Índice. Para maiores informações acesse - Rev.: 2.1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Índice. Para maiores informações acesse www.citrox.com.br - Rev.: 2.1"

Transcrição

1

2 1 Índice 1. Introdução Apresentação Instalação Física Conceitos Básicos Configurações da Controladora IP Wide Conexão da Controladora IP Wide Configurações Gerais Instalação Software Access Control Servidor de banco de dados Software Access Control Interface do Software Access Control Configurações do Software Access Control Cadastros Usuários Usuários Especiais Departamentos Cartões Pré-Cadastrados Perfis de Acesso Cadastros de Zonas de Tempo Tabelas de Horário Feriados Visitantes Regras de Antipassback Configurações de Cadastro Acessos Gerenciar Status de Antipassback e Vagas Exibir Somente Cartões Cadastrados Abrir Porta Controladora IP Wide Localizar Controladoras IP Wide na Rede Configurar Assistente de Cadastro de Ponto de Acesso Lista de Controladora IP Wide Pontos de Acesso Sincronizar Vídeo Operadores Operadores do Sistema Alterar Senha Logoff Relatórios Intervalo de datas Nome e Intervalo de datas Ponto de Acesso e intervalo de datas Ação por intervalo de datas e hora Visitante por intervalo de datas Usuário sob Antipassback... 62

3 Cartões Não Cadastrados Registro de Prontidão dos Operadores Sistema Ativar Alerta de Sistema Configurações de Sistema Sair Sobre Abas de Visualização Últimos Acessos Localizar Acessos Detalhes Últimos Acessos Log de Sistema Termo de Garantia Anexo 1 Acesso remoto Anexo 2 - Conversão do Banco de Dados Anexo 3 Modelos de webcans compatíveis... 83

4 3 1. Introdução A linha de Controladoras IP Wide oferece uma solução completa e flexível de hardware e software para aplicações de controle de acesso em escritórios, condomínios, empresas, indústrias, hospitais e em qualquer local que necessite tecnologia de ponta. Comunicando-se através de uma rede padrão TCP/IP, as controladoras podem conectar-se a um computador PC ou outros dispositivos por meio da rede local já existente, simplificando a instalação e fornecendo uma solução facilmente expansível. Toda a configuração do equipamento é realizada através do Software Access Control que oferece uma solução completa de gerenciamento de acesso para até 64 (sessenta e quatro) controladoras conectadas a uma mesma rede. Para utilizar mais de 2 controladoras no mesmo software é necessário comprar uma licença para a quantidade de controladoras necessárias. Esta licença é um hardlock (dispositivo USB) que deve permanecer conectado no computador onde vai ser instalado o software Access Control. Após a configuração, o equipamento não exige comunicação contínua com o servidor, pois automaticamente armazena todos os eventos em sua memória interna e realiza a sincronização com o computador quando este se torna disponível na rede. As Controladoras IP Wide suportam leitores compatíveis com o padrão Wiegand e podem ser utilizadas com os mais diversos tipos de tecnologias, tais como: cartões de proximidade, cartões magnéticos, smart cards, biometria, códigos de barra e teclados. A bateria de back-up opcional permite que o sistema continue operando mesmo em caso de falta de energia. 2. Apresentação A Controladora IP Wide possui gabinete em ABS com design moderno e exclusivo para facilitar a instalação, pois oferece vários pontos de passagem dos cabos e fiação. Sua fonte de alimentação é incorporada e possui saída regulada para a alimentação dos leitores, assim como uma saída exclusiva para carregar uma bateria (opcional) de 7Ah, que garantirá o perfeito funcionamento do equipamento mesmo na falta de energia elétrica (falta de AC). Esta controladora permite controlar o acesso de até duas portas (Pontos de Acesso) com o cadastro de usuário totalmente flexível e independente para cada porta. Cada usuário poderá ser habilitado para acessar uma única porta ou as duas. Para controlar as duas portas (Pontos de Acesso) existe a central bornes para a ligação de dois leitores, um para cada porta, com protocolo de comunicação Wiegand. Caso os dois leitores controlem a mesma porta, eles devem ser instalados a uma distância mínima de 30 (trinta) centímetros um do outro. Alguns locais não requerem a utilização do controle de entrada e saída. Quando o controle de saída é desnecessário, pode-se utilizar somente o leitor de entrada por meio da instalação de uma botoeira com contato N.A.. Essa botoeira aciona a porta na hora da saída e possui bornes individuais para serem utilizados em cada porta. O acionamento das portas (Pontos de Acesso) é feito por meio dos contatos dos relés que existem na Controladora IP Wide, um para cada porta. Cada relé possui três bornes de contato: Comum, N.F. e N.A.. Como esses contatos são totalmente isolados do resto do circuito, a Controladora IP Wide, além de acionar fechaduras, pode também acionar qualquer dispositivo eletroeletrônico como: portão automático, cancelas, iluminação, fechos e fechaduras. Neste último caso, mesmo as fechaduras que já são acionadas por

5 4 interfones. A Controladora IP Wide possibilita ainda identificar se uma porta foi esquecida aberta ou se a mesma sofreu uma abertura forçada. Esse recurso é feito por meio de sensores magnéticos N.F. instalados nas portas e ligados na Controladora IP Wide. Caso algum desses problemas ocorra, um terceiro relé será ativado o relé de alarme para acionar uma sirene ou outro dispositivo. Esse relé também possui três bornes de contato: Comum, N.F. e N.A.. 3. Instalação Física Vide Guia rápido. 4. Conceitos Básicos Os primeiros passos para a configuração da Controladora IP Wide estão definidos abaixo em tópicos. Para mais detalhes sobre cada tópico, acesse a seção indicada. Conexão da Controladora IP Wide com o computador, seção 5.1. Configurações Gerais, seção 5.2. Cadastrar os Pontos de Acesso, seção Cadastrar as Zonas de Tempo, seção Cadastrar Departamentos, seção Cadastrar Regra de Antipassback, seção Cadastrar Perfil de Acesso, seção Cadastrar Usuário, seção Cadastrar Visitante, seção Mais operadores podem ser adicionados para gerenciar o software mediante as permissões atribuídas pelo administrador. 5. Configurações da Controladora IP Wide 5.1. Conexão da Controladora IP Wide O primeiro passo é configurar a Controladora IP Wide em sua rede. Para isso, siga os procedimentos abaixo: Conecte a controladora diretamente a um computador utilizando o cabo crossover fornecido juntamente com o produto. Conecte uma das extremidades do cabo à Controladora IP Wide e a outra ao computador. O IP padrão da controladora é Troque o IP de seu computador para (Figura 1).

6 5 Figura 1 - Janela TCP/IP No navegador web de sua preferência, acesse a Controladora IP Wide pelo endereço Logo em seguida aparecerá uma tela solicitando o Nome de usuário e a Senha (Figura 2). O Nome de usuário sempre será admin, com letras minúsculas, e a Senha, como trata-se do primeiro acesso, também será admin. Somente a senha poderá ser mudada após o primeiro acesso. Figura 2 - Janela de autenticação do navegador web Após a autenticação no navegador web, serão exibidas as configurações gerais da Controladora IP Wide, conforme a figura 3.

7 6 Figura 3 - Configurações gerais da Controladora IP Wide exibidas no navegador web. Ative o DHCP para que a Controladora IP Wide encontre um IP válido na rede em que está sendo instalada. A alteração do IP pode ser feita manualmente, mas é recomendado utilizar a função do DHCP. É necessário voltar o IP do computador para um IP válido da rede.

8 Configurações Gerais Id: É o nome de identificação da Controladora IP Wide na rede com, no máximo, 15 (quinze) dígitos. Senha: É a senha de acesso da Controladora IP Wide, sendo que para acessá-la o usuário será sempre admin (com letras minúsculas) e a senha deverá ter, no máximo, 8 (oito) dígitos. (DE FÁBRICA admin). Modo de Operação: Determina como a Controladora IP Wide irá funcionar: on-line, somente on-line e off-line. Off-line Neste modo de operação, a Controladora IP Wide permitirá ou negará acessos baseados na última sincronização com o computador. Veja mais informações sobre sincronização na seção On-line No modo de operação on-line, a Controladora IP Wide permitirá ou negará acessos de acordo com as informações contidas no banco de dados do computador. No entanto, caso a conexão de rede seja interrompida, a Controladora IP Wide passará automaticamente para o modo off-line até que a conexão de rede seja re-estabelecida. É possível configurar a Controladora IP Wide para funcionar exclusivamente no modo online. Somente On-line Funcionará igualmente o modo On-line, porém quando o software for finalizado o sistema não funcionará, enquanto o software não for inicializado novamente. Antipassback: Proíbe a entrada ou saída sucessiva de um usuário por uma mesma porta. Com essa função ativada, para que um usuário entre novamente, ele precisará sair e vice-versa. Esta função pode ser habilitada ou desabilitada individualmente pelo perfil do usuário. (DE FÁBRICA Desativado). Modo Gaiola: Na Controladora IP Wide existem entradas para 2 (dois) sensores N.F., um para cada porta. Para acessar qualquer uma das portas, é necessário que ambas estejam fechadas. Se uma das portas estiver aberta, a outra porta não liberará o acesso mesmo com um cartão autorizado. (DE FÁBRICA Desativado). Modo Botoeira: A botoeira possui dois modos de funcionamento: Usuário e Automático. No modo Usuário, a botoeira é controlada pelo Perfil de Acesso. Já no modo Automático, a botoeira abrirá a porta independente do Perfil de Acesso. Tempo Mínimo entre Leituras: O tempo de leitura entre um cartão e outro pode ser regulado variando de 0 (zero) a 255 segundos. Tempo do Relé da Porta 1: É o tempo que o relé 1 ficará ativo após o leitor 1 realizar a leitura de um cartão autorizado. Esse tempo varia de 001 a 255 segundos. Se o tempo for programado para 000 segundo, o relé funcionará como uma chave com retenção, sendo que um comando o ativará e outro comando o desativará. (DE FÁBRICA 001 segundo).

9 8 Tempo limite para abrir a Porta 1: É o tempo que a porta 1 pode ser aberta sem o acionamento do alarme de arrombamento. Esse tempo varia de 001 a 255 segundos. (DE FÁBRICA 005 segundos). Geralmente utilizada em fechaduras eletromecânicas. Tempo do Relé da Porta 2: É o tempo que o relé 2 ficará ativo após o leitor 2 realizar a leitura de um cartão autorizado. Esse tempo varia de 001 a 255 segundos. Se o tempo for programado para 000 segundo, o relé funcionará como uma chave com retenção, sendo que um comando o ativará e o outro comando o desativará. (DE FÁBRICA 001 segundo). Tempo limite para abrir a Porta 2: É o tempo que a porta 2 pode ser aberta sem o acionamento do alarme de arrombamento. Esse tempo varia de 001 a 255 segundos. (DE FÁBRICA 005 segundos). Geralmente utilizada em fechaduras eletromecânicas. Tempo do Relé 3: É o tempo que o relé 3 (relé de alarme) ficará ativo após alguma porta (programada) ter a abertura forçada. Essa função tem que ser habilitada no item Modo de Operação do Sensor 1 ou Sensor 2 e esse tempo varia de 001 a 255 segundos. (DE FÁBRICA 010 segundos). Tempo de Porta Aberta: É o tempo programado para acionar o relé 3 (relé de alarme), caso a porta for deixada aberta. Esta função tem que ser habilitada no item Modo de Operação do Sensor 1 ou Sensor 2 e esse tempo varia de 001 a 255 segundos. (DE FÁBRICA 030 segundos). Modo de Operação dos Sensores: Na Controladora IP Wide existem duas entradas para sensores N.F. (Sensor 1 e Sensor 2). O Sensor 1 está interligado ao Leitor 1 e ao Relé 1 (Porta 1). O sensor 2 está interligado ao Leitor 2 e ao Relé 2 (Porta 2). Existem três modos de operação diferentes para cada Sensor. Modo de Operação do Sensor 1: (DE FÁBRICA Todos desativados) Alarme: O alarme ativará sempre que o Sensor 1 (Porta 1) sofrer uma abertura forçada e voltará ao normal após transcorrer o Tempo do Relé 3. Porta Aberta: O alarme ativará sempre que o Sensor 1 (Porta 1) ficar aberto pelo tempo programado em Tempo de Porta Aberta e voltará ao normal após transcorrer o Tempo do Relé 3 ou quando a porta 1 for fechada. Wiegand: Neste modo, o Leitor 1 somente conseguirá validar uma leitura de cartão se o Sensor 1 estiver fechado (porta 1 fechada). Caso contrário, ele irá ler o cartão, mas a Controladora IP Wide não validará a leitura. Modo de Operação do Sensor 2: (DE FÁBRICA Todos desativados) Alarme: O alarme ativará sempre que o Sensor 2 (Porta 2) sofrer uma abertura forçada e voltará ao normal após transcorrer o Tempo do Relé 3. Porta Aberta: O alarme ativará sempre que o Sensor 2(Porta 2) ficar aberto pelo tempo programado em Tempo de Porta Aberta e voltará ao normal após transcorrer o Tempo do Relé 3 ou quando a porta 2 for fechada.

10 9 Wiegand: Neste modo, o Leitor 2 somente conseguirá validar uma leitura de cartão se o Sensor 2 estiver fechado (porta 2 fechada). Caso contrário, ele irá ler o cartão, mas a Controladora IP Wide não validará a leitura. Modo de operação do relé 3 O relé 3 possui 3 condições. Alarme Atraca quando algum alarme for acionado. Caso esta opção esteja desmarca o alarme apenas aparecerá na tela de visualização do controle de acesso. Auxiliar relé 1 Atraca quando o relé 1 for acionado e obedece o tempo configurado do relé 3. Auxiliar relé 2 Atraca quando o relé 2 for acionado e obedece o tempo configurado do relé 3. Configurações de Rede Modifique as configurações de rede nos campos exibidos no navegador web para que a Controladora IP Wide se torne um dispositivo em sua rede, conforme mostra a figura 4. Em caso de dúvidas, consulte o administrador de sua rede. Logo após modificar, clique em Salvar. Figura 4 - Campos de configurações de Rede Os itens descritos abaixo determinam as configurações de TCP/IP da Controladora IP Wide. DHCP: Ativa o DHCP da Controladora IP Wide. (DE FÁBRICA Desativado). IP: Configura o IP que a Controladora IP Wide utilizará. (DE FÁBRICA ). Máscara: Configura a Máscara de rede que a Controladora IP Wide utilizará. (DE FÁBRICA ). Gateway: Configura o Gateway da rede local. (DE FÁBRICA )

11 10 DNS Primário: Configura o DNS Primário da rede local. (DE FÁBRICA ). DNS Secundário: Configura o DNS Secundário da rede local. (DE FÁBRICA ). Endereço MAC: Gerado internamente. 6. Instalação Software Access Control 6.1. Servidor de banco de dados O servidor de banco de dados deve ser instalado primeiro. Para isso, basta dar um duplo clique em SetupServer1.0.exe e executar os passos a seguir: 1 Após executar o arquivo SetupServer1.0.exe, o instalador será iniciado. O primeiro passo do instalador apenas exibe a versão atual do servidor de banco de dados (figura 5). Clique em avançar para prosseguir com a instalação. Figura 5 Janela inicial do instalador do servidor de banco de dados 2 Leia cuidadosamente os termos de licença de uso do software (figura 6). A instalação só poderá prosseguir se os termos do contrato forem aceitos. Nesse caso, marque a opção Eu aceito os termos do Contrato e clique em avançar.

12 11 Figura 6 Termos de uso do software 3 A janela seguinte mostra o caminho em disco onde o servidor de banco de dados será instalado e o espaço mínimo necessário para isso. O local da instalação pode ser alterado de acordo com sua preferência (figura 7). Após escolher o local da instalação, clique em avançar para prosseguir. Figura 7 Local de instalação em disco 4 Reveja os dados configurados durante os passos anteriores (figura 8). Para iniciar a instalação, clique em instalar.

13 12 Figura 8 Detalhes da instalação Observação: Se o servidor de banco de dados Firebird já estiver instalado, a mensagem abaixo será exibida indicando que o mesmo já está em execução (figura 9). Caso contrário, a instalação prosseguirá normalmente. Figura 9 - Mensagem do banco de dados em execução 5 Finalize o processo de instalação clicando em concluir (figura 10).

14 13 Figura 10 Janela final de instalação 6.2. Software Access Control Após a instalação do servidor de banco de dados, siga os passos abaixo para instalar o Software Access Control. OBS: Para o funcionamento do Software Access Control é necessário a instalar a Máquina Virtual Java disponível em 1 O primeiro passo do instalador apenas exibe a versão atual do Software Access Control (figura 11). Clique em avançar para prosseguir com a instalação. Figura 11 Janela inicial do software Access Control

15 14 2 Leia cuidadosamente os termos de licença de uso do software. A instalação só poderá prosseguir se os termos do contrato forem aceitos (figura 12). Nesse caso, marque a opção Eu aceito os termos do Contrato e clique em avançar. Figura 12 Termos de uso do software Access Control 3 A janela seguinte mostra o caminho em disco onde o software Access Control será instalado e o espaço mínimo necessário para isso. O local da instalação pode ser alterado de acordo com sua preferência (figura 13). Após escolher o local da instalação, clique em avançar para prosseguir. Figura 13 Local de instalação do Software Access Control 4 Escolha a pasta no Menu Iniciar onde o instalador irá criar os atalhos para o Software Access Control (figura 14).

16 15 Figura 14 Pasta onde o instalar irá criar os atalhos 5 No passo 5 são exibidos os dados configurados durante os passos anteriores. Para iniciar a instalação, pressione instalar (figura 15). Figura 15 Detalhes da instalação 6 Durante a instalação do Software Access Control, será necessária também a instalação do framework JMF (figura 16). Clique em Yes para continuar a instalação.

17 16 Figura 16 Instalação do framework JMF 7 O passo a seguir mostra o caminho em disco de onde o framework JMF será instalado. O local da instalação pode ser alterado de acordo com sua preferência (figura 17). Após escolher o local da instalação, clique em Next para prosseguir. Figura 17 Local de instalação do framework JMF 8 Na janela de seleção de componentes, mantenha as opções no padrão em que se encontram e clique em Next para prosseguir (figura 18).

18 17 Figura 18 Seleção de componentes de instalação Aguarde o processo de instalação do framework JMF (figura 19). Figura 19 Processo de instalação do framework JMF 9 Para finalizar a instalação do framework JMF, marque a opção No, I will restart my computer later e clique em Finish (figura 20). Figura 20 Passo final de instalação do framework JMF

19 18 10 No final da instalação, uma janela pede que a conexão com o banco de dados seja configurada (figura 21). Os seguintes campos devem ser preenchidos com base na instalação do servidor de banco de dados: IP: É o endereço IP da máquina onde foi instalado o servidor de banco de dados. PORTA: Porta de uso do servidor de banco de dados (Padrão 3050). CAMINHO: A pasta onde foi instalado o servidor de banco de dados. As pastas devem estar separadas por \\ (contra barra dupla). Figura 21 Configuração de conexão do banco de dados 11 Selecione a opção Sim,reiniciar o computador agora e clique em Concluir. Seu computador será reiniciado. (figura 22) Figura 22 Passo final de instalação do Software Access Control

20 19 7. Interface do Software Access Control A interface do Software Access Control é dividida em quatro partes principais (figura 23). Figura 23 - Interface do Software Access Control Barra de menu: Todas as funções e configurações podem ser realizadas pelos itens da barra de menu. Barra de atalhos superior: Torna mais ágil a ativação das principais funções do Software Access Control. Painel lateral: Formada por três painéis retráteis: Painel com atalhos para o cadastro de Usuários e Visitantes. (Veja mais informações sobre cadastro de usuários e visitantes nas seções e ) Painel que exibirá o último acesso cadastrado. Serão exibidos Foto, Nome, RG e Número do Cartão do usuário. Painel contendo todas as portas (Pontos de Acesso) disponíveis para a abertura. Veja mais informações sobre abertura de portas na seção Painel contendo a quantidade de cartões dentro da urna coletora de cada catraca. Para zerar o contador de cartões vede Abas: Grupo de quatro abas para visualização de Logs e realização de buscas. Exibe os últimos acessos recebidos pelo Software Access Control. Veja mais informações sobre a aba últimos acessos na seção Permite realizar consultas entre os acessos recebidos. Veja mais informações sobre a aba de consulta na seção Exibe Foto, Número do Cartão do usuário, Ponto de Acesso, Data, Hora e campos

21 20 específicos dos cinco últimos acessos. Veja mais informações sobre a aba detalhes últimos acessos na seção Exibe o estado atual das conexões entre o Software Access Control e a Controladora IP Wide. Veja mais informações sobre a aba detalhes últimos acessos na seção Configurações do Software Access Control 8.1. Cadastros Todos os formulários de cadastro possuem uma barra de ferramentas contendo cinco ícones (figura 24). Estes ícones são responsáveis pelas operações básicas durante o cadastro. Figura 24 - Barra de ferramentas dos formulários de cadastro. Novo Registro, Apagar Registro, Salvar Registro, Cancelar, e Sair. Para criar um novo registro de Usuários, Visitantes ou Cartões Adicionais, basta clicar no ícone Novo Registro no respectivo formulário de cadastro. O mesmo é válido para as outras funções. Sempre que um formulário de cadastro for preenchido, clique em Salvar Registro para efetuar a operação Usuários Este formulário permite que todos os usuários possam ser cadastrados para o controle de acesso, bem como a adição de permissões garantidas pelos Perfis de Acesso. Para adicionar um usuário, clique na barra de menu no item Cadastro> Usuários. O painel lateral esquerdo oferece um atalho para o cadastro de Usuários. Cadastro: A aba Cadastro possui um formulário com diversos campos para a inserção de dados diversos do usuário (figura 25). Porém, somente dois destes campos (Nome e Número do Cartão) são obrigatórios para a efetivação do cadastro.

22 21 Figura 25 - Formulário de cadastro de usuários Código Gerado automaticamente pelo Software Access Control. Pode ser utilizado para a localização de registros. Nome Insira o nome completo do usuário. Este campo é obrigatório. CPF e RG Insira o número do documento do usuário. Por padrão de fábrica, estes campos não são obrigatórios, porém podem ser configurados como obrigatórios. Veja como configurar campos obrigatórios na seção Nascimento Escolha através do botão o dia, mês e ano de nascimento do usuário. Placa do carro Insira a placa do automóvel. Esse campo pode ser configurado como obrigatório. Veja como configurar campos obrigatórios na seção Endereço, Número, Bairro, Cidade, Complemento, CEP, UF, País, Telefone, Celular e - Insira as informações pessoais do usuário. Departamento Insira o departamento do usuário. Veja mais informações sobre o cadastro de Departamentos na seção Cargo Insira o cargo ocupado pelo usuário. Obter/Abrir Com uma webcam configurada e conectada ao computador é possível obter a foto no momento do cadastro ou abrir uma foto já salva no computador. Veja mais informações sobre como configurar uma webcam na seção 8.4. Número do Cartão Insira o Número do Cartão ou obtenha um número através de uma leitora de mesa, clicando no botão. Data Emissão Data em que o cadastro foi realizado. Gerada automaticamente pelo Software Access Control. Data Expiração Insira a data de expiração do cartão clicando no botão. Após esta data, o cartão não terá acesso aos pontos que foram atribuídos. Esta data pode ser modificada a qualquer momento pelo administrador. Hora de Emissão Hora em que o cadastro foi realizado. Gerada automaticamente pelo Software Access Control. Ativo Usuários com esta opção marcada terão acesso de acordo com seu perfil, mesmo que o sistema estiver off-line, caso foi realizado o sincronismo entre a controladora e o software. Desmarcar esta opção inativará o usuário, mas ele permanecerá cadastrado, porém não terá acesso a nenhum ponto.

23 22 Sincronizar Usuários com esta opção marcada terão suas informações enviadas para a Controladora IP Wide no processo de sincronismo. Veja mais informações sobre sincronismo na seção Antipassback (off-line) Usuários com esta opção marcada estarão sujeitos ao Antipassback no modo off-line. Veja mais informações sobre Antipassback no modo offline nas seções 5.2 e Cartão Master Serve para indicar se o cartão tem prioridades de um Cartão Master. Um Cartão Master pode reiniciar o Status de Antipassback de um usuário e realizar a abertura de portas. Porém, estas funções são limitadas pelo Perfil de Acesso. Para reiniciar o Status de Antipassback usando o Cartão Master, passe o Cartão Master uma vez no Ponto de Acesso em questão e, em seguida, o cartão do usuário que deseja ter o Status de Antipassback reiniciado. É importante lembrar que, após passar o Cartão Master no Ponto de Acesso, existe um intervalo de 5 (cinco) segundos para passar o segundo cartão. Para abrir portas com o Cartão Master, deve-se passar o mesmo duas vezes no Ponto de Acesso. Tanto para a abertura de portas quanto para reiniciar regras de Antipassback, o Cartão Master deve possuir um Perfil de Acesso que envolva o Ponto de Acesso em questão. Vagas É possível controlar a quantidade de vagas para cada usuário inserindo a quantidade no cadastro. Vagas Livres Informa quantas vagas estão disponíveis para o usuário. Para facilitar o cadastro de usuários, podemos também realizar a leitura de um cartão e, com dois cliques sobre ele na aba Últimos Acessos, realizar o cadastro preenchendo os dados. Neste caso, a opção Exibir cartões somente cadastrados deve estar desabilitada. Cartões Adicionais - Na aba Cartões Adicionais podem ser adicionados mais cartões a um mesmo usuário (figura 26). Os cartões adicionais participam de forma independente de uma regra de Antipassback. Veja mais informações sobre Antipassback na seção Figura 26 - Cartões Adicionais Descrição Escolha uma identificação para o cartão. Número do Cartão Insira o Número do Cartão ou obtenha um número através de uma

24 23 leitora de mesa, clicando no botão. Pânico Está função define o cartão adicional que pode ser usado em momentos de pânico, quando este cartão for utilizado chegará um aviso sonoro e visual no computador onde gerencia os acessos, informando o usuário e o ponto de acesso. Este cartão adicional tem as mesmas permissões do cartão principal do usuário. Abaixo a imagem que aparecerá na tela quando utilizado o cartão de pânico. (figura 27) Figura 27 - Aviso Pânico Adicionar Após preencher a descrição e Número do Cartão, clique em para adicionar o cartão ao usuário. Remover Escolha um cartão e clique em para realizar a remoção. Observações - Na aba Observações há um campo para anotações necessárias (figura 28). Este espaço também é utilizado pelo Software Access Control. Quando ocorrer a sobreposição de cartões, o Software Access Control adicionará como uma observação o último cartão utilizado por aquele usuário. Figura 28 Observações Observações Clique na área em branco e insira as observações desejadas.

25 24 Perfil de Acesso- Na aba Perfil de Acesso é possível adicionar os perfis já cadastrados (figura 29). Veja mais informações sobre o cadastro de Perfil de Acesso na seção Figura 29 - Perfil de Acesso Adicionar Escolha o Perfil na caixa Perfis e clique em. Remover Selecione um perfil clicando sobre ele e clique em. Consulta Na aba Consulta pode ser feita uma pesquisa refinada de acordo com a necessidade (figura 30). É possível editar os dados do cadastro de usuário clicando duas vezes sobre um registro. Figura 30 Consulta de Usuários Procurar por: - Digite uma palavra-chave de acordo com o filtro. Filtro: - Escolha uma das opções de filtro: ID Localiza registros de usuários pela ID do usuário. Nome Localiza registros de usuários pelo nome.

26 25 CPF - Localiza registros pelo CPF. RG - Localiza registros pelo RG. Tipo Localiza registros pelo tipo (usuários, visitantes e usuários especiais). Placa - Localiza registros pela placa do veiculo veiculado ao usuário. Número do Cartão Localiza registros pelo Número do Cartão. O filtro numérico ID possui os sub-filtros: igual, menor, maior e diferente. Os filtros de texto Nome, CPF, RG, Tipo, Placa e Número do Cartão possuem como sub-filtros: iniciado por e contendo. É possível realizar buscas específicas por registros de usuários utilizando a combinação de palavras-chave e filtros. Para efetuar essa consulta, clique em. Cadastro Específico A aba Cadastro Específico é um formulário de cadastro personalizado que pode ser criado pelo administrador (figura 31). O formulário somente estará disponível se for configurado dessa forma. Semelhante ao formulário de cadastro de usuários convencional insira os dados correspondentes nos campos personalizados. Figura 31 - Cadastro Específico Usuários Especiais As Botoeiras e Abertura de portas via Software são tratados como Usuários Especiais, podendo receber restrições de acesso impostas por um Perfil de Acesso. Os Usuários Especiais, Botoeiras e Aberto Via Software, possuem um número de cartão (1 para Botoeiras e 2 para a Aberto Via Software). Estes números são reservados exclusivamente para o funcionamento do sistema e, sendo assim, tentativas de cadastro de usuário com número de cartão igual a 1 ou 2, não serão validadas. No formulário de cadastro é possível editar todos os usuários especiais. Para editar ou criar um usuário especial, clique na barra de menu no item Cadastro > Usuários Especiais. Selecione o usuário especial que deseja editar na aba Consulta. Cadastro - O cadastro de Usuários Especiais permite editar configurações do

27 26 comportamento das Botoeiras ou da Abertura via Software (figura 32). Figura 32 Cadastro de Usuários Especiais Código É gerado automaticamente pelo Software Access Control. Nome Insira o nome desejado para o usuário especial. Este campo é obrigatório. Data Expiração Insira a data de expiração do usuário especial clicando no botão. Após esta data a botoeira não terá acesso aos pontos que foram atribuídos. Esta data pode ser modificada a qualquer momento pelo administrador. Ativo Desmarcar esta opção inativará o usuário especial, mas ele permanecerá cadastrado, porém não terá acesso a nenhum ponto. Sincronizar Usuários com esta opção marcada terão suas informações enviadas para a Controladora IP Wide no processo de sincronismo. Veja mais informações sobre sincronismo na seção Número do Cartão Insira o Número do Cartão ou obtenha um número através de uma leitora de mesa, clicando no botão. Observações Clique na área em branco e insira as observações desejadas. Perfil de Acesso - Na aba Perfil de Acesso é possível adicionar os perfis já cadastrados (figura 33). Veja mais informações sobre o cadastro de Perfil de Acesso na seção

28 27 Figura 33 Perfil de Acesso Adicionar Escolha o Perfil na caixa Perfis e clique em Remover Selecione um perfil adicionado e clique em.. Consulta Na aba Consulta pode ser feita uma pesquisa refinada de acordo com a necessidade (figura 34). É possível editar os dados do cadastro de usuário clicando duas vezes sobre um registro. Figura 34 - Consulta de Usuários Especiais Procurar por: - Digite uma palavra-chave de acordo com o filtro. Filtro: - Escolha uma das opções de filtro: Nome Localiza registros de usuários pelo nome.

29 28 ID Localiza registros de usuários pelo código. Tipo Localiza registros pelo tipo (usuários, visitantes e usuários especiais). Número do Cartão Localiza registros pelo Número do Cartão. CPF - Localiza registros pelo CPF. RG - Localiza registros pelo RG. Placa - Localiza registros pela placa do veiculo veiculado ao usuário. O filtro numérico ID possui os sub-filtros: igual, menor, maior e diferente. Os filtros de texto Nome, Tipo, CPF, RG, Placa e Número do Cartão possuem como sub-filtros: iniciado por e contendo. É possível realizar buscas específicas por registros de Usuários Especiais utilizando a combinação de palavras-chave e filtros. Para efetuar essa consulta, clique em Departamentos Os Departamentos cadastrados ficarão disponíveis no formulário de Cadastro de Usuários. Para cadastrar um Departamento, clique na barra de menu no item Cadastro>Departamentos. Cadastro Permite realizar o cadastro de Departamentos (figura 35). Figura 35 - Cadastro de Departamentos Código É gerado automaticamente pelo Software Access Control. Descrição Escolha uma identificação para o Departamento. Este campo é obrigatório. Consulta Na aba Consulta pode ser feita uma pesquisa refinada de acordo com a necessidade. É possível editar os dados do cadastro clicando duas vezes sobre um registro. Procurar por: Digite uma palavra-chave de acordo com o filtro. Filtro: Escolha uma das opções de filtro: Descrição Localiza registros de Departamentos pelo nome. Código Localiza registros de Departamentos pelo código.

30 29 O filtro numérico Código possui os sub-filtros: igual, menor, maior e diferente. O filtro de texto Descrição possui como sub-filtros : iniciado por e contendo. É possível realizar buscas específicas por registros de Departamentos utilizando a combinação de palavras-chave e filtros. Para efetuar a consulta, clique em Cartões Pré-Cadastrados Os Cartões Pré-Cadastrados são usados para facilitar o processo de Cadastro de Visitantes, garantindo assim, uma reserva de cartões já cadastrados. Para pré-cadastrar um cartão, clique na barra de menu no item Cadastro>Cartões Pré-Cadastrados. Cadastro Permite pré-cadastrar cartões de Visitantes (figura 36). Figura 36 Cartões Pré-Cadastrados Código É gerado automaticamente pelo Software Access Control. Descrição Escolha uma identificação para o cartão. Este campo é obrigatório. Número do Cartão Insira o Número do Cartão ou obtenha um número através de uma leitora de mesa, clicando no botão. Observações Clique na área em branco e insira as observações desejadas. Consulta Na aba Consulta pode ser feita uma pesquisa refinada de acordo com a necessidade (figura 37). É possível editar os dados do cadastro clicando duas vezes sobre um registro.

31 30 Figura 37 - Consulta Cartões Pré-Cadastrados Procurar por: Digite uma palavra-chave de acordo com o filtro. Filtro: Escolha uma das opções de filtro: Descrição Localiza registros de Cartões Pré-Cadastrados pela descrição. Código Localiza registros de Cartões Pré-Cadastrados pelo código. Número do Cartão Localiza registros de Cartões Pré-Cadastrados pelo Número do Cartão. O filtro numérico Código possui os sub-filtros: igual, menor, maior e diferente. Os filtros de texto Descrição e Número do Cartão possuem como sub-filtros: iniciado por e contendo. É possível realizar buscas específicas por registros de Cartões Pré-Cadastrados utilizando a combinação de palavras-chave e filtros. Para efetuar a consulta, clique em Perfis de Acesso Os Perfis de Acesso são os atributos necessários para garantir permissão a um usuário em um determinado Ponto de Acesso. Um Perfil de Acesso é formado por um ou mais Pontos de Acesso, onde cada Ponto de Acesso está relacionado a uma Tabela de Horário. Um Perfil de Acesso pode conter ainda uma Regra de Antipassback. Veja mais informações sobre Antipassback nas seções 5.2 e Para criar um Perfil de Acesso, clique na barra de menu no item Cadastro>Perfil de Acesso ou clique no botão Perfil de Acesso, na barra de atalhos. Cadastro - Permite cadastrar vários Perfis de Acesso que serão adicionados aos Usuários (figura 38).

32 31 Figura 38 - Perfil de Acesso Código É gerado automaticamente pelo Software Access Control. Nome Insira o nome para criar o Perfil de Acesso. Este campo é obrigatório. Observações Clique na área em branco e insira as observações desejadas. Pontos de Acesso Permite a adição e remoção de Pontos de Acesso ao Perfil. Os Pontos de Acesso são relacionados a um horário no momento da adição (figura 39). Para que o cadastro seja permitido, ao menos um Ponto de Acesso, combinado a um horário, deve ser adicionado. Veja mais informações sobre o cadastro de Pontos de Acesso na seção Figura 39 - Pontos de Acesso

33 32 Adicionar Escolha um Ponto de Acesso na caixa Ponto de Acesso e, em seguida, escolha uma faixa de horário na caixa Horário. Clique no botão para inserir o ponto na lista de Pontos de Acesso deste Perfil. Remover Clique em um ponto adicionado na lista de Pontos de Acesso para selecionálo e, em seguida, clique em para realizar a remoção deste ponto. Antipassback Permite a adição e remoção de Regras de Antipassback ao Perfil (figura 40). Veja mais informações sobre Antipassback nas seções 5.2 e Figura 40- Antipassback Adicionar Escolha uma Regra de Antipassback na caixa Regras de Antipassback. Clique no botão para inserir a regra na lista. Remover Clique em uma regra adicionada na lista de Regras de Antipassback para selecioná-la e, em seguida, clique em ponto. para realizar a remoção deste Consulta - Na aba Consulta pode ser feita uma pesquisa refinada de acordo com a necessidade (figura 41). É possível editar os dados do cadastro clicando duas vezes sobre um registro.

34 33 Figura 41 - Consulta de Perfis de Acesso Procurar por: Digite uma palavra-chave de acordo com o filtro. Filtro: Escolha uma das opções de filtro: Nome Localiza registros de Perfis de Acesso pelo nome. Código Localiza registros de Perfis de Acesso pelo código. O filtro numérico Código possui os sub-filtros: igual, menor, maior e diferente. O filtro de texto Nome possui como sub-filtro: iniciado por e contendo. É possível realizar buscas específicas por registros de Perfis de Acesso utilizando a combinação de palavras-chave e filtros. Para efetuar a consulta, clique em Cadastros de Zonas de Tempo Tabelas de Horário Uma Tabela de Horário corresponde aos dias da semana combinados às faixas de horário onde o acesso será permitido. Como padrão de fábrica, o Software Access Control oferece a Tabela de Horário O TEMPO TODO que inclui as 24 horas do dia e todos os dias da semana, mais os feriados. Para criar uma Tabela de Horário, clique na barra de menu no item Cadastro> Zonas de Tempo>Tabela de Horários. Cadastro - Permite selecionar os dias e horários em Tabelas de Horário (figura 42).

35 34 Figura 42 - Tabelas de Horário Código É gerado automaticamente pelo Software Access Control. Descrição Escolha uma identificação para a faixa de horário. Exemplo: manhã, tarde, tempo todo etc. Este campo é obrigatório. Dias da semana Marque os dias da semana em que o acesso será permitido. Início e Término Escolha uma faixa de horário que limitará o acesso de acordo com os dias da semana escolhidos. Adicionar Após selecionar o dia da semana e a faixa de horário, clique em para adicionar o horário criado na lista. Para validar o cadastro, ao menos uma faixa de horário deve ser adicionada. Remover Clique em um horário na lista e, em seguida, clique em realizar a remoção. Consulta - Na aba Consulta pode ser feita uma pesquisa refinada de acordo com a necessidade (figura 43). É possível editar os dados do cadastro clicando duas vezes sobre um registro. para

36 35 Figura 43 - Consulta Tabelas de Horário Procurar por: Digite uma palavra-chave de acordo com o filtro. Filtro: Escolha uma das opções de filtro: Nome Localiza registros de Tabelas de Horário pelo nome. Código Localiza registros de Tabelas de Horário pelo código. O filtro numérico Código possui os sub-filtros: igual, menor, maior e diferente. O filtro de texto Nome possui como sub-filtro: iniciado por e contendo. É possível realizar buscas específicas por registros de Tabela de Horários utilizando a combinação de palavras-chave e filtros. Para efetuar a consulta, clique em Feriados Ao cadastrar um feriado com data e descrição, o acesso será negado neste dia, com exceção se a caixa Feriado estiver selecionada em Tabelas de Horários. Veja mais informações sobre o cadastro de Tabelas de Horário na seção Para adicionar um feriado, clique na barra de menu no item Cadastro>Zonas de Tempo>Feriado. Cadastro - Permite cadastrar os feriados (figura 44).

37 36 Figura 44 - Cadastro de Feriados Código É gerado automaticamente pelo Software Access Control. Descrição Escolha uma identificação para o feriado. Este campo é obrigatório. Data Clique no botão e insira a data do feriado. Este campo é obrigatório. Consulta Na aba Consulta pode ser feita uma pesquisa refinada de acordo com a necessidade (figura 45). É possível editar os dados do cadastro clicando duas vezes sobre um registro. Figura 45 - Consulta de Feriados Procurar por: Digite uma palavra-chave de acordo com o filtro. Filtro: Escolha uma das opções de filtro: Código Localiza registros de Feriados pelo código. Nome Localiza registros de Feriados pelo nome. O filtro numérico Código possui os sub-filtros: igual, menor, maior e diferente. O filtro de texto Nome possui como sub-filtro: iniciado por e contendo. É possível realizar buscas específicas por registros de Feriados utilizando a combinação

38 37 de palavras-chave e filtros. Para efetuar a consulta, clique em Visitantes Os Visitantes possuem um cadastro simplificado e prático. Por padrão de fábrica, os Visitantes possuem acesso temporário limitado pela expiração do seu cartão para o dia seguinte. Para adicionar um Visitante, clique na barra de menu no item Cadastro >Visitantes. O painel lateral esquerdo oferece um atalho para o cadastro de Visitantes. Cadastro: Permite o cadastro de Visitantes (figura 46). Figura 46 - Cadastro de Visitantes Código É gerado automaticamente pelo Software Access Control. Pode ser utilizado para localização de registros. Nome Insira o nome do Visitante. Este campo é obrigatório. CPF e RG Insira o número do documento do Visitante. Por padrão de fábrica, estes campos não são obrigatórios, porém, podem ser configurados como obrigatórios. Veja como configurar campos obrigatórios na seção Telefone - Insira as informações pessoais do Visitante. Obter/Abrir Com uma webcam configurada e conectada ao computador é possível obter a foto no momento do cadastro ou abrir uma foto já salva no computador. Veja mais informações sobre como configurar uma webcam na seção 8.4. Número do Cartão Insira o Número do Cartão ou obtenha um número clicando no botão. Duas opções serão exibidas: leitora de mesa ou lista de cartões précadastrados. Data Expiração Insira a data de expiração do cartão clicando no botão. Após esta data, o cartão não terá acesso aos pontos que foram atribuídos. Esta data pode ser modificada a qualquer momento pelo administrador.

39 38 Placa do Carro Permite inserir a placa do caro do visitante quando necessário. Ativo Visitantes com esta opção marcada terão acesso de acordo com seu perfil. Desmarcar esta opção inativará o Visitante, mas ele permanecerá cadastrado, porém não terá acesso a nenhum ponto. Observações - Na aba Observações há um campo para anotações necessárias (figura 47). Figura 47 - Observações do Visitante Observações Clique na área em branco e insira as observações desejadas. Perfil de Acesso- Na aba Perfil de Acesso é possível adicionar os perfis já cadastrados (figura 48). Veja mais informações sobre o cadastro de Perfil de Acesso na seção Figura 48 - Perfil de Acesso do Visitante

40 39 Adicionar Escolha o perfil na caixa Perfis e clique em. Remover Selecione um perfil adicionado e clique em. Consulta Na aba Consulta pode ser feita uma pesquisa refinada de acordo com a necessidade (figura 49). É possível editar os dados do cadastro clicando duas vezes sobre um registro. Figura 49 - Consulta de Visitantes Procurar por: - Digite uma palavra-chave de acordo com o filtro. Filtro: - Escolha uma das opções de filtro: ID Localiza registros de usuários pelo código. Nome Localiza registros de usuários pelo nome. CPF - Localiza registros pelo CPF. RG - Localiza registros pelo RG. Tipo Localiza registros pelo tipo (usuários, visitantes e usuários especiais). Placa - Localiza registros pela placa do veiculo veiculado ao usuário. Número do Cartão Localiza registros pelo Número do Cartão. O filtro numérico ID possui os sub-filtros: igual, menor, maior e diferente. Os filtros de texto Nome, CPF, RG, Tipo, Placa e Número do Cartão possuem como sub-filtros: iniciado por e contendo. É possível realizar buscas específicas por registros de Visitantes utilizando a combinação de palavras-chave e filtros. Para efetuar a consulta, clique em Regras de Antipassback As Regras de Antipassback limitam a passagem de usuários pelos Pontos de Acesso. Um ponto rotulado como entrada só poderá ser acessado novamente se o usuário

41 40 passar pelo ponto rotulado de saída dentro da Regra de Antipassback. Após adicionar a regra ao perfil de um usuário, este se encontra no estado inicial do Antipassback, podendo sair ou entrar. Assim, quando o usuário realizar seu primeiro acesso, a regra passa a vigorar. Se o primeiro acesso foi em uma entrada, o usuário deverá passar pelo ponto de saída para poder entrar novamente. O processo contrário ocorre caso o acesso inicial seja realizado em uma saída. Uma Regra de Antipassback por si só não garante o acesso aos pontos que nela foram incluídos. Note que cabe ao Perfil de Acesso, segundo a Tabela de Horários, permitir ou não a passagem nos Pontos de Acesso cadastrados. Desta forma, ao incluir uma Regra de Antipassback em um perfil, certifique que o perfil permite acesso aos pontos utilizados na regra. Diversas entradas ou saídas podem ser adicionadas em uma Regra de Antipassback, dependendo da disponibilidade de Pontos de Acessos. Porém, um mesmo ponto não poderá fazer parte de duas regras diferentes. A criação de regras de Antipassback somente está disponível no modo on-line. Para criar uma Regra de Antipassback, clique na barra de menu no item Cadastro>Regras de Antipassback ou clique no botão Regras de Antipassback, na barra de atalhos. Cadastro Permite cadastrar as Regras de Antipassback (figura 50). Figura 50 - Cadastro de Regras de Antipassback Código É gerado automaticamente pelo Software Access Control. Descrição Escolha uma identificação para a Regra de Antipassback. Este campo é

42 41 obrigatório. Pontos de Acesso de Entrada Esta caixa exibe todos os Pontos de Acesso rotulados como Entrada ou Indiferente durante a configuração da Controladora IP Wide Duas (veja mais informações sobre Pontos de Acesso na seção 8.3.3). Selecione o ponto de entrada e clique no botão. O ponto selecionado será adicionado na caixa da direita. Para remover um ponto de uma regra, selecione o ponto na caixa Entradas (direita) e clique no botão. Para validar o cadastro, ao menos um ponto de entrada e um ponto de saída devem ser adicionados. Pontos de Acesso de Saída Esta caixa exibe todos os Pontos de Acesso rotulados como Saída ou Indiferente durante a configuração da Controladora IP Wide (veja mais informações sobre Pontos de Acesso na seção 8.3.3). Selecione o ponto de saída e clique no botão. O ponto selecionado será adicionado na caixa da direita. Para remover um ponto de uma regra, selecione o ponto na caixa Saídas (direita) e clique no botão. Para validar o cadastro, ao menos um ponto de entrada e um ponto de saída devem ser adicionados. Status da Regra de Antipassback Permite reiniciar o status de todos os usuários dentro de uma Regra de Antipassback de acordo com o Perfil de Acesso (figura 51). Todos os usuários retornam ao estado inicial podendo entrar ou sair novamente. Após o primeiro acesso, a regra passará a vigorar. Figura 51 - Status da Regra de Antipassback Código É gerado automaticamente pelo Software Access Control.

43 42 Descrição Mostra a identificação da Regra que será reiniciada. Clique no botão para efetuar a operação. Consulta Na aba Consulta pode ser feita uma pesquisa refinada de acordo com a necessidade (figura 52). É possível editar os dados do cadastro clicando duas vezes sobre um registro. Figura 52 - Consulta de Antipassback Procurar por: Digite uma palavra-chave de acordo com o filtro. Filtro: Escolha uma das opções de filtro: Descrição Localiza registros de Regras de Antipassback pelo nome. Código Localiza registros de Regras de Antipassback pelo código. O filtro numérico Código possui os sub-filtros: igual, menor, maior e diferente. O filtro de texto Descrição possui como sub-filtro: iniciado por e contendo. É possível realizar buscas específicas por registros de Regras de Antipassback utilizando a combinação de palavras-chave e filtros. Para efetuar a consulta, clique em Configurações de Cadastro As Configurações de Cadastro permitem adicionar campos personalizados ao

44 43 Cadastro de Usuários e definir outros campos como obrigatórios no cadastro de Usuários e Visitantes. Para abrir a janela de configurações de cadastro, clique na barra de menu no item Cadastro>Configurações de Cadastro. Cadastro Específico Permite adicionar até 5 (cinco) campos personalizados no formulário de Cadastro de Usuários (figura 25). Os campos criados aqui estarão disponíveis na aba Cadastro Específico, em Configurações de Usuários (figura 53). Figura 53 - Campos personalizados para o Cadastro Específico Campos numerados de 1 a 5 Escolha uma identificação para o campo adicional. Ativo Marque para tornar ativo o novo campo. Após a criação dos campos, clique em para concluir. Campos Obrigatórios Esta opção permite definir outros campos do formulário de Cadastro de Usuários e Cadastro de Visitantes como obrigatórios (figura 54).

45 44 Figura 54 - Definição de campos obrigatórios Cadastro de Usuários Marque as caixas para os campos que devem se tornar obrigatórios no Cadastro de Usuários. Note que o Nome e o Número do Cartão são obrigatórios por padrão e não podem ser modificados. Cadastro de Visitantes Marque as caixas para os campos que devem se tornar obrigatórios no Cadastro de Visitantes. Note que o Nome e o Número do Cartão são obrigatórios por padrão e não podem ser modificados. Após a seleção de campos, clique em para concluir Acessos Gerenciar Status de Antipassback e Vagas Após adicionar a Regra de Antipassback ao Perfil de um Usuário, este se encontra no estado inicial do Antipassback, podendo sair ou entrar. Assim, quando o usuário realizar seu primeiro acesso, a regra passa a vigorar. Se o primeiro acesso foi em uma entrada, o usuário deverá passar pelo ponto de saída para poder entrar novamente. Reiniciar o Status de Antipassback de um usuário irá retorná-lo para o estado inicial e este poderá entrar ou sair novamente. Após o primeiro acesso, a regra passará a vigorar. Reiniciar o status de Vagas de um usuário irá alterar o número de vagas para um valor desejado, menor ou igual, ao número máximo de vagas do usuário, e assim ele poderá entrar ou sair de acordo com sua quantidade de vagas criada em seu cadastro. Para abrir a janela Gerenciar Status de Antipassback e Vagas, clique na barra de menu no item Acessos>Gerenciar Status de Antipassback e Vagas. Reiniciar Status de Antipassback Permite reiniciar o Status de Antipassback para um usuário em particular (figura 55).

46 45 Figura 55 - Reiniciar Status de Antipassback Código, Nome, Tipo e Número do Cartão Mostra as informações do usuário que terá seu Status de Antipassback reiniciado. Regra Selecione a regra para qual o status será reiniciado. Após selecionar e conferir os dados do usuário, clique no botão para efetivar a operação. Alterar Vagas Permite alterar o Status de Vagas para um usuário em particular (figura 56). Figura 56 - Alterar vagas Código, Nome, Tipo e Número do Cartão Mostra as informações do usuário que terá seu Status de em questão. Vagas Livres insira o número de vagas livres e clique em Alterar Vagas. Consulta Permite a realização de buscas de usuários para reiniciar o Status de Antipassback.

47 Exibir Somente Cartões Cadastrados Quando a opção Exibir somente cartões cadastrados for marcada (figura 57), somente a leitura de cartões cadastrados será exibida na aba Últimos Acessos. Para selecionar esta opção, clique na barra de menu no item Acessos>Exibir somente cartões cadastrados. Figura 57 - Opção Exibir somente cartões cadastrados ativada Abrir Porta Esta opção permite abrir qualquer Ponto de Acesso por meio do Software Access Control. Os Pontos de Acesso estarão disponíveis para a abertura se a respectiva Controladora IP Wide estiver ativa e conectada. Para abrir uma porta, clique na barra de menu no item Acessos>Abrir Porta (figura 58). Será necessário entrar com a senha do administrador ou operador do sistema. Após a verificação da senha, basta escolher o Ponto de Acesso e clicar no botão. Figura 58 - Abrir Porta Ao abrir uma porta, caso o usuário esteja cadastro com a opção Requer observação para abertura de portas o usuário terá que escrever uma observação para que a porta se abra. O painel lateral esquerdo torna mais ágil a abertura de portas exibindo uma lista de Pontos de Acesso disponíveis. Para abrir portas utilizando este atalho, clique sobre o ponto desejado e informe a senha Controladora IP Wide Localizar Controladoras IP Wide na Rede Com as configurações de rede feitas (veja mais informações sobre as configurações de rede da controladora na seção 5.3.) é possível visualizar as Controladoras IP Wide

48 47 presentes para realizar a conexão com o Software Access Control, tornando os Pontos de Acesso disponíveis (figura 59). Para abrir a janela de localização de controladoras, clique na barra de menu no item Controladoras>Localizar Controladoras na Rede ou clique no botão Localizar Controladoras na Rede, na barra de atalhos. Figura 59 Localização de Controladoras Atualizar Recarrega a lista de Controladora IP Wide disponíveis. Esta operação pode levar alguns segundos dependendo do número de Controladora IP Wide na rede local. Cadastrar Abre o Assistente de Cadastro de Ponto de Acesso de uma Controladora IP Wide selecionada. Torna os Pontos de Acesso disponíveis. Configurar Abre o navegador web com as configurações gerais de uma Controladora IP Wide selecionada. Veja mais informações sobre as configurações de rede da controladora na seção As controladoras são exibidas em uma lista. Além do nome da Controladora IP Wide, outras informações são mostradas como o endereço de IP, status de Cadastro dos Pontos de Acesso, status de Conexão e status de Ativação (figura 58). Figura 60 Formato do nome da Controladora Nome da Controladora IP Wide. Veja mais informações sobre as configurações gerais da Controladora IP Wide na seção 5.2. Endereço de IP da Controladora IP Wide. Veja mais informações sobre as configurações gerais da Controladora IP Wide na seção 5.2. Status de Cadastro dos Pontos de Acesso. Se a Controladora IP Wide já tiver seus pontos cadastrados, a palavra Cadastrado será exibida. Caso contrário, a frase Não

49 48 cadastrado será exibida. Status de Conexão da Controladora IP Wide. As Controladora IP Wide cadastradas podem estar conectadas ou desconectadas do Software Access Control. Status de Ativação. As Controladora IP Wide cadastradas podem estar ativas, quando operam normalmente, ou inativas. Quando inativas continuam cadastradas, porém não se conectam e seus Pontos de Acesso não podem ser utilizados para a criação de perfis, abertura de portas ou criação de Regras de Antipassback. Veja mais informações sobre a ativação e desativação de Controladoras IP Wide na seção Ativa Informa o status da controladora podendo ser ativa ou inativa Configurar Assistente de Cadastro de Ponto de Acesso Para cadastrar a Controladora IP Wide e seus Pontos de Acesso, siga os passos do Assistente de Cadastro de Pontos de Acesso. Após selecionar uma Controladora IP Wide na janela de Localização de Controladoras, clique em Configurar para iniciar o Assistente de Cadastro de Pontos de Acesso. Cadastrar o Primeiro Ponto de Acesso O primeiro passo é preencher os dados relativos ao cadastro do Ponto de Acesso 1 (figura 61). Figura 61 - Primeiro passo do Assistente de Cadastro Nome do Primeiro Ponto de Acesso (Relé 1) Escolha o nome do primeiro Ponto de Acesso. Tipo Escolha o tipo do Ponto de Acesso: Entrada, Saída ou Indiferente. Importante lembrar que o tipo do ponto é levado em consideração na criação de Regras de Antipassback. Veja mais informações sobre Pontos de Acesso na seção Status Ao marcar esta caixa o Ponto de Acesso estará disponível. Após preencher os dados, clique em Cadastro de Pontos de Acesso, clique em.. Para cancelar e encerrar o Assistente de

50 49 Cadastrar o Segundo Ponto de Acesso O segundo passo é preencher os dados relativos ao cadastro do Ponto de Acesso 2 (figura 62). Figura 62 - Segundo passo do Assistente de Cadastro Nome do Segundo Ponto de Acesso (Relé 2) Escolha o nome do segundo Ponto de Acesso. Tipo Escolha o tipo do Ponto de Acesso: Entrada, Saída ou Indiferente. Importante lembrar que o tipo do ponto é levado em consideração na criação de Regras de Antipassback. Veja mais informações sobre Pontos de Acesso na seção Status Ao marcar esta caixa o Ponto de Acesso estará disponível. Após preencher os dados, clique em anterior, clique em Pontos de Acesso, clique em.. Para corrigir informações no passo. Para cancelar e encerrar o Assistente de Cadastro de Senha da Controladora O terceiro passo é informar a senha de conexão da Controladora IP Wide (figura 63). O padrão de fábrica é admin (em letras minúsculas). Esta senha pode ser alterada nas configurações gerais (via navegador web).

51 50 Figura 63 - Terceiro passo do Assistente de Cadastro de Pontos de Acesso Revisando os Dados Revise todas as informações inseridas no último passo do Assistente de Cadastro de Pontos de Acesso (figura 64). Para concluir, clique em. Para corrigir informações no passo anterior, clique em. Para cancelar e encerrar o Assistente de Cadastro de Pontos de Acesso, clique em. Figura 64 - Revisão das informações inseridas no Assistente de Cadastro de Pontos de Acesso Para cadastro dos pontos de Catraca, a lógica do cadastro é diferente. Para cadastrar uma CATRACA SEM COLETOR, onde o primeiro ponto é bidirecional, deve-se escolher o tipo bidirecional, o segundo ponto deve ser inativado, veja as imagens abaixo:

52 51 Para cadastrar uma CATRACA COM COLETOR, independente se o tipo do primeiro ponto é bidirecional ou entrada, o segundo ponto deve ser do tipo saída, veja as imagens abaixo:

53 Lista de Controladora IP Wide Diferente da função Localizar Controladoras na Rede, a Lista de Controladoras exibe somente as Controladora IP Wide cadastradas. Por esta função é possível verificar informações básicas das Controladora IP Wide e também realizar a sua inativação. Para abrir a janela Lista de Controladoras, clique na barra de menu no item Controladoras>Lista de Controladoras ou clique no botão Lista de Controladoras, na barra de atalhos.

54 53 Consulta - Na aba Consulta pode ser feita uma pesquisa refinada de acordo com a necessidade (figura 65). Figura 65 - Consulta na Lista de Controladoras Procurar por: Digite uma palavra-chave de acordo com o filtro. Filtro: Escolha uma das opções de filtro: Id da Controladora Localiza registros de Controladora IP Wide pelo nome. Código Localiza registros de regras de Controladora IP Wide pelo código. O filtro numérico Código possui os sub-filtros: igual, menor, maior e diferente. O filtro de texto Id da Controladora possui como sub-filtro: iniciado por e contendo. É possível realizar buscas específicas por registros de Controladora IP Wide utilizando a combinação de palavras-chave e filtros. Para efetuar a consulta, clique em. Detalhes da Controladora Exibe informações diversas sobre a Controladora IP Wide selecionada como: Código, Nome, Pontos de Acesso e o Status de Ativação (figura 66).

55 54 Figura 66 - Detalhes da controladora Para desativar uma Controladora IP Wide, clique no botão. Caso estiver utilizando uma catraca este botão estará habilitado, e se refere a zerar o contador do deposito de cartões da controladora Pontos de Acesso Os Pontos de Acesso cadastrados estão disponíveis para a criação de regras de Antipassback, perfis de acesso e abertura de portas. Diversas informações podem estar associadas a cada ponto. Estas informações podem ser visualizadas na janela Pontos de Acesso. Para abrir a janela Pontos de Acesso, clique na barra de menu no item Controladoras>Pontos de Acesso ou clique no botão Pontos de Acesso, na barra de atalhos. Consulta - Na aba Consulta pode ser feita uma pesquisa refinada de acordo com a necessidade (figura 67).

56 55 Figura 67 - Consulta Pontos de Acesso Procurar por: Digite uma palavra-chave de acordo com o filtro. Filtro: Escolha uma das opções de filtro: Nome Localiza registros de Pontos de Acesso pelo nome. Código Localiza registros de Pontos de Acesso pelo código. O filtro numérico Código possui os sub-filtros: igual, menor, maior e diferente. O filtro de texto Nome possui como sub-filtro: iniciado por e contendo. É possível realizar buscas específicas por registros de Pontos de Acesso utilizando a combinação de palavras-chave e filtros. Para efetuar a consulta, clique em. Detalhes do Ponto de Acesso Exibe informações diversas sobre o Ponto de Acesso selecionado como: Código, Nome, Tipo, Relé, Status, Regra de Antipassback e Perfis de Acesso relacionados ao ponto. (figura 68). Figura 68 - Detalhes do Ponto de Acesso

57 Sincronizar Ao realizar a sincronização entre o Software Access Control e a Controladora IP Wide, as informações cadastradas são enviadas para a memória da Controladora IP Wide, possibilitando o controle de acesso no modo off-line (figura 69). Sempre que o sincronismo for realizado, os dados já presentes na Controladora IP Wide são sobrepostos. Para realizar o sincronismo, clique na barra de menu no item Controladoras> Sincronizar ou clique no botão Sincronizar, na barra de atalhos. Figura 69 Sincronismo Para realizar o sincronismo, basta selecionar a Controladora IP Wide e clicar em Vídeo No formulário de Cadastro de Usuários com uma webcam é possível capturar a foto do usuário. Para tanto, primeiramente é necessário localizar um dispositivo de vídeo conectado ao computador (figura 70). Para localizar um dispositivo de vídeo, clique na barra de menu no item Vídeo> Dispositivos de Vídeo. Figura 70 - Localizar Dispositivos de Captura de vídeo

58 57 Clique em. Selecione um dispositivo da lista e clique em. O anexo 3 mostra alguns exemplos de webcans compatíveis com o software Access Control Operadores Operadores do Sistema Outros operadores podem ser adicionados além do administrador do sistema. Os operadores podem ter seu acesso a determinadas funções do Software Access Control limitado. Para cadastrar um novo operador, clique na barra de menu no item Operadores > Operadores do Sistema. Cadastro - Permite cadastrar Operadores e definir suas permissões relativas ao uso de funções do Software Access Control (figura 71). Figura 71 - Cadastro de Operadores Código É gerado automaticamente pelo Software Access Control. Operador Insira o nome para o operador. Senha Insira a senha do operador. Permissões Utilize o + para expandir as pastas. Marque as funções que operador a ser cadastrado terá acesso.

59 58 Configuração Acorda Vigia Escolha o horário de inicio e fim para a função acorda vigia e também o intervalo que define a freqüência que aparecerá a mensagem para que o operador possa clicar e provar que está atendo a tela do sistema, ou seja, acordado. Requer observação para abertura de portas Quando marcado esta função, toda vez que o operador for abrir uma porta via software, terá que escrever uma observação para o motivo da abertura. Consulta - Na aba Consulta pode ser feita uma pesquisa refinada de acordo com a necessidade (figura 72). É possível editar os dados do cadastro clicando duas vezes sobre um registro. Figura 72 - Consulta de Operadores Procurar por: Digite uma palavra-chave de acordo com o filtro. Filtro: Escolha uma das opções de filtro: Nome Localiza registros de Operadores pelo nome. Operador Localiza registros de Operadores pelo código. O filtro numérico Código possui os sub-filtros: igual, menor, maior e diferente. O filtro de texto Operador possui os sub-filtros: iniciado por e contendo. É possível realizar buscas específicas por registros de Operadores utilizando a combinação de palavras-chave e filtros. Para efetuar a consulta, clique em.

60 Alterar Senha Os operadores e o administrador do sistema podem trocar suas senhas de autenticação (figura 73). Para alterar a senha, clique na barra de menu no item Operadores>Alterar Senha. Figura 73 - Alteração de Senha Senha atual Digite a senha atual do operador. Senha nova Digite a nova senha do operador. Confirmar Nova Senha Digite novamente a nova senha. Após preencher todos os campos, clique em para efetivar a operação Logoff Ao efetuar o Logoff, a sessão do operador ou do administrador será finalizada, possibilitando a troca de operadores do sistema. Para fazer Logoff, clique na barra de menu no item Operadores>Logoff Relatórios Os Relatórios são uma maneira rápida de consultar os arquivos de eventos realizados. Para gerar um relatório, clique na barra de menu no item Relatórios Intervalo de datas Veja o Relatório de Acesso dentro de um determinado intervalo de datas (figura 74).

61 60 Figura 74 - Gerar Relatório por intervalo de datas Data Inicial Selecione a data inicial do relatório clicando no botão. Data Final Selecione a data final do relatório clicando no botão. Após selecionar o intervalo de datas, clique no botão Nome e Intervalo de datas Veja o Relatório de Acesso dentro de um determinado intervalo de datas e segundo o nome de um usuário (figura 75). Figura 75 - Gerar Relatório por nome e intervalo de datas Data Inicial Selecione a data inicial do relatório clicando no botão. Data Final Selecione a data final do relatório clicando no botão. Nome Insira o nome do usuário clicando no botão. Após selecionar o intervalo de datas e o nome do usuário, clique no botão Ponto de Acesso e intervalo de datas Veja o Relatório de Acesso dentro de um determinado intervalo de datas e segundo um Ponto de Acesso (figura 76).

62 61 Figura 76 - Gerar Relatório por Ponto de Acesso e intervalo de datas Data Inicial Selecione a data inicial do relatório clicando no botão. Data Final Selecione a data final do relatório clicando no botão. Ponto de Acesso Selecione um Ponto de Acesso cadastrado. Após selecionar o intervalo de datas e o Ponto de Acesso, clique no botão Ação por intervalo de datas e hora Veja o Relatório de Acesso dentro de um determinado intervalo de datas e hora segundo a ação (figura 77). Figura 77 Gerar Relatório por intervalo de datas, hora e ação Data Inicial Selecione a data inicial do relatório clicando no botão. Hora Inicial Selecione a hora inicial. Data Final Selecione a data final do relatório clicando no botão. Hora Final Selecione a hora final. Ação Selecione a ação (Negado ou Permitido).

63 62 Após preencher todos os campos, clique no botão Visitante por intervalo de datas Veja o Relatório de Acesso dentro de um determinado intervalo de datas, somente considerando visitantes (figura 78). Figura 78 - Gerar Relatório dos visitantes por intervalo de datas Data Inicial Selecione a data inicial do relatório clicando no botão. Data Final Selecione a data final do relatório clicando no botão. Após selecionar o intervalo de datas, clique no botão Usuário sob Antipassback Veja o Relatório de Usuários que possuem um perfil com Regra de Antipassback (figura 79). Figura 79 - Relatório de Usuários sob Antipassback Cartões Não Cadastrados Veja o Relatório de todos os eventos recebidos de Cartões não cadastrados por um

64 63 intervalo de datas e um Ponto de Acesso (figura 80). Figura 80 Relatório por Ponto de Acesso e intervalo de datas Data Inicial Selecione a data inicial do relatório clicando no botão. Data Final Selecione a data final do relatório clicando no botão. Ponto Escolha o Ponto de Acesso. Marque a caixa Localizar todos caso queira ver os acessos não cadastrados de todos os Ponto de Acesso Registro de Prontidão dos Operadores Veja o relatório de prontidão dos operadores que se enquadram neste caso (figura 81). Figura 81 - Relatório por ponto de prontidão

65 Sistema Ativar Alerta de Sistema A Controladora IP Wide quando realiza uma conexão ou desconexão do Software Access Control, além registrar esses eventos na aba Log de Sistema, também emite mensagens de alerta em uma janela própria (figura 82). Figura 82 - Mensagem de Alerta Estas mensagens de Alerta podem ser ativadas ou desativas. Para isso, clique na barra de menu no item Sistema>Ativar Alerta de Sistema (figura 83) ou marque a caixa Não exibir esta mensagem novamente, na janela de alerta. Figura 83 - Alertas ativados Configurações de Sistema Configuração do Banco de Dados: O banco de dados do Access Control pode estar localizado em um computador remoto da rede ou no mesmo computador que o Software Access Control. Por padrão de fábrica, o banco se encontra no computador local. Para configurar o Software Access Control e acessar o banco de dados remotamente, clique na barra de menu no item Sistema>Configurações de conexão com Banco de Dados (figura 84). IP Insira o endereço de IP do computador onde está localizado o banco de dados. Porta Insira a porta usada para a conexão. Caminho Insira o caminho para o banco de dados remoto.

66 65 Configuração da Leitora de Mesa: A leitora de Mesa permite a inserção do número do cartão rapidamente. Porém, é necessário indicar a porta de comunicação utilizada pela leitora clicando na caixa Porta (figura 84). Servidor HTTP: Escolha a porta para realizar o acesso de uma rede externa. (figura 84). Reciclagem de registros: Escolha o tempo para que os registros sejam reciclados. (figura 84). Figura 84 - Configurações de conexão de Banco de Dados Sair Essa ação finaliza o Software Access Control. Os operadores podem não ter permissão para sair do programa. Veja mais informações sobre as permissões de operadores na seção 8.5. Para finalizar o Software Access Control, clique na barra de menu no item Sistema>Sair ou no X da janela. 9. Sobre

67 66 Exibe informações sobre a quantidade de licenças de conexão que o Software Access Control possui (figura 85). Para exibir a janela Sobre, clique na barra de menu no item Sistema>Sobre. Figura 85 Sobre 10. Abas de Visualização Últimos Acessos A aba Últimos Acessos exibe os 60 (sessenta) últimos acessos nos Pontos de Acesso cadastrados (figura 86). É possível limitar a exibição para mostrar somente cartões cadastrados. Veja mais informações sobre a exibição de cartões não cadastrados na seção Figura 86 - Aba Últimos Acessos

68 Localizar Acessos Na aba Localizar Acessos é possível realizar consultas de acessos por Usuários, Pontos de Acesso e por Intervalo de Datas, individualmente ou por qualquer combinação entre os três filtros (figura 87). Figura 87 - Aba Localizar Acessos Usuário Marque a opção e selecione um usuário clicando no botão. Ponto de acesso Marque a opção e selecione um Ponto de Acesso clicando no botão. Intervalo de Datas Marque e selecione a data final e a data inicial clicando no botão. Procurar Após preencher os campos acima, clique em Detalhes Últimos Acessos A aba Detalhes Últimos Acessos exibe em detalhes os cinco últimos acessos cadastrados realizados. Mostra a foto, informações do cadastro e o cadastro específico (figura 88).

69 68 Figura 88 - Aba Detalhes dos Últimos Acessos Log de Sistema A aba Log de Sistema exibe o status da Controladora IP Wide, data e hora da conexão ou da desconexão (figura 89). Figura 89 - Aba Log de Acesso

70 Termo de Garantia A CITROX assegura a este aparelho a garantia contratual de 1(um) ano, nas seguintes condições: 1)A garantia é valida pelo período de 1 (um) ano, iniciando a partir da data da emissão da Nota Fiscal de compra do produto, e cobre quaisquer defeito de fabricação, ou de peças e componentes que apresentarem defeito de fabricação, além de mão-de-obra utilizada nesse reparo, não terão custos ao consumidor; 2)O conserto e reajustes dos equipamentos só poderão ser realizados pela Assistência Técnica da CITROX; 3)O conserto do aparelho não prolongará o prazo de garantia estabelecido neste termo de garantia; 4) A garantia não se estende aos acessórios como cabos, kit de parafusos, suportes de fixação, fontes, drives de CD e DVD, etc.; 5)Despesas de embalagem, transporte e reinstalação do produto ficam exclusivamente por conta do cliente. 6) O equipamento deverá ser enviado diretamente a Empresa responsável pela venda, representante da fabricante, através do endereço constante da Nota Fiscal de Compra, devidamente acondicionado evitando-se assim, a perda da garantia. Anexo 1 Acesso remoto É possível acessar o sistema de controle de acesso remotamente. O acesso poderá ser realizado em varias maquinas ao mesmo tempo, basta instalar o software Access Control em um servidor. O acesso remoto tem as principais funções do sistema, permitindo que o operador realize todas as suas atribuições normalmente. Com o acesso remoto é possível ter um sistema totalmente integrado, onde todos operadores poderão dar acesso aos usuários a todos os pontos, de acordo com suas permissões. Abaixo os passos para realização do acesso remoto: - Faça a instalação completa do Access Control. Vede cap. 6 - Acesso remotamoto via rede interna Para acessar remotamente via rede interna basta Digitar na URL sendo o IP da maquina onde foi instalado o software Access Control. Neste caso a porta está definida como porta 80, caso modificar a porta nas configurações de rede, terá que modificar o endereço, por exemplo:

71 70 Antes de realizar o acesso, verifique se o computador onde o Access Control está instalado e configurado corretamente na rede interna. Realize os passos abaixo: De um computador no Prompt de comando execute o comando: ping xxx.xxx.xxx.xxx onde (x) representa o IP configurado no computador onde está instalado o software Access Control, verifique se a perda é igual a 0%. Caso contrário verifique as configurações do computador que realizará o acesso. Ambos devem estar na mesma rede.

72 71 Após os computadores estiverem se comunicando via comando ping, verifique a porta que está configurada no Access Control e se for diferente de 80, insira a porta no endereço de acesso, conforme explicado acima. - Acesso remoto via rede internet Para realizar o acesso remoto via internet é necessário criar um DNS (www.dyndns.com, por exemplo) e o acesso se fará da seguinte maneira: Caso a porta for diferente de 80, insira a porta que esta no Access Control no endereço de acesso, conforme a seguir: Sobre o DNS É necessário criar um domínio e instalar um aplicativo no computador para que o domínio seja sempre atualizado. O domínio substitui o acesso via IP. Criando um Domínio: Acesse e clique em Sign In. Caso não tenha uma conta, preencha os dados e crie uma.

73 72 Após criar a conta receberá em link em seu para confirmação. Acesse o , clique no link para confirmar e faça o login no site. Clique na opção Add Host Services

74 73 Preencha os dados do novo domínio. Escolha o nome, entre com o IP da internet do momento e clique em Add To Cart Clique em Proceed checkout

75 74 Clique em Activate Services Aparecerá uma tela com o domínio criado e o IP de internet que ele está vinculado.

76 75 - Instalando aplicativo para atualização do DNS automático (Dyn Updater). Este aplicativo irá atualizar o DNS sempre que o IP de internet for modificado. Ainda no site faça o download do aplicativo. Após fazer o download execute na maquina onde esta instalado o Access Control. Clique em OK Clique em Executar

77 76 Clique em Next Clique em I Agree

78 77 Clique em Next

79 78 Clique em Next Clique em Next

80 79 Clique em Install Aguarde a instalação.

81 80 Clique em Finish Insira os dados da conta criada no site e clique em Okay

82 81 Veja na imagem abaixo que o host foi adicionado. Selecione e clique em Apply Perceberá que o status modificou, clique em OK e pronto.

Controladora Biométrica Bio SA

Controladora Biométrica Bio SA Manual do usuário Controladora Biométrica Bio SA 1 2 Manual do usuário Parabéns, você acaba de adquirir um produto desenvolvido com qualidade e segurança Citrox. Este manual foi desenvolvido para ser uma

Leia mais

GUIA PARA HABILITAÇÃO DAS BIOMETRIAS LINEAR (SÉRIE LN) NO SOFTWARE HCS 2010 V9.0 (BETA 3) 11/06/2014

GUIA PARA HABILITAÇÃO DAS BIOMETRIAS LINEAR (SÉRIE LN) NO SOFTWARE HCS 2010 V9.0 (BETA 3) 11/06/2014 GUIA PARA HABILITAÇÃO DAS BIOMETRIAS LINEAR (SÉRIE LN) NO SOFTWARE HCS 2010 V9.0 (BETA 3) 11/06/2014 A partir da versão 9.0 (BETA 3) do Software HCS 2010 é possível monitorar e gerenciar as biometrias

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

Manual do Aplicativo de Configurações

Manual do Aplicativo de Configurações Registrador Eletrônico de Ponto Manual do Aplicativo de Configurações Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. Rua Rio Piquiri, 400 - Jardim Weissópolis Código Postal 83.322-010 Pinhais - Paraná

Leia mais

www.lojatotalseg.com.br

www.lojatotalseg.com.br Manual do Aplicativo de Configurações J INTRODUÇÃO Este manual visa explicar a utilização do software embarcado do equipamento Prisma. De fácil utilização e com suporte a navegadores de internet de todos

Leia mais

NETALARM GATEWAY. Manual do Usuário

NETALARM GATEWAY. Manual do Usuário Índice 1. Introdução...3 2. Requisitos Mínimos de Instalação...3 3. Instalação...3 4. Inicialização do Programa...5 5. Abas de Configuração...6 5.1 Aba Serial...6 5.2 Aba TCP...7 5.2.1 Opções Cliente /

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Ferramenta de Backup

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Ferramenta de Backup MANUAL DO USUÁRIO Software de Ferramenta de Backup Software Ferramenta de Backup Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Este manual serve como referência para

Leia mais

Manual de Administração

Manual de Administração Manual de Administração Produto: n-mf Xerox Versão do produto: 4.7 Autor: Bárbara Vieira Souza Versão do documento: 1 Versão do template: Data: 04/04/01 Documento destinado a: Parceiros NDDigital, técnicos

Leia mais

SIGEP WEB - Gerenciador de Postagens dos Correios Manual do Usuário

SIGEP WEB - Gerenciador de Postagens dos Correios Manual do Usuário MANUAL DO USUÁRIO 2 ÍNDICE 1. PRÉ REQUISITOS PARA UTILIZAÇÃO DO SIGEP WEB 04 2. PROCEDIMENTOS PARA DOWNLOAD DO SISTEMA 04 3. INSTALANDO O SIGEP WEB 07 4. CONFIGURAÇÕES DO SISTEMA 09 COMPARTILHANDO O BANCO

Leia mais

CONFORTO COM SEGURANÇA CONFORTO COM SEGURANÇA. 0 P27070 - Rev

CONFORTO COM SEGURANÇA CONFORTO COM SEGURANÇA. 0 P27070 - Rev P27070 - Rev. 0 1. RESTRIÇÕES DE FUNCIONAMENTO RECEPTOR IP ÍNDICE 1. Restrições de Funcionamento... 03 2. Receptor IP... 03 3. Inicialização do Software... 03 4. Aba Eventos... 04 4.1. Botão Contas...

Leia mais

Sistema Integrado de Automação Módulo TECHMANAGER Versão 1.0.0.77 (serial)

Sistema Integrado de Automação Módulo TECHMANAGER Versão 1.0.0.77 (serial) SOLUÇÕES EM TECNOLOGIA Sistema Integrado de Automação Módulo TECHMANAGER Versão 1.0.0.77 (serial) Manual de Usuário TECHNEXT (2012) 1 de 28 SOLUÇÕES EM TECNOLOGIA Página Sumário 1. Sobre o Techmanager...

Leia mais

Soluções em CFTV e Controle Acesso. Manual do usuário. Software Access Control WEB

Soluções em CFTV e Controle Acesso. Manual do usuário. Software Access Control WEB Manual do usuário 1 Manual do usuário Instalação 3 Login 5 Elementos da interface 6 Menu de opções 7 Menu de atalhos 8 Logs 9 Úl mos acessos 9 Abrir porta pelo so ware 9 Alertas 9 Cadastrando uma controladora

Leia mais

Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda.

Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. Manual do equipamento Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. +55 41 3661-0100 Rua Rio Piquiri, 400 - Jardim Weissópolis - Pinhais/PR - Brasil CEP: 83322-010 CNPJ: 01.245.055/0001-24 Inscrição

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI Manual de Utilização Família MI ÍNDICE 1.0 COMO LIGAR O MÓDULO... pág 03 e 04 2.0 OBJETIVO... pág 05 3.0 COMO CONFIGURAR O MÓDULO MI... pág 06, 07, 08 e 09 4.0 COMO TESTAR A REDE... pág 10 5.0 COMO CONFIGURAR

Leia mais

Software para o gerenciamento do acesso Ponto Digital icontrol

Software para o gerenciamento do acesso Ponto Digital icontrol Software para o gerenciamento do acesso Ponto Digital icontrol Em empresas, condomínios, eventos... organizações e setores que necessitam de um gerenciamento do controle do acesso através de bloqueadores

Leia mais

Manual de instrução do Modulo de Configurações. NETCONTROL Pacote 49

Manual de instrução do Modulo de Configurações. NETCONTROL Pacote 49 Manual de instrução do Modulo de Configurações NETCONTROL Pacote 49 1 Sumário 1. Apresentação... 3 1. Configuração do Módulo de Configuração.... 3 1.1 Configuração do Wizard.... 4 2. Voltando dispositivo

Leia mais

Manual de uso PSIM Client 2010

Manual de uso PSIM Client 2010 MANUAL DE USO PSIM CLIENT VERSÃO 2010 ÍNDICE Manual de uso PSIM Client 2010 INSTALAÇÃO...2 INSTALAÇÃO LOCAL...2 INICIANDO O SISTEMA...13 UTILIZANDO O ÍCONE DA ÁREA DE TRABALHO...13 UTILIZANDO O MENU INICIAR...16

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO. CONTROL MIDI Controlador de Acesso Biométrico

MANUAL DE OPERAÇÃO. CONTROL MIDI Controlador de Acesso Biométrico MANUAL DE OPERAÇÃO CONTROL MIDI Controlador de Acesso Biométrico Sumário 1. Operação... 4 1.1. Inicialização do Equipamento... 4 1.2. Utilização... 4 1.3. Cadastro... 6 1.3.1. Cadastro de Biometria...

Leia mais

Manual. ID REP Config Versão 1.0

Manual. ID REP Config Versão 1.0 Manual ID REP Config Versão 1.0 Sumário 1. Introdução... 3 2. Pré-Requisitos... 3 2.1. Atualização... 3 3. Instalação do ID REP Config... 4 4. Visão Geral do Programa... 6 4.1. Tela Principal... 6 4.2.

Leia mais

Manual de instrução de software NetControl V3 3.9.0.67 - Pacote 4.3.47 Modulo de Configurações

Manual de instrução de software NetControl V3 3.9.0.67 - Pacote 4.3.47 Modulo de Configurações Manual de instrução de software NetControl V3 3.9.0.67 - Pacote 4.3.47 Modulo de Configurações 1 Sumário 1. Apresentação... 3 2. Configuração do Módulo de Configuração.... 3 2.1 Configuração do Wizard....

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 18 de fevereiro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é

Leia mais

Índice. Manual Backup Online. 03 Capítulo 1: Visão Geral

Índice. Manual Backup Online. 03 Capítulo 1: Visão Geral Índice 03 Capítulo 1: Visão Geral 04 Capítulo 2: Conta de Usuário 04 Criação 08 Edição 09 Grupo de Usuários 10 Informações da Conta 12 Capítulo 3: Download do Backup Online Embratel 16 Capítulo 4: Cópia

Leia mais

CONTATTO MANUAL DE INSTRUÇÕES

CONTATTO MANUAL DE INSTRUÇÕES 0800 550 250 www.ppa.com.br CONTATTO MANUAL DE INSTRUÇÕES MOTOPPAR INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE AUTOMATIZADORES LTDA. Av. Dr. Labieno da Costa Machado, 3526 - Distrito Industrial CEP 17400-000 - Garça - SP

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 26 de agosto de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SIGEP WEB

MANUAL DO USUÁRIO SIGEP WEB MANUAL DO USUÁRIO SIGEP WEB Sumário PRÉ- REQUISITOS PARA UTILIZAÇÃO DO SIGEP WEB... 4 PROCEDIMENTOS PARA DOWNLOAD DO SISTEMA... 4 INSTALANDO O SIGEP WEB... 6 INICIANDO O SISTEMA... 6 INICIANDO O SISTEMA...

Leia mais

Obs: É necessário utilizar um computador com sistema operacional Windows 7.

Obs: É necessário utilizar um computador com sistema operacional Windows 7. Instalando os Pré-Requisitos Os arquivos dos 'Pré-Requisitos' estão localizados na pasta Pré-Requisitos do CD HyTracks que você recebeu. Os arquivos também podem ser encontrados no servidor. (www.hytracks.com.br/pre-requisitos.zip).

Leia mais

Manual. ID REP Config Versão 1.0

Manual. ID REP Config Versão 1.0 Manual ID REP Config Versão 1.0 Sumário 1. Introdução... 3 2. Pré-Requisitos... 3 3. Instalação do ID REP Config... 4 4. Visão Geral do Programa... 8 4.1. Tela Principal... 8 4.2. Tela de Pesquisa... 12

Leia mais

Guia de Prática. Windows 7 Ubuntu 12.04

Guia de Prática. Windows 7 Ubuntu 12.04 Guia de Prática Windows 7 Ubuntu 12.04 Virtual Box e suas interfaces de rede Temos 04 interfaces de rede Cada interface pode operar nos modos: NÃO CONECTADO, que representa o cabo de rede desconectado.

Leia mais

Manual do Usuário Microsoft Apps

Manual do Usuário Microsoft Apps Manual do Usuário Microsoft Apps Edição 1 2 Sobre os aplicativos da Microsoft Sobre os aplicativos da Microsoft Os aplicativos da Microsoft oferecem aplicativos para negócios para o seu telefone Nokia

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO PÉGASUS (ETHERNET) STUDIO V2.02 MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Rua Coronel Botelho, 64 - Alto da Lapa - CEP: 05088-020 São Paulo - SP - Brasil +55 (11) 3832-6102 PÉGASUS (ETHERNET) STUDIO V2.02 - MANUAL

Leia mais

COMO INSTALAR O CATÁLOGO

COMO INSTALAR O CATÁLOGO Este guia tem por finalidade detalhar as etapas de instalação do catálogo e assume que o arquivo de instalação já foi baixado de nosso site. Caso não tenho sido feita a etapa anterior favor consultar o

Leia mais

Manual do Usuário Microsoft Apps for Symbian

Manual do Usuário Microsoft Apps for Symbian Manual do Usuário Microsoft Apps for Symbian Edição 1.0 2 Sobre os aplicativos da Microsoft Sobre os aplicativos da Microsoft Os aplicativos Microsoft oferecem aplicativos corporativos Microsoft para o

Leia mais

INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 4. INTERLIGAÇÃO DO SISTEMA... 5 5. ALGUNS RECURSOS... 6 6. SERVIDOR BAM...

INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 4. INTERLIGAÇÃO DO SISTEMA... 5 5. ALGUNS RECURSOS... 6 6. SERVIDOR BAM... 1 de 30 INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 3.1. ONDE SE DEVE INSTALAR O SERVIDOR BAM?... 4 3.2. ONDE SE DEVE INSTALAR O PROGRAMADOR REMOTO BAM?... 4 3.3. COMO FAZER

Leia mais

Manual de Utilização SCI-Ponto

Manual de Utilização SCI-Ponto Manual de Utilização SCI-Ponto Sumário 1. Cadastro de Empregador... 2 2. Cadastro de Locais... 3 3. Cadastro de REPs... 3 4. Cadastro de Horário de Verão... 5 5. Cadastro de Funcionários... 6 6. Exportação

Leia mais

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO INDICE 1. INTRODUÇÃO 2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO 2.1. COMPARTILHANDO O DIRETÓRIO DO APLICATIVO 3. INTERFACE DO APLICATIVO 3.1. ÁREA DO MENU 3.1.2. APLICANDO A CHAVE DE LICENÇA AO APLICATIVO 3.1.3 EFETUANDO

Leia mais

Grifon Alerta. Manual do Usuário

Grifon Alerta. Manual do Usuário Grifon Alerta Manual do Usuário Sumário Sobre a Grifon Brasil... 4 Recortes eletrônicos... 4 Grifon Alerta Cliente... 4 Visão Geral... 4 Instalação... 5 Pré-requisitos... 5 Passo a passo para a instalação...

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES 1 Conteúdo 1. LogWeb... 3 2. Instalação... 4 3. Início... 6 3.1 Painel Geral... 6 3.2 Salvar e Restaurar... 7 3.3 Manuais... 8 3.4 Sobre... 8 4. Monitoração... 9 4.1 Painel Sinóptico...

Leia mais

Manual de Instalação de Telecentros Comunitários. Ministério das Comunicações

Manual de Instalação de Telecentros Comunitários. Ministério das Comunicações Manual de Instalação de Telecentros Comunitários Ministério das Comunicações As informações contidas no presente documento foram elaboradas pela International Syst. Qualquer dúvida a respeito de seu uso

Leia mais

Modelo R02 - Volume 4 - Aplicativo Web Embarcado

Modelo R02 - Volume 4 - Aplicativo Web Embarcado Modelo R02 - Volume 4 - Aplicativo Web Embarcado INTRODUÇÃO O equipamento Prisma Super Fácil foi desenvolvido com a finalidade de registrar a frequência dos colaboradores obedecendo às especificações da

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Se ainda tiver dúvidas entre em contato com a equipe de atendimento: Por telefone: 0800 642 3090 Por e-mail atendimento@oisolucoespraempresas.com.br Introdução... 3 1. O que é o programa Oi Backup Empresarial?...

Leia mais

Portaria Express 3.0

Portaria Express 3.0 Portaria Express 3.0 A portaria do seu condomínio mais segura e eficiente. Com a preocupação cada vez mais necessária de segurança nos condomínio e empresas, investe-se muito em segurança. Câmeras, cercas,

Leia mais

Características... 3. Identificando a placa... 3. Esquema de ligação... 3. Parâmetros programados no painel de alarme... 4

Características... 3. Identificando a placa... 3. Esquema de ligação... 3. Parâmetros programados no painel de alarme... 4 P18640 - Rev. 0 Índice Características... 3 Identificando a placa... 3 Esquema de ligação... 3 Parâmetros programados no painel de alarme... 4 Instalação do software programador... 4 Instalação do cabo

Leia mais

Manual do Usuário REALTIME

Manual do Usuário REALTIME Manual do Usuário REALTIME Revisão: 00 Data: 17/01/2014 INDICE 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. Conteúdo da embalagem... 3 3. Formas de Autenticação... 3 4. Capacidade de Armazenamento de Usuários... 4 5. Alimentação

Leia mais

MANUAL CATRACAS GUIA DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO MANUAL CATRACAS GUIA DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO

MANUAL CATRACAS GUIA DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO MANUAL CATRACAS GUIA DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO MANUAL CATRACAS GUIA DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO MANUAL CATRACAS GUIA DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO APRESENTAÇÃO Parabéns! Você acaba de adquirir um produto Citrox. Desenvolvido com a mais avançada tecnologia

Leia mais

Renovação Online de Certificados Digitais A3 (Com Boleto Bancário)

Renovação Online de Certificados Digitais A3 (Com Boleto Bancário) Renovação Online de Certificados Digitais A3 (Com Boleto Bancário) Guia de Orientação Todos os direitos reservados. Imprensa Oficial do Estado S.A. 2013 Página 1 de 47 Índice PRÉ-REQUISITOS PARA INSTALAÇÃO...

Leia mais

3.000.000 de registros de candidatos e respondentes de pesquisa, número que continua crescendo.

3.000.000 de registros de candidatos e respondentes de pesquisa, número que continua crescendo. SUMÁRIO 1 1 - Conceitos Gerais O CRQ é um sistema de controle de qualidade utilizado na etapa de recrutamento de estudos de natureza qualitativa. Ele é um banco de dados que tem como principal objetivo

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO ODONTO TECHNOLOGY

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO ODONTO TECHNOLOGY MANUAL DE INSTALAÇÃO DO ODONTO TECHNOLOGY 1 Índice I - Prefácio...3 II - Instalação do tipo servidor...4 III Obter o nome do computador servidor...17 IV Instalação do tipo cliente...19 V Como inserir a

Leia mais

1- Requisitos mínimos. 2- Instalando o Acesso Full. 3- Iniciando o Acesso Full pela primeira vez

1- Requisitos mínimos. 2- Instalando o Acesso Full. 3- Iniciando o Acesso Full pela primeira vez Manual Conteúdo 1- Requisitos mínimos... 2 2- Instalando o Acesso Full... 2 3- Iniciando o Acesso Full pela primeira vez... 2 4- Conhecendo a barra de navegação padrão do Acesso Full... 3 5- Cadastrando

Leia mais

Instalando software MÉDICO Online no servidor

Instalando software MÉDICO Online no servidor Instalando software MÉDICO Online no servidor A máquina denominada Servidora é a que armazenará o banco de dados do software (arquivo responsável pelas informações inseridas), compartilhando com as demais

Leia mais

Manual do Usuário CFCWeb BA

Manual do Usuário CFCWeb BA ÍNDICE Acesso ao sistema... 2 Tela Principal... 3 Cadastro de Candidatos... 5 Agenda Teórico... 6 Agenda Prático... 7 Consulta Agendamentos do Candidato por Serviço... 9 Cadastro de Grade Horária... 10

Leia mais

SISCOF - Manual do Usuário

SISCOF - Manual do Usuário SISCOF - Manual do Usuário SERPRO / SUPDE / DECTA / DE901 SISTEMA DE CONTROLE DE FREQUÊNCIA Versão 1.2 Sumário SISCOF Sistema de Controle de Frequência 1. Login e Senha... 2 1.1 Como Efetuar Login No Sistema...

Leia mais

Manual de Instalação... 2 RECURSOS DESTE RELÓGIO... 3 1 - REGISTRANDO O ACESSO... 4 1.1 Acesso através de cartão de código de barras:...

Manual de Instalação... 2 RECURSOS DESTE RELÓGIO... 3 1 - REGISTRANDO O ACESSO... 4 1.1 Acesso através de cartão de código de barras:... 0 Conteúdo Manual de Instalação... 2 RECURSOS DESTE RELÓGIO... 3 1 - REGISTRANDO O ACESSO... 4 1.1 Acesso através de cartão de código de barras:... 4 1.2 Acesso através do teclado (digitando a matrícula):...

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

VISTORIA DO SISTEMA REGIN PREFEITURAS

VISTORIA DO SISTEMA REGIN PREFEITURAS Página 1 / 29 ÍNDICE ÍNDICE... 2 APRESENTAÇÃO... 3 MÓDULO DE ACESSO... 3 CONFIGURAÇÃO MÓDULO VISTORIA... 4 ANÁLISE DOS PROTOCOLOS... 5 CONTROLE DE EXPORTAÇÃO MÓDULO VISTORIA... 8 DISPOSITIVO REGIN PREFEITURA...

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Home -------------------------------------------------------------------------------------------------------- 7 2. Cadastros -------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Manual de Instalação START PREMIUM V 3.2.14

Manual de Instalação START PREMIUM V 3.2.14 Manual de Instalação START PREMIUM V 3.2.14 1/48 Este documento possui 46 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Novembro de 2013. Impresso no Brasil. Sujeito a alterações técnicas.

Leia mais

Manual de PRODUÇÃO ONLINE. Autorização e Faturamento

Manual de PRODUÇÃO ONLINE. Autorização e Faturamento Manual de PRODUÇÃO ONLINE 2 APRESENTAÇÃO A Unimed-Rio desenvolveu seu sistema de Produção Online, criado para facilitar a rotina de atendimento de seus médicos cooperados. Este sistema é composto por dois

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração MG-Soft

Manual de Instalação e Configuração MG-Soft Manual de Instalação e Configuração MG-Soft V 1.5.3 www.pinaculo.com.br (51)3541-0700 Sumário Apresentação... 3 1. Instalando o MG-Soft Server... 3 1.1. Liberar as portas do Firewall... 3 1.2. Autorun...

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura Ministério da Cultura MANUAL DO PROPONENTE: ADMINISTRATIVO VERSÃO 1.0 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 08/01/2013 1.0 Criação do documento. Aline Oliveira - MINC 3 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO...

Leia mais

Manual de Instrução do Administrador NETCONTROL Pacote 49

Manual de Instrução do Administrador NETCONTROL Pacote 49 Manual de Instrução do Administrador NETCONTROL Pacote 49 1 Sumário 1. Apresentação... 3 2. Iniciando... 3 1.1. Tela Principal do Administrador NetControl:... 3 1.2. Operações comuns do sistema... 4 2.

Leia mais

DRIVE CONTÁBIL NASAJON

DRIVE CONTÁBIL NASAJON DRIVE CONTÁBIL NASAJON Módulo Gestão de Documentos Versão 1.0 Manual do Usuário 1 Sumário Os Módulos do Gerenciador de NFe: Informações Básicas Primeiro Acesso: Requisitos Acesso ao Drive Contábil Nasajon

Leia mais

Guia de Inicialização para o Windows

Guia de Inicialização para o Windows Intralinks VIA Versão 2.0 Guia de Inicialização para o Windows Suporte 24/7/365 da Intralinks EUA: +1 212 543 7800 Reino Unido: +44 (0) 20 7623 8500 Consulte a página de logon da Intralinks para obter

Leia mais

LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 2823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 Atualizado em 13/11/06

LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 2823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 Atualizado em 13/11/06 LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 2823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 Atualizado em 13/11/06 MANUAL DE PROGRAMAÇÃO DO MÓDULO GUARITA HCS 2005 - Versão 4.04 Bem vindo ao guia rápido

Leia mais

Inteligência Embarcada Módulo de Inteligência Embarcada

Inteligência Embarcada Módulo de Inteligência Embarcada Inteligência Embarcada Módulo de Inteligência Embarcada - Para acessar o módulo deve-se ir ao menu FERRAMENTAS, sub-menu INTELIGÊNCIA EMBARCADA. O menu, ilustrado abaixo, contém as seguintes opções: Configurando

Leia mais

Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda.

Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. +55 41 3661-0100 Rua Rio Piquiri, 400 - Jardim Weissópolis - Pinhais/PR - Brasil CEP: 83322-010 CNPJ: 01.245.055/0001-24 Inscrição Estadual: 90.111.008-53

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0 09 de novembro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian. Manual do Produto

Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian. Manual do Produto Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian Manual do Produto Índice Introdução - Assistente do Certificado Digital Serasa Experian 3 1. Verificação de Ambiente 4 2. Instalação

Leia mais

3 - Tela Principal. Itens importantes da página

3 - Tela Principal. Itens importantes da página SUMÁRIO 1 1 - Conceitos Gerais O CRQ é um sistema de controle de qualidade utilizado na etapa de recrutamento de estudos de natureza qualitativa. Ele é um banco de dados que tem como principal objetivo

Leia mais

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge Manual do Usuário Versão 1.1 ExpressoMG 14/10/2015 Sumário 1. Apresentação... 4 1.1 Objetivos do Manual... 4 1.2 Público Alvo...

Leia mais

Sistemas Operacionais. Curso Técnico Integrado Profa: Michelle Nery

Sistemas Operacionais. Curso Técnico Integrado Profa: Michelle Nery Sistemas Operacionais Curso Técnico Integrado Profa: Michelle Nery Conteúdo Programático Virtual Box Instalação do Virtual Box Instalação do Extension Pack Criando uma Máquina Virtual Instalando o Windows

Leia mais

MANUAL. Objetivo: Descrever o procedimento de instalação e uso do equipamento e software.

MANUAL. Objetivo: Descrever o procedimento de instalação e uso do equipamento e software. MANUAL Objetivo: Descrever o procedimento de instalação e uso do equipamento e software. Público alvo: Instaladores, prestadores de serviços, técnicos de manutenção, TI e supervisores. Revisão D 09/02/2011

Leia mais

Procedimentos para configurar o Motion Detection no D-ViewCam 1 Para configurar o Motion Detection no D-ViewCam, é necessário que a câmera IP esteja

Procedimentos para configurar o Motion Detection no D-ViewCam 1 Para configurar o Motion Detection no D-ViewCam, é necessário que a câmera IP esteja Procedimentos para configurar o Motion Detection no D-ViewCam 1 Para configurar o Motion Detection no D-ViewCam, é necessário que a câmera IP esteja conectada ao software (D-ViewCam). 1 2 Abra o D-ViewCam

Leia mais

CERTIFICADO DIGITAL ARMAZENADO NO COMPUTADOR (A1) Manual do Usuário

CERTIFICADO DIGITAL ARMAZENADO NO COMPUTADOR (A1) Manual do Usuário Certificação Digital CERTIFICADO DIGITAL ARMAZENADO NO COMPUTADOR (A1) Manual do Usuário Guia CD-17 Público Índice 1. Pré-requisitos para a geração do certificado digital A1... 3 2. Glossário... 4 3. Configurando

Leia mais

Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR

Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR 1 Índice: 01- Acesso ao WEBMAIL 02- Enviar uma mensagem 03- Anexar um arquivo em uma mensagem 04- Ler/Abrir uma mensagem 05- Responder uma mensagem

Leia mais

MODEM USB LTE LU11. Manual do Usuário

MODEM USB LTE LU11. Manual do Usuário MODEM USB LTE LU11 Manual do Usuário 2 Tabela de Conteúdo Manual do Usuário... 1 1 Introdução... 3 2 Instalação... 4 3 Descrição da Interface do Cliente... 5 3 Conexão... 8 5 Mensagens SMS... 10 6 Contatos...

Leia mais

SERVIDOR HOTSPOT PARA HOTÉIS/POUSADAS - SMARTWEB MANUAL DE OPERAÇÕES

SERVIDOR HOTSPOT PARA HOTÉIS/POUSADAS - SMARTWEB MANUAL DE OPERAÇÕES SERVIDOR HOTSPOT PARA HOTÉIS/POUSADAS - SMARTWEB MANUAL DE OPERAÇÕES O SMARTWEB é um servidor baseado na plataforma Mikrotik que permite o gerenciamento e controle de acessos à internet. Libera acesso

Leia mais

1. StickerCenter... 3. 2. Menu Broadcast Stickers... 4. 3. Menu MyStickers... 9

1. StickerCenter... 3. 2. Menu Broadcast Stickers... 4. 3. Menu MyStickers... 9 1. StickerCenter... 3 1.1. O que é?... 3 1.2. O que são Stickers?... 3 1.3. Como acessar o StickerCenter?... 3 1.4. Como atualizar o StickerCenter?... 3 2. Menu Broadcast Stickers... 4 2.1. O que é?...

Leia mais

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 1 Sumário 1 - Instalação Normal do Despachante Express... 3 2 - Instalação do Despachante Express em Rede... 5 3 - Registrando o Despachante Express...

Leia mais

Produto: CL Titânio Assunto: Quais as funções que podem ser executadas no software client?

Produto: CL Titânio Assunto: Quais as funções que podem ser executadas no software client? Produto: CL Titânio Assunto: Quais as funções que podem ser executadas no software client? Assim que abrir o DVR Client, no canto superior direito há um grupo de opções denominado Login, preencha de acordo

Leia mais

Resumo das funcionalidades

Resumo das funcionalidades Resumo das funcionalidades Menu MENU Dados Cadastrais Atualizar Cadastro Troca Senha Grupo Usuários Incluir Atualizar Funcionários Incluir Atualizar Atualizar Uso Diário Importar Instruções Processar Status

Leia mais

Apresentação. Estamos à disposição para quaisquer dúvidas e sugestões! Atenciosamente, Equipe do Portal UNESC

Apresentação. Estamos à disposição para quaisquer dúvidas e sugestões! Atenciosamente, Equipe do Portal UNESC Sumário Apresentação... 1 1. Orientações Iniciais... 2 2. Recursos... 4 2.1 Rótulos... 4 2.2 Página de Texto Simples... 8 2.3 Página de Texto Formatado... 12 2.4 Site... 16 2.5 Arquivo... 21 2.6 Pasta

Leia mais

SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - STI

SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - STI AUTOR: MÁRIO SÉRGIO CINTRA CAMARGO ÍNDICE ACESSANDO O WEBMAIL... 04 TRABALHANDO COM O CORREIO ELETRÔNICO... 09 CONCEITOS BÁSICOS... 09 O VISUAL DO CORREIO ELETRÔNICO... 10 CONHECENDO A JANELA INICIAL DO

Leia mais

Manual do Usuário Cyber Square

Manual do Usuário Cyber Square Manual do Usuário Cyber Square Criado dia 27 de março de 2015 as 12:14 Página 1 de 48 Bem-vindo ao Cyber Square Parabéns! Você está utilizando o Cyber Square, o mais avançado sistema para gerenciamento

Leia mais

Versão 5.1 - português MANUAL DO USUÁRIO

Versão 5.1 - português MANUAL DO USUÁRIO Versão 5.1 - português MANUAL DO USUÁRIO Versão 5.1 - português Sistema Inteligente de Monitoramento Client Multimonitor Este manual serve como referência para a sua instalação e operação e traz informações

Leia mais

Conecta S_Line. 2.2 Downloads Para instalar o Conecta S_Line, basta acessar www.sline.com.br/downloads.aspx

Conecta S_Line. 2.2 Downloads Para instalar o Conecta S_Line, basta acessar www.sline.com.br/downloads.aspx 1 Introdução O Conecta S_Line permite que o laboratório envie à Central S_Line os resultados de exames gerados pelo Sistema de Informação Laboratorial (LIS) em forma de arquivos digitais. Todo o processo

Leia mais

Manual do usuário. Mobile Client

Manual do usuário. Mobile Client Manual do usuário Mobile Client Mobile Client Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Este manual serve como referência para a sua instalação e operação e traz

Leia mais

Expresso Livre Correio Eletrônico

Expresso Livre Correio Eletrônico Expresso Livre Correio Eletrônico 1. EXPRESSO LIVRE Para fazer uso desta ferramenta de correio eletrônico acesse seu Navegador de Internet e digite o endereço eletrônico expresso.am.gov.br. Figura 1 A

Leia mais

Manual de Instalação, Configuração e Uso

Manual de Instalação, Configuração e Uso Manual de Instalação, Configuração e Uso Este Manual destina-se ao usuário do sistema Smart Manager. É proibida a duplicação ou reprodução, no todo ou em parte, sob quaisquer formas ou qualquer meio, sem

Leia mais

Manual de Configuração e Utilização TabFisc Versão Mobile 09/2013 Pag. 1 MANUAL DE UTILIZAÇÃO TABLET VERSÃO MOBILE

Manual de Configuração e Utilização TabFisc Versão Mobile 09/2013 Pag. 1 MANUAL DE UTILIZAÇÃO TABLET VERSÃO MOBILE Pag. 1 MANUAL DE UTILIZAÇÃO TABLET VERSÃO MOBILE Pag. 2 INTRODUÇÃO Esse documento contém as instruções básicas para a utilização do TabFisc Versão Mobile (que permite ao fiscal a realização do seu trabalho

Leia mais

Manual. Rev 2 - junho/07

Manual. Rev 2 - junho/07 Manual 1.Desbloquear o software ------------------------------------------------------------------02 2.Botões do programa- --------------------------------------------------------------------- 02 3. Configurações

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO

Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO Versão 1.0 Julho/2012 ÍNDICE 1 REQUISITOS MÍNIMOS PARA INSTALAÇÃO... 4 1.1 Equipamento e Sistemas Operacionais 4 1.1.1

Leia mais

www.lojatotalseg.com.br

www.lojatotalseg.com.br Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. +55 41 3661-0100 Rua Rio Piquiri, 400 - Jardim Weissópolis - Pinhais/PR - Brasil CEP: 83322-010 CNPJ: 01.245.055/0001-24 Inscrição Estadual: 90.111.008-53

Leia mais

Conteúdo BIOTRONIC PLUS

Conteúdo BIOTRONIC PLUS 0 Conteúdo Manual de Instalação...3 RECURSOS DESTE RELÓGIO...5 1 - REGISTRANDO O ACESSO...7 1.1 Acesso através do sensor biométrico:...7 1.2 Acesso através de cartão de código de barras:...7 1.3 Acesso

Leia mais

Operações de Caixa. Versão 2.0. Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais

Operações de Caixa. Versão 2.0. Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais Operações de Caixa Versão 2.0 Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais Sumário Introdução... 3 Suprimento... 3 Sangria... 4 Abertura de Caixa... 6 Fechamento de Caixa...

Leia mais

Este documento consiste em 48 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Janeiro de 2010.

Este documento consiste em 48 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Janeiro de 2010. Manual de Configuração Este documento consiste em 48 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Janeiro de 2010. Impresso no Brasil. Sujeito a alterações técnicas. A reprodução

Leia mais

Controle de Acesso. Erika Araujo Analista de Sistemas

Controle de Acesso. Erika Araujo Analista de Sistemas Controle de Acesso Erika Araujo Analista de Sistemas VIDEO INSTITUCIONAL 9 Lojas em Minas 17 anos Treinamento Controle de Acesso Prédios Treinamento Controle de Acesso 7 Condomínios - Controle fluxo de

Leia mais

Copyright 2008-2012 IN9 Mídia Soluções Digitais Inc. Todos os Direitos Reservados.

Copyright 2008-2012 IN9 Mídia Soluções Digitais Inc. Todos os Direitos Reservados. 1 Conteúdo Capítulo 1... 4 Introdução... 4 Capítulo 2... 5 Instalando o Sistema de Gestão do Atendimento... 5 Instalando e configurando a máquina do Totem... 8 Alterando o Arquivo de Configuração... 9

Leia mais

Manual de utilização GDS Touch PAINEL TOUCH-SCREEN CONTROLE RESIDENCIAL INTERATIVO. Versão: 1.0 Direitos reservados.

Manual de utilização GDS Touch PAINEL TOUCH-SCREEN CONTROLE RESIDENCIAL INTERATIVO. Versão: 1.0 Direitos reservados. Bem Vindo GDS TOUCH Manual de utilização GDS Touch PAINEL TOUCH-SCREEN CONTROLE RESIDENCIAL INTERATIVO O GDS Touch é um painel wireless touchscreen de controle residencial, com design totalmente 3D, interativo

Leia mais