estoril do Estoril 1 Subsistente Área de formação Funções de docência 4 4 Professor Área de formação Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo I Funções dirigentes 1 Funções dirigentes 1 Coordenador de Área de Formação Coordenador de Área Técnica do Estoril do Estoril do Estoril Funções de apoio técnico em âmbito, gestão e planeamento de horários e necessidades formativas Funções de assessoria e apoio técnico na gestão administrativa, financeira e orçamental 1 2 Técnico Superior Área de formação 2 2 Técnico Superior Área geral escolar 8 8 Assistente Técnico Área geral escolar do Estoril instrumentais e nos diversos domínios de actuação com uma componente em âmbito 4 4 Assistente Operacional Área de formação do Estoril do Estoril instrumentais e nos diversos domínios de actuação em âmbito geral Assistente Operacional Área geral escolar 4 4 Subsistente Área de formação

21 do Estoril do Estoril de Lisboa de Lisboa de Lisboa 1 1 Subsistente Área geral escolar Funções de docência 6 7 Professor Área de formação Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo I Funções dirigentes 1 Funções dirigentes 1 1 Coordenador de Área de Formação Coordenador de Área Técnica de Lisboa de Lisboa de Lisboa de Lisboa Funções de apoio técnico em âmbito, gestão e planeamento de horários e necessidades formativas Funções de assessoria e apoio técnico na gestão administrativa, financeira e orçamental 2 3 Técnico Superior Área de formação 2 2 Técnico Superior Área geral escolar 1 1 Assistente Técnico Área de formação 7 7 Assistente Técnico Área geral escolar de Lisboa instrumentais e nos diversos domínios de actuação com uma componente em âmbito 2 2 Assistente Operacional Área de formação de Lisboa de Lisboa instrumentais e nos diversos domínios de actuação em âmbito geral 5 4 Assistente Operacional Área geral escolar 3 4 Subsistente Área de formação de Lisboa de Lisboa 1 1 Subsistente Área geral escolar Funções de docência 2 2 Professor Área de formação

22 de Setúbal Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo II de Setúbal de Setúbal de Setúbal de Setúbal Funções de apoio técnico em âmbito, gestão e planeamento de horários e necessidades formativas instrumentais e nos diversos domínios de actuação em âmbito geral 2 2 Técnico Superior Área de formação 2 2 Assistente Técnico Área geral escolar 2 2 Assistente Operacional Área geral escolar 3 3 Subsistente Área de formação de Setúbal de Setúbal do Porto do Porto do Porto 2 2 Subsistente Área geral escolar Funções de docência 3 4 Professor Área de formação Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo I Funções dirigentes 1 Funções dirigentes 1 1 Coordenador de Área de Formação Coordenador de Área Técnica do Porto do Porto Funções de apoio técnico em âmbito, gestão e planeamento de horários e necessidades formativas 7 9 Técnico Superior Área de formação 7 7 Assistente Técnico Área geral escolar do Porto instrumentais e nos diversos domínios de actuação com uma componente em âmbito 2 2 Assistente Operacional Área de formação

23 do Porto instrumentais e nos diversos domínios de actuação em âmbito geral 6 5 Assistente Operacional Área geral escolar do Porto 5 6 Subsistente Área de formação do Porto do Porto de Viana do Castelo 8 8 Subsistente Área geral escolar Funções de docência 1 1 Professor Área de formação Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo II de Viana do Castelo 1 1 Assistente Técnico Área de formação de Viana do Castelo de Portalegre de Portalegre de Portalegre de Portalegre 2 2 Assistente Técnico Área geral escolar Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo I Funções dirigentes 1 Funções dirigentes 1 Coordenador de Área de Formação Coordenador de Área Técnica 2 2 Assistente Técnico Área geral escolar de Portalegre 1 1 Subsistente Área de formação de Portalegre TOTAL Funções de docência 2 2 Professor Área de formação * No caso de desconcentração de serviços deverá ser preenchido, para além de um mapa global, um mapa para os serviços centrais e outro por cada serviço desconcentrado. ** Preenchimento obrigatório apenas quando legalmente exigível.

24 Existentes Propostos MAPA 2015 COMPARATIVO ENTRE OS EFETIVOS EXISTENTES E PROPOSTOS, POR UNIDADE ORGÂNICA E POR CARREIRA* Turismo de Portugal, I.P. Dirigente Técnico superior Assistente Técnico Assistente Operacional Técnico de Informática Subsistente Professor Existentes Propostos Existentes Propostos Existentes Propostos Existentes Propostos Existentes Propostos Existentes Propostos Existentes Propostos Total do Algarve de Portimão de Vila Real de Stº António de Coimbra do Oeste de Douro-Lamego do Estoril de Lisboa de Setúbal do Porto de Viana do Castelo de Portalegre Total postos trabalho existentes Total postos de trabalho propostos Total serviço postos de trabalho * No caso de desconcentração de serviços deverá ser preenchido um mapa para os serviços centrais e outro por cada serviço desconcentrado. ** Designadamente: Recursos humanos; recursos financeiros; recursos patrimoniais; assuntos jurídicos; regimes jurídicos; estatística; assuntos económicos,

25 LISTA DE ATIVIDADES/PROCEDIMENTOS E POSTOS DE TRABALHO NECESSÁRIOS* existentes propostos do Algarve Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo I do Algarve Funções dirigentes 1 Coordenador de Área de Formação do Algarve Funções dirigentes 1 Coordenador de Área Técnica do Algarve Funções de apoio técnico em âmbito, gestão e planeamento de horários e 1 2 Técnico Superior Área de formação necessidades formativas do Algarve Funções de assessoria e apoio técnico na gestão administrativa, financeira e orçamental 3 3 Técnico Superior Área geral escolar do Algarve Funções de atualização, apoio e manutenção à estrutura informática e digital escolar 1 1 Técnico de Informática Área geral escolar do Algarve 3 3 Assistente Técnico Área de formação do Algarve complexidade nas áreas de secretaria, 8 8 Assistente Técnico Área geral escolar administração do Algarve Funções executivas de carácter manual ou mecânico e de apoio elementares nas áreas comuns e instrumentais e nos diversos domínios 1 1 Assistente Operacional Área de formação de actuação com uma componente em âmbito do Algarve Funções executivas de carácter manual ou mecânico e de apoio elementares nas áreas comuns e instrumentais e nos diversos domínios 7 7 Assistente Operacional Área geral escolar de actuação em âmbito geral do Algarve 1 1 Subsistente Área de formação do Algarve Funções de docência 2 2 Professor Área de formação TOTAL * No caso de desconcentração de serviços deverá ser preenchido, para além de um mapa global, um mapa para os serviços centrais e outro por cada serviço desconcentrado. ** Preenchimento obrigatório apenas quando legalmente exigível.

26 LISTA DE ATIVIDADES/PROCEDIMENTOS E POSTOS DE TRABALHO NECESSÁRIOS* existentes propostos de Portimão Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo II de Portimão de Portimão Funções de apoio técnico em âmbito, gestão e planeamento de horários e necessidades formativas complexidade nas áreas de secretaria, administração 2 Técnico Superior Área de formação 3 3 Assistente Técnico Área geral escolar TOTAL 4 6 * No caso de desconcentração de serviços deverá ser preenchido, para além de um mapa global, um mapa para os serviços centrais e outro por cada serviço desconcentrado. ** Preenchimento obrigatório apenas quando legalmente exigível.

27 LISTA DE ATIVIDADES/PROCEDIMENTOS E POSTOS DE TRABALHO NECESSÁRIOS* existentes propostos de Vila Real de Stº António Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo II de Vila Real de Stº António complexidade nas áreas de secretaria, administração 1 1 Assistente Técnico Área geral escolar de Vila Real de Stº António Funções de docência 1 Professor Área de formação TOTAL 3 2 * No caso de desconcentração de serviços deverá ser preenchido, para além de um mapa global, um mapa para os serviços centrais e outro por cada serviço desconcentrado. ** Preenchimento obrigatório apenas quando legalmente exigível.

28 existentes propostos de Coimbra Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo I de Coimbra Funções dirigentes 1 Coordenador de Área de Formação de Coimbra Funções dirigentes 1 Coordenador de Área Técnica de Coimbra de Coimbra de Coimbra de Coimbra de Coimbra de Coimbra de Coimbra LISTA DE ATIVIDADES/PROCEDIMENTOS E POSTOS DE TRABALHO NECESSÁRIOS* Funções de apoio técnico em âmbito, gestão e planeamento de horários e necessidades formativas Funções de assessoria e apoio técnico na gestão administrativa, financeira e orçamental Funções de natureza executiva de grau médio de complexidade nas áreas de secretaria, administração Funções executivas de carácter manual ou mecânico e de apoio elementares nas áreas comuns e instrumentais e nos diversos domínios de actuação com uma componente em âmbito Funções executivas de carácter manual ou mecânico e de apoio elementares nas áreas comuns e instrumentais e nos diversos domínios de actuação em âmbito geral Funções de natureza executiva de grau médio de Funções de natureza executiva de grau médio de complexidade nas áreas de secretaria, administração 1 4 Técnico Superior Área de formação 3 3 Técnico Superior Área geral escolar 4 4 Assistente Técnico Área geral escolar 2 2 Assistente Operacional Área de formação 6 5 Assistente Operacional Área geral escolar 1 1 Subsistente Área de formação 3 3 Subsistente Área geral escolar de Coimbra Funções de docência 7 7 Professor Área de formação TOTAL * No caso de desconcentração de serviços deverá ser preenchido, para além de um mapa global, um mapa para os serviços centrais e outro por cada serviço desconcentrado. ** Preenchimento obrigatório apenas quando legalmente exigível.

29 LISTA DE ATIVIDADES/PROCEDIMENTOS E POSTOS DE TRABALHO NECESSÁRIOS* existentes propostos do Oeste Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo II do Oeste Funções de apoio técnico em âmbito, gestão e planeamento de horários e 1 1 Técnico Superior Área de formação necessidades formativas do Oeste 1 1 Assistente Técnico Área de formação do Oeste complexidade nas áreas de secretaria, 3 3 Assistente Técnico Área geral escolar administração do Oeste Funções executivas de carácter manual ou mecânico e de apoio elementares nas áreas comuns e instrumentais e nos diversos domínios 1 1 Assistente Operacional Área de formação de actuação com uma componente em âmbito do Oeste Funções executivas de carácter manual ou mecânico e de apoio elementares nas áreas comuns e instrumentais e nos diversos domínios 1 2 Assistente Operacional Área geral escolar de actuação em âmbito geral do Oeste Funções de docência 3 6 Professor Área de formação TOTAL * No caso de desconcentração de serviços deverá ser preenchido, para além de um mapa global, um mapa para os serviços centrais e outro por cada serviço desconcentrado. ** Preenchimento obrigatório apenas quando legalmente exigível.

30 LISTA DE ATIVIDADES/PROCEDIMENTOS E POSTOS DE TRABALHO NECESSÁRIOS* existentes propostos de Douro-Lamego Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo I de Douro-Lamego Funções dirigentes 1 Coordenador de Área de Formação de Douro-Lamego Funções dirigentes 1 Coordenador de Área Técnica Funções de apoio técnico em âmbito, de Douro-Lamego gestão e planeamento de horários e 2 Técnico Superior Área de formação necessidades formativas de Douro-Lamego Funções de assessoria e apoio técnico na gestão administrativa, financeira e orçamental 2 2 Técnico Superior Área geral escolar de Douro-Lamego complexidade nas áreas de secretaria, 3 3 Assistente Técnico Área geral escolar administração de Douro-Lamego Funções executivas de carácter manual ou mecânico e de apoio elementares nas áreas comuns e instrumentais e nos diversos domínios 1 1 Assistente Operacional Área geral escolar de actuação em âmbito geral de Douro-Lamego 1 Subsistente Área de formação de Douro-Lamego Funções de docência 4 4 Professor Área de formação TOTAL * No caso de desconcentração de serviços deverá ser preenchido, para além de um mapa global, um mapa para os serviços centrais e outro por cada serviço desconcentrado. ** Preenchimento obrigatório apenas quando legalmente exigível.

31 LISTA DE ATIVIDADES/PROCEDIMENTOS E POSTOS DE TRABALHO NECESSÁRIOS* existentes propostos do Estoril Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo I do Estoril Funções dirigentes 1 Coordenador de Área de Formação do Estoril Funções dirigentes 1 Coordenador de Área Técnica do Estoril Funções de apoio técnico em âmbito, gestão e planeamento de horários e 1 2 Técnico Superior Área de formação necessidades formativas do Estoril Funções de assessoria e apoio técnico na gestão administrativa, financeira e orçamental 2 2 Técnico Superior Área geral escolar do Estoril complexidade nas áreas de secretaria, 8 8 Assistente Técnico Área geral escolar administração do Estoril Funções executivas de carácter manual ou mecânico e de apoio elementares nas áreas comuns e instrumentais e nos diversos domínios 4 4 Assistente Operacional Área de formação de actuação com uma componente em âmbito do Estoril Funções executivas de carácter manual ou mecânico e de apoio elementares nas áreas comuns e instrumentais e nos diversos domínios Assistente Operacional Área geral escolar de actuação em âmbito geral do Estoril 4 4 Subsistente Área de formação do Estoril complexidade nas áreas de secretaria, 1 1 Subsistente Área geral escolar administração do Estoril Funções de docência 6 7 Professor Área de formação TOTAL * No caso de desconcentração de serviços deverá ser preenchido, para além de um mapa global, um mapa para os serviços centrais e outro por cada serviço desconcentrado. ** Preenchimento obrigatório apenas quando legalmente exigível.

32 LISTA DE ATIVIDADES/PROCEDIMENTOS E POSTOS DE TRABALHO NECESSÁRIOS* existentes propostos de Lisboa Funções dirigentes 1 1 Diretor de Escola Tipo I de Lisboa Funções dirigentes 1 Coordenador de Área de Formação de Lisboa Funções dirigentes 1 1 Coordenador de Área Técnica de Lisboa Funções de apoio técnico em âmbito, gestão e planeamento de horários e 2 3 Técnico Superior Área de formação necessidades formativas de Lisboa Funções de assessoria e apoio técnico na gestão administrativa, financeira e orçamental 2 2 Técnico Superior Área geral escolar de Lisboa 1 1 Assistente Técnico Área de formação de Lisboa complexidade nas áreas de secretaria, 7 7 Assistente Técnico Área geral escolar administração de Lisboa Funções executivas de carácter manual ou mecânico e de apoio elementares nas áreas comuns e instrumentais e nos diversos domínios 2 2 Assistente Operacional Área de formação de actuação com uma componente em âmbito de Lisboa Funções executivas de carácter manual ou mecânico e de apoio elementares nas áreas comuns e instrumentais e nos diversos domínios 5 4 Assistente Operacional Área geral escolar de actuação em âmbito geral de Lisboa 3 4 Subsistente Área de formação de Lisboa complexidade nas áreas de secretaria, 1 1 Subsistente Área geral escolar administração de Lisboa Funções de docência 2 2 Professor Área de formação TOTAL * No caso de desconcentração de serviços deverá ser preenchido, para além de um mapa global, um mapa para os serviços centrais e outro por cada serviço desconcentrado. ** Preenchimento obrigatório apenas quando legalmente exigível.

Mapa de Pessoal do Turismo de Portugal, I.P. - Serviços Centrais

Mapa de Pessoal do Turismo de Portugal, I.P. - Serviços Centrais Mapa de Pessoal do Turismo de Portugal, I.P. - Serviços Centrais Cargo/Carreira/categoria Atribuições / Competências/Actividades Nº de postos Planeados Nº de postos de trabalho providos Observações (Universo

Leia mais

Congresso Nacional de Educação em Turismo

Congresso Nacional de Educação em Turismo Congresso Nacional de Educação em Turismo Ensino Superior em Turismo Educação em Turismo no Ensino Superior Português Escola Superior de Turismo e Telecomunicações de Seia Manuel Salgado (manuelsalgado@ipg.pt)

Leia mais

Os Governos Civis de Portugal. Memória, História e Cidadania

Os Governos Civis de Portugal. Memória, História e Cidadania Ministério da Administração Interna Secretaria-Geral Os Governos Civis de Portugal. Memória, História e Cidadania Encontro Arquivos da Administração Pública 2 e 3 julho Angélica Jorge/Cidália Ferreira

Leia mais

DIREÇÃO DE APOIO AO INVESTIMENTO

DIREÇÃO DE APOIO AO INVESTIMENTO DIREÇÃO DE APOIO AO INVESTIMENTO Turismo em Portugal Importância na economia portuguesa. Um setor competitivo e com relevância crescente na economia de Portugal. 11,4Mm Receitas Turísticas (2015, BdP)

Leia mais

Balanço Social Índice

Balanço Social Índice Índice ENQUADRAMENTO LEGAL, MISSÃO E ATRIBUIÇÕES DO TURISMO DE PORTUGAL, I.P.... 2 ORGANOGRAMA DO TURISMO DE PORTUGAL, I.P.... 7 RELAÇÃO JURÍDICA DE EMPREGO E GRUPOS PROFISSIONAIS... 10 HABILITAÇÕES ACADÉMICAS...

Leia mais

MAPA XVII RESPONSABILIDADES CONTRATUAIS PLURIANUAIS DOS SERVIÇOS INTEGRADOS E DOS SERVIÇOS E FUNDOS AUTÓNOMOS, AGRUPADOS POR MINISTÉRIO (EM EURO)

MAPA XVII RESPONSABILIDADES CONTRATUAIS PLURIANUAIS DOS SERVIÇOS INTEGRADOS E DOS SERVIÇOS E FUNDOS AUTÓNOMOS, AGRUPADOS POR MINISTÉRIO (EM EURO) RESPONSABILIDADES CONTRATUAIS PLURIANUAIS DOS E DOS, AGRUPADOS POR MINISTÉRIO Página 1/8 01 - ENCARGOS GERAIS DO ESTADO CONSELHO ECONÓMICO E SOCIAL 20 981 20 981 20 981 20 981 ENTIDADE REGULADORA PARA

Leia mais

RESUMO PARA OS CIDADÃOS

RESUMO PARA OS CIDADÃOS RESUMO PARA OS CIDADÃOS Relatório Anual de Execução 2015 INTRODUÇÃO E ENQUADRAMENTO DO PROGRAMA Para o Programa Operacional de Assistência Técnica 2014-2020 (POAT2020) foi determinante a aprovação do Acordo

Leia mais

Área de formação académica e/ou profissional. Actividade /Atribuições / Projectos / Competências ou Perfil. Lic. Adm. Pública e Autárquica

Área de formação académica e/ou profissional. Actividade /Atribuições / Projectos / Competências ou Perfil. Lic. Adm. Pública e Autárquica MAPA DE PESSOAL 2017 Mapa de Pessoal 2017 ESTRUTURA ORGÂNICA POSTOS DE TRABALHO OCUPADOS POSTOS DE TRABALHO CATIVOS * POSTOS TRABALHO A OCUPAR Unidade Orgânica Serviço ou Função Director de Serviços Director

Leia mais

Portugal 2020 Inovar na Administração Pública

Portugal 2020 Inovar na Administração Pública Portugal 2020 Inovar na Administração Pública Jaime S. Andrez Vogal da Comissão Diretiva Lisboa 29 de abril de 2015 1 Driver da Competitividade Ambiente favorável aos negócios Emprego e Valor económico

Leia mais

Diploma. Aprova a orgânica da Secretaria-Geral do Ministério do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia

Diploma. Aprova a orgânica da Secretaria-Geral do Ministério do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia Diploma Aprova a orgânica da Secretaria-Geral do Ministério do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia Decreto-Lei n.º 54/2014 de 9 de abril O Decreto-Lei n.º 119/2013, de 21 de agosto, alterou a

Leia mais

CARTA DE MISSÃO. Ministério da Saúde. Serviço/Organismo: Administração Regional de Saúde do Norte. Cargo: Vice-presidente do Conselho Diretivo

CARTA DE MISSÃO. Ministério da Saúde. Serviço/Organismo: Administração Regional de Saúde do Norte. Cargo: Vice-presidente do Conselho Diretivo CARTA DE MISSÃO Ministério da Saúde Serviço/Organismo: Administração Regional de Saúde do Norte Cargo: Vice-presidente do Conselho Diretivo Período da Comissão de Serviço: 2016-2020 1. Missão do Organismo

Leia mais

Lisboa, 25 de novembro de 2011

Lisboa, 25 de novembro de 2011 Lisboa, 25 de novembro de 2011 A reabilitação urbana constitui um fator essencial no desenvolvimento do setor do turismo, enquanto elemento integrante da nossa oferta turística A regeneração urbana estabelece

Leia mais

Quadro de Avaliação e Responsabilização (QUAR) - SIADAP 1 - Ministério da Saúde

Quadro de Avaliação e Responsabilização (QUAR) - SIADAP 1 - Ministério da Saúde ANO: 2013 Ministério da Saúde NOME DO ORGANISMO - Secretaria-Geral do Ministério da Saúde MISSÃO DO ORGANISMO A Secretaria-Geral do Ministério da Saúde (SGMS) tem por missão assegurar o apoio técnico e

Leia mais

Regras de Utilização da Marca Centro de Referência-Portugal. Unidades Prestadoras de Cuidados do Sistema de Saúde

Regras de Utilização da Marca Centro de Referência-Portugal. Unidades Prestadoras de Cuidados do Sistema de Saúde NÚMERO: 005/2016 DATA: 11/03/2016 ASSUNTO: PALAVRAS-CHAVE: PARA: CONTACTOS: Regras de Utilização da Marca Centro de Referência-Portugal Centro de Referência Unidades Prestadoras de Cuidados do Sistema

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA CULTURA E TURISMO INSTITUTO NACIONAL DO TURISMO TERMOS DE REFERÊNCIA

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA CULTURA E TURISMO INSTITUTO NACIONAL DO TURISMO TERMOS DE REFERÊNCIA REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA CULTURA E TURISMO INSTITUTO NACIONAL DO TURISMO TERMOS DE REFERÊNCIA Título da Posição: TECNICO DE PROMOÇÃO TURÍSTICA Duração: Local: Instituição: RENOVAÇÃO DEPENDENDO

Leia mais

Nota Informativa nº5/igefe/dgrh/dogeebs/2017

Nota Informativa nº5/igefe/dgrh/dogeebs/2017 Nota Informativa nº5/igefe/dgrh/dogeebs/2017 Assunto: REQUISIÇÕES DE FUNDOS DE PESSOAL E DE FUNCIONAMENTO NOVOS PROCEDIMENTOS A PARTIR DE ABRIL 2017 No seguimento do que foi já comunicado no ponto 2. da

Leia mais

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2017 VAGAS E ABERTURA DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO INFORMAÇÃO COM EMBARGO ATÉ ÀS 00H01 DE (QUINTA-FEIRA)

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2017 VAGAS E ABERTURA DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO INFORMAÇÃO COM EMBARGO ATÉ ÀS 00H01 DE (QUINTA-FEIRA) ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2017 VAGAS E ABERTURA DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO NOTA INFORMAÇÃO COM EMBARGO ATÉ ÀS 00H01 DE 21-07-2015 (QUINTA-FEIRA) 1. Inicia-se quarta-feira, 19 de julho, o prazo de candidatura

Leia mais

Nº de postos de trabalho Presidente 1 Vice-Presidente 1 Vogal 1 Secretário do Conselho Diretivo 1. Área de formação académica e/ou profissional

Nº de postos de trabalho Presidente 1 Vice-Presidente 1 Vogal 1 Secretário do Conselho Diretivo 1. Área de formação académica e/ou profissional Atribuições / Competências/Atividades Cargo/Carreira/ Categoria Conselho Diretivo Área de formação académica e/ou profissional Nº de postos de trabalho Presidente 1 Vice-Presidente 1 Vogal 1 Secretário

Leia mais

O Mar nos Programas Temáticos Regionais João Fonseca Ribeiro Diretor Geral de Politica do Mar

O Mar nos Programas Temáticos Regionais João Fonseca Ribeiro Diretor Geral de Politica do Mar O Mar nos Programas Temáticos Regionais 2014-2020 João Fonseca Ribeiro Diretor Geral de Politica do Mar O Panorama Nacional e Internacional Oceano Atlântico Norte Oceano Atlântico Sul Reafirmar Portugal

Leia mais

Deliberação n.º 83 /2015. Regulamento Interno da CIC Portugal 2020

Deliberação n.º 83 /2015. Regulamento Interno da CIC Portugal 2020 Deliberação n.º 83 /2015 Regulamento Interno da CIC Portugal 2020 A CIC Portugal 2020, na reunião ordinária de 21 de dezembro de 2015, deliberou, nos temos da alínea q) do n.º 2 do artigo 10.º do Decreto-Lei

Leia mais

MAPA DE PESSOAL 2015 FUNDAÇÃO PARA A CIÊNCIA E A TECNOLOGIA, I.P. REGIME DE CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS. Cargos/carreiras/categorias

MAPA DE PESSOAL 2015 FUNDAÇÃO PARA A CIÊNCIA E A TECNOLOGIA, I.P. REGIME DE CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS. Cargos/carreiras/categorias MAPA DE PESSOAL 2015 Atribuições/competênci as/actividades As previstas no artº 5º do As previstas no nº 4 do Despacho nº 9511/2012, de 13 de julho As previstas no artº 3º do As previstas no artº 3º do

Leia mais

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO INSTITUCIONAL ENTRE PRIMEIRO:

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO INSTITUCIONAL ENTRE PRIMEIRO: 1 PROTOCOLO DE ENTRE PRIMEIRO: O Ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, neste ato representado pela Secretária de Estado da Administração Local e Reforma Administrativa, Dr.ª Ana Rita Barosa O

Leia mais

SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS DE VISEU

SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS DE VISEU Mapa Resumo dos postos de trabalho por cargo/carreira/categoria - Para 2015 Cargo / Carreira / Categoria Certo Incerto Incerto Certo Diretor Delegado 1 0 0 0 0 0 1 1 Com. Serv. Chefe de Divisão 3 0 0 2

Leia mais

MAPA DE PESSOAL Artigo 29.º da LGTFP, aprovada em anexo à Lei n.º 35/2014, de 20 de junho

MAPA DE PESSOAL Artigo 29.º da LGTFP, aprovada em anexo à Lei n.º 35/2014, de 20 de junho Preenchidos A preencher Preenchidos Gabinete de Apoio ao Presidente Coordenar e executar todas as atividades inerentes à assessoria, secretariados, protocolos da Presidência e assegurar a interligação

Leia mais

GUIÃO TÉCNICO PROJETO REVIVE

GUIÃO TÉCNICO PROJETO REVIVE GUIÃO TÉCNICO PROJETO REVIVE INDICE I OBJETIVOS II - PRESSUPOSTOS III - TRAMITAÇÃO DO PROCESSO 1. Procedimento concursal 1. Licenciamento da Obra IV - PROGRAMA DE CAPTAÇÃO DE INVESTIMENTO V - INSTRUMENTOS

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA O PLANO DE TURMA

ORIENTAÇÕES PARA O PLANO DE TURMA ORIENTAÇÕES PARA O PLANO DE TURMA A melhoria da eficácia da resposta educativa decorre de uma articulação coerente entre: Projeto Educativo Currículo Plano de Turma Assim, o Plano de Turma, assume a forma

Leia mais

Regulamento Artigo 1.º Objeto Artigo 2.º Objetivos Artigo 3.º Destinatários Artigo 4.º Fases

Regulamento Artigo 1.º Objeto Artigo 2.º Objetivos Artigo 3.º Destinatários Artigo 4.º Fases Regulamento Artigo 1.º Objeto O presente Regulamento visa estabelecer o modo de funcionamento do Concurso Poliempreende, uma iniciativa conjunta, no âmbito do empreendedorismo, dos Institutos Politécnicos

Leia mais

Fases do Processo de Avaliação do Desempenho Docente

Fases do Processo de Avaliação do Desempenho Docente Fases do Processo de Avaliação do Desempenho Docente 1. O docente elabora, em cada período de avaliação, um Relatório de Avaliação. 2. O docente entrega, ao CDC, o Formulário e Relatório de Avaliação preenchidos

Leia mais

MAPA DE PESSOAL. Nota explicativa do mapa de pessoal para o ano de 2015, com o documento em anexo.

MAPA DE PESSOAL. Nota explicativa do mapa de pessoal para o ano de 2015, com o documento em anexo. 2015 MAPA DE PESSOAL Nota explicativa do mapa de pessoal para o ano de 2015, com o documento em anexo. ENQUADRAMENTO LEGAL De acordo com o estatuído na Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas, aprovada

Leia mais

PROGRAMA DE FORMAÇÃO 2016

PROGRAMA DE FORMAÇÃO 2016 PROGRAMA DE FORMAÇÃO 2016 ASSUNTOS EUROPEUS E COOPERAÇÃO ASSUNTOS EUROPEUS E COOPERAÇÃO DIPLOMA DE ESPECIALIZAÇÃO EM COOPERAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DIREITO ADMINISTRATIVO EUROPEU Identificar o delineamento

Leia mais

Instituto de Educação Universidade de Lisboa

Instituto de Educação Universidade de Lisboa Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação Especialização: Educação e Tecnologias Digitais 14 15 Edição Instituto de Educação da Universidade de Lisboa

Leia mais

SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS DE VISEU

SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS DE VISEU Mapa Resumo dos postos de trabalho por cargo/carreira/categoria - Para 03 Cargo / Carreira / Categoria Certo Incerto Incerto Certo Director Delegado 0 0 0 0 0 Com. Serv. Chefe de Divisão 3 0 0 0 0 3 5

Leia mais

9.º CONGRESSO NACIONAL DE BIBLIOTECÁRIOS, ARQUIVISTAS E DOCUMENTALISTAS CONCLUSÕES

9.º CONGRESSO NACIONAL DE BIBLIOTECÁRIOS, ARQUIVISTAS E DOCUMENTALISTAS CONCLUSÕES 9.º CONGRESSO NACIONAL DE BIBLIOTECÁRIOS, ARQUIVISTAS E DOCUMENTALISTAS CONCLUSÕES 9º CONGRESSO NACIONAL DE BIBLIOTECÁRIOS, ARQUIVISTAS E DOCUMENTALISTAS CONCLUSÕES O 9º Congresso Nacional de Bibliotecários,

Leia mais

MELHOR HOTELARIA Maria João Martins Gestora de Projetos & Research

MELHOR HOTELARIA Maria João Martins Gestora de Projetos & Research MELHOR HOTELARIA 2020 Maria João Martins Gestora de Projetos & Research Évora 21 de março de 2016 AGENDA 1. Desempenho do Sector Turístico Nacional 2. Balanço 2015 3. Evolução da Oferta Hoteleira 4. Programa

Leia mais

A N A VAZ INFORMAÇÃO PESSOAL FORMAÇÃO ACADÉMICA ANA PAULA ALMEIDA PEREIRA VAZ. Nome Morada

A N A VAZ INFORMAÇÃO PESSOAL FORMAÇÃO ACADÉMICA ANA PAULA ALMEIDA PEREIRA VAZ. Nome Morada A N A VAZ INFORMAÇÃO PESSOAL Nome Morada Telefone 96 244 96 71 ANA PAULA ALMEIDA PEREIRA VAZ Correio electrónico anapapvaz@gmail.com Nacionalidade Portuguesa Data de nascimento 05, Maio, 1975 Rua Nova

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE EXECUÇÃO. Programa Operacional MAR 2020 PORTUGAL

RELATÓRIO ANUAL DE EXECUÇÃO. Programa Operacional MAR 2020 PORTUGAL RELATÓRIO ANUAL DE EXECUÇÃO 2015 Programa Operacional MAR 2020 PORTUGAL Relatório Anual 2015 RELATÓRIO DE EXECUÇÃO DO PO MAR 2020 ANO DE 2015 CCI: 2014PT14MFOP001 PROGRAMA OPERACIONAL: PROGRAMA OPERACIONAL

Leia mais

Carta de Missão do Dirigente Superior de 2.º Grau

Carta de Missão do Dirigente Superior de 2.º Grau Carta de Missão do Dirigente Superior de 2.º Grau Ministério: Ministério da Justiça (MJ) Serviço\Organismo: Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos da Justiça, I.P. (IGFEJ, I.P.) Cargo e Titular:

Leia mais

economias criativas rede urbana para a competitividade e inovação

economias criativas rede urbana para a competitividade e inovação economias criativas rede urbana para a competitividade e inovação montemor-o-novo óbidos portalegre montemor-o-velho guimarães rede urbana para a competitividade e inovação economias criativas com a candidatura

Leia mais

O papel do QREN na consolidação e qualificação das redes de equipamentos coletivos

O papel do QREN na consolidação e qualificação das redes de equipamentos coletivos O papel do QREN na consolidação e qualificação das redes de equipamentos coletivos Porto, 18 de junho de 2013 Susana Monteiro Núcleo de Estudos e Avaliação Estrutura 1. Diagnóstico 2. Planeamento 3. Monitorização

Leia mais

SIGO. Sistema Integrado de Informação e Gestão da Oferta Educativa e Formativa. Fórum Estatístico 2016 Lisboa, 13 de setembro de 2016

SIGO. Sistema Integrado de Informação e Gestão da Oferta Educativa e Formativa. Fórum Estatístico 2016 Lisboa, 13 de setembro de 2016 Sistema Integrado de Informação e Gestão da Oferta Educativa e Formativa Fórum Estatístico 2016 Lisboa, 13 de setembro de 2016 sigo@dgeec.mec.pt Paula Ferreira 1 Em Dezembro de 2005 foi constituído um

Leia mais

Manual de Apoio. Inscrição no Internato Médico. Concurso IM Departamento de Recursos Humanos Manual de Apoio Inscrição no Internato Médico

Manual de Apoio. Inscrição no Internato Médico. Concurso IM Departamento de Recursos Humanos Manual de Apoio Inscrição no Internato Médico Manual de Apoio Inscrição no Internato Médico Concurso IM 2017 Página 1 de 14 Capítulo Departamento de Recursos Humanos 1 1. Estrutura do Manual Página 2 de 14 1.1 Introdução O presente manual descreve

Leia mais

ACOMPANHAMENTO DA AÇÃO EDUCATIVA RELATÓRIO DA 3ª INTERVENÇÃO. Início 21 de junho de Fim 23 de junho de 2016

ACOMPANHAMENTO DA AÇÃO EDUCATIVA RELATÓRIO DA 3ª INTERVENÇÃO. Início 21 de junho de Fim 23 de junho de 2016 RELATÓRIO DA 3ª INTERVENÇÃO Área territorial da IGEC SUL Agrupamento ou Escola Data da intervenção Código 170574 Designação AE Vale Aveiras Início 21 de junho de 2016 Fim 23 de junho de 2016 PLANEAMENTO

Leia mais

Instituto de Educação Universidade de Lisboa

Instituto de Educação Universidade de Lisboa Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Curso Pós-Graduado de Especialização em Educação Especialização: Liderança e Gestão Intermédia na Escola 14 15 Edição Instituto

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Quinta-feira, 7 de fevereiro de Série. Número 16

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Quinta-feira, 7 de fevereiro de Série. Número 16 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013 Série Sumário VICE-PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL E SECRETARIA REGIONAL DO PLANO E FINANÇAS Portaria n.º 7/2013 Determina

Leia mais

Decreto executivo n.º 66/99 de 7 de Maio

Decreto executivo n.º 66/99 de 7 de Maio Decreto executivo n.º 66/99 de 7 de Maio Havendo a necessidade de dar cumprimento ao estatuído no ponto único, artigo 5º do Capítulo V e no nº, artigo.º do Capítulo IV do Decreto- Lei nº 7/97, de 1 de

Leia mais

ANO:2011 Ministério da Justiça. Instituto de Gestão Financeira e Infra Estruturas da Justiça, IP. Objectivos Estratégicos. Objectivos Operacionais

ANO:2011 Ministério da Justiça. Instituto de Gestão Financeira e Infra Estruturas da Justiça, IP. Objectivos Estratégicos. Objectivos Operacionais ANO:211 Ministério da Justiça Instituto de Gestão Financeira e Infra Estruturas da Justiça, IP MISSÃO: Assegurar a gestão orçamental, financeira e das instalações afectas ao Ministério da Justiça. Objectivos

Leia mais

Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo - MAPA DE PESSOAL

Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo - MAPA DE PESSOAL Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo - MAPA DE PESSOAL Postos de trabalho Atribuições / Competências/ Atividades Cargo/carreira/ Categoria Atribuições/Atividades Área de formação académica e/ou

Leia mais

Quadro Estratégico Comum

Quadro Estratégico Comum Quadro Estratégico Comum 2014-2020 Objetivos Prioridades Estrutura Orgânica Sociedade de Geografia de Lisboa, 8 de Julho de 2013 Piedade Valente Vogal da Comissão Diretiva do COMPETE Quadro Estratégico

Leia mais

Conteúdos sobre segurança e saúde no trabalho Organismos e instituições

Conteúdos sobre segurança e saúde no trabalho Organismos e instituições ISHST - Instituto para a Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho Criado em 2004, pelo Decreto-lei n.º 171, de 17 de Julho, o Instituto para a Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho (ISHST), I. P., é o organismo

Leia mais

ANEXO TÉCNICO SISTEMA DE APOIO À MODERNIZAÇÃO E CAPACITAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (SAMA 2020) AVISO Nº 02/SAMA 2020/2017

ANEXO TÉCNICO SISTEMA DE APOIO À MODERNIZAÇÃO E CAPACITAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (SAMA 2020) AVISO Nº 02/SAMA 2020/2017 ANEXO TÉCNICO SISTEMA DE APOIO À MODERNIZAÇÃO E CAPACITAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (SAMA 2020) AVISO Nº 02/SAMA 2020/2017 OPERAÇÕES DE CAPACITAÇÃO (PI 11.1) DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Página 1 de 8 Na

Leia mais

IAPMEI - Agência para a Competitividade e Inovação, IP

IAPMEI - Agência para a Competitividade e Inovação, IP Conselho Diretivo Decreto-Lei n.º 266/202, de 28 de dezembro, republicado pelo Decreto-Lei n.º 82/204, de 20 de maio. Direção Dirigente Superior de.º grau Dirigente Superior de 2 Departamento de Comunicação

Leia mais

Normas de Participação do Orçamento Participativo

Normas de Participação do Orçamento Participativo Normas de Participação do Orçamento Participativo 1. O presente documento enuncia as Normas de Participação do Orçamento Participativo de Vagos para 2016-2017 e anos subsequentes, a seguir designado por

Leia mais

SESSÃO DE APRESENTAÇÃO Cursos Técnicos Superiores Profissionais TeSP

SESSÃO DE APRESENTAÇÃO Cursos Técnicos Superiores Profissionais TeSP Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020 SESSÃO DE APRESENTAÇÃO Cursos Técnicos Superiores Profissionais TeSP Identidade, Competitividade, Responsabilidade Lezíria do Tejo Alto Alentejo Alentejo

Leia mais

Relatório dos Resultados do Questionário de Satisfação aos Clientes Externos do GPP

Relatório dos Resultados do Questionário de Satisfação aos Clientes Externos do GPP Gabinete de Planeamento, Políticas e Administração Geral Relatório dos Resultados do Questionário de Satisfação aos Clientes Externos do GPP 2015 Gabinete de Planeamento, Políticas e Administração Geral

Leia mais

CENTRO DE INVESTIGAÇÃO DO CHL MAPA DE REVISÕES REGULAMENTO. Destinatários. Data Palavras-Chave: REGULAMENTO; INVESTIGAÇÃO

CENTRO DE INVESTIGAÇÃO DO CHL MAPA DE REVISÕES REGULAMENTO. Destinatários. Data Palavras-Chave: REGULAMENTO; INVESTIGAÇÃO Palavras-Chave: REGULAMENTO; INVESTIGAÇÃO Destinatários Todos Profissionais do CHL Elaboração Centro de Investigação do CHL Aprovação Conselho de Administração Assinatura (s) Responsável (eis) pela Aprovação

Leia mais

Quadro de Avaliação e Responsabilização

Quadro de Avaliação e Responsabilização ANO: Ministério da Educação e Ciência Fundação para a Ciência e Tecnologia, I.P. MISSÃO: A FCT tem por missão apoiar, financiar e avaliar o Sistema Nacional de Investigação e Inovação, desenvolver a cooperação

Leia mais

Transportes & Negócios Seminário de Transporte Rodoviário

Transportes & Negócios Seminário de Transporte Rodoviário Transportes & Negócios Seminário de Transporte Rodoviário PRACE Res.Cons.Min. 39/2006 DL 210/2006, 27Out DL 147/2007, 27Abr P 545/2007, 30 Abr. DGTTF INTF DGV (MAI) - Veículos e condutores DGV (MAI) -

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS, DESENVOLVIMENTO LOCAL E PARCERIAS

DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS, DESENVOLVIMENTO LOCAL E PARCERIAS Lisboa, 10 de Dezembro 2007 DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS, DESENVOLVIMENTO LOCAL E PARCERIAS LIÇÕES DE UMA DÉCADA DE EXPERIMENTAÇÃO Alberto Melo Delegado Regional IEFP, Delegação Regional do Algarve

Leia mais

CEUDISEG. Direção de Segurança. Regulamento

CEUDISEG. Direção de Segurança. Regulamento CEUDISEG Direção de Segurança Curso de Extensão Universitária Regulamento Artigo 1.º Criação 1. É criado, na Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa (FDUNL), através do CEDIS Centro de Investigação

Leia mais

CARTA de MISSÃO 1. MISSÃO

CARTA de MISSÃO 1. MISSÃO CARTA de MISSÃO 1. MISSÃO Através da Resolução do Conselho de Ministros n.º 52-A/2015, de 23 de julho, o Governo criou a estrutura de missão designada por Estrutura de Gestão do Instrumento Financeiro

Leia mais

Delegações de competências e pelouros na Câmara Municipal

Delegações de competências e pelouros na Câmara Municipal Delegações de competências e pelouros na Câmara Municipal Competências delegadas pela Câmara no Presidente Por deliberação da Câmara Municipal são fixadas as competências delegadas no seu Presidente e

Leia mais

Constituída a equipa, iniciaram-se os trabalhos necessários à elaboração deste Plano de Melhorias.

Constituída a equipa, iniciaram-se os trabalhos necessários à elaboração deste Plano de Melhorias. Plano de Melhoria 1. Introdução Em Julho de 2012, o Agrupamento de Escolas de Carnaxide-Valejas juntou-se à Escola Secundária Camilo Castelo Branco dando origem ao atual Agrupamento de Escolas de Carnaxide.

Leia mais

Nota de Informação Estatística Lisboa, 21 de fevereiro de 2013

Nota de Informação Estatística Lisboa, 21 de fevereiro de 2013 Nota de Informação Estatística Lisboa, de fevereiro de 3 Banco de Portugal divulga estatísticas da balança de pagamentos e da posição de investimento internacional referentes a O Banco de Portugal publica

Leia mais

Tomada de posse do Director-Geral das Alfândegas e dos Impostos Especiais sobre o Consumo

Tomada de posse do Director-Geral das Alfândegas e dos Impostos Especiais sobre o Consumo Tomada de posse do Director-Geral das Alfândegas e dos Impostos Especiais sobre o Consumo Intervenção do Ministro de Estado e das Finanças Fernando Teixeira dos Santos - 16 de Janeiro de 2008 - Senhores

Leia mais

REGULAMENTO DA SECÇAO REGIONAL DO NORTE (SRN) (Artigo 3 do Decreto-Lei nº. 487/99, de 16 de Novembro)

REGULAMENTO DA SECÇAO REGIONAL DO NORTE (SRN) (Artigo 3 do Decreto-Lei nº. 487/99, de 16 de Novembro) REGULAMENTO DA SECÇAO REGIONAL DO NORTE (SRN) (Artigo 3 do Decreto-Lei nº. 487/99, de 16 de Novembro) Publicado no Diário da República, m Série, n."26l, de 11 de Novembro de 2003 ÍNDICE Artigo 1º. - Criação,

Leia mais

Quadro de Avaliação e Responsabilização (QUAR) - SIADAP 1 - Ministério da Saúde

Quadro de Avaliação e Responsabilização (QUAR) - SIADAP 1 - Ministério da Saúde MISSÃO DO ORGANISMO - Regular e supervisionar os sectores dos medicamentos e produtos de saúde, segundo os mais elevados padrões de protecção da saúde pública e garantir o acesso dos profissionais de saúde

Leia mais

Plano de Intervenção Avaliadores

Plano de Intervenção Avaliadores Plano de Intervenção Avaliadores Apresentam-se algumas especificidades do processo SIADAP 2012 visando o esclarecimento da abordagem a prosseguir pelos Avaliadores. Para obter esclarecimentos adicionais

Leia mais

Índice de estabelecimentos Ensino Superior Público - Universitário 6800 Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa

Índice de estabelecimentos Ensino Superior Público - Universitário 6800 Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa Índice de estabelecimentos Ensino Superior Público - Universitário 6800 Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa Universidade dos Açores 0110 Universidade dos Açores - Angra do Heroísmo

Leia mais

A PORTWAY, HANDLING DE PORTUGAL, S.A. e a RECOMENDAÇÂO N.º 1/2009 DO CONSELHO PARA A PREVENÇÃO DA CORRUPÇÃO

A PORTWAY, HANDLING DE PORTUGAL, S.A. e a RECOMENDAÇÂO N.º 1/2009 DO CONSELHO PARA A PREVENÇÃO DA CORRUPÇÃO A PORTWAY, HANDLING DE PORTUGAL, S.A. e a RECOMENDAÇÂO N.º 1/2009 DO CONSELHO PARA A PREVENÇÃO DA CORRUPÇÃO INTRODUÇÃO A Lei n.º 54/2008, de 4 de Setembro, procedeu à criação do Conselho de Prevenção da

Leia mais

Anexo I Prestação de Informação a enviar através do domínio de extranet da CMVM

Anexo I Prestação de Informação a enviar através do domínio de extranet da CMVM Quanto ao nome do ficheiro: Anexo I Prestação de Informação a enviar através do domínio de extranet da CMVM Anexos Conteúdo Nomenclatura do ficheiro Prestação de informação por perito Ficheiro de dados

Leia mais

PROGRAMA POLIS OUTUBRO

PROGRAMA POLIS OUTUBRO OUTUBRO 2008 1 PROGRAMA POLIS OUTUBRO 2008 2 O PROGRAMA POLIS Objectivos Desígnios Tipologias PLANO ESTRATÉGICO MODELO ORGANIZACIONAL GESTÃO DE PROJECTO OUTUBRO 2008 3 Objectivos Desenvolver grandes operações

Leia mais

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS PRIORIDADE DE INVESTIMENTO: INVESTIMENTO NA CONSERVAÇÃO, PROTECÇÃO, PROMOÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO PATRIMÓNIO CULTURAL

Leia mais

Centro Novas Oportunidades. Santa Casa da Misericórdia. de Lisboa. 1º Congresso de Auto-avaliação de Organizações de Educação e Formação

Centro Novas Oportunidades. Santa Casa da Misericórdia. de Lisboa. 1º Congresso de Auto-avaliação de Organizações de Educação e Formação Centro Novas Oportunidades Santa Casa da Misericórdia de Lisboa 1º Congresso de Auto-avaliação de Organizações de Educação e Formação 9 e 10 de Maio de 2011 - Universidade Católica Portuguesa - Lisboa

Leia mais

CURSO ELABORAÇÃO DO PLANO DE FORMAÇÃO E A GESTÃO DA FORMAÇÃO

CURSO ELABORAÇÃO DO PLANO DE FORMAÇÃO E A GESTÃO DA FORMAÇÃO CURSO ELABORAÇÃO DO PLANO DE FORMAÇÃO E A GESTÃO DA FORMAÇÃO ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 03 2. DESENVOLVIMENTO A. Proposta pedagógica B. Investimento C. Condições de participação 03 03 04 04 3. FICHA DE INSCRIÇÃO

Leia mais

REVVASE Mapas de Análise Financeira

REVVASE Mapas de Análise Financeira Data do Manual: 22/05/2015 Atualizado em: 15/07/2016 Verifique a sua versão Manual da Aplicação REVVASE Mapas de Análise Financeira O Registo de Verbas e Valores da Ação Social Escolar (REVVASE) é uma

Leia mais

Direcção-Geral da Saúde Programa Nacional de Saúde Ocupacional

Direcção-Geral da Saúde Programa Nacional de Saúde Ocupacional Programa Nacional de Saúde Ocupacional Assunto: Saúde do Trabalho/ Saúde Ocupacional nas Unidades de Saúde Pública DATA: Dezembro 2012 Contacto: Coordenador do Programa Nacional de Saúde Ocupacional 1.

Leia mais

Plano de Comunicação. Plano de Comunicação. Elaborado a 22 dezembro Revisto a 19 de fevereiro de 2016

Plano de Comunicação. Plano de Comunicação. Elaborado a 22 dezembro Revisto a 19 de fevereiro de 2016 Plano de Comunicação Elaborado a 22 dezembro 2015 Revisto a 19 de fevereiro de 2016 0 Índice 1. Enquadramento...- 1-2. Objetivos...- 2-3. Identidade Gráfica...- 2-3.1 Logótipo...- 2-3.2 Assinatura...-

Leia mais

Ensino Português no Estrangeiro (EPE) Aluno. Dados Pessoais. (Esta informação é necessária para posterior recuperação de password) Morada

Ensino Português no Estrangeiro (EPE) Aluno. Dados Pessoais. (Esta informação é necessária para posterior recuperação de password) Morada Inscrição para a frequência de cursos de Educação Pré-escolar, Ensino Básico e Secundário Aluno Dados Pessoais Nome completo*: Nacionalidade: Data de nascimento (dia/mês/ano): Local de nascimento: Doc.

Leia mais

Com vista à concretização deste desiderato e à prossecução plena das suas atribuições, a SPMS dispõe das seguintes áreas de intervenção:

Com vista à concretização deste desiderato e à prossecução plena das suas atribuições, a SPMS dispõe das seguintes áreas de intervenção: Identificação da Empresa A Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, E.P.E. (SPMS) tem a natureza de pessoa coletiva de direito público de natureza empresarial, dotada de personalidade jurídica, autonomia

Leia mais

5º Painel Formação e a sua evolução: A formar há cinco décadas, para onde vai a formação em Portugal

5º Painel Formação e a sua evolução: A formar há cinco décadas, para onde vai a formação em Portugal Publicação apoiada pelo projeto PEst-OE/EGE/UI4056/2014 UDI/IPG, financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, pelo qual agradecemos. 5º Painel Formação e a sua evolução: A formar há cinco décadas,

Leia mais

O prazo para entrega de sugestões termina no dia 26 de dezembro de 2016.

O prazo para entrega de sugestões termina no dia 26 de dezembro de 2016. Nº de proc. 01/2016 Objeto (s) Regulamento Interno de Horário de Trabalho do ITQB Departamento responsável pela tramitação do procedimento Conselho de Gestão do ITQB Responsável pela Direção do procedimento

Leia mais

Regulamento orgânico dos Serviços Centrais do Instituto Politécnico de Portalegre

Regulamento orgânico dos Serviços Centrais do Instituto Politécnico de Portalegre Regulamento orgânico dos Serviços Centrais do Instituto Politécnico de Portalegre Artigo 1.º Definição 1 O IPP dispõe de serviços identificados pelas funções que desempenham, conforme dispõe o n.º 1 do

Leia mais

Regulamento. Artigo 1.º. Objeto

Regulamento. Artigo 1.º. Objeto Regulamento Artigo 1.º Objeto O presente Regulamento visa estabelecer o modo de funcionamento do Concurso Poliempreende, uma iniciativa conjunta, no âmbito do empreendedorismo, dos Institutos Politécnicos

Leia mais

Ministério da Defesa Nacional. Secretaria-Geral do Ministério da Defesa Nacional. Cargo e Titular: Secretário-geral do Ministério da Defesa Nacional

Ministério da Defesa Nacional. Secretaria-Geral do Ministério da Defesa Nacional. Cargo e Titular: Secretário-geral do Ministério da Defesa Nacional CARTA DE MISSÃO Ministério da Defesa Nacional Secretaria-Geral do Ministério da Defesa Nacional Cargo e Titular: Secretário-geral do Ministério da Defesa Nacional 1. Missão do organismo As atribuições

Leia mais

LEGISLAÇÃO E ORGANIZAÇÃO HOSPITALAR

LEGISLAÇÃO E ORGANIZAÇÃO HOSPITALAR 1º Regulamento do Hospital de Todos os Santos 19/1/1504 Autonomia Administrativa Superintendência por um provedor Participação dos representantes dos ofícios Casa dos 23 Associação ao ensino e investigação

Leia mais

GESTÃO PELA QUALIDADE TOTAL. Experiência da Direcção Regional do Comércio, Indústria e Energia

GESTÃO PELA QUALIDADE TOTAL. Experiência da Direcção Regional do Comércio, Indústria e Energia GESTÃO PELA QUALIDADE TOTAL Experiência da Direcção Regional do Comércio, Indústria e Energia Isabel Catarina Abreu Rodrigues Conselho Regional para a Modernização Administrativa 19 de Outubro de 2005

Leia mais

Atendimento ao Cliente_

Atendimento ao Cliente_ ACPUBRH_AC_DEZ13 Atendimento ao Cliente_ Código do Curso: AC Colaboradores com responsabilidade na interação com o Cliente atendimento presencial, atendimento telefónico, resposta a carta, e-mail, fax

Leia mais

Conferência Nacional. Qualidade ao Serviço da Educação de Adultos. Revisão por Pares": uma proposta inovadora?

Conferência Nacional. Qualidade ao Serviço da Educação de Adultos. Revisão por Pares: uma proposta inovadora? Conferência Nacional Qualidade ao Serviço da Educação de Adultos Revisão por Pares": uma proposta inovadora? Maria João Alves CECOA 4 de maio 2017 Programa Qualifica Enquadramento Valorização da educação

Leia mais

Em 2004 foi desenvolvido um conjunto de acções tendo em vista

Em 2004 foi desenvolvido um conjunto de acções tendo em vista Anexo 7 Plano de Comunicação para o QCA Relatório de Execução de 00 Em 00 foi desenvolvido um conjunto de acções tendo em vista a concretização dos objectivos previamente definidas no Plano de Acção de

Leia mais

Informação Empresarial Simplificada (IES)

Informação Empresarial Simplificada (IES) www.pwc.pt/academy Informação Empresarial PwC s Academy 2ª Edição Um curso intensivo para compreensão dos principais elementos da Informação Empresarial Venha partilhar esta experiência connosco! Informação

Leia mais

DIRETRIZES PARA A DIVULGAÇÃO E UTILIZAÇÃO DAS AVALIAÇÕES

DIRETRIZES PARA A DIVULGAÇÃO E UTILIZAÇÃO DAS AVALIAÇÕES DIRETRIZES PARA A DIVULGAÇÃO E UTILIZAÇÃO DAS AVALIAÇÕES 2014 FICHA TÉCNICA Título: Diretrizes para a Divulgação e Utilização das Avaliações Edição: Gabinete de Avaliação e Auditoria Camões, Instituto

Leia mais

EIXO 4 QUALIFICAÇÃO AMBIENTAL E VALORIZAÇÃO DO ESPAÇO RURAL AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO N.º 3

EIXO 4 QUALIFICAÇÃO AMBIENTAL E VALORIZAÇÃO DO ESPAÇO RURAL AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO N.º 3 EIXO 4 QUALIFICAÇÃO AMBIENTAL E VALORIZAÇÃO DO ESPAÇO RURAL REGULAMENTO ESPECÍFICO: ACÇÕES DE VALORIZAÇÃO DO LITORAL AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO N.º 3 Nos termos do regulamento específico Acções de Valorização

Leia mais

MVStart. Apoio a startups nacionais e estrangeiras

MVStart. Apoio a startups nacionais e estrangeiras MVStart Apoio a startups nacionais e estrangeiras Quem somos A Macedo Vitorino & Associados foi constituída em 1996, concentrando a sua actividade na assessoria a clientes nacionais e estrangeiros em sectores

Leia mais

Política de Privacidade

Política de Privacidade Política de Privacidade ESTORIL SOL DIGITAL A ESTORIL SOL DIGITAL reconhece a importância de proteger informações pessoais e os seus dados. É por isso que fazemos todos os esforços para proteger a privacidade

Leia mais

Plataforma Supraconcelhia do Tâmega

Plataforma Supraconcelhia do Tâmega Regulamento da Plataforma Supraconcelhia do Tâmega Artigo 1º Objecto O presente regulamento define o processo de organização e funcionamento da Plataforma supraconcelhia do Tâmega, abreviadamente designada

Leia mais

MEDIDA ESTIMULO 2012 Regulamento do Instituto do Emprego e Formação Profissional

MEDIDA ESTIMULO 2012 Regulamento do Instituto do Emprego e Formação Profissional MEDIDA ESTIMULO 2012 Regulamento do Instituto do Emprego e Formação Profissional No âmbito da medida de incentivos ao emprego "Estímulo 2012", estabelecida pela Portaria n 45/2012, de 13.2, o Instituto

Leia mais

NOTA JUSTIFICATIVA Índice

NOTA JUSTIFICATIVA Índice NOTA JUSTIFICATIVA Índice I. Introdução... 2 II. Opções regulatórias... 2 III. O regime proposto... 2 IV. Análise de impacto... 3 V. Conclusão... 5 1 I. Introdução A presente nota justificativa acompanha

Leia mais

Analytics no Turismo Melhores Decisões SÉRGIO GUERREIRO

Analytics no Turismo Melhores Decisões SÉRGIO GUERREIRO Analytics no Turismo Melhores Decisões SÉRGIO GUERREIRO Agenda Sobre o Turismo de Portugal Business Intelligence no Turismo Arquitetura do Sistema Primeiros resultados Next Steps 2 Turismo de Portugal

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO DO PETRÓLEO E DO GÁS UM PARADIGMA NA FORMAÇÂO PÓS-GRADUADA

PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO DO PETRÓLEO E DO GÁS UM PARADIGMA NA FORMAÇÂO PÓS-GRADUADA PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO DO PETRÓLEO E DO GÁS UM PARADIGMA NA FORMAÇÂO PÓS-GRADUADA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE AGOSTINHO NETO (FDUAN) Um curso de excelência pioneiro em Angola que resulta de

Leia mais

PLANO GLOBAL DE AVALIAÇÃO Orientações para o acompanhamento da implementação das recomendações das avaliações do Portugal 2020 (follow-up)

PLANO GLOBAL DE AVALIAÇÃO Orientações para o acompanhamento da implementação das recomendações das avaliações do Portugal 2020 (follow-up) PLANO GLOBAL DE AVALIAÇÃO 2014-2020 Orientações para o acompanhamento da implementação das recomendações das avaliações do Portugal 2020 (follow-up) julho 2016 Orientações para o acompanhamento da implementação

Leia mais