UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE INTEGRADA AVM

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE INTEGRADA AVM"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE INTEGRADA AVM GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE ENGENHARIA COM APOIO DE ALGUMAS FERRAMENTAS DE TI Talita Ferreira de Sá Silva Orientador Prof. Nelsom Magalhães Rio de Janeiro 2012

2 2 UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE INTEGRADA AVM GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE ENGENHARIA COM APOIO DE ALGUMAS FERRAMENTAS DE TI Apresentação de monografia à Universidade Candido Mendes como requisito parcial para obtenção do grau de especialista em Engenharia de Produção. Por: Talita Ferreira de Sá Silva Rio de Janeiro 2012

3 3 AGRADECIMENTOS Agradeço à DEUS por tudo, à minha família e amigos que são meu alicerce e pela felicidade que é tê-los ao meu lado. Rio de Janeiro 2012

4 4 DEDICATÓRIA Dedico este trabalho a minha família, em especial aos mais próximos; meu pai José Ailton, minha mãe Ana Maria e ao meu noivo pelo companheirismo.

5 5 RESUMO Este trabalho tem por objetivo apresentar o gerenciamento de projetos de engenharia tendo como apoio a utilização de algumas ferramentas de Tecnologia da Informação, e demonstrar a importância do acompanhamento dos projetos alinhados com técnicas adequadas, utilização de ferramentas e boas práticas de gestão, tendo como base planejamento e o acompanhamento dos cronogramas, que auxiliam atingir as entregas dos projetos aplicando adequadamente seus recursos. Neste trabalho procurou-se, também analisar a gestão de projetos aplicados às ferramentas de Tecnologia da Informação, que são: Microsoft Project e Primavera Enterprise.

6 6 METODOLOGIA A metodologia utilizada para a elaboração deste trabalho foi exploratória de natureza bibliográfica pertinente ao tema abordado, utilizando como base a metodologia do PMI - Project Management Institute e com leituras de livros, revistas, internet e etc. Com o material de estudos acima citado e referenciado ao longo da monografia, e também com conversas informais com engenheiros que atuam na área de planejamento e controle, foi possível elaborar uma análise crítica pesquisa, realizando um trabalho do tipo aproximativo, e de fácil identificação para as pessoas que atuam com projetos de grandes complexidades, onde é exigido um alto controle do custo e cronograma.

7 7 SUMÁRIO INTRODUÇÃO 08 CAPÍTULO I - Conceituando o Gerenciamento de Projetos 10 CAPÍTULO II - Planejamento e Controle de Projetos 16 CAPÍTULO III - Ferramentas de gerenciamento de projetos 22 CONCLUSÃO 33 BIBLIOGRAFIA CONSULTADA 34 WEBGRAFIA 35 ÍNDICE 36

8 8 INTRODUÇÃO As organizações estão mais comprometidas com a excelência nas entregas de projetos, as ferramentas de Tecnologia da Informação alinhadas com a gestão de projetos, metodologias reconhecidas e boas práticas, podem ser de grande ajuda para acompanhar e mitigar os desvios: no prazo, custo e qualidade prometida para os seus clientes no decorrer dos projetos. Neste contexto o planejamento ocupa um papel fundamental nas organizações e em, qualquer projeto, é considerada atividade primordial dentro do grupo de processos de gerenciamento de projetos, antigamente os profissionais de planejamento e controle precisavam de muito mais tempo e esforço para realizar cálculos, nivelamento de recursos e controles dos seus projetos, do que nos dias atuais, estamos na era da informação e da tecnologia, com o intuito de demonstrar que a tecnologia esta colaborando muito o acompanhamento dos projetos e melhorando a produtividade da equipe, é através de ferramentas flexíveis, desenvolvidas para ajudar a gerenciar uma ampla variedade de projetos, que as organizações estão ganhando espaço para se concentrar em mitigar os riscos que aparecem ao longo dos caminhos críticos dos projetos, e não mais por falta de tempo ou investimento para planejar. Segundo o PMI, estima-se que 10 trilhões de dólares sejam gastos anualmente no mundo em projetos, o que equivale a aproximadamente 25% do PIB mundial, e que cerca de 16,5 milhões de pessoas estão envolvidas diretamente em gerência de projetos no mundo.

9 9 Existem diversas ferramentas de gestão que auxiliam no acompanhamento gerenciamento de projetos, para delimitar o estudo serão apresentadas algumas ferramentas, e somente duas serão mais bem destacadas, uma mais conhecida pelas corporações como a Microsoft Project e outra que está ganhando grande destaque nas empresas de engenharia, mas que é menos conhecida e tem escassez de profissionais que atuam com ela que, é o Software Primavera Enterprise.

10 10 CAPÍTULO I Conceituando o Gerenciamento de Projetos De acordo com PMBOK (2008), o Gerenciamento de projetos é a aplicação de conhecimentos, habilidades, ferramentas e técnicas as atividades do projeto de forma a garantir que seus objetivos sejam atingidos. Em complemento da afirmativa acima e em alinhamento com o PMI, Claudio Adonai Muto e Bruno Taveira (2008) pg.40, conceitua que: O gerente de projetos é o responsável pelo sucesso ou fracasso do projeto e deve fazer com que as fases de iniciação, planejamento, execução, monitoramento e controle aconteçam com sucesso. Dentre as tarefas do gerente de projetos, podemos citar: Identificar necessidades; Estabelecer objetivos claros e alcançáveis; Balancear demandas conflitantes de qualidade, escopo, tempo e custo; Adaptar as especificações, planos e a abordagem às diferentes necessidades das partes envolvidas. Ao gerenciar as necessidades do projeto, o gerente de projeto deve administrar as três restrições principais, conhecidas como as triple constraints, que são o custo, o tempo (prazo) e escopo. Estas três influenciam diretamente os resultados do projeto, inclusive em sua qualidade. Ao mudar um destes fatores, algum outro será afetado, são nestas três restrições principais que iremos nos basear para um melhor entendimento da necessidade de um bom acompanhamento do projeto e do benefício que o auxilio da tecnologia da informação pode agregar, para obtermos uma gestão eficiente das áreas de conhecimento em gerenciamento de projetos de engenharia, aliados aos orçamentos e prazos cada vez mais reduzidos. Estas três variáveis estão em frequente competição: Custo O custo é o orçamento aprovado e limitado a ser destinado para a execução e o desenvolvimento do projeto. O foco principal do gerenciamento

11 11 do custo são os recursos necessários para finalizar as atividades do projeto, a estimativa por quem irá realizar o trabalho e devem ser baseadas na WBS, as informações históricas de projetos semelhantes também é de grande importância, principalmente em projetos de grande porte como é o caso da maioria dos projetos de engenharia. Exemplo de valores que devem ser levados em consideração para a estimativa e o desenvolvimento do projeto: Recursos humanos (HH), recursos materiais, equipamentos, serviços contratados, gerenciamento, sistemas utilizados, inflação, taxas e no caso de projetos de Engenharia deve-se incluir também o custo com licenças, licenças ambientais, licenças de operação, licenças de liberação de faixas IPHAN Etc. A restrição do custo informa o valor monetário incluído no orçamento disponível para o projeto. Tempo (prazo) - O tempo requerido para a realização dos pacotes de trabalho do projeto determina datas de início e fim das atividades. O gerenciamento do tempo é uma das práticas mais importantes e complexas para o gerente de projetos em função da elevada quantidade de variáveis que podem impactar negativamente o planejamento dos prazos, como datas impostas pelo cliente ou uma estimativa inadequada de duração de uma atividade. Projetos fora do prazo geram insatisfação, aumentam os custos e a tensão da equipe. A restrição do tempo influencia o prazo até o término do Projeto. Escopo Um conjunto de requisitos e não requisitos que contém as justificativas e os objetivos do projeto são as especificações e delimitações do que o compõe, o escopo também defini as entregas e todo trabalho que terá que ser realizado. O gerenciamento do escopo tem o objetivo de garantir que o projeto realize exatamente como acordado com todas as partes interessadas e faz a verificação constante para ter certeza que todo o trabalho necessário está sendo realizado e impede a realização de trabalho extra que não faça parte do projeto.

12 12 A restrição do escopo orienta o que é necessário fazer para produzir o resultado fim do projeto. O projeto envolve resultados ou metas a serem alcançadas, podem ser de grande complexidade ou baixa, contudo, todos devem ter um gerenciamento adequado com escopo bem definido e caso tenha mudanças, um controle de perto destas, os projetos indiferentemente de seu porte, possuem os mesmos objetivos gerais: tempo, prazo e custo. 1.1 Por que Gerenciamento de Projeto? Segundo Jack R. Meredith e Samuel J. Mantel, Jr. (2003) pg.8, o objetivo básico para a realização de um projeto é executar metas específicas. O motivo para a organização de uma tarefa em forma de projeto é focalizar num indivíduo ou pequeno grupo a responsabilidade e autoridade para consecução das metas. A maioria das organizações que fazem o gerenciamento de seus projetos verificam melhor controle e melhor relacionamento com os clientes e provavelmente um aumento do retorno do investimento no projeto, pois tende a ter-se projetos com prazos nem tão otimistas, porém exeqüíveis, custos mais baixos, qualidade e confiabilidade mais elevada e consecutivamente, margens maiores de lucro. Pode-se dizer que o gerenciamento de projetos é a aplicação de conhecimentos que por meio de processos recebem entradas e geram saídas. Os conhecimentos e habilidades descritas aqui são tidos como boa prática na maioria dos projetos, o que não significa, porém que eles são aplicados de maneira uniforme em todas as situações. Os conjuntos de conhecimentos estão descritos brevemente abaixo. Áreas de especialização: Um gerenciamento de projetos eficaz exige da equipe conhecimentos de diversas áreas. Em alinhamento com Claudio Adonai Muto e Bruno Taveira

13 13 (2008) pg.9 é necessária aplicação de pelo menos cinco áreas de conhecimento: Conjunto de conhecimentos de gerenciamentos de projetos: É necessário que o gerente de projetos tenha conhecimento de ciclos de vida de projetos, dos cinco grupos de processos de gerenciamento de projetos e das nove áreas de conhecimento. Conhecimento, normas e regulamentos da área do projeto: As normas e regulamentos da área de aplicação de projetos são de extrema importância. - Normas são regras, diretrizes e características consensuadas e aprovadas por um organismo reconhecido. Podem ou não ser seguidas. - Regulamentos são exigência do governo e devem ser cumpridos. Entendimento do ambiente do projeto: O contexto onde o projeto se aplica. Seu ambiente sócio-cultural, seu ambiente internacional e político e o local têm impacto no projeto e devem ser considerados pela equipe de gerenciamento de projeto. Conhecimento e habilidades de gerenciamento geral: Planejamento, formação e organização de pessoal, execução e controle de operações é parte das habilidades de gerenciamento geral. Inclui disciplinas como contabilidade, marketing, contratos, logística, entre outros. Habilidades interpessoais: Um bom gerente de projetos deve ter as seguintes características, em ordem de importância: - Comunicação - Liderança - Negociação - Resolução de problemas - Influência na organização Estes conhecimentos se sobrepõem, não é necessário que todos os membros da equipe sejam especialistas nas cinco áreas, mas é importante que estejam familiarizados com o conjunto de conhecimentos do guia PMBOK,

14 14 assim como das outras áreas, de forma que o projeto possa ser gerenciamento de forma eficaz. Um gerente de projeto tem que determinar e executar as necessidades do cliente, baseado nos seus próprios conhecimentos. A habilidade de adaptar-se aos diversos procedimentos pode lhe proporcionar um melhor gerenciamento das variáveis e desta forma uma maior satisfação do cliente, em geral sempre existe mais que uma solução ou alternativas para atender as mesmas necessidades, a técnica usada para definir a solução final passa pelo desenvolvimento das alternativas. 1.2 Cenários para os Profissionais Na medida em que as organizações estão evoluindo seus níveis de entendimento da importância da gestão de projetos como fator relevante para o sucesso de seus projetos, o interesse e investimentos em se estabelecer Escritórios de Projetos para apoiar, monitorar e desenvolver seus ambientes de projetos já se tornou evidente. Mesmo organizações não orientadas a projetos, as tipicamente funcionais como seguradoras e industrias já investem na implementação e desenvolvimento da gestão de projetos para acompanhar seus projetos internos e externos, visando principalmente garantir prazos, investimentos e minimizar riscos. De acordo com Claudio Adonai Muto e Bruno Taveira (2008) pg.25, o cenário mundial tem se mostrado bastante animador para os profissionais de gestão de projetos, pois cada dia mais e mais empresas estão concentradas em melhorar a qualidade e a imagem de seu produto (bem ou serviço) junto aos seus clientes (internos ou externos). Diante dessa necessidade de constantes melhorias, geradas por um mercado cada dia mais voraz e clientes cada vez mais exigentes, as organizações começaram a perceber que precisavam de uma sistemática que pudesse garantir a conclusão de seus projetos de uma maneira mais eficiente, rápida, economicamente viável e dentro de padrões de qualidade aceitáveis.

15 15 O cenário global, lamentavelmente, não dá mais chances a amadores; cometer enganos tornou-se a diferença entre o sucesso e o fracasso nas corporações. Uma vez que projetos bem conduzidos tornaram-se a chave para o sucesso, as empresas começaram a buscar soluções e metodologias que as levassem ao êxito em seus empreendimentos. Nesse exato momento, as organizações notaram que precisavam contar com profissionais qualificados em gestão de projetos no seu dia-a-dia corporativo para alcançar o sucesso pretendido. E um competente profissional, qualificado em gerenciamento de projetos, que trabalhe com planejamento e controle de projetos e tenha conhecimento em técnicas e ferramentas que auxiliem a gestão de projetos, está inserido no mercado atual, isto esta coerente com a tendência observada nas organizações. Algumas das causas mais comuns de projetos problemáticos são as mudanças que ocorrem nos projetos e são mal gerenciadas, equipes com baixo potencial técnico ou ausência de ferramentas que auxiliem a gestão, em relação às mudanças repentinas é importante que seja acompanhado de perto o escopo e para não desviar do objetivo inicial. Em relação às ferramentas tornou-se de grande importância, que os profissionais que desejem focar seus esforços no acompanhamento do empreendimento minimizando seu trabalho operacional, a utilização de ferramentas de gerenciamento de projetos. Tarefas de gerenciamento de projetos podem ser automatizadas, é necessário buscar ferramentas que ofereçam acompanhamento do andamento, gerenciamento de tarefas, gerenciamento do fluxo de trabalho e análise de recursos e custos, que funcionam e que promovam o compartilhamento e a comunicação.

16 16 CAPÍTULO II Planejamento e Controle de Projetos Monitorar e controlar o trabalho do Projeto É o processo de acompanhamento, revisão e ajuste do progresso para atender aos objetivos de desempenho definidos no plano de gerenciamento PMBOK 4ª Edição, pg.89 É responsável por monitorar, através de ações contínuas e medições de desempenho, os grupos de processos durante todo o ciclo de vida do projeto (iniciação, planejamento, execução e fechamento), garantindo que a equipe de gerenciamento consiga visualizar a situação do empreendimento a qualquer momento, avaliar tendências para cumprir melhorias e dedicar atenção a áreas que estejam comprometendo o sucesso do projeto. Inclui a coleta, medição e distribuição das informações de desempenho e avaliação e tendências para efetuar melhorias no processo. PMBOK- 4ª Edição, pg.89 O gerente de projetos, durante a execução do projeto, gasta uma grande parte do seu tempo medindo e implementando ações corretivas no trabalho que está sendo executado. As ações contínuas relacionadas a esse processo, segundo o PMBOK- 4ª Edição, são: Coletar, medir e disseminar informações sobre desempenho; Avaliar medições e tendências para efetuar melhorias no projeto; Comparação do desempenho real do projeto com o plano de gerenciamento do projeto; Avaliação do desempenho para determinar a exigência de ações preventivas ou corretivas, e recomendar essas ações conforme necessário; Análise, acompanhamento e monitoramento de riscos do projeto para garantir que os riscos sejam identificados, que o andamento seja relatado e que planos de respostas a riscos adequados estejam sendo executados;

17 17 Manutenção de uma base de informações precisas e corretas relativas ao(s) produto(s) do projeto e a sua documentação associada até o término do projeto; Fornecimento de informações para dar suporte a relatórios de andamento, medições de progresso e previsões; Fornecimento de previsões para atualizar o custo atual e as informações sobre o cronograma atual; Monitoramento da implementação das mudanças aprovadas quando e conforme ocorrem. Segundo Valeriano (1998) pg.15, Planejamento é o processo que visa ao estabelecimento, com antecedência, das decisões e ações a serem executadas em um dado futuro, para atingir um objetivo definido. Para planejar, em busca de um objetivo a atingir, em certo prazo, é preciso, em um processo interativo, determinar os insumos necessários (existentes e a obter) e prescrever o que fazer, quando, com que meios e como, para se alcançar o objetivo. O grupo de processos de planejamento é o responsável por definir e amadurecer o escopo e o custo do projeto, agendar as atividades a serem realizadas no decorrer do mesmo e desenvolver o plano de gerenciamento do projeto, abaixo está listado por área de conhecimento, brevemente alguns dos 21 processos que compõe este grupo de processos, os que mais estamos abordando neste trabalho, que são: Gerência de Escopo: Planejamento do escopo Definição do escopo Criação da EAP Gerência de Tempo: Definição da atividade Sequenciamento de atividades Estimativa de recurso da atividade Estimativa de duração da atividade Desenvolvimento do cronograma

18 18 Gerência de Custo: Estimativa de custo Orçamentação Grupo de processos de planejamento: Figura: PMBOK 4ª Edição, pg.90.

19 Cronogramas do Projeto O cronograma de um projeto é hoje algo corriqueiro nas organizações, sua elaboração nem sempre é tão simples e nem sempre atribui sua devida prioridade. A elaboração de um cronograma envolve a definição das atividades que o compõe, e, para cada uma delas, devem-se conhecer os requisitos, as necessidades de recursos, a estimativa de execução, as premissas, as restrições e também as dependências com outras atividades. Segundo Jack R. Meredith e Samuel J. Mantel, Jr. (2003) O cronograma de um projeto significa a conversão de seu plano de ação em uma programação operacional. Como tal, funciona como base para controle das atividades desenvolvidas durante o projeto e, juntamente com o planejamento e o orçamento do mesmo, se constitui na principal ferramenta para gerenciar um projeto. No ambiente onde um projeto se desenvolve, o cronograma assume uma importância maior do que teria em uma operação em curso, uma vez que os projetos não apresentam aquela continuidade característica de operações que ocorrem diariamente e frequentemente acarretam problemas muito mais complexos a sua coordenação. De fato, o cronograma de um projeto é tão importante que um cronograma detalhado se constitui muitas vezes em um requisito de um cliente. Um cronograma apropriadamente idealizado e detalhado funciona também como uma fonte importante de dados para se implantar um sistema de informação e controle para o projeto em questão. Nem todas as atividades de um projeto precisam ser programadas no mesmo nível de detalhe. Na verdade existem vários tipos de cronogramas (por exemplo, o cronograma principal, o cronograma de desenvolvimento e testes e o cronograma de montagem). Estes cronogramas são tipicamente baseados no plano de ação previamente determinado e ou no que é conhecido como WBS (do inglês Work Breakdown Structure, ou seja, Estrutura de Divisão do Trabalho), e é uma prática conveniente estabelecer um cronograma para cada nível principal de tarefas na WBS, o que irá abranger todos os pacotes de

20 20 trabalho, podendo-se concentrar os esforços naqueles que precisam ser controlados a fim de se manter um adequado nível de controle do projeto. Tais pacotes são normalmente difíceis, caros ou apresentam uma estrutura de tempo relativamente curta para que sejam concluídos. Segundo Jack R. Meredith e Samuel J. Mantel, Jr. (2003) A abordagem básica das técnicas de programação é estabelecer uma rede de relacionamentos de atividades e classificar graficamente os eventos de forma que possam refletir as relações entre tarefas dentro de um projeto. Tarefas que possam preceder ou seguir outras tarefas são claramente identificados, em tempo e também por função. A rede que mencionamos é uma poderosa ferramenta para o planejamento e controle de um projeto, tendo os seguintes benefícios: Trata-se de uma estrutura consistente para se planejar um cronograma, monitorar e controlar o projeto. Ilustra a interdependência de todas as tarefas, pacotes e elementos de trabalho. Estabelece as ocasiões em que determinadas pessoas deverão estar disponíveis para que certa tarefa possa ser desenvolvida. Ajuda a assegurar que um nível apropriado de comunicação seja estabelecido entre departamentos e pessoas. Estabelece uma data prevista para a conclusão do projeto. Identifica atividades consideradas críticas, que, se atrasarem, comprometerá o tempo previsto para a conclusão do projeto. Identifica também atividades que possam ser adiadas por determinados períodos sem comprometer o cronograma como um todo, ou para as quais se pode temporariamente prever o empréstimo de recursos sem que disto decorram prejuízos. Mostra a ocasião em que determinadas tarefas podem ser iniciadas ou devem ser iniciadas se o projeto tiver que estar dentro de seu cronograma.

21 21 Ilustra quais as tarefas precisam ser coordenadas, a fim de se evitar conflitos decorrentes de recursos e tempo. Ilustram também quais são as tarefas que podem se desenvolver, ou devem se desenvolver paralelamente, a fim de que seja observada a data prevista para a conclusão do projeto. Proporciona algum alívio para conflitos de natureza interpessoal ao mostrar uma clara visão da dependência entre tarefas. Dependendo da informação utilizada, poderá proporcionar uma estimativa da probabilidade de se concluir um projeto em datas distintas, ou em uma data correspondente a uma probabilidade a priori específica.

22 22 CAPÍTULO III Ferramentas de Gerenciamento de Projetos Quando se pensa em dezenas de atividades, a elaboração do cronograma pode parecer simples, mas, quando se avança para projetos de engenharia que centenas ou milhares de atividades, a elaboração e atualização periódica do cronograma passam a ser uma tarefa fundamental para o sucesso de um projeto. Há atualmente diversas ferramentas que auxiliam o profissional na elaboração e gestão de cronogramas, como Microsoft Project e Primavera Enterprise. Em conversas informais com diversos gerentes de projetos de Engenharia foi fácil perceber que, geralmente, determinados esforços são privilegiados em detrimento de outros. Isso se deve, muitas vezes, ao conhecimento e utilização de aplicativos de apoio ao gerenciamento de projetos, é uma solução para diminuir o trabalho operacional de acompanhar cronogramas de forma a ter um maior controle do monitoramento dos projetos, de forma detalhada otimizando tempo. Um dos esforços não privilegiados é o planejamento da comunicação no projeto, igualmente relevante para o sucesso das atividades. Um fato notório é que em quase todos os projetos com grau de complexidade mais elevado, pode ser constatada a ocorrência de uma abordagem não adequada da comunicação. A ideia de transparência no projeto deve fundamentar um bom plano de comunicação sem, contudo, agregar muita coisa no processo de gerenciamento do projeto. Atualmente, contamos com diversas ferramentas que dão suporte à um adequado alinhamento das informações estipuladas em outros processos com as informações obtidas do acompanhamento dos avanços das atividades e datas nos cronogramas de projetos, o sucesso de um projeto dentre outros fatores, depende de uma adequada seleção de ferramentas e de suportes de gestão adaptados ao projeto. Sendo assim, o objetivo deste estudo é

23 23 apresentar conceitos e benefícios de algumas dessas ferramentas como suporte à gestão do planejamento e controle de projetos. Para começar um projeto, primeiro temos que definir sua finalidade para depois determinar as tarefas que necessita realizar, para assim alcançar seus objetivos. Logo após determinar tais tarefas, tem-se que definir prazos, pessoas envolvidas para cada tarefa e o custo de cada prazo. A escolha da ferramenta deverá estar alinhada com a estratégia e objetivo da empresa, se for necessário gerenciar apenas o cronograma, de forma rápida, controlando recursos e avanços então o MS Project atende muito bem. Mas se desejar controlar riscos, custos, compras, nivelamento de recursos, mudanças de layouts e grande variedade de simulações, então se deve escolher o Primavera e configurá-lo conforme suas necessidades. Abaixo são apresentadas informações mais detalhadas das ferramentas Microsoft Project e Primavera Enterprise. O Microsoft Office Project 2007 fornece eficientes ferramentas de gerenciamento de projeto com a combinação certa de usabilidade, eficiência e flexibilidade, de modo que você possa gerenciar projetos com mais eficiência e eficácia. Licença: Software Proprietário - por versão O Microsoft Office Project Standard 2007 fornece eficientes ferramentas de gerenciamento de projeto com a combinação certa de usabilidade, eficiência e flexibilidade, de modo que você possa gerenciar projetos com mais eficiência e eficácia. Você pode se manter informado e controlar o trabalho, as agendas e as finanças do projeto, manter as equipes de projeto alinhadas e ser mais produtivo por meio da integração com programas conhecidos do Microsoft Office system, da geração avançada de relatórios, do planejamento guiado e de ferramentas flexíveis. Uma observação, a Microsoft Office Project Professional 2007 inclui todos os recursos no Office Project Standard Além disso, o Office Project Professional 2007 fornece recursos de gerenciamento de projetos corporativos colaborativos quando usado com a Microsoft Office Project Server 2007.

24 24 A Microsoft Project é uma ferramenta de apoio ao gerenciamento de projeto que pode-se utilizar para planejar, programar e representar graficamente as informações sobre projetos. Com a Microsoft Project é fácil criar e modificar um conjunto de tarefas para atingir seus objetivos. O software de gerenciamento de projeto é uma ferramenta muito importante para o estabelecimento de um plano inicial de projeto. Além disso, a Microsoft Project recalcula rapidamente os cronogramas e permite-lhe ver como as mudanças em uma parte do projeto podem afetar os seus planos como um todo. Novas tarefas, tarefas obsoletas, datas intermediárias que afetam outras tarefas ou a disponibilidade irregular de um recurso poderiam, caso contrário, passar despercebidas; mas com a Microsoft Project você pode manter tudo sob controle. Permite gerenciar cronogramas e recursos, gerar relatórios, acompanhar o progresso do projeto e usufruir todas as características diretas inerentes ao planejamento do projeto. (Project Standard 2007). O Project Professional 2007 é o similar ao Project Standard 2007, porém com habilidade de trabalhar com recursos da empresa e de se integrar com a solução EPM ao se conectar com o Microsoft Office Project Server. O Project é adotado basicamente durante as fases de planejamento e controle do projeto. Esta ferramenta é de mais simples inserção e atualização das informações, melhor recomendados para projetos menos complexos e mais padronizados, onde existem muitas empresas com expertise do processo como é o caso de obras de engenharia de construção e montagem dutos terrestre. O processo de construção e montagem de dutos consiste na ligação de vários tubos de comprimento e diâmetro variável que servirão de transporte de petróleo, seus derivados ou gás natura. Para a construção de dutos, geralmente as empresas de engenharia, contratam outras empresas, as empresas especializadas, porém ficam responsáveis pela supervisão dos serviços para que seja garantida a qualidade, o prazo e o custo acordados contratualmente. Por meio de documentações de planejamento e controle, é acordada com as empresas especializadas a ferramenta na qual será utilizada para planejamento e controle dos cronogramas, para obras deste tipo geralmente

25 25 é mais utilizado MS Project, pelo seu manuseio mais intuitivo, maior facilidade de encontrar profissionais qualificados e com experiência na ferramenta, além que a licença tem seu custo bem menor comparado à licença do Primavera Enterprise. Primavera Enterprise - O uso do Primavera é recomendado para o planejamento de projetos complexos, pois auxilia a gerenciar muitos projetos num só ambiente e todo o ciclo de vida do portfólio, incluindo projetos de todos os tamanhos. Licença: Software Proprietário O foco Primavera que é da empresa Oracle é auxiliar empresas com muitos projetos, gerenciar todo o ciclo de vida do portfólio, incluindo projetos de todos os tamanhos. Estima-se que os projetos totalizando um valor de mais de 6 trilhões de dólares tenham sido gerenciados com produtos Primavera. As empresas recorrem às soluções de gestão de portfólio de projetos Primavera da Oracle para ajudá-las a tomar melhores decisões, avaliar os riscos e recompensas associados aos projetos e determinar se há recursos suficientes com as capacitações certas para realizar o trabalho. Essas excelentes soluções fornecem os recursos de execução e controle de projetos necessários para entregar projetos com sucesso e pontualidade, dentro do orçamento e com a qualidade pretendida. O Primavera P6 apresenta soluções para: Acompanhar o desempenho de cada projeto de um mesmo cliente possibilitar a colaboração com idéias e soluções dos mais diversos usuários envolvidos no projeto conciliar e administrar a disponibilidade de recursos e identificar os problemas de má utilização de tais recursos definirem a prioridade de projetos e tarefas identificar e selecionar as melhores soluções e estratégias para o sucesso de um projeto transmitir informações aos gerentes dos projetos, através de recursos avançados, fazendo uso de tabelas, gráficos, diagramas e histogramas disponibilizarem informações em tempo real para uma rápida e eficiente tomada de decisões planejarem e analisar a estratégica

fagury.com.br. PMBoK 2004

fagury.com.br. PMBoK 2004 Este material é distribuído por Thiago Fagury através de uma licença Creative Commons 2.5. É permitido o uso e atribuição para fim nãocomercial. É vedada a criação de obras derivadas sem comunicação prévia

Leia mais

FINANÇAS EM PROJETOS DE TI

FINANÇAS EM PROJETOS DE TI FINANÇAS EM PROJETOS DE TI 2012 Material 1 Prof. Luiz Carlos Valeretto Jr. 1 E-mail valeretto@yahoo.com.br Objetivo Objetivos desta disciplina são: reconhecer as bases da administração financeira das empresas,

Leia mais

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT MASTER IN PROJECT MANAGEMENT PROJETOS E COMUNICAÇÃO PROF. RICARDO SCHWACH MBA, PMP, COBIT, ITIL Atividade 1 Que modelos em gestão de projetos estão sendo adotados como referência nas organizações? Como

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos PMI, PMP e PMBOK PMI (Project Management Institute) Estabelecido em 1969 e sediado na Filadélfia, Pensilvânia EUA, o PMI é a principal associação mundial, sem fins lucrativos,

Leia mais

Teoria e Prática. Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009. Rosaldo de Jesus Nocêra, PMP, PMI-SP, MCTS. do PMBOK do PMI. Acompanha o livro:

Teoria e Prática. Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009. Rosaldo de Jesus Nocêra, PMP, PMI-SP, MCTS. do PMBOK do PMI. Acompanha o livro: Gerenciamento de Projetos Teoria e Prática Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009 do PMBOK do PMI Acompanha o livro: l CD com mais de 70 formulários exemplos indicados pelo PMI e outros desenvolvidos

Leia mais

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Miriam Regina Xavier de Barros, PMP mxbarros@uol.com.br Agenda Bibliografia e Avaliação 1. Visão Geral sobre o PMI e o PMBOK 2. Introdução

Leia mais

Módulo 2: Gerenciamento de Escopo, Tempo e Custos do Projeto

Módulo 2: Gerenciamento de Escopo, Tempo e Custos do Projeto ENAP Diretoria de Desenvolvimento Gerencial Coordenação Geral de Educação a Distância Gerência de Projetos - Teoria e Prática Conteúdo para impressão Módulo 2: Gerenciamento de Escopo, Tempo e Custos do

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DE PROJETOS

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DE PROJETOS ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DE PROJETOS Atualizado em 31/12/2015 GESTÃO DE PROJETOS PROJETO Para o PMBOK, projeto é um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo.

Leia mais

Gestão de Projetos Ferramentas e Softwares para Gerenciamento de Projetos

Gestão de Projetos Ferramentas e Softwares para Gerenciamento de Projetos Gestão de Projetos Ferramentas e Softwares para Gerenciamento de Projetos Aula 1 Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com http://www.bolinhabolinha.com Apresentação Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos Em conformidade com a metodologia PMI 1 Apresentações Paulo César Mei, MBA, PMP Especialista em planejamento, gestão e controle de projetos e portfólios, sempre aplicando as melhores

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE A Aplicação do Gerenciamento de Risco nos Projetos de Implantação de ERP - Protheus. Por: Gisele Santos Ribeiro Orientador

Leia mais

Microsoft Project 2003

Microsoft Project 2003 Microsoft Project 2003 1 [Módulo 4] Microsoft Project 2003 2 Definindo durações Inter-relacionamentorelacionamento Caminho crítico Microsoft Project 2003 3 1 Duração das Atividades Microsoft Project 2003

Leia mais

04/02/2009. Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores. Disciplina: Gestão de Projetos de TI. Prof.: Fernando Hadad Zaidan. Unidade 1.

04/02/2009. Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores. Disciplina: Gestão de Projetos de TI. Prof.: Fernando Hadad Zaidan. Unidade 1. Faculdade INED Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores Disciplina: Gestão de Projetos de TI Prof.: Fernando Hadad Zaidan 1 Unidade 1.1 2 Introdução ao Gerenciamento de Projetos 3 1 Leitura

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento

Leia mais

PMI (PROJECT MANAGEMENT INSTITUT) A PROFISSIONALIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROJETOS

PMI (PROJECT MANAGEMENT INSTITUT) A PROFISSIONALIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROJETOS PMI (PROJECT MANAGEMENT INSTITUT) A PROFISSIONALIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROJETOS Resumo Thomas Henrique Gris(G UEM) Flávia Urgnani (G-UEM) Hevilla Juliane Alto É(G-UEM) José Braz Hercos Jr(UEM) O estudo de

Leia mais

Trabalho Interdisciplinar. MS Project

Trabalho Interdisciplinar. MS Project Aula Prática: Introdução ao Microsoft Project Professional MS Project Como vimos em nossas aulas, a EAP Estrutura Analítica do Projeto é o primeiro passo para criar um cronograma de um projeto estruturado.

Leia mais

MINI-CURSO Gerenciamento de Projetos para Economistas

MINI-CURSO Gerenciamento de Projetos para Economistas MINI-CURSO Gerenciamento de Projetos para Economistas ECONOMISTA - RIVAS ARGOLO 2426/D 62 9905-6112 RIVAS_ARGOLO@YAHOO.COM.BR Objetivo deste mini curso : Mostrar os benefícios do gerenciamento de projetos

Leia mais

PLANEJAMENTO E PROJETOS. Lílian Simão Oliveira

PLANEJAMENTO E PROJETOS. Lílian Simão Oliveira PLANEJAMENTO E GERENCIAMENTO DE PROJETOS Lílian Simão Oliveira Contexto Gerentes lutam com projetos assustadores e com prazos finais difíceis de serem cumpridos Sistemas não satisfazem aos usuários Gastos

Leia mais

- Project Management Institute. Disciplina de Engenharia de Software. PMP- Project Management Professional PMBOK

- Project Management Institute. Disciplina de Engenharia de Software. PMP- Project Management Professional PMBOK Disciplina de Engenharia de Software Material elaborado por Windson Viana de Carvalho e Rute Nogueira Pinto em 19/07/2004 Material alterado por Rossana Andrade em 22/04/2009 - Project Management Institute

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Custos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Custos Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Custos Metodologia Aula Teórica Exemplos e Exercícios práticos Questões de concursos anteriores Metodologia e Bibliografia Bibliografia PMBOK, 2004. Project Management

Leia mais

Análise de Processos do PMBOK em uma Fábrica de Software Um Estudo de Caso

Análise de Processos do PMBOK em uma Fábrica de Software Um Estudo de Caso Análise de Processos do PMBOK em uma Fábrica de Software Um Estudo de Caso Carlos Alberto Rovedder, Gustavo Zanini Kantorski Curso de Sistemas de Informação Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) Campus

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos Grupo de Consultores em Governança de TI do SISP 20/02/2013 1 Agenda 1. PMI e MGP/SISP 2. Conceitos Básicos - Operações e Projetos - Gerenciamento de Projetos - Escritório de

Leia mais

Módulo 4: Gerenciamento dos Riscos, das Aquisições, das Partes Interessadas e da Integração

Módulo 4: Gerenciamento dos Riscos, das Aquisições, das Partes Interessadas e da Integração Diretoria de Desenvolvimento Gerencial Coordenação Geral de Educação a Distância Gerência de Projetos - Teoria e Prática Conteúdo para impressão Módulo 4: Gerenciamento dos Riscos, das Aquisições, das

Leia mais

Proposta. Gerenciando Projetos com Microsoft Project. Apresentação Executiva. Gerenciando Projetos com Ms-Project

Proposta. Gerenciando Projetos com Microsoft Project. Apresentação Executiva. Gerenciando Projetos com Ms-Project Gerenciando Projetos com Microsoft Project Apresentação Executiva 1 O Microsoft Project é utilizado principalmente para o planejamento e controle de projetos. Atualmente é a ferramenta mais utilizada no

Leia mais

Tecnologia em Gestão Pública Desenvolvimento de Projetos - Aula 9 Prof. Rafael Roesler

Tecnologia em Gestão Pública Desenvolvimento de Projetos - Aula 9 Prof. Rafael Roesler Tecnologia em Gestão Pública Desenvolvimento de Projetos - Aula 9 Prof. Rafael Roesler Introdução Objetivos da Gestão dos Custos Processos da Gerência de Custos Planejamento dos recursos Estimativa dos

Leia mais

Metodologia de Gerenciamento de Projetos da Justiça Federal

Metodologia de Gerenciamento de Projetos da Justiça Federal Metodologia de Gerenciamento de Projetos da Justiça Federal Histórico de Revisões Data Versão Descrição 30/04/2010 1.0 Versão Inicial 2 Sumário 1. Introdução... 5 2. Público-alvo... 5 3. Conceitos básicos...

Leia mais

GUIA PMBOK PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS

GUIA PMBOK PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS ISSN 1984-9354 GUIA PMBOK PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS Emerson Augusto Priamo Moraes (UFF) Resumo Os projetos fazem parte do cotidiano de diversas organizações, públicas e privadas, dos mais diversos

Leia mais

PLANEJAMENTO - ESCOPO - TEMPO - CUSTO

PLANEJAMENTO - ESCOPO - TEMPO - CUSTO PLANEJAMENTO - ESCOPO - TEMPO - CUSTO PAULO SÉRGIO LORENA Julho/2011 1 Planejamento escopo, tempo e custo PROGRAMA DA DISCIPLINA Apresentação professor Programa da disciplina Avaliação Introdução Processos

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE PORTFOLIO DE SERVIÇOS

APRESENTAÇÃO DE PORTFOLIO DE SERVIÇOS APRESENTAÇÃO DE PORTFOLIO DE SERVIÇOS Versão 1 2010 A SIX SIGMA BRASIL apresenta a seguir seu portfolio de capacitação e consultoria de serviços de gerenciamento de projetos, processos (lean e seis sigma)

Leia mais

Gerenciamento de Projetos. Prof. Dr. Rodolfo Miranda de Barros rodolfomdebarros@gmail.com

Gerenciamento de Projetos. Prof. Dr. Rodolfo Miranda de Barros rodolfomdebarros@gmail.com Gerenciamento de Projetos Prof. Dr. Rodolfo Miranda de Barros rodolfomdebarros@gmail.com MODELO DE GERENCIAMENTO PMI PMI (Project Management Institute); O modelo PMI é divido em áreas de conhecimento da

Leia mais

1 Inicie um novo. Guia de Referência Rápida de Gerenciamento de Projeto para o Project 2007. projeto

1 Inicie um novo. Guia de Referência Rápida de Gerenciamento de Projeto para o Project 2007. projeto Guia de Referência Rápida de Gerenciamento de Projeto para o Project 2007 1 Inicie um novo Antes de começar um novo, uma organização deve determinar se ele se enquadra em suas metas estratégicas. Os executivos

Leia mais

Engenharia de Software II: Criando o cronograma do projeto. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Engenharia de Software II: Criando o cronograma do projeto. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Engenharia de Software II: Criando o cronograma do projeto Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Definição das atividades. Sequenciamento das atividades. Estimativa de recursos

Leia mais

Capítulo 3 Aplicando o PMBoK ao Microsoft Office Project 2003

Capítulo 3 Aplicando o PMBoK ao Microsoft Office Project 2003 Capítulo 3 Aplicando o PMBoK ao Microsoft Office Project 2003 29 3.1 GERENCIAMENTO DO ESCOPO O Gerenciamento do Escopo do Projeto engloba os processos necessários para assegurar que o projeto inclua todas

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos (ref. capítulos 1 a 3 PMBOK) TC045 Gerenciamento de Projetos Sergio Scheer - scheer@ufpr.br O que é Gerenciamento de Projetos? Aplicação de conhecimentos, habilidades, ferramentas

Leia mais

BENEFÍCIOS DO GERENCIAMENTO DE PROJETOS. Por Maria Luiza Panchihak

BENEFÍCIOS DO GERENCIAMENTO DE PROJETOS. Por Maria Luiza Panchihak BENEFÍCIOS DO GERENCIAMENTO DE PROJETOS Por Maria Luiza Panchihak Este artigo apresenta os benefícios do gerenciamento de projetos e mostra a importância desse processo, dentro de uma organização, para

Leia mais

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Planejamento do Gerenciamento das Comunicações (10) e das Partes Interessadas (13) PLANEJAMENTO 2 PLANEJAMENTO Sem 1 Sem 2 Sem 3 Sem 4 Sem 5 ABRIL

Leia mais

PMBOK - Project Management Body of Knowledge - PORTUGUÊS

PMBOK - Project Management Body of Knowledge - PORTUGUÊS PMBOK - Project Management Body of Knowledge - PORTUGUÊS Sr(as) Gerentes de Projeto, O PMBOK, compilado pela expertise do PMI Project Management Institute, é a linha mestra que nos conduz ao conhecimento

Leia mais

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Planejamento do Gerenciamento das Comunicações (10) e das Partes Interessadas (13) PLANEJAMENTO 2 PLANEJAMENTO Sem 1 Sem 2 Sem 3 Sem 4 Sem 5 ABRIL

Leia mais

F.1 Gerenciamento da integração do projeto

F.1 Gerenciamento da integração do projeto Transcrição do Anexo F do PMBOK 4ª Edição Resumo das Áreas de Conhecimento em Gerenciamento de Projetos F.1 Gerenciamento da integração do projeto O gerenciamento da integração do projeto inclui os processos

Leia mais

Aula 2 Governança do projeto Papéis e Responsabilidades

Aula 2 Governança do projeto Papéis e Responsabilidades Aula 2 Governança do projeto Papéis e Responsabilidades Objetivos da Aula: Nesta aula, iremos conhecer os diversos papéis e responsabilidades das pessoas ou grupos de pessoas envolvidas na realização de

Leia mais

GOVERNANÇA DE TI PMBoK (Project Management Body of Knowledge)

GOVERNANÇA DE TI PMBoK (Project Management Body of Knowledge) GOVERNANÇA DE TI PMBoK (Project Management Body of Knowledge) Governança de TI AULA 08 2011-1sem Governança de TI 1 Introdução ao Gerenciamento de Projetos HISTÓRIA PMI Project Management Institute: Associação

Leia mais

4. PMBOK - Project Management Body Of Knowledge

4. PMBOK - Project Management Body Of Knowledge 58 4. PMBOK - Project Management Body Of Knowledge No Brasil, as metodologias mais difundidas são, além do QL, o método Zopp, o Marco Lógico do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e o Mapp da

Leia mais

Implementação utilizando as melhores práticas em Gestão de Projetos

Implementação utilizando as melhores práticas em Gestão de Projetos Implementação utilizando as melhores práticas em Gestão de Projetos Objetivo dessa aula é mostrar a importância em utilizar uma metodologia de implantação de sistemas baseada nas melhores práticas de mercado

Leia mais

Gerência de Projetos CMMI & PMBOK

Gerência de Projetos CMMI & PMBOK Gerência de Projetos CMMI & PMBOK Uma abordagem voltada para a qualidade de processos e produtos Prof. Paulo Ricardo B. Betencourt pbetencourt@urisan.tche.br Adaptação do Original de: José Ignácio Jaeger

Leia mais

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE ESTUDO DE BENCHMARKING EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 2009 Brasil Uma realização dos Chapters Brasileiros do PMI - Project Management Institute PMI-SP PMI-RJ PMI-AM PMI-SC PMI-BA ANEXO 1 PMI-RS PMI PMI-CE

Leia mais

A estrutura do gerenciamento de projetos

A estrutura do gerenciamento de projetos A estrutura do gerenciamento de projetos Introdução O Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK ) é uma norma reconhecida para a profissão de gerenciamento de projetos. Um padrão é

Leia mais

ONDE OS PROJETOS FALHAM? Manuel da Rocha Fiúza BRANCO, Jr 1

ONDE OS PROJETOS FALHAM? Manuel da Rocha Fiúza BRANCO, Jr 1 ONDE OS PROJETOS FALHAM? Manuel da Rocha Fiúza BRANCO, Jr 1 RESUMO Diversos profissionais relatam dificuldades em coordenar adequadamente projetos sob sua responsabilidade. Muitos fatores que influenciam

Leia mais

PROJETO NOVAS FRONTEIRAS. II - Nome do gerente do projeto, suas responsabilidades e sua autoridade

PROJETO NOVAS FRONTEIRAS. II - Nome do gerente do projeto, suas responsabilidades e sua autoridade PROJETO NOVAS FRONTEIRAS DECLARAÇÃO DE ESCOPO SCOPE STATEMENT Preparado por Rodrigo Mendes Lemos Gerente do Projeto Versão 3 Aprovado por Ricardo Viana Vargas Patrocinador 01/11/2010 I - Patrocinador Ricardo

Leia mais

/ 2012_1 6 ( ) ADM ( ) ADM COMEX ( ) ADM MKT

/ 2012_1 6 ( ) ADM ( ) ADM COMEX ( ) ADM MKT Disciplina: Gerenciamento de Projetos / 2012_1 Carga horária: 68h Curso/Semestre: 6 ( x ) ADM ( x ) ADM COMEX ( x ) ADM MKT Data de atualização: janeiro 2012 Núcleo: Operações e Logística Nucleador: Giovanni

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Project Management Institute. Prof. Miguel Torres miguel.torres@terra.com.br

Gerenciamento de Projetos Project Management Institute. Prof. Miguel Torres miguel.torres@terra.com.br Gerenciamento de Projetos Project Management Institute Prof. Miguel Torres miguel.torres@terra.com.br Objetivo do Curso Criar condições e proporcionar métodos para o desenvolvimento da capacidade gestora,

Leia mais

Módulo 3: Gerenciamento da Qualidade, dos Recursos Humanos e das Comunicações

Módulo 3: Gerenciamento da Qualidade, dos Recursos Humanos e das Comunicações ENAP Diretoria de Desenvolvimento Gerencial Coordenação Geral de Educação a Distância Gerência de Projetos - Teoria e Prática Conteúdo para impressão Módulo 3: Gerenciamento da Qualidade, dos Recursos

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UMA PROPOSTA PARA GERENCIAMENTO DA EXECUÇÃO DE PROJETOS DE CABEAMENTO ESTRUTURADO BASEADO NOS PARÂMETROS DA METODOLOGIA PMI

DESENVOLVIMENTO DE UMA PROPOSTA PARA GERENCIAMENTO DA EXECUÇÃO DE PROJETOS DE CABEAMENTO ESTRUTURADO BASEADO NOS PARÂMETROS DA METODOLOGIA PMI UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE ELETROTÉCNICA CURSO DE ENGENHARIA INDUSTRIAL ELÉTRICA/AUTOMAÇÃO HENRY MEINELECKI BUENO BARBOSA LUCAS PEVIDOR DE CARVALHO CAVALLARI MURILO

Leia mais

Um passo inicial para aplicação do gerenciamento de projetos em pequenas empresas

Um passo inicial para aplicação do gerenciamento de projetos em pequenas empresas Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gestão de Projetos Aperfeiçoamento/GPPP1301 T132 09 de outubro de 2013 Um passo inicial para aplicação do gerenciamento de s em pequenas empresas Heinrich

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - TI Elaborado e adaptado por: Prof.Mestra Rosimeire Ayres. GERENCIAMENTO DE PROJETOS COM MS PROJECT aula1

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - TI Elaborado e adaptado por: Prof.Mestra Rosimeire Ayres. GERENCIAMENTO DE PROJETOS COM MS PROJECT aula1 TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - TI Elaborado e adaptado por: Prof.Mestra Rosimeire Ayres GERENCIAMENTO DE PROJETOS COM MS PROJECT aula1 O que é Gerenciamento de um Projeto? De acordo om a Guide to the Project

Leia mais

Processos de gerenciamento de projetos em um projeto

Processos de gerenciamento de projetos em um projeto Processos de gerenciamento de projetos em um projeto O gerenciamento de projetos é a aplicação de conhecimentos, habilidades, ferramentas e técnicas às atividades do projeto a fim de cumprir seus requisitos.

Leia mais

Como concluir um projeto com sucesso?

Como concluir um projeto com sucesso? Como concluir um projeto com sucesso? Luiz Eduardo Cunha, Eng. Professor da FAAP e do IMT 1 Luiz Eduardo Cunha Graduado em Engenharia de Produção EPUSP Pós-Graduado em Gestão do Conhecimento e Inteligência

Leia mais

MBA ARQUITETURA DE INTERIORES

MBA ARQUITETURA DE INTERIORES MBA ARQUITETURA DE INTERIORES Coordenador: Carlos Russo Professor: Fábio Cavicchioli Netto, PMP 1 APRESENTAÇÃO DO PROFESSOR CONHECENDO OS PARTICIPANTES EXPECTATIVAS DO GRUPO 2 SUMÁRIO PMI / PMBoK / Certificados

Leia mais

ESTÁGIO DE NIVELAMENTO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS MACROPROCESSO DE GESTÃO DO PORTFÓLIO

ESTÁGIO DE NIVELAMENTO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS MACROPROCESSO DE GESTÃO DO PORTFÓLIO ESTÁGIO DE NIVELAMENTO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS MACROPROCESSO DE GESTÃO DO PORTFÓLIO 05.11.2015 SUMÁRIO INTRODUÇÃO DEFINIÇÃO DE PORTFÓLIO CENÁRIO NEGATIVO DOS PORTFÓLIOS NAS ORGANIZAÇÕES GOVERNANÇA

Leia mais

Gerenciamento de Projeto: Planejando os Recursos. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Gerenciamento de Projeto: Planejando os Recursos. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Gerenciamento de Projeto: Planejando os Recursos Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Planejar as Aquisições Desenvolver o Plano de Recursos Humanos Planejar as Aquisições É o

Leia mais

Módulo GPE Gestão de Projetos Empresariais

Módulo GPE Gestão de Projetos Empresariais Pós-graduação Gestão Empresarial Módulo GPE Gestão de Projetos Empresariais Prof. MSc José Alexandre Moreno prof.moreno@uol.com.br agosto/2009 Gerenciamento de Custos 5 Orçamento atividades do projeto

Leia mais

Engenharia de Software II: Definindo Projeto III. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Engenharia de Software II: Definindo Projeto III. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Engenharia de Software II: Definindo Projeto III Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Explorando as Áreas de Conhecimento de Gerenciamento de Projeto Entendendo como Projetos Acontecem

Leia mais

Jonas de Souza H2W SYSTEMS

Jonas de Souza H2W SYSTEMS Jonas de Souza H2W SYSTEMS 1 Tecnólogo em Informática Fatec Jundiaí MBA em Gerenciamento de Projetos FGV Project Management Professional PMI Mestrando em Tecnologia UNICAMP Metodologia de apoio à aquisição

Leia mais

Planejamento Recursos

Planejamento Recursos UDESC Universidade do Estado de Santa Catarina FEJ Faculdade de Engenharia de Joinville Planejamento Recursos Prof. Régis K. Scalice DEPS Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas Objetivos da

Leia mais

Gestão de Portfólio de Projetos

Gestão de Portfólio de Projetos Dez/2010 Gestão de de Projetos Prof. Américo Pinto FGV, IBMEC-RJ, PUC-RJ, COPPEAD Email: contato@americopinto.com.br Twitter: @americopinto Linkedin: Americo Pinto Website: www.americopinto.com.br Por

Leia mais

Plataforma da Informação. Gerenciamento de Projetos

Plataforma da Informação. Gerenciamento de Projetos Plataforma da Informação Gerenciamento de Projetos Motivação Por que devemos fazer Projetos? - O aprendizado por projetos, faz parte de um dos três pilares de formação do MEJ; -Projetos são oportunidades

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software Introdução à Melhoria de Processos de Software baseado no MPS.BR Prof. Maxwell Anderson www.maxwellanderson.com.br Agenda Introdução MPS.BR MR-MPS Detalhando o MPS.BR nível G Introdução

Leia mais

Microsoft Project 2003

Microsoft Project 2003 [Módulo 1] Microsoft Project 2003 Apresentação do software 1 Características do Software. Principal ferramenta para o Gerenciamento de Projetos; Versátil, fácil utilização e interface prática; Uso da Internet

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA nº 0010/2015

TERMO DE REFERÊNCIA nº 0010/2015 1 BANCO INTERAMERICANO DE DESENVOLVIMENTO REPRESENTAÇÃO NO BRASIL TERMO DE REFERÊNCIA nº 0010/2015 PARA A CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR INDIVIDUAL PARA CAPACITAÇÃO DA EQUIPE DO FUNBIO NA UTILIZAÇÃO EFICIENTE

Leia mais

2. Gerenciamento de projetos

2. Gerenciamento de projetos 2. Gerenciamento de projetos Este capítulo contém conceitos e definições gerais sobre gerenciamento de projetos, assim como as principais características e funções relevantes reconhecidas como úteis em

Leia mais

FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM MBA GERENCIAMENTO DE PROJETOS

FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM MBA GERENCIAMENTO DE PROJETOS FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM MBA GERENCIAMENTO DE PROJETOS BRUNO ROBERTO DA SILVA CESAR HENRIQUE MACIEL RIBEIRO GUSTAVO HENRIQUE PINHEIRO RICARDO SALLUM DE SOUZA VITOR

Leia mais

METODOLOGIA HSM Centrada nos participantes com professores com experiência executiva, materiais especialmente desenvolvidos e infraestrutura tecnológica privilegiada. O conteúdo exclusivo dos especialistas

Leia mais

Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation.

Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation. Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation. O SoftExpert PPM Suite é a solução mais robusta, funcional e fácil para priorizar, planejar, gerenciar e executar projetos, portfólios

Leia mais

Demais Áreas de Conhecimento do PMBOK

Demais Áreas de Conhecimento do PMBOK Residência em Arquitetura de Software Demais Áreas de Conhecimento do PMBOK Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo Gerência de Desenvolvimento 2008.2 Faculdade de Computação

Leia mais

Aula Nº 9 Gerenciamento de Recursos Humanos em projetos

Aula Nº 9 Gerenciamento de Recursos Humanos em projetos Aula Nº 9 Gerenciamento de Recursos Humanos em projetos Objetivos da Aula: Os objetivos desta aula visam tratar da identificação bem como do estabelecimento de uma estrutura organizacional apropriada ao

Leia mais

Finanças em. Profa. Liliam Sakamoto Aula 6

Finanças em. Profa. Liliam Sakamoto Aula 6 Finanças em Projetos de TI Profa. Liliam Sakamoto Aula 6 Gerenciamentode Custos PMBOK apresentaosseguintesconceitos: Gerenciamento de custos; Processos de Gerenciamento de custos: Estimar custos; Determinar

Leia mais

ISO 9001 Relatórios. A importância do risco em gestao da qualidade. Abordando a mudança. ISO Revisions. ISO Revisions

ISO 9001 Relatórios. A importância do risco em gestao da qualidade. Abordando a mudança. ISO Revisions. ISO Revisions ISO 9001 Relatórios A importância do risco em gestao da qualidade Abordando a mudança BSI Group BSI/UK/532/SC/1114/en/BLD Contexto e resumo da revisão da ISO 9001:2015 Como uma Norma internacional, a ISO

Leia mais

Objetivos da aula. Planejamento, Execução e Controle de Projetos de Software. O que é um plano de projeto? O que é um projeto?

Objetivos da aula. Planejamento, Execução e Controle de Projetos de Software. O que é um plano de projeto? O que é um projeto? Planejamento, Execução e Controle de Projetos de Software. Objetivos da aula 1) Dizer o que é gerenciamento de projetos e a sua importância; 2) Identificar os grupos de processos do gerenciamento de projetos

Leia mais

Gerenciamento de Projeto: Monitorando e Controlando o Projeto II. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Gerenciamento de Projeto: Monitorando e Controlando o Projeto II. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Gerenciamento de Projeto: Monitorando e Controlando o Projeto II Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Reportar o Desempenho Realizar o Controle Integrado de Mudanças Reportar o

Leia mais

Módulo 3 Procedimento e processo de gerenciamento de riscos, PDCA e MASP

Módulo 3 Procedimento e processo de gerenciamento de riscos, PDCA e MASP Módulo 3 Procedimento e processo de gerenciamento de riscos, PDCA e MASP 6. Procedimento de gerenciamento de risco O fabricante ou prestador de serviço deve estabelecer e manter um processo para identificar

Leia mais

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Planejamento do Gerenciamento das Comunicações (10) e das Partes Interessadas (13) PLANEJAMENTO 2 PLANEJAMENTO Sem 1 Sem 2 Sem 3 Sem 4 Sem 5 ABRIL

Leia mais

Fatores Críticos de Sucesso em GP

Fatores Críticos de Sucesso em GP Fatores Críticos de Sucesso em GP Paulo Ferrucio, PMP pferrucio@hotmail.com A necessidade das organizações de maior eficiência e velocidade para atender as necessidades do mercado faz com que os projetos

Leia mais

PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS SEGUNDO O PMBOK. Faculdade PITÁGORAS Unidade Raja Prof. Valéria E-mail: valeriapitagoras@gmail.

PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS SEGUNDO O PMBOK. Faculdade PITÁGORAS Unidade Raja Prof. Valéria E-mail: valeriapitagoras@gmail. PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS SEGUNDO O PMBOK Faculdade PITÁGORAS Unidade Raja Prof. Valéria E-mail: valeriapitagoras@gmail.com 1 Processos Processos, em um projeto, é um conjunto de ações e atividades

Leia mais

3 Metodologia de Gerenciamento de Riscos

3 Metodologia de Gerenciamento de Riscos 3 Metodologia de Gerenciamento de Riscos Este capítulo tem como objetivo a apresentação das principais ferramentas e metodologias de gerenciamento de riscos em projetos, as etapas do projeto onde o processo

Leia mais

Oficina de Gestão de Portifólio

Oficina de Gestão de Portifólio Oficina de Gestão de Portifólio Alinhando ESTRATÉGIAS com PROJETOS através da GESTÃO DE PORTFÓLIO Gestão de portfólio de projetos pode ser definida como a arte e a ciência de aplicar um conjunto de conhecimentos,

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento do Tempo

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento do Tempo Gerenciamento de Projetos Gerenciamento do Tempo Metodologia Aula Teórica Exemplos e Exercícios práticos Questões de concursos anteriores Metodologia e Bibliografia Bibliografia PMBOK, 2004. Project Management

Leia mais

Leia dicas infalíveis para aumentar a produtividade do seu time e se manter competitivo no mercado da construção civil.

Leia dicas infalíveis para aumentar a produtividade do seu time e se manter competitivo no mercado da construção civil. Leia dicas infalíveis para aumentar a produtividade do seu time e se manter competitivo no mercado da construção civil. 2 ÍNDICE SOBRE O SIENGE INTRODUÇÃO 01 PROMOVA A INTEGRAÇÃO ENTRE AS ÁREAS DE SUA

Leia mais

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE ESTUDO DE BENCHMARKING EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 2009 Brasil Uma realização dos Chapters Brasileiros do PMI - Project Management Institute PMI-SP PMI-RJ PMI-AM PMI-SC PMI-BA ANEXO 2 PMI-RS PMI PMI-CE

Leia mais

PMBOK 5. Caros concurseiros! Eis um resumo que fiz sobre as principais mudanças na quinta edição do PMBOK.

PMBOK 5. Caros concurseiros! Eis um resumo que fiz sobre as principais mudanças na quinta edição do PMBOK. PMBOK 5 Caros concurseiros! Eis um resumo que fiz sobre as principais mudanças na quinta edição do PMBOK. Qualquer erro encontrado no material, por favor, me avise! Bons estudos a todos! Deus os abençoe!

Leia mais

Estar apto a utilizar técnicas, ferramentas e terminologias básicas do gerenciamento de projetos após a realização do curso.

Estar apto a utilizar técnicas, ferramentas e terminologias básicas do gerenciamento de projetos após a realização do curso. Curso sobre Gerenciamento de Projetos Apresentação O Gerenciamento de Projetos evoluiu nos últimos anos, ampliando sua área de atuação dentro das organizações. Nos mais variados campos da administração,

Leia mais

EMENTA E8 E9. PIP Trabalho Final de Planejamento Integrado (Projetos e Sub-Projetos) MIP Medição do Projeto ESTUDO DE CASO

EMENTA E8 E9. PIP Trabalho Final de Planejamento Integrado (Projetos e Sub-Projetos) MIP Medição do Projeto ESTUDO DE CASO Anexo 1 - Escopo do Curso de Ferramenta de Apoio ao Gerenciamento de Projetos MSProject 2010 Abordagem PMBOK 4ª Edição E1 Elaborar Termo de Abertura do Projeto (TAP) e Registro das Especificações do Projeto

Leia mais

Análise e Acompanhamento de Projetos. / NT Editora. -- Brasília: 2013. 54p. : il. ; 21,0 X 29,7 cm.

Análise e Acompanhamento de Projetos. / NT Editora. -- Brasília: 2013. 54p. : il. ; 21,0 X 29,7 cm. Autor Clorisval Gomes Pereira Júnior Possui graduação em Desenho Industrial pela Universidade de Brasília (1993), graduação em Educação Artística pela Universidade de Brasília (1989) e mestrado em Design

Leia mais

A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E A GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES. Evolução do TI e Gestão das Organizações Gestão de Projetos Métodos Ágeis

A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E A GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES. Evolução do TI e Gestão das Organizações Gestão de Projetos Métodos Ágeis A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E A GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES Evolução do TI e Gestão das Organizações Gestão de Projetos Métodos Ágeis Vamos nos conhecer e definir as diretrizes de nosso curso??? www.eadistancia.com.br

Leia mais

Cartilha. Gestão de Projetos. Superintendência de Planejamento e Gestão SUPLAN Ministério Público do Estado de Goiás

Cartilha. Gestão de Projetos. Superintendência de Planejamento e Gestão SUPLAN Ministério Público do Estado de Goiás Cartilha Gestão de Projetos SUPLAN Ministério Público do Estado de Goiás Esta cartilha tem como objetivo transmitir os conceitos básicos relacionados ao Gerenciamento de Projetos e compartilhar da metodologia

Leia mais

Capítulo 1. Introdução ao Gerenciamento de Projetos

Capítulo 1. Introdução ao Gerenciamento de Projetos Capítulo 1 Introdução ao Gerenciamento de Projetos 2 1.1 DEFINIÇÃO DE PROJETOS O projeto é entendido como um conjunto de ações, executadas de forma coordenada por uma organização transitória, ao qual são

Leia mais

2 o Encontro de Gerentes de Projetos do MPF

2 o Encontro de Gerentes de Projetos do MPF 2 o Encontro de Gerentes de Projetos do MPF Boas Práticas em Gestão de Cronogramas Osvaldo Pedra, PMP, SpP, P1-MPS.BR osvaldopedra@yahoo.com Boas Práticas em Gestão de Cronogramas Objetivo da palestra

Leia mais

Gestão dos Prazos e Custos do Projeto

Gestão dos Prazos e Custos do Projeto Gestão dos Prazos e Custos do Projeto Prof. Sérgio Ricardo do Nascimento Aula 4 14 de Novembro de 2013 1 Gestão dos Prazos e Custos do Projeto - Prof. Sérgio Ricardo do Nascimento Informações iniciais

Leia mais