R E G I M E N T O I N T E R N O

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "R E G I M E N T O I N T E R N O"

Transcrição

1 C L U B E B O M T U R ( A D M I N I S T R A D O P O R B O M T U R V I A G E N S E T U R I S M O L T D A. ) R E G I M E N T O I N T E R N O Sumário I DENOMINAÇÃO, OBJETIVO E DISPOSIÇÕES PRELIMINARES... 2 II DA ADESÃO DOS USUÁRIOS Adesão do Usuário Aceitação do Regimento Interno... 3 III DOS USUÁRIOS Quem são Sucessão do Usuário... 3 IV DOS PLANOS DE TURISMO Definição Tipos de Plano de Turismo... 3 V DOS PLANOS DE HOSPEDAGEM Definição Saldo do Plano de Hospedagem Categorias de Planos de Hospedagem Grupos de Hotéis Direitos dos Usuários de Planos de Hospedagem Obrigações dos Usuários de Planos de Hospedagem... 8 VI DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Casos específicos Alterações no Regimento Interno Significado de termos... 9

2 C A P Í T U L O I D E N O M I N A Ç Ã O O B J E T I V O D I S P O S I Ç Õ E S P R E L I M I N A R E S BOMTUR VIAGENS E TURISMO LTDA, doravante denominada BOMTUR, criou, desenvolveu e mantém uma Rede de Fidelização de Turismo denominada CLUBE BOMTUR, que tem como objetivo reunir, por meio de Planos de Turismo, benefícios, produtos ou serviços oferecidos por diferentes empresas ligadas à indústria do turismo, doravante designados Parceiros. Os Planos de Turismo do CLUBE BOMTUR permitem que pessoas físicas ou jurídicas tornem-se Usuários e possam escolher e usufr uir os benefícios, produtos ou serviços oferecidos pelos Parceiros. Com vistas a dispor de locais para atender seu objetivo social, o CLUBE BOMTUR poderá montar escritórios com infraestrutura necessária, bem como efetivar contratos de locação, comodato, convênios ou franquias para benefício dos Usuários, com pessoas físicas ou jurídicas das diversas modalidades dos segmentos de hotelaria, transporte, lazer, turismo e afins, no Brasil e no Exterior. O presente Regimento Interno tem por finalidade estabelecer todas as regras e condições para participação dos Usuários no CLUBE BOMTUR. Os Usuários são responsáveis pelo conhecimento do inteiro teor deste Regimento Interno para decidir sobre sua adesão ao CLUBE BOMTUR, sendo certo que, ao realizar seu cadastr o, o Usuário irá aderir a todas as regras e condições aqui estipuladas. CAPÍTULO II DA ADESÃO DOS USUÁRIOS 2.1 Adesão do Usuário. Poderá aderir ao Plano de Turismo do CLUBE BOMTUR toda pessoa física ou jurídica que realizar seu cadastro de forma correta e completa, no site ou em qualquer outro canal informado e disponibilizado pelo CLUBE BOMTUR, com todos os dados requeridos, e for devidamente aprovada e autorizada pelo CLUBE BOMTUR a utilizar os benefícios, produtos ou serviços do Plano de Turismo, tornando-se assim um Usuário. O Usuário é o único responsável pela veracidade e integridade de todas as informações prestadas a o CLUBE BOMTUR, devendo manter atualizados seus dados cadastrais, especialmente, seu nome ou razão social, CPF ou CNPJ, , endereço, telefones para contato e dados para processamento das cobranças Durante a realização do cadastro, o Usuário é informado dos valores de adesão e mensalidade do Plano de Turismo escolhido, selecionando a forma de pagamento com os respectivos dados necessários, autorizando automaticamente o processamento das cobranças A admissão de Usuários pode ser precedida de sindicância sobre a vida social, inclusive em órgãos de proteç ão ao crédito e em fontes comerciais, para o que o candidato dará expressa anuência ao realizar sua adesão ao Plano de Turismo Caso o nome do candidato seja reprovado, as importâncias que já houver pago ser-lhe-ão devolvidas sem juros. 2

3 2.2 Aceitação do Regimento Interno. A adesão e participação do Usuário no CLUBE BOMTUR está sujeita aos termos e condições do presente Reg imento Interno, o qual será expressamente aceito pelo Usuário quando da efetivação do seu cadastro Caso o Usuário não concorde com os termos deste Reg imento Interno e, portanto, não o tenha aceitado, não será possível efetuar o seu cadastro, ficando vetada a sua adesão ao CLUBE BOMTUR Todos os dependentes ou indicados do Usuário que sejam beneficiados com seu Plano de Turismo devem igualmente obser var e cumprir todas as disposições deste Regimento Interno Esta versão do Regimento Interno substitui automaticamente quaisquer outras divulgadas anteriormente para todos os Usuários a partir da data de publicação e, a cada nova versão, o CLUBE BOMTUR comunicará os Usuários sobre a mudança. CAPÍTULO III DOS USUÁRIOS 3.1 Quem são. Os Usuários são pessoas físicas ou jurídicas, portadores de 1 (um) ou mais Planos de Turismo O candidato a Usuário deverá ser plenamente capaz para os atos da vida civil, comercial e gozar de bom conceito social e moral Os Usuários não respondem nem pessoal nem patrimonialmente pelas obrigações contraídas pelo CLUBE BOMTUR. 3.2 Sucessão do Usuário. Em caso de morte do Usuário, os sucessores serão os herdeiros definidos pelo Código Civil e assumirão automaticamente as obrigações, se houver, do antigo Usuário; mas só assumirão os direitos previstos no Plano de Turismo, se houver, caso desejem e, neste caso, o sucessor interessado deverá promover a transferência do Plano de Turismo em nome do de cujus e apresentá-la ao CLUBE BOMTUR com a anuência por escrito de todos os herdeiros para fins administrativos, nomeando -se o novo Usuário, ressalvados os critérios de transferência estabelecidos neste Regimento Interno. CAPÍTULO IV DOS PLANOS DE TURISMO 4.1 Definição. O Plano de Turismo do CLUBE BOMTUR é o meio pelo qual os Usuários adquirem o direito de utilização de benefícios, produtos ou serviços com o pagamento de uma adesão e, em seguida, de men salidades, tendo por finalidade fidelizar os Usuários, além de facilitar o planejamento e o pagamento dos benefícios oferecidos. 4.2 Tipos de Plano de Turismo. O CLUBE BOMTUR pode criar tipos de Planos de Turismo para cada um dos diversos benefícios, produtos ou serviços a fim de atender às diferentes necessidades dos Usuários A qualquer momento e sem a necessidade de aviso prévio, ao CLUBE BOMTUR é reservado o direito de lançar no vos tipos de Planos de Turismo com regras de uso específicas a serem publicadas neste Regimento Interno. 3

4 CAPÍTULO V DOS PLANOS DE HOSPEDAGEM 5.1 Definição. O Plano de Hospedagem do CLUBE BOMTUR é o meio pelo qual os Usuários adquirem o direito de utilização de diárias em hotéis e demais meios de hospedagem Parceiros com o pagamento de uma adesão e, em seguida, de mensalidades, tendo por finalidade fidelizar os Usuários, além de facilitar o planejamento e o pagamento dos benefícios oferecidos pelo Plano de Hospedagem. 5.2 Saldo de Plano de Hospedagem. O saldo de um determinado Plano de Hospedagem corresponde à quantidade de diárias disponíveis para uso em hotéis e demais meios de hospedagem Parceiros O valor do saldo poderá ser qualquer número múltiplo de 0, Categorias de Planos de Hospedagem. Há três categorias de Plano de Hospedagem: FÁCIL, MAIS e MEGA O Plano FÁCIL dá direito a 7 (sete) diárias por período anual de utilização em hotéis de tarifa econômica, doravante designados Grupo 1 (um) O Plano MAIS dá direito a 7 (sete) diár ias por período anual de utilização em hotéis de tarifa intermediária, doravante designados Grupo 2 (dois) O Plano MEGA dá direito a 7 (sete) diárias por período anual de utilização em hotéis de tarifa premium, doravante designados Grupo 3 (três) Todos os Usuários tem acesso a todos os hotéis, independentemente da tarifa, respeitada a regra do item 5. 4 Grupo de Hotéis deste Regimento Interno O CLUBE BOMTUR pode criar, alterar ou excluir, a qualquer momento, categorias de Plano de Hospedagem para melhor atender necessidades identificadas pelos Usuários, cabendo ao CLUBE BOMTUR comunicar quaisquer alterações. 5.4 Grupo de Hotéis. Os hotéis e demais estabelecimentos fornecedores de hospedagem Parceiros são classificados em gru pos, de acordo com o valor das suas tarifas, e tem por princípio proporcionar a utilização, por todos os Usuários, de qualquer hotel Parceiro O uso das diárias nos hotéis Parceiros pelo Plano de Hospedagem respeita o seguinte critério: (a) Os Usuários que se hospedam em hotéis de tarifas econômicas, ou seja, Hotéis de Grupo 1 (um), consomem uma diária do Plano de Hospedagem para c ada diária no hotel selecionado. (b) Os Usuários que se hospedam em hotéis de tarifas intermediárias, ou seja, Hotéis de Grupo 2 (dois), consomem duas diárias do Plano de Hospedagem para c ada diária no hotel selecionado. (c) Os Usuários que se hospedam em hotéis de tarifas premium, ou seja, Hotéis de Grupo 3 (três), consomem três diárias do Plano de Hospedagem para cada diária no hotel selecionado. 4

5 (d) Os demais grupos subsequentes, ou seja, 4 (quatro), 5 (cinco), etc. e/ou intermediários, isto é, 1,5 (um e meio), 2,5 (dois e meio), etc. seguem a mesma lógica O CLUBE BOMTUR pode criar, alterar ou excluir, a qualquer momento e sem necessidade de aviso prévio, outros GRUPOS de hotéis, tais como GRUPO 1,5 (um e meio), 2,5 (dois e meio), etc., os quais seguem a mesma lógica para melhor atendimento das necessidades dos Usuários A quantidade de diárias a que o Usuário tem direito em um determinado hotel Parceiro é o número inteiro obtido da divisão das diárias disponíveis no saldo de seu Plano de Hospedagem pelo Grupo do respectivo Hotel desejado. (a) Caso o saldo seja insuficiente, o Usuário poderá adquirir diárias excedentes ao Plano de Hospedagem cujas regras constam no item deste Regimento Interno As tarifas dos hotéis sofrem alterações periodicamente em função das correções monetárias, bem como dos períodos de alta e baixa ocupação e, portanto, os hotéis Parceiros podem variar de grupo a qualquer momento e sem a necessidade de aviso prévio. (a) No ato da solicitação da reserva, ou seja, antes da realização da hospedagem, o Usuário será informado do grupo do hotel selecionado no período desejado e a reserva só deverá ser confirmada com o seu consentimento. (b) No caso de reservas em hotéis no Exterior, a taxa de câmbio, que varia diariamente, interfere diretamente no valor final das tarifas em reais (R$), implicando mudanças no grupo dos hotéis e todas estas condições serão igualmente informadas ao Usuário antes da confirmação da reserva. 5.5 Direitos dos Usuários de Planos de Hospedagem. Os direitos dos Usuários de Planos de Hospedagem são os seguintes: As diárias a que os Planos de Hospedagem dão direito aos Usuários são em acomodação de categoria básica para duas pessoas. (a) O nome da categoria da acomodação básica varia de acordo com o Hotel Parceiro. (b) A inclusão do café da manhã, de meia pensão, de pensão completa ou de regime all inclusive no valor da diária é determinada pela política de cada hotel Parceiro e o Usuário será informado sobre esta condição antes da confirmação da reserva. (c) A política de gratuidade para crianças varia de acordo com a política de cada hotel Parceiro, podendo implicar pagamento de complementos e o Usuário será informado sobre esta s condições antes da confirmação da reserva Cada Usuário poderá adquirir, no máximo, 5 (cinco) Planos de Hospedagem, independentemente da categoria A utilização das diárias do Plano de Hospedagem será exercida pelos Usuários dentro do prazo previsto, em oportunidades em que sejam reservadas, no mínimo, 2 (duas) diárias, aproveitando a ociosidade de ocupação dos hotéis, para obter diár ias de custo baixo, distribuindo a fruição 5

6 entre os períodos de alta e baixa ocupação turística n os hotéis e demais meios de hospedagem Parceiros, nas principais cidades turísticas do país e do Exterior. (a) Para todos os efeitos aqui previstos, fica esta belecido que o período aquisitivo, doravante denominado período anual de utilização, compreende 12 (doze) mensalidades efetivamente pagas, iniciando-se no primeiro dia do mês em que for feito o pagamento da primeira mensalidade e completando-se no último dia do mês em que for feito o pagamento da décima segunda mensalidade. (b) O prazo de utilização das diárias adquiridas pelo Usuário de um determinado período anual de utilização é de 24 (vinte e quatro) meses e seu início coincide com o do período anual de utilização, observando que as diárias remanescentes de período anual de utilização vincendo e não utilizadas somente poderão ser usufruídas se o Plano de Hospedagem do Usuário estiver ativo. (c) Diárias não utilizadas remanescentes de um d eterminado período anual de utilização podem ser acumuladas com as do período seguinte desde que o Plano de Hospedagem esteja ativo. (d) Caso haja diárias remanescentes de um determinado período anual de utilização e o Usuário não deseje renovar o Plano de Hospedagem no período seguinte, elas devem ser utilizadas dentro do período anual de utilização em questão, pois, caso contrário, serão expiradas. (e) Para utilizar seus direitos, é absolutamente indispensável que o Usuário esteja em situação regular, notadamente n o que se refere à adimplência das mensalidades perante o CLUBE BOMTUR, respeitando os respectivos prazos para solicitação de reservas e utilização de outros serviços Os Usuários podem transferir a titularidade de seus Planos de Hospedagem para outras pessoas após o pagamento integral das mensalidades do período anual de utilização em curso e mediante prévia aprovação do adquirente pelo CLUBE BOMTUR. (a) Os Planos de Hospedagem só poderão ser transferidos mantendose os valores vigentes na data de sua transferência, que será o dia seguinte ao encerramento do período anual de utilização do transferente Quando o Usuário indicar como hóspede o nome de um terceiro, o pedido de reserva somente será processado se tratar-se de dependente em qualquer temporada do ano ou, no caso de pessoa não dependente, apenas na baixa temporada, ou seja, períodos não compreendidos na alta ocupação especificados no item 6.3 deste Regimento Interno. (a) Neste caso, a solicitação deverá ser formalizada pelo s meios indicados pelo CLUBE BOMTUR, respondendo o Usuário por todas as obrigações e deveres daí decorrentes. (b) São considerados dependentes do Usuário seu cônjuge, filhos, pais e irmãos, os quais precisam ser devidamente comprovados Os Usuários exercerão os direitos previstos no item deste Regimento Interno por meio do pedido de reserva de hospedagem, que deverá ser feito com antecedência mínima de 30 (trinta) dias a partir da entrada pretendida no hotel. 6

7 (a) Em caso de desistência d e reserva já confirmada, o Usuário deverá comunicar o CLUBE BOMTUR com antecipação mínima de 15 (quinze) dias na alta ocupação e 10 (dez) dias para os demais períodos, contados da data de entrada no hotel, sob pena de pagamento, pelo Usuário, de no-show, equivalente a uma diária na baixa ocupação e da reserva integral no caso de alta ocupação. (b) Em períodos de pacotes espec íficos (Réveillon, Carnaval, Semana Santa, feriados nacionais, eventos regionais, etc.), em que o no-show é irrevogável, conforme política de cada hotel Parceiro, uma vez confirmada a reserva, esta não poderá ser cancelada independentemente dos prazos previstos anteriormente, bem como não haverá reembolso de nenhum valor já pago pela reserva. (c) As reservas solicitadas para a fruição dos benefí cios em hotéis Parceiros que adotem pacotes específicos na alta ocupação, com preços diferenciados das tarifas acordo do CLUBE BOMTUR, somente serão confirmadas mediante o pagamento das respectivas diferenças pelo Usuário, as quais deverão ser quitadas dentro do prazo exigido pelos hotéis Parceiros, sob pena de cancelamento integral da reserva. (d) Reservas com solicitações es peciais, isto é, com mais de dua s pessoas na mesma acomodação ou com crianças sem gratuidade ou ainda em categorias de acomodaç ão diferenciadas, somente serão confirmadas mediante o pagamento dos respectivos complementos pelo Usuário, os quais deverão ser quitados com 21 (vinte e um) dias de antecedência da data de entrada no hotel, sob pena de cancelamento integral da reserva. (e) O crédito das diárias disponíveis poderá ser convertido em p acotes turísticos aprovados pelo CLUBE BOMTUR, desde que o Usuário já tenha quitado totalmente o período anual de utilização de seu Plano de Hospedagem, observando as regras estipuladas no item deste Regimento Interno. (f) O prazo mínimo de antecedência para revisão/alteração da reserva é de 21 (vinte e um) dias, contados a partir da data de início da hospedagem. (g) Em período de alta ocupação, o Usuário deve efetuar sua reserva com a maior antecedência possível, par a assegurar da melhor forma seu atendimento. (h) Os pedidos de reserva serão dirigidos diretamente ao CLUBE BOMTUR, devendo o Usuário incluir, no mínimo, três opções de hotéis e também indicar mais de uma data para o início da ho spedagem pretendida O Usuário poderá solicitar ao CLUBE BOMTUR a reativação do Plano de Hospedagem que tenha sido suspenso ou cancelado, por , fax ou por carta assinada, contendo os seguintes dados: nome completo ou razão social, CPF ou CNPJ, telefone(s) de contato, endereço, e dados para débito da mensalidade. (a) O Plano de Hospedagem suspenso, em decorrência de inadimplência, só poderá ser reativado após a quitação do respectivo débito Caso as diárias disponíveis no sald o do Plano de Hospedagem do Usuário sejam insuficientes para cobrir a hospedagem pretendida, o Usuário poderá adquirir d iárias excedentes, sendo que a reserva só ser á confirmada mediante o pagamento dos seus respectivos valores. (a) A compra de diárias excedentes só será aceita caso o hóspede seja o próprio Usuário ou seu dependente. 7

8 (b) O número de diárias excedentes se limitará a 6 (seis) diárias em hotéis de tarifas econômicas ou 3 (três) diárias em hotéis de tarifas intermediárias ou 2 (duas) diárias em hotéis de tarifas premium e, caso a quantidade necessária numa determinada reserva exceda este limite, o Usuário poderá adquirir novos Planos de Hospedagem para atendê -lo. (c) O valor das diárias excedentes será informado antes da confirmação da reserva pelo CLUBE BOMTUR e o pagamento deve ser feito até 21 (vinte e um) dias antes da data de entrada no hotel em períodos de baixa ocupação, pois, caso contrário, a reserva será automaticamente cancelada, sendo também aplicadas as regras das alíneas b e c do item Os Usuários podem sol icitar alteração da categoria de seu Plano de Hospedagem, mas a mudança só ocorrerá após a conclusão do respectivo período anual de utilização em curso. 5.6 Obrigações dos Usuários de Planos de Hospedagem. Os Usuários de Planos de Hospedagem possuem as seguintes obrigações: Após o pagamento integral da adesão, os Usuários pagarão mensalidades, que corresponderão à cobertura das diárias de cada período anual de utilização, bem como às despesas administrativas do CLUBE BOMTUR cujo valor será atualizado de acordo com a evolução dos preços médios das diárias dos hotéis Parceiros. (a) Os valores da adesão e da mensalidade pagos pelos Usuários, assim como a forma de pagamento e a condição de utilização do s benefícios, produtos ou serviços são definidos pelo CLUBE BOMTUR, podendo ser alterados a qualquer tempo. (b) Quando houver reajustes nos valores dos Planos de Hospedagem, o CLUBE BOMTUR comunicará todos os Usuários com a devida antecedência, antes da cobrança dos valores já atualizados. (c) Para utilizar seus direitos, é absolutamente indispensável que o Usuário esteja em situação regular, notadamente no que se refere à adimplência das mensalidades perante o CLUBE BOMTUR O pagamento da mensalidade após o vencimento sujeitará os Usuários à multa de 2% (dois por cento) sobre a importância devida, além de juros de 1% (um por cento) ao mês O não pagamento de três mensalidades consecutivas implicará suspensão do Plano de Hospedagem e, apó s conclusão do respectivo período anual de utilização, poderá ser cancelado, independente de notificação judicial ou extrajudicial, revertendo os valores pagos pelo Usuário em favor do patrimônio do CLUBE BOMTUR. (a) Os Planos de Hospedagem de Usuários poderão ser cancelados por quaisquer das partes, mediante manifestação escrita, desde que observado o prazo mínimo de 30 (trinta) dias após a manifestação de vontade ou po r descumprimento de quaisquer das normas deste Regimento Interno. (b) Se o cancelamento ocorrer por vontade do Usuário dur ante o período de pagamento da adesão, este não terá o direito à devolução de qualquer quantia. (c) Caso nenhuma quantia tenha sido paga, ficará o Usuário obrigado a pagar, a título de despesas operacionais, o equiv alente a uma mensalidade da categoria do Plano de Hospedagem adquirido. 8

9 5.6.4 O Usuário que utilizar diárias só poderá cancelar o Plano de Hospedagem mediante o pagamento total das 12 (doze) mensalidades referentes ao período anual de utilização já usufruíd o A falta de pagamento de uma ou mais mensal idades autoriza o CLUBE BOMTUR a sacar Letra(s) de C âmbio ou outros meios, correspondente(s) aos valores em atraso, para promover a cobrança via administrativa ou judicial na forma da legislação vigente, correndo todas as despesas e custas judiciais por conta do Usuário inadimplente, bem como as penalidades previstas no item deste Regimento Interno Os Usuários que agirem em desacordo com o previsto neste Regimento Interno ou que direta ou indiretamente afete o conceito e/ou o patrimônio do CLUBE BOMTUR, estarão sujeitos às seguintes penalidades: (a) Advertência por escrito. (b) Suspensão por período não inferior a dez dias e não superior a noventa dias, durante o qual o Usuário não poder á usufruir os direitos previstos neste Regimento Interno, sendo aplicada àquele que sofre r três advertências por escrito. (c) Exclusão da condição de Usuário, aplicável ao reincidente, após ter sofrido suspensão O Usuário deve apresentar o docum ento de autorização de hospedagem, doravante denominado voucher, no hotel reservado a fim de comprovar que a hospedagem será feita por intermédio do CLUBE BOMTUR, de acordo com as condições previstas neste documento. C A P Í T U L O V I D A S D I S P O S I Ç Õ E S G E R A I S 6.1 Casos específicos. Eventuais ocorrências não previstas neste normativo serão dirimidas por uma Comissão definida pelo CLUBE BOMTUR. 6.2 Alterações no Regimento Interno. O CLUBE BOMTUR reserva -se o direito de alterar o Regimento Interno a qualquer tempo sem aviso prévio e as novas versões substituirão automaticamente as anteriores. 6.3 Significado de termos. Para fins de comunicação entre o CLUBE BOMTUR, Usuários e Parceiros, seguem significados de alguns termos: (a) No-show : não comparecimento. (b) Alta ocupação : épocas em que a demand a na hotelaria é excessiva, como dezembro até o carnaval, semana santa, julho, eventos regionais de grande port e e demais feriados prolongados. (c) Baixa ocupação : épocas em que a demanda na hotelaria é menor, ou seja, todos os períodos não citados no item anterior. (d) Voucher : documento de autorização de hospedagem que deve ser apresentado ao hotel Parceiro no check-in. (e) (f) Check-in : ato de receber e registrar um cliente no hotel. Check-out : saída de cliente do hotel. 9

10 (g) Hotéis de Grupo 1 : Hotéis de tarifas econômicas. (h) Hotéis de Grupo 2 : Hotéis de tarifas intermediárias. (i) Hotéis de Grupo 3 : Hotéis de tarifas premium. (j) Tarifas premium: Aquelas superiores às tarifas econômicas e intermediárias. (k) Período aquisitivo : Período anual de utilização. (l) Plano ativo : aquele que está com o pagamento da mensalidade ininterrupto e em dia, ou seja, sem atrasos. (m) Plano suspenso : aquele que está com três ou mais mensalidades em atraso e provisoriamente sem direito de utilizaç ão. (n) Plano cancelado : aquele que foi cancelado por uma das partes e, por isso, está sem direito de utilização. Esta versão do Regimento Interno foi aprovada em 14 de fevereiro de 2014, em Brasília DF. BOMTUR VIAGENS E TURISMO LTDA. 10

REGULAMENTO DO PROGRAMA RESGATE DE MENSALIDADE DA ASTTTER

REGULAMENTO DO PROGRAMA RESGATE DE MENSALIDADE DA ASTTTER REGULAMENTO DO PROGRAMA RESGATE DE MENSALIDADE DA ASTTTER CLÁUSULA PRIMEIRA: OBJETIVO E VIGÊNCIA DO PROGRAMA 1.1. O programa previsto neste regulamento tem como objetivo conceder ao associado titular da

Leia mais

Contrato de Adesão CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO (STFC)

Contrato de Adesão CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO (STFC) Contrato de Adesão CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO (STFC) O texto deste Contrato foi submetido à aprovação da Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL, estando sujeito a

Leia mais

RESUMO DO ESTATUTO SOCIAL

RESUMO DO ESTATUTO SOCIAL RESUMO DO ESTATUTO SOCIAL Artigo 1º - A RDC - FÉRIAS, HOTÉIS E TURISMO, designada neste Estatuto Social também como clube, é uma associação sem fins econômicos e lucrativos, regida pelo presente Estatuto

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA ITAUCARD BUSINESS REWARDS

REGULAMENTO DO PROGRAMA ITAUCARD BUSINESS REWARDS REGULAMENTO DO PROGRAMA ITAUCARD BUSINESS REWARDS 1. DISPOSIÇÕES GERAIS a) Este Regulamento faz parte integrante do Contrato de Cartão de Crédito ( Contrato ) e regula as condições aplicáveis ao Programa

Leia mais

1.1.2. O Tarifário completo encontra-se, sempre, disponível em nossa Recepção.

1.1.2. O Tarifário completo encontra-se, sempre, disponível em nossa Recepção. Política de Reservas - Hotel Ponta do Morro 1. Do Tarifário 1.1.1. Nossas diárias possuem valores que variam de acordo com a época do ano, tipo de apartamento e quantidade de pessoas hospedadas. Variam

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO QUEM INDICA AMIGO É

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO QUEM INDICA AMIGO É REGULAMENTO DA PROMOÇÃO QUEM INDICA AMIGO É 1. DA REALIZADORA 1.1 Este instrumento tem como objetivo regulamentar as condições para participação dos Clientes Claro HDTV na Promoção Quem indica Amigo é,

Leia mais

CONTRATO DE INTERMEDIAÇÃO DE PROGRAMAS DE VIAGENS

CONTRATO DE INTERMEDIAÇÃO DE PROGRAMAS DE VIAGENS 1 CONTRATO DE INTERMEDIAÇÃO DE PROGRAMAS DE VIAGENS IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES O(a)Sr(a)., RG n.º, CPF, telefone(s),e-mail, endereço, Bairro,Cidade, Cep, de ora em diante denominado(a) simplesmente

Leia mais

Hotel Colônia AOJESP PACOTES Alta Temporada 2011/2012

Hotel Colônia AOJESP PACOTES Alta Temporada 2011/2012 Hotel Colônia AOJESP PACOTES Alta Temporada 2011/2012 PACOTE ENTRADA SAÍDA DIÁRIAS DEZEMBRO 30/11/2011 QUA 05/12/2011 SEG 5 07/12/2011 QUA 12/12/2011 SEG 5 14/12/2011 QUA 19/12/2011 SEG 5 NATAL 21, 22,

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO 7 DIAS DE INTERNET GRÁTIS CLARO CONTROLE

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO 7 DIAS DE INTERNET GRÁTIS CLARO CONTROLE REGULAMENTO DA PROMOÇÃO 7 DIAS DE INTERNET GRÁTIS CLARO CONTROLE O presente Regulamento tem por objeto regular as relações entre a CLARO e os participantes da Promoção 7 DIAS DE INTERNET GRÁTIS CLARO CONTROLE.

Leia mais

Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior

Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior REGULAMENTO DE ACÚMULO DE PONTOS NO PROGRAMA BRADESCO COM TRANSFERÊNCIA PARA O PROGRAMA FIDELIDADE

Leia mais

PROGRAMA DE CRÉDITO EDUCATIVO - INVESTCREDE REGULAMENTO

PROGRAMA DE CRÉDITO EDUCATIVO - INVESTCREDE REGULAMENTO PROGRAMA DE CRÉDITO EDUCATIVO - INVESTCREDE 1. DAS INFORMAÇÕES GERAIS REGULAMENTO 1.1 - O presente regulamento objetiva a concessão de Crédito Educativo para estudantes devidamente Matriculados nos cursos

Leia mais

Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior

Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior REGULAMENTO DE ACÚMULO DE PONTOS NO PROGRAMA BRADESCO COM TRANSFERÊNCIA PARA O PROGRAMA FIDELIDADE

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DE RESERVAS

REGULAMENTO GERAL DE RESERVAS REGULAMENTO GERAL DE RESERVAS A diretoria do Candeias Esporte, Lazer e Recreação usando das atribuições conferidas pelo Estatuto Social, (art. 91 alínea b), institui o presente "Regulamento Geral de Reservas",

Leia mais

TERMO DE USO SERVIÇO VIVO REDES SOCIAIS USSD

TERMO DE USO SERVIÇO VIVO REDES SOCIAIS USSD TERMO DE USO SERVIÇO VIVO REDES SOCIAIS USSD As disposições abaixo regulam a utilização do serviço Vivo Redes Sociais ( Serviço ), desenvolvido pela Myriad e ofertado pela TELEFÔNICA BRASIL S/A, doravante

Leia mais

1. Objetivo. 2. Elegíveis

1. Objetivo. 2. Elegíveis 1. Objetivo Estabelecer diretrizes, critérios e condições para a concessão de bolsa integral das mensalidades para cursar 1 (um) semestre, por meio de intercâmbio em uma das instituições de Ensino Superior

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PIC

CONDIÇÕES GERAIS DO PIC CONDIÇÕES GERAIS DO PIC I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: CIA ITAÚ DE CAPITALIZAÇÃO CNPJ: 23.025.711/0001-16 PIC - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.005217/2012-63 WEB-SITE:

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO CLARO SIM. O presente Regulamento tem por objeto regular as relações entre a CLARO e os participantes da PROMOÇÃO CLARO SIM

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO CLARO SIM. O presente Regulamento tem por objeto regular as relações entre a CLARO e os participantes da PROMOÇÃO CLARO SIM REGULAMENTO DA PROMOÇÃO CLARO SIM O presente Regulamento tem por objeto regular as relações entre a CLARO e os participantes da PROMOÇÃO CLARO SIM 1. Condições gerais 1.1. REALIZADORA: CLARO S/A, empresa

Leia mais

Resolvem, na melhor forma de direito, celebrar o presente Contrato de Mútuo ( Contrato ), de acordo com os seguintes termos e condições:

Resolvem, na melhor forma de direito, celebrar o presente Contrato de Mútuo ( Contrato ), de acordo com os seguintes termos e condições: CONTRATO DE MÚTUO Prelo presente instrumento particular, [O Estudante, pessoa física proponente de empréstimo com determinadas características ( Proposta )], identificado e assinado no presente contrato

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES DO PRODUTO REVISÃO PRÉ-PAGA ELITE

TERMOS E CONDIÇÕES DO PRODUTO REVISÃO PRÉ-PAGA ELITE TERMOS E CONDIÇÕES DO PRODUTO REVISÃO PRÉ-PAGA ELITE Pelo presente instrumento particular, de um lado, a BLUE MACAW GROUP LTDA., sociedade empresária limitada brasileira, legalmente constituída e existente,

Leia mais

8) Qual o papel da administradora?

8) Qual o papel da administradora? 1) Como funciona o consórcio? R= Consórcio é um sistema que reúne em grupo pessoas físicas e/ou jurídicas com interesse comum para compra de bens ou serviços, por meio de autofinanciamento, onde o valor

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP MULTISORTE PM24P I INFORMAÇÕES INICIAIS

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP MULTISORTE PM24P I INFORMAÇÕES INICIAIS CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP MULTISORTE PM24P I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRASILCAP CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 OUROCAP MULTISORTE PM24P - MODALIDADE: TRADICIONAL

Leia mais

PROGRAMA DE RECOMPENSA SICREDI EMPRESARIAL ANEXO AO CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DOS CARTÕES SICREDI EMPRESARIAL

PROGRAMA DE RECOMPENSA SICREDI EMPRESARIAL ANEXO AO CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DOS CARTÕES SICREDI EMPRESARIAL PROGRAMA DE RECOMPENSA SICREDI EMPRESARIAL ANEXO AO CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DOS CARTÕES SICREDI EMPRESARIAL 1. O Programa de Recompensa Sicredi Empresarial é um programa de incentivo ao uso do(s)

Leia mais

BB SEGURO CRÉDITO PROTEGIDO

BB SEGURO CRÉDITO PROTEGIDO BB SEGURO CRÉDITO PROTEGIDO Condições Particulares Processo SUSEP Nº 15414.003063/2009-70 0 ÍNDICES CONDIÇÕES PARTICULARES 1. OBJETO DO SEGURO 2 2. ESTIPULANTE 2 3. GRUPO SEGURÁVEL 2 4. GRUPO SEGURADO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO TC CASH 36

CONDIÇÕES GERAIS DO TC CASH 36 Página 1 de 7 CONDIÇÕES GERAIS DO TC CASH 36 I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: HSBC Empresa de Capitalização (Brasil) S.A. CNPJ: 33.425.075/0001-73 TC CASH 36 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO IBICAPITALIZAÇÃO MAIS

CONDIÇÕES GERAIS DO IBICAPITALIZAÇÃO MAIS CONDIÇÕES GERAIS DO IBICAPITALIZAÇÃO MAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 33.010.851/0001-74 PLANO PM 60/60 A - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP

Leia mais

REGULAMENTO DO FASCAR CLUB - PROGRAMA DE FIDELIDADE FASCAR

REGULAMENTO DO FASCAR CLUB - PROGRAMA DE FIDELIDADE FASCAR REGULAMENTO DO FASCAR CLUB - PROGRAMA DE FIDELIDADE FASCAR 1. OBJETO 1.1. O Programa Fidelidade FASCAR CLUB consiste em um Programa de relacionamento com clientes da FASCAR, denominação doravante de Indústria

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA CLUBE BRASIL ENTRETENIMENTOS

REGIMENTO INTERNO DA CLUBE BRASIL ENTRETENIMENTOS REGIMENTO INTERNO DA CLUBE BRASIL ENTRETENIMENTOS Das Disposições Preliminares Art. 1º Este Regimento Interno estabelece normas de relacionamento entre CLUBE BRASIL ENTRETENIMENTOS, seus associados, clientes

Leia mais

REGULAMENTO DE ACÚMULO DE MILHAS COM O CARTÃO DE CRÉDITO BRADESCO E TRANSFERÊNCIA PARA O PROGRAMA SMILES

REGULAMENTO DE ACÚMULO DE MILHAS COM O CARTÃO DE CRÉDITO BRADESCO E TRANSFERÊNCIA PARA O PROGRAMA SMILES REGULAMENTO DE ACÚMULO DE MILHAS COM O CARTÃO DE CRÉDITO BRADESCO E TRANSFERÊNCIA PARA O PROGRAMA SMILES 1. DO OBJETO 1.1. O objeto do presente regulamento consiste em estabelecer normas gerais para o

Leia mais

PROGRAMA DE RECOMPENSA SICREDI ANEXO AO CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DOS CARTÕES SICREDI

PROGRAMA DE RECOMPENSA SICREDI ANEXO AO CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DOS CARTÕES SICREDI PROGRAMA DE RECOMPENSA SICREDI ANEXO AO CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DOS CARTÕES SICREDI 1. O Programa de Recompensa Sicredi é um programa de incentivo ao uso do(s) CARTÃO(ÕES) Sicredi, administrado(s)

Leia mais

REGULAMENTO CLUBE DE RELACIONAMENTO DROGARIA CATARINENSE

REGULAMENTO CLUBE DE RELACIONAMENTO DROGARIA CATARINENSE REGULAMENTO CLUBE DE RELACIONAMENTO DROGARIA CATARINENSE 1. PROGRAMA DE RELACIONAMENTO 1.1. O presente instrumento tem por objetivo regulamentar a participação dos clientes da COMPANHIA LATINO AMERICANA

Leia mais

PP650V7 TRADICIONAL CONDIÇÕES GERAIS PROCESSO SUSEP Nº 15414.000663/2009-86 CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES GERAIS

PP650V7 TRADICIONAL CONDIÇÕES GERAIS PROCESSO SUSEP Nº 15414.000663/2009-86 CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES GERAIS CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES GERAIS II - GLOSSÁRIO PP650V7 TRADICIONAL CONDIÇÕES GERAIS PROCESSO SUSEP Nº 15414.000663/2009-86 SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ICATU HARTFORD CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 74.267.170/0001-73

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SORTE DIA&NOITE

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SORTE DIA&NOITE I INFORMAÇÕES INICIAIS CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SORTE DIA&NOITE SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO SORTE DIA&NOITE PLANO PM

Leia mais

Dados Pessoais ASSINATURA DO CLIENTE. Oi ATENDE: *144 do seu Oi ou 1057 de qualquer telefone fixo ou acesse www.oi.com.br

Dados Pessoais ASSINATURA DO CLIENTE. Oi ATENDE: *144 do seu Oi ou 1057 de qualquer telefone fixo ou acesse www.oi.com.br PROMOÇÃO VÁLIDA DE 14/09/2009 a 17/01/2010. Certificamos a sua adesão às ofertas NOVO CRÉDITO OI NOS CARTÕES VISA OU MASTERCARD E 15 MIL MINUTOS+TORPEDOS. A Oferta NOVO CRÉDITO OI NOS CARTÕES VISA OU MASTERCARD

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO INSTITUTO AYRTON SENNA

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO INSTITUTO AYRTON SENNA CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO INSTITUTO AYRTON SENNA I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO INSTITUTO AYRTON

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO AYRTON SENNA 50 ANOS

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO AYRTON SENNA 50 ANOS CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO AYRTON SENNA 50 ANOS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PLANO PM 48/48 D - MODALIDADE: TRADICIONAL

Leia mais

REGULAMENTO DO CONSUMIDOR PARA O PROGRAMA DE FIDELIDADE QUANTO MAIS DIÁRIAS MAIS PRÊMIOS

REGULAMENTO DO CONSUMIDOR PARA O PROGRAMA DE FIDELIDADE QUANTO MAIS DIÁRIAS MAIS PRÊMIOS REGULAMENTO DO CONSUMIDOR PARA O PROGRAMA DE FIDELIDADE QUANTO MAIS DIÁRIAS MAIS PRÊMIOS HPLUS ADMINISTRAÇÃO E HOTELARIA LTDA, empresa com sede na Cidade de Brasília, Distrito Federal, no Setor Comercial

Leia mais

CONTRATO DE HOSPEDAGEM E DESENVOLVIMENTO DE WEB SITE

CONTRATO DE HOSPEDAGEM E DESENVOLVIMENTO DE WEB SITE CONTRATO DE HOSPEDAGEM E DESENVOLVIMENTO DE WEB SITE PREAMBULO PARTES: CONTRATADA: SISTEMAS GERAIS DA INFORMAÇÃO inscrita no CNPJ sob nº 12.777.502/0001-02; doravante designada simplesmente CONTRATADA.

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO MÓVEL PESSOAL SMP - PRÉ- PAGO.

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO MÓVEL PESSOAL SMP - PRÉ- PAGO. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO MÓVEL PESSOAL SMP - PRÉ- PAGO. Confira as condições do contrato para prestação de serviços firmado entre você e a Oi Móvel S/A. (Oi), com sede em Setor Comercial Norte,

Leia mais

FACULDADE METODISTA GRANBERY GABINETE DA DIREÇÃO PORTARIA Nº 01/2015

FACULDADE METODISTA GRANBERY GABINETE DA DIREÇÃO PORTARIA Nº 01/2015 FACULDADE METODISTA GRANBERY GABINETE DA DIREÇÃO PORTARIA Nº 01/2015 Ementa: Altera e estabelece o Regulamento Financeiro para os cursos de graduação da Faculdade Metodista Granbery. O TESOUREIRO DO INSTITUTO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PREMIUM CASH

CONDIÇÕES GERAIS DO PREMIUM CASH CONDIÇÕES GERAIS DO PREMIUM CASH I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PREMIUM CASH PLANO PM 60/60 N - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE MENSAGEM BRADESCO

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE MENSAGEM BRADESCO REGULAMENTO DO SERVIÇO DE MENSAGEM BRADESCO O Banco Bradesco S.A., com sede na Cidade de Osasco, Estado de São Paulo, à Cidade de Deus, s/nº, inscrito no CNPJ sob o nº 60.746.948/0001/12, disponibilizará

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TRACKER GPS MOTO

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TRACKER GPS MOTO Página 1 de 8 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TRACKER GPS MOTO ET DO BRASIL LTDA., CNPJ: 02.927.956/0001-69, empresa com sede à Rua Federação Paulista de Futebol, 777, Várzea da Barra Funda, São Paulo/SP,

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PRIME

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PRIME CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PRIME I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO PRIME PLANO PM 48/48 P - MODALIDADE:

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES DE USO DOS PLANOS CLARO INTERNET PÓS PAGO

TERMOS E CONDIÇÕES DE USO DOS PLANOS CLARO INTERNET PÓS PAGO TERMOS E CONDIÇÕES DE USO DOS PLANOS CLARO INTERNET PÓS PAGO O presente Termo tem a finalidade de regular as relações entre a CLARO S.A., empresa autorizatária do Serviço Móvel Pessoal, inscrita no CNPJ/MF

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE HOSPEDAGEM DE "SITE"

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE HOSPEDAGEM DE SITE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE HOSPEDAGEM DE "SITE" De um lado, M&T Logística e Tecnologia Ltda, sediada na cidade de Belo Horizonte/MG na, denominada CONTRATADA e de outro lado, pessoa física ou

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA PARTNERS AGRINVEST

REGULAMENTO DO PROGRAMA PARTNERS AGRINVEST REGULAMENTO DO PROGRAMA PARTNERS AGRINVEST O PROGRAMA PARTNERS AGRINVEST ( Programa Partners ), desenvolvido pela empresa AGRINVEST COMMODITIES ( AGRINVEST ), inscrita no CNPJ sob o nº 06.348.158/0001-33,

Leia mais

Termos e Condições Adesão ao PROGRAMA SOMMA

Termos e Condições Adesão ao PROGRAMA SOMMA Termos e Condições Adesão ao PROGRAMA SOMMA 1. PROGRAMA SOMMA é um programa de acumulação de pontos, através do qual registra-se o consumo efetuado por cartão de crédito, cartão pré-pago ou cartão de fidelidade

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO Art. 1º Este documento, doravante denominado Regulamento de Empréstimo, estabelece os direitos e as obrigações da Boticário Prev, dos Participantes e Assistidos, para a concessão

Leia mais

2.4. Só será permitida uma única inscrição por participante (CPF), sendo que, em caso de duplicidade, uma das inscrições será cancelada.

2.4. Só será permitida uma única inscrição por participante (CPF), sendo que, em caso de duplicidade, uma das inscrições será cancelada. Regulamento: O presente regulamento estabelece os termos e as condições do Programa Club Red Brasil, bem como a concessão e utilização de créditos através de cartões de débito. Todos os participantes,

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SOS MATA ATLÂNTICA

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SOS MATA ATLÂNTICA CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SOS MATA ATLÂNTICA I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO SOS MATA ATLÂNTICA PLANO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP TORCIDA BRASIL

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP TORCIDA BRASIL CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP TORCIDA BRASIL I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Brasilcap Capitalização S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 OUROCAP TORCIDA BRASIL MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

1.2. Presenteador: pessoa física ou jurídica que adquire o FLOT TRAVEL CARD mediante a compra direta de carga de valor.

1.2. Presenteador: pessoa física ou jurídica que adquire o FLOT TRAVEL CARD mediante a compra direta de carga de valor. REGULAMENTO DO FLOT TRAVEL CARD FLOT OPERADORA TURÍSTICA LTDA., o Presenteador e o Presenteado do FLOT TRAVEL CARD, a primeira, na qualidade de prestadora de serviços de turismo, o segundo e o terceiro,

Leia mais

ENSINO PROFISSIONALIZANTE, IDIOMAS E PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS REGULAMENTO

ENSINO PROFISSIONALIZANTE, IDIOMAS E PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS REGULAMENTO ENSINO PROFISSIONALIZANTE, IDIOMAS E PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS REGULAMENTO 2014 Regulamento do Programa EDUCA MAIS BRASIL I DO PROGRAMA Art. 1.º - O Programa EDUCA MAIS BRASIL é um programa de INCLUSÃO

Leia mais

PDF created with pdffactory trial version www.pdffactory.com

PDF created with pdffactory trial version www.pdffactory.com REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DOS PLANOS DE ASSISTÊNCIA MÉDICO-HOSPITALAR E DE ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA CONTRATADOS PELA ASTCERJ A utilização dos Planos de Assistência Médico-Hospitalar e de Assistência Odontológica

Leia mais

I - EMITENTE II - INTERVENIENTE(S) / AVALISTA(S) III - CARACTERÍSTICAS DO(S) PRODUTO(S) MARCA MODELO ANO/MODELO COR COMBUSTÍVEL

I - EMITENTE II - INTERVENIENTE(S) / AVALISTA(S) III - CARACTERÍSTICAS DO(S) PRODUTO(S) MARCA MODELO ANO/MODELO COR COMBUSTÍVEL Nº DA CÉDULA CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO I - EMITENTE II - INTERVENIENTE(S) / AVALISTA(S) III - CARACTERÍSTICAS DO(S) (S) MARCA MODELO ANO/MODELO COR COMBUSTÍVEL RENAVAN CHASSI PLACA NOTA FISCAL (CASO VEÍCULO

Leia mais

Regulamento RDC Experience Primeira Vez. Regras da Promoção RDC Experience Primeira Vez

Regulamento RDC Experience Primeira Vez. Regras da Promoção RDC Experience Primeira Vez Regulamento RDC Experience Primeira Vez Aproveite todas as vantagens do Clube de Viagens RDC Férias e ainda antecipe sua primeira experiência de hospedagem como associado em um dos maravilhosos Hotéis

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO A PARTICIPANTE DO PLANO DE BENEFICIO CEBPREV.

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO A PARTICIPANTE DO PLANO DE BENEFICIO CEBPREV. REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO A PARTICIPANTE DO PLANO DE BENEFICIO CEBPREV. Sumário Capítulo I Da finalidade...1 Capítulo II - Dos contratantes...1 Capítulo III - Dos limites individuais...2 Capítulo IV -

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE EMAIL

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE EMAIL CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE EMAIL De um lado, M&T Logística e Tecnologia Ltda, sediada na cidade de Belo Horizonte/MG na, denominada CONTRATADA e de outro lado, pessoa física ou jurídica, neste denominada

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PM102T7 TRADICIONAL CNPJ: 74.267.170/0001-73 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº:

CONDIÇÕES GERAIS DO PM102T7 TRADICIONAL CNPJ: 74.267.170/0001-73 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: CONDIÇÕES GERAIS DO PM102T7 TRADICIONAL I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ICATU CAPITALIZAÇÃO S.A CNPJ: 74.267.170/0001-73 PM102T7 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: II GLOSSÁRIO

Leia mais

REGULAMENTO VALE-VIAGEM CVC

REGULAMENTO VALE-VIAGEM CVC REGULAMENTO VALE-VIAGEM CVC A CVC BRASIL OPERADORA E AGÊNCIA DE VIAGENS S/A, pessoa jurídica de direito privado inscrita no CNPJ nº. 10.760.260/0001-19, com sede na Rua das Figueiras, 501, 8º andar, Bairro

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO DIN DIN COPA SANTANDER LIBERTADORES

CONDIÇÕES GERAIS DO DIN DIN COPA SANTANDER LIBERTADORES CONDIÇÕES GERAIS DO DIN DIN COPA SANTANDER LIBERTADORES I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A CNPJ: 03.209.092/0001-02 Din Din Copa Santander Libertadores MODALIDADE:

Leia mais

TORPEDO INFO Termos e Condições de Uso

TORPEDO INFO Termos e Condições de Uso TORPEDO INFO Termos e Condições de Uso O presente documento tem por objetivo estabelecer os direitos e obrigações das partes contratantes na utilização pelo usuário, do serviço "TORPEDO INFO" via celular

Leia mais

Sumário Executivo do Contrato dos Cartões de Crédito Private Label Híbrido

Sumário Executivo do Contrato dos Cartões de Crédito Private Label Híbrido BANCO DO BRASIL S.A. Sumário Executivo do Contrato dos Cartões de Crédito Private Label Híbrido Conceito e Características do Cartão de Crédito O cartão de crédito Private Label Híbrido, de uso doméstico

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES DE USO PACOTE DE INTERNET DIÁRIO PRÉ PAGO

TERMOS E CONDIÇÕES DE USO PACOTE DE INTERNET DIÁRIO PRÉ PAGO TERMOS E CONDIÇÕES DE USO PACOTE DE INTERNET DIÁRIO PRÉ PAGO O presente Termo tem a finalidade de regular as relações entre a CLARO S.A., empresa autorizatária do Serviço Móvel Pessoal, inscrita no CNPJ/MF

Leia mais

REGULAMENTO. Art. 1º - O Programa de inclusão educacional BOLSAS EDUCAR tem os seguintes objetivos:

REGULAMENTO. Art. 1º - O Programa de inclusão educacional BOLSAS EDUCAR tem os seguintes objetivos: REGULAMENTO I DO PROGRAMA Art. 1º - O Programa de inclusão educacional BOLSAS EDUCAR tem os seguintes objetivos: I incentivar a aderência ao Programa de indivíduos que atendam aos requisitos exigidos neste

Leia mais

Central de Atendimento: (11) 3292-6100

Central de Atendimento: (11) 3292-6100 Manual das Normas para uso da Colônia de Férias do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Artefatos de Borracha, Pneumáticos e Afins da Grande São Paulo e Região Uma publicação do Sindicato dos

Leia mais

ICATU SEGUROS Condições Gerais Página 1

ICATU SEGUROS Condições Gerais Página 1 CONDIÇÕES GERAIS DO PU114P I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ICATU CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 74.267.170/0001-73 PLANO PU114P MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº: 15414.005166/2011-99II

Leia mais

CONTRATO ASSOCIATIVO QUE DEFINE DIRETRIZES PARA AS RELAÇÕES ENTRE ASSOCIADOS E ACIME

CONTRATO ASSOCIATIVO QUE DEFINE DIRETRIZES PARA AS RELAÇÕES ENTRE ASSOCIADOS E ACIME CONTRATO ASSOCIATIVO QUE DEFINE DIRETRIZES PARA AS RELAÇÕES ENTRE ASSOCIADOS E ACIME CLÁUSULA PRIMEIRA OBJETO Art. 1 Este Contrato Associativo destina-se a regular as relações entre a ACIME e seus Associados,

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS SUPERXCAP

CONDIÇÕES GERAIS SUPERXCAP CONDIÇÕES GERAIS SUPERXCAP Versão 2013 Processo SUSEP Nº: 15414.900275/2013-83 ÍNDICE I II III IV V VI VII VIII IX X XI XII XIII XIV INFORMAÇÕES INICIAIS........... Pág. 4 GLOSSÁRIO... Pág. 4 OBJETIVO...

Leia mais

Regulamento Programa de Relacionamento da Cartão BRB

Regulamento Programa de Relacionamento da Cartão BRB Regulamento Programa de Relacionamento da Cartão BRB 1. Condições Gerais Este instrumento tem como objetivo regulamentar a participação dos titulares dos cartões de crédito da Cartão BRB participantes

Leia mais

PM48 MPE. SITE NA INTERNET : www.brasilcap.com CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO

PM48 MPE. SITE NA INTERNET : www.brasilcap.com CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO PM48 MPE SITE NA INTERNET : www.brasilcap.com CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO Subscritor é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título, assumindo o compromisso de efetuar o pagamento na forma convencionada

Leia mais

REGULAMENTO CLUBE DE VANTAGENS NUTRIMASTER

REGULAMENTO CLUBE DE VANTAGENS NUTRIMASTER REGULAMENTO CLUBE DE VANTAGENS NUTRIMASTER 1. O Clube de Vantagens Nutrimaster é um programa que objetiva estreitar o relacionamento entre Nutrimaster e seus participantes, oferecendo benefícios e/ou vantagens

Leia mais

O BENEFICIÁRIO opta por aderir, juntamente com seus respectivos dependentes, ao Plano de Saúde:

O BENEFICIÁRIO opta por aderir, juntamente com seus respectivos dependentes, ao Plano de Saúde: ESTIPULANTE: VIVA ADMINISTRADORA DE BENEFÍCIOS, inscrita no CNPJ nº 12.149.094/0001-44, com sede à Rua Dom Jaime Câmara, 66, salas 603 e 604, Centro, Florianópolis (SC), SUB-ESTIPULANTE: SINDICATO DOS

Leia mais

SUPER CLIENTE SHOPPING DA BAHIA REGULAMENTO

SUPER CLIENTE SHOPPING DA BAHIA REGULAMENTO SUPER CLIENTE SHOPPING DA BAHIA REGULAMENTO 1. Cadastramento no Programa 1.1 O Super Cliente Shopping da Bahia é um programa que objetiva oferecer benefícios e vantagens aos seus participantes, clientes

Leia mais

CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO PLANO SUPER LIGAÇÃO 15 TARIFA ÚNICA TODO DIA TODA HORA

CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO PLANO SUPER LIGAÇÃO 15 TARIFA ÚNICA TODO DIA TODA HORA CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO PLANO SUPER LIGAÇÃO 15 TARIFA ÚNICA TODO DIA TODA HORA Por este instrumento, em que são partes: de um lado a TELEFÔNICA BRASIL S.A., concessionária do Serviço Telefônico

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO BÔNUS ANUIDADE CARTÕES MAKRO

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO BÔNUS ANUIDADE CARTÕES MAKRO REGULAMENTO DA PROMOÇÃO BÔNUS ANUIDADE CARTÕES MAKRO O BANCO BRADESCARD S.A., instituição financeira com sede com sede na Alameda Rio Negro nº 585 Bloco D 15º andar Alphaville Município de Barueri Estado

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO Tricap Empresarial Mensal TRADICIONAL

CONDIÇÕES GERAIS DO Tricap Empresarial Mensal TRADICIONAL CONDIÇÕES GERAIS DO Tricap Empresarial Mensal TRADICIONAL I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ICATU CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 74.267.170/0001-73 PM930T4 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE UNIVERSITÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO:

CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE UNIVERSITÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE UNIVERSITÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A CNPJ: 03.209.092/0001-02 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.001039/2009-04

Leia mais

REGULAMENTO PROMOÇÃO MULTINEGÓCIOS

REGULAMENTO PROMOÇÃO MULTINEGÓCIOS REGULAMENTO PROMOÇÃO MULTINEGÓCIOS Esta Promoção é realizada pela Telecomunicações de São Paulo S/A Telesp, com sede na Rua Martiniano de Carvalho, 851 - São Paulo - SP, inscrita no CNPJ sob o nº 02.558.157/0001-62

Leia mais

Regulamento da Promoção "Punta Cana All Inclusive" - Consórcio Iveco

Regulamento da Promoção Punta Cana All Inclusive - Consórcio Iveco Regulamento da Promoção "Punta Cana All Inclusive" - Consórcio Iveco A Promoção Punta Cana All Inclusive é uma ação realizada pelo Consórcio Iveco para os clientes que adquirirem, em todo território nacional,

Leia mais

Regulamento Programa de Relacionamento da Cartão BRB

Regulamento Programa de Relacionamento da Cartão BRB Regulamento Programa de Relacionamento da Cartão BRB 1. Condições Gerais Este instrumento tem como objetivo regulamentar a participação dos titulares dos cartões de crédito da Cartão BRB participantes

Leia mais

TERMO DE USO. I.1. Para efeito único e exclusivo do presente TERMO DE USO, deverão ser consideradas as seguintes definições:

TERMO DE USO. I.1. Para efeito único e exclusivo do presente TERMO DE USO, deverão ser consideradas as seguintes definições: TERMO DE USO As disposições abaixo regulam a utilização do serviço VIVO TORPEDO RECADO ( Serviço ), comercializado por TELEFONICA BRASIL S/A, inscrita no CNPJ sob o nº 02.558.157/0001-62, doravante denominadas

Leia mais

PROGRAMA DE RECOMPENSA MAIS VANTAGENS REGULAMENTO

PROGRAMA DE RECOMPENSA MAIS VANTAGENS REGULAMENTO PROGRAMA DE RECOMPENSA MAIS VANTAGENS REGULAMENTO O presente instrumento (a seguir, REGULAMENTO) disciplina o funcionamento do PROGRAMA DE RECOMPENSAS MAIS VANTAGENS (adiante PROGRAMA), gerido pela DMCARD

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO PACOTES TURBINADOS

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO PACOTES TURBINADOS REGULAMENTO DA PROMOÇÃO PACOTES TURBINADOS BRASIL TELECOM S.A., pessoa jurídica de direito privado, sociedade anônima inscrita no CNPJ sob n.º 76.535.764/0001-43, com sede e administração na cidade de

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO PLURI NOVOS PACOTES

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO PLURI NOVOS PACOTES REGULAMENTO DA PROMOÇÃO PLURI NOVOS PACOTES 1. Das Partes do Objeto e do Prazo da Promoção: BRASIL TELECOM S.A., prestadora do serviço de telecomunicações denominado STFC - Serviço Telefônico Fixo Comutado

Leia mais

CG DA MODALIDADE TRADICIONAL PU CONDIÇÕES GERAIS DA ZURICHCAP TRADICIONAL PU 01

CG DA MODALIDADE TRADICIONAL PU CONDIÇÕES GERAIS DA ZURICHCAP TRADICIONAL PU 01 CONDIÇÕES GERAIS DA ZURICHCAP TRADICIONAL PU 01 I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ZURICH BRASIL CAPITALIZAÇÃO S/A. CNPJ: 17.266.009/0001-41 ZURICHCAP TRADICIONAL PU 01 MODALIDADE: TRADICIONAL

Leia mais

1.3. A adesão ao Programa de Relacionamento implica na aceitação total das condições e normas descritas no presente Regulamento.

1.3. A adesão ao Programa de Relacionamento implica na aceitação total das condições e normas descritas no presente Regulamento. REGULAMENTO OI MAIS Condições Gerais 1.1.A Telemar Norte Leste ( Telemar ) inscrita no CNPJ/MF sob o nº 33.000.118/0001-79, com sede na Rua General Polidoro, nº 99, Botafogo, na Cidade e Estado do Rio

Leia mais

SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA

SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA Veja como funciona, como contratar, quais os seus direitos e como reclamar no caso de problemas. COMO FUNCIONA A transmissão pode ser via cabo, satélite ou microonda, sendo

Leia mais

ALTERAÇÕES DA MINUTA REVISADA EM MARÇO/2011

ALTERAÇÕES DA MINUTA REVISADA EM MARÇO/2011 CONTROLE DE VERSÃO EILD PADRÃO BRASIL TELECOM S.A. ALTERAÇÕES DA MINUTA REVISADA EM MARÇO/2011 1. Alterações realizadas no corpo do contrato: Alteradas as qualificações da CONTRATADA e CONTRATANTE O Anexo

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS. Pagamento Cota de sorteio % Cota de carregamento % Cota de Capitalização % 1º ao 3º 5,336% 59,464% 35,20%

CONDIÇÕES GERAIS. Pagamento Cota de sorteio % Cota de carregamento % Cota de Capitalização % 1º ao 3º 5,336% 59,464% 35,20% CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO Subscritor é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título, assumindo o compromisso de efetuar o pagamento na forma convencionada nestas Condições Gerais. Titular

Leia mais

REGULAMENTO OFERTAS LIGADO EXCLUSIVO PARA AS CIDADES UBERLÂNDIA E UBERABA

REGULAMENTO OFERTAS LIGADO EXCLUSIVO PARA AS CIDADES UBERLÂNDIA E UBERABA REGULAMENTO OFERTAS LIGADO EXCLUSIVO PARA AS CIDADES UBERLÂNDIA E UBERABA 1. OBJETIVO: o presente regulamento tem por objetivo estabelecer a relação entre as empresas Companhia de Telecomunicações do Brasil

Leia mais

I INFORMAÇÕES INICIAIS II - GLOSSÁRIO

I INFORMAÇÕES INICIAIS II - GLOSSÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: INVEST CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 93.202.448/0001-79 (NOME FANTASIA DO PRODUTO): INVESTCAP TRAD-PU 03 (12M) MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.900283/2013-20

Leia mais

Regulamento Oferta Banda Larga Popular Mais

Regulamento Oferta Banda Larga Popular Mais TELEMAR NORTE LESTE S/A, com sede na cidade e estado do Rio de Janeiro, na Rua do Lavradio, n 71 Centro, inscrita no CNPJ sob o n 33.000.118/0001-79, TELEMAR INTERNET LTDA, com sede na cidade e estado

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO APLICATIVO CONTROLY E DO CARTÃO CONTROLY

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO APLICATIVO CONTROLY E DO CARTÃO CONTROLY TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO APLICATIVO CONTROLY E DO CARTÃO CONTROLY Os presentes termos e condições gerais de uso (os Termos de Uso ) definem os direitos e obrigações aplicáveis aos usuários do

Leia mais

REGULAMENTO. Presenteador: É a pessoa física ou jurídica que adquire o VALE-VIAGEM CVC, mediante a compra direta de cargas de valores.

REGULAMENTO. Presenteador: É a pessoa física ou jurídica que adquire o VALE-VIAGEM CVC, mediante a compra direta de cargas de valores. REGULAMENTO A CVC BRASIL OPERADORA E AGÊNCIA DE VIAGENS S.A., o Presenteador e o Presenteado do VALE-VIAGEM CVC, a primeira, na qualidade de prestadora de serviços de turismo, e o segundo, aderindo às

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO - APLUBCAP TRADICIONAL 16 MODALIDADE TRADICIONAL - PAGAMENTO ÚNICO

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO - APLUBCAP TRADICIONAL 16 MODALIDADE TRADICIONAL - PAGAMENTO ÚNICO TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO - APLUBCAP TRADICIONAL 16 MODALIDADE TRADICIONAL - PAGAMENTO ÚNICO CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 88.076.302/0001-94

Leia mais

CONTRATO DE ASSINATURA, CESSÃO DE DIREITO DE USO, LICENÇA DE USO DE SOFTWARE E OUTRAS AVENÇAS.

CONTRATO DE ASSINATURA, CESSÃO DE DIREITO DE USO, LICENÇA DE USO DE SOFTWARE E OUTRAS AVENÇAS. CONTRATO DE ASSINATURA, CESSÃO DE DIREITO DE USO, LICENÇA DE USO DE SOFTWARE E OUTRAS AVENÇAS. MÓDULO SISTEMAS DE GESTÃO LTDA, com sede na cidade de Ribeirão Preto, Estado de São Paulo, na Rua Amapá, 309

Leia mais

POLÍTICA DE CRÉDITO E DE EMPRÉSTIMO OUTUBRO D E

POLÍTICA DE CRÉDITO E DE EMPRÉSTIMO OUTUBRO D E POLÍÍTIICA DE CRÉDIITO E DE EMPRÉSTIIMO OUTUBRO D E 2 0 0 9 COOPERATIVA DE ECONOMIA E CRÉDITO MÚTUO DOS FUNCIONÁRIOS DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRETOS - COOPERFEB POLÍTICA DE CRÉDITO E DE EMPRÉSTIMO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO REALCAP MEGA SONHOS. (Empresa Incorporadora da Real Capitalização S.A. desde 30/09/2009)

CONDIÇÕES GERAIS DO REALCAP MEGA SONHOS. (Empresa Incorporadora da Real Capitalização S.A. desde 30/09/2009) CONDIÇÕES GERAIS DO REALCAP MEGA SONHOS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A (Empresa Incorporadora da Real Capitalização S.A. desde 30/09/2009) CNPJ: 03.209.092/0001-02

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO NA MODALIDADE LOCAL PLANOS DE SERVIÇO CLARO FIXO.

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO NA MODALIDADE LOCAL PLANOS DE SERVIÇO CLARO FIXO. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO NA MODALIDADE LOCAL PLANOS DE SERVIÇO CLARO FIXO. Objeto O objeto do presente Contrato é a prestação, pela EMBRATEL, do Serviço Telefônico Fixo

Leia mais