Conjunto de ferramentas Professional Series

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Conjunto de ferramentas Professional Series"

Transcrição

1 onjunto de ferramentas Professional Series

2

3 onteúdos É om Lembrar 2 Fatores primários 3 Resumo das necessidades motivacionais 4 Resumo dos omportamentos 5 Sequências da quantidade de expressão de um indivíduo 6 Ênfase de ombinação de Fatores 8 Resumo da Ênfase de ombinação de Fatores 9 omportamentos comuns no ambiente de trabalho 16 relação :: ssumir Riscos e Tomar ecisões 17 Perfis de referência 18 Perfis nalíticos >, aixo 19 Perfis sociáveis alto 20 Perfis Estabilizadores aixo, com lto, 21 Perfis Persistentes >, lto 22 iretrizes de Mudança do onceito do Self 23 Moral 24 Fator M 25 Fator E 26 Perguntas Frequentes 27 Entre em contato com Predictive Index 29 VISO: Toda publicidade e outros materiais (coletivamente, Materiais ) criados pelo Predictive Index são protegidos por copyright pelo Predictive Index, LL. Você atesta seu conhecimento de que a Predictive Index é proprietária exclusiva de todos os direitos, títulos e interesses nos Materiais e em todos os copyrights implicados. Os Materiais são fornecidos a você somente para uso pessoal. Você não pode distribuir os Materiais, total ou parcialmente, sob nenhuma condição, sem a prévia aprovação por escrito da Predictive Index. Você não pode utilizar partes, copiar ou usar trechos de vídeos, imagens, áudios, clipes ou outro conteúdos criativos da Predictive Index em seus próprios materiais publicitários. Você não está autorizado a fazer modificações nos Materiais ou criar trabalhos derivativos baseados nos Materiais. Violações dos termos presentes neste aviso e/ou das iretrizes de Marca da Predictive Index podem representar uma violação do seu acordo de licença. Predictive Index se reserva todos os direitos relativos aos Materiais.

4 É om Lembrar Os profissionais de PI devem lembrar destas sugestões ao realizar a interpretação de um Predictive Index: Prepare-se antecipadamente para a sessão de interpretação. escreva uma pessoa não um perfil abstrato. Permaneça neutro e sem julgamento em seu feedback. Evite apontar para o perfil PI ao fornecer feedback. o ler o Perfil do Self, lembre-se de que ele se refere ao que vem naturalmente para o participante da pesquisa. Existem comportamentos positivos específicos em cada perfil primeiramente descreva-os, e seja claro Estude os fatores primários e a ênfase de combinação de fatores determine como eles influenciam necessidades, comportamentos e motivações. Reconheça os perfis de referência para simplificar o feedback. Observe o conceito do Self use termos como Você sente a necessidade de ser... ou Você está tentando ser/tornar-se... ao fornecer feedback sobre o conceito do Self. Observe a Síntese, que é o modo como a pessoa se comporta normalmente no ambiente de trabalho. Síntese = Self + conceito do Self. o fornecer feedback sobre o Fator E e a tomada de decisões, lembre-se de que um E baixo sugere subjetividade (a pessoa depende da intuição e emoções para tomar decisões), enquanto um E alto indica objetividade (a pessoa usa a lógica e fatos na tomada de decisões). Sempre leve todos os dados em consideração (experiência profissional e conquistas, educação, requisitos do cargo etc.) em conjunto com os resultados do PI. 2

5 Fatores primários Os quatro fatores primários do PI são os fatores (dominância), (extroversão), (paciência) e (formalidade). ada um dos quatro fatores primários é um impulso para se comportar de uma determinada maneira, e cada um é diferente dos outros. ada indivíduo tem os quatro Fatores em seu perfil total de comportamento. OMINÂNI EXTROVERSÃO PIÊNI FORMLIE IXO LTO 3

6 Resumo das necessidades motivacionais Fator ominância Fator Extroversão Fator Paciência Fator Formalidade Nível IXO do Fator Encorajamento Reafirmação Harmonia ompreensão Reconhecimento por parte da equipe usência de competição individual Oportunidades de colaboração Oportunidades para reflexão Espaço para introspecção Livre de politicagem Reconhecimento em particular Privacidade Tempo para confiar nos outros Oportunidades de trabalhar com fatos Variedade apacidade de trabalhar em ritmo mais rápido do que a média Mobilidade usência de repetição Oportunidades de lidar com várias prioridades Liberdade de práticas rotineiras Mudança usência de estrutura rígida Liberdade de expressão Oportunidades para delegar detalhes usência de regras e controle Flexibilidade Informalidade Oportunidade de ser espontâneo Nível LTO do Fator Independência ontrole das próprias atividades eve ser desafiado Entendimento do todo utonomia na resolução de problemas Reconhecimento individual Oportunidades para competir Oportunidades de interação ceitação social Oportunidades para influenciar Reconhecimento público onexão com os outros Sinais visíveis de realizações Oportunidades de trabalhar com os outros filiação a longo prazo apacidade de trabalhar em ritmo constante mbiente familiar Estabilidade no ambiente de trabalho Liberdade para alterar prioridades Equipe de trabalho solidária Reconhecimento da lealdade ompreensão das regras e normas onhecimento específico do cargo Livre de riscos de erro Tempo para ganhar experiência Valoriza a profundidade dos conhecimentos lareza de expectativas erteza 4

7 Resumo dos omportamentos Fator ominância Nível IXO do Fator ooperativo ceita as políticas da empresa omplacente gradável usca harmonia olaborativo Prestativo Nível LTO do Fator Independente ssertivo utoconfiante Empreendedor ompetitivo Lida bem com conflitos utônomo Fator Extroversão Introspectivo Orientado a tarefas Prático nalítico Imaginativo Reflexivo Pensativo Sociável Orientado a pessoas Persuasivo Estimulante Entusiasta Empático Sociável Fator Paciência Intenso Inquieto Muito nervoso Impulsivo Impaciente pressado celerado gradável Paciente Estável almo eliberado onfortável com o familiar Estável Fator Formalidade Informal Tolerante à incerteza Flexível Espontâneo Não conformista Informal daptável Sério iligente Reservado Minucioso Preciso Organizado auteloso 5

8 Sequências da quantidade de expressão de um indivíduo À medida que as medições do Fator PI se afastam do ponto médio, sendo ou mais altas ou mais baixas, os respectivos comportamentos tendem a se tornar mais fortes ou expressos com mais força. grade de sequência abaixo utiliza intencionalmente expressões fortes nas posições de extrema-esquerda e extrema-direita para ilustrar melhores expressões e a ênfase de cada impulso à medida que os fatores se afastam do ponto médio. Ponto médio aixo 3 sigmas abaixo Extremamente aixo 2 sigmas abaixo Muito aixo 1 sigma abaixo Moderadamente aixo Fator ominância gradável Respeitoso ordial Submisso Obediente omplacente Prestativo Humilde Tolerante olaborativo gradável Modesto isposto ltruísta Tranquilo tencioso tento poiador ooperativo Fator Extroversão Reservado Reservado Retraído Independente Reticente Isolado Recluso Imaginativo Reservado espretensioso Meditativo Perspicaz Pensativo Quieto Sincero Introspectivo ontemplativo Franco Reflexivo Fator Paciência Impaciente Zeloso Volátil Nervoso Impulsivo nsioso pressado Muito nervoso pressado Intenso celerado brupto Ágil Tenso Rápido Precipitado isposto Pronto Inquieto Fator Formalidade Não conformista Espontâneo esestruturado Inoportuno Instintivo Impulsivo Engenhoso Familiar espreocupado estemido espreocupado escontraído escomplicado Informal esinibido Fácil escomplicado Flexível Maleável Ponto médio 6

9 Ponto médio lto 1 sigma para cima Moderadamente lto 2 sigmas para cima Muito lto 3 sigmas para cima Extremamente lto Independente ompetitivo Iniciativa própria Engenhoso Inventivo eterminado Resoluto utônomo Empreendedor Inovador Orientador esafiante ssertivo Vigoroso gressivo ontrolador utoconfiante onfrontador Inflexível Fator ominância Sociável Persuasivo onversador berto Encorajador Entusiástico Estimulante Entusiasta Sociável onvincente Eloquente nimado Sociável Expressivo Gregário Motivador Franco Influente onvincente Fator Extroversão escontraído Estável almo Tranquilo omposto ontrolado eliberado omedido esapressado Pacífico Sereno Imperturbável Estável Extremamente estável Plácido Habitual almo Sereno Moderado Fator Paciência onservador Minucioso Respeitoso Leal iligente Sério Preciso Minucioso auteloso Exato Justo Rigoroso onformista umpridor Inflexível Estruturado Rígido Vigilante orreto Fator Formalidade Ponto médio 7

10 Ênfase de ombinação de Fatores Orientação interação entre dois fatores primários é conhecida como Ênfase de ombinação de Fatores (FE). Quanto maior a amplitude entre os dois fatores na combinação, mais forte a expressão do relacionamento no comportamento da pessoa. s combinações que cruzam o ponto médio do padrão normalmente são as mais evidentes e resultam em uma expressão mais forte do relacionamento entre os dois fatores. > Orientado a tarefas Pensador crítico e criativo Orientação técnica Mente questionadora Solução de problemas Orientado a tarefas elegação limitada de autoridade > Orientado a pessoas Empático Persuasivo Sociável Orientado a serviços elega autoridade Lida bem com trabalho em equipe ltruísta ção > Proativo Toma iniciativa ompetitivo Motivado pela obtenção de resultados Reação positiva à pressão celerado Guiado pelas conquistas Impaciente com a rotina > Reativo onsistente com trabalho repetitivo ooperativo com os outros Tolerante Paciente onfiável Estável almo Risco > onfortável com riscos Independente Individualista utoconfiante Firme ecisivo Empreendedor Resistente a autoridade > auteloso com riscos ooperativo poiador Solícito e prestativo Precisa de regras e estrutura Preciso e cuidadoso Preocupado com críticas onservador 8

11 Resumo da Ênfase de ombinação de Fatores s tabelas a seguir mostram um resumo das descrições da Ênfase de ombinação de Fatores que cruzam o ponto médio (um lto, um aixo). No caso de Ênfase de ombinação de Fatores mais alta ou mais baixa que o ponto médio, consulte as páginas seguintes. Vínculo Interação Regras > ria conexões rapidamente Fluente Eloquente Vigoroso Entusiasta Estilo de expressão otimista Persuasivo Motiva os outros Estimulante É um comunicador positivo > Informal Extrovertido Sociável Expressão desinibida de cordialidade Preparado Informal em situações sociais onversa entusiasmada e persuasiva Interlocutor encantador > asual com as regras Persistente Informal Estável Preocupação moderada com regras ou detalhes Lida bem com ambiguidade almo escontraído > Leva tempo para se conectar Reservado Quieto Sério com pessoas desconhecidas onfortável com o familiar Introspectivo emora para pensar Organiza o raciocínio antes de se expressar > Formal Sério isciplinado Sincero Reservado, formal e tranquilo Interlocutor imparcial Sensível a críticas auteloso com gente nova > uidadoso com as regras Meticuloso Minucioso Preciso Preocupado com as regras e a precisão companhamento forte Rigoroso com pontualidade e exatidão Lida bem com transparência 9

12 s tabelas de referência a seguir devem ser usadas quando os Fatores são mais altos ou mais baixos do que o ponto médio. Mais lto/ Mais aixo mbos baixos nalítico, com baixo, menos empreendedor. Faz as coisas de maneira mais cautelosa e prática. Resolução engenhosa de problemas com base em informações detalhadas. Estilo de gestão é autoritário, com menos conversa e mais disciplina. Pouquíssima delegação de autoridade. mbos altos Também analítico, mas com menos introspecção. nalisa e resolve problemas com mais subsídios de outras pessoas. om o lto, mesmo assim é empreendedor e altamente questionador. Interesses menos abstratos e mais práticos. lgum grau de delegação de autoridade. Mais lto/ Mais aixo mbos baixos lguma interação social, mas menos interativo e empático que o alto. migável, de forma quieta e modesta. usca envolvimento harmonioso com a equipe. mbos altos Mesma orientação social, com entusiasmo e persuasão. Mais assertivo e exigente, atua com maior interesse próprio e dedicação aos objetivos. elega autoridade, mas exige resultados. ssertivo, mais propenso a ser líder do que membro de uma equipe. 10

13 s tabelas de referência a seguir devem ser usadas quando os Fatores são mais altos ou mais baixos do que o ponto médio. Mais lto/ Mais aixo mbos baixos Iniciativa e ações proativas quando seus atos ajudam nos esforços da equipe. Senso de urgência e impulso de fazer as coisas rapidamente e de maneira solidária. ontribui com o cronograma da empresa/equipe ao realizar várias tarefas simultâneas e evitar rotinas. mbos altos ssertivo e proativo de uma forma estável e metódica. Se dedica às suas próprias metas e à sua pauta, no próprio ritmo. Exigente e abertamente movido a desafios, com uma abordagem calma. Mais lto/ Mais aixo mbos baixos Reativo e rápido na hora de agir em prol do cronograma combinado. Geralmente está pronto para ajudar ou responder às necessidades do cargo ou de outras pessoas. mbos altos ontido, sereno e sistemático ao perseguir suas metas. Persistente e autoconfiante. vança em seu próprio cronograma com estabilidade e calma, um passo por vez. 11

14 s tabelas de referência a seguir devem ser usadas quando os Fatores são mais altos ou mais baixos do que o ponto médio. Mais lto/ Mais aixo mbos baixos elegação livre de detalhes e abordagem despreocupada em relação às regras, com menos ênfase na independência, no individualismo e na autoconfiança. mbos altos Mantém a ênfase na independência, no individualismo e na autoconfiança. Procura o controle não só sobre os resultados, mas também sobre as especificidades/os detalhes do processo. Mais exigente quanto à maneira de fazer as coisas, menos tolerante ao risco. Precisa de mais informações para agir. Mais lto/ Mais aixo mbos baixos Ênfase na cooperação e suporte. Um trabalhador disposto e prestativo. Menos necessidade de seguir as regras, mais informal com os detalhes. mbos altos Forte necessidade de seguir as regras, fazer a coisa certa. Preocupação com a independência e a autonomia na sua área definida de responsabilidade. Exige resultados com base em uma interpretação conservadora das regras, precisão, minúcia. 12

15 s tabelas de referência a seguir devem ser usadas quando os Fatores são mais altos ou mais baixos do que o ponto médio. Mais lto/ Mais aixo mbos baixos Senso de urgência e impulso para concluir seus trabalhos, com mais foco em tarefas do que em pessoas. Impaciência com rotinas. Organiza os pensamentos mentalmente e, depois de preparado, age rapidamente. Um tanto reservado no contato inicial com os outros. Menos reservado à medida que a familiaridade aumenta. mbos altos ordial, aberto e muito conversador. Proativo em estabelecer relacionamentos de modo estável e calmo, por meio de conversa, escuta concentrada e disposição para dividir. Em geral, demonstra-se otimista. Mais concentrado em questões sociais do que em ações e tarefas. Mais lto/ Mais aixo mbos baixos Mais concentrado em tarefas do que em questões sociais, com impulso para concluir suas ações rapidamente. Reservado e sério, especialmente em torno de novas pessoas. Quieto e pensativo, pensa antes de falar, geralmente debate sobre assuntos de trabalho, não pessoais. mbos altos Paciente, calmo e sereno com as pessoas. esapressado ao formar novos relacionamentos. om ouvinte, é aberto e receptivo. Sente-se à vontade e é conversador com as pessoas, principalmente colegas bastante conhecidos, família e amigos. 13

16 s tabelas de referência a seguir devem ser usadas quando os Fatores são mais altos ou mais baixos do que o ponto médio. Mais lto/ Mais aixo mbos baixos Informal e independente Imaginativo, dedicado a assuntos técnicos de sua própria escolha. Fala sobre conceitos e outros aspectos intangíveis. Sente-se relativamente à vontade ao delegar detalhes. mbos altos ordial, vigoroso, sociável e muito conversador. onstrói relacionamentos com facilidade, embora geralmente fique dentro do que considera serem os limites adequados da interação social. lgum grau de delegação de detalhes com acompanhamento sólido e amigável. Mais lto/ Mais aixo mbos baixos Reservado e fechado. Usa poucas palavras para se comunicar. Geralmente fala sobre ideias e conceitos de seu interesse. Não se deixa levar pelas regras sociais. mbos altos Formal, social e adequado. ge de acordo com sua ideia de limites sociais aceitáveis, ao mesmo tempo em que colabora e nutre relacionamentos. Prefere trabalhar em conjunto, em vez de delegar detalhes. etalhista e conversador no que se refere à comunicação. 14

17 s tabelas de referência a seguir devem ser usadas quando os Fatores são mais altos ou mais baixos do que o ponto médio. Mais lto/ Mais aixo mbos baixos Muito informal, desinibido, despreocupado, não se preocupa em seguir as regras e detalhes, delega detalhes de forma livre, com pouco acompanhamento. oncentrado na ideia geral ou no quadro geral, e não nos detalhes. isposto a aceitar riscos eventualmente, não tem interesse no planejamento antecipado, aceita as coisas da maneira como elas vêm e se adapta. Lida bem com ambiguidade. Persistente, não aceita não como resposta. mbos altos Paciente, estável e calmo. ptidão um pouco maior do que a média para os detalhes. Preocupação moderada com as regras, mas se adapta bem a mudanças. Não é um agitador. Tolerante com pessoas e rotinas. Mais lto/ Mais aixo mbos baixos ( redução do ) lguns dos impulsos do baixo são direcionados para qualidades mais altas. Por isso, embora prefiram não lidar com detalhes e prefiram delegar quando possível, essas pessoas cuidam dos detalhes quando é preciso e acompanham as atribuições delegadas. Embora muito independentes (neste caso, baixo combinado com alto), são capazes de se ajustar o suficiente às regras, padrões e valores corporativos da maioria das organizações. mbos altos Preciso, minucioso, metódico, estável, cuidadoso e consciencioso. Se preocupa com a qualidade e a correção do trabalho em termos de regras e normas. epende de métodos comprovados e princípios aceitos, respeita a autoridade. onservador, cauteloso, prudente. Muito relutante em delegar detalhes. etalhista e conversador no que se refere à comunicação. 15

18 omportamentos comuns no ambiente de trabalho interpretação de interações complexas entre os FEs e os fatores primários gera informações sobre uma série de comportamentos comuns no local de trabalho. Embora um nalista deva sempre pensar no perfil PI completo ao interpretar esses comportamentos, pode ser útil começar com as FEs e os fatores primários de cada comportamento. Participação em equipe Principal ombinação de Importância do Fator = : Principais fatores primários = e Tomada de iniciativa Principal ombinação de Importância do Fator = : Principais fatores primários = e Tomada de decisões Principal ombinação de Importância do Fator = : Principais fatores primários = e omunicação Principal combinação de ênfase de fatores = : Principais fatores primários = e elegação Principal ombinação de Importância do Fator = : Principais fatores primários = e 16

19 relação :: ssumir Riscos e Tomar ecisões ombinação de Importância do Fator : gera informações importantes sobre a disposição de um indivíduo a assumir riscos. Na série de padrões a seguir, observe as descrições de comportamento na sequência da relação :: ecisivo auteloso 17

20 Perfis de referência Os perfis de referência são usados apenas para se referir ao gráfico Self e ajudar os analistas PI por meio de uma grande quantidade de informações sobre uma pessoa, usando um descritor reconhecido. Os perfis de referência não substituem uma interpretação completa do PI, pois não fornecem todas as informações do PI. Embora o número possível de combinações e variações dos quatro fatores primários nos padrões seja extremamente grande (milhões), há um conjunto de quinze (15) perfis de referência que criam uma primeira abordagem particularmente útil para a análise dos perfis PI. o analisar os perfis de referência, você perceberá que diversas Ênfases de ombinação de Fatores (apresentadas em uma seção anterior deste conjunto de ferramentas) estão contidas em cada um deles. s Ênfases de ombinação de Fatores enfatizam relações importantes do comportamento da pessoa, o que as torna úteis para identificá-los em cada perfil de referência. 18

21 Perfis nalíticos >, aixo Empreendedor Profissional científico riativo analítico ontrole Especialista Iniciativa própria, automotivação, iniciativa Voltado para resultados e objetivos, rápido, intenso Generalista independente, liberdade em relação à estrutura Empreendedor, aceita riscos, autoritário, controlador Novas ideias, novas tecnologias, inovação elega detalhes, mas não a autoridade Soluciona problemas com criatividade Orientado a resultados Inovador, impulso para mudanças, aceita riscos calculados Iniciativa própria, automotivação, iniciativa Raciocínio analítico, crítico e criativo elega mais detalhes do que autoridade, mas é rígido com ambos ontrole, firme com as pessoas, exige a obtenção de resultados exatos Padrões elevados, trabalho de alta qualidade, especialista Tenso, se movimenta com rapidez Exige muito de si e dos outros Exigente no estabelecimento de padrões de desempenho Intensamente analítico, minucioso e disciplinado Reservado na comunicação, cético, calculista vesso a risco, quer todas as respostas antes de agir Pensa muito antes de tomar decisões, vê como tudo está conectado Trabalho detalhado de alta qualidade; delegação firme, acompanhamento intensivo Especialista, precisa de uma estrutura forte, segue as regras Trabalho detalhado de alta qualidade; delegação muito firme, acompanhamento intensivo Leal, consciente, cauteloso, conservador Faz as coisas de modo rápido e correto, muito eficiente Especialista em áreas técnicas Melhor com sistemas, conceitos, coisas; não gosta de mudanças rusco, crítico, controlador Especialista, precisa de uma estrutura forte, segue as regras lta precisão, trabalho detalhado de alta qualidade Respeita autoridade Reservado, analítico, introspectivo Sério, cético Estilo de comunicação sincero, fatual e cauteloso Faz as coisas de modo rápido e correto, muito eficiente Prefere a especificidade à ambiguidade 19

22 Perfis sociáveis alto Gerenciamento autoritário/vendas Gerenciamento persuasivo/vendas Serviço altruísta Interesse social Promocional Solucionador de problemas, gosta de mudança e inovação Empreendedor, aceita riscos, confiante, tem iniciativa própria Generalista, independente, precisa de liberdade em relação à estrutura; delega detalhes e alguma autoridade Voltado para resultados e objetivos, rápido, impaciente Impulso de controlar o quadro geral utoritário, controlador, diplomático; quer que os outros aceitem suas ideias Melhor com sistemas, mas eficaz com as pessoas ordialidade, charme, postura e habilidade social Estilo de venda compreensivo e persuasivo Sabe formar equipes e desenvolver a organização Generalista, precisa de liberdade em relação à estrutura Empreendedor, aceita riscos, reúne outras pessoas em torno de seus objetivos Guiado por objetivos e resultados, delega autoridade e detalhes utoconfiante, ego forte, tem iniciativa Precisa de estrutura e de regras para seguir ooperativo, colaborativo, simpático; aberto e receptivo às ideias, sugestões e subsídios Pergunta omo posso ajudá-lo? Sem riscos, reação positiva à pressão Empático, extrovertido, venda entusiasmada Rápido, intenso, eficiente, acompanhamento preciso dos detalhes ordial simpático, animado, extrovertido, descontraído Integrante disposto em equipes; pronto para ajudar, compreensivo, disposto a aceitar, bom ouvinte Paciente, estável, reação negativa à pressão Mais eficaz com o que é conhecido Não faz críticas, complacente, cauteloso, não assume riscos companhamento mediano de detalhes Totalmente extrovertido, acolhedor, simpático Venda persuasiva, empático, se comunica verbalmente e com frequência Vende coisas abstratas, pouca ênfase em fatos ou detalhes Eficaz com grupos elega autoridade e detalhes, faz pouco acompanhamento espreocupado, informal, desinibido Persistente, não aceita não como resposta. 20

23 Perfis Estabilizadores aixo, com lto, iligência Operacional rtesão Hábil em trabalhos detalhados, preciso, quer fazer o que é certo Precisa de uma estrutura forte e de regras para seguir Respeita e procura orientação; precisa de um plano para seguir com base na experiência profissional, assessores de confiança ou da administração Trabalha em harmonia com o grupo, ajuda os outros, altruísta, acessível Tímido com desconhecidos, se abre em circunstâncias conhecidas Paciente, estável, alta tolerância a trabalhos repetitivos Estável, paciente, descontraído, acolhedor e acessível Prefere um ambiente constante; alta tolerância a trabalhos sistemáticos/repetitivos prende com a repetição fável, ouvinte paciente Respeita e procura orientação; precisa de um plano para seguir com base na experiência profissional, assessores de confiança, ou da administração nsioso para fazer o que se espera, meticuloso Trabalho detalhado melhor do que a média Produz um trabalho altamente preciso e de acordo com as regras Precisa de uma estrutura forte e de regras para seguir Respeita e procura orientação; precisa de um plano para seguir com base na experiência profissional, assessores de confiança, ou da administração ltruísta, complacente Sensível a críticas ireto, fatual, honesto e sem rodeios Pensamento analítico Estável, calmo e deliberado 21

24 Perfis Persistentes >, lto Escolar Individualista Minucioso, exato, cuidadoso, preciso Reservado, introspectivo, imaginativo, analítico lto nível de conhecimento técnico Precisa de estrutura e de regras para seguir utoritário, controlador Paciente, coerente e metódico; delegação rígida, acompanhamento intensivo Independente, autoconfiante Generalista extremamente independente Resiste à estrutura e à autoridade Quadro geral, pouco interesse nos detalhes Empreendedor, disposto a correr riscos Guiado pelos objetivos e resultados utoritário, controlador Persistente, faz as coisas à sua maneira Estável, agradável 22

25 iretrizes de Mudança do onceito do Self Se MENOR no conceito do Self Se MIOR no conceito do Self Você acha que uma necessidade é Você está tentando ser Você sente a necessidade de ser Você acha que uma necessidade é Você está tentando ser Você sente a necessidade de ser Fator ominância Fator Extroversão Fator Paciência Fator Formalidade Menos independente e individualista Mais agradável e cooperativo Menos dominante e assertivo Mais cauteloso Menos empreendedor Mais cooperativo Mais preocupado com os aspectos técnicos do cargo Mais factual ao se expressar Mais reservado e introspectivo Mais pensativo e analítico Menos conversador Menos sociável Mais intenso e impulsivo Mais urgente Mantém um ritmo mais intenso para si próprio e para os outros Mais envolvido com a variedade Mais adaptável à mudança Mais rápido para produzir resultados Mais pressão sobre si próprio e sobre os outros Mais rápido do que é preferível ou agradável Mais flexível Menos formal ao lidar com o trabalho e com outras pessoas Mais empreendedor Mais tolerante a riscos Menos dependente de regras e estrutura Mais confortável com menos diretrizes Mais independente Mais dotado de iniciativa própria Mais tolerante a riscos Mais assertivo Mais conceitual no pensamento Menos focado nas necessidades dos outros Menos cauteloso Mais sociável Mais persuasivo Mais inclusivo com os outros Mais estimulante Mais aberto na comunicação Menos reservado Menos introspectivo Mais paciente Mais disposto a aceitar tarefas repetitivas Mais metódico Mais tolerante com a possibilidade de que outros tomem a iniciativa Mais paciente com o ritmo das atividades de grupo Menos intenso Mais estável e descontraído Mais minucioso Mais detalhamento e acompanhamento Mais disposto a aceitar regras e estrutura Mais cauteloso na tomada de decisões Menos tolerância a erros Mais atenção à precisão e ao detalhe 23

26 Moral Moral é a resposta de um indivíduo às expectativas do ambiente em comparação com o seu nível natural de responsividade. LT MORL SELF M 37-3σ -2σ -1σ 0 +1σ +2σ +3σ Moral ONEITO O SELF -3σ -2σ -1σ 0 +1σ +2σ +3σ moral é considerada alta quando a linha de Nível de Resposta no conceito do Self é mais alta que no gráfico Self. moral é considerada baixa quando a linha de Nível de Resposta no conceito do Self é mais baixa que no gráfico Self. moral é considerada neutra, nem alta nem baixa, quando o Self e o conceito do Self são muito próximos ou idênticos. MORL IX SELF M 54-3σ -2σ -1σ 0 +1σ +2σ +3σ Moral ONEITO O SELF M 16-3σ -2σ -1σ 0 +1σ +2σ +3σ Uma moral baixa pode indicar incerteza sobre as expectativas do ambiente ou baixa responsividade a elas. Uma moral alta indica reconhecimento e alta resposta a essas expectativas. 24

27 Fator M pontuação do Fator M representa o número de itens de estímulo (lista de palavras) que a pessoa seleciona ao concluir a pesquisa PI. O termo nível de resposta é um modo comum de se referir ao fator M. Ele mede a resposta da pessoa ao ambiente (estímulo). pontuação M somada costuma ser designada como Síntese M ou M Total e consiste na medida total do Nível de Resposta de um indivíduo. No gráfico Self e no padrão de conceito do Self, a pontuação M é o número de itens da lista de verificação selecionados em cada uma das respectivas seções do PI ehavioral ssessment. No gráfico da Síntese, a pontuação M é o número total combinado de itens selecionados nas listas de verificação de Self e conceito do Self. Em um perfil PI, o marcador de Fator M é representado acima do gráfico como uma linha que mostra o número de palavras. Quando a pontuação de Fator M de Síntese de um indivíduo é relativamente baixa (menos de 20), é importante considerar que a baixa pontuação pode ser resultante de: oença Fadiga istração Sentir-se apressado Evasão Um PI com pontuação de Fator M de Síntese inferior a 10 pode não fornecer informações adequadas para interpretação. Mesmo que o PI gere um padrão com uma pontuação menor que 10, você ainda poderá realizar uma interpretação do PI; porém, tome muito cuidado com a precisão ao verificar a interpretação com a pessoa. 25

28 Fator E O fator E mede o nível de subjetividade ou objetividade da pessoa no momento de tomar decisões. Tende a ser subjetivo fetado pelo estado de espírito, sentimentos ou temperamento da pessoa Interpretação Probabilidade de usar ambos, com uma ligeira tendência a... Indica muito mais uma tendência na direção de... Subjetivo SÍNTESE -3σ -2σ -1σ 0 +1σ +2σ +3σ E SÍNTESE -3σ -2σ -1σ 0 +1σ +2σ +3σ E Indica uma alta predisposição a... SÍNTESE -3σ -2σ -1σ 0 +1σ +2σ +3σ E Tende a ser objetivo Pensa de forma Independente, realista, lógico Interpretação Probabilidade de usar ambos, com uma ligeira tendência a... Indica muito mais uma tendência na direção de... Indica uma alta predisposição a... Objetivo SÍNTESE -3σ -2σ -1σ 0 +1σ +2σ +3σ E SÍNTESE -3σ -2σ -1σ 0 +1σ +2σ +3σ E SÍNTESE -3σ -2σ -1σ 0 +1σ +2σ +3σ E 26

29 Perguntas Frequentes P : Quanto tempo devo fornecer à pessoa para completar a pesquisa PI ehavioral ssessment? R. pessoa deve ter tempo ilimitado para completar a pesquisa PI ehavioral ssessment. P : O que devo dizer se a pessoa respondendo me perguntar o significado das instruções da pesquisa PI ehavioral ssessment? R. penas diga Leia e responda de acordo com as instruções. P : O que devo dizer se a pessoa respondendo à pesquisa me perguntar o significado de uma palavra específica? R. penas diga Se você não souber o significado de uma palavra específica, pule-a. P : Existem respostas corretas na PI ehavioral ssessment? R. Não. Não existem respostas erradas ou corretas na PI ehavioral ssessment. P : O que devo responder se a pessoa fazendo a pesquisa me perguntar como sei das informações que estou lendo para eles? R. Responda dizendo O Predictive Index é uma medição científica, e estou interpretando seus dados. P : O que devo fazer se a pessoa respondendo à pesquisa discordar de minhas afirmações durante uma interpretação? R. aso isso aconteça, explore as possíveis fontes de desacordo e verifique as mudanças do conceito do Self. 27

30 P : evo explicar a lógica do Predictive Index durante a interpretação dos dados? R. Não. Faça a interpretação sem explicar a ciência por trás da PI ehavioral ssessment. Evite usar a terminologia do PI ( alto, baixo, etc.) e utilize linguagem simples, de fácil compreensão para a pessoa. P : O que significam esses pontos? R. Eles são representações gráficas da pontuação de cada Fator na pesquisa Predictive Index ehavioral ssessment. P : E se a pessoa respondendo à pesquisa me perguntar se ela deve responder sob uma perspectiva profissional ou pessoal? R. penas diga, Responda de acordo com o que você acha que representa melhor o que esperam de você. 28

31 Entre em contato com Predictive Index Informações Gerais: entral de Serviço entral de Serviço Predictive Index Telefone: iscagem gratuita (EU e anadá): Recursos On-line: O software Predictive Index: accesspi.piworldwide.com Sede: Predictive Index 101 Station rive Westwood, M US Telefone: iscagem gratuita (EU e anadá): Fax:

32 30

33 31

34 PI Professional Series O que motiva as pessoas? Gerenciar pessoas para bom desempenho trair e selecionar pessoas com alto desempenho omo tornar-se um praticante de PI ptpt V16

Relatório de Tendências Grupais

Relatório de Tendências Grupais Relatório de Grupais Natural Este Relatório é um produto da PDA International. A PDA International é líder no fornecimento de avaliações comportamentais aplicadas para recrutar, reter, motivar e desenvolver

Leia mais

Objetivo. Desenvolver habilidades interpessoais para trabalhar melhor com pessoas

Objetivo. Desenvolver habilidades interpessoais para trabalhar melhor com pessoas Perfil Profissional Pesquisas mostram que 80% das falhas ou acidentes que ocorrem durante o trabalho nos EUA, não acontecem em razão da capacidade técnica das pessoas, mas sim, em função dos conflitos

Leia mais

Relatório de Tendências Grupais

Relatório de Tendências Grupais Relatório de Grupais Este relatório é um produto da PDA International. A PDA International é líder no fornecimento de avaliações comportamentais aplicadas para recrutar, reter, motivar e desenvolver talentos.

Leia mais

Tipos de Personalidade

Tipos de Personalidade Tipos de Personalidade Você sabe identificar os tipos de Personalidade??? Como se relacionar com cada tipo de perfil Elisandra Uesato Enquete: Tipos de Personalidade Digamos que você e mais 3 amigas farão

Leia mais

Relatório de Tendências Grupais

Relatório de Tendências Grupais Relatório de Grupais Natural Este Relatório é um produto da PDA International. A PDA International é líder no fornecimento de avaliações comportamentais aplicadas para recrutar, reter, motivar e desenvolver

Leia mais

Relatório de Tendências de Grupo

Relatório de Tendências de Grupo Relatório de de Grupo Natural Este Relatório é um produto da PDA International. PDA International é líder no fornecimento de avaliações comportamentais aplicadas para a seleção, gestão e desenvolvimento

Leia mais

Relatório de Tendências de Grupo

Relatório de Tendências de Grupo Relatório de de Grupo Perfil Natural Este Relatório é um produto da PDA International. PDA International é líder no fornecimento de avaliações comportamentais aplicadas para recrutar, reter, motivar e

Leia mais

COMPORTAMENTO HUMANO ESTILOS DE ATUAÇÃO

COMPORTAMENTO HUMANO ESTILOS DE ATUAÇÃO COMPORTAMENTO HUMANO ESTILOS DE ATUAÇÃO Os Quatro Humores HIPÓCRATES (500 AC) MELANCÓLICO GOSTA DE UMA VIDA ORGANIZADA TENDE A MUDANÇAS NO HUMOR OBSERVA DO LADO DE FORA E TENDE A SATISFAZER AS NECESSIDADES

Leia mais

C A R R E I R A H O G A N D E S E N V O L V E R DICAS DE DESENVOLVIMENTO PARA GESTÃO DE CARREIRA. Relatório para: Jane Doe ID: HB290466

C A R R E I R A H O G A N D E S E N V O L V E R DICAS DE DESENVOLVIMENTO PARA GESTÃO DE CARREIRA. Relatório para: Jane Doe ID: HB290466 S E L E C I O N A R D E S E N V O L V E R L I D E R A R H O G A N D E S E N V O L V E R C A R R E I R A DICAS DE DESENVOLVIMENTO PARA GESTÃO DE CARREIRA Relatório para: Jane Doe ID: HB290466 Data: 07,

Leia mais

Estilo Comportamental

Estilo Comportamental Estilo Comportamental Comunica-se de forma marcante, é persuasivo e encantador. Também é bom ouvinte, tem capacidade de improvisação e dificuldade em dizer não. A calma é uma das principais características.

Leia mais

LÍDER O MAESTRO DO SHOW

LÍDER O MAESTRO DO SHOW LÍDER O MAESTRO DO SHOW THIAGO CRISTARDO CONSULTOR DE RH FORMADO EM ADMINISTRAÇÃO NA FIB, ESPECIALIZAÇÃO EM PSICOLOGIA POSITIVA NA FGV, COM CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL EM COACHING E ANALISTA COMPORTAMENTAL

Leia mais

Sam Sample esam Example

Sam Sample esam Example R E L A T Ó R I O Trabalho do Par Organização Data Extended /dgdfd 10/03/2006 Esta análise baseia-se nas respostas dadas ao questionário Análise Pessoal Extended DISC. Esta análise não deve ser o único

Leia mais

G E R E N C I A R H O G A N D E S E N V O L V E R TÉCNICAS PARA GESTÃO DE FUNCIONÁRIOS. Relatório para: Jane Doe ID: HB Data: 07, Março, 2013

G E R E N C I A R H O G A N D E S E N V O L V E R TÉCNICAS PARA GESTÃO DE FUNCIONÁRIOS. Relatório para: Jane Doe ID: HB Data: 07, Março, 2013 S E L E C I O N A R D E S E N V O L V E R L I D E R A R H O G A N D E S E N V O L V E R G E R E N C I A R TÉCNICAS PARA GESTÃO DE FUNCIONÁRIOS Relatório para: Jane Doe ID: HB290466 Data: 07, Março, 2013

Leia mais

O que é personalidade?

O que é personalidade? Personalidade O que é personalidade? É a organização dos sistemas psicológicos do indivíduo que determinam seu ajuste ao ambiente. Forma como uma pessoa reage e interage com as demais. Descrita em termos

Leia mais

ESTILOS DA NEGOCIAÇÃO

ESTILOS DA NEGOCIAÇÃO ESTILOS DA NEGOCIAÇÃO Teste para Avaliação Marque com um X as características que mais aproxima-se de você. A Coluna A é o oposto da coluna B. Então, por exemplo, Você é uma pessoa mais organizada ou improvisadora?

Leia mais

C A R R E I R A H O G A N D E S E N V O L V E R DICAS DE DESENVOLVIMENTO PARA GESTÃO DE CARREIRA. Relatório para: Jane Doe ID: HA154779

C A R R E I R A H O G A N D E S E N V O L V E R DICAS DE DESENVOLVIMENTO PARA GESTÃO DE CARREIRA. Relatório para: Jane Doe ID: HA154779 S E L E C I O N A R D E S E N V O L V E R L I D E R A R H O G A N D E S E N V O L V E R C A R R E I R A DICAS DE DESENVOLVIMENTO PARA GESTÃO DE CARREIRA Relatório para: Jane Doe ID: HA154779 Data: 01,

Leia mais

Recrutamento e Seleção por Perfil Comportamental

Recrutamento e Seleção por Perfil Comportamental Recrutamento e Seleção por Perfil Comportamental De cada 5 Demissões nas empresas, 3 estão relacionadas ao Comportamento. Fonte: Catho - 2009 A Harvard Business Review aponta que até 80 % da rotatividade

Leia mais

Guia de Referência Rápida

Guia de Referência Rápida Energia: Força ou Energia indica o pique para o trabalho, a capacidade de mudar e a habilidade de absorver o estresse mais facilmente. Indicador de Exigência do Meio Externo (IEM): indica o quão forte

Leia mais

> Relatório do Participante. Nome: Exemplo

> Relatório do Participante. Nome: Exemplo > Relatório do Participante Nome: Exemplo Data: 8 maio 2008 Relatório do Participante Introdução Este relatório é confidencial e destina-se exclusivamente à pessoa que respondeu o Está sendo entregue a

Leia mais

Insights para a Eficiência Pessoal

Insights para a Eficiência Pessoal ESTILOS DE ATUAÇÃO Insights para a Eficiência Pessoal As Cores do Insights Os Quatro Humores Hipócrates 500 AC MELANCÓLICO GOSTA DE UMA VIDA ORGANIZADA TENDE A MUDANÇAS NO HUMOR COLÉRICO PARECEM LÍDERES

Leia mais

O Mapeamento de competências como ferramenta para gerenciamento de Crises e Conflitos

O Mapeamento de competências como ferramenta para gerenciamento de Crises e Conflitos O Mapeamento de competências como ferramenta para gerenciamento de Crises e Conflitos Projetos é o melhor ambiente para geração de crises e conflitos, pois: Tudo é controlado. Existem muitas partes interessadas.

Leia mais

G E R E N C I A R H O G A N D E S E N V O L V E R TÉCNICAS PARA GESTÃO DE FUNCIONÁRIOS. Relatório para: Tal Fulano ID: HC748264

G E R E N C I A R H O G A N D E S E N V O L V E R TÉCNICAS PARA GESTÃO DE FUNCIONÁRIOS. Relatório para: Tal Fulano ID: HC748264 S E L E C I O N A R D E S E N V O L V E R L I D E R A R H O G A N D E S E N V O L V E R G E R E N C I A R TÉCNICAS PARA GESTÃO DE FUNCIONÁRIOS Relatório para: Tal Fulano ID: HC748264 Data: 12, Novembro,

Leia mais

Profile Report. > Relatório de Estilos Comportamentais. Nome: Exemplo

Profile Report. > Relatório de Estilos Comportamentais. Nome: Exemplo Profile Report > Relatório de Estilos Comportamentais Nome: Exemplo Data: 08 de Maio 2008 Relatório de Estilos Comportamentais OPQ Introdução Este relatório foi elaborado para aquelas pessoas que já terminaram

Leia mais

Líder: José Mário Colaborador: Ana Catarina

Líder: José Mário Colaborador: Ana Catarina Relatório de Compatibilidade entre Líder e Colaborador Líder: José Mário Colaborador: Ana Catarina Este Relatório é um produto da PDA International. PDA International é líder no fornecimento de avaliações

Leia mais

IPC Cargo Recepcionista Hospitalar Comparativo - Outubro de

IPC Cargo Recepcionista Hospitalar Comparativo - Outubro de IPC Cargo Recepcionista Hospitalar Comparativo - Outubro de 2015 - Relatório Comparativo do Cargo Recepcionista Hospitalar É recomendada uma leitura atenta das informações abaixo, bem como de todas as

Leia mais

INTENSIVO DE INICIAÇÃO MODULO 3. CAROL OLIVEIRA Diretora Sênior de Vendas Independente Mary Kay

INTENSIVO DE INICIAÇÃO MODULO 3. CAROL OLIVEIRA Diretora Sênior de Vendas Independente Mary Kay INTENSIVO DE INICIAÇÃO MODULO 3 CAROL OLIVEIRA Diretora Sênior de Vendas Independente Mary Kay QUE TAL INAUGURAR 2017, COMO UMA VERDADEIRA EMPRESERÁRIA DE SUCESSO? DIQ VOCÊ MERECE ESTA TÃO SONHADA CONQUISTA!

Leia mais

Perf il Caliper Overview

Perf il Caliper Overview Perf il Caliper Overview Entendendo s, Comportamentos e os dados do Perfil Caliper As pessoas têm sucesso quando estão em posições que permitam a utilização de seus potenciais, pontos fortes e motivadores.

Leia mais

Como realizar Entrevistas com cada tipo de perfil

Como realizar Entrevistas com cada tipo de perfil Como realizar Entrevistas com cada tipo de perfil Estilo A primeira impressão da sua potencial iniciada Como ela se sente: Sou mãe, cuido da minha casa e quero ter uma fonte de renda extra. Carolina, a

Leia mais

Grupo de trabalho. relatório de perfil de equipe da Discus. Flexível) Luis Vasconcelos. Membros 8 Relacionamentos Específicos.

Grupo de trabalho. relatório de perfil de equipe da Discus. Flexível) Luis Vasconcelos. Membros 8 Relacionamentos Específicos. relatório de perfil de equipe da Discus D ASSERTIVO I Grupo de trabalho CONTROLADO ABERTO Impresso Terça 13 de Março de 2018 C RECEPTIVO S Dir Com Est Exe Categoria Estilo da Equipe General Equilibrado

Leia mais

Personalidades E estilos. Futura Diretora executiva Fernanda mello

Personalidades E estilos. Futura Diretora executiva Fernanda mello Personalidades E estilos Futura Diretora executiva Fernanda mello A vida é um conjunto de decisões que tomamos regularmente de acordo com nossa personalidade, e que tem muito a ver com as escolhas que

Leia mais

Confiante e entusiasta. Divertido. Ama um desafio. EXTREMAMENTE impaciente. Às vezes egoísta. Fusível curto (enfurece facilmente).

Confiante e entusiasta. Divertido. Ama um desafio. EXTREMAMENTE impaciente. Às vezes egoísta. Fusível curto (enfurece facilmente). Muito interessante Confiante e entusiasta. Divertido. Ama um desafio. EXTREMAMENTE impaciente. Às vezes egoísta. Fusível curto (enfurece facilmente). Vivido, inteligência apaixonada e afiada. Gosta de

Leia mais

Como realizar. entrevistas. com cada tipo de. perfil

Como realizar. entrevistas. com cada tipo de. perfil Como realizar entrevistas com cada tipo de perfil Estilo A primeira impressão da sua potencial iniciada Como ela se sente: Sou mãe, cuido da minha casa e quero ter uma fonte de renda extra. Sucesso é:

Leia mais

Uma avaliação de Jose Teste para o cargo de Analista de Recursos Humanos

Uma avaliação de Jose Teste para o cargo de Analista de Recursos Humanos Uma avaliação de para o cargo de Analista de Recursos Humanos Preparada para Caliper Estrategias Humanas do Brasil Ltda. 24 de setembro de 205 Perfil Caliper concluído em 24 de setembro de 205 Caliper

Leia mais

> Funções que lidam com o cliente. Nome: Exemplo

> Funções que lidam com o cliente. Nome: Exemplo > Funções que lidam com o cliente Nome: Exemplo Data: 27 outubro 2008 INTRODUÇÃO Este relatório do SHL Manager lhe ajudará a estabelecer as chances de sucesso do Exemplo em uma função que lide com o cliente.

Leia mais

Prepare-se para o Seminário

Prepare-se para o Seminário Prepare-se para o Seminário 2018 Aonde O que você quer conquistar? estar? Corte de Vendas Pessoais Consultoras? Corte de Iniciação? Como realizar entrevistas com cada tipo de perfil Estilo A primeira impressão

Leia mais

ESTILOS DA NEGOCIAÇÃO. Adaptado por: Everton Saulo Silveira

ESTILOS DA NEGOCIAÇÃO. Adaptado por: Everton Saulo Silveira ESTILOS DA NEGOCIAÇÃO Adaptado por: Everton Saulo Silveira Teste para Avaliação Marque com um X as características que mais aproxima-se de você. A Coluna A é o oposto da coluna B. Então, por exemplo, Você

Leia mais

Auditoria DISC. Juan Prueba

Auditoria DISC. Juan Prueba Auditoria DISC Juan Prueba 26/03/2016 1 Introdução à metodologia D.I.S.C. Este relatório baseia-se na metodologia D.I.S.C. e o seu objectivo é o de ajudar aos processos de progressão e selecção. D.I.S.C.

Leia mais

ANÁLISE DO PERFIL PESSOAL

ANÁLISE DO PERFIL PESSOAL ANÁLISE DO PERFIL PESSOAL PARTICULAR E 3/4/2006 CONFIDENCIAL Thomas Key I II III D 8 3 5 I 5 2 3 S 4 11-7 C 3 7-4 AUTO IMAGEM - GRAFICO III Trata-se de um indivíduo gregário e otimista, por natureza. É

Leia mais

Compatibilidade entre Líder e Subordinado

Compatibilidade entre Líder e Subordinado Líder: Josiane Teste Colaborador: Luciana Teste Este relatório é um produto da PDA International. A PDA International é líder no fornecimento de avaliações comportamentais aplicadas para recrutar, reter,

Leia mais

Será que eu te quero na minha equipe?

Será que eu te quero na minha equipe? Será que eu te quero na minha equipe? QUE TIPO DE PESSOA QUERO EM MINHA EQUIPE? VOCÊ CONHECE ALGUÉM QUE: Quer ganhar dinheiro; Quer uma renda extra; Deseja conhecer pessoas e fazer novas amizades; Deseja

Leia mais

Como realizar. entrevistas. com cada tipo de. perfil

Como realizar. entrevistas. com cada tipo de. perfil Como realizar entrevistas com cada tipo de perfil Estilo A primeira impressão da sua potencial iniciada Como ela se sente: Sou mãe, cuido da minha casa e quero ter uma fonte de renda extra. Sucesso é:

Leia mais

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Avaliação de: Sr. Antônio Modelo Preparada por: Consultor Caliper consultor@caliper.com.br Data: Página 1 Perfil Caliper de Especialistas The

Leia mais

CCSQ. Relatório do Manager - Funções que lidam com o cliente. Nome Sra. Exemplo

CCSQ. Relatório do Manager - Funções que lidam com o cliente. Nome Sra. Exemplo CCSQ Relatório do Manager - Funções que lidam com o cliente Nome Sra. Exemplo Data 30 agosto 2014 www.ceb.shl.com www.transformece.com.br INTRODUÇÃO Este relatório do SHL Manager lhe ajudará a estabelecer

Leia mais

RELATÓRIO DE USO PRIVADO E CONFIDENCIAL

RELATÓRIO DE USO PRIVADO E CONFIDENCIAL PERFIL PESSOAL E PROFISSIONAL O presente relatório é des nado ao trabalho e pode ser u lizado em Recrutamento & Seleção, Treinamento & Desenvolvimento ou mesmo para o autoconhecimento. Avalia o comportamento,

Leia mais

Solteira, sem filhos, 22 anos, estudante e empresaria Estudante de Arquitetura e Urbanismo 2 anos 8 meses Entrei na Mk em Busca de uma renda extra,

Solteira, sem filhos, 22 anos, estudante e empresaria Estudante de Arquitetura e Urbanismo 2 anos 8 meses Entrei na Mk em Busca de uma renda extra, Solteira, sem filhos, 22 anos, estudante e empresaria Estudante de Arquitetura e Urbanismo 2 anos 8 meses Entrei na Mk em Busca de uma renda extra, já trabalhava com outras marcas, mas não tinha retorno!

Leia mais

> Relatório do Gestor. Nome: Exemplo

> Relatório do Gestor. Nome: Exemplo > Relatório do Gestor Nome: Exemplo Data: 8 maio 2008 Relatório do Gestor Introdução Este relatório baseia-se nas repostas de Exemplo a um questionário de auto-relatório de personalidade, o Questionário

Leia mais

INTELIGÊNCIA EMOCIONAL HABILIDADE DE SE IDENTIFICAR E GERIR AS PRÓPRIAS EMOÇÕES E DE OUTRAS PESSOAS Hogan Assessment Systems Inc.

INTELIGÊNCIA EMOCIONAL HABILIDADE DE SE IDENTIFICAR E GERIR AS PRÓPRIAS EMOÇÕES E DE OUTRAS PESSOAS Hogan Assessment Systems Inc. INTELIGÊNCIA EMOCIONAL EQ A HABILIDADE DE SE IDENTIFICAR E GERIR AS PRÓPRIAS EMOÇÕES E DE OUTRAS PESSOAS Relatório para John Doe ID UH555438 Data 20, Outubro, 2014 2013 Hogan Assessment Systems Inc. Introdução

Leia mais

O PERFIL GERENCIAL DA MULHER BRASILEIRA

O PERFIL GERENCIAL DA MULHER BRASILEIRA O PERFIL GERENCIAL DA MULHER BRASILEIRA Agressivas ou assertivas. Cautelosas ou arrojadas. Criativas ou não. Qual será o estilo de gerenciar da mulher brasileira? A revista Mulher & Carreira, em parceria

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO BASEADO NO MODELO DE HACKMAN E OLDHAM (1974)

QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO BASEADO NO MODELO DE HACKMAN E OLDHAM (1974) QUESTIONÁRIO DE VLIÇÃO D QULIDDE DE VID NO TRLHO SEDO NO MODELO DE HCKMN E OLDHM (1974) SEÇÃO 1 Nesta seção do questionário você deve descrever o seu trabalho da forma mais objetiva possível. Por favor,

Leia mais

COMPETÊNCIAS INDIVIDUAIS PARA PROFISSIONAIS DE MARKETING MULTINÍVEL. Anexos e Apêndice

COMPETÊNCIAS INDIVIDUAIS PARA PROFISSIONAIS DE MARKETING MULTINÍVEL. Anexos e Apêndice Anexos e Apêndice 30 Anexo 1 Global Sales by Product Category 2015 -Published June 3, 2016 Anexo 2 Quadro de semântica de palavras Categoria Comunicação Bom vendedor Semântica Ser Comunicativa, Diálogo,

Leia mais

INTERPRETANDO AS SUBESCALAS DO HPI

INTERPRETANDO AS SUBESCALAS DO HPI INTERPRETANDO AS SUBESCALAS DO HPI O Inventário Hogan de Personalidade (HPI) é uma medida da personalidade normal. Ele fornece informações detalhadas em relação ao lado luz da personalidade: características

Leia mais

Relatório confidencial de triagem do ASSESS

Relatório confidencial de triagem do ASSESS 1/5 Relatório confidencial de triagem do ASSESS para HR Director, ABC Company Data: Introdução Lendo o relatório do ASSESS Resumo das características principais Relatório PDF Copyright 1999-2012 Bigby,

Leia mais

BEM VINDAS! TREINAMENTO DE VENDAS INTERMEDIARIO. Como fechar a venda de acordo com o perfil da cliente

BEM VINDAS! TREINAMENTO DE VENDAS INTERMEDIARIO. Como fechar a venda de acordo com o perfil da cliente BEM VINDAS! TREINAMENTO DE VENDAS INTERMEDIARIO Como fechar a venda de acordo com o perfil da cliente Cíntia Salton Salton Consultoria Será que o seu perfil influencia no resultado da venda? E o perfil

Leia mais

S E G U R A N Ç A H O G A NR E L A T Ó R I O S COMPORTAMENTO RELACIONADO À SEGURANÇA NO AMBIENTE DE TRABALHO. Relatório para: Sam Poole

S E G U R A N Ç A H O G A NR E L A T Ó R I O S COMPORTAMENTO RELACIONADO À SEGURANÇA NO AMBIENTE DE TRABALHO. Relatório para: Sam Poole S E L E C I O N A R D E S E N V O L V E R L I D E R A R H O G A NR E L A T Ó R I O S S E G U R A N Ç A COMPORTAMENTO RELACIONADO À SEGURANÇA NO AMBIENTE DE TRABALHO Relatório para: Sam Poole Identificação:

Leia mais

PREFERÊNCIA CEREBRAL

PREFERÊNCIA CEREBRAL PREFERÊNCIA CEREBRAL DESENVOLVIMENTO DA SESSÃO TAREFA PARA A VIDA: RECAPITULAÇÃO FINAL + TAREFAS + DESCONEXÃO Diário de Bordo DIÁRIO DE BORDO: DATA / / I. Por que valeu a pena viver o dia de hoje? (feedback

Leia mais

Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report

Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report Avaliação de: Sr. João Vendedor Preparada por: Consultor Caliper consultor@caliper.com.br Data: Copyright 2012 Caliper & Tekoare. Todos os direitos

Leia mais

Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report

Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report Avaliação de: Sr. João Vendedor Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: Copyright 2012 Caliper & Tekoare. Todos os direitos

Leia mais

INTELIGÊNCIA EMOCIONAL HABILIDADE DE SE IDENTIFICAR E GERIR AS PRÓPRIAS EMOÇÕES E DE OUTRAS PESSOAS Hogan Assessment Systems Inc.

INTELIGÊNCIA EMOCIONAL HABILIDADE DE SE IDENTIFICAR E GERIR AS PRÓPRIAS EMOÇÕES E DE OUTRAS PESSOAS Hogan Assessment Systems Inc. INTELIGÊNCIA EMOCIONAL EQ A HABILIDADE DE SE IDENTIFICAR E GERIR AS PRÓPRIAS EMOÇÕES E DE OUTRAS PESSOAS Relatório para Sam Poole ID HC560419 Data 23, Fevereiro, 2017 2013 Hogan Assessment Systems Inc.

Leia mais

Relatório de Competências

Relatório de Competências Relatório de Competências Natural Este Relatório é um produto da PDA International. A PDA International é líder no fornecimento de avaliações comportamentais aplicadas para recrutar, reter, motivar e desenvolver

Leia mais

1º - Comece e... 2º - Não desista jamais!

1º - Comece e... 2º - Não desista jamais! Personalidades Você dá início a esta jornada rumo ao sucesso seguindo duas regras: 1º - Comece e... 2º - Não desista jamais! Mary Kay Ash Como realizar entrevistas com cada tipo de personalidade? Pasta

Leia mais

Relatório de Competências de Nataly Lopez (Perfil Natural) Autoconfiança. Autocontrole. Busca de Informação. Capacidade de Negociação.

Relatório de Competências de Nataly Lopez (Perfil Natural) Autoconfiança. Autocontrole. Busca de Informação. Capacidade de Negociação. IMPORTANTE: Em ótimas condições do ambiente, a grande maioria das pessoas pode ter a capacidade de desempenhar-se adequadamente em quaisquer das seguintes competências. Referimo-nos a "ótimas condições"

Leia mais

Líder: Marcos Ferreira Colaborador: Anderson Miranda

Líder: Marcos Ferreira Colaborador: Anderson Miranda Líder: Marcos Ferreira Colaborador: Anderson Miranda Este Relatório é um produto da PDA International. A PDA International é líder no fornecimento de avaliações comportamentais aplicadas para recrutar,

Leia mais

Desconstruir para Construir! Reunião. Unidade. Hoje 21:30

Desconstruir para Construir! Reunião. Unidade. Hoje 21:30 Desconstruir para Construir! Reunião de Unidade Hoje 21:30 Por que você Decidiu ser Mary Kay? Por que ter Time? Quem você procura para Seu Time? Determinação Coragem Vontade Ousadia Sonho DESEJO ARDENTE

Leia mais

SBCOACHING. Já sabe qual é o seu tipo de liderança?

SBCOACHING. Já sabe qual é o seu tipo de liderança? 1 Já sabe qual é o seu tipo de liderança? 2 Há diferentes estilos de liderança. Como escolher o que é certo para você? A abordagem de liderança conhecida como abordagem de contingência diz que você deve

Leia mais

Seu negócio MK tem um cadeado, e. a chave para abrí-lo, se chama... Iniciação

Seu negócio MK tem um cadeado, e. a chave para abrí-lo, se chama... Iniciação Seu negócio MK tem um cadeado, e a chave para abrí-lo, se chama... Iniciação Escolha que tipo de ganhos você quer ter limitados ou ilimitados. + 40 % DE GANHOS HÁ LIMITE 4 %, 6 %, 8 % o 12 % DE GANHOS

Leia mais

S E G U R A N Ç A H O G A NR E L A T Ó R I O S COMPORTAMENTO RELACIONADO À SEGURANÇA NO AMBIENTE DE TRABALHO. Relatório para: Jane Doe

S E G U R A N Ç A H O G A NR E L A T Ó R I O S COMPORTAMENTO RELACIONADO À SEGURANÇA NO AMBIENTE DE TRABALHO. Relatório para: Jane Doe S E L E C I O N A R D E S E N V O L V E R L I D E R A R H O G A NR E L A T Ó R I O S S E G U R A N Ç A COMPORTAMENTO RELACIONADO À SEGURANÇA NO AMBIENTE DE TRABALHO Relatório para: Jane Doe Identificação:

Leia mais

Relatório de Competências. Manuel Vega. Natural

Relatório de Competências. Manuel Vega. Natural Relatório de Competências Manuel Vega Natural Este Relatório é um produto da PDA International. PDA International é líder no fornecimento de avaliações comportamentais aplicadas para a seleção, gestão

Leia mais

PARA TODOS OS GRUPOS DE CARGOS: ESTRATÉGICO E TÁTICO

PARA TODOS OS GRUPOS DE CARGOS: ESTRATÉGICO E TÁTICO VISÃO SISTÊMICA PARA TODOS OS GRUPOS DE CARGOS: ESTRATÉGICO E TÁTICO Compreende o impacto e relação das suas atividades no contexto geral dos processos do Sistema FIEB. Não considera os impactos do desenvolvimento

Leia mais

COMPATIBILIDADE COM O CARGO

COMPATIBILIDADE COM O CARGO COMPATIBILIDADE COM O CARGO Relatório voltado ao Recrutamento & Seleção ou Recrutamento Interno. Avalia o perfil do candidato e o perfil de uma função específica. Para funções de liderança ou de base.

Leia mais

1º - Começe e... 2º - Não desista jamais!

1º - Começe e... 2º - Não desista jamais! Você quer ser uma Diretora de Vendas? 1º - Começe e... 2º - Não desista jamais! Mary Kay Ash Para isso você vai precisar iniciar muiiitooooo... Muitas novas Consultoras você deverá trazer para o nosso

Leia mais

Líder: Manuel Vega Colaborador: Diego Mauricio Gomez

Líder: Manuel Vega Colaborador: Diego Mauricio Gomez Relatório de Compatibilidade entre Líder e Colaborador Líder: Manuel Vega Colaborador: Diego Mauricio Gomez Este Relatório é um produto da PDA International. PDA International é líder no fornecimento de

Leia mais

COMPORTAMENTO. Percepção Expectativas Emoções / sentimentos / desejos Metaprogramas Crenças / valores Necessidades

COMPORTAMENTO. Percepção Expectativas Emoções / sentimentos / desejos Metaprogramas Crenças / valores Necessidades COMPORTAMTO Percepção xpectativas moções / sentimentos / desejos Metaprogramas Crenças / valores ecessidades STILOS CSSIDADS reconhecimento, realização, associação, segurança MTAPROGRAMAS associador, extrovertido,

Leia mais

Insight. Hogan Personality Inventory (HPI) Relatório para: Tal Fulano ID: HC Data: 13, 6, Hogan Assessment Systems Inc.

Insight. Hogan Personality Inventory (HPI) Relatório para: Tal Fulano ID: HC Data: 13, 6, Hogan Assessment Systems Inc. Insight Hogan Personality Inventory (HPI) Relatório para: Tal Fulano ID: HC748264 Data: 13, 6, 2018 2018 Hogan Assessment Systems Inc. Introdução O Inventário Hogan de Personalidade é uma medida da personalidade

Leia mais

- Novembro de

- Novembro de IPC Percepção de Colaborador Exemplo Novembro de 2016 Relatório: IPC Percepção sobre Colaborador Exemplo Operador É recomendada uma leitura atenta das informações abaixo, bem como de todas as demais ao

Leia mais

Recrutamento & Seleção: Como fazer um processo assertivo!

Recrutamento & Seleção: Como fazer um processo assertivo! Recrutamento & Seleção: Como fazer um processo assertivo! 12.07 09:00 Início 10:15-10:30 Break Estratégico 10:30-11:20 Como eu sou 11: 30 Encerramento Quando se navega sem destino, nenhum vento é favorável.

Leia mais

MTBI Myers Briggs Type Indicator Katehrine Cook Briggs and Isabel Briggs Myers tipologia de Jung Quatro dimensões: Extroversão Introversão Sensação

MTBI Myers Briggs Type Indicator Katehrine Cook Briggs and Isabel Briggs Myers tipologia de Jung Quatro dimensões: Extroversão Introversão Sensação MTBI Myers Briggs Type Indicator Katehrine Cook Briggs and Isabel Briggs Myers tipologia de Jung Quatro dimensões: Extroversão Introversão Sensação Intuição Pensamento Sentimento Julgamento Percepção E

Leia mais

Uma avaliação de Jose Teste para o cargo de Tecnico em Automação Industrial

Uma avaliação de Jose Teste para o cargo de Tecnico em Automação Industrial Uma avaliação de para o cargo de Tecnico em Automação Industrial Preparada para Caliper Estrategias Humanas do Brasil Ltda. 26 de agosto de 205 Perfil Caliper concluído em 26 de agosto de 205 Caliper Estratégias

Leia mais

Temperamento. DISC (Marston) Gregos Hipócrates Carl Jung. Dominância Fogo Colérico Produtor. Influência Água Sanguíneo Sensitivo

Temperamento. DISC (Marston) Gregos Hipócrates Carl Jung. Dominância Fogo Colérico Produtor. Influência Água Sanguíneo Sensitivo DISC Rebeca Toyama A origem Na segunda década do século XX, o psicólogo americano William Moulton Marston cria um teste, baseado na eleição de quatro fatores, com as quais pudesse medir a personalidade

Leia mais

Unidade IV MODELOS DE LIDERANÇA. Prof. Gustavo Nascimento

Unidade IV MODELOS DE LIDERANÇA. Prof. Gustavo Nascimento Unidade IV MODELOS DE LIDERANÇA Prof. Gustavo Nascimento Os princípios da Liderança Proativa Passividade é uma adjetivo que não combina com a liderança proativa, diferentemente da liderança reativa, na

Leia mais

COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL

COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL Aula 5: Revisão para prova 1 Agenda Revisão para prova Trabalho parcial 1 2 Relembrando alguns conceitos REVISÃO PARA PROVA 3 Organização Grupo de pessoas que se constitui

Leia mais

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Avaliação de: Sr. Mario Exemplo Preparada por: Consultor Caliper consultor@caliper.com.br Data: Página 1 Perfil Caliper de Especialistas The Inner

Leia mais

Bom Dia! Gestão de Pessoas: engajamento e conexão com as pessoas. Elenice Franco 17 de agosto de 2016

Bom Dia! Gestão de Pessoas: engajamento e conexão com as pessoas. Elenice Franco 17 de agosto de 2016 Bom Dia! Gestão de Pessoas: engajamento e conexão com as pessoas. Elenice Franco 17 de agosto de 2016 Nossa agenda de hoje: Engajamento e Conexão e o impacto na performance do negócio; Como essa cultura

Leia mais

Sra Joana Perfil. Ativo. Importante. Sexta 17 de Abril de 2015

Sra Joana Perfil. Ativo. Importante. Sexta 17 de Abril de 2015 Ativo INTERNO EXTERNO RESUMO MUDANÇAS Sexta 17 de Abril de 2015 Impresso Terça 6 de Março de 2018 Importante Uma ferramenta puramente comportamental não deve nunca ser usada para uma decisão de recrutamento

Leia mais

S E G U R A N Ç A H O G A NR E L A T Ó R I O S COMPORTAMENTO RELACIONADO À SEGURANÇA NO AMBIENTE DE TRABALHO. Relatório para: Jane Doe

S E G U R A N Ç A H O G A NR E L A T Ó R I O S COMPORTAMENTO RELACIONADO À SEGURANÇA NO AMBIENTE DE TRABALHO. Relatório para: Jane Doe S E L E C I O N A R D E S E N V O L V E R L I D E R A R H O G A NR E L A T Ó R I O S S E G U R A N Ç A COMPORTAMENTO RELACIONADO À SEGURANÇA NO AMBIENTE DE TRABALHO Relatório para: Jane Doe Identificação:

Leia mais

CCSQ. Relatório do Manager - Funções que lidam com o cliente. Nome Sample Candidate. Data 23 setembro

CCSQ. Relatório do Manager - Funções que lidam com o cliente. Nome Sample Candidate. Data 23 setembro CCSQ Relatório do Manager - Funções que lidam com o cliente Nome Sample Candidate Data 23 setembro 2013 www.ceb.shl.com INTRODUÇÃO Este relatório do SHL Manager lhe ajudará a estabelecer as chances de

Leia mais

Relação entre Díades de Resultados de Escalas do HPI

Relação entre Díades de Resultados de Escalas do HPI BAIXO Ajustamento Impacto da Combinação Motivado por competir, realizar e vencer e, ao mesmo tempo, preocupado constantemente sobre o possível fracasso e a crítica decorrente dele. Teme o fracasso e tenta

Leia mais

Classic 2 Plus. Este Relatório Contém. Respondente Este relatório foi fornecido por:

Classic 2 Plus. Este Relatório Contém. Respondente Este relatório foi fornecido por: Classic 2 Plus Este Relatório Contém Abordagem da Gerência Respondente - 16.12.2012 Este relatório foi fornecido por: Passos Profissionais - Página Web! Brasília - DF / Brasil HPI Inc. - HRTools Inc. Market

Leia mais

Relatório de Competências

Relatório de Competências Relatório de Competências Natural Este Relatório é um produto da PDA International. PDA International é líder no fornecimento de avaliações comportamentais aplicadas para a seleção, gestão e desenvolvimento

Leia mais

PERFIL COMPORTAMENTAL

PERFIL COMPORTAMENTAL PERFIL COMPORTAMENTAL Linhares Coach +55 (41) 99643-4511 www.linharescoach.com.br 1 PERFIL COMPORTAMENTAL Bem-vindo! Cada vez mais precisamos nos relacionar com as pessoas, e de uma maneira assertiva.

Leia mais

GESTÃO E TENDÊNCIAS EM ACADEMIAS

GESTÃO E TENDÊNCIAS EM ACADEMIAS Unidade II GESTÃO E TENDÊNCIAS EM ACADEMIAS Prof. Alexandre Rocha Seleção de profissionais Entrevista de triagem; Avaliações (teórica e prática); Treinamentos (teórico e prático); Entrevista final. 1 Entrevista

Leia mais

Olá, aqui é Marina Carvalho e é um prazer para mim estar aqui de novo com você, nesse segundo vídeo dessa série especial: Como Conquistar suas Metas

Olá, aqui é Marina Carvalho e é um prazer para mim estar aqui de novo com você, nesse segundo vídeo dessa série especial: Como Conquistar suas Metas Olá, aqui é Marina Carvalho e é um prazer para mim estar aqui de novo com você, nesse segundo vídeo dessa série especial: Como Conquistar suas Metas Pessoais e Profissionais ainda neste ano No vídeo de

Leia mais

UFRJ /// UERJ CCS //// CBIO HUCFF //// FACENF

UFRJ /// UERJ CCS //// CBIO HUCFF //// FACENF UFRJ /// UERJ CCS //// CBIO HUCFF //// FACENF INSTRUMENTO AUTOAVALIAÇÃO Por: Antonio de M. Marinho INSTRUMENTO I - Em um contínuo de 1 a 10, sendo 1 o mínimo e o 10 o máximo assinale de forma sincera e

Leia mais

" Na gestão, são as pessoas que fazem a diferença. A Importância das Pessoas na Gestão da Qualidade FERRAMENTAS MÉTODOS

 Na gestão, são as pessoas que fazem a diferença. A Importância das Pessoas na Gestão da Qualidade FERRAMENTAS MÉTODOS FERRAMENTAS MÉTODOS A Importância das Pessoas na Gestão da Qualidade António Fernandes Great People Inside - Senior Partner antonio.fernandes@greatpeopleinside.com Na gestão, são as pessoas que fazem a

Leia mais

Perfil Caliper de Vendas. The Inner Seller Report

Perfil Caliper de Vendas. The Inner Seller Report Perfil Caliper de Vendas The Inner Seller Report Avaliação de: Sr. João Vendedor Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: Perfil Caliper de Vendas The Inner Seller Report Página 1

Leia mais

Em seu trabalho, você tem a oportunidade de fazer todos os dias o que faz de melhor? os dias o que faz de melhor?

Em seu trabalho, você tem a oportunidade de fazer todos os dias o que faz de melhor? os dias o que faz de melhor? Em seu trabalho, você tem a oportunidade de fazer todos os dias o que faz de melhor? Em seu trabalho, você tem a oportunidade de fazer todos os dias o que faz de melhor? Recentemente, lendo o livro: Descubra

Leia mais

PROSPECÇÃO DE NEGÓCIOS E TECNOLOGIA. Prof. Araken Patusca Linhares

PROSPECÇÃO DE NEGÓCIOS E TECNOLOGIA. Prof. Araken Patusca Linhares PROSPECÇÃO DE NEGÓCIOS E TECNOLOGIA Prof. Araken Patusca Linhares UNIDADE I Surgimento do Empreendedorismo Postura e comportamento do Empreendedor A importância do Empreendedor na sociedade Motivação do

Leia mais

E-book. 7 chaves. para o Desempenho de Alta Performance

E-book. 7 chaves. para o Desempenho de Alta Performance E-book 7 chaves para o Desempenho de Alta Performance INTRODUÇÃO Como você pode criar um ambiente de trabalho positivo que traga à luz o melhor das pessoas e conduza a um alto desempenho? O alto desempenho

Leia mais

Perfil Pessoal Nome: Data: ALEXANDRE CRISPI SIQUEIRA 20/05/2016 Organização: Grupo: SOAR Global Institute Certificação Orlando - Maio/2016 Empresa:

Perfil Pessoal Nome: Data: ALEXANDRE CRISPI SIQUEIRA 20/05/2016 Organização: Grupo: SOAR Global Institute Certificação Orlando - Maio/2016 Empresa: Perfil Pessoal Nome: ALEXANDRE CRISPI SIQUEIRA Data: Organização: SOAR Global Institute Grupo: Certificação Orlando - Maio/2016 Empresa: GRÁFICO DE INTENSIDADE DE TRAÇO O gráfico de intensidade dos traços

Leia mais