LISTAS DE PARAÍSOS FISCAIS E REGIMES FISCAIS PRIVILEGIADOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LISTAS DE PARAÍSOS FISCAIS E REGIMES FISCAIS PRIVILEGIADOS"

Transcrição

1 JOSÉ MAURÍCIO MACHADO ISABEL A. BERTOLETTI LUÍS ROGÉRIO G. FARINELLI MIGUEL A. VALDÉS JÚLIO M. DE OLIVEIRA ANA MARIA NAKAZA ANTONIO CARLOS SALLA SÓCIO RESIDENTE (CHICAGO) CARLOS AUGUSTO DA CRUZ EDIMILSO GOMES DA SILVA CRISTIANE M. S. MAGALHÃES ROSIENE SOARES NUNES MARIA CRISTINA BRAGA E SILVA MAURI BÓRNIA JOÃO CAIO GOULART PENTEADO LISIANE B. H. MENOSSI PACE RICARDO M. DEBATIN SILVEIRA DANIEL LACASA MAYA CONSULTOR RENATA ALMEIDA PISANESCHI FABIO F. LANZANA PEREIRA FABIO MEDEIROS MARCIO ROBERTO ALABARCE EDUARDO MOLAN GABAN SORAIA MONTEIRO DA MATTA FABIA E. MOREIRA AZEVEDO CAROLINA ROMANINI MIGUEL ANDRÉA DE OLIVEIRA RAMOS JULIANA MARI TANAKA ERIKA YUMI TUKIAMA PATRICIA REGINA MARTIN DE GODOY CECÍLIA YOKOYAMA IARA M. S. SOUSA DO AMARAL FABÍOLA C. GIRÃO ROBERTO FLEURY A. CAMARGO VICTORIA ROZSAVOLGYI ROCHELLE RICCI FABIANO ABUJADI PUPPI LANA PATRÍCIA PEREIRA ANGÉLICA TAÍS P. SANTOS TORRES MAURO TAKAHASHI MORI JULIANA CARLA DE AGUIAR ALIOTI PAULO ROGÉRIO GARCIA RIBEIRO TICIANA CARNEIRO DA CUNHA FERNANDO FABRETTI HENRIQUE F. MUNIA E ERBOLATO TATIANA GALVÃO VILLANI JAQUELINE AP. FERREIRA SLUIUZAS PATRÍCIA RITA PAIVA BUGELLI SUTTO ANDRÉ LUIZ DOS SANTOS PEREIRA MARCEL AUGUSTO SATOMI LUCIANE DE CARVALHO ANA LÚCIA CASTAGNARI MARRA SIMONE CAMPETTI AMARAL SUZANA CAMARÃO CENCIN EDUARDO AMIRABILE DE MELO PEDRO ALMEIDA SAMPAIO LIMA RENATA FERRAIOLI THELMA ELIZA GATUZZO PATRICIA MEDEIROS BARBOZA CARLOS EDUARDO DE A. NAVARRO ANDRÉ QUINTINO SILVA PAIVA ANGELICA M. C. ANDRADE BENATTI ROBERTO F. VESTERMAN ALCALDE PRISCILA JACOBER PASQUALIN DANIELA DE ARAÚJO SILVA RENATO SILVEIRA MARIA FERNANDA MARABIZA SOARES ALEXANDRE R. GENTIL FERREIRA RODRIGO DALLA PRIA OSÓRIO SILVEIRA BUENO NETO GABRIELLA PAULA SILVA ANNA CECÍLIA BRASIL E BRASIL ROGERIO PINTO LIMA ZANETTA CELINA MORAES NAVARRO JULIANA R. FREDERICO CERAVOLO FERNANDA FABER VAYEGO EDUARDO FERNANDES ARNADAS AV. BRIG. FARIA LIMA, º ANDAR ( ) SÃO PAULO - SP - BRASIL TEL FAX BÁRBARA DOS SANTOS MOREIRA FERNANDO FARINELLI CAMILA DE OLIVEIRA GARCIA VICTOR BULCÃO MARTINELLI PINTO GUILHERME AZEVEDO FIGUEIREDO DAVI FRANCO SUBTIL RODRIGO GONZAGA DE OLIVEIRA HELENA A. LEITE PENTEADO MORAES PRISCILA TARANTO JÉSSICA MAYRA CAMPOS AMANDA VIEIRA DA SILVA ANDRÉ A. T. JUNQUEIRA AMARANTE 8770 WEST BRYN MAWR SUITE 1335 (60631) PEDRO TRENCH G. DE MORAES PAULA MARTINS RONQUI RAPHAEL OKANO P. DE OLIVEIRA RENAN LOPEZ SILVA GIAMPAOLO RICCIO MARZULLI JOYCE MORAES BENEGAS FERNANDO R. MOTTA BERTONCELLO MARIA FERNANDA MARABIZA SOARES CHICAGO - IL - USA TEL STEPHANIE JANE MAKIN FAX BOLETIM LEGAL Nº 154 / JUNHO DE 2010 LISTAS DE PARAÍSOS FISCAIS E REGIMES FISCAIS PRIVILEGIADOS Luis Rogério Farinelli e Erika Tukiama 1 1. Após dois anos da edição da Lei nº /2008 2, a Receita Federal do Brasil ( RFB ) emitiu, em 7 de junho de 2010, a Instrução Normativa nº 1.037, em que: (a) listou as jurisdições consideradas como paraísos fiscais e os regimes fiscais privilegiados ; e (b) expressamente revogou a antiga lista contida na Instrução Normativa nº 188/ De acordo com o referido ato normativo, 65 jurisdições (em contraposição às 53 contidas na antiga lista) foram classificadas pelo Fisco como paraísos fiscais, assim entendidos aqueles países ou dependências: (i) que não tributam a renda ou que a tributam à alíquota inferior a 20%, e/ou (ii) cuja legislação não permita acesso a informações relativas à composição societária de pessoas jurídicas ou à sua titularidade Dentre as alterações introduzidas pela nova lista de paraísos fiscais destacam-se a inclusão da Suíça e a exclusão de Malta e das holdings luxemburguesas de Ao que tudo indica, a Suíça foi incluída na nova lista em virtude não apenas do seu sigilo bancário, mas também pela sua tributação (federal) reduzida que, segundo a RFB, corresponde a 8,5%. A argumentação apresentada pelo Fisco quanto à tributação favorecida da Suíça parece-nos questionável, na medida em que, nos termos da sua legislação fiscal geral, as rendas auferidas por uma empresa residente neste país estão sujeitas a uma tributação agregada (federal, cantonal e 1 Luis Rogério Farinelli e Erika Tukiama são integrantes da área tributária de MACHADO ASSOCIADOS ADVOGADOS E CONSULTORES. 2 Que ampliou o conceito de paraísos fiscais e introduziu a definição de regimes fiscais privilegiados. 3 Ao conceituar paraísos fiscais, a Instrução Normativa não fez qualquer referência às legislações que não permitam o acesso a informações relativas à identificação do beneficiário efetivo de rendimentos atribuídos a não residentes. 4 Malta e Luxemburgo deixam de estar na lista de paraísos fiscais e passam a ser listados como regimes fiscais privilegiados.

2 municipal) que pode chegar a aproximadamente 30% (isso sem contar os 35% de imposto de renda devidos sobre os dividendos distribuídos ao exterior). 5. A nosso ver, a postura do Brasil encontra-se em desarmonia com as medidas que vem sendo tomadas pelos demais países do mundo, os quais, cada vez mais, restringem as suas black lists. De forma a auxiliar este movimento mundial, a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico ( OCDE ) tem emitido listas ( black, grey e white ), nas quais periodicamente classifica uma série de países conforme os seus esforços em adequar (ou se comprometer a adequar) as suas políticas de transparência de informações aos padrões internacionais. 6. Na contramão das últimas listas publicadas neste ano pela OCDE (em 29 de janeiro e 3 de junho), o Brasil aumentou a sua lista incluindo jurisdições (tal como a Suíça) que evoluíram nas suas práticas internas e, por esta razão, migraram da denominada grey list para a white list da OCDE. Estar na lista branca significa dizer que a jurisdição teve sucesso em implementar, de forma substancial, medidas para adaptar as suas políticas aos padrões internacionais. 7. As jurisdições listadas como paraísos fiscais sujeitam os beneficiários nelas residentes ou as transações realizadas com tais beneficiários a consequências fiscais mais gravosas no Brasil, quais sejam: incidência de 25% de imposto de renda a ser retido na fonte (ao invés da alíquota geral de 15%) sobre quaisquer remessas efetuadas a tais beneficiários (observadas algumas exceções previstas na legislação fiscal brasileira); sujeição das transações efetuadas com entes residentes nessas jurisdições às regras brasileiras de preços de transferência, mesmo que as partes envolvidas não sejam vinculadas; não aplicação do regime fiscal especial previsto para os investimentos realizados no Brasil por estrangeiros residentes em paraísos fiscais, nos mercados financeiro ou de capital 5 ; sujeição dos juros pagos a tais beneficiários a limites de dedutibilidade (regras de subcapitalização) mais rigorosos 6 ; 5 Desde que cumpridos os requisitos previstos, a legislação prevê a aplicação de tributação reduzida de: (a) 10% sobre os rendimentos resultantes de aplicações em fundos de investimento em ações, em operações de swap e em operações em mercados de liquidação futura (fora de bolsa); (b) 15% sobre os rendimentos resultantes de outras operações financeiras; (c) 0% (não tributação) sobre os ganhos de capital auferidos nas operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas. 6 As regras de subcapitalização prevêem coeficiente de endividamento mais baixo para beneficiários residentes em paraísos fiscais (equivalente a 30% do patrimônio líquido da empresa) do que aquele aplicável a transações efetuadas com partes relacionadas (equivalente a 2 vezes a sua participação societária). 2

3 presunção de não dedutibilidade das despesas relativas a quaisquer remessas efetuadas a beneficiários residentes ou domiciliados nessas jurisdições, exceto se determinados requisitos legais 7 forem cumpridos. 8. A parte mais polêmica da Instrução Normativa está, a nosso ver, no seu artigo 2º, que lista os regimes fiscais privilegiados. No total, legislações de 9 jurisdições foram incluídas, dentre elas: Uruguai: no tocante à SAFI ( sociedade anónima financiera de inversión ), um regime especial com prazo de validade até 31 de dezembro de Após esta data, entendemos que o país deixa de estar na lista; Estados Unidos: no tocante às LLCs ( limited liability companies ) estaduais, detidas por não-residentes e não sujeitas ao imposto de renda federal norte-americano. Com a norma, a RFB pretende alcançar as chamadas partnerships de Delaware e Nevada, consideradas entidades transparentes para fins fiscais nos EUA; Espanha: no tocante à ETVE ( entidad de tenencia de valores extranjeros ), um regime fiscal especial ao qual qualquer empresa espanhola pode estar sujeita mediante simples requerimento a ser apresentado ao fisco; Holanda, Dinamarca e Luxemburgo: no tocante às pessoas jurídicas constituídas sob a forma de holding company. Dúvidas surgem quanto à abrangência do termo holding company. Em discussões com assessores legais holandeses, fomos informados, por exemplo, que não existe na Holanda um tipo societário ou um regime especial específico para holdings, o que poderia nos levar a diversas interpretações da norma como, por exemplo, que ela não tem por ora qualquer efeito prático ou que a lista inclui toda e qualquer empresa cujo objeto social permita a participação em outras empresas, domésticas e/ou estrangeiras. 9. A menção às SAFI, LLC e ETVE parece-nos indicar que a intenção da RFB foi alcançar os regimes de holdings estrangeiras, que se caracterizam principalmente por serem: (i) veículos detidos por não-residentes, (ii) com investimentos em subsidiárias estrangeiras, e (iii) não sujeitos à tributação local sobre os rendimentos oriundos especificamente destas atividades de holdings, desde que cumpridos os requisitos legais. 10. O critério utilizado pela RFB para a elaboração da sua lista já começou a repercurtir negativamente no cenário internacional. Críticas surgem com relação: 7 Exige-se: (i) a identificação do beneficiário efetivo da entidade no exterior, destinatário dessas remessas; (ii) a comprovação da capacidade operacional da pessoa física ou entidade no exterior de realizar a operação; e (iii) a comprovação documental do pagamento do preço respectivo e do recebimento dos bens, direitos ou a utilização de serviço. 3

4 à falta de nexo causal entre os regimes listados (isenções sobre rendimentos resultantes de participações societárias) e as transações penalizadas pelas regras brasileiras aplicáveis aos regimes fiscais privilegiados (regras de dedutibilidade de remessas) 8 : disso podem surgir situações absurdas em que a despesa não seja dedutível no Brasil, mas o rendimento (por exemplo, juros ou royalties ) seja tributável no país do seu beneficiário, visto que os regimes listados pela RFB não necessariamente prevêem isenções para rendimentos oriundos de outras atividades, que não as típicas de holding ; à abrangência da norma, visto que, com exceção das LLCs, ela parece ser aplicável a todas as holdings listadas, inclusive quando tais entidades não se beneficiarem de isenções nas suas jurisdições por não cumprirem os requisitos legais exigidos para que a tributação local seja suprimida; à abrangência da norma com relação às holdings da Holanda, Dinamarca e Luxemburgo, visto que ela parece alcançar quaisquer holdings, inclusive aquelas detidas por residentes e com investimentos em subsidiárias locais. 11. Nada há nas novas listas que indique que elas sejam exemplicativas. Seguindo a doutrina majoritária e a posição da própria RFB em respostas à consulta em relação à antiga lista, a tendência, segundo a nossa opinião, é que as listas de paraísos fiscais e regimes fiscais privilegiados sejam consideradas taxativas. 12. Em virtude da ampliação do rol de jurisdições e regimes listados são esperadas ainda repercussões no âmbito diplomático, seja com relação às jurisdições que já possuem tratados para evitar a dupla tributação com o Brasil (Dinamarca, Espanha, Holanda, Hungria, Luxemburgo), seja com relação àqueles países com os quais o País vem tentando intensificar as negociações de novos tratados (EUA e Suíça). Antes da publicação das novas listas brasileiras, o Brasil já vinha enfrentando dificuldades para negociar com os EUA, por conta das diferentes políticas fiscais adotadas pelos países O assunto ainda é muito recente e é possível que alguns dos pontos críticos mencionados acima sejam esclarecidos em breve. São Paulo, Junho de Regras brasileiras de preços de transferência; de subcapitalização e de dedutibilidade de quaisquer remessas efetuadas a regimes fiscais privilegiados. 9 Um dos pontos mais criticados pelos EUA é a insistência do Brasil em querer tributar na fonte todo e qualquer tipo de rendimento. Do lado do Brasil, os EUA são criticados por não concordarem com a inclusão no Tratado das chamadas cláusulas de matching credit ou tax sparing (que atribuem créditos presumidos ou fictícios ao beneficiário dos rendimentos, no seu país de residência, a fim de estimular investimentos no outro país). 4

5 MACHADO ASSOCIADOS INFORMA: Júlio M. de Oliveira e Erika Tukiama passam a representar Machado Associados como membros da Comissão Fiscal da Union Internationale des Avocats, organização criada na França, em 1927, e que conta atualmente com a participação de advogados de todo o mundo e mais de 200 associações que juntas representam cerca de 2 milhões de advogados em mais de 110 países. Representando Machado Associados, Miguel Valdés participou da 3ª Conferência Anual EUA - América Latina de Estratégias de Planejamento Tributário, de 19 a 21 de maio em Miami. No encontro, Miguel Valdés atuou como co-chairman no painel O mercado de capitais na América Latina. Cristiane Magalhães e Fabíola Girão publicam a 5ª edição do "Tax Transaction Handbook- Brazil" pela editora inglesa Practical Law, disponível on-line para assinantes em: O guia, por meio de perguntas e respostas, fornece uma visão geral e direta dos principais tributos incidentes nas transações corporativas, fusões e aquisições, reorganizações societárias, e procedimentos de recuperação judicial e falência, e aponta oportunidades de economia fiscal na condução de atividades empresariais no Brasil. Maria Cristina L. S. Braga e Silva e Carlos Augusto da Cruz, sócios dos setores Societário/ Contratual e Tributário, respectivamente, publicaram o artigo Aspectos Tributários da Locação de Imóveis, na edição de maio da Revista do Advogado, da Associação dos Advogados de São Paulo (AASP). O artigo analisa o tema nos seus múltiplos e mais complexos aspectos, inclusive sob a ótica contratual, fiscal e contábil, seja com relação à locação envolvendo pessoas físicas, como também as pessoas jurídicas. Cristiane Magalhães e Fabíola Girão escreveram o artigo "Structuring the acquisition of a Brazilian business" para a revista International Tax Review nº 52, sobre "Mergers & Acquisitions", publicada pela Euromoney Institutional Investor PLC, de Londres. O artigo aborda os principais aspectos tributários, societários e concorrenciais a serem analisados nas fusões e aquisições de negócios no Brasil. Machado Associados, em parceria com Elen Orsini, redigiu o capítulo com cerca de 65 páginas, sobre Preços de Transferência no Brasil, para o Guia CCH Ceteris de Transfer Pricing. O guia deverá ser publicado ao longo desse ano pela CCH Wolters Kluwer, uma das mais importantes editoras de publicações legais internacionais. O presente boletim contém informações e comentários gerais sobre assuntos jurídicos de interesse de nossos clientes e amigos, não caracterizando opinião legal de nosso escritório acerca dos temas aqui tratados. Em casos específicos, os leitores deverão obter a assessoria jurídica adequada antes da adoção de qualquer providência concreta relativamente aos assuntos abordados. 5

LUÍS ROGÉRIO G. FARINELLI ANTONIO CARLOS SALLA MAURI BÓRNIA DANIEL LACASA MAYA FABIO MEDEIROS

LUÍS ROGÉRIO G. FARINELLI ANTONIO CARLOS SALLA MAURI BÓRNIA DANIEL LACASA MAYA FABIO MEDEIROS JOSÉ MAURÍCIO MACHADO ISABEL A. BERTOLETTI LUÍS ROGÉRIO G. FARINELLI MIGUEL A. VALDÉS JÚLIO M. DE OLIVEIRA ANA MARIA NAKAZA ANTONIO CARLOS SALLA SÓCIO RESIDENTE (CHICAGO) CARLOS AUGUSTO DA CRUZ EDIMILSO

Leia mais

INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO NOS EUA FLÓRIDA. 2014 - Direitos autorais reservados a Edgard Leite Advogados Associados

INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO NOS EUA FLÓRIDA. 2014 - Direitos autorais reservados a Edgard Leite Advogados Associados INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO NOS EUA FLÓRIDA 2014 - Direitos autorais reservados a Edgard Leite Advogados Associados A importância de ser confiável 2013 - Direitos autorais reservados a Edgard Leite Advogados

Leia mais

TributAção. Junho de 2010 - Edição Extraordinária DIREITO TRIBUTÁRIO COMENTADO. As novas listas de Paraísos Fiscais e de Regimes Fiscais Privilegiados

TributAção. Junho de 2010 - Edição Extraordinária DIREITO TRIBUTÁRIO COMENTADO. As novas listas de Paraísos Fiscais e de Regimes Fiscais Privilegiados TributAção Junho de 2010 - Edição Extraordinária DIREITO TRIBUTÁRIO COMENTADO As novas listas de Paraísos Fiscais e de Regimes Fiscais Privilegiados *Ricardo Luiz Becker Flávio Veitzman Felipe Barboza

Leia mais

Recentes Alterações nas Regras de Tributação de Remessas ao Exterior

Recentes Alterações nas Regras de Tributação de Remessas ao Exterior Recentes Alterações nas Regras de Tributação de Remessas ao Exterior Efeitos das Medidas Provisórias publicadas ao final de 2009 e da Instrução Normativa nº 1.037/2010 No final do ano passado foram publicadas

Leia mais

NOVA LEGISLAÇÃO DE PREÇOS DE TRANSFERÊNCIA

NOVA LEGISLAÇÃO DE PREÇOS DE TRANSFERÊNCIA JOSÉ MAURÍCIO MACHADO ISABEL A. BERTOLETTI LUÍS ROGÉRIO G. FARINELLI JÚLIO M. DE OLIVEIRA CARLOS AUGUSTO DA CRUZ EDIMILSO GOMES DA SILVA CRISTIANE M. S. MAGALHÃES ROSIENE SOARES NUNES MARIA CRISTINA BRAGA

Leia mais

Incentivos Fiscais na Emissão de Debêntures - Lei nº 12.431/2011. Fernando Tonanni. 16 de Agosto de 2011

Incentivos Fiscais na Emissão de Debêntures - Lei nº 12.431/2011. Fernando Tonanni. 16 de Agosto de 2011 Incentivos Fiscais na Emissão de Debêntures - Lei nº 12.431/2011 Fernando Tonanni 16 de Agosto de 2011 1 A Lei nº 12.431/2011 Publicada em 27 de junho de 2011; conversão em Lei da Medida Provisória nº

Leia mais

O que é o NETI? Núcleo de estudos e pesquisas; Identificar alternativas que possibilitem agir dentro de parâmetros justos;

O que é o NETI? Núcleo de estudos e pesquisas; Identificar alternativas que possibilitem agir dentro de parâmetros justos; O que é o NETI? Núcleo de estudos e pesquisas; Identificar alternativas que possibilitem agir dentro de parâmetros justos; Profissionais ligados às atividades empresariais e contribuintes em geral. O que

Leia mais

INFORMATIVO JURÍDICO

INFORMATIVO JURÍDICO 1 ROSENTHAL E SARFATIS METTA ADVOGADOS INFORMATIVO JURÍDICO NÚMERO 6, ANO 1I JUNHO DE 2010 1 STJ ADMITE CRÉDITO DA GUERRA FISCAL DE ICMS Mesmo com benefício fiscal, STJ reconhece direito a crédito de alíquota

Leia mais

ESCOLA E.B. 2,3 DE LAMAÇÃES 2013-2014

ESCOLA E.B. 2,3 DE LAMAÇÃES 2013-2014 5º1 1 ANA CATARINA R FREITAS SIM 2 BEATRIZ SOARES RIBEIRO SIM 3 DIOGO ANTÓNIO A PEREIRA SIM 4 MÁRCIO RAFAEL R SANTOS SIM 5 MARCO ANTÓNIO B OLIVEIRA SIM 6 NÁDIA ARAÚJO GONÇALVES SIM 7 SUNNY KATHARINA G

Leia mais

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS Técnico de Multimédia 10 H 7536 Alberto Filipe Cardoso Pinto 7566 Ana Isabel Lomar Antunes 7567 Andreia Carine Ferreira Quintela 7537 Bruno Manuel Martins Castro 7538 Bruno Miguel Ferreira Bogas 5859 Bruno

Leia mais

IREITO RIBUTÁRIO NTERNACIONAL

IREITO RIBUTÁRIO NTERNACIONAL REVISTA DE D I T 10 IREITO RIBUTÁRIO NTERNACIONAL Coordenadores: CLÓVIS PANZARINI FILHO FERNANDO TONANNI MARCO ANTÔNIO BEHRNDT RICARDO PEREIRA RIBEIRO ROBERTO FRANÇA DE VASCONCELLOS QUARTIER LATIN A AMPLIAÇÃO

Leia mais

Principais Aspectos da Regulação da Lei 12.973/14

Principais Aspectos da Regulação da Lei 12.973/14 Principais Aspectos da Regulação da Lei 12.973/14 pela IN 1.515/14 Julio Chamarelli Sócio de Consultoria Tributária da KPMG jcepeda@kpmg.com.br Sergio André Rocha Professor Adjunto de Direito Financeiro

Leia mais

Corrida da Saúde. Infantis A - Feminino

Corrida da Saúde. Infantis A - Feminino Corrida da Saúde Classificação geral do corta-mato, realizado no dia 23 de Dezembro de 2007, na Escola E.B. 2,3 de Valbom. Contou com a participação dos alunos do 4º ano e do 2º e 3º ciclos do Agrupamento

Leia mais

Tributação em bases universais: pessoas jurídicas

Tributação em bases universais: pessoas jurídicas Tributação em bases universais: pessoas jurídicas A MP 627, na linha adotada pelo STF na ADI 2.588, previu a tributação automática no Brasil somente dos lucros auferidos no exterior por controladas ou

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Preço de Transferência método dos preços independentes comparados (PIC).

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Preço de Transferência método dos preços independentes comparados (PIC). Preço de Transferência método dos preços independentes comparados (PIC). 28/09/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 3 3.1.

Leia mais

BOLETIM Novembro/2013 Extraordinário nº 56

BOLETIM Novembro/2013 Extraordinário nº 56 BOLETIM Novembro/2013 Extraordinário nº 56 Medida Provisória nº 627/13 Imposto de Renda da Pessoa Jurídica - Tributação em Bases Universais Com o advento da Lei nº 9.249, de 26 de dezembro de 1995, teve

Leia mais

Governo Federal publica MP de incentivos ao mercado de capitais

Governo Federal publica MP de incentivos ao mercado de capitais Informe Jurídico nº 13-2014 Governo Federal publica MP de incentivos ao mercado de capitais No dia 10 de julho, o governo federal publicou a Medida Provisória n 651 ( MP 651 ), que traz diversos incentivos

Leia mais

TRIBUTAÇÃO DE JUROS, DIVIDENDOS E MAIS-VALIAS NO CHIPRE LEIS E DECRETOS

TRIBUTAÇÃO DE JUROS, DIVIDENDOS E MAIS-VALIAS NO CHIPRE LEIS E DECRETOS TRIBUTAÇÃO DE JUROS, DIVIDENDOS E MAIS-VALIAS NO CHIPRE LEIS E DECRETOS Lei (alterada) do Imposto sobre os Rendimentos de 2005 Lei (alterada) da Contribuição Especial para a Defesa de 2004 Lei (alterada)

Leia mais

Escola Secundária de S. Pedro do Sul (AESPS)

Escola Secundária de S. Pedro do Sul (AESPS) Sala B5 KFS ALEXANDRE DE ALMEIDA SILVA ALEXANDRE HENRIQUE DA ROCHA OLIVEIRA ALEXANDRE MIGUEL DE ALMEIDA PEREIRA ALEXANDRE SILVA FIGUEIREDO ANA CATARINA GOMES MOREIRA ANA CATARINA MARQUES GOMES ANA MARGARIDA

Leia mais

8/4/2014. Linneu de Albuquerque Mello TÍTULO. Sub-capitalização

8/4/2014. Linneu de Albuquerque Mello TÍTULO. Sub-capitalização Linneu de Albuquerque Mello TÍTULO Sub-capitalização 1 Exposição de Motivos da MP 472 29. O art. 24 visa evitar a erosão da base de cálculo do IRPJ e da CSLL mediante o endividamento abusivo realizado

Leia mais

Hospital Sofia Feldman

Hospital Sofia Feldman Hospital Sofia ldman Relatório de Remuneração de Médicos Referente a Mês/Ano: 07/2015 NOME DO TRABALHADOR ROBERTO SALES MARTINS VERCOSA PAULO MAX GARCIA LEITE LUCAS BARBOSA DA SILVA JOAO BATISTA MARINHO

Leia mais

Tratamento fiscal dos royalties em operações nacionais e internacionais. Giancarlo Chamma Matarazzo

Tratamento fiscal dos royalties em operações nacionais e internacionais. Giancarlo Chamma Matarazzo Tratamento fiscal dos royalties em operações nacionais e internacionais Giancarlo Chamma Matarazzo Regras Gerais de Royalties para o Descrição Celebração de contrato entre uma no a qual concede a uma no

Leia mais

Portugal num mundo em mudança TROCA DE INFORMAÇÕES BANCÁRIAS, RESIDÊNCIA FISCAL E OUTROS TEMAS

Portugal num mundo em mudança TROCA DE INFORMAÇÕES BANCÁRIAS, RESIDÊNCIA FISCAL E OUTROS TEMAS Portugal num mundo em mudança TROCA DE INFORMAÇÕES BANCÁRIAS, RESIDÊNCIA FISCAL E OUTROS TEMAS Porquê Portugal? Portugal é um país dinâmico, seguro, com uma taxa de criminalidade baixa, trabalhadores altamente

Leia mais

Investimento Direto Estrangeiro e Tributação de Bens e Serviços no Brasil. Setembro 2015

Investimento Direto Estrangeiro e Tributação de Bens e Serviços no Brasil. Setembro 2015 Investimento Direto Estrangeiro e Tributação de Bens e Serviços no Brasil Setembro 2015 Investimento Direto Estrangeiro e Tributação de bens e serviços 1. Investimento Direto Estrangeiro Constituição de

Leia mais

LEI N 12.973/14 (CONVERSÃO DA MP N 627/13) ALTERAÇÕES RELEVANTES NA LEGISLAÇÃO TRIBUTÁRIA FEDERAL

LEI N 12.973/14 (CONVERSÃO DA MP N 627/13) ALTERAÇÕES RELEVANTES NA LEGISLAÇÃO TRIBUTÁRIA FEDERAL LEI N 12.973/14 (CONVERSÃO DA MP N 627/13) ALTERAÇÕES RELEVANTES NA LEGISLAÇÃO TRIBUTÁRIA FEDERAL A Lei n 12.973/14, conversão da Medida Provisória n 627/13, traz importantes alterações à legislação tributária

Leia mais

Desenvolvimento e Mudanças na Gestão Pública

Desenvolvimento e Mudanças na Gestão Pública UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CEAD / UNIRIO PROGRAMA NACIONAL DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PNAP CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE ORGANIZAÇÃO

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Demonstrativo de Preço de transferência - Transfer Pricing consolidado na matriz

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Demonstrativo de Preço de transferência - Transfer Pricing consolidado na matriz Demonstrativo de Preço de transferência - Transfer Pricing consolidado na matriz 18/12/2013 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3. Análise da Consultoria...

Leia mais

Origem e conceito das regras de subcapitalização

Origem e conceito das regras de subcapitalização Renata Emery Origem e conceito das regras de subcapitalização As atividades das empresas são geralmente financiadas por capital aportado pelos sócios e dívida. As regras de sucapitalização visam evitar

Leia mais

Novas Regras de Subcapitalização

Novas Regras de Subcapitalização Regras de Subcapitalização Jurisdições de Tributação Favorecida/ Regime Fiscal Privilegiado Gustavo L. Haddad Novembro/ 2010 0 Novas Regras de Subcapitalização 1 1 Regras de Subcapitalização (thin capitalization

Leia mais

Compra de Imóvel nos EUA por Estrangeiro

Compra de Imóvel nos EUA por Estrangeiro 01.15.2015 Por Pieter A. Weyts e Jackson Hwu 1 Compra de Imóvel nos EUA por Estrangeiro Acontece diariamente em Miami e nos Estados Unidos: um residente estrangeiro pronto para fechar a compra de seu primeiro

Leia mais

Análise Matemática I - Informática de Gestão Avaliação da 1ª frequência

Análise Matemática I - Informática de Gestão Avaliação da 1ª frequência Análise Matemática I - Informática de Gestão Avaliação da 1ª frequência Número Nome Nota Obs 10780 ALEXANDRE JOSÉ SIMÕES SILVA 15 11007 ALEXANDRE REIS MARTINS 7,7 11243 Álvaro Luis Cortez Fortunato 11,55

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO PROCESSO SELETIVO 2015 PROVA ESCRITA DE CONHECIMENTO JURÍDICO DOUTORADO

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO PROCESSO SELETIVO 2015 PROVA ESCRITA DE CONHECIMENTO JURÍDICO DOUTORADO BANCA: D-01D LINHA DE PESQUISA: DIREITOS HUMANOS E ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO: FUNDAMENTAÇÃO, PARTICIPAÇÃO E EFETIVIDADE ÁREA DE ESTUDO: DIREITO POLÍTICO SALA: 501 Carlos Athayde Valadares Viegas Ricardo

Leia mais

Apresentação institucional

Apresentação institucional Apresentação institucional 2010 Institucional Quem somos Nossos valores Áreas de atuação Equipe Parcerias Contato Quem somos Sociedade de advogados com foco de atendimento em direito empresarial, compreendendo

Leia mais

COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA

COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA CLASSIFICAÇÕES DO SEGUNDO TESTE E DA AVALIAÇÃO CONTINUA Classificações Classificação Final Alex Santos Teixeira 13 13 Alexandre Prata da Cruz 10 11 Aleydita Barreto

Leia mais

UFPE-SELECAO DE POS-GRADUACAO EM DIREITO 2016 PAG 0001

UFPE-SELECAO DE POS-GRADUACAO EM DIREITO 2016 PAG 0001 UFPE-SELECAO DE POS-GRADUACAO EM DIREITO 2016 PAG 0001 GRUPO:GRUPO 1.1 - JURISDICAO E PROCESSOS CONSTITUCIONAIS 500062 ANTONIO BESERRA DOS SANTOS NETO 7628125 SDS/PE 8,50 INGLES 500087 ARTUR ORLANDO DE

Leia mais

DE LÉO, PAULINO E MACHADO ADVOGADOS

DE LÉO, PAULINO E MACHADO ADVOGADOS 01 02 Apresentação DE LÉO, PAULINO E MACHADO ADVOGADOS é um escritório que foi constituído para atuar nas mais diversas áreas do Direito Empresarial, tendo como principal objetivo a prestação de serviços

Leia mais

TRIBUTAÇÃO DA CARTEIRA DO FUNDO

TRIBUTAÇÃO DA CARTEIRA DO FUNDO TRIBUTAÇÃO As informações apresentadas abaixo constituem um resumo das principais considerações fiscais da legislação brasileira que afetam o Fundo e seus investidores e não têm o propósito de ser uma

Leia mais

RESULTADOS. Nome Global ( /100) PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1

RESULTADOS. Nome Global ( /100) PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1 PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1 PT1840721 ADRIANA XAVIER DA SILVA FERNANDES 38 Pré-A1 PT1840722 ALEXANDRA FILIPA AZEVEDO SANTOS 52 A1 PT1840723

Leia mais

Principais considerações fiscais Brasileiras

Principais considerações fiscais Brasileiras Investimento Português no Brasil 12 de Abril de 2012 Principais considerações fiscais Brasileiras Aspectos fiscais relevantes a considerar do ponto de vista fiscal Brasileiro Isenção de RF nos dividendos

Leia mais

I - REGRAS DE SUBCAPITALIZAÇÃO

I - REGRAS DE SUBCAPITALIZAÇÃO JOSÉ MAURÍCIO MACHADO ISABEL A. BERTOLETTI LUÍS ROGÉRIO G. FARINELLI MIGUEL A. VALDÉS JÚLIO M. DE OLIVEIRA ANA MARIA NAKAZA ANTONIO CARLOS SALLA SÓCIO RESIDENTE (CHICAGO) CARLOS AUGUSTO DA CRUZ EDIMILSO

Leia mais

Building, Construction & Real Estate

Building, Construction & Real Estate KPMG no Brasil Building, Construction & Real Estate FINANCIAL SERVICES kpmg.com/br Quem somos Constituída na Suíça e com sede em Amsterdã, a KPMG International Cooperative (KPMG International) é uma rede

Leia mais

31º Curso Normal de Magistrados para os Tribunais Judiciais

31º Curso Normal de Magistrados para os Tribunais Judiciais A 796 Neuza Soraia Rodrigues Carvalhas Direito e Processual 729 Maria Teresa Barros Ferreira Direito e Processual 938 Rute Isabel Bexiga Ramos Direito e Processual 440 Inês Lopes Raimundo Direito e Processual

Leia mais

ALTERAÇÃO NAS REGRAS DE OBTENÇÃO DO RADAR

ALTERAÇÃO NAS REGRAS DE OBTENÇÃO DO RADAR JOSÉ MAURÍCIO MACHADO ISABEL A. BERTOLETTI LUÍS ROGÉRIO G. FARINELLI JÚLIO M. DE OLIVEIRA ANTONIO CARLOS SALLA CARLOS AUGUSTO DA CRUZ EDIMILSO GOMES DA SILVA CRISTIANE M. S. MAGALHÃES ROSIENE SOARES NUNES

Leia mais

AMANDA COSTA DE MORAIS

AMANDA COSTA DE MORAIS O Programa de Educação Tutorial (PET) do curso de Administração da UFMG certifica que o(a) aluno(a) AMANDA COSTA DE MORAIS participou da 7ª Discussão Temática Diversidade e inovação: cultura empreendedora

Leia mais

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superio Resultados da 1ª Fase do Concurso Nacional de Acesso de 2011

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superio Resultados da 1ª Fase do Concurso Nacional de Acesso de 2011 14286394 ALBANO LUIS ANDRADE PEREIRA Não colocado 14388714 ANA BEATRIZ MARTINS MACHADO Colocada em 3133 9104 14371141 ANA CATARINA MOREIRA LEAL Colocada em 7003 14319342 ANA CATARINA SOUSA RIBEIRO Colocada

Leia mais

RESULTADO DA ANÁLISE CURRICULAR LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA

RESULTADO DA ANÁLISE CURRICULAR LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA APRENDIZAGEM MOTORA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO RESULTADO DA ANÁLISE CURRICULAR LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA ANA PAULA ZANINI DA SILVA DESCLASSIFICADA ITEM 2.1.1 LUIZ FERNANDO MARIANO MONTEIRO 47 PONTOS

Leia mais

Ministério da Educação e Ciência Resultados da 1ª Fase do Concurso Nacional de Acesso de 2012

Ministério da Educação e Ciência Resultados da 1ª Fase do Concurso Nacional de Acesso de 2012 14472273 ANA CARLA MELO VALADÃO Colocada em 0911 14595437 ANA ISABEL TERRA SILVA Colocada em 3101 9084 14541457 ANA MARIA DE SOUSA MARTINS Colocada em 7220 8149 14314779 ANDRÉ ALVES HOMEM Colocado em 0130

Leia mais

Contmatic - Escrita Fiscal

Contmatic - Escrita Fiscal Lucro Presumido: É uma forma simplificada de tributação onde os impostos são calculados com base num percentual estabelecido sobre o valor das vendas realizadas, independentemente da apuração do lucro,

Leia mais

RESULTADO DAS SOLICITAÇÕES DE MUDANÇA DE TURNO MATERNAL PARA O 1 ANO DA ED. INFANTIL

RESULTADO DAS SOLICITAÇÕES DE MUDANÇA DE TURNO MATERNAL PARA O 1 ANO DA ED. INFANTIL Srs. Pais e/ou Responsáveis, RESULTADO DAS SOLICITAÇÕES DE MUDANÇA DE TURNO O colégio Marista de natal, em resposta às solicitações realizadas pelos senhores para troca de turno em 2015, informa que, até

Leia mais

DECLARAÇÃO. Prof. Dr. Paulo Sérgio de Sena Coordenação do Curso de Biologia

DECLARAÇÃO. Prof. Dr. Paulo Sérgio de Sena Coordenação do Curso de Biologia Teresa D'Ávila FATEA declara que o (a) Senhor (a) ALICE OLIVAS PERES participou em 23 de Maio de 2012 da Visita técnica ao Museu da Vida FIOCRUZ, Rio de Janeiro, sob responsabilidade pedagógica da Profª

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º./XII/1.ª

PROJETO DE LEI N.º./XII/1.ª Grupo Parlamentar PROJETO DE LEI N.º./XII/1.ª INTRODUZ UM MECANISMO DE SALVAGUARDA DA EQUIDADE FISCAL PARA TODOS OS CONTRIBUINTES E ELIMINA AS ISENÇÕES DE TRIBUTAÇÃO SOBRE MAIS-VALIAS OBTIDAS POR SGPS

Leia mais

Amanda Cardoso de Melo

Amanda Cardoso de Melo Aime Pinheiro Pires participou da palestra: Empreendedor De Sucesso, Amanda Cardoso de Melo Amanda Loschiavo Amoiré Santos Ribeiro Ana Carolina Pereira Pires Ana Carolina Pioto Magalhães Ana Cristina Angelo

Leia mais

ESTADO DO CEARÁ GOVERNO MUNICIPAL DE SÃO GONÇALO DO AMARANTE SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO

ESTADO DO CEARÁ GOVERNO MUNICIPAL DE SÃO GONÇALO DO AMARANTE SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 004/2015 O PREFEITO MUNICIPAL DE SÃO GONÇALO DO AMARANTE convoca os candidatos aprovados no CONCURSO PÚBLICO promovido pela PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GONÇALO DO AMARANTE (conforme

Leia mais

CREA-RJ Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Rio de Janeiro Classificação Final dos Candidatos Aptos - Nível Médio

CREA-RJ Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Rio de Janeiro Classificação Final dos Candidatos Aptos - Nível Médio Local de atuação : ARMAÇÃO DE BUZIOS 1 15 Bárbara Audára Brito Gomes APTO 19/02/1965 11 8 9 6 34 2 22 Wellington Santos da Luz APTO 19/05/1976 10 7 9 6 32 segunda-feira, 18 de abril de 2005 Pag. 1 de 19

Leia mais

Parecer Normativo nº 1 de 29 de julho de 2011. DOU de 9.8.2011

Parecer Normativo nº 1 de 29 de julho de 2011. DOU de 9.8.2011 Parecer Normativo nº 1 de 29 de julho de 2011 DOU de 9.8.2011 As diferenças no cálculo da depreciação de bens do ativo imobilizado decorrentes do disposto no 3º do art. 183 da Lei nº 6.404, de 1976, com

Leia mais

M E M O R A N D O A O S C L I E N T E S

M E M O R A N D O A O S C L I E N T E S M E M O R A N D O A O S C L I E N T E S DESMUTUALIZAÇÃO DAS BOLSAS Data 28/12/2007 Prezados Senhores, Servimo-nos do presente para apresentar breves comentários acerca do histórico e dos aspectos tributários

Leia mais

APURAÇÃO DE RESULTADO ENTREVISTA. 15 - ÁREA: DIRETORIA DE EXTENSÃO Secretaria e Coordenação de Estágio. Nível Superior

APURAÇÃO DE RESULTADO ENTREVISTA. 15 - ÁREA: DIRETORIA DE EXTENSÃO Secretaria e Coordenação de Estágio. Nível Superior 15 - ÁREA: DIRETORIA DE EXTENSÃO Secretaria e Coordenação de Estágio. Nível Superior 46 Samuel Souza Evangelista 130 104 Jussara Cândida Soares Desclassificada 45 Bruno José Rupino 130 61 Fabiana Grigógio

Leia mais

ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL DOM BOSCO Fundada em 21 de dezembro de 1964

ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL DOM BOSCO Fundada em 21 de dezembro de 1964 RELAÇÃO DOS CANDIDATOS CLASSIFICADOS NO PROCESSO SELETIVO 2016 PELO ENEM Curso de Engenharia Elétrica - Noturno Anderson Jose Jorge de Oliveira 581,24 Ariel de Souza Perrin 628,46 Eloa Luizi Duque Freire

Leia mais

COMISSÃO ELEITORAL REDUZIDA. Ata da Quarta Reunião

COMISSÃO ELEITORAL REDUZIDA. Ata da Quarta Reunião ELEIÇÃO PARA OS ÓRGÃOS SOCIAIS DA ASSOCIAÇÃO DE ESTUDANTES DA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA UNIVERSIDADE DO PORTO COMISSÃO ELEITORAL REDUZIDA Ata da Quarta Reunião Ao sexto dia do mês de novembro de dois mil

Leia mais

Assistência Jurídica para a Construção de um Mundo dos Negócios Novo e Sustentável

Assistência Jurídica para a Construção de um Mundo dos Negócios Novo e Sustentável Assistência Jurídica para a Construção de um Mundo dos Negócios Novo e Sustentável Quem Somos Somos uma sociedade de advogados dedicada à assistência e orientação jurídica as empresas nacionais e estrangeiras.

Leia mais

O Uso dos Paraísos Fiscais e Holdings Internacionais

O Uso dos Paraísos Fiscais e Holdings Internacionais O Uso dos Paraísos Fiscais e Holdings Internacionais Ana Cláudia Akie Utumi autumi@tozzinifreire.com.br Dezembro, 2013 Ana Cláudia Akie Utumi autumi@tozzinifreire.com.br Membro do Comitê Científico Permanente

Leia mais

Adriane Cristina de Jesus

Adriane Cristina de Jesus Adriane Cristina de Jesus Alexandre Coelho Rodrigues Gomes Alexandre Montenegro Nascimento Vilarinhos Ana Carolina Nogueira Ana Carolina Rodrigues Oliveira Ana Luiza de Paiva Silva Ana Luiza dos Anjos

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL Somos um escritório jurídico que reúne especialistas nos mais diversos ramos do direito empresarial. Priorizamos a ética nas relações com os clientes e nos dedicamos muito ao

Leia mais

Escola : Centro Profissionalizante Jornalista Cristiano Donato Curso : Francês Turno : Tarde

Escola : Centro Profissionalizante Jornalista Cristiano Donato Curso : Francês Turno : Tarde Escola : Centro Profissionalizante Jornalista Cristiano Donato Curso : Francês Turno : Colocação : 25 Aluno : Matheus Rodrigues Cavalcante Colocação : 26 Aluno : Ana Paula Santos Lira Colocação : 27 Aluno

Leia mais

Enfermagem Clínica Saúde do Adulto e Idoso

Enfermagem Clínica Saúde do Adulto e Idoso Enfermagem Clínica Saúde do Adulto e Idoso NOMES Keyth Regina Ramos Pereira Carla Karoline Nunes Mota Natalia da Silva Bezerra Lígia Soares Lopes Jocilene Guedes Aguiar Zelina Alves Cantuária Andréia Paixão

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO COMANDO MILITAR DO PLANALTO 11a REGIÃO MILITAR (Cmdo Mil de Bsb/1960) REGIÃO TENENTE-CORONEL LUIZ CRULS

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO COMANDO MILITAR DO PLANALTO 11a REGIÃO MILITAR (Cmdo Mil de Bsb/1960) REGIÃO TENENTE-CORONEL LUIZ CRULS MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO COMANDO MILITAR DO PLANALTO 11a REGIÃO MILITAR (Cmdo Mil de Bsb/1960) REGIÃO TENENTE-CORONEL LUIZ CRULS DIVULGAÇÃO DO RESULTADO DOS RECURSOS DOS CANDIDATOS AO ESTÁGIO

Leia mais

Fiscalidade para empresas Portuguesas que pretendem investir na China

Fiscalidade para empresas Portuguesas que pretendem investir na China Paulo Núncio Sócio da Garrigues Lisboa Fiscalidade para empresas Portuguesas que pretendem investir na China Ordem dos Economistas Lisboa, 23 de Março de 2011 Investir na China internacionalização Internacionalização

Leia mais

Resultado dos Processos Seletivos do Sescoop-RJ 2010

Resultado dos Processos Seletivos do Sescoop-RJ 2010 Resultado dos Processos Seletivos do Sescoop-RJ 2010 1ª Etapa: Análise Curricular INSTRUÇÕES GERAIS PARA TODOS OS CANDIDATOS a) O candidato deverá chegar ao local com uma hora de antecedência do i nício

Leia mais

UNIDADE: MARACANÃ ENGENHARIA INDUSTRIAL ELÉTRICA/TELECOMUNICAÇÕES SEM VAGAS DISPONÍVEIS (NÃO HOUVE FALTAS À MATRÍCULA DE 1ª RECLASSIFICAÇÃO)

UNIDADE: MARACANÃ ENGENHARIA INDUSTRIAL ELÉTRICA/TELECOMUNICAÇÕES SEM VAGAS DISPONÍVEIS (NÃO HOUVE FALTAS À MATRÍCULA DE 1ª RECLASSIFICAÇÃO) UNIDADE: MARACANÃ ENGENHARIA INDUSTRIAL MECÂNICA 20138 CLAYTON PEREIRA DA SILVA SANTOS 39,00 36,60 75,60 134 Eng. Ind. Mecânica RECLASSIFICADO 22235 JOAO PAULO KELY ZANARDI 44,00 31,60 75,60 135 Eng. Ind.

Leia mais

COMUNICADO AOS CLIENTES TRIBUTÁRIO 3.9.2015. IN 1.585/15 Tributação no Mercado Financeiro e de Capitais

COMUNICADO AOS CLIENTES TRIBUTÁRIO 3.9.2015. IN 1.585/15 Tributação no Mercado Financeiro e de Capitais COMUNICADO AOS CLIENTES TRIBUTÁRIO 3.9.2015 IN 1.585/15 Tributação no Mercado Financeiro e de Capitais A Instrução Normativa nº. 1.585 de 2.9.2015 ( IN 1.585/15 ) regulamentou a tributação no Mercado Financeiro

Leia mais

ALUNO NOME CURSO UNIVERSIDADE

ALUNO NOME CURSO UNIVERSIDADE A lista dos aprovados no Vestibular 2016 é atualizada permanentemente, na medida em que recebemos informações sobre aprovações nas diversas faculdades. Pedimos a gentileza de que os alunos aprovados que

Leia mais

Retenção de IRRF DNT/SSSCI/SF MAIO 2013

Retenção de IRRF DNT/SSSCI/SF MAIO 2013 DNT/SSSCI/SF MAIO 2013 Realização Secretaria da Fazenda Subsecretaria do Sistema de Controle Interno Departamento de Normas Técnicas Apresentação David Mendes Fabri Monique Junqueira Ferraz Zanella RESPONSABILIDADE

Leia mais

PROCESSO DE INGRESSO - 2012 3 REMANEJAMENTO EXTRA. SSA 3ª Fase - 2012

PROCESSO DE INGRESSO - 2012 3 REMANEJAMENTO EXTRA. SSA 3ª Fase - 2012 330 - ENGENHARIA CIVIL - Bacharelado 1ª ENTRADA N - Noite 1005450100565149 GABRIELLA KATARINE SILVA NETO REMANEJADO 58,318 UNIVERSAL 4971019955975653 GUILHERME MARINHO DE ASSIS FERNANDES ANGE MATRICULADO

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA SÃO PAULO, 2014

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA SÃO PAULO, 2014 APRESENTAÇÃO CORPORATIVA SÃO PAULO, 2014 BRIGANTI ADVOGADOS é um escritório brasileiro de advogados, de capacidade e experiência reconhecidas, que nasce com um propósito distinto. Nosso modelo de negócio

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Atuamos em âmbito nacional, com uma estrutura apropriada para atender os clientes com excelência e segurança.

APRESENTAÇÃO. Atuamos em âmbito nacional, com uma estrutura apropriada para atender os clientes com excelência e segurança. APRESENTAÇÃO Comparato, Nunes & Federici Advogados é uma sociedade de advogados fundada por profissionais com grande experiência na gestão de jurídicos corporativos e bancas de advocacia. O escritório

Leia mais

LEI Nº 12.973, DE 13 DE MAIO DE 2014 - LEI DE CONVERSÃO DA MEDIDA PROVISÓRIA Nº 627, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2013 - ALTERAÇÕES NA LEGISLAÇÃO TRIBUTÁRIA

LEI Nº 12.973, DE 13 DE MAIO DE 2014 - LEI DE CONVERSÃO DA MEDIDA PROVISÓRIA Nº 627, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2013 - ALTERAÇÕES NA LEGISLAÇÃO TRIBUTÁRIA LEI Nº 12.973, DE 13 DE MAIO DE 2014 - LEI DE CONVERSÃO DA MEDIDA PROVISÓRIA Nº 627, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2013 - ALTERAÇÕES NA LEGISLAÇÃO TRIBUTÁRIA A Medida Provisória (MP) nº 627/13, que promoveu diversas

Leia mais

ASPECTOS PRÁTICOS DE PLANEJAMENTO PATRIMONIAL/SUCESSÓRIO APLICADOS AO AGRONEGÓCIO

ASPECTOS PRÁTICOS DE PLANEJAMENTO PATRIMONIAL/SUCESSÓRIO APLICADOS AO AGRONEGÓCIO ASPECTOS PRÁTICOS DE PLANEJAMENTO PATRIMONIAL/SUCESSÓRIO APLICADOS AO AGRONEGÓCIO * Pedro Paulo Moreira Rodrigues 1 INTRODUÇÃO Após passar a vida se dedicando ao desenvolvimento de seus negócios e à formação

Leia mais

LISTA DE CLASSIFICADOS

LISTA DE CLASSIFICADOS LISTA DE CLASSIFICADOS Curso: Web Design Comparecer para a matrícula do dia (Segunda à Sexta) Horário:das 09h às 12h e 13h às 17h Ord Nome Candidato RG Pont Período Matrícula 1 Allana Araujo Baroni 235033068

Leia mais

FAETEC - Técnico de Nível Médio - 2º Semestre. 2ª Reclassificação - Ano Letivo de 2013

FAETEC - Técnico de Nível Médio - 2º Semestre. 2ª Reclassificação - Ano Letivo de 2013 CVT Cidade de Deus Curso Técnico Subsequente ao Ensino Médio - Edificações (Noturno) 38 314010966 SAMUEL JOSÉ FAUSTINO JUNIOR Página 1 de 28 CVT Itaboraí Curso Técnico Subsequente ao Ensino Médio - Edificações

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO COMANDO MILITAR DO PLANALTO 11a REGIÃO MILITAR (Cmdo Mil de Bsb/1960) REGIÃO TENENTE-CORONEL LUIZ CRULS

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO COMANDO MILITAR DO PLANALTO 11a REGIÃO MILITAR (Cmdo Mil de Bsb/1960) REGIÃO TENENTE-CORONEL LUIZ CRULS MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO COMANDO MILITAR DO PLANALTO 11a REGIÃO MILITAR (Cmdo Mil de Bsb/1960) REGIÃO TENENTE-CORONEL LUIZ CRULS DIVULGAÇÃO DE RESULTADO DA INSPEÇÃO DE SAÚDE (IS) REALIZADA

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TRIÂNGULO MINEIRO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TRIÂNGULO MINEIRO ANEXO II INSCRIÇÕES HOMOLOGADAS CANDIDATOS AUTODECLARADOS NEGROS EDITAL 74 DE 03/12/2015 TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM ADUCAÇÃO INSCRICAO CAMPUS CARGO NOME 19941 CAMPUS PATROCÍNIO TÉCNICO EM ALEX DE SOUZA

Leia mais

Tributação das cooperativas

Tributação das cooperativas Tributação das cooperativas à luz da jurisprudência do CARF Conselho Administrativo de Recursos Fiscais Geraldo Valentim Neto Marcelo Magalhães Peixoto (coordenadores) Tributação das cooperativas à luz

Leia mais

CURSO TURNO NOME DO ALUNO CLASSIFICAÇÃO STATUS ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA noturno ANA CLÁUDIA ARAUJO DA MOTA 0 Desclassificado ENGENHARIA

CURSO TURNO NOME DO ALUNO CLASSIFICAÇÃO STATUS ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA noturno ANA CLÁUDIA ARAUJO DA MOTA 0 Desclassificado ENGENHARIA CURSO TURNO NOME DO ALUNO CLASSIFICAÇÃO STATUS ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA noturno ANA CLÁUDIA ARAUJO DA MOTA 0 Desclassificado ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA noturno ANDRÊSSA CAIXETA SOUZA 0 Desclassificado

Leia mais

Gestão Patrimonial, Família e Sucessões. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados.

Gestão Patrimonial, Família e Sucessões. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Gestão Patrimonial, Família e Sucessões Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Nossos serviços Avaliação da situação patrimonial frente a atos passados

Leia mais

ORIENTADORES - TCC DIREITO - 2013/2 NOME ÁREA DO CONHECIMENTO LINHA DE PESQUISA HORÁRIOS E-MAIL

ORIENTADORES - TCC DIREITO - 2013/2 NOME ÁREA DO CONHECIMENTO LINHA DE PESQUISA HORÁRIOS E-MAIL ORIENTADORES - TCC DIREITO - 2013/2 NOME ÁREA DO CONHECIMENTO LINHA DE PESQUISA HORÁRIOS E-MAIL Adriana Martins Silva Alaisis Ferreira Lopes Alexandre Knopfholz Ana Luiza Chalusnhak Ana Luiza Chalusnhak

Leia mais

Lei 12.973/14. Painel : Adoção Inicial, Transição e Distribuição de Resultados. Giancarlo Chamma Matarazzo

Lei 12.973/14. Painel : Adoção Inicial, Transição e Distribuição de Resultados. Giancarlo Chamma Matarazzo Lei 12.973/14 Painel : Adoção Inicial, Transição e Distribuição de Resultados Giancarlo Chamma Matarazzo 1 JCP e Dividendos 2 I. JCP e Dividendos Histórico - Convergência contábil para IFRS + neutralidade

Leia mais

Belo Horizonte, 28 de setembro 2015.

Belo Horizonte, 28 de setembro 2015. Certifico que, Ademir dos Santos Ferreira, participou da palestra Logística Urbana, ministrada pelo Certifico que, Almir Junio Gomes Mendonça, participou da palestra Logística Urbana, ministrada pelo Engenheiro

Leia mais

A THOMSON COMPANY. INCENTIVOS FISCAIS Doações aos Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente

A THOMSON COMPANY. INCENTIVOS FISCAIS Doações aos Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente A THOMSON COMPANY INCENTIVOS FISCAIS Doações aos Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente INCENTIVOS FISCAIS Doações aos Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente Direitos autorais cedidos

Leia mais

EQUIPE. SÓCIOS Murillo Espinola de Oliveira Lima Ozana Baptista Gusmao. COLABORADORES Dra. Luciana Castrequini Ternero Rondonópolis MT

EQUIPE. SÓCIOS Murillo Espinola de Oliveira Lima Ozana Baptista Gusmao. COLABORADORES Dra. Luciana Castrequini Ternero Rondonópolis MT SOBRE NÓS O Escritório Espinola E Gusmão Advogados, teve seu início em 1986 pela visão empreendedora de seus fundadores em face do ordenamento jurídico brasileiro, com a abertura de escritórios próprios

Leia mais

Inscrição Nome Opção de Curso Status. 000000005133 RAQUEL REZENDE DANTAS EDUCACAO FISICA Aprovado

Inscrição Nome Opção de Curso Status. 000000005133 RAQUEL REZENDE DANTAS EDUCACAO FISICA Aprovado Processo Seletivo 2016/1 000000005133 RAQUEL REZENDE DANTAS EDUCACAO FISICA Aprovado 000000004960 VALERIA DIAS MIRANDA EDUCACAO FISICA Aprovado 000000005764 BRUNNO DE PAULA SILVA BARBOSA EDUCACAO FISICA

Leia mais

Lista de Contactos do Departamento de Engenharia Informática

Lista de Contactos do Departamento de Engenharia Informática Lista de Contactos do Departamento de Engenharia Informática Gabinete/Cargo Nome Extensão E-mail Diretor Luiz Felipe Rocha de Faria 1450 lef@isep.ipp.pt Sub-diretor(es) António Constantino Lopes 1462 acm@isep.ipp.pt

Leia mais

Impacto fiscal. Depois de quase dois anos de longos debates entre empresas,

Impacto fiscal. Depois de quase dois anos de longos debates entre empresas, KPMG Business Magazine 30 TRIBUTOS Jupiterimages Stock photo/w101 Moeda funcional O artigo 58 da MP estabelece que as empresas que usam alguma moeda estrangeira para fins contábeis e demonstrações financeiras

Leia mais

Processo Seletivo Público Apex-Brasil ASII-07. Comunicado 04 Resultado Final 1ª Etapa - Análise Curricular 15/05/2014

Processo Seletivo Público Apex-Brasil ASII-07. Comunicado 04 Resultado Final 1ª Etapa - Análise Curricular 15/05/2014 Processo Seletivo Público Apex-Brasil ASII-07 Comunicado 04 Resultado Final 1ª Etapa - Análise Curricular 15/05/2014 INFORMAÇÕES IMPORTANTES: 1ª ETAPA: de caráter eliminatório e classificatório A análise

Leia mais

Resultado Vestibular 2013/1 (2ª Chamada)

Resultado Vestibular 2013/1 (2ª Chamada) Resultado Vestibular 2013/1 (2ª Chamada) ADMINISTRAÇÃO 1 ARIELA RODRIGUES SILVA 2 CAROLINA DANTAS DOS SANTOS 3 CRISTIANE DA SILVA GUERREIRO 4 GABRYELLA BUENO DO CARMO 5 JESSICA RAMOS DA SILVA 6 JULIA DE

Leia mais

Escola sede: Escola Secundária de S. Pedro do Sul Alunos Matriculados - 2015/2016

Escola sede: Escola Secundária de S. Pedro do Sul Alunos Matriculados - 2015/2016 13948 5 A 2.º Ciclo do Ensino Básico Ana Gabriela Pedro Fernandes Escola Básica n.º 2 de São Pedro do Sul 13933 5 A 2.º Ciclo do Ensino Básico Ana Júlia Capela Pinto Escola Básica n.º 2 de São Pedro do

Leia mais

TRIBUTAÇÃO. Atualizado em 12/2011

TRIBUTAÇÃO. Atualizado em 12/2011 TRIBUTAÇÃO Atualizado em 12/2011 1 Tributação dos Fundos de Investimento Instruções Normativas SRF nº 487 (30/12/04) e nº 489 (07/01/05) Lei nº 11.033/04 2 Base de Incidência de IR Base de incidência:

Leia mais

ANEXO I - CLASSIFICAÇÃO PROVISÓRIA - PROVA PRÁTICA

ANEXO I - CLASSIFICAÇÃO PROVISÓRIA - PROVA PRÁTICA Prefeitura Municipal de Capivari Concurso Público - 5/2015 PUBLICONSULT ASSESSORIA E CONSULTORIA PUBLICA LTDA ANEXO I - CLASSIFICAÇÃO PROVISÓRIA - PROVA PRÁTICA 1 - Auxiliar de Padeiro Class Inscrição

Leia mais

CURSO: ANIMADOR SOCIOCULTURAL LISTA PROVISÓRIA DE ALUNOS SELECIONADOS

CURSO: ANIMADOR SOCIOCULTURAL LISTA PROVISÓRIA DE ALUNOS SELECIONADOS CURSO: ANIMADOR SOCIOCULTURAL Adriana da Conceição Palhares Lopes Alexandra Rodrigues Barbosa Ana Salomé Lopes Queirós Andreia Dias da Costa Bianca Patricia Gonçalves Ramos Carina Filipa Monteiro Rodrigues

Leia mais

Relatório de Diplomas Registrados pela Universidade Federal de Minas Gerais Diplomas Registrados - 38ª Remessa. Assunto: Farmácia

Relatório de Diplomas Registrados pela Universidade Federal de Minas Gerais Diplomas Registrados - 38ª Remessa. Assunto: Farmácia 2640 RD.2013/2 11/09/2013 ACÁCIA TROTA 2013/09.00879 Universidade Federal de Minas Gerais 2666 RD.2013/2 12/09/2013 AILTON BATISTA JUNIOR Ciências Contábeis 2013/09.00916 Universidade Federal de Minas

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO EDITAL N 001/2011 RESULTADO FINAL - ORDEM CLASSIFICAÇÃO

CONCURSO PÚBLICO EDITAL N 001/2011 RESULTADO FINAL - ORDEM CLASSIFICAÇÃO 135 CARLUCIA MADALENA DE OLIVEIRA 484.124.365 92,50 HABILITADO 1 HABILITADO 138 CARMEM LUCIA VIEIRA LIETE NOGUEIRA 206.656.658 87,50 HABILITADO 2 HABILITADO 176 CRISTIAN SAMUEL E SILVA MIKALAUSKA 214.491.596

Leia mais