Representações Culturais no Brasil: Telenovela, Carnaval e Memória

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Representações Culturais no Brasil: Telenovela, Carnaval e Memória"

Transcrição

1 Representações Culturais no Brasil: Telenovela, Carnaval e Memória Clarice Greco 1 Ligia Maria Prezia Lemos 2 Rafaela Bernardazzi 3 Universidade de São Paulo - USP Resumo O Brasil é um país marcado por fortes representações culturais e manifestações populares. Destacamos no presente artigo dois dos principais símbolos da cultura brasileira: o carnaval e a telenovela. A telenovela é marca registrada da televisão brasileira, por fazer parte das famílias e da história nacional. O carnaval é uma festa popular mundialmente famosa, muito associada ao Brasil, que atrai turistas todos os anos. No ano de 2013, a escola de samba São Clemente levou para a Sapucaí elementos marcantes das telenovelas brasileiras. O desfile uniu esses dois símbolos nacionais e foi ao encontro de um tema que tem recebido grande atenção: a memória social. O artigo traz uma exploração inicial sobre a importância da memória social e afetiva para a preservação e continuidade das manifestações culturais e populares. Palavras-Chave: Ficção Televisiva Brasileira; Telenovela; Carnaval; Memória; OBITEL. Introdução Duas grandes matrizes da cultura brasileira, telenovela e carnaval, fazem o papel de fio condutor de nossa discussão sobre memória e televisão. Tanto a telenovela quanto o carnaval podem ser considerados um evento midiático popular (popular media event) que, entre outras coisas, imprime características de ritual que favorecem a integração das sociedades. (COULDRY; HEPP, 2010). São, portanto, duas representações culturais e simbólicas que fazem parte da memória coletiva nacional. A telenovela, ao longo dos anos de participação na vida familiar, tornou-se parte do cotidiano. A convivência diária e duradoura fez com que as histórias e personagens retratados passassem a integrar a memória dos telespectadores, tornando-se forte representação de 1 Doutoranda e Mestre em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo ECA-USP. Pesquisadora do Centro de Estudos de Telenovela (CETVN/ECA-USP) e do Observatório Ibero-americano de Ficção Televisiva (OBITEL). Bolsista FAPESP, n o. Processo: 2012/ Doutoranda e Mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo USP. Especialista em Gestão da Comunicação, pela mesma Instituição. Pesquisadora do Centro de Estudos de Telenovela (CETVN/ECA-USP) e do Observatório Ibero-americano de Ficção Televisiva (OBITEL). Bolsista CNPq. 3 Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo ECA-USP. Bolsista Capes. Pesquisadora do Centro de Estudos de Telenovela (CETVN/ECA-USP) e do Observatório Ibero-americano de Ficção Televisiva (OBITEL).

2 lembranças pessoais. Essa memória afetiva, no caso da televisão, adquire proporções coletivas, já que os mesmos programas cultuados por milhares de telespectadores permanecem vivos, cada um a sua maneira, na memória daqueles que os assistiram. Assim, relembrar uma telenovela é também relembrar uma época da vida. Ao mesmo tempo o carnaval também possui forte participação de todas as camadas populares e recebe grande atenção da mídia. De desfiles com carros alegóricos ao carnaval de clubes, a tradição carnavalesca no Brasil data de meados do século XXVII 4 e com o passar dos anos tornou-se a maior festa popular do País. A participação de foliões de todas as classes sociais e idades faz com que o carnaval seja, também, objeto presente na memória social e afetiva brasileira. Porém, mais do que isso, ele é capaz de recuperar e representar essa memória. Foi o que fez a Escola de Samba São Clemente no carnaval do Rio de Janeiro em 2013, que apresentou o tema Horário Nobre, uma representação dos marcos da história da telenovela. O tema foi tratado no capítulo do Brasil no Anuário Obitel da Ficção Televisiva 2013 (LOPES et. al, 2013), a partir das diversas representações da memória da ficção televisiva no Brasil. Para este artigo, focaremos em um estudo de caso do desfile da Escola São Clemente. A telenovela como memória social e afetiva O processo de recuperação da memória social reflete a forma com que os indivíduos se apropriam de determinados acontecimentos do passado, elaborando e incorporando à sua memória elementos, personagens, histórias, músicas, rituais e visões de mundo que reforçam sua identidade (HERSCHMANN; TROTTA, 2007, p. 72). Assim, ao longo dos últimos cinquenta anos, esse produto televisivo destacou-se, entre outras coisas, como forma de memória que registra, no curso do tempo, o processo de transformação da sociedade brasileira. (MOTTER, , p. 76). No caso da televisão, a afetividade adquire proporções coletivas. Os mesmos programas, cultuados por milhares de telespectadores, permanecem vivos, cada um à sua maneira, na memória daqueles que os assistiram. Essa memória coletiva confere outra dimensão às lembranças. Como explica Halbwachs (2006), se a lembrança própria pode se basear também na de outras pessoas que dela compartilham, aumenta a confiança na precisão 4 Brasil Escola. A história do carnaval no Brasil. Disponível em: Acesso em

3 da recordação. Assim, os fatos passados assumem importância maior e acreditamos revivê-lo com maior intensidade, porque não estamos mais sós ao representá-los para nós. (2006, p. 30). Quando assistimos a reprises ou a programas especiais que relembrem trechos das telenovelas, reavivamos as lembranças que são associadas aos elementos emocionais que fazem parte da história do próprio telespectador, então revivemos um determinado sentimento. Segundo Nora (1993), enquanto a história representa o passado, a memória é um fenômeno sempre atual, um elo vivido no eterno presente. Assim, a telenovela atua como um produtor e uma fonte de armazenamento de dados do presente atuando na composição da memória coletiva como uma vertente de grande potência pelo seu poder de abrangência e reiteração. (MOTTER, , p. 18). A memória renasce em figura coletiva apenas porque uma consciência individual tomou a decisão de fazê-lo pois, antes de tudo, é preciso ter vontade de memória (NORA, 1993, p. 22). Essa vontade de memória é impulsionada pelo fenômeno que a telenovela representa no Brasil, como narrativa da nação (LOPES, 2003), por promover a unidade e identidade nacional, criando um processo de culto à ficção. A telenovela, portanto, ao renovar aspectos da memória, é responsável por torná-la novamente um fenômeno coletivo. Ricoeur (2007) atenta, porém, para o fato de que é impossível narrar tudo. Os núcleos de ação, as personagens, o foro familiar, profissional etc. são escolhas do autor para contar determinada história. Mas para que isso aconteça, não basta o autor recolher testemunhos individuais. É necessário que as memórias tenham pontos de contato, que dialoguem, para que a lembrança seja reconstruída sobre uma base comum (HALBWACHS, 2006). Apenas fazendo parte do mesmo grupo podemos compreender que uma lembrança seja ao mesmo tempo reconhecida e reconstruída. A referência a determinados aspectos de uma ficção objetiva criar uma atmosfera de familiaridade com a maioria dos telespectadores, que possuem um repertório comum. Do mesmo modo, é possível que um grande número de lembranças ressurja porque outros provocaram as recordações. Esses outros representam a memória coletiva, que não precisa ser materialmente presente para suscitar lembranças comuns. No caso do desfile de carnaval que homenageou as telenovelas, a escola São Clemente apresentou um ponto de vista, por meio da ordem e divisão das alegorias, destacando personagens e títulos escolhidos pelo público. Porém, deste grupo, milhares de telespectadores fazem parte, por carregarem referenciais em comum. As representações da avenida estão presentes na memória coletiva, independentemente da ordem em que foram apresentadas. Aquela do carnaval foi uma das

4 possíveis reconstruções do objeto da lembrança de muitos. Nas palavras de Halbwachs, é fato que em cada consciência individual as imagens e os pensamentos que resultam dos diversos ambientes que atravessamos se sucedem segundo uma ordem nova e que, neste sentido, cada um de nós tem uma história (2006, p. 57). Esta que aqui focalizamos foi contada no carnaval. Carnaval, memória e telenovela Festa popular com raízes em povos antigos, o carnaval brasileiro está em constante processo de mutação e evolução sendo que, atualmente, as escolas de samba e os desfiles tornaram-se os grandes protagonistas (DAMATTA, 1997). Como representante do bairro do Botafogo, da Zona Sul da cidade do Rio de Janeiro, no Grupo Especial, a São Clemente foi buscar nas lembranças, na memória afetiva dos telespectadores, as telenovelas mais queridas do público. Para isso, o carnavalesco e os integrantes da escola de samba foram às ruas com a questão: Que novela marcou sua vida?. Cerca de 200 pessoas responderam, nas ruas da cidade, em diversos lugares de alta concentração como o Mercadão de Madureira e o Largo da Carioca, no próprio barracão da São Clemente e, também, na internet, no Facebook e no site da Escola de Samba 5. Entre todas as telenovelas, as mais votadas foram Que Rei Sou Eu e Roque Santeiro. Para Bosi (1987), a memória coletiva é feita, justamente, pela memória afetiva, pelas recordações de cada indivíduo capaz de memorizar e reter o que é significativo dentro de um conteúdo comum. A memória da pessoa é, portanto, intrinsecamente ligada à memória do grupo que, por sua vez, une-se à esfera maior da tradição que é, ao fim e ao cabo, a memória coletiva de cada sociedade (HALBWACHS, 2006). Aquelas lembranças recolhidas a partir das respostas obtidas nas entrevistas, das recordações pessoais daquela sociedade, foram reelaboradas e ressemantizadas criando a pauta do enredo que a Escola de Samba iria mostrar no desfile de carnaval: Pela memória, o passado não só vem à tona das águas presentes, misturando-se com as percepções imediatas, como também empurra, desloca estas últimas, ocupando o espaço todo da consciência (BOSI, 1987, p.9). Marilena Chaui 6 pontua que relembrar não é reviver, mas re-fazer. É reflexão, compreensão do agora a partir do outrora; é sentimento, reaparição do feito e do ido, não sua mera repetição. Assim, para a memória, fica o que significa. Retratando personagens e situações do universo das telas de televisão, 5 São Clemente abre segunda noite no Rio com homenagem a telenovelas. Portal G1. 11/02/ Apresentação do livro Memória e Sociedade de Ecléa Bosi.

5 o enredo do Grêmio Recreativo Escola de Samba São Clemente do Rio de Janeiro no Carnaval 2013 levou 3500 componentes para a avenida, divididos em 40 alas, que falavam dos telespectadores, dos produtores e artistas e, também, dos títulos, capítulos, cenas e personagens memoráveis de 54 telenovelas da Globo. Memória do futuro e transmidiação Atualmente é impossível falar da telenovela brasileira sem tratarmos do fenômeno da transmidiação, ou seja, do espalhamento do conteúdo e das audiências por múltiplas telas e plataformas. Registramos, assim, a telenovela brasileira na TV, nas mídias móveis, nas exteriores, na internet, em revistas, livros, TV paga e, nesse caso em particular, nas ruas, no carnaval. Esse espalhamento cria memórias e gera caminhos para construção de novas lembranças e, nesse sentido, podemos reiterar que Se queremos que nosso tempo seja lembrado com dignidade, devemos ajustar nossos instrumentos para avaliá-lo adequadamente. Nosso tempo se reduz a este agora, apenas um lapso entre os outros dois tempos. O futuro espera de nós, como seu passado, que o ajudemos a resolver os problemas do seu presente, o que pressupõe entender o nosso presente como memória do futuro (LOPES, 2004, p. 291). O Grêmio Recreativo Escola de Samba São Clemente faz de si instrumento ao concretizar memórias sociais e afetivas da telenovela no desfile da Sapucaí e, também, em seu site cujo endereço eletrônico 7 traz ao público informações sobre a escola e o desfile Horário Nobre. Construindo a memória do futuro, o design do site está estruturado de forma que a parte esquerda receba mais atenção, local no qual está posicionada a aba com links que levam a grande parte do conteúdo. A primeira informação que aparece ao usuário é um banner com a inscrição Favela informando o tema que será abordado pela escola no carnaval Na parte superior do site encontram-se botões sobre o último desfile apresentado pela escola, tais como: sinopse, samba enredo, fantasias, ficha técnica e fotos. A cabeça do site traz a foto de uma passista com a frase o preto e o amarelo, orgulho da gente! ao lado do brasão da escola. Em destaque, na parte central da página, informações recentes sobre a agremiação. Na aba lateral esquerda estão separados botões que disponibilizam mais informações sobre a história da escola, contando sobre a fundação da escola e a escolha das cores do brasão, sobre os presidentes que lideraram a escola a partir de 1980, os títulos conquistados, carnavais 7 Endereço eletrônico: <http://www.saoclemente.com.br/> Acessado em 06 de abril de 2013.

6 anteriores, traçando um histórico desde 1962 até o último, em A partir de 2007 a escola disponibiliza links direcionando para outra página com mais informações sobre cada desfile, como o samba enredo, posição que a escola ficou naquele ano, ficha técnica, sinopse e um vídeo com os desfiles completos. Outro botão direciona para o Centro Cultural, local responsável pela catalogação de arquivos históricos da escola, que oferece também oficinas de samba, fantasia, cavaquinho. O botão Boutique não é direcionado para uma página existente, dando erro ao ser clicado. E ao final da aba lateral o botão Quadra mostra detalhes da estrutura da quadra e sua localização com ligação ao site do Google Maps. Figura 1. Site oficial do Grêmio Recreativo Escola de Samba São Clemente O site conta também com uma área para participação do público, na aba lateral esquerda, a área Orgulho Clementino, onde são exibidas fotos enviadas por fãs que tatuaram alguma homenagem para a São Clemente e outra área para fãs que enviaram fotos vestindo camisa, boné, ou segurando bandeira da escola de samba em diversos lugares do mundo. Ainda na aba esquerda há uma área para contato com a São Clemente ou com a assessoria de imprensa em que o usuário pode redigir uma mensagem e enviar pelo site, ou entrar em contato pelo ou telefone da escola. Movendo para a parte inferior do site a escola reserva espaço para divulgação da

7 revista eletrônica 8, disponibilizada integralmente para visualização do público em duas línguas: português e inglês, contendo detalhes sobre o último desfile apresentado no carnaval. A revista desse ano de 2013, ao longo de suas 64 páginas, mostra os preparativos e as novidades que a agremiação trouxe para o desfile, que teve como samba enredo Horário Nobre, um passeio pelas novelas que mais marcaram o Brasil. O resultado da enquete foi mostrado no desfile da escola e consta na revista em forma de entrevistas e fotografias das fantasias e adereços, com explicação detalhada sobre cada ala. Figura 2. Revista eletrônica e vídeo do desfile disponíveis no site da escola de samba. A revista lembra partes da história da escola e sua ligação com o futebol, além de matérias com integrantes, velha guarda, as baianas, passistas, bateria, projetos desenvolvidos com a comunidade, como oficinas de bateria, e a ligação com público e integrantes da escola que participam de atividades complementares. Ao final da revista são expostas fotos dos fãs da São Clemente que tatuaram homenagens à escola. A parte inferior do site também traz fotos dos participantes da escola e disponibiliza o vídeo do desfile de 2013, transmitido pela Globo. 8 Revista eletrônica G.R.E.S. São Clemente: <http://www.eupensomais.com.br/revista/saoclemente/?pg=auth&evento=revista&idconvitedestino=saoclemente#/sao %20CLEMENTE/14>. Acessado em 06 de abril de 2013.

8 Figura 3. Página do Facebook do Grêmio Recreativo Escola de Samba São Clemente Ao final do site há botões para acessar as mídias sociais da São Clemente. O link para o Facebook direciona o usuário para uma fanpage 9 com 2806 usuários 10 cadastrados e o Youtube leva o interessado ao canal da São Clemente 11, com um vídeo disponível para visualização. O último conteúdo visível do site na parte inferior são os endereços do Centro Cultural São Clemente, do Barracão - Cidade do Samba e da quadra da escola. Vemos, assim, o carnaval inserido no ambiente das múltiplas plataformas da mesma maneira que observamos a telenovela brasileira que, atualmente, oferece ao telespectador cada vez mais possibilidades de acesso e interatividade nessas plataformas. Entre essas, destacamos ambiente mobile, sites, redes sociais, TV digital e mídia exterior ou, resumindo, a ideia de everywhere display (espalhado por todo o lugar) (MÉDOLA e REDONDO, 2009, p.146). O presente da memória: a telenovela no desfile de carnaval O enredo Horário Nobre apresentou as telenovelas que ficaram, que significaram para aqueles entrevistados pelo carnavalesco da Escola de Samba. Assim, no desfile, surgiram telenovelas como designadoras de setores temáticos inteiros, como Estrela Guia e Por Amor; 9 Facebook GRES São Clemente: <https://www.facebook.com/pages/gres-s%c3%a3o-clemente- OFICIAL/ >. Acessado em: 12 de abril de Dados atualizados dia 12 de abril de Youtube São Clemente: <http://www.youtube.com/channel/ucny5yzlyfle7cvljfqpmula?feature=guide>. Acessado em: 12 de abril de 2013.

9 ou representadas em grandes alas como Barriga de Aluguel, Brega e Chique e A Próxima Vítima; ou, ainda, descritas em tripés e carros alegóricos como Dancin Days, Gabriela e Caminho das Índias; todas elas parte significativa do imaginário e da cultura popular brasileira. Personagens marcantes destacaram-se tal como Crô, de Fina Estampa, personificado no figurino dos integrantes da bateria e, também, os principais ícones de nossa teledramaturgia como Carminha, Sinhozinho Malta, Odete Roitman e Escrava Isaura presentes na coreografia Espelho Mágico da Comissão de Frente. Em nosso estudo foi possível observar que a quantidade de reapresentações, de regravações, de apresentações no Vale a Pena Ver de Novo e de lançamentos em DVD podem ser instrumentos de reforço de memória. Um primeiro ponto a ser destacado foi que a construção da memória da telenovela específica para o desfile foi temática e não cronológica, o que possibilita várias abordagens e aproximações. Assim, ao organizar tal escolha na linha do tempo, constatamos que as telenovelas mais lembradas foram as das décadas de 1970 Selva de Pedra, O Bem Amado, Roque Santeiro, Dancin Days entre elas e de 1980 Ti-ti-ti, Sinhá Moça, O Salvador da Pátria, ambas com 14 obras citadas no desfile. Figura 4. Distribuição cronológica das telenovelas apresentadas Os anos 1970 e 1980 foram férteis em termos de produção e, principalmente, de audiência e repercussão da telenovela brasileira. Entre as obras mais representativas podemos citar Irmãos Coragem ( ), Selva de Pedra ( ), Pecado Capital ( ), O Astro ( ), Dancin Days ( ), Roque Santeiro ( ), Vale Tudo ( ), Tieta ( ) todas essas representadas no desfile. Realizamos, a seguir, levantamento com um detalhamento referente a reapresentações,

10 regravações, apresentações no Vale a Pena Ver de Novo e lançamentos em DVD das telenovelas presentes no desfile: Figura 5. Telenovelas do desfile: apresentações, reapresentações, regravações, Vale a Pena Ver de Novo e lançamentos em DVD Dessas 54 telenovelas apresentadas, 28 foram exibidas uma ou mesmo duas vezes no programa Vale a Pena Ver de Novo no horário vespertino da Globo; doze foram regravadas; uma reapresentada e sete saíram em DVD. Porém, apesar de oferecer um panorama das iniciativas de repetição como fator de reforço da memória, esses dados não nos oferecem um quadro preciso das repetições e sua consequente relação com a fixação na memória por apresentar números simples e não suas variáveis combinatórias. Figura 6. Telenovelas do desfile: apresentações, reapresentações, regravações, Vale a Pena Ver de Novo e lançamentos em DVD

11 Assim, buscamos outra aproximação em que pudéssemos observar, entre as possíveis, todas as combinações de repetição realizadas e que, dessa maneira, revelassem com qual obra o público teve maior contato. Tivemos, então, os seguintes resultados: das 54 telenovelas representadas no desfile da Escola de Samba São Clemente, 20 foram apresentadas apenas uma vez na televisão aberta; 15 estiveram presentes também no Vale a Pena Ver de Novo; duas foram apresentadas e, depois, regravadas; e três foram apresentadas e lançadas em DVD. Das 14 restantes, as combinações foram mais vastas e tivemos: cinco telenovelas que foram apresentadas, reapresentadas no Vale a Pena Ver de Novo e regravadas (Roque Santeiro, Gabriela, Dona Xepa, Ti-ti-ti e A Moreninha); três que foram reapresentadas duas vezes no Vale a Pena Ver de Novo (A Gata Comeu, Chocolate com Pimenta e Mulheres de Areia); e uma delas, além de reapresentada duas vezes no Vale a Pena Ver de Novo, também foi regravada (Sinhá Moça). Figura 7. Telenovelas do desfile: combinações de apresentações, reapresentações, regravações, Vale a Pena Ver de Novo e lançamentos em DVD Portanto, uma das telenovelas mais lembradas na pesquisa realizada pelos carnavalescos da Escola de Samba São Clemente, Roque Santeiro, foi apresentada, reapresentada no Vale a Pena Ver de Novo e regravada. A outra, Que Rei Sou Eu?, foi apresentada e lançada em DVD. Para Bosi (1987), a recordação é uma organização móvel cuja base varia entre um ou outro aspecto do passado e, por essa razão, há sistemas diferentes produzidos pela memória de cada um dos espectadores do mesmo fato, ou seja, cada indivíduo desenrola os fios da meada de diversas outras memórias e, assim, encontra

12 suas lembranças. Considerações finais A recuperação dos títulos, personagens e demais marcos das telenovelas durante o carnaval demonstra a presença marcante desse gênero televisivo no imaginário popular. O desfile de carnaval é em si uma manifestação do imaginário coletivo, que exalta tantas outras representações simbólicas. Em 2013, no desfile da Escola São Clemente, as telenovelas escolhidas pelo público representaram a memória social coletiva, uma vez que demonstram os elementos comuns a vários sujeitos. Os elos e intersecções da memória ressaltam características de determinadas telenovelas, que as tornam eternas. Ainda, a decisão de rememorar a telenovela à luz das lembranças dos telespectadores, a partir do carnaval, reforça a importância de se recordar. As telenovelas fizeram parte da vida de cada indivíduo que as acompanhou. Assim, se a memória é um fenômeno vivido no eterno presente (NORA, 1993), recordar as telenovelas passa a ser recordar nós mesmos, nosso passado, e refletir sobre nosso presente. E, portanto, imprescindível que a telenovela, enquanto produto histórico nacional e da cultura popular, não seja esquecida. E está na própria audiência a fonte dessas lembranças, que deve ser sempre alimentada. Figura 8. Comissão de frente

13 Referências BOSI, Ecléa. Memória e sociedade: lembranças de velhos. São Paulo: T.A.Queiroz, Editor, COULDRY, Nick; HEPP, Andreas. Introduction: Media events in globalized media cultures. In: COULDRY, Nick; HEPP, Andreas; KROTZ, Friedrich. Media events in a global age. New York: Routledge, DAMATTA, Roberto.Carnavais, malandros e heróis: Para uma sociologia do dilema brasileiro. Rio de Janeiro: Editora Rocco, HALBWACHS, Maurice. A Memória coletiva. Trad. Beatriz Sidou. São Paulo: Centauro, HERSCHMANN, Micael; TROTTA, Felipe. Memória e legitimação do Samba & Choro no imaginário nacional. In: RIBEIRO, Ana Paula Goulart; FERREIRA, Lucia Maria Alves. (orgs.) Mídia e Memória: a produção de sentidos nos meios de comunicação. Rio de Janeiro: Mauad X, LOPES, Maria Immacolata Vassallo de. A telenovela brasileira: uma narrativa sobre a nação. Comunicação & Educação, v.26. São Paulo, jan/abr, LOPES, Maria Immacolata Vassallo de. Telenovela: Internacionalização e Interculturalidade. São Paulo, Loyola, LOPES, Maria Immacolata Vassallo et al. Brasil: a telenovela como fenômeno midiático. In: Lopes, Maria Immacolata Vassallo de; Gómez, Guillermo Orozco. (Org.). Anuário OBITEL Porto Alegre: Sulina, 2013 (no prelo). MÉDOLA, Ana Silvia Lopes Davi e REDONDO, Léo V. A. Interatividade e pervasividade na produção da ficção televisiva brasileira no mercado digital. Matrizes / Revista do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da Universidade de São Paulo Volume 3, n.1. São Paulo: ECA/USP, MOTTER, Maria Lourdes. A telenovela: documento histórico e lugar de memória. Revista USP, São Paulo, n. 48, dez/fev p NORA, Pierre. Entre memória e história: a problemática dos lugares. Projeto História. Revista do Programa de Estudos Pós-graduados em história e do Departamento de História. PUC/SP. N 10. Dezembro/1993. RICOEUR, Paul. A memória, a história, o esquecimento. Campinas: Unicamp, 2007.

Guia Rápido de Utilização. Ambiente Virtual de Aprendizagem. Perfil Aluno

Guia Rápido de Utilização. Ambiente Virtual de Aprendizagem. Perfil Aluno Guia Rápido de Utilização Ambiente Virtual de Aprendizagem Perfil Aluno 2015 APRESENTAÇÃO O Moodle é um Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) open source¹. Esta Plataforma tornouse popular e hoje é utilizada

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

PORTAL EDUCACIONAL CLICKIDEIA. Ensino Fundamental (séries finais)

PORTAL EDUCACIONAL CLICKIDEIA. Ensino Fundamental (séries finais) PORTAL EDUCACIONAL CLICKIDEIA Ensino Fundamental (séries finais) O Clickideia é um portal educacional (www.clickideia.com.br), desenvolvido com o apoio do CNPq e da UNICAMP, que apresenta conteúdos didáticos

Leia mais

[SITE FÁCIL CDL MANUAL DO USUÁRIO]

[SITE FÁCIL CDL MANUAL DO USUÁRIO] Câmara de Dirigentes Lojistas [SITE FÁCIL CDL MANUAL DO USUÁRIO] Sumário 1. Controle de versão... 3 2. Objetivo... 4 3. Site fácil... 4 4. Acessando o sistema de gestão de conteúdo (SGC)... 5 5. Páginas

Leia mais

JORNALISMO CULTURAL ONLINE: EXPERIÊNCIAS DE COBERTURA JORNALÍSTICA DO SITE CULTURA PLURAL

JORNALISMO CULTURAL ONLINE: EXPERIÊNCIAS DE COBERTURA JORNALÍSTICA DO SITE CULTURA PLURAL 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( x ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA JORNALISMO

Leia mais

Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0

Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0 Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0 Adriano Lima Belo Horizonte 2011 SUMÁRIO Apresentação... 3 Acesso ao Ambiente Virtual de Aprendizagem AVA ESP-MG... 3 Programação do curso no AVA-ESPMG

Leia mais

Um Site Sobre Viagens...

Um Site Sobre Viagens... Um Site Sobre Viagens... www.cidadaodoplaneta.com.br contato@cidadaodoplaneta.com.br @caiofochetto 2 HISTÓRICO...03 CURRÍCULO...04 MÍDIAS DO SITE...05 PUBLICIDADE...06 ESTATÍSTICAS DE ACESSO...07 DADOS

Leia mais

Memória e Identidade na Telenovela Brasileira 1 Memory and Identity in the Brazilian Telenovela

Memória e Identidade na Telenovela Brasileira 1 Memory and Identity in the Brazilian Telenovela Memória e Identidade na Telenovela Brasileira 1 Memory and Identity in the Brazilian Telenovela Maria Immacolata Vassallo de Lopes 2 Resumo: O artigo aborda a telenovela brasileira como agente de construção

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Sumário Pré-requisitos para o Moodle... Entrar no Ambiente... Usuário ou senha esquecidos?... Meus cursos... Calendário... Atividades recentes...

Leia mais

Guia de Uso. O Pro-Treino tem uma divisão clara de funções, apresentada a seguir: E três tipos de usuários que executam as funções descritas acima:

Guia de Uso. O Pro-Treino tem uma divisão clara de funções, apresentada a seguir: E três tipos de usuários que executam as funções descritas acima: Sumário 1. Introdução... 2 2. Conceitos básicos... 2 2.1. Fluxo do sistema... 3 2.2. Acesso ao sistema... 4 2.2.1. Login... 4 2.2.2. Logoff... 4 2.2.3. Esqueci minha senha... 5 2.3. Conhecendo o Sistema...

Leia mais

Como usar o Portal Hydros

Como usar o Portal Hydros Como usar o Portal Hydros na Escola www.projetohydros.com Caro profissional da área da Educação, Há urgência em realizarmos ações concretas e cotidianas para preservar a água do planeta. E, sem dúvida,

Leia mais

COMO SE CONECTAR A REDE SOCIAL FACEBOOK? Passo-a-passo para criação de uma nova conta

COMO SE CONECTAR A REDE SOCIAL FACEBOOK? Passo-a-passo para criação de uma nova conta Universidade Federal de Minas Gerais Faculdade de Educação NÚCLEO PR@XIS Núcleo Pr@xis COMO SE CONECTAR A REDE SOCIAL FACEBOOK? Passo-a-passo para criação de uma nova conta Francielle Vargas* Tutorial

Leia mais

SocialDB Social Digital Library

SocialDB Social Digital Library Social Digital Library Laboratório L3P NARRATIVA DO PROJETO SOCIALDB 06/2015 Gestor de uma coleção "Sou produtor cultural (ou fotógrafo) e quero criar um lugar na internet com uma seleção de obras artísticas

Leia mais

SAC Sistema de Acompanhamento de Concessões Manual do Usuário

SAC Sistema de Acompanhamento de Concessões Manual do Usuário 70040-020 Brasília - DF SAC Manual do Usuário Sumário Assunto PÁGINA 1. Objetivos do Manual 3 2. Perfil do Usuário 3 2.1 Coordenador Institucional 3 3. Acesso ao Sistema SAC 3 3.1 Endereço de acesso 3

Leia mais

Manual de Gerenciamento de Conteúdo

Manual de Gerenciamento de Conteúdo Manual de Gerenciamento de Conteúdo 1 Sumário 1) O que é um Gerenciador de Conteúdo...3 2) Como o Site está Estruturado...3 3) Como Gerenciar o Conteúdo do Site...5 3.1) Adicionar Itens no Menu de Navegação...6

Leia mais

Como Criar uma Aula? Na página inicial do Portal do Professor, acesse ESPAÇO DA AULA: Ao entrar no ESPAÇO DA AULA, clique no ícone Criar Aula :

Como Criar uma Aula? Na página inicial do Portal do Professor, acesse ESPAÇO DA AULA: Ao entrar no ESPAÇO DA AULA, clique no ícone Criar Aula : Como Criar uma Aula? Para criar uma sugestão de aula é necessário que você já tenha se cadastrado no Portal do Professor. Para se cadastrar clique em Inscreva-se, localizado na primeira página do Portal.

Leia mais

Guia Básico de Utilização da Biblioteca Virtual da FAPESP. Thais Fernandes de Morais Fabiana Andrade Pereira

Guia Básico de Utilização da Biblioteca Virtual da FAPESP. Thais Fernandes de Morais Fabiana Andrade Pereira Guia Básico de Utilização da Biblioteca Virtual da FAPESP Thais Fernandes de Morais Fabiana Andrade Pereira Centro de Documentação e Informação da FAPESP São Paulo 2015 Sumário Introdução... 2 Objetivos...

Leia mais

Guia Prático de Acesso

Guia Prático de Acesso Guia Prático de Acesso 1. Como acessar o novo e-volution? O acesso ao novo e-volution é feito através do endereço novo.evolution.com.br. Identifique abaixo as possíveis formas de acesso: 1.1 Se você já

Leia mais

Manual de Publicaça o no Blog da Aça o TRIBOS nas Trilhas da Cidadania

Manual de Publicaça o no Blog da Aça o TRIBOS nas Trilhas da Cidadania Manual de Publicaça o no Blog da Aça o TRIBOS nas Trilhas da Cidadania Sumário Objetivos do Blog... 2 Log-in... 3 Esqueci minha senha... 4 Utilizando o Blog... 5 Encontrando seu Blog... 5 Conhecendo o

Leia mais

BIBLIOTECA ANACOM MANUAL DO UTILIZADOR

BIBLIOTECA ANACOM MANUAL DO UTILIZADOR BIBLIOTECA ANACOM MANUAL DO UTILIZADOR ÍNDICE Biblioteca ANACOM - Manual do utilizador... 2 Página de entrada... 3 Barra de menus da Biblioteca ANACOM... 3 Tipos de pesquisa... 3 Pesquisa simples... 3

Leia mais

Thursday, October 18, 12

Thursday, October 18, 12 O Site Legado do IFP é uma comunidade online e global dos ex-bolsistas do programa. É um recurso e um lugar para você publicar notícias profissionais, recursos e teses para a comunidade global do IFP,

Leia mais

Guia de Ambientação Março/2011

Guia de Ambientação Março/2011 Guia de Ambientação Março/2011 APRESENTAÇÃO Caro cursista, Bem vindo ao Guia de Ambientação. Este documento é dirigido a você, participante. Com ele, você conhecerá como está estruturada a interface de

Leia mais

Anote aqui as informações necessárias:

Anote aqui as informações necessárias: banco de mídias Anote aqui as informações necessárias: URL E-mail Senha Sumário Instruções de uso Cadastro Login Página principal Abrir arquivos Área de trabalho Refine sua pesquisa Menu superior Fazer

Leia mais

Como funciona o site treinamento técnico ON-LINE?

Como funciona o site treinamento técnico ON-LINE? Manual do Usuário INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO TREINAMENTO ON LINE A ATIC Tecnologia do Brasil Ltda. com o objetivo de atender aos seus diversos clientes, oferece treinamentos EAD - Educação a Distância

Leia mais

Manual do Painel Administrativo

Manual do Painel Administrativo Manual do Painel Administrativo versão 1.0 Autores César A Miggiolaro Marcos J Lazarin Índice Índice... 2 Figuras... 3 Inicio... 5 Funcionalidades... 7 Analytics... 9 Cidades... 9 Conteúdo... 10 Referência...

Leia mais

Como criar o Facebook da sua loja

Como criar o Facebook da sua loja Como criar o Facebook da sua loja Criar um perfil no Facebook para sua loja é muito fácil, basta seguir os passos que listamos abaixo para você. Lembre-se: Você só pode criar um perfil, para convidar amigos,

Leia mais

ÍNDICE MANUAL SITE ADMINISTRÁVEL TV. 1. Introdução 2. Acessando o site administrável/webtv SITE ADMINISTRÁVEL 3. CONFIGURAÇÕES

ÍNDICE MANUAL SITE ADMINISTRÁVEL TV. 1. Introdução 2. Acessando o site administrável/webtv SITE ADMINISTRÁVEL 3. CONFIGURAÇÕES MANUAL SITE ADMINISTRÁVEL TV ÍNDICE 1. Introdução 2. Acessando o site administrável/webtv SITE ADMINISTRÁVEL 3. CONFIGURAÇÕES 3.1 - Dados Cadastrais 3.2 - Noticias 3.3 Redes Sociais 3.4 - Player 4. DESIGN

Leia mais

PORTAL EMPRESA SIMPLES Registro e Licenciamento de Empresas MANUAL RLE. Baixa Simplificada de Empresas

PORTAL EMPRESA SIMPLES Registro e Licenciamento de Empresas MANUAL RLE. Baixa Simplificada de Empresas PORTAL EMPRESA SIMPLES Registro e Licenciamento de Empresas MANUAL RLE Baixa Simplificada de Empresas 2 Sumário 1 Como preparar o computador para uso do certificado digital...04 2 Primeiro Acesso: Cadastro

Leia mais

CONCEITO: Moodle Moodle Moodle Moodle

CONCEITO: Moodle Moodle Moodle Moodle NE@D - Moodle CONCEITO: O Moodle é uma plataforma de aprendizagem a distância baseada em software livre. É um acrônimo de Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment (ambiente modular de aprendizagem

Leia mais

Eletiva VOCÊ EM VÍDEO

Eletiva VOCÊ EM VÍDEO Eletiva VOCÊ EM VÍDEO E.E. Princesa Isabel Número da sala e sessão Professor(es) Apresentador(es): Adriana Prado Aparecida Pereira da Silva Realização: Foco A Escola Estadual Princesa Isabel, por meio

Leia mais

Tutorial USERADM. Inserindo conteúdos no site

Tutorial USERADM. Inserindo conteúdos no site Tutorial USERADM Inserindo conteúdos no site Como acessar o Administrador de Conteúdos do site? 1. Primeiramente acesse o site de sua instituição, como exemplo vamos utilizar o site da Prefeitura de Aliança-TO,

Leia mais

iconnect 3.3 Atualizações Pesquisa Dinâmica

iconnect 3.3 Atualizações Pesquisa Dinâmica iconnect 3.3 Atualizações Pesquisa Dinâmica Conteúdo iconnect 3.3 Atualizações Pesquisa Dinâmica... 3 1. Feedback do Cliente...3 1.1 Feedback do Cliente no Email da Pesquisa Dinâmica... 3 1.2 Página de

Leia mais

CARACTERÍSTICAS OBJETIVOS PRODUTOS

CARACTERÍSTICAS OBJETIVOS PRODUTOS INTRODUÇÃO Niterói - cidade considerada digital já em 1999 é uma das mais conectadas em banda larga do país. Na cidade conhecida por seus belos casarões, museus e centros culturais, foi criada em agosto

Leia mais

Sistema de Gestão de Recursos de Aprendizagem

Sistema de Gestão de Recursos de Aprendizagem Sistema de Gestão de Recursos de Aprendizagem Ambiente Virtual de Aprendizagem (Moodle) - - Atualizado em 29/07/20 ÍNDICE DE FIGURAS Figura Página de acesso ao SIGRA... 7 Figura 2 Portal de Cursos... 8

Leia mais

3 - Tela Principal. Itens importantes da página

3 - Tela Principal. Itens importantes da página SUMÁRIO 1 1 - Conceitos Gerais O CRQ é um sistema de controle de qualidade utilizado na etapa de recrutamento de estudos de natureza qualitativa. Ele é um banco de dados que tem como principal objetivo

Leia mais

Internet: Site da Simonsen e Secretaria Online

Internet: Site da Simonsen e Secretaria Online Capítulo 9 Internet: Site da Simonsen e Secretaria Online 9.1 Introdução a Internet A palavra Internet é o resultado da junção dos termos inter (internacional) e net (rede), e é o nome da grande rede mundial

Leia mais

Mapa Musical da Bahia 2014 FAQ

Mapa Musical da Bahia 2014 FAQ Mapa Musical da Bahia 2014 FAQ 1. O que é o Mapa Musical da Bahia? O Mapa Musical da Bahia é uma ação da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB) para mapear, reconhecer e promover a difusão da música

Leia mais

1 EDUCAÇÃO INFANTIL LINGUAGEM A GALINHA RUIVA. Guia Didático do Objeto Educacional Digital

1 EDUCAÇÃO INFANTIL LINGUAGEM A GALINHA RUIVA. Guia Didático do Objeto Educacional Digital Guia Didático do Objeto Educacional Digital LINGUAGEM 1 EDUCAÇÃO INFANTIL A GALINHA RUIVA Este Objeto Educacional Digital (OED) está relacionado ao tema da Unidade 3 do Livro do Aluno. LINGUAGEM A GALINHA

Leia mais

Tribunal Regional Federal da 1 a Região

Tribunal Regional Federal da 1 a Região Tribunal Regional Federal da 1 a Região Sistema de Transmissão Eletrônica de Atos Processuais e-proc Manual do Usuário 1 1. Disposições Provisórias O Sistema de Transmissão Eletrônica de Atos Processuais

Leia mais

Passo a Passo. Portal Hydros. www.projetohydros.com

Passo a Passo. Portal Hydros. www.projetohydros.com Passo a Passo Portal Hydros www.projetohydros.com Caro internauta, Você está a um clique de conhecer o Projeto Hydros e tudo o que temos feito, para sensibilizar e conscientizar as pessoas e organizações

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DAS MÍDIAS SOCIAIS CLUBE TURISMO

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DAS MÍDIAS SOCIAIS CLUBE TURISMO MANUAL DE UTILIZAÇÃO DAS MÍDIAS SOCIAIS CLUBE TURISMO INTRODUÇÃO: As mídias sociais estão cada vez mais presentes no dia-a-dia das pessoas, oferecendo soluções e transformando as relações pessoais e comerciais.

Leia mais

Navegando no produto e utilizando esse material de apoio, você descobrirá os benefícios do IOB Online Regulatório, pois só ele é:

Navegando no produto e utilizando esse material de apoio, você descobrirá os benefícios do IOB Online Regulatório, pois só ele é: 1. CONCEITO Completo, prático e rápido. Diante do aumento da complexidade da tributação e do risco fiscal, pelos desafios de conhecimento e capacitação e pela velocidade para acompanhar mudanças na legislação,

Leia mais

Email marketing: os 10 erros mais comuns

Email marketing: os 10 erros mais comuns Email marketing: os 10 erros mais comuns Publicado em: 18/02/2008 Não ter permissão dos contatos para enviar mensagens Um dos princípios fundamentais do email marketing é trabalhar apenas com contatos

Leia mais

Manual Q-Acadêmico 2.0 Módulo Web - Aluno

Manual Q-Acadêmico 2.0 Módulo Web - Aluno Manual Q-Acadêmico 2.0 Módulo Web - Aluno Índice 1 Acessando o sistema via internet...3 2 Funcionalidades...6 2.1 Horário Individual...7 2.2 Calendário Acadêmico...8 2.3 Biblioteca...9 2.3.1 Consultar

Leia mais

Midia Kit Dados setembro/2015 (08/08/15 06/09/15)

Midia Kit Dados setembro/2015 (08/08/15 06/09/15) Midia Kit Dados setembro/2015 (08/08/15 06/09/15) A marca: A marca Bom Gosto por Gabriela Rossi engloba o site Blog do Bom Gosto (www.blogdobomgosto.com), que aborda os temas gastronomia/bem-estar/moda;

Leia mais

1ª PARTE DIÁRIOS ELETRÔNICOS

1ª PARTE DIÁRIOS ELETRÔNICOS 1 1ª PARTE DIÁRIOS ELETRÔNICOS 1.ACESSANDO O SITE DA FEOL 1.1 Endereço do Site O endereço para acessar o site da Fundação Educacional de Oliveira é: www.feol.com.br Obs: experimente digitar apenas feol.com.br

Leia mais

INSTRUMENTO NORMATIVO 004 IN004

INSTRUMENTO NORMATIVO 004 IN004 1. Objetivo Definir um conjunto de critérios e procedimentos para o uso do Portal Eletrônico de Turismo da Região disponibilizado pela Mauatur na Internet. Aplica-se a todos os associados, empregados,

Leia mais

Oficina de Inclusão Tecnológica

Oficina de Inclusão Tecnológica 1 Oficina de Inclusão Tecnológica Ementa: O curso LinkedIn apresenta, de forma geral, como desenvolver seu networking através desta rede social. Demonstra como fazer parte dela (inscrição), montagem do

Leia mais

SISTEMA PATRIMÔNIO WEB

SISTEMA PATRIMÔNIO WEB UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Subcomissão de Patrimônio - GEFIM REITORIA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO COMPATRIM/GEFIM SISTEMA PATRIMÔNIO WEB Manual do usuário v.1.1 Sumário Introdução... 4 Fluxo das Principais

Leia mais

Pesquisas e Contagens

Pesquisas e Contagens Reforço escolar M ate mática Pesquisas e Contagens Dinâmica 1 1ª Série 1º Bimestre DISCIPLINA SÉRIE CAMPO CONCEITO Matemática Ensino Médio 1ª Numérico Aritmético Conjuntos Aluno Primeira Etapa Compartilhar

Leia mais

O PAPEL DA AGÊNCIA DE JORNALISMO DA UEPG NO FOMENTO À PRODUÇÃO DE NOTÍCIAS INSTITUCIONAIS NA WEB

O PAPEL DA AGÊNCIA DE JORNALISMO DA UEPG NO FOMENTO À PRODUÇÃO DE NOTÍCIAS INSTITUCIONAIS NA WEB 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( X ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA O PAPEL DA

Leia mais

REDE PRÓ-MENINO. ECTI - Escola no Combate ao Trabalho Infantil ATIVIDADE MÓDULO 2 (COLAGEM) EM INTEGRAÇÃO COM O MÓDULO 1- B (ENTREVISTA)

REDE PRÓ-MENINO. ECTI - Escola no Combate ao Trabalho Infantil ATIVIDADE MÓDULO 2 (COLAGEM) EM INTEGRAÇÃO COM O MÓDULO 1- B (ENTREVISTA) REDE PRÓ-MENINO ECTI - Escola no Combate ao Trabalho Infantil CURSISTA: JACKELYNE RIBEIRO CINTRA MORAIS CPF: 014275241-06 ATIVIDADE MÓDULO 2 (COLAGEM) EM INTEGRAÇÃO COM O MÓDULO 1- B (ENTREVISTA) Características

Leia mais

1. Objetivos do curso 2. 2 Comunicação Interna (CI) 13 3 Ofício 18 4 DEFINIÇÕES GERAIS 23 5 CONCLUSÃO 27

1. Objetivos do curso 2. 2 Comunicação Interna (CI) 13 3 Ofício 18 4 DEFINIÇÕES GERAIS 23 5 CONCLUSÃO 27 1. Objetivos do curso 2 Introdução 2 Funções do Sistema: 2 Da Comunicação Interna: 3 o Enviadas: 3 o Recebidas: 3 o Com Cópia Pessoal: 3 Ofícios 4 o Enviados: 4 o Recebidas com Cópia: 5 Contatos Externos:

Leia mais

Seminário Sobre Reunir Registros

Seminário Sobre Reunir Registros Seminário Sobre Reunir Registros Esta lição e seus recursos de aprendizado podem ser usados para preparar um seminário de três a quatro horas sobre preparar, reunir, processar e entregar os registros a

Leia mais

CONCEITOS. Artes História do retrato-pintura. História do retrato-fotografia. Arte e tecnologia. Matemática Transformações.

CONCEITOS. Artes História do retrato-pintura. História do retrato-fotografia. Arte e tecnologia. Matemática Transformações. Sala de Professor MESTRE JÚLIO: RETRATO PINTADO CONCEITOS Artes História do retrato-pintura. História do retrato-fotografia. Arte e tecnologia. Matemática Transformações. Sociologia Indústria cultural.

Leia mais

Tudo que você precisa saber para desenvolver uma página criativa que destaque sua empresa no facebook.

Tudo que você precisa saber para desenvolver uma página criativa que destaque sua empresa no facebook. Tudo que você precisa saber para desenvolver uma página criativa que destaque sua empresa no facebook. 29 de fevereiro de 2012: Nesta data todos os administradores de página receberam a notícia de que

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM FORMAÇÃO CIENTÍFICA, EDUCACIONAL E TECNOLÓGICA PPGFCET

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM FORMAÇÃO CIENTÍFICA, EDUCACIONAL E TECNOLÓGICA PPGFCET UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM FORMAÇÃO CIENTÍFICA, EDUCACIONAL E TECNOLÓGICA PPGFCET KARLA PATRÍCIA GOMES COSTA ARTICULAÇÃO DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

Leia mais

ESTUDO DA MELHOR METODOLOGIA PARA A DIFUSÃO DE VÍDEOS EXPLICATIVOS DE FENÔMENOS METEOROLÓGICOS

ESTUDO DA MELHOR METODOLOGIA PARA A DIFUSÃO DE VÍDEOS EXPLICATIVOS DE FENÔMENOS METEOROLÓGICOS Ana Beatriz Mesquita (CPTEC/INPE) ESTUDO DA MELHOR METODOLOGIA PARA A DIFUSÃO DE VÍDEOS EXPLICATIVOS DE FENÔMENOS METEOROLÓGICOS Metodologia do trabalho realizado referente a gravação e expansão dos vídeos

Leia mais

Lição 2: O que Faz um Canal Funcionar?

Lição 2: O que Faz um Canal Funcionar? Lição 2: O que Faz um Canal Funcionar? Nesta lição, daremos uma olhada em todas as partes de um canal do YouTube e veremos como cada parte contribui para o tempo de exibição. Lição 2.1 - Benefícios do

Leia mais

Galeria de Fotos - Fevereiro

Galeria de Fotos - Fevereiro Galeria de Fotos - Fevereiro CARNAVAL 2012 O BAND.COM.BR traz a cobertura completa da maior festa popular brasileira e mostra como o Carnaval é comemorado de diferentes formas em cada estado. A sua marca

Leia mais

O jornal comunitário como instrumento de reconhecimento social. Moema Novais Costa 1 Angelo Sottovia Aranha 2

O jornal comunitário como instrumento de reconhecimento social. Moema Novais Costa 1 Angelo Sottovia Aranha 2 O jornal comunitário como instrumento de reconhecimento social Moema Novais Costa 1 Angelo Sottovia Aranha 2 RESUMO O Voz do Nicéia é um projeto de extensão da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação

Leia mais

MAIS IMPORTANTE GUIA DO RIO DE JANEIRO VEJA RIO é plural como as atrações cariocas e traz em suas páginas o espírito típico dos moradores da cidade.

MAIS IMPORTANTE GUIA DO RIO DE JANEIRO VEJA RIO é plural como as atrações cariocas e traz em suas páginas o espírito típico dos moradores da cidade. MAIS IMPORTANTE GUIA DO RIO DE JANEIRO VEJA RIO é plural como as atrações cariocas e traz em suas páginas o espírito típico dos moradores da cidade. É o mais importante e confiável guia de lazer e cultura

Leia mais

INSTRUÇÕES DO PORTAL PÓS-VENDAS MUELLER

INSTRUÇÕES DO PORTAL PÓS-VENDAS MUELLER INSTRUÇÕES DO PORTAL PÓS-VENDAS MUELLER O acesso ao Portal deve ser feito através do site da Mueller sendo www.mueller.ind.br. Logo abaixo, o posto deverá clicar no rodapé da página em Intranet/Extranet.

Leia mais

História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo

História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo Morgana Hamester História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo Contexto atual Modelização digital contemporaneidade;

Leia mais

Esse tutorial visa apresentar as principais funcionalidades do Editor de Roteiro de Aprendizagem do Portal Clickideia.

Esse tutorial visa apresentar as principais funcionalidades do Editor de Roteiro de Aprendizagem do Portal Clickideia. Sumário Introdução... 1 Objetivos... 1 Instruções para utilização do Tutorial... 1 Metodologia... 2 Apresentação do Editor de Roteiro de Aprendizagem... 2 Inserir Roteiro de Aprendizagem... 3 Meus Roteiros...

Leia mais

Com fantasias, alunos do Infantil dançaram as marchinhas do Carnaval

Com fantasias, alunos do Infantil dançaram as marchinhas do Carnaval FourC leva o sambódromo para a Escola, unindo diversão e aprendizagem Máscaras, samba-enredo, alegorias, fantasias e muita alegria aliada ao estudo, o aprendizado e a diversão! Foi assim o Carnaval na

Leia mais

Alterações/Desenvolvimento - Sistema OnixNet / TrucksNet

Alterações/Desenvolvimento - Sistema OnixNet / TrucksNet Alterações/Desenvolvimento - Sistema OnixNet / TrucksNet Comercial Cadastros o (202) Cadastro de Vendedores Flag Enviar Previsão: Flag Enviar Previsão: Foi inserido um novo flag no cadastro de vendedores.

Leia mais

Mário Severiano site: www.projetoweb.inf.br Tel.: 11 2758-1238 e 97519-1464 mseveriano@projetoweb.inf.br

Mário Severiano site: www.projetoweb.inf.br Tel.: 11 2758-1238 e 97519-1464 mseveriano@projetoweb.inf.br Mário Severiano site: www.projetoweb.inf.br Tel.: 11 2758-1238 e 97519-1464 mseveriano@projetoweb.inf.br A otimização têm como finalidade fazer com que o Google enxergue um site e o apresente como resposta

Leia mais

Guia Como Baixar e Usar Dados Geográficos do IBGE

Guia Como Baixar e Usar Dados Geográficos do IBGE Guia Como Baixar e Usar Dados Geográficos do IBGE Guia Como Baixar e Usar Dados Geográficos do IBGE Este guia vai ajudar você a pesquisar e encontrar dados geoespaciais no Portal de Mapas do Instituto

Leia mais

LeYa Educação Digital

LeYa Educação Digital Índice 1. Conhecer o 20 Aula Digital... 4 2. Registo no 20 Aula Digital... 5 3. Autenticação... 6 4. Página de entrada... 7 4.1. Pesquisar um projeto... 7 4.2. Favoritos... 7 4.3. Aceder a um projeto...

Leia mais

Agregue cultura à SUA MARCA. mídia kit 2015

Agregue cultura à SUA MARCA. mídia kit 2015 Agregue cultura à SUA MARCA mídia kit COMERCIAL Anúncios e Parcerias (11) 2690-6990 comercial@vadecultura.com.br AGENDA Sugestões de Eventos (11) 95239 7034 agenda@vadecultura.com.br REDAÇÃO Sugestões

Leia mais

MÓDULO PROTOCOLO Manual do Usuário

MÓDULO PROTOCOLO Manual do Usuário MÓDULO PROTOCOLO Manual do Usuário Sumário 1. OBJETIVO... 3 2. TÓPICOS ABORDADOS...3 3. PARA ENTRAR NO SIM...3 4. PARA ALTERAR SENHA...3 5. ACESSO AOS MÓDULOS... 4 6. APRESENTANDO A TELA INICIAL...4 7.

Leia mais

Midia Kit Dados OUTUBRO 2015 (31/08/15 29/09/15)

Midia Kit Dados OUTUBRO 2015 (31/08/15 29/09/15) Midia Kit Dados OUTUBRO 2015 (31/08/15 29/09/15) A marca: A marca Bom Gosto por Gabriela Rossi engloba o site Blog do Bom Gosto (www.blogdobomgosto.com), que aborda os temas gastronomia/bem-estar/moda;

Leia mais

Planos estratégicos de comunicação 2013/2014 Programa Áreas Protegidas da Amazônia - ARPA

Planos estratégicos de comunicação 2013/2014 Programa Áreas Protegidas da Amazônia - ARPA 1. Plano de Comunicação interna 1.1 Aspectos estruturantes 1.1.1 Objetivo O objetivo maior do plano de comunicação interna é fortalecer a gestão do Programa Arpa, a coesão entre parceiros e agentes diretamente

Leia mais

Copyright 2004/2015 - VLC

Copyright 2004/2015 - VLC Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Perguntas Frequentes Versão 8.1 Atualizado em 26/08/2015 Copyright 2004/2015 - VLC As informações contidas neste caderno de Perguntas e Respostas são de propriedade da

Leia mais

Gestão de marcas nas redes sociais Claudia Palma

Gestão de marcas nas redes sociais Claudia Palma Gestão de marcas nas redes sociais Claudia Palma Claudia Palma claudia@agenciabrowse.com.br @claudinhapalma facebook.com/claudinhaclaudinhapalma linkedin.com/in/claudinhapalma Facebook para começar Crie

Leia mais

Entrevista da Professora Rosa Trombetta à rádio Jovem Pan.

Entrevista da Professora Rosa Trombetta à rádio Jovem Pan. Entrevista da Professora Rosa Trombetta à rádio Jovem Pan. A Professora Rosa Trombetta, Coordenadora de Cursos da FIPECAFI aborda o assunto elearning para os ouvintes da Jovem Pan Online. Você sabe o que

Leia mais

PALAVRAS CHAVE: Jornalismo. Projeto de Extensão. Programa Ade!. Interatividade.

PALAVRAS CHAVE: Jornalismo. Projeto de Extensão. Programa Ade!. Interatividade. 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: ( x ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA

Leia mais

Assessoria de Comunicação & Marketing Assessoria de Imprensa e Divulgação Científica

Assessoria de Comunicação & Marketing Assessoria de Imprensa e Divulgação Científica Assessoria de Comunicação & Marketing Assessoria de Imprensa e Divulgação Científica Monitoramento das Notícias da UNISUL Dia 27 de Fevereiro de 2013 JORNAIS Sobre a saúde e a doença no Mundo Diário Catarinense

Leia mais

MEMÓRIA SOCIAL - UM REGISTRO DE COSTUMES DA SOCIEDADE DE JOÃO PESSOA NO SÉCULO XX

MEMÓRIA SOCIAL - UM REGISTRO DE COSTUMES DA SOCIEDADE DE JOÃO PESSOA NO SÉCULO XX MEMÓRIA SOCIAL - UM REGISTRO DE COSTUMES DA SOCIEDADE DE JOÃO PESSOA NO SÉCULO XX MOURA FILHA 1, Maria Berthilde CAVALCANTI FILHO 2, Ivan QUEIROZ 3, Louise Costa GONDIM 4, Polyanna Galvão RESUMO Nos últimos

Leia mais

VIA FÁCIL - BOMBEIROS

VIA FÁCIL - BOMBEIROS SECRETARIA DO ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO CORPO DE BOMBEIROS VIA FÁCIL - BOMBEIROS MANUAL DO USUÁRIO Versão V1.0 1 Índice A INTRODUÇÃO 4 B USUÁRIO NÃO

Leia mais

MANUAL DO ALUNO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) I-UMA

MANUAL DO ALUNO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) I-UMA MANUAL DO ALUNO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) I-UMA SUMÁRIO 1 O que é a Plataforma Blackboard...4 2 Como acessar a Plataforma Blackboard...5 3 Acessando a Blackboard...6 4 Menu do Curso...7 5 Acessando

Leia mais

5 dicas incríveis de Facebook Ads para iniciantes. 1 INTRODUÇÃO

5 dicas incríveis de Facebook Ads para iniciantes. 1 INTRODUÇÃO 5 dicas incríveis de Facebook Ads para iniciantes. 1 INTRODUÇÃO Este e book foi criado após ter percebido uma série de dúvidas de iniciantes em Facebook Ads. O seu conteúdo é baseado na utilização da plataforma

Leia mais

Portal de conteúdos Linha Direta

Portal de conteúdos Linha Direta Portal de conteúdos Linha Direta Tecnologias Educacionais PROMOVEM SÃO Ferramentas Recursos USADAS EM SALA DE AULA PARA APRENDIZADO SÃO: Facilitadoras Incentivadoras SERVEM Necessárias Pesquisa Facilitar

Leia mais

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Dezembro/2012 2 Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Sumário de Informações do Documento Título do Documento: Resumo:

Leia mais

Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões

Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões MÍDIA KIT INTERNET Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões Segundo pesquisa da Nielsen IBOPE, até o 1º trimestre/2014 número 18% maior que o mesmo período de 2013. É a demonstração

Leia mais

Desde 2008. Mídia Kit 2015. encontrasãopaulo. www.encontrasaopaulo.com.br

Desde 2008. Mídia Kit 2015. encontrasãopaulo. www.encontrasaopaulo.com.br Desde 2008 Mídia Kit 2015 encontrasãopaulo www.encontrasaopaulo.com.br Introdução O Mídia Kit 2015 do guia online Encontra São Paulo tem o objetivo de contextualizar a atuação do site no segmento de buscas

Leia mais

UMA PROPOSTA DE DRAMATIZAÇÃO PARA ABORDAGEM DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NO ENSINO MÉDIO

UMA PROPOSTA DE DRAMATIZAÇÃO PARA ABORDAGEM DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NO ENSINO MÉDIO UMA PROPOSTA DE DRAMATIZAÇÃO PARA ABORDAGEM DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NO ENSINO MÉDIO SOUZA, Caio Henrique Bueno de 1 RODRIGUES, Davi 2 SANTOS, Edna Silva 3 PIRES, Fábio José 4 OLIVEIRA, Jully Gabriela

Leia mais

10 estratégias para gerar tráfego para seu blog

10 estratégias para gerar tráfego para seu blog Este E-book pode ser distribuído livremente. Autor : William Rossi http://www.sucessocomocriar.com/blog William Rossi - http://www.sucessocomocriar.com/blog Página 1 O maior problema que os blogueiros

Leia mais

Manual da Turma Virtual: MATERIAIS. Para acessar a turma virtual com o perfil Docente, siga o caminho indicado abaixo:

Manual da Turma Virtual: MATERIAIS. Para acessar a turma virtual com o perfil Docente, siga o caminho indicado abaixo: Manual da Turma Virtual: MATERIAIS Para acessar a turma virtual com o perfil Docente, siga o caminho indicado abaixo: MENU TURMA VIRTUAL MENU MATERIAIS CONTEÚDO/PÁGINA WEB Esta operação possibilita que

Leia mais

MOBILE APPS. Principais características. Permitir que o cliente compre produtos e serviços diretamente via app

MOBILE APPS. Principais características. Permitir que o cliente compre produtos e serviços diretamente via app MOBILE APPS Aplicativo para relacionamento e marketing digital, pronto para todos os dispositivos móveis, nas plataformas ios, Android (aplicativos nativos) e mobile web, para plataformas como BlackBerry

Leia mais

Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA

Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA Manual de Utilização Perfil Beneficiário 1. 2. Objetivo do Manual... 2 Siglas e Abreviações... 2 3. Perfil do Usuário... 2 4. Descrição Geral do Sistema...

Leia mais

Manual de uso do RM Portal Acessando o portal

Manual de uso do RM Portal Acessando o portal Manual de uso do RM Portal Acessando o portal 1º) Deve-se abrir um browser de internet (Utilizar o Internet Explorer para uma melhor visualização do portal). Após o browser aberto, deve-se digitar o endereço

Leia mais

Guia Rápido Portal do Paciente

Guia Rápido Portal do Paciente Guia Rápido Portal do Paciente Departamento de Radiodiagnostico por Imagem 1 Sumário 1. Introdução...3 2. Cadastro do Usuário e Primeiro Acesso...3 3. Recursos do Portal...5 3.1. Exames anteriores...6

Leia mais

22 táticas comprovadas para aumentar seu engajamento no Facebook. Como explodir seu engajamento com dicas incrivelmente simples!

22 táticas comprovadas para aumentar seu engajamento no Facebook. Como explodir seu engajamento com dicas incrivelmente simples! Facebook Marketing 22 táticas comprovadas para aumentar seu engajamento no Facebook Como explodir seu engajamento com dicas incrivelmente simples Introdução 22 táticas comprovadas para aumentar seu engajamento

Leia mais

Fundap. Programa de Estágio. Manual de Utilização do Sistema de Administração de Bolsas de Estágio. Plano de Estágio

Fundap. Programa de Estágio. Manual de Utilização do Sistema de Administração de Bolsas de Estágio. Plano de Estágio Fundap Fundação do Desenvolvimento Administrativo Programa de Estágio Programa de Estágio Manual de Utilização do Sistema de Administração de Bolsas de Estágio Plano de Estágio Julho de 2008 SABE - Sistema

Leia mais

acebook Analytics Ferramentas e experimentos para conseguir melhores resultados através das métricas adequadas.

acebook Analytics Ferramentas e experimentos para conseguir melhores resultados através das métricas adequadas. acebook Analytics Ferramentas e experimentos para conseguir melhores resultados através das métricas adequadas. 2 INTRODUÇÃO Em um curto espaço de tempo, vimos o Facebook ir do zero ao status de uma das

Leia mais

Documentação SEO EXPERT

Documentação SEO EXPERT Documentação SEO EXPERT O módulo SEO Expert ajuda você a rapidamente: Criar e personalizar URLs amigáveis Inserir metatags para páginas de produtos, posts do Facebook e cartões de Twitter em sua loja Este

Leia mais

Assim que o usuário entrar nesta ferramenta do sistema a seguinte tela será exibida:

Assim que o usuário entrar nesta ferramenta do sistema a seguinte tela será exibida: O que é o TDMax Web Commerce? O TDMax Web Commerce é uma ferramenta complementar no sistemas de Bilhetagem Eletrônica, tem como principal objetivo proporcionar maior conforto as empresas compradoras de

Leia mais

Novell. Novell Teaming 1.0. novdocx (pt-br) 6 April 2007 EXPLORAR O PORTLET BEM-VINDO DESCUBRA SEU CAMINHO USANDO O NOVELL TEAMING NAVIGATOR

Novell. Novell Teaming 1.0. novdocx (pt-br) 6 April 2007 EXPLORAR O PORTLET BEM-VINDO DESCUBRA SEU CAMINHO USANDO O NOVELL TEAMING NAVIGATOR Novell Teaming - Guia de início rápido Novell Teaming 1.0 Julho de 2007 INTRODUÇÃO RÁPIDA www.novell.com Novell Teaming O termo Novell Teaming neste documento se aplica a todas as versões do Novell Teaming,

Leia mais