VISÃO GERAL DO PRODUTO. ETAP é o programa de. análise mais abrangente. para projeto, simulação, e. automação em sistemas de potência

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "VISÃO GERAL DO PRODUTO. ETAP é o programa de. análise mais abrangente. para projeto, simulação, e. automação em sistemas de potência"

Transcrição

1 ETAP é o programa de análise mais abrangente para projeto, simulação, e automação em sistemas de potência na geração, distribuição, e industriais. ETAP foi desenvolvido sob um programa de garantia da qualidade bem estabelecido, e é usado em todo o mundo como um programa de alto impacto. ETAP é disponível em quatro idiomas, e dipõe de relatórios em seis idiomas. Inteiramente integrado em uma só solução empresarial, ETAP é parte do Sistema Inteigente de Gerenciamento de Potência em Tempo Real para monitorar, controlar, simular, e otimizar a operação de sistemas de potência. VISÃO GERAL DO PRODUTO

2 Modular Arco Voltaico Análise de Rede Curto-Circuito - ANSI / IEEE Normas ANSI / IEEE C37 Normas IEEE 141 & 399 Norma UL 489 Integrado com a coordenação de dispositivos de proteção Avaliação automática de dispositivos para sistemas trifásicos,monofásicos & paineis Avaliação de disjuntor de gerador Deslocamento de fase de transformador Cálculo de curto circuito nos terminais da carga Curto circuito - IEC Normas IEC 60909, 60282, 60781, & IEC Norma Transient fault analysis Integrado com coordenação de dispositivos de proteção Avaliação automática de dispositivos para sistemas trifásicos, monofásicos & paineis Fator C de tensão definido pelo usuário Cálculo de curto circuito nos terminais da carga Fluxo de Carga Fluxo de potência Demanda de carga Queda de tensão Correção de fator de potência Avaliação automática de dispositivos Correção automática de temperatura Ações reguladoras de LTC para transformador de 2 e 3 enrolamentos Perdas de potência real e reativa Inúmeros alertas de violação Analisador de Múltiplos relatórios Execução automática do fluxo de carga baseado em mudanças no sistema Aceleração de Motores Aceleração dinâmica de motores Flicker de tensão Modelos dinâmicos para motor e carga Partida estática de motores Partida multisequencial de motores Dispositivos de partida convencional & por softstarters Dispositivos de partida suave (Soft Starter) Controle de frequëncia do VFD para partida de motores Transição de carga & geração Simulação de Válvulas Motorizadas (MOV) Inúmeros alarmes & advertências ArcyVoltaico Normas IEEE & 2004 Normas NFPA 70E 2000, 2004, & 2009 Norma CSA Z Norma ASTM D a OSHA 29 CFR 1910 Standard Norma NEC Norma NESC Cálculos incorporados de curto circuito Coordenação da proteção incorporada Cubículo ou ao ar livre Geração de relatórios & Etiquetas Chave para o modo Manutenção Ações de Relés (49, 50, 51, 67, 79, 87) Faltas nos terminais das cargas Sistemas de painéis monofásicos Analisador de Múltiplos relatórios Permissão de trabalho & Folha de Dados Arco Voltaico CC Método de potência máxima Método de Stokes & Opperlander Método Paukert Determinação de energia incidente Avaliação da fronteira de proteção contra arco voltaico Cria etiquetas para arco voltaico CC Relatórios de arco voltaico em CC a partir do Analisador de Resultados Dispositivos de Proteção Coordenação e Seletividade Coordenação CA & CC Ajuste gráfico das configurações dos dispositivos Extensa biblioteca (verificada e validada) de dispositivos Análise de curto circuito incorporada Análise de aceleração de motores incorporada Integrado com diagrama unifilar Curvas tempo corrente com eixos múltiplos Inúmeras opções de plotagem Visualização com lente de aumento ajustável Calculador de diferença de tempo Relés multi-funcionais/nível Relatórios de configuração de dispositivos Detecção automática de zonas de proteção Visualizador de zona de proteção & coordenação Sequência de Operação Visualização gráfica operação de dispositivos Falha de dispositivo & operação de backup Visualizador de sequência Curvas normalizadas (deslocadas) Somatório de corrente Ações de relés (27, 49, 50, 51, 51V, 59, 67, 79, 87) Interface de Conjunto de Teste de Relés Interface com bancos de dados de teste & manutenção Exportação de dados de curto-circuito & configurações de relés de proteção Plotagens de respostas de dispositivos em regime permanente Comparação de respostas de relés com dados OEM Exibição da resposta transitória de relés Análise de disparos falsos e de má operação de relés Exportação para o formato COMTRADE Sistemas de Painel Painel ANSI & IEC Análise e projeto de painel inteligente Painéis trifásicos (3 fios e 4 fios) Painéis monofásicos (2 fios e 3 fios) Painéis monofásicos (A, B, C, AB, BC, CA e 3 fios) Normas ANSI e IEC Fatores de carga NEC Fluxo de carga com exibições de gráficos por fase Avaliação e alertas automáticos de comportamento de dispositivos Atualização automática de painéis a montante Exportação de esquemas de painéis para o Microsoft Excel Painel com alimentadores e cargas internos e externos Modelo Dinâmico Definido pelo Usuário Construtor de modelo totalmente gráfico Bibliotecas de modelos pré-fabricados Integrado com modelos de estabilidade transitória Grande variedade de diagrama de blocos para a construção de modelos Importação de modelos Simulink Vários métodos de teste de modelos Compilação em tempo real & vinculação de modelos Construtor gráfico completo Compila & testa diretamente a partir do construtor UDM

3 Intuitivo Dinâmica & Transitórios Estabilidade de Transitório Modelos completos de máquinas síncronas e de indução Inúmeros modelos de sistemas de excitação Inúmeros modelo de governador de turbina Modelos de Estabilizador de Sistema de Potência (PSS) Turbinas à gás GE, Westinghouse & Solar Modelos Dinâmicos Definidos pelo Usuário (UDM) Número ilimitado de sequências & ações Distúrbios típicos & comuns de operação Ações automáticas baseadas nas configurações dos elés Simulações de curta & longa duração Tempo de simulação total variável & passo de simulação Ações de falta trifásicas & de fase-terra Ação automática de verificação da sincronização Fluxo de carga inicial Newton-Raphson incorporado Modelo dinâmico VFD Modelos dinâmicos de cargas agrupadas definidas pelo usuário Modelagem de operação UPS em paralelo Modelagem de fontes Painel PV Modelagem de Inversor fonte Energias Renováveis Gerador Eólico Modelagem ilimitada de geradores eólicos Modelagem detalhada da dinâmica, aerodinâmica e dos coeficientes de potência de turbinas DFIG com controlador de passo & conversor Simulação dos distúrbios de vento como rampa & rajada Distúrbios individuais ou regionais Modelos de turbina eólica WECC Painel Fotovoltaico Coeficientes de desempenho ajustáveis Modelagem de Parque Solar Irradiação solar baseada na localidade & clima Análise de sistema CA & CC Modelagem de inversor dinâmico & modos de operação Rastreamento do Pico de Máxima Potência (MPPT) Extensa biblioteca de modelos de fabricantes Curvas P-V & I-V Sistemas de cabos Análise térmica em cabos enterrados Transformador Dimensionamento de MVA Dimensionamento baseado na carga atual instalada ou deoperação Tipos, classes e potências conforme normas ANSI e IEC Consideração da temperatura ambiente, altitude, crescimento da carga e fatores de carga Dimensionamento MVA baseado em estágio de esfriamento Otimização de Tap Norma ANSI/IEEE C Otimização da relação de espiras do transformador Consideração da variação de tensão no sistema Consideração da carga auxiliar da estação geradora Plotagens da capacidade reativa x tensão do gerador Ampacidade& Dimensionamento de cabos Norma IEEE 399 National Electrical Code NFPA 70 Norma ICEA P-54 Normas IEC , Norma Inglesa BS 7671 Dimensionamento baseado na ampacidade, queda de tensão, curto circuito, harmônicos & proteção contra sobrecargas Corrente máxima ou média de operação Seleção de condutor terra baseada no NEC Biblioteca de cabos com condutor neutro, de terra e de proteção de terra(pe) Adição de condutores auxiliares neutro & PE Bitolas ótimas & alternativas Modelos de Formulário: BS & definidos pelo usuário Relatórios em Cristal Reports & Excel Dimensionamento de Condutor de Proteção de Terra (PE) Norma IEC Norma BS 7671 Dimensionamento & requisitos térmicos de PE Corrente de falta & tempo de extinção definidos pelo usuário Relatórios em Crystal Reports & Excel Considera corrente de fuga Partida de Gerador Partida de gerador a frio Carga prévia de geradores para velocidade síncrona Modelos de máquinas dependentes de frequência Modelos de rede dependentes de frequência Uma expansão do módulo de Estabilidade Transitória Utilização de modelos dinâmicos definidos pelo usuário Dimensionamento de Cabos Método Neher-McGrath Norma IEC Temperatura em regime permanente Otimização da ampacidade Dimensionamento automático de cabos Temperatura em regime transitório Ferramentas para alinhamento e espaçamento baseados em regras inteligentes Distribuição & espaçamento automático de eletrodutos Arranjo uniforme & não uniforme de eletrodutos Regras de espaçamento baseadas na NEC, IEEE, ou personalizadas Assistente para criação de banco de dutos Proteção Contra Choque Elétrico Norma IEC Norma BS 7671 Norma EN Tipos de aterramento TN-C, TN-S, TN-C-S, TT, & IT Requisitos contra choques elétricos Cálculo da corrente & impedância de loop Cálculo & Avaliação de tensão de toque Considera resistência para terra Proteção GFCI / RCCB Relatórios em Cristal Reports & Excel Puxamento de cabos Integrado com os cabos do diagrama unifilar Integrado com os dutos de cabos Subterrâneos Puxamento múltiplos cabos Geometria de puxamento completamente flexível Integração completa com biblioteca de cabos do ETAP Exibição da geometria do caminhamento do puxamento em 3-D Estimativa de Parâmetros Circuitos equivalentes de máquinas de indução, baseados em dados do fabricante prontamete disponíveis Modelos de gaiola simples Efeitos das barras profundas do rotor

4 Integrado Sistemas CC Fluxo de Carga Norma IEEE 946 Sistemas integrados CA e CC Método Newton-Raphson incorporado Queda de tensão Perdas de potência Auto-ativação de bateria Limite de corrente de carregador/ups Modo de comutação automática Carregador/ UPS Modelagem de conversor CC Comutação automática de modelos de motor Curto-Circuito Norma IEEE 946 Sistemas CA e CC integrados Correntes totais de falta & de contribuição nas barras ou ramais Tempo de aumento de corrente de falta Modelagem de bateria pelas normas ANSI/IEC Modelagem de carregador pelas normas ANSI/ IEC Descarga e Dimensionamento de Baterias Normas IEEE 308, 485 e 946 CA, CC e Diagramas de Sistema de Controle integrados Simulação de descarga de baterias Dimensionamento de baterias Descarga via fluxo de carga CC ou somatório de ciclos de trabalho Queda de tensão e consideração de perdas Modelos de sistema de controle & potência Class 1E DC Simulação de sistema de controle com tensão de descarga de baterias Fator de diversidade de ciclo de trabalho Tipo de modelo de carga por características de operação Ciclo de trabalho da bateria calculado a partir de cargas individuais Opções de período de 1 minuto para bateria & ciclos de trabalho Opções múltiplas de seleção para interpolação das curvas características selecionadas pelo usuário Múltiplos fatores de correção & de diversidade Relatório de dimensionamento de bateria no formato da Norma IEEE 485 Plotagem da capacidade, tensão e corrente de bateria Plotagem da tensão na barra & da carga & fluxo no ramal Biblioteca detalhada de bateriasy Qualidade de Potëncia Fluxo de Carga Harmônico Norma IEEE 519 Avaliação automática de distorção (THD e IHD) Fatores de influência de telefone (TIF e I*T) Calcula & reporta I*TB Equilibrado) & I*TR (Residual) Modelagem harmönica de VFD # Método Gauss-Siedel Acelerado # Modelagem de Painel PV para ordens de harmônicos Alertas automáticos de violações Biblioteca de fontes de harmônicos Método Newton-Raphson Método Gauss-Siedel Acelerado Rastreamento de Frequência Faixa de frequência definida pelo usuário Identifica as condições de ressonância Plotagens personalizáveis pelo usuário Filtros de Harmônicos Projeto e dimensionamento de filtros Filtros de sintonia simples, passa alta e passa banda Alerta automático de sobrecarga de filtro Modelagem inter-harmônica de filtros Sistemas de Controle Diagrama de Sistemas de Controle CC Simulação de sequência de operação Cálculo de tensão de pickup e desarme Alertas automáticos Modos de burden e magnetização Contatos controlados Integrado com cálculo de descarga de baterias. Integrado com diagrama unifilar Máquina acionadora com sequëncia automática & passo-a-passo de operação de relés de controle, ações de chaveamento, etc. Intercâmbio de Dados DataX Importação e exportação de dados Sincronização de dados Geração automática de diagramas unifilares Verificação inteligente de erro Mapeamento personalizável de dados Intercâmbio de dados em tempo real Formato IEEE / Dados RAW TICKET de carga para máquinas de indução Interface com o Microsoft Access & Excel Intercambio de dados bi-direcional com Excel (Formatos Abertos & Fixos) Mapeamento de planilhas Access e Excel para elementos ETAP Sincronização de dados para projetos ETAP Realização de verificações de consistência durante o intercâmbio de dados Substituições de informações faltantes com os dados default e bibliotecas ETAP Mesclagem de Projetos Gerenciamento multi-usuário de mesclagem de projetos Desenvolvimento em paralelo de projetos ETAP Contém instantâneos de projetos relacionados & ramais Mesclagem de dados Base/Revisão Interface com o SmartPlant Electrical Intercâmbio bi-direcional de dados Atributos de mapa do SPEL com elementos ETAP Mapeamento de banco de dados via interface gráfica com o usuário Interface com o e-dpp Mapeamento de atributos dos elementos e-dpp para o ETAP Sincronização de dados e-dpp para projetos ETAP Mapeamento de banco de dados via interface gráfica com o usuário Interface com o CAD Exportação de diagramas unifilares no formaro DXF Importação de planos de malhas de aterramento a partir do AutoCAD

5 Abrangente Sistemas de Distribuição Fluxo de Carga Desequilibrado Fluxo de potência desequilibrado Modelagem monofásica e trifásica desequilibrada Modelagem de carga desequilibrada e não-linear Modelagem de transformador Delta-Aberto Modelagem de transformador com Tap Central Modelagem três transformadores monofásicos Subsistemas isolados com modelagem da fonte de tensão controlada Modelagem de fonte & sistema monofásico isolado Potência, tensão & corrente de fase & de sequência Fatores de tensão e corrente desequilibrados Acoplamento com linha de transmissão Avaliação automática de dispositivos Relatório de tensão & potência em multi-unidades Sistema de Informação Geográfica (GIS) Linha de Transmissão Constantes de Linha Mapa GIS Visualização de mapas GIS no ETAP Exibição dos resultados de análise nos mapas GIS Sincronização de dados GIS para projetos ETAP Utilização de interface gráfica com o usuário mapeamento de dados Modificação de controles e ações aceitação rejeição Verificação da consistência para sincronização de dados Utilização de ferramentas de mapeamento GIS Manuseio GIS e sistemas monofásicos Fluxo Otimizado de Potência Solução de vários objetivos simultaneamente Método do ponto interior com funções de barreira Minimização das perdas de potência Otimização da potência ativa Otimização da potência reativa Despacho otimizado Localização Otimizada de Capacitor Localização e dimensionamento de bancos otimizados Minimização de custos de instalação e operação Custo de energia individual ou médio da fonte Objetivos de tensão e/ou fator de potência Carregamentos mínimos, máximos e médios Capacidade de fluxo no ramal e redução de custos Verificação do impacto de capacitores no sistema Método de controle de capacitores Restrições flexíveis Avaliação da Confiabilidade Confiabilidade do sistema Índices orientados pelo cliente Índices de energia (custo) Análise de sensibilidade Contingência simples e dupla Distribuição Monofásica Normas ANSI & IEC Fluxo de carga com exibições de gráficos por fase Queda de tensão e perdas de potência Fatores de desequilibro de tensão e corrente Avaliação automática do desempenho dos dispositivos & alertas Bibliotecas de condutores e fios de terra Configurações incorporadas: horizontal, vertical, etc. Configurações gerais: coordenadas X, Y e Z Acoplamento mútuo de linhas múltiplas Matriz de impedâncias de fase & sequência Linhas transpostas e não transpostas Modelos de linha curta e longa Modelos múltiplos de camadas de solo Impedâncias calculadas ou definidas pelo usuário Ampacidade de Linha Ampacidade x temperatura do condutor Norma IEEE Determinação da temperatura máxima de operação para diversas condições de carregamento Cálculo da ampacidade corrigida baseada no limite de temperatura Consideração do clima, aquecimento solar e localização geográfica Flecha & Tensão Flecha/tensão x temperatura Vãos múltiplos entre de fim linha Vãos em desnível e com comprimentos desiguais Solução para vãos de comprimentos desiguais em planos horizontais diferentes Inclusão dos efeitos de vento, temperatura e fator k Sistemas de Malha de Aterramento Método dos Elementos Finitos Plotagens em 3-D para tensão de passo, toque & absoluta Configurações irregulares em 3-D Visualizações de interface gráfica em 3-D Hastes e condutores em qualquer direção Exibição gráfica dos limites (Veja interface DataX - CAD) Conexão com Linhas de Transmissão de AT-CC Modelagem detalhada de retificadores e conversores Sistemas compostos de CA/CC e CC/CA Esquemas de controle incorporados Modelos de transformador inclusos Cálculo automático dos espéctros de harmônicos Modelo integrado de fácil utilização Normas IEEE 80 & 665 Otimização de condutores e hastes Visualizações de interface gráfica em 3-D Garantia da Qualidade ETAP A garantia de qualidade ETAP é especificamente dedicada a atingir aos requisitos de ISO 9001: CFR 50 Appendix B 10 CFR 21 ANSI/ASME N45.2 ASME NQA-1 ANSI / IEEE CAN / CSA-Q ANSI N45.22 ETAP é Verificado e Validado (V&V) contra resutados de campo, medidas em sistema real, programas estabelecidos, e cálculos manuais, para assegurar sua precisão técnica. Cada versão do ETAP é submetida a um processo completo V&V usando milhares de casos de teste para cadae todo módulo de cálculo e dados de biblioteca. Certificate Registration # QM08 ETAP is a high impact software qualified for use within nuclear, military and mission critical facilities and operations.

6 Pacote Básico O Pacote Base ETAP é um conjunto de ferramentas essenciais, módulos de análise incorporados e bibliotecas de engenharia que permitem que você crie, configure, personalize e gerencie seu modelo de sistema. As ferramentas básicas permitem que você construa facilmente diagramas unifilares de redes em CA e CC trifásicas e monofásicas com números ilimitados de barras e de elementos incluindo componentes detalhados de instrumentação e de aterramento. Bibliotecas de engenharia provêm dados completos verificados e validados, baseados em dados publicados por fabricantes de equipamentos Módulos de Análise Incorporados Ampacidade de Cabos Dimensionamento de Cabos Dimensionamento de Transformadores Constantes de Linha de Transmissão Diagrama Unifilar Gráficos inteligentes embutidos Aninhamanto de redes Sistemas monofásicos, trifásicos e CC integrados Sistemas CA, CC e de aterramento integrados Múltiplas conexões de geradores e grades Exibição dos resultados nos diagramas unifilares Tipos, estilos e cores de fonte personalizáveis Exibição personalizável de classificações e resultados Exibição gráfica de aterramento de equipamentos Exibição gráfica de dispositivos subdimensionados & alertas Ocultação e exibição de dispositivos de proteção e de sistemas de aterramento Gerenciador de temas com cores de controle de status e kv Modelos unifilares Propagação das tensões nominais Propagação de conexões de fase Exibição automática de elementos energizados e desenergizados usando verificação dinâmica de continuidade Editor de caixa de texto com vínculo dinâmico com as propriedades Integração de controle de objeto OLE & ActiveX Caixa de texto inteligente & e hyperlink de bookmarks Relatórios de saída personalizáveis usando Crystal Reports Impressão em batelada com visualização dependente da configuração da impressora Plotagem amigável ao usuário Busca de elementos com base em palavra chave Gabarito de Diagramas Unifilares Cria & utiliza um número ilimitado de gabaritos de diagramas unifilares Compartilha gabaritos criados por outros engenheiros ETAP Usa ID default do projeto ou do gabarito Usa propriedades a partir do projeto default ou dos gabaritos Previsão instantânea do modelo Elementos do Sistema Elementos de CA (monofásico e trifásico) e CC ilimitados 1 fase (2 & 3 F), 2 fases (2 & 3 F), 3 fases(3 & 4 F) Número de Barras ilimitado: dependente da licença adquirida Visualizações aninhadas (redes compostas e CCM) Grades de potência Geradores síncronos e de indução Painel fotovoltaico Gerador Eólico MOV (válvulas motorizadas), motores síncronos & de indução Excitatrizes, governadores e estabilizadores Cargas agrupadas dependentes de tensão e frequência Cabos, linhas, reatores e ramais de impedância Transformadores de 2 e 3 enrolamentos com reguladores de tensão Transformador Delta-Aberto Conectores remotos Filtros de harmônicas e compensadores estáticos de Var Transformadores de instrumentos Dispositivos de proteção e de medição Chaves simples ou de reversão Chave de aterramento Duto de barramento Baterias, motores, cargas e ramais CC Carregadores Inversores UPS Conversores CC Drive Variável de Frequência (DVF) Elementos ANSI, IEC e definidos pelo usuário Gerenciador de Configuração Tabulação & controle de diferentes configurações de status Comparação de status das fontes, cargas e de dispositivos de comutação Sinais de alerta para dados modificados com o marcação do verificador Copia, mesclagem, exportação, importação e impressão Gerenciador de Dados Visualizar / editar Dados Base & Revisões Visualizar propriedades de equipamentos em campos individuais Visualizar Estado & Serviço Visualizar valores absolutos ou diferenças Mostrar & Filtrar dados de estudos Gerenciamento de dados gráficos e mesclagem por equipamento individual Gerenciador de Temas Exibe código de cores baseado em: - Norma - Nível de tensão - Área - Aterramento (Solido, Baixo-Z, Alto-Z, Não aterrado) - Aterramento sistema (TT, TN, IT, NEC) - Aterramento por chave de terra Exibe as barras com falta por símbolo ou cores Banco de Dados Multi-Dimensional Banco de dados ortogonal multi-dimensional Visualizações gráficas ilimitadas e independentes Configurações ilimitadas de status Revisões ilimitadas de propriedades Condições múltiplas de carga e geração Bloquear & desbloquear propriedades dos elementos 10 estados para rastrear condições de equipamentos Conectividade local com servidor SQL Dados de operação em Tempo Real Soluções de estudo ilimitadas ODBC Microsoft Access, SQL Server, & Oracle Dumpster (depósito) com células ilimitadas para: copia & Colagem Segurança de acesso do usuário com senha de proteção Editado-por e Verificado-por com carimbo de data Mesclagem de arquivos de projeto via área de transferência Colaborar em projetos ETAP usando Project Merge (Mesclagem de Projetos)

7 Pacote Básico O Pacote Base inclui um diagrama unifilar inteligente, editores de elementos, gerenciador de configurações, gerenciador de relatórios, assistentes de projeto e estudo, banco de dados multi-dimensional, gerenciador de temas, intercâmbiode dados e gerenciamento do acesso de usuários. Os módulos de análise incorporados, tais como Ampacidade de Cabos, Dimensionamentode Cabos e Constantes de Linha de Transmissão fornecem capabilidades integradas assim como individuais para projetar, analisar e dimensionar equipamentos. As bibliotecas de engenharia fornecem dados totalmente verificados e validados com baser nos dados publicados pelos fabricantes. Assistentes de Gerenciamento de Projeto Gerenciamento de estudos com cenários e macros Gravação de cenários baseado em configurações de estudo Execução de cenário controlado por macro Simulação de Rede Número ilimitado de barras & elementos (dependente de licença) Sistemas em anel e radiais Verificação automática de erro Interface do usuário com todos os módulos de análise de rede Preferência ETAP de propriedades personalizáveis Gerenciamento multi-nível de acesso de usuário Calculadores incorporados Conversão de MVA, MW, Mvar, kv, Amp, & PF Dados da placa e parâmetros dinâmicos do motor Dados de placa do gerador Grade de potência e impedâncias do curto circuito Inércia de motor e gerador Comparador de Relatório de Saída Ferramenta incorporada para comparação de relatórios de saída Comparação de centenas de relatórios de estudo com apenas uma ação Verificação de resultados de estudo com relatórios de referência Intercâmbio de Dados Exportação para WMF / EMF / DXF / PD Importação de arquivos RAW / IEEE / CSV Exportação de unifilar em formato DXF Importação de plantas de aterramento a partir do AutoCAD Tickets de Carga para máquinas de indução Bibliotecas Extensa biblioteca de dispositivos ANSI e IEC Dados de biblioteca Verificados e Validados (V&V) Dados V&V bloqueados Capabilidades de inclusão, copia, mesclagem & exclusão Bibliotecas controladas e definidas pelo usuário Controle e segurança de acesso de usuários Editado-por e Verificado-por com carimbo de data Mesclagem de bibliotecas controladas pelo usuário Gerenciador de Relatórios Relatórios de saída e plotagens personalizáveis Relatórios de entrada, resultados, alertas e resumo Relatórios via visualizador pelo Crystal Reports Relatórios em PDF, Microsoft Word, Access e Excel Capabilidade de procura por texto & ID de elemento Relatórios em múltiplos idiomas Suporte Multi Idiomas Interface & Arquivos de Ajuda em quatro idiomas Reletórios de Saídsa em seis idiomas Chinês Inglês Japonês Russo Espanhol Português Alemão Versões locais Relatórios de Saída em todas versões Baixar Demo livre em etap.com Cabo Proteção Contra Fogo em Cabos Anteparo de Proteção Contra-Fogo (Fire Stop) para cabos Manta de Proteção Contra Fogo em Cabos Linha de Transmissão Condutor Terra de Linha Dados de Placa de Motor CIRC de Modelo de Motor Curva Característica de Modelo do Motor Modelo de Carga do Motor Gerador Eólico Painel Fotovoltaico Painel Solar Fusível Religador Hidraulico Controlador Eletrônico de Religador Disjuntor de AT Disjuntor de BT Disparo de Estado Sólido Térmomagnético Eletromagnético Protetor de Circuito de Motor Dispositivo Térmico de Sobrecarga Harmônico Custo de Interrupção Confiabilidade Bateria Contato de Controle Relé de Controle Solenóide de Cotrole GFI / RCD Bibliotecas

8 ETAP Real-Time Monitoramento & Simulação Preditiva Monitoramento Avançado Construtor & Processador de Topologia de Rede Interface gráfica inteligente com o usuário Estimador de estado e distribuidor de carga Monitoração do processo e performance Gerenciamento de alarme & notificação Gerenciamento de reserva de geração Monitoramento & controle de disjuntores multi-estados Aplicação THIN CLIENT para monitoramento e controle Interface personalizável & tecnologia baseadas na Web Biblioteca de modelos de Interface Máquina Humana (HMI) HMI personalizável baseado na Web Tarifação de Energia Construtor de tarifa de energia Relatórios personalizáveis Rastreador de custo de energia em tempo real Resumo de custo e consumo Simulação em Tempo Real Simulação da operação de disjuntores Identificação de problemas potenciais de operação Simulação da partida de motores e variação de cargas Predição do tempo de operação de dispositivos de proteção Predição das respostas do sistema baseado nas ações do operador Realização de cenários de operação do tipo "O que ocorreria se..." Simulação de dados em tempo real e arquivados Assistência e treinamento de operadores Reprodução de Eventos Reprodução de dados históricos arquivados Investigação de causa e efeito Exploração de ações alternativas Sistema de Gerenciamento de Energia Controle Automático de Geração Controle multi-área Controle de frequência de carga Compartilhamento de MW e MVAr Norma NERC de desempenho Despacho Econômico Minimização de custos de combustível Otimização de custos de energia Solução rápida Algorítmos robustos Controle Suoervisório Otimização de Sistema Sistema de controle supervisório e consultivo Fluxo de potência otimizado Editor lógico programável Programação de Intercâmbio Analisador de Tarifa Construtor de estrutura de tarifa Agendamento de negociação Contrato de negociação Relatórios de transações Relatório de programação de custos de combustivel Gerenciamento da reserva Análise da reserva de operação Monitoramento da capacidade reserva Notificação de reserva inadequada Predição da reserva de operação Subestação Inteligente Preservação de cargas Automação de Subestação Automação flexível Editor lógico programável Controle em-linha Controle remoto - comandos para habilitar/desabilitar Inibição do controle com base nas restrições operacionais do sistema Gerenciamento de Chaveamento Gerenciamento da sequência de chaveamento Procedimento de segurança Avaliador do intertravamento lógico Validação do plano de chaveamento Inibição do controle com base nas restrições operacionais do sistema Chave terra de segurança Intertravamento de prechaveamento & pos-chaveamento Lógica forçada de intertavamento no modo de simulação Operação integrada com o sistema de gerenciamento de chaveamento Controle supervisório para operação de chaveamento em tempo-real Gerenciamento de cargas Resposta em regime permanente e transitório Preservação ótima de carga Tempo de resposta rápido Operação confiável Descarte mínimo de cargas Análise de contigências proativa Controle do ilhamento do sistema Controle VFD para redução de carga Restabelecimento de cargas Inibição de reinício Sequenciador lógico de cargas Prioridade na restauração de cargas Validação do descarte de cargas Geração automática de estudo de casos transitórios Confirmação das ações de descarte de cargas Simulação das recomentações do ILS Estabilidade integrada da base de conhecimento Gerenciamento pelo lado da demanda Deslocamento de carga no tempo de uso Gerenciamento inteligente de cargas Armazenamento & Recuperação de Informação Arquivamento de dados baseado em servidor SQL Rastreamento de dados de energia, potência & não elétricos Manuseio & gerenciamento automático de dados Exportar para MS Excel Relatórios personalizados Real-Time Solutions - Power Management System - Energy Management System - Generation Management System - Distribution Mangement System - Intelligent Load Shedding Previsão de Carga Previsão adaptativa de carga nas barras Tendências em tempo real Biblioteca de perfil de carga Arquivamento de previsão de cenários Descarte inteligente de Carga - Smart Grid & Microgrid Solutions (800) 477-ETAP (949) B8-PO-PT ETAP / Operation Technology, Inc. All rights reserved. Certain names and/or logos used in this document may constitute trademarks, service marks, or trade names of Operation Technology, Inc. Other brand and product names are trademarks of their respective holders.

(800) 477-ETAP (949) 900-1000

(800) 477-ETAP (949) 900-1000 ETAP é o programa de análise mais abrangente para projeto, simulação, operação, e automação em sistemas de potência na geração, distribuição, e industriais. O ETAP foi desenvolvido sob um programa de garantia

Leia mais

Introdução: O que é uma Subestação? Definição NBR 5460 / 1992

Introdução: O que é uma Subestação? Definição NBR 5460 / 1992 Subestações Introdução: O que é uma Subestação? Definição NBR 5460 / 1992 Parte de um sistema de potência, concentrada em um dado local, compreendendo primordialmente as extremidades de linhas de transmissão

Leia mais

Action₀EMS Power System Simulator

Action₀EMS Power System Simulator SCLN 212, Bloco D, Sala 101 Brasília DF CEP: 70.865-540 fone: +55 61 3340-8486 contato@spinengenharia.com.br www.spinengenharia.com.br Action₀EMS Power System Simulator Descrição Funcional 00101.01 Action₀EMS

Leia mais

Ferramentas SIMARIS. Fácil, rápido e seguro planejamento de Distribuição de Energia Elétrica. Totally Integrated Power

Ferramentas SIMARIS. Fácil, rápido e seguro planejamento de Distribuição de Energia Elétrica. Totally Integrated Power s Totally Integrated Power Ferramentas SIMARIS Fácil, rápido e seguro planejamento de Distribuição de Energia Elétrica. Answers for infrastructure and cities. Planejamento de distribuição de energia mais

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Soluções em Energia Solar

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Soluções em Energia Solar Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas www.weg.net Tecnologia para minimizar o consumo das indústrias. Sustentabilidade para maximizar a qualidade de vida das pessoas. O sol é uma

Leia mais

A ferramenta ABB para dimensionar suas instalações de forma prática e completa!

A ferramenta ABB para dimensionar suas instalações de forma prática e completa! 100% em PORTUGUÊS A ferramenta ABB para dimensionar suas instalações de forma prática e completa! DOC é um software criado para o dimensionamento de instalações elétricas. É o resultado da ampla experiência

Leia mais

Prof. Dr. Ernesto Ruppert Filho DSCE Departamento de Sistemas e Controle de Energia/FEEC/UNICAMP ruppert@fee.unicamp.

Prof. Dr. Ernesto Ruppert Filho DSCE Departamento de Sistemas e Controle de Energia/FEEC/UNICAMP ruppert@fee.unicamp. CONVERSORES ELETRÔNICOS DE POTÊNCIA PARA SISTEMAS FOTOVOLTAICOS DE BAIXA TENSÃO CONECTADOS À REDE Prof. Dr. Ernesto Ruppert Filho DSCE Departamento de Sistemas e Controle de Energia/FEEC/UNICAMP ruppert@fee.unicamp.br

Leia mais

UNITROL 1000 Regulador compacto de tensão para máquinas síncronas menores UNITROL 1000-15 e UNITROL 1000-40

UNITROL 1000 Regulador compacto de tensão para máquinas síncronas menores UNITROL 1000-15 e UNITROL 1000-40 UNITROL 1000 Regulador compacto de tensão para máquinas síncronas menores UNITROL 1000-15 e UNITROL 1000-40 Copyright 2000 Photodisc, Inc. 5812-01 A ampla gama de aplicações do UNITROL 1000-15 O UNITROL

Leia mais

Capítulo XIV Interface Homem Máquina (IHM) e sistemas supervisórios

Capítulo XIV Interface Homem Máquina (IHM) e sistemas supervisórios 30 Capítulo XIV Interface Homem Máquina (IHM) e sistemas supervisórios Equipe de engenharia da Schweitzer Engineering Laboratories (SEL) A principal ferramenta para a operação de uma subestação de energia

Leia mais

Capítulo V A IEEE 1584 e os métodos para cálculo de energia incidente e distância segura de aproximação

Capítulo V A IEEE 1584 e os métodos para cálculo de energia incidente e distância segura de aproximação 34 Capítulo V A IEEE 1584 e os métodos para cálculo de energia incidente e distância segura de aproximação Por Alan Rômulo e Eduardo Senger* No artigo anterior foram abordados os métodos previstos na NFPA

Leia mais

SUBESTAÇÕES. Comando de controle e Scada local

SUBESTAÇÕES. Comando de controle e Scada local SUBESTAÇÕES Comando de controle e Scada local COMANDO DE CONTROLE E SCADA LOCAL A solução fornecida pela Sécheron para o controle local e para o monitoramento das subestações de tração é um passo importante

Leia mais

Dispositivos de Proteção de CCM

Dispositivos de Proteção de CCM 58 Dispositivos de Proteção de CCM Elaborado por Weberton Eller, Thiago Ribeiro, Gilberto Marques e Allan Souto A utilização dos centros de controle de motores (CCM) é bastante comum nas indústrias, em

Leia mais

Proteção contra motorização e correntes desbalanceadas, falha de disjuntor e energização inadvertida Por Geraldo Rocha e Paulo Lima*

Proteção contra motorização e correntes desbalanceadas, falha de disjuntor e energização inadvertida Por Geraldo Rocha e Paulo Lima* 30 Capítulo VI Proteção contra motorização e correntes desbalanceadas, falha de disjuntor e energização inadvertida Por Geraldo Rocha e Paulo Lima* Proteção contra motorização e correntes desbalanceadas

Leia mais

5 Controle de Tensão em Redes Elétricas

5 Controle de Tensão em Redes Elétricas 5 Controle de Tensão em Redes Elétricas 5.1 Introdução O objetivo principal de um sistema elétrico de potência é transmitir potência dos geradores para as cargas e esta responsabilidade é dos agentes que

Leia mais

DIRETORIA DE OPERAÇÃO - DO

DIRETORIA DE OPERAÇÃO - DO ANEXO VI ESPECIFICAÇÃO DISPOSITIVOS ELETRÔNICOS INTELIGENTES A6. Dispositivos Eletrônicos Inteligentes IED s (Relés Microprocessados) A6.1 Introdução Esta especificação técnica tem como objetivo estabelecer

Leia mais

Capítulo III. Faltas à terra no rotor e proteções de retaguarda. Proteção de geradores. Faltas à terra no rotor. Tipos de sistemas de excitação

Capítulo III. Faltas à terra no rotor e proteções de retaguarda. Proteção de geradores. Faltas à terra no rotor. Tipos de sistemas de excitação 24 Capítulo III Faltas à terra no rotor e proteções de retaguarda Por Geraldo Rocha e Paulo Lima* Faltas à terra no rotor A função primária do sistema de excitação de um gerador síncrono é regular a tensão

Leia mais

TOPOLOGIAS DE NOBREAK

TOPOLOGIAS DE NOBREAK TOPOLOGIAS DE NOBREAK O que é um Nobreak? Nobreaks são equipamentos que possuem a função de fornecer energia ininterrupta para a carga (computadores, servidores, impressoras, etc.). Além desta função,

Leia mais

SCHWEITZER ENGINEERING LABORATORIES, COMERCIAL LTDA.

SCHWEITZER ENGINEERING LABORATORIES, COMERCIAL LTDA. Nr Denominação 1 Elemento Principal 2 Relé de partida ou fechamento temporizado 3 Relé de verificação ou interbloqueio 4 Contator principal 5 Dispositivo de interrupção 6 Disjuntor de partida 7 Relé de

Leia mais

SYNCHROTACT 5. Sistemas e equipamentos de sincronização e paralelismo para redes e máquinas síncronas

SYNCHROTACT 5. Sistemas e equipamentos de sincronização e paralelismo para redes e máquinas síncronas SYNCHROTACT 5 Sistemas e equipamentos de sincronização e paralelismo para redes e máquinas síncronas Aplicação SYNCHROTACT 5 é a quinta geração dos equipamentos para sincronização produzidos pela ABB Switzerland

Leia mais

Regulador Digital de Tensão DIGUREG

Regulador Digital de Tensão DIGUREG Regulador Digital de Tensão DIGUREG Totalmente digital. Software para parametrização e diagnósticos extremamente amigável. Operação simples e confiável. Ideal para máquinas de pequena a média potência.

Leia mais

Soluções de proteção do motor. Protegendo seus investimentos

Soluções de proteção do motor. Protegendo seus investimentos Soluções de proteção do motor Protegendo seus investimentos Soluções de proteção do motor A linha de dispositivos de proteção de motores da Allen-Bradley abrange equipamentos de proteção simples para fins

Leia mais

Substações MT/BT Teoria e exemplos de cálculo das correntes de curto circuito trifásicas

Substações MT/BT Teoria e exemplos de cálculo das correntes de curto circuito trifásicas Substações MT/BT Teoria e exemplos de cálculo das correntes de curto circuito trifásicas Filippe Pereira Dolgoff Engenheiro de Aplicação Produtos e Sistema de Baixa Tensão ABB 1 INTRODUÇÃO Um sistema elétrico

Leia mais

RESULTADOS PARCIAIS DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO DE CONVERSOR CC-CC PARA APLICAÇÃO EM PAINÉIS FOTOVOLTAICOS

RESULTADOS PARCIAIS DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO DE CONVERSOR CC-CC PARA APLICAÇÃO EM PAINÉIS FOTOVOLTAICOS RESULTADOS PARCIAIS DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO DE CONVERSOR CC-CC PARA APLICAÇÃO EM PAINÉIS FOTOVOLTAICOS Autores: Felipe JUNG, Tiago DEQUIGIOVANI, Jessé de PELEGRIN, Marcos FIORIN Identificação autores:

Leia mais

CAIXA DE CALIBRAÇÃO DE RELÉS DE PROTEÇÃO CE-6003

CAIXA DE CALIBRAÇÃO DE RELÉS DE PROTEÇÃO CE-6003 CE 6003 CAIXA DE CALIBRAÇÃO DE RELÉS DE PROTEÇÃO CE-6003 APLICAÇÕES: Testes manuais em relés (eletromecânicos, estáticos, numéricos) Testes automáticos em relés. Testes dinâmicos em relés com reprodução

Leia mais

Edição Data Alterações em relação à edição anterior. Atualização das informações. Nome dos grupos

Edição Data Alterações em relação à edição anterior. Atualização das informações. Nome dos grupos Instalação de Banco de Capacitores em Baixa Tensão Processo Realizar Novas Ligações Atividade Executar Ligações BT Código Edição Data SM04.14-01.008 2ª Folha 1 DE 9 26/10/2009 HISTÓRICO DE MODIFICAÇÕES

Leia mais

PROVA ESPECÍFICA Cargo 18

PROVA ESPECÍFICA Cargo 18 27 PROVA ESPECÍFICA Cargo 18 QUESTÃO 41 De acordo com a NBR 5410, em algumas situações é recomendada a omissão da proteção contra sobrecargas. Dentre estas situações estão, EXCETO: a) Circuitos de comando.

Leia mais

UMG 96S-Instrumento de medição universal com montagem embutida UMG 96S

UMG 96S-Instrumento de medição universal com montagem embutida UMG 96S UMG 96S UMG 96S-Instrumento de medição universal com montagem embutida Os instrumentos de medição universal com montagem embutida da família de produto UMG 96S foram principalmente concebidos para utilização

Leia mais

Sistema de Excitação e Regulação Digital de Tensão RG3 para geradores síncronos

Sistema de Excitação e Regulação Digital de Tensão RG3 para geradores síncronos Sistema de Excitação e Regulação Digital de Tensão RG3 para geradores síncronos Características operacionais Equipamento padrão Confiabilidade Elevada disponibilidade Facilidades da tecnologia digital

Leia mais

Relé de proteção do diferencial 865

Relé de proteção do diferencial 865 Relé de proteção do diferencial 865 Para a proteção do diferencial de motores, transformadores e geradores Boletim 865, Série A Guia de especificações Sumário Página de descrição da seção 1.0 Características

Leia mais

Equipamentos Elétricos e Eletrônicos de Potência Ltda.

Equipamentos Elétricos e Eletrônicos de Potência Ltda. Equipamentos Elétricos e Eletrônicos de Potência Ltda. Confiança e economia na qualidade da energia. Recomendações para a aplicação de capacitores em sistemas de potência Antes de iniciar a instalação,

Leia mais

Controle de Processo Ideal: PCS 7 Library SIMOCODE pro SIRIUS. Respostas para a indústria.

Controle de Processo Ideal: PCS 7 Library SIMOCODE pro SIRIUS. Respostas para a indústria. Controle de Processo Ideal: PCS 7 Library SIMOCODE pro Respostas para a indústria. Percepção, previsão, visão ampliada: SIMOCODE pro integrado no SIMATIC PCS7 O sistema flexível de gerenciamento de motores

Leia mais

Fatores limítrofes, arranjos e aterramento de geradores

Fatores limítrofes, arranjos e aterramento de geradores 22 Capítulo I Fatores limítrofes, arranjos e aterramento de geradores Por Geraldo Rocha e Paulo Lima* Novo! As retiradas de geradores do sistema de potência devido a curto-circuitos, operação anormal ou

Leia mais

Relés de Proteção Térmica Simotemp

Relés de Proteção Térmica Simotemp Relés de Proteção Térmica Simotemp Confiabilidade e precisão para controle e proteção de transformadores Answers for energy. A temperatura é o principal fator de envelhecimento do transformador Os relés

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Acerca de equipamentos que utilizam sistemas de controle para o seu funcionamento, julgue o item abaixo. CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 5 As modernas máquinas de lavar roupa, em que é possível controlar desde

Leia mais

ÃO AO CURSO LEGENDA WS 01 S 01 ENGENHARIA ELÉTRICA. Valor: 1,0. 1 a QUESTÃO. Tomada de 350 W. Luminária de 250 W monofásica. Interruptor simples

ÃO AO CURSO LEGENDA WS 01 S 01 ENGENHARIA ELÉTRICA. Valor: 1,0. 1 a QUESTÃO. Tomada de 350 W. Luminária de 250 W monofásica. Interruptor simples CONCURSO DE ADMISSÃ ÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO ENGENHARIA ELÉTRICA CADERNO DE QUESTÕES 2009 1 a QUESTÃO Valor: 1,0 3m 02 g 3m 3m 4m 3m e 6m 4m 6m 6m d 4m 4m 02 02 02 4m 02 S g f 4m S S f e 4m c S d WS ab

Leia mais

Eficiência Energética

Eficiência Energética www.siemens.com.br/eficiencia-energetica Siemens Ltda. Av. Mutinga, 3800 05110-902 Pirituba São Paulo - SP Eficiência Energética www.siemens.com.br/eficiencia-energetica Sustentabilidade e Eficiência Energética

Leia mais

RELÉS CONTATORES - BOTOEIRAS

RELÉS CONTATORES - BOTOEIRAS RELÉS CONTATORES - BOTOEIRAS Análise de Circuitos Contatores/Relés Aula 02 Prof. Luiz Fernando Laguardia Campos 3 Modulo Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina Cora Coralina Sobrecarga

Leia mais

2. DISPOSITIVOS DE COMANDO E CHAVES DE PARTIDA

2. DISPOSITIVOS DE COMANDO E CHAVES DE PARTIDA 2. DISPOSITIVOS DE COMANDO E CHAVES DE PARTIDA A instalação de máquinas diversas requer uma grande gama de dispositivos que possibilitem o perfeito funcionamento, de preferência o mais automatizado possível,

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS A respeito de sistemas de distribuição de energia elétrica, julgue os itens a seguir. 4 Ao operar em tensão secundária, um sistema de distribuição de energia elétrica funciona

Leia mais

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Workshop Etapa BRASÍLIA CEB CEB 01 UPS 150 kva IGBT/IGBT BASEADO NAS INFORMAÇÕES DO DIAGRAMA UNIFILAR APRESENTADO, DEFINIR: 1 - Corrente nominal

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA E CONDIÇÕES GERAIS

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA E CONDIÇÕES GERAIS CONTEÚDO PG. 1. OBJIVO 02 2. ÂMBITO 02 3. CONCEITOS 02 4. NORMAS E LEGISLAÇÃO APLICÁVEIS 02 5. INSTRUÇÕES GERAIS 04 6. PROCEDIMENTOS 08 7. ALTERAÇÕES 09 8. ANEXOS 09 Elaboração: Anderson Muniz Data: 04/10/2011.

Leia mais

NOVOS ANALISADORES DE QUALIDADE DE ENERGIA SÉRIE QUALISTAR MODELOS CA 8331 CA 8333 CA 8336 CA 8435 PARA USO EXTERNO, COM ÍNDICE IP 67

NOVOS ANALISADORES DE QUALIDADE DE ENERGIA SÉRIE QUALISTAR MODELOS CA 8331 CA 8333 CA 8336 CA 8435 PARA USO EXTERNO, COM ÍNDICE IP 67 NOVOS ANALISADORES DE QUALIDADE DE ENERGIA SÉRIE QUALISTAR MODELOS CA 8331 CA 8333 CA 8336 CA 8435 PARA USO EXTERNO, COM ÍNDICE IP 67 Nota prévia: os três analisadores de qualidade de energia da série

Leia mais

LINHA DE EQUIPAMENTOS DIDÁTICOS PARA ÁREA DE ELETROTÉCNICA: DESCRIÇÃO ETC S

LINHA DE EQUIPAMENTOS DIDÁTICOS PARA ÁREA DE ELETROTÉCNICA: DESCRIÇÃO ETC S EQUACIONAL ELÉTRICA E MECÂNICA LTDA. RUA SECUNDINO DOMINGUES 787, JARDIM INDEPENDÊNCIA, SÃO PAULO, SP TELEFONE (011) 2100-0777 - FAX (011) 2100-0779 - CEP 03223-110 INTERNET: http://www.equacional.com.br

Leia mais

Investimento: R$ 2.200,00 (dois mil e duzentos) por participante. Investimento: R$ 2.200,00 (dois mil e duzentos) por participante

Investimento: R$ 2.200,00 (dois mil e duzentos) por participante. Investimento: R$ 2.200,00 (dois mil e duzentos) por participante CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SISTEMAS ELÉTRICOS - CESE - ÊNFASE GERAÇÃO 2013 - www.cese.unifei.edu.br CALENDÁRIO CESE GERAÇÃO 1 MÉTODOS COMPUTACIONAIS APLICADOS A SISTEMAS ELÉTRICOS 11/03/13 a 15/03/13 2

Leia mais

Dispositivos de Proteção

Dispositivos de Proteção 4 Dispositivos de Proteção Todos os circuitos deverão ser protegidos, a fim de garantir a integridade física das pessoas das instalações e equipamentos. Para isso, existem diversos dispositivos e equipamentos

Leia mais

GE Digital Energy Power Quality. Energy Commander TM. Conjunto de Manobra em Paralelo

GE Digital Energy Power Quality. Energy Commander TM. Conjunto de Manobra em Paralelo GE Digital Energy Power Quality Energy Commander TM Conjunto de Manobra em Paralelo 2 Energy Commander TM Conjunto de Manobra em Paralelo Conjuntos de Manobra em Paralelo A ligação em paralelo é uma operação,

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Relés de Sobrecarga Térmico Linha RW

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Relés de Sobrecarga Térmico Linha RW Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Relés de Sobrecarga Térmico Linha RW Relés de Sobrecarga Térmico RW Informações Gerais - Local para identificação - Tecla Reset + Multifunção

Leia mais

Catálogo de Serviços

Catálogo de Serviços Catálogo de Serviços Estudos Elétricos 4 Projetos Elétricos 5 Engenharia de Campo 6 Treinamentos Técnicos 8 Apresentação da Empresa A SISPOT Engenharia e Consultoria nasceu do desejo de tornar-se referência

Leia mais

Produtos & Serviços. Banco de Capacitores

Produtos & Serviços. Banco de Capacitores HV Denki Engenharia Apresentação A HV Denki é um empresa de engenharia com foco na Eficiência e na Qualidade de Energia, tem como objetivo oferecer aos seus clientes a melhor opção de solução, assim como

Leia mais

Medidas de mitigação de harmônicos

Medidas de mitigação de harmônicos 38 Apoio Harmônicos provocados por eletroeletrônicos Capítulo XII Medidas de mitigação de harmônicos Igor Amariz Pires* A maneira mais comum de mitigar harmônicos é por meio da utilização de filtros. O

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM CENTRO DE TECNOLOGIA CT GRUPO DE ELETRÔNICA DE POTÊNCIA E CONTROLE - GEPOC SEPOC 2010

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM CENTRO DE TECNOLOGIA CT GRUPO DE ELETRÔNICA DE POTÊNCIA E CONTROLE - GEPOC SEPOC 2010 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM CENTRO DE TECNOLOGIA CT GRUPO DE ELETRÔNICA DE POTÊNCIA E CONTROLE - GEPOC SEPOC 2010 FILTRO ATIVO DE POTÊNCIA SÉRIE PARALELO APRESENTADOR: MÁRCIO STEFANELLO,

Leia mais

Os Diferentes tipos de No-Breaks

Os Diferentes tipos de No-Breaks Os Diferentes tipos de No-Breaks White Paper # 1 Revisão 4 Resumo Executivo Existe muita confusão no mercado a respeito dos diferentes tipos de No-Breaks e suas características. Cada um desses tipos será

Leia mais

Fontes de Alimentação CC Programáveis de Alta Potência Série PVS

Fontes de Alimentação CC Programáveis de Alta Potência Série PVS Especificações Técnicas As fontes de alimentação CC programáveis PVS10005, PVS60085 e PVS60085MR fornecem potências de até 5,1kW, excelente regulação e características que permitem rápidas transições de

Leia mais

NT 6.010. Nota Técnica. Diretoria de Planejamento e Engenharia Gerência de Engenharia. Elio Vicentini Ermínio Belvedere João Martins.

NT 6.010. Nota Técnica. Diretoria de Planejamento e Engenharia Gerência de Engenharia. Elio Vicentini Ermínio Belvedere João Martins. NT 6.010 Requisitos Mínimos Para Interligação de Gerador de Consumidor Secundário com a Rede de Distribuição da Eletropaulo Metropolitana com Paralelismo Momentâneo Nota Técnica Diretoria de Planejamento

Leia mais

DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA DEE CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA DEE CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA LABORATÓRIO 9: Acionamento de Motores Assíncronos Trifásicos e Monofásicos Objetivo: Verificar alguns tipos de acionamento de motores elétricos de indução trifásicos e monofásicos. Teoria: Os motores elétricos,

Leia mais

SCHWEITZER ENGINEERING LABORATORIES, COMERCIAL LTDA.

SCHWEITZER ENGINEERING LABORATORIES, COMERCIAL LTDA. COMO CRIAR UM ELEMENTO DE DETECÇÃO DE ARCO VOLTAICO RÁPIDO E SELETIVO, UTILIZANDO ELEMENTOS DE SOBRECORRENTE E INTENSIDADE LUMINOSA Eduardo Zanirato / Geraldo Rocha Resumo - O guia apresenta a lógica para

Leia mais

Figura 1 - Diagrama de Bloco de um Inversor Típico

Figura 1 - Diagrama de Bloco de um Inversor Típico Guia de Aplicação de Partida Suave e Inversores CA Walter J Lukitsch PE Gary Woltersdorf John Streicher Allen-Bradley Company Milwaukee, WI Resumo: Normalmente, existem várias opções para partidas de motores.

Leia mais

Controle e Estabilidade de Sistemas Elétricos de Potência. Antonio J.A. Simões Costa e Aguinaldo S. e Silva

Controle e Estabilidade de Sistemas Elétricos de Potência. Antonio J.A. Simões Costa e Aguinaldo S. e Silva Controle e Estabilidade de Sistemas Elétricos de Potência Antonio J.A. Simões Costa e Aguinaldo S. e Silva Florianópolis, agosto de 2000 Capítulo 1 Introdução 1.1 Controle de Freqüência e Tensão na Operação

Leia mais

TÉCNICO DE MANUTENÇÃO JR - ELÉTRICA BR DISTRIBUIDORA CONHECIMENTOS BÁSICOS DOS CARGOS DE NÍVEL MÉDIO

TÉCNICO DE MANUTENÇÃO JR - ELÉTRICA BR DISTRIBUIDORA CONHECIMENTOS BÁSICOS DOS CARGOS DE NÍVEL MÉDIO TÉCNICO DE MANUTENÇÃO JR - ELÉTRICA BR DISTRIBUIDORA CONHECIMENTOS BÁSICOS DOS CARGOS DE NÍVEL MÉDIO LÍNGUA PORTUGUESA I 1. Compreensão e interpretação de textos. 2. Tipologia textual. 3. Ortografia oficial.

Leia mais

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Avaliação do Sistema de Transformação em Subestações e Painéis de Média Tensão - Operação, Manutenção e Ensaios Eng. Marcelo Paulino Subestações

Leia mais

Fotovoltaico de Qualidade

Fotovoltaico de Qualidade Análise de Problemas ao Longo da Vida Útil de um Sistema Solar Rodolfo Henrique Engº de Aplicações SICES BRASIL Conteúdo da Palestra o o o o Inversor Solar Introdução Topologias de Conversão Problemas

Leia mais

EDI-34 Instalações Elétricas

EDI-34 Instalações Elétricas EDI-34 Instalações Elétricas Plano de Disciplina 2º semestre de 2015 1. Identificação Sigla e título: EDI-34 Instalações Elétricas Curso de Engenharia Civil-Aeronáutica Instituto Tecnológico de Aeronáutica

Leia mais

De: Luis Alberto Katz Data: Janeiro 17 2007 Número: PA1906

De: Luis Alberto Katz Data: Janeiro 17 2007 Número: PA1906 ANÚNCIO DE PRODUTO De: Luis Alberto Katz Data: Janeiro 17 2007 Número: PA1906 Fluke 345 Alicate de medição de qualidade de energia Apresentamos o alicate de medição de qualidade de energia mais avançado

Leia mais

Nobreak. 3,2 a 20 kva PERFIL PROTEÇÕES. senoidal on-line - dupla convers o

Nobreak. 3,2 a 20 kva PERFIL PROTEÇÕES. senoidal on-line - dupla convers o Nobreak senoidal on-line - dupla convers o modelos isolados e n o isolados com PFC opcional 3,2 a 20 kva Compatível com: Solução SMS para Gerenciamento de Missões Críticas PERFIL O nobreak inteligente

Leia mais

CONCURSO DE ADMISSÃO CURSO DE FORMAÇÃO

CONCURSO DE ADMISSÃO CURSO DE FORMAÇÃO CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO ENGENHARIA ELÉTRICA CADERNO DE QUESTÕES 20 1 a QUESTÃO Valor: 1,00 Seja um circuito RLC série alimentado por uma fonte de tensão e sem energia inicialmente armazenada.

Leia mais

COMISSIONAMENTO ELÉTRICO TESTES ELÉTRICOS START UP OPERAÇÃO ASSISTIDA

COMISSIONAMENTO ELÉTRICO TESTES ELÉTRICOS START UP OPERAÇÃO ASSISTIDA COMISSIONAMENTO ELÉTRICO TESTES ELÉTRICOS START UP OPERAÇÃO ASSISTIDA Medidor de Fator de Potência de Isolamento 10 kv - DOBLE Caixa Hexafásica para Ensaio de Relés F6150 - DOBLE Subestações industriais

Leia mais

Minigeração e Microgeração Distribuída no Contexto das Redes Elétricas Inteligentes. Djalma M. Falcão

Minigeração e Microgeração Distribuída no Contexto das Redes Elétricas Inteligentes. Djalma M. Falcão Smart Grid Trends & Best Practices 17 e 18 de Outubro de 2013 Salvador-BA Minigeração e Microgeração Distribuída no Contexto das Redes Elétricas Inteligentes Djalma M. Falcão Redes Elétricas Inteligentes

Leia mais

Para que o sistema de proteção atinja a finalidade a que se propõe ele deve obedecer aos seguintes requisitos básicos:

Para que o sistema de proteção atinja a finalidade a que se propõe ele deve obedecer aos seguintes requisitos básicos: 5 Proteção e Coordenação de Instalações Industriais Para que o sistema de proteção atinja a finalidade a que se propõe ele deve obedecer aos seguintes requisitos básicos: 1 Seletividade É a capacidade

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO Título PARALELISMO MOMENTÂNEO DE GERADOR COM O SISTEMA PRIMÁRIO DE DISTRIBUIÇÃO ATÉ 69 kv, COM OPERAÇÃO EM RAMPA

PROCEDIMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO Título PARALELISMO MOMENTÂNEO DE GERADOR COM O SISTEMA PRIMÁRIO DE DISTRIBUIÇÃO ATÉ 69 kv, COM OPERAÇÃO EM RAMPA PROCEDIMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO Título PARALELISMO MOMENTÂNEO DE GERADOR COM O SISTEMA PRIMÁRIO DE DISTRIBUIÇÃO ATÉ 69 kv, COM OPERAÇÃO EM RAMPA Código NTD-00.024 Data da emissão 05.11.2009 Data da última

Leia mais

Projeto de instalação de sistemas UPS

Projeto de instalação de sistemas UPS 22 Capítulo IX Projeto de instalação de sistemas UPS Por Luis Tossi e Azarias Macedo Júnior* Neste capítulo, abordaremos os aspectos relacionados ao projeto de sistemas UPS. Trataremos de forma separada

Leia mais

Partidas para motores ultra-compactas SIRIUS 3RM1

Partidas para motores ultra-compactas SIRIUS 3RM1 Partidas para motores ultra-compactas SIRIUS 3RM1 Partidas para motores SIRIUS 3RM1 Multifuncionais e com apenas 22,5 mm de largura siemens.com/motorstarter/3rm1 Answers for industry. Acionamento de motores

Leia mais

Kyle Distribution Switchgear. ...a proteção que faltava para seu sistema.

Kyle Distribution Switchgear. ...a proteção que faltava para seu sistema. Kyle Distribution Switchgear...a proteção que faltava para seu sistema. Confiabilidade do Sistema Além das Expectativas Complete o quebra-cabeças do seu sistema de proteção com o Relé para Religador Form

Leia mais

UMG 511 Analisador de qualidade de energia Classe A. de acordo com IEC 61000-4-30 UMG 511

UMG 511 Analisador de qualidade de energia Classe A. de acordo com IEC 61000-4-30 UMG 511 UMG 511 UMG 511 Analisador de qualidade de energia Classe A de acordo com IEC 61000-4-30 O analisador de qualidade de energia UMG 511 é particularmente adequado para monitorar a qualidade da energia de

Leia mais

O Papel dos Sistemas Integrados de Gerenciamento de Distribuição nas Implementações do Smart Grid. Brasil & Austrália

O Papel dos Sistemas Integrados de Gerenciamento de Distribuição nas Implementações do Smart Grid. Brasil & Austrália O Papel dos Sistemas Integrados de Gerenciamento de Distribuição nas Implementações do Smart Grid HERING, Ricardo (1), BOARDMAN, Eathan (2) AREVA T&D de Energia Ltda. ULPH, Ian IRU Consulting Pty. Ltd.

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO Título PARALELISMO MOMENTÂNEO DE GERADOR COM O SISTEMA PRIMÁRIO DE DISTRIBUIÇÃO ATÉ 25 kv, COM OPERAÇÃO EM RAMPA

PROCEDIMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO Título PARALELISMO MOMENTÂNEO DE GERADOR COM O SISTEMA PRIMÁRIO DE DISTRIBUIÇÃO ATÉ 25 kv, COM OPERAÇÃO EM RAMPA PROCEDIMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO Título PARALELISMO MOMENTÂNEO DE GERADOR COM O SISTEMA PRIMÁRIO DE DISTRIBUIÇÃO ATÉ 25 kv, COM OPERAÇÃO EM RAMPA Código NTD-00.024 Data da emissão 05.11.2009 Data da última

Leia mais

ANEXO A ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DOS RETIFICADORES DO SISTEMA DE ALIMENTAÇÃO EM TENSÃO CONTÍNUA.

ANEXO A ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DOS RETIFICADORES DO SISTEMA DE ALIMENTAÇÃO EM TENSÃO CONTÍNUA. DEPARTAMENTO DE OPERAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO - DOP ANEXO A ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DOS RETIFICADORES DO SISTEMA DE ALIMENTAÇÃO EM TENSÃO CONTÍNUA. 1. INTRODUÇÃO Esta especificação técnica tem como objetivo estabelecer

Leia mais

Estudos e Consultorias Estudos de Sistemas Elétricos de Potência e Consultorias. Eng. Leandro Mascher, BRPSYS-5000084401-R1

Estudos e Consultorias Estudos de Sistemas Elétricos de Potência e Consultorias. Eng. Leandro Mascher, BRPSYS-5000084401-R1 Estudos e Consultorias Estudos de Sistemas Elétricos de Potência e Consultorias Eng. Leandro Mascher, BRPSYS-5000084401-R1 A Empresa A PSYS Consultoria em Engenharia e Sistemas Ltda. surgiu do desejo de

Leia mais

RETIFICADOR INDUSTRIAL TRIFÁSICO RIT-MP

RETIFICADOR INDUSTRIAL TRIFÁSICO RIT-MP RETIFICADOR INDUSTRIAL TRIFÁSICO RIT-MP Departamento de Pesquisa e Desenvolvimento Rua da Várzea 379 CEP 91040-600 Porto Alegre RS Brasil Fone: (51)2131-2407 Fax: (51)2131-2469 engenharia@cp.com.br 1.

Leia mais

CURSO: A PROTEÇÃO E A SELETIVIDADE EM SISTEMAS ELÉTRICOS INDUSTRIAIS

CURSO: A PROTEÇÃO E A SELETIVIDADE EM SISTEMAS ELÉTRICOS INDUSTRIAIS CURSO: A PROTEÇÃO E A SELETIVIDADE EM SISTEMAS ELÉTRICOS INDUSTRIAIS WWW.ENGEPOWER.COM TEL: 11 3579-8777 PROGRAMA DO CURSO DE: A PROTEÇÃO E A SELETIVIDADE EM SISTEMAS ELÉTRICOS INDUSTRIAIS DIRIGIDO À Engenheiros

Leia mais

3.3 Operação em Rampa Transferência de carga de modo gradativo entre a Distribuidora e um gerador de consumidor ou vice-versa.

3.3 Operação em Rampa Transferência de carga de modo gradativo entre a Distribuidora e um gerador de consumidor ou vice-versa. O SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO, COM OPERAÇÃO Processo: PROJETO E CONSTRUÇÃO Subprocesso: INSTALAÇÃO ELÉTRICA DE CONSUMIDOR PCI.00.05 1/9 Primeira 1. OBJETIVO Estabelecer os critérios e requisitos necessários

Leia mais

WWW.RENOVAVEIS.TECNOPT.COM

WWW.RENOVAVEIS.TECNOPT.COM Geradores de turbinas eólicas O aerogerador converte a energia mecânica em energia elétrica. Os aerogeradores são não usuais, se comparados com outros equipamentos geradores conectados a rede elétrica.

Leia mais

Soluções para controle industrial Sistema avançado de controle de traço térmico NGC-40

Soluções para controle industrial Sistema avançado de controle de traço térmico NGC-40 Soluções para controle industrial Sistema avançado de controle de traço térmico NGC-40 SOLUÇÕES PARA GERENCIAMENTO TÉRMICO WWW.THERMAL.PENTAIR.COM DIGITRACE NGC-40 O NGC-40 é um avançado sistema modular

Leia mais

Aula 5 Infraestrutura Elétrica

Aula 5 Infraestrutura Elétrica Aula 5 Infraestrutura Elétrica Prof. José Maurício S. Pinheiro 2010 1 Ruído Elétrico Os problemas de energia elétrica são as maiores causas de defeitos no hardware das redes de computadores e conseqüente

Leia mais

Linha PowerWizard. Opções de sistemas de controle digital e comunicação remota. www.fgwilson.com

Linha PowerWizard. Opções de sistemas de controle digital e comunicação remota. www.fgwilson.com www.fgwilson.com Linha PowerWizard Opções de sistemas de controle digital e comunicação remota PowerWizard Propiciando controle seguro de seu conjunto gerador A linha PowerWizard de painéis de controle

Leia mais

COMPONENTES. Chave sem carga para o tipo de Título Instalação fixa SW

COMPONENTES. Chave sem carga para o tipo de Título Instalação fixa SW COMPONENTES Chave sem carga para o tipo de Título Instalação fixa SW Informações gerais A chave SW sem carga é uma gama completa projetada para cobrir todas as aplicações a serem cumpridas em subestações

Leia mais

Série Quasar. Quadro Geral de Baixa Tensão Quadro de Distribuição Centro de Controle de Motores Inteligente. www.altus.com.br

Série Quasar. Quadro Geral de Baixa Tensão Quadro de Distribuição Centro de Controle de Motores Inteligente. www.altus.com.br Série Quasar Quadro Geral de Baixa Tensão Quadro de Distribuição Centro de Controle de Motores Inteligente www.altus.com.br Na medida exata para seu negócio Modular: ampla variedade de configurações para

Leia mais

Imprimir. Influência das Harmônicas na Alimentação de Dispositivos Eletrônicos: Efeitos, e como eliminá-los

Imprimir. Influência das Harmônicas na Alimentação de Dispositivos Eletrônicos: Efeitos, e como eliminá-los 1/ 9 Imprimir PROJETOS / Energia 20/08/2012 10:20:00 Influência das Harmônicas na Alimentação de Dispositivos Eletrônicos: Efeitos, e como eliminá-los Na primeira parte deste artigo vimos que a energia

Leia mais

APRESENTAÇÃO... 13. Unidade 1: Revisão de eletricidade básica. 1.1 Primeiras palavras... 17. 1.2 Problematizando o tema... 17

APRESENTAÇÃO... 13. Unidade 1: Revisão de eletricidade básica. 1.1 Primeiras palavras... 17. 1.2 Problematizando o tema... 17 ........... Sumário APRESENTAÇÃO.... 13 Unidade 1: Revisão de eletricidade básica 1.1 Primeiras palavras.... 17 1.2 Problematizando o tema... 17 1.3 Texto básico para estudos.... 17 1.3.1 Tensão Contínua

Leia mais

NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU - 020

NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU - 020 NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU - 020 EXIGÊNCIAS MÍNIMAS PARA INTERLIGAÇÃO DE GERADOR DE CONSUMIDOR PRIMÁRIO COM A REDE DE DISTRIBUIÇÃO DA ENERGISA COM PARALELISMO MOMENTÂNEO SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...

Leia mais

Soluções para controle industrial Sistema avançado de controle de traço térmico NGC-30

Soluções para controle industrial Sistema avançado de controle de traço térmico NGC-30 Soluções para controle industrial Sistema avançado de controle de traço térmico NGC-30 SOLUÇÕES PARA GERENCIAMENTO TÉRMICO WWW.THERMAL.PENTAIR.COM digitrace ngc-30 O DigiTrace NGC-30 é um avançado sistema

Leia mais

SINUS DOUBLE II BLACK NOBREAK

SINUS DOUBLE II BLACK NOBREAK SINUS DOUBLE II BLACK NOBREAK ONLINE DUPLA CONVERSÃO 3,2 a 20 kva INDICADO PARA CARGAS CRÍTICAS Expansão de autonomia Bivolt, Monovolt 220V e Tri-Mono zero 8 proteções para a carga contra problemas da

Leia mais

Introdução a redes ativas de distribuição

Introdução a redes ativas de distribuição Introdução a redes ativas de distribuição Eletrônica de Potência para Redes Ativas de Distribuição Marcelo Lobo Heldwein, Dr. Sc. Refs.: Z. Styczynski et al., NetMod: Reduced Models

Leia mais

NT 6.005. Nota Técnica. Diretoria de Planejamento e Engenharia Gerência de Engenharia. Felisberto M. Takahashi Elio Vicentini. Preparado.

NT 6.005. Nota Técnica. Diretoria de Planejamento e Engenharia Gerência de Engenharia. Felisberto M. Takahashi Elio Vicentini. Preparado. NT.005 Requisitos Mínimos para Interligação de Gerador de Consumidor Primário com a Rede de Distribuição da Eletropaulo Metropolitana com Paralelismo Momentâneo Nota Técnica Diretoria de Planejamento e

Leia mais

MICROGERAÇÃO E MINIGERAÇÃO DISTRIBUIDA

MICROGERAÇÃO E MINIGERAÇÃO DISTRIBUIDA MICROGERAÇÃO E MINIGERAÇÃO DISTRIBUIDA Versão: 01 Data: 12/01/2013 SUMÁRIO 1. Objetivo 03 2. Normas e Regulamentos Complementares 03 3. Definições 04 3.1. Acesso 04 3.2 Acordo Operativo 04 3.3. Condições

Leia mais

Capítulo IX. Exemplos de automação em sistemas de supervisão e controle de subestações e redes de distribuição. Automação de subestações

Capítulo IX. Exemplos de automação em sistemas de supervisão e controle de subestações e redes de distribuição. Automação de subestações 54 Capítulo IX Exemplos de automação em sistemas de supervisão e controle de subestações e redes de distribuição A operação do sistema elétrico de potência é extremante dependente das informações de estados,

Leia mais

Consultoria e Tecnologia em Automação

Consultoria e Tecnologia em Automação ARTH ENGENHARIA - Consultoria em Engenharia, Controle e Tecnologia de Automação. Empresa Com a filosofia de associar inovação e experiência em seus projetos, a ARTH engenharia sempre contou com uma equipe

Leia mais

Controle e Corte Emergencial de Cargas com Recomposição Automática Através do Sistema SCADA BRASIL

Controle e Corte Emergencial de Cargas com Recomposição Automática Através do Sistema SCADA BRASIL Controle e Corte Emergencial de Cargas com Recomposição Automática Através do Sistema SCADA MONTENEGRO, J. C. F. S. (José Carlos de França e Silva Montenegro) BANDEIRANTE BRASIL MARQUES, R. (Rogério Marques)

Leia mais

TEMA DA AULA PROFESSOR: RONIMACK TRAJANO DE SOUZA

TEMA DA AULA PROFESSOR: RONIMACK TRAJANO DE SOUZA TEMA DA AULA TRANSFORMADORES DE INSTRUMENTOS PROFESSOR: RONIMACK TRAJANO DE SOUZA MEDIÇÃO DE GRANDEZAS ELÉTRICAS Por que medir grandezas elétricas? Quais grandezas elétricas precisamos medir? Como medir

Leia mais

www.siemens.com.br/acionamentos SINAMICS V60 A solução perfeita para aplicações básicas de servo.

www.siemens.com.br/acionamentos SINAMICS V60 A solução perfeita para aplicações básicas de servo. www.siemens.com.br/acionamentos SINAMICS V60 A solução perfeita para aplicações básicas de servo. SINAMICS V60 com servomotores 1FL5 A solução para aplicações básicas de servo A tecnologia servo-drive

Leia mais

Eletrotécnica Geral. Lista de Exercícios 2

Eletrotécnica Geral. Lista de Exercícios 2 ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO PEA - Departamento de Engenharia de Energia e Automação Elétricas Eletrotécnica Geral Lista de Exercícios 2 1. Condutores e Dispositivos de Proteção 2. Fornecimento

Leia mais