Integrar competências para construir o conhecimento gerando trabalho e renda

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Integrar competências para construir o conhecimento gerando trabalho e renda"

Transcrição

1 Integrar competências para construir o conhecimento gerando trabalho e renda Martina Mohr Bióloga, Mestre em Genética Centro Universitário Ritter dos Reis Resumo: O projeto Design de produtos ambientalmente responsáveis: gerando renda e cidadania, continuidade do trabalho realizado em 2009 sob o título Geração de renda com ética, técnica e estética, busca construir oportunidades de trabalho e geração de renda direcionadas a pessoas em situação de vulnerabilidade social. Neste ano, além do convênio com a ONG Maria Mulher Organização de Mulheres Negras, o projeto passou a contar com a parceria do Banco de Vestuários da Fundação Gaúcha dos Bancos Sociais da FIERGS. É desta instituição que provêm os resíduos têxteis selecionados e utilizados no projeto, cujo principal objetivo é conceber e desenvolver jogos didáticopedagógicos destinados à Educação Infantil e aos Anos Iniciais do Ensino Fundamental. Modulares e versáteis, os materiais permitem sua utilização em diferentes níveis de escolaridade, nas mais diversas áreas do conhecimento, sob uma perspectiva interdisciplinar. Na produção destes jogos estão sendo utilizados, além de técnicas de costura, processos serigráficos e de aplicação manual de carimbos, que estão sendo socializados com as comunidades envolvidas visando a produção em pequena escala e sua posterior comercialização. 1 Brincadeiras, jogos e a construção do conhecimento Brincar é uma atividade essencial ao desenvolvimento humano. Brincando e jogando, as crianças interagem e estabelecem relações, elaboram regras, definem estratégias e constroem o conhecimento. Brincar e jogar deve, por estas razões, fazer parte do cotidiano de todas as salas de aula, desde o princípio. Entretanto, e tendo em vista a ausência de melhores opções, muitos professores de Educação Infantil e de Ensino Fundamental acabam por produzir seus próprios materiais didáticos. Os jogos lúdico-pedagógicos desenvolvidos pelo projeto de extensão Design de produtos ambientalmente responsáveis: gerando renda e cidadania buscam suprir esta lacuna, ao considerar inadequadas as práticas que buscam enquadrar as atividades desenvolvidas na escola aos recursos existentes no mercado. De forma inversa, acreditamos que são os materiais que devam ser adaptados às necessidades das salas de aula. Figura 1 - Jogo de Memória Adinkra (Foto: Martina Mohr)

2 2 Jogos com resíduos têxteis O primeiro jogo criado pelo grupo, chamado Memória Adinkra 1 (figura 1), surgiu a partir de experiências visando o reaproveitamento de retalhos têxteis do estoque do Banco de Vestuários. Foram utilizados, para estes testes, quatro dos cinco modelos de carimbos (quadro 1) confeccionados artesanalmente para a produção das bolsas da V SEPesq (figuras 2 e 3). Figura 2 Carimbos (Foto: Martina Mohr) Figura 3 Aplicação dos carimbos (Foto: Martina Mohr) Vinte e quatro pares de peças quadradas, com 9 cm de lado, foram manufaturados utilizando sobras de algodão cru e retalhos de couro sintético preto (figura 4). As imagens foram impressas manualmente em seis diferentes cores. Existem várias formas de utilizar o jogo de memória Adinkra, É possível considerar desde as regras tradicionais de jogos desta natureza (figuras 5 a 7) até sua utilização de maneira alternativa, explorando isoladamente as peças apenas para trabalhar com questões como formas geométricas e cores. As 1 Adinkra é um conjunto ideográfico originário dos povos de Gana, na África Ocidental. Tradicionalmente estampado em tecidos, se constitui em um antigo sistema africano de escrita.

3 demandas, determinadas pelas necessidades de professores e estudantes, em suas salas de aula, permitem estabelecer níveis crescentes de complexidade para as atividades, conforme exemplifica o quadro 2. Figura 4 Retalhos de couro sintético do Banco de Vestuários (Foto: Martina Mohr) Quadro 1 Símbolos Adinkra e seus significados De uma forma inovadora, a versatilidade do jogo permite sua exploração diferenciada inclusive no que diz respeito à organização das peças conquistadas durante o jogo. É o que pode ser visualizado no exemplo das figuras 8 e 9, onde as próprias crianças estabeleceram formas de organização das peças segundo critérios de cor e desenho, classificando-as em colunas e linhas específicas. A partir de propostas como esta, novas regras podem ser incorporadas aos jogos, e os objetivos podem ser ampliados a fim de permitir a incorporação de novos desafios, como o de obter todas as peças de uma mesma cor ou todos os desenhos de um mesmo tipo, por exemplo. Cada um destes objetivos pode trazer um acréscimo de pontos à contagem final do jogo.

4 1 Figuras 5, 6 e 7 Crianças jogando Memória Adinkra (Fotos: Martina Mohr) Quadro 2 Opções de utilização do jogo de memória

5 Figuras 8 e 9 Formas de classificação das peças conquistadas (Fotos: Martina Mohr) A fim de proporcionar novas alternativas de materiais lúdicopedagógicos, cinco novos jogos estão em fase final de prototipagem (figuras 10 a 12). jogo do alfabeto: fase 1, contendo 52 peças; jogo das quantidades: fase 1 (representação de numerais 1 a 10), contendo 20 peças; jogo das quantidades: fase 2 (números arábicos 0 a 10), contendo 22 peças; jogo de memória Adinkra imagens e significados, contendo 40 peças, e novo jogo de memória Adinkra - imagens e cores (fase 2), contendo múltiplos de 20 peças Figura 10 Detalhe de peças do jogo de memória Adinkra: imagens e significados

6 Figura 11 Visão geral das peças do jogo de memória Adinkra: imagens e significados Todos os materiais são resistentes e laváveis. Por esta razão, apresentam durabilidade bastante superior aos tradicionais jogos de papelão disponíveis comercialmente. Além disso, a escolha dos temas está orientada por critérios pedagógicos, e propõe a abordagem de novos contextos sócioculturais, como é o caso da temática afro-brasileira 2, obrigatória nos currículos de ensino fundamental e médio. 3 Processos de produção e geração de trabalho e renda Figura 12 Exemplo de vetorização de imagem por meio de programas gráficos 2 Conforme lei nº , de 10 março de 2008

7 Visando o aprendizado das técnicas de produção destes materiais didáticos, estão em curso atividades de capacitação com integrantes das comunidades envolvidas no projeto. Nesta fase inicial, algumas etapas do processo produtivo se constituem em serviços terceirizados, como é o caso da serigrafia de imagens mais complexas e textos existentes nos novos jogos, bem como a produção dos carimbos em polímero EVA (etil vinil acetato). Esta escolha está relacionada à necessidade de obtenção de produtos com alta qualidade estética e excelente acabamento, pois o fato de serem produzidos artesanalmente não significa que os materiais devam ser privados de tais requisitos. Todos os processos manuais demandam a existência de gabaritos (de corte, de carimbagem, de costura, etc.), para que todas as peças fiquem iguais em tamanho e as imagens sejam estampadas perfeitamente centralizadas. O preço de venda dos jogos, ao consumidor final, terá como base os valores de mercado de materiais industrializados, priorizando principalmente uma adequada remuneração de mão-de-obra. A diminuição dos custos com matérias-primas através do uso de excedentes de produção de origem gratuita, como é o caso dos resíduos têxteis disponíveis no Banco de Vestuários, servirá para compensar o acréscimo de trabalho e de tempo na adequação dos mesmos, já que o corte de cada peça necessita, muitas vezes, ser realizada de forma individual e unitária. Posteriormente, existe a previsão de incorporar novas técnicas de produção e novos equipamentos que visem facilitar e agilizar o processo produtivo. Referências Nascimento, Elisa Larkin; Gá, Luiz Carlos (org.) Adinkra: sabedoria em símbolos africanos. Rio de Janeiro: Pallas, p.

Metamorfose: fragmentos têxteis em prol da cidadania e do meio-ambiente

Metamorfose: fragmentos têxteis em prol da cidadania e do meio-ambiente Metamorfose: fragmentos têxteis em prol da cidadania e do meio-ambiente Tatiana Laschuk Mestre Centro Universitário Ritter dos Reis tlaschuk@gmail.com Resumo O projeto Metamorfose: fragmentos têxteis em

Leia mais

FUNDAÇÃO OSWALDO ARANHA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VOLTA REDONDA-RJ PROGRAMA DE MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E DO MEIO AMBIENTE

FUNDAÇÃO OSWALDO ARANHA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VOLTA REDONDA-RJ PROGRAMA DE MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E DO MEIO AMBIENTE FUNDAÇÃO OSWALDO ARANHA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VOLTA REDONDA-RJ PROGRAMA DE MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E DO MEIO AMBIENTE MANUAL DE ELABORAÇÃO DO KIT-CIDADÃO MARGARET GERARDO

Leia mais

Projeto Retraço Novo

Projeto Retraço Novo Projeto Retraço Novo Mostra Local de: Londrina Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Ateliê Bianca Baggio. Cidade: londrina Contato:

Leia mais

AULA 05. Profª Matilde Flório EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM PARA EDUCAÇÃO ÉTNICO-RACIAL PMSP-DOT- 2008

AULA 05. Profª Matilde Flório EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM PARA EDUCAÇÃO ÉTNICO-RACIAL PMSP-DOT- 2008 AULA 05 Profª Matilde Flório EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM PARA EDUCAÇÃO ÉTNICO-RACIAL PMSP-DOT- 2008 FÁBRICA DE IDÉIAS PEDAGÓGICAS CONCURSO PMSP FUND II 2011 (em parceria com a APROFEM e o Jornal dos Concursos)

Leia mais

Didática Para o ensino do Sistema Braille, de português e de cálculos em braille para videntes e deficientes visuais.

Didática Para o ensino do Sistema Braille, de português e de cálculos em braille para videntes e deficientes visuais. Catálogo de produtos Orçamentos e pedidos pelo e-mail: vendas@tece.com.br Ou pelo telefone: (19) 3524-8347 Produtos: Communicare: Comunicação em latim diz-se Communicare, que significa pôr em comum, conviver.

Leia mais

DCN DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS

DCN DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS DCN DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS 01. Diretrizes Curriculares Nacionais são o conjunto de definições doutrinárias sobre princípios, fundamentos e procedimentos na Educação Básica, expressas pela Câmara

Leia mais

A MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL 3ª EDIÇÃO. MarneiLuisMandler 1 (Coordenador da Ação de Extensão)

A MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL 3ª EDIÇÃO. MarneiLuisMandler 1 (Coordenador da Ação de Extensão) A MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL 3ª EDIÇÃO Área Temática: Educação MarneiLuisMandler 1 (Coordenador da Ação de Extensão) MarneiLuisMandler 1 Tatiana Comiotto Menestrina 2 Joana Steil Alves 3 Andressa

Leia mais

MODA. HABILITAÇÃO: Bacharelado em Moda - habilitação em modelagem e desenvolvimento de produto. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos

MODA. HABILITAÇÃO: Bacharelado em Moda - habilitação em modelagem e desenvolvimento de produto. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos MODA 1. TURNO: Noturno HABILITAÇÃO: Bacharelado em Moda - habilitação em modelagem e desenvolvimento de produto GRAU ACADÊMICO: Bacharel em Moda PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos Máximo = 7 anos 2.

Leia mais

CONCEPÇÕES MATEMÁTICA APRESENTADAS POR PROFESSORES DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA

CONCEPÇÕES MATEMÁTICA APRESENTADAS POR PROFESSORES DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA CONCEPÇÕES MATEMÁTICA APRESENTADAS POR PROFESSORES DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA Jacqueline Oliveira de Melo Gomes Faculdade de Formação de Professores da Mata Sul / FAMASUL-PE jacomgomes@yahoo.com.br

Leia mais

Ficha Técnica do Produto Aplicada ao Processo Produtivo do Vestuário Lucas da Rosa 1

Ficha Técnica do Produto Aplicada ao Processo Produtivo do Vestuário Lucas da Rosa 1 1 Ficha Técnica do Produto Aplicada ao Processo Produtivo do Vestuário Lucas da Rosa 1 Nas empresas existe uma estrutura específica que planeja, programa e controla as estratégias relativas à produção,

Leia mais

TÍTULO: AFRO-EDUCAÇÃO: DESAFIOS PARA A SUPERAÇÃO DO RACISMO NAS ESCOLAS A PARTIR DA IMPLEMENTAÇÃO DA LEI N. 10.639/03.

TÍTULO: AFRO-EDUCAÇÃO: DESAFIOS PARA A SUPERAÇÃO DO RACISMO NAS ESCOLAS A PARTIR DA IMPLEMENTAÇÃO DA LEI N. 10.639/03. TÍTULO: AFRO-EDUCAÇÃO: DESAFIOS PARA A SUPERAÇÃO DO RACISMO NAS ESCOLAS A PARTIR DA IMPLEMENTAÇÃO DA LEI N. 10.639/03. CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: LETRAS INSTITUIÇÃO:

Leia mais

PLANEJAMENTO NA EDUCAÇÃO INFANTIL: UMA CONSTRUÇÃO COLETIVA.

PLANEJAMENTO NA EDUCAÇÃO INFANTIL: UMA CONSTRUÇÃO COLETIVA. PLANEJAMENTO NA EDUCAÇÃO INFANTIL: UMA CONSTRUÇÃO COLETIVA. OLIVEIRA 1, Jordânia Amorim da Silva. SOUSA 2, Nádia Jane de. TARGINO 3, Fábio. RESUMO Este trabalho apresenta resultados parciais do projeto

Leia mais

PROJETO DAS FACULDADES MAGSUL 2013

PROJETO DAS FACULDADES MAGSUL 2013 Pedagogia: Aut. Dec. nº 93110 de 13/08/86 / Reconhecido Port. Nº 717 de 21/12/89/ Renovação Rec. Port. nº 3.648 de 17/10/2005 Educação Física: Aut. Port. nº 766 de 31/05/00 / Rec. Port. nº 3.755 de 24/10/05

Leia mais

ALFABETIZAÇÃO: CONSTRUINDO ALTERNATIVAS COM JOGOS PEDAGÓGICOS

ALFABETIZAÇÃO: CONSTRUINDO ALTERNATIVAS COM JOGOS PEDAGÓGICOS ALFABETIZAÇÃO: CONSTRUINDO ALTERNATIVAS COM JOGOS PEDAGÓGICOS Karoline Kahl Acadêmica do Curso de Letras/Português da UFSC Maria Elza de Oliveira Lima Professora do Colégio de Aplicação da UFSC (Coordenadora)

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.638, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.638, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.638, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE GEOGEBRA NA CONSTRUÇÃO DO VESTUÁRIO

UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE GEOGEBRA NA CONSTRUÇÃO DO VESTUÁRIO UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE GEOGEBRA NA CONSTRUÇÃO DO VESTUÁRIO Erodíades Daboit Possamai¹ Resumo: Este trabalho visa mostrar as tecnologias na indústria do vestuário e a função dos profissionais responsáveis

Leia mais

Como adquirir os materiais didáticos do Moderna.Compartilha

Como adquirir os materiais didáticos do Moderna.Compartilha Como adquirir os materiais didáticos do Moderna.Compartilha MODERNA.COMPARTILHA: INTEGRAR TECNOLOGIA E CONTEÚDOS A FAVOR DO APRENDIZADO. Os alunos deste século estão conectados com novas ideias, novas

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL

DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO - FNDE PROINFÂNCIA BAHIA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - UFBA FACULDADE DE EDUCAÇÃO - FACED DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A

Leia mais

NIAS/FESP - Núcleo Interdisciplinar de Ação Social da FESP Projeto Amar. Camilla Silva Machado Graciano Coordenadora do NIAS/FESP

NIAS/FESP - Núcleo Interdisciplinar de Ação Social da FESP Projeto Amar. Camilla Silva Machado Graciano Coordenadora do NIAS/FESP NIAS/FESP - Núcleo Interdisciplinar de Ação Social da FESP Projeto Amar Camilla Silva Machado Graciano Coordenadora do NIAS/FESP Mestre em Serviço Social pela Faculdade de História, Direito e Serviço Social/UNESP

Leia mais

O BRINCAR, A BRINCADEIRA, O JOGO, A ATIVIDADE LÚDICA E A PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL

O BRINCAR, A BRINCADEIRA, O JOGO, A ATIVIDADE LÚDICA E A PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL O BRINCAR, A BRINCADEIRA, O JOGO, A ATIVIDADE LÚDICA E A PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL Josiane Lima Zanata (Seduc) josianezanata@hotmail.com Ivani Souza Mello (UFMT) ivanimello1@hotmail.com

Leia mais

JOGOS DIDÁTICOS: ORIENTANDO SOBRE O USO DE DROGAS

JOGOS DIDÁTICOS: ORIENTANDO SOBRE O USO DE DROGAS JOGOS DIDÁTICOS: ORIENTANDO SOBRE O USO DE DROGAS Geicielem Alves Duarte¹; Simone Ceccon²; Daniella Schluchting Silva³; UFGD/FCBA- Caixa Postal 322, 79825-480 Dourados MS; E-mail: geiceduarte94@gmail.com.

Leia mais

SALAS INTERATIVAS E AÇÕES COMUNITÁRIAS: EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM TERRÁ INDÍGENA

SALAS INTERATIVAS E AÇÕES COMUNITÁRIAS: EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM TERRÁ INDÍGENA SALAS INTERATIVAS E AÇÕES COMUNITÁRIAS: EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM TERRÁ INDÍGENA Leilane Oliveira Chaves Graduanda em Geografia Universidade Federal do Ceará - UFC, Brasil E-mail: leilane_chaves@hotmail.com

Leia mais

A MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL (2ª EDIÇÃO) Tatiana Comiotto Menestrina 1 (Coordenadora da Ação de Extensão)

A MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL (2ª EDIÇÃO) Tatiana Comiotto Menestrina 1 (Coordenadora da Ação de Extensão) A MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL (2ª EDIÇÃO) Área Temática: Educação Tatiana Comiotto Menestrina 1 (Coordenadora da Ação de Extensão) Pamela Paola Leonardo 2 Marnei Luis Mandler 3 Palavras-chave: Matemática,

Leia mais

JOGO DIDÁTICO COMO AUXILIAR PARA O APRENDIZADO EM QUÍMICA

JOGO DIDÁTICO COMO AUXILIAR PARA O APRENDIZADO EM QUÍMICA JOGO DIDÁTICO COMO AUXILIAR PARA O APRENDIZADO EM QUÍMICA SAIDELLES, Ana Paula Fleig¹*; CRUZ, Litiele Cezar da²; KIRCHNER, Rosane Maria³; PIVOTTO, Otávio Lavarda²; SANTOS, Douglas Silva dos²; SANTOS, Nara

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA Nº 1/2013-PREAE - ANEXO II: Vagas/informações básicas sobre as Ações de Extensão

CHAMADA PÚBLICA Nº 1/2013-PREAE - ANEXO II: Vagas/informações básicas sobre as Ações de Extensão CPTL - Ione da Silva Cunha Nogueira - Docente (ionescn@hotmail.com) ÉTICA, DESENVOLVIMENTO MORAL E RELAÇÃO PROFESSOR-ALUNO NA COMPREENSÃO DA (IN)DISCIPLINA NA SALA DE AULA LICENCIATURAS Dentre os diversos

Leia mais

Ludicidade. Contextualização. Pedagogia. Como Ensinar por Meio da Brincadeira? Instrumentalização. Teleaula 2

Ludicidade. Contextualização. Pedagogia. Como Ensinar por Meio da Brincadeira? Instrumentalização. Teleaula 2 Ludicidade Teleaula 2 Prof. Me. Marcos Ruiz da Silva tutoriapedagogia@grupouninter.com.br Contextualização Pedagogia Como Ensinar por Meio da Brincadeira? Compreender que o lúdico está presente no cotidiano

Leia mais

EVASÃO ESCOLAR: UMA EXPRESSÃO DA QUESTÃO SOCIAL NO CONTEXTO DA ESCOLA 1

EVASÃO ESCOLAR: UMA EXPRESSÃO DA QUESTÃO SOCIAL NO CONTEXTO DA ESCOLA 1 EVASÃO ESCOLAR: UMA EXPRESSÃO DA QUESTÃO SOCIAL NO CONTEXTO DA ESCOLA 1 KAEFER, Carin Otília 2 ; LEAL, Francine Ziegler 3. 1 Resultado de projeto de extensão do Curso de Serviço Social da UNIFRA. 2 Orientadora/

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR FUNÇÃO: Recuperação / Reabilitação SUBFUNÇÃO OU COMPONENTE CURRICULAR:

Leia mais

Ação Orçamentária - Padronizada Setorial 14U2 - Implantação, Instalação e Modernização de Espaços e Equipamentos Culturais

Ação Orçamentária - Padronizada Setorial 14U2 - Implantação, Instalação e Modernização de Espaços e Equipamentos Culturais Momento do Tipo de Temático Macrodesafio Fortalecer a cidadania Eixo Desenvolvimento Social e Erradicação da Miséria Valor de Referência para Individualização de Projetos em Iniciativas Esferas Fiscal

Leia mais

AFRICAMOS: PENSAR E VIVER AFRICANIDADES PARA E COM AS CRIANÇAS EM CONTEXTOS COLETIVOS DE EDUCAÇÃO E CUIDADO

AFRICAMOS: PENSAR E VIVER AFRICANIDADES PARA E COM AS CRIANÇAS EM CONTEXTOS COLETIVOS DE EDUCAÇÃO E CUIDADO AFRICAMOS: PENSAR E VIVER AFRICANIDADES PARA E COM AS CRIANÇAS EM CONTEXTOS COLETIVOS DE EDUCAÇÃO E CUIDADO Área Temática: Educação Coordenador: Adilson de Angelo 1 Autoras: Neli Góes Ribeiro Laise dos

Leia mais

EDITAL. I Prêmio UNIFEG Sustentabilidade e Meio Ambiente. Edição 2009: Prof. Moacyr Costa Ferreira

EDITAL. I Prêmio UNIFEG Sustentabilidade e Meio Ambiente. Edição 2009: Prof. Moacyr Costa Ferreira EDITAL I Prêmio UNIFEG Sustentabilidade e Meio Ambiente Edição 2009: Prof. Moacyr Costa Ferreira I DO CONCURSO: Os cursos de graduação em Ciências Biológicas, Engenharia de Produção e Qualidade e Química

Leia mais

PORTAL EDUCACIONAL CLICKIDEIA. Ensino Fundamental (séries finais)

PORTAL EDUCACIONAL CLICKIDEIA. Ensino Fundamental (séries finais) PORTAL EDUCACIONAL CLICKIDEIA Ensino Fundamental (séries finais) O Clickideia é um portal educacional (www.clickideia.com.br), desenvolvido com o apoio do CNPq e da UNICAMP, que apresenta conteúdos didáticos

Leia mais

Diretrizes: 1. Cumprir as metas do Compromisso Todos Pela Educação- TPE

Diretrizes: 1. Cumprir as metas do Compromisso Todos Pela Educação- TPE IV. CÂMARA TEMÁTICA DA EDUCACÃO, CULTURA E DESPORTOS Diretrizes: 1. Cumprir as metas do Compromisso Todos Pela Educação- TPE Meta 1 Toda criança e jovem de 4 a 17 anos na escola; Meta 2 Até 2010, 80% e,

Leia mais

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013 Relatório Despertar 2013 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

Curso: Pedagogia ( 1 ª Licenciatura) I Bloco. Fundamentos Epistemológicos de Pedagogia 60 horas

Curso: Pedagogia ( 1 ª Licenciatura) I Bloco. Fundamentos Epistemológicos de Pedagogia 60 horas Curso: Pedagogia ( 1 ª Licenciatura) I Bloco Fundamentos Epistemológicos de Pedagogia 60 horas Metodologia Científica 60 horas História da Educação 60 horas Sociologia da Educação I 60 horas Filosofia

Leia mais

ANEXO I PLANO DE TRABALHO (ORÇAMENTO BÁSICO) PREFEITURA MUNICIPAL DE IPAUMIRIM/CE SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

ANEXO I PLANO DE TRABALHO (ORÇAMENTO BÁSICO) PREFEITURA MUNICIPAL DE IPAUMIRIM/CE SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO ANEXO I PLANO DE TRABALHO (ORÇAMENTO BÁSICO) PREFEITURA MUNICIPAL DE IPAUMIRIM/CE SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS DAS CRECHES E DA EDUCAÇÃO INFANTIL INTRODUÇÃO Conforme garante

Leia mais

Faculdade de Engenharia

Faculdade de Engenharia Manual de Estágio Faculdade de Engenharia Faculdade de Engenharia Ano de 2015 ÍNDICE O que é Estágio 3 Tipos de Estágio 3 Como Oficializar seu Estágio 4 Relatório de Acompanhamento de Estágio 4 Termo de

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) 2015 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) 2015 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA 1 CURSO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) 2015 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INVESTIGAÇÃO DA PRÁTICA DOCENTE I... 4 02 LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTO... 4 03 PROFISSIONALIDADE DOCENTE... 4 04 RESPONSABILIDADE

Leia mais

Jambo! Uma Manhã com os Bichos da África

Jambo! Uma Manhã com os Bichos da África elaboração: PROF. DR. JOSÉ NICOLAU GREGORIN FILHO Jambo! Uma Manhã com os Bichos da África escrito por & ilustrado por Rogério de A. Barbosa Eduardo Engel Os Projetos de Leitura: concepção Buscando o oferecimento

Leia mais

EIXO VI VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO: FORMAÇÃO, REMUNERAÇÃO, CARREIRA E CONDIÇÕES DE TRABALHO

EIXO VI VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO: FORMAÇÃO, REMUNERAÇÃO, CARREIRA E CONDIÇÕES DE TRABALHO VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO: FORMAÇÃO, REMUNERAÇÃO, CARREIRA E CONDIÇÕES DE TRABALHO PROPOSIÇÕES ESTRATÉGIAS E RESPONSABILIDADE* UNIÃO DF ESTADOS MUNICÍPIOS 1. Profissionais da educação:

Leia mais

informações em documentos.

informações em documentos. C O L É G I O L A S A L L E EducaçãoInfantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Guarani, 2000- Fone (045) 3252-1336 - Fax (045) 3379-5822 http://www.lasalle.edu.br/toledo/ DISCIPLINA: PROFESSOR(A): E-MAIL:

Leia mais

ALTERAÇÕES NA LDB E REGULAMENTAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

ALTERAÇÕES NA LDB E REGULAMENTAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL ALTERAÇÕES NA LDB E REGULAMENTAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL Encontro Nacional da Uncme Outubro/2013 (arquivo da Creche Carochinha) Secretaria de Educação Básica CONCEPÇÃO DE EDUCAÇÃO INFANTIL A Educação Infantil

Leia mais

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO BOLSAS E ACESSÓRIOS

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO BOLSAS E ACESSÓRIOS OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO BOLSAS E ACESSÓRIOS 2009 SEBRAE-DF Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser fotocopiada,

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DE BRINCAR: oficina fazendo meu brinquedo sustentável no Projeto Rondon, Operação Canudos/2013

A IMPORTÂNCIA DE BRINCAR: oficina fazendo meu brinquedo sustentável no Projeto Rondon, Operação Canudos/2013 5ª Jornada Científica e Tecnológica e 2º Simpósio de Pós-Graduação do IFSULDEMINAS 06 a 09 de novembro de 2013, Inconfidentes/MG A IMPORTÂNCIA DE BRINCAR: oficina fazendo meu brinquedo sustentável no Projeto

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS. Regulamento - Núcleo de Apoio Fiscal e Contábil NAF

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS. Regulamento - Núcleo de Apoio Fiscal e Contábil NAF CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Regulamento - Núcleo de Apoio Fiscal e Contábil NAF Art. 1º. A Faculdade Cenecista de Bento Gonçalves - FACEBG entende que a Educação Superior além de profissionalizar deve

Leia mais

ANEXO E: EMENTÁRIO DO CURRÍCULO 13

ANEXO E: EMENTÁRIO DO CURRÍCULO 13 ANEXO E: EMENTÁRIO DO CURRÍCULO 13 I CICLO DE ESTUDOS INTERDISCIPLINARES (1º e 2º semestres): FUNDAMENTOS DA FORMAÇÃO DO PEDAGOGO EMENTÁRIO: O I Ciclo do Curso de Pedagogia do UniRitter desenvolve os fundamentos

Leia mais

Primeiro escritório de inclusão social da América Latina

Primeiro escritório de inclusão social da América Latina Primeiro escritório de inclusão social da América Latina 18 de setembro Nós do Centro: mais uma ação para a comunidade do Grupo Orsa O Grupo Orsa, por meio da Fundação Orsa, inaugura um espaço inovador

Leia mais

Estudos da Natureza na Educação Infantil

Estudos da Natureza na Educação Infantil Estudos da Natureza na Educação Infantil Referenciais Curriculares Nacionais da Educação Infantil (RCNEI) parte 3 Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com 2015

Leia mais

SENAI, SUA CONQUISTA PROFISSIONAL

SENAI, SUA CONQUISTA PROFISSIONAL MADEIRA/MOBILIÁRIO SENAI-RR SENAI-RR SENAI, SUA CONQUISTA PROFISSIONAL ORGANIZAÇÃO CURRICULAR DOS CURSOS Catálogo de Cursos 1. TÍTULO DESENHISTA DE MÓVEIS CBO 3184-25 Preparar profissionais para realizar

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL. De acordo a LDB 9394/96 o Ensino Fundamental, juntamente com a Educação Infantil e o Ensino Médio, compõe a Educação básica.

ENSINO FUNDAMENTAL. De acordo a LDB 9394/96 o Ensino Fundamental, juntamente com a Educação Infantil e o Ensino Médio, compõe a Educação básica. ENSINO FUNDAMENTAL De acordo a LDB 9394/96 o Ensino Fundamental, juntamente com a Educação Infantil e o Ensino Médio, compõe a Educação básica. Art. 32 "o Ensino Fundamental, com duração mínima de oito

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL JOSÉ EVARISTO COSTA RELATO DE EXPERIÊNCIA. Autora: Bia Villela. Professoras: Maria Cristina Santos de Campos. Período: Três semanas.

ESCOLA MUNICIPAL JOSÉ EVARISTO COSTA RELATO DE EXPERIÊNCIA. Autora: Bia Villela. Professoras: Maria Cristina Santos de Campos. Período: Três semanas. ESCOLA MUNICIPAL JOSÉ EVARISTO COSTA RELATO DE EXPERIÊNCIA Sequência Didática I Era uma vez um gato xadrez... Autora: Bia Villela. Professoras: Maria Cristina Santos de Campos. Silvana Bento de Melo Couto.

Leia mais

DESIGN. 1. TURNO: Noturno GRAU ACADÊMICO: Bacharelado. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos

DESIGN. 1. TURNO: Noturno GRAU ACADÊMICO: Bacharelado. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos DESIGN 1. TURNO: Noturno GRAU ACADÊMICO: Bacharelado HABILITAÇÃO: Projeto do Produto PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos Máximo = 7 anos 2. OBJETIVO/PERFIL DO PROFISSIONAL A SER FORMADO Objetivo: Proporcionar

Leia mais

DISCIPLINAS CURRICULARES (PCN) INFORMÁTICA PRODUÇÃO DE MATERIAL

DISCIPLINAS CURRICULARES (PCN) INFORMÁTICA PRODUÇÃO DE MATERIAL A nossa meta é envolver alunos e professores num processo de capacitação no uso de ferramentas tecnológicas. Para isto, mostraremos ao professor como trabalhar as suas disciplinas (matemática, português,

Leia mais

SABERES ADQUIRIDOS NO PIBID (PROGRAMA INSTUCIONAL DE BOLSA INICIAÇÃO À DOCÊNCIA) PARA O SUCESSO PROFISSIONAL.

SABERES ADQUIRIDOS NO PIBID (PROGRAMA INSTUCIONAL DE BOLSA INICIAÇÃO À DOCÊNCIA) PARA O SUCESSO PROFISSIONAL. SABERES ADQUIRIDOS NO PIBID (PROGRAMA INSTUCIONAL DE BOLSA INICIAÇÃO À DOCÊNCIA) PARA O SUCESSO PROFISSIONAL. TayaraCrystina P. Benigno, UERN; tayara_bbg@hotmail.com Emerson Carlos da Silva, UERN; emersoncarlos90@hotmail.com

Leia mais

ASSISTENTE DE PLANEJAMENTO E CONTROLE DE PRODUÇÃO

ASSISTENTE DE PLANEJAMENTO E CONTROLE DE PRODUÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL CÂMPUS CANOAS PROJETO PEDAGÓGICO CURSO FIC PRONATEC Canoas

Leia mais

CADASTRAMENTO DE PROJETOS DE EXTENSÃO

CADASTRAMENTO DE PROJETOS DE EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO CÂMPUS MORRINHOS CADASTRAMENTO DE PROJETOS DE

Leia mais

Manual do Estágio de Ciências Econômicas Grade Curricular 2009/2

Manual do Estágio de Ciências Econômicas Grade Curricular 2009/2 Faculdade de Economia da FAAP Manual do Estágio de Ciências Econômicas Grade Curricular 2009/2 São Paulo 2015 1 Índice O que é Estágio 3 Tipos de Estágio 3 Como Oficializar seu Estágio 3 Relatório de Acompanhamento

Leia mais

Educação Infantil. Projeto Griô: Contador de Histórias PRIMEIRO LUGAR

Educação Infantil. Projeto Griô: Contador de Histórias PRIMEIRO LUGAR Projeto Griô: Contador de Histórias Ofó: Forças trás-formadoras dos caminhos das Histórias e culturas afro-brasileiras e africanas. A ESCOLA Escola Creche Vovô Zezinho Salvador, BA A Professora PRIMEIRO

Leia mais

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2010.2

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2010.2 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL Fase: 1ª Carga Horária: 30 h/a Prática: 30 h/a Créditos: 4 A biologia educacional e os fundamentos da educação. As bases biológicas do crescimento e desenvolvimento humano. A dimensão

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADADE LITORAL NORTE/OSÓRIO GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA - LICENCIATURA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADADE LITORAL NORTE/OSÓRIO GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA - LICENCIATURA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADADE LITORAL NORTE/OSÓRIO GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA - LICENCIATURA CLAINES KREMER GENISELE OLIVEIRA EDUCAÇÃO AMBIENTAL: POR UMA PERSPECTIVA DE RELAÇÕES ENTRE

Leia mais

SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL: SENSIBILIZANDO ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL

SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL: SENSIBILIZANDO ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL: SENSIBILIZANDO ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL Paloma Rodrigues Cunha¹, Larissa Costa Pereira¹, Luã Carvalho Resplandes², Renata Fonseca Bezerra³, Francisco Cleiton da Rocha 4

Leia mais

BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR DA EDUCAÇÃO INFANTIL

BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR DA EDUCAÇÃO INFANTIL BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR DA EDUCAÇÃO INFANTIL 1988 CONSTITUIÇÃO FEDERAL ANTECEDENTES Art. 210. Serão fixados conteúdos mínimos para o ensino fundamental, de maneira a assegurar formação básica comum

Leia mais

3 a 5. 6 a 10. 11 a 14. Faixa Etária Prevista. Etapa de Ensino. Duração. Educação Infantil. anos. Ensino Fundamental: Anos Iniciais. 5 anos.

3 a 5. 6 a 10. 11 a 14. Faixa Etária Prevista. Etapa de Ensino. Duração. Educação Infantil. anos. Ensino Fundamental: Anos Iniciais. 5 anos. Etapa de Ensino Faixa Etária Prevista Duração Educação Infantil 3 a 5 anos Ensino Fundamental: Anos Iniciais 6 a 10 anos 5 anos Ensino Fundamental: Anos Finais 11 a 14 anos 4 anos EDUCAÇÃO INFANTIL EDUCAÇÃO

Leia mais

Catálogo de Produtos. www.designpossivel.org

Catálogo de Produtos. www.designpossivel.org 201111 Catálogo de Produtos www.designpossivel.org 1 SUMÁRIO Linha Replastic p.5 Linha Papelaria Artesanal p.33 Linha Camisetas Homizeta p. 43 Linha Embalagens Papelar p.55 Informações sobre os parceiros

Leia mais

O PROGRAMA ASSISTÊNCIA SÓCIO-JURÍDICA E OS DIREITOS DO IDOSO

O PROGRAMA ASSISTÊNCIA SÓCIO-JURÍDICA E OS DIREITOS DO IDOSO O PROGRAMA ASSISTÊNCIA SÓCIO-JURÍDICA E OS DIREITOS DO IDOSO Maria Salete da Silva Josiane dos Santos O Programa Assistência Sócio-Jurídica, extensão do Departamento de Serviço Social, funciona no Núcleo

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) 2012 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL... 4 02 INVESTIGAÇÃO PEDAGÓGICA: DIVERSIDADE CULTURAL NA APRENDIZAGEM... 4 03 METODOLOGIA CIENTÍFICA...

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSORES SUBSTITUTOS EDITAL

PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSORES SUBSTITUTOS EDITAL EDUCAÇÃO INFANTIL 01) Tomando como base a bibliografia atual da área, assinale a alternativa que destaca CORRE- TAMENTE os principais eixos de trabalho articuladores do cotidiano pedagógico nas Instituições

Leia mais

O PIBID NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES: CONTRIBUIÇOES E AÇÕES DO PIBID PARA FORMAÇÃO INICIAL DOS BOLSISTAS.

O PIBID NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES: CONTRIBUIÇOES E AÇÕES DO PIBID PARA FORMAÇÃO INICIAL DOS BOLSISTAS. O PIBID NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES: CONTRIBUIÇOES E AÇÕES DO PIBID PARA FORMAÇÃO INICIAL DOS BOLSISTAS. 1 Marcos Antonio de Sousa Rodrigues Bolsista/ PIBID/ UESPI 2 Sara Juliana Lima Ferreira Bolsista/

Leia mais

Trabalhando Matemática: percepções contemporâneas

Trabalhando Matemática: percepções contemporâneas FORMAÇÃO CONTINUADA EM BRAILLE VISANDO À EDUCACAO INCLUSIVA NA SALA DE AULA DE MATEMÁTICA GT 08 - Formação de Professores e Educação Matemática (FPM) RESUMO Neste relato apresenta-se o curso de Braille-Módulo

Leia mais

Informações Gerais. O que é Water Transfer Printing?

Informações Gerais. O que é Water Transfer Printing? Informações Gerais Provedora de soluções para o processo de Water Transfer Printing a PROJFIX está no mercado com o objetivo de trazer qualidade para o segmento no Brasil, comercializando produtos de alto

Leia mais

BRINCAR E APRENDER: A IMPORTÂNCIA DO BRINCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL

BRINCAR E APRENDER: A IMPORTÂNCIA DO BRINCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL BRINCAR E APRENDER: A IMPORTÂNCIA DO BRINCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL GEANE SANTANA ROCHA QUIXABEIRA CMEI Criança Feliz geanezinha@gmail.com ANADIR FERREIRA DA SILVA Secretaria Municipal de Educação laurapso@hotmail.co.uk

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DE JOGOS COMO INTERVENÇÃO NA REALIDADE DA ESCOLA PARCEIRA NO CONTEXTO DO PIBID DE MATEMÁTICA

A UTILIZAÇÃO DE JOGOS COMO INTERVENÇÃO NA REALIDADE DA ESCOLA PARCEIRA NO CONTEXTO DO PIBID DE MATEMÁTICA A UTILIZAÇÃO DE JOGOS COMO INTERVENÇÃO NA REALIDADE DA ESCOLA PARCEIRA NO CONTEXTO DO PIBID DE MATEMÁTICA Vinicius A. S. Guissi vinnyguissi@hotmail.com Thays R. S. Couto couto_thays@hotmail.com Paulo H.

Leia mais

CONSTRUÇÃO DE JOGOS DIDÁTICOS NA DISCIPLINA DE FISIOLOGIA VEGETAL E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A FORMAÇÃO DOCENTE EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

CONSTRUÇÃO DE JOGOS DIDÁTICOS NA DISCIPLINA DE FISIOLOGIA VEGETAL E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A FORMAÇÃO DOCENTE EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 736 CONSTRUÇÃO DE JOGOS DIDÁTICOS NA DISCIPLINA DE FISIOLOGIA VEGETAL E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A FORMAÇÃO DOCENTE EM

Leia mais

UTILIZANDO O BINGO PARA APRENDER E ENSINAR MATEMÁTICA

UTILIZANDO O BINGO PARA APRENDER E ENSINAR MATEMÁTICA UTILIZANDO O BINGO PARA APRENDER E ENSINAR MATEMÁTICA Juliana Çar Stal UEPG ju.cstal@hotmail.com Joseli Almeida Camargo UEPG jojocam@terra.com.br Resumo: O presente trabalho relata a experiência de uma

Leia mais

TEATRO INFANTIL: UMA POSSIBILIDADE METODOLÓGICA NA BUSCA DA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA 1

TEATRO INFANTIL: UMA POSSIBILIDADE METODOLÓGICA NA BUSCA DA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA 1 TEATRO INFANTIL: UMA POSSIBILIDADE METODOLÓGICA NA BUSCA DA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA 1 CHIAPINOTO, Andréia Moro²; GUNSCH, Fernanda Beatriz Strickler²; KASTEN, Jocelaine²; PASETTO, Luciane Zamberlan²;

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO BÁSICA RESOLUÇÃO Nº 5, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2009 (*)

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO BÁSICA RESOLUÇÃO Nº 5, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2009 (*) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO BÁSICA RESOLUÇÃO Nº 5, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2009 (*) Fixa as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil O Presidente

Leia mais

FUNDAÇÃO ARMANDO ALVARES PENTEADO

FUNDAÇÃO ARMANDO ALVARES PENTEADO Manual de Estágio de Engenharia Elétrica Gestão de Carreiras FAAP Faculdade de Engenharia Ano de 2013 1 Índice O que é Estágio 3 Tipos de Estágio 3 Como Oficializar seu Estágio 3 Relatório de Acompanhamento

Leia mais

Área de Conhecimento. Laboratórios de informática Descrição e equipamentos. Informática, Pesquisas

Área de Conhecimento. Laboratórios de informática Descrição e equipamentos. Informática, Pesquisas Descrição da infraestrutura física destinada aos cursos, incluindo laboratórios, equipamentos instalados, infraestrutura de informática e redes de informação. Relação de laboratórios, oficinas e espaços

Leia mais

APRESENTAÇÃO OBJETIVO DO CURSO

APRESENTAÇÃO OBJETIVO DO CURSO 1 APRESENTAÇÃO Segundo Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação em Design (2004), o curso de graduação em Design deve ensejar, como perfil desejado do formando, capacitação para a apropriação

Leia mais

Para quem aposta na inteligência da criança MÍDIA KIT 2014

Para quem aposta na inteligência da criança MÍDIA KIT 2014 Para quem aposta na inteligência da criança MÍDIA KIT 2014 PÚBLICO-ALVO A revista dos gestores e docentes da primeira etapa da Educação Básica. A revista tem uma tiragem de 20 mil exemplares dirigidos

Leia mais

interação coletivo Trabalho Edição VI Ano II Dezembro de 2012

interação coletivo Trabalho Edição VI Ano II Dezembro de 2012 interação Edição VI Ano II Dezembro de 2012 Trabalho coletivo 1 editorial Por Renata de Aquino, da Secretaria de Assistência Social Neste último Boletim Interação do ano de 2012, sentimos que mais uma

Leia mais

No final desse período, o discurso por uma sociedade moderna leva a elite a simpatizar com os movimentos da escola nova.

No final desse período, o discurso por uma sociedade moderna leva a elite a simpatizar com os movimentos da escola nova. 12. As concepções de educação infantil Conforme OLIVEIRA, a educação infantil no Brasil, historicamente, foi semelhante a outros países. No Séc. XIX tiveram iniciativas isoladas de proteção à infância

Leia mais

CETEB. A adolescência e o ensino da língua inglesa 60. A aprendizagem criativa e o prazer de aprender 45. A comunicação em sala de aula 300

CETEB. A adolescência e o ensino da língua inglesa 60. A aprendizagem criativa e o prazer de aprender 45. A comunicação em sala de aula 300 Governo do Distrito Federal Secretaria de Estado de Educação Subsecretaria de Gestão dos Profissionais da Educação Coordenação de Administração de Pessoas Instituição CETEB A adolescência e o ensino da

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID DETALHAMENTO DO SUBPROJETO 1. Unidade: 2. Área do Subprojeto: Dourados 3. Curso(s) envolvido(s) na proposta: Pedagogia Obs.: Para proposta

Leia mais

Diversidade Cultural X Estereótipos: Discursos Ideológicos em Livros Didáticos para o ensino de Língua Inglesa

Diversidade Cultural X Estereótipos: Discursos Ideológicos em Livros Didáticos para o ensino de Língua Inglesa Diversidade Cultural X Estereótipos: Discursos Ideológicos em Livros Didáticos para o ensino de Língua Inglesa Mary Clevely Mendes Programa de Iniciação Científica UEG / CNPq Orientador (Pesquisador-líder):

Leia mais

REVISTA pensata V.4 N.2 OUTUBRO DE 2015

REVISTA pensata V.4 N.2 OUTUBRO DE 2015 Ara Pyaú Haupei Kyringue Paola Correia Mallmann de Oliveira Este ensaio fotográfico é uma aproximação ao ara pyaú (tempo novo) e às kiringue (crianças) no nhanderekó, modo de ser tradicional entre os mbyá

Leia mais

Duração: 8 meses Carga Horária: 360 horas. Os cursos de Pós-Graduação estão estruturados de acordo com as exigências da Resolução CNE/CES nº 01/2007.

Duração: 8 meses Carga Horária: 360 horas. Os cursos de Pós-Graduação estão estruturados de acordo com as exigências da Resolução CNE/CES nº 01/2007. Arte em Educação Considerando que a ação educacional é uma prática social mediadora da prática social mais ampla, nossa missão é: Formar o profissional de arte educação contemplando suas três dimensões:

Leia mais

EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NA DIVERSIDADE E INCLUSÃO SOCIAL EJA E INCLUSÃO SOCIAL / À

EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NA DIVERSIDADE E INCLUSÃO SOCIAL EJA E INCLUSÃO SOCIAL / À EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NA DIVERSIDADE E INCLUSÃO SOCIAL EJA E INCLUSÃO SOCIAL Nível: Especialização Modalidade: Presencial / À distância Parte 1 Código / Área Temática 34/Educação de Jovens e Adultos

Leia mais

Regulamentação da Questão do Trabalho do Adolescente no Município de São José dos Campos

Regulamentação da Questão do Trabalho do Adolescente no Município de São José dos Campos RESOLUÇÃO No. 12/96 O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - CMDCA de São José dos Campos, usando de suas atribuições, aprovou em sua Reunião Ordinária do dia 04 de junho de 1.996,

Leia mais

Apropriação da Leitura e da Escrita. Elvira Souza Lima. (transcrição)

Apropriação da Leitura e da Escrita. Elvira Souza Lima. (transcrição) Apropriação da Leitura e da Escrita Elvira Souza Lima (transcrição) Nós estamos num momento de estatísticas não muito boas sobre a alfabetização no Brasil. Mas nós temos que pensar historicamente. Um fato

Leia mais

Regulamento. Programa Petrobras Desenvolvimento & Cidadania Seleção Pública de Projetos 2010. Regulamento

Regulamento. Programa Petrobras Desenvolvimento & Cidadania Seleção Pública de Projetos 2010. Regulamento Regulamento Programa Petrobras Desenvolvimento & Cidadania Seleção Pública de Projetos 2010 Regulamento 1 Projetos Serão aceitos projetos sob responsabilidade de organismos governamentais, não-governamentais

Leia mais

Como encontrar maneiras de associar um importante conteúdo didático a um software que ensine e divirta ao mesmo tempo? Estão os professores

Como encontrar maneiras de associar um importante conteúdo didático a um software que ensine e divirta ao mesmo tempo? Estão os professores Profª Levany Rogge Os softwares são considerados programas educacionais a partir do momento em que são projetados através de uma metodologia que os contextualizem no processo ensino-aprendizagem; Tajra

Leia mais

3 BLOCOS TEMÁTICOS PROPOSTOS. Ensino Religioso História Geografia. cotidiano

3 BLOCOS TEMÁTICOS PROPOSTOS. Ensino Religioso História Geografia. cotidiano 1 TÍTULO DO PROJETO O REGISTRO DE NASCIMENTO 2 CICLO OU SÉRIE 1º CICLO OU SÉRIE 1º CICLO 7 anos 3 BLOCOS TEMÁTICOS PROPOSTOS Ensino Religioso História Geografia Alteridade (O Eu/ EU sou História local

Leia mais

O SEU OBJETIVO É GARANTIR A QUALIDADE DA EDUCAÇÃO E AMPLIAR O RECONHECIMENTO SOBRE A SUA INSTITUIÇÃO DE ENSINO?

O SEU OBJETIVO É GARANTIR A QUALIDADE DA EDUCAÇÃO E AMPLIAR O RECONHECIMENTO SOBRE A SUA INSTITUIÇÃO DE ENSINO? O SEU OBJETIVO É GARANTIR A QUALIDADE DA EDUCAÇÃO E AMPLIAR O RECONHECIMENTO SOBRE A SUA INSTITUIÇÃO DE ENSINO? ENTÃO, DÊ AGORA UM ZOOM NA SUA ESCOLA! Conheça o ZOOM Educação Tecnológica e ofereça uma

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS SECRETARIA DOS CONSELHOS RESOLUÇÃO Nº 195- CEPEX/2007

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS SECRETARIA DOS CONSELHOS RESOLUÇÃO Nº 195- CEPEX/2007 RESOLUÇÃO Nº 195- CEPEX/2007 APROVA O REGULAMENTO DA EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA NO ÂMBITO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS - UNIMONTES O Reitor e Presidente do CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS. Regulamento - Núcleo de Apoio Fiscal e Contábil - NAF

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS. Regulamento - Núcleo de Apoio Fiscal e Contábil - NAF CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Regulamento - Núcleo de Apoio Fiscal e Contábil - NAF Art. 1º. A Faculdade INEDI CESUCA entende que a Educação Superior deve preparar os alunos para o exercício da cidadania

Leia mais

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Curso 09/05/2011 15:05. Ano/Semestre: 2011/1

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Curso 09/05/2011 15:05. Ano/Semestre: 2011/1 Curso: DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Centro de Ciências Humanas e da Comunicação Moda (Noturno) Ano/Semestre: 011/1 09/0/011 1:0 s por Curso Estilismo Industrial 1 ART.0111.00.00-1 ART.0.01.001-9 1 EQU.011.00.001-0

Leia mais

1. Centro para a Juventude. 199 jovens frequentaram os cursos de:

1. Centro para a Juventude. 199 jovens frequentaram os cursos de: Relatório Despertar 2014 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

cerca de 200 crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social do Centro Histórico e da periferia de Salvador.

cerca de 200 crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social do Centro Histórico e da periferia de Salvador. I ENCONTRO, CAPOEIRA e PATRIMÔNIO IMATERIAL no BRASIL: perspectivas para a implementação de políticas públicas de salvaguarda da Capoeira. Local: UFF Niterói RJ Data: 3 de setembro de 2006 às 16:00 h Tema:

Leia mais