CESTA BÁSICA ALIMENTAR Ração Essencial Mínima

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CESTA BÁSICA ALIMENTAR Ração Essencial Mínima"

Transcrição

1 CESTA BÁSICA ALIMENTAR Ração Essencial Mínima FEVEREIRO/2008 Com o objetivo de avaliar o poder de compra do salário mínimo na aquisição de alimentos necessários à manutenção de um indivíduo-padrão, a Secretaria de Estado do Meio Ambiente, das Cidades, do Planejamento da Ciência e Tecnologia SEMAC elabora mensalmente o custo da Cesta Básica Alimentar em Campo Grande MS. A Cesta Alimentar campo-grandense é composta por 15 (quinze) itens de gêneros alimentícios básicos, definidos com base no Decreto-Lei n 399/38 de 30/04/1938, que dispõe sobre a fixação do salário mínimo, bem como sobre a lista de provisões necessárias à alimentação diária do trabalhador adulto (constante dos quadros em anexo). A escolha destes 15 produtos da pesquisa foi definida levando-se em conta também a cultura alimentar da região, considerando as recomendações feitas pela Organização Mundial de Saúde. * Decreto Lei n 399/38 - Cesta Básica Individual adaptada e calculada para atender às necessidades nutricionais de um adulto com idade de 23 a 50 anos. RESULTADOS OBTIDOS A Cesta Básica Alimentar (ração essencial mínima) em Campo Grande-MS apresentou, para o mês de fevereiro/08, um aumento de 1,48% em relação a janeiro/08, registrando um custo de 186,59 (cento e oitenta e seis reais e cinqüenta e nove centavos), e que no mês anterior foi de 183,86 (cento e oitenta e três reais e oitenta e seis centavos). As variações acumuladas registraram nos últimos 12 meses 12,41%, últimos 06 meses 19,04% e no ano foi de 4,75%. Dentre os 15 produtos que compõem a Cesta Básica Alimentar, seis apresentaram altas: feijão (17,83%), óleo (9,25%), leite (5,93%), laranja (4,32%), açúcar (3,01%) e macarrão (2,86%). Sal, pão francês e arroz não apresentaram variação de preços. Os produtos que acusaram queda foram: tomate (-11,95%), margarina (-6,50%), batata (-4,06%), banana (-2,04%), alface (-0,78%) e carne (-0,33%). O feijão continua com aumento de preço (17,83%) devido à pouca oferta do produto no mercado. O preço do óleo registrou alta ( 9,25%) seguindo as cotações internacionais da soja, que nos últimos meses estiveram em alta. O pico da safra do tomate ocasionou um aumento no volume do produto no mercado, desvalorizando seu preço (-11,95%).

2 Em relação às horas trabalhadas, o trabalhador, para comprar a Cesta, precisou despender 108 horas e 02 minutos, conforme a Constituição Federal/88; no levantamento anterior (janeiro/2008) eram necessárias 106 horas e 27 minutos. Considerando o trabalhador que recebe um salário mínimo de R$ 380,00, restou-lhe R$ 193,41 (cento e noventa e três reais e quarenta e um centavos) para atender suas outras necessidades básicas como: água, energia, saúde, serviços pessoais, vestuários, lazer e outros serviços. Em relação ao mês anterior, o trabalhador precisou desembolsar mais R$ 2,73 para aquisição da Cesta Básica Alimentar. GRÁFICO 1 VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA INDIVIDUAL-NOS ÚLTIMOS 06 MESES 4,50 4,00 3,50 3,75 4,21 3,22 3,00 2,78 em % 2,50 2,00 1,50 2,27 1,00 0,50 0,00 Meses set/07 out/07 nov/07 dez/07 jan/08 fev/08 1,48 TABELA 1 VARIAÇÃO DO CUSTO DA CESTA BÁSICA ALIMENTAR FEVEREIRO/ FEVEREIRO/2008 Mês Fev/ Mar/ Abr/ Mai/ Jun/ Jul/ Ago/ Set/ Out/ Nov/ Dez/ Jan/ 2008 Fev / 2008 Var. 4,34 2,48-1,06-1,63-0,38-4,16-0,84 3,75 2,78 4,21 2,27 3,22 1,48

3 QUADRO 1 - CUSTO E VARIAÇÃO MENSAL DA CESTA BÁSICA ALIMENTAR Custo mensal (R$) Var. (%) Acumulado Produtos Qtd.Total Janeiro % Fevereiro % Fev/Jan 06 meses 01 - Açúcar (Kg ) 1,80 0,72 0,75 1,37 0,73 3,01-4,85 02 Margarina ( Kg ) 0,90 1,51 1,39 2,59 1,39-6,50 1, Óleo ( l ) 1,00 1,53 1,47 3,07 1,65 9,25 35, Pães ( Kg ) 3,00 6,83 7,04 12,55 6,73 0,00 15, Macarrão ( Kg ) 4,80 7,41 7,28 14,02 7,51 2,86 12, Sal ( Kg ) 0,30 0,13 0,13 0,23 0,12 0,00-11, Arroz ( Kg ) 4,30 2,78 2,88 5,12 2,74 0,00 5, Carne ( Kg ) 6,70 21,14 22,79 38,73 20,76-0,33 13, Feijão ( Kg ) 4,90 8,23 7,04 17,84 9,56 17,83 141, Banana ( Kg ) 4,78 6,40 5,91 11,52 6,17-2,04 37, Laranja ( Kg ) 12,48 7,94 7,85 15,23 8,16 4,32 16, Alface ( Kg ) 3,30 16,09 16,74 29,36 15,74-0,78 31, Batata ( Kg ) 4,20 3,88 4,20 6,85 3,67-4,06 11, Tomate ( Kg ) 4,90 5,78 4,51 9,36 5,02-11,95 2, Leite ( l ) 15,00 9,63 10,02 18,75 10,05 5,93-12,59 TOTAL 183,86 100,00 186,59 100,00 1,48 19,04 QUADRO 2 - COMPARATIVO DA CESTA BÁSICA E SALÁRIO MÍNIMO M E S E S D I S C R I M I N A Ç Ã O Janeiro Fevereiro Valor (R$) 183,86 186,59 Variação em relação ao mês anterior (%) 3,22 1,48 Salário Mínimo Valor (R$) 380,00 380,00 Custo da Cesta Básica / Salários Mínimos (%) 48,38 49,10

4 QUADRO 3 - QUANTO SE TRABALHA PARA COMER (*) Produtos Qtd. Total JANEIRO Jornada de Trabalho FEVEREIRO 240h 220h 240h 220h 1 Açúcar (kg) 1,8 00h 50 min 00h 46 min 00h 52min 00h 48 min 2 Margarina (kg) 0,9 01h 45 min 01h 36 min 01h 38 min 01h 30 min 3 Óleo (l.) 1,0 01h 46 min 01h 38 min 01h 56 min 01h 47 min 4 Pão (kg) 3,0 07h 56 min 07h 16 min 07h 56 min 07h 16 min 5 Macarrão (kg) 4,8 08h 36 min 07h 53 min 08h 51 min 08h 07 min 6 Sal (kg) 0,3 00h 09 min 00h 08 min 00h 09 min 00h 08 min 7 Arroz (kg) 4,3 03h 14 min 02h 58 min 03h 14 min 02h 58 min 8 Carne (kg) 6,7 24h 33 min 22h 30 min 24h 28 min 22h 25min 9 Feijão (kg) 4,9 09h 34 min 08h 46 min 11h 16 min 10h 20min 10 Banana (kg) 4,78 07h 26 min 06h 49 min 07h 16 min 06h 40 min 11 Laranja (kg) 12,48 09h 13 min 08h 27 min 09h 37min 08h 49 min 12 Alface (kg) 3,3 18h 41 min 17h 08 min 18h 33 min 17h 00 min 13 Batata (kg) 4,2 04h 30 min 04h 08 min 04h 20 min 03h 58 min 14 Tomate (kg) 4,9 06h 43 min 06h 09 min 05h 55 min 05h 25 min 15 Leite (l.) 15,00 11h 11 min 10h 15 min 11h 50 min 10h 51 min T O T A L 116h 07 min 106h 27 min 117h 51 min 108h 02 min NOTA: As diferenças porventura apresentadas entre as somas de parcelas e totais são provenientes de arredondamento. (*) Jornada de Trabalho de 240 horas (Decreto Lei n 399/38) e Jornada de Trabalho de 220 horas ( Nova Constituição outubro/88 ) QUADRO 4 COMPORTAMENTO DA JORNADA DE TRABALHO PARA AQUISIÇÃO DA CESTA BÁSICA ALIMENTAR JANEIRO/ FEVEREIRO/2008 JORNADA DE TRABALHO 240 HORAS 220 HORAS M E S E S HORAS NECESSÁRIAS HORAS RESTANTES HORAS NECESSÁRIAS HORAS RESTANTES Janeiro 116h 07min 123h 53min 106h 27 min 113h 33min Fevereiro 117h 51min 122h 09min 108h 02min 111h 58min

5 CESTA BÁSICA FAMILIAR Recomendada para uma Família com 05 Pessoas FEVEREIRO/2008 A partir de maio de 1991, passou a ser realizada a divulgação mensal do custo da Cesta Básica recomendada para uma família com 05 indivíduos, cuja base iniciou-se em abril de A Cesta Básica Familiar é composta por um painel fixo de produtos, que deve preencher as necessidades para higiene, limpeza e alimentação. São pesquisados 32 produtos de alimentação, 05 produtos de higiene pessoal e 07 produtos de limpeza doméstica, selecionados através de hábitos de consumo (Pesquisa de Orçamento Familiar/POF- 1989) e suas respectivas quantidades, essenciais à sobrevivência adequada. RESULTADOS OBTIDOS A Cesta Familiar de Campo Grande, em fevereiro/2008, registrou uma variação de 0,50%, fechando o mês com um custo de R$ 858,96 (oitocentos e cinqüenta e oito reais e noventa e seis centavos), enquanto no mês de janeiro/2008 foi de R$ 854,65 (oitocentos e cinqüenta e quatro reais e sessenta e cinco centavos). O aumento no custo de aquisição da Cesta foi de R$ 4,31 em relação ao mês anterior. As variações acumuladas nos últimos doze meses e nos últimos seis meses e no ano contabilizaram, respectivamente 6,51%, 9,96% e 2,74%. Dentre os 44 produtos pesquisados que compõem a Cesta Familiar, 21 apresentaram alta de preços e 18 apresentaram queda e 05 produtos mantiveram seus preços inalterados. Para o Grupo Alimentação, os produtos que apresentaram as maiores altas na pesquisa foram: feijão (17,77%), cebola (11,89%), óleo (9,15%), manteiga (8,33%), mandioca (7,35%), ovos (6,36%), leite (5,94%), laranja (4,27%), peixe (4,05%) e fubá (3,97%).Os produtos que registraram maiores baixas foram: tomate (-11,93%), mamão (-10,00%), margarina (-6,49%), queijo (-4,16%), batata (-4,11%), pão doce (-4,01%), cenoura (-2,23%), alho (-2,19%), banana (-2,02%). Doces, pão francês e arroz não apresentaram alterações de preços. Houve queda na produção de cebola devido às adversidades climáticas, que, somada à diminuição da área plantada, reduziu sua oferta no mercado, resultando no aumento de seu preço (11,89%). Com a intensificação das colheitas do tomate, mamão e batata, o volume ofertado aumentou, gerando uma queda nos seus preços, respectivamente, de -11,93%, -10,00% e -4,11%.

6 O Grupo Higiene Pessoal (05 produtos) registrou variação positiva de 1,23%. Absorvente (3,57%), lâmina de barbear (2,65,%) e papel higiênico (1,44%) registraram alta. O produto que teve seu preço em queda foi dentifrício (-2,82%). O sabonete não teve alteração de preço. O Grupo Limpeza Doméstica (07 produtos) apresentou variação negativa de -0,18%, destacando os seguintes produtos: esponja de aço (-4,38%), sabão em pó (-1,01%), água sanitária (-0,71%) e cera em pasta (-0,31%). Os que apresentaram alta de preço foram: sabão em barra (7,41%) e desinfetante (6,52%). Detergente manteve seu preço inalterado. Em termos de renda versus salário-mínimo, a pesquisa verificou que houve um comprometimento de 45,21% do valor total da renda familiar, considerando 05 (cinco) salários mínimos, R$ 1.900,00 (hum mil e novecentos reais), para atender uma família composta por 05 membros. GRÁFICO 2 VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA FAMILIAR NOS ÚLTIMOS 06 MESES 2,50 2,00 1,97 1,54 2,06 2,23 em % 1,50 1,28 1,00 0,50 0,50 0,00 Meses set/07 out/07 nov/07 dez/07 jan/08 fev/08

7 QUADRO 5 - CUSTO E VARIAÇÃO MENSAL DA CESTA BÁSICA RECOMENDADA PARA UMA FAMÍLIA COM 05 PESSOAS Produtos Qtd. total Custo mensal Janeiro % Fevereiro % Var. (%) Fev/Jan Preço Médio R$ unidade 01 - Açúcar (kg) 8,10 5,99 0,70 6,16 0,72 2,84 0,74 1 kg 02 - Café (kg) 1,50 12,78 1,50 12,60 1,47-1,41 2,13 250g 03 - Doces (kg) 5,80 72,79 8,52 72,79 8,47 0,00 2,51 200g 04 - Farinha de trigo (kg) 2,80 4,12 0,48 4,14 0,48 0,49 1,47 1 kg 05 - Fubá (kg) 2,80 4,79 0,56 4,98 0,58 3,97 1,71 1 kg 06 - Manteiga (kg) 1,00 12,60 1,47 13,65 1,59 8,33 2,52 200g 07 - Margarina (kg) 1,00 3,08 0,36 2,88 0,34-6,49 0,77 250g 08 - Óleo (kg) 2,10 5,90 0,69 6,44 0,75 9,15 2,53 900ml 09 - Pão (kg) 6,90 28,85 3,38 28,85 3,36 0,00 0,23 50g 10 - Pão doce (kg) 6,60 41,12 4,81 39,47 4,59-4,01 6,23 1 kg 11 - Macarrão (kg) 3,30 9,37 1,10 9,64 1,12 2,88 1,42 500g 12 - Queijo (kg) 4,50 42,26 4,94 40,50 4,71-4,16 9,39 1 kg 13 - Sal (kg) 1,50 1,14 0,13 1,16 0,13 1,75 0,76 1 kg 14 - Arroz (kg) 9,50 11,31 1,32 11,31 1,32 0,00 1,19 1 kg 15 - Carne (kg) 7,70 44,66 5,23 44,51 5,18-0,34 5,80 1 kg 16 - Frango (kg) 12,40 43,28 5,06 42,66 4,97-1,43 3,49 1 kg 17 - Feijão (kg) 6,50 20,09 2,35 23,66 2,75 17,77 3,09 1 kg 18 - Banana (kg) 24,90 61,25 7,17 60,01 6,99-2,02 2,46 1 kg 19 - Laranja (kg) 10,40 12,17 1,42 12,69 1,48 4,27 1,17 1 kg 20 - Mamão (kg) 22,00 35,20 4,12 31,68 3,69-10,00 1,60 1 kg 21 - Abobrinha (kg) 6,00 14,94 1,75 15,18 1,77 1,61 2,49 1 kg 22 - Alface (kg) 4,90 43,93 5,14 43,59 5,07-0,77 1,30 unid Alho (kg) 0,60 7,31 0,86 7,15 0,83-2,19 12,18 1 kg 24 - Batata (kg) 7,30 12,41 1,45 11,90 1,39-4,11 1,70 1 kg 25 - Cebola (kg) 2,20 4,29 0,50 4,80 0,56 11,89 1,95 1 kg 26 - Cenoura (kg) 5,30 9,43 1,10 9,22 1,07-2,23 1,78 1 kg 27 - Couve (kg) 7,20 38,60 4,52 38,91 4,53 0,80 1,26 maço 28 - Mandioca (kg) 7,10 9,66 1,13 10,37 1,21 7,35 1,36 1 kg 29 - Tomate (kg) 5,60 12,15 1,42 10,70 1,25-11,93 2,17 1 kg 30 - Ovos (dz) 11,80 25,96 3,04 27,61 3,21 6,36 2,20 1 dz 31 - Peixe (kg) 6,40 93,44 10,93 97,22 11,32 4,05 14,60 1 kg 32 - Leite ( l ) 35,10 41,42 4,85 43,88 5,11 5,94 1,18 1 lt Sub Total 1 ALIMENTAÇAO (*) 786,29 92,00 790,31 92,01 0,51 Alimentação

8 QUADRO 5 - CUSTO E VARIAÇÃO MENSAL DA CESTA BÁSICA RECOMENDADA PARA UMA FAMÍLIA COM 05 PESSOAS Produtos Qtd. total Custo mensal Janeiro % Fevereiro % Var. ( % ) Fev/Jan Preço Médio R$ unidade 01 - Absorvente 4 Pct. 10 5,60 0,66 5,80 0,67 3,57 1,40 01 pcte 02 - Dentifrício 4 de 90g 5,68 0,66 5,52 0,64-2,82 1,42 01 unid 03 - Papel higiênico 12 rolos 6,24 0,73 6,33 0,74 1,44 2,08 04 rolos 04 Sabonete 6 de 100g 3,06 0,36 3,06 0,36 0,00 0,51 01 unid 05 - Lâmina Cart. 04 8,69 1,02 8,92 1,04 2,65 8,69 04 unid Sub Total 2 HIGIENE PESSOAL 29,27 3,42 29,63 3,45 1,23 Hig. Pessoal 01 - Água Sanitária 1 de 01 lt. 1,41 0,16 1,40 0,16-0,71 1,41 01 lt 02 - Esponja (aço) 4 Pct. 08 un. 6,40 0,75 6,12 0,71-4,38 1,60 01 unid 03 - Cera em pasta 1 de 450 g 6,46 0,76 6,44 0,75-0,31 6,46 450g 04 - Desinfetante 1 de 750 ml 1,84 0,21 1,96 0,23 6,52 1,84 750ml 05 Detergente 4 de 500 ml 3,40 0,40 3,40 0,40 0,00 0,85 500ml 06 - Sabão (barra) 7 de 200 g 3,78 0,44 4,06 0,47 7,41 0,54 01 barra 07 - Sabão (pó) 4 de 1000 g 15,80 1,85 15,64 1,82-1,01 3,95 01 kg Limp. Sub Total 3 LIMP.DOMÉSTICA 39,09 4,57 39,02 4,54-0,18 Doméstica TOTAL DA CESTA BÁSICA 854,65 100,00 858,96 100,00 0,50 Variação Total QUADRO 6 - COMPORTAMENTO DA CESTA BÁSICA COM 5 SALÁRIOS MÍNIMOS M E S E S D I S C R I M I N A Ç Ã O Janeiro Fevereiro Cesta Básica. Valor - R$ 854,65 858,96.Variação em relação ao mês anterior. (%) 2,23 0,50 Salário Mínimo. Valor (05 Salários R$) 1.900, ,00 Custo da Cesta 05 Salários Mínimos (%) 44,98 45,21

9 ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE, DAS CIDADES, DO PLANEJAMENTO, DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA - SEMAC CESTA BÁSICA ALIMENTAR INDIVIDUAL E FAMILIAR CARLOS ALBERTO NEGREIRO SAID MENEZES Secretário de Estado do Meio Ambiente, das Cidades, do Planejamento, da Ciência e Tecnologia MÁRCIO CAMPOS MONTEIRO Secretário Adjunto LÍDIA MARIA LOPES RODRIGUES RIBAS Superintendente de Planejamento FERNANDA FERRAZ DE CAMPOS MACÁRIOS Coordenadora de Pesquisas, Planos, Projetos e Monitoramento SIVELINA HOFFMEISTER Responsabilidade Técnica EQUIPE TÉCNICA Ana Claudia Lopes Mandu Francisco Santana de Melo Luiz Hideo Shimabucuro Sivelina Hoffmeister SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE, DAS CIDADES, DO PLANEJAMENTO, DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA - SEMAC PARQUE DOS PODERES BLOCO III - CEP: FONE.: (67) FAX: (67) Home Page: CAMPO GRANDE-MS

CESTA BÁSICA ALIMENTAR Ração Essencial Mínima

CESTA BÁSICA ALIMENTAR Ração Essencial Mínima CESTA BÁSICA ALIMENTAR Ração Essencial Mínima MAIO/ Com o objetivo de avaliar o poder de compra do salário mínimo na aquisição de alimentos necessários à manutenção de um indivíduo-padrão, a Secretaria

Leia mais

CESTA BÁSICA ALIMENTAR RESULTADOS OBTIDOS

CESTA BÁSICA ALIMENTAR RESULTADOS OBTIDOS CESTA BÁSICA ALIMENTAR JUNHO/ Com o objetivo de avaliar o poder de compra do salário mínimo na aquisição de alimentos necessários à manutenção de um indivíduo-padrão, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente,

Leia mais

CESTA BÁSICA ALIMENTAR

CESTA BÁSICA ALIMENTAR CESTA BÁSICA ALIMENTAR MAIO/ Com o objetivo de avaliar o poder de compra do salário mínimo na aquisição de alimentos necessários à manutenção de um indivíduo-padrão, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente,

Leia mais

CESTA BÁSICA do Município de Catalão-GO

CESTA BÁSICA do Município de Catalão-GO BOLETIM março 2016 CESTA BÁSICA do Município de Catalão-GO Mês de Referência: 03/2016 Mês de Divulgação: 04/2016 Profa. Dra. Michelle da Silva Borges; Tamara Lopes de Oliveira Brenner Camargo da Silva

Leia mais

Cesta Básica. Boletim Junho 2010

Cesta Básica. Boletim Junho 2010 Cesta Básica Boletim Junho 2010 O custo da cesta básica na cidade de Ilhéus reduziu 3,10%, de R$193,71 em maio passou para R$187,71 em junho (Tabela 1). A redução no preço do tomate (-17,77%) foi o que

Leia mais

CESTA BÁSICA do Município de Catalão-GO

CESTA BÁSICA do Município de Catalão-GO BOLETIM fevereiro 2016 CESTA BÁSICA do Município de Catalão-GO Mês de Referência: 02/2016 Mês de Divulgação: 03/2016 Profa. Dra. Michelle da Silva Borges; Tamara Lopes de Oliveira Brenner Camargo da Silva

Leia mais

Cesta Básica. Boletim Junho 2011

Cesta Básica. Boletim Junho 2011 Cesta Básica Boletim Junho 2011 O custo da cesta básica na cidade de Ilhéus aumentou quase 5%, de R$187,25 em maio para R$196,39 em junho (Tabela 1). A elevação no preço do tomate de 21,90% foi o que mais

Leia mais

Preço da cesta básica só recua em Brasília

Preço da cesta básica só recua em Brasília 1 São Paulo, 05 de maio de 2006 NOTA À IMPRENSA Preço da cesta básica só recua em Brasília Somente em Brasília onde o custo do conjunto de gêneros alimentícios de primeira necessidade recuou 2,52% - houve,

Leia mais

Custo da cesta básica tem forte alta na maioria das capitais em 2010

Custo da cesta básica tem forte alta na maioria das capitais em 2010 1 São Paulo, 11 de janeiro de 2011. NOTA À IMPRENSA Custo da cesta básica tem forte alta na maioria das capitais em 2010 Catorze, das 17 capitais onde o DIEESE - Departamento Intersindical de Estatística

Leia mais

CESTA BÁSICA do Município de Catalão-GO

CESTA BÁSICA do Município de Catalão-GO BOLETIM Novembro 2015 CESTA BÁSICA do Município de Catalão-GO Mês de Referência: 11/2015 Mês de Divulgação: 12/2015 Profa. Dra. Michelle da Silva Borges Karen Brina Borges de Deus; Luciene Maria Borges

Leia mais

FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE -0,55% EM MAIO/2014

FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE -0,55% EM MAIO/2014 FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE -0,55% EM MAIO/2014 No mês de o de 2014, o valor da cesta básica do paulistano teve queda de 0,55%, revela pesquisa diária da Fundação Procon-SP,

Leia mais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais IPES Cesta Básica de Caxias do Sul Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais CESTA BÁSICA DE CAXIAS DO SUL Janeiro de 2012 Cesta Básica de Caxias do Sul, jan./12 UNIVERSIDADE DE

Leia mais

Cesta básica volta a subir na maior parte das capitais

Cesta básica volta a subir na maior parte das capitais 1 São Paulo, 03 de novembro de 2011 Cesta básica volta a subir na maior parte das capitais NOTA À IMPRENSA Ao contrário do que ocorreu em setembro, quando 09 cidades registraram queda no preço dos gêneros

Leia mais

Cesta Básica da Classe Média

Cesta Básica da Classe Média Cesta Básica da Classe Média Boletim de Divulgação da Cesta Básica da Classe Média Julho/ 2012 Cesta básica da classe média registra maior alta dos últimos 6 anos. Tomate e cenoura são os vilões. A cesta

Leia mais

Aumento de 2,69% no custo do cesto básico de produtos em fevereiro de 2016 em Chapecó

Aumento de 2,69% no custo do cesto básico de produtos em fevereiro de 2016 em Chapecó Publicação mensal do curso de Ciências Econômicas da Universidade Comunitária da Região de Chapecó Ano 21, Nº 02 Fevereiro/2016 Aumento de 2,69% no custo do cesto básico de produtos em fevereiro de 2016

Leia mais

Custo da cesta básica recua em 11 capitais

Custo da cesta básica recua em 11 capitais 1 São Paulo, 3 de março de 2008. NOTA À IMPRENSA Custo da cesta básica recua em 11 capitais O custo do conjunto de itens de alimentação que compõem a cesta básica apresentou, em fevereiro, predominância

Leia mais

Cesta Básica. Boletim Janeiro 2011

Cesta Básica. Boletim Janeiro 2011 Cesta Básica Boletim Janeiro 2011 O custo da cesta básica na cidade de Ilhéus aumentou 5,32%, de R$184,63 em dezembro passou para R$194,45 em janeiro (Tabela 1). A elevação de 73,65% no preço do tomate

Leia mais

FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 1,81% EM ABRIL/2012

FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 1,81% EM ABRIL/2012 FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 1,81% EM ABRIL/2012 No mês de il de 2012, o valor da cesta básica do paulistano teve alta de 1,81%, revela pesquisa diária da Fundação Procon-SP,

Leia mais

IPES CESTA BÁSICA CAXIAS DO SUL. Março de 2016. Cesta Básica de Caxias do Sul. Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais

IPES CESTA BÁSICA CAXIAS DO SUL. Março de 2016. Cesta Básica de Caxias do Sul. Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais IPES Cesta Básica de Caxias do Sul Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais CESTA BÁSICA DE CAXIAS DO SUL Março 2016 Março de 2016 UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL REITOR Prof. Evaldo

Leia mais

Custo da cesta aumenta em metade das capitais pesquisadas

Custo da cesta aumenta em metade das capitais pesquisadas 1 São Paulo, 11 de março de 2014. Custo da cesta aumenta em metade das capitais pesquisadas NOTA À IMPRENSA Em fevereiro, os preços dos gêneros alimentícios essenciais subiram em nove das 18 capitais onde

Leia mais

Cesta básica tem comportamento diferenciado nas capitais

Cesta básica tem comportamento diferenciado nas capitais 1 São Paulo, 06 de fevereiro de 2014. NOTA À IMPRENSA Cesta básica tem comportamento diferenciado nas capitais Metade das 18 capitais onde o DIEESE - Departamento Intersindical de Estatística e Estudos

Leia mais

FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 2,32% EM AGOSTO/2011

FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 2,32% EM AGOSTO/2011 FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 2,32% EM AGOSTO/2011 No mês de sto de 2011, o valor da cesta básica do paulistano teve alta de 2,32%, revela pesquisa diária da Fundação Procon-SP,

Leia mais

IPES CESTA BÁSICA CAXIAS DO SUL. Novembro de 2015. Cesta Básica de Caxias do Sul. Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais

IPES CESTA BÁSICA CAXIAS DO SUL. Novembro de 2015. Cesta Básica de Caxias do Sul. Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais IPES Cesta Básica de Caxias do Sul Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais CESTA BÁSICA DE CAXIAS DO SUL Novembro 2015 Novembro de 2015 UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL REITOR Prof.

Leia mais

Cesta Básica. Boletim Junho - 2012

Cesta Básica. Boletim Junho - 2012 Cesta Básica Boletim Junho - 2012 O custo da cesta básica na cidade de Ilhéus reduziu 0,98%, de R$214,06 em maio passou para R$211,97 em junho (Tabela 1). A diminuição de 7,77% no preço da carne foi o

Leia mais

IPES CESTA BÁSICA CAXIAS DO SUL. Maio de 2015. Cesta Básica de Caxias do Sul. Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais

IPES CESTA BÁSICA CAXIAS DO SUL. Maio de 2015. Cesta Básica de Caxias do Sul. Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais IPES Cesta Básica de Caxias do Sul Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais CESTA BÁSICA DE CAXIAS DO SUL Maio 2015 Maio de 2015 UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL REITOR Prof. Evaldo

Leia mais

Alimentos sobem em outubro

Alimentos sobem em outubro 1 São Paulo, 6 de novembro de 2008. NOTA À IMPRENSA Alimentos sobem em outubro Após dois meses com preços em queda, os gêneros alimentícios essenciais voltaram a apresentar predomínio de alta em outubro,

Leia mais

BOLETIM DA CESTA BÁSICA DE IJUÍ

BOLETIM DA CESTA BÁSICA DE IJUÍ BOLETIM DA CESTA BÁSICA DE IJUÍ Ano 5 - N 6 Junho de 2015 LEA Laboratório de Economia Aplicada Resumo - Comunicado para a Imprensa Os dados da coleta de preços nos principais supermercados do Município

Leia mais

ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO CONSUMIDOR (INPC) E A CESTA BÁSICA SETEMBRO/2011

ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO CONSUMIDOR (INPC) E A CESTA BÁSICA SETEMBRO/2011 1. INTRODUÇÃO O Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (IPECE) apresenta os resultados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor e a Cesta Básica para a Região Metropolitana de Fortaleza.

Leia mais

Cesta básica mais barata em 12 cidades

Cesta básica mais barata em 12 cidades 1 São Paulo, 07 de junho 2013. NOTA À IMPRENSA Cesta básica mais barata em 12 cidades Em maio, houve predomínio de retração nos preços dos produtos alimentícios essenciais e em 12 das 18 capitais onde

Leia mais

FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 0,50% EM SETEMBRO/2011

FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 0,50% EM SETEMBRO/2011 FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 0,50% EM SETEMBRO/2011 No mês de embro de 2011, o valor da cesta básica do paulistano teve alta de 0,50%, revela pesquisa diária da Fundação Procon-SP,

Leia mais

CESTA BÁSICA da cidade de Catalão-GO

CESTA BÁSICA da cidade de Catalão-GO BOLETIM 46 CESTA BÁSICA da cidade de Catalão-GO Mês de Referência: 01/2014 Mês de Divulgação: 02/2014 Prof. Dr. Serigne Ababacar Cissé Ba ; Laila Cristina Rodrigues Silva; Karen Brina Borges de CATALÃO-GO

Leia mais

FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 0,36% EM FEVEREIRO/2016

FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 0,36% EM FEVEREIRO/2016 FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 0,36% EM FEVEREIRO/ No mês de ereiro de, o valor da cesta básica do paulistano teve alta de 0,36%, revela pesquisa diária da Fundação Procon-SP,

Leia mais

Valor da cesta básica recua em 10 capitais

Valor da cesta básica recua em 10 capitais 1 São Paulo, 07 de julho de 2014. NOTA À IMPRENSA Valor da cesta básica recua em 10 capitais Em junho, os preços do conjunto de bens alimentícios essenciais diminuíram em 10 das 18 capitais onde o DIEESE

Leia mais

Análise: O preço dos alimentos nos últimos 3 anos e 4 meses

Análise: O preço dos alimentos nos últimos 3 anos e 4 meses 1 São Paulo, 7 de maio de 2008. NOTA À IMPRENSA Análise: O preço dos alimentos nos últimos 3 anos e 4 meses O comportamento recente do preço dos alimentícios tem sido motivo de preocupação, uma vez que

Leia mais

BOLETIM DA CESTA BÁSICA DE TRÊS PASSOS 1 Ano 1 - N 6 Junho de 2015

BOLETIM DA CESTA BÁSICA DE TRÊS PASSOS 1 Ano 1 - N 6 Junho de 2015 BOLETIM DA CESTA BÁSICA DE TRÊS PASSOS 1 Ano 1 - N 6 Junho de 2015 Laboratório de Gestão Laboratório de Economia Aplicada Resumo - Comunicado para a Imprensa Os dados da coleta de preços nos principais

Leia mais

BOLETIM DE DIVULGAÇÃO MENSAL

BOLETIM DE DIVULGAÇÃO MENSAL UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN CAMPUS AVANÇADO PROFESSOR JOÃO ISMAR DE MOURA FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS BOLETIM DE DIVULGAÇÃO MENSAL CESTA BÁSICA

Leia mais

Comportamento do custo da Cesta Básica se diferencia nas capitais do Brasil

Comportamento do custo da Cesta Básica se diferencia nas capitais do Brasil 1 São Paulo, 11 de abril de 2016. NOTA À IMPRENSA Comportamento do custo da Cesta Básica se diferencia nas capitais do Brasil Em março de 2016, houve aumento no custo do conjunto de alimentos básicos em

Leia mais

SECRETARIA DO PLANEJAMENTO DO ESTADO DO PIAUÍ FUNDAÇÃO CENTRO DE PESQUISAS ECONÔMICAS E SOCIAIS DO PIAUÍ CEPRO DIRETORIA DE ESTATÍSTICA E INFORMAÇÃO

SECRETARIA DO PLANEJAMENTO DO ESTADO DO PIAUÍ FUNDAÇÃO CENTRO DE PESQUISAS ECONÔMICAS E SOCIAIS DO PIAUÍ CEPRO DIRETORIA DE ESTATÍSTICA E INFORMAÇÃO SECRETARIA DO PLANEJAMENTO DO ESTADO DO PIAUÍ FUNDAÇÃO CENTRO DE PESQUISAS ECONÔMICAS E SOCIAIS DO PIAUÍ CEPRO DIRETORIA DE ESTATÍSTICA E INFORMAÇÃO ÍNDICE DE PREÇOS AO CONSUMIDOR (CUSTO DE VIDA) TERESINA

Leia mais

BOLETIM DE DIVULGAÇÃO MENSAL

BOLETIM DE DIVULGAÇÃO MENSAL UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN CAMPUS AVANÇADO PROFESSOR JOÃO ISMAR DE MOURA FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS BOLETIM DE DIVULGAÇÃO MENSAL CESTA BÁSICA

Leia mais

BOLETIM DE DIVULGAÇÃO MENSAL

BOLETIM DE DIVULGAÇÃO MENSAL UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN CAMPUS AVANÇADO DE PATU FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS BOLETIM DE DIVULGAÇÃO MENSAL CESTA BÁSICA FAMILIAR (Cinco

Leia mais

SECRETARIA DO PLANEJAMENTO DO ESTADO DO PIAUÍ FUNDAÇÃO CENTRO DE PESQUISAS ECONÔMICAS E SOCIAIS DO PIAUÍ CEPRO DIRETORIA DE ESTATÍSTICA E INFORMAÇÃO

SECRETARIA DO PLANEJAMENTO DO ESTADO DO PIAUÍ FUNDAÇÃO CENTRO DE PESQUISAS ECONÔMICAS E SOCIAIS DO PIAUÍ CEPRO DIRETORIA DE ESTATÍSTICA E INFORMAÇÃO SECRETARIA DO PLANEJAMENTO DO ESTADO DO PIAUÍ FUNDAÇÃO CENTRO DE PESQUISAS ECONÔMICAS E SOCIAIS DO PIAUÍ CEPRO DIRETORIA DE ESTATÍSTICA E INFORMAÇÃO ÍNDICE DE PREÇOS AO CONSUMIDOR (CUSTO DE VIDA) TERESINA

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN CAMPUS AVANÇADO PROF

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN CAMPUS AVANÇADO PROF UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN CAMPUS AVANÇADO PROF. JOÃO ISMAR DE MOURA CAJIM FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS FACEM DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DCC CESTA BÁSICA FAMILIAR (Cinco

Leia mais

BOLETIM DE DIVULGAÇÃO MENSAL

BOLETIM DE DIVULGAÇÃO MENSAL UERN UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE Campus Avançado de Patu Departamento de Ciências Contábeis Coordenação do Projeto Custo de Vida Patu Av. Lauro Maia, 792 Estação CEP: 59.770-000 Patu/RN

Leia mais

BOLETIM DA CESTA BÁSICA DE PANAMBI 1 Ano 2 - N 6 Junho de 2015

BOLETIM DA CESTA BÁSICA DE PANAMBI 1 Ano 2 - N 6 Junho de 2015 BOLETIM DA CESTA BÁSICA DE PANAMBI 1 Ano 2 - N 6 Junho de 2015 Laboratório de Gestão Laboratório de Economia Aplicada Resumo - Comunicado para a Imprensa Os dados da coleta de preços nos principais supermercados

Leia mais

BOLETIM DE DIVULGAÇÃO MENSAL

BOLETIM DE DIVULGAÇÃO MENSAL UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN CAMPUS AVANÇADO PROFESSOR JOÃO ISMAR DE MOURA FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS BOLETIM DE DIVULGAÇÃO MENSAL CESTA BÁSICA

Leia mais

Alimentos e combustíveis pressionam a inflação em março

Alimentos e combustíveis pressionam a inflação em março 1 São Paulo, 07 de abril de 2014. NOTA À IMPRENSA Alimentos e combustíveis pressionam a inflação em março Em março, a variação do custo de vida no município de São Paulo foi de 0,81%, segundo cálculo do

Leia mais

JANEIRO 2016. Em janeiro de 2016 IPC de Salvador registra elevação de 1,65%

JANEIRO 2016. Em janeiro de 2016 IPC de Salvador registra elevação de 1,65% JANEIRO 2016 Em janeiro de 2016 IPC de Salvador registra elevação de 1,65% O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de Salvador apresentou, em janeiro, incremento de 2,35%, superior à taxa apurada em dezembro

Leia mais

Valor da cesta básica recua em todas capitais

Valor da cesta básica recua em todas capitais 1 São Paulo, 06 de agosto de 2014. NOTA À IMPRENSA Valor da cesta básica recua em todas capitais Em julho, os preços do conjunto de bens alimentícios essenciais diminuíram em todas as 18 capitais onde

Leia mais

BOLETIM MENSAL Ano 26 No 06 Junho 2010

BOLETIM MENSAL Ano 26 No 06 Junho 2010 BOLETIM MENSAL Ano 26 N o 06 Junho 2010 Apoio: UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE ECONOMIA ÍNDICE DE PREÇOS AO CONSUMIDOR DE VIÇOSA (IPC-VIÇOSA) Coordenador

Leia mais

Gráficos das séries dos Valores em Reais da Cesta Básica e de seus grupos - de jan/12 a abr/13

Gráficos das séries dos Valores em Reais da Cesta Básica e de seus grupos - de jan/12 a abr/13 FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE - 0,45% EM ABRIL/2013 No mês de il de 2013, o valor da cesta básica do paulistano teve queda de 0,45%, revela pesquisa diária da Fundação Procon-SP,

Leia mais

EVOLUÇÃO DOS PREÇOS DA CESTA BÁSICA FAMILIAR DO VALE DO PARAÍBA EM 2014

EVOLUÇÃO DOS PREÇOS DA CESTA BÁSICA FAMILIAR DO VALE DO PARAÍBA EM 2014 UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ PRO-REITORIA DE EXTENSÃO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA, CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO - ECA NÚCLEO DE PESQUISAS ECONÔMICO-SOCIAIS NUPES EVOLUÇÃO DOS PREÇOS DA CESTA BÁSICA FAMILIAR DO

Leia mais

BOLETIM MENSAL Ano 30 No 01 Janeiro 2014

BOLETIM MENSAL Ano 30 No 01 Janeiro 2014 BOLETIM MENSAL Ano 30 N o 01 Janeiro 2014 Apoio: UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE ECONOMIA ÍNDICE DE PREÇOS AO CONSUMIDOR DE VIÇOSA (IPC-VIÇOSA)

Leia mais

PESQUISA DA CESTA BÁSICA JUNHO DE 2018

PESQUISA DA CESTA BÁSICA JUNHO DE 2018 PESQUISA DA CESTA BÁSICA JUNHO DE 2018 Em relação a Maio, o preço médio da cesta básica do município apresentou extenso aumento, ainda sob influência da greve dos caminhoneiros do último mês. Segundo levantamento

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Abril 2016

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Abril 2016 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Abril 2016 Rio de Janeiro, 06 de maio de 2016 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR COMENTÁRIOS Abril 2016 ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS

Leia mais

Com aumento do custo da cesta básica em junho, família Chapecoense necessita de 0,458 salários para adquirir

Com aumento do custo da cesta básica em junho, família Chapecoense necessita de 0,458 salários para adquirir Publicação mensal do curso de Ciências Econômicas da Universidade Comunitária da Região de Chapecó Ano 21, Nº 06 Junho/2016 Com aumento do custo da cesta básica em junho, família Chapecoense necessita

Leia mais

CESTA BÁSICA FAMILIAR (cinco pessoas) RAÇÃO ESSENCIAL MÍNIMA (Decreto-Lei 399)

CESTA BÁSICA FAMILIAR (cinco pessoas) RAÇÃO ESSENCIAL MÍNIMA (Decreto-Lei 399) UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN CAMPUS AVANÇAD O PROF. JOÃO ISMAR DE MOURA CAJIM FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DE MOSSORÓ FACEM DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DCC CESTA BÁSICA

Leia mais

APÓS TRÊS MESES DE AUMENTO, CUSTO DO CESTO BÁSICO CAI EM CHAPECÓ

APÓS TRÊS MESES DE AUMENTO, CUSTO DO CESTO BÁSICO CAI EM CHAPECÓ APÓS TRÊS MESES DE AUMENTO, CUSTO DO CESTO BÁSICO CAI EM CHAPECÓ A pesquisa 1 feita mensalmente pelo curso de Ciências Econômicas da Unochapecó em parceria com o Sindicato do Comércio/SICOM, através do

Leia mais

ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO CONSUMIDOR (INPC) E A CESTA BÁSICA MARÇO/2011

ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO CONSUMIDOR (INPC) E A CESTA BÁSICA MARÇO/2011 1. INTRODUÇÃO O Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (IPECE) apresenta os resultados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor e a Cesta Básica para a Região Metropolitana de Fortaleza.

Leia mais

CESTA BÁSICA FAMILIAR (Cinco pessoas) RAÇÃO ESSENCIAL MÍNIMA (Decreto-Lei 399)

CESTA BÁSICA FAMILIAR (Cinco pessoas) RAÇÃO ESSENCIAL MÍNIMA (Decreto-Lei 399) UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN CAMPUS AVANÇAD O PROF. JOÃO ISMAR DE MOURA CAJIM FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DE MOSSORÓ FACEM DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DCC CESTA BÁSICA

Leia mais

CESTA BÁSICA FAMILIAR (Cinco pessoas) RAÇÃO ESSENCIAL MÍNIMA (Decreto-Lei 399)

CESTA BÁSICA FAMILIAR (Cinco pessoas) RAÇÃO ESSENCIAL MÍNIMA (Decreto-Lei 399) UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN CAMPUS AVANÇAD O PROF. JOÃO ISMAR DE MOURA CAJIM FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DE MOSSORÓ FACEM DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DCC CESTA BÁSICA

Leia mais

CESTA BÁSICA FAMILIAR (Cinco pessoas) RAÇÃO ESSENCIAL MÍNIMA (Decreto-Lei 399)

CESTA BÁSICA FAMILIAR (Cinco pessoas) RAÇÃO ESSENCIAL MÍNIMA (Decreto-Lei 399) UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN CAMPUS AVANÇAD O PROF. JOÃO ISMAR DE MOURA CAJIM FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DE MOSSORÓ FACEM DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DCC CESTA BÁSICA

Leia mais

Preços Agropecuários: alta de 2,99% em fevereiro de 2014

Preços Agropecuários: alta de 2,99% em fevereiro de 2014 Análises e Indicadores do Agronegócio ISSN 1980-0711 Preços Agropecuários: alta de 2,99% em fevereiro de 2014 O Índice Quadrissemanal de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista (IqPR) 1, 2 (que mede

Leia mais

ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO CONSUMIDOR (INPC) E A CESTA BÁSICA DEZEMBRO/2010

ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO CONSUMIDOR (INPC) E A CESTA BÁSICA DEZEMBRO/2010 1. INTRODUÇÃO O Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (IPECE) apresenta os resultados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor e a Cesta Básica para a Região Metropolitana de Fortaleza.

Leia mais

Cesta básica apresenta alta em junho

Cesta básica apresenta alta em junho Brasília, 04 de julho de 2013. Cesta básica apresenta alta em junho NOTA À IMPRENSA Em junho, o custo da Cesta Básica no Distrito Federal, segundo Pesquisa realizada pelo DIEESE - Departamento Intersindical

Leia mais

Sebastião Afonso Viana Macedo Neves Governador do Estado do Acre. Nazareth Araújo Vice-Governadora do Estado do Acre

Sebastião Afonso Viana Macedo Neves Governador do Estado do Acre. Nazareth Araújo Vice-Governadora do Estado do Acre Sebastião Afonso Viana Macedo Neves Governador do Estado do Acre Nazareth Araújo Vice-Governadora do Estado do Acre Márcio Veríssimo Carvalho Dantas Secretário de Estado de Planejamento Claudia Lima Saldanha

Leia mais

Maio 2004. Belo Horizonte. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE

Maio 2004. Belo Horizonte. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Pesquisa Mensal de Emprego Maio 2004 Região Metropolitana de Belo Horizonte Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE 1 PESQUISA MENSAL DE EMPREGO ESTIMATIVAS PARA O MÊS DE MAIO DE 2004 REGIÃO

Leia mais

Taxa de Inflação Homóloga diminuiu 0,1% em Fevereiro

Taxa de Inflação Homóloga diminuiu 0,1% em Fevereiro INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA CABO VERDE Nota de Imprensa Índice de Preços no Consumidor IPC base 2007 Fevereiro de 2016 14 de Março de 2016 Taxa de Inflação Homóloga diminuiu 0,1% em Fevereiro No

Leia mais

Custo da cesta básica se eleva em dezembro no Distrito Federal

Custo da cesta básica se eleva em dezembro no Distrito Federal Brasília, 7 de janeiro de 2013. NOTA À IMPRENSA Custo da cesta básica se eleva em dezembro no Distrito Federal O custo da cesta básica no Distrito Federal em dezembro de 2012 totalizou R$ 275,95, valor

Leia mais

CESTA BÁSICA MEDIDA EM BERTIOGA SETEMBRO/ 2010

CESTA BÁSICA MEDIDA EM BERTIOGA SETEMBRO/ 2010 CESTA BÁSICA MEDIDA EM BERTIOGA SETEMBRO/ 2010 O valor da cesta básica de Bertioga apresentou crescimento de 3,96 % em setembro. O crescimento foi proporcionado principalmente pelo aumento do preço da

Leia mais

Aumento de 3,58% no custo do cesto básico de produtos em novembro de 2015 em Chapecó

Aumento de 3,58% no custo do cesto básico de produtos em novembro de 2015 em Chapecó Publicação mensal do curso de Ciências Econômicas da Universidade Comunitária da Região de Chapecó Ano 20, Nº 11 Novembro/2015 Aumento de 3,58% no custo do cesto básico de produtos em novembro de 2015

Leia mais

PESQUISA DA CESTA BÁSICA DEZEMBRO DE 2017

PESQUISA DA CESTA BÁSICA DEZEMBRO DE 2017 PESQUISA DA CESTA BÁSICA DEZEMBRO DE 2017 Natália Mariana de Souza Ribeiro Estagiária do Núcleo de Economia do Sincomércio Araraquara em parceria com o Núcleo de Extensão em Conjuntura e Estudos Econômicos

Leia mais

1. O CUSTO DA CESTA BÁSICA APRESENTOU UMA VARIAÇÃO POSITIVA DE 1,13% NO MÊS DE MARÇO EM CASCA

1. O CUSTO DA CESTA BÁSICA APRESENTOU UMA VARIAÇÃO POSITIVA DE 1,13% NO MÊS DE MARÇO EM CASCA 1. O CUSTO DA CESTA BÁSICA APRESENTOU UMA VARIAÇÃO POSITIVA DE 1,13% NO MÊS DE MARÇO EM CASCA O Centro de Pesquisa e Extensão da Faculdade de Ciências Econômicas Administrativas e Contábeis (CEPEAC) divulga,

Leia mais

BOLETIM MENSAL Ano 24 No 11 Novembro 2008

BOLETIM MENSAL Ano 24 No 11 Novembro 2008 BOLETIM MENSAL Ano 24 N o 11 Novembro 2008 Apoio: UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE ECONOMIA ÍNDICE DE PREÇOS AO CONSUMIDOR DE VIÇOSA (IPC-VIÇOSA)

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG INSTITUTO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS, ADMINISTRATIVAS E CONTÁBEIS ICEAC

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG INSTITUTO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS, ADMINISTRATIVAS E CONTÁBEIS ICEAC UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG INSTITUTO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS, ADMINISTRATIVAS E CONTÁBEIS ICEAC www.cip.furg.br e-mail: cip@furg.br Equipe Técnica Coordenador: Professor Tiarajú Alves de

Leia mais

PESQUISA DA CESTA BÁSICA ABRIL DE 2018

PESQUISA DA CESTA BÁSICA ABRIL DE 2018 PESQUISA DA CESTA BÁSICA ABRIL DE 2018 O valor médio da cesta básica do município recuou 0,33%, sendo esta a quarta redução consecutiva. As principais quedas foram observadas nos preços da batata (-9,6%),

Leia mais

PRODUTIVIDADE DO TRABALHO Fevereiro de 2014

PRODUTIVIDADE DO TRABALHO Fevereiro de 2014 PRODUTIVIDADE DO TRABALHO Fevereiro de 2014 SUMÁRIO EXECUTIVO A produtividade do trabalho da indústria catarinense variou 2% em fevereiro em relação ao mesmo mês do ano anterior. No primeiro bimestre de

Leia mais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais IPES Cesta Básica de Caxias do Sul Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais CESTA BÁSICA DE CAXIAS DO SUL Julho de 2009 Cesta Básica de Caxias do Sul, jul./09 l UNIVERSIDADE DE

Leia mais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais IPES Cesta Básica de Caxias do Sul Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais CESTA BÁSICA DE CAXIAS DO SUL Maio de 2010 Cesta Básica de Caxias do Sul, mai./10 UNIVERSIDADE DE CAXIAS

Leia mais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais IPES Cesta Básica de Caxias do Sul Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais CESTA BÁSICA DE CAXIAS DO SUL Setembro de 2011 Cesta Básica de Caxias do Sul, set./11 UNIVERSIDADE DE

Leia mais

Boletim do IPC/Cepes Julho a Novembro de 2001

Boletim do IPC/Cepes Julho a Novembro de 2001 Índice de Preços ao Consumidor de Uberlândia Calculado pelo Centro de Estudos, Pesquisas e Projetos Econômico-Sociais Boletim do IPC/Cepes Julho a Novembro de 2001 Uberlândia - MG, dezembro de 2001 BOLETIM

Leia mais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais IPES Cesta Básica de Caxias do Sul Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais CESTA BÁSICA DE CAXIAS DO SUL Novembro de 2011 Cesta Básica de Caxias do Sul, out./11 UNIVERSIDADE DE

Leia mais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais IPES Cesta Básica de Caxias do Sul Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais CESTA BÁSICA DE CAXIAS DO SUL Agosto de 2009 Cesta Básica de Caxias do Sul, ago./09 l UNIVERSIDADE DE

Leia mais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais IPES Cesta Básica de Caxias do Sul Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais CESTA BÁSICA DE CAXIAS DO SUL Julho de 2011 Cesta Básica de Caxias do Sul, jul./11 UNIVERSIDADE DE CAXIAS

Leia mais

PESQUISA DA CESTA BÁSICA MARÇO DE 2018

PESQUISA DA CESTA BÁSICA MARÇO DE 2018 PESQUISA DA CESTA BÁSICA MARÇO DE 2018 No mês de Março, dentre as maiores valorizações estão os ovos brancos (8,4%), o alho (4,0%) e o frango resfriado (3,7%). As quedas são puxadas principalmente pela

Leia mais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais IPES Cesta Básica de Caxias do Sul Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais CESTA BÁSICA DE CAXIAS DO SUL Fevereiro de 2010 Cesta Básica de Caxias do Sul, fev./10 UNIVERSIDADE DE

Leia mais

Sebastião Afonso Viana Macedo Neves Governador do Estado do Acre. Nazareth Lambert Vice-Governadora do Estado do Acre

Sebastião Afonso Viana Macedo Neves Governador do Estado do Acre. Nazareth Lambert Vice-Governadora do Estado do Acre Sebastião Afonso Viana Macedo Neves Governador do Estado do Acre Nazareth Lambert Vice-Governadora do Estado do Acre Márcio Veríssimo Carvalho Dantas Secretário de Estado de Planejamento Claudia Lima Saldanha

Leia mais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais IPES Cesta Básica de Caxias do Sul Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais CESTA BÁSICA DE CAXIAS DO SUL Fevereiro de 2011 Cesta Básica de Caxias do Sul, fev./11 UNIVERSIDADE DE

Leia mais

BOLETIM MENSAL 30 - Nº Nº

BOLETIM MENSAL 30 - Nº Nº BOLETIM MENSAL Ano Ano 30 33 - Nº Nº 11 05 Novembro 1 Maio - 2017-2014 Universidade Federal de Viçosa Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes Departamento de Economia ÍNDICE DE PREÇOS AO CONSUMIDOR

Leia mais

PESQUISA DE PREÇOS - CESTA BÁSICA - PROCON-LD

PESQUISA DE PREÇOS - CESTA BÁSICA - PROCON-LD Pesquisa realizada entre os dias 20 e 27 de setembro de 2010. PESQUISA DE PREÇOS - CESTA BÁSICA - PROCON-LD CENTRO MUSAMAR CONDOR MERCADORAMA VISCARDI PREÇO MÉDIO MÍNIMO MÁXIMO DIFERENÇA Produto Quant.

Leia mais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais IPES Cesta Básica de Caxias do Sul Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais CESTA BÁSICA DE CAXIAS DO SUL Março de 2009 Cesta Básica de Caxias do Su, mar.09l UNIVERSIDADE DE CAXIAS

Leia mais

PESQUISA DA CESTA BÁSICA FEVEREIRO DE 2018

PESQUISA DA CESTA BÁSICA FEVEREIRO DE 2018 PESQUISA DA CESTA BÁSICA FEVEREIRO DE 2018 Natália Mariana de Souza Ribeiro Estagiária do Núcleo de Economia do Sincomércio Araraquara em parceria com o Núcleo de Extensão em Conjuntura e Estudos Econômicos

Leia mais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais IPES Cesta Básica de Caxias do Sul Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais CESTA BÁSICA DE CAXIAS DO SUL Junho de 2010 Cesta Básica de Caxias do Sul, jun./10 UNIVERSIDADE DE CAXIAS

Leia mais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais IPES Cesta Básica de Caxias do Sul Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais CESTA BÁSICA DE CAXIAS DO SUL Abril de 2012 Cesta Básica de Caxias do Sul, abr./12 UNIVERSIDADE DE CAXIAS

Leia mais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais IPES Cesta Básica de Caxias do Sul Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais CESTA BÁSICA DE CAXIAS DO SUL Agosto de 2011 Cesta Básica de Caxias do Sul, ago./11 UNIVERSIDADE DE CAXIAS

Leia mais

PESQUISA DE PREÇOS - CESTA BÁSICA - PROCON-LD

PESQUISA DE PREÇOS - CESTA BÁSICA - PROCON-LD Pesquisa realizada entre os dias 27 e 1 de janeiro de 2010. CENTRO MUSAMAR CONDOR MERCADORAMA* VISCARDI PREÇO MÉDIO MÍNIMO MÁXIMO DIFERENÇA Produto Quant. Preço Preço Preço Preço Preço Preço Preço % Achocolatado

Leia mais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais IPES Cesta Básica de Caxias do Sul Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais CESTA BÁSICA DE CAXIAS DO SUL Junho de 2011 Cesta Básica de Caxias do Sul, jun./11 UNIVERSIDADE DE CAXIAS

Leia mais

NÚCLEO DE ECONOMIA DO SINCOMÉRCIO: PESQUISA DA CESTA BÁSICA

NÚCLEO DE ECONOMIA DO SINCOMÉRCIO: PESQUISA DA CESTA BÁSICA NÚCLEO DE ECONOMIA DO SINCOMÉRCIO: PESQUISA DA CESTA BÁSICA Natália Mariana de Souza Ribeiro Estagiária do Núcleo de Economia do Sincomércio Araraquara em parceria com o Núcleo de Extensão em Conjuntura

Leia mais

LSPA. Levantamento Sistemático da Produção Agrícola. Setembro de 2013. Pesquisa mensal de previsão e acompanhamento das safras agrícolas no ano civil

LSPA. Levantamento Sistemático da Produção Agrícola. Setembro de 2013. Pesquisa mensal de previsão e acompanhamento das safras agrícolas no ano civil Diretoria de Pesquisas Coordenação de Agropecuária Gerência de Agricultura LSPA Setembro de 213 Levantamento Sistemático da Agrícola Pesquisa mensal de previsão e acompanhamento das safras agrícolas no

Leia mais

UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL CENTRO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS, ECONÔMICAS E ADMINISTRATIVAS INSTITUTO DE PESQUISAS ECONÔMICAS E SOCIAIS CESTA BÁSICA

UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL CENTRO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS, ECONÔMICAS E ADMINISTRATIVAS INSTITUTO DE PESQUISAS ECONÔMICAS E SOCIAIS CESTA BÁSICA UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL CENTRO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS, ECONÔMICAS E ADMINISTRATIVAS INSTITUTO DE PESQUISAS ECONÔMICAS E SOCIAIS CESTA BÁSICA 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. de Caxias do Sul FEVEREIRO

Leia mais