ABRINDO PORTAS. Como a crise pode proporcionar oportunidades para as PMEs. CONHECIMENTO Valuation. Como medir o valor de uma empresa?

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ABRINDO PORTAS. Como a crise pode proporcionar oportunidades para as PMEs. CONHECIMENTO Valuation. Como medir o valor de uma empresa?"

Transcrição

1 CONHECIMENTO Valuation. Como medir o valor de uma empresa? MIT Publicidade para aparelhos móveis JULHO/2015 Ano 38 - nº 349 ABRINDO PORTAS Como a crise pode proporcionar oportunidades para as PMEs

2 Um país bem Administrado é melhor para todos nós. 24h de notícias

3 Editorial Crise e Oportunidade Um momento de crise, embora prejudique o andamento dos negócios, muitas vezes, pode tornar-se uma oportunidade, desde que seja encarado com responsabilidade, coragem e, acima de tudo, criatividade para inovar. É justamente com essas caraterísticas que as pequenas e médias empresas podem superar o período que vivemos no país, cujo cenário econômico mostra-se desfavorável. A cada ano, 500 mil novas empresas são incorporadas à economia (150 mil somente em terras paulistas), sendo 99% de pequeno porte. Juntas respondem por 27% do Produto Interno Bruto (PIB), 52% dos empregos formais e 40% da massa salarial, segundo dados do Sebrae. São números que falam por si só e cujo impacto na economia brasileira tornam as PMEs um motor de resultados. É indubitável: as pequenas e médias empresas são vitais para a saúde do país. Nesse contexto, o papel do administrador ganha ainda mais relevância, pois ele é o profissional que possui as ferramentas adequadas para as empresas atravessarem os diferentes períodos da economia, inclusive os de crise. A formação e o desempenho do administrador podem determinar a diferença entre uma empresa saudável e outra vulnerável à crise. A principal atividade do administrador é identificar o futuro que já chegou, explorar as mudanças que já ocorreram e usá- -las como oportunidade. Peter Drucker DIVULGAÇÃO Adm. Roberto C. Cardoso CRA 0097 Presidente do Conselho Regional de Administração de São Paulo - CRA-SP 3

4 facebook.com/ oficial.crasp twitter.com/ cra_sp Presidente Adm. Roberto Carvalho Cardoso Diretoria Adm. Silvio Pires de Paula Vice-presidente Administrativo Adm. Claudia Marcia de Jesus Forte Vice-presidente de Relações Externas Adm. Alberto Emmanuel de Carvalho Whitaker Vice-presidente de Planejamento Adm. Idalberto Chiavenato Vice-presidente para Assuntos Acadêmicos Adm. Paulo Gaspar Schlittler 1ª Secretário Adm. Mauro José Aita 1º Tesoureiro Adm. Francisco Rafael Pescuma 2º Tesoureiro Adm. Walter Sigollo Conselheiro Conselheiros Adm. Ana Akemi Ikeda, Adm. Antonio Carlos Cassarro, Adm. Fernando de Carvalho Cardoso, Adm. João Luiz de Souza Lima, Adm. José Vicente Messiano, Adm. Luiz Carlos Marques Ricardo, Adm. Marco Antônio Sampaio de Jesus, Adm. Rogério Góes Adm. Silvio José Moura e Silva e Adm. Mauro Kreuz (Conselheiro Federal Efetivo por SP) Conselho Editorial Adm. Silvio Pires de Paula, Adm. Claudia Marcia de Jesus Forte, Adm. Luiz Carlos Marques Ricardo e Maria Cecilia Stroka. Redação Editora-chefe Maria Cecilia Stroka (Mtb ) Editor Mauricio Duarte Repórter Dener Gomes Estagiários Alex Dias e Natália Petroni Publicidade Publicidade Nominal Representações Diagramação e arte Propagare Comercial Ltda. Impressão Plural Editora e Gráfica Ltda. Tiragem exemplares A RAP é uma publicação mensal do Conselho Regional de Administração de São Paulo (CRA-SP), órgão regulamentador da profissão de administrador, sob a responsabilidade do seu Conselho Editorial. As reportagens não refletem necessariamente a opinião do CRA-SP. Rua Estados Unidos, 889 Jd. América SP Tel.: (11) SÃO JOSÉ DO RIO PRETO PRESIDENTE PRUDENTE BAURU SOROCABA RIBEIRÃO PRETO CAMPINAS SANTOS GRANDE SÃO PAULO SÃO JOSÉ DOS CAMPOS Seccionais CRA-SP Seccional de Bauru Coordenador Regional: Adm. Carlos Eduardo Sperança Rua Rio Branco, 15-15, sala 31, Centro Bauru - SP Tel.: (14) Seccional de Campinas Coord. Regional: Adm. Elcio Eidi Itida Rua Maria Monteiro, 830, cj. 53, Cambuí Campinas SP Tel.: (19) Seccional de Presidente Prudente Analista: Adm. Manoel Barreto de Souza Assistente: Mônica Costa Rodrigues de Oliveira Av. Cel. José Soares Marcondes, 871, sala 132, Bosque Presidente Prudente - SP Tel.: (18) Seccional de Ribeirão Preto Coordenadora Regional: Adm. Fátima Angélica R. Moura Av. Braz Oláia Acosta, 727, cj Jardim Califórnia Ribeirão Preto - SP Tel.: (16) Seccional de Santos (Baixada Santista e Vale do Ribeira) Coordenadora Regional: Adm. Renata Farias Pizarro Busch Av. Ana Costa, 296, sala 14, Campo Grande Santos - SP Tel.: (13) Seccional de São José do Rio Preto Coordenador Regional: Adm. Eduardo Gomes de Azevedo Junior Rua Imperial, 59, salas 1 e 2, Vila Imperial São José do Rio Preto - SP Tel.: (17) Seccional de São José dos Campos (Vale do Paraíba e Litoral Norte) Coordenador Regional: Adm. Dejair Dutra de Souza Rua Euclides Miragaia, 700, sala 25, Centro São José dos Campos - SP Tel.: (12) Seccional de Sorocaba Coordenadora Regional: Adm. Aida Rodrigues Avenida Antônio Carlos Comitre, 510, sala 86, Parque Campolim Sorocaba - SP Tel.: (15)

5 Valor ou preço: qual a diferença ao medir uma empresa? em Conhecimento GETTY IMAGES Sumário 3 Editorial GETTY IMAGES Quão eficaz é a publicidade móvel baseada em localização? em MIT 6 Notícias 18 Capa Empreendedorismo, RH, educação corporativa e mais As PMEs na crise 22 Conhecimento Valuation GETTY IMAGES Como as PMEs podem lidar com a crise em Capa 26 Frases para o líder 28 Leitura Livros para o administrador 30 MIT Publicidade móvel via GPS 34 Opinião Adm. Douglas de Matteu

6 Notícias Empresas aumentam investimentos em segurança virtual Custo médio de proteção chegou a quase R$ 4 milhões no ano de 2014 Uma pesquisa realizada pela IBM e pelo Instituto Ponemon, líder em pesquisas de gerenciamento de informações e privacidade, mostrou que as empresas brasileiras estão aumentando seus investimentos em proteção virtual. Apenas em 2014, elas gastaram R$ 3,96 milhões para proteger seu patrimônio. Foram entrevistadas 34 empresas de 12 setores e esse número representou um aumento de 13% em relação aos registrados em 2013, cuja média foi de R$ 3,60 milhões investidos em segurança. Os ataques virtuais também aumentaram o custo das empresas. Para cada registro corrompido (ou seja, cada ameaça online), o custo para as companhias aumentou de R$ 157 para R$ 175, um crescimento de 11% nesses gastos. Os setores que mais gastaram com esse tipo de invasão foram os de serviços, comunicações, energia, finanças, farmacêutico e tecnologia. Já transporte, governo e consumo ficaram bem abaixo. O líder de segurança da informação da IBM Brasil, André Pinheiro, explica que o motivo pelo qual os gastos continuam crescendo é que o cyber ataque está aumentando significativamente e as consequências financeiras com a perda de clientes em decorrência de uma violação estão tendo um impacto maior no custo. Observamos um aumento na sofisticação e uma maior colaboração entre os cyber criminosos e os custos apresentados no estudo provam isso. Ataques malignos podem levar uma média de 256 dias para serem identificados, enquanto violações causadas por erro humano levam em média 158 dias, afirma. CUSTOS RELACIONADOS COM INVESTIGAÇÃO DESPESAS COM NOTIFICAÇÕES ( , CORRESPONDÊNCIA) PREJUÍZOS COM PERDA DE CLIENTES CAUSAS DE INVASÃO R$1,09 milhão R$11mil R$1,53 milhão HACKERS OU INFORMANTES INFILTRADOS 38% ERROS HUMANOS 32% FALHAS NO SISTEMA 30% GETTY IMAGE 6

7 Empresas buscam alternativas para manter investimentos e competitividade O estudo da Deloitte, com a participação de 221 empresas, aponta que elas devem buscar formas de crescimento inorgânicas organizações têm buscado formas de crescimento inorgânico. As principais formas que as empresas encontram para manter o fôlego de investimento são a aquisição de ativos de outra empresa (23% das respostas), assumir o controle de outra empresa (21%), venda de ativos (13%) e participação em joint venture (11%). Para o futuro, 39% pretendem adquirir outra companhia, 36% aspiram fazer uma fusão e 34% almejam comprar um ativo de outra empresa. Já a abertura de capital é uma opção descartada pela maioria. Em 2014, apenas duas empresas listaram ações na Bolsa, captando R$ 1 bilhão em conjunto. Em 2015, até abril, houve apenas um IPO, afirma Grasson. GETTY IMAGE O atual cenário econômico está obrigando as empresas a serem criativas para manter investimentos e competitividade. Um dos principais modos de conseguir isso é com as formas inorgânicas - expansão de um negócio obtida através de operações de concentração, como fusões e aquisições. Isso é apontado pela pesquisa Perspectivas sobre consolidação de mercados Estratégia de investimentos e o movimento de fusões e aquisições, da consultoria Deloitte. Foram entrevistados profissionais de 221 empresas, de diversos portes e segmentos com receitas líquidas de até R$ 5 bilhões. Reinaldo Grasson, sócio da área de Financial Advisory da Deloitte e líder da prática de Corporate Finance Advisory explica os resultados obtidos. Neste momento, torna-se muito difícil e demorado para as empresas crescerem apenas de forma orgânica. Portanto, as MOTIVOS PARA NÃO SE FAZER UMA IPO, SEGUNDO A PESQUISA As incertezas sobre o cenário econômico 27% Espera por um melhor momento 22% Alto custo para abrir o capital no Brasil 16% Valor baixo atribuído às suas empresas 15% Baixa liquidez como principal razão 12% 7

8 Notícias Mercado digital é o que mais cresce na América Latina Pesquisas e números apontam as vantagens para os empreendedores da área A crise econômica que o Brasil enfrenta está sendo benéfica para alguns setores específicos. Um deles é o mercado digital, que aproveitou essa retração para se firmar como o que mais cresceu dentro da América Latina. Os dados são de um estudo realizado pela Associação Brasileira das Empresas de Softaware (ABES) e pela Interactive Advertising Bureau (IAB - Brasil), entidade sem fins lucrativos que tem como missão desenvolver o mercado de mídia interativa no Brasil. Esse resultado acontece porque as empresas que estão sofrendo com o momento (construção civil, varejo e setor automobilístico) estão buscando formas mais baratas para divulgar seus produtos para os clientes. Somente em 2015, o setor espera que os investimentos nas áreas de TI e publicidade digital aumentem em 7,5% e 15%, respectivamente. Segundo Andréa Migliori, diretora de planejamento e comunicação da Agência Badaró, especializada em plataformas digitais, o crescimento do mercado digital acontece, justamente, porque as empresas passaram a entender sua importância para o negócio. Diante de um mercado cada vez mais acirrado, saber lidar com o cliente ou usuário e oferecer novas possibilidades, utilizando a tecnologia, são primordiais para conquistar mais sucesso e espaço, explica. Outro setor que começa a aumentar sua visibilidade é o de startups que, cada vez mais, cresce com a busca por ideias inovadoras que poderão ganhar o mercado nos próximos anos. No estudo, não estão computados os resultados com social media, produção de conteúdo e desenvolvimento de web e mobile. 8

9 Cerca de 84% dos clientes sem conta corrente fazem compras parceladas Os consumidores usam cartões de crédito, crediário e financiamentos Uma pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) mostrou que 84% das pessoas que fazem compras parceladas não têm conta corrente em nenhum banco. Elas acabam usando fontes alternativas para realizar suas compras. A mais comum delas encontrada pelos consumidores no parcelamento de compras é o crediário, que atende 42% das pessoas. Logo atrás fica o cartão de crédito (40%) e o financiamento (15%). O estudo mostra que esse tipo de compra é importante para fechar as contas no final do mês, pois a renda não é suficiente. A economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, explica o resultado da pesquisa. "A situação da economia com inflação elevada e juros cada vez mais altos está bloqueando o acesso ao crédito dos consumidores, com ou sem conta bancária. É importante estar atento ao orçamento e ver o que cabe nas contas e o que pode e deve ser cortado", afirma. A dificuldade de administrar as formas de crédito também foi apontada pelos entrevistados como um problema, já que 52% das pessoas evitam ouvir propostas de novos cartões ou aumento do limite do cheque especial. ITENS MAIS ADQUIRIDOS NO CREDIÁRIO Eletrodomésticos 31% Calçados 29% LOJAS QUE FACILITAM CRÉDITO Lojas de departamento 31% Virtuais 21% 40% de entrevistados não têm conta bancária, mas possuem cartão de crédito 58% não sabem qual o limite para compras 40% possuem entre uma e duas compras parceladas no cartão 9

10 Notícias Conheça os 10 erros mais comuns de gestores em períodos de crise Épocas de crises podem criar boas oportunidades para os empreendedores, mas também é o momento onde se cometem muitos erros. E um equívoco pode acabar em um grande prejuízo para a empresa. A consultoria de gestão Robert Half listou os 10 maiores erros que um gestor pode cometer e trazer mais problemas ainda para uma empresa que está buscando se reerguer. ACHAR QUE AS PESSOAS TÊM SORTE SOMENTE POR TEREM UM EMPREGO Bons funcionários sempre terão opções, independente do momento que o mercado esteja. Portanto, é importante que os gestores saibam que não é boa estratégia perdê-los. CULPAR OS GESTORES SUPERIORES Um gestor de nível médio que age assim passa a impressão que está repassando os problemas e está sem sintonia com a política da empresa. O ideal é que ele apresente as mudanças e motivos por trás, explicando como elas ajudarão a companhia PRODUTIVIDADE Mania de fazer reuniões Cerca de 27% dos gestores acreditam que reuniões são a maior fonte de perda de tempo de trabalho. Muitas vezes as discussões acabam ficando cansativas e não resolvem os problemas da empresa. INOVAÇÃO E CAPACIDA- DE DE ASSUMIR RISCOS Fazer somente as coisas seguras Em momentos de crises, nos acostumamos a seguir as fórmulas mais seguras e testadas, mas esse é um passo para o fracasso. Assumir riscos calculados nesses momentos é a melhor aposta para as companhias. TRANSFORMAR O TRABALHO EM UMA MISSÃO IMPOSSÍVEL Reduzir demais a equipe pode colocar duas ou mais funções nas costas de um funcionário. Isso pode prejudicar a qualidade do que se pede e sobrecarregar os funcionários. Muitas vezes, é melhor contratar temporários para realizar as tarefas sobressalentes. REDUZIR O TREINAMENTO A ideia não é acabar com a formação de seu funcionário, mas verificar se esses treinamentos são eficazes e se preenchem as necessidades da empresa. 10

11 CLIMA E RETENÇÃO Pensar que seus funcionários não conseguem lidar com a verdade É importante que os colaboradores tenham consciência do momento vivido pela empresa para evitar boatos e especulações. Envolver as pessoas no processo que vive a companhia pode fazê-las mais participativas REPRIMIR O PENSAMENTO CRÍTICO Apesar de crises trazerem incertezas, sempre é saudável que as perguntas difíceis sejam feitas. Pode ser daí que surjam as respostas para uma melhora na situação. Consultoria listou os maiores problemas em momentos críticos para a empresa NÃO CONSIDERAR OS EFEITOS DA ECONOMIA SOBRE OS CLIENTES É importante sempre saber como a conjuntura da economia está afetando seus clientes e adaptar seus produtos às necessidades deles. SACRIFICAR A QUALIDADE Essa é a última coisa que pode acontecer. É essencial não deixar que a qualidade seja afetada porque seus funcionários estão cheios de tarefas. Você criará um padrão inferior de qualidade que será difícil de reverter quando a situação voltar ao normal. Quando surgir um problema, dedique um tempo para identificar sua fonte e corrigi-lo. 11

12 Notícias Profissionais de RH são favoráveis à terceirização Mais da metade das pessoas entrevistadas afirmam que a PL 4330/2004 será benéfica O Projeto de Lei (PL) 4330/2004 trouxe muita polêmica e protestos durante sua tramitação no Congresso Nacional, mas nem todos são contra sua aprovação. Segundo uma pesquisa da Thomas Case & Associados, 52% das pessoas do setor de Recursos Humanos são a favor da mudança. O grande argumento das pessoas favoráveis à aprovação da lei é o possível aumento da formalidade no mercado de trabalho. Segundo a Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo) seriam criados cerca de 700 mil postos de trabalho. Já quem é contra o projeto alega que os direitos trabalhistas poderão ser feridos e que todo o ônus ficará por conta da empresa terceirizada em caso de alguma polêmica. Se a aprovação acontecer, 42,8% das empresas parecem dispostas a adotar esse novo tipo de contratação. Já 18,1% se posicionaram contra e 39,2% afirmaram não ter nenhuma opinião formada. Para os entrevistados, o setor de segurança deve ser o que mais terá adesão das empresas. Outras áreas bem cotadas para aumentar o número de terceirizados são: manutenção geral predial e especializada (53,5%), serviços de conservação patrimonial e limpeza (52,5%), área de alimentação (37,4%) e serviços jurídicos (34,3%). 12

13 Principais pontos da pesquisa Você é a favor ou contra ao Projeto de Lei que regulamenta os contratos de terceirização? Favorável Contrário Você acredita que a aprovação da Lei da Terceirização irá gerar mais empregos? Sim Não Talvez Você acredita que essa mudança assegura à empresa contratante do serviço terceirizado a não ter problemas trabalhistas? Sim Não Não sei Na sua opinião, a nova lei garante que as empresas contratadas mantenham a qualidade nos serviços prestados e no acompanhamento da gestão de pessoas? Sim Não Não sei Em qual região você reside? Sudeste Sul Nordeste Centro-Oeste Norte 55,4% 44,6% 32,1% 43,0% 24,8% 31,9% 62,0% 6,0% 35,5% 56,0% 8,4% 68,7% 19,9% 4,8% 4,2% 2,4% Sendo aprovado o Projeto de Lei, sua empresa iria terceirizar mais atividades? Sim Não Não sei Em caso positivo, quais atividades/serviços seriam terceirizados? Segurança Manutenção geral predial e especializada Conservação patrimonial e de limpeza Manutenção de máquinas e equipamentos Alimentação Jurídicos Telefonistas e de recepção Engenharias e arquitetura Tecnologia da informação Mensageiros Assistência médica Administração de recursos humanos Frota de veículos e transporte de funcionários Oficina mecânica para veículos Administração de relações trabalhistas e sindicais Telefonia fixa Movimentação interna de materiais Distribuição de produtos Outros Distribuição interna de correspondência Secretaria 42,8% 18,1% 39,2% 56,6% 53,5% 52,5% 39,4% 37,4% 34,3% 32,3% 30,3% 30,3% 26,3% 26,3% 26,3% 25,3% 22,2% 22,2% 16,2% 15,2% 14,1% 14,1% 12,1% 10,1% 13

14 Notícias Influência familiar atinge 67% das empresas do varejo Estrutura, no entanto, não é indicativo de que a administração seja profissional Muitas empresas ainda apresentam uma estrutura familiar em sua composição societária, mas poucas são como o varejo. Nesse setor específico, 67% das companhias são controladas por membros das famílias, segundo estudo da KPMG. Nesse grupo, 71% dos cargos-chave estão nas mãos de membros das famílias proprietárias e 81% tem ligações familiares com membros do conselho. Esse número cai para 51% quando são analisadas as empresas listadas na Bolsa de Valores. Porém, esse tipo de gestão não é garantia de sucesso, como garante o sócio de Governança Corporativa e Consultoria em 27% das empresas têm comitê de auditoria 71% dos cargos-chefe estão nas mãos de familiares 81% das famílias estão presentes nos conselhos Riscos da KPMG, Sidney Ito. Ter uma estrutura familiar não significa que a empresa não é profissionalizada. O que percebemos é que os conselhos são formados por membros da família que têm a função de pensar no futuro e na estratégia da companhia. Mas, por outro lado, eles também mantêm uma gestão profissionalizada que lida com questões do dia a dia e busca bons resultados, avalia. Outro dado da pesquisa é que os conselhos das empresas de varejo se juntam mais vezes. Esse tipo de reunião acontece, em média, 7,5 vezes por ano (o número cai para 6,7 nas empresas com capital aberto). 14

15 Acordos no Procon-SP chegam a 76% dos casos A grande maioria dos clientes acertam as formas de pagamento entre 60 e 90 dias No momento de crise como o atual é normal que as pessoas atrasem pagamento de dívidas. Porém, a quantidade de pessoas que buscam um acordo é alta: 76% delas entram em contato para acertar as pendências. O tempo médio de demora para se chegar a esse acordo é curto. A variação para chegar a um bom termo é de 60 a 90 dias entre o início das negociações, se as duas partes se acertarem. Contudo, nem sempre o final é feliz: em 24% dos casos não é possível um consenso, seja por parte da pessoa endividada, seja devido a bancos, empresas de cartões de crédito ou varejistas negarem qualquer negociação. Os dados são de um programa para os chamados superendividados, organizados pelo Procon-SP. Nele, as pessoas renegociam dívidas contraídas em empréstimos, financiamentos, contratos de crédito ao consumo, prestação de serviços ou compra de produtos. 76% das pessoas conseguem acordo 24% das pessoas não fazem o acordo Com acordo, queda no valor da dívida pode chegar a 90% 15

16 Notícias Empresas brasileiras pensam em automatizar processos durante o ano Quase metade dos entrevistados afirmaram que estudam a modernização As empresas do Brasil começam a pensar na automatização de seus serviços. Cerca de 48% das entrevistadas afirmaram que Essa automatização já pode ser considerada uma realidade: 24% das empresas disseram que estão acertando processos de produção, 3% estão no projeto e 21% devem iniciar nos próximos 12 meses. As empresas têm como principal razão a maior flexibilidade para aumentar ou diminuir o volume de produção permitido pepretendem fazer esse upgrade em seus sistemas de produção até o final de ano. Foram entrevistados em diversos segmentos econômicos para o estudo International Business Report (IBR) 2015 da Grant Thornton. Se todas essas empresas cumprirem a promessa, o índice brasileiro chegará perto do mundial, que é de 55%. 16

17 INDÚSTRIA 43% CLEAN TECH 39% TECNOLOGIA 35% ALIMENTOS E BEBIDAS 35% AGRICULTURA 30% OUTR SERVIÇOS 30% TRANSPORTES 26% SERVIÇOS FINANCEIROS 24% ENERGIA 23% SERVIÇOS PROFISSIONAIS 23% VAREJO 19% CONSTRUÇÃO IMOBILIÁRIO 19% EDUCAÇÃO E SAÚDE 9% HOTELARIA 9% la automatização (69%), seguido da redução de custos em longo prazo (67%), uma maior eficiência na produção (61%) e possibilidade de reservar profissionais para tarefas de maior valor agregado (33%). Sócio responsável pela área de tributos diretos e especialista em inovação da Grant Thornton Brasil, Edson Neves de Souza, explica a importância da automação. Estamos na era da tecnologia, e a automação faz parte disso. É sabido que, se bem planejada e conduzida, ela alia mais eficácia a menos custos, trazendo rentabilidade e otimização da capacidade instalada dos negócios, além de acelerar atividades como pesquisa e desenvolvimento (P&D), diz LANÇAMENTOS 20% DE DESCONTO + frete grátis Utilize o código RDA ao efetuar o pedido ESTRATÉGIAS DE EMPRESAS PARA A BASE DA PIRÂMIDE: Técnicas e Ferramentas para Alcançar os Clientes e Fornecedores da Nova Classe Emergente Fernando Filardi e Adalberto Fischmann 1ª edição (2015) 208 páginas de R$ 60,00 por R$ 48,00 INTRODUÇÃO AO PRIVATE EQUITY Cyril Demaria e Rafael Sasso 1ª edição (2015) 456 páginas de R$ 90,00 por R$ 72,00 MANUAL DE ESTUDO DE USUÁRIOS DA INFORMAÇÃO Murilo Bastos da Cunha, Sueli Angelica do Amaral e Edmundo Brandão Dantas 1ª edição (2015) 464 páginas de R$ 98,00 por R$ 78,40 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO A Contribuição da Liderança Organizacional para o Processo de Implementação da Estratégia Vol. 5 Giselly Rizzatti e Maurício Fernandes Pereira 1ª edição (2015) 256 páginas de R$ 65,00 por R$ 52,00 *Preços sujeitos à alteração sem prévio aviso. CONHECIMENTO QUE SE RENOVA A CADA DIA 17

18 Capa Por Dener Gomes, Natália Petroni e Mauricio Duarte Um passo à frente Como as PMEs podem se manter, ou até se destacar, diante da crise econômica 18

19 A cada ano, segundo dados do Sebrae, 500 mil novas empresas são incorporadas à economia (150 mil somente em terras paulistas), sendo 99% de pequeno porte. Juntas respondem por 27% do Produto Interno Bruto (PIB), 52% dos empregos formais e 40% da massa salarial. Em um momento de crise como o que o Brasil atravessa agora, como ficam as pequenas e médias empresas? Essa é uma questão que tira o sono de muitos empreendedores. Com um horizonte de baixo crescimento, juros altos e aumento de inflação, a sobrevivência requer esforços maiores. No entanto, ao mesmo tempo em que a luta para se manter vivo em um mercado cada vez mais competitivo e com uma economia enfraquecida é inglória, ela pode revelar portas antes insuspeitadas a quem estiver olhando para o lugar certo. Segundo o administrador Fabiano Nagamatsu, professor de administração da FMU e consultor do Sebrae, a palavra-chave para empresas de micro, pequeno e médio porte é planejamento. Se planejar já era uma regra antes, agora deve tornar-se ainda mais. Esse momento para as empresas é muito importante, pois é necessário tomar medidas como diminuir estoque e conter gastos para não sofrer muito com a crise, avalia. Outro ponto importante para que as companhias busquem novas e melhores oportunidades é estudar o mercado no qual está inserida. Muitas chances podem estar disponíveis mais perto do que se imagina. É crucial que as empresas tenham pleno conhecimento do setor de atuação, inclusive entrando em contato com consumidores para saber de suas necessidades. Pode estar aí uma grande oportunidade de negócio, afirma Nagamatsu. Apesar do planejamento ser peça fundamental para o crescimento (e até sobrevivência de uma empresa), os gestores precisam também olhar para outros ramos dos negócios com mais atenção que o normal. Pensar em expandir, ou até mesmo mudar de ramo, pode ser uma solução. Por exemplo, com a queda acentuada no número de vendas das empresas, a manutenção da carteira de clientes é fundamental e, para isso, a possibilidade de dar crédito para as vendas ganha força, como explica o economista Eduardo Peres, consultor da GlobalTrevo. Empresas que estão conseguindo financiar seus clientes estão ganhando mercado. Com o recrudescimento do crédito no Brasil e o aumento dos preços, acaba ficando complicado comprar à vista, explica. Uma unanimidade é a importância dos administradores nesse momento de crise. Devido aos seus conhecimentos, um profissional da área pode ser a diferença entre uma empresa saudável e outra vulnerável à crise. A gestão profissional é determinante para que a empresa se mantenha saudável. O administrador é a pessoa capacitada para ter uma visão adequada tanto externa quanto interno, macro e micro. Ele conhece os processos da empresa. Ele que poderá fazer o plano de negócios e o planejamento orçamentário, afirma o administrador Marcio Iavelberg, sócio da consultoria Blue Numbers. O papel do administrador é incrivelmente importante já que é o responsável pela área de tomada de decisão dentro de uma empresa no âmbito administrativo e financeiro. Todas as análises de capital de giro, estoque e como gerir a empresa estão sobre sua responsabilidade, corrobora Peres. É a mesma linha de raciocínio seguida pelo administrador José Sarkis Arakelian, professor da Faculdade de Administração da Fundação Armando Álvares penteado (FAAP). O papel do administrador é fundamental num momento como esse. Ele tem o perfil generalista e multi habilidades, uma demanda muito importante em um cenário de crise. É um cara fundamental nesse processo para conseguir realinhar, readaptar, perceber competências, perceber que tipo de profissional se adapta, qual é a facilidade que você tem no mercado e reorganizar internamente a organização para poder seguir em frente, afirma. Onde estão as chances? Apesar do cenário econômico brasileiro ainda gerar preocupações, alguns setores apresentam muito espaço para crescimento. José Arakelian: É o momento de pequenas empresas demonstrarem o que têm de melhor DIVULGAÇÃO 19

20 Capa Adm. Fabiano Nagamatsu: A empresa precisa conhecer bem seu setor de atuação DIVULGAÇÃO Um deles é o de franquias, e o motivo está diretamente ligado ao momento específico que atravessamos, conforme explica Iavelberg. As franquias devem ter um bom resultado, pois as pessoas começam a receber suas rescisões e buscam fazer a aquisição de uma empresa. Alguns serviços, que requerem poucos funcionários e poucos espaços, também estão propensos ao crescimento, como empresas de consultoria, diz. O curioso é notar que o corte de custos de grandes empresas acaba criando algumas oportunidades para as menores. Por exemplo, para enxugar as despesas, uma multinacional resolve trocar o plano de saúde de seus funcionários por outro mais barato, contratando algum plano de saúde diferente. Esse cenário também acontece com pessoas físicas que acabam buscando, por exemplo, escolas e restaurantes mais baratos que cabem em seu orçamento. Algumas empresas específicas estão conseguindo ganhar mercado. Elas são mais voltadas para o segmento B, uma alternativa, em preços, para os líderes de mercado, analisa Peres. Já Nagamatsu aponta para um avanço das startups. Um dos setores mais propícios para a busca de oportunidades é o de statups. Mesmo com a retração de crédito, esse segmento vem apontando para um crescimento sustentável, completa. Para Arakelian, a empresa pequena consegue ter uma flexibilidade e uma agilidade muito maior para se readequar a momentos de mercado. Trocar o fornecedor, trocar uma operação, mudar o perfil de dois ou três colaboradores que tocam o negócio, é muito mais fácil e rápido para as menores. O momento de crise também é um momento de muitas oportunidades, porque é nesse momento que começam a aparecer lacunas, e você pode buscar uma oportunidade, e muitas vezes a empresa Eduardo Peres: Financiar clientes pode ganhar mercado DIVULGAÇÃO Lições para a crise 1 Identifique 2 Aponte 3 Ajuste 4 Planeje 5 Defina onde está perdendo dinheiro as ineficiências o quadro de mão de obra com foco no futuro onde sua empresa deve estar em 2010 Fonte: Empreendedores Compulsivos Dicas para 2015 Planejamento Busque informações no mercado antes de expandir ou abrir um negócio. Visite a concorrência e saiba o máximo possível sobre o assunto. Gestão Conheça cada detalhe do negócio, desde o capital de giro até a precificação. No entanto, lembre-se que o diferencial atualmente é a prestação de serviço, e não o preço. Empreendedorismo Estabeleça metas e as persiga. Mantenhase atualizado sobre as inovações e ache brechas não exploradas pela concorrência. Fonte: Sebrae 20

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014 #5 EMPREENDEDORISMO Outubro de 2014 ÍNDICE 1. Apresentação 2. Definição 3. Empreendedorismo: necessidade ou oportunidade? 4. Características do comportamento empreendedor 5. Cenário brasileiro para o empreendedorismo

Leia mais

Bleez Agência Digital... 3. Quem sou eu... 4. Introdução... 5. Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7. Quem está comprando no ecommerce...

Bleez Agência Digital... 3. Quem sou eu... 4. Introdução... 5. Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7. Quem está comprando no ecommerce... Sumário Bleez Agência Digital... 3 Quem sou eu... 4 Introdução... 5 Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7 Quem está comprando no ecommerce... 10 Por que os brasileiros estão comprando mais... 12 O

Leia mais

Plano de Negócios. Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa. Modelo de Planejamento prévio

Plano de Negócios. Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa. Modelo de Planejamento prévio Plano de Negócios Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa Modelo de Planejamento prévio Fraiburgo, 2015 Plano de Negócios Um plano de negócios é uma descrição do negócio

Leia mais

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com. AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.br COM O SEBRAE, O SEU NEGÓCIO VAI! O Sebrae Goiás preparou diversas

Leia mais

NO NEGÓCIO SAC TEXTO DE JULIANA KLEIN

NO NEGÓCIO SAC TEXTO DE JULIANA KLEIN NO NEGÓCIO SAC TEXTO DE JULIANA KLEIN 50 A ALMA DO NEGÓCIO Serviço de SAC eficiente é o que todos os clientes esperam e é no que todas as empresas deveriam investir. Especialistas afirmam: essa deve ser

Leia mais

Guia Definitivo de Ferramentas para Micro Empreendedores Individuais

Guia Definitivo de Ferramentas para Micro Empreendedores Individuais Guia Definitivo de Ferramentas para Micro Empreendedores Individuais Introdução O Brasil já tem 4,7 milhões de microempreendedores individuais, segundo dados de janeiro de 2015 da Receita Federal. O incentivo

Leia mais

FILOSOFIA DE INVESTIMENTO. Retorno esperado de um lançamento 80% 100% + 20% 100% ( ) = 60% ( 1 20% ) 20 =1,15%

FILOSOFIA DE INVESTIMENTO. Retorno esperado de um lançamento 80% 100% + 20% 100% ( ) = 60% ( 1 20% ) 20 =1,15% Através da CARTA TRIMESTRAL ATMOS esperamos ter uma comunicação simples e transparente com o objetivo de explicar, ao longo do tempo, como tomamos decisões de investimento. Nesta primeira carta vamos abordar

Leia mais

Ficha Técnica 2015 Mania de Empreender Informações e Contatos

Ficha Técnica 2015 Mania de Empreender Informações e Contatos FORMAR SEU PREÇO Ficha Técnica 2015 Mania de Empreender TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Não é permitida a reprodução total ou parcial de qualquer forma ou por qualquer meio. Informações e Contatos Mania de

Leia mais

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO.

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Workshop para empreendedores e empresários do Paranoá DF. SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Dias 06 e 13 de Dezembro Hotel Bela Vista Paranoá Das 08:00 às 18:00 horas Finanças: Aprenda a controlar

Leia mais

7 Passos Para a Criação de Uma Boa Loja Virtual. Índice

7 Passos Para a Criação de Uma Boa Loja Virtual. Índice 2 Índice Introdução... 3 Passo 1 Entender o que é Venda Online e E-commerce... 4 Passo 2 Entender o Mercado de Comércio Eletrônico... 5 Passo 3 Canais de Venda... 6 Passo 4 Como identificar uma Boa Plataforma

Leia mais

O que é comércio eletrônico?

O que é comércio eletrônico? COMÉRCIO ELETRÔNICO O que é comércio eletrônico? O comércio eletrônico ou e-commerce é a compra e venda de mercadorias ou serviços por meio da Internet, onde as chamadas Lojas Virtuais oferecem seus produtos

Leia mais

GESTÃO FINANCEIRA para FICAR NO Azul

GESTÃO FINANCEIRA para FICAR NO Azul GESTÃO FINANCEIRA para ficar no azul índice 03 Introdução 04 Capítulo 1 O que é gestão financeira? 06 Capítulo 2 Gestão financeira e tomada de decisões 11 13 18 Capítulo 3 Como projetar seu fluxo financeiro

Leia mais

ponto Frio Ponto Frio (GLOB3 e GLOB4) faz parte do Grupo Pão de Açúcar desde 2009. Saiba qual é o futuro da empresa e se suas ações podem se valorizar

ponto Frio Ponto Frio (GLOB3 e GLOB4) faz parte do Grupo Pão de Açúcar desde 2009. Saiba qual é o futuro da empresa e se suas ações podem se valorizar pág. 08 DOUGLAS DUEK COMO AS EMPRESAS PODEM CHEGAR À BOLSA? pág. 12 TRENDS O QUE PODE ATRAPALHAR A BOLSA EM 2011 A REVISTA DO INVESTIDOR NA BOLSA ANO 3 MAR 11 #36 R$ 12,00 9 771982 835003 0 3 0 3 6 EXEMPLAR

Leia mais

Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais

Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais Introdução O Brasil já tem 4,7 milhões de microempreendedores individuais, segundo dados de janeiro de 2015 da Receita

Leia mais

PRO PERFORMANCE EMPRESAS

PRO PERFORMANCE EMPRESAS Uma proposta cultural única aprimore o seu potencial Crie um versão melhor de is mesmo Conheça, pratique, supere-se, aprimore-se PRO PERFORMANCE EMPRESAS Programa de Excelência e Alta Performance para

Leia mais

www.portaldoaluno.info GERENCIAMENTO EM TI Professor: André Dutton

www.portaldoaluno.info GERENCIAMENTO EM TI Professor: André Dutton GERENCIAMENTO EM TI Professor: André Dutton 1 BASES TECNOLÓGICAS Direcionadores do uso de tecnologia da informação. Uso de Tecnologia da Informação nas organizações. Benefícios do uso de Tecnologia de

Leia mais

EM PAUTA PRIVATE EQUITY & VENTURE CAPITAL OPORTUNIDADES EM MEIO À CRISE NO BRASIL

EM PAUTA PRIVATE EQUITY & VENTURE CAPITAL OPORTUNIDADES EM MEIO À CRISE NO BRASIL EM PAUTA PRIVATE EQUITY & VENTURE CAPITAL OPORTUNIDADES EM MEIO À CRISE NO BRASIL 14 REVISTA RI Abril 2015 É sabido que 2015 vai ser um ano difícil diante de uma economia com perspectiva de recessão. No

Leia mais

Tema Nº 3 Primeiros Passos

Tema Nº 3 Primeiros Passos Tema Nº 3 Primeiros Passos Habilidades a Desenvolver: Reconhecer as etapas iniciais do empreendedorismo. Analisar o tipo de negócio, bem como sua viabilidade e demandas de recursos de novos empreendimentos.

Leia mais

SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL. Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto

SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL. Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto o O que é Abertura de Capital o Vantagens da abertura o Pré-requisitos

Leia mais

12 Dicas Para Montar Um Negócio De Sucesso

12 Dicas Para Montar Um Negócio De Sucesso Novo Negócio 12 Dicas Para Montar Um Negócio De Sucesso Vinícius Gonçalves Equipe Novo Negócio Espero sinceramente que você leia este PDF até o final, pois aqui tem informações muito importantes e que

Leia mais

FCLCapital. Junho 2015. www.fclcapital.com

FCLCapital. Junho 2015. www.fclcapital.com Junho 2015 www.fclcapital.com FCL Equities FIA Filosofia de Investimentos - Pág. 4 Estratégia Long-Biased - Pág. 5 Processo de Investimentos - Pág. 6 Gestão de Riscos - Pág. 10 1 Plano de Crescimento Plano

Leia mais

Como driblar a crise. e obter sucesso no Gerenciamento de Projetos

Como driblar a crise. e obter sucesso no Gerenciamento de Projetos Como driblar a crise e obter sucesso no Gerenciamento de Projetos COMO DRIBLAR A CRISE E OBTER SUCESSO NO GERENCIAMENTO DE PROJETOS Índice Introdução 03 A crise 04 Conclusão 22 Sobre a Projectlab 24 8

Leia mais

Fluxo de caixa: organize e mantenha as contas no azul

Fluxo de caixa: organize e mantenha as contas no azul Fluxo de caixa: organize e mantenha as contas no azul O segredo do sucesso da sua empresa é conhecer e entender o que entra e o que sai do caixa durante um dia, um mês ou um ano. 1 Fluxo de caixa: organize

Leia mais

Estamos presentes em 20 estados

Estamos presentes em 20 estados http://goo.gl/7kuwo O IDEBRASIL é voltado para compartilhar conhecimento de gestão com o empreendedor do pequeno e micro negócio, de forma prática, objetiva e simplificada. A filosofia de capacitação é

Leia mais

Unidade I FUNDAMENTOS DA GESTÃO. Prof. Jean Cavaleiro

Unidade I FUNDAMENTOS DA GESTÃO. Prof. Jean Cavaleiro Unidade I FUNDAMENTOS DA GESTÃO FINANCEIRA Prof. Jean Cavaleiro Introdução Definir o papel da gestão financeira; Conceitos de Gestão Financeira; Assim como sua importância na gestão de uma organização;

Leia mais

O futuro do YouTube - VEJA.com

O futuro do YouTube - VEJA.com Entrevista O futuro do YouTube 29/08/2009 10:49 Por Leo Branco Nesta semana, Chad Hurley, de 32 anos, um dos criadores do YouTube, esteve no Brasil e falou a VEJA sobre o futuro do maior site de vídeos

Leia mais

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS 1. Sumário Executivo Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso 2. Sumário da Empresa 2.1 Composição da Sociedade Perfil Individual dos sócios, experiência, formação, responsabilidades

Leia mais

O CAMINHO PARA REFLEXÃO

O CAMINHO PARA REFLEXÃO O CAMINHO PARA REFLEXÃO a 3 Semana EMPREENDER É DAR A SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A SOCIEDADE No mudo dos negócios existe a diferença visível do acomodado que nunca quer aprender a mesma coisa duas vezes e o

Leia mais

7 dicas rápidas de marketing digital para você sair na frente! MARKETING DIGITAL

7 dicas rápidas de marketing digital para você sair na frente! MARKETING DIGITAL DICAS PARA DIVULGAR SUA EMPRESA E AUMENTAR AS VENDAS NO FIM DE ANO 7 dicas rápidas de marketing digital para você sair na frente! MARKETING DIGITAL Sumário Apresentação Capítulo 1 - Crie conteúdo de alta

Leia mais

CONSULTOR CARLOS MARTINS AÇAO EM MARKETING

CONSULTOR CARLOS MARTINS AÇAO EM MARKETING CONSULTOR CARLOS MARTINS CRIA - AÇAO EM MARKETING SUA EMPRESA Copyright Consultor Carlos Martins - Todos os direitos reservados wwwcarlosmartinscombr - consultor@carlosmartinscombr Como conquistar Clientes

Leia mais

Relatório Analítico 27 de março de 2012

Relatório Analítico 27 de março de 2012 VENDA Código de Negociação Bovespa TGM A3 Segmento de Atuação Principal Logística Categoria segundo a Liquidez 2 Linha Valor de M ercado por Ação (R$) 29,51 Valor Econômico por Ação (R$) 32,85 Potencial

Leia mais

OS TRÊS PILARES DO LUCRO EMPRESAS GRANDES

OS TRÊS PILARES DO LUCRO EMPRESAS GRANDES BOLETIM TÉCNICO MAIO/2011 OS TRÊS PILARES DO LUCRO EMPRESAS GRANDES Um empresário da indústria se assustou com os aumentos de custo e de impostos e reajustou proporcionalmente seus preços. No mês seguinte,

Leia mais

Segunda-feira, 22 de abril de 2013

Segunda-feira, 22 de abril de 2013 Segunda-feira, 22 de abril de 2013 22/04/2013 07h00 - Atualizado em 22/04/2013 07h00 Empresários dão dicas de como empreender após a aposentadoria Professora aposentada montou empresa de reforma de calçadas.

Leia mais

Faculdade Pitágoras de Uberlândia. Administração

Faculdade Pitágoras de Uberlândia. Administração Faculdade Pitágoras de Uberlândia Apostila de Administração Prof. Walteno Martins Parreira Júnior www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com 2014 SUMÁRIO 1 O PLANO DE NEGÓCIOS...2 1.1 SUMÁRIO EXECUTIVO...5

Leia mais

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Maio de 2010 Conteúdo Introdução...4 Principais conclusões...5 Dados adicionais da pesquisa...14 Nossas ofertas de serviços em mídias sociais...21

Leia mais

Sistemas de Informação Gerencial SUPPLY CHAIN MANAGEMENT

Sistemas de Informação Gerencial SUPPLY CHAIN MANAGEMENT CIÊNCIAS CONTÁBEIS e ADMINISTRAÇÃO Sistemas de Informação Gerencial SUPPLY CHAIN MANAGEMENT maio/2014 APRESENTAÇÃO Em um ambiente onde a mudança é a única certeza e o número de informações geradas é desmedido,

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL. 02/01/2013 rev. 00

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL. 02/01/2013 rev. 00 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 02/01/2013 rev. 00 PAUTA INSTITUCIONAL Sobre a Harpia OUTRAS INFORMAÇÕES Clientes Parceiros SERVIÇOS Responsabilidade Social Consultoria & Gestão Empresarial Planejamento Estratégico

Leia mais

fornecendo valor com inovações de serviços de negócios

fornecendo valor com inovações de serviços de negócios fornecendo valor com inovações de serviços de negócios A TI é grande. Tantos bits no universo digital quanto estrelas em nosso universo físico. é arriscada. Dois terços dos projetos de TI estão em risco,

Leia mais

O caixa é um dos itens mais importantes na administração de uma empresa. O controle é o primeiro passo para mantê-lo saudável e sempre no azul

O caixa é um dos itens mais importantes na administração de uma empresa. O controle é o primeiro passo para mantê-lo saudável e sempre no azul O caixa é um dos itens mais importantes na administração de uma empresa. O controle é o primeiro passo para mantê-lo saudável e sempre no azul Educação financeira. Esta é a palavra-chave para qualquer

Leia mais

MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SEGMENTOS DE ASSOCIADOS

MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SEGMENTOS DE ASSOCIADOS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SEGMENTOS DE ASSOCIADOS Joel Queiroz 1 COOPERATIVAS DE CRÉDITO INSTRUMENTO DE ORGANIZAÇÃO ECONÔMICA Associação voluntária de pessoas para satisfação de necessidades econômicas,

Leia mais

Plataforma da Informação. Finanças

Plataforma da Informação. Finanças Plataforma da Informação Finanças O que é gestão financeira? A área financeira trata dos assuntos relacionados à administração das finanças das organizações. As finanças correspondem ao conjunto de recursos

Leia mais

COMO CONQUISTAR CLIENTES COM APLICATIVOS PARA CELULAR

COMO CONQUISTAR CLIENTES COM APLICATIVOS PARA CELULAR COMO CONQUISTAR CLIENTES COM APLICATIVOS PARA CELULAR CONTEÚDO 1 2 3 4 5 6 Por que as empresas precisam estar conectadas ao mundo mobile Como os aplicativos mobile podem atrair mais clientes. Como os aplicativos

Leia mais

Circular de Oferta 5102/ sto Ago

Circular de Oferta 5102/ sto Ago Circular de Oferta Agosto / 2015 Índice Introdução 03 Quem Somos 04 Como funciona o negócio 05 Vantagens de ser constituir uma agência 06 Produtos e serviços 07 Ferramentas de apoio 08 Atividades desempenhadas

Leia mais

PRIMEIROS PASSOS PARA A OTIMIZAÇÃO DO CALL CENTER EM CLÍNICAS E HOSPITAIS. Descubra como otimizar os Call Centers na área de saúde

PRIMEIROS PASSOS PARA A OTIMIZAÇÃO DO CALL CENTER EM CLÍNICAS E HOSPITAIS. Descubra como otimizar os Call Centers na área de saúde ebook GRÁTIS PRIMEIROS PASSOS PARA A OTIMIZAÇÃO DO CALL CENTER EM CLÍNICAS E HOSPITAIS Descubra como otimizar os Call Centers na área de saúde Primeiros passos para a otimização do call center em clínicas

Leia mais

Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte

Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte IBM Global Technology Services Manutenção e suporte técnico Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte Uma abordagem inovadora em suporte técnico 2 Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável

Leia mais

EM PAUTA O QUE É PRECISO FAZER PARA VIABILIZAR O ACESSO DE PEQUENAS & MÉDIAS EMPRESAS AO MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL?

EM PAUTA O QUE É PRECISO FAZER PARA VIABILIZAR O ACESSO DE PEQUENAS & MÉDIAS EMPRESAS AO MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL? O QUE É PRECISO FAZER PARA VIABILIZAR O ACESSO DE PEQUENAS & MÉDIAS EMPRESAS AO MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL? 8 REVISTA RI Setembro 2013 É o mercado de capitais brasileiro que precisa das pequenas e médias

Leia mais

MICRO E PEQUENAS EMPRESAS E A SUSTENTABILIDADE

MICRO E PEQUENAS EMPRESAS E A SUSTENTABILIDADE MICRO E PEQUENAS EMPRESAS E A SUSTENTABILIDADE JULIANA APARECIDA DE SOUZA REIS MAIARA NATALIA MARINHO DUARTE SUSELI SANTOS DIAS RESUMO Neste artigo temos por objetivo apresentar que as micros e pequenas

Leia mais

PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICO ANEXO

PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICO ANEXO PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICO ANEXO Plano de Ação Estratégico Estratégias empresariais Anexo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas SEBRAE Unidade de Capacitação Empresarial Estratégias

Leia mais

Planejamento e Controle do Lucro Empresas de Pequeno e Médio Porte

Planejamento e Controle do Lucro Empresas de Pequeno e Médio Porte Planejamento e Controle do Lucro Empresas de Pequeno e Médio Porte Profa. Dariane Reis Fraga Castanheira darianer@fia.com.br www.fia.com.br/proced Profa. Dariane Reis Fraga Castanheira 1 Objetivo Planejamento

Leia mais

GUIA ATS INFORMÁTICA: GESTÃO DE ESTOQUE

GUIA ATS INFORMÁTICA: GESTÃO DE ESTOQUE GUIA ATS INFORMÁTICA: GESTÃO DE ESTOQUE SUMÁRIO O que é gestão de estoque...3 Primeiros passos para uma gestão de estoque eficiente...7 Como montar um estoque...12 Otimize a gestão do seu estoque...16

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

POR QUE OFERECER UM ATENDIMENTO MULTICANAL?

POR QUE OFERECER UM ATENDIMENTO MULTICANAL? POR QUE OFERECER UM ATENDIMENTO MULTICANAL? Por que oferecer um atendimento multicanal? Este livro reúne em uma única fonte dicas para inovar na experiência com clientes, de um jeito simples e prático;

Leia mais

COMO A GIR NA CRI $E 1

COMO A GIR NA CRI $E 1 1 COMO AGIR NA CRI$E COMO AGIR NA CRISE A turbulência econômica mundial provocada pela crise bancária nos Estados Unidos e Europa atingirá todos os países do mundo, com diferentes níveis de intensidade.

Leia mais

% Das estratégias fracassam por ineficácia em sua execução. Raramente fracassam por falta de inteligência ou visão. DEFININDO A DIREÇÃO CAPITULO:1 NÃO É A ESTRATÉGIA UM FUTURO QUE MAL CONSEGUEM VISLUMBRAR

Leia mais

Teleconferência de Resultados 3T15. 10 de novembro de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 3T15. 10 de novembro de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 3T15 10 de novembro de 2015 Magazine Luiza Destaques do 3T15 Vendas E-commerce Ganho de participação de mercado com aumento da margem bruta Receita bruta consolidada de R$2,4

Leia mais

Governança de TI. Por que a Governança de TI é vista como fator chave para criação de valor para o Negócio? Conhecimento em Tecnologia da Informação

Governança de TI. Por que a Governança de TI é vista como fator chave para criação de valor para o Negócio? Conhecimento em Tecnologia da Informação Conhecimento em Tecnologia da Informação Governança de TI Por que a Governança de TI é vista como fator chave para criação de valor para o Negócio? 2010 Bridge Consulting Apresentação A Governança de Tecnologia

Leia mais

4 passos para uma Gestão Financeira Eficiente

4 passos para uma Gestão Financeira Eficiente 4 passos para uma Gestão Financeira Eficiente Saiba como melhorar a gestão financeira da sua empresa e manter o fluxo de caixa sob controle Ciclo Financeiro Introdução Uma boa gestão financeira é um dos

Leia mais

UNIDADE 7 Fontes para obtenção de capital

UNIDADE 7 Fontes para obtenção de capital UNIDADE 7 Fontes para obtenção de capital Muitos empreendedores apontam como principal retardo para o crescimento das MPE s no Brasil a dificuldade em se obter financiamento, devido às exigências estabelecidas

Leia mais

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em janeiro/2015. Estas elevações podem ser atribuídas aos seguintes

Leia mais

Gestão das organizações contábeis

Gestão das organizações contábeis Gestão das organizações contábeis Análise dos resultados da pesquisa Dezembro/2014 por Roberto Dias Duarte Sobre a pesquisa O Sistema Público de Escrituração Digital e seus vários subprojetos têm sido

Leia mais

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em fevereiro/2015. Estas elevações podem ser atribuídas aos seguintes

Leia mais

UNIDADE 3 Identificação de oportunidades

UNIDADE 3 Identificação de oportunidades UNIDADE 3 Identificação de oportunidades Provavelmente seja um dos maiores mitos sobre as novas idéias para negócios: a idéia deve ser única. Na realidade pouco importa se a idéia é única ou não, o que

Leia mais

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 1 BUSINESS GAME UGB Eduardo de Oliveira Ormond Especialista em Gestão Empresarial Flávio Pires Especialista em Gerencia Avançada de Projetos Luís Cláudio Duarte Especialista em Estratégias de Gestão Marcelo

Leia mais

Reinventando a gestão de vendas

Reinventando a gestão de vendas Reinventando a gestão de vendas Um bom vendedor é mais importante para a empresa do que o produto. Vender não é mais persuasão, mas compreensão. Esta é a proposta de Neil Rackham, expressa durante o Fórum

Leia mais

capítulo 5 O CONTROLE FINANCEIRO DA ORGANIZAÇÃO Senhores, aqui estão os relatórios financeiros do ano passado. Podemos pagar nossas dívidas?

capítulo 5 O CONTROLE FINANCEIRO DA ORGANIZAÇÃO Senhores, aqui estão os relatórios financeiros do ano passado. Podemos pagar nossas dívidas? 22 capítulo 5 O CONTROLE FINANCEIRO DA ORGANIZAÇÃO A Contabilidade é o instrumento que as empresas usam para controlar suas finanças e operações. E os demonstrativos contábeis balanço patrimonial e demonstração

Leia mais

A nova classe média vai às compras

A nova classe média vai às compras A nova classe média vai às compras 18 KPMG Business Magazine Cenário é positivo para o varejo, mas empresas precisam entender o perfil do novo consumidor Nos últimos anos o mercado consumidor brasileiro

Leia mais

AGENDA. A evolução da cobrança: os desafios de um segmento em consolidação. 23 de Julho. Hotel Meliã - Jd Europa São Paulo/SP 8ª EDIÇÃO.

AGENDA. A evolução da cobrança: os desafios de um segmento em consolidação. 23 de Julho. Hotel Meliã - Jd Europa São Paulo/SP 8ª EDIÇÃO. AGENDA A evolução da cobrança: os desafios de um segmento em consolidação 8ª EDIÇÃO D 23 de Julho? Hotel Meliã - Jd Europa São Paulo/SP Realização: www.corpbusiness.com.br Patrocínio Gold Patrocínio Silver

Leia mais

Uma visão abrangente dos negócios. Solução para superar barreiras e otimizar recursos na sua empresa

Uma visão abrangente dos negócios. Solução para superar barreiras e otimizar recursos na sua empresa Uma visão abrangente dos negócios Solução para superar barreiras e otimizar recursos na sua empresa Negócios sem barreiras O fenômeno da globalização tornou o mercado mais interconectado e rico em oportunidades.

Leia mais

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO FACILIDADES EMPRESARIAIS - ESCRITÓRIO VIRTUAL

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO FACILIDADES EMPRESARIAIS - ESCRITÓRIO VIRTUAL OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO FACILIDADES EMPRESARIAIS - ESCRITÓRIO VIRTUAL 2009 SEBRAE-DF Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta

Leia mais

COMO A TECNOLOGIA PODE AJUDAR UM ATACADISTA DISTRIBUIDOR A REDUZIR CUSTOS

COMO A TECNOLOGIA PODE AJUDAR UM ATACADISTA DISTRIBUIDOR A REDUZIR CUSTOS COMO A TECNOLOGIA PODE AJUDAR UM ATACADISTA DISTRIBUIDOR A REDUZIR CUSTOS 1 ÍNDICE 1. Introdução... 2. Por que preciso investir em tecnologia?... 3. Cinco passos para usar a tecnologia a meu favor... 4.

Leia mais

ROI COMO SABER DEFINITIVAMENTE O RESULTADO DAS AÇÕES DE MARKETING DO SEU E- COMMERCE. Por: Alexandre Maldonado

ROI COMO SABER DEFINITIVAMENTE O RESULTADO DAS AÇÕES DE MARKETING DO SEU E- COMMERCE. Por: Alexandre Maldonado ROI COMO SABER DEFINITIVAMENTE O RESULTADO DAS AÇÕES DE MARKETING DO SEU E- COMMERCE Por: Alexandre Maldonado Autor do site Marketing para E- commerce www.marketingparaecommerce.com.br TERMOS DE RESPONSABILIDADE

Leia mais

Os Objetivos Foram Definidos de Modo a Complementar os Estudos Necessários para Responder ao Problema de Pesquisa Proposto

Os Objetivos Foram Definidos de Modo a Complementar os Estudos Necessários para Responder ao Problema de Pesquisa Proposto Gestão de Pequenas e Médias Empresas Brasileiras por Sistema de Consórcio Trabalho de Conclusão de Curso - TCC MBA Executivo Internacional - Turma 34 Fábio Mattos Fernando Alcântara Fernando Moulin Jorge

Leia mais

Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio.

Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio. Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio. Plano de negócios estruturado ajuda na hora de conseguir financiamento. Veja dicas de especialistas e saiba itens que precisam constar

Leia mais

As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012

As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012 As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012 Universo TOTVS Fundada em 1983 6ª maior empresa de software (ERP) do mundo Líder em Software no Brasil e

Leia mais

www.euimportador.com

www.euimportador.com Você já pensou ganhar dinheiro usando a internet, montando sua própria loja sem ter que gastar rios de dinheiro com estoque, logística e vários funcionários? Isso é perfeitamente possível e nós chamamos

Leia mais

BOAS PRÁTICAS NO DIA A DIA DAS CLÍNICAS DE IMAGEM

BOAS PRÁTICAS NO DIA A DIA DAS CLÍNICAS DE IMAGEM BOAS PRÁTICAS NO DIA A DIA DAS CLÍNICAS DE IMAGEM Introdução ÍNDICE Boas práticas no dia a dia das clínicas de imagem A Importância de se estar conectado às tendências As melhores práticas no mercado de

Leia mais

Nos últimos anos, o setor de seguros brasileiro vem sofrendo uma. série de transformações. Algumas delas podem ser visualizadas na

Nos últimos anos, o setor de seguros brasileiro vem sofrendo uma. série de transformações. Algumas delas podem ser visualizadas na Visão das Seguradoras: Uma análise da distribuição de seguros no Brasil Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV), membro do Conselho Editorial da FUNENSEG, catedrático pela ANSP e sócio da empresa "Rating

Leia mais

Este documento provê informação atualizada, e simples de entender, para o empreendedor que precisa iniciar ou avaliar suas operações online.

Este documento provê informação atualizada, e simples de entender, para o empreendedor que precisa iniciar ou avaliar suas operações online. Os segredos dos negócios online A Internet comercial está no Brasil há menos de 14 anos. É muito pouco tempo. Nesses poucos anos ela já mudou nossas vidas de muitas maneiras. Do programa de televisão que

Leia mais

Estratégias para aumentar a rentabilidade. Indicadores importantes. Controle a produção. Reduza filas. Trabalhe com promoções.

Estratégias para aumentar a rentabilidade. Indicadores importantes. Controle a produção. Reduza filas. Trabalhe com promoções. Uma publicação: Estratégias para aumentar a rentabilidade 04 Indicadores importantes 06 Controle a produção 08 Reduza filas 09 Trabalhe com promoções 10 Conclusões 11 Introdução Dinheiro em caixa. Em qualquer

Leia mais

O que as empresas e profissionais devem fazer na crise!

O que as empresas e profissionais devem fazer na crise! O que as empresas e profissionais devem fazer na crise! Temos visto e vivido no Brasil um constante cenário de lamentações, reclamações, busca de culpados, busca de responsáveis e bodes expiatórios para

Leia mais

10º Estudo da Gestão de TI no Brasil

10º Estudo da Gestão de TI no Brasil www.pwc.com/br 10º Estudo da Gestão de TI no Brasil Sumário executivo Maio de 2011 PwC Índice Introdução Resultados Conclusão 3 5 11 1 1. Introdução A 10º edição do Estudo da Gestão de Tecnologia da

Leia mais

CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes

CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes Mais que implantação, o desafio é mudar a cultura da empresa para documentar todas as interações com o cliente e transformar essas informações em

Leia mais

Guia completo para o sucesso de sua loja de veículos: dicas de como ter sucesso e manter uma alta lucratividade neste segmento

Guia completo para o sucesso de sua loja de veículos: dicas de como ter sucesso e manter uma alta lucratividade neste segmento Guia completo para o sucesso de sua loja de veículos: dicas de como ter sucesso e manter uma alta lucratividade neste segmento Introdução Planejamento Divulgando sua loja Como fechar as vendas Nota Fiscal

Leia mais

Porque Educação Executiva Insper

Porque Educação Executiva Insper 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo atual exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Programa de Auto-Atendimento. Manual Etapa 4. Organizando e Administrando o Negócio

Programa de Auto-Atendimento. Manual Etapa 4. Organizando e Administrando o Negócio Programa de Auto-Atendimento Manual Etapa 4 Organizando e Administrando o Negócio Etapa 0 Acesso ao Programa. Etapa 1 Gerando Idéias de Negócio. Etapa 2 Verificando a Viabilidade do Negócio. Etapa 3 Formalizando

Leia mais

PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA

PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA SUMÁRIO DE PROJETOS WORKFLOW... 03 ALINHAMENTO ESTRATÉGICO... 04 IDENTIDADE CORPORATIVA... 04 GESTÃO DE COMPETÊNCIAS... 05 TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO... 05 REMUNERAÇÃO...

Leia mais

EXPECTATIVAS, GESTÃO E AÇÕES DOS EMPRESÁRIOS DO COMÉRCIO VAREJISTA PARA O NATAL DE 2013 MACAPÁ - 2013

EXPECTATIVAS, GESTÃO E AÇÕES DOS EMPRESÁRIOS DO COMÉRCIO VAREJISTA PARA O NATAL DE 2013 MACAPÁ - 2013 EXPECTATIVAS, GESTÃO E AÇÕES DOS EMPRESÁRIOS DO COMÉRCIO VAREJISTA PARA O NATAL DE 2013 MACAPÁ - 2013 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 POPULAÇÃO... 3 4 COLETA DE DADOS... 3 5 RESULTADOS... 4 Ilustração 1 -

Leia mais

2Avalie novos modelos de investimento. Otimize a estrutura de tecnologia disponível

2Avalie novos modelos de investimento. Otimize a estrutura de tecnologia disponível Crise? Como sua empresa lida com os desafios? Essa é a questão que está no ar em função das mudanças no cenário econômico mundial. A resposta a essa pergunta pode determinar quais serão as companhias mais

Leia mais

Caso de Sucesso. Campanhas Personalizadas de Precisão: Como garantir receita incremental melhorando a Experiência do Cliente. Cliente Apresentado:

Caso de Sucesso. Campanhas Personalizadas de Precisão: Como garantir receita incremental melhorando a Experiência do Cliente. Cliente Apresentado: Caso de Sucesso Campanhas Personalizadas de Precisão: Como garantir receita incremental melhorando a Experiência do Cliente Cliente Apresentado: COOP - Cooperativa de Consumo Quem são os clientes da COOP?

Leia mais

IDC TECHNOLOGY SPOTLIGHT

IDC TECHNOLOGY SPOTLIGHT IDC TECHNOLOGY SPOTLIGHT A importância da inovação em fornecedores de sistemas, serviços e soluções para criar ofertas holísticas Julho de 2014 Adaptado de Suporte a ambientes de datacenter: aplicando

Leia mais

COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR?

COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR? COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR? Descubra os benefícios que podem ser encontrados ao se adaptar as novas tendências de mercado ebook GRÁTIS Como o investimento em TI pode

Leia mais

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca Orientação ao mercado de trabalho para Jovens 1ª parte APRESENTAÇÃO Muitos dos jovens que estão perto de terminar o segundo grau estão lidando neste momento com duas questões muito importantes: a formação

Leia mais

Resumo Aula-tema 03: Fundamentos do Microempreendedorismo e Estrutura Patrimonial

Resumo Aula-tema 03: Fundamentos do Microempreendedorismo e Estrutura Patrimonial Resumo Aula-tema 03: Fundamentos do Microempreendedorismo e Estrutura Patrimonial Após traçadas as estratégias através da análise de mercado propiciada pelo plano de negócios - e se mesmo diante das dificuldades

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T05

Apresentação de Resultados 3T05 Apresentação de Resultados 3T05 Destaques Crescimento do Lucro Líquido foi de 316% no Terceiro Trimestre Crescimento da Receita no 3T05 A receita bruta foi maior em 71% (3T05x3T04) e 63% (9M05x9M04) Base

Leia mais

Faça mais, com menos: Como crescer em um mercado de trabalho desafiador

Faça mais, com menos: Como crescer em um mercado de trabalho desafiador Faça mais, com menos: Como crescer em um mercado de trabalho desafiador Investir em pessoal com um programa de gestão de desempenho permite que uma operação de abastecimento não só sobreviva, mas cresça

Leia mais

Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center

Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center O GrupoM8 utiliza o formato Norte-americano na administração e comercialização de sua

Leia mais

Como fazer um excelente atendimento: dicas indispensáveis para corretores de imóveis

Como fazer um excelente atendimento: dicas indispensáveis para corretores de imóveis Como fazer um excelente atendimento: dicas indispensáveis para corretores de imóveis Dados do Conselho Federal do Corretor de Imóveis (Cofeci) mostram que os corretores somavam 285 mil no Brasil em 2013

Leia mais

Você já comprou roupa pela internet? 1,5% INTERNET VAREJO PELA UMA ANÁLISE SOBRE AS VENDAS DE O VAREJO ON-LINE NO BRASIL

Você já comprou roupa pela internet? 1,5% INTERNET VAREJO PELA UMA ANÁLISE SOBRE AS VENDAS DE O VAREJO ON-LINE NO BRASIL UMA ANÁLISE SOBRE AS VENDAS DE VAREJO PELA INTERNET O VAREJO ON-LINE NO BRASIL Você já comprou roupa pela internet? Estatisticamente, é bastante improvável, pois apesar de as roupas liderarem as compras

Leia mais

Marketing de Conteúdo para iniciantes CONTENT STRATEGY

Marketing de Conteúdo para iniciantes CONTENT STRATEGY Marketing de Conteúdo para iniciantes CONTENT STRATEGY A Rock Content ajuda você a montar uma estratégia matadora de marketing de conteúdo para sua empresa. Nós possuimos uma rede de escritores altamente

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL

SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL 1. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL (SIG) Conjunto integrado de pessoas, procedimentos, banco de dados e dispositivos que suprem os gerentes e os tomadores

Leia mais