PRESIDÊNCIA PORTUGUESA DO CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA PORTUGUESE PRESIDENCY OF THE COUNCIL OF THE EUROPEAN UNION

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PRESIDÊNCIA PORTUGUESA DO CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA PORTUGUESE PRESIDENCY OF THE COUNCIL OF THE EUROPEAN UNION"

Transcrição

1 PRESIDÊNCIA PORTUGUESA DO CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA PORTUGUESE PRESIDENCY OF THE COUNCIL OF THE EUROPEAN UNION PROGRAMA PROGRAMME Presidência Portuguesa do Conselho da UE Programa de Saúde

2

3 PRESIDÊNCIA PORTUGUESA DO CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA PORTUGUESE PRESIDENCY OF THE COUNCIL OF THE EUROPEAN UNION PROGRAMA DA SAÚDE HEALTH PROGRAMME

4 PORTUGAL, Ministério da Saúde Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia - Programa da Saúde Publicação Ministério da Saúde Avenida João Crisóstomo, Lisboa Edição Grupo de Projecto do Ministério da Saúde para a Presidência Portuguesa do Conselho da UE (Desp. Conjunto 1972/2007, de 11 de Janeiro) Data de edição Julho de 2007 Design Ecomunicação2, Lda Impressão Fergráfica PORTUGAL, Ministry of Health Portuguese Presidency of the Council of the European Union - Health Programme Published by: Ministry of Health Avenida João Crisóstomo, Lisbon Editor Portuguese Presidency of the Council of the EU Health Task Force Edited July 2007 Design Ecomunicação2, Lda Print Fergráfica 0 Portuguese Presidency of the Council of the EU Health Programme

5 ÍNDICE INDEX Prefácio 01 Reuniões Ministeriais 1.1 Conselho EPSCO 02 Iniciativas Técnicas 2.1 Mesa Redonda sobre Estratégias de Saúde na Europa 2.2 Conferência Avaliação de Políticas Públicas e Programas no Domínio das Drogas 2.3 Conferência Europeia Saúde e Migrações na UE - Melhor Saúde para Todos numa Sociedade Inclusiva 2.4 Reunião dos Coordenadores dos Programas Nacionais VIH/sida da UE - Traduzir princípios em acção na Região OMS - Europa e Países Vizinhos da UE 2.5 Encontro Europeu sobre Avaliação do Impacto de Políticas na Saúde e nos Sistemas de Saúde 2.6 Conferência Inovação Farmacêutica - - Uma Nova Estratégia de I&D na UE 03 Reuniões Regulares da UE 3.1 Reunião Informal das Autoridades Competentes dos Dispositivos Médicos 3.2 Chefes das Agências de Medicamentos 3.3 Grupo Horizontal Drogas 3.4 Grupo Saúde Pública 3.5 Grupo de Trabalho Enforcement Officers 3.6 Grupo de Trabalho de Farmacovigilância 3.7 Comité dos Medicamentos à Base de Plantas 3.8 Grupo de Coordenação sobre Assuntos Jurídicos das Agências Europeias de Medicamentos - EMACOLEX Foreword 01 Ministerial Meetings 1.1 EPSCO Council 02 Technical Initiatives 2.1 Round Table on Health Strategies in Europe 2.2 Conference Evaluation of Public Policies and Programmes on Drugs 2.3 European Conference Health and Migration in the EU - Better Health for All in an Inclusive Society 2.4 EU National AIDS Coordinators Meeting Translating principles into action in the WHO European Region and EU Neighbouring Countries 2.5 European Meeting on Health and Health Systems Impact Assessment 2.6 Conference Pharmaceutical Innovation - - A New R&D Strategy in the EU 03 Reuniões EU Meetings 3.1 Informal Meeting of Competent Authorities for Medical Devices 3.2 Heads of Medicines Agencies 3.3 Horizontal Drugs Group 3.4 Public Health Working Party 3.5 Working Group of Enforcement Officers 3.6 Pharmacovigilance Working Party 3.7 Herbal Medicinal Products Committee 3.8 European Medicines Agencies on the Cooperation on Legal and Legislative Issues - EMACOLEX 05 Presidência Portuguesa do Conselho da UE Programa de Saúde

6 3.9 Directores Gerais de Saúde 3.10 Workshops sobre a Guideline Europeia sobre Medicamentos à Base de Células Humanas 3. Coordenadores Nacionais das Drogas 3.12 Comité dos Medicamentos de Uso Humano (CHMP)/ Comité dos Medicamentos Órfãos (COMP) / Grupo de Coordenação dos Procedimentos de Reconhecimento Mútuo e Descentralizado - uso humano (CMD(h)) 3.13 Directores dos Institutos Nacionais de Saúde Pública da UE 3.14 Comité de Alto Nível de Saúde Pública 3.15 Responsáveis Nacionais de Enfermagem 3.16 Responsáveis Nacionais de Saúde Oral 3.17 Grupo de Trabalho de Medicamentos Homeopáticos 3.18 Coordenadores Nacionais de Emergência Médica Extra-Hospitalar 04 Reuniões Patrocinadas 4.1 Fórum Europeu das Associações Médicas e da OMS 4.2 Conferência Internacional sobre Investigação em Segurança dos Doentes 4.3 Conferência Atender uma Chamada sobre Cannabis - - A Resposta das Linhas Telefónicas de Ajuda 4.4 Simpósio Internacional sobre Recursos Humanos da Saúde - Experiências Nacionais na Identificação e Abordagem de Problemas dos Recursos Humanos na Saúde 4.5 5º Congresso Nacional de Epidemiologia - A Saúde dos Homens numa Perspectiva Epidemiológica Chief Medical Officers 3.10 Workshop on the European Guideline for Human Cell-Based Medicines 3. National Drugs Coordinators 3.12 Committee for Human Medicinal Products (CHMP)/ Committee for Orphan Medical Products (COMP)/ Coordination Group for Mutual Recognition and Decentralised Procedures - human (CMD(h)) 3.13 Directors of EU National Public Health Institutes 3.14 High-Level Committee on Public Health 3.15 Chief Nursing Officers 3.16 Chief Dental Officers 3.17 Homeopatic Medicinal Products Working Group 3.18 National Coordinators of Medical Extra-Hospital Emergency 04 Sponsored Meetings 4.1 European Forum of Medical Associations and WHO 4.2 International Conference on Patient Safety Research 4.3 Conference Taking a Call on Cannabis - Drug Help Response 4.4 International Symposium on Health Workforce - National Experiences in Adressing Adverse Trends Affecting the Health Workforce 4.5 National Epidemiology Congress - An Epidemiological Perspective of Men s Health 06 Portuguese Presidency of the Council of the EU Health Programme

7 4.6 Conferência sobre Famílias, Estilos de Vida e Drogas 4.7 4ª Conferência Europeia sobre Doenças Raras 4.8 2ª Conferência Internacional sobre Pobreza, Saúde e Nutrição 05 Outros eventos Internacionais com Reuniões de Coordenação da UE 5.1 2ª Conferência das Partes sobre a Convenção- - Quadro da OMS para Luta Anti-Tabaco º Comité Regional da OMS Europa 5.3 Reunião Intergovernamental da OMS sobre a partilha de vírus e o acesso às vacinas em caso de gripe pandémica 5.4 Grupo de Trabalho Intergovernamental da OMS para a Saúde Pública, Inovação e Propriedade Intelectual 5.5 Preparação do 122º Conselho Executivo da OMS 06 Publicações 6.1 Sistemas de Saúde em Transição - Portugal 6.2 Monografia sobre a Saúde em Portugal 6.3 Relatórios Técnicos sobre Saúde e Migrações Equipa da Saúde Conference on Families, Lifestyles and Drugs 4.7 4th European Conference on Rare Diseases 4.8 2nd International Conference on Poverty, Food and Health in Welfare 05 Other International Events with EU Coordination Meetings 5.1 2nd Conference of the Parties of the WHO Framework Convention on Tobacco Control 5.2 WHO-EURO 57th Regional Committee 5.3 WHO Intergovernmental Meeting on virus sharing and access to vaccines, for pandemic influenza preparednessy 5.4 WHO s Intergovernmental Working Group on Public Health, Innovation and Intellectual Property 5.5 Preparation of the 122nd WHO Executive Board 06 Publications 6.1 Health Systems in Transition - Portugal 6.2 Book Health in Portugal 6.3 Technical Reports on Health and Migration Health Team 07 Presidência Portuguesa do Conselho da UE Programa de Saúde

8 PREFÁCIO FOREWORD É com prazer que apresento esta brochura, que pretende de forma sumária descrever as iniciativas da Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia no sector da saúde. Ao longo dos próximos seis meses, Portugal coordenará os interesses e posições da União agora composta por 27 Estados Membros, procurando marcar a agenda com o debate sobre um tema inovador Saúde e Migrações na União Europeia e fornecendo o impulso político aos dossiers em curso nas instituições comunitárias. Efectivamente, o tema prioritário eleito é inovador, actual e esperamos que a sua escolha represente um valor acrescentado a nível da definição das políticas, com relevância para a União Europeia e para os seus Estados-Membros. A eleição deste tema não faz perder de vista o importante trabalho em curso nas instituições comunitárias, que conformará de forma decisiva o futuro deste sector, em especial as iniciativas sobre a Estratégia de Saúde na União Europeia e sobre os Serviços de Saúde. A Presidência Portuguesa está determinada em conferir forte liderança à política de saúde da União Europeia, procurando obter consensos e promover avanços decisivos em todos os temas da agenda europeia de saúde. Preocupa-nos também a sustentabilidade e continuidade das políticas e, nesse âmbito, em linha com o estabelecido no Programa de 18 meses das Presidências Alemã, Portuguesa e Eslovena, trabalharemos sobre os resultados conseguidos por Presidências anteriores em áreas como a saúde em todas as políticas (Presidência Finlandesa) e o HIV/sida e a inovação farmacêutica (Presidência Alemã) e promoveremos o estabelecimento de pontes com a futura Presidência Eslovena e as presidências subsequentes. It is my pleasure to present this brochure, which intends to briefly describe the initiatives of the Portuguese Presidency of the Council of the European Union in the field of health. Throughout the next six months, Portugal will coordinate the interests and positions of the Union, now composed by 27 Member States, aiming to insert an innovative theme in the agenda Health and Migration in the European Union and providing the political impetus to the issues underway in the community institutions. Indeed the priority chosen is innovative, critical and we expect this choice to represent a surplus in terms of the definition of policies with relevance to the European Union and its Member States. Nonetheless, we are very aware of the important work underway in the community institutions, which will decisively shape the future of this sector, particularly the initiatives on the European Union Health Strategy and on Health Services. The Portuguese Presidency is committed to providing strong political leadership to the health policy in the European Union, striving to reach consensus and promote decisive progress in all items on the European health agenda. We are also very conscious of the need to ensure sustainability and continuity of policies and in that regard, in line with the 18-Month Programme of the German, Portuguese and Slovenian Presidencies, we will work upon the results achieved by previous Presidencies in areas such as Health in All Policies (Finnish Presidency) and HIV/ AIDS and pharmaceutical innovation (German Presidency) and we will build bridges with the future Slovenian Presidency and the forthcoming presidencies. 08 Portuguese Presidency of the Council of the EU Health Programme

9 Não nos esquecemos da importância da agenda global de saúde e do seu impacto na agenda europeia. Assim, será dada atenção especial à cooperação com a Organização Mundial de Saúde, em particular no que concerne à luta anti-tabaco (2ª Conferência das Partes da Convenção-Quadro da OMS para a Luta Anti-Tabaco) e à implementação do Regulamento Sanitário Internacional, e às reuniões do Comité Regional da OMS-Europa, do Grupo de Trabalho Intergovernamental sobre Saúde Pública, Inovação e Propriedade Intelectual e do Grupo de Trabalho Intergovernamental sobre partilha das amostras do vírus da gripe. Portugal assume a Presidência da União numa altura em que, salvaguardado o respeito pelas competências nacionais, são, mais do que nunca, visíveis as vantagens da acção comunitária no domínio da saúde pública. Como portugueses e europeus, enfrentamos grandes desafios, mas sentimo-nos profundamente orgulhosos por poder dar o nosso contributo para a construção europeia. The importance of the global health agenda and its impact on the European agenda is not forgotten. Thus, special attention will be given to the cooperation with the World Health Organization, particularly in what concerns the tobacco control (2nd Conference of the Parties of the WHO Framework Convention on Tobacco Control) and the implementation of the International Health Regulations, as well as the meetings of the WHO-EURO Regional Committee, of the Intergovernmental Working Group on Public Health, Innovation and Intellectual Property and the Intergovernmental Working Group on sharing of influenza virus samples. Portugal takes the Presidency of the Union in a moment when, with due safeguard of the national competences, the advantages of community action in the field of public health are more visible than ever. As Portuguese and Europeans, we face great challenges, but feel immensely proud to contribute towards the European construction. António Correia de Campos Ministro da Saúde António Correia de Campos Minister of Health 09 Presidência Portuguesa do Conselho da UE Programa de Saúde

10 10 Portuguese Presidency of the Council of the EU Health Programme

11 :01 REUNIÕES MINISTERIAIS Durante a Presidência PT da UE, o Conselho EPSCO irá reunir-se no mês de Dezembro. Para as suas decisões são considerados os resultados do trabalho do Grupo Saúde Pública ao qual compete preparar a agenda. MINISTERIAL MEETINGS During the PT Presidency of the EU, the EPSCO Council will meet in December. The Public Health Working Party prepares the agenda and the results of this group s work are considered in the decisions. 11 Presidência Portuguesa do Conselho da UE Programa de Saúde

12 12 Portuguese Presidency of the Council of the EU Health Programme

13 REUNIÕES MINISTERIAIS MINISTERIAL MEETINGS : Conselho EPSCO Data: 5 e 6 de Dezembro Local: Bruxelas Coordenação/Contacto: Jorge Menezes Representação Permanente de Portugal junto da UE Por razões de organização dos trabalhos e em função dos temas abordados, o Conselho da UE reúne-se em nove diferentes configurações em que participam os ministros dos Estados- -Membros (EM) e os comissários europeus responsáveis pelos domínios em causa. As matérias da saúde integram a configuração Emprego, Política Social, Saúde e Consumidores, usualmente designada por Conselho EPSCO. A configuração EPSCO tem por missão definir e aprovar regras europeias para harmonizar ou coordenar as legislações nacionais no que refere às condições de trabalho, ao reforço de políticas de prevenção de doenças e combate a problemas no domínio da saúde e direitos dos consumidores As agendas do Conselho são preparadas por uma estrutura de grupos de trabalho especializados (tal como o Grupo Saúde Pública) e de comités constituídos por delegados dos EM, cabendo-lhes resolver questões de natureza técnica e política antes de serem transmitidas ao Comité de Representantes Permanentes dos governos dos EM(COREPER). O COREPER assegura a coerência destes trabalhos e clarifica as questões técnico-políticas antes de as submeter ao Conselho para decisão. 1.1 EPSCO Council Date: 5 and 6 December Venue: Brussels Coordination/Contact: Jorge Menezes Permanent Representation of Portugal to the EU The Council of the European Union meets in nine different configurations, depending on the subjects being examined. The Council is composed of national ministers and the European Commissioners for the relevant topic of discussion. Health matters are examined at the Employment, Social Policy, Health and Consumer Affairs Council (EPSCO Council). In these fields, EPSCO adopts European rules to harmonise or coordinate national laws, in particular on working conditions (workers health and safety, social security, employee participation in the running companies), strengthening of national policies to prevent illness and combat the major health scourges and protection and consumers rights. Council agendas are prepared by specialized working parties, such as the Public Health Working Party, and by committees comprising delegates from the Member States. They resolve technical and political issues before forwarding the dossier to the Permanent Representatives Committee (COREPER). The latter ensures the overall consistency in the work and solves political and technical questions before submitting the dossier to the Council. 13 Presidência Portuguesa do Conselho da UE Programa de Saúde

14 14 Portuguese Presidency of the Council of the EU Health Programme

15 :02 INICIATIVAS TÉCNICAS Estes eventos, promovidos pela Presidência Portuguesa, dizem respeito a temas considerados de grande acuidade e relevância para a saúde no contexto europeu. TECHNICAL INITIATIVES These events are promoted by the Portuguese Presidency on matters considered to be of great importance and relevance for health in a European context. 15 Presidência Portuguesa do Conselho da UE Programa de Saúde

16 INICIATIVAS TÉCNICAS TECHNICAL INITIATIVES 2.1 Mesa Redonda sobre Estratégias de Saúde na Europa Data: 12 e 13 de Julho Local: Lisboa (Centro de Congressos da FIL - Parque das Nações) Participação: 300 pessoas. Aberto a todos. Coordenação: Maria do Céu Machado Alto Comissariado da Saúde Contacto: Dulce Afonso A Comissão Europeia está actualmente a conceber uma nova Estratégia de Saúde para a UE, o que coincide com esforços similares levados a cabo por outras organizações, como a Organização Mundial de Saúde, a Organização para a Cooperação Económica e Desenvolvimento e o Conselho da Europa, que procuram igualmente desenvolver uma abordagem estratégica para as suas iniciativas. Neste contexto, o Alto Comissariado da Saúde organiza uma Mesa Redonda sobre Estratégias de Saúde na Europa para debater estas ideias e que tem como objectivos específicos: debater iniciativas europeias para a definição de estratégias de saúde; definir um quadro de referência para orientar o debate sobre a matéria e para facilitar a colaboração interinstitucional; identificar e desenvolver instrumentos que permitam detectar problemas nos sistemas de saúde; apoiar o desenvolvimento de mecanismos para a implementação no sector da saúde de estratégias baseadas na evidência científica. O programa contempla um conjunto de sessões paralelas dedicadas a estratégias específicas (a desenvolver no contexto de uma estratégia global) para determinadas doenças, tais como: cancro, doença cardiovascular, diabetes, estratégias sensíveis ao género, obesidade, saúde oral e tuberculose. 2.1 Round Table on Health Strategies in Europe Date: 12 and 13 July Venue: Lisbon (FIL Meeting Centre - Parque das Nações) Attendance: 300 participants. Open to all. Coordination: Maria do Céu Machado High Commissariat of Health Contact: Dulce Afonso The European Commission is currently developing a new Health Strategy. This coincides with similar European wide (and global in the case of WHO) efforts by WHO, OECD and by the Council of Europe to develop also a strategic approach to their health related actions. The Round Table on Health Strategies in Europe is organised by the High Commissariat of Health and will be a forum to discuss these ideas and to contribute to the debate on a health strategy for the European Union. The specific objectives are: to identify Europe-wide initiatives regarding health strategies; to specify a frame of reference to guide the debate on health strategies and to facilitate inter-institutional collaboration; to identify and develop tools to recognise health system constraints; to support the development of mechanisms for the implementation of science-based health sector strategies. The programme includes parallel sessions on disease specific strategies (to be developed within an overarching strategic framework): cancer, cardiovascular, diabetes, gender-sensitive strategies, obesity, oral health, tuberculosis. 16 Portuguese Presidency of the Council of the EU Health Programme

17 :02 Como resultados da Mesa Redonda, serão elaborados documentos sobre os seguintes temas: desenvolvimento da estratégia de saúde; definição de prioridades para doenças específicas na Europa; o contributo dos serviços de saúde para o desenvolvimento da estratégia de saúde da UE. The expected outcomes will be several documents on the issues: Health Strategy development; definition of disease-specific priorities in Europe; health services input to the European Health Strategy. 17 Presidência Portuguesa do Conselho da UE Programa de Saúde

18 2.2 Conferência Avaliação de Políticas Públicas e Programas no Domínio das Drogas Data: 19 e 20 de Setembro Local: Lisboa (Sala Tejo - Parque das Nações) Participação: 130 pessoas. Apenas por convite. Coordenação: João Goulão Instituto da Droga e da Toxicodependência Contacto: Sofia Santos Os anos de 2007 e 2008 adivinham-se particularmente produtivos em matéria de avaliação destas políticas. Vários Estados-Membros iniciam processos de avaliação das suas próprias Estratégias e dos Planos de Acção Nacionais e a Comissão Europeia promove a avaliação contínua do Plano de Acção Europeu em Matéria de Luta Contra a Droga ( ). Organizada pelo Instituto da Droga e Toxicodependência (IDT), em colaboração com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, a conferência tem como principais objectivos: debater a avaliação de políticas públicas e programas de intervenção nos domínios da toxicodependência e das drogas, designadamente as áreas da redução da procura, da redução da oferta e da cooperação internacional; apresentar os desenvolvimentos metodológicos e trabalhos de investigação mais recentes nesta área. A coordenação científica da Conferência é assegurada pela Prof.ª Doutora Margarida Gaspar de Matos. O evento contempla a realização, no primeiro dia, de sessões paralelas dedicadas às temáticas: avaliação de políticas públicas planeamento, recolha de dados e impacto ; avaliação de programas procura, oferta e cooperação internacional. As conclusões destas sessões serão apresentadas no segundo dia do evento, durante a sessão plenária. As comunicações apresentadas bem como as conclusões da conferência serão posteriormente publicadas. 2.2 Conference Evaluation of Public Policies and Programmes on Drugs Date: 19 and 20 September Venue: Lisbon (Sala Tejo - Parque das Nações), Attendance: 130 participants. By invitation only. Coordination: João Goulão Institute on Drugs and Drug Addiction Contact: Sofia Santos The years of 2007 and 2008 are bound to be particularly productive in the evaluation of these policies. Several Members States began started to evaluate their own Drugs Strategies and National Action Plans. The European Commission is also fostering the permanent evaluation of the European Union Action Plan on Drugs ( ). This conference is co-organised by the Institute on Drugs and Drug Addiction (IDT) and by the Ministry of Foreign Affairs. It has two main goals: to discuss the evaluation of drug public policies on drugs and intervention programmes, mainly in the fields of demand reduction, supply reduction and international cooperation; and to present the most recent methodologies and research in this field. The scientific coordinator of the Conference will be Prof. Maria Gaspar de Matos. On the first day, two parallel panels will discuss the topics public policy evaluation - design, data collecting and impact and programme evaluation demand, supply and international cooperation. The conclusions from these sessions shall be presented on the second day, at the plenary session. Communications and conclusions presented at the Conference will be published. 18 Portuguese Presidency of the Council of the EU Health Programme

19 : Conferência Europeia Saúde e Migrações na UE - Melhor Saúde para Todos numa Sociedade Inclusiva Data: 27 e 28 de Setembro Local: Lisboa (Fundação Calouste Gulbenkian) Participação: 300 pessoas. Apenas por convite. Coordenação/Contacto: Ana Fernandes Faculdade de Ciências Médicas, Universidade Nova de Lisboa A Conferência Saúde e Migrações na UE Melhor Saúde para Todos numa Sociedade Inclusiva constitui a principal iniciativa da Presidência Portuguesa na área da Saúde. Procurará mobilizar os Estados-Membros, instituições nacionais e internacionais e ONGs com vista à reflexão e proposta de políticas e estratégias de intervenção, visando promover a saúde, prevenir a doença e melhorar o acesso a cuidados de saúde dos imigrantes. Neste contexto, a conferência elege como objectivos: a avaliação dos fluxos migratórios internacionais do século XXI e do seu impacto na demografia e economia da UE; a melhoria do conhecimento sobre o estado de saúde dos migrantes e os determinantes de saúde tendo em conta a dinâmica geográfica dos processos migratórios e dos seus impactos, os quadros específicos legal e político tanto ao nível nacional como ao nível internacional e a integração sócio- -económica das famílias migrantes; a identificação de boas práticas no acesso dos migrantes aos serviços de saúde (promoção da saúde, prevenção e acesso a cuidados), incluindo cuidados formais e informais, bem como actividades sociais e culturais que visam facilitar a inclusão; e a contribuição para a definição de políticas e estratégias de saúde, que possam ser implementadas ao nível da UE 2.3 European Conference Health and Migration in the EU - Better Health for All in an Inclusive Society Date: 27 and 28 September Venue: Lisbon (Calouste Gulbenkian Foundation) Attendance: 300 participants. By invitation only. Coordination/Contact: Ana Fernandes Faculty of Medical Sciences, Universidade Nova de Lisboa The European Conference Health and Migration in the EU - - Better Health for All in an Inclusive Society is the main initiative of the Health Programme for the Portuguese EU Council Presidency. Member States, national and international institutions and NGOs will be invited to debate and present intervention policies and strategies to increase access of migrants to health promotion, disease prevention and health care. The objectives of this Conference are: to assess international migration flows in the 21st century and their impact in EU s demography and economy; to improve the knowledge of migrants health status and health determinants (accounting for the demographic dynamics of the migratory process and its impact, the specific political and legal frameworks at both national and international levels, as well as the socio-economic integration of migrant families); to identify good practices about migrants access to health services (health promotion, prevention and access to care), encompassing formal and informal care, as well as social and cultural activities aimed at facilitating inclusion; finally, to contribute to the definition of health policies and strategies aimed at improving migrants integration and which could be 19 Presidência Portuguesa do Conselho da UE Programa de Saúde

20 e ao nível dos Estados-Membros, com vista a melhorar a integração dos migrantes. O programa da Conferência contempla, no primeiro dia, sessões temáticas paralelas dedicadas a temas tais como: mobilidade, saúde pública e sistemas de informação; promoção da saúde e prevenção da doença; saúde mental; saúde ocupacional; saúde materno-infantil; acessibilidades e qualidade da prestação de cuidados de saúde. No segundo dia serão discutidas, respectivamente, em sessão plenária e numa mesa redonda questões como, Migração na UE: um desafio para o desenvolvimento ou um peso para a Saúde? e Como promover a saúde numa sociedade inclusiva? Um dos resultados da Conferência diz respeito à criação, em colaboração com a Comissão Europeia (DG SANCO) de uma Rede de pontos focais e peritos em Saúde Pública / Saúde e Migrações. Serão ainda elaborados dois relatórios técnicos sobre Saúde e Migrações na UE que serão publicados, tal como as Conclusões e Recomendações da Conferência. implemented at both EU and Member States levels. The Conference programme, on its first day, includes parallel sessions on issues such as mobility, public health and information systems; health promotion and prevention; mental health; occupational health; child and maternal health; access and quality of healthcare professionals. On the second day, the debate will take place in a plenary session and a round table, respectively, regarding issues such as Migration in the EU: a challenge for development or a burden for health? and How to promote health in an inclusive society?. One of the outcomes of the Conference is the establishment of a Network of focal points and experts on Public Health/Health and Migration (in collaboration with DG SANCO). Furthermore, two technical reports on Health and Migrations in the EU will be published as well as the findings and recommendations of the Conference. 20 Portuguese Presidency of the Council of the EU Health Programme

21 : Reunião dos Coordenadores dos Programas Nacionais VIH/sida da UE - Traduzir princípios em acção na Região OMS - Europa e Países Vizinhos da UE Data: 12 e 13 de Outubro Local: Lisboa (Centro Cultural de Belém) Participação: 150 pessoas. Apenas por convite. Coordenação: Henrique Barros Coordenação Nacional para a Infecção VIH/sida, Alto Comissariado da Saúde Contacto: Helena Vaz Morais O controlo da epidemia VIH/sida exige uma acção concertada, política e técnica, da UE no desenvolvimento de modelos comuns de vigilância epidemiológica, boas práticas e políticas de prevenção, tratamento e apoio custo-efectivas. De forma a assegurar uma resposta consistente e sustentada, mantendo os compromissos políticos assumidos e as iniciativas desenvolvidas sob a égide da CE, e a traduzir os princípios orientadores em acção efectiva, os Países Membros devem acordar na criação de mecanismos técnicos. Neste contexto, Portugal organiza a primeira reunião dos Coordenadores dos Programas Nacionais VIH/sida e que será alargada a todos os países da Região Europeia da Organização Mundial de Saúde (OMS - Europa) e Países Vizinhos. São parceiros na preparação desta reunião: a Comissão Europeia, a ONUSIDA, a OMS, o Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência, a OIM, a OIT, o ECDC e o Fórum da Sociedade Civil. A escolha das Migrações como tema central da Saúde no âmbito da Presidência Portuguesa da UE, representa uma oportunidade para discutir as questões e partilhar as respostas relativas às populações migrantes 2.4 EU National AIDS Coordinators Meeting Translating principles into action in the WHO European Region and EU Neighbouring Countries Date: 12 and 13 October Venue: Lisbon (Cultural Centre of Belém), Attendance: 150 participants. By invitation only. Coordination: Henrique Barros National Coordination for HIV/AIDS, High Commissariat of Health Contacto: Helena Vaz Morais HIV/aids epidemics require a common Europe-wide political and technical effort. A EU-wide concerted action to develop common standards on epidemiological surveillance, best practices and cost- - effectiveness policies on prevention, treatment, and support and to evaluate the use and its effectiveness is needed to tackle and control the epidemic. To ensure a consistent and sustainable EU response at the national level, keeping the agreed political framework and translating the guiding principles into action, EU Member States need to agree on technical mechanisms. Portugal will hold the first National AIDS Programmes Coordinators (NAC) meeting during the PT EU Council Presidency. The meeting will also be open to all Countries of WHO-Europe Region and other Neighbouring Countries. The European Commission UNAIDS, WHO, EMCDDA, IOM, ECDC, ILO and the Civil Society Forum are key partners in the preparation of this meeting. The Portuguese Presidency focus on Migrations and Health is a unique opportunity to discuss and share HIV/aids specific issues and solutions concerning migrant and mobile populations in Europe, particularly regarding health care 21 Presidência Portuguesa do Conselho da UE Programa de Saúde

ÍNDICE. Apresentação 3 A Presidência Portuguesa na área da Saúde: uma leitura política 4 1. Programa e Prioridades da Saúde 15

ÍNDICE. Apresentação 3 A Presidência Portuguesa na área da Saúde: uma leitura política 4 1. Programa e Prioridades da Saúde 15 ÍNDICE Apresentação 3 A Presidência Portuguesa na área da Saúde: uma leitura política 4 1. Programa e Prioridades da Saúde 15 1.1 Programa dos 18 Meses das Presidências Alemã, Portuguesa e Eslovena 15

Leia mais

7º Programa-Quadro de I&DT (2007-2013)

7º Programa-Quadro de I&DT (2007-2013) 7º Programa Quadro Tema ENERGIA O 7ºPrograma Quadro e o PPQ Eduardo Maldonado Coordenador dos Pontos de Contacto Nacionais 7º Programa-Quadro de I&DT (2007-2013) Promoção da carreira de investigação e

Leia mais

Regulamento do Concurso para Pontos de Contacto Nacionais do 7º Programa-Quadro de Investigação e Desenvolvimento Tecnológico da União Europeia

Regulamento do Concurso para Pontos de Contacto Nacionais do 7º Programa-Quadro de Investigação e Desenvolvimento Tecnológico da União Europeia Regulamento do Concurso para Pontos de Contacto Nacionais do 7º Programa-Quadro de Investigação e Desenvolvimento Tecnológico da União Europeia O Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES)

Leia mais

Integração de Imigrantes

Integração de Imigrantes Integração de Imigrantes ODEMIRA INTEGRA It is a project born from the need to improve and increase support measures, reception and integration of immigrants. 47% of immigrants registered in the district

Leia mais

Horizonte 2020. Ciênciacom e paraa Sociedade. Cláudia Oliveira Ponto de Contacto Nacional Sociedades, Ciência & Sociedade, e PMEs

Horizonte 2020. Ciênciacom e paraa Sociedade. Cláudia Oliveira Ponto de Contacto Nacional Sociedades, Ciência & Sociedade, e PMEs Horizonte 2020 Ciênciacom e paraa Sociedade Cláudia Oliveira Ponto de Contacto Nacional Sociedades, Ciência & Sociedade, e PMEs Objectivos Objectivosdo programaciênciacome para a Sociedade, Artigo3.3b

Leia mais

DPI. Núcleo de Apoio ao Desenvolvimento de Projetos e Internacionalização Project Development And Internationalization Support Office

DPI. Núcleo de Apoio ao Desenvolvimento de Projetos e Internacionalização Project Development And Internationalization Support Office DPI Núcleo de Apoio ao Desenvolvimento de Projetos e Internacionalização Project Development And Internationalization Support Office Apresentação/Presentation Criado em 1 de março de 2011, o Núcleo de

Leia mais

A AUSTERIDADE CURA? A AUSTERIDADE MATA?

A AUSTERIDADE CURA? A AUSTERIDADE MATA? A AUSTERIDADE CURA? A AUSTERIDADE MATA? 29.Nov.2013 Financiamento Sector público é a principal fonte de financiamento de cuidados de saúde. Apenas EUA e México apresentam menos de 50% de financiamento

Leia mais

Margarida Eiras. margarida.eiras@ensp.unl.pt

Margarida Eiras. margarida.eiras@ensp.unl.pt Qualidade, Gestão do Risco e Segurança do Doente na Prestação de Cuidados de Saúde Margarida Eiras margarida.eiras@ensp.unl.pt Beja, 25 de Março 2009 Índice Conceitos de Qualidade em Saúde da Qualidade

Leia mais

The Brazil United States Consumer Product Safety Conference Brazil United States Joint Press Statement June 10, 2011 Rio de Janeiro, Brazil Common Interests Ensuring a high level of consumer product safety

Leia mais

Projeto VISIT Victim Support for Identity Theft. Lisboa, 30 Outubro 2015

Projeto VISIT Victim Support for Identity Theft. Lisboa, 30 Outubro 2015 Projeto VISIT Victim Support for Identity Theft Lisboa, 30 Outubro 2015 Descrição Título do projeto: VISIT Victim Support for Identity Theft. Financiamento: Comissão Europeia/Directorate General Home Affairs/2013/ISEC/Prevention

Leia mais

(2006/C 297/02) considerando o seguinte: constatando que:

(2006/C 297/02) considerando o seguinte: constatando que: C 297/6 Resolução do Conselho e dos Representantes Governos dos Estados-Membros, reunidos no Conselho, relativa à realização dos objectivos comuns em matéria de participação e informação dos jovens para

Leia mais

Governancia da Água. Contributo de Portugal e da PPA para o Plano Estratégico de Implementação da Parceria Europeia para a Inovação no Domínio da Água

Governancia da Água. Contributo de Portugal e da PPA para o Plano Estratégico de Implementação da Parceria Europeia para a Inovação no Domínio da Água A Água e o Programa Horizonte 2020 (8ºPQ) Contributo de Portugal e da PPA para o Plano Estratégico de Implementação da Parceria Europeia para a Inovação no Domínio da Água Governancia da Água Francisco

Leia mais

ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE

ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE Projecto IMCHE/2/CP2 1 ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE

Leia mais

mguedes.silva@mjgs.pt ; joao.tedim@sensocomum.pt; joanaviveiro@ordemfarmaceuticos.pt; joaomartinho@ordemfarmaceuticos.pt Assunto:

mguedes.silva@mjgs.pt ; joao.tedim@sensocomum.pt; joanaviveiro@ordemfarmaceuticos.pt; joaomartinho@ordemfarmaceuticos.pt Assunto: Filipe Leonardo De: suporte@sensocomum.pt Enviado: terça-feira, 27 de Outubro de 2009 9:21 Para: mguedes.silva@mjgs.pt ; joao.tedim@sensocomum.pt; joanaviveiro@ordemfarmaceuticos.pt; joaomartinho@ordemfarmaceuticos.pt

Leia mais

Enterprise Europe - Portugal

Enterprise Europe - Portugal Enterprise Europe - Portugal Oportunidades de Cooperação Internacional Agência de Inovação Bibiana Dantas Lisboa, 5-Jun-2012 Enterprise Europe Portugal Jun 2012 2 A União Europeia é um mercado de oportunidades!

Leia mais

cátedra calouste gulbenkian de Saúde Global

cátedra calouste gulbenkian de Saúde Global cátedra calouste gulbenkian de Saúde Global 2013 O que é a Saúde Global? Saúde Global é uma nova disciplina que visa a melhoria da saúde das populações e a luta pela equidade em saúde a nível mundial.

Leia mais

O CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA E OS REPRESENTANTES DOS GOVERNOS DOS ESTADOS-MEMBROS, I. INTRODUÇÃO

O CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA E OS REPRESENTANTES DOS GOVERNOS DOS ESTADOS-MEMBROS, I. INTRODUÇÃO 14.6.2014 PT Jornal Oficial da União Europeia C 183/5 Resolução do Conselho e dos Representantes dos Governos dos Estados Membros, reunidos no Conselho, de 20 de maio de 2014, sobre um Plano de Trabalho

Leia mais

Renovar uma aliança política é chave para travar as epidemias do VIH e hepatites virais por toda a Europa

Renovar uma aliança política é chave para travar as epidemias do VIH e hepatites virais por toda a Europa HepHIV2014 Comunicado de imprensa Novembro de 2014 Renovar uma aliança política é chave para travar as epidemias do VIH e hepatites virais por toda a Europa O número de pessoas que vivem com VIH e hepatites

Leia mais

Retsudvalget 2013-14 REU Alm.del Bilag 408 Offentligt. National Unit for Drugs Trafficking Fighting

Retsudvalget 2013-14 REU Alm.del Bilag 408 Offentligt. National Unit for Drugs Trafficking Fighting Retsudvalget 2013-14 REU Alm.del Bilag 408 Offentligt National Unit for Drugs Trafficking Fighting Lisbon, September 22, 2014 Proposed agenda The Portuguese Criminal Police The Drugs Trafficking Investigation

Leia mais

Legislar melhor : os Estados -membros devem empenhar-se em aplicar efectivamente o direito comunitário

Legislar melhor : os Estados -membros devem empenhar-se em aplicar efectivamente o direito comunitário IP/97/133 Bruxelas, 26 de Novembro de 1997 Legislar melhor : os Estados -membros devem empenhar-se em aplicar efectivamente o direito comunitário A Comissão Europeia adoptou o seu relatório anual sobre

Leia mais

PRESS RELEASE. Mecanismos fiscais aos Business Angels sucedem-se um pouco por todo o mundo

PRESS RELEASE. Mecanismos fiscais aos Business Angels sucedem-se um pouco por todo o mundo PRESS RELEASE 8 de Dezembro de 2009 Mecanismos fiscais aos Business Angels sucedem-se um pouco por todo o mundo FNABA representou Portugal, em Pequim (China), na First Global Conference da World Business

Leia mais

Avaliação Ambiental Estratégica

Avaliação Ambiental Estratégica Mestrado em Engenharia do Ambiente Avaliação Ambiental Estratégica O que é a AAE? Evolução, âmbito, formas, benefícios 2 ª aula Prof. Doutora Maria do Rosário Partidário O que é a AAE? Instrumento (processo)

Leia mais

// gaiato private label

// gaiato private label // gaiato private label // a empresa // the company A Calçado Gaiato é uma empresa prestadora de serviços no setor de calçado, criada em 2000 por Luís Pinto Oliveira e Mário Pinto Oliveira, sócios-fundadores

Leia mais

A. Situação / Situation

A. Situação / Situation A. Situação / Situation A Assembleia Mundial da Saúde (OMS) aprova em 1969 o Regulamento Sanitário Internacional, revisto pela quarta vez em 2005. Esta última versão entrou em vigor no plano internacional

Leia mais

Diálogo 5 + 5. Quinta Conferência Ministerial. sobre a "Migração no Mediterrâneo Ocidental" Algeciras, 12 e 13 de Dezembro de 2006

Diálogo 5 + 5. Quinta Conferência Ministerial. sobre a Migração no Mediterrâneo Ocidental Algeciras, 12 e 13 de Dezembro de 2006 Diálogo 5 + 5 Quinta Conferência Ministerial sobre a "Migração no Mediterrâneo Ocidental" Algeciras, 12 e 13 de Dezembro de 2006 Conclusões da Presidência Nos dias 12 e 13 de Dezembro de 2006 teve lugar

Leia mais

Pacto Europeu. para a Saúde. Conferência de alto nível da ue. Bruxelas, 12-13 de junho de 2008

Pacto Europeu. para a Saúde. Conferência de alto nível da ue. Bruxelas, 12-13 de junho de 2008 Pacto Europeu para a Saúde Mental e o Bem-Estar Conferência de alto nível da ue JUNTOS PELA SAÚDE MENTAL E PELO BEM-ESTAR Bruxelas, 12-13 de junho de 2008 Slovensko predsedstvo EU 2008 Slovenian Presidency

Leia mais

Plano de Actividades Grupo de Apoio à Pediatria APCP

Plano de Actividades Grupo de Apoio à Pediatria APCP 1. REUNIÕES O Grupo de Apoio à Pediatria da Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos, desde o inicio da sua constituição, reúne presencialmente ou por Skype/ Email para que as decisões sejam de consenso.

Leia mais

CANDIDATURA À DIRECÇÃO DA UNIDADE DE INVESTIGAÇÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM

CANDIDATURA À DIRECÇÃO DA UNIDADE DE INVESTIGAÇÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM CANDIDATURA À DIRECÇÃO DA UNIDADE DE INVESTIGAÇÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM Pedro Jorge Richheimer Marta de Sequeira Marília Oliveira Inácio Henriques 1 P á g i n a 1. Enquadramento da Candidatura

Leia mais

Saúde em Todas as Políticas. Perspetiva Relações Internacionais

Saúde em Todas as Políticas. Perspetiva Relações Internacionais Saúde em Todas as Políticas Perspetiva Relações Internacionais 8.ª Conferência Global de Promoção da Saúde (Helsínquia, junho de 013) Abordagem intersectorial das políticas públicas, que toma em consideração,

Leia mais

Os Sistemas Inteligentes na Europa: Enquadramento e Evolução Prevista no Período 2007-2013

Os Sistemas Inteligentes na Europa: Enquadramento e Evolução Prevista no Período 2007-2013 Os Sistemas Inteligentes na Europa: Enquadramento e Evolução Prevista no Período 2007-2013 COLÓQUIO APCAP 2008 Sistemas e Serviços Inteligentes na Rede Concessionada Rui Camolino 19Jun08 Agenda Plano de

Leia mais

ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE

ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE Adoptada pelos Ministros da Saúde e Ministros do Ambiente na Segunda Conferência Interministerial sobre Saúde e

Leia mais

Instituições europeias

Instituições europeias Envelhecer com Prazer Rua Mariana Coelho, nº 7, 1º E 2900-486 Setúbal Portugal Tel: +351 265 548 128 Tlm: 96 938 3068 E-mail: envelhecimentos@gmail.com www.envelhecer.org Instituições europeias Inês Luz

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO RURAL NAS PROVINCIAS DE MANICA E SOFALA - PADR

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO RURAL NAS PROVINCIAS DE MANICA E SOFALA - PADR REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO RURAL NAS PROVINCIAS DE MANICA E SOFALA - PADR Concurso com Previa Qualificação Convite para a Manifestação de Interesse

Leia mais

Federal Court of Accounts Brazil (TCU) Auditing Climate Change Policies

Federal Court of Accounts Brazil (TCU) Auditing Climate Change Policies Federal Court of Accounts Brazil (TCU) Auditing Climate Change Policies JUNNIUS MARQUES ARIFA Head of Department of Agriculture and Environmental Audit TCU s mandate and jurisdiction 1. Role of Supreme

Leia mais

PROGRAMA DE ACÇÃO COMUNITÁRIO RELATIVO À VIGILÂNCIA DA SAÚDE PROJECTO DE PROGRAMA DE TRABALHO 1998-1999 (Art. 5.2.b da Decisão Nº 1400/97/CE)

PROGRAMA DE ACÇÃO COMUNITÁRIO RELATIVO À VIGILÂNCIA DA SAÚDE PROJECTO DE PROGRAMA DE TRABALHO 1998-1999 (Art. 5.2.b da Decisão Nº 1400/97/CE) PROGRAMA DE ACÇÃO COMUNITÁRIO RELATIVO À VIGILÂNCIA DA SAÚDE PROJECTO DE PROGRAMA DE TRABALHO 1998-1999 (Art. 5.2.b da Decisão Nº 1400/97/CE) 1. INTRODUÇÃO As actividades da União Europeia no domínio da

Leia mais

SAÚDE GLOBAL, SAÚDE DAS POPULAÇÕES E DETERMINANTES SOCIAIS / GLOBAL HEALTH, POPULATION HEALTH AND SOCIAL DETERMINANTS

SAÚDE GLOBAL, SAÚDE DAS POPULAÇÕES E DETERMINANTES SOCIAIS / GLOBAL HEALTH, POPULATION HEALTH AND SOCIAL DETERMINANTS SAÚDE GLOBAL, SAÚDE DAS POPULAÇÕES E DETERMINANTES SOCIAIS / GLOBAL HEALTH, POPULATION HEALTH AND SOCIAL DETERMINANTS 1. Unidade curricular: Saúde global, saúde das populações e determinantes sociais /

Leia mais

6ª Reunião, ISEP, Porto 27 Novembro 2013 AGENDA

6ª Reunião, ISEP, Porto 27 Novembro 2013 AGENDA 6ª Reunião, ISEP, Porto 27 Novembro 2013 O projeto Building SPP O projeto Building SPP da Unidade de Produção Consumo Sustentável do Laboratório Nacional de Energia e Geologia () tem como objetivo desenvolver

Leia mais

Tecnologia e inovação na UE Estrategias de internacionalização

Tecnologia e inovação na UE Estrategias de internacionalização Tecnologia e inovação na UE Estrategias de internacionalização Belém, 25 de Setembro 2014 Estrutura da apresentação 1. Porque a cooperação com a União Europeia em inovação é importante para o Brasil? 2.

Leia mais

A DGAE e a Política de Inovação

A DGAE e a Política de Inovação A DGAE e a Política de Inovação Seminário A Criatividade e a Inovação como Factores de Competitividade e Desenvolvimento Sustentável APOCEEP, 9 de Julho de 2009 José António Feu Director do Serviço para

Leia mais

PresentationoftheProject

PresentationoftheProject KNETWORKS Centro de Gestão da Rede Informática do Governo PresentationoftheProject A Coruña Seminar 28h January 2011 Prof. Alexandre Caldas Agenda AGENDA 1. Knowledge and Information Society - Guidelines

Leia mais

Governação Novo Código e Exigências da Função Auditoria

Governação Novo Código e Exigências da Função Auditoria Novo Código e Exigências da Função Auditoria Fórum de Auditoria Interna - IPAI 19 de Junho de 2014 Direito societário e auditoria interna fontes legais 1. CSC artigo 420,º, n.º 1, i) - fiscalizar a eficácia

Leia mais

TUTORIA INTERCULTURAL NUM CLUBE DE PORTUGUÊS

TUTORIA INTERCULTURAL NUM CLUBE DE PORTUGUÊS UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE PSICOLOGIA E DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO TUTORIA INTERCULTURAL NUM CLUBE DE PORTUGUÊS SANDRA MARIA MORAIS VALENTE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO Área de

Leia mais

Pilot project on the implementation of SSD2 in the frame of the electronic transmission of harmonized data collection of analytical results to EFSA

Pilot project on the implementation of SSD2 in the frame of the electronic transmission of harmonized data collection of analytical results to EFSA Pilot project on the implementation of SSD2 in the frame of the electronic transmission of harmonized data collection of analytical results to EFSA OC/EFSA/DCM/2013/05 Luísa Oliveira luisa.oliveira@insa.min-saude.pt

Leia mais

ORDEM DOS FARMACÊUTICOS - RESPOSTA A PEDIDO DE CREDITAÇÃO

ORDEM DOS FARMACÊUTICOS - RESPOSTA A PEDIDO DE CREDITAÇÃO Filipe Leonardo De: suporte@sensocomum.pt Enviado: terça-feira, 16 de Outubro de 2012 18:05 Para: mguedes.silva@mjgs.pt ; joanaviveiro@ordemfarmaceuticos.pt; joaomartinho@ordemfarmaceuticos.pt Assunto:

Leia mais

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO::

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO:: ::ENQUADRAMENTO:: :: ENQUADRAMENTO :: O actual ambiente de negócios caracteriza-se por rápidas mudanças que envolvem a esfera politica, económica, social e cultural das sociedades. A capacidade de se adaptar

Leia mais

Salud Brasil SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE

Salud Brasil SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE Salud Brasil SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE IV EXPOEPI International Perspectives on Air Quality: Risk Management Principles for Oficina de Trabalho: Os Desafios e Perspectivas da Vigilância Ambiental

Leia mais

3º Programa de Saúde 2014-2020

3º Programa de Saúde 2014-2020 2014-2020 INFARMED, 25 de junho de 2014 1. Enquadramento estratégico 2. Apresentação 3. Objetivos 4. Prioridades temáticas 5. Ações 6. Beneficiários 7. Tipos de subvenção 8. Regras de financiamento 9.

Leia mais

Desenvolvimentos da Estratégia Europeia para a Deficiência

Desenvolvimentos da Estratégia Europeia para a Deficiência Desenvolvimentos da Estratégia Europeia para a Deficiência Sofia Lourenço Unidade "Direitos das pessoas com deficiência" Comissão Europeia 2 Dezembro 2014 Palácio da Cidadela de Cascais Políticas Europeias

Leia mais

REGULAMENTO SANITÁRIO INTERNACIONAL (2005) Relatório do Director Regional RESUMO

REGULAMENTO SANITÁRIO INTERNACIONAL (2005) Relatório do Director Regional RESUMO 15 de Junho de 2006 COMITÉ REGIONAL AFRICANO ORIGINAL: FRANCÊS Quinquagésima-sexta sessão Addis Abeba, Etiópia, 28 de Agosto - 1 de Setembro de 2006 REGULAMENTO SANITÁRIO INTERNACIONAL (2005) Relatório

Leia mais

Colaborar: Missão impossível? Lições da área da saúde mental. José Miguel Caldas de Almeida 17 de Janeiro de 2017

Colaborar: Missão impossível? Lições da área da saúde mental. José Miguel Caldas de Almeida 17 de Janeiro de 2017 Colaborar: Missão impossível? Lições da área da saúde mental José Miguel Caldas de Almeida 17 de Janeiro de 2017 Mental disorders require new models of collaborative care Collaborative care model is the

Leia mais

Preparação e Resposta à Doença por Vírus Ébola Avaliações Externas

Preparação e Resposta à Doença por Vírus Ébola Avaliações Externas Preparação e Resposta à Doença por Vírus Ébola Avaliações Externas European Centre for Disease Prevention and Control (ECDC) Global Health Security Agenda (GHSA) Enquadramento A Plataforma de Resposta

Leia mais

MASTER S DEGREE IN INTELLECTUAL PROPERTY ADMISSION EXAM

MASTER S DEGREE IN INTELLECTUAL PROPERTY ADMISSION EXAM CADERNO DE QUESTÕES NOTA FINAL MASTER S DEGREE IN INTELLECTUAL PROPERTY ADMISSION EXAM Before reading the text, pay attention to these important and essential remarks. All the answers must be written in

Leia mais

SME Instrument e Fast Track to Innovation

SME Instrument e Fast Track to Innovation Apoio às PME no H2020 SME Instrument e Fast Track to Innovation Horizonte 2020 Apoio às PME no H2020 H2020 (2014-2020) Três prioridades que se reforçam mutuamente ~79M 7% para o SME Instrument Projectos

Leia mais

Regulamento Interno do Centro de Informática e Tecnologias da Informação da Universidade Nova de Lisboa PREÂMBULO

Regulamento Interno do Centro de Informática e Tecnologias da Informação da Universidade Nova de Lisboa PREÂMBULO Regulamento Interno do Centro de Informática e Tecnologias da Informação da Universidade Nova de Lisboa PREÂMBULO Os princípios de orientação do presente regulamento do CITI são os seguintes: 1º Participação

Leia mais

GRUPO DE TRABALHO PARA O INVESTIMENTO SOCIAL. Catalisar um mercado de investimento social em Portugal GRUPO DE TRABALHO PORTUGUÊS PARA O

GRUPO DE TRABALHO PARA O INVESTIMENTO SOCIAL. Catalisar um mercado de investimento social em Portugal GRUPO DE TRABALHO PORTUGUÊS PARA O GRUPO DE TRABALHO PORTUGUÊS PARA O INVESTIMENTO SOCIAL Reunião de sub-grupo 2 Outubro 2015 GRUPO DE TRABALHO PARA O INVESTIMENTO SOCIAL Catalisar um mercado de investimento social em Portugal GRUPO DE

Leia mais

Número 7/junho 2013 O PROGRAMA URBACT II

Número 7/junho 2013 O PROGRAMA URBACT II Número 7/junho 2013 O PROGRAMA URBACT II PARTILHA DE EXPERIÊNCIAS E APRENDIZAGEM SOBRE O DESENVOLVIMENTO URBANO SUSTENTÁVEL O URBACT permite que as cidades europeias trabalhem em conjunto e desenvolvam

Leia mais

THE BRAZILIAN PUBLIC MINISTRY AND THE DEFENSE OF THE AMAZONIAN ENVIRONMENT

THE BRAZILIAN PUBLIC MINISTRY AND THE DEFENSE OF THE AMAZONIAN ENVIRONMENT THE BRAZILIAN PUBLIC MINISTRY AND THE DEFENSE OF THE AMAZONIAN ENVIRONMENT Raimundo Moraes III Congresso da IUCN Bangkok, November 17-25 2004 ENVIRONMENTAL PROTECTION IN BRAZIL The Constitution states

Leia mais

Organizing Committee. Comissão Organizadora. Organização Mundial da Saúde Governo Federal. World Health Organization Federal Government of Brazil

Organizing Committee. Comissão Organizadora. Organização Mundial da Saúde Governo Federal. World Health Organization Federal Government of Brazil Organizing Committee World Health Organization Federal Government of Brazil Civil House of the Presidency Ministry of Cities Ministry of Education Ministry of External Affairs Ministry of Health Ministry

Leia mais

O novo ciclo 2014-2020 Inovação e fundos estruturais no sector da água

O novo ciclo 2014-2020 Inovação e fundos estruturais no sector da água O novo ciclo 2014-2020 Inovação e fundos estruturais no sector da água Porto, 9 de Fevereiro 2012 Paulo Areosa Feio Coordenador Calendário 5 th Report on Economic, Social and Territorial Cohesion & public

Leia mais

INTEGRAÇÃO UNIVERSIDADE E SETOR PRODUTIVO

INTEGRAÇÃO UNIVERSIDADE E SETOR PRODUTIVO INTEGRAÇÃO UNIVERSIDADE E SETOR PRODUTIVO LIRA, B. B. - belarminolira@ct.ufpb.br Universidade Federal da Paraíba, Centro de Tecnologia, Departamento de Engenharia Civil UFPB/CT/DEC. PONTES, L. R. A. -

Leia mais

25 parceiros em rede

25 parceiros em rede CAAST-NET PLUS: EU-Africa knowledge and network support to HLPD Cooperaçãoeminvestigaçãoe inovaçãoentre África sub-sariana e Europa Maria Maia, FCT, Portugal caast-net-plus.org CAAST-Net Plusé um projeto

Leia mais

Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios

Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE LETRAS DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios Sandra Sofia Brito da Silva Dissertação

Leia mais

Estatutos do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CONSAN-CPLP) Preâmbulo

Estatutos do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CONSAN-CPLP) Preâmbulo Estatutos do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CONSAN-CPLP) Preâmbulo Os Estados membros da CPLP - Comunidade dos Países de Língua Portuguesa,

Leia mais

A Declaração Política de Recife sobre Recursos Humanos para a Saúde: compromissos renovados para a cobertura universal de saúde

A Declaração Política de Recife sobre Recursos Humanos para a Saúde: compromissos renovados para a cobertura universal de saúde A Declaração Política de Recife sobre Recursos Humanos para a Saúde: compromissos renovados para a cobertura universal de saúde 1. Nós, representantes dos governos que se reuniram no Recife, Brasil, de

Leia mais

FATORES QUE INTERFEREM NA QUALIDADE DO SERVIÇO NA UNIDADE DE SAÚDE DA FAMÍLIA RENATO AUGUSTO PEDREIRA LEONNI EM SANTO AMARO DA PURIFICAÇÃO-BA.

FATORES QUE INTERFEREM NA QUALIDADE DO SERVIÇO NA UNIDADE DE SAÚDE DA FAMÍLIA RENATO AUGUSTO PEDREIRA LEONNI EM SANTO AMARO DA PURIFICAÇÃO-BA. UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO ATUALIZA ASSOCIAÇÃO CULTURAL CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MBA EXECUTIVO EM SAÚDE- GESTÃO HOSPITALAR KARLA MICHELLINE OLIVEIRA BOAVENTURA FATORES QUE INTERFEREM NA QUALIDADE DO

Leia mais

Ensaios Clínicos: A Perspectiva da Indústria Farmacêutica

Ensaios Clínicos: A Perspectiva da Indústria Farmacêutica Ensaios Clínicos: A Perspectiva da Indústria Farmacêutica Plataforma Nacional de Ensaios Clínicos Lançamento Oficial Lisboa, 20 de Março 2012 Paula Martins de Jesus Grupo de Trabalho de Investigação Clínica

Leia mais

CLUSTER DE LOGÍSTICA URBANA DE LISBOA E VALE DO TEJO

CLUSTER DE LOGÍSTICA URBANA DE LISBOA E VALE DO TEJO CONVÉNIO CLUSTER DE LOGÍSTICA URBANA DE LISBOA E VALE DO TEJO ÍNDICE FINALIDADE... 2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS... 3 CONSTITUIÇÃO E GOVERNÂNCIA... 4 FINANCIAMENTO... 5 RELATÓRIOS... 5 Ficha de Adesão ao CLUSTER

Leia mais

Addis Ababa, ETHIOPIA P. O. Box 3243 Telephone 517 Fax: 517844

Addis Ababa, ETHIOPIA P. O. Box 3243 Telephone 517 Fax: 517844 SA11715 AFRICAN UNION UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA Addis Ababa, ETHIOPIA P. O. Box 3243 Telephone 517 Fax: 517844 MECANISMO REVISTO DE ACOMPANHAMENTO DA IMPLEMENTAÇÃO, MONITORIZAÇÃO E AVALIAÇÃO DO PLANO

Leia mais

Comunicação para alterações sociais

Comunicação para alterações sociais + Orientação Técnica Informação Técnica Essencial para Formulação de Propostas Comunicação para alterações sociais A comunicação é um elemento essencial dos esforços de prevenção, tratamento e cuidados

Leia mais

Online Collaborative Learning Design

Online Collaborative Learning Design "Online Collaborative Learning Design" Course to be offered by Charlotte N. Lani Gunawardena, Ph.D. Regents Professor University of New Mexico, Albuquerque, New Mexico, USA July 7- August 14, 2014 Course

Leia mais

Local & Regional Development. Expanding the positive impacts of mining projects

Local & Regional Development. Expanding the positive impacts of mining projects Local & Regional Development Expanding the positive impacts of mining projects Defining local and regional development Factors: Economic Social Specific to communities Need for ongoing consultations Link

Leia mais

CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento

CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.9 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora:

Leia mais

A EERA E NO ÂMBITO DO SET PLAN

A EERA E NO ÂMBITO DO SET PLAN Associados: A EERA E AS INICIATIVAS INDUSTRIAIS EUROPEIAS NO ÂMBITO DO SET PLAN EERA MEETING AUDITÓRIO DO LNEG, 18 JULHO 2011 JOAQUIM BORGES GOUVEIA MEMBRO DO CONSELHO CIENTÍFICO ENERGYIN TERESA BERTRAND

Leia mais

Gabinete de Promoção dos Programa Quadro ID&I. Orientações para a preparação de uma proposta em colaboração

Gabinete de Promoção dos Programa Quadro ID&I. Orientações para a preparação de uma proposta em colaboração Orientações para a preparação de uma proposta em colaboração DEVO CONCORRER AO H2020? Não Interesse institucional, regional, nacional? Fundos Europeus Sim Fundos estruturais (nacionais, regionais) Pilar

Leia mais

PROMOTOR. Parceria Científica com a UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA

PROMOTOR. Parceria Científica com a UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA PROMOTOR Parceria Científica com a UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA Apresentação O objetivo deste curso é proporcionar uma formação avançada, bem como a aquisição de competências e conhecimentos, de forma

Leia mais

49 o CONSELHO DIRETOR 61 a SESSÃO DO COMITÊ REGIONAL

49 o CONSELHO DIRETOR 61 a SESSÃO DO COMITÊ REGIONAL ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DA SAÚDE ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE 49 o CONSELHO DIRETOR 61 a SESSÃO DO COMITÊ REGIONAL Washington, D.C., EUA, 28 de setembro a 2 de outubro de 2009 CD49.R10 (Port.) ORIGINAL:

Leia mais

A União Europeia e o apoio às Empresas. Margarida Marques, Chefe da Representação da Comissão Europeia em Portugal

A União Europeia e o apoio às Empresas. Margarida Marques, Chefe da Representação da Comissão Europeia em Portugal A União Europeia e o apoio às Empresas Margarida Marques, Chefe da Representação da Comissão Europeia em Portugal Abril 2010 Programa-Quadro para a Competitividade e a Inovação (CIP) Programa-Quadro para

Leia mais

OPEN DAYS 2008, 6 a 9.Outubro Regions and Cities in a challenging world. Participação das regiões Portuguesas nos Workshops dos Conglomerados

OPEN DAYS 2008, 6 a 9.Outubro Regions and Cities in a challenging world. Participação das regiões Portuguesas nos Workshops dos Conglomerados 1/7 OPEN DAYS 2008, 6 a 9.Outubro Regions and Cities in a challenging world Participação das regiões Portuguesas nos Workshops dos Conglomerados Região/ Dia, hora Código Temática Conglomerado Local Designação

Leia mais

UNIVERSIDADE DE ÉVORA

UNIVERSIDADE DE ÉVORA UNIVERSIDADE DE ÉVORA MESTRADO EM INTERVENÇÃO SÓCIO-ORGANIZACIONÀL NA SAÚDE Curso ministrado em parceria com a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (DR Série, n.. 250 de 29 de Outubro de 2002)

Leia mais

6$Ó'(2&83$&,21$/ 4XHUHOHYkQFLD"

6$Ó'(2&83$&,21$/ 4XHUHOHYkQFLD 6$Ó'(2&83$&,21$/ 4XHUHOHYkQFLD" 5LFDUGR3DLV Kofi Annan, Secretário Geral O.N.U.: " Saúde e Segurança dos trabalhadores é parte integrante da segurança humana. Como agência líder das Nações Unidas pela

Leia mais

Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento. (2010-2015) ENED Plano de Acção

Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento. (2010-2015) ENED Plano de Acção Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento (2010-2015) ENED Plano de Acção Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento (2010-2015) ENED Plano de Acção 02 Estratégia Nacional de

Leia mais

A política do medicamento: passado, presente e futuro

A política do medicamento: passado, presente e futuro A política do medicamento: passado, presente e futuro Barcelos, 27 de março de 2015 Ricardo Ramos (Direção de Avaliação Económica e Observação do Mercado) INFARMED - Autoridade Nacional do Medicamento

Leia mais

Conclusões da Conferência Anual do INFARMED, I.P. 2009

Conclusões da Conferência Anual do INFARMED, I.P. 2009 Conclusões da Conferência Anual do INFARMED, I.P. 2009 Conferência de abertura Medicina Genómica: Impacto na Eficácia e Segurança dos Medicamentos O cada vez mais reduzido número de novos medicamentos

Leia mais

PROMOÇÃO DA SAÚDE NAS ESCOLAS

PROMOÇÃO DA SAÚDE NAS ESCOLAS PROMOÇÃO DA SAÚDE NAS ESCOLAS E s c o l a N a c i o n a l d e S a ú d e P ú b l i c a 7 / 1 2 / 2 0 1 2 A s s o c i a ç ã o P o r t u g u e s a p a r a a P r o m o ç ã o d a S a ú d e Saúde Escolar Palmela

Leia mais

Mestrado em Ciências Jurídicas Especialização em História do Direito 2015-16

Mestrado em Ciências Jurídicas Especialização em História do Direito 2015-16 Mestrado em Ciências Jurídicas Especialização em História do Direito Unidade curricular História do Direito Português I (1º sem). Docente responsável e respectiva carga lectiva na unidade curricular Prof.

Leia mais

3º Programa de Saúde 2014-2020

3º Programa de Saúde 2014-2020 2014-2020 1. Enquadramento estratégico 2. Apresentação 3. Objetivos gerais 4. Prioridades temáticas 5. Ações 6. Beneficiários 7. Tipos de subvenção 8. Regras de financiamento 9. Critérios de elegibilidade

Leia mais

PLANO DE ACÇÃO E ORÇAMENTO PARA 2008

PLANO DE ACÇÃO E ORÇAMENTO PARA 2008 PLANO DE ACÇÃO E ORÇAMENTO PARA 2008 O ano de 2008 é marcado, em termos internacionais, pela comemoração dos vinte anos do Movimento Internacional de Cidades Saudáveis. Esta efeméride terá lugar em Zagreb,

Leia mais

J O S É L U I Z T E L L E S E S C O L A N A C I O N A L D E S A Ú D E P Ú B L I C A F U N D A Ç Ã O O S W A L D O C R U Z

J O S É L U I Z T E L L E S E S C O L A N A C I O N A L D E S A Ú D E P Ú B L I C A F U N D A Ç Ã O O S W A L D O C R U Z J O S É L U I Z T E L L E S E S C O L A N A C I O N A L D E S A Ú D E P Ú B L I C A F U N D A Ç Ã O O S W A L D O C R U Z P Ó S - D O U T O R A N D O N A E N S P - UNL POPULACIONAL ENVELHECIMENTO INDIVIDUAL

Leia mais

PME s INOVADORAS NO HORIZON 2020 Como Utilizar as Redes Nacionais de Apoio

PME s INOVADORAS NO HORIZON 2020 Como Utilizar as Redes Nacionais de Apoio 2014 APRIL 29 PME s INOVADORAS NO HORIZON 2020 Como Utilizar as Redes Nacionais de Apoio JOSÉ CARLOS CALDEIRA Administrador Executivo do Pólo PRODUTECH Chairman MANUFUTURE NRTP Group EFFRA Board Member

Leia mais

CIENCIA VIVA. A Portuguese initiative for scientific and technological culture

CIENCIA VIVA. A Portuguese initiative for scientific and technological culture CIENCIA VIVA A Portuguese initiative for scientific and technological culture OUR MISSION CIENCIA VIVA IN SCHOOLS Science Education, practical work in partnership with research institutions NATIONAL SCIENTIFIC

Leia mais

Audiência Pública PLS 521 de 04/09/2007. Brasília, 11 de junho de 2008 Lauro D. Moretto

Audiência Pública PLS 521 de 04/09/2007. Brasília, 11 de junho de 2008 Lauro D. Moretto Brasília, 11 de junho de 2008 Lauro D. Moretto 1 1. Objeto da Audiência Pública Instruir o PLS 521 de 2007 de autoria do Senador Valdir Raupp, que altera a Lei nº 6360 de 23.09.1976, que dispõe sobre a

Leia mais

Propriedade, Prestação de Contas e Sustentabilidade na Resposta de VIH/SIDA, Tuberculose e Malária em África: Passado, Presente e o Futuro

Propriedade, Prestação de Contas e Sustentabilidade na Resposta de VIH/SIDA, Tuberculose e Malária em África: Passado, Presente e o Futuro SA10179 AFRICAN UNION UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA CIMEIRA ESPECIAL DA UNIÃO AFRICANA SOBRE O VIH/SIDA, TUBERCULOSE E MALÁRIA 12-16 DE JULHO DE 2013 ABUJA, NIGÉRIA Tema: Propriedade, Prestação de Contas

Leia mais

PROJETO de Documento síntese

PROJETO de Documento síntese O Provedor de Justiça INSERIR LOGOS DE OUTRAS ORGANIZAÇÔES Alto Comissariado Direitos Humanos das Nações Unidas (ACNUDH) Provedor de Justiça de Portugal Ministério dos Negócios Estrangeiros de Portugal

Leia mais

Projecto Engenharia 2020 - Tecnologia e Inovação. Grupo de Trabalho Cidades Inteligentes

Projecto Engenharia 2020 - Tecnologia e Inovação. Grupo de Trabalho Cidades Inteligentes Projecto Engenharia 2020 - Tecnologia e Inovação Grupo de Trabalho Cidades Inteligentes Proposta de funcionamento e objectivos do Grupo Trabalho Oportunidades Projectos e propostas LNEC 30 Maio 2013 Grupos

Leia mais

Hidráulica Urbana. Urban Hydraulics. Semestre do plano de estudos 2

Hidráulica Urbana. Urban Hydraulics. Semestre do plano de estudos 2 Nome UC Hidráulica Urbana CU Name Código UC 725 Curso MEC Semestre do plano de estudos 2 Área científica Engenharia Civil Duração Semestral Horas de trabalho 164 ECTS 6 Horas de contacto T - 22,5; PL -

Leia mais

Intellectual Property. IFAC Formatting Guidelines. Translated Handbooks

Intellectual Property. IFAC Formatting Guidelines. Translated Handbooks Intellectual Property IFAC Formatting Guidelines Translated Handbooks AUTHORIZED TRANSLATIONS OF HANDBOOKS PUBLISHED BY IFAC Formatting Guidelines for Use of Trademarks/Logos and Related Acknowledgements

Leia mais

A prevenção como instrumento de trabalho digno e de trabalho seguro

A prevenção como instrumento de trabalho digno e de trabalho seguro O contributo da EU-OSHA para a Prevenção como instrumento de trabalho digno e de trabalho seguro A prevenção como instrumento de trabalho digno e de trabalho seguro Emília Telo ACT PFN EU-OSHA (Agência

Leia mais

DIÁLOGO SOCIAL EUROPEU: PROJECTO DE ORIENTAÇÕES MULTISSECTORIAIS PARA O COMBATE DA VIOLÊNCIA E ASSÉDIO DE TERCEIROS RELACIONADOS COM O TRABALHO

DIÁLOGO SOCIAL EUROPEU: PROJECTO DE ORIENTAÇÕES MULTISSECTORIAIS PARA O COMBATE DA VIOLÊNCIA E ASSÉDIO DE TERCEIROS RELACIONADOS COM O TRABALHO DIÁLOGO SOCIAL EUROPEU: PROJECTO DE ORIENTAÇÕES MULTISSECTORIAIS PARA O COMBATE DA VIOLÊNCIA E ASSÉDIO DE TERCEIROS RELACIONADOS COM O TRABALHO EPSU, UNI Europa, ETUCE, HOSPEEM, CEMR, EFEE, EuroCommerce,

Leia mais

em nada nem constitui um aviso de qualquer posição da Comissão sobre as questões em causa.

em nada nem constitui um aviso de qualquer posição da Comissão sobre as questões em causa. DOCUMENTO DE CONSULTA: COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO EUROPEIA SOBRE OS DIREITOS DA CRIANÇA (2011-2014) 1 Direitos da Criança Em conformidade com o artigo 3.º do Tratado da União Europeia, a União promoverá os

Leia mais

Workshop (Lisboa) Atmosfera M 20 de Outubro de 2015

Workshop (Lisboa) Atmosfera M 20 de Outubro de 2015 Workshop (Lisboa) Atmosfera M 20 de Outubro de 2015 Fórum Não Governamental para a Inclusão Social Pertinência e objectivo O Fórum Não Governamental para a Inclusão Social (FNGIS) é uma entidade representativa

Leia mais