Sistemas de monitoramento on-line aplicados aos diversos segmentos do sistema elétrico. Brasil

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sistemas de monitoramento on-line aplicados aos diversos segmentos do sistema elétrico. Brasil"

Transcrição

1 Sistemas de monitoramento on-line aplicados aos diversos segmentos do sistema elétrico David Scaquetti Siemens Ltda. Danilo Santos Siemens Ltda. Brasil RESUMO As mudanças impostas à filosofia de operação dos sistemas elétricos demandaram um desenvolvimento de ferramentas que auxiliassem no controle e operação dos seus equipamentos. Especificamente para os transformadores, que são os bens de maior valor de uma subestação, foram implementadas tais ferramentas a partir das medições de temperatura que é um dos parâmetros mais importantes e controlados pela operação. Os sistemas de monitoramento de transformadores têm evoluído ao longo do tempo, permitindo ao usuário uma série de opções de sensores e sistemas. A aplicação adequada destes sistemas aos diversos segmentos do sistema elétrico deve ser cuidadosamente avaliada pelo usuário, evitando a aplicação de soluções que não estejam adequadas a sua necessidade. Este trabalho tem como objetivo apresentar as opções de sistemas de monitoramento aplicáveis aos diversos segmentos do sistema elétrico, contemplando usinas, subestações, redes de distribuição e instalações de grandes consumidores, em função das necessidades específicas dos variados segmentos. PALAVRAS CHAVE Transformadores, Monitoramento, Diagnósticos, Confiabilidade David Scaquetti (11)

2 1. Introdução As mudanças impostas à filosofia de operação dos sistemas elétricos demandaram um desenvolvimento de ferramentas que auxiliassem no controle e operação dos seus equipamentos. Especificamente para os transformadores, que são os bens de maior valor de uma subestação, foram implementadas tais ferramentas a partir das medições de temperatura que é um dos parâmetros mais importantes e controlados pela operação. A partir deste ponto, a necessidade de se conhecer outros parâmetros fez com que fossem desenvolvidos sensores mais específicos e sistemas inteligentes que coletassem estas informações e as processasse correlacionando-as através de modelos específicos de engenharia. Com o objetivo de correlacionar as variáveis obtidas, emitindo tendências, diagnósticos, prognósticos, recomendações e evitar alarmes e diagnósticos falso-positivos, o processamento destes dados está em constante aprimoramento baseado na experiência de uso, feedback dos usuários e principalmente à softwares cada vez mais inteligentes. Em função das demandas de cada aplicação, os sistemas de monitoramento são desenvolvidos de maneira a atender os objetivos particulares de cada segmento de atividade, através de soluções que se encaixem mais adequadamente à aplicação em questão. Este trabalho tem como objetivo apresentar as opções de sistemas de monitoramento aplicáveis aos diversos segmentos do sistema elétrico, contemplando usinas, subestações, redes de distribuição e instalações de grandes consumidores, em função das necessidades específicas dos variados segmentos. 2. Variáveis monitoradas e sua evolução 2.1 Temperatura O dimensionamento térmico de um transformador, contemplando todos os componentes e materiais que serão empregados em sua execução, exerce papel fundamental na vida útil esperada deste equipamento. A degradação dos materiais isolantes em função de temperaturas atingidas pelo transformador em operação afeta diretamente seu desempenho e durabilidade. Em função de ser uma variável facilmente monitorada através de simples sensores do tipo RTD, o monitoramento de temperatura de transformadores tem sido amplamente empregado e determinado, por normas de diversos países, como uma das proteções obrigatórias de transformadores. A medição de temperatura em transformadores, tendo como objetivo inferir a temperatura do ponto mais quente dos enrolamentos, tem evoluído ao longo do tempo buscando aumentar sua precisão e assim, permitir ao usuário um melhor conhecimento da condição térmica do transformador durante sua operação. Em transformadores produzidos até a década de 1960, o método da imagem térmica não era aplicado, apenas a medição da temperatura do óleo isolante. A partir de então, iniciouse a utilização da corrente de carga no transformador para realizar a inferência da temperatura do ponto mais quente dos enrolamentos, até então, realizada através de instrumentos analógicos. A digitalização dos instrumentos de medição e proteção proporcionou a evolução dos instrumentos analógicos para digitais, os quais possibilitam a implementação de diversas outras funções além da indicação de temperatura de óleo e inferência de ponto mais quente, tais como controle de refrigeração, comunicação com sistemas supervisórios, registro de 2

3 histórico de operações e ferramentas para análise destes dados com confiabilidade e custos bastante acessíveis Relé digital de proteção térmica Além dos indicadores de temperatura digital, a tecnologia de medição direta de temperatura nos enrolamentos pode ser implementada em transformadores através da instalação de fibras óticas diretamente em pontos específicos dos enrolamentos e geralmente não podem ser instaladas em transformadores em operação, pois as extremidades das fibras devem estar em contato direto com os enrolamentos. Os métodos de cálculo do ponto mais quente dos enrolamentos, em função de sua importância, têm sido constantemente avaliados e diversas instituições internacionais possuem metodologias específicas para sua determinação. Desta forma, o emprego do algoritmo mais adequado à condição de carregamento do transformador em seu respectivo regime de refrigeração, otimiza seu desempenho térmico e evita condições adversas de carregamento dos enrolamentos e perda de vida útil do transformador. 2.2 Gases no óleo Em função da constante necessidade de se determinar de forma mais precisa a condição do sistema de isolação de um transformador, a análise dos gases dissolvidos no óleo (DGA- Dissolved Gas Analysis) baseado em hidrogênio ou mesmo nas concentrações individuais dos oito gases característicos tem sido amplamente empregada. Nos últimos anos, surgiram equipamentos que verificam o conteúdo de gases no óleo isolante de transformadores, desde simples indicação do conteúdo de hidrogênio presente no óleo até as concentrações individualizadas dos oito gases indicativos de falha (Metano, Etileno, Monóxido de Carbono, Hidrogênio, Dióxido de Carbono, Acetileno, Oxigênio e Etano). Estes equipamentos são dotados de ferramentas que possibilitam a inferência de modos de falha através de métodos como triângulo de Duval, Rogers entre outros. Estes sensores estão aptos a realizar análises contínuas ou em intervalos de tempo programados, de forma a permitir um acompanhamento constante da evolução da geração de gases em um determinado transformador, incluindo sua correlação com o carregamento no momento da análise. 3

4 Os monitores de gases on-line permitem repetibilidade de resultados, evitam contaminação de amostras, permitem análises com freqüência de até 1 hora e incluem ferramentas de análise de resultados Gás-cromatógrafo on-line instalado em transformador 2.3 Buchas As falhas em buchas normalmente são catastróficas e seu mecanismo de falha geralmente ocorre quando uma seqüência de pequenos defeitos impõe a perda de camadas capacitivas intermediárias, frequentemente causadas por curto-circuitos entre as camadas de alumínio condutoras Bucha tipo papel-óleo típica, mostrando distribuição das camadas capacitivas internas Este fenômeno é normalmente irreversível e provocará a eliminação de uma camada capacitiva, assim causando um aumento na capacitância C1. O campo elétrico será redistribuído dentro do espaço onde as camadas capacitivas estão contidas. Observando esta ocorrência do ponto de vista microscópico, pode ser observado que o material dielétrico 4

5 sofrerá importantes mudanças que impactarão no ângulo de perda dielétrica (medida através do fator de isolamento ou tanδ). Pode-se realizar a determinação do desvio de capacitância da bucha ou alteração do fator de isolamento através de medições off-line e on-line. As medições off-line demandam o desligamento do transformador e emprego de instrumentos tradicionais de medição como a ponte Schering, sendo a maneira mais precisa e fácil para sua determinação. No caso das medições on-line, a técnica mais simples para detectar as variações no valor de C1 é realizada através da colocação de uma capacitância adicional (medição) no circuito para operar como um divisor capacitivo ou de uma resistência para operar como divisor resistivo. Neste caso, a resistência (Rd) ou a capacitância (Cd) adicional é conectada em paralelo com C2, que é a capacitância formada pelas duas últimas camadas capacitivas. Quando uma alteração em C1 é detectada, a relação do divisor Rd-C2 ou Cd-C2 será alterada. 2.4 Outras grandezas monitoradas Dentre as demais grandezas que podem ser monitoradas on-line através de sensores dedicados, podemos destacar as seguintes: Umidade no óleo; Temperatura ambiente; Corrente de carga; Corrente dos motores dos componentes do sistema de refrigeração; Posição do comutador; Nível de óleo; Fluxo de óleo do sistema de refrigeração; Fluxo de água do sistema de refrigeração; Temperatura do tanque do OLTC. 3. Sistemas inteligentes e modelos de engenharia Para o desenvolvimento dos softwares de análise adequados faz-se necessário, primeiramente, conhecer as características e particularidades de funcionamento de cada sensor que fará parte do monitoramento. É necessário que se desenvolvam drivers de comunicação com estes dispositivos que contemplem também a validação dos dados recebidos, não somente no que diz respeito à integridade do pacote de dados recebidos quanto também à qualidade dos dados. Há que se considerar que os valores lidos neste dispositivo muitas vezes tem restrições devido à certas condições de contorno. Para isso, é necessário um hardware dedicado, não sendo suficiente apenas concentrar sinais recebidos diretamente dos sensores e disponibilizá-los ao usuário através de anunciadores ou sistemas supervisórios. Como primeiro exemplo, pode-se citar a rotina de consistência de dados para supressão da saturação nas saídas analógicas (fim de escala) de alguns analisadores de gases ocasionadas por subtensões na sua alimentação (condição de contorno). Esse comportamento foi detectado no dispositivo, entretanto, não se configura como um defeito, mas sim como uma característica operativa. Muitos equipamentos analógicos recorrem a indicar em sua saída analógica valor de fundo de escala, ou início de escala, ou ainda 5

6 variações constantes entre limites para informar impossibilidade de leitura. Dessa forma, esses comportamentos devem ser tratados pelo driver de comunicação. Neste caso, tomando-se como premissa que o tempo de resposta do sensor é de aproximadamente 10 minutos, pode-se implementar uma lógica que considere variações bruscas ocorridas em intervalos de tempo pequenos (entre duas leituras consecutivas inferior a 1 segundo) um alerta sobre o funcionamento inadequado do sensor e não representam o fenômeno físico real de crescimento de gases. Outro exemplo é o caso de dispositivos com interfaces seriais de protocolo proprietário que não implementam tratamento de erro, e portanto, deve-se desenvolver lógicas no driver de comunicação para contornar esta condição. Ou seja, se o dado é consistente ou não. Assim, um fator a ser considerado como essencial para que os níveis de confiabilidade estejam adequados às necessidades e expectativas dos clientes é a qualidade dos dados utilizados pelo sistema durante o processamento e comparação com os limites de alarmes. Entretanto, garantir a coerência dos valores recebidos dos sensores não é suficiente para embasar a emissão de um diagnostico confiável. Faz-se necessário o emprego de modelos de engenharia específicos para o tratamento de cada grandeza monitorada, modelos desenvolvidos a partir de sólido conhecimento do comportamento de cada variável do transformador e também do projeto e construção, operação e manutenção destes. Esses modelos devem ser capazes de estabelecer dinamicamente limites estatísticos para variáveis onde o conceito de limite fixo não se mostra adequado o suficiente, o que é possível através do uso de técnicas como aprendizado estatístico. No caso do monitoramento de desvio de capacitância das buchas, através de ferramentas estatísticas, o modelo define qual o desvio considerado normal entre as fases de um transformador com as buchas em condições normais num período definido pelo usuário. Após este período, o sistema passa a calcular médias dos valores medidos e comparar com os desvios normais aprendidos. Dessa forma, alarmes falsos devido às variações de carga, topologia do sistema, flutuações na tensão e outros são evitados. Os modelos devem também realizar a análise de tendência baseada em métodos matemáticos consolidados e considerar as característica de cada sensor (precisão, repetibilidade, tempo de resposta). Existem também softwares desenvolvidos para detectar a tendência de geração de gases dissolvidos no óleo do transformador, entre outras grandezas. Neste caso, é determinada a reta da tendência de crescimento de gases e consequentemente o tempo para atingir o limite máximo definido pelo usuário. Além disso, antes de se emitir o diagnóstico para o usuário, o modelo compara a amostra estatística dos últimos dias com uma população móvel, evitando assim falsos alarmes devido à imprecisão dos sensores. Visando aumentar a confiabilidade do relatório emitido, o sistema de monitoramento necessita ainda realizar correlações entre as diversas grandezas monitoradas de um transformador, pois sabe-se que qualquer alteração em uma variável terá efeito em outras, uma vez que o transformador é um sistema fechado (figura 3.1). Além disso, é possível correlacionar a anormalidade encontrada em uma unidade com outras unidades semelhantes da mesma instalação (figura 3.2). Este conceito é definido como correlação entre unidades irmãs, isto é, que possuem projeto idêntico, e auxilia a análise da causa raiz do problema que será realizada pelo especialista. 6

7 3.1 Correlações entre variáveis do mesmo transformador 3.2 Correlações unidades semelhantes na mesma instalação Ainda, é necessário que o sistema emita relatórios e não apenas informações do desvio encontrado, além de ações recomendadas para a mitigação da falha, bem como os efeitos que se pode ter no caso de nenhuma ação ser colocada em prática (prognóstico). 4. Aplicação de sistemas de monitoramento Dadas as inúmeras configurações possibilitadas pela combinação dos sensores e dos modelos de engenharia disponíveis, é possível realizar recomendações de sistemas de monitoramento que sejam mais adequados às diversos segmentos do sistema elétrico, contemplando usinas, subestações, redes de distribuição e instalações de grandes consumidores. 7

8 4.1 Usinas e subestações de transmissão No caso de sistemas de monitoramento instalados em usinas e subestações de transmissão, sua grande maioria tem contemplado o emprego de sistemas inteligentes, que reúnem vários modelos de engenharia com técnicas avançadas de estatística e aprendizado, ultrapassando o conceito existente de simples medição da condição operativa com limites pré-fixados. Estes sistemas armazenam e correlacionam as grandezas indicativas do estado operativo do transformador, processando estes dados de forma a emitir diagnósticos, prognósticos, ações recomendadas e tendências indicativas de falhas incipientes. Cada transformador monitorado tem uma série de sensores instalados em seu tanque principal, bem como no OLTC, sendo que as informações adquiridas por cada sensor são centralizadas em um painel local que, por sua vez, se interliga aos outros transformadores monitorados e à sala de controle, onde se encontra o painel central, através de uma rede de fibra ótica em anel, conforme exemplificado na figura abaixo. Painel Local Painel Central PLC Servidor Web Painel Local Servidor Engenharia LAN WAN Painel Local Anel fibra ótica Correlações unidades semelhantes na mesma instalação O sistema comunica-se com sensores por interface serial, analógica e digital. Os dados são adquiridos pelo sistema sem a utilização de softwares de terceiros, através de drivers de comunicação e filtros de sinais especificamente desenvolvidos. Desta forma, a melhor confiabilidade dos dados recebidos dos sensores aumenta significativamente a qualidade das tendências e diagnósticos, buscando mitigar alarmes falso-positivos. Adicionalmente, o acesso ao sistema pode ser disponibilizado na intranet do usuário. Opcionalmente, para interface com sistemas de supervisão e controle, dados selecionados podem ser acessados através de protocolos padrão. Em geral, os seguintes modelos de engenharia são aplicados: Desvio relativo da capacitância das buchas; Umidade na isolação; Guia de Carregamento; Térmico; Perda de vida e envelhecimento relativos; Sistema de refrigeração; 8

9 Volume de óleo no conservador; Controle de refrigeração; Comutador sob carga (se aplicável); Cromatografia on-line para oito gases. 4.2 Subestações de distribuição e grandes consumidores Os transformadores instalados em subestações de distribuição, dependendo da configuração da rede da Distribuidora, são passiveis de remanejamento de carga e assim, a sua disponibilidade tem uma tolerância maior. Para este tipo de aplicação, tem-se aplicado monitores locais para transformadores. O monitor mede e armazena as grandezas indicativas do estado operativo do transformador, processando estes dados gerando diagnósticos acessíveis através de interface local tipo touch screen, permitindo acesso fácil aos dados e diagnósticos do transformador em campo, ou através de seu servidor web nativo. Cada transformador monitorado recebe um monitor, que adquire dados de vários sensores e do comutador sob carga (se aplicável). Os principais aspectos monitorados, dependendo dos sensores instalados, são: Gases no óleo (gases combinados ou três gases); Umidade no óleo; Temperaturas do óleo (inferior e superior); Temperatura ambiente; Nível de óleo; Corrente de carga; Condição das buchas; Sistema de refrigeração (monitoramento e controle); Comutador sob carga Instalação de um monitor local em transformador 9

10 No caso de grandes consumidores, o transformador possui grande importância, gerando despesas de manutenção, que normalmente procuram ser minimizadas. Desta forma, a instalação de monitores locais, que podem indicar um problema incipiente é uma opção bastante recomendável e eficaz para mitigar problemas inesperados. Outra possibilidade aplicável é a utilização de sistemas de monitoramento remotos, onde são instalados sensores dedicados para a medição de determinadas grandezas. Essas grandezas são digitalizadas em um painel instalado no corpo do transformador, dotado de um modem celular, que transmite estes dados à uma central de monitoramento que faz seu processamento e posteriormente emite relatórios em freqüência determinada informando o usuário do estado operativo do transformador monitorado. Esta solução demanda alto conhecimento em transformadores por parte da equipe que compõem a central de monitoramento, devido a necessidade de se realizar analises aprofundadas e emitindo relatórios que não estejam limitados às condições estabelecidas em normas. 5. Conclusão Os sistemas de monitoramento de transformadores têm evoluído ao longo do tempo, permitindo ao usuário uma série de opções de sensores e sistemas. A aplicação destes sistemas aos diversos segmentos do setor elétrico deve ser cuidadosamente avaliada pelo usuário, evitando a aplicação de soluções que não estejam adequadas a sua necessidade. Equipamentos simples, como um relé digital de proteção térmica, podem ser aplicados praticamente em qualquer transformador, permitindo ao usuário um melhor acompanhamento das temperaturas do óleo e enrolamentos. Entretanto a importância deste transformador para o usuário deve ser o fator determinante para a inclusão de novos sensores, sistemas e modelos de engenharia, ampliando a capacidade de monitoramento de falhas incipientes e auxiliando em sua manutenção. BIBLIOGRAFIA [1] H.R.T. Pelogia, B.M. Stuck e D.W. Scaquetti, Confiabilidade em Sistemas de Monitoramento On-Line de Transformadores, IX Conferência Doble no Brasil, setembro 2008 [2] L.A.V. Cheim Bushing On-Line Monitoring Technique, July

Sistemas de monitoramento on-line aplicados aos diversos segmentos do sistema elétrico. David Scaquetti

Sistemas de monitoramento on-line aplicados aos diversos segmentos do sistema elétrico. David Scaquetti Sistemas de monitoramento on-line aplicados aos diversos segmentos do sistema elétrico David Scaquetti Introdução Importância dos transformadores no sistema de potência Evolução do monitoramento: - Medição

Leia mais

XX SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

XX SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA XX SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA Versão 1.0 GTM.YY 22 a 25 Novembro de 2009 Recife - PE GRUPO XIII GRUPO DE ESTUDO DE TRANSFORMADORES, REATORES, MATERIAIS E TECNOLOGIAS

Leia mais

FIEE Elétrica 2007 Ferramentas para o Monitoramento da Vida Útil de Transformadores

FIEE Elétrica 2007 Ferramentas para o Monitoramento da Vida Útil de Transformadores Ferramentas para o Monitoramento da Vida Útil de Transformadores. Power Transmission and Distribution O transformador é o componente mais crítico de uma subestação Page 2 Abril -2007 Alaor Scardazzi Número

Leia mais

on-line para transformadores de potência baseados em uma arquitetura descentralizada Por Marcos E. G. Alves e Vagner Vasconcellos*

on-line para transformadores de potência baseados em uma arquitetura descentralizada Por Marcos E. G. Alves e Vagner Vasconcellos* Aula Prática 114 O Setor Elétrico / Setembro de 2009 Especificação de sistemas de monitoração on-line para transformadores de potência baseados em uma arquitetura descentralizada Por Marcos E. G. Alves

Leia mais

Tecnologia Preditiva no Transformador de Potência da Johnson&Johnson

Tecnologia Preditiva no Transformador de Potência da Johnson&Johnson Tecnologia Preditiva no Transformador de Potência da Johnson&Johnson Luiz B. S. Chacon (1) 1 Murilo Armelin Toledo (2) 2 Lucas Pavan Fritoli (3) 3 Hirokazu T. B. Ito (4) 4 RESUMO A energia elétrica é um

Leia mais

Seminário: Transmissão de Energia Elétrica a Longa Distância

Seminário: Transmissão de Energia Elétrica a Longa Distância Monitoramento de Transformadores de Potência Gerenciamento de Dados para o Monitoramento e Avaliação da Condição Operativa de Transformadores Seminário: Transmissão de Energia Elétrica a Longa Distância

Leia mais

Relés de Proteção Térmica Simotemp

Relés de Proteção Térmica Simotemp Relés de Proteção Térmica Simotemp Confiabilidade e precisão para controle e proteção de transformadores Answers for energy. A temperatura é o principal fator de envelhecimento do transformador Os relés

Leia mais

Capítulo XII. Uso de monitoramento on-line de transformadores para avaliação da condição do ativo. Manutenção de transformadores.

Capítulo XII. Uso de monitoramento on-line de transformadores para avaliação da condição do ativo. Manutenção de transformadores. 38 Capítulo XII Uso de monitoramento on-line de transformadores para avaliação da condição do ativo Por Marcelo Paulino* Diante das necessidades do sistema elétrico, as atividades de manutenção tendem

Leia mais

MONITORAMENTO DE SUBESTAÇÕES - A EXPERIÊNCIA CESP

MONITORAMENTO DE SUBESTAÇÕES - A EXPERIÊNCIA CESP GSE/ 2 17 à 22 de outubro de 1999 Foz do Iguaçu Paraná - Brasil GRUPO VIII SUBESTAÇÕES E EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS (GSE) MONITORAMENTO DE SUBESTAÇÕES - A EXPERIÊNCIA CESP Antônio Carlos T. Diogo (*) Manabu

Leia mais

Experiência com a Monitoração On-Line de Transformadores Elevadores da Usina de Tucuruí

Experiência com a Monitoração On-Line de Transformadores Elevadores da Usina de Tucuruí 1 Experiência com a Monitoração On-Line de Transformadores Elevadores da Usina de Tucuruí José Aliezio. A. Severo, Eletrobras Eletronorte, Klaxon. V. Fantin, Eletrobras Eletronorte, e Marcos. E. G. Alves,

Leia mais

PERÍCIAS DE ENGENHARIA ELÉTRICA

PERÍCIAS DE ENGENHARIA ELÉTRICA PERÍCIAS DE ENGENHARIA ELÉTRICA PERICIAS NAS DIVERSAS ÁREAS DA ENGENHARIA ELÉTRICA 1. PERICIAS EM TRANSFORMADORES Transformadores a óleo e transformadores a seco; Verificação de seus componentes; Ensaios

Leia mais

Transmissão de dados. Figura 1 - Topologia típica de sistemas de monitoração de transformadores

Transmissão de dados. Figura 1 - Topologia típica de sistemas de monitoração de transformadores XXII SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA BR/GTM/34 13 a 16 de Outubro de 2013 Brasília - DF GRUPO -XIII GRUPO DE ESTUDO DE TRANSFORMADORES, REATORES, MATERIAIS E TECNOLOGIAS

Leia mais

Décimo Segundo Encontro Regional Ibero-americano do CIGRÉ Foz do Iguaçu-Pr, Brasil - 20 a 24 de maio de 2007

Décimo Segundo Encontro Regional Ibero-americano do CIGRÉ Foz do Iguaçu-Pr, Brasil - 20 a 24 de maio de 2007 Sistem a de Monitoração On-line de Capacitância e Tangente Delta de Buchas Condensivas Marcos E. G. Alves* Jorge C. da Silva** * Treetech Sistem as Digitais Ltda. ** C em ig S.A. RESUMO Em geral, apesar

Leia mais

Soluções Qualitrol. Monitoramento da Condição de Ativos. Prolongando a vida operacional e reduzindo a inatividade

Soluções Qualitrol. Monitoramento da Condição de Ativos. Prolongando a vida operacional e reduzindo a inatividade Soluções Qualitrol Monitoramento da Condição de Ativos Prolongando a vida operacional e reduzindo a inatividade Software de Gerenciamento Nível Empresarial QUALITROL Integrated Monitoring Server : Data

Leia mais

MONITORAÇÃO ON-LINE DE TRANSFORMADOR REGULADOR EM ITAIPU NA SE MARGEM DIREITA. M. E. G. ALVES* Treetech Sistemas Digitais Ltda.

MONITORAÇÃO ON-LINE DE TRANSFORMADOR REGULADOR EM ITAIPU NA SE MARGEM DIREITA. M. E. G. ALVES* Treetech Sistemas Digitais Ltda. Décimo Tercer Encuentro Regional Iberoamericano de CIGRÉ Puerto Iguazú, Argentina - 24 al 28 de Mayo de 2009 MONITORAÇÃO ON-LINE DE TRANSFORMADOR REGULADOR EM ITAIPU NA SE MARGEM DIREITA M. E. G. ALVES*

Leia mais

Diagnóstico de Equipamentos de Alta tensão. Documento didático preparado por: Alain François S. Levy DVLA / CEPEL Julho 1998

Diagnóstico de Equipamentos de Alta tensão. Documento didático preparado por: Alain François S. Levy DVLA / CEPEL Julho 1998 Diagnóstico de Equipamentos de Alta tensão. Documento didático preparado por: Alain François S. Levy DVLA / CEPEL Julho 1998 Filosofia O diagnóstico de equipamentos pode ser entendido como o conhecimento

Leia mais

2.0 - AS SUBESTAÇÕES E TRANSFORMADORES MONITORADOS

2.0 - AS SUBESTAÇÕES E TRANSFORMADORES MONITORADOS XXIII SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA FI/GMI/11 18 a 21 de Outubro de 2015 Foz do Iguaçu - PR GRUPO XII GRUPO DE ESTUDO DE ASPECTOS TÉCNICOS E GERENCIAIS DE MANUTENÇÃO

Leia mais

SISTEMA DE MONITORAMENTO DE EQUIPAMENTOS DE SUBESTAÇÕES: DESENVOLVIMENTO E IMPLANTAÇÃO

SISTEMA DE MONITORAMENTO DE EQUIPAMENTOS DE SUBESTAÇÕES: DESENVOLVIMENTO E IMPLANTAÇÃO GSE/ 19 17 à 22 de outubro de 1999 Foz do Iguaçu Paraná - Brasil GRUPO VIII GRUPO DE SUBESTAÇÕES E EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS (GSE) SISTEMA DE MONITORAMENTO DE EQUIPAMENTOS DE SUBESTAÇÕES: DESENVOLVIMENTO

Leia mais

CONTROLADORES ELETRÔNICOS SICES. Linha de Produtos

CONTROLADORES ELETRÔNICOS SICES. Linha de Produtos CONTROLADORES ELETRÔNICOS SICES Linha de Produtos FAMÍLIA GC XXX GC 310: Controlador Simples AMF-ATS-SPM Emergência, falha dos canos principais, comutação GC 350: Controlador Avançado AMF-ATS-SPM Emergência,

Leia mais

XXI SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

XXI SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA XXI SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA Versão 1.0 23 a 26 de Outubro de 2011 Florianópolis - SC GRUPO -XXIII GRUPO DE ESTUDO DE TRANSFORMADORES, REATORES, MATERIAIS

Leia mais

PowerSpy Sistema de Monitoramento de Painéis de Distribuição

PowerSpy Sistema de Monitoramento de Painéis de Distribuição PowerSpy Sistema de Monitoramento de Painéis de Distribuição Uma solução completa para a medição e monitoramento de um vasto conjunto de grandezas elétricas, com indicações de valores individuais para

Leia mais

ANSI - 23 26 45 49 49I 62 74 77 94

ANSI - 23 26 45 49 49I 62 74 77 94 ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/7 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura MASTERTEMP foi desenvolvido para monitorar a temperatura de óleo e enrolamento, comandar a ventilação e proteger transformadores

Leia mais

PRINCIPAIS CONSTATAÇÕES

PRINCIPAIS CONSTATAÇÕES PRINCIPAIS CONSTATAÇÕES GRUPO DE ESTUDOS DE GERAÇÃO HIDRÁULICA GGH É necessário o aprofundamento dos estudos para o uso de unidades geradoras hidráulicas que permitam a otimização do uso da água Geradores

Leia mais

BushingGard Sistema de Monitoramento Contínuo de Isolamento de Transformador. Maximizando o Tempo de Operação e a Confiabilidade do Transformador

BushingGard Sistema de Monitoramento Contínuo de Isolamento de Transformador. Maximizando o Tempo de Operação e a Confiabilidade do Transformador BushingGard Sistema de Monitoramento Contínuo de Isolamento de Transformador Maximizando o Tempo de Operação e a Confiabilidade do Transformador Mantenha a sua energia fluindo! O BushingGard da Eaton é

Leia mais

MANUTENÇÃO PREDITIVA EM TRANSFORMADORES UTILIZANDO O CRITÉRIO DE ROGERS NA ANÁLISE DE GASES DISSOLVIDOS EM ÓLEO ISOLANTE

MANUTENÇÃO PREDITIVA EM TRANSFORMADORES UTILIZANDO O CRITÉRIO DE ROGERS NA ANÁLISE DE GASES DISSOLVIDOS EM ÓLEO ISOLANTE MANUTENÇÃO PREDITIVA EM TRANSFORMADORES UTILIZANDO O CRITÉRIO DE ROGERS NA ANÁLISE DE GASES DISSOLVIDOS EM ÓLEO ISOLANTE JOÃO LUIS REIS E SILVA (1) resumo O critério de Rogers é uma metodologia científica

Leia mais

Sistema de Supervisão de Rede Óptica

Sistema de Supervisão de Rede Óptica WORKSHOP sobre TELECOMUNICAÇÕES DO RIO MADEIRA Soluções para LT de Longa Distância Sistema de Supervisão de Rede Óptica Paulo José Pereira Curado Gerente de Tecnologia de Rede Óptica 17/03/2010 Sumário

Leia mais

Reparo de Transformador de Potência da Linha 1 do METRÔ-SP

Reparo de Transformador de Potência da Linha 1 do METRÔ-SP Reparo de Transformador de Potência da Linha 1 do METRÔ-SP Avaliação Técnica x Custos x Experiências Adquiridas GERSON DIAS Mapa da Rede Metropolitana S/E Primária Cambuci - YCI Atuação do relé de presença

Leia mais

SUBESTAÇÕES. Comando de controle e Scada local

SUBESTAÇÕES. Comando de controle e Scada local SUBESTAÇÕES Comando de controle e Scada local COMANDO DE CONTROLE E SCADA LOCAL A solução fornecida pela Sécheron para o controle local e para o monitoramento das subestações de tração é um passo importante

Leia mais

DataFaz Catálogo 2014

DataFaz Catálogo 2014 DataFaz Catálogo 2014 DCIM Data Center Infrastructure Management Monitoramento e Gestão de Data Centers Sobre a Fazion A FAZION é dedicada a desenvolver soluções para integração completa de Data Centers,

Leia mais

Reparador de Circuitos Eletrônicos

Reparador de Circuitos Eletrônicos Reparador de Circuitos Eletrônicos O Curso de Reparador de Circuitos Eletrônicos tem por objetivo o desenvolvimento de competências relativas a princípios e leis que regem o funcionamento e a reparação

Leia mais

Capítulo XI Estações de acesso remoto de engenharia

Capítulo XI Estações de acesso remoto de engenharia 56 Apoio Automação de subestações Capítulo XI Estações de acesso remoto de engenharia Equipe de engenharia da Schweitzer Engineering Laboratories (SEL) O desenvolvimento das facilidades de comunicação

Leia mais

Eficiência Energética

Eficiência Energética www.siemens.com.br/eficiencia-energetica Siemens Ltda. Av. Mutinga, 3800 05110-902 Pirituba São Paulo - SP Eficiência Energética www.siemens.com.br/eficiencia-energetica Sustentabilidade e Eficiência Energética

Leia mais

Dispositivos de Proteção de CCM

Dispositivos de Proteção de CCM 58 Dispositivos de Proteção de CCM Elaborado por Weberton Eller, Thiago Ribeiro, Gilberto Marques e Allan Souto A utilização dos centros de controle de motores (CCM) é bastante comum nas indústrias, em

Leia mais

Relé de Proteção do Motor RPM ANSI 37/49/50/77/86/94 CATÁLOGO. ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5

Relé de Proteção do Motor RPM ANSI 37/49/50/77/86/94 CATÁLOGO. ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 CATÁLOGO ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Relé de Proteção de Motores RPM foi desenvolvido para supervisionar até 2 (dois) grupos ventiladores/motores simultaneamente, é utilizado

Leia mais

MONITORAMENTO WIRELESS EM TEMPERATURA, UMIDADE, PRESSÃO & GPS

MONITORAMENTO WIRELESS EM TEMPERATURA, UMIDADE, PRESSÃO & GPS 1 AR AUTOMAÇÃO EMPRESA & SOLUÇÕES A AR Automação é uma empresa especializada no desenvolvimento de sistemas wireless (sem fios) que atualmente, negocia comercialmente seus produtos e sistemas para diferentes

Leia mais

Projeto de Monitoração e Melhoria Contínua com Six-Sigma, IoT e Big Data

Projeto de Monitoração e Melhoria Contínua com Six-Sigma, IoT e Big Data Projeto de Monitoração e Melhoria Contínua com Six-Sigma, IoT e Big Data Contexto As pressões do mercado por excelência em qualidade e baixo custo obrigam as empresas a adotarem sistemas de produção automatizados

Leia mais

SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA Versão 1.0 XXX.YY 22 a 25 de Novembro de 2009 Recife - PE GRUPO XIII GRUPO DE ESTUDO DE TRANSFORMADORES, REATORES, MATERIAIS E TECNOLOGIAS

Leia mais

Objetivos. Medição em Máquinas Rotativas. Avaliação Dielétrica Set 2012. de Equipamentos de Alta Tensão com base nas Descargas Parciais

Objetivos. Medição em Máquinas Rotativas. Avaliação Dielétrica Set 2012. de Equipamentos de Alta Tensão com base nas Descargas Parciais Centro de Pesquisas de Energia Elétrica Avaliação Dielétrica de Equipamentos de Alta Tensão com base nas Descargas Parciais Medição em Máquinas Rotativas Apresentador: Alain F. S. Levy Objetivos A medição

Leia mais

GRUPO XIII INTERFERÊNCIAS, COMPATIBILIDADE ELETROMAGNÉTICA E QUALIDADE DE ENERGIA GCQ

GRUPO XIII INTERFERÊNCIAS, COMPATIBILIDADE ELETROMAGNÉTICA E QUALIDADE DE ENERGIA GCQ SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA Versão 1.0 XXX.YY 19 a 24 Outubro de 2003 Uberlândia - Minas Gerais GRUPO XIII INTERFERÊNCIAS, COMPATIBILIDADE ELETROMAGNÉTICA E

Leia mais

LAD. Monitor de Temperatura para Transformadores Secos, Motores e Geradores. Catálogo

LAD. Monitor de Temperatura para Transformadores Secos, Motores e Geradores. Catálogo LAD Catálogo Monitor de Temperatura para Transformadores Secos, Motores e Geradores A monitoração térmica de equipamentos elétricos, tais como transformadores secos, motores, geradores e outros é essencial

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE PRODUTOS. Painéis de controle Controladores eletrônicos para grupos geradores

APRESENTAÇÃO DE PRODUTOS. Painéis de controle Controladores eletrônicos para grupos geradores APRESENTAÇÃO DE PRODUTOS Painéis de controle Controladores eletrônicos para grupos geradores APLICAÇÕES AMF Automatic Mains Failure em caso de falhas de alimentação da rede (Grupo gerador individual) ATS

Leia mais

Teoria das Descargas Parciais

Teoria das Descargas Parciais Teoria das Descargas Parciais Quando uma tensão é aplicada aos terminais de um equipamento elétrico que possui isolamento elétrico (dielétricos - ar, SF 6, óleo isolante, fenolite, resinas, vidros, etc.)

Leia mais

esip- Sistema Integrado de Processo

esip- Sistema Integrado de Processo esip- Sistema Integrado de Processo Geração Distribuição Transmissão www.ecilenergia.com.br Integração dos dispositivos da SE na rede do esip Criação de uma Base de Dados Unificada Otimização no Deslocamento

Leia mais

Capítulo IX. Exemplos de automação em sistemas de supervisão e controle de subestações e redes de distribuição. Automação de subestações

Capítulo IX. Exemplos de automação em sistemas de supervisão e controle de subestações e redes de distribuição. Automação de subestações 54 Capítulo IX Exemplos de automação em sistemas de supervisão e controle de subestações e redes de distribuição A operação do sistema elétrico de potência é extremante dependente das informações de estados,

Leia mais

Estes módulos estão disponível para: DST4602, GCXXX DST4601PX

Estes módulos estão disponível para: DST4602, GCXXX DST4601PX DITHERM, DIGRIN, DIVIT são módulos eletrônicos microprocessados que permitem expandir as entradas analógicas de vários controladores SICES para grupos geradores. Mais concretamente: O módulo DITHERM permite

Leia mais

Monitor de Nível de Óleo para Transformadores - MNO

Monitor de Nível de Óleo para Transformadores - MNO ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Monitor de Nível de Óleo para Transformadores e reatores MNO, é um equipamento microprocessado de alta precisão que indica o nível de óleo em escala

Leia mais

Controlador de Bombas modelo ABS PC 242 Monitoramento e Controle de Bombas e Estações de Bombeamento

Controlador de Bombas modelo ABS PC 242 Monitoramento e Controle de Bombas e Estações de Bombeamento Controlador de Bombas modelo ABS PC 242 Monitoramento e Controle de Bombas e Estações de Bombeamento Um Único Dispositivo para Monitoramento e Controle Há várias formas de melhorar a eficiência e a confiabilidade

Leia mais

CDE4000 MANUAL 1. INTRODUÇÃO 2. SOFTWARE DE CONFIGURAÇÃO 3. COMUNICAÇÃO

CDE4000 MANUAL 1. INTRODUÇÃO 2. SOFTWARE DE CONFIGURAÇÃO 3. COMUNICAÇÃO CDE4000 MANUAL 1. INTRODUÇÃO O controlador CDE4000 é um equipamento para controle de demanda e fator de potência. Este controle é feito em sincronismo com a medição da concessionária, através dos dados

Leia mais

SCHWEITZER ENGINEERING LABORATORIES, COMERCIAL LTDA.

SCHWEITZER ENGINEERING LABORATORIES, COMERCIAL LTDA. COMO CRIAR UM ELEMENTO DE DETECÇÃO DE ARCO VOLTAICO RÁPIDO E SELETIVO, UTILIZANDO ELEMENTOS DE SOBRECORRENTE E INTENSIDADE LUMINOSA Eduardo Zanirato / Geraldo Rocha Resumo - O guia apresenta a lógica para

Leia mais

Gerenciamento Inteligente do Sensor na Fabricação de Cerveja

Gerenciamento Inteligente do Sensor na Fabricação de Cerveja Gerenciamento Inteligente do Sensor na Fabricação de Cerveja Gerenciamento Inteligente do Sensor O Gerenciamento Inteligente do Sensor, ou simplesmente ISM, é uma tecnologia digital para sistemas analíticos

Leia mais

II JORNADAS TÉCNICAS DE OPERACIÓN Y MANTENIMIENTO DE SISTEMAS DE TRANSMISIÓN

II JORNADAS TÉCNICAS DE OPERACIÓN Y MANTENIMIENTO DE SISTEMAS DE TRANSMISIÓN SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE SOBRECARGAS EM TRANSFORMADORES DE POTÊNCIA (Projeto de P&D CTEEP) Erasmo Fontana Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista CTEEP erfontana@cteep.com.br Emanuel Vendramin

Leia mais

Copyright 2011 OSIsoft, LLC 1

Copyright 2011 OSIsoft, LLC 1 1 PI System na CEMIG Presented by André Cavallari Wantuil D. Teixeira Agenda Institucional; Implantação do PI System na CEMIG; Hidrologia e Planejamento Energético; CMDR - Centro de Monitoramento e Diagnóstico

Leia mais

Sistema Remoto de Monitoramento On- Line das Pressões de Óleo de Cabos OF (Oil Fluid) da AES ELETROPAULO

Sistema Remoto de Monitoramento On- Line das Pressões de Óleo de Cabos OF (Oil Fluid) da AES ELETROPAULO Sistema Remoto de Monitoramento On- Line das Pressões de Óleo de Cabos OF (Oil Fluid) da AES ELETROPAULO Gerência de Redes Subterrâneas Diretoria Regional II Paulo Deus de Souza Técnico do Sistema Elétrico

Leia mais

Controle de Processo Ideal: PCS 7 Library SIMOCODE pro SIRIUS. Respostas para a indústria.

Controle de Processo Ideal: PCS 7 Library SIMOCODE pro SIRIUS. Respostas para a indústria. Controle de Processo Ideal: PCS 7 Library SIMOCODE pro Respostas para a indústria. Percepção, previsão, visão ampliada: SIMOCODE pro integrado no SIMATIC PCS7 O sistema flexível de gerenciamento de motores

Leia mais

AUTOMAÇÃO E INSTRUMENTAÇÃO VIRTUAL. Sistema Integrado de Teste em Umbilicais

AUTOMAÇÃO E INSTRUMENTAÇÃO VIRTUAL. Sistema Integrado de Teste em Umbilicais BI AUTOMAÇÃO E INSTRUMENTAÇÃO VIRTUAL Sistema Integrado de Teste em Umbilicais Objetivos da Apresentação Demonstrar a Arquitetura de hardware e software da National Instruments utilizada na solução; Discutir

Leia mais

Estado de Santa Catarina Prefeitura de São Cristóvão do Sul

Estado de Santa Catarina Prefeitura de São Cristóvão do Sul 1 ANEXO VII QUADRO DE QUANTITATIVOS E ESPECIFICAÇÕES DOS ITENS Item Produto Quantidade 1 Aparelhos IP, com 2 canais Sip, visor e teclas avançadas, 2 70 portas LAN 10/100 2 Servidor com HD 500G 4 GB memória

Leia mais

Automação de Subestações

Automação de Subestações Automação de Subestações Geração Distribuição Transmissão Indústria Produtos e Serviços: Merging Units Gateway DNP -IEC 61850 Projeto, Integração, TAF, TAC Montagem de Painéis Configuração de Sistemas

Leia mais

Autores: Mauro Lucio Martins Eduardo Sarto

Autores: Mauro Lucio Martins Eduardo Sarto Aplicação da Preditiva on-line Como Ferramenta para o Aumento da Disponibilidade e Confiabilidade dos Equipamentos Rotativos em uma Empresado Ramo Petrolífero Autores: Mauro Lucio Martins Eduardo Sarto

Leia mais

Prof. Manuel A Rendón M

Prof. Manuel A Rendón M Prof. Manuel A Rendón M AGUIRRE, L. A. Enciclopédia da Automática, Volume II, Cap. 16 MORAES, C. C. Engenharia de Automação Industrial, Cap. 6 Microeletrônica equipamentos microprocessados necessidade

Leia mais

AUTOMAÇÃO DA SUBESTAÇÃO DA USINA TERMELÉTRICA DE LINHARES (ES) COM O ELIPSE POWER

AUTOMAÇÃO DA SUBESTAÇÃO DA USINA TERMELÉTRICA DE LINHARES (ES) COM O ELIPSE POWER AUTOMAÇÃO DA SUBESTAÇÃO DA USINA TERMELÉTRICA DE LINHARES (ES) COM O ELIPSE POWER Este case apresenta a aplicação da solução Elipse Power para controlar a subestação da Usina Termelétrica de Linhares,

Leia mais

Monitor de Temperatura Digital para transformadores MONITEMP PLUS

Monitor de Temperatura Digital para transformadores MONITEMP PLUS ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/6 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura MoniTemp Plus foi desenvolvido para monitorar a temperatura de óleo e enrolamento, comandar a ventilação e proteger transformadores

Leia mais

UMG 104-Mais do que um simples Multímetro UMG 104

UMG 104-Mais do que um simples Multímetro UMG 104 UMG 104 UMG 104-Mais do que um ples Multímetro O UMG 104 equipado com um DSP de 500 MHz (processador de sinal digital) é um analisador de tensão muito rápido e potente. A varredura contínua dos 8 canais

Leia mais

Soluções para controle industrial Sistema avançado de controle de traço térmico NGC-40

Soluções para controle industrial Sistema avançado de controle de traço térmico NGC-40 Soluções para controle industrial Sistema avançado de controle de traço térmico NGC-40 SOLUÇÕES PARA GERENCIAMENTO TÉRMICO WWW.THERMAL.PENTAIR.COM DIGITRACE NGC-40 O NGC-40 é um avançado sistema modular

Leia mais

SAPNET Sistema de Análise de Perturbações da CEMIG

SAPNET Sistema de Análise de Perturbações da CEMIG GPC / 02 17 a 22 de Outubro de 1999 Foz do Iguaçu Paraná - Brasil GRUPO V TEMA 2 SAPNET Sistema de Análise de Perturbações da CEMIG Gomes, N.S.(*) Andrade, S.R.C. Costa, C.A.B. Coutinho, C. E. B. CEMIG

Leia mais

ENSAIO DE ELEVAÇÃO DE TEMPERATURA DE TRANSFORMADORES EM SOBRECARGA

ENSAIO DE ELEVAÇÃO DE TEMPERATURA DE TRANSFORMADORES EM SOBRECARGA ENSAIO DE ELEVAÇÃO DE TEMPERATURA DE TRANSFORMADORES EM SOBRECARGA Operador Nacional do Sistema Elétrico Rua Júlio do Carmo, 251 Cidade Nova 20091-005 Rio de Janeiro RJ Tel (+21) 3444-9400 2014/ONS Todos

Leia mais

XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil

XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil José Monteiro Lysandro Junior Light Serviços de Eletricidade S/A jose.monteiro@light.com.br

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES PARA ENGENHEIROS E ARQUITETOS

ESPECIFICAÇÕES PARA ENGENHEIROS E ARQUITETOS Cymphany ACU2 Controlador Inteligente de Rede Cerberus Division ESPECIFICAÇÕES PARA ENGENHEIROS E ARQUITETOS Oito Leitoras de Cartões, Duas Portas de Multiconexão Lógica RS-485 com Quatro Leitoras Cada

Leia mais

Proteção contra motorização e correntes desbalanceadas, falha de disjuntor e energização inadvertida Por Geraldo Rocha e Paulo Lima*

Proteção contra motorização e correntes desbalanceadas, falha de disjuntor e energização inadvertida Por Geraldo Rocha e Paulo Lima* 30 Capítulo VI Proteção contra motorização e correntes desbalanceadas, falha de disjuntor e energização inadvertida Por Geraldo Rocha e Paulo Lima* Proteção contra motorização e correntes desbalanceadas

Leia mais

Monitoramento, Controle, Registro e Supervisão de Processos Industriais

Monitoramento, Controle, Registro e Supervisão de Processos Industriais L I N H A D E P R O D U T O S PA R A Monitoramento, Controle, Registro e Supervisão de Processos Industriais Índice Apresentação 03 Características Individuais Controlador de Processos C702 Aquisitor de

Leia mais

Monitor de Temperatura MONITEMP

Monitor de Temperatura MONITEMP ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura MoniTemp foi desenvolvido para supervisionar até 3 (três) canais de temperatura simultaneamente, ele é utilizado para proteger

Leia mais

Relé de proteção do diferencial 865

Relé de proteção do diferencial 865 Relé de proteção do diferencial 865 Para a proteção do diferencial de motores, transformadores e geradores Boletim 865, Série A Guia de especificações Sumário Página de descrição da seção 1.0 Características

Leia mais

TÍTULO: UTILIZAÇÃO DE SENSORES PARA UMA SELADORA AUTOMATICA DE TABULEIROS DE DAMAS

TÍTULO: UTILIZAÇÃO DE SENSORES PARA UMA SELADORA AUTOMATICA DE TABULEIROS DE DAMAS Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: UTILIZAÇÃO DE SENSORES PARA UMA SELADORA AUTOMATICA DE TABULEIROS DE DAMAS CATEGORIA: CONCLUÍDO

Leia mais

Nobreak. 160 e 300 kva. senoidal on-line trifásico PERFIL PROTEÇÕES

Nobreak. 160 e 300 kva. senoidal on-line trifásico PERFIL PROTEÇÕES Nobreak senoidal on-line trifásico dupla convers o 60 a 300 kva 60 kva de 80 a 120 kva 160 e 300 kva PERFIL Os nobreaks on-line de dupla conversão da linha Gran Triphases foram desenvolvidos com o que

Leia mais

Série Quasar. Quadro Geral de Baixa Tensão Quadro de Distribuição Centro de Controle de Motores Inteligente. www.altus.com.br

Série Quasar. Quadro Geral de Baixa Tensão Quadro de Distribuição Centro de Controle de Motores Inteligente. www.altus.com.br Série Quasar Quadro Geral de Baixa Tensão Quadro de Distribuição Centro de Controle de Motores Inteligente www.altus.com.br Na medida exata para seu negócio Modular: ampla variedade de configurações para

Leia mais

DMI. Dispositivo de Monitoramento Inteligente DMI TCR 88ES

DMI. Dispositivo de Monitoramento Inteligente DMI TCR 88ES DMI Dispositivo de Monitoramento Inteligente 1 DMI TCR 88ES Prezado Consumidor, A ISSO atua em diversos projetos envolvendo novas tecnologias, na área de TI, equipamentos elétricos e eletrônicos, equipamentos

Leia mais

Descrição do Produto. Dados para Compra. Série Hadron Xtorm

Descrição do Produto. Dados para Compra. Série Hadron Xtorm Descrição do Produto A automação de sistemas de energia elétrica é caracterizada pelo uso de equipamentos e dispositivos robustos, confiáveis e que apresentam alta tecnologia com a capacidade de operar

Leia mais

Monitor de Temperatura M96

Monitor de Temperatura M96 ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura M96 foi desenvolvido para supervisionar até 8 (oito) canais de temperatura simultaneamente, ele é utilizado para proteger

Leia mais

Regulador Digital de Tensão DIGUREG

Regulador Digital de Tensão DIGUREG Regulador Digital de Tensão DIGUREG Totalmente digital. Software para parametrização e diagnósticos extremamente amigável. Operação simples e confiável. Ideal para máquinas de pequena a média potência.

Leia mais

Sistema de Telemetria para Hidrômetros e Medidores Aquisição de Dados Móvel e Fixa por Radio Freqüência

Sistema de Telemetria para Hidrômetros e Medidores Aquisição de Dados Móvel e Fixa por Radio Freqüência Sistema de Telemetria para Hidrômetros e Medidores Aquisição de Dados Móvel e Fixa por Radio Freqüência O princípio de transmissão de dados de telemetria por rádio freqüência proporciona praticidade, agilidade,

Leia mais

Capítulo III. Faltas à terra no rotor e proteções de retaguarda. Proteção de geradores. Faltas à terra no rotor. Tipos de sistemas de excitação

Capítulo III. Faltas à terra no rotor e proteções de retaguarda. Proteção de geradores. Faltas à terra no rotor. Tipos de sistemas de excitação 24 Capítulo III Faltas à terra no rotor e proteções de retaguarda Por Geraldo Rocha e Paulo Lima* Faltas à terra no rotor A função primária do sistema de excitação de um gerador síncrono é regular a tensão

Leia mais

DIRETORIA DE OPERAÇÃO - DO

DIRETORIA DE OPERAÇÃO - DO ANEXO II ESPECIFICAÇÕES PARA UCD / CONCENTRADOR DE DADOS A2. Unidade Controle Digital Remota / Concentrador de Dados 2.1. Introdução Esta seção tem a finalidade de especificar tecnicamente a Unidade de

Leia mais

A EMPRESA. A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia.

A EMPRESA. A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia. A EMPRESA A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia. A experiência da Future Technology nas diversas áreas de TI disponibiliza aos mercados público

Leia mais

Electron do Brasil. Tecnologia ao seu alcance. Tecnologia Digital. www.electrondobrasil.com. Catálogo Monitemp - rev3. Qualidade Comprovada!

Electron do Brasil. Tecnologia ao seu alcance. Tecnologia Digital. www.electrondobrasil.com. Catálogo Monitemp - rev3. Qualidade Comprovada! Electron do Brasil Tecnologia Digital Qualidade Comprovada! Ensaios de Tipo Realizados Tecnologia ao seu alcance Catálogo Monitemp - rev3 Produtos Certificados! www.electrondobrasil.com O Monitor de Temperatura

Leia mais

SUBESTAÇÕES. SCMS Sistema de monitoramento de corrente de fuga

SUBESTAÇÕES. SCMS Sistema de monitoramento de corrente de fuga SUBESTAÇÕES SCMS Sistema de monitoramento de corrente de fuga SCMS / STRAY CURRENT MONITORING SYSTEM (SISTEMA DE MONITORAMENTO DE CORRENTE DE FUGA) Definição de corrente de fuga O funcionamento dos sistemas

Leia mais

Ensaio de resistência de isolamento

Ensaio de resistência de isolamento 56 Capítulo VII Ensaios de resistência de isolamento e de rigidez dielétrica Por Marcelo Paulino* A avaliação do sistema isolante consiste em uma das principais ferramentas para determinar a condição operacional

Leia mais

ONEPROD MVX. Manutenção condicional online para máquinas críticas. Brand of ACOEM

ONEPROD MVX. Manutenção condicional online para máquinas críticas. Brand of ACOEM ONEPROD MVX Manutenção condicional online para máquinas críticas Brand of ACOEM O ONEPROD MVX é um sistema de monitoramento em tempo real multicanais, criado para a confiabilidade das máquinas industriais

Leia mais

Condition Monitoring

Condition Monitoring Telemetria em Sistemas Óleo Hidráulico Envelhecimento do óleo Umidade Temperatura Nível Vida útil da bomba hidráulica Pressão e Vazão Consumo de Energia Vibração Catálogo - RP-ED-00-1215P 1 Condition Monitoring

Leia mais

O que são sistemas supervisórios?

O que são sistemas supervisórios? O que são sistemas supervisórios? Ana Paula Gonçalves da Silva, Marcelo Salvador ana-paula@elipse.com.br, marcelo@elipse.com.br RT 025.04 Criado: 10/09/2004 Atualizado: 20/12/2005 Palavras-chave: sistemas

Leia mais

CONTROLADOR CONDAR MP3000.

CONTROLADOR CONDAR MP3000. CONTROLADOR CONDAR MP3000. O equipamento CONDAR MP3000 é um Controlador Eletrônico Microprocessado desenvolvido especificamente para automação de até três Condicionadores de Ar instalados em um mesmo ambiente

Leia mais

Seminário Online DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS

Seminário Online DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS Seminário Online DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS Leonel Rodrigues Gerente de Aplicação de Produto Nexans Product Application Dept. Sep 2014 1 Dimensionamento de Condutores Elétricos Dimensionamento

Leia mais

Herramientas inteligentes para el diagnóstico de transformadores sometidos a esfuerzos electromagnéticos severos

Herramientas inteligentes para el diagnóstico de transformadores sometidos a esfuerzos electromagnéticos severos Herramientas inteligentes para el diagnóstico de transformadores sometidos a esfuerzos electromagnéticos severos Nombre Carlos Guilherme Gonzales Correo cgonzale@cteep.com.br Empresa www.cteep.com.br Cargo

Leia mais

DIRETORIA DE OPERAÇÃO - DO

DIRETORIA DE OPERAÇÃO - DO ANEXO VI ESPECIFICAÇÃO DISPOSITIVOS ELETRÔNICOS INTELIGENTES A6. Dispositivos Eletrônicos Inteligentes IED s (Relés Microprocessados) A6.1 Introdução Esta especificação técnica tem como objetivo estabelecer

Leia mais

MONITORAÇÃO E DIAGNÓSTICO ON-LINE DE TRANSFORMADOR DE POTÊNCIA COM ÓLEO VEGETAL

MONITORAÇÃO E DIAGNÓSTICO ON-LINE DE TRANSFORMADOR DE POTÊNCIA COM ÓLEO VEGETAL V WORKSPOT- INTERNATINAL WORKSHOP ON POWER TRANSFORMERS BELÉM, PA 15 A 18 DE ABRIL DE 2008 MONITORAÇÃO E DIAGNÓSTICO ON-LINE DE TRANSFORMADOR DE POTÊNCIA COM ÓLEO VEGETAL Marcos E. G. Alves* Treetech Sistemas

Leia mais

Cigré/Brasil. CE B5 Proteção e Automação. Seminário Interno de Preparação para a Bienal de 2008

Cigré/Brasil. CE B5 Proteção e Automação. Seminário Interno de Preparação para a Bienal de 2008 Cigré/Brasil CE B5 Proteção e Automação Seminário Interno de Preparação para a Bienal de 2008 Rio de Janeiro, 26-27 de junho de 2008 Dados do Artigo Número B5-106 Título Autoria Processo de comunicação

Leia mais

COMISSÃO DE INTEGRAÇÃO ENERGÉTICA REGIONAL IV CIERTEC SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE AUTOMAÇÃO DE REDES DE

COMISSÃO DE INTEGRAÇÃO ENERGÉTICA REGIONAL IV CIERTEC SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE AUTOMAÇÃO DE REDES DE COMISSÃO DE INTEGRAÇÃO ENERGÉTICA REGIONAL IV CIERTEC SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE AUTOMAÇÃO DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA E CENTROS DE CONTROLE Área de Distribuição e Comercialização Identificação

Leia mais

EXPERIÊNCIA COM SISTEMA DE MONITORAMENTO PREDITIVO DE TRANSFORMADORES DE ALTA TENSÃO EM PLANTAS DA BRASKEM

EXPERIÊNCIA COM SISTEMA DE MONITORAMENTO PREDITIVO DE TRANSFORMADORES DE ALTA TENSÃO EM PLANTAS DA BRASKEM EXPERIÊNCIA COM SISTEMA DE MONITORAMENTO PREDITIVO DE TRANSFORMADORES DE ALTA TENSÃO EM PLANTAS DA BRASKEM José Rafael dos Santos (2) 2 Silas Sampietri Costa (3) 3 Gilberto Amorim Moura (4) 4 Daniel Pedrosa

Leia mais

Introdução. Arquitetura de Rede de Computadores. Prof. Pedro Neto

Introdução. Arquitetura de Rede de Computadores. Prof. Pedro Neto Introdução Arquitetura de Rede de Prof. Pedro Neto Aracaju Sergipe - 2011 Ementa da Disciplina 1. Introdução i. Conceitos e Definições ii. Tipos de Rede a. Peer To Peer b. Client/Server iii. Topologias

Leia mais

Semana de Atividades Científicas 2012 Associação Educacional Dom Bosco Faculdade de Engenharia de Resende Engenharia Elétrica Eletrônica

Semana de Atividades Científicas 2012 Associação Educacional Dom Bosco Faculdade de Engenharia de Resende Engenharia Elétrica Eletrônica Semana de Atividades Científicas 2012 Associação Educacional Dom Bosco Faculdade de Engenharia de Resende Engenharia Elétrica Eletrônica UTILIZAÇÃO DA ANÁLISE DE GASES DISSOLVIDOS EM ÓLEO MINERAL ISOLANTE

Leia mais

ACS2000 Sistema de contagem de eixos universal

ACS2000 Sistema de contagem de eixos universal ACS2000 Sistema de contagem de eixos universal PT ACS2000 Sistema de contagem de eixos universal Amigável ao cliente e comprovado Com a implementação do ACS2000 há alguns anos, foram estabelecidos novos

Leia mais

CLIMATIZAÇÃO. Relação de Entradas e Saídas

CLIMATIZAÇÃO. Relação de Entradas e Saídas CLIMATIZAÇÃO O exemplo apresentado aqui controla um sistema que envolve bombas, torres, chillers e fan-coils para climatização ambiente para conforto térmico. Pode-se montar controles para sistemas dos

Leia mais