UM PANORAMA DAS PUBLICAÇÕES ACADÊMICAS NA INTERNET: DESIGN E CONTEÚDO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UM PANORAMA DAS PUBLICAÇÕES ACADÊMICAS NA INTERNET: DESIGN E CONTEÚDO"

Transcrição

1 1 UM PANORAMA DAS PUBLICAÇÕES ACADÊMICAS NA INTERNET: DESIGN E CONTEÚDO Charles C Vincent Θ ABSTRACT There is a slow but steady change in course in the midiatic character of scientific and academic publishing in the WEB. Three distinct publishing paradigms surface: In the first, institutions such as CuminCAD, Elsevier Foundation and SciELO store articles and papers published by institutions, congresses and independent researchers, gathering and organizing the access to scientific and academic content much in the way of online libraries. In the second, college websites give access in periodic and indexed form to papers and other works not only of its own breed but from contributors from other institutions. Last, congresses and symposia publish presented works in their own websites. This investigation tackles with a brief research on the first two cases and points out some key issues in the choice and design of WEB media for the diffusion of academic research and production. Keywords: Digital Media, Digital Publishing, Digital Edition, Academic Production. RESUMO Está em curso uma lenta mas sólida transformação no caráter midiático das publicações científicas e acadêmicas na Internet. Três paradigmas destacam-se: No primeiro, instituições como por exemplo CuminCAD, Elsevier Foundation e SciELO abrigam artigos e papers publicados por instituições, congressos e pesquisadores independentes, concentrando e organizando conteúdos científico-acadêmicos tal qual grandes bibliotecas online. No segundo, sites universitários disponibilizam, de forma periódica e certificada, acesso a Papers e outros trabalhos resultantes de pesquisa, não só de sua própria lavra, mas principalmente de colaboradores de outras instituições. Finalmente, congressos e simpósios publicam trabalhos apresentados em sites próprios. Este trabalho apresenta um breve recorte dos dois primeiros modelos e aponta algumas questões chave para a escolha e design de um canal de difusão da produção científico-acadêmica local. Palavras chave: Media Digital, Publicação Digital, Editoria Digital, Produção Acadêmica. Θ Charles C Vincent, arquiteto e doutor pela FAUUSP, pesquisador vice-líder do grupo de pesquisa Teoria e Projeto na Era Digital. Investiga as mudanças de paradigma em projeto e design advindas da progressiva prevalência de mídias e ferramentas digitais. Tem trabalhos publicados em congressos do Design Research Society e SIGraDi Sociedad Iberoamericana de Grafica Digital.

2 2 OBJETIVOS A formatação em documentos eletrônicos na WEB, dadas as inúmeras opções de espaço e programação é muito mais variada do que seus congêneres impressos. Em mídias eletrônicas, a distinção entre ordem visual de forma geral mais próxima às mídias impressas e ordem espacial é particularmente importante. A ordenação espacial possibilitada pelo uso intenso de hyperlinks e buscas em bases de dados exige, como contrapartida, uma interface visual que referencie claramente a origem da navegação. Esse estudo tem como foco o caso particular das publicações WEB para veiculação de trabalhos científicos. AVALIAÇÃO A característica central em publicações acadêmicas é a existência de um conselho editorial, responsável pela elaboração de revisões editoriais. Esse processo de revisão editorial é chamado de Revisão por pares, Blind review ou Peer Review e é esse processo que empresta validade científica aos artigos publicados, os difereciando de simples manifestações de opinião. 1.1 CAPES/QUALIS No sistema de validação de publicações científicas adotado no Brasil, é preciso que a CAPES avalie a publicação e a certifique, o que é feito pelo sistema QUALIS. Os veículos de divulgação citados pelos programas de pós-graduação são enquadrados em categorias indicativas da qualidade - A, B ou C e do âmbito de circulação dos mesmos - local, nacional ou internacional. 1 No sistema Capes/QUALIS, os periódicos são classificados conforme critérios de abrangência e importância. Critérios de abrangência: A abrangência refere-se à importância do periódico e sua difusão. (os veículos disponíveis na web não são automaticamente considerados de circulação internacional) Internacional: abrangência internacional do periódico. Nacional: abrangência nacional do periódico, relativa ao país de edição. Local: abrangência local, relativa ao local de edição. Critérios de Importância: Periódico A: Conselho editorial internacional, contando com consultores de reconhecida competência na área e/ou Editor-chefe de competência reconhecida. Diversidade institucional e geográfica da autoria, do corpo editorial e dos pareceristas. Periodicidade regular, com pelo menos cinco números publicados. Registro no ISSN.

3 3 Possuir linha editorial definida. Apresentar expediente completo, inclusive com indicação da forma de seleção de trabalhos. Periódico B: Conselho editorial nacional, contando com consultores de reconhecida competência na área e/ou Editor-chefe de competência reconhecida. Contemplar artigos de autores externos à instituição. Periodicidade regular, com pelo menos três números publicados. Registro no ISSN. Possuir linha editorial definida. Apresentar expediente completo, inclusive com indicação da forma de seleção de trabalhos. Periódico C: Conselho editorial composto por consultores da instituição responsável pela publicação. Editor-chefe qualificado. Registro no ISSN CRITÉRIOS ADICIONAIS Outros critérios usados para avaliar as publicações investigadas têm em conta sua visibilidade: Clareza e acessibilidade dos dados editoriais das publicações investigadas; Acesso às normas de publicação. Permanência dos links para a capa da publicação; Independência entre estrutura de navegação e ordenação interna dos documentos. 1.3 ACESSIBILIDADE A acessibilidade e navegabilidade são avaliadas segundo a facilidade de acesso aos conteúdos, ordenação e busca de conteúdos e isonomia na navegação. Estruturas de acesso ou menus permanentes na tela são considerados essenciais, na medida em que favorecem a compreensão do espaço de navegação. Menus principais devem ser ordenados logicamente, por tópicos abrangentes, e permanecer visíveis durante a navegação. Submenus contextualizados ou seja, dependentes da sessão visualizada devem ser empregados de forma consistente com o restante do conteúdo. Árvores hierárquicas de grande complexidade devem ser substituídas por mecanismos de busca por TAGs, metadados ou indexadores.

4 4 1.4 DESIGN A avaliação QUALIS não explicita padrões gráficos mínimos a serem seguidos pelos avaliadores. Ainda assim, alguns aspectos devem ser levados em conta, como identidade visual da publicação, legibilidade. Recorremos a grids e diagramas relacionais para explicitar e sintetizar a hierarquia nas publicações estudadas. A diagramação na tela é avaliada segundo os seguintes itens: Regularidade Proporcionalidade Legibilidade Não se trata do julgamento de preferências estéticas ou formais, mas sim do estabelecimento de critérios mínimos de avaliação visual. PROCESSO Foram selecionadas algumas publicações eletrônicas avaliadas com destaque pela Capes / QUALIS e outras de referência internacional: SciELO CuminCAD Elsevier / ScienceDirect UNICAMP: PARC Unisinos: ArquiteturaRevista 1.5 SCIELO O repositório que maior abrangência alcança no Brasil é o SciELO - Scientific Electronic Library Online (Biblioteca Científica Eletrônica em Linha), um modelo para a publicação eletrônica cooperativa de periódicos científicos na Internet. 3 Abriga aproximadamente um terço de suas publicações na área médica e biológica, um terço na área de humanidades e ciências sociais e o terço restante distribuído entre áreas tecnológicas em geral. Em Agosto de 2007, contava-se um (01) periódico na área de Arquitetura e Urbanismo, a revista ARQ, da PUC do Chile, e seis (06) artigos originais com arquitetura como tema ACESSIBILIDADE É praticamente desconhecido de arquitetos e designers. O site é baseado em um mecanismo de ordenação e busca, BVS-Site, que permite armazenar conteúdos textuais, indexá-los e pesquisá-los por palavras chave e TAGs.

5 5 O mecanismo de busca está configurado de maneira precária e, no momento, os documentos são indexados por busca textual no conteúdo. Como resultado de uma busca pela palavra arquitetura, resultaram 22 artigos, dos quais apenas seis tratando de Arquitetura. O mecanismo de busca oferece ainda, como resultado, a citação pré-formatada no padrão ISO/ABNT DESIGN Figura 1: Tela de entrada SciELO. As páginas são formadas a partir das buscas nas bases de dados e diagramadas em espaços DIV. A formatação de textos segue regras CSS [Cascading Style Sheets]. Exemplo de formação de página: <!DOCTYPE html PUBLIC "-//W3C//DTD XHTML 1.0 Transitional//EN" "http://www.w3.org/tr/xhtml1/dtd/xhtml1-transitional.dtd"> <html> <head> <title>iah Interface de pesquisa Resultado da pesquisa <página 3> </title> <link rel="stylesheet" type="text/css" href="/applications/scieloorg/css/public/common/scielo.css">

6 6 </head> <body bgcolor="white" text="black" link="blue" vlink="blue"> <link rel="shortcut icon" href="favicon.ico"/> <link rel="stylesheet" href="/applications/scielo-org/css/public/general.css" type="text/css" media="print"/> <link rel="stylesheet" href="/applications/scielo-org/css/public/style-pt.css" type="text/css" media="screen"/> A consulta a periódicos produz uma listagem indexada por data e número e, ao se acessar um número, tem-se acesso às sessões e artigos completos, em formato texto e em formato PDF. Figura 2: Tela de busca indexada no SciELO. Figura 3: Listagem por ano e número das publicações indexadas e armazenadas no SciELO.

7 7 1.6 CUMINCAD CuminCAD Cumulative Index of Computer Aided Design é um repositório de trabalhos apresentados em congressos das entidades ACADIA, ecaade, CADRIA, CAADfutures e SIGraDi. 4 Em setembro de 2007, contava com 8000 entradas, das quais 5700 textos completos. O público em geral pode consultar resumos, mas o acesso a textos completos (publicados em PDF) é restrito aos associados das entidades conveniadas ACESSIBILIDADE O repositório, acessado em é baseado no mecanismo de publicação, indexação e busca SOPS 5 e permite buscas indexadas por TAGs. Dos sistemas investigados, é o que apresenta maior consistência na estruturação da navegação. Figura 4: CuminCAD, página de busca indexada. As páginas são formadas a partir das buscas nas bases de dados e diagramadas em espaços DIV. A formatação de textos segue regras CSS [Cascading Style Sheets].

8 DESIGN Figura 5: CuminCAD, resultado de busca indexada. Uma característica importante no CuminCAD é a permanência do sistema de navegação (menu). Este reflete em que parte do espaço está o visitante, sem expor a real complexidade do sistema. 1.7 ELSEVIER / SCIENCE DIRECT A Elsevier Foundation opera como uma editora tanto em mídia impressa como em mídia eletrônica. Seu braço editorial na WEB é a ScienceDirect em que comercializa acesso e assinaturas individuais e para instituições. Conta com conselhos editoriais que operam por revisão por pares e recebe contribuições de autores diretamente pelo site. Este é provavelmente o repositório mais abrangente no universo acadêmico, editorando periódicos, livros, anais de congressos ACESSIBILIDADE É possível realizar consultas indexadas por autores, temas, tipos de publicação e outros índices comuns. Embora a busca estruturada seja eficiente, ela se realiza pela abertura de uma nova janela no navegador, em uma URL diversa, ligada à ScienceDirect.

9 9 Figura 6: Elsevier - Design Studies. Figura 7 - Elsevier / ScienceDirect, busca indexada DESIGN Analogamente aos repositórios anteriores, a geração das páginas se dá pela busca dos conteúdos nas bases de dados e posterior distribuição em DIVs. Os menus de navegação são constantes, mas a abertura de novas páginas para áreas distintas do site cria alguns embaraços ao visitante, em particular pela ausência de um link de retorno à Elsevier.

10 PARC - UNICAMP Na categoria de publicações online ligadas a programas de Pós-graduação, escolhemos como exemplo a revista PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, editada pelo Departamento de Arquitetura e Construção da Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo da UNICAMP. A revista está ainda em seu Volume 1, número 1, mas sua estrutura de navegação clara a coloca como uma referência importante ACESSIBILIDADE A revista tem uma URL (Uniform Resource Locator endereço na internet) vinculado à URL da Universidade, mas se constitui como uma subweb, ou seja, é uma página com navegação independente do restante do portal da universidade: A navegação pelas páginas da revista se dá por um menu permanente. A revista não tem um sistema de busca indexada, mas apenas um sistema de listagem categorizada (por autor, título, categoria, data e assunto). O impacto na navegabilidade dessa limitação não pode ser avaliado, mas é previsível alguma dificuldade no futuro, quando houver vários números. O acesso aos textos se dá pela abertura de PDFs em novas janelas do navegador DESIGN Menu de navegação permanente, ordenado por categoria. Cabeçalho reflete localização no espaço de navegação, indicando número corrente, ISBN e logomarca. No rodapé, barra de navegação referencia o site da Unicamp, da Faculdade de Engenharia e da Pósgraduação, à qual a revista se subordina. A identidade visual da revista é autônoma em relação à da universidade. Figura 8: PARC - a tela inicial apresenta o número corrente da revista.

11 ARQUITETURAREVISTA - UNISINOS Publicação eletrônica indexada pela CAPES, a ArquiteturaRevista, publicada pela Unidade Acadêmica de Pesquisa e Pós-graduação apresenta as características requeridas para a avaliação Capes/QUALIS, como expediente completo, comitê editorial, normas de publicação ACESSIBILIDADE Sua URL é independente da universidade. Não recorre a mecanismos de busca ou indexação de artigos, embora as páginas sejam montadas em PHP, sistema que permite buscas estruturadas e indexação por TAGs. Até o Volume 2, nº 2 (Jul-Dez 2006) os textos foram publicados em HTML. A partir de então, apenas os resumos são textuais, com links para texto completo em PDF DESIGN Menu de navegação permanente, ordenado por categoria. Cabeçalho reflete localização no espaço de navegação, indicando número corrente, ISSN e logomarca. No rodapé, barra de navegação por texto. Não há link para o portal da universidade. Figura 9: ArquiteturaRevista - página de acesso. A identidade visual da revista é autônoma em relação à da universidade. CONCLUSÕES Os critérios editoriais adotados nesta investigação são indicativos e devem ser refinados.

12 12 O design digital requer períodos extensos de prototipagem, onde não apenas os códigos de programação mas também a usabilidade das interfaces sejam verificados e aperfeiçoados. A qualidade do design na WEB é mensurada não somente pelo apelo visual e legibilidade, mas também pela clareza na navegação e estruturação dos hipertextos. A facilidade de acesso e retorno à publicação é outro fator decisivo para seu sucesso e nestes casos, ele não é conceitualmente igual aquele utilizado nas revistas convencionais os links que levam a revistas eletrônicas tendem a apontar para a revista como um todo mais do que para artigos específicos, portanto serve para medir o reconhecimento da revista mais do que o reconhecimento do seu conteúdo. 6 Quanto à identidade visual de um veículo científico vinculado à Universidade, nos parece ser esta uma questão ainda em aberto. Observamos em inúmeros sites de faculdades nacionais e internacionais opções de design e identidade autônomas em relação às instituições mantenedoras, por vezes fazendo mínimas referências às mesmas. Tal opção parece advir da percepção de que áreas distintas do conhecimento apropriam-se de imagens e identidades visuais extemporâneas e alheias às identidades institucionais. Os cursos e faculdades teriam um papel não necessariamente autônomo em relação às instituições, mas caudatários de suas imagens. Escolas e departamentos com identidades autônomas e solidamente construídas contribuem decisivamente para a formação da imagem da instituição que as abriga, e não o inverso. REFERÊNCIAS 1 [acesso em ] 2 Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Capes, Critérios de Avaliação QUALIS, Área de Avaliação: ARQUITETURA E URBANISMO, Junho/ O Modelo SciELO é o produto da cooperação entre a FAPESP (http://www.fapesp.br) - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, BIREME (http://www.bireme.br) - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde, instituições nacionais e internacionais relacionadas com a comunicação científica e editores científicos. Um projeto piloto, envolvendo 10 periódicos brasileiros de diferentes áreas do conhecimento, foi desenvolvido com êxito entre Março de 1997 e Maio de 1998, com o desenvolvimento e a avaliação de uma metodologia adequada para a publicação eletrônica na Internet. Desde Junho de 1998 o projeto opera regularmente, incorporando novos títulos de periódicos e expandindo sua operação para outros países. A partir de 2002, o Projeto conta com o apoio do CNPq (http://www.cnpq.br) - Conselho Nacional de Desenvolvimento

13 13 Científico e Tecnológico. Em: [ acesso em ] 4 ACADIA: Association for Computer Aided Design in Architecture; ecaade: Education and Research in Computer Aided Architectural Design in Europe; CADRIA, The Association for Computer Aided Architectural Design Research in Asia; CAAD futures: Computer Aided Architectural Design Futures Foundation; SIGraDi: Sociedade Iberoamericana de Gráfica Digital 5 SOPS: SCIX Open Publishing Services IN: [acesso em ] 6 VANTI, Nadia Aurora Peres: Da bibliometria à webometria: uma exploração conceitual dos mecanismos utilizados para medir o registro da informação e a difusão do conhecimento, IN [acesso em ]

Apresentação. Critérios SciELO Brasil para admissão de periódicos e procedimentos do processo de seleção

Apresentação. Critérios SciELO Brasil para admissão de periódicos e procedimentos do processo de seleção Seleção SciELO Brasil: critérios e procedimentos para a admissão e permanência de periódicos científicos na coleção Fabiana Montanari Lapido BIREME/OPAS/OMS Unidade SciELO VI Encontro Internacional de

Leia mais

Guia Portal de Periódicos CAPES

Guia Portal de Periódicos CAPES Guia Portal de Periódicos CAPES Manaus, abril de 2010 ACESSO AO PORTAL CAPES DE PERIÓDICOS APRESENTAÇÃO A Biblioteca Aderson Dutra do Centro Universitário Nilton Lins disponibiliza um moderno conjunto

Leia mais

Critérios para certificação de Sites SciELO: critérios, política e procedimentos para a classificação e certificação dos sites da Rede SciELO

Critérios para certificação de Sites SciELO: critérios, política e procedimentos para a classificação e certificação dos sites da Rede SciELO Critérios para certificação de Sites SciELO: critérios, política e procedimentos para a classificação e certificação dos sites da Rede SciELO Versão Março 2008 1 Introdução Este documento tem por objetivo

Leia mais

ACESSO AO PORTAL DE PERIÓDICOS DA CAPES APRESENTAÇÃO

ACESSO AO PORTAL DE PERIÓDICOS DA CAPES APRESENTAÇÃO Tutorial de Pesquisa do Portal de Periódicos da CAPES Manaus 2014 ACESSO AO PORTAL DE PERIÓDICOS DA CAPES APRESENTAÇÃO A Biblioteca Aderson Dutra da Universidade Nilton Lins disponibiliza um moderno conjunto

Leia mais

Scientific Electronic Library Online Sistema SciELO de Publicação Guia do usuário

Scientific Electronic Library Online Sistema SciELO de Publicação Guia do usuário Scientific Electronic Library Online Sistema SciELO de Publicação Guia do usuário São Paulo, junho de 2007 1º Versão SUMÁRIO 1 Introdução... 3 2 Autor... 5 2.1 Cadastro no sistema (http://submission.scielo.br),

Leia mais

Como fazer um levantamento bibliográfico na internet?

Como fazer um levantamento bibliográfico na internet? Como fazer um levantamento bibliográfico na internet? Material de Apoio ao TCC UFMA/SUS Pesquisa na Internet A Web oferece recursos de busca sobre tópicos atuais que seriam difíceis encontrar em bibliotecas

Leia mais

SciELO Brasil e o processo de avaliação da área de odontologia

SciELO Brasil e o processo de avaliação da área de odontologia SciELO Brasil e o processo de avaliação da área de odontologia Fabiana Montanari Lapido Projeto SciELO FAPESP, CNPq, BIREME, FapUNIFESP 27ª Reunião Anual da SBPqO Águas de Lindóia, 9 setembro 2010 Apresentação

Leia mais

Guia Básico de Utilização da Biblioteca Virtual da FAPESP. Thais Fernandes de Morais Fabiana Andrade Pereira

Guia Básico de Utilização da Biblioteca Virtual da FAPESP. Thais Fernandes de Morais Fabiana Andrade Pereira Guia Básico de Utilização da Biblioteca Virtual da FAPESP Thais Fernandes de Morais Fabiana Andrade Pereira Centro de Documentação e Informação da FAPESP São Paulo 2015 Sumário Introdução... 2 Objetivos...

Leia mais

Projeto BVS-SP-1.9 Publicação eletrônica de textos completos em Saúde Pública (15 de outubro de 1999)

Projeto BVS-SP-1.9 Publicação eletrônica de textos completos em Saúde Pública (15 de outubro de 1999) BIREME/OPAS/OMS BVS Saúde Pública Projeto BVS-SP-1.9 Publicação eletrônica de textos completos em Saúde Pública (15 de outubro de 1999) 1. Introdução Este documento descreve o projeto para o desenvolvimento

Leia mais

A PÁGINA DISCIPLINAR DE MATEMÁTICA DO PORTAL DIA A DIA EDUCAÇÃO

A PÁGINA DISCIPLINAR DE MATEMÁTICA DO PORTAL DIA A DIA EDUCAÇÃO A PÁGINA DISCIPLINAR DE MATEMÁTICA DO PORTAL DIA A DIA EDUCAÇÃO Resumo: Dolores Follador Secretaria de Estado da Educação do Paraná e Faculdades Integradas do Brasil - Unibrasil doloresfollador@gmail.com

Leia mais

www.unioeste.br/portaldainformacao

www.unioeste.br/portaldainformacao PORTAL DA INFORMAÇÃO DA UNIOESTE Página de acesso livre ao conhecimento. www.unioeste.br/portaldainformacao PORTAL DA INFORMAÇÃO DA UNIOESTE A P R E S E N T A Ç Ã O O Portal da Informação da Unioeste é

Leia mais

Padrão Visual de Sistemas da Anvisa na Internet

Padrão Visual de Sistemas da Anvisa na Internet Agência Nacional de Vigilância Sanitária Padrão Visual de Sistemas da Anvisa na Internet Gerência-Geral de Tecnologia da Informação Gerência de Sistemas www.anvisa.gov.br Brasília, janeiro de 2007 Agência

Leia mais

Acessibilidade no SIEP (Sistema de Informações da Educação Profissional e Tecnológica) Módulo de Acessibilidade Virtual CEFET Bento Gonçalves RS Maio 2008 ACESSIBILIDADE À WEB De acordo com Cifuentes (2000),

Leia mais

PORTAL MODELO. APOSTILA DE ATUALIZAÇÃO CONSELHOS REGIONAIS - CRAs. PASSO A PASSO PARA ATUALIZAÇÕES Conselhos Regionais de Administração

PORTAL MODELO. APOSTILA DE ATUALIZAÇÃO CONSELHOS REGIONAIS - CRAs. PASSO A PASSO PARA ATUALIZAÇÕES Conselhos Regionais de Administração PORTAL MODELO APOSTILA DE ATUALIZAÇÃO CONSELHOS REGIONAIS - CRAs 2015 PASSO A PASSO PARA ATUALIZAÇÕES Conselhos Regionais de Administração projeto portal modelo SUMÁRIO Apresentação Áreas da home 1 Login

Leia mais

Introdução ao EBSCOhost 2.0

Introdução ao EBSCOhost 2.0 Introdução ao EBSCOhost 2.0 Tutorial support.ebsco.com O que é? O EBSCO Host é um poderoso sistema de referência on-line acessível através da Internet, e oferece uma variedade de bases de dados de texto

Leia mais

A seguir voce vai poder acompanhar, em 10 passos, como gerenciar o conteúdo das páginas pelas quais voce é responsável.

A seguir voce vai poder acompanhar, em 10 passos, como gerenciar o conteúdo das páginas pelas quais voce é responsável. A seguir voce vai poder acompanhar, em 10 passos, como gerenciar o conteúdo das páginas pelas quais voce é responsável. Índice Geral TULogarUT 3 TUConhecer e VisualizarUT 6 TUÁrea de Edição / Blocos e

Leia mais

Tema UFPel 2.0 WP Institucional Guia de Opções de Personalização

Tema UFPel 2.0 WP Institucional Guia de Opções de Personalização Tema UFPel 2.0 WP Institucional Guia de Opções de Personalização Sumário 1. Configurações Iniciais...2 1.1. Configurando o Menu Personalizado...2 1.2. Configurando os Widgets...3 2. Localize o nome de

Leia mais

SciELO Livros. O que é e como participar

SciELO Livros. O que é e como participar SciELO - Scientific Electronic Library On-line FAPESP - CNPq - BIREME - FapUnifesp Rua Machado Bittencourt, 430 - Vila Clementino CEP 04044-001 - São Paulo - SP - Brasil - Tel.: 55-11-5083-3639 http://www.scielo.org

Leia mais

Sistema Eletrônico de Editoração de RevistasSEER

Sistema Eletrônico de Editoração de RevistasSEER Sistema Eletrônico de Editoração de RevistasSEER O SEER foi traduzido e customizado pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) baseado no software desenvolvido pelo Public

Leia mais

O SITE DA MINHA EMPRESA por Ivan F. Cesar

O SITE DA MINHA EMPRESA por Ivan F. Cesar O SITE DA MINHA EMPRESA por Ivan F. Cesar Muitos empresários e profissionais liberais gostariam de estar na Internet, mas, na maioria dos casos, não sabem muito bem por que e nem mesmo sabem a diferença

Leia mais

ClinicalKey 2.0. Guia do usuário

ClinicalKey 2.0. Guia do usuário ClinicalKey 2.0 Guia do usuário 2 Agenda 1. Introdução 2. Selecionando o navegador 3. Como acessar ClinicalKey 4. Como pesquisar no ClinicalKey 5. A informação que você precisa 6. Topic Pages 7. Página

Leia mais

SISTEMA ELETRÔNICO DE EDITORAÇÃO DE REVISTAS: SEER

SISTEMA ELETRÔNICO DE EDITORAÇÃO DE REVISTAS: SEER SISTEMA ELETRÔNICO DE EDITORAÇÃO DE REVISTAS: SEER O Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (SEER/OJS) foi customizado pelo IBICT, e o objetivo principal do projeto foi organizar a informação científica

Leia mais

Webdesign A tag HEAD e as Meta tags

Webdesign A tag HEAD e as Meta tags Webdesign A tag HEAD e as Meta tags Conteúdos Os materiais de aula, apostilas e outras informações estarão disponíveis em: www.thiagomiranda.net HEAD Como vimos anteriormente, o nosso documento HTML é

Leia mais

Configurando Proxy. Instituto Federal de Alagoas- IFAL Departamento de Tecnologia da informação - DTI

Configurando Proxy. Instituto Federal de Alagoas- IFAL Departamento de Tecnologia da informação - DTI Configurando Proxy Página capes... 2 Proxy... 2 Configuração Internet Explorer... 3 Configurando o Firefox... 6 Configurando o Chrome... 8 Configurando proxy Página 1 Página capes Capes é um portal que

Leia mais

Passo-a-Passo Curso do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas para Editor-Gerente

Passo-a-Passo Curso do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas para Editor-Gerente Passo-a-Passo Curso do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas para Editor-Gerente Versão do OJS/SEER 2.3.4 Universidade Federal de Goiás Sistema de Bibliotecas da UFG (SiBi) Gerência de Informação

Leia mais

PROJETO: PRODUTO 3 RELATÓRIO PARCIAL DO DESENVOLVIMENTO E IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE INFORMAÇÕES

PROJETO: PRODUTO 3 RELATÓRIO PARCIAL DO DESENVOLVIMENTO E IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE INFORMAÇÕES Nome da Empresa: DEPARTAMENTO INTERSINDICAL DE ESTATÍSTICA E ESTUDOS SÓCIO-ECONÔMICOS (DIEESE) PROJETO: PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA BRA/IICA/03/005 PARTICIPAÇÃO SOCIAL NÚMERO DO CONTRATO: 205037 TEMA:

Leia mais

BVS Site. Aplicativo para geração de portais BVS. Cláudia Guzzo Patrícia Gaião

BVS Site. Aplicativo para geração de portais BVS. Cláudia Guzzo Patrícia Gaião BVS Site Aplicativo para geração de portais BVS Cláudia Guzzo Patrícia Gaião Gerência de Produção de Fontes de Informação / Projetos e Instâncias da BVS BIREME/OPAS/OMS Biblioteca Virtual em Saúde (BVS)

Leia mais

OFICINA BLOG DAS ESCOLAS

OFICINA BLOG DAS ESCOLAS OFICINA BLOG DAS ESCOLAS Créditos: Márcio Corrente Gonçalves Mônica Norris Ribeiro Março 2010 1 ACESSANDO O BLOG Blog das Escolas MANUAL DO ADMINISTRADOR Para acessar o blog da sua escola, acesse o endereço

Leia mais

Ministério da Educação. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Diretoria de Avaliação. 20.enfe@capes.gov.br

Ministério da Educação. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Diretoria de Avaliação. 20.enfe@capes.gov.br COMUNICADO Nº 001/2013 ÁREA DE ENFERMAGEM ATUALIZAÇÃO DO WEBQUALIS DA ÁREA REF. 2011 Brasília, 11 de janeiro de 2013. No WebQualis da Área 20 Enfermagem do ano de 2010 constavam 784 periódicos classificados

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EDITORA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EDITORA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CHAMADA INTERNA PROGRAMA DE PUBLICAÇÕES CIENTÍFICAS -1ª. ETAPA A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação PROPEP/UFAL e a Editora da Universidade Federal de Alagoas EDUFAL tornam público e convocam os

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SISTEMA DE BIBLIOTECAS BIBLIOTECA DIGITAL DE PERIÓDICOS DA UFPR

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SISTEMA DE BIBLIOTECAS BIBLIOTECA DIGITAL DE PERIÓDICOS DA UFPR UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SISTEMA DE BIBLIOTECAS BIBLIOTECA DIGITAL DE PERIÓDICOS DA UFPR DIRETRIZES DA BIBLIOTECA DIGITAL DE PERIÓDICOS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ (UFPR) Curitiba 2013 Conselho

Leia mais

A evolução dos periódicos brasileiros e o acesso aberto

A evolução dos periódicos brasileiros e o acesso aberto XVII Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias Gramado, 16-18 de Setembro de 2012 A evolução dos periódicos brasileiros e o acesso aberto Lewis Joel Greene Editor, Brazilian Journal of Medical and

Leia mais

1. REQUISITOS DO SOLICITANTE

1. REQUISITOS DO SOLICITANTE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EDITAL Nº 023/PRPGP/UFSM, DE 29 DE ABRIL DE 2015 Programa Especial de Incentivo às Revistas Científicas

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO AMBIENTE COLABORATIVO TIDIA-AE PELO GRUPO DE GERENCIAMENTO DO VOCABULÁRIO CONTROLADO DO SIBiUSP - BIÊNIO 2011-2013

UTILIZAÇÃO DO AMBIENTE COLABORATIVO TIDIA-AE PELO GRUPO DE GERENCIAMENTO DO VOCABULÁRIO CONTROLADO DO SIBiUSP - BIÊNIO 2011-2013 UTILIZAÇÃO DO AMBIENTE COLABORATIVO TIDIA-AE PELO GRUPO DE GERENCIAMENTO DO VOCABULÁRIO CONTROLADO DO SIBiUSP - BIÊNIO 2011-2013 Adriana Nascimento Flamino 1, Juliana de Souza Moraes 2 1 Mestre em Ciência

Leia mais

Sumário. HTML CSS JQuery Referências IHC AULA 6 5-09-2011 1

Sumário. HTML CSS JQuery Referências IHC AULA 6 5-09-2011 1 Sumário HTML CSS JQuery Referências IHC AULA 6 5-09-2011 1 Linguagem HTML HTML é a abreviação de HyperText Markup Language, que pode ser traduzido como Linguagem de Marcação de Hipertexto. Não é uma linguagem

Leia mais

PROJETO: PRODUTO 4 RELATÓRIO FINAL DO DESENVOLVIMENTO E IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE INFORMAÇÕES

PROJETO: PRODUTO 4 RELATÓRIO FINAL DO DESENVOLVIMENTO E IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE INFORMAÇÕES Nome da Empresa: DEPARTAMENTO INTERSINDICAL DE ESTATÍSTICA E ESTUDOS SÓCIO-ECONÔMICOS (DIEESE) PROJETO: PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA BRA/IICA/03/005 PARTICIPAÇÃO SOCIAL NÚMERO DO CONTRATO: 205037 TEMA:

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA DE ASSUNTOS LEGISLATIVOS EDITAL SAL/MJ Nº 04, DE 14 DE JANEIRO DE 2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA DE ASSUNTOS LEGISLATIVOS EDITAL SAL/MJ Nº 04, DE 14 DE JANEIRO DE 2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA DE ASSUNTOS LEGISLATIVOS EDITAL SAL/MJ Nº 04, DE 4 DE JANEIRO DE 205 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Projeto BRA/07/004 Seleciona: Consultor para identificação das melhores

Leia mais

[SITE FÁCIL CDL MANUAL DO USUÁRIO]

[SITE FÁCIL CDL MANUAL DO USUÁRIO] Câmara de Dirigentes Lojistas [SITE FÁCIL CDL MANUAL DO USUÁRIO] Sumário 1. Controle de versão... 3 2. Objetivo... 4 3. Site fácil... 4 4. Acessando o sistema de gestão de conteúdo (SGC)... 5 5. Páginas

Leia mais

Manual do Painel Administrativo

Manual do Painel Administrativo Manual do Painel Administrativo versão 1.0 Autores César A Miggiolaro Marcos J Lazarin Índice Índice... 2 Figuras... 3 Inicio... 5 Funcionalidades... 7 Analytics... 9 Cidades... 9 Conteúdo... 10 Referência...

Leia mais

SCIENCEDIRECT ACRESCENTE VALOR A SUA PESQUISA. @ElsevierLAS www.sciencedirect.com www.americalatina.elsevier.com/brasil

SCIENCEDIRECT ACRESCENTE VALOR A SUA PESQUISA. @ElsevierLAS www.sciencedirect.com www.americalatina.elsevier.com/brasil SCIENCEDIRECT ACRESCENTE VALOR A SUA PESQUISA @ElsevierLAS www.sciencedirect.com www.americalatina.elsevier.com/brasil O que é ScienceDirect? ScienceDirect é a base de dados de textos completos revisados

Leia mais

FUNCEXDATA 2.0. Manual do Usuário. Maio/2012. Ajudando o Brasil a expandir fronteiras

FUNCEXDATA 2.0. Manual do Usuário. Maio/2012. Ajudando o Brasil a expandir fronteiras Ajudando o Brasil a expandir fronteiras FUNCEXDATA 2.0 Manual do Usuário Maio/2012 Funcex Av. Rio Branco, 120, Gr. 707, Centro 20040-001 Rio de Janeiro RJ Instituída em 12 de março de 1976 CNPJ 42.580.266/0001-09.

Leia mais

BIBLIOTECA DIGITAL DE PRODUÇÃO INTELECTUAL DA USP

BIBLIOTECA DIGITAL DE PRODUÇÃO INTELECTUAL DA USP BIBLIOTECA DIGITAL DE PRODUÇÃO INTELECTUAL DA USP Sistema Integrado de Bibliotecas Novembro de 2012 Uma nova realidade Com o advento da Internet, os fluxos da Comunicação científica se modificaram As publicações

Leia mais

BIBLIOTECAS DIGITAIS: CONCEITOS E PLANEJAMENTO. Liliana Giusti Serra

BIBLIOTECAS DIGITAIS: CONCEITOS E PLANEJAMENTO. Liliana Giusti Serra BIBLIOTECAS DIGITAIS: CONCEITOS E PLANEJAMENTO Liliana Giusti Serra INFORMAÇÃO - NOVA ECONOMIA Ciência da Informação Ciência da Computação CONTEÚDO Tecnologia de Rede BIBLIOTECAS DIGITAIS Interoperabilidade

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA DE ASSUNTOS LEGISLATIVOS EDITAL SAL/MJ Nº 03, DE 14 DE JANEIRO DE 2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA DE ASSUNTOS LEGISLATIVOS EDITAL SAL/MJ Nº 03, DE 14 DE JANEIRO DE 2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA DE ASSUNTOS LEGISLATIVOS EDITAL SAL/MJ Nº 03, DE 4 DE JANEIRO DE 205 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Projeto BRA/07/004 Seleciona: Consultor para identificação das melhores

Leia mais

CoNaIISI 2014 2º Congresso Nacional de Engenharia Informática / Sistemas de Informação

CoNaIISI 2014 2º Congresso Nacional de Engenharia Informática / Sistemas de Informação CoNaIISI 2014 2º Congresso Nacional de Engenharia Informática / Sistemas de Informação San Luis, 13 y 14 de Novembro de 2014 CHAMADA PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS O CoNaIISI é organizado pela rede de

Leia mais

Conceitos básicos do Painel

Conceitos básicos do Painel Básico Wordpress Conceitos básicos do Painel Logando no Painel de Controle Para acessar o painel de controle do Wordpress do seu servidor siga o exemplo abaixo: http://www.seusite.com.br/wp-admin Entrando

Leia mais

Curso de Capacitação em Gerenciador de Conteúdo PLONE

Curso de Capacitação em Gerenciador de Conteúdo PLONE Curso de Capacitação em Gerenciador de Conteúdo PLONE 1 Índice Customização Acionar modo debug 3 Propriedades Básicas 10 Arquivos de Customização 15 2 Customização Intermediário Com a definição do posicionamento

Leia mais

Adapti - Technology Solutions www.adapti.net Leonor cardoso nº 331 Fone : (041) 8844-7805 81240-380 Curitiba - PR MANUAL DO USUÁRIO

Adapti - Technology Solutions www.adapti.net Leonor cardoso nº 331 Fone : (041) 8844-7805 81240-380 Curitiba - PR MANUAL DO USUÁRIO MANUAL DO USUÁRIO 1 Índice Administração de Documentos...2 Lista de documentos criados...3 Criando um novo documento...3 Barra de ferramentas do editor...4 Editando um documento...7 Administrando suas

Leia mais

O Sistema de Controle de Egressos utilizado pelo Instituto Metodista Granbery: uma ferramenta de acompanhamento e relacionamento

O Sistema de Controle de Egressos utilizado pelo Instituto Metodista Granbery: uma ferramenta de acompanhamento e relacionamento Revista Eletrônica da Faculdade Metodista Granbery http://re.granbery.edu.br - ISSN 1981 0377 Curso de Sistemas de Informação - N. 7, JUL/DEZ 2009 O Sistema de Controle de Egressos utilizado pelo Instituto

Leia mais

Manual Descritivo Volta Redonda, RJ 2015

Manual Descritivo Volta Redonda, RJ 2015 Manual Descritivo Volta Redonda, RJ 2015 ÍNDICE 1 Quem somos? 2 Informações, 3 Cursos Jurídicos, 4 Edição de Livros, 5 Loja Virtual, 6 Livros Digitais, 7 Livros Impressos, 8 Livros Usados, 9 Direitos Autorais,

Leia mais

WEB OF KNOWLEDGE NOTAS DA VERSÃO v5.11

WEB OF KNOWLEDGE NOTAS DA VERSÃO v5.11 WEB OF KNOWLEDGE NOTAS DA VERSÃO v5.11 Os recursos a seguir são planejados para a Web of Knowledge em 28 de julho de 2013. Este documento fornece informações sobre cada um dos recursos incluídos nessa

Leia mais

Portal AEPQ Manual do utilizador

Portal AEPQ Manual do utilizador Pedro Gonçalves Luís Vieira Portal AEPQ Manual do utilizador Setembro 2008 Engenharia Informática - Portal AEPQ Manual do utilizador - ii - Conteúdo 1 Introdução... 1 1.1 Estrutura do manual... 3 1.2 Requisitos...

Leia mais

Avaliação da BVS Homeopatia

Avaliação da BVS Homeopatia Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde Organização Pan-Americana da Saúde Organização Mundial da Saúde Documento Base de Avaliação de Instância da BVS São Paulo - Dezembro

Leia mais

Fontes de Informação. Direito

Fontes de Informação. Direito Fontes de Informação Direito Ana Maria Neves Maranhão anamaria@dbd.puc-rio.br Edson Sousa Silva edson@dbd.puc-rio.br Divisão de Bibliotecas e Documentação Novembro/2009 BASES DE DADOS Conjunto de dados,

Leia mais

Contrata Consultor na modalidade Produto

Contrata Consultor na modalidade Produto Contrata Consultor na modalidade Produto PROJETO 914BRZ4011 EDITAL Nº 01/2010 1. Perfil: Iphan Central 15 3. Qualificação educacional: - Graduação concluída em Arquitetura e Urbanismo, desejável Pósgraduação

Leia mais

Manual de Gerenciamento de Conteúdo

Manual de Gerenciamento de Conteúdo Manual de Gerenciamento de Conteúdo 1 Sumário 1) O que é um Gerenciador de Conteúdo...3 2) Como o Site está Estruturado...3 3) Como Gerenciar o Conteúdo do Site...5 3.1) Adicionar Itens no Menu de Navegação...6

Leia mais

Programa EndNote. Download para teste no site: http://www.endnote.com/endemo.asp. (Atualmente o EndNote está na versão 5x)

Programa EndNote. Download para teste no site: http://www.endnote.com/endemo.asp. (Atualmente o EndNote está na versão 5x) Programa EndNote 1. Informações O EndNote é um gerenciador de referências bibliográficas desenvolvido pela Thomson Reuters. O software permite armazenar e organizar as referências encontradas nas buscas

Leia mais

ROTEIRO PARA CLASSIFICAÇÃO DE LIVROS Avaliação dos Programas de Pós graduação

ROTEIRO PARA CLASSIFICAÇÃO DE LIVROS Avaliação dos Programas de Pós graduação ROTEIRO PARA CLASSIFICAÇÃO DE LIVROS Avaliação dos Programas de Pós graduação Aprovada na 111ª Reunião do CTC de 24 de agosto de 2009 Considerações preliminares O propósito deste roteiro é estabelecer

Leia mais

Janine Garcia 1 ; Adamo Dal Berto 2 ; Marli Fátima Vick Vieira 3

Janine Garcia 1 ; Adamo Dal Berto 2 ; Marli Fátima Vick Vieira 3 ENSINO A DISTÂNCIA: UMA ANÁLISE DO MOODLE COMO INSTRUMENTO NO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM DO ENSINO MÉDIO E SUPERIOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CATARINENSE (IFC) - CÂMPUS ARAQUARI

Leia mais

Manual do Usuário. Manual do Usuário - Versão 1.0. 1

Manual do Usuário. Manual do Usuário - Versão 1.0. 1 Manual do Usuário Manual do Usuário - Versão 1.0. 1 Índice 1. Visão Geral... 3 2. Acessar o sistema... 3 3. Módulo Inicial... 6 3.1. Cabeçalho do sistema... 6 3.2. Fale Conosco... 6 3.3. Meu Cadastro...

Leia mais

Acesso aberto e repositórios institucionais: repensando a comunicação e a gestão da informação científica

Acesso aberto e repositórios institucionais: repensando a comunicação e a gestão da informação científica Acesso aberto e repositórios institucionais: repensando a comunicação e a gestão da informação científica Fernando César Lima Leite fernandodfc@gmail.com 1. A comunicação científica e sua importância Qualquer

Leia mais

PROJETO BÁSICO A) ORGÃO INTERESSADO E LOCALIZAÇÃO

PROJETO BÁSICO A) ORGÃO INTERESSADO E LOCALIZAÇÃO LICITAÇÃO PARA A CONTRATAÇÃO DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CRIAÇÃO E GESTÃO MANUTENSIVA, POR PRAZO DETERMINADO, DE DOIS PORTAIS VOLTADOS PARA PROFISSIONAIS DA NUTRIÇÃO INSCRITOS NO CRN3 E PÚBLICO GERAL,

Leia mais

SciVerse ScienceDirect. Guia do Usuário. SciVerse ScienceDirect. Acelere suas pesquisas

SciVerse ScienceDirect. Guia do Usuário. SciVerse ScienceDirect. Acelere suas pesquisas SciVerse ScienceDirect Guia do Usuário SciVerse ScienceDirect Acelere suas pesquisas Bem-vindo ao SciVerse ScienceDirect: como obter o máximo de sua assinatura O SciVerse ScienceDirect é o componente de

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Declaração DOCTYPE e Tag Raiz html

Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Declaração DOCTYPE e Tag Raiz html IntroduçãoàTecnologiaWeb HTML HyperTextMarkupLanguage XHTML extensiblehypertextmarkuplanguage DeclaraçãoDOCTYPEeTagRaizhtml ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger

Leia mais

Os Investigadores da Universidade de Coimbra e as plataformas

Os Investigadores da Universidade de Coimbra e as plataformas Os Investigadores da Universidade de Coimbra e as plataformas & 1 Índice 2 Introdução...3 3 A Plataforma de Curricula DeGóis...3 3.1 É utilizada porque...3 3.2 Com a utilização do DeGóis ganho...4 3.1

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE ESTUDOS SÓCIOAMBIENTAIS LABORATÓRIO DE PROCESSAMENTO DE IMAGENS E GEOPROCESSAMENTO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE ESTUDOS SÓCIOAMBIENTAIS LABORATÓRIO DE PROCESSAMENTO DE IMAGENS E GEOPROCESSAMENTO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE ESTUDOS SÓCIOAMBIENTAIS LABORATÓRIO DE PROCESSAMENTO DE IMAGENS E GEOPROCESSAMENTO MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MÓDULO LAPIG-DATABASE WANESSA CAMPOS SILVA Goiânia

Leia mais

Manual do Usuário PORTAL CNI CMS PUBLICA

Manual do Usuário PORTAL CNI CMS PUBLICA Manual do Usuário PORTAL CNI CMS PUBLICA SUMÁRIO 1. CONCEITOS INICIAIS...04 1.1 O que é um CMS?...04 1.2 Especificidades do Publica...04 1.3 O que é uma template?...04 1.4 O que são Páginas...04 1.5 O

Leia mais

Escola Superior de Tecnologia de Setúbal. Projecto Final

Escola Superior de Tecnologia de Setúbal. Projecto Final Instituto Politécnico de Setúbal Escola Superior de Tecnologia de Setúbal Departamento de Sistemas e Informática Projecto Final Computação na Internet Ano Lectivo 2002/2003 Portal de Jogos Executado por:

Leia mais

Identidade Digital Padrão de Governo

Identidade Digital Padrão de Governo Identidade Digital Padrão de Governo Participantes do Projeto Presidência da República Secretaria de Comunicação SECOM Diretoria de Tecnologia DITEC Ministério do Planejamento Secretaria de Logística e

Leia mais

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ BIREME - OPAS - OMS CENTRO DE INFORMAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA CICT PROJETO BVS DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS BRASIL

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ BIREME - OPAS - OMS CENTRO DE INFORMAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA CICT PROJETO BVS DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS BRASIL FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ - OPAS - OMS CENTRO DE INFORMAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA CICT PROJETO BVS DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS BRASIL Rio de Janeiro 2002 Doenças Infecciosas e Parasitárias na BVS

Leia mais

PESQUISA DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS E CIENTÍFICAS NA INTERNET. OLIVEIRA, Simone Lucas Gonçalves de

PESQUISA DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS E CIENTÍFICAS NA INTERNET. OLIVEIRA, Simone Lucas Gonçalves de PESQUISA DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS E CIENTÍFICAS NA INTERNET OLIVEIRA, Simone Lucas Gonçalves de SUMÁRIO ÍNDICE DE ILUSTRAÇÕES... 3 1. INTRODUÇÃO... 4 2. CONCEITOS SOBRE A INTERNET... 4 3. ESTRATÉGIAS DE

Leia mais

Apostila Site Personalizado

Apostila Site Personalizado Apostila Site Personalizado Índice Para inserir informações sobre a empresa é utilizado o componente GERENCIADOR DE ARTIGOS. Através dele é possível inserir infomações como: - A EMPRESA - HISTÓRICO - ENDEREÇO

Leia mais

Interação Humano-Computador Design: estrutura e estética PROFESSORA CINTIA CAETANO

Interação Humano-Computador Design: estrutura e estética PROFESSORA CINTIA CAETANO Interação Humano-Computador Design: estrutura e estética PROFESSORA CINTIA CAETANO Arte X Engenharia Desenvolver Sistema Web é arte? A Web oferece espaço para arte...... mas os usuários também desejam

Leia mais

Acessibilidade Web na Universidade O que é? Por quê? Como Fazer? Amanda Meincke Melo amanda.melo@unipampa.edu.br http://ammelobr.blogspot.

Acessibilidade Web na Universidade O que é? Por quê? Como Fazer? Amanda Meincke Melo amanda.melo@unipampa.edu.br http://ammelobr.blogspot. Acessibilidade Web na Universidade O que é? Por quê? Como Fazer? Amanda Meincke Melo amanda.melo@unipampa.edu.br http://ammelobr.blogspot.com/ 2 Agenda Conceitos Acessibilidade Web Cenários Estudos de

Leia mais

PROPOSTA DE DESENVOLVIMENTO SITE INSTITUCIONAL

PROPOSTA DE DESENVOLVIMENTO SITE INSTITUCIONAL PROPOSTA DE DESENVOLVIMENTO SITE INSTITUCIONAL FELIPPE COUTINHO À INTERUNESP Rodholfo Bottuta / Murilo Araraquara, 19 de agosto de 2009 Prosseguindo nossos entendimentos estou formalizando a proposta de

Leia mais

AULA 3 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

AULA 3 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA AULA 3 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA O que é uma fundamentação teórica É uma visão crítica da pesquisa existente que é significante para o trabalho que o aluno/pesquisador está desenvolvendo. Identifica e organiza

Leia mais

APOIO A PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS EDITAL Nº001/2015 - APEC

APOIO A PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS EDITAL Nº001/2015 - APEC APOIO A PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS EDITAL Nº001/2015 - APEC O Governo do Estado do Maranhão e a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTEC), por meio da Fundação de Amparo

Leia mais

Módulo 11 Periódicos em acesso aberto: Modelos de financiamento. Treinamento NECOBELAC 13-15 de abril de 2010 São Paulo - Brasil

Módulo 11 Periódicos em acesso aberto: Modelos de financiamento. Treinamento NECOBELAC 13-15 de abril de 2010 São Paulo - Brasil Módulo 11 Periódicos em acesso aberto: Modelos de financiamento Treinamento NECOBELAC 13-15 de abril de 2010 São Paulo - Brasil Modelos de financiamento para periódicos AA Segundo o DOAJ há mais de 4 mil

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2004 Ano Base 2001_2002_2003 SOCIOLOGIA CAPES Período de Avaliação: 2001-2002-2003 Área de Avaliação: SOCIOLOGIA

Leia mais

O Blog do Conhecimento (http://blog.df.sebrae.com.br/ugc), desenvolvido pela UGC, é uma

O Blog do Conhecimento (http://blog.df.sebrae.com.br/ugc), desenvolvido pela UGC, é uma MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO BLOG DO CONHECIMENTO APRESENTAÇÃO O Blog do Conhecimento (http://blog.df.sebrae.com.br/ugc), desenvolvido pela UGC, é uma ferramenta de COLABORAÇÃO que tem como objetivo facilitar

Leia mais

QUEM FEZ O TRABALHO?

QUEM FEZ O TRABALHO? Introdução a Linguagem HTML: Conceitos Básicos e Estrutura ANA PAULAALVES DE LIMA 1 QUEM FEZ O TRABALHO? Com as tagsaprendidas hoje, faça uma página HTML sobre você com as seguintes informações: Seu nome

Leia mais

Os sistemas de informação da Fundação para a Ciência e a Tecnologia: contributo para uma perspectiva integrada da gestão da informação

Os sistemas de informação da Fundação para a Ciência e a Tecnologia: contributo para uma perspectiva integrada da gestão da informação Os sistemas de informação da Fundação para a Ciência e a Tecnologia: contributo para uma perspectiva integrada da gestão da informação Encontro Internacional de Arquivos Universidade de Évora 3-4 de Outubro

Leia mais

AQUISIÇÃO / INVENTÁRIO. Integração dos módulos de aquisição (sugestões/indicações de compra) com o módulo de tratamento da informação

AQUISIÇÃO / INVENTÁRIO. Integração dos módulos de aquisição (sugestões/indicações de compra) com o módulo de tratamento da informação AQUISIÇÃO / INVENTÁRIO / NÃO 1 Integração dos módulos de aquisição (sugestões/indicações de compra) com o módulo de tratamento da informação Registro de sugestões de compra de materiais bibliográficos

Leia mais

MANUAL. Recurso QChat

MANUAL. Recurso QChat MANUAL Recurso QChat Publicação: Dezembro / 2011 Versão oficial Qualitor Advanced: 6.50.00 Versão oficial Qualitor Start: 1.00.06 Revisão: 02 Cópia oficial Sumário Recurso Chat do Qualitor NOVIDADES DA

Leia mais

WordPress Institucional UFPel Guia Rápido

WordPress Institucional UFPel Guia Rápido GABINETE DO REITOR COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NÚCLEO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO SEÇÃO DE TECNOLOGIAS PARA WEBSITES WordPress Institucional UFPel Guia Rápido Versão 2.0.1 Março de 2015 Introdução

Leia mais

EBSCOhost Pesquisa básica para usuários corporativos

EBSCOhost Pesquisa básica para usuários corporativos EBSCOhost Pesquisa básica para usuários corporativos Tutorial support.ebsco.com Bem-vindo ao tutorial de Pesquisa básica para usuários corporativos, desenvolvido para apresentar aos usuários uma visão

Leia mais

- Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus.

- Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus. - Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus. Ou digite www.simpo.com.br/protocolo/login.php, para ir diretamente

Leia mais

SGCD 2.0 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico

SGCD 2.0 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Atualizado em 24/08/2011 No final de 2007, o Serviço Técnico de Informática da UNESP Marília, disponibilizou para a comunidade acadêmica e administrativa o Sistema

Leia mais

SGCD 2.2. Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico

SGCD 2.2. Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Atualizado em 13/AGO/2012 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico No final de 2007, o Serviço Técnico de Informática da UNESP Marília, disponibilizou para a comunidade acadêmica e administrativa o Sistema

Leia mais

DIRETRIZES DE UTILIZAÇÃO DA BIBLIOTECA ONLINE DA FACULDADE CIDADE DE JOÃO PINHEIRO

DIRETRIZES DE UTILIZAÇÃO DA BIBLIOTECA ONLINE DA FACULDADE CIDADE DE JOÃO PINHEIRO DIRETRIZES DE UTILIZAÇÃO DA BIBLIOTECA ONLINE DA FACULDADE CIDADE DE JOÃO PINHEIRO MANTIDA FACULDADE CIDADE DE JOÃO PINHEIRO MANTENEDORA ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL DE JOÃO PINHEIRO Olá, este é um manual prático

Leia mais

3 Acrescentar Recursos

3 Acrescentar Recursos 2010 1 publicar o nome, sua descrição, a data de publicação, a duração e sua repetição. Funcionará como a agenda do professor, a qual os estudantes não terão acesso. Para finalizar, selecione o Tipo de

Leia mais

Manual de publicação de conteúdos no Joomla - Pós-Graduação

Manual de publicação de conteúdos no Joomla - Pós-Graduação Universidade Estadual do Oeste do Paraná Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI) Divisão de Desenvolvimento/Sistemas Web Manual de publicação de conteúdos no Joomla da Unioeste Como incluir conteúdo na

Leia mais

Projeto de Sites da Web

Projeto de Sites da Web Introdução Projeto de Sites da Web Mário Meireles Teixeira UFMA DEINF Hipertexto É um documento composto por um conjunto de nós contendo texto, imagens, sons e ações, a interligados entre si e formando

Leia mais

Guia Rápido do ScienceDirect

Guia Rápido do ScienceDirect Guia Rápido do ScienceDirect Apresentando o ScienceDirect O ScienceDirect está frequentemente desenvolvendo recursos inovadores que facilitam e agilizam o processo de pesquisa. E tais inovações só são

Leia mais

D E S E N V O L V I M E N T O D E W E B S I T E. P r o j e t o M a s s a p ê. 2 4 d e j a n e i r o d e 2 0 1 3

D E S E N V O L V I M E N T O D E W E B S I T E. P r o j e t o M a s s a p ê. 2 4 d e j a n e i r o d e 2 0 1 3 D E S E N V O L V I M E N T O D E W E B S I T E P r o j e t o M a s s a p ê 2 4 d e j a n e i r o d e 2 0 1 3 A Empresa: CRISEPE - UFRPE Projeto Massapê Responsável: Caroline Biondi E-mail: carolinebiondi@yahoo.com

Leia mais

Oficina: ASES 2.0 Beta 6.0

Oficina: ASES 2.0 Beta 6.0 Oficina: ASES 2.0 Beta 6.0 André Luiz Andrade Rezende ¹ ¹Rede de Pesquisa e Inovação em Tecnologias Digitais (RENAPI) Doutorando em Educação e Contemporaneidade (UNEB) Estes slides são concedidos sob uma

Leia mais

Aplicativos para Internet Aula 01

Aplicativos para Internet Aula 01 Aplicativos para Internet Aula 01 Arquitetura cliente/servidor Introdução ao HTML, CSS e JavaScript Prof. Erika Miranda Universidade de Mogi das Cruzes Uso da Internet http://www.ibope.com.br/pt-br/noticias/paginas/world-wide-web-ou-www-completa-22-anos-nesta-terca-feira.aspx

Leia mais