2. AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "2. AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO"

Transcrição

1 2. AÇÃO DE 2.1 O direito de pagar - É um dever ou um direito? - A mora do credor exclui a do devedor? 2.2 A liberação natural e a liberação forçada do devedor - Liberação natural: pagamento por acordo - Liberação forçada: consignação em pagamento 2.3 Ação de consignação em pagamento - Norma de direito material 2.4 Prestações passíveis de consignação - Quantia ou coisa devida - Obrigações negativas e as de puro fazer, podem ser objeto de consignação? > Obrigação de puro fazer que resulta em objeto, pode ser consignada? 2.5 Cabimento da consignação - Diz o art. 890 do CPC/73, que tem cabimento nos casos previstos em lei. Mas quais? - Pressupostos da consignação 2.6 Liquidez da prestação devida - A prestação devida deve ser liquida? - O inadimplemento de prestação ilíquida constitui em mora o devedor? 2.7 Consignação principal e incidental - Principal: Procedimento especial - Incidental: Procedimento comum ordinário > É permitida a consignação incidental? 2.8 Legitimação ad causam - Quem está legitimado a propor a ação de consignação em pagamento? > Terceiro pode ser parte? - Quem será o réu? > Credor, em regra! > E no caso do art. 335, inc. IV do CC/02? 2.9 Competência - Qual é a regra para a ação de consignação em pagamento? > O que diz o art. 100, inc. IV, alínea d do CPC/73? - A mesma regra se aplica ao pedido incidente? - Competência é absoluta ou relativa? > Passível de prorrogação a competência? 2.10 Consignação no local em que se acha a coisa devida - Regra do par. único do art. 891 do CPC/ Oportunidade da consignatória - Divida a vencer ou vencida é que permite a consignação? - Mora solvendi ou inadimplemento absoluto, gera a ação de consignação em pagamento? 2.12 Objeto da consignação - Valor integral da prestação - Se a mora é do credor, terá o devedor de pagar os juros? 2.13 Obrigação de prestações periódicas 4

2 - O CPC/73 permite? > Qual o prazo? > Formalidades, quais? - Até quando podem ser depositadas as parcelas? > O contido na Lei nº 8.245, art. 67, inc. III é uma exceção? 2.14 O procedimento especial da consignatória - Atividades fundamentais > Oferta real da prestação ao credor > Intervenção judicial - O depósito precede à citação - Qual a finalidade do depósito antes? - Requisitos da Petição inicial > CPC/73, 282 > Pedido de depósito (CPC/73, art. 893, inc. I) > Pedido de citação do réu para querendo, levantar os valores (CPC/73, art. 893, inc. II) - Na ausência de depósito, ocorre o que? 2.15 Obrigações alternativas - Se compete ao devedor, escolhe e deposita! - Se compete ao credor, como faz? > como se procede? > função tríplice, nestes casos 2.16 Valor da causa - Regra do CPC/73, art. 259 > prestação devida mais os consectários > prestações periódicas, será de uma anuidade 2.17 Resposta do demandado - Pode aceitar a prestação oferecida > consequências > aceitar o depósito e contestar, é possível? >> complementação é sempre possível? - Pode conservar-se inerte > incide nos efeitos da revelia > ausência de contestação é igual a automático julgamento de procedência? > o não comparecimento impede o levantamento dos valores? - Pode contestar a ação ou responder à pretensão do autor > Prazo de 15 dias > Somente contestação? > Limitação aos temas da defesa. Só as hipóteses do CPC/73, art. 896? 2.18 Sentença - Em caso de acolhimento do pedido: > declara extinta a obrigação e condena nos ônus da sucumbência - A sentença em regra é declaratória. Mas pode ser condenatória? 2.19 Consignação em caso de dúvida quanto à titularidade do crédito - Caso de sucessores do credor - Caso de disputa pelo crédito - A citação é para que os interessados provem o seu direito na contestação - Não havendo dúvidas: devedor é condenado nos ônus da sucumbência - Posição dos possíveis credores 2.20 Consignação extrajudicial de obrigação em dinheiro - CPC, art. 890, 1º - BCB, Resolução nº 2.814, de

3 MORA DO CREDOR POR COISA OU QUANTIA CERTA Petição inicial (CPC, 282 e pedido de depósito da quantia ou da coisa devida ou depósito bancário) Depósito liminar (CPC, 893, I. Prazo de 05 dias para o depósito, após o deferimento) Citação (Levantar o depósito ou oferecer resposta (CPC, 893, II) Recebimento (Réu comparece e recebe o valor ou quantia depositada cf. CPC, 897, par. único) Revelia (CPC, 897) Contestação (O réu poderá apresentar reconvenção e qualquer das exceções) Sentença de procedência (Julgamento antecipado da lide na forma do CPC, 330) Depósito não integral (CPC, 896, I) Complementação (O autor pode completar o depósito em 10 dias cf. CPC, 899 e o réu levantar a parte incontroversa cf. CPC, 899, 2º) Demais alegações: (CPC, 896: - não houve recusa ou mora em receber a quantia ou coisa devida; II - foi justa a recusa; III - o depósito não se efetuou no prazo ou no lugar do pagamento;) Instrução e julgamento (Pelo CPC, 292, reger-se-á esta fase pelas disposições do procedimento ordinário) Sentença (Se de procedência, extinta estará a obrigação; Se de improcedência por insuficiência do depósito determinará o juiz, sempre que possível, o montante devido, e, neste caso, valerá como título executivo, facultado ao credor promoverlhe a execução nos mesmos autos cf. CPC, 899 1º) 6

4 MORA DO CREDOR POR COISA INDETERMINADA Petição inicial (CPC, 282 e pedido de depósito da coisa indeterminada após a escolha do credor) Decisão (Determinação judicial para que o credor, no prazo de 05 dias, se outro não for o prazo estabelecido no contrato ou na lei, escolher a coisa, assim como, determinação, fixando, desde já, lugar, dia e hora em que se fará a entrega da coisa, sob pena de depósito, cf. parte final do CPC, 894) Citação (Apresentar resposta, assim como, exercer o direito de escolha no prazo assinalado ou para aceitar que o devedor faça, cf. segunda parte do CPC, 894) Credor escolhe (Efetuada a escolha, o devedor será intimado a efetuar o depósito da coisa, agora determinada) Devedor escolhe (Não ocorrendo manifestação do credor no prazo assinalado, o devedor promoverá o depósito da coisa, à sua escolha, conforme determinado pelo juiz). Recebimento (Réu comparece e recebe o valor ou quantia depositada cf. CPC, 897, par. único) Revelia (CPC, 897) Contestação (O réu poderá apresentar reconvenção e qualquer das exceções) Sentença de procedência Depósito não integral Demais alegações: Complementação Instrução e julgamento Sentença 7

5 DÚVIDAS QUANTO AO CREDOR Petição inicial (CPC, 282 e pedido de depósito da quantia ou da coisa devida ou depósito bancário) Depósito liminar (CPC, 893, I. Prazo de 05 dias para o depósito, após o deferimento) Citação (Réu(s) pretendentes do valor ao pagamento) Ninguém comparece (Neste caso, converter-se-á o depósito em arrecadação de bens de ausentes cf. primeira parte do CPC, 898) Um comparece (Neste caso, competirá ao juiz decidir quanto ao direito cf. segunda parte do CPC, 898) Diversos comparecem Depósito não integral (CPC, 896, I) Complementação (O autor pode completar o depósito em 10 dias cf. CPC, 899 e o réu levantar a parte incontroversa cf. CPC, 899, 2º) Sentença de extinção (Se o depósito foi considerado integral o juiz declarará efetuado o depósito e extinta a obrigação, continuando o processo a correr unicamente entre os credores, cf. terceira parte do CPC, 898) Prosseguimento (Cf. parte final do CPC 898, prosseguirá, observando-se o rito ordinário, entre os credores) 8

6 DEPÓSITO EXTRAJUDICIAL Depósito (Cf. CPC, 890, 1º, tratando-se de obrigação em dinheiro, poderá o devedor ou terceiro optar pelo depósito da quantia devida, em estabelecimento bancário, oficial onde houver, situado no lugar do pagamento, em conta com correção monetária Notificação (Cf. CPC, 890, 1º, o credor será cientificado por carta com aviso de recepção) Prazo para manifestação (O credor, da data do recebimento da carta, detém o prazo de 10 dias para manifestação) Ausência de manifestação (Cf. CPC, 890, 2º: Decorrido o prazo referido no parágrafo anterior, sem a manifestação de recusa, reputar-se-á o devedor liberado da obrigação, ficando à disposição do credor a quantia depositada) Recusa (Cf. CPC, 890, 3º, a recusa será manifestada por escrito ao estabelecimento bancário, o devedor ou terceiro poderá propor, dentro de 30 (trinta) dias, a ação de consignação, instruindo a inicial com a prova do depósito e da recusa) Não Propositura da Consignatória (Cf. CPC, 890, 4º: Não proposta a ação no prazo do parágrafo anterior, ficará sem efeito o depósito, podendo levantá-lo o depositante.) 9

DIREITO DO TRABALHO. Ações Especiais no Processo do Trabalho. Ação de consignação em pagamento. Prof. Cláudio Freitas

DIREITO DO TRABALHO. Ações Especiais no Processo do Trabalho. Ação de consignação em pagamento. Prof. Cláudio Freitas DIREITO DO TRABALHO Ações Especiais no Processo do Trabalho Prof. Cláudio Freitas - Procedimento especial de jurisdição contenciosa - CPC Art. 890. Nos casos previstos em lei, poderá o devedor ou terceiro

Leia mais

Pratica Civil I 7º Semestre. AULA 07 Ação de Consignação em pagamento

Pratica Civil I 7º Semestre. AULA 07 Ação de Consignação em pagamento AULA 07 Ação de Consignação em pagamento TEXTO LEGAL COMPARADO TÍTULO III- DOS PROCEDIMENTOS ESPECIAIS- CAPÍTULO I DA AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO Art. 539 Nos casos previstos em lei, poderá o devedor

Leia mais

AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO

AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO Previsão legal e conceito! No CPC/73 art. 890/900! No NCPC art. 539/549 Tivemos pequenas e pontuais mudanças sobre o tema.! E citado no CC no art. 334 Trata-se do depósito

Leia mais

DENUNCIAÇÃO DA LIDE (Artigos 125 a 129 do Código de Processo Civil)

DENUNCIAÇÃO DA LIDE (Artigos 125 a 129 do Código de Processo Civil) DENUNCIAÇÃO DA LIDE (Artigos 125 a 129 do Código de Processo Civil) A denunciação da lide chama o denunciado que mantém vínculo de direito com o denunciante, a fim de responder a garantia do negócio jurídico,

Leia mais

Ação de Exigir Contas

Ação de Exigir Contas Ação de Exigir Contas Previsão legal e Observações! No NCPC está disciplinado nos arts. 550/553! Possuía previsão no CPC/73 estava disciplinado no art. 914/919.! Obs. No CPC73 o nome de tal ação era de

Leia mais

PÓS - GRADUAÇÃO LEGALE

PÓS - GRADUAÇÃO LEGALE PÓS - GRADUAÇÃO LEGALE 2 Na nova dinâmica do CPC, deixou de existir a ação cautelar que agora faz parte do processo de conhecimento como tutela. A liminar foi mantida principalmente nos procedimentos especiais

Leia mais

Direito Processual V Procedimentos Especiais

Direito Processual V Procedimentos Especiais 3. AÇÃO DE DEPÓSITO 3.1 Conceito e espécies de depósito - Quando ocorre o depósito? - Espécies > Contratual ou voluntária >> civil >> comercial >> regular >> irregular >>> passível de depósito? > Necessário

Leia mais

Art. 267. Extingue-se o processo, sem resolução de mérito:(redação dada pela Lei nº 11.232, de 2005) V -quando o juiz acolher a alegação de

Art. 267. Extingue-se o processo, sem resolução de mérito:(redação dada pela Lei nº 11.232, de 2005) V -quando o juiz acolher a alegação de 1. (OAB 136) De acordo com o Código de Processo Civil (CPC), extingue-se o processo sem resolução de mérito quando A) o juiz reconhece a prescrição ou a decadência. B) as partes transigem. C) o autor renuncia

Leia mais

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA ESPÉCIES DAS OBRIGAÇÕES

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA ESPÉCIES DAS OBRIGAÇÕES ESPÉCIES DAS OBRIGAÇÕES 1. Obrigação líquida 2. Obrigação ilíquida 3. Obrigação simples e cumulativa 4. Obrigação alternativa 5. Obrigação modal (doação construção do terreno) 6. Obrigação a termo (efeitos

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL

DIREITO PROCESSUAL CIVIL DIREITO PROCESSUAL CIVIL Procedimentos Especiais de Jurisdição Contenciosa Ação de Consignação em Pagamento Parte 2 Profª. Tatiana Constancio Ação de Consignação em Pagamento - Cabimento da consignação

Leia mais

DO PROCESSO E PROCEDIMENTO

DO PROCESSO E PROCEDIMENTO DO PROCESSO E PROCEDIMENTO PROCESSO Para solucionar os litígios, o Estado põe à disposição das partes três espécies de tutela jurisdicional: a cognição, a execução e a cautela. O que as distingue são os

Leia mais

TÍTULOS DE CRÉDITO AÇÕES

TÍTULOS DE CRÉDITO AÇÕES AÇÕES Armindo de Castro Júnior E-mail: armindocastro@uol.com.br MSN: armindocastro1@hotmail.com Homepage: www.armindo.com.br Cel: 8405-7311 AÇÃO CAMBIÁRIA CONCEITO Ação de execução de títulos de crédito.

Leia mais

ESQUEMA DIREITO CIVIL PARTE GERAL Prof. Letícia Hesseling

ESQUEMA DIREITO CIVIL PARTE GERAL Prof. Letícia Hesseling ESQUEMA DIREITO CIVIL PARTE GERAL Prof. Letícia Hesseling Prescrição e Decadência Prescrição: São características da prescrição: o interesse é particular (do devedor); o objeto é a perda da pretensão;

Leia mais

B) CARTAS: A menção aos artigos 221, 222 e 238 (atual CPC) será retirada do teor dos modelos institucionais, conforme exemplos abaixo:

B) CARTAS: A menção aos artigos 221, 222 e 238 (atual CPC) será retirada do teor dos modelos institucionais, conforme exemplos abaixo: I) CATEGORIAS: (5), (1), PRECATÓRIAS (46): 1) ATOS PROCESSUAIS DO TEMPO E LUGAR DOS ATOS PROCESSUAIS: De: Art. 172, 2º CPC/1973 Para: Art. 212, 2º NCPC/2015 A) E PRECATÓRIAS: A menção aos benefícios do

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM FACULDADE DE DIREITO FD DEPARTAMENTO DE DIREITO APLICADO. PLANO DE AULA i

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM FACULDADE DE DIREITO FD DEPARTAMENTO DE DIREITO APLICADO. PLANO DE AULA i PLANO DE AULA i INSTITUIÇÃO DE ENSINO: UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM CURSO: DIREITO PROFESSOR: Especialista Rafael da Silva Menezes NÍVEL DE ENSINO: SUPERIOR PERÍODO: 5º TURNO: DIURNO/NOTURNO DATA:

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARTE I PROCEDIMENTO ORDINÁRIO

PROCEDIMENTOS PARTE I PROCEDIMENTO ORDINÁRIO PROCEDIMENTOS PARTE I PROCEDIMENTO ORDINÁRIO PROCEDIMENTOS PROCESSO instrumento utilizado para resolução dos conflitos de interesses, formado por um conjunto de atos, exige a conjugação de dois fatores:

Leia mais

PRÁTICA PROCESSUAL CIVIL

PRÁTICA PROCESSUAL CIVIL PRÁTICA PROCESSUAL CIVIL Programa (60 horas) I CONSULTA JURÍDICA 1.1 Consulta jurídica 1.2 Tentativa de resolução amigável 1.3 Gestão do cliente e seu processo II ACESSO AO DIREITO 2.1 Modalidades de acesso

Leia mais

RELATÓRIO. 3. Sem contrarrazões. 4. É o relatório.

RELATÓRIO. 3. Sem contrarrazões. 4. É o relatório. PROCESSO Nº: 0806625-97.2014.4.05.8100 - APELAÇÃO RELATÓRIO 1. Trata-se de apelação interposto pela Caixa Econômica Federal - CEF, contra sentença do Juízo da 8ª Vara Federal Seção Judiciária do Ceará,

Leia mais

Capítulo 1 Processo...1. Capítulo 2 Procedimento Comum Ordinário e Sumário...7. 2.2. Procedimento comum sumário...8

Capítulo 1 Processo...1. Capítulo 2 Procedimento Comum Ordinário e Sumário...7. 2.2. Procedimento comum sumário...8 S u m á r i o Capítulo 1 Processo...1 1.1. Processo: conceito...1 1.2. Espécies de processo...2 1.3. Distinção entre processo e procedimento...3 1.4. Procedimentos existentes...3 1.5. Indisponibilidade

Leia mais

Critérios e Procedimentos Legais para a Apuração de Haveres. Marcos Andrey de Sousa

Critérios e Procedimentos Legais para a Apuração de Haveres. Marcos Andrey de Sousa Critérios e Procedimentos Legais para a Apuração de Haveres Marcos Andrey de Sousa Dissolução Total de Sociedade Código de Processo Civil de 1939 Código de Processo Civil de 1973 (artigo 1028) Evolução

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO CIVIL.

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO CIVIL. CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO CIVIL. Aula Ministrada pelo Prof. Fábio Cáceres (Aula 07/11/2017). Consignação em pagamento. Direito Material de consignar (artigo 334 e seguintes do CC): Recusa injustificada

Leia mais

A AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO: CONSIDERAÇÕES SOBRE O ÔNUS DA SUCUMBÊNCIA FRENTE AO PRINCÍPIO DA CAUSALIDADE

A AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO: CONSIDERAÇÕES SOBRE O ÔNUS DA SUCUMBÊNCIA FRENTE AO PRINCÍPIO DA CAUSALIDADE 1 A AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO: CONSIDERAÇÕES SOBRE O ÔNUS DA SUCUMBÊNCIA FRENTE AO PRINCÍPIO DA CAUSALIDADE Maria de Fátima Martins da Silva dos Santos 1 RESUMO: Este artigo aborda a questão do

Leia mais

PROVIMENTO CGJ Nº 09 / 2015

PROVIMENTO CGJ Nº 09 / 2015 PROVIMENTO CGJ Nº 09 / 2015 Dispõe sobre a atualização da Consolidação Normativa da Corregedoria Geral da Justiça - Parte Judicial, ante a vigência do novo Código de Processo Civil (Lei nº 13.105/2015).

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM FACULDADE DE DIREITO FD DEPARTAMENTO DE DIREITO APLICADO PLANO DE AULA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM FACULDADE DE DIREITO FD DEPARTAMENTO DE DIREITO APLICADO PLANO DE AULA PLANO DE AULA INSTITUIÇÃO DE ENSINO: UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM CURSO: DIREITO PROFESSOR: Especialista Rafael da Silva Menezes NÍVEL DE ENSINO: SUPERIOR PERÍODO: 6º TURNO: DIURNO/NOTURNO DATA:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM FACULDADE DE DIREITO FD DEPARTAMENTO DE DIREITO APLICADO. PLANO DE AULA i

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM FACULDADE DE DIREITO FD DEPARTAMENTO DE DIREITO APLICADO. PLANO DE AULA i PLANO DE AULA i INSTITUIÇÃO DE ENSINO: UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM CURSO: DIREITO PROFESSOR: Especialista Rafael da Silva Menezes NÍVEL DE ENSINO: SUPERIOR PERÍODO: 7º TURNO: DIURNO/NOTURNO DATA:

Leia mais

PROCEDIMENTOS ESPECIAIS

PROCEDIMENTOS ESPECIAIS PROCEDIMENTOS ESPECIAIS AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO CÓDIGO CIVIL ARTS. 334 A 354 REFERÊNCIA LEGISLATIVA NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL ARTS. 539 A 549 OBJETO DA CONSIGNAÇÃO

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO RIO GRANDE DO SUL Autarquia Federal Lei nº 5.905/73

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO RIO GRANDE DO SUL Autarquia Federal Lei nº 5.905/73 DECISÃO COREN-RS Nº 133/2013 ESTABELECE NOVA REGULAMENTAÇÃO AO PAGAMENTO DE DÉBITOS DE ANUIDADES JUNTO AO CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO RIO GRANDE DO SUL - COREN-RS E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O Conselho

Leia mais

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO. Artigos 539 a 549 do CPC Artigos 334 a 345 do CC

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO. Artigos 539 a 549 do CPC Artigos 334 a 345 do CC AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO Artigos 539 a 549 do CPC Artigos 334 a 345 do CC 1. Conceito A consignação em pagamento é o meio pelo qual o devedor cumpre sua obrigação frente ao surgimento de alguns

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL CAUTELAR. Classificação: Nominadas art.813 ss, do CPC. Inominadas art. 796 até art. 912, do CPC.

DIREITO PROCESSUAL CIVIL CAUTELAR. Classificação: Nominadas art.813 ss, do CPC. Inominadas art. 796 até art. 912, do CPC. CAUTELAR Cautelar Classificação: Nominadas art.813 ss, do CPC. Inominadas art. 796 até art. 912, do CPC. Preparatórias/Antecedentes - Incidentes ajuizadas no curso na ação principal. Satisfativas. Não

Leia mais

AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO

AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO 1 PEÇA 2 Luís Mata prestou serviços como motorista na empresa Vai Já Ltda no período de 02 de agosto de 2013 a 03 de novembro de 2015, com salário mensal de R$ 2.200,00,

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO CAPÍTULO I TEORIA GERAL DO PROCESSO

APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO CAPÍTULO I TEORIA GERAL DO PROCESSO Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 13 CAPÍTULO I TEORIA GERAL DO PROCESSO... 15 1. Jurisdição... 15 1.1. Generalidades e conceito... 15 1.2. Características... 16 1.3. Divisão... 17 2. Princípios de processo

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO CIVIL. Extinção das obrigações.

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO CIVIL. Extinção das obrigações. CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO CIVIL. Aula Ministrada pelo Prof. Fábio Cáceres (Aula 08/11/2017). Extinção das obrigações. DIRETA / NORMAL / NATURAL / VOLUNTÁRIA EXTINÇÃO INDIRETA / ANORMAL / ESPECIAL

Leia mais

OAB 2010.3 GABARITO COMENTADO SEGUNDA FASE EMPRESARIAL. Artigo 9º e 4º do artigo 10 Lei 11.101/2005, procuração, CPC e estatuto da OAB.

OAB 2010.3 GABARITO COMENTADO SEGUNDA FASE EMPRESARIAL. Artigo 9º e 4º do artigo 10 Lei 11.101/2005, procuração, CPC e estatuto da OAB. OAB 2010.3 GABARITO COMENTADO SEGUNDA FASE EMPRESARIAL PEÇA PRÁTICO PROFISSIONAL Artigo 9º e 4º do artigo 10 Lei 11.101/2005, procuração, CPC e estatuto da OAB. Trata-se de uma habilitação de crédito retardatária.

Leia mais

1-Da preliminar de inépcia: O reclamante postulou a condenação da reclamada ao pagamento de diferenças salariais decorrentes de equiparação.

1-Da preliminar de inépcia: O reclamante postulou a condenação da reclamada ao pagamento de diferenças salariais decorrentes de equiparação. EXMO. DR JUIZ DO TRABALHO DA VARA DE Processo número Concreto Duro, já qualificada, vem, respeitosamente, perante V. Exa, por meio de seu advogado, com endereço profissional na, com fundamento no art.

Leia mais

É admitida, pois não há qualquer impedimento legal para tanto.

É admitida, pois não há qualquer impedimento legal para tanto. Reconvenção da Reconvenção É admitida, pois não há qualquer impedimento legal para tanto. EX: Ação de cobrança Contestação alegando compensação Reconvenção pleiteando a diferença Na reconvenção, há contestação

Leia mais

FACEMG - DIREITO CIVIL Breve revisão e exercícios sobre Consignação em pagamento (extrajudicial). PROFESSOR LEANDRO EUSTAQUIO

FACEMG - DIREITO CIVIL Breve revisão e exercícios sobre Consignação em pagamento (extrajudicial). PROFESSOR LEANDRO EUSTAQUIO FACEMG - DIREITO CIVIL 19-3-18 Breve revisão e exercícios sobre Consignação em pagamento (extrajudicial). PROFESSOR LEANDRO EUSTAQUIO 1 - Pressupostos para consignação 2- Hipóteses de cabimento 3 - Obrigações

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM FACULDADE DE DIREITO FD DEPARTAMENTO DE DIREITO APLICADO. PLANO DE AULA i

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM FACULDADE DE DIREITO FD DEPARTAMENTO DE DIREITO APLICADO. PLANO DE AULA i PLANO DE AULA i INSTITUIÇÃO DE ENSINO: UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM CURSO: DIREITO PROFESSOR: Especialista Rafael da Silva Menezes NÍVEL DE ENSINO: SUPERIOR PERÍODO: 6º TURNO: DIURNO/NOTURNO DATA:

Leia mais

AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO

AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO E AÇÃO DE DEPÓSITO 1 Parte I AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO 2 1) O DIREITO MATERIAL DE PAGAMENTO POR CONSIGNAÇÃO a) Significado da palavra consignação b) A consignação

Leia mais

VIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PRIMEIRAS IMPRESSÕES

VIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PRIMEIRAS IMPRESSÕES VIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PRIMEIRAS IMPRESSÕES PEÇA PRÁTICO-PROFISSIONAL - ENDEREÇAMENTO: EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DO TRABALHO DA 90ª VARA DO TRABALHO DE CAMPINAS/SP - Processo Nº 1598-73.2012.5.15.0090

Leia mais

Procedimentos Especiais

Procedimentos Especiais Ação de Consignação em Pagamento (arts. 890-900) Cabimento O pagamento, ou adimplemento, o qual extingue a obrigação, normalmente se dá com o cumprimento voluntário pelo devedor, conforme ajustado previamente.

Leia mais

PARTE I ESTRATÉGIA PASSO A PASSO PARA REALIZAÇÃO DA PROVA OAB/2ª FASE EMPRESARIAL

PARTE I ESTRATÉGIA PASSO A PASSO PARA REALIZAÇÃO DA PROVA OAB/2ª FASE EMPRESARIAL Sumário PARTE I ESTRATÉGIA PASSO A PASSO PARA REALIZAÇÃO DA PROVA OAB/2ª FASE EMPRESARIAL Capítulo 1 Projeto de Estudo... 3 Capítulo 2 Material de Trabalho... 7 2.1. Legislação... 7 2.2. Doutrina indicada

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL V EXAME UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA PROVA DO DIA 4/12/2011 DIREITO EMPRESARIAL

CONSELHO FEDERAL DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL V EXAME UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA PROVA DO DIA 4/12/2011 DIREITO EMPRESARIAL DIREITO EMPRESARIAL PEÇA PRÁTICO-PROFISSIONAL O examinando deverá elaborar uma petição simples cuja nomenclatura e/ou conteúdo deve remeter à ideia de refutação à contestação, sendo, contudo, consideradas

Leia mais

Juizados Especiais Cíveis

Juizados Especiais Cíveis Juizados Especiais Cíveis Juiz de Direito/RS 1) O que é Juizado Especial Cível? É uma justiça mais célere, informal, totalmente gratuita, destinada a julgar as causas de menor complexidade. São aquelas

Leia mais

A contestação na prova da 2ª fase da OAB (Direito do Trabalho)

A contestação na prova da 2ª fase da OAB (Direito do Trabalho) 1 A contestação na prova da 2ª fase da OAB (Direito do Trabalho) Carlos Augusto Marcondes de Oliveira Monteiro * Mais uma segunda fase se aproxima. Conforme mencionei no artigo anterior, 3 são as principais

Leia mais

Pratica Civil I 7º Semestre. AULA 07 Ação de Consignação em pagamento

Pratica Civil I 7º Semestre. AULA 07 Ação de Consignação em pagamento AULA 07 Ação de Consignação em pagamento a) Previsão legal do instituto do pagamento em consignação e sua respectiva ação. Arts. 304 a 312 e 334 a 345 do CC Arts. 539 à 549 do NCPC Art. 67 da Lei 8.245/91

Leia mais

Teoria Geral da Execução

Teoria Geral da Execução Direito Processual Civil FREDERICO OLIVEIRA fjsdeoliveira@gmail.com twitter: @fredoliveira197 Skype: frederico.oliveira42 Teoria Geral da Execução 1 REALIDADE PROCESSO Certificação Efetivação REALIDADE

Leia mais

ÍNDICE GERAL. Índice Sistemático... Lei 13.105, de 16 de março de 2015 Código de Processo Civil... 1. Bibliografia... 1809

ÍNDICE GERAL. Índice Sistemático... Lei 13.105, de 16 de março de 2015 Código de Processo Civil... 1. Bibliografia... 1809 ÍNDICE GERAL Índice Sistemático... VII Lei 13.105, de 16 de março de 2015 Código de Processo Civil... 1 Bibliografia... 1809 Índice Alfabético-Remissivo do Código de Processo Civil (Lei 13.105/2015)...

Leia mais

Direito Processual Civil IV

Direito Processual Civil IV Direito Processual Civil IV 8º Semestre Profª Maria Carolina Beraldo carolberaldo@gmail.com EXECUÇÃO Teoria Geral (cont.) Títulos executivos judiciais Art. 475-N. São títulos executivos judiciais: (Incluído

Leia mais

Novély Vilanova da Silva Reis. Juiz Federal em Brasília. novely@df.trf1.gov.br

Novély Vilanova da Silva Reis. Juiz Federal em Brasília. novely@df.trf1.gov.br JUROS E CORREÇÃO MONETÁRIA DECORRENTES DE SENTENÇA Novély Vilanova da Silva Reis. Juiz Federal em Brasília. novely@df.trf1.gov.br JUROS Qualquer débito decorrente de decisão judicial, incidem juros ainda

Leia mais

PROFESSOR AO VIVO. Revisão Prof. Darlan Barroso. Estudo Dirigido Execução

PROFESSOR AO VIVO. Revisão Prof. Darlan Barroso. Estudo Dirigido Execução PROFESSOR AO VIVO Revisão Prof. Darlan Barroso Estudo Dirigido Execução Ação de conhecimento ou execução? Documento é título executivo? Qual o tipo de título? Qual a obrigação? Documento é título executivo?

Leia mais

CÉSAR AUGUSTO MICHELI

CÉSAR AUGUSTO MICHELI TABELAS COM A DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES, QUANTIDADE DE ATIVIDADES E QUANTIDADE DE HORAS DAS ATIVIDADES DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO, DO CURSO DE DIREITO, BACHARELADO DAS FACULDADES INTEGRADAS DE BAURU (FIB)

Leia mais

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO...

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... SUMÁRIO APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 11 capítulo I função e carreira do procurador do estado... 15 1. Introdução e breve reconstrução histórica das Procuradorias Estaduais no Brasil...15 2. Fundamento constitucional

Leia mais

DICAS FINAIS DE DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO PARA A PROVA DO TRT/BA (01/12/2013) PROF. BRUNO KLIPPEL. Meu canal no Youtube com vídeos de revisão:

DICAS FINAIS DE DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO PARA A PROVA DO TRT/BA (01/12/2013) PROF. BRUNO KLIPPEL. Meu canal no Youtube com vídeos de revisão: DICAS FINAIS DE DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO PARA A PROVA DO TRT/BA (01/12/2013) PROF. BRUNO KLIPPEL Meu canal no Youtube com vídeos de revisão: https://www.youtube.com/user/brunoagklippel Conheça os

Leia mais

CIRCULAR. Gabinete Jurídico-Fiscal. Assunto: Segurança Social Processo Executivo da Segurança Social

CIRCULAR. Gabinete Jurídico-Fiscal. Assunto: Segurança Social Processo Executivo da Segurança Social CIRCULAR Gabinete Jurídico-Fiscal N/REFª: 30/2014 DATA: 05 de Maio de 2014 Assunto: Segurança Social Processo Executivo da Segurança Social Exmos. Senhores, Para conhecimento, junto se envia a Circular

Leia mais

NOVO CPC: A HOMOLOGAÇÃO DE SENTENÇA ESTRANGEIRA DE DIVÓRCIO CONSENSUAL

NOVO CPC: A HOMOLOGAÇÃO DE SENTENÇA ESTRANGEIRA DE DIVÓRCIO CONSENSUAL NOVO CPC: A HOMOLOGAÇÃO DE SENTENÇA ESTRANGEIRA DE DIVÓRCIO CONSENSUAL Gracielle Veloso Advogada. Consultora Notarial, Registral e Imobiliária A eficácia da sentença estrangeira no Brasil depende de prévia

Leia mais

Lista de exercício nº 1 Juros simples e compostos*

Lista de exercício nº 1 Juros simples e compostos* Lista de exercício nº 1 Juros simples e compostos* 1. Um investidor aplicou $1.000,00 numa instituição financeira que remunera seus depósitos a uma taxa de 5 % ao trimestre, no regime de juros simples.

Leia mais

A Consignação Judicial do Pagamento

A Consignação Judicial do Pagamento A Consignação Judicial do Pagamento O art. 164 do Código Tributário Nacional trata das hipóteses em que seria cabível a ação de consignação em pagamento, isto é, o contribuinte fazer o depósito de um crédito

Leia mais

CONTRIBUIÇÃO SINDICAL CONTRIBUIÇÃO SINDICAL É OBRIGATÓRIA!

CONTRIBUIÇÃO SINDICAL CONTRIBUIÇÃO SINDICAL É OBRIGATÓRIA! CONTRIBUIÇÃO SINDICAL CONTRIBUIÇÃO SINDICAL É OBRIGATÓRIA! CONTRIBUIÇÃO SINDICAL É BRIGATÓRIA A Contribuição Sindical, prevista no art. 578 da CLT e capítulos seguintes, tem caráter obrigatório, sendo

Leia mais

Enunciado nº 01.2016:

Enunciado nº 01.2016: AVISO CONJUNTO TJ/COJES nº 15/2016 O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, Desembargador Luiz Fernando Ribeiro de Carvalho, e a Presidente da Comissão Judiciária de Articulação

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA APELAÇÃO CÍVEL N.º 536888-7, DE CASCAVEL 1.ª VARA CÍVEL APELANTE : EDSON APARECIDO ALBA APELADO : BANCO ITAUCARD S.A. RELATOR : DESEMBARGADOR Francisco Pinto RABELLO FILHO Julgamento imediato de causas

Leia mais

Ação de Consignação em Pagamento e o novo CPC

Ação de Consignação em Pagamento e o novo CPC Ação de Consignação em Pagamento e o novo CPC Devedor se negar ou atrasar o pagamento a seu credor é algo bastante comum de se presenciar, sobretudo em meio à crise econômica que envolve o país. Por outro

Leia mais

O NOVO CPC E O DIREITO CIVIL: DESAFIOS INICIAIS

O NOVO CPC E O DIREITO CIVIL: DESAFIOS INICIAIS O NOVO CPC E O DIREITO CIVIL: DESAFIOS INICIAIS ANDRÉ BORGES DE CARVALHO BARROS Doutorando em Direito Civil Comparado pela PUC/SP. Doutorando em Função Social do Direito pela Fadisp/SP. Mestre em Direito

Leia mais

Agravo de Instrumento N. 2007.002.12900 - C

Agravo de Instrumento N. 2007.002.12900 - C TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DÉCIMA NONA CÂMARA CÍVEL AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº.: 2007.002.08034 AGRAVANTE: ESTADO DO RIO DE JANEIRO AGRAVADO: ICOLUB INDÚSTRIA DE LUBRIFICANTES S/A RELATOR:

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDA

INSTRUMENTO PARTICULAR DE RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDA INSTRUMENTO PARTICULAR DE RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDA Por este instrumento particular de confissão de dívida e RENEGOCIAÇÃO, as partes abaixo qualificadas têm, entre si, justas e contratadas, a negociação da(s)

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01 / 2011.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01 / 2011. GOVERNO MUNICIPAL DE CAUCAIA Secretaria de Finanças e Planejamento INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01 / 2011. Dispõe sobre os procedimentos a serem adotados com relação ao indeferimento da opção e da exclusão do

Leia mais

Direito Processual V Procedimentos Especiais

Direito Processual V Procedimentos Especiais 10. INVENTÁRIO E PARTILHA 10.1 Introdução - Transmissão da herança - Universalidade de bens > necessidade de apuração do que se repassará aos herdeiros > mais de um sucessor, verificar a divisão - Inventário

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Parágrafo único. O novo currículo é o 0003-LS, cujas ementas e objetivos das disciplinas também constam do anexo.

R E S O L U Ç Ã O. Parágrafo único. O novo currículo é o 0003-LS, cujas ementas e objetivos das disciplinas também constam do anexo. RESOLUÇÃO CONSEPE 12/2015 ALTERA MATRIZ CURRICULAR E APROVA O PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS- GRADUAÇÃO LATO SENSU EM DIREITO PROCESSUAL CIVIL DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO USF. O Presidente do Conselho

Leia mais

Embargos de Terceiro e outros Luciano Tadeu Telles

Embargos de Terceiro e outros Luciano Tadeu Telles Embargos de Terceiro e outros Luciano Tadeu Telles Advogado; Especialista e Mestre em Direito Processual Civil pela PUC-SP; Professor Universitário; Professor dos Cursos de Pós- Graduação em Direito Processual

Leia mais

Perícias Judiciais Contábeis e Econômicas ANEFAC

Perícias Judiciais Contábeis e Econômicas ANEFAC Perícias Judiciais Contábeis e Econômicas ANEFAC Perícia Meio de Prova FATO ALEGADO DEVE SER COMPROVADO PROVAS: ORAIS, DOCUMENTAIS E PERICIAIS - EXCEÇÕES PERICIAL - FATOS COMPLEXOS - CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM FACULDADE DE DIREITO FD DEPARTAMENTO DE DIREITO APLICADO. PLANO DE AULA i

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM FACULDADE DE DIREITO FD DEPARTAMENTO DE DIREITO APLICADO. PLANO DE AULA i PLANO DE AULA i INSTITUIÇÃO DE ENSINO: UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM CURSO: DIREITO PROFESSOR: Especialista Rafael da Silva Menezes NÍVEL DE ENSINO: SUPERIOR PERÍODO: 7º TURNO: DIURNO/NOTURNO DATA:

Leia mais

Mestre Anderson Nogueira Oliveira Prática Jurídica I PETIÇÃO INICIAL

Mestre Anderson Nogueira Oliveira Prática Jurídica I PETIÇÃO INICIAL PETIÇÃO INICIAL 1. ENDEREÇAMENTO a) Fundamentação I Art. 42 a 53 do Novo CPC II Art. 108 e 109 da Constituição Federal de 1988 2. EXEMPLOS DE ENDEREÇAMENTOS VARA CÍVEL ESTADUAL Excelentíssimo Senhor Doutor

Leia mais

Prática Civil 2ª Fase OAB Junho/2013 QUESTÃO:

Prática Civil 2ª Fase OAB Junho/2013 QUESTÃO: QUESTÃO: Caio Junior, pessoa física domiciliada em Porto Alegre/RS, celebrou contrato escrito de locação de imóvel residencial com a DX Imobiliária Ltda. O valor mensal da locação, atualizado, é de R$

Leia mais

DECISÃO DA COMISSÃO EMENDA Nº 2 CAE (SUBSTITUTIVO) PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 606 DE 2011. O CONGRESSO NACIONAL decreta:

DECISÃO DA COMISSÃO EMENDA Nº 2 CAE (SUBSTITUTIVO) PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 606 DE 2011. O CONGRESSO NACIONAL decreta: DECISÃO DA COMISSÃO REUNIDA NESTA DATA, A COMISSÃO APROVA O RELATÓRIO, QUE PASSA A CONSTITUIR O PARECER DA CAE, FAVORÁVEL AO PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 606 DE 2011, NOS TERMOS DA EMENDA Nº 1-CCJ (SUBSTITUTIVO),

Leia mais

Revogada pela Instrução Normativa - TCE/TO Nº 003/2009, de 23.09.2009. INSTRUÇÃO NORMATIVA-TCE/TO. Nº 006/2004, Palmas, 30 de junho de 2004.

Revogada pela Instrução Normativa - TCE/TO Nº 003/2009, de 23.09.2009. INSTRUÇÃO NORMATIVA-TCE/TO. Nº 006/2004, Palmas, 30 de junho de 2004. Revogada pela Instrução Normativa - TCE/TO Nº 003/2009, de 23.09.2009. INSTRUÇÃO NORMATIVA-TCE/TO. Nº 006/2004, Palmas, 30 de junho de 2004. Estabelece procedimentos destinados à viabilização do ressarcimento

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RELATOR : MINISTRO JOSÉ ARNALDO DA FONSECA RECORRENTE : UNIÃO RECORRIDO : ARLINDO BARROS DE AGUIAR JÚNIOR E OUTROS ADVOGADO : SELENE WANDERLEY EMERENCIANO EMENTA PROCESSUAL CIVIL. PROCURAÇÃO. PRÁTICA DE

Leia mais

AULA 7 30/03/11 A NOTA PROMISSÓRIA E O CHEQUE

AULA 7 30/03/11 A NOTA PROMISSÓRIA E O CHEQUE AULA 7 30/03/11 A NOTA PROMISSÓRIA E O CHEQUE 1 A NOTA PROMISSÓRIA 1.1 O CONCEITO É uma promessa solene, direta e unilateral de pagamento, à vista ou a prazo, efetuada pelo promitente-devedor ao promissário-credor,

Leia mais

RELATORA : Des. Federal MARIA DE FÁTIMA FREITAS LABARRÈRE APELANTE : UNIÃO - FAZENDA NACIONAL APELADO : GABRIEL KNIJNIK EMENTA ACÓRDÃO

RELATORA : Des. Federal MARIA DE FÁTIMA FREITAS LABARRÈRE APELANTE : UNIÃO - FAZENDA NACIONAL APELADO : GABRIEL KNIJNIK EMENTA ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL Nº 5017062-73.2011.404.7100/RS RELATORA : Des. Federal MARIA DE FÁTIMA FREITAS LABARRÈRE APELANTE : UNIÃO - FAZENDA NACIONAL APELADO : GABRIEL KNIJNIK EMENTA TRIBUTÁRIO. EXECUÇÃO FISCAL

Leia mais

Decreto n 3.391/2.013

Decreto n 3.391/2.013 Decreto n 3.391/2.013 Dispõe sobre a cobrança e parcelamento de créditos tributários e não-tributários pela Procuradoria Jurídica do Município de Ouro Preto. O Prefeito de Ouro Preto, no exercício de seu

Leia mais

Sumário COLEÇÃO SINOPSES PARA CONCURSOS... 13 GUIA DE LEITURA DA COLEÇÃO... 15 NOTA DOS AUTORES À 4ª EDIÇÃO... 17. Parte I DIREITO DAS OBRIGAÇÕES

Sumário COLEÇÃO SINOPSES PARA CONCURSOS... 13 GUIA DE LEITURA DA COLEÇÃO... 15 NOTA DOS AUTORES À 4ª EDIÇÃO... 17. Parte I DIREITO DAS OBRIGAÇÕES COLEÇÃO SINOPSES PARA CONCURSOS... 13 GUIA DE LEITURA DA COLEÇÃO... 15 NOTA DOS AUTORES À 4ª EDIÇÃO... 17 Parte I DIREITO DAS OBRIGAÇÕES Capítulo I INTRODUÇÃO AO DIREITO DAS OBRIGAÇÕES... 25 1. Conceito,

Leia mais

Taxa de comissão de permanência

Taxa de comissão de permanência Taxa de comissão de permanência Contribuição de Dr. Rodrigo Vieira 03 de setembro de 2008 Última Atualização 30 de outubro de 2008 Taxa de comissão de permanência Diante dos vários encargos financeiros,

Leia mais

Pratica Civil I 7º Semestre AULA 08. Contestação com pedido contraposto. Pedido contraposto.

Pratica Civil I 7º Semestre AULA 08. Contestação com pedido contraposto. Pedido contraposto. AULA 08 Contestação com pedido contraposto Pedido contraposto. Definição: No procedimento sumário e nas ações que tramitam sob a égide da lei 9099/95, o réu, para contra atacar o autor, se vale da elaboração

Leia mais

RELATÓRIO DE AÇÕES TRABALHISTAS AJUIZADAS PELO SINDADOS/MG CONTRA A PRODEMGE

RELATÓRIO DE AÇÕES TRABALHISTAS AJUIZADAS PELO SINDADOS/MG CONTRA A PRODEMGE RELATÓRIO DE AÇÕES TRABALHISTAS AJUIZADAS PELO SINDADOS/MG CONTRA A PRODEMGE Processo nº 0000809-32.2011.5.03.0022 Distribuído em 05/05/2011, refere-se ao pleito das quantias devidas em razão da Participação

Leia mais

TERMO DE ACORDO DE PARCELAMENTO JUDICIAL

TERMO DE ACORDO DE PARCELAMENTO JUDICIAL TERMO DE ACORDO DE PARCELAMENTO JUDICIAL IDENTIFICAÇÃO DO SUJEITO PASSIVO: Nome: Endereço: CNPJ: Inscrição Estadual: Aos...dias do mês de... de 20..., compareceu à Procuradoria-Geral do Estado o representante

Leia mais

Do objeto do pagamento e sua prova. Código Civil art. 313 e seguintes

Do objeto do pagamento e sua prova. Código Civil art. 313 e seguintes Do objeto do pagamento e sua prova Código Civil art. 313 e seguintes Do objeto do pagamento O pagamento não poderá existir se não houver uma dívida; Art. 313. O pagamento deve ser efetuado conforme se

Leia mais

Parcelamento Especial ou Pagamento à Vista da Lei nº 12.996/2014 e MP 651/2014. Refis da Copa (Reabertura do Refis da Crise )

Parcelamento Especial ou Pagamento à Vista da Lei nº 12.996/2014 e MP 651/2014. Refis da Copa (Reabertura do Refis da Crise ) Parcelamento Especial ou Pagamento à Vista da Lei nº 12.996/2014 e MP 651/2014. Refis da Copa (Reabertura do Refis da Crise ) 1 Débitos abrangidos Débitos de qualquer natureza junto à PGFN ou à RFB, vencidos

Leia mais

PEÇA: RT PURA - NOTA: 5.0... 2 PEÇA: CONTESTAÇÃO - NOTA: 1,4... 8 PEÇA: RECLAMAÇÃO TRABALHISTA - NOTA: 3,7... 16

PEÇA: RT PURA - NOTA: 5.0... 2 PEÇA: CONTESTAÇÃO - NOTA: 1,4... 8 PEÇA: RECLAMAÇÃO TRABALHISTA - NOTA: 3,7... 16 ESPELHOS E PROVAS 1 Sumário PEÇA: RT PURA - NOTA: 5.0... 2 PEÇA: CONTESTAÇÃO - NOTA: 1,4... 8 PEÇA: RECLAMAÇÃO TRABALHISTA - NOTA: 3,7... 16 PEÇA: RECLAMAÇÃO TRABALHISTA - NOTA: 2,0... 21 PEÇA: RECLAMAÇÃO

Leia mais

DECRETO Nº 34204 DE 1 DE AGOSTO DE 2011 (DOM 02/08/2011)

DECRETO Nº 34204 DE 1 DE AGOSTO DE 2011 (DOM 02/08/2011) DECRETO Nº 34204 DE 1 DE AGOSTO DE 2011 (DOM 02/08/2011) Institui, no âmbito da Procuradoria da Dívida Ativa, o PROGRAMA DÍVIDA ATIVA ITINERANTE, mediante a facilitação de acesso aos incentivos do Programa

Leia mais

AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO.

AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO. AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO. Victor H.H. SCHWANTES¹ Rodrigo de FRANÇA² Ariane Fernandes OLIVEIRA³ 1. INTRODUÇÃO. O presente artigo trata-se da consignação em pagamento, um instituto muito importante

Leia mais

A presidente do Conselho Regional de Serviço Social CRESS 17ª Região, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

A presidente do Conselho Regional de Serviço Social CRESS 17ª Região, no uso de suas atribuições legais e regimentais, RESOLUÇÃO CRESS Nº 034/2010. Vitória 30 de julho de 2010 A presidente do Conselho Regional de Serviço Social CRESS 17ª Região, no uso de suas atribuições legais e regimentais, Considerando a aprovação

Leia mais

RESOLUÇÃO CRA-ES Nº 009/2012. ASSUNTO: Dispõe sobre o Programa de Conciliação de Recebíveis do CRA-ES, e dá outras providências.

RESOLUÇÃO CRA-ES Nº 009/2012. ASSUNTO: Dispõe sobre o Programa de Conciliação de Recebíveis do CRA-ES, e dá outras providências. RESOLUÇÃO CRA-ES Nº 009/2012. ASSUNTO: Dispõe sobre o Programa de Conciliação de Recebíveis do CRA-ES, e dá outras providências. O CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO, no uso da competência

Leia mais

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA PARÁGRAFO JURÍDICO PADRÃO DE DESENVOLVIMENTO

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA PARÁGRAFO JURÍDICO PADRÃO DE DESENVOLVIMENTO PARÁGRAFO JURÍDICO PADRÃO DE DESENVOLVIMENTO Revisando: Início do parágrafo jurídico narrativo na peça processual Convém que, na introdução, sejam apresentados os fatos jurídicos que posicionam o juiz

Leia mais

I - SUPERAÇÃO DO CRITÉRIO DE OMISSÃO MATERIAL PARA APLICAÇÃO SUBSIDIÁRIA PREVISTO NO ARTIGO 769 DA CLT:

I - SUPERAÇÃO DO CRITÉRIO DE OMISSÃO MATERIAL PARA APLICAÇÃO SUBSIDIÁRIA PREVISTO NO ARTIGO 769 DA CLT: CARTA DE MACEIÓ Os Juízes do Trabalho do Tribunal Regional do Trabalho da Décima Nona Região, reunidos em Maceió - AL para participar do Seminário sobre as recentes Reformas do Poder Judiciário pela Emenda

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM FACULDADE DE DIREITO FD DEPARTAMENTO DE DIREITO APLICADO. PLANO DE AULA i

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM FACULDADE DE DIREITO FD DEPARTAMENTO DE DIREITO APLICADO. PLANO DE AULA i PLANO DE AULA i INSTITUIÇÃO DE ENSINO: UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM CURSO: DIREITO PROFESSOR: Especialista Rafael da Silva Menezes NÍVEL DE ENSINO: SUPERIOR PERÍODO: 6º TURNO: DIURNO/NOTURNO DATA:

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 946.327 - AL (2006/0281869-0) RELATOR : MINISTRO TEORI ALBINO ZAVASCKI ADVOGADO : RODRIGO CAHU BELTRÃO E OUTRO(S) EMENTA PROCESSUAL CIVIL. FGTS. EXECUÇÃO DE TÍTULO JUDICIAL. LIQUIDAÇÃO

Leia mais

Novas regras sobre o REFIS. Parcelamento Federal. Lei nº 12.996/2014. Portaria PGFN/RFB nº 13, de 30 de julho de 2014

Novas regras sobre o REFIS. Parcelamento Federal. Lei nº 12.996/2014. Portaria PGFN/RFB nº 13, de 30 de julho de 2014 Novas regras sobre o REFIS Parcelamento Federal Lei nº 12.996/2014 Portaria PGFN/RFB nº 13, de 30 de julho de 2014 Abrangência I os débitos inscritos em Dívida Ativa da União, no âmbito da Procuradoria-Geral

Leia mais

Juíza Gisele Guida de Faria Membro do GEDICON. 1. Considerações iniciais

Juíza Gisele Guida de Faria Membro do GEDICON. 1. Considerações iniciais ADMISSIBILIDADE DA CITAÇÃO (RECTIUS: INTIMAÇÃO) NA PESSOA DO ADVOGADO, POR MEIO DA IMPRENSA OFICIAL OU MEIO ELETRÔNICO NO PROCESSO JUDICIAL DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA PARÁGRAFOS 7º E 9º DO ARTIGO 17

Leia mais

AÇÃO CIVIL EX DELICTO

AÇÃO CIVIL EX DELICTO CONCEITO é a ação ajuizada pelo ofendido na esfera cível para obter indenização pelo dano causado pelo crime. LOCAL DA PROPOSITURA: ação pode ser proposta no foro do domicílio da vítima, do local dos fatos,

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DÉCIMA SEGUNDA CÂMARA CÍVEL

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DÉCIMA SEGUNDA CÂMARA CÍVEL TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DÉCIMA SEGUNDA CÂMARA CÍVEL AGRAVO DE INSTRUMENTO Processo Eletrônico nº 0046565-66.2013.8.19.0000 AGRAVANTE: MARCELO HENRIQUE SANTOS DA SILVA AGRAVADO:

Leia mais

I Locação em geral. 30 dias Antecedência mínima necessária para que o Locador denuncie locações de prazo indeterminado.

I Locação em geral. 30 dias Antecedência mínima necessária para que o Locador denuncie locações de prazo indeterminado. I Locação em geral 10 anos Contratos com tal prazo dependem da vênia conjugal, sob pena do período excedente não ser respeitado pelo cônjuge não anuente 30 dias Antecedência mínima necessária para que

Leia mais

EXMO DR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE

EXMO DR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE EXMO DR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE Processo número: Concreto Duro, já qualificada, vem, respeitosamente, perante Vossa Excelência, por meio de seu advogado, com endereço profissional na, com fundamento

Leia mais