Após concurso público de rigorosa seleção, você passa a integrar o quadro da UNIFEI. PARABÉNS!!

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Após concurso público de rigorosa seleção, você passa a integrar o quadro da UNIFEI. PARABÉNS!!"

Transcrição

1

2

3 Após concurso público de rigorosa seleção, você passa a integrar o quadro da UNIFEI. PARABÉNS!! Agora, além de cidadão, você passa a ser também um Servidor do Poder Executivo Federal. Além de ansioso, acreditamos que você deva estar com uma série de dúvidas a respeito de seu papel nesta Universidade Federal de Itajubá. Por isso, nosso objetivo com esta cartilha é fornecer, de forma simples e objetiva, condições para que você conheça uma pouco da UNIFEI, bem como sobre seus direitos, deveres e obrigações. Leia-a com atenção e consulte-a quando precisar. Desejamos-lhe sucesso e esperamos que juntos possamos escrever uma verdadeira história de conquista profissional. Seja Bem Vindo à Universidade Federal de Itajubá!

4 Conheça nossa Diretoria de Pessoal DIRETORIA Rita de Cássia Guimarães Araujo Diretora de Pessoal Contato: ou ramal: 1679 Cátia Emiliana Paes Diretora Adjunta de Pessoal Contato: ou ramal: 1764 Secretaria Lúcia Helena Sandy Coelho Secretária da DPE Atribuições Agendamento de reunião; Recebimento e entrega de documentos; Encaminhamento de serviços; Entrega das carteirinhas funcionais; Correspondências. Compradora da DPE. Contato: ramal: 1113 Comunicação e Atendimento ao Servidor Cenira Mota Pereira Chefe de Divulgação e Atendimento ao servidor Atribuições: Divulgação; Gestora de atendimento ao servidor no SIGRH; Responsável pelos eventos da DPE; Responsável pela atualização da página da DPE; Atendimento ao público interno e externo; Orientadora de procedimentos e processos aos servidores. ramal: 1762

5 DRS DIVISÃO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Ramal: 1277 Aliny Cristina dos Santos Chefe de Provimento e Movimentação de Pessoal. ramal 1277 Atribuições: Movimentação de pessoal Controle do banco de docentes e quadro de servidores; Redistribuição de servidores da UNIFEI; Cessão de servidores aos órgãos da Administração Federal; Portaria de progressão funcional dos servidores docentes; Serviço voluntário. Jonas Marcelo de Carvalho Simão Chefe de Recrutamento, Seleção e Desenvolvimento. ramal 1813 Atribuições: Concurso público; Processo seletivo para contratação de professor substituto e temporário; Avaliação por mérito dos STAEs; Progressão por capacitação e incentivo à qualificação dos STAEs. Daila dos Passos Vitorino ramal 1277 Atribuições: Portaria de estágio probatório do servidor ingressante no quadro permanente de pessoal docente; Licença para capacitação Afastamento de docentes no país e do país; Márcia Maria Ribeiro Andrade Administradora ramal 1277 Atribuições: Mapeamento de processos; Elaboração de procedimentos; Política de estagiários Programa de qualidade de vida no trabalho Programa de logística sustentável; Gestão patrimonial da DPE. Maria de Fátima da Silva ramal 1277 Atribuições: Estágio probatório do servidor ingressante no quadro permanente de pessoal TAE; Contratação de estagiários na UNIFEI. Compradora substituta da DPE. Secretária substituta da DPE.

6 DLD DIVISAO DE LEGISLAÇÃO, DIREITOS E DEVERES Ramal: 1276 Claudio José Brito Chefe de Legislação, Direitos e Deveres ramal 1276 Atribuições: Gestor de férias no SIGRH e SIAPE; Processo de Isenção de Imposto de Renda; Término de contrato de Professores Substitutos; Licenças e afastamentos constantes da Lei nº 8.112/1990; Auxílio Funeral; Horário especial para servidor estudante Ajuda de custo; Redução de Jornada de Trabalho. José Ivanildo de Almeida ramal 1276 Atribuições: Controle de atestados médicos e Perícia Médica; Gratificação de encargos de curso/concurso; Serviço Extraordinário; Controle da Substituição; Adicional Noturno; Emissão de Certidão de Tempo de Contribuição à comunidade externa; Apontamento de frequência. Verbênia Mendonça Fernandes Silva Ribeiro ramal 1276 Atribuições: Emissão de Portarias; Gestora de frequência no SIGRH. Daniella Ribeiro Lopes de Oliveira ramal 1276 Atribuições: Acompanhamento da legislação e das publicações no Diário Oficial da União; Análise das alterações na legislação de pessoal; Publicação dos relatórios de diárias no Boletim Interno Semanal BIS; Assessoramento na elaboração da proposta de regimento de Pró- Reitoria. Valdíveo Ferreira Campos Filho ramal 1276 Atribuições: Contagem de Tempo de Serviço para Previsão de Aposentadoria ou Abono de Permanência; Instrução dos processos de pensões, aposentadorias e demais vacâncias; Ofício aos órgãos; Cadastramento de aposentadorias e pensões no SISAC.

7 DCF DIVISÃO DE CADASTRO E FINANCEIRA Eider Batista Pereira Chefe Financeiro Ramal: 1232 ramal 1763 Atribuições: Folha de pagamento e suas alterações mensais (ativos, aposentados, pensionistas e estagiários); Processos de exercícios anteriores; Emissão do comprovante de rendimento anual aos servidores. Elenice Xavier Soares Chefe de Cadastro ramal 1232 Atribuições: Gestora de Implantação do SIGRH; Cadastramento e atualizações dos servidores ativos no SIAPE e no SIGRH; Controle do cadastro de aposentados e pensionistas; Controle de dependentes; Controle do recadastramento de aposentados e pensionistas; Controle de dados de monitores; Controle das pastas funcionais; Emissão da Carteira Funcional; Adriana Cristina Alves ramal 1232 Atribuições: Cadastramento e atualizações dos servidores ativos no SIAPE e no SIGRH; Controle do cadastro de aposentados e pensionistas; Controle de dependentes; Controle de usuários do plano de saúde para ressarcimento; Controle das pastas funcionais; Controle de despesas mensais com auxílio transporte, auxílio pré-escolar e Plano de Saúde; Orientação aos servidores que acessam o SIAPENET Patrícia Kelli Silva de Oliveira ramal 1232 Atribuições: Controle das pastas funcionais; Emissão da Carteira Funcional; Atividades financeiras de monitores e estagiários, bolsa diversas.

8 Cristina Silva Secretária DAC DIVISAO DE ASSUNTOS COMUNITÁRIOS ramal 1768 Atribuições: Recebimento e entrega de documentos; Encaminhamento de serviços; Responsável pela organização de Contracheques e Notificações de Férias. Instrução de processo de compra. Carlos Henrique Silveira Engenheiro de Segurança do Trabalho ramal 1766 Atribuições: Supervisão, coordenação e orientação técnica dos serviços de Engenharia de Segurança; Levantamento de Riscos Ambientais; Realização de perícias, emissão de pareceres e Laudos Técnicos; Dimensionamento de Sistemas de Prevenção e Combate a Incêndios; Inspeciona locais de trabalho fazendo análise de riscos; Investiga acidentes do trabalho, propondo medidas preventivas. Rosemeire de Oliveira Silvério Garrett Técnica de Segurança do Trabalho ramal 1780 Atribuições: Levantamento, aquisição, fiscalização e treinamento dos servidores,referente ao uso de EPI's; Elaboração PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais); Levantamento e Implementação de um Sistema e Combate à Incêndio; Emissão da Comunicação de Acidente em Serviço, efetuando sua Investigação; Análise de risco dos ambientes laborais; Avaliação Ambiental; Fiscalização dos contratos de Empresas Terceirizadas no tocante a Segurança do Trabalho. Tiago Vitoi Esaú Ribeiro - Enfermeiro do Trabalho ramal 1657 Atribuições: Elabora e executa plano e programas de promoção e proteção à saúde dos servidores, como a Campanha de Vacinação; Executa e avalia programas de prevenção de acidentes e de doenças; Presta primeiros socorros no local de trabalho; Elabora e executa e avalia as atividades de assistência de enfermagem aos trabalhadores; Organiza e administra o setor de enfermagem; Registra dados estatísticos de acidentes e doenças profissionais; Execução dos Exames Periódicos; Aquisição de materiais e equipamentos de saúde.

9 JORNADA DE TRABALHO DO SERVIDOR De acordo com o Art. 19 da Lei nº 8.112/1990: Máxima de 40 horas semanais (de acordo com o respectivo cargo); Mínimo de 6 horas e máximo de 8 horas diárias; Mínimo 1 horas e máximo de 3 horas para repouso e alimentação; Horário de trabalho estabelecido pela Chefia Imediata e de acordo com o tipo de trabalho; HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DA UNIVERSIDADE - Campus de Itajubá: das 06h00min às 23h30min; - Campus de Itabira: das 07h00min às 22h40min.

10 A Lei nº /2005 dispõe da estruturação do Plano de Carreira dos Cargos Técnico-Administrativo em Educação. Incentivo à Qualificação: concedido aos servidores que possuem certificado, diploma ou titulação que exceda a exigência de escolaridade mínima para ingresso no cargo do qual é titular.

11 Atualizada pela Lei nº /2012.

12

13 VENCIMENTO/REMUNERAÇÃO Vencimento é a retribuição pecuniária pelo exercício de cargo público, fixado em lei. (Art. 40 da Lei nº 8.112/1990). Remuneração é o vencimento do cargo efetivo, acrescido das vantagens pecuniárias permanentes estabelecidas em lei. (Art. 41 da Lei nº 8.112/1990) O PAGAMENTO DE SUA REMUNERAÇÃO É CREDITADO EM CONTA CORRENTE BANCÁRIA A PARTIR DO 2º DIA ÚTIL DE CADA MÊS.

14 Seu demonstrativo de pagamento (contracheque) é disponibilizado para consulta on-line no Portal Siapenet. O SIAPE é o Sistema Integrado de Administração de Recursos Humanos, ele é um sistema informatizado de Gestão de Recursos Humanos do Poder Executivo Federal, que controla as informações cadastrais e processa os pagamentos dos servidores da Administração Pública Federal. O SIAPEnet foi implantado como sítio oficial das informações do SIAPE. AUXÍLIOS Auxílio Alimentação (valor fixo de R$ 373,00); Auxílio Transporte (Decreto nº 2880/1998); Auxílio Natalidade (Art. 196 da Lei nº 8.112/1990) Auxílio Pré-escolar (Decreto nº 977/1993). GRATIFICAÇÃO NATALINA A Gratificação Natalina corresponde à 1/12 (um doze avos) da remuneração a que o servidor fizer jus no mês de dezembro, por mês de exercício no respectivo ano. (Art. 63 da Lei nº 8.112/1990) Ela pode ser antecipada em 50% de seu total mediante opção do servidor no mês de férias, se estas forem anteriores a JUNHO, ou o servidor receberá esses 50% automaticamente no mês de JULHO. A segunda parte (sobre a qual incidem descontos) será paga na folha de pagamento do mês de NOVEMBRO. FÉRIAS+ADICIONALDE1/3 Período anual de descanso remunerado com duração prevista em lei, que poderá ser parcelado em até 03 (três) vezes. Após 12 meses de serviço, você terá direito a 30 (trinta) dias de férias que deverão ser concedidas e usufruídas de uma só vez ou em 3 (três) períodos de no mínimo 10 dias, conforme escala de férias previamente definida com sua Chefia Imediata. Independente de solicitação será pago ao servidor, por ocasião das férias, um adicional correspondente a 1/3 (um terço) da remuneração do período das férias. Informações Gerais:

15 A portaria Normativa SRH/MARE nº 2/1998apresenta as normas e procedimentos a serem adotados nas férias do servidor federal; o art. 2º, inciso II, ratifica o direito do docente a 45 (quarenta e cinco) dias de férias; A interrupção do período de férias dá-se quando este já tiver iniciado somente no interesse da Administração, mediante pedido da Chefia Imediata, através de formulário próprio, mediante autorização da autoridade máxima da UNIFEI; O servidor afastado fará jus às férias relativas ao exercício em que retornar. O cancelamento de férias, integrais ou de uma parcela, somente será possível caso ainda não tenha iniciado, devendo ser requerido com no mínimo 15 dias de antecedência ao fechamento da folha de pagamento do mês anterior ao seu início; Quando se trata de cancelamento de período integral ou da primeira parcela de férias, no caso de parcelamento, implicará a devolução do adicional de 103 de férias e adiantamento da Gratificação Natalina, quando for o caso, percebido no mês anterior ao seu inicio. As férias dos servidores da UNIFEI são incluídas, alteradas e excluídas pelo SIGRH Sistema Integrado de Gestão de Recursos Humanos. PARA CADASTRAR FÉRIAS NO SIGRH Esta operação possibilita que o servidor cadastre o período em que deseja obter férias. Se o próprio servidor tiver realizado seu cadastro de férias, o chefe do órgão de lotação deverá ainda homologá-la. Para utilizar esta funcionalidade, acesse o SIGRH Módulos Portal do Servidor Férias Inclusão de Férias. O sistema exibirá a tela que permite a Identificação do Servidor. Caso desista da operação, clique em Cancelar e confirme na caixa de diálogo que será gerada posteriormente. Para retornar para a página inicial do módulo, clique em.

16 Se desejar consultar as férias marcadas, clique no link exibida a tela que permite a busca por servidor cujas férias deseja consultar.. Desta forma, será Caso queira realizar a inclusão de férias nos Dados do Exercício, o usuário deverá informar os Dados do Parcelamento fornecendo o Número de Parcelas para dividir o benefício. Para isso, selecione dentre as opções 1, 2 ou 3 parcelas. Exemplificaremos ao informar o Número de Parcelas 1. Os Períodos estarão disponíveis para seleção conforme o Número de Parcelas informado anteriormente. Para cada período das férias, o usuário deverá informar a quantidade de Diasque deseja (mínimo 10 dias). Será necessário ainda informar a data de Início de cada período, fornecendo a data ou clicando no ícone para selecioná-la no calendário virtual. Deste modo, ao informar a data de Início, o sistema calculará a data de Término com base no número de Dias informado em cada período. O usuário poderá optar se deseja o adiantamento salarial ou a gratificação natalina, selecionando Adiant. Salarial e/ou Grat. Natalina, respectivamente. Se a data de Início das férias para o 1º Período for a partir da segunda metade do ano, não será possível a marcação da Grat. Natalina como adiantamento do 13º salário, pois a petição deverá ser feita até o último mês do primeiro semestre. Ao informar todos os dados, clique em Cadastrar. O sistema exibirá uma mensagem de sucesso confirmando a inclusão das férias do servidor. Consulta/Alteração/Exclusão de Férias Esta operação possibilita que o usuário consulte ou modifique as informações referentes às férias previamente registradas. Durante a consulta, será possível visualizar detalhadamente as informações das férias assim como alterá-las ou removê-las. Para utilizar esta funcionalidade, acesse o SIGRH Módulos Portal do Servidor Férias Consulta/Alteração/Exclusão de Férias. O sistema exibirá a tela que permite a busca por férias cadastradas:

17 Ao colocar o cursor sobre o ícone, o sistema possibilitará ao usuário Visualizar Crítica SIAPE de Férias Negadas pelo SIAPE. É importante salientar que a exibição da informação apenas poderá ser visualizada enquanto o cursor estiver sobre este ícone. Caso as férias solicitadas já tenham sido homologadas pela chefia da unidade, serão destacadas pelo ícone. Se durante a homologação, a chefia negou a solicitação de férias do usuário, o seguinte ícone será exibido. Nas solicitações pendentes de homologação, o ícone estará presente. Além disso, o usuário poderá visualizar as alterações realizadas no processo. Para isso, será preciso colocar o cursor sobre o Status da requisição de férias destacada na cor vermelha. Assim, as informações sobre a alteração serão exibidas e poderão ser visualizadas somente enquanto o cursor estiver sobre o Status destacado. Para visualizar detalhadamente as informações da requisição de férias do usuário, clique no ícone. Deste modo, serão exibidos os dados detalhados sobre as férias consultadas e o período em que serão usufruídas.

18 Após visualizar os dados das férias do servidor, caso queira ocultar as informações exibidas pelo sistema, clique no ícone. Então, os dados serão omitidos e deixarão de ser visualizados na tela. Será possível consultar detalhadamente os dados registrados das férias do servidor incluindo o mapa de férias cadastrado no sistema. PARA ALTERAR FÉRIAS O sistema possibilitará que o usuário realize a modificação dos dados das férias registrados, ao clicar no ícone. Em seguida, será exibida a Identificação do Servidor incluindo os Dados das Férias disponíveis para alteração.

19 PARA VER HISTÓRICO DE MODIFICAÇÃO DO EXERCÍCIO Ao clicar no ícone, o usuário poderá visualizar o histórico de modificação do exercício. Neste histórico, constarão as informações sobre as alterações realizadas sobre o exercício das funções do usuário. O documento será exibido em formato de relatório para impressão, conforme a figura a seguir: Se desejar voltar à página principal do módulo Portal do Servidor, clique no link. Clique em Voltar, para retornar à tela anterior. Caso queira imprimir o histórico, clique no ícone.

20 PARA HOMOLOGAÇÃO DAS FÉRIAS (CHEFIAS IMEDIATAS) Esta funcionalidade permite que seja realizada a homologação das férias do servidor em questão. A homologação de férias condiz com a aprovação do pedido de férias feito pelo servidor. Essa é uma ação que só pode ser realizada pelos gestores de unidade em relação aos servidores de sua unidade. Para utilizar esta funcionalidade, acesse o SIGRH Módulos Portal do Servidor Chefia de Unidade Férias Homologar Férias. Caso o usuário possua permissão para homologar as férias de mais de uma unidade, será exibida tela referente à seleção da unidade que será tomada como base para a homologação das férias dos servidores, conforme demonstrado na imagem a seguir. Caso desista da operação, clique em Cancelar e confirme a desistência na janela que será exibida posteriormente. Esta mesma função será válida sempre que estiver presente. Após escolher a unidade desejada, clique em Continuar. Exemplificamos com PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS (11.65). Em seguida, será apresentada página contendo as informações sobre a homologação, as legendas dos ícones necessários para validar a ação e uma lista com os servidores da unidade e as suas situações em relação às férias, como representado na figura abaixo: Existem ícones que servem para sinalizar o status das férias: O ícone homologadas e a presença do ícone indica que as férias foram negadas. indica que as férias foram Caso deseje acessar o relatório de homologação, clique em Gerar Relatório, localizado na Lista de Férias. O relatório será apresentado conforme a imagem a seguir.

21 Caso queira retornar à tela anteriormente gerada, clique em Voltar. Se desejar imprimir o relatório, clique no ícone. Para retornar para a página inicial do módulo, clique em. Visualizar Mapa de Férias Clicando no ícone para os servidores com as férias já cadastradas e homologadas, será exibido o Mapa de Férias, como mostrado a seguir:

22 Caso queira retornar à tela anteriormente gerada, clique em Voltar. Se desejar imprimir o relatório, clique no ícone. Para retornar para a página inicial do módulo, clique em. Negar Homologação de Férias Para Negar Homologação de Férias o usuário deverá clicar no ícone fornecida solicitando a confirmação da ação.. A caixa de diálogo a seguir será Clique em OK para confirmar a negação das férias do servidor. Logo em seguida, a mensagem de sucesso da ação será exibida, conforme a imagem abaixo. Homologar Férias Para realizar a homologação das férias do servidor desejado, clique no ícone. Outra forma de homologar as férias de um servidor é selecionando os campos referentes aos servidores pendentes de homologação e em seguida clicar em Homologar. A mensagem de sucesso da ação será fornecida pelo sistema, de acordo com a imagem a seguir. HORÁRIO ESPECIAL AO SERVIDOR ESTUDANTE

23 ASSISTENCIA À SAÚDE O valor do ressarcimento fica limitado ao total despendido pelo servidor ou pensionista com plano privado de assistência à saúde (Art. 230 da Lei 8.112/1990)

24 TIPOS DE LICENÇASE AFASTAMENTOS Conforme Lei nº 8.112/1990 Licença à Gestante (Art. 207) Será concedida licença à servidora gestante por 180 dias consecutivos, sem prejuízo da remuneração. Licença à Adotante (Art. 210) O servidor que adotar ou obtiver guarda judicial de criança até 01 (um) ano de idade, serão concedidos 90 (noventa) dias de licença remunerada. Licença Paternidade O servidor terá direito à licença de 05 (cinco) dias consecutivos pelo nascimento ou adoção de filhos. Licença por motivo de doença em pessoa da família (Art. 83) Concedida licença ao servidor por motivo de doença do cônjuge ou companheiro, dos pais, dos filhos, do padrasto ou madrasta e enteado, ou dependente que viva a suas expensas e conste do seu assentamento funcional, mediante comprovação por perícia médica oficial. Licença por motivo de afastamento do cônjuge (Art.84) Concedida licença ao servidor para acompanhar cônjuge ou companheiro que foi deslocado para outro ponto do território nacional, para o exterior ou para o exercício de mandato eletivo dos Poderes Executivo e Legislativo. Licença para serviço militar (Art. 85) Ao servidor convocado para o serviço militar será concedida licença, na forma e condições previstas nalegislação específica. Licença para atividade política (Art. 86) O servidor terá direito a licença, sem remuneração, durante o período que mediar entre a sua escolha em convenção partidária, como candidato a cargo eletivo, e a véspera do registro de sua candidatura perante a Justiça Eleitoral.

25 Licença para tratar de interesses particulares (Art. 91) Concedidas ao servidor ocupante de cargo efetivo, desde que não esteja em estágio probatório, licenças para o trato de assuntos particulares pelo prazo de até três anos consecutivos, sem remuneração. Licença para o desemprenho de mandato classista (Art. 92) É assegurado ao servidor o direito à licença sem remuneração para o desempenho de mandato em confederação, federação, associação de classe de âmbito nacional, sindicato representativo da categoria ou entidade fiscalizadora da profissão ou, ainda, para participar de gerência ou administração em sociedade cooperativa constituída por servidores públicos para prestar serviços a seus membros. Licença para tratamento da saúde (Art. 102) Será concedida ao servidor licença para tratamento de saúde, a pedido ou de ofício, com base em perícia médica, sem prejuízo da remuneração a que fizer jus,até o limite de vinte e quatro meses, cumulativo ao longo do tempo de serviço público prestado à União, em cargo de provimento efetivo. AVERBAÇÃO DE TEMPO DE SERVIÇO/CONTRIBUIÇÃO É o registro, na pasta funcional do servidor, do tempo de contribuição decorrente de vínculo de trabalho prestado a outras instituições, público ou privadas, desde que este período não tenha sido aproveitado para outros quaisquer benefícios (de natureza previdenciária) em quaisquer outras entidades (públicas ou privadas). (Arts. 100 a 103 da Lei nº 8.112/1990). CONCESSÕES Sem qualquer prejuízo, poderá o servidor ausentar-se do serviço: Para doação de sangue: 01 dia. Para se alistar como eleitor: 02 dias. Por motivo de Casamento: 08 dias corridos. Por motivo de falecimento de pessoa da família: 08 dias corridos.

26

27

28

29

30

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

41 RESPONSABILIDADES Como membros de uma comunidade, todos nós temos responsabilidade. Como servidor público também. Sigilo Os assuntos e informações pertinentes ao seu trabalho na UNIFEI não devem ser divulgados a ninguém. A retirada de papéis e documentos de seu local de trabalho é expressamente proibida, salvo autorização por escrito. Cuide de seus arquivos eletrônicos para que não sejam disponibilizados em rede. Preservação do material e equipamentos Cuide bem do material e equipamentos disponibilizados para seu trabalho. Comunique a Diretoria de Suporte à Informática sempre que encontrar algum defeito. Não é permitida a saída de qualquer equipamento ou material sem a prévia autorização. Conservação do Ambiente de Trabalho Mantenha seu ambiente de trabalho sempre limpo, isto reflete quem você é. Desperdício de Material Não desperdice nem use indevidamente materiais. Além de impactar no custo dos cofres públicos, o uso indiscriminado impacta negativamente o meio ambiente. Lembre-se também de que aquilo que não lhe serve mais poderá ser útil a outro órgão da UNIFEI. Devolva ou encaminhe os materiais sobressalentes. Atendimento Ao ser acionado por um chefe, colega de trabalho ou público externo, é de sua responsabilidade atendê-lo bem, de maneira polida, ainda que nãoseja o responsável pelo assunto solicitado. ATENÇÃO: O servidor deve sempre observar os Arts. nº 116 e 117 da Lei nº 8.112/1990. Telefone As linhas telefônicas devem estar sempre à disposição do público e da UNIFEI. O uso para telefone celular particular deve ser de forma moderada, lembrando sempre que, neste caso, preferir o modo silencioso de toque. Para o bom uso do telefone, siga as instruções: Atenda ao primeiro toque, com gentileza e presteza; Fale o nome de sua área e o seu, seguidos de saudações; Não confie na memória, tenha sempre em mãos papel e caneta; Não deixe esperando quem o chamou. Se necessário, anote o nome e o ramal para posterior retorno; Fale somente o necessário, seja claro, breve e objetivo; Encerre a conversa cordialmente; Planeje sempre o que você vai tratar antes de fazer uma ligação telefônica; Possua a listagem de ramais de seu setor sempre à mão.

42 Computadores O computador deve ser utilizado para fins profissionais, evitando-se arquivar ou baixar material de cunho particular, incluindo músicas, vídeos, fotos e arquivos pessoais. O corporativo deve ser utilizado somente para os mesmos fins, lembrando que a redação e conteúdo utilizados em sua mensagem devem ser condizentes com as normas da UNIFEI. Ao definir seu institucional utilize os formatos: nome + sobrenome ou nome + órgão de lotação, evitando o uso de apelidos, nomes de time de futebol ou outros nomes de cunho particular. Fumantes Se você é fumante, lembre-se de que é proibido fumar dentro de repartições públicas. SÃO DEVERES FUNDAMENTAIS DO SERVIDOR PÚBLICO FEDERAL: (Conforme Art. nº 116 da Lei nº 8.112/1990) Exercer com zelo e dedicação as atribuições do cargo; Ser leal às instituições a que servir; Observar as normas legais e regulamentares; Cumprir as ordens superiores, exceto quando manifestamente ilegais; Atender com presteza: a) ao público em geral, prestando as informações requeridas, ressalvadas às protegidas por sigilo; b) à expedição de certidões requeridas para defesa de direito ou esclarecimento de situações de interesse pessoal; c) às requisições para a defesa da Fazenda Pública. Levar as irregularidades de que tiver ciência em razão do cargo ao conhecimento da autoridade superior ou, quando houver suspeita de envolvimento desta, ao conhecimento de outra autoridade competente para apuração; Zelar pela economia do material e a conservação do patrimônio público; Guardar sigilo sobre assunto da repartição; Manter conduta compatível com a moralidade administrativa; Ser assíduo e pontual ao serviço; Tratar com urbanidade as pessoas; Representar contra ilegalidade, omissão ou abuso de poder.

43 Estamos certo que você não terá dificuldade nesta sua nova vida profissional. Nossa Diretoria de Pessoal encontra-se à disposição para ajuda-los no que for preciso. A partir de agora seu sucesso profissional depende muito de você, ou seja, de seu conhecimento, iniciativa, zelo, dedicação e, por fim, de sua capacidade de assumir maiores responsabilidades. Que este seja o início de uma trajetória de muito sucesso! Seja bem-vindo e boa sorte! Universidade Federal de Itajubá Diretoria de Pessoal 2014

PARABÉNS!! Seja Bem Vindo à Universidade Federal de Itajubá! Após concurso público de rigorosa seleção, você passa a integrar o quadro da UNIFEI.

PARABÉNS!! Seja Bem Vindo à Universidade Federal de Itajubá! Após concurso público de rigorosa seleção, você passa a integrar o quadro da UNIFEI. Após concurso público de rigorosa seleção, você passa a integrar o quadro da UNIFEI. PARABÉNS!! Agora, além de cidadão, você passa a ser também um Servidor do Poder Executivo Federal. Além de ansioso,

Leia mais

MANUAL DE FÉRIAS SIGRH PARA SECRETÁRIAS E CHEFIAS

MANUAL DE FÉRIAS SIGRH PARA SECRETÁRIAS E CHEFIAS MANUAL DE FÉRIAS SIGRH PARA SECRETÁRIAS E CHEFIAS Universidade Federal de Itajubá Diretoria de Pessoal Janeiro/2015 Prezadas Chefias e Secretárias, Com o intuito de orientar as Diretorias e Institutos

Leia mais

Universidade Federal de Roraima Diretoria de Tecnologia da Informação SIG Software e Consultoria em T.I

Universidade Federal de Roraima Diretoria de Tecnologia da Informação SIG Software e Consultoria em T.I SIGRH - FÉRIAS Manual de Solicitação de Férias Portal do Servidor Perfil Usuário, Servidores Ativos e Chefe de Unidade 1 Perfis Envolvidos Servidor: Qualquer servidor ativo da Universidade Federal de Roraima

Leia mais

Universidade Federal de Roraima Diretoria de Tecnologia da Informação SIG Software e Consultoria em T.I

Universidade Federal de Roraima Diretoria de Tecnologia da Informação SIG Software e Consultoria em T.I SIGRH - FÉRIAS Manual de Solicitação de Férias Portal do Servidor Perfil Chefe de Unidade 1 Perfis Envolvidos Chefe de Unidade: Servidor responsável pela unidade. 2 Operações 2.1 Operações com Perfil Chefe

Leia mais

www.unifap.br Serviços SIGRH

www.unifap.br Serviços SIGRH MANUAL PARA INCLUSÃO DE FÉRIAS (Servidor) Esta operação possibilita que o servidor cadastre o período em que deseja obter férias. As férias representam um período anual de descanso remunerado com duração

Leia mais

Em 21 de agosto de 2014, a Reitora da Universidade Federal de São João del- Rei UFSJ, usando de suas atribuições, e considerando:

Em 21 de agosto de 2014, a Reitora da Universidade Federal de São João del- Rei UFSJ, usando de suas atribuições, e considerando: ORDEM DE SERVIÇO N o 062/2014 Em 21 de agosto de 2014, a Reitora da Universidade Federal de São João del- Rei UFSJ, usando de suas atribuições, e considerando: - a Lei n o 8.112 de 11 de dezembro de 1990,

Leia mais

Coordenação de Cadastro/DP

Coordenação de Cadastro/DP CONHECENDO A UFRRJ: um olhar mais próximo da estrutura física, organizacional, funcional e cultural da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Coordenação de Cadastro/DP SEÇÃO DE CADASTRO Controle

Leia mais

NORMA PROCEDIMENTAL PROGRAMAÇÃO, REPROGRAMAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO DE FÉRIAS. Servidores docentes e técnico-administrativos da UFTM.

NORMA PROCEDIMENTAL PROGRAMAÇÃO, REPROGRAMAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO DE FÉRIAS. Servidores docentes e técnico-administrativos da UFTM. 50.05.009 1/7 1. FINALIDADE Regulamentar os procedimentos relacionados à programação, reprogramação e homologação de férias dos servidores da UFTM. 2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO Servidores docentes e técnico-administrativos

Leia mais

Manual do Usuário SIG

Manual do Usuário SIG Universidade Federal do Pará Manual do Usuário SIG Belém 2011 Manual para Marcação de Férias no SIGRH Este manual tem como objetivo auxiliar os servidores da UFPA na realização do seu registro de férias

Leia mais

PRO-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS E ASSUNTOS ESTUDANTIS

PRO-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS E ASSUNTOS ESTUDANTIS PRO-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS E ASSUNTOS ESTUDANTIS DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL DIVISÃO DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO SEÇÃO DE REGISTRO DE INFORMAÇÃO Sistema Integrado de Administração de

Leia mais

Tabela de Prazos da Lei 8112/90 - Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União

Tabela de Prazos da Lei 8112/90 - Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União Tabela de Prazos da Lei 8112/90 - Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União Dispositivo Prazo Referência Art. 12 Art. 13 1º Até 2 anos Validade do concurso público - podendo ser prorrogado

Leia mais

Programa de Capacitação e Aperfeiçoamento do DAP

Programa de Capacitação e Aperfeiçoamento do DAP Programa de Capacitação e Aperfeiçoamento do DAP LEGISLAÇÃO DE PESSOAL COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO Regime Jurídico dos Servidores Públicos Federais Lei nº. 8.112/90 Plano de Carreira dos Cargos Técnico-Administrativos

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO CONTROLE DE FREQUÊNCIA (PONTO ELETRÔNICO)

MANUAL DE ORIENTAÇÃO CONTROLE DE FREQUÊNCIA (PONTO ELETRÔNICO) SECRETARIA-EECUTIVA DIRETORIA DE GESTÃO INTERNA COORDENAÇÃO-GERAL DE RECURSOS HUMANOS MANUAL DE ORIENTAÇÃO CONTROLE DE FREQUÊNCIA (PONTO ELETRÔNICO) SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS - SIGRH

Leia mais

CARTILHA: DIREITOS E VANTAGENS DOS SERVIDORES PÚBLICOS UNIDADE ADMINISTRATIVO FINANCEIRA - UNAFIN

CARTILHA: DIREITOS E VANTAGENS DOS SERVIDORES PÚBLICOS UNIDADE ADMINISTRATIVO FINANCEIRA - UNAFIN CARTILHA: DIREITOS E VANTAGENS DOS SERVIDORES PÚBLICOS UNIDADE ADMINISTRATIVO FINANCEIRA - UNAFIN 1. Que vantagens além do vencimento podem ser pagas ao servidor? a) indenizações, que não se incorporam

Leia mais

Manual de Férias do Servidor

Manual de Férias do Servidor Manual de Férias do Servidor Sumario: 1 - Acessando o Sistema 1 2 - Auto Cadastro 3 3 - Marcando suas férias 5 4 - Consulta/Alteração/Exclusão de Férias 9 5 - Cronograma de Férias da Unidade 13 1 Acessando

Leia mais

Regime Jurídico Único Lei nº. 8.112/1990

Regime Jurídico Único Lei nº. 8.112/1990 Integração Regime Jurídico Único Lei nº. 8.112/1990 André Luís dos Santos Lana O que é Regime Jurídico? O regime jurídico é a lei com base na qual são definidos os direitos, deveres garantias, vantagens,

Leia mais

DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL DAP/GEPE/UFF

DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL DAP/GEPE/UFF DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL DAP/GEPE/UFF AGOSTO de 2014 Direção: Marlette Rose Galvão Alves Organograma elaborado com base na Portaria nº 45.242,de 21/07/2011-BS nº 117/2011 Departamento de

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 194, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2000.

RESOLUÇÃO Nº 194, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2000. RESOLUÇÃO Nº 194, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2000. Dispõe sobre as férias dos servidores do Supremo Tribunal Federal. O PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, no uso das atribuições que lhe confere o art.

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE PROGRAMAÇÃO DE FÉRIAS NO ÂMBITO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA

ORIENTAÇÕES SOBRE PROGRAMAÇÃO DE FÉRIAS NO ÂMBITO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA ORIENTAÇÕES SOBRE PROGRAMAÇÃO DE FÉRIAS NO ÂMBITO DA 1-OBJETIVO Estabelecer critérios e uniformizar os procedimentos relativos à programação de férias, garantindo o funcionamento adequado das atividades

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO EDITAL PROGRAD Nº 18/2008, DE 22 DE JULHO DE 2008 SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DO PROGRAMA PRÓ-ESTÁGIO UFGD 2008 O PRÓ-REITOR DE ENSINO DE GRADUAÇÃO da Fundação Universidade Federal da Grande Dourados, no uso

Leia mais

OAB. Direito Administrativo. Prof. Rodrigo Canda LEI 8.112/90

OAB. Direito Administrativo. Prof. Rodrigo Canda LEI 8.112/90 LEI 8.112/90 Art. 5o São requisitos básicos para investidura em cargo público: I - a nacionalidade brasileira; II - o gozo dos direitos políticos; III - a quitação com as obrigações militares e eleitorais;

Leia mais

MANUAL DO GESTOR DA UNIDADE

MANUAL DO GESTOR DA UNIDADE Homologar Férias Sistema SIGP Módulo Portal do Servidor Usuários Chefe de Unidade Perfil GESTOR_UNIDADE MANUAL DO GESTOR DA UNIDADE A homologação de férias condiz com a aprovação do pedido de férias feito

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 555, DE 19 DE JUNHO DE 2015

RESOLUÇÃO Nº 555, DE 19 DE JUNHO DE 2015 Publicada no DJE/STF, n. 122, p. 1-2 em 24/6/2015. RESOLUÇÃO Nº 555, DE 19 DE JUNHO DE 2015 Dispõe sobre as férias dos servidores do Supremo Tribunal Federal. O PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL,

Leia mais

CONHEÇA MELHOR SEU CONTRACHEQUE

CONHEÇA MELHOR SEU CONTRACHEQUE CONHEÇA MELHOR SEU CONTRACHEQUE DIPES/PROGP 2013 Para esclarecer dúvidas sobre seu pagamento, procure imediatamente sua unidade pagadora. COMPROVANTE DE RENDIMENTOS - FOLHA NORMAL FUND. UNIVERSIDADE DE

Leia mais

Da contratação e estabilidade: Estabilidade Após 3 anos de efetivo exercício. (CF 1988, Art. 41)

Da contratação e estabilidade: Estabilidade Após 3 anos de efetivo exercício. (CF 1988, Art. 41) SERVIÇO DE PESSOAL Lista dos benefícios / direitos / deveres dos servidores Legislação trabalhista: ESU http://www.usp.br/drh/novo/esu/esuorig1.html CLT http://www.planalto.gov.br/ccivil/decreto-lei/del5452.htm

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 372, DE 31 DE JULHO DE 2008

RESOLUÇÃO Nº 372, DE 31 DE JULHO DE 2008 RESOLUÇÃO Nº 372, DE 31 DE JULHO DE 2008 Dispõe sobre as férias dos servidores do Supremo Tribunal Federal. O PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, no uso das atribuições que lhe confere o art. 363,

Leia mais

Cartilha Ponto Biométrico

Cartilha Ponto Biométrico Cartilha Ponto Biométrico Secretaria Municipal de Administração, Orçamento e Informação 2 CONTROLE E APURAÇÃO DA FREQUÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DA ADMINISTRAÇÃO DIRETA DO MUNICÍPIO DE DIVINÓPOLIS Prezado

Leia mais

O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO

O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO ATO Nº 20/2005 (Revogado pelo Ato nº 56/2012) Dispõe sobre a concessão da gratificação natalina aos servidores do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO

Leia mais

MANUAL PARA MARCAÇÃO DE FÉRIAS PELO SIAPENET

MANUAL PARA MARCAÇÃO DE FÉRIAS PELO SIAPENET MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO DE PESSOAS DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS COORDENAÇÃO DE REGISTROS E DOCUMENTOS MANUAL PARA MARCAÇÃO

Leia mais

1. Acessando o SIGPRH

1. Acessando o SIGPRH 1. Acessando o SIGPRH UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ Acesse o endereço www.si3.ufc.br e selecione a opção SIGPRH (Sistema Integrado de Planejamento, Gestão e Recursos Humanos). Seguem algumas informações

Leia mais

REGULAMENTO/DIGEP Nº 002, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014.

REGULAMENTO/DIGEP Nº 002, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014. REGULAMENTO/DIGEP Nº 002, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014. Dispõe acerca das regras e procedimentos para a concessão, indenização, parcelamento e pagamento da remuneração de férias dos servidores do Instituto

Leia mais

FÉRIAS DEFINIÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDAMENTAÇÃO LEGAL PERGUNTAS FREQUENTES

FÉRIAS DEFINIÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDAMENTAÇÃO LEGAL PERGUNTAS FREQUENTES FÉRIAS DEFINIÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDAMENTAÇÃO LEGAL PERGUNTAS FREQUENTES DEFINIÇÃO Período de descanso remunerado com duração prevista em lei (Lei 8.112/90 artigos 77 a 80).

Leia mais

ATO Nº 382/2011. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

ATO Nº 382/2011. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, ATO Nº 382/2011 Dispõe sobre a concessão de férias no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região e dá outras providências. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de

Leia mais

ATO Nº 56/2012. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

ATO Nº 56/2012. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, ATO Nº 56/2012 Dispõe sobre a concessão da gratificação natalina aos magistrados e servidores do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO,

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 530, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014.

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 530, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014. RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 530, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014. Dispõe sobre a criação de estágio para estudantes de pós-graduação, denominado PGE Residência, no âmbito da Procuradoria-Geral do

Leia mais

Circular nº 00015/2015/DGP Em 5 de maio de 2015

Circular nº 00015/2015/DGP Em 5 de maio de 2015 Circular nº 00015/2015/DGP Em 5 de maio de 2015 Assunto: Fechamento do DGP Protocolo Tendo em vista a necessidade de redução do tempo de tramitação dos processos encaminhados ao Decanato de Gestão de Pessoas,

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL PRESIDÊNCIA 01/09/2014

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL PRESIDÊNCIA 01/09/2014 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL PRESIDÊNCIA 01/09/2014 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 33/2014 Dispõe sobre a jornada de trabalho e o registro

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS INFORMATIVO SOBRE OS PROCEDIMENTOS DE FÉRIAS NA UFPB O presente informativo tem como objetivo disseminar e divulgar

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE OCORRÊNCIAS NO SISTEMA GRIFO

ORIENTAÇÕES SOBRE OCORRÊNCIAS NO SISTEMA GRIFO ORIENTAÇÕES SOBRE OCORRÊNCIAS NO SISTEMA GRIFO AS OCORRÊNCIAS PODEM SER INCLUÍDAS PELO MENU FREQUÊNCIA (NO ATALHO DISPONÍVEL NO FINAL NA LINHA DO DIA) OU APENAS PELO MENU OCORRÊNCIA TIPOS DE OCORRÊNCIAS

Leia mais

PORTARIA TRT 18ª GP/DG/SGPe Nº 395/2012 O DESEMBARGADOR-PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais

PORTARIA TRT 18ª GP/DG/SGPe Nº 395/2012 O DESEMBARGADOR-PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais PORTARIA TRT 18ª GP/DG/SGPe Nº 395/2012 O DESEMBARGADOR-PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais e tendo em vista o que dispõem os artigos

Leia mais

Parágrafo único. Os servidores docentes podem candidatar-se somente em caso de formação de mestrado ou doutorado.

Parágrafo único. Os servidores docentes podem candidatar-se somente em caso de formação de mestrado ou doutorado. RESOLUÇÃO N o 014, de 23 de dezembro de 2009. Regulamenta o Programa de Incentivo à Formação dos Servidores (PROSER) da UFSJ. O PRESIDENTE DO CONSELHO DIRETOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI

Leia mais

ORIENTAÇÃO NORMATIVA SRH Nº 2, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2011. CAPÍTULO I DO DIREITO E DA CONCESSÃO

ORIENTAÇÃO NORMATIVA SRH Nº 2, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2011. CAPÍTULO I DO DIREITO E DA CONCESSÃO ORIENTAÇÃO NORMATIVA SRH Nº 2, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2011. Dispõe sobre as regras e procedimentos a serem adotados pelos órgãos setoriais e seccionais do Sistema de Pessoal Civil da Administração Federal

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ Criada pela Lei nº 10.435, de 24 de abril de 2002

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ Criada pela Lei nº 10.435, de 24 de abril de 2002 NORMA PARA PARTICIPAÇÃO DOS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO DA, EM TREINAMENTO REGULARMENTE INSTITUÍDO EDUCAÇÃO FORMAL CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Estabelece critérios para participação

Leia mais

SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA CONSELHO DA JUSTIÇA FEDERAL RESOLUÇÃO Nº- CF-RES-2012/00221, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2012

SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA CONSELHO DA JUSTIÇA FEDERAL RESOLUÇÃO Nº- CF-RES-2012/00221, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2012 SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA CONSELHO DA JUSTIÇA FEDERAL RESOLUÇÃO Nº- CF-RES-2012/00221, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2012 Dispõe sobre a concessão de férias no âmbito do Conselho e da Justiça Federal de primeiro

Leia mais

Boletim Interno. Edição Extraordinária nº 19

Boletim Interno. Edição Extraordinária nº 19 Boletim Interno Edição Extraordinária nº 19 Fundação Escola Nacional de Administração Pública SAIS Área 2-A 70610-900 Brasília, DF Tel.: (61) 2020-3000 Miriam Aparecida Belchior Ministra de Estado do Planejamento,

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESOLUÇÃO Nº 42, DE 16 DE JUNHO DE 2009

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESOLUÇÃO Nº 42, DE 16 DE JUNHO DE 2009 CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESOLUÇÃO Nº 42, DE 16 DE JUNHO DE 2009 (Alterada pelas Resoluções nºs 52, de 11 de maio de 2010 e 62, de 31 de agosto de 2010) Dispõe sobre a concessão de estágio

Leia mais

Estatuto do servidor público do Tocantins Lei 1818/2007

Estatuto do servidor público do Tocantins Lei 1818/2007 Estatuto do servidor público do Tocantins Lei 1818/2007 1 Lei 1818/2007 O estatuto regulamenta as relações(férias, licenças, afastamentos, vantagens) entre o servidor e o seu empregador, o Estado. Quem

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais Pró-Reitoria de Recursos Humanos Departamento de Administração de Pessoal

Universidade Federal de Minas Gerais Pró-Reitoria de Recursos Humanos Departamento de Administração de Pessoal FÉRIAS Cód.: FER Nº: 55 Versão: 10 Data: 05/12/2014 DEFINIÇÃO Período de descanso remunerado com duração prevista em lei. REQUISITOS BÁSICOS 1. Servidor efetivo: - Possuir 12 (doze) meses de efetivo exercício

Leia mais

Tutorial da Avaliação de Desempenho do Servidor no Estágio Probatório

Tutorial da Avaliação de Desempenho do Servidor no Estágio Probatório SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO E GESTÃO DE PESSOAL Tutorial da Avaliação de Desempenho do Servidor no Estágio Probatório Belém/ Pará. Junho, 2013.

Leia mais

REGULAMENTO/COGEP Nº 001, DE 1º DE JUNHO DE 2012. 2ª Edição Atualizada em 29 de janeiro de 2013.

REGULAMENTO/COGEP Nº 001, DE 1º DE JUNHO DE 2012. 2ª Edição Atualizada em 29 de janeiro de 2013. REGULAMENTO/COGEP Nº 001, DE 1º DE JUNHO DE 2012. 2ª Edição Atualizada em 29 de janeiro de 2013. Dispõe acerca da Política de uso do PONTO ELETRÔNICO E DA JORNADA DE TRABALHO dos servidores do Instituto

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO POVO

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO POVO LEI Nº516/2012- DE 09 DE ABRIL DE 2012 Altera a Lei Municipal nº 280, de 30 de março de 2004, que dispõe sobre o Estatuto Geral do Servidores Públicos do Município de São José do Povo. JOÃO BATISTA DE

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS REITORIA PORTARIA Nº 1.254, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2014.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS REITORIA PORTARIA Nº 1.254, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2014. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS REITORIA PORTARIA Nº 1.254, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2014. Dispõe sobre o sistema de registro eletrônico de ponto e o controle de frequência dos servidores

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS. Ofício Circular nº 32/2013-PROGEP/UFC Fortaleza, 15 de outubro de 2013.

PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS. Ofício Circular nº 32/2013-PROGEP/UFC Fortaleza, 15 de outubro de 2013. Ofício Circular nº 32/2013-PROGEP/UFC Fortaleza, 15 de outubro de 2013. Assunto: Programação de férias: inclusões, modificações e exclusões Face à proximidade do final do ano, quando há intensa incidência

Leia mais

VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX TRABALHO

VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX TRABALHO VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX TRABALHO Orientador Empresarial Servidores Públicos-MTE-Controle de Frequência-REP-Identificação Biométrica PORTARIA MTE nº 206/2011-DOU:

Leia mais

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO FEDERAL E REFORMA DO ESTADO SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA SRH Nº 2, DE 14 DE OUTUBRO DE 1998

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO FEDERAL E REFORMA DO ESTADO SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA SRH Nº 2, DE 14 DE OUTUBRO DE 1998 MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO FEDERAL E REFORMA DO ESTADO SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA SRH Nº 2, DE 14 DE OUTUBRO DE 1998 Dispõe sobre as regras e procedimentos a serem adotados pelos

Leia mais

Secretaria de Recursos Humanos

Secretaria de Recursos Humanos FÉRIAS CONCESSÃO/PAGAMENTO/INTERRUPÇÃO 1 - A cada exercício correspondente ao ano civil, os servidores fazem jus a trinta dias de férias? Resposta: sim, ressalvados os seguintes casos: I - o servidor que

Leia mais

DECLARAÇÃO DE VENCIMENTOS E VANTAGENS COM FUNDAMENTAÇÃO BASE LEGAL, EMITIDA PELO ÓRGÃO (ORIGINAL);

DECLARAÇÃO DE VENCIMENTOS E VANTAGENS COM FUNDAMENTAÇÃO BASE LEGAL, EMITIDA PELO ÓRGÃO (ORIGINAL); PROTOCOLO GERAL DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA SOLICITAÇÕES: 1. APOSENTADORIA REQUERIMENTO ASSINADO PELO SERVIDOR E COM VISTO DO CHEFE IMEDIATO (ORIGINAL); OBS.: APOSENTADORIA COMPULSÓRIA - NÃO É NECESSÁRIO

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 8, DE 6 DE JULHO DE 1993 I - DAS REGRAS GERAIS SOBRE A CONTAGEM DO TEMPO DE SERVIÇO

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 8, DE 6 DE JULHO DE 1993 I - DAS REGRAS GERAIS SOBRE A CONTAGEM DO TEMPO DE SERVIÇO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 8, DE 6 DE JULHO DE 1993 O MINISTRO DE ESTADO CHEFE DA SECRETARIA DA ADMINISTRAÇÃO FEDERAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA, no uso das atribuições que lhe conferem a Lei nº 8.490, de

Leia mais

Universidade Federal Fluminense SIRH - SISTEMAS INTEGRADOS DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE CONTROLE DE FÉRIAS

Universidade Federal Fluminense SIRH - SISTEMAS INTEGRADOS DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE CONTROLE DE FÉRIAS Universidade Federal Fluminense SIRH - SISTEMAS INTEGRADOS DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE CONTROLE DE FÉRIAS MANUAL DO USUÁRIO Sistema de Controle de Férias Lei N 8112 de 11 de dezembro de 1990 Capítulo

Leia mais

Tramita como documento, é anexado a processo ou dá origem a processo? CLASSIFICAÇÃO ARQUIVÍSTICA ESPÉCIE/FORMATO

Tramita como documento, é anexado a processo ou dá origem a processo? CLASSIFICAÇÃO ARQUIVÍSTICA ESPÉCIE/FORMATO OBSERVAÇÕES INICIAIS Deve-se dar preferência ao trâmite de documentos, pois assim o trâmite será mais rápido, menos burocrático e gastará menos recursos(capas plásticas, folhas de rosto, prendedores plásticos,

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTO ARAGUAIA Av. Carlos Hugueney, 552 - Centro - CEP.: 78.780-000 Tel/Fax.: (065) 481 1139-481 1431

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTO ARAGUAIA Av. Carlos Hugueney, 552 - Centro - CEP.: 78.780-000 Tel/Fax.: (065) 481 1139-481 1431 LEI N.º 761/93 Dispõe sobre o Estatuto do Magistério Público municipal de Alto Araguaia. O Prefeito Municipal de Alto Araguaia, Estado de Mato Grosso, no uso de suas atribuições legais, faço saber que

Leia mais

MANUAL PARA PREENCHIMENTO DE REQUERIMENTOS ON-LINE

MANUAL PARA PREENCHIMENTO DE REQUERIMENTOS ON-LINE SECRETARIA MUNICIPAL DE GESTÃO PÚBLICA DEPARTAMENTO DE RECURSOS EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO MANUAL PARA PREENCHIMENTO DE REQUERIMENTOS ON-LINE Mogi das Cruzes, 2010. Sumário 1. Requerimentos Disponíveis...

Leia mais

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DA PROGESP

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DA PROGESP ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DA PROGESP Pró-reitor(a) de Gestão de Pessoas Secretaria Divisão de Controle e Aplicação de Legislação e Normas Coordenadoria de Administração e Planejamento de Pessoal Coordenadoria

Leia mais

O R I E N T A Ç Ã O T É C N I C A D E P A G A M E N T O ESCLARECENDO DÚVIDAS DE PAGAMENTO

O R I E N T A Ç Ã O T É C N I C A D E P A G A M E N T O ESCLARECENDO DÚVIDAS DE PAGAMENTO O R I E N T A Ç Ã O T É C N I C A D E P A G A M E N T O ESCLARECENDO DÚVIDAS DE PAGAMENTO - Férias regulamentares clique aqui - Pagamento proporcional de férias clique aqui - Fixação de sede de controle

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001554/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 12/08/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR032670/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.023032/2010-49 DATA DO

Leia mais

BOLSA DE ESTUDO PARA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO Perguntas Mais Frequentes

BOLSA DE ESTUDO PARA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO Perguntas Mais Frequentes BOLSA DE ESTUDO PARA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO Perguntas Mais Frequentes Que norma regulamenta a concessão da bolsa de estudo? A Instrução Normativa nº 104, de 25 de janeiro de 2010, regulamenta a concessão

Leia mais

Roteiro de Acesso ao SIGRH UFG

Roteiro de Acesso ao SIGRH UFG Universidade Federal de Goiás Centro de Recursos Computacionais Roteiro de Acesso ao SIGRH UFG Os sistemas são melhores visualizados utilizando o Mozilla Firefox. Passo 1. Gerando seu Login Único: Acesse

Leia mais

Título V Dos Direitos e Vantagens...14 Capítulo I Do Vencimento e da Remuneração...14 Capítulo II Das Vantagens...15 Seção I Das Indenizações...

Título V Dos Direitos e Vantagens...14 Capítulo I Do Vencimento e da Remuneração...14 Capítulo II Das Vantagens...15 Seção I Das Indenizações... ÍNDICE Título I Disposições Preliminares...05 Título II Do Provimento e da Vacância...06 Capítulo I Do Provimento...06 Seção I Disposições Gerais...06 Seção II Do Concurso Público...06 Seção II Da Nomeação...06

Leia mais

É o empregado, o requisitado, o contratado para função de confiança da administração superior e o titular de órgão executivo de direção superior.

É o empregado, o requisitado, o contratado para função de confiança da administração superior e o titular de órgão executivo de direção superior. 1/7 1. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para concessão de licenças. 2. CONCEITOS 2.1. Beneficiado É o empregado, o requisitado, o contratado para função de confiança da administração superior e o titular

Leia mais

Perguntas frequentes:

Perguntas frequentes: Perguntas frequentes: O equipamento é regulado para bater ponto só às 7 ou às 8 horas, nos horários tradicionais? Não, você pode bater o ponto em qualquer horário tendo como norte os horários institucionais.

Leia mais

REGULAMENTO/DIGEP Nº 003, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014. considerando o Decreto nº 7.003/2009, de 9 de novembro de 2009;

REGULAMENTO/DIGEP Nº 003, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014. considerando o Decreto nº 7.003/2009, de 9 de novembro de 2009; REGULAMENTO/DIGEP Nº 003, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014. Estabelece orientações sobre a LICENÇA PARA TRATAMENTO DE SAÚDE E RESSARCIMENTO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE SUPLEMENTAR dos servidores do Instituto Federal

Leia mais

ESCALA DE FÉRIAS - EXERCÍCIO 2007 INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO

ESCALA DE FÉRIAS - EXERCÍCIO 2007 INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO ESCALA DE FÉRIAS - EXERCÍCIO 2007 INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO Para o preenchimento da Escala de Férias, o servidor deverá acessar o Portal do Servidor por meio do endereço http://10.9.16.23/csp/tcdf/portal/index.csp

Leia mais

Licença e afastamento SERVIDOR PÚBLICO V LICENÇA E AFASTAMENTO. Licenças não remuneradas: Licenças: 12/11/2012

Licença e afastamento SERVIDOR PÚBLICO V LICENÇA E AFASTAMENTO. Licenças não remuneradas: Licenças: 12/11/2012 Licença e afastamento Hipóteses em que o servidor não presta serviço, sem perder o cargo. Há 7 hipóteses de licença e 4 hipóteses de afastamento. SERVIDOR PÚBLICO V LICENÇA E AFASTAMENTO Paula Freire Licenças:

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais Pró-Reitoria de Recursos Humanos Departamento de Administração de Pessoal

Universidade Federal de Minas Gerais Pró-Reitoria de Recursos Humanos Departamento de Administração de Pessoal CONTRATO ADMINISTRATIVO DE PROFESSOR SUBSTITUTO E VISITANTE Cód.: CPS Nº: 38 Versão: 11 Data: 19/02/2015 DEFINIÇÃO Contratação de pessoal por tempo determinado, para suprir a falta de professores efetivos

Leia mais

Macroprocesso 03: CONTROLE DE CARGOS, FUNÇÕES E MOVIMENTAÇÃO PROCESSOS

Macroprocesso 03: CONTROLE DE CARGOS, FUNÇÕES E MOVIMENTAÇÃO PROCESSOS Macroprocesso 03: CONTROLE DE CARGOS, FUNÇÕES E MOVIMENTAÇÃO Recursos: Pessoas, espaço físico, sistemas de informática (SIGPRH, Siape, Siapecad, Sisac, Sipac), Legislação (Lei nº 8112/90) e pasta funcional.

Leia mais

Informações sobre Aposentadoria

Informações sobre Aposentadoria MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES Subsecretaria-Geral do Serviço Exterior Departamento do Serviço Exterior Informações sobre Aposentadoria Departamento do Serviço Exterior Divisão de Pagamentos Esplanada

Leia mais

Manual de Procedimentos

Manual de Procedimentos Coordenadoria de Gestão de Recursos Humanos Versão 1 Nesta edição: 02 de maio de 2012 AFASTAMENTOS Afastamento do País Afastamento para Pós graduação Integral Cancelamento de Afastamento Integral para

Leia mais

Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ Criada pela Lei No. 10.435 de 24 de abril de 2002 Pró-Reitoria de Administração

Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ Criada pela Lei No. 10.435 de 24 de abril de 2002 Pró-Reitoria de Administração EDITAL DE SELEÇÃO DE SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS COM INTERESSE EM PARTICIPAR DE TREINAMENTO REGULARMENTE INSTITUÍDO EM NÍVEL DE EDUCAÇÃO FORMAL - QUALIFICAÇÃO A PRAD e o Departamento de Pessoal

Leia mais

RESOLVE: TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

RESOLVE: TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Dispõe sobre os procedimentos internos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ, referentes ao Estágio Probatório, nos termos do Art. 41 4.º da Constituição da República Federativa do Brasil.

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE SINOP ESTADO DE MATO GROSSO INSTRUÇÃO NORMATIVA SRH 001/2010

CÂMARA MUNICIPAL DE SINOP ESTADO DE MATO GROSSO INSTRUÇÃO NORMATIVA SRH 001/2010 CÂMARA MUNICIPAL DE SINOP ESTADO DE MATO GROSSO INSTRUÇÃO NORMATIVA SRH 001/2010 Versão: 02 Aprovação em: 20/10/2014 Unidade Responsável: Secretaria de Administração e Finanças - SAF SRH: Sistema Recursos

Leia mais

NORMA DE PROCEDIMENTOS. Férias

NORMA DE PROCEDIMENTOS. Férias pág.: 1/6 1 Objetivo Estabelecer critérios e procedimentos para programação, concessão e pagamento de férias aos empregados da COPASA MG. 2 Referências Para aplicação desta norma poderá ser necessário

Leia mais

DIREITOS E DEVERES DO SERVIDOR PÚBLICO CIVIL DO ESTADO DO ACRE 4 NOÇÕES BÁSICAS 4 SERVIDOR 4 CARGO PÚBLICO 4 DA ESTABILIDADE 4 ESTÁGIO PROBATÓRIO 5

DIREITOS E DEVERES DO SERVIDOR PÚBLICO CIVIL DO ESTADO DO ACRE 4 NOÇÕES BÁSICAS 4 SERVIDOR 4 CARGO PÚBLICO 4 DA ESTABILIDADE 4 ESTÁGIO PROBATÓRIO 5 Sumário DIREITOS E DEVERES DO SERVIDOR PÚBLICO CIVIL DO ESTADO DO ACRE 4 NOÇÕES BÁSICAS 4 SERVIDOR 4 CARGO PÚBLICO 4 DA ESTABILIDADE 4 ESTÁGIO PROBATÓRIO 5 LICENÇAS 5 LICENÇA POR MOTIVO DE DOENÇA EM PESSOA

Leia mais

PARTE 1 Conceitos Gerais sobre Férias

PARTE 1 Conceitos Gerais sobre Férias Férias! PARTE 1 Conceitos Gerais sobre Férias Férias Período anual de descanso remunerado com duração prevista em lei, que poderá ser parcelado em até três vezes. Informações Gerais: * Os docentes têm

Leia mais

Manual do Usuário SIG

Manual do Usuário SIG Universidade Federal do Pará Manual do Usuário SIG Belém 2011 Apresentação Este manual tem como objetivo auxiliar os servidores da UFPA para realizarem seu cadastro como usuários do Sistema Integrado de

Leia mais

FÉRIAS WEB PARA O SERVIDOR

FÉRIAS WEB PARA O SERVIDOR Tutorial ACESSO AO APLICATIVO OBJETIVO PROCEDIMENTOS PARA PROGRAMAÇÃO DE FÉRIAS QUANTIDADE DE PARCELAS ADIANTAMENTO SALARIAL E DE DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO OBJETIVO O aplicativo de Férias Web possibilita

Leia mais

Manual Prático Trabalhista e Previdenciário

Manual Prático Trabalhista e Previdenciário Manual Prático Trabalhista e Previdenciário Qual é o prazo para pagamento dos salários dos empregados? R: O pagamento deve ser realizado até o 5º dia útil do mês seguinte. Esta deve ser a data em que deve

Leia mais

Seção de Recursos Humanos E-mail: recursos-humanos@fepagro.rs.gov.br Fones: (51) 3288.8076 ou 3288.8043

Seção de Recursos Humanos E-mail: recursos-humanos@fepagro.rs.gov.br Fones: (51) 3288.8076 ou 3288.8043 Seção de Recursos Humanos E-mail: recursos-humanos@fepagro.rs.gov.br Fones: (51) 3288.8076 ou 3288.8043 Janeiro/2012 1 Í N D I C E ITEM PÁGINA Abono Família 10 Abono Permanência 11 Acidente de Serviço

Leia mais

Tutorial: SIGRH Para o Servidor marcar as suas férias.

Tutorial: SIGRH Para o Servidor marcar as suas férias. Tutorial: SIGRH Para o Servidor marcar as suas férias. Orientação para o servidor da UFABC marcar suas férias no Sistema Integrado de Gestão e de Recursos Humanos SIGRH, através da Operação: Inclusão de

Leia mais

ADE. ADICIONAL DE DESEMPENHO Perguntas e respostas para esclarecer dúvidas sobre a concessão do Adicional de Desempenho

ADE. ADICIONAL DE DESEMPENHO Perguntas e respostas para esclarecer dúvidas sobre a concessão do Adicional de Desempenho ADE ADICIONAL DE DESEMPENHO Perguntas e respostas para esclarecer dúvidas sobre a concessão do Adicional de Desempenho Sumário 1. O que é o Adicional de Desempenho? 2. Qual legislação dispõe sobre o ADE?

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal Catarinense - Reitoria

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal Catarinense - Reitoria AUXÍLIO-TRANSPORTE Eu,, [nome completo do servidor (a)] 1) DECLARO PARA FINS DE PERCEPÇÃO DE AUXÍLIO-TRANSPORTE, e sob as penas da lei que: Ocupo o cargo de: Matrícula SIAPE n : Local de exercício das

Leia mais

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO DOS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO DA UNIFEI CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO DOS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO DA UNIFEI CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO DOS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO DA UNIFEI CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS Art. 1 - Objetivo Geral: Implantar na UNIFEI um Programa de Capacitação que seja continuado

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL Avenida Rio Branco, 50 Santa Lúcia 29056-255 Vitória ES 27 3357-7500 DIRETORIA DE GESTÃO DE PESSOAS

Leia mais

Código: MAP-DIPES-003 Versão: 00 Data de Emissão: 01/01/2013

Código: MAP-DIPES-003 Versão: 00 Data de Emissão: 01/01/2013 Código: MAP-DIPES-003 Versão: 00 Data de Emissão: 01/01/2013 Elaborado por: Gerência de Cadastro e Remuneração Aprovado por: Presidência do TJAC 1 OBJETIVO Este Manual define critérios e procedimentos

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA RESOLUÇÃO N 016/2014 DE 27 DE MAIO DE 2014

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA RESOLUÇÃO N 016/2014 DE 27 DE MAIO DE 2014 RESOLUÇÃO N 016/2014 DE 27 DE MAIO DE 2014 Normatiza os procedimentos para concessão de Afastamentos de Curta Duração, Licença para Capacitação, Afastamentos para Pós- Graduação Stricto Sensu e Pós-Doutorado

Leia mais

Serviço de Administração de Pessoal. Seape

Serviço de Administração de Pessoal. Seape Serviço de Administração de Pessoal Seape Considerações da Lei 8.112/1990 e Outras Orientações aos Candidatos Classificados Carlos Viana Chefe do Serviço de Administração de Pessoal PROVIMENTO Requisitos

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE DIRETORIA DE GESTÃO DE PESSOAS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE DIRETORIA DE GESTÃO DE PESSOAS NOTA TÉCNICA Nº 04/2010-DIGPE Natal, 12 de novembro de 2010. Estabelece a sistemática geral de administração de pessoal relativa aos professores substitutos, no âmbito do IFRN. O DIRETOR DE GESTÃO DE PESSOAS

Leia mais

MANUAL DE INTEGRAÇÃO DO FUNCIONÁRIO

MANUAL DE INTEGRAÇÃO DO FUNCIONÁRIO MANUAL DE INTEGRAÇÃO DO FUNCIONÁRIO LANGE COSMÉTICOS LTDA A partir de agora, você faz parte da família Lange Cosméticos, o que é muito importante para todos nós. Sua integração será feita por meio deste

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA N 119, DE 29 DE NOVEMBRO DE 2010

PORTARIA NORMATIVA N 119, DE 29 DE NOVEMBRO DE 2010 INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE PORTARIA NORMATIVA N 119, DE 29 DE NOVEMBRO DE 2010 Dispõe sobre o horário de funcionamento do Instituto Chico Mendes, jornada de trabalho e controle

Leia mais

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 06/2003 DG/DNIT DO DIREITO E DA CONCESSÃO

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 06/2003 DG/DNIT DO DIREITO E DA CONCESSÃO INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 06/2003 DG/DNIT O GESTOR DO DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES - DNIT, no uso das atribuições que lhe conferem os artigos 7 - C e 19 da Estrutura Regimental

Leia mais