w w w. e n g e v i x. c o m. b r

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "w w w. e n g e v i x. c o m. b r"

Transcrição

1 w w w. e n g e v i x. c o m. b r

2 UTGC - Cacimbas Relatório da Administração Exercício 2006 Annual Report - Fiscal Year 2006 Este relatório apresenta os resultados da Engevix Engenharia S/A no exercício findo em 31 de dezembro de 2006, o contexto operacional de sua atuação no período e informações de empresas coligadas. This report presents the results of Engevix Engenharia S/A during the period ended as of December 31, 2006, the operational context of the activities of the company in the period and information about allied companies. Áreas de Atuação Activity Areas A ENGEVIX é uma empresa de engenharia consultiva, sendo responsável pela elaboração de projetos, integração e gerenciamento de empreendimentos nas áreas de energia, indústrias e infra-estrutura. A ENGEVIX é uma das líderes de um mercado que é constituído por mais de 100 empresas significativas, cujo patrimônio líquido atinge um bilhão de reais, empregando mais de pessoas e com um faturamento setorial de sete bilhões de reais. (dados estimados). A participação da Engevix neste mercado é de 8,0 %. ENGEVIX is a consulting engineering company, responsible to draw up projects, integrate and management of construction in the energy, industry and infrastructure sectors. ENGEVIX is a leader company in a market constituted by more than 100 important companies, whose net equity reaches one billion Reais, employing more than people and with a sector invoicing of seven billion Reais. (estimated data). The Engevix share in this market is 8,0 %. ENGEVIX ENGENHARIA S.A Annual Report

3 Estrutura Societária Societary Structure O capital social da ENGEVIX é de R$ mil, sendo 21,875% de propriedade da Jackson Empreendimentos Ltda, 26,04% pertencentes a cada um dos três sócios majoritários Cristiano Kok, Gerson de Mello Almada e José Antunes Sobrinho e o saldo dividido entre os 14 diretores da ENGEVIX. O organograma das empresas coligadas é apresentado a seguir: ENGEVIX capital stock is R$ 43,008, (forty three million, eight thousand Reals), from which % is property of Jackson Empreendimentos Ltda, % is owned by each one of the three senior partners Cristiano Kok, Gerson de Mello Almada and José Antunes Sobrinho and the balance is divided among the fourteen directors of ENGEVIX The organization chart of the allied companies is shown bellow: Para sua atuação no exterior, a ENGEVIX constituiu uma empresa em Angola, onde detem 50,0% do capital social e investiu R$ ,00, tendo logrado, em 2006, realizar um faturamento de US$ 2,0 milhões. Realizou também investimentos no Peru, no montante de R$ ,00, na operação da ENGEVIX PERU, e faturou cerca de US$ 1,5 milhão em 2006, e opera a ENGEVIX MEXICANA, onde não foram necessários aportes de capital para desenvolver os trabalhos nas PCHs El Gallo e Chilata, cujo faturamento foi de US$ 5,0 milhões. Em 2006 foram constituídas duas novas empresas nas quais a ENGEVIX tem participação societária A ENEX O&M de Sistemas Elétricos Ltda e a VENTECH Tecnologias para Soluções em Energia Ltda. A ENEX é uma sociedade (50% ENGEVIX e 50% grupo ENERGIA) constituída para prestar serviços de operação e manutenção de sistemas elétricos. Está operando quatro PCHs e sua carteira deve ser ampliada para 10 usinas em A VENTECH é uma sociedade (50% ENGEVIX e 50% VERT) destinada a desenvolver e aplicar tecnologias novas ligando informática e energia (elétrica, óleo, gás e biomassas). Teve aprovada uma captação de recursos para investimentos em pesquisa junto à FINEP e deverá atuar em Recife como contratada do CESAR para o desenvolvimento de seus primeiros produtos. Os resultados deste desenvolvimento são esperados para For the operation abroad, ENGEVIX constituted a company in Angola, from wich owns 50.0% of the capital stock and invested R$ 153,500.00, achieving in 2006 a US$ 2.0 million invoicing. The company also invested R$ 324, in Peru, in the operation of ENGEVIX PERU, reaching about US$ 1.5 million invoicing in 2006, and operates ENGEVIX MEXICANA, a company which does not need capital contribution to develop the works in the Small Hydro Power (SHP) El Gallo and Chilatán, which invoiced US$ 5.0 million. In 2006, two new companies in which ENGEVIX has share participation were constituted ENEX O&M de Sistemas Elétricos Ltda., and VENTECH Tecnologias para Soluções em Energia Ltda. ENEX corporation (50% ENGEVIX and 50% ENERGIA group) has been constituted to provide operation and maintenance services to electrical systems. The company currently operates four SHPs and in 2007 must enlarge its portfolio to ten plants. VENTECH is a corporation (50% ENGEVIX and 50% VERT) intended to develop and apply new technologies linking computer resources and energy (electric, oil, gas and biomasses). A fund rising by VENTECH was approved for investments on research with FINEP and the company shall work in Recife as contracted by CESAR for the development of its first products. This development is expected to yield results in ENGEVIX ENGENHARIA S.A Relatório da Administração 2006

4 Empresas Coligadas Allied Companies 1. Desenvix A Desenvix S/A é uma subsidiária integral da ENGEVIX, criada em 1995 para desenvolver novos negócios, em particular na área de geração de energia elétrica. Tem participação hoje nos seguintes empreendimentos: 1. Desenvix Desenvix S/A is an integral subsidiary of ENGEVIX, created in 1995 aiming at developing new businesses, particularly in the field of electric power generation. The company has participation today in the following enterprises: Empresa Estado Potência Participação Investimento (R$ mil) Company State Power Participation Investment (R$ Thousands) DFESA - Dona Francisca Energética S/A RS 125 MW 2,12% (Opera / In Operation) CERAN - Cia. Energética Rio das Antas RS 360 MW 5,00% (Opera / In Operation) MONEL - Monjolinho Energética S/A RS 67 MW 21,75% ESMERALDA S/A RS 22 MW 4,50% 670 (Opera / In Operation) SANTA LAURA S/A SC 15 MW 4,50% 449 SANTA ROSA RJ 30 MW 9,00% OUTROS TOTAL/TOTAL Em 2006 a DESENVIX investiu R$ 10,5 milhões em empreendimentos de geração de energia, o que corresponde a cerca de 50% de seu lucro líquido de R$ 21,4 milhões. O seu Patrimônio Líquido atingiu R$ 26,6 milhões. Em agosto de 2006 foi formalizado um Conselho de Gestão de Projetos na DESENVIX, com o objetivo de acompanhar a implantação de todos os empreendimentos nos quais o grupo ENGEVIX tem participação majoritária. É formado pelos Conselheiros Adhemar Kajita, Luis Schneider, Cristiano Kok, Gerson de Mello Almada e José Antunes Sobrinho. Além do Conselho foi formado um Núcleo de Apoio a Projetos, coordenado pelo Eng. Alvaro Sardinha, cuja equipe é responsável pela gestão ambiental, técnica e financeira de todos os empreendimentos nos quais o grupo tenha participação majoritária, ou seja, as PCHs Esmeralda, Santa Laura e Santa Rosa e a UHE Monjolinho. 2. Linhas de Transmissão In 2006 DESENVIX invested R$ 10.5 million in energy generation enterprises, which corresponds to about 50% of the R$ 21.4 million net profit of the company. Net Equity reached R$ 26.6 million. In August 2006 was formalized a Project Management Board in DESENVIX, aiming at following up the implementation of all enterprises in which ENGEVIX group has majority interest. The Board comprises Counselors Adhemar Kajita, Luis Schneider, Cristiano Kok, Gerson de Mello Almada and José Antunes Sobrinho. Besides the Board, a Project Suport Center was created, coordinated by Engineer Alvaro Sardinha, whose team is responsible for the environmental, technical and financial management of all the enterprises in which the group has a majority share, that is, the SHPs Esmeralda, Santa Laura and Santa Rosa and the HPP Monjolinho. 2. Transmission Lines LT Campos Novos - Blumenau A ENGEVIX detém 10% das ações da SC Energia S/A onde já integralizou R$ 10,5 milhões para a implantação da linha de transmissão Campos Novos-Blumenau, em Santa Catarina, já em operação comercial. Possui também 10% das ações da RS Energia S/A, responsável pela implantação da linha de transmissão Campos Novos Polo, no Rio Grande do Sul, onde investiu R$ ,00 em 2006 e 3% das ações da Intesa Integradora de Transmissão de Energia S.A., responsável pela implantação de parte da linha Norte-Sul, onde investiu, em 2006, R$ ,00 LT Campos Novos ENGEVIX holds 10% of the shares of SC Energia S/A, from which has already paid R$ 10.5 million for the implementation of the Campos Novos-Blumenau transmission line, in Santa Catarina State, already operating commercially. The company also owns 10% of the shares of RS Energia S/A, responsible for the implementation of the Campos Novos Polo transmission line, in Rio Grande do Sul State, where the company invested R$ 3,685, in 2006, and 3% of the shares of Intesa Integradora de Transmissão de Energia S.A., responsible for the implementation of part of the North-South line, where the company invested R$ 3,785, in ENGEVIX ENGENHARIA S.A Annual Report

5 3. Pequenas Centrais Hidrelétricas A ENGEVIX participa, com 4,5% do capital, das empresas Esmeralda S/A e Santa Laura S/A, com investimentos totais de R$ ,00, dos quais R$ ,00 realizados em Small Hydropower Plants ENGEVIX share is 4.5% of the capital of the companies Esmeralda S/A and Santa Laura S/A, with R$ 1,123, of total investments, R$ 893, of them, in UHE Monjolinho PCH Esmeralda PCH Santa Laura 4. Monjolinho Energética S/A A Monjolinho Energética S/A - MONEL é uma sociedade de propósito específico, constituída para construir e operar o aproveitamento hidrelétrico de Monjolinho, com 67,0 MW, no rio Passo Fundo RS. O início das obras depende da Licença de Instalação a ser emitida pelo órgão ambiental do Rio Grande do Sul a ENGEVIX é proprietária de 78,25% das ações, cabendo o restante à DESENVIX. O investimento da ENGEVIX no projeto atinge R$ ,00, dos quais R$ foram desembolsados em Jackson Empreendimentos Ltda. A Jackson Empreendimentos Ltda. é uma empresa cujos sócios são os acionistas majoritários da ENGEVIX. Detém 21,86% do capital social da ENGEVIX, além de ser proprietária do imóvel que sedia a empresa em Barueri. Possui 90% das ações das sociedades Esmeralda S/A (em operação) e Santa Laura S/A (em construção) e tem 91% das ações da Santa Rosa S/A (em construção). Estas pequenas centrais hidrelétricas estão enquadradas no PROINFA (Programa de Incentivo a Fontes Alternativas de Energia) e firmaram contrato de venda de energia a longo prazo com a ELETROBRÁS, e de financiamento das obras com o BNDES Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social. O montante investido pela JACKSON nestas centrais foi de R$ 40,5 milhões de reais, dos quais R$ 32,3 milhões no exercício de O seu Patrimônio Líquido é de R$ 58,8 milhões. 4. Monjolinho Energética S/A Monjolinho Energética S/A - MONEL is a special purpose corporation, which was constituted aiming at constructing and operating the hydroelectric utilization of Monjolinho, with 67.0 MW, in Passo Fundo River RS. The beginning of the works depends on the Installation License to be issued by the environmental agency of Rio Grande do Sul state. ENGEVIX is owner of 78.25% of the shares, and the remaining is owned by DESENVIX. ENGEVIX investment in the project reaches R$ 7,374,100.00, from which R$ were disbursed in Jackson Empreendimentos Ltda. Jackson Empreendimentos Ltda. partners are the ENGEVIX majority shareholders. The company holds 21.86% of ENGEVIX capital stock, besides owning the building that houses the central offices of the company, in Barueri city. Jackson Empreendimentos Ltda. owns a 90% share of the companies Esmeralda S/A (in operation) and Santa Laura S/A (under construction) and a share 91% of Santa Rosa S/A (under construction). These small hydroelectric power plants are classified under PROINFA (Incentive Program to Alternative Energy Sources) and signed with ELETROBRÁS a long term contract to sell energy, and a financiation contract for the works with BNDES, Brazilian Social and Economic Development Bank. The amount invested by JACKSON in these plants was R$ 40.5 million Reais, which R$ 32.3 million in the 2006 fiscal year. The company s Net Equity reaches R$ 58.8 million. UHE Dona Francisca Ceran - UHE Castro Alves PCH Santa Rosa 04 ENGEVIX ENGENHARIA S.A Relatório da Administração 2006

6 Resultados Operacionais Operational Results No ano de 2006 a receita operacional bruta atingiu R$ mil, sendo R$ mil proveniente de serviços prestados pela ENGEVIX e R$ mil da subsidiária integral DESENVIX. O Consórcio PCP- ENGEVIX contribuiu com R$ mil na receita da ENGEVIX. O resultado operacional apurado no exercício foi de R$ mil (R$ mil após o imposto de renda e a contribuição social sobre o lucro), o que resultou em uma rentabilidade de 67,4% sobre o patrimônio líquido e de 15,4% sobre a receita operacional. O LAJIDA (Lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) foi de R$ mil (R$ mil consolidado com DESENVIX). A empresa manteve sua sólida posição financeira, com índice de liquidez corrente de 1,48, capital social de R$ mil e patrimônio líquido de R$ mil. O grau de endividamento total é de 53,1 % e a imobilização em relação ao patrimônio líquido de 9,6%. A empresa não tem endividamento bancário e seus custos financeiros derivam do pagamento de juros sobre o capital próprio. No ano de 2006 teve continuidade o trabalho de manutenção de plataformas dos ativos de Marlim e Albacora, através do consórcio PCP-ENGEVIX. A participação da ENGEVIX nas receitas do consórcio (40%), atingiu, no ano de 2006, o valor de R$ mil. Evolução do Faturamento / Sales Volume Evolution In 2006 the gross operational income reached R$ 564,687,000, from which R$ 548,396,000 from services provided by Engevix, and R$ R$ 16,291,000 from the whollyowned company DESENVIX. The contribution of the Pool PCP-ENGEVIXto the ENGEVIX income was R$ 57,651,000. The profit determined in the fiscal year was R$ 99,399,000 (R$ 87,170,000 after income tax and social contribution on profit), which resulted a net equity yield of 67.4%, and 15.4% of operational income. The EBITDA was R$ 80,071,000 ( R$ 106,142,000 consolidated with DESENVIX). The company kept its strong financial position, with 1.48 of current liquidity ratio, R$ 43,008,000 of capital stock and R$ 129,242,000 of net equity. The total level of indebtedness is 53.1 % and fixed assets with relation to the net equity is 9.6 %. The company does not have bank debts and the financial costs comes from the interests paid on the owner s equity. In the year 2006 the work of platform maintenance of Marlim and Albacora assets was continued through the pool PCP-ENGEVIX. The ENGEVIX share in the incomes of the pool (40%) reached the amount of R$ 57,651,000 in Discriminação / Discrimination Pagamento de Tributos Payment of Taxes A empresa pagou mais de R$ 87 milhões de tributos, conforme demonstrado a seguir: DESCRIÇÃO / DESCRIPTION The company paid more than R$ 87 million in taxes as follows: VALOR (R$ mil) / VALUE (R$ Thousands) Tributos sobre o Lucro / Taxes on Profit Imposto sobre a Renda (IRPJ) / Income Tax (IRPJ) Contribuição Social sobre o Lucro (CSSL) / Social Contribution on Profit (CSSL) Tributos sobre o Faturamento / Taxes on Invoicing Contribuição Social sobre o Faturamento (COFINS) / Social Contribution on Invoicing (COFINS) Imposto sobre Serviços (ISS) / Tax on Services Rendered (ISS) Programa de Integração Social (PIS) / Social Integration Program (PIS) Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) / Tax on the Circulation of Goods and Services (ICMS) Tributos sobre a Folha de Salários / Taxes on Payroll Contribuição à Previdência Social (INSS) / Social Security Contribution (INSS) Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) / Government Severance Indemnity Fund for Employees (FGTS) Outros Impostos e Taxas / Other Taxes and Duties 358 TOTAL / TOTAL ENGEVIX ENGENHARIA S.A Annual Report

7 Quadro de Colaboradores Human Resources A sociedade concluiu o ano de 2006 com um quadro de colaboradores, dos quais 529 de nível universitário, 619 de nível técnico e 163 auxiliares. O gráfico a seguir mostra a evolução do quadro de pessoal. O consórcio PCP- ENGEVIX conta com colaboradores em Macaé, dos quais a ENGEVIX responde por 40%, elevando assim o seu efetivo total a colaboradores. The company ended the year 2006 with a staff of 1,311 collaborators, 529 of them with bachelor degree, 619 with technical degree and 163 assistants. The following table shows the evolution of personnel. The pool PCP-ENGEVIX staff has 1,110 collaborators in Macaé, from ENGEVIX is responsible for 40%, thus rising its total staff to 1,751 collaborators. Política de Recursos Humanos Human Resources Policy No ano de 2006 foram despendidos R$ mil em assistência médica, R$ 131 mil em prêmios de seguro de vida, R$ mil no programa de alimentação do trabalhador (vale refeição) e R$ 257 mil em vale transporte. Foram pagos R$ mil em programas de participação em resultados e R$ 255 mil em treinamento. Desta forma, em benefícios a empregados, treinamento de pessoal e participação em resultados foram investidos R$ mil em Foram treinados colaboradores em programas vinculados à qualidade, saúde e segurança do trabalho e conscientização ambiental, além de terem sido incrementados programas de treinamento em informática e proporcionados cursos de mestrado em gestão de contratos turn-key a quarenta de seus colaboradores, através de convênio com a UNISUL- Business School. As aulas tiveram início em 13 de janeiro de 2006, com 375 horas-aula, seguindo dos padrões do PMI Project Management Institute. Esta política de treinamento significou a utilização de homens-horas no ano, correspondendo a uma média de 3,1 horas de treinamento por colaborador. Em março de 2006 foi realizado em Florianópolis o Encontro de Coordenadores, que reuniu mais de cinqüenta líderes da empresa para debater estratégias futuras, inserção de novas tecnologias e qualificação de pessoas. Neste Encontro foi decidida contratação de um Plano Diretor de Gestão de Recursos Humanos, que foi concluído em dezembro de 2006 para implantação em In the year 2006 there was an expense of R$ 1,837,000 in medical assistance, R$ 131,000,000 in life insurance prizes, R$ 2,248,000 in the worker s food program (meal voucher) and R$ 257,000,000 in public transportation voucher. As well, R$ 1,480,000 were paid in profit sharing programs and R$ 255,000 in training. Thus, in behalf of employees, training and profit sharing, were invested R$ 6,208,000 in Collaborators were trained in programs related to quality, health and security at work and environmental awareness, besides training programs in computer resources were added and master degree courses in turn-key contracts management were provided to forty collaborators by agreement with UNISUL-Business School. Classes started in January 13, 2006, with 375 hours-class, meeting the PMI Project Management Institute - standards. This training policy implied the use of 14,674 man-hours in the year, corresponding to 3.1 training hours per collaborator in average. In March 2006 the Coordinator Meeting was held in Florianópolis, gathering more than fifty leaders of the company to debate future strategies, inclusion of new technologies and people qualification. In this Meeting was decided the hiring of a Human Resources Management Master Plan, which was concluded in December 2006, to be implemented in Encontro de Coordenadores Congresso Gerenc de Projetos Engevix - Sede 06 ENGEVIX ENGENHARIA S.A Relatório da Administração 2006

8 Contratos Significativos / Significant Contracts Hidrelétricas / Hidroelectric Power Plants UHE Tucuruí - 2 a. Etapa UHE Campos Novos UHE Capim Branco II UHE Monte Claro UHE Machupicchu - Perú UHE Capim Branco I UHE Barra Grande UHE Castro Alves UHE L C Barreto - Furnas PCH - Pequenas Centrais Hidrelétricas / SHP Small Hidropower Plant PCH Esmeralda PCH Santa Laura PCH Salto PCH Piranhas PCH El Gallo PCH São João PCH Chilatan PCH Santa Rosa Sistemas de Transmissão / Transmission System LT Corumbá IV LT Lagoa Vermelha - Santa Marta LT Barra Grande - Lagoa Vermelha LT C Novos - Blumenau Óleo e Gás / Oil and Gas Refinaria Cacimbas MSGás ENGEVIX ENGENHARIA S.A Annual Report

9 Aeroportos / Airports Aeroporto de Petrolina Aeroporto de Fortaleza Aeroporto de Florianópolis Rodovias e Ferrovias / Highways and Railways Rodoanel Artesp CPTM - Estação Ferraz de Vasconcelos Interoceânica - Peru Saneamento e Irrigação / Sanitation and Irrigation Paranasan - Vista Geral ETE Mulemba Carrizal - Chone - Equador Manabi Turn-Key / Turn-Key Cacimbas PCH Santa Rosa PCH Bonfante PCH Monte Serrat Manutenção de Plataformas / Maintenance of Platforms Plataforma - P-37 Plataforma - P-19 Plataforma - P ENGEVIX ENGENHARIA S.A Relatório da Administração 2006

10 Política da Qualidade Policy of Quality A ENGEVIX adota um conjunto de normas, procedimentos e sistemas de qualificação de pessoal e subcontratados bem estruturados e claramente entendidos por todos os seus colaboradores. Foi certificada pela Fundação Carlos Alberto Vanzolini como tendo o seu sistema de gestão da qualidade de conformidade com a norma NBR-ISO 9001:1994 em 01/03/1999, atualizada pela norma NBR-ISO 9001:2000 em 07/11/2002 e re-certificada em auditoria realizada entre 11 e 21 de dezembro de A certificação do seu sistema de gestão de meio ambiente de acordo com as normas NBR - ISO :1996 e de gestão de segurança e saúde ocupacional pela Norma OHSAS :1999., foi também emitido pela FCAV em 19 de janeiro de 2007, após auditoria realizada entre 11 e 21 de dezembro de 2006, permitindo assim incluir o escritório do Rio de Janeiro no seu Sistema Integrado de Gestão - SIG. A ENGEVIX foi a primeira empresa de engenharia consultiva brasileira a obter a tríplice classificação em sistemas de gestão da qualidade, meio ambiente, saúde e segurança do trabalho. ENGEVIX adopts several well structured standards and procedures and qualification systems for staff and subcontracted people that are clearly understood by all the collaborators. The quality management system was certified by Fundação Carlos Alberto Vanzolini in accordance with the NBR-ISO 9001:1994 standard in March 1st, 1999, updated through the NBR-ISO 9001:2000 standard in November 7th, 2002 and recertified in audit held from December 11 to 21, The certification of the environmental management system of the company in accordance with the NBR-ISO :1996 standards and occupational security and health management by OHSAS :1999 standard, was also issued by FCAV in January 19th 2007, after the audit held in December 11 to 21, 2006, thus allowing to include the office of Rio de Janeiro in its Integrated Management System - SIG. ENGEVIX became the first Brazilian advisory engineering company to reach the triple classification in its quality, environment, health and job security management systems. Tecnologia Tecnology Cacimbas Triforma - Vertedouro Coqueiros No ano de 2006 a ENGEVIX investiu em tecnologia cerca de 5,6 milhões de reais (1,0% da Receita Operacional). Os principais projetos realizados foram a migração dos servidores de rede para a última versão de sistema operacional Microsoft Windows 2003 Server; consolidação para um domínio único engevix.com.br ; migração e consolidação dos servidores de segurança e mensageria; migração e alocação dos servidores em um novo Data Center, permitindo uma redução dos custos de operação e manutenção. Os escritórios, interligados com tecnologia de comunicação MPLS, utilizaram fortemente VoIP e videoconferência. Os links de acesso entre escritórios foram ampliados, possibilitando video-conferências de qualidade com escritórios de terceiros. Alguns empreendimentos de responsabilidade da ENGEVIX estão equipados com transmissão de imagens, possibilitando o monitoramento e acompanhamento das obras on line. Os projetos em 3D ganharam novo impulso, gerando a necessidade de mais investimentos em hardware, software e treinamento de pessoal tanto no escritório de São Paulo, devido aos novos contratos com a Petrobras (Cacimbas), onde está sendo utilizada a solução da Intergraph para PlantDesign - PDS, como também em Santa Catarina, onde novos projetos de usinas, tais como as PCHs Santa Laura, Santa Rosa, Bonfante e Monte Serrat no Brasil e El Gallo e Chilatan no México, e as UHEs Castro Alves, 14 de julho e São José, no Brasil e a UHE La Vueltosa na Venezuela, continuam a utilizar a solução Bentley - TriForma e PlantSpace Design Series. Foi concluída uma reengenharia de produção de cópias e impressão através da contratação de outsourcing com equipamentos MultiFuncionais - cópia, impressão e scanner. No período a quantidade de cópias e impressões aumentou em 50% e o custo reduziu-se em 30%. In 2006 ENGEVIX invested about 5.6 million Reais (1.0% of the Operational Income) in technology. The main projects carried out were the migration of the net servers to the last release of the operating system Microsoft Windows 2003 Server; consolidation to only one domain engevix.com.br ; migration and consolidation of the security and servers; migration and allocation of the servers in a new Data Center, allowing a reduction of operation and maintenance costs. The offices, linked with MPLS communication technology, have been using widely VoIP and videoconference. The access links among offices were enlarged, making possible high quality videoconferences with third parties offices. Some enterprises from which ENGEVIX is responsible are equipped with image transmission equipment, making possible the on line monitoring and follow-up of the works. The 3D projects received a new momentum, showing the need of more investments in hardware, software and training of the staff, as in the São Paulo office, because of the new contracts with Petrobras (Cacimbas), where the Intergraph solution for PlantDesign - PDS is being used, as also in Santa Catarina, where new plant projects, such as SHPs Santa Laura, Santa Rosa, Bonfante and Monte Serrat in Brazil and El Gallo and Chilatan in Mexico, and the HPPs Castro Alves, 14 de Julho and São Jose, in Brazil and the HPP La Vueltosa in Venezuela, are still using the Bentley solution - TriForma and PlantSpace Design Series. A reengineering of copy and printing production by outsourcing with multi-functional equipment - copy, printing and scanning - was concluded. In the period the amount of copies and printings increased 50% and the cost was reduced in 30%. ENGEVIX ENGENHARIA S.A Annual Report

11 UHE Barra Grande CPTM - Estação Luz Aeroporto de Viracopos Responsabilidade Social Social Responsibility s O Instituto Engevix foi reconhecido pelo Ministério da Justiça como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público OSCIP e declarado de utilidade pública pela Prefeitura Municipal de Florianópolis e passou a ser o responsável pela gestão das ações de atendimento social da ENGEVIX. Em 2006 a ENGEVIX aportou ao Instituto Engevix a importância de R$ 251 mil para dar continuidade ao Programa Engevix Sócio Educativo PRESE, que é um programa de caráter social que visa contribuir para a melhoria da qualidade de vida de crianças e adolescentes de uma comunidade carente do município de Florianópolis, a rua Monsenhor Topp. Para este programa foi alugada uma casa na Rua Major Costa 517, próximo à Escola Técnica Federal de Santa Catarina, que foi equipada com um refeitório para 32 pessoas, uma biblioteca, duas salas de informática com 8 microcomputadores cada uma (um computador para cada aluno), áreas para oficinas (capoeira, artes, atividades físicas e espanhol, entre outras) uma sala de atendimento psicológico, uma de atendimento do serviço social, além de uma área para a Administração do programa. Até dezembro de 2006 foram atendidos 601 alunos no programa, em seus diversos projetos sócio-educativos: Jornada Ampliada e Cursos Profissionalizantes de Informática. Estes projetos trouxeram significativos resultados na otimização dos recursos do quotidiano de cada aluno, bem como de cada família atendida. Os benefícos podem ser expressos pelo interesse em participar nos projetos, pelo aumento de crianças e adolescentes atendidos, pelo fortalecimento dos laços familiares, pela melhoria no processo ensinoaprendizagem e pela possibilidade de capacitação para o mercado de trabalho. A ADVB de Santa Catarina concedeu, em 11 de outubro de 2006, o título de Empresa Cidadã na categoria Participação Comunitária ao Instituto Engevix, repetindo premiação ocorrida em The Engevix Institute was recognized by the Brazilian Ministry of Justice as a Organização da Sociedade Civil de Interesse Público OSCIP (Civil Organization of Public Interest) and declared a public utility Organization by the Town Hall of Florianopolis and became responsible for the management of the social services actions of ENGEVIX. In 2006, ENGEVIX contributed to the Engevix Institute an amount of R$ 251,000 to give continuity to the Educational Partner Engevix Program - PRESE, that is a a social program that aims at contributing to the improvement of the life quality of children and teenagers from a poor community in Florianopolis City, at Monsenhor Topp street. For this program, a house at 517, Major Costa street was rented, next to the Escola Técnica Federal de Santa Catarina, which was equipped with a refectory for 32 people, a library, two computing rooms with 8 computers each (one computer for each student), workshop areas (capoeira, arts, physical activities and spanish couses, among others) a counseling room, another one for social services, besides an area for the management of the program. Until December 2006, 601 students were attended by the program, in its several socio-educational projects: Extended Schedule and Professional Training Courses on Computer Resources These projects brought significant results in the optimization of the resources of the daily life of each student, as well as each family attended. The benefits can be expressed by the interest to participate in the projects, by the rise of the number of children and teenagers attended, by the strengthening of the family ties, by the improvement in the teaching-learning process and by the possibility of training for the job market. The Santa Catarina State ADVB granted, in October 11th, 2006, the title of Citizen Company in the category Community Participation to the Engevix Institute, repeating the awarding of the year Prese - Turma Tarde ADVB - Título Empresa Cidadã 10 ENGEVIX ENGENHARIA S.A Relatório da Administração 2006

12 Reconhecimento Público Public Acknowledgement No ano de 2006 a ENGEVIX manteve posição de liderança entre as empresas de Projeto e Consultoria da revista O Empreiteiro (dados de 2005), tendo se mantido em segundo lugar entre as empresas do setor. A revista Balanço Anual, da Gazeta Mercantil, classificou a ENGEVIX em primeiro lugar entre as empresas de Consultoria no segmento Construção Civil. O Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo PROMINP concedeu certificação à ENGEVIX por sua adesão ao Centro de Excelência em EPC em 22 de novembro de Em 18 de dezembro de 2006 a ENGEVIX recebeu da PETROBRAS PRODEP Programa de Desenvolvimento de Fornecedores Externos de E&P, a Menção Honrosa pela qualidade de gerenciamento do projeto Cacimbas. Em 24 de junho de 2006 o Eng. Gerson de Mello Almada recebeu Prêmio Fritz Feigl 2006, concedido pelo Conselho Regional de Química a seu profissional mais destacado no ano. Em 26 de agosto de 2006 o Eng. Gerson foi agraciado com a Medalha do Pacificador, uma das mais altas comendas do Exército brasileiro. In the year 2006, ENGEVIX kept a leader position among the Project and Consultancy companies of O Empreiteiro magazine (data from 2005), holding the second position among the companies of the sector. The Balanço Anual magazine, from the Gazeta Mercantil journal, classified ENGEVIX in the first place among the Consultancy companies in the Civil Construction sector. The Mobilization of the National Oil Industry Program PROMINP - certificated ENGEVIX for the adhesion to the Excellence Center in EPC, in November 22nd, In December 18th, 2006, PETROBRÀS PRODEP Programa de Desenvolvimento de Fornecedores Externos de E&P, granted to ENGEVIX the Honourable Mention for the quality in Cacimbas project management. In June 24th, 2006, engineer Gerson de Mello Almada was awarded with the Fritz Feigl 2006 Award, granted by the Conselho Regional de Química (Regional Chemical Council) to the most outstanding professional in the year. In August 26th, 2006, Engineer Gerson was awarded the Medalha do Pacificador (Pacifier Medal), one of the highest decoration of the Brazilian Army. Prêmio Profissional da Eng Química do Ano Menção Honrosa - Petrobrás Apoio Cultural Engevix Engevix Cultural Support Sob os auspícios da Lei de Incentivo à Cultura, a ENGEVIX patrocinou uma exposição de artes plásticas que teve lugar na Federação das Indústrias de São Paulo Centro Cultural FIESP Galeria de Arte do SESI, na Avenida Paulista 1313 São Paulo SP, no período de 19 de setembro a 29 de outubro de Denominada Reflexões Visuais, a exposição teve a curadoria da Fundação Cultural e Artística Gilberto Salvador, mostrou a trajetória escultórica do artista paulistano Gilberto Salvador e deu origem a um livro-catálogo da mostra e da obra do artista. Cerca de dezessete mil visitantes tiveram a oportunidade de conhecer esta significativa obra escultórica. Ainda sob os auspicios da Lei Rouanet, a ENGEVIX co-patrocinou a publicação do livro Tuneis do Brasil que mostra praticamente todos os trabalhos de engenharia subterrânea do Brasil, muitos dos quais contaram com a participação da ENGEVIX como consultora. O investimento total neste programa de incentivo à cultura atingiu, em 2006, R$ ,00. Under the auspices of Lei de Incentivo à Cultura, ENGEVIX sponsored a visual arts exhibition that took place in Federação das Indústrias de São Paulo Centro Cultural FIESP Galeria de Arte do SESI, at 1313 Avenida Paulista São Paulo SP, from September19th to October 29th, Fundação Cultural e Artística Gilberto Salvador was the curator of the exhibition called Reflexões Visuais, which showed the sculptural path of Gilberto Salvador, an artist from São Paulo city, and gave origin to a book-catalog of the exhibition and of the work of the artist. Almost seventeen thousand visitors knew this noteworthy sculptural work. Still under the auspices of Lei Rouanet, ENGEVIX was co-sponsor of the publication of the book Túneis do Brasil, that practically shows all the underground engineering works in Brazil, ENGEVIX participated as consultancy company in many of them. The total investment in this incentive to the culture program reached, in 2006, R$ 105, ENGEVIX ENGENHARIA S.A Annual Report

13 Perspectivas Comerciais Commercial Perspectives O ano de 2006 encerrou-se com a manutenção da carteira de serviços, graças à assinatura de importantes contratos nas áreas de óleo e gás, energia elétrica e infra-estrutura, com ênfase na modalidade turn-key. Ao final do ano a empresa detinha uma carteira de contratos que atingia R$ 850 milhões de reais. Mais de 1,8 bilhões de reais achavam-se em fase de negociação e deverão ser incorporados à carteira no início do ano de Com estes resultados a empresa, que apresentou um crescimento de 127% em 2006 em relação a 2005, espera crescer mais de 40% em The year 2006 was concluded with stability on the service portfolio, thanks to the signature of important contracts in the oil and gas, electric power, infrastructure and turn-key sectors, with stress on the turn-key modality. At the end of the year the contracts portfolio of the company reached 850 million Reais. More than 1.8 billion Reais was in the negotiation stage and shall be incorporated to the portfolio at the beginning of With these results, the company, that presented a 127% increase in 2006 in relation to 2005, expects a growth higher than 40% in Aeroporto do Galeão Planta de Cimento - Macaé UHE Barra Grande UHE La Vueltosa Agradecimentos Acknowledges Agradecemos a nossos colaboradores, fornecedores, bancos, prestadores de serviço, parceiros, e, principalmente a nossos clientes, razão de nossa existência, os resultados alcançados em We thank to our collaborators, suppliers, banks, service suppliers, partners, and mainly to our customers, the reason of our existence, the results reached in Nossa Missão Our Mission Nossa missão é prestar serviços de engenharia inteligentes, para agregar valor aos empreendimentos de nossos clientes. Diretores / Directors Our Mission is provide intelligent engineering services, in order to add value to our customers enterprises. Carlo Filippini; Ciro Júlio Schmitt; Daniel Peres; José Carlos Mendes Lopes; Lailton Vieira Xavier; Luiz Augusto Rigueira Nogueira; Luiz Bianchi; Marco Aurélio Fernandes; Osmar Tessmer; Rodolfo de Souza Pinto; Santo Bertin Neto; Silvano Custódio Albertoni; Wilson Vieira; Yoshiaki Fujimori. Cristiano Kok Presidente / President Gerson de Mello Almada Vice-Presidente / Vice-President José Antunes Sobrinho Vice-Presidente / Vice-President 12 ENGEVIX ENGENHARIA S.A Relatório da Administração 2006

14 Balanços Patrimoniais em 31 de Dezembro - em milhares de Reais Assets and Liabilities Statements in December 31 - in thousands of Reals ATIVO / ASSETS CIRCULANTE / CURRENT ASSETS Disponibilidade / Cash Aplicações Financeiras / Financial Applications Contas a Receber de Clientes / Trade Accounts Receivable Adiantamento a Fornecedores / Advance to Suppliers Estoques / Stocks Sociedades e Pessoas Ligadas / Related Companies and Individuals Dividendos a Receber / Receivable Dividends Impostos a Recuperar / Taxes to Retrieve Outros Créditos / Other Credits Total do Circulante / Total of Circulating REALIZÁVEL A LONGO PRAZO / LONG-TERM RECEIVABLES Sociedades e Pessoas Ligadas / Related Companies and Individuals Outros Créditos / Other Credits Total Realizável a Longo Prazo / Total Long-Term Receivables PERMANENTE / PERMANENT Engevix Consolidado Engevix Consolidado Investimentos / Investments Imobilizado / Fixed Assets Diferido / Defered Total do Permanente / Total of Permanent TOTAL DO ATIVO / TOTAL ASSETS PASSIVO / LIABILITIES CIRCULANTE / CURRENT LIABILITIES Engevix Consolidado Engevix Consolidado Fornecedores / Suppliers Salários e Encargos Sociais / Salaries and Social Charges Adiantamento de Clientes / Advance to Clients Impostos a Recolher / Taxes to Collect Outras Exigibilidades / Other Liabilities Total do Circulante / Total Current Liabilities EXIGÍVEL A LONGO PRAZO / LONG-TERM LIABILITIES Impostos e Contribuições / Taxes and Contributions Provisão para Contigências Trabalhistas / Provision for Labor Contingencies Total do Exigível a Longo Prazo / Total Long-term Liability PATRIMÔNIO LÍQUIDO / NET EQUITY Capital Social / Capital Stock Reserva Legal / Legal Reserv Lucros Acumulados / Retained Earnings Total do Patrimônio Líquido / Total Net Equity Total do Passivo e Patrimônio Líquido / Total of Liabilities and Net Equity Demonstração dos Resultados dos Exercícios Findos em 31 de Dezembro Income Statement of Fiscal Years Ended in December Receitas de Serviços e de Vendas / Services and Sales Revenues Receitas com Dividendos / Dividends Income Impostos sobre Serviços e Mercadorias / Taxes on Services and Goods (13.684) (14.087) (65.038) (65.648) Receitas Líquidas / Net Earnings Custo de Serviços Prestados e das Vendas / Cost of Services Rendered and Sales ( ) ( ) ( ) ( ) Lucro Bruto / Gross Profit RECEITAS (DESPESAS) OPERACIONAIS / OPERATING REVENUES (EXPENSES) Engevix Consolidado Engevix Consolidado Despesas Gerais e Administrativas / General & Administrative Expenses (29.445) (29.616) (41.675) (41.675) Despesas Financeiras / Financial Expenses (6.758) (7.018) (9.635) (10.155) Equivalência Patrimonial / Equity Equivalence Receitas Financeiras / Financial Revenues Resultado Operacional / Operating Result Despesas não Operacionais / Nonoperating Expenses 8 (185) Lucro antes da Contrib. Social e do Imp. de Renda / Earning Before Social Contribution and Income Tax Contribuição Social / Social Contribution (1.917) (2.288) (3.907) (5.079) Imposto de Renda / Income Tax (5.272) (6.280) (10.493) (13.724) LUCRO LÍQUIDO / NET PROFIT Lucro Liquido por Ação / Net Profit per Share 1,20 1,20 4,54 4,54 ENGEVIX ENGENHARIA S.A Annual Report

15 Parecer dos Auditores Independentes Independent Auditors Opinion 9 de Fevereiro de 2007 February 9th, 2007 Aos Administradores e Acionistas Engevix Engenharia S.A. Barueri - SP 1. Examinamos o balanço patrimonial da Engevix Engenharia S/A (empresa controladora) em 31 de dezembro de e as respectivas demonstrações do resultado, das mutações do patrimônio líquido e das origens e aplicações de recursos correspondentes ao exercício findo nessa data, bem como o balanço patrimonial consolidado da Engevix Engenharia S/A e suas controladas em 31 de dezembro de e as respectivas demonstrações consolidadas do resultado e das origens e aplicações de recursos correspondentes ao exercício findo nessa data, elaborados sob a responsabilidade de sua administração. Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações contábeis. 2. Nossos exames foram conduzidos de acordo com as normas de auditoria aplicáveis no Brasil e compreenderam: (a) o planejamento dos trabalhos, considerando a relevância dos saldos, o volume de transações e o sistema contábil e de controles internos da empresa; (b) a constatação, com base em testes, das evidências e dos registros que suportam os valores e as informações contábeis divulgados; e (c) a avaliação das práticas e das estimativas contábeis mais representativas adotadas pela administração da empresa, bem como da apresentação das demonstrações contábeis tomadas em conjunto. 3. Somos de parecer que as referidas demonstrações contábeis apresentam, adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da Engevix Engenharia S/A (empresa controladora) em 31 de dezembro de e o resultado das operações, as mutações do patrimônio líquido e as origens e aplicações de recursos correspondentes ao exercício findo nessa data, bem como a posição patrimonial e financeira consolidada da Engevix Engenharia S/A e suas controladas em 31 de dezembro de 2.006, e o resultado consolidado das operações, e as origens e aplicações de recursos consolidadas, correspondentes ao exercício findo nessa data, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. 4. As demonstrações contábeis referentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2.005, apresentadas para fins de comparabilidade, foram examinados por outros auditores independentes, que emitiram o parecer sem ressalvas, datado de 31 de janeiro de To Managers and Shareholders of Engevix Engenharia S/A Barueri - SP 1. We analyzed the assets and liabilities statements of Engevix Engenharia S/A (holding company) as of December 31, 2006 and corresponding income statements, the net equity variances and of the origins and funds application referring to fiscal year ended that date, as well as the consolidated assets and liabilities statements of Engevix Engenharia S/A and its controlled companies as of December 31, 2006 and corresponding consolidated income statements and of the origins and application of funds referring to the fiscal year ended that date, drawn up under the responsibility of the administration of he company. Our responsibility is to give an opinion about these accounting statements. 2. Our examinations were conducted according to the applicable audit standards in Brazil and included: (a) the planning of works, considering the relevance of the balances, transaction volume and accounting systems and internal control of the company, (b) the ascertainment, based on tests, of the evidences and registers that support the accounting values and information revealed and (c) the assessment of the most representative accounting estimates and practices adopted by the administration of the company, as well as the presentation of the accounting statements as a whole. 3. Our opinion is that the mentioned accounting statement present, appropriately, in all the relevant aspects, the equity and financial position of Engevix Engenharia S/A (holding company) as of December 31st, 2006 and results of operations, net equity variances and origins and application of funds referring to the fiscal year ended that date, as well as the equity and financial position of Engevix Engenharia S/A and its subsidiaries as of December 31st, 2006 and consolidated results of operations and consolidated origins and funds application, referring to the fiscal year ended that date, according to the Brazilian accounting practices. 4. The accounting statements referring to the fiscal year ended as of December 31st, 2005, presented for the purpose of comparability, were analyzed by other independent auditors which issued unqualified opinion, dated as of January 31st, T & A - Telesca e Associados Auditores Independentes CRC-2SP /O-4 Marco Antonio Telesca Contador CRC-1SP /0-0 Ceran Aeroporto Viracopos - Campinas PCH El Gallo - México 14 ENGEVIX ENGENHARIA S.A Relatório da Administração 2006

16 w w w. e n g e v i x. c o m. b r

Relatório da Administração / Exercício 2004 Annual Report - Period 2004

Relatório da Administração / Exercício 2004 Annual Report - Period 2004 Relatório da Administração / Exercício 2004 Annual Report - Period 2004 Este relatório apresenta os resultados da Engevix Engenharia S/A no exercício findo em 31 de dezembro de 2004, o contexto operacional

Leia mais

Relatório da Administração - Exercício 2005 / Annual Report - Fiscal Year 2005

Relatório da Administração - Exercício 2005 / Annual Report - Fiscal Year 2005 Relatório da Administração - Exercício 2005 / Annual Report - Fiscal Year 2005 Este relatório apresenta os resultados da ENGEVIX Engenharia S/A no exercício findo em 31 de dezembro de 2005, o contexto

Leia mais

Relatório da Administração / Exercício 2003 Annual Report - Period 2003

Relatório da Administração / Exercício 2003 Annual Report - Period 2003 Relatório da Administração / Exercício 2003 Annual Report - Period 2003 Este relatório apresenta os resultados da ENGEVIX ENGENHARIA S/A, no exercício findo em 31 de dezembro de 2003, o contexto operacional

Leia mais

GERDAU. 1 o Trim. 2001

GERDAU. 1 o Trim. 2001 GERDAU Informações Relevantes 2 o Trimestre de Senhores Acionistas: O ano de iniciou-se movido pelo bom desempenho econômico brasileiro do ano anterior: forte crescimento industrial, inflação sob controle,

Leia mais

Senhores Acionistas: FATURAMENTO CRESCE 47% E SUPERA A MARCA DOS R$ 4 BILHÕES

Senhores Acionistas: FATURAMENTO CRESCE 47% E SUPERA A MARCA DOS R$ 4 BILHÕES Senhores Acionistas: Após sofrer o impacto causado pela desvalorização da moeda brasileira no início de 1999, a economia do País, de um modo geral, mostrou resultados bastante positivos no encerramento

Leia mais

Parte 1 Part 1. Mercado das Comunicações. na Economia Nacional (2006-2010)

Parte 1 Part 1. Mercado das Comunicações. na Economia Nacional (2006-2010) Parte 1 Part 1 Mercado das Comunicações na Economia Nacional (2006-2010) Communications Market in National Economy (2006/2010) Parte 1 Mercado das Comunicações na Economia Nacional (2006-2010) / Part 1

Leia mais

05. Demonstrações Financeiras Financial Statements

05. Demonstrações Financeiras Financial Statements 05. Demonstrações Financeiras Financial Statements Demonstrações Financeiras Financial Statements 068 Balanços em 31 de Dezembro de 2008 e 2007 Balance at 31 December 2008 and 2007 Activo Assets 2008 2007

Leia mais

05. Demonstrações Financeiras Financial Statements

05. Demonstrações Financeiras Financial Statements 05. Demonstrações Financeiras Financial Statements Demonstrações Financeiras Financial Statements 060 Balanços em 31 de Dezembro de 2007 e 2006 Balance at 31 December 2007 and 2006 Activo Assets 2007 2006

Leia mais

and work, with work having a multiplication factor double). Relacionamento Comercial Internacional International Commercial Relationship

and work, with work having a multiplication factor double). Relacionamento Comercial Internacional International Commercial Relationship Sucesso é a união de três elementos: confiança, reciprocidade e trabalho, tendo o trabalho um fator duplo de multiplicação (success is basically the union of three elements: trust, reciprocity and work,

Leia mais

BUSINESS TO WORLD COMPANHIA GLOBAL DO VAREJO

BUSINESS TO WORLD COMPANHIA GLOBAL DO VAREJO BUSINESS TO WORLD COMPANHIA GLOBAL DO VAREJO 4Q08 Results Conference Call Friday: March 13, 2008 Time: 12:00 p.m (Brazil) 11:00 a.m (US EDT) Phone: +1 (888) 700.0802 (USA) +1 (786) 924.6977 (other countries)

Leia mais

Compartilhando Energia Humana. Sharing Human Energy

Compartilhando Energia Humana. Sharing Human Energy Compartilhando Energia Humana Sharing Human Energy A Chevron Brasil tem como estratégia e valor um plano de investimento social voltado para o incentivo à qualificação profissional e ao empreendedorismo

Leia mais

SÃO PAULO 916.321.967-00 CLÓVIS AUGUSTO MANFIO 063.986.528-35

SÃO PAULO 916.321.967-00 CLÓVIS AUGUSTO MANFIO 063.986.528-35 Corporate Legal Name ALARM-TEK ELETRONICA LTDA Trade Name ALARMTEK Address Calçada das Anêmonas, nº. 42 District Centro Comercial - Alphaville Zip Code 6453-5 Telephones 11 4191-7256 Corporate Tax Registration

Leia mais

O papel do MBA na carreira do executivo

O papel do MBA na carreira do executivo O papel do MBA na carreira do executivo Renata Fabrini 09.03.2010 CONFERÊNCIA ANAMBA E ENCONTRO REGIONAL LATINO AMERICANO DO EMBA COUNCIL 2010 sobre a Fesa maior empresa consultoria especializada com atuação

Leia mais

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS THE CAPITAL STRUCTURE: AN ANALYSE ON INSURANCE COMPANIES FREDERIKE MONIKA BUDINER METTE MARCO ANTÔNIO DOS SANTOS MARTINS PAULA FERNANDA BUTZEN

Leia mais

Administração de Capital de Giro e Planejamento a Curto Prazo. Chapter Outline

Administração de Capital de Giro e Planejamento a Curto Prazo. Chapter Outline 26-0 Universidade Federal de Itajubá Instituto de Engenharia de Produção e Gestão Curso de Finanças Corporativas Prof. Edson Pamplona (www.iem.efei.br/edson) CAPÍTULO 27 Administração de Capital de Giro

Leia mais

Faturamento - 1966/2008 Revenue - 1966/2008

Faturamento - 1966/2008 Revenue - 1966/2008 1.6 Faturamento 1966/008 Revenue 1966/008 1966 1967 1968 1969 1970 1971 197 1973 1974 1975 1976 1977 1978 1979 198 AUTOVEÍCULOS VEHICLES 7.991 8.11 9.971 11.796 13.031 15.9 17.793 0.78 3.947 6.851 6.64

Leia mais

ELEnA European Local ENergy Assistance

ELEnA European Local ENergy Assistance ECO.AP Programa de Eficiência Energética na Administração Pública ELEnA European Local ENergy Assistance Lisboa, 6/03/2015 Desafios 1 Conhecimento: a) Edifícios/equipamentos; b) Capacidade técnica; c)

Leia mais

SECTOR OF ACTIVIITY FOOD ENERGY COTTON BIODIESEL SOYA VEGETAL OIL CORN ETHANOL

SECTOR OF ACTIVIITY FOOD ENERGY COTTON BIODIESEL SOYA VEGETAL OIL CORN ETHANOL Results 08/15/2011 SECTOR OF ACTIVIITY FOOD ENERGY COTTON SOYA CORN BIODIESEL VEGETAL OIL ETHANOL BRAZILIAN BIODIESEL MARKET 2005 2007 Blend: up to 2% 1st Sem/08 Blend: min. 2% Jul/08 Jun/09 Blend: min.

Leia mais

Niterói Administradora de Imóveis S/A. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes

Niterói Administradora de Imóveis S/A. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes Niterói Administradora de Imóveis S/A Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes Em 30 de Junho de 2007 e em 31 de Dezembro de 2006, 2005 e 2004 Parecer dos auditores independentes

Leia mais

Governança em TI e os objetivos estratégicos da organização

Governança em TI e os objetivos estratégicos da organização Governança em TI e os objetivos estratégicos da organização A otimização dos investimentos em TI, a importância do uso do modelo CobiT, adotado mundialmente em IT Governance Um painel sobre as certificações

Leia mais

I Seminário Nacional dos Fóruns Estaduais das

I Seminário Nacional dos Fóruns Estaduais das BALANÇA BRASILEIRA DE COMÉRCIO EXTERIOR DE SERVIÇOS* - US$ Bilhões BRAZILIAN FOREIGN TRADE IN SERVICES BALANCE* - US$ Billion I Seminário Nacional dos Fóruns Estaduais das Microempresas e Empresas 2010

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2011 - Desenvix Energias Renováveis S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2011 - Desenvix Energias Renováveis S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Fluxo de Caixa 5 Demonstração das Mutações

Leia mais

LIGHT em números. Light in numbers

LIGHT em números. Light in numbers LIGHT em números Light in numbers 2015 LIGHT em números Light in numbers 2015 4 Mapa da Área de Concessão Concession Area Map NÚMEROS DA ÁREA DE CONCESSÃO DA LIGHT LIGHT CONCESSION AREA FIGURES 1 3 2

Leia mais

106 BANCO DE PORTUGAL Boletim Estatístico

106 BANCO DE PORTUGAL Boletim Estatístico 106 BANCO DE PORTUGAL Boletim Estatístico B.7.1.1 Taxas de juro sobre novas operações de empréstimos (1) concedidos por instituições financeiras monetárias a residentes na área do euro (a) Interest rates

Leia mais

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 14/2014

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 14/2014 TEXTO Brazil Leads Decline Among World's Biggest Companies THE losses OF São Paulo's stock market AND THE decline OF Brazil's real made Brazilian companies THE biggest losers among THE world's major companies,

Leia mais

PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES. Aos Sócios, Conselheiros e Diretores da INSTITUIÇÃO COMUNITÁRIA DE CRÉDITO BLUMENAU-SOLIDARIEDADE ICC BLUSOL

PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES. Aos Sócios, Conselheiros e Diretores da INSTITUIÇÃO COMUNITÁRIA DE CRÉDITO BLUMENAU-SOLIDARIEDADE ICC BLUSOL Auditores Independentes S/S PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES Aos Sócios, Conselheiros e Diretores da INSTITUIÇÃO COMUNITÁRIA DE CRÉDITO BLUMENAU-SOLIDARIEDADE ICC BLUSOL 1. Examinamos os balanços patrimoniais

Leia mais

URBAN AGE SOUTH AMERICA CONFERENCE DECEMBER 2008

URBAN AGE SOUTH AMERICA CONFERENCE DECEMBER 2008 URBAN AGE SOUTH AMERICA CONFERENCE DECEMBER 2008 Maria Ruth Amaral de Sampaio Winner of the Urban Age Deutsche Bank Award From the Slum Tenement of Solon Street to the Union Building All rights are reserved

Leia mais

Fórum Permanente de Micro e Pequenas Empresas. Comitê de Comércio Exterior. Brasília Julho de 2011

Fórum Permanente de Micro e Pequenas Empresas. Comitê de Comércio Exterior. Brasília Julho de 2011 Fórum Permanente de Micro e Pequenas Empresas Comitê de Comércio Exterior Brasília Julho de 2011 BALANÇA BRASILEIRA DE COMÉRCIO EXTERIOR DE BENS E SERVIÇOS* US$ Bilhões BRAZILIAN FOREIGN TRADE IN GOODS

Leia mais

A Modernização Tecnológica no Setor Público: a experiência de cooperação

A Modernização Tecnológica no Setor Público: a experiência de cooperação A Modernização Tecnológica no Setor Público: a experiência de cooperação Clarice Stella Porciuncula 1 Analista de Sistemas da PUC-RS Especialista em Sistemas de Informação e Telemática na UFRGS Analista

Leia mais

Brito Amoedo Imobiliária S/A. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes

Brito Amoedo Imobiliária S/A. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes Brito Amoedo Imobiliária S/A Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes Em 30 de Junho de 2007 e em 31 de Dezembro de 2006, 2005 e 2004 Parecer dos auditores independentes

Leia mais

4Q06 and 2006 Conference Call Presentation

4Q06 and 2006 Conference Call Presentation 4Q06 and 2006 Conference Call Presentation February 15, 2007 Peru Bolivia Argentina Cuiabá Guianas Uruguai Itaipú V. Conde Colinas Miracema Gurupi Tucuruí Imperatriz Curitiba B.J. Lapa São Luís Teresina

Leia mais

Reitor / President Marcos Macari, Ph.D. Vice-Reitor /Vice-President Herman Jacobus Cornelis Voorwald, Ph.D.

Reitor / President Marcos Macari, Ph.D. Vice-Reitor /Vice-President Herman Jacobus Cornelis Voorwald, Ph.D. UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JULIO DE MESQUITA FILHO Reitor / President Marcos Macari, Ph.D. Vice-Reitor /Vice-President Herman Jacobus Cornelis Voorwald, Ph.D. Pró-Reitora de Pós-Graduação / Graduate

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO CEARÁ FACULDADE CEARENSE CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS JAQUELINE DO NASCIMENTO SOUSA

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO CEARÁ FACULDADE CEARENSE CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS JAQUELINE DO NASCIMENTO SOUSA CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO CEARÁ FACULDADE CEARENSE CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS JAQUELINE DO NASCIMENTO SOUSA O IMPACTO NA MUDANÇA DA LEGISLAÇÃO CONTÁBIL APLICADO EM INDÚSTRIA TÊXTIL FORTALEZA 2013 JAQUELINE

Leia mais

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 75/2013

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 75/2013 PASSO A PASSO DO DYNO Ao final desse passo a passo você terá o texto quase todo traduzido. Passo 1 Marque no texto as palavras abaixo. (decore essas palavras, pois elas aparecem com muita frequência nos

Leia mais

Challenges and lessons learned from the Surui Forest Carbon Project, Brazilian Amazon. Pedro Soares / IDESAM

Challenges and lessons learned from the Surui Forest Carbon Project, Brazilian Amazon. Pedro Soares / IDESAM Challenges and lessons learned from the Surui Forest Carbon Project, Brazilian Amazon Pedro Soares / IDESAM Project Proponent & Partners Proponent: Support and supervise the project activities and will

Leia mais

0,00 0,00 CONTAS A RECEBER TERCEIROS 68.197,37 38.637,80 CONTAS A RECEBER CONTRIBUINTES 0,00 0,00 CONTAS A RECEBER ASSOCIADOS

0,00 0,00 CONTAS A RECEBER TERCEIROS 68.197,37 38.637,80 CONTAS A RECEBER CONTRIBUINTES 0,00 0,00 CONTAS A RECEBER ASSOCIADOS FUNDAÇÃO HERMON CONSOLIDADO DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 Srs.Instituidores e Contribuintes: Atendendo disposições legais e estatutárias, submetemos a apreciação de V.Sas., o Balanço

Leia mais

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas)

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) Para maiores informações, contatar: Daniel de Andrade Gomes TELEFÔNICA

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE AMIGOS DO JARDIM BOTÂNICO DO RIO DE JANEIRO

ASSOCIAÇÃO DE AMIGOS DO JARDIM BOTÂNICO DO RIO DE JANEIRO ASSOCIAÇÃO DE AMIGOS DO JARDIM BOTÂNICO DO RIO DE JANEIRO DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E 2013 ASSOCIAÇÃO DE AMIGOS DO JARDIM BOTÂNICO DO RIO DE JANEIRO Demonstrações Contábeis Em 31

Leia mais

Associação Brasileira de Tecnologia de Luz Síncrotron - ABTLuS Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2001 e de 2000 e parecer dos auditores

Associação Brasileira de Tecnologia de Luz Síncrotron - ABTLuS Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2001 e de 2000 e parecer dos auditores Associação Brasileira de Tecnologia de Luz Síncrotron - ABTLuS Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2001 e de 2000 e parecer dos auditores independentes Parecer dos auditores independentes 18

Leia mais

ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS.

ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS. ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS. I. BALANÇO ATIVO 111 Clientes: duplicatas a receber provenientes das vendas a prazo da empresa no curso de suas operações

Leia mais

UMA ANALISE DO IMPACTO DA LEI DO SIMPLES NACIONAL EM MICRO EMPRESAS NO MUNICÍPIO DE LONDRINA

UMA ANALISE DO IMPACTO DA LEI DO SIMPLES NACIONAL EM MICRO EMPRESAS NO MUNICÍPIO DE LONDRINA UMA ANALISE DO IMPACTO DA LEI DO SIMPLES NACIONAL EM MICRO EMPRESAS NO MUNICÍPIO DE LONDRINA Paola Guariso Crepaldi¹, Renato Nogueira Perez Avila² Ernando Amorim Souza³, Francis Henrique Betteto 4 RESUMO

Leia mais

Workshop 2 Changes in Automotive Industry: New Markets Different Technologies?

Workshop 2 Changes in Automotive Industry: New Markets Different Technologies? Organization: Cooperation: Workshop 2 Changes in Automotive Industry: New Markets Different Technologies? Volkswagen do Brasil Cologne, August 25 th, 2008 Volkswagen do Brasil Present in Brazil since 1953

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T11

Teleconferência de Resultados 1T11 Teleconferência de Resultados 1T11 29 de Outubro de 2010 CENÁRIO DO SETOR 2 Cenário PRÓXIMA SAFRA NÚMEROS DE SOJA Em R$ / ton¹ 218 346 305 367 297 254 285 300 183 67 99 45 108 144 110 100 408 393 403 394

Leia mais

2009-2010 SALARY GUIDE. Brazil

2009-2010 SALARY GUIDE. Brazil 2009-2010 SALARY GUIDE Brazil Conteúdo Introdução...1 Finance and Accounting...2 Engineering...3 Sales & Marketing...4 Technology...5 Banking...6 Banking (Continued)...7 Insurance...8 About Robert Half...9

Leia mais

REAL ESTATE MARKET IN BRAZIL

REAL ESTATE MARKET IN BRAZIL REAL ESTATE MARKET IN BRAZIL JOÃO CRESTANA President of Secovi SP and CBIC National Commission of Construction Industry SIZE OF BRAZIL Population distribution by gender, according to age group BRAZIL 2010

Leia mais

Renata Sol Leite Ferreira da Costa

Renata Sol Leite Ferreira da Costa Renata Sol Leite Ferreira da Costa O impacto da adoção da IFRIC 12 nas empresas de serviço telefônico fixo comutado brasileiras: uma análise da aplicabilidade dos novos padrões contábeis Dissertação de

Leia mais

A companhia permanece com o objetivo de investir seus recursos na participação do capital de outras sociedades.

A companhia permanece com o objetivo de investir seus recursos na participação do capital de outras sociedades. RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas, Apresentamos as Demonstrações Financeiras da Mehir Holdings S.A. referente ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2004 e as respectivas Notas

Leia mais

Erasmus Student Work Placement

Erasmus Student Work Placement Erasmus Student Work Placement EMPLOYER INFORMATION Name of organisation Address Post code Country SPORT LISBOA E BENFICA AV. GENERAL NORTON DE MATOS, 1500-313 LISBOA PORTUGAL Telephone 21 721 95 09 Fax

Leia mais

Abril Educação S.A. Informações Proforma em 30 de junho de 2011

Abril Educação S.A. Informações Proforma em 30 de junho de 2011 Abril Educação S.A. Informações Proforma em 30 de junho de 2011 RESULTADOS PRO FORMA NÃO AUDITADOS CONSOLIDADOS DA ABRIL EDUCAÇÃO As informações financeiras consolidadas pro forma não auditadas para 30

Leia mais

WWW.ADINOEL.COM. Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 61/2013. TEXTO In Ten Years of Bolsa Família, Federal Expenses with Assistance Triple

WWW.ADINOEL.COM. Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 61/2013. TEXTO In Ten Years of Bolsa Família, Federal Expenses with Assistance Triple TEXTO In Ten Years of Bolsa Família, Federal Expenses with Assistance Triple In the ten years of the Bolsa Familia program, completed on Sunday, the biggest change in the federal government's budget was

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA. A Reputação e a Responsabilidade Social na BP Portugal: A importância da Comunicação. Por. Ana Margarida Nisa Vintém

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA. A Reputação e a Responsabilidade Social na BP Portugal: A importância da Comunicação. Por. Ana Margarida Nisa Vintém UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA A Reputação e a Responsabilidade Social na BP Portugal: A importância da Comunicação Relatório de estágio apresentado à Universidade Católica Portuguesa para obtenção do

Leia mais

Raízen Combustíveis S.A.

Raízen Combustíveis S.A. Balanço patrimonial consolidado e condensado (Em milhares de reais, exceto quando indicado de outra forma) Ativo 30.06.2014 31.03.2014 Passivo 30.06.2014 31.03.2014 Circulante Circulante Caixa e equivalentes

Leia mais

CELSO GALLIZA PLANEJAMENTO E GESTÃO ESTRATÉGICA DA MANUTENÇÃO PREDIAL NO PODER JUDICIÁRIO DE SANTA CATARINA

CELSO GALLIZA PLANEJAMENTO E GESTÃO ESTRATÉGICA DA MANUTENÇÃO PREDIAL NO PODER JUDICIÁRIO DE SANTA CATARINA CELSO GALLIZA PLANEJAMENTO E GESTÃO ESTRATÉGICA DA MANUTENÇÃO PREDIAL NO PODER JUDICIÁRIO DE SANTA CATARINA FLORIANÓPOLIS SC 2008 UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS DA

Leia mais

Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores: Investigação e Desenvolvimento em Lisboa

Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores: Investigação e Desenvolvimento em Lisboa Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores: Investigação e Desenvolvimento em Lisboa Arlindo Oliveira 1 Brief history Research Institute established January 2000. Private Not-for Profit Institution

Leia mais

PARECER DE AUDITORIA

PARECER DE AUDITORIA PARECER DE AUDITORIA Aos Diretores da COOPERATIVA DE ECONOMIA E CRÉDITO MÚTUO DOS CORRETORES DE SEGUROS DE BELO HORIZONTE E REGIÃO METROPOLITANA LTDA CREDICORSEGS 1. Examinamos o balanço patrimonial da

Leia mais

Infrastructure in Brazil Tax Aspects

Infrastructure in Brazil Tax Aspects Infrastructure in Brazil Tax Aspects Luiz Felipe Ferraz 5511 3147-7870 lferraz@mattosfilho.com.br Glaucia Frascino 511 3147-7654 glaucia@mattosfilho.com.br ARRECADAÇÃO DAS RECEITAS ADMINISTRADAS PELA RFB

Leia mais

CONSTRUTORA QUEIROZ GALVÃO S.A.

CONSTRUTORA QUEIROZ GALVÃO S.A. CONSTRUTORA QUEIROZ GALVÃO S.A. 2 B A L A N Ç O S PAT R I M O N I A I S C O N S O L I D A D O S RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas, Em cumprimento às disposições estatuárias, submetemos à apreciação

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2014 - CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES SA EMP PART Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2014 - CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES SA EMP PART Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2005 e 2004

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2005 e 2004 ABCD Instituto Consulado da Mulher Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2005 e 2004 ABCD Instituto Consulado da Mulher Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2005 e 2004 Conteúdo Parecer

Leia mais

SUPLEMENTO AO DIPLOMA DA UNIVERSIDADE DO MINHO (MESTRADO EM ENGENHARIA URBANA) (2º CICLO)

SUPLEMENTO AO DIPLOMA DA UNIVERSIDADE DO MINHO (MESTRADO EM ENGENHARIA URBANA) (2º CICLO) SUPLEMENTO AO DIPLOMA DA UNIVERSIDADE DO MINHO (MESTRADO EM ENGENHARIA URBANA) (2º CICLO) 1 Principal(ais) área(s) de estudo da qualificação: Engenharia Civil - Planeamento Urbanístico Engenharia Civil

Leia mais

SAP Multinacional alemã de tecnologia, líder global em software de gestão de processos, contrata:

SAP Multinacional alemã de tecnologia, líder global em software de gestão de processos, contrata: SAP Multinacional alemã de tecnologia, líder global em software de gestão de processos, contrata: Vaga: Estagiário Área Jurídica Área: Legal Department O Departamento Jurídico é uma área dinâmica que possui

Leia mais

Research Institute: Experience of Surviving Transferring Knowledge to Society

Research Institute: Experience of Surviving Transferring Knowledge to Society Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores: Investigação e Desenvolvimento em Lisboa http://www.inesc-id.pt Research Institute: Experience of Surviving Transferring Knowledge to Society Leonel

Leia mais

Contabilidade Avançada Fluxos de Caixa DFC

Contabilidade Avançada Fluxos de Caixa DFC Contabilidade Avançada Demonstração dos Fluxos de Caixa DFC Prof. Dr. Adriano Rodrigues Normas Contábeis: No IASB: IAS 7 Cash Flow Statements No CPC: CPC 03 (R2) Demonstração dos Fluxos de Caixa Fundamentação

Leia mais

Objetivo da Consulta: Amparo Legal para adoção de Cláusula Restritiva de Utilização para aeronaves BRADESCO SEGUROS A MULTI-CHANNEL APPROACH

Objetivo da Consulta: Amparo Legal para adoção de Cláusula Restritiva de Utilização para aeronaves BRADESCO SEGUROS A MULTI-CHANNEL APPROACH BRADESCO SEGUROS A MULTI-CHANNEL APPROACH 10th International Microinsurance Conference 2014 Mexico DF, 13/nov/2014 The Objetivo correspondent da Consulta: Amparo Legal para adoção de The Objetivo correspondent

Leia mais

OFFICE. Office Background

OFFICE. Office Background OFFICE Office Background Since it was founded in 2001, steady growth has been registered by the office in the Brazilian market of corporate law, a field in which our services are exemplary. The consolidation

Leia mais

1.1 Demonstração dos Fluxos de Caixa

1.1 Demonstração dos Fluxos de Caixa 1 Exercícios de Fixação (Questões de concurso) 1.1 Demonstração dos Fluxos de Caixa 1.1.1 Concurso para AFRF 2000 prova de contabilidade avançada - Questão 15 ENUNCIADO 15- Aplicações em Investimentos

Leia mais

Roberta Franco Terziani. Estratégias de Entrada no Mercado Brasileiro de Telefonia Móvel Estudo de Caso da Oi. Dissertação de Mestrado

Roberta Franco Terziani. Estratégias de Entrada no Mercado Brasileiro de Telefonia Móvel Estudo de Caso da Oi. Dissertação de Mestrado Roberta Franco Terziani Estratégias de Entrada no Mercado Brasileiro de Telefonia Móvel Estudo de Caso da Oi Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pósgraduação em Administração

Leia mais

Conference Call 2Q13 and 1H13 Results

Conference Call 2Q13 and 1H13 Results Conference Call 2Q13 and 1H13 Results 2 Performance in the Negócios Internacionais Negócios domestic Nacionais and USA,Europa e international markets Exportações Márcio Utsch Net Revenue 3 Net revenue

Leia mais

Desenvolvendo soluções com excelência. Construindo um futuro melhor.

Desenvolvendo soluções com excelência. Construindo um futuro melhor. Desenvolvendo soluções com excelência. Construindo um futuro melhor. Developing solutions with excellence. Building a better future. Desde 1978, a União Engenharia tem como premissa a construção de um

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO. Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO. Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática São Paulo 2010 JOÃO FÁBIO PORTO Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática

Leia mais

SCORE INNOVATION Corporate Profile Luanda Maputo, 1 de Novembro 2012

SCORE INNOVATION Corporate Profile Luanda Maputo, 1 de Novembro 2012 New Standards for Business SCORE INNOVATION Corporate Profile Luanda Maputo, 1 de Novembro 2012 Quem Somos A SCORE INNOVATION é uma empresa que tem como objecto social a prestação de serviços em consultoria,

Leia mais

1. THE ANGOLAN ECONOMY

1. THE ANGOLAN ECONOMY BPC IN BRIEF ÍNDICE 1. THE ANGOLAN ECONOMY 2. EVOLUTION OF THE BANK SECTOR 3. SHAREHOLDERS 4. BPC MARKET RANKING 5. FINANCIAL INDICATORES 6. PROJECTS FINANCE 7. GERMAN CORRESPONDENTS 1. THE ANGOLAN ECONOMY

Leia mais

GIFE - Grupo de Institutos, Fundações e Empresas Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2006 e de 2005 e parecer dos auditores independentes

GIFE - Grupo de Institutos, Fundações e Empresas Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2006 e de 2005 e parecer dos auditores independentes GIFE - Grupo de Institutos, Fundações e Empresas Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2006 e de 2005 e parecer dos auditores independentes Parecer dos auditores independentes Aos Administradores

Leia mais

Developing customer relationship through marketing campaigns Desenvolvendo o relacionamento com o cliente através de campanhas de marketing Marco

Developing customer relationship through marketing campaigns Desenvolvendo o relacionamento com o cliente através de campanhas de marketing Marco Developing customer relationship through marketing campaigns Desenvolvendo o relacionamento com o cliente através de campanhas de marketing Marco Antonio Donatelli Desenvolvendo relacionamento com clientes

Leia mais

HENCORP COMMCOR DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. Parecer dos auditores independentes

HENCORP COMMCOR DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. Parecer dos auditores independentes HENCORP COMMCOR DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. Parecer dos auditores independentes Demonstrações contábeis Em 31 de dezembro de 2009 e 2008 HENCORP COMMCOR DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS

Leia mais

DATE July 04 th and 05 th, 2009. VENUE Ginásio Gilberto Cardoso Maracanãzinho Rua Professor Eurico Rabelo, S/Nr. Rio de Janeiro/RJ Brasil

DATE July 04 th and 05 th, 2009. VENUE Ginásio Gilberto Cardoso Maracanãzinho Rua Professor Eurico Rabelo, S/Nr. Rio de Janeiro/RJ Brasil DATE July 04 th and 05 th, 2009. VENUE Ginásio Gilberto Cardoso Rua Professor Eurico Rabelo, S/Nr Rio de Janeiro RJ Brazil ORGANIZER Confederação Brasileira de Judô Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro

Leia mais

HOW DO YOU BECOME A LAWYER IN BRAZIL?

HOW DO YOU BECOME A LAWYER IN BRAZIL? HOW DO YOU BECOME A LAWYER IN BRAZIL? Doing Business in Brazil: Pathways to Success, Innovation and Access under the Legal Framework Keynote Speaker: Mr. José Ricardo de Bastos Martins Partner of Peixoto

Leia mais

ST. PAUL S SCHOOL. To be considered Charity of the Year applicants should meet the following requirements:

ST. PAUL S SCHOOL. To be considered Charity of the Year applicants should meet the following requirements: ST. PAUL S SCHOOL CHARITY OF THE YEAR APPLICATION FORM How to apply for funding 1. Application - Requirements and Conditions To be considered Charity of the Year applicants should meet the following requirements:

Leia mais

SAP anuncia resultados do Segundo Trimestre de 2009

SAP anuncia resultados do Segundo Trimestre de 2009 SAP anuncia resultados do Segundo Trimestre de 2009 A SAP continua a demonstrar um forte crescimento das suas margens, aumentando a previsão, para o ano de 2009, referente à sua margem operacional Non-GAAP

Leia mais

Demonstrações Financeiras Enel Green Power Damascena Eólica S.A.

Demonstrações Financeiras Enel Green Power Damascena Eólica S.A. Demonstrações Financeiras Enel Green Power Damascena Eólica S.A. 31 de dezembro de 2014 com Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras Demonstrações financeiras 31 de dezembro

Leia mais

Banca examinadora: Professor Paulo N. Figueiredo, Professora Fátima Bayma de Oliveira e Professor Joaquim Rubens Fontes Filho

Banca examinadora: Professor Paulo N. Figueiredo, Professora Fátima Bayma de Oliveira e Professor Joaquim Rubens Fontes Filho Título: Direção e Taxa (Velocidade) de Acumulação de Capacidades Tecnológicas: Evidências de uma Pequena Amostra de Empresas de Software no Rio de Janeiro, 2004 Autor(a): Eduardo Coelho da Paz Miranda

Leia mais

Rodobens Locação de Imóveis Ltda.

Rodobens Locação de Imóveis Ltda. Rodobens Locação de Imóveis Ltda. Demonstrações contábeis referentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2014 e relatório dos auditores independentes Approach Auditores Independentes Relatório dos

Leia mais

ISACA Capítulo São Paulo

ISACA Capítulo São Paulo Tendências e Certificações Profissionais da ISACA ISACA Capítulo São Paulo Fabio Penna Curto, CGEIT, CISM, Diretor Cristiano Borges, Diretor ISACA SP Carmen Ozores, Vice presidente ISACA SP Contato: info@isaca.org.br

Leia mais

Secretaria de Inform. e Documentação SECRETARIA DE INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO: ASPECTOS ORGANIZACIONAIS ANO DE CRIAÇÃO: 1972 HORÁRIO DE ATENDIMENTO:

Secretaria de Inform. e Documentação SECRETARIA DE INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO: ASPECTOS ORGANIZACIONAIS ANO DE CRIAÇÃO: 1972 HORÁRIO DE ATENDIMENTO: Secretaria de Inform. e Documentação SECRETARIA DE INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO: ASPECTOS ORGANIZACIONAIS ANO DE CRIAÇÃO: 1972 HORÁRIO DE ATENDIMENTO: O Gabinete da Secretaria de Informação e Documentação

Leia mais

gfi.pt A GFI, EMC e VMWare ajudam-no a encontrar o melhor caminho para a Cloud Privada Titre de la présentation

gfi.pt A GFI, EMC e VMWare ajudam-no a encontrar o melhor caminho para a Cloud Privada Titre de la présentation A GFI, EMC e VMWare ajudam-no a encontrar o melhor caminho para a Cloud Privada João Girardi Business Unit Manager - Business Development Titre de la présentation 1 I. GFI Um Grupo Europeu de Tecnologias

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01732-9 TRACTEBEL ENERGIA S.A. 02.474.103/0001-19 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01732-9 TRACTEBEL ENERGIA S.A. 02.474.103/0001-19 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Reapresentação Espontânea O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES

Leia mais

Clipping, Segunda-feira, 04 de Janeiro de 2010 Jornal do Commercio PE (28/12/09) - online Porto Gente (04/01/10) online

Clipping, Segunda-feira, 04 de Janeiro de 2010 Jornal do Commercio PE (28/12/09) - online Porto Gente (04/01/10) online Clipping, Segunda-feira, 04 de Janeiro de 2010 Jornal do Commercio PE (28/12/09) - online Porto Gente (04/01/10) online Pernambuco Na indústria, mais demanda por trabalho Texto publicado em 28 de Dezembro

Leia mais

HISTORY. For five years, the facility had been exclusively producing a full range of a lubricant product line from the renowned Italian brand AGIP.

HISTORY. For five years, the facility had been exclusively producing a full range of a lubricant product line from the renowned Italian brand AGIP. HISTORY In 1995 Agecom Group targets its investments to the city of Iperó SP, looking for the expansion of its business looking for a new Manufacturing for Blending and Filling Processes of Lubricant Oil

Leia mais

UMA HISTÓRIA DE 44 ANOS A

UMA HISTÓRIA DE 44 ANOS A RELATÓRIO ANUAL 2008 ANNUAL REPORT 2008 UMA HISTÓRIA DE 44 ANOS A 44-yeartrack history Há 44 anos, a Engevix presta serviços de engenharia consultiva e de empreitadas integrais a diversos setores no Brasil

Leia mais

Acelerar o desenvolvimento das cidades inteligentes em Portugal. Concurso Cidades Analíticas 2015 Urban Analytics Award 2015

Acelerar o desenvolvimento das cidades inteligentes em Portugal. Concurso Cidades Analíticas 2015 Urban Analytics Award 2015 Cidades Analíticas Acelerar o desenvolvimento das cidades inteligentes em Portugal Concurso Cidades Analíticas 2015 Urban Analytics Award 2015 Apresentação da candidatura: Candidato Luis Maia Oliveira

Leia mais

Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais

Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais BEM VINDO AO MUNDO RANGEL WELCOME TO RANGEL WORLD Atividade Aduaneira Customs Broker Transporte Marítimo Sea Freight ESPANHA SPAIN Transporte Aéreo Air Freight Expresso Internacional FedEx International

Leia mais

Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Contábeis. Demonstrações Contábeis. Em 31 de dezembro de 2011

Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Contábeis. Demonstrações Contábeis. Em 31 de dezembro de 2011 Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis Em 31 de dezembro de 2011 AUDIBANCO - Auditores Independentes Sociedade Simples. 1 Demonstrações Contábeis

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis 12.1. Introdução O artigo 176 da Lei nº 6.404/1976 estabelece que, ao fim de cada exercício social, a diretoria da empresa deve elaborar, com base na escrituração mercantil, as

Leia mais

Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais

Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais BEM VINDO AO MUNDO RANGEL WELCOME TO RANGEL WORLD Toda uma organização ao seu serviço! Constituídos em 1980 por Eduardo Rangel, rapidamente marcámos

Leia mais

CARTA DE RECOMENDAÇÃO E PRINCÍPIOS DO FORUM EMPRESARIAL RIO+20 PARA A UNCSD-2012

CARTA DE RECOMENDAÇÃO E PRINCÍPIOS DO FORUM EMPRESARIAL RIO+20 PARA A UNCSD-2012 CARTA DE RECOMENDAÇÃO E PRINCÍPIOS DO FORUM EMPRESARIAL RIO+20 PARA A UNCSD-2012 (CHARTER OF RECOMMENDATION AND PRINCIPLES OF FORUM EMPRESARIAL RIO+20 TO UNCSD-2012) Nós, membros participantes do FÓRUM

Leia mais

*,)(*UXSRGH,QVWLWXWRV )XQGDo}HVH(PSUHVDV. 'HPRQVWUDo}HVILQDQFHLUDVHP GHGH]HPEURGHHGH HSDUHFHUGRVDXGLWRUHVLQGHSHQGHQWHV

*,)(*UXSRGH,QVWLWXWRV )XQGDo}HVH(PSUHVDV. 'HPRQVWUDo}HVILQDQFHLUDVHP GHGH]HPEURGHHGH HSDUHFHUGRVDXGLWRUHVLQGHSHQGHQWHV *,)(*UXSRGH,QVWLWXWRV )XQGDo}HVH(PSUHVDV 'HPRQVWUDo}HVILQDQFHLUDVHP GHGH]HPEURGHHGH HSDUHFHUGRVDXGLWRUHVLQGHSHQGHQWHV 3DUHFHUGRVDXGLWRUHVLQGHSHQGHQWHV São Paulo, 19 de fevereiro de 2002 Aos Administradores

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01732-9 TRACTEBEL ENERGIA S.A. 02.474.103/0001-19 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01732-9 TRACTEBEL ENERGIA S.A. 02.474.103/0001-19 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/6/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Reapresentação Espontânea O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO NOVE DE JULHO UNINOVE

CENTRO UNIVERSITÁRIO NOVE DE JULHO UNINOVE CENTRO UNIVERSITÁRIO NOVE DE JULHO UNINOVE MODELO CONCEITUAL E PROCESSO DE ESTRUTURAÇÃO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO CONTÁBIL NO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO EMPRESARIAL JOSE CARLOS PANTAROTO Orientador: Prof.

Leia mais

2012 State of the Industry Survey

2012 State of the Industry Survey 2012 State of the Industry Survey Contact Information Por favor, preencha suas informações de contato (* indicates required information) Nome * Título * Title Razão Social completa da Empresa/Organização

Leia mais