RESOLUÇÃO N 10/CEPE, DE 08 DE OUTUBRO DE 2010.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RESOLUÇÃO N 10/CEPE, DE 08 DE OUTUBRO DE 2010."

Transcrição

1 Reformula matriz curricular do curso de graduação tecnológico em Marketing. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO da Faculdade de Administração e Negócios de Sergipe FANESE, no uso de suas atribuições legais definidas pelo seu Regimento Geral e, CONSIDERANDO proposta, neste sentido, formulada pela coordenadora do curso Profª. Ivânia Maria de Moraes Souto, CONSIDERANDO o parecer do conselheiro relator do processo, Profª. José Albérico Gonçalves Ferreira, CONSIDERANDO, ainda, a decisão dos membros do CEPE em sessão ordinária realizada em 08 de outubro de 2010, RESOLVE: Art. 1 - Nos termos do anexo I, parte integrante desta Resolução, fica reformulada a matriz curricular e o Projeto Pedagógico do curso de graduação tecnológico em Marketing. Parágrafo único A proposta de mudanças tem como objetivo: I - Melhorar a distribuição das disciplinas na matriz curricular, por área de conhecimento; II Adequar melhor o conteúdo da matriz curricular do curso às necessidades do mercado, tendo como mecanismo os procedimentos: a) Inclusões e exclusões de disciplinas nos 04 períodos do curso; b) Reformulação de conteúdo de ementas de disciplinas; c) Compatibilização do nome de disciplinas com similares de outros cursos. Art. 2 - De acordo com o Anexo I, as alterações da matriz curricular estão assim explicitadas: I Exclusão das disciplinas: a) Gestão de Pessoas I; b) Processos em Gestão Empresarial; c) Matemática Básica; d) Psicologia Aplicada à Administração

2 e) Estratégia mercadológica; f) Microinformática; g) WebMarketing; h) Planejamento Estratégico; i) Administração de Sistemas de Informação; j) Dinâmica de Grupo e Criatividade.. II Inclusão das disciplinas: a) Administração Mercadológica; b) Marketing Direto; c) Marketing de Serviços; d) Gestão de Logística nos Centros de Distribuição; e) Marketing Internacional; f) Análise de Custo e Formação de Preço; g) Gestão de Venda; h) Gestão de Relacionamento com o Cliente. Art. 3 - Em obediência ao disposto no Art. 5 da Resolução n 03 do Conselho Nacional de Educação, de 18 de setembro de 2002, caso o curso não seja integralizado, cumulativamente cada semestre letivo cursado, que corresponde a um Módulo do curso, se solicitado, será concedido ao aluno às seguintes titulações: a) Auxiliar de Marketing, quando somente o Módulo I da matriz curricular for cursado; b) Assistente de marketing, quando for cursado somente o Módulo I e II da matriz curricular; c) Analista de marketing, quando forem cursados os Módulos I, II e III; d) Gestor de Marketing, quando todos os Módulos forem cursados. Art. 4 - Conforme Anexo I, a carga horária do curso continua com horas/aula, assim distribuída de acordo com a natureza do conhecimento de cada uma de suas disciplinas: I Um total de 1200 horas/aulas alocadas em 20 disciplinas profissionalizantes de 60 horas/aulas, assim distribuídas: a) Economia de Mercado; b) Introdução à Administração; c) Metodologia de Trabalhos Acadêmicos; d) Comunicação Empresarial;

3 e) Fundamentos de Marketing; f) Introdução à Logística; g) Administração Mercadológica; h) Análise do Comportamento do Consumidor; i) Análise de Custo e Formação de Preço; j) Marketing Direto; k) Introdução à Estatística; l) Gestão de Relacionamento com o Cliente; m) Pesquisa Mercadológica; n) Planejamento e Gestão de Marketing; o) Marketing de Serviços; p) Análise e Elaboração de Projetos; q) Marketing Social, Político e Ambiental; r) Marketing Internacional; s) Gestão de Vendas; t) Empreendedorismo. Extras classe; Integrador; formativa; II Total de 100 horas/aulas alocadas em Atividades Complementares III Total de 100 horas/aulas para o desenvolvimento do Projeto IV Total de 200 horas/aulas alocadas em atividades de Prática V Total de 100 horas/aulas de Seminários Interdisciplinares. Art. 5 - Terá o curso integralizado, o aluno que tenha cursado a carga horária mínima de horas/aula e atenda ao disposto no Art. 4 desta Resolução. Art. 6 - A execução da nova matriz curricular será realizada de modo a garantir o tempo de integralização do curso não superior àquele que o aluno teria no currículo anterior, naturalmente, dentro do contexto da situação acadêmica de cada aluno. Art. 7 - Os alunos ingressantes a partir do primeiro semestre letivo de 2011 terão de cursar um mínimo de horas/aula para a integralização do curso, obedecendo ao disposto no Art. 4 desta Resolução.

4 Art. 8 - Os alunos que ingressaram no curso antes do primeiro semestre letivo de 2011 terão que cursar o novo currículo a partir do primeiro semestre letivo de 2011, sem, contudo, haver prejuízo das disciplinas do currículo anterior, cursadas nos semestres anteriores a Parágrafo único Por ocasião da matrícula dos alunos, cabe ao coordenador do curso orientá-los e fazer as devidas compensações de disciplinas já cursadas no currículo anterior, obedecendo ao disposto neste Art. Art. 9 - Os casos omissos nesta Resolução serão solucionados pela Coordenação de curso, ouvindo a Coordenação Acadêmica. Art Esta Resolução entra em vigor nesta data, revogada a Resolução n 05/CEPE, de 08 de fevereiro de Prof. Ionaldo Vieira carvalho Diretor Geral

5 ANEXO I RESOLUÇÃO N 10/CEPE, MATRIZ CURRICULAR REFORMULADA DO CURSO DE MARKETING SEMESTRE I - Auxiliar de Marketing Código Denominação da disciplina Créditos Distribuição da Carga Horária Pré- Transversali Teoria Prática Total Requisito dade ECO005 Economia e Mercado Vestibular ADM040 Introdução a Administração Vestibular COM001 Comunicação Empresarial Vestibular ADM025 Fundamentos de Marketing Vestibular FIL300 Metodologia de Trabalhos Acadêmicos Vestibular PROJ01 Projeto Integrador I Vestibular SEMESTRE II - Assistente de Marketing ADM026 Administração Mercadológica ADM040 ADM104 Análise do Comportamento do Consumidor Vestibular ADM056 Análise de custo e Formação de Preço Vestibular ADM062 Marketing Direto Vestibular EST001 Introdução a Estatística Vestibular PROJ02 Projeto Integrador II PROJ01 SEMESTRE III - Analista de Analista de Marketing ADM103 Pesquisa Mercadológica FIL300 ADM033 Planejamento e Gestão de Marketing Vestibular ADM066 Marketing de Serviços Vestibular ADM067 Gestão de Relacionamento com o Cliente Vestibular 0ADM207 Análise e Elaboração de Projetos Vestibular PROJ03 Projeto Integrador III PROJ02 Carga Horária Total do Semestre 400 SEMESTRE IV - Gestor de Marketing ADM068 Marketing Social, Político e Ambiental Vestibular LOG001 Introdução à Logística Vestibular ADM069 Marketing Internacional ECO005 ADM075 Gestão de Vendas Vestibular ADM012 Empreendedorismo Vestibular PROJ04 Projeto Integrador IV PROJ03 CARGA HORARIA TOTAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES 100 CARGA HORÁRIA DO PROJETO INTEGRADOR 100 CARGA HORÁRIA DAS DISCIPLINAS, INCLUINDO-SE OS SEMINÁRIOS E A PRÁTICA FORMATIVA CARGA HORARIA TOTAL DO CURSO 1.700

RESOLUÇÃO Nº 012/07 CONSUNI

RESOLUÇÃO Nº 012/07 CONSUNI RESOLUÇÃO Nº 012/07 CONSUNI APROVA A ALTERAÇÃO DA MATRIZ CURRICULAR DOS CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO, ADMINISTRAÇÃO HABILITAÇÃO EM COMÉRCIO EXTERIOR E ADMINISTRAÇÃO HABILITAÇÃO EM MARKETING E O REGULAMENTO

Leia mais

CÓD. 1739 - CURSO DE ADMINISTRAÇÃO TURNO: NOITE Currículo nº 02 MATRIZ CURRICULAR

CÓD. 1739 - CURSO DE ADMINISTRAÇÃO TURNO: NOITE Currículo nº 02 MATRIZ CURRICULAR Aprovado no CONGRAD: 08.05.2012 Vigência: para os ingressos a partir 2012/2 CÓD. 1739 - CURSO DE ADMINISTRAÇÃO TURNO: NOITE Currículo nº 02 MATRIZ CURRICULAR CÓD. ÁREAS DE FORMAÇÃO I - CONTEÚDOS DE FORMAÇÃO

Leia mais

PROGRAMA DE MONITORIA DA FANESE

PROGRAMA DE MONITORIA DA FANESE EDITAL nº01/2014.2 Edital de abertura de seleção de alunos para Monitoria das Disciplinas a Distancia da Faculdade de Administração e Negócios de Sergipe FANESE. I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1. O Núcleo

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 37/2009

RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 37/2009 DISPÕE SOBRE CRITÉRIOS PARA O EXAME DE IDENTIDADE OU EQUIVALÊNCIA DE DISCIPLINAS PARA EFEITO DE APROVEITAMENTO DE ESTUDOS O Presidente do Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão CONSEPE, no uso

Leia mais

31956 Monografia II 31926

31956 Monografia II 31926 Currículo Novo 2006/01 Duração: 182 créditos 2.730h, acrescidas de 270h de atividades complementares, totalizando 3.000h 31544 Teoria das Organizações I - 31554 Matemática I - 31564 Teoria das Organizações

Leia mais

Art. 1º - Aprovar o Regulamento das Atividades Complementares do Curso de Turismo da Faculdade de Sinop FASIP, nos termos abaixo expostos.

Art. 1º - Aprovar o Regulamento das Atividades Complementares do Curso de Turismo da Faculdade de Sinop FASIP, nos termos abaixo expostos. FACULDADE DE SINOP FASIP - Faculdade de SINOP Credenciada pela portaria: RESOLUÇÃO CAS Nº. 14/2007 DE 06/04/2007 Aprova o Regulamento das atividades complementares do Curso de Turismo da Faculdade de Sinop

Leia mais

ROLL DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

ROLL DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ROLL DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINAS CARGA HORÁRIA Linguagem e Interpretação de Texto 80 Contabilidade I 80 Economia 80 Matemática 80 Teoria Geral da Administração

Leia mais

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí ESTRUTURA E CONTEÚDO CURRICULAR Organização Curricular do Curso A grade curricular do Curso de Bacharelado em Administração das Faculdades Integradas do Vale do Ivaí está fundamentada em dois grandes blocos.

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº09/2011 Aprova a estrutura curricular do Curso de Administração do Centro de

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING

MATRIZ CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING MATRIZ CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING Resolução UNICASTELO GR nº 041/CONSEPE/CONSUN/2013 O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão CONSEPE, Presidente do Conselho Universitário

Leia mais

FACITEC - Faculdade de Ciências Sociais e Tecnológicas IESST Instituto de Ensino Superior Social e Tecnológico

FACITEC - Faculdade de Ciências Sociais e Tecnológicas IESST Instituto de Ensino Superior Social e Tecnológico RESOLUÇÃO CONSU Nº. 01/2009 DE 28/01/2009 Aprova o Regulamento das Atividades Complementares Científico-Culturais de Engenharia de Produção da Faculdade de Ciências Sociais e Tecnológicas - Facitec. O

Leia mais

CÓD. 104 - CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS MATRIZ CURRICULAR - Currículo nº 42

CÓD. 104 - CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS MATRIZ CURRICULAR - Currículo nº 42 Aprovado no CONGRAD: 15.09.09 Vigência: 2010/1, com efeito retroativo para os ingressos a partir 2009/1 104 - CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS MATRIZ CURRICULAR - Currículo nº 42 ÁREAS DE FORMAÇÃO I - CONTEÚDOS

Leia mais

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí RESOLUÇÃO Nº 05 DE 17 DE DEZEMBRO DE 2012 Aprova alteração da matriz curricular do curso de Pedagogia.. A PRESIDENTE DO CONSELHO SUPERIOR DAS FACULDADES INTEGRADAS DO VALE DO IVAÍ, no uso da delegação

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE ALAGOAS - UNEAL

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE ALAGOAS - UNEAL REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE ALAGOAS - UNEAL Este Regulamento e a Resolução do Conselho Superior da Uneal (CONSU/UNEAL) que o aprovou foram

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 229/2002

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 229/2002 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 229/2002 Aprova a estrutura do currículo pleno do Curso de Administração (ênfase em Gerenciamento Empresarial). O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do Processo nº ECA-784/02,

Leia mais

SEMESTRE 360 HORAS CÓDIGO ATIVIDADES/COMPONENTES CURRICULARES C.H.

SEMESTRE 360 HORAS CÓDIGO ATIVIDADES/COMPONENTES CURRICULARES C.H. -TURNO DIURNO COMPOSIÇÃO CURRICULAR Seriado Semestral I SEMESTRE 360 HORAS 201101 Contabilidade Básica I 60 Básico 201102 Economia I 60 Básico 201103 Matemática Aplicada a Administração 60 Básico 201104

Leia mais

Resolução 038/2001 CONSEPE

Resolução 038/2001 CONSEPE Resolução 038/2001 CONSEPE Aprova as normas de funcionamento do Curso de Administração do Centro de Ciências da Administração CCA/ESAG. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 293/2014

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 293/2014 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 293/2014 Dispõe sobre o Currículo do Curso de Relações Públicas, regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do Processo nº COS- 144/2012, aprovou e

Leia mais

RESOLUÇÃO SETORIAL Nº27/97

RESOLUÇÃO SETORIAL Nº27/97 RESOLUÇÃO SETORIAL Nº27/97 (Na sessão do dia 07 de julho de 2000, o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CEPE aprovou, por unanimidade, o parecer do Conselheiro relator do processo nº 29073/98-19,

Leia mais

PPG. Coordenação dos Programas de Pós-Graduação

PPG. Coordenação dos Programas de Pós-Graduação Normas Aplicáveis ao Post-Graduate Diploma in Administration da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (FGV-EAESP) 2007 PPG Coordenação dos Programas de Pós-Graduação

Leia mais

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições,

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições, RESOLUÇÃO Nº 07/2014 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO Aprova a estrutura curricular contida no Projeto Pedagógico do Curso

Leia mais

FACULDADE DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E URBANISMO - FEAU REGIMENTO DAS ATIVIDADES SUPERVISIONADAS

FACULDADE DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E URBANISMO - FEAU REGIMENTO DAS ATIVIDADES SUPERVISIONADAS FACULDADE DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E URBANISMO - FEAU REGIMENTO DAS ATIVIDADES SUPERVISIONADAS Res. CONSUN nº 46/04, de 29/09/04. Art. 1º Art. 2º Art. 3º Capítulo I Das Atividades Supervisionadas O presente

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. 3º As características específicas das ênfases somente constarão no histórico escolar do discente.

R E S O L U Ç Ã O. 3º As características específicas das ênfases somente constarão no histórico escolar do discente. RESOLUÇÃO CSA N.º 10/2011 APROVA A MATRIZ CURRICULAR 2012 DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, BACHARELADO, COM ÊNFASE EM MARKETING E NEGÓCIOS INTERNACIONAIS, DA. O Presidente do Conselho Superior de Administração

Leia mais

REGULAMENTO DO PROJETO INTEGRADOR DO CURSO DE TECNÓLOGO EM PRODUÇÃO DO VESTUÁRIO (com ênfase em calçados)

REGULAMENTO DO PROJETO INTEGRADOR DO CURSO DE TECNÓLOGO EM PRODUÇÃO DO VESTUÁRIO (com ênfase em calçados) Mantenedora: Fundação Educacional Fausto Pinto da Fonseca - CNPJ : 04.149.536/0001-24 Av. Dom Cabral, 31 Centro - CEP: 35.519-000 - Nova Serrana - MG Fone: (37) 3226-8200 - Site: www.fanserrana.com.br

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA/FUNDAÇÃO UNITINS/GRE/N 004/2012.

INSTRUÇÃO NORMATIVA/FUNDAÇÃO UNITINS/GRE/N 004/2012. INSTRUÇÃO NORMATIVA/FUNDAÇÃO UNITINS/GRE/N 004/2012. Normatiza, no âmbito da Pró- Reitoria de Graduação, o aproveitamento de estudos para os Cursos de Graduação da Unitins. O REITOR DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING CERTIFICAÇÃO INTERMEDIÁRIA POR MÓDULOS

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING CERTIFICAÇÃO INTERMEDIÁRIA POR MÓDULOS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING CERTIFICAÇÃO INTERMEDIÁRIA POR MÓDULOS 2 CERTIFICAÇÃO INTERMEDIÁRIA POR MÓDULOS A estrutura curricular do Curso Superior de Tecnologia em Marketing da Faculdade

Leia mais

FACULDADE BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO E CULTURA FABEC BRASIL REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

FACULDADE BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO E CULTURA FABEC BRASIL REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO FABEC BRASIL REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Artigo 1º - O presente regulamento tem por finalidade normatizar as atividades relacionadas ao Trabalho

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1 REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - Este regulamento normatiza as atividades relacionadas ao Estágio Curricular do Curso de Administração

Leia mais

I Seminário Integrador do Curso de Administração

I Seminário Integrador do Curso de Administração I Seminário Integrador do Curso de Administração! Coordenador: Prof.,MSc.,Mário,Mendonça mariomacneto@gmail.com, Vice9Coordenador: Prof.,MSc.,Robson,Materko robsonmaterko@yahoo.com.br, Telefone:,(96),331291763

Leia mais

RESOLUÇÃO N 03/ CEPE, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2006.

RESOLUÇÃO N 03/ CEPE, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2006. RESOLUÇÃO N 03/ CEPE, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2006. Aprova reformulação da matriz curricular do Curso de Graduação em Administração. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO da faculdade de Administração

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.672 DE 06 DE MARÇO DE 2008

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.672 DE 06 DE MARÇO DE 2008 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.672 DE 06 DE MARÇO DE 2008 Homologa o Parecer nº 013/2008-CEG que aprova o Projeto Político

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRACAO MATRIZ CURRICULAR

CURSO DE ADMINISTRACAO MATRIZ CURRICULAR CURSO DE ADMINISTRACAO MATRIZ CURRICULAR 1º PERÍODO 2012/1 Carga Horária Semestral Metodologia Científica Português Matemática Básica Teoria Geral da Administração I Gestão Empreendedora Total de aulas

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA CAPÍTULO I CONCEITOS, REQUISITOS E OBJETIVOS DO ESTÁGIO

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA CAPÍTULO I CONCEITOS, REQUISITOS E OBJETIVOS DO ESTÁGIO - 1 - - 1 - REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA CAPÍTULO I CONCEITOS, REQUISITOS E OBJETIVOS DO ESTÁGIO Art. 1º Este regulamento normatiza a organização e funcionamento

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DELIBERAÇÃO Nº 016/10

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DELIBERAÇÃO Nº 016/10 DELIBERAÇÃO Nº 016/10 Autoriza a criação do Curso de Especialização em Planejamento e Finanças. O CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO, no uso da competência que lhe atribui o parágrafo único

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS AVANÇADO JANDAIA DO SUL Colegiado do Curso de Licenciatura em Ciências Exatas R E S O L U Ç Ã O N.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS AVANÇADO JANDAIA DO SUL Colegiado do Curso de Licenciatura em Ciências Exatas R E S O L U Ç Ã O N. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS AVANÇADO JANDAIA DO SUL Colegiado do Curso de Licenciatura em Ciências Exatas R E S O L U Ç Ã O N.º 01/2015 Regimentar o Núcleo Docente Estruturante NDE do Curso de

Leia mais

Resolução nº 015, de 25 de fevereiro de 2014.

Resolução nº 015, de 25 de fevereiro de 2014. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Conselho Superior Resolução nº

Leia mais

Universidade do Estado da Bahia UNEB

Universidade do Estado da Bahia UNEB Universidade do Estado da Bahia UNEB RESOLUÇÃO Nº 1.793/2015 - Aprova Calendário Acadêmico para o semestre letivo 2015.1. O PRESIDENTE DO CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO (CONSEPE) da Universidade

Leia mais

O COORDENADOR DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL, no uso de suas atribuições legais e regimentais, e:

O COORDENADOR DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL, no uso de suas atribuições legais e regimentais, e: Resoluçãonº01de209 Regulamenta o Estágio de Docência para os alunos do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil O COORDENADOR DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL, no uso de suas atribuições

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O Nº 018/2003-CEP

R E S O L U Ç Ã O Nº 018/2003-CEP R E S O L U Ç Ã O Nº 018/2003-CEP CERTIDÃO Certifico que a presente resolução foi afixada em local de costume, nesta Reitoria, no dia / /. Secretária Aprova normas para o aproveitamento de estudos nos

Leia mais

GRADE HORÁRIA 1º SEMESTRE DE 2014

GRADE HORÁRIA 1º SEMESTRE DE 2014 1º PERÍODO/SEMESTRE # TURNO Noite # SALA # Nº DE ALUNOS Projeto Integrador I PIN I: EMPREENDEDORISMO, LIDERANÇA, CRIATIVIDADE E INOVAÇÃO Projeto Integrador I Metodologia do Trabalho Científico Metodologia

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA FADERGS - LAUREATE IINTERNATIONAL UNIVERSITIES

REGIMENTO INTERNO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA FADERGS - LAUREATE IINTERNATIONAL UNIVERSITIES REGIMENTO INTERNO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA FADERGS - LAUREATE IINTERNATIONAL UNIVERSITIES A Diretora de Ensino da Faculdade de Desenvolvimento do Rio Grande

Leia mais

Sumário 1. CAPÍTULO I - DAS FINALIDADES... 3 2. CAPÍTULO II DA AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO ACADÊMICO PARA A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA...

Sumário 1. CAPÍTULO I - DAS FINALIDADES... 3 2. CAPÍTULO II DA AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO ACADÊMICO PARA A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA... Sumário 1. CAPÍTULO I - DAS FINALIDADES... 3 2. CAPÍTULO II DA AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO ACADÊMICO PARA A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA... 3 CAPÍTULO III - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS... 6 2 CAPÍTULO I - DAS FINALIDADES

Leia mais

Diretrizes Curriculares Nacionais e com a Legislação Interna, tendo como princípio a compreensão da informática em suas bases epistemológicas de

Diretrizes Curriculares Nacionais e com a Legislação Interna, tendo como princípio a compreensão da informática em suas bases epistemológicas de RESOLUÇÃO Nº 014/2010 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Informática, da Escola Superior de Tecnologia, da Universidade do Estado do Amazonas. O REITOR, EM EXERCÍCIO, DA UNIVERSIDADE

Leia mais

REGIMENTO INTERNO PARA ELABORAÇÃO, APRESENTAÇÃO E APROVAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

REGIMENTO INTERNO PARA ELABORAÇÃO, APRESENTAÇÃO E APROVAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO REGIMENTO INTERNO PARA ELABORAÇÃO, APRESENTAÇÃO E APROVAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 2013 1 REGIMENTO INTERNO PARA ELABORAÇÃO, APRESENTAÇÃO E APROVAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Apresentação:

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DA FADERGS LAUREATE INTERNATIONAL UNIVERSITIES.

REGIMENTO INTERNO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DA FADERGS LAUREATE INTERNATIONAL UNIVERSITIES. REGIMENTO INTERNO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DA FADERGS LAUREATE INTERNATIONAL UNIVERSITIES. O Diretor da FADERGS Laureate International Universities, no uso de suas

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA MODALIDADE A DISTÂNCIA - INGRESSANTES 1º SEM 2010

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA MODALIDADE A DISTÂNCIA - INGRESSANTES 1º SEM 2010 Módulo Desenvolvimento Pessoal CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA MODALIDADE A DISTÂNCIA - INGRESSANTES 1º SEM 2010 06 de fevereiro de 2010 sábado- Das 9 às 13 Palestra:Orientações sobre Projeto

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 019/07 CONSUNI

RESOLUÇÃO Nº 019/07 CONSUNI RESOLUÇÃO Nº 019/07 CONSUNI APROVA O REGULAMENTO GERAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE JARAGUÁ DO SUL UNERJ. A Presidente do Conselho Universitário CONSUNI do Centro Universitário

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO MARANHÃO CONSELHO DIRETOR. RESOLUÇÃO Nº. 27/2006, de 14 de julho de 2006.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO MARANHÃO CONSELHO DIRETOR. RESOLUÇÃO Nº. 27/2006, de 14 de julho de 2006. RESOLUÇÃO Nº. 27/2006, de 14 de julho de 2006. Aprova o Regulamento das Atividades Acadêmico-Científico- Culturais dos Cursos de Licenciatura do CEFET-MA. O PRESIDENTE DO DO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 292/2014

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 292/2014 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 292/2014 Dispõe sobre o Currículo do Curso de Jornalismo, regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do Processo Nº COS- 144/2012, aprovou e eu promulgo

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Autoriza a criação do Curso de Especialização em Gestão Empresarial. DELIBERAÇÃO Nº068/2010 O CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO, no uso da competência que lhe atribui o parágrafo único do

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Identificação do Curso Nome do Curso: Sistemas de Informação Titulação: Bacharelado Modalidade de ensino: Presencial

Leia mais

CALENDÁRIO DE PROVAS BIMESTRAIS, 2º CHAMADAS E EXAMES

CALENDÁRIO DE PROVAS BIMESTRAIS, 2º CHAMADAS E EXAMES CALENDÁRIO DE PROVAS BIMESTRAIS, S E TURMA: 2º PERÍODO A Economia Empresarial Matemática Financeira Metodologia Científica Sociologia Fundamentos da Contabilidade Mercadológica Economia Empresarial Matemática

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 242/2014

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 242/2014 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 242/2014 Altera a Deliberação CONSEP Nº 107/2012, que Dispõe sobre o Currículo Pleno do Curso de Pedagogia - Licenciatura, regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA,

Leia mais

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : ADMINISTRAÇÃO. CRÉDITOS Obrigatórios: 176 Optativos: 24. 1º Semestre

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : ADMINISTRAÇÃO. CRÉDITOS Obrigatórios: 176 Optativos: 24. 1º Semestre Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Pró-reitoria de Graduação - DAARG DRA - Divisão de Registros Acadêmicos Sistema de Controle Acadêmico Grade Curricular 30/01/2014-13:12:25 Curso : ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Esta Resolução entra em vigor nesta data, alterando a Resolução CONSEPE 3/2007 e revogando as disposições contrárias.

R E S O L U Ç Ã O. Esta Resolução entra em vigor nesta data, alterando a Resolução CONSEPE 3/2007 e revogando as disposições contrárias. RESOLUÇÃO CONSEACC/CP 05/2012 ALTERA O REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE FARMÁCIA DO CAMPUS CAMPINAS DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO USF. A Presidente do Conselho Acadêmico de Campus CONSEACC

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA

MATRIZ CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA MATRIZ CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA Resolução UNICASTELO GR nº 043/CONSEPE/CONSUN/2013 O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão CONSEPE, Presidente do Conselho Universitário

Leia mais

PORTARIA CE Nº 27, de 30 de junho de 2014.

PORTARIA CE Nº 27, de 30 de junho de 2014. PORTARIA CE Nº 27, de 30 de junho de 2014. Fixa as normas para encaminhamento e tramitação das solicitações de aproveitamento de estudos e/ ou estágios no âmbito dos Cursos de Graduação do Câmpus Experimental

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei 5.152 de 21/10/1966 São Luís Maranhão

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei 5.152 de 21/10/1966 São Luís Maranhão RESOLUÇÃO N 758CONSEPE, de 24 de maio de 2010. Aprova a mudança de denominação do Curso de Desenho Industrial para Design, modalidade Bacharelado, e sua reestruturação pedagógica. O Reitor da Universidade

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRICULO PLENO 1.ª SÉRIE CÓDIGO DISCIPLINAS TEOR PRÁT CHA PRÉ-REQUISITO

MATRIZ CURRICULAR CURRICULO PLENO 1.ª SÉRIE CÓDIGO DISCIPLINAS TEOR PRÁT CHA PRÉ-REQUISITO MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Regime: Duração: ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS - MÁXIMO

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 233/2000

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 233/2000 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 233/2000 Aprova as alterações do Currículo Pleno no Curso de Administração: Habilitação em Hotelaria e Turismo, no Município de Ubatuba. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 18/2006 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Ciências Sociais, Bacharelado,

Leia mais

Aprovado no CONGRAD: 15.03.05 Vigência: Válido para ingressos a contar de 2003/1, com vigência em 2005/1 CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

Aprovado no CONGRAD: 15.03.05 Vigência: Válido para ingressos a contar de 2003/1, com vigência em 2005/1 CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL Aprovado no CONGRAD: 15.03.05 Vigência: Válido para ingressos a contar de 2003/1, com vigência em 2005/1 CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL CÓD. 475 - HABILITAÇÃO: RELAÇÕES PÚBLICAS NOITE DISCIPLINAS E PRÁTICAS

Leia mais

RESOLUÇÃO N 016/2015 - CONSELHO SUPERIOR

RESOLUÇÃO N 016/2015 - CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO N 016/2015 - CONSELHO SUPERIOR Aprova o Regulamento do Registro e da Inclusão das Atividades de Extensão Práticas Curriculares em Comunidade e em Sociedade nos Currículos dos Cursos de Graduação

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO. providências.

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO. providências. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 09/2013 Altera a estrutura curricular contida no Projeto Pedagógico do Curso

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEPE 19/2007

RESOLUÇÃO CONSEPE 19/2007 RESOLUÇÃO CONSEPE 19/2007 ALTERA O REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO, DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA, MODALIDADE LICENCIATURA DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. O Vice-Reitor

Leia mais

FUNDAÇÃO FACULDADES INTEGRADAS DE ENSINO SUPERIOR DO MUNICÍPIO DE LINHARES - FACELI CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO

FUNDAÇÃO FACULDADES INTEGRADAS DE ENSINO SUPERIOR DO MUNICÍPIO DE LINHARES - FACELI CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO 1 FUNDAÇÃO FACULDADES INTEGRADAS DE ENSINO SUPERIOR DO MUNICÍPIO DE LINHARES - FACELI CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO LINHARES ES 2014

Leia mais

O Curso de Administração da ESAG. Prof. Dr. Nério Amboni (ESAG/UDESC) 2011.2

O Curso de Administração da ESAG. Prof. Dr. Nério Amboni (ESAG/UDESC) 2011.2 O Curso de Administração da ESAG Prof. Dr. Nério Amboni (ESAG/UDESC) 2011.2 Missão da ESAG A ESAG tem por missão realizar o ensino, a pesquisa, a extensão, de modo articulado, a fim de contribuir na formação

Leia mais

FACULDADE SANTA TEREZINHA CEST CURSO DE ADMINISTRAÇÃO NORMAS COMPLEMENTARES ATIVIDADES COMPLEMENTARES INDEPENDENTES

FACULDADE SANTA TEREZINHA CEST CURSO DE ADMINISTRAÇÃO NORMAS COMPLEMENTARES ATIVIDADES COMPLEMENTARES INDEPENDENTES NORMAS COMPLEMENTARES ATIVIDADES COMPLEMENTARES INDEPENDENTES Art. 1º As Complementares Independentes são componente curricular do curso de Administração, objetivando a flexibilização da formação do aluno,

Leia mais

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO Câmara de Educação Superior e Profissional

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO Câmara de Educação Superior e Profissional INTERESSADA: Universidade Estadual Vale do Acaraú UVA EMENTA: Renova o reconhecimento do Curso de Graduação Tecnológica em Marketing, ofertado pela Universidade Estadual Vale do Acaraú, com vigência até

Leia mais

Art. 2º Este Ato Administrativo entra em vigor na data de sua assinatura, revogadas as disposições em contrário.

Art. 2º Este Ato Administrativo entra em vigor na data de sua assinatura, revogadas as disposições em contrário. ATO ADMINISTRATIVO REITORIA Nº 45/2015 Aprova o Edital do Processo Seletivo do Programa de Integralização de Créditos para a Conclusão do Curso Superior de Teologia Vestibular 1º semestre de 2016 O REITOR

Leia mais

Coordenação Professor Francisco Ricardo Duarte (Portaria nº 712, de 08 de agosto de 2012)

Coordenação Professor Francisco Ricardo Duarte (Portaria nº 712, de 08 de agosto de 2012) SOBRE O CURSO: Universide Federal do Vale do São Francisco Univasf O Curso vem ao encontro s necessides s organizações públicas contemporâneas, que buscam gestores com visão holística s ações administrativas

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Regulamento das Atividades Complementares

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Regulamento das Atividades Complementares 1 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Regulamento das Atividades Complementares 2 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Regulamento das Atividades Complementares Art. 1º - O presente regulamento tem por finalidade definir as Atividades

Leia mais

NORMA DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFCPA CAPÍTULO I DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

NORMA DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFCPA CAPÍTULO I DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES NORMA DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFCPA Art. 1º Revogar a Resolução 02/2010. CAPÍTULO I DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Art. 2º Respeitada a legislação vigente e as normas específicas

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.465, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2013

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.465, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2013 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.465, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2013 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Bacharelado em

Leia mais

RESOLUÇÃO DIR-008/2014

RESOLUÇÃO DIR-008/2014 RESOLUÇÃO DIR-0082014 Estabelece normas sobre o aproveitamento de estudos em componentes curriculares dos Cursos de Graduação da Faculdade Campos Elíseos. O Diretor da Faculdade Campos Elíseos FCE, no

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 07/2004-A (Alterada pela Resolução Nº 22/2007 e Resolução Nº 16/2009)

RESOLUÇÃO Nº 07/2004-A (Alterada pela Resolução Nº 22/2007 e Resolução Nº 16/2009) SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 07/2004-A (Alterada pela Resolução Nº 22/2007 e Resolução Nº 16/2009) Regulamenta

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 06/10-CEPE

RESOLUÇÃO Nº 06/10-CEPE RESOLUÇÃO Nº 06/10-CEPE Altera a Seção I da Resolução nº 37/97-CEPE que aprova normas básicas de controle e registro da atividade acadêmica dos cursos de graduação da Universidade Federal do Paraná. O

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 15, DE 17 DE FEVEREIRO DE 2014.

RESOLUÇÃO Nº 15, DE 17 DE FEVEREIRO DE 2014. RESOLUÇÃO Nº 15, DE 17 DE FEVEREIRO DE 2014. O COLEGIADO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL DA FACULDADE DE ENGENHARIAS, ARQUITETURA E URBANISMO E GEOGRAFIA da Fundação Universidade Federal de Mato

Leia mais

CONSELHO SUPERIOR. O CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI PORTO ALEGRE, no uso de suas atribuições regimentais; RESOLVE:

CONSELHO SUPERIOR. O CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI PORTO ALEGRE, no uso de suas atribuições regimentais; RESOLVE: CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº. 48, de 15 de fevereiro de 2013. Revoga a Resolução nº 6, de 05 de dezembro de 2007 que implantou a Monitoria na Faculdade e aprova o Regulamento da Monitoria na Faculdade

Leia mais

FACULDADE ESTÁCIO MONTESSORI DE IBIÚNA ESTÁCIO FMI SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

FACULDADE ESTÁCIO MONTESSORI DE IBIÚNA ESTÁCIO FMI SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: ADMINISTRAÇÃO - BACHARELADO MISSÃO DO CURSO Formar profissionais de elevado nível de consciência crítica, competência técnica empreendedora, engajamento

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO - UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 60/00-CEPE RESOLVE:

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO - UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 60/00-CEPE RESOLVE: RESOLUÇÃO Nº /00-CEPE 1 Fixa o Currículo Pleno do Curso de Comunicação Social, Habilitações em Jornalismo, Relações Públicas e Publicidade e Propaganda, do Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes. O,

Leia mais

Regulamento Geral das Atividades Complementares do CENTRO UNIVERSITÁRIO SANT ANNA

Regulamento Geral das Atividades Complementares do CENTRO UNIVERSITÁRIO SANT ANNA Regulamento Geral das Atividades Complementares do CENTRO UNIVERSITÁRIO SANT ANNA São Paulo - 2010 CAPÍTULO I DA NATUREZA E DEFINIÇÃO Art. 1º As Atividades Complementares, com a sigla ACs, de todos os

Leia mais

www.fafia.edu.br PORTARIA - FAFIA Nº 016/2014

www.fafia.edu.br PORTARIA - FAFIA Nº 016/2014 PORTARIA - FAFIA Nº 016/2014 Regulamenta a implantação e os procedimentos para oferta de componentes curriculares em regime semipresencial. A Professora ROSANE MARIA SOUZA DOS SANTOS, Diretora da Faculdade

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 8, DE 16 DE JANEIRO DE 2015(*)

RESOLUÇÃO Nº 8, DE 16 DE JANEIRO DE 2015(*) RESOLUÇÃO Nº 8, DE 16 DE JANEIRO DE 2015(*) O COLEGIADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA CURSOS DE MESTRADO E DOUTORADO, do Instituto de Química da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do

Leia mais

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DE POUSO ALEGRE REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE APROVEITAMENTO DE ESTUDOS

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DE POUSO ALEGRE REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE APROVEITAMENTO DE ESTUDOS INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DE POUSO ALEGRE REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE DE ESTUDOS Art. 1º O aproveitamento de estudos é o resultado do reconhecimento da equivalência de uma ou mais disciplinas, componente(s)

Leia mais

Objetivos Específicos Os objetivos específicos demostram que ao final do curso os alunos deverão estar aptos a:

Objetivos Específicos Os objetivos específicos demostram que ao final do curso os alunos deverão estar aptos a: CURSO: Graduação em Marketing ( graduação) Missão O Curso de Graduação em Marketing tem como missão formar profissionais com capacidade de criar, planejar, executar e controlar processos de marketing que

Leia mais

REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES NORMAS OPERACIONAIS PARA ACOMPANHAMENTO E REGISTRO DOS ESTUDOS COMPLEMENTARES

REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES NORMAS OPERACIONAIS PARA ACOMPANHAMENTO E REGISTRO DOS ESTUDOS COMPLEMENTARES REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES NORMAS OPERACIONAIS PARA ACOMPANHAMENTO E REGISTRO DOS ESTUDOS COMPLEMENTARES O Parecer do CNE/CES nº 492/2001, assim define as atividades complementares:

Leia mais

REGULAMENTO DE APROVEITAMENTO DE ESTUDOS GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO

REGULAMENTO DE APROVEITAMENTO DE ESTUDOS GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO DE APROVEITAMENTO DE ESTUDOS GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO MAIO / 2015 REGULAMENTO DE APROVEITAMENTO DE ESTUDOS Art. 1º: Aproveitamento de estudos é o resultado do reconhecimento da equivalência

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing PROJETO PEDAGÓGICO Curso de Graduação Tecnológica em Marketing Porto alegre, 2011 1 1. Objetivos do Curso O projeto do curso, através de sua estrutura curricular, está organizado em módulos, com certificações

Leia mais

DELIBERAÇÃO COEPE Nº 039 DE 10 DE JULHO DE 2013

DELIBERAÇÃO COEPE Nº 039 DE 10 DE JULHO DE 2013 DELIBERAÇÃO COEPE Nº 039 DE 10 DE JULHO DE 2013 APROVA O REGULAMENTO DE ESTÁGIO DE DOCÊNCIA DE ALUNOS DE PÓS- GRADUAÇÃO EXTERNOS O DA FUNDAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTADUAL DA ZONA OESTE UEZO no uso de

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO. Sumário I) OBJETIVO 02. 1) Público alvo 02. 2) Metodologia 02. 3) Monografia / Trabalho final 02

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO. Sumário I) OBJETIVO 02. 1) Público alvo 02. 2) Metodologia 02. 3) Monografia / Trabalho final 02 Sumário Pág. I) OBJETIVO 02 II) ESTRUTURA DO CURSO 1) Público alvo 02 2) Metodologia 02 3) Monografia / Trabalho final 02 4) Avaliação da aprendizagem 03 5) Dias e horários de aula 03 6) Distribuição de

Leia mais

RESOLUÇÃO nº. 16, de 28 de junho de 2005

RESOLUÇÃO nº. 16, de 28 de junho de 2005 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE CONSELHO DIRETOR RESOLUÇÃO nº. 16, de 28 de junho de 2005 O CONSELHO DIRETOR DO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING CAPÍTULO I

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING CAPÍTULO I REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING Dispõe sobre o Acompanhamento e Orientação do Estágio do Curso Superior de Tecnologia em Marketing da Faculdade de Castanhal.

Leia mais

SISTEMA DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO

SISTEMA DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO SISTEMA DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO CAPÍTULO I DA CONCEPÇÃO Art. 1º O Sistema de Avaliação tem por objetivo acompanhar o processo de ensinoaprendizagem, visando ao desenvolvimento

Leia mais

BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE

BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE ANO II Nº 003 Editado pela Secretaria Geral das FIPAR Faculdades Integradas de Paranaíba FIPAR Paranaíba, 08 de agosto de 2008. AVISO DE PUBLICAÇÃO E ADEQUAÇÃO DE MATRIZ

Leia mais

Administração. Curso de Graduação Bacharelado em

Administração. Curso de Graduação Bacharelado em Curso de Graduação Bacharelado em Administração O curso de Administração está enquadrado como uma ciência social aplicada. Estuda-se em profundidade técnicas e instrumentos analíticos, além de simulações

Leia mais

PRÓ- REITORIA DE PESQUISA, PÓS- GRADUAÇÃO, EXTENSÃO E CULTURA GERÊNCIA DE PÓS- GRADUAÇÃO PROGRAMA DE MESTRADO ACADÊMICO EM COMPUTAÇÃO APLICADA

PRÓ- REITORIA DE PESQUISA, PÓS- GRADUAÇÃO, EXTENSÃO E CULTURA GERÊNCIA DE PÓS- GRADUAÇÃO PROGRAMA DE MESTRADO ACADÊMICO EM COMPUTAÇÃO APLICADA PRÓ- REITORIA DE PESQUISA, PÓS- GRADUAÇÃO, EXTENSÃO E CULTURA GERÊNCIA DE PÓS- GRADUAÇÃO PROGRAMA DE MESTRADO ACADÊMICO EM COMPUTAÇÃO APLICADA NORMAS PARA O ESTÁGIO DE DOCÊNCIA Em sua Seção III, Regimento

Leia mais

REGULAMENTO DA AGÊNCIA EXPERIMENTAL DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA AGÊNCIA BARU. Título I Do objeto

REGULAMENTO DA AGÊNCIA EXPERIMENTAL DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA AGÊNCIA BARU. Título I Do objeto REGULAMENTO DA AGÊNCIA EXPERIMENTAL DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA AGÊNCIA BARU Título I Do objeto Art. 1º. A Agência Experimental é um laboratório vinculado ao Curso de Comunicação Social - com habilitação

Leia mais

CALENDÁRIO DE PROVAS EXAMES FINAIS - 2015 TURMA A

CALENDÁRIO DE PROVAS EXAMES FINAIS - 2015 TURMA A CALENDÁRIO DE PROVAS EXAMES FINAIS - 2015 TURMA A 1º ANO DATA HORÁRIO Fundamentos de Direito Aplic. á Administração I 09/12 19h30 Filosofia, Ética Profis. e Responsabilidade Social 09/12 21h00 Tecnologia

Leia mais

EDITAL DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA EXERCÍCIO 2015 CANDIDATURA DE PROFESSORES ORIENTADORES

EDITAL DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA EXERCÍCIO 2015 CANDIDATURA DE PROFESSORES ORIENTADORES EDITAL DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA EXERCÍCIO 2015 CANDIDATURA DE PROFESSORES ORIENTADORES A Direção Geral da Faculdade de Ciências Humanas ESUDA abre inscrições para os docentes desta

Leia mais