PME10A Guia do Usuário V1.1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PME10A Guia do Usuário V1.1"

Transcrição

1 1 11/01/08 14:51:12 1/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

2 INTERFACE ETHERNET PME10-A 10MBPS 3,3VDC 2 11/01/08 14:51:12 2/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

3 1. LISTA DE ABREVIAÇÕES 5 1. LISTA DE ABREVIAÇÕES INTRODUÇÃO CONECTORES PARA PLACAS DE EXPANSÃO A PME-10A como Placa Filha ESPECIFICAÇÕES PME-10A CONECTANDO A PLACA PME-10A PELA PRIMEIRA VEZ Precauções Conectando a PME-10 com um Host Local sem DHCP (Padrão adotado pela 2EI) Configuração Padrão INSTALANDO E EXECUTANDO O MPLAB IDE E O COMPILADOR MPLAB C DICAS SOBRE A PILHA TCP/IP Mostrando valores de variáveis Configuração do Servidor de Correio Eletrônico Todo o site acessado com autenticação Interrupção Serial DIMENSÕES DA PME-10A CONFIGURAÇÃO DO PIC18F87J APÊNDICE A. CONFIGURANDO O WINDOWS XP COM IP FIXO APÊNDICE B. DISPLAY DE LCD APÊNDICE C. CABO SERIAL CELULAR APÊNDICE D. TECLADO (A SER IMPLEMENTADO NA FD-01A) APÊNDICE E. CABO DE REDE /01/08 14:51:12 3/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

4 15. APÊNDICE F. SERVIDOR WAP (A SER IMPLEMENTADO) APÊNDICE G. CABO PARA ICD2BR /01/08 14:51:12 4/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

5 1. Lista de Abreviações ARP Address Resolution Protocol CGI - Common Gateway Interface DHCP Dynamic Host Configuration Protocol LAN Local Area Network LED Light Emitting Diode FTP File Transfer Protocol HTTP - Hypertext Transfer Protocol ICMP Internet Control Message Protocol ICSP - In Circuit Serial Programmer MAC Medium Access Control MPFS Microchip File System PDU Packet Data Unit PME-10 Placa Microcontrolada com Ethernet 10 Mbps RTOS Real Time Operating System SMS Short Message Service TCP/IP - Transmission Control Protocol/Internet Protocol UCP Unidade Central de Processamento UDP- User Data-Gram Protocol USART Universal Serial Asynchronous Receiver Transmitter 5 11/01/08 14:51:12 5/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

6 2. Introdução IMPORTANTE: Alimentação da PME10A é de 3,3VDC. Este Manual baseia-se na versão Versão 4.18 da pilha TCP/IP da Microchip. Esta documentação refere-se à Interface Ethernet PME10A 10 Mbps versão 1.0 (Figura 1). A PME-10 é uma placa microcontrolada (UCP PIC 18F87J60) com interfaces Ethernet 10 Mbps e serial RS-232. Ela é fornecida com a pilha TCP/IP da Microchip modificada escrita na linguagem C que pode ser compilada pelo Microchip MCC18 Compiler. Aplicações típicas incluem servidor Web HTTP, conversor de interface RS 232 para Ethernet,controle remoto via Web, conexão TCP/IP, correio eletrônico, Agent SNMP, Servidor WAP,etc. Você pode armazenar o programa a ser executado e as páginas Web na memória FLASH do microcontrolador PIC18F87J60 utilizando um programador como o ICD2BR da Mosaico ou o nosso programador Kit2 USB. Para ver as páginas Web contidas na UCP PIC 18F87J60 em um navegador Internet basta conectar um cabo crossover a PME10A. I N T R O D U Ç Ã Figura 1: Interface PME10A O 6 11/01/08 14:51:12 6/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

7 O compilador C MCC18 (versão estudante) e o ambiente de desenvolvimento MPLAB IDE são propriedades da Microchip. Eles deverão ser baixados do site Os principais componentes da PME-10A são: 1. MICROCONTROLADOR: PIC18F87J60 com cristal de 25MHz, 128K de memória Flash, MAC integrado e PHY 10Base-T, 3808 bytes de memória RAM e 55 portas de I/O programáveis, etc... Aconselhamos a leitura do datasheet do PIC18F87J Conector RJ45 (10 Base T), LEDs de indicação: a. Amarelo: Indica que a conexão Ethernet está ativa. b. Verde: indica que a placa está transmitindo ou recebendo um pacote de dados. 3. CONECTOR SERIAL RS232: Provê os sinais Tx, Rx e GND para transmissão serial assíncrona proveniente do integrado MAX CONECTOR ICSP (In Circuit Serial Programming): Permite a placa PME-10A ser conectada a uma interface de programação para gravação da memória Flash do microcontrolador. 5. CONECTORES DE EXPANSÃO: Provê acesso a maior parte dos pinos do microcontrolador PIC18F87J60. A PME-10A pode ser alimentada diretamente por este conector ( + 3,3V no pino 28 de J1 e GND no pino 1 de J1). 6. C.I MAX3232 para USART RS Memória SPI EEPROM 25LC160 de 2Kbytes. Para configuração dos parâmetros de rede. A placa PME-10A é projetada para executar a pilha TCP/IP fornercida pela Microchip com pequenas modificações. São características da pilha TCP/IP fornecida pela Microchip: o Inclui MAC, IP, ARP, ICMP, TCP, UDP, HTTP, FTP, DHCP, TELNET, MPFS, SMTP e Agent SNMP. o Suporte a sockets para protocolos TCP e UDP. o Suporte para compiladores Microchip C18. o RTOS Independente. o Software modular. 7 11/01/08 14:51:12 7/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

8 Aconselhamos a leitura da Aplication Note AN833 The Microchip TCP/IP Stack que pode ser obtida no site 8 11/01/08 14:51:12 8/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

9 3. Conectores para Placas de Expansão A PME-10A possui dois conectores macho de 2X14 pinos. Eles contêm a maioria das portas de E/S da CPU PIC18F87J60. Os pinos são os seguintes: Conector de Expansão J1 Conector de Expansão J2 Pino Nome Pino Nome 1 GND 1 RG4 2 RC5 2 GND 3 RC4 3 MCLR 4 RC3 4 RB3 5 RC2 5 RB1 6 RG2 6 RB2 7 RG3 7 RE0 8 RJ4 8 RB0 9 RC7 9 RH3 10 RC6 10 RE1 11 RC0 11 RH1 12 RA5 12 RH2 13 RA4 13 RE2 14 RA5 14 RH0 15 RA2 15 RE4 16 RA3 16 RE3 17 RF1 17 RE6 18 RH4 18 RE5 19 RH5 19 RD0 20 RH6 20 RE7 21 RH7 21 RD2 22 RF2 22 RD1 23 RF3 23 RG1 24 RF4 24 RG0 25 RF5 25 RB5 26 RF6 26 RB4 27 RF7 27 RC7 28 3,3VDC 28 RB6 As entradas e saídas digitais estão na faixa de 0 a 3V3 (verifique no datasheet do PIC18F87J60 a possibilidade dos pinos serem compatíveis com 5VDC). A PME-10A pode ser configurada para ter entre um a quinze canais analógicos. Cada canal tem resolução de 10 bits. Consulte o manual do microcontrolador PIC 18F87J60 para maiores detalhes. 9 11/01/08 14:51:12 9/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

10 3.0 A PME-10A como Placa Filha A PME-10A pode ser usada para adicionar capacidades Ethernet para qualquer sistema usando-a como placa filha. A placa que receberá a PME-10A como filha necessita provê dois conectores fêmeas 2X14 com espaçamento entre os pinos de 2,54 mm. A Figura mostra uma placa filha (FD-01A) de expansão conectada a PME-10. PLACA FD-01A EM CONSTRUÇÃO 4. Especificações PME-10A As especificações elétricas poderão ver ser vistas nos datasheets: Microcontrolador Microchip PIC 18F87J60. MAX3232 da Texas. Transformador da Pulse J1012F01C. EEPROM Serial SPI 25LC Kbits (2 Kbytes) /01/08 14:51:12 10/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

11 5. Conectando a Placa PME-10A pela Primeira Vez 5.0 Precauções A placa PME-10A foi projetada para demonstrar as possibilidades de uso de rede Ethernet ou Internet com o microcontrolador PIC18F87J60 da Microchip. Como em qualquer sistema experimental, contudo, algumas precauções devem ser tomadas antes de qualquer novo desenvolvimento. Sempre que um novo hardware ou software é adicionado a um sistema em rede, é sempre aconselhável criar uma rede de testes separada da LAN (Local Area Network) de uso cotidiano. Isto permite testar o novo sistema em um ambiente controlado e minimizar as possibilidades de interferência na rede de um novo sistema. As maiores fontes de interferência são: ENDEREÇAMENTO. Cada dispositivo na rede deve ter um único endereço IP. Se o protocolo DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol) for usado, a PME-10A automaticamente será configurada com um endereço IP. Um endereço fixo deve ser fornecido se o protocolo DHCP não for usado. TRÁFEGO. Enquanto o controlador Ethernet filtra mensagens não endereçadas a PME-10, uma rede Ethernet com muitas mensagens broadcast pode carregar demasiadamente o microcontrolador PIC18F87J60. SEGURANÇA DOS DADOS. Embora não seja comum que a adição de um dispositivo simples irá comprometer a integridade dos dados ou privacidade de informações, é sempre uma boa idéia executar testes intensivamente com novos sistemas antes de adicioná-los a uma rede /01/08 14:51:12 11/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

12 5.1 Conectando a PME-10 com um Host Local sem DHCP (Padrão adotado pela 2EI) Embora a PME-10A esteja apta a trabalhar com endereço IP dinâmico (DHCP, AN-833 da Microchip), você pode ter razões para não fazer isto. Além do que mencionaremos, pode haver outras razões para isto: Você pode não ter uma rede Ethernet disponível para testes. Sua rede não faz uso do protocolo DHCP, de modo que a placa PME-10A deve ser configurada com um endereço IP antes de ser conectada a rede. Seu administrador de rede proibe você de colocar a PME-10A na rede para testes. A PME-10A pode se comunicar diretamente com um computador pessoal quando ambos estiverem configurados corretamente. Esta configuração é conhecida como sistema host local. Um sistema para ser um host local deve possuir os seguintes requisitos básicos: Um computador com interface Ethernet com conector RJ-45. Sistema operacional com pilha TCP/IP. Qualquer navegador Internet com suporte ao protocolo HTTP 1.0 ou superior. A placa PME-10A vem configurada de fábrica com endereço IP e máscara de rede O protocolo DHCP não está habilitado. Nesta configuração deve-se usar um cabo crossover para interligação da placa PME-10A com um computador pessoal. Para muitos desenvolvedores de sistemas esta opção é a mais indicada para acessar páginas Web que estão gravadas na memória Flash do microcontrolador PIC18F87J60. Execute os seguintes passos para o primeiro acesso as home-page gravadas no programa de demonstração que acompanha a placa (Figura 2): Figura 2: Passos para visualização da home-page de demonstração 12 11/01/08 14:51:12 12/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

13 1. Energize a placa PME-10A através dos pinos 1 de J1 (GND - fio marrom) e 28 de J1 (3,3VDC - fio vermelho). 2. Conecte o cabo crossover entre a PME-10A e a placa de rede Ethernet do computador PC. 3. Conecte o cabo serial na USART do PC. 4. Pensando em modificar as home-page conecte o cabo ICSP. 5. Verifique que o LED na PME-10A pisca a cada intervalo de 1 segundo. 6. Configure o computador do seguinte modo: Endereço IP: X (aonde X deve ser diferente de 101) Máscara de rede: O apêndice A contém informações de como configurar o Sistema Operacional Windows XP com endereço IP e máscara de rede. 7. No computador, no navegador Web, na barra de endereços digite e tecle <ENTER>. 8. A página Web (Figura 3) deverá ser carregada na tela de seu computador. Nome do usuário: admin Senha: microchip Figura 3: Home Page principal do programa demo 13 11/01/08 14:51:12 13/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

14 9. Caso você tenha conectado o cabo serial entre o seu computador PC e a PME10A execute o programa Simulador_Nobreak_COM? (? é o número da porta serial do seu computador) conforme a Figura 4. Tecle no botão <Connect COM2> e em seguida no botão <Normal>. Este programa pode ser obtido no site na área de documentos. Figura 4: Programa PC para simulação de no-break. 10. Clicando no botão Tensão Saída a página Web (Figura 5) deverá ser carregada na tela de seu computador. Dois importantes recursos do programa foram utilizados. O primeiro é que usamos a interrupção serial no microcontrolador para receber os dados do PC. O segundo é que mostramos as variáveis que se encontram no microcontrolador no navegador Web /01/08 14:51:12 14/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

15 Figura 5: Recebendo variáveis e enviando para o navegador Web 11.O programa de demonstração contido na PME-10A é capaz de enviar correio eletrônico para dois destinatários. Na home-page principal clique em Configuração. Voce deverá obter a home-page conforme a Figura 6. Não mexa no endereço MAC a não ser que ele esteja diferente do número da etiqueta adesiva que se encontra na placa. Todos os os outros parâmetros podem ser modificados conforme a sua necessidade. Caso você esqueça de algum parâmetro, como o endereço IP, e não consiga acessar as home-page vá no arquivo MainDemo.c, linha 1070 (aproximadamente): // Caso queira voltar a configuração padrão, retire o comentário da linha abaixo //SaveAppConfig(); e retire o comentário de //SaveAppConfig(); Grave o microcontrolador novamente e volte a comentar a linha acima /01/08 14:51:12 15/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

16 Figura 6: Configuração do correio eletrônico parte 1 12.Clique no botão <Salvar Configuração> para gravação dos novos parâmetros.. 13.Clicar em qualquer evento no programa PC fará com que a PME-10A envie um correio eletrônico relativo aquele evento. Não esqueça de configurar seu switch para que a PME-10A tenha acesso a Internet (Veja um exemplo de como configurar um switch em 2ei.com.br/documentacao/AN017.pdf). 14.Verifique em sua caixa postal o recebimento do como na Figura 7. Figura 7: Recebimento de /01/08 14:51:12 16/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

17 15. Descrição do Agent SNMP. Falta fazer /01/08 14:51:12 17/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

18 5.2 Configuração Padrão A 2EI possui endereço MAC próprio de acordo com o Organizationally Unique Identifier (OUI) do IEEE. Os octetos da Microchip (00.04.A3) deverão ser substituídos pelos octetos da 2EI (00.16.A9). Os parâmetros de configuração padrão encontram-se em: Correio eletrônico arquivo NOBREAK.C função void SMTP_Default(void). Rede arquivo TCPIPConfig.h aproximadamente linha 240 Para ver em que posição de memória SPI EEPROM 25LC160 os parâmetros estão gravados consulte o arquivo TCPIP Stack Version.txt /01/08 14:51:12 18/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

19 6. Instalando e Executando o MPLAB IDE e o Compilador MPLAB C18 Link (11/01/2008) para o MPLAB IDE: IdcService=SS_GET_PAGE&nodeId=1406&dDocName=en019469&part=SW Link (11/01/2008) para o MPLAB C18 IdcService=SS_GET_PAGE&nodeId=1406&dDocName=en010014&part=SW /01/08 14:51:12 19/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

20 7. Dicas sobre a Pilha TCP/IP 7.0 Mostrando valores de variáveis Mostraremos os procedimentos como visualizar o valor de Tensão de Saída na home-page. Indicaremos os arquivos e destacaremos em amarelo os procedimentos em relação a esta variável: Arquivo: Status.xml <response> <ten0>~tensaosaida~</ten0> <cor0>~correntesaida~</cor0> <fre0>~frequenciasaida~</fre0> <ten1>~tensaobateria~</ten1> <cor1>~correntebateria~</cor1> <cor2>~correnteretificador~</cor2> <ten2>~tensaoentradaab~</ten2> <ten3>~tensaoentradabc~</ten3> <ten4>~tensaoentradaca~</ten4> <cor3>~correnteentradaa~</cor3> <cor4>~correnteentradab~</cor4> <cor5>~correnteentradac~</cor5> <ten5>~tensaoinversor~</ten5> <fre1>~frequenciainversor~</fre1> <ten6>~tensaobypass~</ten6> <fre2>~frequenciabypass~</fre2> <tem0>~temperaturaambiente~</tem0> <tem1>~temperaturabateria~</tem1> <eve0>~evesubtensai~</eve0> <eve1>~evesobtensai~</eve1> <eve2>~evesobcorsai~</eve2> <eve3>~evesubtenbat~</eve3> <eve4>~evesobtenent~</eve4> <eve5>~evesubtenent~</eve5> <eve6>~evesobtenbat~</eve6> <eve7>~evesobcorbat~</eve7> <eve8>~evesubteninv~</eve8> <eve9>~evesobteninv~</eve9> <eve10>~evesubtenbyp~</eve10> <eve11>~evesobtenbyp~</eve11> <eve12>~evebatfincar~</eve12> </response> 20 11/01/08 14:51:12 20/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

21 Arquivo: Index.htm ~inc:header.inc~ <div id="content"> <div id="status"> <div id="loading" style="display:none">error:<br />Connection to demo board was lost.</div> <div id="display"> <p><table style="padding-left: 10px;"> <tr><td><b>versão:</b></td><td> </td><td>~version~</td></tr> <tr><td><b>data:</b></td><td> </td><td>~builddate~</td></tr> </table></p> <table border =\"3\" width = \"50%\"> <tr><th style="font-size:10pt;color:black">tensão de Saída</th> <th> Corrente Saída</th> <th>frequencia Saída</th> </tr> <tr> <td style="color:red" ><span id="ten0">?</span></td> <td style="color:red"><span id="cor0">?</span></td> <td style="color:red"><span id="fre0">?</span></td> return; } // Make sure we're displaying the status display document.getelementbyid('loading').style.display = 'none'; document.getelementbyid('display').style.display = 'inline'; //update tensão de saída document.getelementbyid('ten0').innerhtml = getxmlvalue(xmldata, 'ten0'); //update corrente de saída document.getelementbyid('cor0').innerhtml = getxmlvalue(xmldata, 'cor0'); //update frequencia de saída... </script> ~inc:footer.inc~ 21 11/01/08 14:51:12 21/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

22 Arquivo: CustomHTTPApp.c void HTTPPrint_tensaoentradabc(void) { TCPPutArray(sktHTTP,void*)VAR_TEN_ENT_BC_String,strlen((char*)VAR_TEN_ENT_BC_ String)); } 22 11/01/08 14:51:12 22/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

23 7.1 Configuração do Servidor de Correio Eletrônico Mostraremos os procedimentos para mudança do nome do servidor de correio eletrônico. Indicaremos os arquivos e destacaremos em amarelo os procedimentos em relação a esta variável: Arquivo: Config.htm ~inc:header.inc~ <div id="content"> </div> <div> </div> <div> <label>servidor Correio:</label> <input type="text" maxlength="39" name="serv" value="~config_serv~" /> </div> <div> <label>dns Secundário:</label> <input type="text" name="dns2" value="~config_dns2~" /> </div> <div> <input type="submit" class="sm" value="salva Configuração" /> </div> </fieldset> </form> </div> document.getelementbyid('hello').innerhtml = "~hellomsg~"; </script> ~inc:footer.inc~ 23 11/01/08 14:51:12 23/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

24 Arquivo: CustomHTTPApp.c // servidor de extern unsigned char SMTP_Server[40]; static HTTP_IO_RESULT HTTPPostConfig(void) { // Configuração do correio eletronico // Servidor de else if(!memcmppgm2ram(curhttp.data+1, "serv\0", 5)) { memset(smtp_server, ' ', 39); SMTP_Server[strlen((char*)&curHTTP.data[5+1])] = 0x00; memcpy((void*)smtp_server, (void*)&curhttp.data[5+1], strlen((char*)&curhttp.data[5+1])); } void HTTPPrint_config_serv(void) { TCPPutArray(sktHTTP, SMTP_Server, strlen((char*)smtp_server)); return; } /01/08 14:51:12 24/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

25 7.2 Todo o site acessado com autenticação Para que todo o site seja acessado com autenticação é necessário que a página index.htm seja autenticada. Mostraremos o procedimento para que a página index.htm seja autenticada. Arquivo: CustomHTTPApp.c BYTE HTTPAuthenticate(BYTE *user, BYTE *pass, BYTE *filename) {... // 2EI - Página de monitoração requer autenticação (index.htm) if(strcmppgm2ram(filename, (ROM void*)"index.htm") == 0) return 0x00; // Authentication will be needed later 25 11/01/08 14:51:12 25/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

26 7.3 Interrupção Serial Arquivo: MainDemo.c #define BAUD_RATE (9600) // bps // USART TICK USART_Time_Out; // Timeout para recebimento de dados serial unsigned char USARTString_rec[15]; // buffer de mensagem recebida serial para mostrar no navegador unsigned char *p;// ponteiro para mensagem // Tratamento de interrupção de baixas prioridades void SerialISR(void); #pragma interruptlow HighISR void HighISR(void) { SerialISR(); } // Inicializa variáveis relacionadas a USART1 Init_Valores_USART1(); static void InitializeBoard(void) { // Prepara PORTA - C todos como saída exceção do RC7 que é entrada TRISC = 0x80; // Configure USART TXSTA = 0x20; RCSTA = 0x90; // See if we can use the high baud rate setting #if ((INSTR_FREQ+2*BAUD_RATE)/BAUD_RATE/4-1) <= 255 SPBRG = (INSTR_FREQ+2*BAUD_RATE)/BAUD_RATE/4-1; TXSTAbits.BRGH = 1; #else // Use the low baud rate setting SPBRG = (INSTR_FREQ+8*BAUD_RATE)/BAUD_RATE/16-1; #endif RCONbits.IPEN = 1; // Enable interrupt priorities // RCIP: EUSART Receive Interrupt Priority bit 26 11/01/08 14:51:12 26/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

27 // 1 = High priority // 0 = Low priority IPR1bits.RCIP = 1; // Enable Interrupts INTCONbits.GIEH = 1; INTCONbits.GIEL = 1; 27 11/01/08 14:51:12 27/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

28 Arquivo: Nobreak.c // USART extern TICK USART_Time_Out; // Timeout para recebimento de dados serial unsigned char rec[15]; // buffer de mensagem recebida serial - interrupção extern unsigned char USARTString_rec[15]; // buffer de mensagem recebida serial para mostrar no navegador extern unsigned char *p; // ponteiro para mensagem unsigned char var_muda; // mudança de dados para Página Web unsigned char var_con_byt; // contador de bytes da serial (substitui 0x0D do HyperTerminal) void Init_Valores_USART1(void){ unsigned char a; var_con_byt = 0; // contador de bytes da serial rec[0]=0x55; // Prepara para receber informação da serial USART_Time_Out = TickGet(); // Inicializa Timeout da USART p = &rec[0]; // p aponta para início do endereço da mensagem a ser ecebida *p = '\0'; // Termina mensagem com caracter null USARTString_rec[0] = '\0'; // Limpando buffer serial RCSTAbits.CREN=0x1; a=rcreg; // Habilita interrupçaõ serial // RCIE: EUSART Receive Interrupt Enable bit // 1 = Enables the EUSART receive interrupt // 0 = Disables de EUSART receive interrupt // Habilita interrupção de recepção serial PIE1bits.RCIE = 1; } void SerialISR(void){ unsigned char a; unsigned char *u; unsigned char *w; USART_Time_Out = TickGet(); // Habilita recepção, limpando FLAG de ERRO // Time-out serial re-inicializado // RCIF: EUSART Receive Interrupt Flag bit // 1: The EUSART receive buffer, RCREG is full (cleared when RCREG is read) // 0: The EUSART receive buffer is empty if (PIR1bits.RCIF==1) { // checa flag de interrupção recepção serial a=rcreg; // Ler RCREG fazendo RCIF=0; *p = a; // Armazenar no buffer serial temporário p++; // prepara próxima posiçaõ de armazenamento do dado var_con_byt++; // contador de bytes deve contar até 7 bytes // se rec[0] for diferente de 0x55 volta ao começo o ponteiro para buffer if ( rec[0]!= 0x55 ) { p=&rec[0]; // Volta para posiçâo inicial do buffer rec[0]=0x55; var_con_byt = 0; // contador de bytes da serial volta a zero } if (var_con_byt == 7) { // Recebeu os 7 bytes 28 11/01/08 14:51:12 28/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

29 *p = '\0'; // Fim da mensagem com NULL u = &USARTString_rec[0]; // Inicio da informação para navegador w = &rec[0]; // Inicio da informação que recebeu da serial for (a=0;a < 7;a++){ // Transferencia do buffer da serial para buffer da página Web *u++ = *w++ ; // copia o que recebeu da serial para ser mostrado no navegador } *u = '\0'; // terminar string com caracter nulo p=&rec[0]; // Volta para posiçâo inicial do buffer rec[0]=0x55; // Prepara para receber nova informação da serial var_con_byt = 0; // contador de bytes da serial volta a zero var_muda = 0x01;// mudança de dados da Página Web } if (RCSTA1bits.OERR == 1) { // Habilita recepção, limpando FLAG de ERRO RCSTA1bits.CREN=0x0; //RCSTA1 = 0x90; } } }// retorno através de instrução RETFIE 29 11/01/08 14:51:12 29/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

30 8. Dimensões da PME-10A As dimensões estão em milésimos de polegadas. Figura 8: Dimensões da interface PME-10A 30 11/01/08 14:51:12 30/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

31 Figura 9: Dimensões da PME-10A detalhe trafo 31 11/01/08 14:51:12 31/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

32 9. Configuração do PIC18F87J60 As tabelas a seguir auxiliam a configuração do PIC18F87J60. Tabela 1 Bits de Configuração PIC18F87J60 Bit7 Bit6 Bit5 Bit4 Bit3 Bit2 Bit1 Bit0 Padrão h CONFIG1 L DEBUG XINST STVREN WDTEN h CONFIG1 H CPO h CONFIG2 L IESO FCMEM FOSC2 FOSC1 FOSC h CONFIG2 H WDTPS3 WDTPS2 WDTPS 1 WDTPS h CONFIG L h CONFIG3 H ETHLED ECCPM X CCP2M X FFFFEh DEVID1 DEV2 DEV1 DEV0 REV4 REV3 REV2 REV1 REV0 datashe et 3FFFFFh DEVID2 DEV10 DEV9 DEV8 DEV7 DEV6 DEV5 DEV4 DEV3 datashe et 32 11/01/08 14:51:12 32/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

33 Tabela 2 Bits de CONFIG1, CONFIG2 e CONFIG3 Nome do Bit Words Descrição DEBUG CONFIG1L Background Debugger Enable Bit 1 = Desabilitado 0 = Habilitado XINST CONFIG1L Extended Instruction Set Enable bit 1 = habilitado 0 = desabilitado STVREN CONFIG1L Stack Overflow/Underflow Reset Enable bit 1 = Reset habilitado 0 = Reset não habilitado WDTEN CONFIG1L Watchdog Timer Enable bit 1 = Habilitado 0 = Desabilitado CPO CONFIG1H Code Protection Bit 1 = Código da memória de programa não está protegido 0 = Código da memória de programa está protegido IESO CONFIG2L Two-Speed Start-up (Internal/External Oscillator Switchover) Control bit 1 : habilitado 0 : não habilitado FCMEN CONFIG2L Fail-Safe Clock Monitor Enable bit 1 = Habilitado 0 = Desabilitado FOSC2 CONFIG2L Default/Reset System Clock Select bit 1 = Clock selected by FOSC1:FOSC0 as system clock is enabled when OSCCON<1:0> = 00 0 = INTRC enabled as system clock when OSCCON<1:0> = 00 FOSC1:FOSC0 CONFIG2L 11 = EC oscillator, PLL enabled and under software control, CLKO function on OSC2 10 = EC oscillator, CLKO function on OSC2 01 = HS oscillator, PLL enabled and under software control 00 = HS oscillator WDTPS3:WDTPS0 CONFIG2H 1111 = 1:32, = 1:16, = 1:8, = 1:4, = 1:2, = 1:1, = 1: = 1: = 1: = 1: = 1: = 1: = 1: = 1: = 1: = 1: /01/08 14:51:12 33/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

34 ETHLED CONFIG3H ETHLED: Ethernet LED Enable bit 1 = RA0/RA1 are multiplexed with LEDA/LEDB when the Ethernet module is enabled and function as I/O when the Ethernet is disabled 0 = RA0/RA1 function as I/O regardless of Ethernet module status ECCPMX CONFIG3H ECCPMX: ECCP MUX bit 1 = ECCP1 outputs (P1B/P1C) are multiplexed with RE6 and RE5; ECCP3 outputs (P3B/P3C) are multiplexed with RE4 and RE3 0 = ECCP1 outputs (P1B/P1C) are multiplexed with RH7 and RH6; ECCP3 outputs (P3B/P3C) are multiplexed with RH5 and RH4 CCP2MX CONFIG3H CCP2MX: ECCP2 MUX bit 1 = ECCP2/P2A is multiplexed with RC1 0 = ECCP2/P2A is multiplexed with RE7 in Microcontroller mode (80-pin and 100-pin devices) or with RB3 in Extended Microcontroller mode (100-pin devices only) 34 11/01/08 14:51:12 34/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

35 10.Apêndice A. Configurando o Windows XP com IP fixo. Nosso objetivo neste apêndice é configurar o computador com endereço IP e máscara de rede Para isso, siga os seguintes passos: 1. No menu Início, selecione o Painel de Controle. 2. Dê um duplo clique em Conexões de Rede. 3. Clique com o botão direito do mouse em Local Área Connection e selecione propriedades. 4. Selecione Internet Protocol (TCP/IP) e clique no botão Propriedades. 5. Configure o endereço IP com e Máscara de Rede com conforme Figura Clique em OK. Figura 10 Configurando IP e Máscara de Rede 35 11/01/08 14:51:12 35/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

36 Apêndice B. Enviando e recebendo mensagens SMS através do Celular Siemens C55 (Modo PDU). Esta rotina ainda não foi implementada na PME-10A. Nosso exemplo consiste em enviar os caracteres.b01 para o telefone celular de número b01 significa que o microcontrolador deverá colocar em nível lógico alto a saída 1 da porta B. Os seguintes procedimentos devem ser seguidos: Apague todas as mensagens que se encontram em seu celular, sejam enviadas ou sejam recebidas. Envie através de seu celular uma mensagem contendo somente o caracter A para o número do celular desejado (em nosso caso ). Conecte o cabo serial entre um computador PC e o telefone celullar Siemens C55. Faça uma conexão com o celular usando o HyperTerminal com configuração da conexão 9600, 8, N, 1. Execute o comando AT e verifique como resposta OK. Execute o comando AT + CMGL=4. Verifique que a resposta deve ser algo parecido com : +CMGL : 3,2,, B AD0141 Significados: O algarismo 3 significa que foi uma mensagem enviada. O algarismo 2 significa a posição de memória em que se encontrava a mensagem. O algarismo 13 significa o comprimento da mensagem sem considerar o número do centro de serviço de mensagens ( ), o comprimento do número do centro de serviço de mensagens (07) e o tipo de endereçamento (19). Os bytes da segunda linha significam: 36 11/01/08 14:51:12 36/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

37 1 07 Comprimento do número do centro de serviços incluindo tipo de endereço 2 91 tipo de endereço Número do centro de serviço. O número do centro de serviço é Osbserve que a codificação é Você pode verificar o número do centro de serviços através do comando AT + CSCA? 9 B1 Mensagem vai do telefone para a rede TP-Message-Reference Comprimento do número do telefone a ser enviada a mensagem International Adress Número do telefone Verifique que a ordem da codificação é TP-Protocol-Identifier TP-Data-Coding-Scheme 19 AD TP-Validaty-Period Comprimento da mensagem cacarcteres ASCII em hexadecimal caracter A Para enviar os caracteres.b01 para o telefone devemos executar os seguintes comandos no Hyperterminal: AT + CMGC=? Mensagem recebida OK AT + CMGF = 0 Mensagem recebida OK AT+CMGS=16 (Obs: 16= 12 + tamanho da mensagem em octetos em decimal) Mensagem recebida > > B AD042E312C06<ctrl -Z> 37 11/01/08 14:51:12 37/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

38 Mensagem recebida +CMGS: 62 OK Como transformar os caracteres.b01 do formato ASCII para o formato de octetos.. = 0x2E = (0x ) b = 0x62 = (0x ) 0 = 0x30 = (0x ) 1 = 0X31 = (0X ) Devemos somente levar em consideração os 7 bits menos significativos de cada caracter, de modo que temos:. = 0x2E = (0x ) b = 0x62 = (0x ) 0 = 0x30 = (0x ) 1 = 0X31 = (0X ) O primeiro octeto a ser transmitido é formado pelo bit menos significativo do caracter b e os 7 bits do caracter. = 0x = 0x2E. O segundo octeto a ser transmitido é formado pelo dois bits menos significativo do caracter 0 e os 6 bits do caracter b que não foram usados no primeiro octeto = 0x = 0x31. O terceiro octeto a ser transmitido é formado pelo três bits menos significativo do caracter 1 e os 5 bits do caracter 0 que não foram usados no segundo octeto = 0x = 0x2C. O quarto octeto a ser transmitido é formado pelos quatro bits do caracter 1 que não foram usados no terceiro octeto complementados com zeros a esquerda = 0x = 0x06. Em relação aos dados reais da mensagem temos que transmitir: 0x2E 0x31 0x2C 0x06. Obs: Se executarmos o comando AT+CMGF? e recebermos como resposta o parâmetro 1 também, significa que o seu celular pode enviar uma mensagem no formato texto. Comando AT AT+CMGF=1<enter> AT+CMGS=" "<enter> <texto><ctrl Z> Descrição SMS em modo texto. A mensagem é enviada para o número Substitua o núemro com seu próprio número. Mensagem enviada com sucesso /01/08 14:51:12 38/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

39 Exemplo 2 Mensagem a ser enviada: Tanque setor norte\r\n alarme ativo\r\n necessita manutenção Número de caracteres: 54 Número de bits = 54 * 7 = 378 bits Número de octetos na mensagem = 378/8= 47 octetos + 2 bits 48 octetos (complementa os últimos 2 bits com zeros) Em relação aos dados reais da mensagem temos que enviar: F4 B0 3B 5E 2F 83 E6 65 FA 5B 0E 72 BF E5 F E5 ED C 4F DB DF BB 3C 2E CF E7 69 7A 18 D4 0E BB EB F4 B2 7B 1C 7E 03 Obs: verifique a existência de 48 octetos Os comandos a serem enviados ao modem devem ser: AT+CMGC=? AT+CMGF=0 AT+CMGS=60 (12 + número de octetos da mensagem em decimal) = ( )=60 Oct. Descrição 0 07 Comprimento do número do centro de serviços incluindo tipo de endereço 1 91 tipo de endereço 2 55 Número do centro de serviço. O número do centro 3 91 de serviço é Osbserve que a 4 19 codificação é Você pode verificar o 5 10 número do centro de serviços através do comando 6 35 AT + CSCA? B1 Mensagem vai do telefone para a rede 2 00 TP-Message-Reference 3 08 Comprimento do número do telefone a ser enviada a mensagem 4 81 International Adress 39 11/01/08 14:51:12 39/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

40 PME10A Guia do Usuário V1.1 Número do telefone Verifique que a ordem da codificação é TP-Protocol-Identifier TP-Data-Coding-Scheme 11 AD TP-Validaty-Period Comprimento da mensagem em ASCII em HEXA Mensagem 74 2f f2 bf 43 e5 4c 0d 2e ba bb fb b1 83 5b e5 21 ed 4f 85 cf 18 eb 3e 3b e6 0e f db bb e7 d4 f4 7e 5e b 48 df 3c b2 03 AT + CMGC=? Mensagem recebida OK AT + CMGF = 0 Mensagem recebida OK AT+CMGS=60 Mensagem recebida > > B AD3674 2f f2 bf 43 e5 4c 0d 2e ba bb fb b1 83 5b e5 21 ed 4f 85 cf 18 eb 3e 3b e6 0e f db bb e7 d4 f4 7e 5e b 48 df 3c b2 03<ctrl-Z> Mensagem recebida +CMGS: 62 OK A 2EI implementou uma função denominada ler_mensagem_celular que é capaz de setar portas do Microcontrolador PIC18F8720. A mensagem a ser enviada deve ser conforme exempo a seguir: Mensagem SMS :.a21. - caracter de controle a porta do microcontrolador a ser programada 2 bit da porta a ser programada 1 estado da porta Para enviar uma mensagem SMS deve-se usar a função envia_sms. As seguintes constantes de memória FLASH devem ser alteradas: ROM char MENSAGEM1[] ROM char AT_TAMANHO[] ROM char AT_PDU[] 40 11/01/08 14:51:12 40/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

41 Nossos testes foram feitos com um celular Siemens modelo C65 enviando a mensagem SMS e um celular Siemens modelo C55 recebendo a mensagem na PME-10, operadora CLARO /01/08 14:51:12 41/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

42 11.Apêndice B. DISPLAY DE LCD Ligação do Display de LCD POWERTIP modelo PC 1602-F. (obs: a ser implementado na nova FD-01A). LCD POWERTIP modelo PC 1602-F Pi Símbolo Função Porta Conector no 1 Vss Power supply (GND) GND 2 Vdd Power Supply (+ 5V) +5VDC 3 Vo Contrast adjust GND 4 RS Register select signal RJ4 5 R/W Data read / write RJ5 6 E Enable signal RJ6 7 DB0 Data bus line 8 DB1 Data bus line 9 DB2 Data bus line 10 DB3 Data bus line 11 DB4 Data bus line RJ0 12 DB5 Data bus line RJ1 13 DB6 Data bus line RJ2 14 DB7 Data bus line RJ3 15 A Power supply for LED +5 VDC B/L(+) 16 K Power supply for LED B/L (-) GND 42 11/01/08 14:51:12 42/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

43 12.Apêndice C. CABO SERIAL CELULAR 43 11/01/08 14:51:12 43/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

44 13.Apêndice D. Teclado (A ser implementado na FD-01A) 44 11/01/08 14:51:12 44/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

45 14.Apêndice E. Cabo de Rede Chanfro para baixo Verde Claro Verde Branco Azul Escuro Azul Claro Laranja Marrom Claro Marrom Branco Laranja Verde Claro Azul Escuro Azul Claro Verde Escuro Marrom Claro Marrom 45 11/01/08 14:51:12 45/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

46 15.Apêndice F. Servidor WAP (A ser implementado) As indústrias que fabricam equipamentos sem fio desejavam padronizar um novo protocolo para comunicação entre equipamentos, assim surgiu a idéia do protocolo WAP. O objetivo principal deste padrão é mostrar conteúdo Internet em dispositivos sem fio, por exemplo, em telefones celulares. Podemos definir WAP como: WAP significa Wireless Aplicattion Protocol WAP é um protocolo de comunicação na camada aplicação WAP é usado para serviços e informações WAP é uma herança dos padrões Internet WAP é para dispositivos portáteis, como telefones celulares WAP é um protocolo projetado para micro browsers WAP possibilita a criação de aplicações web para dispositivos móveis WAP usa a linguagem de marcação WML (não HTML) WML é definida como uma aplicação XML 1.0 WML é uma linguagem de marcação que significa Wireless Markup Language. É uma herança da linguagem de marcação HTML, mas WML é baseado em XML, então é bem mais consistente que HTML. O processo para mostrar as informações em um dispositivo móvel pode ser visto na Figura 11. Figura 11: Transação WAP O navegador WAP pode estar sendo executado em qualquer dispositivo móvel, desde um telefone celular até um PDA. O servidor de origem é aonde estão armazenadas as páginas WML e se comunica com o Gateway WAP através do protocolo HTTP. É usualmente necessário fazer modificações no servidor HTTP de origem para que ele possa armazenar conteúdo WAP(WML). O interessante é que o servidor de origem pode continuar usando tecnologia CGI para gerar qualquer conteúdo dinâmico. O trabalho do gateway WAP é 46 11/01/08 14:51:12 46/50 2EI Eletrônica Embarcada para Internet

Eletrônica Embarcada para Internet Seminário Embedded System

Eletrônica Embarcada para Internet Seminário Embedded System Eletrônica Embarcada para Internet Seminário Embedded System PMWE-10A Agenda Overview Informações do Produto Ferramentas Pilha TCP/IP Aplicações Overview Por quê usar Sistemas Embarcados? Resolver problemas

Leia mais

Marthe Ethernet A820. Manual do Usuário

Marthe Ethernet A820. Manual do Usuário Marthe Ethernet A820 Manual do Usuário Índice 1 INTRODUÇÃO... 5 2 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS... 6 3 CARACTERÍSTICAS ELÉTRICAS... 7 3.1 ALIMENTAÇÃO 7 3.1.1 ESPECIFICAÇÃO DA FONTE DE ALIMENTAÇÃO... 7 3.2 INTERFACE

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1 MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1 SÃO CAETANO DO SUL 06/06/2014 SUMÁRIO Descrição do Produto... 3 Características... 3 Configuração USB... 4 Configuração... 5 Página

Leia mais

ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DESCRIÇÃO DO PICKIT2... 4. 2.1. Ligação da porta USB... 4. 2.2. LEDs de estado... 4. 2.3. Botão... 5

ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DESCRIÇÃO DO PICKIT2... 4. 2.1. Ligação da porta USB... 4. 2.2. LEDs de estado... 4. 2.3. Botão... 5 MANUAL PICKIT2 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DESCRIÇÃO DO PICKIT2... 4 2.1. Ligação da porta USB... 4 2.2. LEDs de estado... 4 2.3. Botão... 5 2.4. Conector de programação... 5 2.5. Slot para chaveiro...

Leia mais

W-R2000nl Guia de instalação

W-R2000nl Guia de instalação W-R2000nl Guia de instalação Sumário Introdução...3 Instalação...5 Configurando seu computador...6 Acessando a tela de configurações...7 Configuração de Roteamento...8 Trocando senha de sua rede sem fio...13

Leia mais

1 Introdução... 4. Características... 4 Requisitos do Dispositivo... 5. 2 Conhecendo o dispositivo... 6

1 Introdução... 4. Características... 4 Requisitos do Dispositivo... 5. 2 Conhecendo o dispositivo... 6 Índice 1 Introdução... 4 Características... 4 Requisitos do Dispositivo... 5 2 Conhecendo o dispositivo... 6 Verificação dos itens recebidos... 6 Painel Frontal... 7 Painel Traseiro... 8 3 Conectando o

Leia mais

ANE0003 - Configurando a pilha TCP/IP Microchip

ANE0003 - Configurando a pilha TCP/IP Microchip - Configurando a pilha TCP/IP Microchip ANE0003 Autor: 1. Introdução Marcelo Martins Maia do Couto A pilha TCP/IP é largamente utilizada para a comunicação entre elementos dentro de uma rede. Este protocolo

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO ETHERNET BOX MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO E.P.M. Tecnologia e Equipamentos Ltda. Av. Comendador Gumercindo Barranqueiros, 285 Jardim Samambaia - Jundiaí SP CEP: 13211-410 Telefone (0xx11) 4582-5533

Leia mais

PIC18F4550. Curso Engenharia de Controle e Automação. Alex Vidigal Bastos www.decom.ufop.br/alex/ alexvbh@gmail.com

PIC18F4550. Curso Engenharia de Controle e Automação. Alex Vidigal Bastos www.decom.ufop.br/alex/ alexvbh@gmail.com PIC18F4550 Curso Engenharia de Controle e Automação Alex Vidigal Bastos www.decom.ufop.br/alex/ alexvbh@gmail.com 1 Agenda Características do PIC18F4550 Pinagem do PIC18F4550 Pinagem do PIC18F4550 Datasheet

Leia mais

Application Note FBEE Aplicação de redes Mesh REV01_2009. - 1 - Rev01

Application Note FBEE Aplicação de redes Mesh REV01_2009. - 1 - Rev01 Application Note FBEE Aplicação de redes Mesh REV01_2009-1 - Rev01 1. Introdução Este documento de aplicação foca no protocolo ZigBee 2006 Residencial Protocol da Microchip e tem como objetivo mostrar

Leia mais

Manual de Instruções MÓDULO CONVERSOR SERIAL ETHERNET. Modelo NETBOX MÓDULO CONVERSOR SERIAL ETHERNET MODELO NETBOX. Manual de Instruções

Manual de Instruções MÓDULO CONVERSOR SERIAL ETHERNET. Modelo NETBOX MÓDULO CONVERSOR SERIAL ETHERNET MODELO NETBOX. Manual de Instruções MÓDULO CONVERSOR SERIAL ETHERNET MODELO NETBOX MÓDULO CONVERSOR SERIAL ETHERNET Modelo NETBOX Manual de Instruções Revisão 10.06 Índice Capítulo 1 Introdução Aplicação 5 Retirando o MÓDULO da embalagem

Leia mais

Conversor IP Shellby RS-232 ( TCP-IP)

Conversor IP Shellby RS-232 ( TCP-IP) Conversor IP Shellby RS-232 ( TCP-IP) Gradual Tecnologia Ltda. Manual do Conversor RS-232 Ethernet 1 ÍNDICE CARACTERÍSTICAS DO APARELHO... 3 DESCRIÇÃO:... 3 CARACTERÍSTICAS MECÂNICAS:... 3 PINAGEM... 4

Leia mais

Microterminal MT 740. Manual do Usuário - versão 1.2

Microterminal MT 740. Manual do Usuário - versão 1.2 w Microterminal MT 740 Manual do Usuário - versão 1.2 1 2 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO 1 2 RECONHECENDO O MT 740 2 3 INSTALAÇÃO 3 4 FUNCIONAMENTO 4 4.1 DESCRIÇÃO DAS CONFIGURAÇÕES E DOS COMANDOS 6 4.2 COMUNICAÇÃO

Leia mais

Security Shop MRS. Media Relay System. Manual do Usuário

Security Shop MRS. Media Relay System. Manual do Usuário Página 1 de 20 Security Shop MRS Media Relay System Manual do Usuário Página 2 de 20 Conteúdos: Conteúdos:... 2 Figuras:... 3 1. Introdução... 4 1.1 Âmbito do Documento... 4 1.2 Terminologia... 4 2. GERAL...

Leia mais

NETALARM GATEWAY. Manual do Usuário

NETALARM GATEWAY. Manual do Usuário Índice 1. Introdução...3 2. Requisitos Mínimos de Instalação...3 3. Instalação...3 4. Inicialização do Programa...5 5. Abas de Configuração...6 5.1 Aba Serial...6 5.2 Aba TCP...7 5.2.1 Opções Cliente /

Leia mais

Guia para atualização de Firmware dos racks RIO1608-D & RIO3224-D. (Firmware 1.50)

Guia para atualização de Firmware dos racks RIO1608-D & RIO3224-D. (Firmware 1.50) Guia para atualização de Firmware dos racks RIO1608-D & RIO3224-D (Firmware 1.50) PRECAUÇÕES 1. O usuário assume total responsabilidade pela atualização. 2. Atualize o Firmware de uma unidade por vez.

Leia mais

HCN/HCS SERIES CÂMERAS E CONVERSORES IP

HCN/HCS SERIES CÂMERAS E CONVERSORES IP HCN/HCS SERIES CÂMERAS E CONVERSORES IP Obrigado por utilizar os produtos Dimy s. Antes de operar o equipamento, leia atentamente as instruções deste manual para obter um desempenho adequado. Por favor,

Leia mais

LANGUARD WEB INTERFACE INTERNET / INTRANET HTTP / SMTP / SNMP INTERFACE RS-232 / RJ-45 / USB DESCRIÇÃO TÉCNICA BÁSICA - DTB

LANGUARD WEB INTERFACE INTERNET / INTRANET HTTP / SMTP / SNMP INTERFACE RS-232 / RJ-45 / USB DESCRIÇÃO TÉCNICA BÁSICA - DTB LANGUARD WEB INTERFACE INTERNET / INTRANET HTTP / SMTP / SNMP INTERFACE RS-232 / RJ-45 / USB PARA UTILIZAÇÃO COM SISTEMAS NO BREAKS MONOFÁSICOS GUARDIAN LINHAS ENERGIZA E SEICA DESCRIÇÃO TÉCNICA BÁSICA

Leia mais

BuscaPreço Gertec V3.0

BuscaPreço Gertec V3.0 BuscaPreço Gertec V3.0 Gertec Telecomunicações Ltda. Manual do Usuário 1 DESCRIÇÃO... 3 RECONHECENDO O TERMINAL... 4 INSTALAÇÃO DO TERMINAL... 5 CONFIGURAÇÃO DO TERMINAL... 5 CONFIGURANDO PELO TECLADO...

Leia mais

www.vwsolucoes.com Copyright 2012 VW Soluções

www.vwsolucoes.com Copyright 2012 VW Soluções 1 Apresentação O Cabo PicKit2 é uma versão simplificada do gravador PicKit2 da Microchip com a idéia de podermos substituir o microcontrolador dos Clp Pic 28 e/ou Clp Pic40 por outros com maiores capacidades

Leia mais

Conversor Wi-Fi Serial CWS-0200-XXX-XX. Manual V2.2

Conversor Wi-Fi Serial CWS-0200-XXX-XX. Manual V2.2 Conversor Wi-Fi Serial CWS-0200-XXX-XX Manual V2.2 Parabéns! Você acaba de adquirir o Conversor Wi-Fi Serial CWS-0200, orgulhosamente desenvolvido e fabricado no Brasil. Este é um produto de alta confiabilidade

Leia mais

NVS (Servidor de vídeo em rede) e Câmeras IPS

NVS (Servidor de vídeo em rede) e Câmeras IPS NVS (Servidor de vídeo em rede) e Câmeras IPS Guia rápido de usuário (Versão 3.0.4) Nota: Esse manual pode descrever os detalhes técnicos incorretamente e pode ter erros de impressão. Se você tiver algum

Leia mais

Application Note FBEE Comunicação Serial Wireless REV01. - 1 - Rev01

Application Note FBEE Comunicação Serial Wireless REV01. - 1 - Rev01 Application Note FBEE Comunicação Serial Wireless REV01-1 - Rev01 1. INTRODUÇÃO Aplicações com redes sem fio vêm se tornando bastante comuns. De aplicações industriais a projetos específicos, criou-se

Leia mais

Programação em BASIC para o PIC Mostrando Mensagens no Display LCD Vitor Amadeu Souza

Programação em BASIC para o PIC Mostrando Mensagens no Display LCD Vitor Amadeu Souza Programação em BASIC para o PIC Mostrando Mensagens no Display LCD Vitor Amadeu Souza Introdução Nesta terceira série de artigos que aborda a programação na linguagem BASIC para o microcontrolador PIC,

Leia mais

Conversor Ethernet Serial CES-0200-XXX-XX. Manual V3.9

Conversor Ethernet Serial CES-0200-XXX-XX. Manual V3.9 Conversor Ethernet Serial CES-0200-XXX-XX Manual V3.9 Parabéns! Você acaba de adquirir o Conversor Ethernet Serial CES-0200 que orgulhosamente foi desenvolvido e produzido no Brasil. Este é um produto

Leia mais

ME-041 MANUAL DO EQUIPAMENTO TS 5024

ME-041 MANUAL DO EQUIPAMENTO TS 5024 Manual do Equipamento _Rev01-TS-5024 ECIL INFORMÁTICA IND. E COM. LTDA Av. Tamboré, 973 - CEP: 06460-000 Alphaville Centro industrial e empresarial Barueri SP Brasil Tel.:+55(11) 4133-1440 Fax:+55(11)

Leia mais

CES-0545. Conversor Ethernet-Serial. 2011 Safesoft Ltda. Ver. 1.0.0. Sistema de Gestão da Qualidade. Certificado por Bureau Veritas.

CES-0545. Conversor Ethernet-Serial. 2011 Safesoft Ltda. Ver. 1.0.0. Sistema de Gestão da Qualidade. Certificado por Bureau Veritas. .. CES-0545 Conversor Ethernet-Serial Sistema de Gestão da Qualidade Certificado por Bureau Veritas. ----------ISO 9001:2008------------ Conversor Ethernet-Serial Descrição geral O CES-0545 oferece uma

Leia mais

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Seguidor de Linha. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 2.0 REVISÃO 1211.19. www.robouno.com.br

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Seguidor de Linha. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 2.0 REVISÃO 1211.19. www.robouno.com.br R O B Ó T I C A Sensor Smart Seguidor de Linha Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 2.0 REVISÃO 1211.19 Sensor Smart Seguidor de Linha 1. Introdução Os sensores seguidores de linha são sensores que detectam

Leia mais

SCD 912. Dispositivo de comunicação e armazenamento. Apresentação. Dados Técnicos. Conexões

SCD 912. Dispositivo de comunicação e armazenamento. Apresentação. Dados Técnicos. Conexões Conv. USB-Serial Baudrate, stop bit e nro de dados programável. Baudrate de 1200 a 38400 bauds. Emula porta COM virtual. Led de indicação de operação como conversor USB-serial. Não possui linhas de controle

Leia mais

WWW.cerne-tec.com.br. Comunicação USB com o PIC Vitor Amadeu Souza Parte II vitor@cerne-tec.com.br

WWW.cerne-tec.com.br. Comunicação USB com o PIC Vitor Amadeu Souza Parte II vitor@cerne-tec.com.br 1 Comunicação USB com o PIC Vitor Amadeu Souza Parte II vitor@cerne-tec.com.br Continuando com o artigo apresentado na edição passada de comunicação USB com o PIC, continuaremos nesta edição o estudo do

Leia mais

CONVERSOR SERIAL PARA REDE TCP/IP DS100B

CONVERSOR SERIAL PARA REDE TCP/IP DS100B CONVERSOR SERIAL PARA REDE TCP/IP DS100B MANUAL DE INSTRUÇÕES Rev.03 Sumário: 1. CARACTERÍSTICAS 2 2. INSTALAÇÃO DO CONVERSOR 2 ALIMENTAÇÃO DS100 COM CENTRAL DE ALARME... 3 ALIMENTAÇÃO DS100 COM PAINEL

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO RÁPIDA CÓD.:682-0

GUIA DE INSTALAÇÃO RÁPIDA CÓD.:682-0 WPS Roteador Wireless 300N GWA-101 5dBi Bi-Volt GUIA DE INSTALAÇÃO RÁPIDA CÓD.:682-0 Roteador Wireless 300Mbps Guia de Instalação Rápida REV. 2.0 1. Introdução: O Roteador Wireless 300Mbps, modelo 682-0

Leia mais

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP HTTP (Hypertext Transfer Protocol ) Protocolo usado na Internet para transferir as páginas da WWW (WEB). HTTPS (HyperText Transfer

Leia mais

Manual do Usuário -TED1000 versão TC100 Ethernet

Manual do Usuário -TED1000 versão TC100 Ethernet Manual do Usuário -TED1000 versão TC100 Ethernet Indice: Apresentação...2 Ligando o terminal...3 Configurações iniciais...3 Configuração de IP...3 Teclas especiais...4 Cabo de rede...4 Leitor externo...4

Leia mais

ME-033 MANUAL DO EQUIPAMENTO TERMINAL SERVER TS 5014

ME-033 MANUAL DO EQUIPAMENTO TERMINAL SERVER TS 5014 TERMINAL SERVER TS 54 Manual do Equipamento _Rev-TS-54 TS-54 ECIL INFORMÁTICA IND. E COM. LTDA Av. Tamboré, 973 - CEP: 06460-000 Alphaville Centro industrial e empresarial Barueri SP Brasil Tel.:+(11)

Leia mais

TopPendrive Manual de Instruções TopPendrive - MP07301-01 Rev 06-03/05/2010 PG - 1 -

TopPendrive Manual de Instruções TopPendrive - MP07301-01 Rev 06-03/05/2010 PG - 1 - TopPendrive Manual de Instruções TopPendrive - MP07301-01 Rev 06-03/05/2010 PG - 1 - Índice Manual de Instruções TopPendrive - MP07301-01 Rev 06-03/05/2010 PG - 2 - ÍNDICE 1 APRESENTAÇÃO... 3 1.1 ACESSÓRIOS

Leia mais

Manual para configuração D-LINK DVG - 1402S

Manual para configuração D-LINK DVG - 1402S Manual para configuração D-LINK DVG - 1402S Indice Guia de instalação D-LINK DVG-1402S... 3 Qual a função de cada equipamento:... 4 Visualizando Hardware... 5 LIGAÇÕES DO VOIP ROUTER DVG-1402S... 6 Configuração

Leia mais

Coletores de dados XL-PABX e XL-Cable. Manual do Usuário. (Versão 1.03)

Coletores de dados XL-PABX e XL-Cable. Manual do Usuário. (Versão 1.03) (Versão 1.03) Índice 1. Introdução... 4 1.1. Aplicação... 4 1.2. Descrição... 4 2. Instalação... 5 2.1. XL-PABX... 5 2.2. XL-PABX-Cable... 5 3. Acesso à configuração... 6 3.1. Conectando via interface

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES 1 Conteúdo 1. LogWeb... 3 2. Instalação... 4 3. Início... 6 3.1 Painel Geral... 6 3.2 Salvar e Restaurar... 7 3.3 Manuais... 8 3.4 Sobre... 8 4. Monitoração... 9 4.1 Painel Sinóptico...

Leia mais

OIW-5817CPE 802.11a/n 150Mbps Wireless CPE Router

OIW-5817CPE 802.11a/n 150Mbps Wireless CPE Router Manual do Usuário OIW-5817CPE 802.11a/n 150Mbps Wireless CPE Router Este manual também pode ser usado para configuração do produto OIW-5817CPE-PCBA. Versão 1.1 Última atualização Março/2012. 1 Introdução

Leia mais

Cerne Tecnologia e Treinamento

Cerne Tecnologia e Treinamento Tecnologia e Treinamento Tutorial para Testes na Placa de I/O Ethernet Kits Didáticos e Gravadores da Cerne Tecnologia A Cerne tecnologia têm uma linha completa de aprendizado para os microcontroladores

Leia mais

CCNA 1 Conceitos Básicos de Redes. Capítulo1 - Introdução à Redes. Associação dos Instrutores NetAcademy - Agosto de 2007 - Página

CCNA 1 Conceitos Básicos de Redes. Capítulo1 - Introdução à Redes. Associação dos Instrutores NetAcademy - Agosto de 2007 - Página CCNA 1 Conceitos Básicos de Redes Capítulo1 - Introdução à Redes 1 Requisitos para Conexão à Internet Para disponibilizar o acesso de um computador à rede, devem ser levados em consideração 03 parâmetros:

Leia mais

Manual para configuração. Linksys/Sipura SPA-2102

Manual para configuração. Linksys/Sipura SPA-2102 Manual para configuração Linksys/Sipura SPA-2102 Indice Guia de Instalação Sipura - Modelo SPA-2102... 3 Conhecendo o SPA... 4 Conectando a SPA... 5 Instruções para conectar a SPA... 5 Usando o menu interativo

Leia mais

Módulo 1 Introdução às Redes

Módulo 1 Introdução às Redes CCNA 1 Conceitos Básicos de Redes Módulo 1 Introdução às Redes Ligação à Internet Ligação à Internet Uma ligação à Internet pode ser dividida em: ligação física; ligação lógica; aplicação. Ligação física

Leia mais

GERTEC Manual de Operação e Instalação MTi-760 Versão 1.0

GERTEC Manual de Operação e Instalação MTi-760 Versão 1.0 GERTEC Manual de Operação e Instalação MTi-760 Versão 1.0 1 Índice Descrição 3 Reconhecendo o Terminal 4 Instalação do Terminal 5 Funcionamento 5 Características Gerais 8 CONTATOS GERTEC 9 2 Descrição

Leia mais

Manual para configuração. Siemens Roteador VoIP SpeedStream 3610

Manual para configuração. Siemens Roteador VoIP SpeedStream 3610 Manual para configuração Siemens Roteador VoIP SpeedStream 3610 Indice Guia Rápido de Instalação customizado... 3 Tipo de acesso banda larga... 4 Procedimentos de configuração... 5 Conexões do Painel traseiro...

Leia mais

Kit de desenvolvimento de PIC16F ou PIC18F QSPIC28 Manual do usuário Versão 1.1 (2010)

Kit de desenvolvimento de PIC16F ou PIC18F QSPIC28 Manual do usuário Versão 1.1 (2010) Kit de desenvolvimento de PIC16F ou PIC18F QSPIC28 Manual do usuário Versão 1.1 (2010) QSP Tecnologia www.qsptec.com Av. Nova Cantareira 4798 Sala 01/02 Tel: 0xx11 2924-3323 Email: vendas@qsptec.com Copyright

Leia mais

Guia de Instalação ATA (Adaptador de Terminal Analógico) Modelo PAP2

Guia de Instalação ATA (Adaptador de Terminal Analógico) Modelo PAP2 Guia de Instalação ATA (Adaptador de Terminal Analógico) Modelo PAP2 Página 1 de 14 Guia de Instalação ATA (Adaptador de Terminal Analógico) Modelo PAP2-NA Este guia irá ajudá-lo a instalar o seu ATA,

Leia mais

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS INTERNET PROTOCOLOS 1 INTERNET Rede mundial de computadores. Também conhecida por Nuvem ou Teia. Uma rede que permite a comunicação de redes distintas entre os computadores conectados. Rede WAN Sistema

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO PÉGASUS (ETHERNET) STUDIO V2.02 MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Rua Coronel Botelho, 64 - Alto da Lapa - CEP: 05088-020 São Paulo - SP - Brasil +55 (11) 3832-6102 PÉGASUS (ETHERNET) STUDIO V2.02 - MANUAL

Leia mais

Utilizando License Server com AnywhereUSB

Utilizando License Server com AnywhereUSB Utilizando License Server com AnywhereUSB 1 Indice Utilizando License Server com AnywhereUSB... 1 Indice... 2 Introdução... 3 Conectando AnywhereUSB... 3 Instalação dos drivers... 3 Configurando AnywhereUSB...

Leia mais

2006 GeoVision, Inc. Todos os Direitos Reservados.

2006 GeoVision, Inc. Todos os Direitos Reservados. 2006 GeoVision, Inc. Todos os Direitos Reservados. De acordo com as leis de direitos autorais, este manual não pode ser copiado, em partes ou integralmente, sem o consentimento por escrito da GeoVision.

Leia mais

ZEUS SERVER STUDIO V2.07

ZEUS SERVER STUDIO V2.07 ZEUS SERVER STUDIO V2.07 FERRAMENTA DE CONFIGURAÇÃO DO ZEUS SERVER 3i Soluções Ind. Com. de Equip. Eletrônicos e Serviços em Materiais Elétricos Ltda. Rua Marcilio Dias, 65 Lapa CEP 05077-120 São Paulo

Leia mais

Cerne Tecnologia e Treinamento

Cerne Tecnologia e Treinamento Tecnologia e Treinamento Tutorial para Testes no conversor RS232 Ethernet (21)4063-9798 (11)4063-1877 Skype: cerne-tec MSN: cerne-tec@hotmail.com www.cerne-tec.com.br Kits Didáticos e Gravadores da

Leia mais

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI Manual de Utilização Família MI ÍNDICE 1.0 COMO LIGAR O MÓDULO... pág 03 e 04 2.0 OBJETIVO... pág 05 3.0 COMO CONFIGURAR O MÓDULO MI... pág 06, 07, 08 e 09 4.0 COMO TESTAR A REDE... pág 10 5.0 COMO CONFIGURAR

Leia mais

Índice Visão Geral... 2 Cabeamento... 5 Erro! Indicador não definido. Requisitos do Sistema... 6 Câmera de Acesso... 7

Índice Visão Geral... 2 Cabeamento... 5 Erro! Indicador não definido. Requisitos do Sistema... 6 Câmera de Acesso... 7 Índice 1. Visão Geral... 2 1.1 Recursos... 2 1.2 Conteúdo da Embalagem... 3 1.3 Dimensões... 3 1.4 Conectores... 4 2. Cabeamento... 5 2.1 Conexão de Energia... 5 2.2 Ligação do cabo Ethernet... 5 2.3 Montagem

Leia mais

TC505 Gertec V3.0. Gertec Telecomunicações Ltda. Manual do Usuário

TC505 Gertec V3.0. Gertec Telecomunicações Ltda. Manual do Usuário TC505 Gertec V3.0 Gertec Telecomunicações Ltda. Manual do Usuário 1 DESCRIÇÃO... 3 RECONHECENDO O TERMINAL... 4 INSTALAÇÃO DO TERMINAL... 5 CONFIGURAÇÃO DO TERMINAL... 5 CONFIGURANDO PELO TECLADO... 5

Leia mais

Manual da Placa de Interface e Acionamento. SnowFlakes 4S

Manual da Placa de Interface e Acionamento. SnowFlakes 4S Manual da Placa de Interface e Acionamento SnowFlakes 4S Introdução O SnowFlakes é uma placa eletrônica Open Source desenvolvida com o controlador programável Tibbo AKTEM-203, vendido no e-commerce do

Leia mais

02/03/2014. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais

02/03/2014. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais Curso de Preparatório para Concursos Públicos Tecnologia da Informação REDES Conceitos Iniciais; Classificações das Redes; Conteúdo deste módulo Equipamentos usados nas Redes; Modelos de Camadas; Protocolos

Leia mais

Procedimentos para configuração em modo Router Dynamic IP

Procedimentos para configuração em modo Router Dynamic IP O equipamento DWL-G730AP tem 3 modos possíveis de configuração: Router, Access Point ou Client. Em baixo do equipamento há um chaveador para que seja efetuada a mudança de modo de configuração. Neste caso,

Leia mais

HTVix HA 211. Entrada de alimentação 12VDC / 500mA (Positivo no centro)

HTVix HA 211. Entrada de alimentação 12VDC / 500mA (Positivo no centro) 1 HTVix HA 211 1. Interfaces Entrada de alimentação 12VDC / 500mA (Positivo no centro) Conector RJ11 para conexão de aparelho telefônico analógico ou o adaptador para telefone e rede de telefonia convencional

Leia mais

Roteador Load-Balance / Mikrotik RB750

Roteador Load-Balance / Mikrotik RB750 Roteador Load-Balance / Mikrotik RB750 Equipamento compacto e de alto poder de processamento, ideal para ser utilizado em provedores de Internet ou pequenas empresas no gerenciamento de redes e/ou no balanceamento

Leia mais

Interface Ethernet DNP3 Servidor

Interface Ethernet DNP3 Servidor Descrição do Produto O módulo é uma interface de comunicação Ethernet para a UTR Hadron. Permite a integração da UTR HD3002 com centros de controle através do protocolo DNP3. Operando como um servidor

Leia mais

MAXXSTATION MIMO 5 GHz 802.11a/n 300Mbps 5GHz MIMO 2x2 Wireless CPE Router

MAXXSTATION MIMO 5 GHz 802.11a/n 300Mbps 5GHz MIMO 2x2 Wireless CPE Router Manual do Usuário MAXXSTATION MIMO 5 GHz 802.11a/n 300Mbps 5GHz MIMO 2x2 Wireless CPE Router Versão 1.0 Última atualização Março 2013. 1 Introdução Obrigado por adquirir o MaxxStation MIMO 5 GHz. Esse

Leia mais

CONFORTO COM SEGURANÇA CONFORTO COM SEGURANÇA. 0 P27070 - Rev

CONFORTO COM SEGURANÇA CONFORTO COM SEGURANÇA. 0 P27070 - Rev P27070 - Rev. 0 1. RESTRIÇÕES DE FUNCIONAMENTO RECEPTOR IP ÍNDICE 1. Restrições de Funcionamento... 03 2. Receptor IP... 03 3. Inicialização do Software... 03 4. Aba Eventos... 04 4.1. Botão Contas...

Leia mais

NETALARM GATEWAY Manual Usuário

NETALARM GATEWAY Manual Usuário NETALARM GATEWAY Manual Usuário 1 Índice 1. Introdução... 3 2. Requisitos de Instalação... 3 3. Instalação... 3 4. Iniciando o programa... 5 4.1. Aba Serial... 5 4.2. Aba TCP... 6 4.3. Aba Protocolo...

Leia mais

Manual do CPFLEX EC. MANUAL Produto: M0015 - CP-FLEX EC Versão deste manual: V1R3

Manual do CPFLEX EC. MANUAL Produto: M0015 - CP-FLEX EC Versão deste manual: V1R3 Manual do CPFLEX EC CONTEÚDO Conteúdo... 1 Versão do manual:... 1 Descrição do equipamento:... 2 Gravação do software:... 4 Ligação dos sinais de entrada/saída:... 6 Sugestão de ligação para uso como coletor

Leia mais

Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas

Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas Conhecer os modelo OSI, e TCP/IP de cinco camadas. É importante ter um padrão para a interoperabilidade entre os sistemas para não ficarmos

Leia mais

Software Ativo. Operação

Software Ativo. Operação Software Ativo Operação Página deixada intencionalmente em branco PROTEO MANUAL OPERAÇÃO SUMÁRIO 1 - INSTALAÇÃO DO SOFTWARE ATIVO... 5 2 CRIANDO PROJETO UVS/ TMS PROTEO... 10 2.1 - Estrutura do Projeto...

Leia mais

Manual. Rev 2 - junho/07

Manual. Rev 2 - junho/07 Manual 1.Desbloquear o software ------------------------------------------------------------------02 2.Botões do programa- --------------------------------------------------------------------- 02 3. Configurações

Leia mais

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF REDES ESAF 01 - (ESAF - Auditor-Fiscal da Previdência Social - AFPS - 2002) Um protocolo é um conjunto de regras e convenções precisamente definidas que possibilitam a comunicação através de uma rede.

Leia mais

Tutorial 122 CP DUO Inversor WEG (RS485 Protocolo MODBUS - DUO Master)

Tutorial 122 CP DUO Inversor WEG (RS485 Protocolo MODBUS - DUO Master) Tutorial 122 CP DUO Inversor WEG (RS485 Protocolo MODBUS - DUO Master) Este documento é propriedade da ALTUS Sistemas de Informática S.A., não podendo ser reproduzido sem seu prévio consentimento. Altus

Leia mais

WiNGS Wireless Gateway WiNGS Telecom. Manual. Índice

WiNGS Wireless Gateway WiNGS Telecom. Manual. Índice Wireless Network Global Solutions WiNGS Wireless Gateway Manual Índice Pagina Características Técnicas 3 Descrição do Aparelho 4 Quick Start 5 Utilizando a interface de administração WEB 7 Login 7 Usuários

Leia mais

Certifique-se de que você possui todas as informações necessárias e equipamento em mãos antes de iniciar a instalação.

Certifique-se de que você possui todas as informações necessárias e equipamento em mãos antes de iniciar a instalação. Este produto pode ser configurado utilizando qualquer navegador web atual, como por ex. Internet Explorer 6 ou Netscape Navigator 7 ou superior. DSL-2730B Roteador ADSL Wireless Antes de começar Certifique-se

Leia mais

WR-3454G 54M WIRELESS ROUTER WR-3454G MANUAL DE INSTALAÇÃO

WR-3454G 54M WIRELESS ROUTER WR-3454G MANUAL DE INSTALAÇÃO WR-3454G MANUAL DE INSTALAÇÃO 1 - Conteúdo do Kit Os seguintes conteúdos encontram-se na caixa: Um roteador WR-3454G Uma Antena Uma fonte de Alimentação de 9V 0,8A Observação: Se algum dos itens acima

Leia mais

Cenário para Aplicação do Vídeoalerta e G-BOX

Cenário para Aplicação do Vídeoalerta e G-BOX Cenário para Aplicação do Vídeoalerta e G-BOX PASSO A PASSO 1- Desligar a alimentação de todos os dispositivos existentes na rede (como por exemplo, o Modem do link de internet, Roteador, etc.); 2- Conectar

Leia mais

EN3611 Segurança de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática Wireshark Sniffer de rede

EN3611 Segurança de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática Wireshark Sniffer de rede EN3611 Segurança de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática Wireshark Sniffer de rede Entregar um relatório contendo introdução, desenvolvimento e conclusão. A seção desenvolvimento pode conter

Leia mais

Conhecendo o PIC16F877 Microcontrolador de 8 bits da Microchip Co.

Conhecendo o PIC16F877 Microcontrolador de 8 bits da Microchip Co. Programação Daniel Corteletti Aula 2 Página 1/6 Conhecendo o PIC16F877 Microcontrolador de 8 bits da Microchip Co. O microcontrolador PIC16F877 pode ser encontrado em diversos encapsulamentos: PDIP, QFP,

Leia mais

Tarifação ON-LINE Sistema de Tarifação Telefônica V. 6.0 GUIA DE INSTALAÇÃO COLETOR

Tarifação ON-LINE Sistema de Tarifação Telefônica V. 6.0 GUIA DE INSTALAÇÃO COLETOR Tarifação ON-LINE Sistema de Tarifação Telefônica V. 6.0 GUIA DE INSTALAÇÃO COLETOR Net Manager Informática Ltda Versão 6.0 1998-2007 1) Instalação do Software Coletor Guia de Instalação Executar o programa

Leia mais

Manual de instrução e instalação VECTRA EX 204. Versão: 00.2010 ou 00.2010T

Manual de instrução e instalação VECTRA EX 204. Versão: 00.2010 ou 00.2010T Manual de instrução e instalação VECTRA EX 204 Versão: 00.2010 ou 00.2010T SUMÁRIO Introdução... 3 Instalação... 4 Configuração... 4 O software... 5 Número da Receptora... 6 Aviso Sonoro... 7 Hora... 8

Leia mais

Manual de Operação e Instalação do Sistema de Gravação Telefônica Rec All E1

Manual de Operação e Instalação do Sistema de Gravação Telefônica Rec All E1 Manual de Operação e Instalação do Sistema de Gravação Telefônica Rec All E1 1.0 Apresentação 2.0 O que é o produto? 3.0 Do que é composto? 4.0 Como funciona? 5.0 Instalando a interface do gravador Rec

Leia mais

Índice. VIAWEBsystem - 1

Índice. VIAWEBsystem - 1 V 3.20 Jul09 r2.0 Índice Apresentação...3 Instalação...3 Esquema de Ligação...4 Operação...5 Terminal...6 Funções de Programação...7 [007 a 011] Programação da Entrada (Setor Interno)... 7 Função 007

Leia mais

Protocolo. O que é um protocolo? Humano: que horas são? eu tenho uma pergunta

Protocolo. O que é um protocolo? Humano: que horas são? eu tenho uma pergunta Protocolo O que é um protocolo? Humano: que horas são? eu tenho uma pergunta Máquina: Definem os formatos, a ordem das mensagens enviadas e recebidas pelas entidades de rede e as ações a serem tomadas

Leia mais

O RVSToolKit é uma ferramenta que permite a configuração dos parâmetros do Rastrear Light utilizando uma porta serial do computador.

O RVSToolKit é uma ferramenta que permite a configuração dos parâmetros do Rastrear Light utilizando uma porta serial do computador. 1 ÍNDICE Introdução... 2 Instalação RVSToolKit... 3 Acessando o RVSToolKit... 4 Acesso ao modo de alteração de dados... 6 Opções do RVSToolKit... 7 1 INTRODUÇÃO 1.1 FERRAMENTO RVSTOOLKIT O RVSToolKit é

Leia mais

Base Interface Ethernet Industrial 10/100 Mbps

Base Interface Ethernet Industrial 10/100 Mbps Descrição do Produto O módulo, integrante da Série Ponto, é uma interface Ethernet Industrial para as UCP s PO3242, PO3342 e PO3X47. A interface liga-se às redes Ethernet Industrial 10 ou 100 Mbps, estando

Leia mais

300Mbps Wireless N VPN Router

300Mbps Wireless N VPN Router 300Mbps Wireless N VPN Router TEW-659BRV ŸGuia de Instalação Rápida (1) ŸTroubleshooting (7) 1.01 PORTUGUÊS 1. Antes de Iniciar Conteúdo da Embalagem Ÿ TEW-659BRV Ÿ CD-ROM de Guia do Usuário Ÿ Guia de

Leia mais

Câmera IP BOX SEGI-0720B Câmera IP Externa SEGI-0720E

Câmera IP BOX SEGI-0720B Câmera IP Externa SEGI-0720E Câmera IP BOX SEGI-0720B Câmera IP Externa SEGI-0720E SEGI-0720B 1 - Instalação 2 - Configuração Padrão 3 - Conectando a Câmera ao Computador 4 - Acessando a interface e configurando a rede 5 - Configurações

Leia mais

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross Redes Pablo Rodriguez de Almeida Gross Conceitos A seguir serão vistos conceitos básicos relacionados a redes de computadores. O que é uma rede? Uma rede é um conjunto de computadores interligados permitindo

Leia mais

Redes de Dados e Comunicações. Prof.: Fernando Ascani

Redes de Dados e Comunicações. Prof.: Fernando Ascani Redes de Dados e Comunicações Prof.: Fernando Ascani Camada de Aplicação A camada de Aplicação é a que fornece os serviços Reais para os usuários: E-mail, Acesso a Internet, troca de arquivos, etc. Portas

Leia mais

Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda.

Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. Manual do equipamento Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. +55 41 3661-0100 Rua Rio Piquiri, 400 - Jardim Weissópolis - Pinhais/PR - Brasil CEP: 83322-010 CNPJ: 01.245.055/0001-24 Inscrição

Leia mais

WL4i Smart. WL4i Smart. Manual do Usuário. Manual do Usuário. 4-Port Enterprise UHF RFID Reader

WL4i Smart. WL4i Smart. Manual do Usuário. Manual do Usuário. 4-Port Enterprise UHF RFID Reader WL4i Smart Capítulo 1 - Introdução ao rádio WaveLabs WL4i O rádio WaveLabs WL4i é um leitor RFID UHF Gen 2 fixo de 4 canais com conectividade cabeada (Ethernet) ou sem fio (WiFi) com o sistema empresarial.

Leia mais

Este manual contém instruções para instalação do servidor de Porta Paralela - LPT FX LPT PRT SERV (F7518e)

Este manual contém instruções para instalação do servidor de Porta Paralela - LPT FX LPT PRT SERV (F7518e) Este manual contém instruções para instalação do servidor de Porta Paralela - LPT FX LPT PRT SERV (F7518e) Manual do Usuário Ver. 1.00 Todos os nomes e marcas registradas pertencem a seus respectivos proprietários

Leia mais

Soluções Globais em Sistemas de Pesagem. Indicador de pesagem WT1000-LED. Manual Técnico. Versão A12-03

Soluções Globais em Sistemas de Pesagem. Indicador de pesagem WT1000-LED. Manual Técnico. Versão A12-03 Soluções Globais em Sistemas de Pesagem Indicador de pesagem WT1000-LED Manual Técnico Versão A12-03 Obrigado por escolher a WEIGHTECH! Agora, além de adquirir um equipamento de excelente qualidade, você

Leia mais

Manual para configuração. Linksys RT31P2

Manual para configuração. Linksys RT31P2 Manual para configuração Linksys RT31P2 Indice Guia de Instalação ATA Linksys RT31P2... 3 Conhecendo o ATA... 4 Antes de Iniciar... 6 Analisando o seu acesso à Internet... 6 Configuração... 9 Configuração

Leia mais

MOR600 - Guia de Instalação Rapida

MOR600 - Guia de Instalação Rapida MOR600 - Guia de Instalação Rapida 1. Conteúdo O Roteador portatil MOR600 deve conter os itens relacionados abaixo. Caso se verifique alguma falta, favor contatar a revenda que lhe forneceu oproduto. Roteador

Leia mais

Notas de Aplicação. Configurando o ezap900/901 para acesso via Ethernet. HI Tecnologia. Documento de acesso público

Notas de Aplicação. Configurando o ezap900/901 para acesso via Ethernet. HI Tecnologia. Documento de acesso público Notas de Aplicação Configurando o ezap900/901 para acesso via Ethernet HI Tecnologia Documento de acesso público ENA.00053 Versão 1.02 abril-2009 HI Tecnologia Configurando o ezap900/901 para acesso via

Leia mais

Configurações do adaptador W-U3300nL

Configurações do adaptador W-U3300nL Configurações do adaptador W-U3300nL Introdução Obrigado por adquirir o adaptador para rede sem fio C3 Tech. Apresentando o que há de melhor em Tecnologia Wireless, o Adaptador para Rede Sem Fio C3 Tech

Leia mais

William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição

William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição Capítulo 7 Entrada/saída Os textos nestas caixas foram adicionados pelo Prof. Joubert slide 1 Problemas de entrada/saída Grande variedade

Leia mais

WiFiShield. Introdução

WiFiShield. Introdução WiFiShield Obrigado por adquirir o WiFiShield do Laboratório de Garagem. Através deste manual, você conhecerá maiores detalhes sobre este produto, para iniciar seus projetos com Arduino e integração com

Leia mais