A Controladoria no Processo de Gestão. Clóvis Luís Padoveze

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A Controladoria no Processo de Gestão. Clóvis Luís Padoveze"

Transcrição

1 1

2 A Controladoria no Processo de Gestão Clóvis Luís Padoveze Cascavel

3 1. Controladoria 2. Processo de Gestão 3. A Controladoria no Processo de Gestão 3

4 Visão da Ciência da Controladoria Administração Economia Sociologia Ciência Contábil Direito Psicologia Matemática Estatística Engenharia 4

5 Contabilidade Gerencial e Contabilidade Financeira Contabilidade Financeira Contabilidade Gerencial Ciência Contábil Financeira Gerencial 1 - Orientação Histórica 2 - Custo como base de Valor 3 - Princípios Contábeis 4 - Relatórios Padrões 1 - Perspectiva de Futuro 2 - Valor da Empresa (Fluxo Futuro de Benefícios) 3 - Ciência Contábil 4 - Informações (Relatórios) para qualquer decisão 5

6 Controladoria como Ciência CIÊNCIA CONTÁBIL - Conceitos Escola Americana Processo de comunicação de informação econômica para tomada de decisão Escola Italiana Ciência que estuda e enuncia as leis do controle econômico das empresas Teorias Contábeis Teoria da Decisão Teoria da Mensuração Teoria da Informação 6

7 Objetivos da Controladoria A - Controle do Patrimônio Empresarial Antecedente (Preliminar) Concomitante (Concorrente) Subseqüente (Pós-Controle) B - Assegurar a Eficácia Empresarial Através da Otimização dos Resultados Planejados 7

8 Controladoria como Ciência Consiste em corpo de doutrinas e conhecimentos relativos à gestão econômica das empresas, com o fim orientá-las para a eficácia. É a utilização da Ciência Contábil em toda a sua plenitude. 8

9 Controladoria e Ciência Contábil Controladoria Unidade Administrativa Ciência Contábil Contabilidade Financeira Contabilidade Gerencial 9

10 Missão da Controladoria A missão da controladoria é assegurar a eficácia da empresa por meio da otimização de seus resultados. Lucro : melhor medida da eficácia empresarial. Heckert e Wilson À Controladoria não compete o comando do navio, pois esta tarefa é do primeiro executivo; representa, entretanto, o navegador que cuida dos mapas de navegação. É sua finalidade manter informado o comandante quanto à distância percorrida, ao local em que se encontra, e à velocidade da embarcação, à resistência encontrada, aos desvios da rota, aos recifes perigosos e aos caminhos traçados nos mapas, para que o navio chegue ao destino. Peleias Dar suporte à gestão dos negócios da empresa, de modo a assegurar que esta atinja seus objetivos, cumprindo assim sua missão. 10

11 A Controladoria na Organização PRESIDENTE Vice-Presidente (Diretor) de Produção Vice-Presidente (Diretor) Administrativo/ Financeiro Vice-Presidente (Diretor) de Comercialização CONTROLLER TESOUREIRO 11

12 Controladoria e as demais áreas da Empresa A Empresa Missão, Crenças e Valores Produtos / Serviços e Processos Áreas de Responsabilidade Compras Compras Produção Produção Desenvolvimento de de Produtos Produtos Comercialização Finanças Finanças Sistemas Sistemas de de Informação de de Apoio Apoio às às Operações Operações Sistemas Sistemas de de Informação de de Apoio Apoio à à Gestão Gestão CONTROLADORIA Asseguradora da da Eficácia Eficácia Empresarial 12

13 Estrutura da Controladoria CONTROLADORIA Auditoria Interna Interna Planejamento ee Controle Sistema Sistema de de Informação Gerencial Escrituração Orçamento Orçamento e e Projeções Projeções Contabilidade de de Custos Custos Contabilidade por por Responsabilidades Acompanhamento do do Negócio Negócio e e Estudos Estudos Especiais Especiais // Análise Análise de de Investimentos Contabilidade Societária Controle Patrimonial Contabilidade Tributária É a responsável pelo sistema de informação contábil gerencial da empresa. Deve atuar fortemente em todas as etapas do processo de gestão da empresa. A controladoria não se pode furtar, também, as suas funções de execução das tarefas regulamentares. A administração do sistema de informação gerencial deve ter o monitoramento permanente do controller, para alcançar a integração. 13

14 Papel do Controller Monitoramento dos Sistemas de Informações Gerenciais Apoio aos demais gestores Influência Persuasão Não toma decisões operacionais, exceto as da sua área 14

15 Eficácia e Contabilidade Lucro como Medida da Eficácia da Empresa Planejamento e Controle com Enfoque em Resultados Valor da Empresa 15

16 Processo de Gestão Conjunto de teorias, conceitos, modelos e atividades para gestão das entidades. Decorre das crenças e valores da empresa e alinha-se com a sua missão. 16

17 Processo de Gestão Planejamento Planejamento Estratégico Planejamento Operacional Programação Execução Controle 17

18 Processo de Gestão Fases do Processo Fases do Processo Planejamento Estratégico Planejamento Operacional Programação Execução Finalidade Garantir a Missão e a Continuidade Otimizar o Resultado a Médio e a Longo Prazo Otimizar no Curto Prazo Otimizar o Resultado de cada Transação Produto Diretrizes e Políticas Estratégicas Plano Operacional Programa Operacional Transações Controle Corrigir e Ajustar para Garantir a Otimização Ações Corretivas 18

19 A Controladoria na Estratégia 19

20 A Controladoria do Planejamento Estratégico Informações para a Estratégia Balanced Scorecard - Controle de Metas Estratégicas Gerenciamento do Risco 20

21 Informações para Estratégia Sistema de Informação de Acompanhamento do Negócio Centra-se em coletar e armazenar informações que possibilite visualizar a empresa no seu ramo de atuação, dentro da conjuntura econômica: a - desempenho das vendas, clientes e mercados; b - situação econômica geral do setor de atuação da empresa, da situação econômica geral do país e do mundo; c - indicadores de evolução internos versus os externos (preços, crescimento das vendas, indicadores de produtividade, etc.); d - desempenho das empresas concorrentes, das importações e exportações dos produtos concorrentes e substitutos; e - avaliação do tamanho dos mercados em que a empresa atua (consumo aparente) e participação da empresa no mercado (market-share); f - informações sobre produtividade, qualidade, recursos humanos, satisfação dos clientes, etc. 21

22 Balanced Scorecard Financeira ROCE ROCE Do Cliente Lealdade dos dos Clientes Clientes Pontualidade das das Entregas Dos Processos de Negócios Qualidade dos dos Processos Ciclo Ciclo dos dos Processos Do Aprendizado e Crescimento Capacidades do do Funcionário 22

23 Gerenciamento do Risco Conformidade Desempenho Controle de ameaças/ riscos internos Gestão do Risco Retorno de oportunidades externas Coisas ruins podem acontecer Boas coisas podem não acontecer 23

24 A Controladoria no Planejamento Operaciona 24

25 A Controladoria no Planejamento Operacional Determinação da Estrutura do Ativo (Empresa, Unidades de Negócio, Linhas de Produto) Determinação da Estrutura do Passivo Ativo Passivo Capital de Giro Ativo Fixo Capital de Terceiros Capital Próprio 25

26 A Controladoria na Programação 26

27 A Controladoria na Programação Execução do Plano Orçamentário Definição do modelo; Elaboração; Cronograma; Monitoramento; Controle Orçamentário; Utilização para Avaliação de Desempenho. 27

28 A Controladoria na Execução 28

29 A Controladoria na Execução A - Gestão Operacional B - Gestão dos Eventos Econômicos 29

30 Gestão Operacional 1 - Modelos para Gestão do Capital de Giro Modelo de Feuriet Modelo Ortodoxo Ciclo Operacional / Financeiro Indicadores de Atividades 2 - Modelos para Gestão do Ativo Permanente Avaliação do Retorno dos Investimentos Gestão do Fluxo Futuro dos Serviços 30

31 Gestão dos Eventos Econômicos Construção de Modelos para Tomada de Decisão das Transações; Utilização dos Conceitos de Custo de Oportunidade (taxas de juros, preços de mercado, etc.); Compra à Vista, Compra à Prazo; Venda à Vista, Venda à Prazo; Aplicações Financeiras, etc. 31

32 A Controladoria no Controle e Avaliação de Desempenho 32

33 A Controladoria no Controle e Avaliação de Desempenho A - Gestão de Custos; B - Gestão de Preços de Venda; C - Avaliação do Desempenho Global; D - Avaliação do Desempenho Setorial; E - Monitoramento do Valor da Empresa. 33

34 Gestão de Custos Métodos, Formas e Sistemas de Acumulação; Apuração dos Custos Unitários; Modelos de Decisão: Margem de Contribuição e Ponto de Equilíbrio; Inflação da Empresa; Política de Redução de Custos. 34

35 Gestão de Preços de Venda Formação de Preços de Venda a partir do Custo Preço de Venda de Marketing: Valor Percebido pelo Consumidor Análise de Rentabilidade: - Produtos -Clientes - Canais de Distribuição - Por Fator Limitante 35

36 Avaliação de Desempenho Global Análise de Balanço Liquidez x Rentabilidade Análise da Geração de Lucro 36

37 Avaliação de Desempenho Setorial Visão Multidimensional Unidades de Negócios Divisões Centros de Lucros Filiais, Estabelecimentos Centros de Custos Produtos / Linhas de Produtos Processos / Atividades 37

38 Valor da Empresa Valor Contábil Valor de Mercado Valor Econômico Valor dos Intangíveis - Capital Intelectual - Conhecimento - Marcas - Clientela - Organizacional Criação de Valor - da Empresa - para os acionistas 38

39 Atividades Regulamentares Escrituração; Demonstrações publicáveis; Atendimento à área fiscal; Atendimento aos investidores, bancos e instituições relacionadas; Atendimento ao Público Interno. 39

40 O Contador como Estrategista Organizacional Assegurador da Eficácia Empresarial tendo como premissa: Lucro como Medida da Eficácia Através do: Onde: Sistema de Informação Contábil Gerencial Mensura Corretamente o Resultado das Atividades Empresariais Agindo de Forma: Apoiadora e Influenciadora na Estratégia Organizacional 40

Gestão Contábil e Financeira nas Pequenas e Médias Empresas PMEs

Gestão Contábil e Financeira nas Pequenas e Médias Empresas PMEs Gestão Contábil e Financeira nas Pequenas e Médias Empresas PMEs. 1 A Contabilidade como Ferramenta de Gestão: Nova Visão Empresarial Benefícios e Vantagens; Parceria do Administrador e do Profissional

Leia mais

Ementário e Bibliografia do curso de. Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04

Ementário e Bibliografia do curso de. Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 01 - ADMINISTRAÇÃO Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 Introdução à Administração. Antecedentes históricos da Administração. Escolas de Administração. Administração e suas perspectivas. Variáveis

Leia mais

Unidade Ribeirão Preto -SP

Unidade Ribeirão Preto -SP Unidade Ribeirão Preto -SP Gestão Estratégica de Controladoria O papel da controladoria na gestão estratégica de uma empresa Curriculum Luís Valíni Neto Técnico Contábil Administrador de Empresas pela

Leia mais

OS NOVOS PARADIGMAS E DESAFIOS DA FUNÇÃO CONTROLADORIA

OS NOVOS PARADIGMAS E DESAFIOS DA FUNÇÃO CONTROLADORIA Ribeirão Preto -SP OS NOVOS PARADIGMAS E DESAFIOS DA FUNÇÃO CONTROLADORIA Palestrante Luís Valíni Neto Técnico Contábil - Administrador de Empresas pela Universidade de Ribeirão Preto - Pós - graduado

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO ESTRATÉGICA DE FINANÇAS 1 JUSTIFICATIVA

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO ESTRATÉGICA DE FINANÇAS 1 JUSTIFICATIVA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO ESTRATÉGICA DE FINANÇAS 1 JUSTIFICATIVA A atividade empresarial requer a utilização de recursos financeiros, os quais são obtidos na forma de crédito e de

Leia mais

CAPÍTULO 1 - CONTABILIDADE E GESTÃO EMPRESARIAL A CONTROLADORIA

CAPÍTULO 1 - CONTABILIDADE E GESTÃO EMPRESARIAL A CONTROLADORIA CAPÍTULO 1 - CONTABILIDADE E GESTÃO EMPRESARIAL A CONTROLADORIA Constata-se que o novo arranjo da economia mundial provocado pelo processo de globalização tem afetado as empresas a fim de disponibilizar

Leia mais

MBA EM GESTÃO FINANCEIRA: CONTROLADORIA E AUDITORIA Curso de Especialização Pós-Graduação lato sensu

MBA EM GESTÃO FINANCEIRA: CONTROLADORIA E AUDITORIA Curso de Especialização Pós-Graduação lato sensu MBA EM GESTÃO FINANCEIRA: CONTROLADORIA E AUDITORIA Curso de Especialização Pós-Graduação lato sensu Coordenação Acadêmica: Prof. José Carlos Abreu, Dr. 1 OBJETIVO: Objetivos Gerais: Atualizar e aprofundar

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Sem. CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS I II III IV V VI VI I Matriz Curricular válida para os acadêmicos ingressantes

Leia mais

CONTROLADORIA NO SUPORTE A GESTÃO EMPRESARIAL

CONTROLADORIA NO SUPORTE A GESTÃO EMPRESARIAL CONTROLADORIA NO SUPORTE A GESTÃO EMPRESARIAL Cristiane de Oliveira 1 Letícia Santos Lima 2 Resumo O objetivo desse estudo consiste em apresentar uma base conceitual em que se fundamenta a Controladoria.

Leia mais

Carga Horária: Total: 60 horas/aula Semanal: 04 aulas Créditos: 04 Modalidade: Teórica Classificação do Conteúdo pelas DCN: Formação Profissional

Carga Horária: Total: 60 horas/aula Semanal: 04 aulas Créditos: 04 Modalidade: Teórica Classificação do Conteúdo pelas DCN: Formação Profissional DISCIPLINA: Contabilidade Gerencial CÓDIGO: 2ADM.0 VALIDADE: a partir de agosto de 200 TÉRMINO: Carga Horária: Total: 60 horas/aula Semanal: aulas Créditos: Modalidade: Teórica Classificação do Conteúdo

Leia mais

INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA 1.1

INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA 1.1 1.0 INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA 1.1 1.2 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA Qual o objetivo das empresas para a administração financeira? Maximizar valor de mercado da empresa; Aumentar a riqueza dos acionistas.

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Gestão Financeira. Conteúdo Programático. ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DE CURTO PRAZO / 100h

Curso Superior de Tecnologia em Gestão Financeira. Conteúdo Programático. ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DE CURTO PRAZO / 100h ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DE CURTO PRAZO / 100h CAPITAL DE GIRO liquidez e capital circulante líquido rentabilidade do ativo estratégias de gerência fontes de financiamento estudo de caso orçamento de caixa

Leia mais

Estruturação do sistema de informação contábil no ERP

Estruturação do sistema de informação contábil no ERP Estruturação do sistema de informação contábil no ERP Clóvis Luís Padoveze (UNIMEP) cpadoveze@romi.com.br Resumo A característica gerencial da informação contábil determina que o sistema de informação

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 2. Finanças 2.1 Orçamento anual integrado Objetivo: Melhorar

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL Aldemar Dias de Almeida Filho Discente do 4º ano do Curso de Ciências Contábeis Faculdades Integradas de Três Lagoas AEMS Élica Cristina da

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

INSTRUMENTOS DE PLANEJAMENTO E CONTROLE FINANCEIRO

INSTRUMENTOS DE PLANEJAMENTO E CONTROLE FINANCEIRO INSTRUMENTOS DE PLANEJAMENTO E CONTROLE FINANCEIRO Sistema de informações gerenciais Sistema de informações gerencial => conjunto de subsistemas de informações que processam dados e informações para fornecer

Leia mais

Contabilidade Financeira e Orçamentária

Contabilidade Financeira e Orçamentária Contabilidade Financeira e Orçamentária Mercados Gestão de Riscos Planejamento Orçamentário Mercado Financeiro Mercado financeiro Em uma economia, de um lado existem os que possuem poupança financeira

Leia mais

Conceito. Praticamente todos os indivíduos e organizações recebem ou levantam, gastam ou investem dinheiro.

Conceito. Praticamente todos os indivíduos e organizações recebem ou levantam, gastam ou investem dinheiro. Plano de Ensino Conceito A Função Financeira nas Empresas Utilização das informações contábeis Áreas de Decisões Financeiras Objetivos do Administrador Financeiro Organização da Função Financeira Estrutura

Leia mais

Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04

Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 01 - ADMINISTRAÇÃO Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 Introdução à Administração. Antecedentes históricos da Administração. Escolas de Administração. Administração e suas perspectivas. Variáveis

Leia mais

ANÁLISE DAS FERRAMENTAS DE CONTROLE GERENCIAL PARA MELHORIA DA PERFORMANCE EMPRESARIAL. Prof. Elias Garcia egarcia@unioeste.br

ANÁLISE DAS FERRAMENTAS DE CONTROLE GERENCIAL PARA MELHORIA DA PERFORMANCE EMPRESARIAL. Prof. Elias Garcia egarcia@unioeste.br ANÁLISE DAS FERRAMENTAS DE CONTROLE GERENCIAL PARA MELHORIA DA PERFORMANCE EMPRESARIAL Prof. Elias Garcia egarcia@unioeste.br Prof. Elias Garcia Bacharel em Ciências Contábeis 1988 Especialização em Contabilidade

Leia mais

Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ

Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ Um jeito Diferente, Inovador e Prático de fazer Educação Corporativa Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ Objetivo: Auxiliar o desenvolvimento

Leia mais

MBA CONTROLADORIA, FINANÇAS E PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO

MBA CONTROLADORIA, FINANÇAS E PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO MBA CONTROLADORIA, FINANÇAS E PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO 1. APRESENTAÇÃO O curso de MBA em Controladoria, Finanças e Planejamento Tributário desenvolvido pela FAACZ visa oferecer aos participantes instrumentais

Leia mais

1. INTRODUÇÃO SISTEMA INTEGRADO DE CONTABILIDADE

1. INTRODUÇÃO SISTEMA INTEGRADO DE CONTABILIDADE 1. INTRODUÇÃO A contabilidade foi aos poucos se transformando em um importante instrumento para se manter um controle sobre o patrimônio da empresa e prestar contas e informações sobre gastos e lucros

Leia mais

Planejamento e Controle do Lucro Empresas de Pequeno e Médio Porte

Planejamento e Controle do Lucro Empresas de Pequeno e Médio Porte Planejamento e Controle do Lucro Empresas de Pequeno e Médio Porte Profa. Dariane Reis Fraga Castanheira darianer@fia.com.br www.fia.com.br/proced Profa. Dariane Reis Fraga Castanheira 1 Objetivo Planejamento

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em CONTROLADORIA DE MARKETING

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em CONTROLADORIA DE MARKETING Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em CONTROLADORIA DE MARKETING Inscrições Abertas: Início das aulas: 24/08/2015 Término das aulas: 14/08/2016 Dias e horários das aulas: Segunda-Feira 18h30

Leia mais

Unidade I FUNDAMENTOS DA GESTÃO. Prof. Jean Cavaleiro

Unidade I FUNDAMENTOS DA GESTÃO. Prof. Jean Cavaleiro Unidade I FUNDAMENTOS DA GESTÃO FINANCEIRA Prof. Jean Cavaleiro Introdução Definir o papel da gestão financeira; Conceitos de Gestão Financeira; Assim como sua importância na gestão de uma organização;

Leia mais

Caracterização da Contabilidade Gerencial

Caracterização da Contabilidade Gerencial Introdução à Contabilidade Gerencial Caracterização da Contabilidade Gerencial Caracteriza-se Contabilidade Gerencial o segmento da ciência contábil que congrega o conjunto de informações necessárias à

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão Financeira e Controladoria tem por objetivo o fornecimento

Leia mais

O EFEITO DE DIFERENTES CRITÉRIOS DE DEPRECIAÇÃO DE ATIVOS OPERACIONAIS NA ANÁLISE DO FLUXO DE CAIXA GERADO POR UM PROJETO

O EFEITO DE DIFERENTES CRITÉRIOS DE DEPRECIAÇÃO DE ATIVOS OPERACIONAIS NA ANÁLISE DO FLUXO DE CAIXA GERADO POR UM PROJETO O EFEITO DE DIFERENTES CRITÉRIOS DE DEPRECIAÇÃO DE ATIVOS OPERACIONAIS NA ANÁLISE DO FLUXO DE CAIXA GERADO POR UM PROJETO Ricardo Zerinto Martins 1, Paulo César Ribeiro Quintairos 2 1 Mestrando em Gestão

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Gestão Empresarial

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Gestão Empresarial CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Gestão Empresarial Coordenação Acadêmica FGV : Professora Denize Dutra CÓDIGO NO SIGA : VIANNA0/TMBAGE*1225-14 1. ECONOMIA EMPRESARIAL Fundamentos

Leia mais

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio de forma estratégica e inovadora. O que são

Leia mais

Modelo para elaboração do Plano de Negócios

Modelo para elaboração do Plano de Negócios Modelo para elaboração do Plano de Negócios 1- SUMÁRIO EXECUTIVO -Apesar de este tópico aparecer em primeiro lugar no Plano de Negócio, deverá ser escrito por último, pois constitui um resumo geral do

Leia mais

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE UNESC CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS LUIZ PAULO RONCHI FREITAS

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE UNESC CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS LUIZ PAULO RONCHI FREITAS 0 UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE UNESC CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS LUIZ PAULO RONCHI FREITAS AS FUNÇÕES DA CONTROLADORIA E O PERFIL DO CONTROLLER NAS EMPRESAS INTEGRANTES DOS PRINCIPAIS

Leia mais

Escolha os melhores caminhos para sua empresa

Escolha os melhores caminhos para sua empresa Escolha os melhores caminhos para sua empresa O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio

Leia mais

MÓDULO IX - CUSTOS. A gestão de custos como ferramenta de apoio a tomada de decisão

MÓDULO IX - CUSTOS. A gestão de custos como ferramenta de apoio a tomada de decisão MÓDULO IX - CUSTOS A gestão de custos como ferramenta de apoio a tomada de decisão 1 Conteúdo Objetivo do custeio Conceito de valor Gestão de Custos versus Gestão Estratégica Componentes básicos de custos

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2009.1A BRUSQUE (SC) 2014 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 ADMINISTRAÇÃO... 4 02 CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA I... 4 03 MATEMÁTICA... 4 04 METODOLOGIA CIENTÍFICA... 4 05 NOÇÕES

Leia mais

MBA em Gestão Financeira, Controladoria e Auditoria

MBA em Gestão Financeira, Controladoria e Auditoria MBA em Gestão Financeira, Controladoria e Auditoria CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO Coordenação Acadêmica Prof. Carlos Alberto dos Santos Silva OBJETIVO: O MBA EM GESTÃO FINANCEIRA, CONTROLADORIA

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Matemática I 1º PERÍODO Matrizes e sistemas lineares. Funções: lineares, afins quadráticas,

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Nome da disciplina Evolução do Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação;

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Evolução de Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução

Leia mais

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 901491 - EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução da teoria organizacional

Leia mais

A FUNÇÃO CONTROLE. Orientação do controle

A FUNÇÃO CONTROLE. Orientação do controle A FUNÇÃO CONTROLE O controle é a ultima função da administração a ser analisadas e diz respeito aos esforços exercidos para gerar e usar informações relativas a execução das atividades nas organizações

Leia mais

ORÇAMENTO EMPRESARIAL

ORÇAMENTO EMPRESARIAL ORÇAMENTO EMPRESARIAL PROCESSO ORÇAMENTÁRIO 2 PROCESSO ORÇAMENTÁRIO Em linhas gerais o processo orçamentário consta de três grandes fases: Previsão (Planejamento); Execução; Controle. PROCESSO ORÇAMENTÁRIO

Leia mais

Felipe Pedroso Castelo Branco Cassemiro Martins BALANCED SCORECARD FACULDADE BELO HORIZONTE

Felipe Pedroso Castelo Branco Cassemiro Martins BALANCED SCORECARD FACULDADE BELO HORIZONTE Felipe Pedroso Castelo Branco Cassemiro Martins BALANCED SCORECARD FACULDADE BELO HORIZONTE Belo Horizonte 2011 Felipe Pedroso Castelo Branco Cassemiro Martins BALANCED SCORECARD FACULDADE BELO HORIZONTE

Leia mais

DIFERENÇAS ENTRE CONTABILIDADE GERENCIAL E CONTABILIDADE FINANCEIRA

DIFERENÇAS ENTRE CONTABILIDADE GERENCIAL E CONTABILIDADE FINANCEIRA Olá, pessoal! Hoje trago uma aula sobre as principais características da Contabilidade Gerencial e suas diferenças em relação à Contabilidade Financeira, que é o outro nome da Contabilidade Geral. Trata-se

Leia mais

Grade Curricular - Bacharelado em Ciências Contábeis

Grade Curricular - Bacharelado em Ciências Contábeis Grade Curricular - Bacharelado em Ciências Contábeis SEMESTRE 1 - Obrigatórias Código Nome Aula Trabalho Total Complementos de Matematica Para 5910176 Contabilidade RAD0111 Teoria da Administração RCC0108

Leia mais

Faculdade Alves Faria

Faculdade Alves Faria Apresentação Discente e Docente. Apresentação e Entrega do Plano de Ensino, 1 2 3 4 5 6 7 1. Introdução às Finanças Corporativas: Agrupamento das áreas básicas de finanças relacionadas às empresas. Evolução

Leia mais

Tecnólogo. Portfólio Easy to Learn. em gestão FINANCEIRA

Tecnólogo. Portfólio Easy to Learn. em gestão FINANCEIRA Tecnólogo Portfólio Easy to Learn em gestão FINANCEIRA ÍNDICE Introdução à Gestão Empresarial...2 Fundamentos de Sistemas de Informação...2 Gerenciamento de Projetos...2 Empreendedorismo...2 Fundamentos

Leia mais

MBA Executivo Contabilidade e Finanças

MBA Executivo Contabilidade e Finanças MBA Executivo Contabilidade e Finanças Proposta do curso: O curso de MBA Executivo em Contabilidade e Finanças proporciona ao aluno o conhecimento a respeito dos fundamentos de contabilidade e finanças

Leia mais

Política Institucional Gerenciamento de Capital

Política Institucional Gerenciamento de Capital P a g e 1 1 P a g e 2 Índice: 1. Objetivos... 2 2. Estrutura... 3 Diretoria BNY Mellon Serviços Financeiros Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A e BNY Mellon Banco S.A... 4 Diretor Responsável

Leia mais

BENEFÍCIOS COM A SMALL

BENEFÍCIOS COM A SMALL BENEFÍCIOS COM A SMALL 2012. Small Consultoria Avenida Engenheiro Caetano Álvares, 530 Casa Verde, São Paulo S.P. Tel. 11 2869.9699 / 11 2638.5372 Todos os direitos reservados. A IDEIA Dentre os exemplos

Leia mais

ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade Geral - 4 72 ADM004 Metodologia Científica - 2 36 ADM005 Métodos Quantitativos - 4 72

ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade Geral - 4 72 ADM004 Metodologia Científica - 2 36 ADM005 Métodos Quantitativos - 4 72 Matriz Curricular do Curso de Administração 2015.1 1ª Fase CÓDIGO DISCIPLINAS PRÉ- REQUISITOS CRED ADM001 Interpretação e Produção de Textos - ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade

Leia mais

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE 1º SEMESTRE 7ECO003 ECONOMIA DE EMPRESAS I Organização econômica e problemas econômicos. Demanda, oferta e elasticidade. Teoria do consumidor. Teoria da produção e da firma, estruturas e regulamento de

Leia mais

CONTROLADORIA: ATRIBUIÇÃO DE VALOR À ORGANIZAÇÃO

CONTROLADORIA: ATRIBUIÇÃO DE VALOR À ORGANIZAÇÃO CONTROLADORIA: ATRIBUIÇÃO DE VALOR À ORGANIZAÇÃO Beatriz Alves Paes CONSORTE 1 - RGM 071627 Benedito Fernando FAVARETTO¹ - RGM 028811 Daniel Gazal ZUPO¹ - RGM 085144 Kaleo Carlos Felix BARROSO¹ - RGM 071294

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Matriz Curricular vigente a partir de 2010/1 Fase Cód. Disciplina Carga Horária Prérequisitos

Leia mais

CONTABILIDADE OU CONTROLADORIA: qual a sua escolha? José Luiz Vailatti

CONTABILIDADE OU CONTROLADORIA: qual a sua escolha? José Luiz Vailatti 1 CONTABILIDADE OU CONTROLADORIA: qual a sua escolha? José Luiz Vailatti Empresário do Ramo de Contabilidade e Controladoria, Assessor Contábil do Sincodiv-SC, Professor do Instituto Fayal de Ensino Superior

Leia mais

Balanced Scorecard BSC. O que não é medido não é gerenciado. Medir é importante? Também não se pode medir o que não se descreve.

Balanced Scorecard BSC. O que não é medido não é gerenciado. Medir é importante? Também não se pode medir o que não se descreve. Balanced Scorecard BSC 1 2 A metodologia (Mapas Estratégicos e Balanced Scorecard BSC) foi criada por professores de Harvard no início da década de 90, e é amplamente difundida e aplicada com sucesso em

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Matriz Curricular aprovada pela Resolução nº 16/09-CONSUNI, de 1º de dezembro de 2009. MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Fase Cód. I

Leia mais

CompuStream Plano de Negócios COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA.

CompuStream Plano de Negócios COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA. CompuStream Plano de Negócios COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA. A CompuStream, empresa especializada em desenvolvimento de negócios, atua em projetos de investimento em empresas brasileiras que tenham um alto

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009 Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Série / Ano 2009 Carga Horária Semanal: 4h Semestral: 80h Anual:

PLANO DE ENSINO 2009 Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Série / Ano 2009 Carga Horária Semanal: 4h Semestral: 80h Anual: 1 Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médio ( ) PLANO DE ENSINO 2009 Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Graduação ( x ) Pós-graduação ( ) I. Dados Identificadores Curso Ciências Contábeis

Leia mais

Balanced Scorecard. Planejamento Estratégico através do. Curso e- Learning

Balanced Scorecard. Planejamento Estratégico através do. Curso e- Learning Curso e- Learning Planejamento Estratégico através do Balanced Scorecard Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão expressa

Leia mais

Aula 5 Contextualização

Aula 5 Contextualização Gestão Financeira Aula 5 Contextualização Prof. Esp. Roger Luciano Francisco Demonstrativos Contábeis e Análise Financeira Contabilidade é uma ciência aplicada que, por intermédio de uma metodologia específica,

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) CIÊNCIAS CONTÁBEIS CIÊNCIAS CONTÁBEIS COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO A leitura como vínculo leitor/texto, através da subjetividade contextual, de atividades

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS Ciências Contábeis 7ª série Controladoria e Sistemas de Informações Contábeis A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensino-aprendizagem desenvolvido

Leia mais

Missão Salesiana de Mato Grosso Universidade Católica Dom Bosco Pró-reitoria de Ensino e Desenvolvimento

Missão Salesiana de Mato Grosso Universidade Católica Dom Bosco Pró-reitoria de Ensino e Desenvolvimento OFERECIMENTO DE DISCIPLINAS A DISTÂNCIA 2011B (27/06/2011) Calendário das disciplinas Tipo Início Término MODULO I 18/07/2011 10/09/2011 MODULO II 12/09/2011 12/11/2011 SEMESTRAL 18/07/2011 12/11/2011

Leia mais

Ementas e bibliografia básica das disciplinas

Ementas e bibliografia básica das disciplinas Ementas e bibliografia básica das disciplinas Gestão do Conhecimento e Inteligência Competitiva (10h) Conceitos gerais de gestão do conhecimento Conceitos gerais de inteligência competitiva Ferramentas

Leia mais

Capítulo 3 O Modelo de Gestão e o Processo de Gestão...25. Capítulo 4 Missão e Estrutura da Controladoria e o Papel do Controller...

Capítulo 3 O Modelo de Gestão e o Processo de Gestão...25. Capítulo 4 Missão e Estrutura da Controladoria e o Papel do Controller... SUMÁRIO Prefácio à segunda edição........................................................xv Prefácio e plano da obra.........................................................xvi PARTE I CONCEITOS, OBJETIVOS,

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Logística Empresarial

Curso Superior de Tecnologia em Logística Empresarial PRIMEIRA FASE 01 CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL I Funções, gráficos e aplicações; cálculo diferencial e aplicações; funções de duas ou mais variáveis: derivadas parciais e aplicações; aplicação computacional

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA Gestão Financeira I Prof.ª Thays Silva Diniz 1º Semestre 2011 INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA Cap.1 A decisão financeira e a empresa 1. Introdução 2. Objetivo e Funções da

Leia mais

MBA Executivo - Auditoria e Finanças

MBA Executivo - Auditoria e Finanças MBA Executivo - Auditoria e Finanças Proposta do curso: O curso de MBA Executivo em Auditoria e Finanças possibilita ao profissional conhecer os fundamentos e as ferramentas de auditoria e gestão financeira.

Leia mais

A contabilidade gerencial e a gestão de valor nas empresas

A contabilidade gerencial e a gestão de valor nas empresas A contabilidade gerencial e a gestão de valor nas empresas Prof. Mestre Renato silva 1 Resumo: Este artigo tem o propósito de apresentar a importância da contabilidade gerencial no contexto da geração

Leia mais

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG Capítulo 3: Sistemas de Negócios Colaboração SPT SIG Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos, gerentes e profissionais de empresas.

Leia mais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Capítulo 3: Sistemas de Apoio Gerenciais Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos,

Leia mais

VALORES COORPORATIVOS MISSÃO VISÃO. Oferecer soluções em seguros, atendendo as necessidades das cooperativas e do mercado em geral.

VALORES COORPORATIVOS MISSÃO VISÃO. Oferecer soluções em seguros, atendendo as necessidades das cooperativas e do mercado em geral. EMPRESA MISSÃO Oferecer soluções em seguros, atendendo as necessidades das cooperativas e do mercado em geral. VISÃO Ser reconhecida como uma empresa do sistema cooperativo com excelência em seguros. VALORES

Leia mais

Contabilidade Financeira e Orçamentária II

Contabilidade Financeira e Orçamentária II Contabilidade Financeira e Orçamentária II Curso de Ciências Contábeis - 7º período Prof. Edenise Tópicos Iniciais Plano Orçamentário compreende: todo o processo operacional da empresa. Envolve todos os

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Matemática I CURSO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1º PERÍODO Matrizes e sistemas lineares. Funções: lineares, afins quadráticas, exponenciais

Leia mais

MBA CONTROLES INTERNOS (COMPLIANCE)

MBA CONTROLES INTERNOS (COMPLIANCE) MBA CONTROLES INTERNOS (COMPLIANCE) Disciplinas Carga horária Gestão de Pessoas 12 Ética Empresarial 15 Cálculos Financeiros 18 Estatística 30 Contabilidade Societária e para Instituições Financeiras (com

Leia mais

CONTROLADORIA: TOMANDO DECISÕES EM BUSCA DA EFICÁCIA

CONTROLADORIA: TOMANDO DECISÕES EM BUSCA DA EFICÁCIA CONTROLADORIA: TOMANDO DECISÕES EM BUSCA DA EFICÁCIA NETO, Antonio Rodrigues¹ PORFÍRIO, Anderson Cassiano¹ SILVA, Carlos Eduardo Candido da¹ OLIVEIRA, Dirce Benedita de¹ SARAIVA, Antonio W. Pereira² RESUMO

Leia mais

Ementário do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial

Ementário do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial 01 ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS I EMENTA: Introdução à administração de recursos humanos; orçamento de pessoal; processo de recrutamento e seleção de pessoal; processo de treinamento e desenvolvimento

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2010.2 A BRUSQUE (SC) 2014 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INFORMÁTICA APLICADA À... 4 02 MATEMÁTICA APLICADA À I... 4 03 METODOLOGIA CIENTÍFICA... 4 04 PSICOLOGIA... 5 05

Leia mais

Professora Ana Paula Gonçalves Siqueira. SLIDE 01 Contador e Profissão Contábil

Professora Ana Paula Gonçalves Siqueira. SLIDE 01 Contador e Profissão Contábil Professora Ana Paula Gonçalves Siqueira SLIDE 01 Contador e Profissão Contábil Professora Especialista Ana Paula Gonçalves de Siqueira Formada em Ciências Contábeis UFMT (2002) Pós Graduação em Auditoria

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Fase Cód. I II Matriz Curricular vigente a partir de 2010-1 Disciplina Prérequisitos Carga

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR (ANS) EDITAL Nº 1, DE 2 DE OUTUBRO DE 2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR (ANS) EDITAL Nº 1, DE 2 DE OUTUBRO DE 2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR (ANS) EDITAL Nº 1, DE 2 DE OUTUBRO DE 2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS TEMPORÁRIOS DE NÍVEL SUPERIOR, COM LOTAÇÃO NA SEDE DA ANS NO

Leia mais

ANÁLISE FINANCEIRA VISÃO ESTRATÉGICA DA EMPRESA

ANÁLISE FINANCEIRA VISÃO ESTRATÉGICA DA EMPRESA ANÁLISE FINANCEIRA ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA NAS EMPRESAS INTEGRAÇÃO DOS CONCEITOS CONTÁBEIS COM OS CONCEITOS FINANCEIROS FLUXO DE OPERAÇÕES E DE FUNDOS VISÃO ESTRATÉGICA DA EMPRESA Possibilita um diagnóstico

Leia mais

O que é Finanças? 22/02/2009 INTRODUÇÃO ÀS FINANÇAS CORPORATIVAS

O que é Finanças? 22/02/2009 INTRODUÇÃO ÀS FINANÇAS CORPORATIVAS Prof. Paulo Cesar C. Rodrigues E mail: prdr30@terra.com.br INTRODUÇÃO ÀS FINANÇAS CORPORATIVAS O que é administração financeira? Qual sua importância para as corporações? Como são tomadas as decisões financeiras?

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular PERÍODO: 1º CT460- CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA OBRIG 60 0 60 4.0 Fórmula: CT002 CT002- INICIACAO AS CIENCIAS CONTABEIS HISTÓRIA DA CONTABILIDADE, ELEMENTOS INTRODUTÓRIOS DE CONTABILIDADE: OBJETO DE ESTUDO

Leia mais

MBA EM GESTÃO DO MARKETING ESTRATÉGICO - EMENTAS

MBA EM GESTÃO DO MARKETING ESTRATÉGICO - EMENTAS MBA EM GESTÃO DO MARKETING ESTRATÉGICO - EMENTAS Branding Corporativo O que é Branding. O que é uma marca. História da Marcas. Naming. Arquitetura de Marcas. Tipos de Marcas. Brand Equity. Gestão de Marcas/Branding.

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Fundamentos

Gerenciamento de Projetos Fundamentos Gerenciamento de Fundamentos MBA EM GESTÃO DE PROJETOS - EMENTAS Definição de Projeto. Contexto e Evolução do Gerenciamento de. Areas de conhecimento e os processos de gerenciamento do PMI - PMBoK. Ciclo

Leia mais

O Controle Interno na Administração Pública. Adinelson Alves da Silva Controlador-Geral do Estado

O Controle Interno na Administração Pública. Adinelson Alves da Silva Controlador-Geral do Estado O Controle Interno na Administração Pública Adinelson Alves da Silva Controlador-Geral do Estado Aracaju SE Julho/ 2009 Sumário 1. Visão Geral; 2. Conceito de Controle; 3. Fundamentação Legal; 4. Estrutura

Leia mais

UnG. As cinco funções do administrador são: Planejar, Organizar, Comandar, Coordenar e Controlar.

UnG. As cinco funções do administrador são: Planejar, Organizar, Comandar, Coordenar e Controlar. Balanced Scorecard Estratégia Michael Porter difundiu a ideia de que estratégia ou posicionamento estratégico consiste em realizar um conjunto de atividades distinto da dos competidores, que signifique

Leia mais

A Importância do Plano Financeiro no Plano de Negócios

A Importância do Plano Financeiro no Plano de Negócios A Importância do Plano Financeiro no Plano de Negócios Vanessa da Silva Sidônio vanessa_sidonio@hotmail.com Professor Heber Lavor Moreira heber@peritocontador.com.br Trabalho da Disciplina Administração

Leia mais

ATIVO PASSIVO 3) DESTINAÇÃO DO LUCRO

ATIVO PASSIVO 3) DESTINAÇÃO DO LUCRO ATIVO I PASSIVO ATIVO I PASSIVO F ATIVO PASSIVO 3) DESTINAÇÃO DO LUCRO ATIVO PASSIVO 3) ADMINISTRAÇÃO DO CAPITAL DE GIRO ATIVO PASSIVO ATIVO PASSIVO AC ativo circulante ANC ativo não circulante PC passivo

Leia mais

ÊNFASE EM GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA

ÊNFASE EM GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA MBA DESENVOLVIMENTO AVANÇADO DE EXECUTIVOS ÊNFASE EM GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA O MBA Desenvolvimento Avançado de Executivos possui como característica atender a um mercado altamente dinâmico e competitivo

Leia mais

PROJETO UTILIZANDO QLIKVIEW PARA ESTUDO / SIMULAÇÃO DE INDICADORES

PROJETO UTILIZANDO QLIKVIEW PARA ESTUDO / SIMULAÇÃO DE INDICADORES PROJETO UTILIZANDO QLIKVIEW PARA ESTUDO / SIMULAÇÃO DE INDICADORES Fábio S. de Oliveira 1 Daniel Murara Barcia 2 RESUMO Gerenciar informações tem um sido um grande desafio para as empresas diante da competitividade

Leia mais

Princípios de Finanças. Prof. José Roberto Frega, Dr. jose.frega@ufpr.br

Princípios de Finanças. Prof. José Roberto Frega, Dr. jose.frega@ufpr.br Princípios de Finanças Prof. José Roberto Frega, Dr. jose.frega@ufpr.br Material didático e acesso Site da disciplina http://frega.net Login: UFPRPRINCFIN 2 Prof. José Roberto Frega, Dr. Graduado em Engenharia

Leia mais

Conselho Universitário - Consuni

Conselho Universitário - Consuni PRIMEIRA FASE 01 ECONOMIA Definições e conceitos de economia; macroeconomia; microeconomia; a organização econômica; a atividade de produção; a moeda; a formação de preços; economia de mercado: consumo,

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA CIÊNCIAS CONTÁBEIS CONTROLADORIA

CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA CIÊNCIAS CONTÁBEIS CONTROLADORIA CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA CIÊNCIAS CONTÁBEIS CONTROLADORIA PROF. JOSUÉ 2012 PROFESSOR: Josué Silva CURSO: Ciências Contábeis 7º Semestre Noturno 2012 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 80 horas PLANO DE

Leia mais

Campus Palmas, Porto Nacional.

Campus Palmas, Porto Nacional. Campus Palmas, Porto Nacional. Área de Conhecimento: ADMINISTRAÇÃO 1 Processo administrativo: Funções de administração, planejamento, organização, direção e controle; 2 Planejamento estratégico: visão,

Leia mais