A ferramenta ABB para dimensionar suas instalações de forma prática e completa!

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A ferramenta ABB para dimensionar suas instalações de forma prática e completa!"

Transcrição

1 100% em PORTUGUÊS A ferramenta ABB para dimensionar suas instalações de forma prática e completa! DOC é um software criado para o dimensionamento de instalações elétricas. É o resultado da ampla experiência da ABB em instalações industriais, que vem se aperfeiçoando a ponto de tornar-se um programa essencial para o dimensionamento de instalações elétricas. O DOC pode ser utilizado para calcular uma instalação inteira ou apenas na solução de um problema local. Independentemente do caso, o software garante uma solução simples e intuitiva. DOC faz tudo o que um projetista poderia pedir em um software de cálculo: Desenha diagramas unifilares; Calcula redes de baixa e média tensão, radiais ou mistas; Calcula as correntes e as quedas de tensão sob condições de trabalho; Dimensiona automaticamente a bitola dos cabos; Dimensiona painéis certificados de Baixa Tensão; Calcula as correntes de curto-circuito máximas e mínimas, em todos os pontos da instalação; Dimensiona automaticamente os dispositivos de manobra e proteção em baixa tensão e média tensão; Oferece opções de limitar o dimensionamento automático a determinados aspectos ou permite mudar quaisquer seleções automáticas feitas pelo programa; Proporciona, de maneira poderosa, a possibilidade de ajustar as curvas de tempo/corrente dos dispositivos de proteção de baixa e média tensão, auxiliando nos estudos de seletividade; Proporciona relatórios completos e customizados do projeto que podem ser exportados em outros formatos (DWG, DXF, WMF e RTF); O DOC é um software, totalmente gratuito, elaborado para beneficiar os projetistas no desenvolvimento do projeto e, por isso, os engenheiros da ABB continuam trabalhando em melhorias para tornar este software uma ferramenta cada vez mais poderosa. E não é só isso. Você pode fazer os downloads ou solicitar updates diretamente pela Internet, conectando-se e registrando-se com a ABB Business Online (http://www.bol.it.abb.com). Precisamos conversar, ligue para nós. Fernando Jesuino Fábio Balesteros Engenheiro de Aplicação Coordenador de Engenharia (16) (11)

2 Figura 1: ABB Software Desktop

3 Criação radiais Principais Características do DOC Dois diagramas unifilares sem limitar a complexidade da rede. Redes Desenho O modelos ou mistas layouts também disponíveis podem ser para utilizadas; o diagrama unifilar (Veja figura1); e definição da rede Disponibilidade diagrama pode ser dividido um número ilimitado de páginas; rede programa controla a consistência do desenho em tempo real; Você de macros de média e baixa tensão; do estado por pode meio aberto/fechado inserir definir uma e diferentes modificar tabela; dos configurações os dispositivos dados referentes de proteção rede aos através objetos e chaveamento. da que especificação estão na Figura 2: Diagrama unifilar 2 necessidades media ou existem 3 tensão enrolamentos, limites e do baixa projeto. pré-definidos: com tensão, ou sem geradores, o TAPS, programa transformadores tudo gerencia de acordo a com alimentação MT/bt as e bt/bt, em com Fonte de Alimentação Não

4 Cálculo corrente, tensão fator de potência em todos os pontos da rede, Cálculos Correção considerando cargas trifásicas e monofásicas; Rede centralizadas alimentação; das de potencias fator com bancos potência ativa de e capacitores; reativa em cargas requeridas singelas em (ex: cada motores) fonte de monofásicas Fatores utilização Cálculo das de em demanda correntes cada carga para de curto-circuito individualmente; barramentos para (quadros falhas de trifásicas, distribuição) bifásicas, e fatores de método média (redes tensão. industriais e Os fase-terra. ou cálculos terciárias), Os estão cálculos IEC de acordo são feitos com (instalações também as normas para navais) IEC partes ou pelo em (motores dos e geradores) componentes também simétricos. é levada A contribuição em consideração; máquinas rotativas Cálculos IEC obtida Verificação pela de base da A elevação potência queda de dados de de dissipada tensão temperatura interna em de do cada programa; em carga. quadros dispositivo é acordo automaticamente com a norma Figura 3: Cálculo de Rede Precisamos conversar, ligue para nós. Fernando Jesuino Fábio Balesteros Engenheiro de Aplicação Coordenador de Engenharia (16) (11)

5 Dimensionamento UNEL térmico dos cabos de acordo com CEI 64-8 (table CEI Cálculos final ), (naval plants); IEC (NBR5410), VDE 298-4, NFC , IEC de Cabos Dimensionamento da linha; de dos acordo busways. com a máxima queda de tensão permitida no Figura 4: Interface dos cabos

6 Curvas Tempo-corrente disponíveis: (I-t) Curvas e testes É possível Energia Limitação ajustar específica (Pico) os relés passante e ver os efeitos (I-I2t) no diagrama em tempo real; Curvas Possibilidade transformadores, disponíveis: disjuntores, Figura 5: Curva fusíveis, tempo-corrente salvar inserir motores curvas e geradores; ponto-a-ponto cabos,contatores, (como relés de relês media térmicos, Verificação as coordenadas do equipamento definidas para e uma guardá-las proteção para específica uso posterior; ou coordenação. tensão), Precisamos conversar, ligue para nós. Fernando Jesuino Fábio Balesteros Engenheiro de Aplicação Coordenador de Engenharia (16) (11)

7 Seleção desconectoras); Dimensionamento proteção (disjuntores e fusíveis); Seleção back-up. automática de de disjuntores dispositivos de de acordo chaveamento com as tabelas (contatores de seletividade e e dispositivos de proteção e Impressões Exportação Figura 6: Interface dos disjuntores relatórios como DWG/DXF, de de disponíveis: cada todas PDF, um as dos RTF, informações diagramas objetos entre individualmente; outros; unifilares, para os arquivos diagramas padrões de curvas, de mercado, e Relatórios 100% em português. Precisamos conversar, ligue para nós. Fernando Jesuino Fábio Balesteros Engenheiro de Aplicação Coordenador de Engenharia (16) (11)

8 de Elaboração Possibilidade Os distribuição; dimensionais automática de configurar podem dos ser a painéis gerados disposição de em Baixa dos DWG disjuntores Tensão; ou PDF. e dos barramentos Dimensionamento Painéis de Baixa Tensão

9 Programa de Treinamento DOC Objetivos Apresentar as características técnicas de toda Linha de Produtos de Baixa Tensão ABB; Apresentar os códigos dos Produtos de Baixa Tensão ABB; Apresentar uma solução para otimizar o dimensionamento de instalações elétricas o DOC Pré-requisitos Conhecimento na área de projetos / dimensionamento de instalações elétricas Conhecimentos básicos no ambiente Windows e pacote Officce. Duração 16 horas Material didático Folhetos técnicos da Linha de Produtos de Baixa Tensão ABB; Apostila do curso em português; CD do software DOC Hardware e software para a instalação do programa DOC Mínimo Sistema Recomendado Processador Pentium Ill - 1GHz ou superior 128 MB RAM Resolução de 1024x768 em cores (16bits) 300 MB de espaço livre no HD Drive de CD-ROM com velocidade de 32X ou superior Windows 2000 SP4, XP SP2, Vista

10 Programação para o treinamento 1) A apresentação técnica dos produtos de baixa tensão da ABB envolverá os seguintes produtos: Conceitos, dimensionamentos e coordenação segundo NBR 5410 Disjuntores e mini disjuntores Proteção contra contato indireto Chaves Seccionadoras Overview demais produtos de Baixa Tensão Painel distribuição secundária em média tensão isolado a Ar Os seguintes tópicos serão abordados para cada produto: Variáveis mínimas para especificação Linhas de produtos Características principais Acessórios Codificação dos produtos / Especificação Exemplos e exercícios utilizando o catálogo 2) Apresentação do software de dimensionamento de instalações elétricas DOC: Características Gerais: o que o DOC calcula Trabalhando com DOC: a seqüência ideal de trabalho Ferramentas para Aprendizagem: instrumentos para aprender o DOC Instalação: exigências do sistema e procedimentos de instalação Assistência ao usuário: como contatar a ABB Configurações: como configurar o seu trabalho Objetos: quais os principais objetos do software Exemplos: como dimensionar uma rede Exercícios: dimensionando a sua rede Dúvidas

Ferramentas SIMARIS. Fácil, rápido e seguro planejamento de Distribuição de Energia Elétrica. Totally Integrated Power

Ferramentas SIMARIS. Fácil, rápido e seguro planejamento de Distribuição de Energia Elétrica. Totally Integrated Power s Totally Integrated Power Ferramentas SIMARIS Fácil, rápido e seguro planejamento de Distribuição de Energia Elétrica. Answers for infrastructure and cities. Planejamento de distribuição de energia mais

Leia mais

EDI-34 Instalações Elétricas

EDI-34 Instalações Elétricas EDI-34 Instalações Elétricas Plano de Disciplina 2º semestre de 2015 1. Identificação Sigla e título: EDI-34 Instalações Elétricas Curso de Engenharia Civil-Aeronáutica Instituto Tecnológico de Aeronáutica

Leia mais

Capítulo V A IEEE 1584 e os métodos para cálculo de energia incidente e distância segura de aproximação

Capítulo V A IEEE 1584 e os métodos para cálculo de energia incidente e distância segura de aproximação 34 Capítulo V A IEEE 1584 e os métodos para cálculo de energia incidente e distância segura de aproximação Por Alan Rômulo e Eduardo Senger* No artigo anterior foram abordados os métodos previstos na NFPA

Leia mais

Manual de Instalação Corporate

Manual de Instalação Corporate Manual de Instalação Corporate Sumário 1. Sobre este documento...3 2. Suporte técnico...3 3. Requisitos de hardware...3 3.1. Estação...3 3.2. Servidor...4 4. Instalação...4 4.1. Instalação do Imobiliária21

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Sumário 1. Sobre este documento...3 2. Suporte técnico...3 3. Requisitos de hardware...3 3.1. Estação...3 3.2. Servidor...4 4. Instalação...4 4.1. Instalação do Group Folha no servidor...6

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Controle e Processos Industriais Habilitação Profissional: Técnico em Mecatrônica

Leia mais

RELÉS CONTATORES - BOTOEIRAS

RELÉS CONTATORES - BOTOEIRAS RELÉS CONTATORES - BOTOEIRAS Análise de Circuitos Contatores/Relés Aula 02 Prof. Luiz Fernando Laguardia Campos 3 Modulo Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina Cora Coralina Sobrecarga

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA E CONDIÇÕES GERAIS

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA E CONDIÇÕES GERAIS CONTEÚDO PG. 1. OBJIVO 02 2. ÂMBITO 02 3. CONCEITOS 02 4. NORMAS E LEGISLAÇÃO APLICÁVEIS 02 5. INSTRUÇÕES GERAIS 04 6. PROCEDIMENTOS 08 7. ALTERAÇÕES 09 8. ANEXOS 09 Elaboração: Anderson Muniz Data: 04/10/2011.

Leia mais

1. ADVERTÊNCIAS... 5 2. INTRODUÇÃO... 6 3. COMEÇANDO A TRABALHAR COM O DOC... 10 4. DESENHANDO O DIAGRAMA UNIFILAR... 23

1. ADVERTÊNCIAS... 5 2. INTRODUÇÃO... 6 3. COMEÇANDO A TRABALHAR COM O DOC... 10 4. DESENHANDO O DIAGRAMA UNIFILAR... 23 Release 1.0.0.0007 1. ADVERTÊNCIAS... 5 2. INTRODUÇÃO... 6 2.1. Apresentação do Programa... 7 3. COMEÇANDO A TRABALHAR COM O DOC... 10 3.1. Seleção de perfil... 11 3.2. Propriedades Gerais da Planta...

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Controle e Processos Industriais Habilitação Profissional: Técnico em Mecatrônica

Leia mais

Os fusíveis NH e Diazed são dotados de características de limitação de corrente. Assim, para

Os fusíveis NH e Diazed são dotados de características de limitação de corrente. Assim, para 5 Proteção e Coordenação Dimensionamento da Proteção 36 Fusível NH Zonasde Atuação 224 A Fusível NH Zonasde Atuação 355 A 5 Proteção e Coordenação Dimensionamento da Proteção 37 5 Proteção e Coordenação

Leia mais

CAIXA DE CALIBRAÇÃO DE RELÉS DE PROTEÇÃO CE-6003

CAIXA DE CALIBRAÇÃO DE RELÉS DE PROTEÇÃO CE-6003 CE 6003 CAIXA DE CALIBRAÇÃO DE RELÉS DE PROTEÇÃO CE-6003 APLICAÇÕES: Testes manuais em relés (eletromecânicos, estáticos, numéricos) Testes automáticos em relés. Testes dinâmicos em relés com reprodução

Leia mais

Manual de Instalação Flex

Manual de Instalação Flex Manual de Instalação Flex Sumário 1. Sobre este documento... 3 2. Suporte técnico... 3 3. Requisitos de hardware... 4 4. Instalação... 5 4.1. Instalação no servidor... 5 4.1.1. Instalação do sistema...

Leia mais

Produtos & Serviços. Banco de Capacitores

Produtos & Serviços. Banco de Capacitores HV Denki Engenharia Apresentação A HV Denki é um empresa de engenharia com foco na Eficiência e na Qualidade de Energia, tem como objetivo oferecer aos seus clientes a melhor opção de solução, assim como

Leia mais

Catálogo de Serviços

Catálogo de Serviços Catálogo de Serviços Estudos Elétricos 4 Projetos Elétricos 5 Engenharia de Campo 6 Treinamentos Técnicos 8 Apresentação da Empresa A SISPOT Engenharia e Consultoria nasceu do desejo de tornar-se referência

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Sumário 1. Sobre este documento... 3 2. Suporte técnico... 3 3. Requisitos de hardware... 4 3.1. Estação... 4 3.2. Servidor... 4 4. Instalação... 5 4.1. Instalação no servidor... 5

Leia mais

9º ENTEC Encontro de Tecnologia: 23 a 28 de novembro de 2015

9º ENTEC Encontro de Tecnologia: 23 a 28 de novembro de 2015 DETERMINAÇÃO DA CORRENTE DE CURTO - CIRCUITO FASE TERRA NO MEIO INDUSTRIAL Felipe Miquelino¹; Edilberto Teixeira² 1 Universidade de Uberaba, Uberaba-MG 2 Universidade de Uberaba, Uberaba-MG fmiquelinof@gmail.com;

Leia mais

Proteção de cabos. o valor da relação Uo/U, que representa o quanto o cabo suporta de sobretensão fase-terra (Uo) e entre fases (U).

Proteção de cabos. o valor da relação Uo/U, que representa o quanto o cabo suporta de sobretensão fase-terra (Uo) e entre fases (U). 32 Apoio Proteção e seletividade Capítulo XII Proteção de cabos Por Cláudio Mardegan* Falando em proteção de cabos, este capítulo abordará de proteção deve ficar, no máximo, igual ao valor de alguns critérios

Leia mais

DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES

DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES Os seis critérios de dimensionamento de circuitos de BT: 1. Seção mínima; 2. Capacidade de condução de corrente; 3. Queda de tensão; 4. Proteção contra sobrecargas; 5. Proteção contra curtos-circuitos;

Leia mais

Introdução: O que é uma Subestação? Definição NBR 5460 / 1992

Introdução: O que é uma Subestação? Definição NBR 5460 / 1992 Subestações Introdução: O que é uma Subestação? Definição NBR 5460 / 1992 Parte de um sistema de potência, concentrada em um dado local, compreendendo primordialmente as extremidades de linhas de transmissão

Leia mais

Partidas para motores ultra-compactas SIRIUS 3RM1

Partidas para motores ultra-compactas SIRIUS 3RM1 Partidas para motores ultra-compactas SIRIUS 3RM1 Partidas para motores SIRIUS 3RM1 Multifuncionais e com apenas 22,5 mm de largura siemens.com/motorstarter/3rm1 Answers for industry. Acionamento de motores

Leia mais

CM ELETRICISTA MONTADOR PLANO DE CURSO

CM ELETRICISTA MONTADOR PLANO DE CURSO CM ELETRICISTA MONTADOR PLANO DE CURSO Categoria e Atribuições Executar a montagem de painéis e quadro de distribuição, caixas de fusíveis e outros instrumentos de comandos, encaixando e ajustando as peças

Leia mais

CURSO: A PROTEÇÃO E A SELETIVIDADE EM SISTEMAS ELÉTRICOS INDUSTRIAIS

CURSO: A PROTEÇÃO E A SELETIVIDADE EM SISTEMAS ELÉTRICOS INDUSTRIAIS CURSO: A PROTEÇÃO E A SELETIVIDADE EM SISTEMAS ELÉTRICOS INDUSTRIAIS WWW.ENGEPOWER.COM TEL: 11 3579-8777 PROGRAMA DO CURSO DE: A PROTEÇÃO E A SELETIVIDADE EM SISTEMAS ELÉTRICOS INDUSTRIAIS DIRIGIDO À Engenheiros

Leia mais

PROTEÇÃO CONTRA SOBRE CORRENTES

PROTEÇÃO CONTRA SOBRE CORRENTES 9 PROTEÇÃO CONTRA SOBRE CORRENTES 9.1 INTRODUÇÃO O aumento da temperatura nos condutores de uma instalação elétrica, devido a circulação de corrente (efeito Joule), projetada para o funcionamento normal,

Leia mais

São identificadas pelas características inerentes aos sistemas de distribuição:

São identificadas pelas características inerentes aos sistemas de distribuição: Capítulo2 CHAVE-FUÍVEI PARA PROTEÇÃO DE ALIMENTADORE E TRANFORMADORE 2.1 Introdução Classicamente, os sistemas de distribuição primários, aéreos, trifásicos e aterrados, constituídos por condutores nus,

Leia mais

13 - INSTALAÇÕES DE FORÇA MOTRIZ

13 - INSTALAÇÕES DE FORÇA MOTRIZ Instalações Elétricas Professor Luiz Henrique Alves Pazzini 104 13.1 - Introdução 13 - INSTALAÇÕES DE FORÇA MOTRIZ Existem três configurações básicas para alimentação de motores que operam em condições

Leia mais

PLANO DE ENSINO-APRENDIZAGEM 1º Semestre de 2009

PLANO DE ENSINO-APRENDIZAGEM 1º Semestre de 2009 PLANO DE ENSINO-APRENDIZAGEM 1º Semestre de 2009 Departamento: Mecânica Disciplina: Eletricidade Aplicada II Sigla: ELET II Modalidade.: Projetos mecânicos. Carga Horária Semanal: 05 horas-aulas Carga

Leia mais

Edição Data Alterações em relação à edição anterior. Atualização das informações. Nome dos grupos

Edição Data Alterações em relação à edição anterior. Atualização das informações. Nome dos grupos Instalação de Banco de Capacitores em Baixa Tensão Processo Realizar Novas Ligações Atividade Executar Ligações BT Código Edição Data SM04.14-01.008 2ª Folha 1 DE 9 26/10/2009 HISTÓRICO DE MODIFICAÇÕES

Leia mais

IECETEC. Acionamentos elétricos AULA 1 PROJETO ELÉTRICO

IECETEC. Acionamentos elétricos AULA 1 PROJETO ELÉTRICO AULA 1 PROJETO ELÉTRICO 1- Introdução 2- Normas técnicas Todo projeto deve ser concebido a luz de uma norma técnica. No Brasil, a normatização é de responsabilidade da Associação Brasileira de Normas Técnica

Leia mais

para cargas críticas.

para cargas críticas. 50 anos NO-BREAKS & ESTABILIZADORES DE TENSÃO Soluções em sistemas de pura ENERGIA para cargas críticas. www.amplimag.com.br EMPRESA Amplimag Controles Eletrônicos Ltda. Empresa 100% Nacional, desde 1962

Leia mais

SUBESTAÇÕES. Comando de controle e Scada local

SUBESTAÇÕES. Comando de controle e Scada local SUBESTAÇÕES Comando de controle e Scada local COMANDO DE CONTROLE E SCADA LOCAL A solução fornecida pela Sécheron para o controle local e para o monitoramento das subestações de tração é um passo importante

Leia mais

Instalações Elétricas Industriais

Instalações Elétricas Industriais Instalações Elétricas Industriais ENG 1480 Professor: Rodrigo Mendonça de Carvalho Instalações Elétricas Industriais CAPÍTULO 01 INTRODUÇÃO Flexibilidade: admitir mudanças nas localizações dos equipamentos,

Leia mais

Substações MT/BT Teoria e exemplos de cálculo das correntes de curto circuito trifásicas

Substações MT/BT Teoria e exemplos de cálculo das correntes de curto circuito trifásicas Substações MT/BT Teoria e exemplos de cálculo das correntes de curto circuito trifásicas Filippe Pereira Dolgoff Engenheiro de Aplicação Produtos e Sistema de Baixa Tensão ABB 1 INTRODUÇÃO Um sistema elétrico

Leia mais

Engenharia PPMV, 2015 Treinamentos Gratuitos 2015. ABB Group April 6, 2015 Slide 1

Engenharia PPMV, 2015 Treinamentos Gratuitos 2015. ABB Group April 6, 2015 Slide 1 Engenharia PPMV, 2015 Treinamentos Gratuitos 2015 April 6, 2015 Slide 1 Agenda Treinamento Local Duração Datas Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro IEDs Série 605 ABB Cumbica

Leia mais

SIMARIS design Tutorial

SIMARIS design Tutorial Tutorial Software para Dimensionamento eficiente de Sistemas de Distribuição de Energia 1 Introdução 2 Iniciando 3 Desenho de Rede 4 Dimensionamento 5 Saída do Projeto 6 Mais sobre SIMARIS Slide 1 Tutorial

Leia mais

CORREÇÃO DO FATOR DE POTÊNCIA

CORREÇÃO DO FATOR DE POTÊNCIA CORREÇÃO DO FATOR DE POTÊNCIA TECNOLOGIA, QUALIDADE E ENERGIA A SERVIÇO DA ECONOMIA. Engelétrica Indústria, Comércio e Serviços Elétricos Ltda. Rua Xavier da Rocha, 10 Vila Prudente São Paulo - CEP: 03139-070

Leia mais

eccosystems@eccosystems.com.br janaina@eccosystems.com.br

eccosystems@eccosystems.com.br janaina@eccosystems.com.br eccosystems@eccosystems.com.br janaina@eccosystems.com.br 51 3307 6597 A ECCOSYSTEMS está estruturada para a prestação de serviços de engenharia, consultoria, elaboração de estudos, planejamento, projetos

Leia mais

1. Instalei o DutotecCAD normalmente no meu computador mas o ícone de inicialização do DutotecCAD não aparece.

1. Instalei o DutotecCAD normalmente no meu computador mas o ícone de inicialização do DutotecCAD não aparece. 1. Instalei o DutotecCAD normalmente no meu computador mas o ícone de inicialização do DutotecCAD não aparece. Para acessar o programa através do comando na barra de prompt, basta digitar dutoteccad e

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Relés de Sobrecarga Térmico Linha RW

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Relés de Sobrecarga Térmico Linha RW Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Relés de Sobrecarga Térmico Linha RW Relés de Sobrecarga Térmico RW Informações Gerais - Local para identificação - Tecla Reset + Multifunção

Leia mais

Pós-Graduação em Educação: Novos Paradigmas GUIA DO ALUNO

Pós-Graduação em Educação: Novos Paradigmas GUIA DO ALUNO GUIA DO ALUNO Prezado(a) Aluno(a), O Guia do Aluno é um instrumento normativo que descreve os padrões de qualidade dos processos acadêmicos e administrativos necessários ao desenvolvimento dos cursos de

Leia mais

** OBS. Z=R+jωl e o seu módulo: Z R XL R l

** OBS. Z=R+jωl e o seu módulo: Z R XL R l Análise da Corrente de Curto - Circuito A Análise da corrente de curto circuito em sistemas de baixa tensão é necessária para dimensionar corretamente a proteção do equipamento (disjuntor de proteção)

Leia mais

Guia De Utilização Do Ambiente LMS

Guia De Utilização Do Ambiente LMS Conteúdo Introdução... 2 1. O que é o ambiente LMS... 3 2. Acesso ao ambiente LMS (Learning Management System)... 3 3. Localização e visualização dos cursos disponíveis... 4 4. Navegação entre categorias...

Leia mais

NOTA TÉCNICA 6.008. Página 1 de 24. Diretoria de Planejamento e Engenharia. Gerência de Planejamento do Sistema. Gerência da Distribuição

NOTA TÉCNICA 6.008. Página 1 de 24. Diretoria de Planejamento e Engenharia. Gerência de Planejamento do Sistema. Gerência da Distribuição Página 1 de 4 NOTA TÉCNICA 6.008 REQUISITOS MÍNIMOS PARA INTERLIGAÇÃO DE GERADOR PARTICULAR COM A REDE DE DISTRIBUIÇÃO DA AES ELETROPAULO UTILIZANDO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIA AUTOMÁTICA COM INTERRUPÇÃO

Leia mais

Como reduzir sua conta de energia elétrica

Como reduzir sua conta de energia elétrica Como reduzir sua conta de energia elétrica Com REDULIGHT você tem energia de melhor qualidade e economiza até 25% na conta Saiba como O que é e como funciona o filtro REDULIGHT O Redulight é um Filtro

Leia mais

Tipos de linhas. Sumário Linhas Elétricas Dimensionamento. Aspectos Gerais Características Tipos de Linhas

Tipos de linhas. Sumário Linhas Elétricas Dimensionamento. Aspectos Gerais Características Tipos de Linhas Tipos de linhas Sumário Aspectos Gerais Características Tipos de Linhas Instalação dos condutores Aspectos Gerais Características Tipos de Linhas Os cabos multipolares só deve conter os condutores de um

Leia mais

Capacitores Correção do Fator de Potência. Motores Automação Energia Tintas

Capacitores Correção do Fator de Potência. Motores Automação Energia Tintas Capacitores Correção do Fator de Potência Motores Automação Energia Tintas Unidade Capacitiva Monofásica - UCW g As unidades capacitivas monofásicas WEG, tipo UCW, são produzidas com filme de polipropileno

Leia mais

Equipamentos Elétricos e Eletrônicos de Potência Ltda.

Equipamentos Elétricos e Eletrônicos de Potência Ltda. Equipamentos Elétricos e Eletrônicos de Potência Ltda. Confiança e economia na qualidade da energia. Recomendações para a aplicação de capacitores em sistemas de potência Antes de iniciar a instalação,

Leia mais

DOC Manual do Usuário - Página 1 de 174. Release 2.0.0.0059

DOC Manual do Usuário - Página 1 de 174. Release 2.0.0.0059 DOC Manual do Usuário - Página 1 de 174 Release 2.0.0.0059 1. ADVERTÊNCIAS... 5 2. INTRODUÇÃO... 6 2.1. Apresentação do Programa... 7 3. COMEÇANDO A TRABALHAR COM O DOC... 10 3.1. Seleção de perfil...

Leia mais

Software para projeto preliminar de distribuição elétrica em média e baixa tensão. Large

Software para projeto preliminar de distribuição elétrica em média e baixa tensão. Large Software para projeto preliminar de distribuição elétrica em média e baixa tensão Large 1 ID-Spec Large aumenta seu desempenho nos projetos de distribuição elétrica Aumenta a eficiência na arquitetura

Leia mais

Manual do Usuário. SIMARIS design 4.1 basic. Versão 02/2008. Homepage: http://www.siemens.com.br/simaris contato: simarisbrasil.br@siemens.

Manual do Usuário. SIMARIS design 4.1 basic. Versão 02/2008. Homepage: http://www.siemens.com.br/simaris contato: simarisbrasil.br@siemens. Versão 02/2008 Homepage: http://www.siemens.com.br/simaris contato: simarisbrasil.br@siemens.com 1 Índice 1. Introdução...4 2. Apresentação...5 2.1. Barra de menu...5 2.1.1. Menu arquivo...5 2.1.2. Menu

Leia mais

GE Digital Energy Power Quality. Energy Commander TM. Conjunto de Manobra em Paralelo

GE Digital Energy Power Quality. Energy Commander TM. Conjunto de Manobra em Paralelo GE Digital Energy Power Quality Energy Commander TM Conjunto de Manobra em Paralelo 2 Energy Commander TM Conjunto de Manobra em Paralelo Conjuntos de Manobra em Paralelo A ligação em paralelo é uma operação,

Leia mais

Quadros de distribuição de energia elétrica

Quadros de distribuição de energia elétrica Catálogo Técnico Quadros de distribuição de energia elétrica de embutir de sobrepor 206-01/2009-0 Quadros de distribuição de energia elétrica Linha Luxury ÍNDICE Características técnicas...2 Acessórios...4

Leia mais

LAUDO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO DAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS DE ENTRADA CONDOMÍNIO DO EDIFÍCIO SOLAR DAS LARANJEIRAS

LAUDO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO DAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS DE ENTRADA CONDOMÍNIO DO EDIFÍCIO SOLAR DAS LARANJEIRAS LAUDO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO DAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS DE ENTRADA DO CONDOMÍNIO DO EDIFÍCIO SOLAR DAS LARANJEIRAS 1 INDICE 1 OBJETIVO 2 NORMAS APLICÁVEIS 3 GENERALIDADES 4 METODOLOGIA 5 MEDIÇÕES DE GRANDEZAS

Leia mais

Disjuntores a Vácuo SION Descrição. Índice. Título Aqui. Seção 1 Disjuntores a Vácuo SION Descrição. Seção 2 Disjuntor Padrão 3AE

Disjuntores a Vácuo SION Descrição. Índice. Título Aqui. Seção 1 Disjuntores a Vácuo SION Descrição. Seção 2 Disjuntor Padrão 3AE Disjuntores a Vácuo Descrição Disjuntores a Vácuo Título Aqui Índice Seção 1 Disjuntores a Vácuo Descrição Seção 2 Disjuntor Padrão 3AE Seção 3 Módulo Deslizante 3AE Anexo Siemens AG 2005 Disjuntores a

Leia mais

Bancada Didática para Correção do Fator de Potência - XE551 -

Bancada Didática para Correção do Fator de Potência - XE551 - T e c n o l o g i a Bancada Didática para Correção do Fator de Potência - XE551 - Os melhores e mais modernos MÓDULOS DIDÁTICOS para um ensino tecnológico de qualidade. ELETROTÉCNICA INTRODUÇÃO Bancada

Leia mais

Seminário Online DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS

Seminário Online DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS Seminário Online DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS Leonel Rodrigues Gerente de Aplicação de Produto Nexans Product Application Dept. Sep 2014 1 Dimensionamento de Condutores Elétricos Dimensionamento

Leia mais

Para que o sistema de proteção atinja a finalidade a que se propõe ele deve obedecer aos seguintes requisitos básicos:

Para que o sistema de proteção atinja a finalidade a que se propõe ele deve obedecer aos seguintes requisitos básicos: 5 Proteção e Coordenação de Instalações Industriais Para que o sistema de proteção atinja a finalidade a que se propõe ele deve obedecer aos seguintes requisitos básicos: 1 Seletividade É a capacidade

Leia mais

GE Industrial Solutions. Disjuntores Industriais Norma IEC. TEDi / THEDi. GE imagination at work. GE Consumer & Industrial

GE Industrial Solutions. Disjuntores Industriais Norma IEC. TEDi / THEDi. GE imagination at work. GE Consumer & Industrial GE Consumer & Industrial GE Industrial Solutions Disjuntores Industriais Norma IEC TEDi / THEDi GE imagination at work 2 TEDi e THEDi Características técnicas do produto NBR IEC 609472 TIPO Nº de pólos

Leia mais

Software de Tarifação para centrais PABX e ambiente Windows

Software de Tarifação para centrais PABX e ambiente Windows Software de Tarifação para centrais PABX e ambiente Windows Um tarifador fácil de usar e poderoso. Com o tarifador STI Windows Atenas você poderá controlar os gastos com telefone, reduzir custos e otimizar

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1º MED

EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1º MED 1º MED DESENHO TÉCNICO MECÂNICO I Especificação de elementos que compõem projetos; técnicas de desenho técnico e de representação gráfica correlacionadas com seus fundamentos matemáticos e geométricos;

Leia mais

APRESENTAÇÃO... 13. Unidade 1: Revisão de eletricidade básica. 1.1 Primeiras palavras... 17. 1.2 Problematizando o tema... 17

APRESENTAÇÃO... 13. Unidade 1: Revisão de eletricidade básica. 1.1 Primeiras palavras... 17. 1.2 Problematizando o tema... 17 ........... Sumário APRESENTAÇÃO.... 13 Unidade 1: Revisão de eletricidade básica 1.1 Primeiras palavras.... 17 1.2 Problematizando o tema... 17 1.3 Texto básico para estudos.... 17 1.3.1 Tensão Contínua

Leia mais

D I N A T E S T E INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA. ASSISTÊNCIA TÉCNICA DE MÁQUINAS DE ENSAIOS E MEDIDORES DE DUREZA.

D I N A T E S T E INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA. ASSISTÊNCIA TÉCNICA DE MÁQUINAS DE ENSAIOS E MEDIDORES DE DUREZA. UPGRADE - Model SR2 Upgrade - Digital - Página 1 de 5 1288 São Paulo, 14 de maio de 2008 P/: AT: Faculdade de Engenharia - UFJF Juiz de Fora MG Profº Flávio Barbosa Depto.de Estruturas Tel: 32-9103- 0906

Leia mais

Reparador de Circuitos Eletrônicos

Reparador de Circuitos Eletrônicos Reparador de Circuitos Eletrônicos O Curso de Reparador de Circuitos Eletrônicos tem por objetivo o desenvolvimento de competências relativas a princípios e leis que regem o funcionamento e a reparação

Leia mais

CM ELETRICISTA FORÇA E CONTROLE PLANO DE CURSO

CM ELETRICISTA FORÇA E CONTROLE PLANO DE CURSO CM ELETRICISTA FORÇA E CONTROLE PLANO DE CURSO 1 Características do Curso Nível: Capacitação de nível médio Nome: Eletricista Força e Controle Carga horária: 240 horas Número de vagas: 20 2 Pré-requisito

Leia mais

CURSO DE SUBESTAÇÕES CONCEITOS, EQUIPAMENTOS, MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO.

CURSO DE SUBESTAÇÕES CONCEITOS, EQUIPAMENTOS, MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO. CURSO DE SUBESTAÇÕES CONCEITOS, EQUIPAMENTOS, MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO. WWW.ENGEPOWER.COM TEL: 11 3579-8777 PROGRAMA DO CURSO DE SUBESTAÇÕES CONCEITOS, EQUIPAMENTOS, MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO DE SUBESTAÇÕES.

Leia mais

ELIPSE POWER AUTOMATIZA A SUBESTAÇÃO CRUZ ALTA DA CPFL, UTILIZANDO OS PROTOCOLOS IEC 61850 E DNP3

ELIPSE POWER AUTOMATIZA A SUBESTAÇÃO CRUZ ALTA DA CPFL, UTILIZANDO OS PROTOCOLOS IEC 61850 E DNP3 ELIPSE POWER AUTOMATIZA A SUBESTAÇÃO CRUZ ALTA DA CPFL, UTILIZANDO OS PROTOCOLOS IEC 61850 E DNP3 Solução da Elipse Software apresenta rápida integração com os equipamentos da subestação localizada em

Leia mais

Dispositivos de Proteção de CCM

Dispositivos de Proteção de CCM 58 Dispositivos de Proteção de CCM Elaborado por Weberton Eller, Thiago Ribeiro, Gilberto Marques e Allan Souto A utilização dos centros de controle de motores (CCM) é bastante comum nas indústrias, em

Leia mais

Painéis de Distribuição ALPHA 160 e 400 A. Total segurança para a sua instalação. www.siemens.com.br/alpha

Painéis de Distribuição ALPHA 160 e 400 A. Total segurança para a sua instalação. www.siemens.com.br/alpha Painéis de Distribuição ALPHA 160 e 400 A Total segurança para a sua instalação www.siemens.com.br/alpha Painéis de Distribuição ALPHA Alta tecnologia para cada necessidade. Preparados para enfrentar qualquer

Leia mais

Produtos de Baixa Tensão. Novo SACE Emax 2 Referência em disjuntores de baixa tensão no mundo

Produtos de Baixa Tensão. Novo SACE Emax 2 Referência em disjuntores de baixa tensão no mundo Produtos de Baixa Tensão Novo SACE Emax 2 Referência em disjuntores de baixa tensão no mundo Novo Emax 2 A ABB criou a combinação perfeita de controle, facilidade de uso, conectividade e desempenho, para

Leia mais

PowerSpy Sistema de Monitoramento de Painéis de Distribuição

PowerSpy Sistema de Monitoramento de Painéis de Distribuição PowerSpy Sistema de Monitoramento de Painéis de Distribuição Uma solução completa para a medição e monitoramento de um vasto conjunto de grandezas elétricas, com indicações de valores individuais para

Leia mais

Série Quasar. Quadro Geral de Baixa Tensão Quadro de Distribuição Centro de Controle de Motores Inteligente. www.altus.com.br

Série Quasar. Quadro Geral de Baixa Tensão Quadro de Distribuição Centro de Controle de Motores Inteligente. www.altus.com.br Série Quasar Quadro Geral de Baixa Tensão Quadro de Distribuição Centro de Controle de Motores Inteligente www.altus.com.br Na medida exata para seu negócio Modular: ampla variedade de configurações para

Leia mais

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView Sistema de Gerenciamento DmView O DmView é o Sistema de Gerência desenvolvido para supervisionar e configurar os equipamentos DATACOM, disponibilizando funções para gerência de supervisão, falhas, configuração,

Leia mais

3.3 Operação em Rampa Transferência de carga de modo gradativo entre a Distribuidora e um gerador de consumidor ou vice-versa.

3.3 Operação em Rampa Transferência de carga de modo gradativo entre a Distribuidora e um gerador de consumidor ou vice-versa. O SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO, COM OPERAÇÃO Processo: PROJETO E CONSTRUÇÃO Subprocesso: INSTALAÇÃO ELÉTRICA DE CONSUMIDOR PCI.00.05 1/9 Primeira 1. OBJETIVO Estabelecer os critérios e requisitos necessários

Leia mais

Capítulo IV. Aterramento de sistemas elétricos industriais de média tensão com a presença de cogeração. Aterramento do neutro

Capítulo IV. Aterramento de sistemas elétricos industriais de média tensão com a presença de cogeração. Aterramento do neutro 60 Capítulo IV Aterramento de sistemas elétricos industriais de média tensão com a presença de cogeração Paulo Fernandes Costa* Nos três capítulos anteriores, foram discutidos os aspectos da escolha e

Leia mais

OCUPAÇÃO 19 DESCRITIVO TÉCNICO. Data de Aprovação:18/12/2003 Data de Revisão: Dezembro de 2005

OCUPAÇÃO 19 DESCRITIVO TÉCNICO. Data de Aprovação:18/12/2003 Data de Revisão: Dezembro de 2005 DESCRITIVO TÉCNICO OCUPAÇÃO 19 Data de Aprovação:18/12/2003 Data de Revisão: Dezembro de 2005 A Comissão de Diretores do SENAI Coordenadora das Olimpíadas do Conhecimento determina, de acordo com as normas

Leia mais

Capítulo XI. Energias renováveis alternativas. Requisitos técnicos para a conexão de sistemas fotovoltaicos à rede elétrica

Capítulo XI. Energias renováveis alternativas. Requisitos técnicos para a conexão de sistemas fotovoltaicos à rede elétrica 34 Capítulo XI Energia solar fotovoltaica Sistemas conectados à rede elétrica: requisitos para a conexão e proteções Por Jonas Rafael Gazoli, Marcelo Gradella Villalva e Juarez Guerra* Neste artigo vamos

Leia mais

Estimativa. Unioeste 30809/2010 Cod. Fornecedor ClassificaçãoVlr.Un. Total. Setor Processo Item edital

Estimativa. Unioeste 30809/2010 Cod. Fornecedor ClassificaçãoVlr.Un. Total. Setor Processo Item edital Filtrado por ( : = '' ) E ( em haver: >= 1 ) E (Imprimir quantidades por setor de consumo = Sim) 06/05/2014:17:06 Página 1 de 1 Fornecedor ClassificaçãoVlr.Un. 23 7023 Backup - Agente Aplicação Exchange

Leia mais

Proteção de Sistemas Elétricos Disjuntores, DR e DPS. Júlio Bortolini Engenheiro Eletricista Soprano Eletrometalúrgica e Hid. Ltda

Proteção de Sistemas Elétricos Disjuntores, DR e DPS. Júlio Bortolini Engenheiro Eletricista Soprano Eletrometalúrgica e Hid. Ltda Proteção de Sistemas Elétricos Disjuntores, DR e DPS Júlio Bortolini Engenheiro Eletricista Soprano Eletrometalúrgica e Hid. Ltda DISJUNTORES Definição Disjuntor Disjuntor: dispositivo de seccionamento

Leia mais

Kit de Máquinas Elétricas Rotativas - XE801 -

Kit de Máquinas Elétricas Rotativas - XE801 - T e c n o l o g i a Kit de Máquinas Elétricas Rotativas - XE801 - Os melhores e mais modernos MÓDULOS DIDÁTICOS para um ensino tecnológico de qualidade. INTRODUÇÃO Kit de Máquinas Elétricas Rotativas -

Leia mais

Rodrigo Baleeiro Silva Engenheiro de Controle e Automação. Introdução à Engenharia de Controle e Automação

Rodrigo Baleeiro Silva Engenheiro de Controle e Automação. Introdução à Engenharia de Controle e Automação Rodrigo Baleeiro Silva Engenheiro de Controle e Automação (do latim Automatus, que significa mover-se por si) ; Uso de máquinas para controlar e executar suas tarefas quase sem interferência humana, empregando

Leia mais

PADRÃO DE INFRAESTRUTURA DE TECNOLOGIA PARA PRESTADORES DA UNIMED RIO VERDE

PADRÃO DE INFRAESTRUTURA DE TECNOLOGIA PARA PRESTADORES DA UNIMED RIO VERDE PADRÃO DE INFRAESTRUTURA DE TECNOLOGIA PARA PRESTADORES DA UNIMED RIO VERDE Versão 1.0 Data: 09/12/2013 Desenvolvido por: - TI Unimed Rio Verde 1 ÍNDICE 1. Objetivo... 4 2. Requsitos de Infraestrutura

Leia mais

BRB Banco de Brasília-DF Agência Vila Buritis REVISÃO DA NOVA AGÊNCIA ( REFERENTE A OES ANTERIOR DE N 070/ 2011 )

BRB Banco de Brasília-DF Agência Vila Buritis REVISÃO DA NOVA AGÊNCIA ( REFERENTE A OES ANTERIOR DE N 070/ 2011 ) Pág. 1 Memorial de Cálculo: Instalações elétricas Cliente: Unidade: Assunto: BRB Banco de Brasília-DF Agência Vila Buritis REVISÃO DA NOVA AGÊNCIA ( REFERENTE A OES ANTERIOR DE N 070/ 2011 ) Código do

Leia mais

1 INSPEÇÃO DA INSTALAÇÃO ELÉTRICA CONFORME A NBR 5410

1 INSPEÇÃO DA INSTALAÇÃO ELÉTRICA CONFORME A NBR 5410 1 INSPEÇÃO DA INSTALAÇÃO ELÉTRICA CONFORME A NBR 5410 A segurança sempre está em pauta em nossas vidas e com a eletricidade não deve ser diferente. Durante a utilização normal das instalações elétricas

Leia mais

Capacitores Correção do Fator de Potência. Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas

Capacitores Correção do Fator de Potência. Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Capacitores Correção do Fator de Potência Motores Automação Eneria Transmissão & Distribuição Tintas www.we.net Sumário Tecnoloia dos Capacitores...4 Linha de Produtos...5 UCW - Unidade Capacitiva Monofásica...6

Leia mais

Sistema de Excitação e Regulação Digital de Tensão RG3 para geradores síncronos

Sistema de Excitação e Regulação Digital de Tensão RG3 para geradores síncronos Sistema de Excitação e Regulação Digital de Tensão RG3 para geradores síncronos Características operacionais Equipamento padrão Confiabilidade Elevada disponibilidade Facilidades da tecnologia digital

Leia mais

COELCE DECISÃO TÉCNICA CRITÉRIO PARA INSTALAÇÃO DT - 106 RELIGADOR AUTOMÁTICO TRIFÁSICO DE 15 KV USO EM POSTE

COELCE DECISÃO TÉCNICA CRITÉRIO PARA INSTALAÇÃO DT - 106 RELIGADOR AUTOMÁTICO TRIFÁSICO DE 15 KV USO EM POSTE DECISÃO TÉCNICA CRITÉRIO PARA INSTALAÇÃO DT - 16 RELIGADOR AUTOMÁTICO TRIFÁSICO DE 15 KV USO EM POSTE DOCUMENTO NORMATIVO DA TRANSMISSÃO DESIM -896-1 I JUN/1 Í N D I C E 1 OBJETIVO...1 2 NORMAS E TRABALHOS...1

Leia mais

Plataforma sinap t&d. Geração Distribuída. Análise de Redes Proteção Despacho Confiabilidade Manobras de Redes

Plataforma sinap t&d. Geração Distribuída. Análise de Redes Proteção Despacho Confiabilidade Manobras de Redes Agradecimentos Este trabalho foi desenvolvido no âmbito do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico do Setor de Energia Elétrica regulado pela ANEEL e consta dos Anais do VI Congresso de Inovação

Leia mais

Instalações de média tensão ABNT NBR 14039

Instalações de média tensão ABNT NBR 14039 52 Instalações de média tensão ABNT NBR 14039 Capítulo IV Seleção e instalação de componentes Parte 1 Por Marcus Possi* O foco deste artigo é o Capítulo 6 da norma ABNT NBR 14039 Instalações elétricas

Leia mais

Software Profissional de Controlo de Acessos, Ponto & Assiduidade

Software Profissional de Controlo de Acessos, Ponto & Assiduidade Software Profissional de Controlo de Acessos, Ponto & Assiduidade BIOSOFT O Biosoft é o software de Controlo de Acessos e Assiduidade baseado na nova geração de conectividade IP e segurança biométrica.

Leia mais

Capacitores para Correção do Fator de Potência Bobinas de polipropileno metalizado, auto-regenerativo e com dielétrico seco Perdas dielétricas

Capacitores para Correção do Fator de Potência Bobinas de polipropileno metalizado, auto-regenerativo e com dielétrico seco Perdas dielétricas Capacitores para Correção do Fator de Potência Bobinas de polipropileno metalizado, auto-regenerativo e com dielétrico seco Perdas dielétricas menores que 0,4 W/kvar Dispositivo interruptor de segurança

Leia mais

A solução certa para ensinar futuros técnicos e engenheiros integrados em uma única ferramenta.

A solução certa para ensinar futuros técnicos e engenheiros integrados em uma única ferramenta. Se o conteúdo de suas aulas é relacionado a hidráulica, pneumática, elétrica e tecnologia de controle, suas principais exigências de um software são conceito de ilustração e comportamento de sistema. Criado

Leia mais

SD Cursos Automação e Controle - www.cursosclp.com.br

SD Cursos Automação e Controle - www.cursosclp.com.br O manual de Circuitos de Controle de Motores é explicado passo a passo, e todas as explicações são acompanhadas por figuras de simulações. Abaixo estão algumas destas figuras, para que você tenha uma noção

Leia mais

O mundo está mudando - e muito rapidamente. E é melhor sua empresa mudar também. O cenário empresarial atual está impondo um altíssimo grau de competitividade comercial. E essa competitividade requer decisões

Leia mais

Engenharia. Principal Gerenc. Eletrônico de Doc. de Engenharia Digitalização de Doc. Técnica Manuais e relatórios pesquisáveis

Engenharia. Principal Gerenc. Eletrônico de Doc. de Engenharia Digitalização de Doc. Técnica Manuais e relatórios pesquisáveis Índice Engenharia Principal Gerenc. Eletrônico de Doc. de Engenharia Digitalização de Doc. Técnica Manuais e relatórios pesquisáveis Migração de Base de Dados IntelliCAD Customização e rotinas para AutoCAD

Leia mais

Especificação de Disjuntores Segundo a ABNT

Especificação de Disjuntores Segundo a ABNT Especificação de Disjuntores Segundo a ABNT Responsabilidade do profissional Normas Regulamentadoras (NR) - SSMT/MTb MTb NR-10 em 10.1.2 : Nas instalações e serviços em eletricidade,... usar as normas

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA Autorizado pela Portaria nº 960 de 25/11/08 D.O.U de 26/11/08 PLANO DE CURSO

CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA Autorizado pela Portaria nº 960 de 25/11/08 D.O.U de 26/11/08 PLANO DE CURSO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA Autorizado pela Portaria nº 960 de 25/11/08 D.O.U de 26/11/08 Componente Curricular: Máquinas Elétricas Código: ENG - 483 Pré-requisito: --- Período Letivo: 2013.1 Professor:

Leia mais

LOCALIZAÇÃO DO TRAÇADO

LOCALIZAÇÃO DO TRAÇADO SIM da RMBS Sistema Integrado Metropolitano SISTEMA VLT AUDIÊNCIA PÚBLICA AQUISIÇÃO DE SISTEMAS Dezembro/2011 LOCALIZAÇÃO DO TRAÇADO 2 CARACTERIZAÇÃO DO EMPREENDIMENTO VLT Legenda: Traçado VLT: Trecho

Leia mais

Controle de Processo Ideal: PCS 7 Library SIMOCODE pro SIRIUS. Respostas para a indústria.

Controle de Processo Ideal: PCS 7 Library SIMOCODE pro SIRIUS. Respostas para a indústria. Controle de Processo Ideal: PCS 7 Library SIMOCODE pro Respostas para a indústria. Percepção, previsão, visão ampliada: SIMOCODE pro integrado no SIMATIC PCS7 O sistema flexível de gerenciamento de motores

Leia mais

Manual de Transferência de Arquivos

Manual de Transferência de Arquivos O Manual de Transferência de Arquivos apresenta a ferramenta WebEDI que será utilizada entre FGC/IMS e as Instituições Financeiras para troca de arquivos. Manual de Transferência de Arquivos WebEDI Versão

Leia mais

ID 3.020 Critérios de Aplicação de Sistemas de Proteção de Redes de Distribuição Aérea em Tensão Primária

ID 3.020 Critérios de Aplicação de Sistemas de Proteção de Redes de Distribuição Aérea em Tensão Primária ID 3.020 Critérios de Aplicação de Sistemas de Proteção de Redes de Distribuição Aérea em Tensão Primária Elaborado por: Eng. Dener Pioli Gerencia de Engenharia de Automação e Proteção Aprovado por: Sergio

Leia mais