O Magnata. Gullane Filmes apresenta. Escrito por Chorão Dirigido por Johnny Araújo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O Magnata. Gullane Filmes apresenta. www.omagnata.com.br. Escrito por Chorão Dirigido por Johnny Araújo"

Transcrição

1 Gullane Filmes apresenta O Magnata Escrito por Chorão Dirigido por Johnny Araújo Com Paulo Vilhena Rosane Mulholland Maria Luisa Mendonça e Chico Diaz Uma produção Gullane Filmes Co-produção Miravista Distribuição Buena Vista Internacional

2 SINOPSES Sinopse curta Bonito, rico, ídolo do rock, com o mundo a seus pés. O Magnata tem tudo o que um jovem pode querer: amigos, dinheiro, garotas, sucesso. Com tanto poder e liberdade nas mãos, é também um rapaz arrogante e que não mede a conseqüência dos seus atos. Até que um dia ele vai longe demais com os amigos por pura diversão e transforma a sua vida em um pesadelo. Sua vida avança como um carro desgovernado em apenas quatro dias. Bem no momento em que ele conhece o amor e pode mudar a sua vida graças à paixão por uma garota, Dri. Ele terá tempo de consertar os seus erros, ou será tarde demais? Sinopse longa Bonito, rico, famoso, estrela do rock, popular entre os amigos, sucesso entre as garotas. O Magnata tem tudo o que um jovem pode sonhar, e não conhece limites para aquilo que quer. Com a turma do skate Chivits, Bob Burnquist, Cabeça, Ricardinho ou com a banda de punk rock, ele é sempre o centro das atenções. Rebelde e prepotente, ele sabe o preço de tudo, mas não conhece o valor de nada. Sua Consciência, uma espécie de grilo-falante que acompanha e narra a história, não tem muito do que se ocupar e só sabe fazer ironias sobre as ações do seu dono. Se existe um problema na sua vida, é a mãe, Vilma, uma mulher desiludida que passa os dias a beber. O pai morreu quando ele ainda era criança, e o Magnata vive com ela entre brigas e discussões violentas, numa relação cheia de ódio e ressentimento. 2

3 Um dia, uma brincadeira perigosa entre amigos vira um grande pesadelo. Em quatro dias, a vida do Magnata vira um carro desgovernado que pode capotar a qualquer momento. Mas os quatro piores dias da vida do Magnata são também os seus dias de conhecer o amor. Ele encontra Dri, uma garota que acaba de voltar de Nova York, e pela primeira vez se apaixona de verdade por uma menina com quem ele fica. Aos poucos, Dri pode tornar o Magnata um cara menos egocêntrico e mais humano. Mas terá pouco tempo pra isso. O Magnata teve nas mãos a chance de se redimir dos erros, mas agora que as coisas saíram do controle, pode ser tarde demais... Apresentação Baseado em uma idéia original de Chorão, compositor e vocalista da banda Charlie Brown Jr, O Magnata conta a saga do personagem-título, um jovem rico e rebelde de São Paulo, ídolo de uma banda de punk rock, que passa o tempo com a turma de amigos skatistas, em uma vida regada a bebida, drogas e pequenas contravenções. O filme marca a estréia de Johnny Araújo, premiado diretor de clipes da MTV, como cineasta. 3

4 Desde o início do projeto, O Magnata busca a comunicação com o público jovem por meio de uma linguagem ágil, explorando temas de seu próprio universo, sem tentar ser didático ou informativo, com uma história forte e contundente, que anda a toda a velocidade como um carro desgovernado, e um final sem concessões. Além do lançamento em um grande número de salas, o projeto de O Magnata envolve as mídias mais utilizadas pelo jovem de hoje, por meio da parceria com grandes empresas e marcas. Na televisão, a MTV, canal mais voltado ao público jovem, terá várias ações de divulgação dentro da programação. Na internet, o site do filme, hospedado no portal Universo Online (http://omagnata.uol.com.br), reúne notícias, trailer e conteúdo interativo para os fãs do filme. A Vivo, uma das maiores operadoras de telefonia móvel do país, vai oferecer conteúdo do filme para o celular de seus assinantes. A trilha sonora, composta por Chorão e Apollo Nove e reunindo convidados especiais como MV Bill e João Gordo, será lançada antes mesmo do filme pela EMI. Para dar vida a esse universo imaginado e vivenciado por Chorão, o diretor Johnny Araújo optou por misturar atores profissionais com experiência em cinema e TV, como Paulo Vilhena, Rosane Mulholland, Juliano Cazarré e Murilo Salles, e o que ele chamou de personagens reais : jovens que vivem no universo do skate e do rock, o mesmo universo cantado por Chorão em suas músicas. São pessoas como o grafiteiro Chivits, os skatistas Taroba, Bob Burnquist, Sandro Dias e Iupi e o rapper Radjja, que ajudaram a dar toda a verossimilhança e autenticidade ao mundo de skate, surf e rock n roll do Magnata. Se eu não conseguir fazer com que meus personagens falem a linguagem do jovem de hoje, vou me distanciar do público ao qual esse filme se destina, diz Johnny. Para completar, o filme contou com atores veteranos como Maria Luísa Mendonça (Vilma, a mãe do Magnata), Chico Diaz (Ribeiro) e inúmeras participações especiais, como Marcelo Nova, vocalista do grupo Camisa de Vênus (a Consciência do Magnata), João Gordo, Tiririca e a banda Dead Fish. 4

5 Um filme que quer mostrar a realidade do jovem das grandes cidades dessa primeira década do século 21 e suas referências no mundo da música e das imagens. DIREÇÃO JOHNNY ARAÚJO No início dos anos 1990, quando trabalhava como montador em uma produtora de comerciais, Johnny Araújo tinha um hobby: pegar uma câmera de vídeo e filmar os shows de bandas nas quais tocavam amigos seus, como Nação Zumbi e Planet Hemp. Em 1997, ele dirigiu um clipe ao vivo de baixíssimo orçamento para o Pavilhão 9 que foi parar na MTV e atraiu a atenção de Chorão, que convidou o novato a dirigir um clipe do Charlie Brown. A parceria deu tão certo que Johnny dirigiu outros seis clipes para a banda, e em pouco tempo se tornou o maior vencedor de prêmios VMB, o Vídeo Music Brasil da MTV, com clipes como Qual É? (Marcelo D2) e Só por uma Noite (Charlie Brown Jr.). 5

6 Foi a amizade de longa data que fez Chorão pensar em Johnny para a direção de O Magnata, baseado em uma idéia original do músico. Em seu primeiro longametragem, Johnny diz que se preocupou muito com a direção de atores, para trazer mais realismo ao filme. PAULO VILHENA (MAGNATA) Santista como Chorão, Paulo Vilhena, hoje com 28 anos, começou a carreira aos 17 como modelo. Três anos depois, foi escolhido pela Globo para ser o par romântico de Sandy na minissérie Sandy & Junior (1999). A partir daí, fez várias novelas na emissora, como Coração de Estudante, Agora É Que São Elas, Celebridade, A Lua Me Disse e Paraíso Tropical. No cinema, havia feito apenas uma participação em Xuxa e o Tesouro da Cidade Perdida antes de ganhar seu primeiro papel de destaque como o protagonista de O Magnata, filmado em Depois, participou ainda do novo filme da diretora de Bicho de Sete Cabeças, Laís Bodanzky, intitulado Chega de Saudade, ainda inédito. Vilhena foi dirigido por Bodanzky em seu primeiro papel de destaque no teatro, na peça Essa Nossa Juventude (2005). 6

7 ROSANE MULHOLLAND (DRI) O cinema entrou por acaso na vida de Rosane Mulholland. A brasiliense de 26 anos havia se formado em Psicologia e fazia um estágio na área quando fez um teste e foi chamada para atuar em seu primeiro longa-metragem, Araguaya A Conspiração do Silêncio, de Ronaldo Duque. Mudou-se para o Rio de Janeiro e em pouco tempo foi convidada a atuar em A Concepção, de José Eduardo Belmonte, prêmios de melhor trilha sonora e montagem no Festival de Brasília. Com o diretor, ela já havia feito o curta-metragem Dez Dias Felizes. A partir de A Concepção, seu talento e seu rosto marcante e glamoroso chamaram a atenção dos mais diversos diretores. Rosane foi convidada para atuar no curta 14 Bis, de André Ristum, e no longa-metragem Nome Próprio, de Murilo Salles, estrelado por Leandra Leal e ainda inédito. Enquanto rodava Nome Próprio, foi chamada para viver Dri, a garota que volta de Nova York e vira o objeto do desejo do ídolo do rock de O Magnata. A carreira no cinema não parou por aí. Depois de O Magnata, Rosane já participou de outros três longas-metragens ainda inéditos: Meu Mundo em Perigo, de José Eduardo Belmonte; Bellini e o Demônio, de Marcelo Galvão, estrelado por Fábio Assunção e baseado no romance policial de Tony Bellotto, no qual faz uma jornalista que investiga um crime; e Falsa Loura, de Carlos Reichenbach, na qual vive a protagonista, uma operária do ABC paulista que sonha com seus ídolos musicais. Uma matéria sobre sua carreira no jornal O Globo chamou a atenção do diretor Jorge Fernando, que convidou Rosane para viver Daniela, a irmã nada aproveitadora de Beatriz (Priscila Fantin) na novela das sete da Globo, Sete Pecados. Antes da novela, Rosane havia feito uma pequena participação na primeira fase da minissérie JK como Maria Luiza, a irmã de Sarah Kubitschek. 7

8 Maria Luísa Mendonça (Vilma) São menos de dez minutos de filme como Vilma, a mãe rica, solitária e sempre embriagada do Magnata. Nesse pouco tempo, Maria Luísa Mendonça consegue construir um personagem sólido, cuja relação conflituosa e nada carinhosa com o filho é uma das origens dos problemas de personalidade do rapaz. A atriz carioca estudou no Teatro Tablado, e em 1987 começou sua carreira profissional com a peça Vestido de Noiva, de Nelson Rodrigues. Na TV, ficou conhecida do público em 1992 ao estrear como Buba na novela Renascer, de Benedito Ruy Barbosa. Desde então, teve papéis de destaque, como na minissérie Engraçadinha (1995) e A Muralha (2000), ambas da Globo, e Mandrake, da HBO. Mas foi no cinema que sua carreira ganhou impulso com papéis fortes e diversificados. Maria Luísa marcou presença em filmes como Coração Iluminado (1996) e Carandiru (2003), de Hector Babenco; As Três Marias (2002), de Aluisio Abranches; Jogo Subterrâneo (2004), de Roberto Gervitz; Querô (2006), de Carlos Cortez, baseado em peça de Plínio Marcos, em que interpreta a prostituta mãe do personagem-título; e O Magnata, de Johnny Araújo. A atriz também está no ainda inédito Nossa Vida Não Cabe num Opala, de Reinaldo Pinheiro, baseado em peça de Mário Bortolotto. Maria Luísa conhecia Paulo Vilhena desde que produziu em 2005 a peça Essa Nossa Juventude, de Kenneth Lonergan, com direção de Laís Bodanzky (Bicho de Sete Cabeças), estrelada pelo ator. 8

9 Chico Diaz (Ribeiro) Conhecido do grande público por seus inúmeros papéis em novelas e minisséries da Globo, como o cafetão Jader da novela Paraíso Tropical, Chico Diaz faz uma breve participação em O Magnata como o poderoso advogado Ribeiro, que mantém uma relação discreta com Vilma, a mãe do Magnata, e a quem o jovem rebelde acusa de tentar roubar o lugar do pai. Filho de um diplomata paraguaio e nascido no México, Diaz passou sua infância no Peru e só mudou-se para o Brasil em 1969, quando começou sua carreira teatral, e logo começou a fazer testes para o cinema. Desde então, participou de mais de 40 filmes, como O Homem da Capa Preta (1986), de Sérgio Rezende; O Cinema Falado (1986), único filme dirigido por Caetano Veloso; Corisco & Dadá (1996), de Rosemberg Cariry, Candango de melhor ator no Festival de Gramado; e Os Matadores (1997), primeiro filme de Beto Brant, prêmio de melhor ator nos Festivais de Recife e Miami. Alguns de seus filmes mais recentes são Amarelo Manga (2002), de Cláudio Assis, prêmio de melhor ator no Festival de Brasília; Anjos do Sol (2006), de Rudi Lagemann, melhor filme no Festival de Gramado; e O Magnata (2007), de Johnny Araújo. 9

10 Marcelo Nova (Consciência) Com seu jeito soturno e presença física marcante, Marcelo Nova, vocalista da extinta banda baiana de punk rock Camisa de Vênus, foi convidado por Chorão para um papel especial em O Magnata: o da Consciência do personagem de Paulo Vilhena, um narrador que está sempre à margem da cena, nas zonas de sombra da cidade, e nos revela um pouco do caráter do Magnata e onde as suas atitudes podem levá-lo. A idéia do personagem e de chamar o Marcelo para o interpretar é mérito do Chorão. Eu gosto muito, pois tenho admiração pelo Marcelo, e ele me lembra os tipos que habitam os filmes do David Lynch, diz Messina Neto, um dos roteiristas do filme. Pai da VJ da MTV Penélope Nova, Marcelo cantou no Camisa de Vênus de 1982 a Em 1998, começou em paralelo uma carreira solo que já rendeu nove discos. Seu álbum mais recente é Galope do Tempo (2005). 10

11 Produção Caio e Fabiano Gullane Chorão contou empolgado a sua idéia de filme ao amigo Johnny Araújo, que logo se interessou em dirigir o filme e começou a pensar em um produtor mais ousado, que tivesse interesse em bancar um filme voltado ao público jovem, gênero que ainda não existe como mercado no Brasil. Procurou Paulo Ribeiro, produtor e dono da Locall, empresa de aluguel de equipamentos para cinema. Foi Paulo que encampou o projeto, entrou como produtor associado e os apresentou a Caio e Fabiano Gullane, donos da Gullane Filmes, produtora de títulos importantes da retomada do cinema nacional desde 2000, como Bicho de Sete Cabeças, de Laís Bodanzky; Carandiru, de Hector Babenco; O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias, de Cao Hamburguer; e Querô, de Carlos Cortez. Atualmente, fazem incursão pela TV como co-produtores da série Alice, da HBO, com direção de Karim Ainouz e Sérgio Machado. Bastou ler o roteiro para que Caio e Fabiano se interessassem pelo projeto. O roteiro de O Magnata era um diamante bruto. Sempre tivemos vontade de fazer um filme rock n roll porque esse universo faz parte da nossa vida, freqüentamos muito a noite de São Paulo e os shows de rock. Amamos a pegada e o radicalismo do filme, conta Caio, um jovem produtor de 34 anos, ainda em contato próximo com as questões propostas por Chorão. O filme é como um tiro, vai direto, numa reta só. O Magnata passa uma mensagem sem ser cabeça, sobre o que acontece quando se tomam atitudes inconseqüentes na vida. 11

12 Música Chorão e Apollo Nove Foi em 1995, quando tocava com o Planet Hemp, que o paulista Apollo 9 conheceu Chorão. Criaram uma amizade que veio a render fruto musical dez anos depois, na trilha sonora de O Magnata. O trabalho foi bem definido: grande parte da trilha sonora do filme seria composta de músicas do próprio Charlie Brown Jr., mas Chorão queria o parceiro para ajudá-lo na construção da trilha incidental, que deveria respirar tanto o tipo de rock da banda de Chorão quanto o universo um pouco mais hardcore do protagonista. Apollo, que lançou em 2006 seu primeiro disco-solo e já possui um bom currículo em cinema fez a trilha do curta Socorro Nobre e do longa Terra Estrangeira, ambos de Walter Salles, um dos episódios do longa Traição e o mais recente O Cheiro do Ralo, de Heitor Dhalia só começou o trabalho depois de ver todo o material já filmado. Para fazer o contraponto com as músicas do Charlie Brown, criamos uma trilha incidental mais climática, meio ambient. Ela faz uma espécie de escada para as outras músicas; tem um impacto próprio, mas deixa espaço para a banda, diz Apollo, que contou com sintetizadores para produzir uma vasta gama de sons virtuais. 12

13 Fotografia André Modugno Colaborador assíduo do diretor Johnny Araújo em seus clipes, comerciais e em um DVD do Charlie Brown Jr., André Modugno foi convidado pelo amigo para ser responsável pela fotografia de O Magnata, seu primeiro longa-metragem. O trabalho com Johnny é sempre aberto a sugestões. Discutimos muito o que a gente queria para este filme. A primeira idéia era muito clara: o Magnata é um maluco, desgraçado, junkie e alcoólatra, portanto não podíamos fazer um filme muito claro. Começamos a pesquisar uma atmosfera mais escura e tons cromados, com cores menos saturadas, explica André, carioca radicado em São Paulo há muitos anos. Uma das estratégias foi usar poucos refletores e muitas, muitas lâmpadas na iluminação das cenas. São lâmpadas comuns, dessas que usamos em casa, entre 100W e 150W tanto que você pode ver lâmpadas em várias cenas do filme. Eu usava um spray preto para regular a intensidade de cada lâmpada e encobrir o filamento, conta. Não queria que nenhuma cena parecesse iluminada; a idéia da fotografia neste filme era justamente a de não aparecer. André, que coordenou toda a operação de câmera do filme, diz que o maior desafio foi captar cenas muito velozes com duas câmeras na mão e sem tripé. E conseguimos a façanha de cumprir no prazo um cronograma insano, em que o primeiro dia de filmagem já sofreu interrupção porque era o primeiro dia de jogo do Brasil na Copa (de 2006), orgulha-se o diretor de fotografia, que já recebeu quatro novas propostas de trabalho em longa-metragem por conta da boa repercussão no mercado de seu trabalho em O Magnata. 13

14 Roteiro Chorão, Carlos Cortez, Bráulio Mantovani e Messina Neto A partir dos personagens e da história de Chorão, Carlos Cortez, Bráulio Mantovani e Messina Neto trabalharam em algumas versões do roteiro de O Magnata. O roteirista e cineasta Carlos Cortez, diretor do documentário Geraldo Filme e do filme Querô, baseado na obra de Plínio Marcos e lançado em 2007, participou das primeiras reuniões sobre o roteiro e ajudou Chorão a botar no papel o filme que ele tinha na cabeça. Foi ele quem deu uma estrutura em forma de cenas para uma história que, na cabeça de Chorão, era uma enxurrada de imagens, informações, diálogos e locações. O que mais me encantou nesse projeto é que o Chorão brincava com várias linguagens e tudo cabia na narrativa do filme. Às vezes era um clipe, tinha momentos de documentário, até uma certa divulgação do seu próprio trabalho como músico, mas nada atrapalhava o curso da história, diz Cortez. O roteirista conta que algumas coisas mudaram a partir da idéia original de Chorão, mas o desfecho do filme foi mantido. Houve no começo uma discussão se o roteiro não era muito duro com o personagem, mas o Chorão defendeu brilhantemente essa opção e ela prevaleceu. Trabalhando há mais de 20 anos como diretor e roteirista de filmes de ficção, documentários e programas de TV, Messina Neto procurou estabelecer com maior nitidez o papel e o peso de alguns personagens. O Magnata é um personagem atual e muito intenso. Nasceu da percepção do Chorão, somada à bagagem de vida de quem pegou muita estrada, define. O filme contém uma mensagem importante que as letras do Charlie Brown Jr. vêm trabalhando há muito tempo. Quem mexe com armas e se mete no mundo do crime achando que é muito esperto pode ter um final trágico como o do filme. 14

15 Bráulio Mantovani, hoje um dos mais requisitados roteiristas do Brasil, ganhou projeção internacional com a adaptação para as telas do romance de Paulo Lins, Cidade de Deus, dirigido por Fernando Meirelles. Pelo trabalho, ele foi indicado ao Oscar de melhor roteiro adaptado, em Foi ainda colaborador de Meirelles no roteiro de O Jardineiro Fiel, que também foi indicado ao Oscar nesta categoria. Com o cineasta José Padilha, Bráulio também trabalhou no roteiro de Tropa de Elite, filme inspirado no livro Elite da Tropa, escrito por André Batista, Luiz Eduardo Simões e Rodrigo Pimentel. 15

16 Direção de arte Clóvis Bueno Um dos mais experientes diretores de arte do cinema brasileiro, com 40 anos de carreira, Clóvis Bueno começou trabalhando em filmes como Anuska, Manequim e Mulher (1968) e na chanchada Luz, Câmera, Ação (73). Tornou-se o mais fiel colaborador de Hector Babenco como diretor de arte em Pixote, a Lei do Mais Fraco (81), O Beijo da Mulher Aranha (85), Brincando nos Campos do Senhor (91) e Carandiru (2003). Entre os filmes recentes, dirigiu com Paulo Betti o drama histórico Cafundó (2005) e fez a direção de arte de A Dona da História (2004) e dos ainda inéditos Os Desafinados e O Homem que Desafiou o Diabo. Em O Magnata, seu primeiro trabalho para a Gullane Filmes, Clóvis conta que o diretor Johnny Araújo lhe deu total liberdade para criar os cenários do filme. O universo do filme não é estranho a mim. Não sou mais jovem, mas ainda freqüento a Galeria do Rock, vou a shows de rock e tenho um filho baterista, conta Clóvis. Para recriar o universo de Chorão, Clóvis chamou grafiteiros renomados de São Paulo como Caboclo e Michê e retrabalhou o visual de cenários e locações paulistanas. Para a casa do Magnata, escolheu um casarão no Morumbi e convocou Caboclo para dar estilo aos grafites nas paredes do quarto do Magnata. Para o local dos shows do ídolo do rock, fechou o Hangar, uma conhecida casa de rock na Barra Funda. Mas tudo foi escolhido e aprovado com o Chorão. Ele dava opinião em tudo e tinha uma intuição muito bem-definida do que ele queria para o filme, conta Clóvis. Ele também colaborou com o trabalho de David Parizotti na escolha do figurino e teve que mudar bastante os seus conceitos depois de ouvir as idéias de Chorão. Eu tinha em mente para o filme um skatista de visual mais tradicional, com bermudona mais larga, e o Chorão nos convenceu a buscar um estilo de skatista mais fashion, com aquela bermuda de corte mais rente à perna, um pouco mais colada ao corpo, diz. 16

Mensageiro da Verdade: MV Bill

Mensageiro da Verdade: MV Bill Mensageiro da Verdade: MV Bill Alex Pereira Barbosa, 35 anos, filho do bombeiro hidráulico Mano Juca e da dona de casa Cristina, nasceu no Rio de Janeiro, na comunidade da Cidade de Deus, zona oeste carioca,

Leia mais

JANELA SOBRE O SONHO

JANELA SOBRE O SONHO JANELA SOBRE O SONHO um roteiro de Rodrigo Robleño Copyright by Rodrigo Robleño Todos os direitos reservados E-mail: rodrigo@robleno.eu PERSONAGENS (Por ordem de aparição) Alice (já idosa). Alice menina(com

Leia mais

Destaque em Que horas ela volta?, Camila Márdila volta ao set

Destaque em Que horas ela volta?, Camila Márdila volta ao set Destaque em Que horas ela volta?, Camila Márdila volta ao set Em 'Altas expectativas', ela vive um romance com Gigante Leo por Josy Fichberg 14/02/2016 7:00 Gigante Leo e Camila Márdila no set de Altas

Leia mais

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA DESENGANO FADE IN: CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA Celular modelo jovial e colorido, escovas, batons e objetos para prender os cabelos sobre móvel de madeira. A GAROTA tem 19 anos, magra, não

Leia mais

COMPANHIA 2 FACES da ARTE

COMPANHIA 2 FACES da ARTE COMPANHIA 2 FACES da ARTE A companhia teatral 2 Faces da Arte,foi criada em 94 pelo Ator /Autor Teatral / Artista Plástico Bicudo Júnior., com o objetivo de inovar o teatro Nacional. Desenvolvendo uma

Leia mais

O Projeto. Polo Rio de Cine e Video Rua Carlos Machado, 155, 2º andar 21. 2439 3667 www.cineticafilmes.com.br

O Projeto. Polo Rio de Cine e Video Rua Carlos Machado, 155, 2º andar 21. 2439 3667 www.cineticafilmes.com.br O Projeto O Homem e a Bolsa é uma investigação documental a partir das principais bolsas de valores mundiais, incluindo-se aí a do Brasil. Em nossos levantamentos preliminares, buscamos as Bolsas de Nova

Leia mais

Dalcídio Jurandir inspira projeto teatral Por Luciana Medeiros, colaboradora do Guiart

Dalcídio Jurandir inspira projeto teatral Por Luciana Medeiros, colaboradora do Guiart Dalcídio Jurandir inspira projeto teatral Por Luciana Medeiros, colaboradora do Guiart Ponta de Pedras, ilha do Marajó, Pará, 10 de janeiro de 1909. Nasce ali e naquela data uma das maiores expressões

Leia mais

AULA CRIATIVA DE HISTÓRIA - FOLCLORE

AULA CRIATIVA DE HISTÓRIA - FOLCLORE AULA CRIATIVA DE HISTÓRIA - FOLCLORE Mesmo não acreditando na Educação Criativa, o professor pode fazer uma experiência para ver o resultado. É o caso da professora deste relato. Glorinha Aguiar glorinhaaguiar@uol.com.br

Leia mais

SINOPSE CURTA SINOPSE

SINOPSE CURTA SINOPSE SINOPSE CURTA No início dos anos 1940, os irmãos Orlando, Cláudio e Leonardo Villas-Boas desistem do conforto da vida na cidade e alistam-se na expedição Roncador Xingu para descobrir e explorar as terras

Leia mais

Concurso Literário. O amor

Concurso Literário. O amor Concurso Literário O Amor foi o tema do Concurso Literário da Escola Nova do segundo semestre. Durante o período do Concurso, o tema foi discutido em sala e trabalhado principalmente nas aulas de Língua

Leia mais

Filme: Como se morre no cinema 1 de Luelane Loiola Correa. Plano de Aula: Ensino Fundamental II e Ensino Médio

Filme: Como se morre no cinema 1 de Luelane Loiola Correa. Plano de Aula: Ensino Fundamental II e Ensino Médio Filme: Como se morre no cinema 1 de Luelane Loiola Correa Plano de Aula: Ensino Fundamental II e Ensino Médio Disciplinas/Áreas do Conhecimento: Língua Portuguesa; Arte; Inglês; Projeto Interdisciplinar;

Leia mais

virgínia rosa geraldo flach

virgínia rosa geraldo flach virgínia rosa geraldo flach virgínia rosa geraldo flach O gaúcho Geraldo e a paulista Virgínia se apresentaram juntos pela primeira vez na série Piano e Voz, da UFRGS. Quando tocou em São Paulo, no Supremo

Leia mais

Imaginação e protagonismo na Educação Infantil: construindo uma escola mais íntima da infância

Imaginação e protagonismo na Educação Infantil: construindo uma escola mais íntima da infância Imaginação e protagonismo na Educação Infantil: construindo uma escola mais íntima da infância Me. Tony Aparecido Moreira tony.educ@gmail.com Denise Watanabe de.wtnb@gmail.com Dr. José Milton de Lima miltonlima@fct.unesp.br

Leia mais

A CRIANÇA NA PUBLICIDADE

A CRIANÇA NA PUBLICIDADE A CRIANÇA NA PUBLICIDADE Entrevista com Fábio Basso Montanari Ele estuda na ECA/USP e deu uma entrevista para e seu grupo de colegas para a disciplina Psicologia da Comunicação, sobre sua história de vida

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Sebastião Salgado atribui culpa a EUA e Europa por atual crise dos refugiados

Sebastião Salgado atribui culpa a EUA e Europa por atual crise dos refugiados Sebastião Salgado atribui culpa a EUA e Europa por atual crise dos refugiados POR ENTRETEMPOS, JORNAL FOLHA DE SÃO PAULO, 04.10.2015 Tião, como é chamado pelos amigos, não toma café. Ainda assim, motivado

Leia mais

Poder: Jornal Fortuna

Poder: Jornal Fortuna Aqui você enriquece sua leitura Jornal Fortuna Volume 1, edição 1 Data do boletim informativo Nesta edição: Poder: Há vários tipos de poder, poder militar, poder da natureza, poder político, o poder da

Leia mais

A CONTRACULTURA NA MÚSICA DOS ANOS 60 - SCRIPT DO JOGRAL

A CONTRACULTURA NA MÚSICA DOS ANOS 60 - SCRIPT DO JOGRAL 1 DEPARTAMENTO DE LETRAS E ARTES LICENCIATURA EM LETRAS COM A LÍNGUA INGLESA LITERATURA BRASILEIRA JOÃO BOSCO DA SILVA (prof.bosco.uefs@gmail.com) A CONTRACULTURA NA MÚSICA DOS ANOS 60 - SCRIPT DO JOGRAL

Leia mais

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO.

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. Roteiro de Telenovela Brasileira Central de Produção CAPÍTULO 007 O BEM OU O MAL? Uma novela de MHS. PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. AGENOR ALBERTO FERNANDO GABRIELE JORGE MARIA CLARA MARIA CAMILLA MARÍLIA

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO

Roteiro para curta-metragem. Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO Roteiro para curta-metragem Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO SINOPSE Sérgio e Gusthavo se tornam inimigos depois de um mal entendido entre eles. Sérgio

Leia mais

Pronac Nº 1111032 Você em Cenna é um concurso cultural que irá eleger atores e atrizes amadores de todo o país, que enviarão vídeos de suas performances para votação popular e de júri especializado. Os

Leia mais

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak Entrevista com Ezequiel Quem é você? Meu nome é Ezequiel, sou natural do Rio de Janeiro, tenho 38 anos, fui

Leia mais

SE EU FOSSE VOCÊ 2. material de apoio FICHA TÉCNICA ELENCO

SE EU FOSSE VOCÊ 2. material de apoio FICHA TÉCNICA ELENCO material de apoio DIVULGAÇÃO SE EU FOSSE VOCÊ FICHA TÉCNICA ELENCO BRASIL, 009 GÊNERO: COMÉDIA DURAÇÃO: 00 MINUTOS CLASSIFICAÇÃO: 0 ANOS SITE OFICIAL: Glória Pires - Helena Tony Ramos - Cláudio Isabelle

Leia mais

CINEMA NOSSO. Ação educacional pela democratização e convergência do audiovisual

CINEMA NOSSO. Ação educacional pela democratização e convergência do audiovisual CINEMA NOSSO escola audiovisual Ação educacional pela democratização e convergência do audiovisual Nossa História Em Agosto de 2000, um grupo de duzentos jovens de áreas populares cariocas foi reunido

Leia mais

Qual o Sentido do Natal?

Qual o Sentido do Natal? Qual o Sentido do Natal? Por Sulamita Ricardo Personagens: José- Maria- Rei1- Rei2- Rei3- Pastor 1- Pastor 2- Pastor 3-1ª Cena Uma música de natal toca Os personagens entram. Primeiro entram José e Maria

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO DO ESTADO DE MINAS GERAIS Secretaria de Estado da Educação Superintendência Regional de Ensino de Carangola Diretoria Educacional

SERVIÇO PÚBLICO DO ESTADO DE MINAS GERAIS Secretaria de Estado da Educação Superintendência Regional de Ensino de Carangola Diretoria Educacional SERVIÇO PÚBLICO DO ESTADO DE MINAS GERAIS Secretaria de Estado da Educação Superintendência Regional de Ensino de Carangola Diretoria Educacional Sequencia Didática destinada aos Anos Finais do Ensino

Leia mais

Público escolhe o repertório do próximo show de Oswaldo Montenegro. No mesmo ano: cinema, música, televisão e teatro

Público escolhe o repertório do próximo show de Oswaldo Montenegro. No mesmo ano: cinema, música, televisão e teatro Público escolhe o repertório do próximo show de Oswaldo Montenegro No mesmo ano: cinema, música, televisão e teatro Consagrado pela crítica e pelo público Para comemorar o sucesso de tantos lançamentos

Leia mais

NURAP 2 NURAP 3. Colaboração: Aprendizes Raquel André Silva

NURAP 2 NURAP 3. Colaboração: Aprendizes Raquel André Silva EXPEDIENTE Ano 3 - Dezembro - Edição 29 NURAP em revista é uma publicação do NURAP ( Núcleo de Aprendizagem Profissional) Destinada aos seus parceiros e aprendizes. Colaboração: Aprendizes Raquel André

Leia mais

as coisas já estão aí GRINGO CARDIA [Cenógrafo e designer]

as coisas já estão aí GRINGO CARDIA [Cenógrafo e designer] as coisas já estão aí GRINGO CARDIA [Cenógrafo e designer] colagem, remix narrativa em banco de dados remix de referências de várias áreas novas tecnologias a maneira que eu trabalho Eu acredito, na verdade,

Leia mais

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Carnaval 2014 A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Nesta noite vamos fazer uma viagem! Vamos voltar a um tempo que nos fez e ainda nos faz feliz, porque afinal como

Leia mais

Quem mais torce, incentiva, acompanha e

Quem mais torce, incentiva, acompanha e Capa esporte de pai para filho Edgard Rondina, o filho Felipe e uma paixão em comum: velejar no Lago Paranoá Por Leane Ribeiro Quem mais torce, incentiva, acompanha e muitas vezes até sofre com a carreira

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM

Roteiro para curta-metragem. Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM Roteiro para curta-metragem Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM SINOPSE José é viciado em drogas tornando sua mãe infeliz. O vício torna José violento, até que

Leia mais

NADJA VLADI - Editora da revista Muito.

NADJA VLADI - Editora da revista Muito. NADJA VLADI - Editora da revista Muito. Jornalista, doutora em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela Faculdade de Comunicação da UFBA. Atualmente atua como editora-coordenadora da revista Muito do

Leia mais

Como conseguir um Marido Cristão Em doze lições

Como conseguir um Marido Cristão Em doze lições Como conseguir um Marido Cristão Em doze lições O. T. Brito Pág. 2 Dedicado a: Minha filha única Luciana, Meus três filhos Ricardo, Fernando, Gabriel e minha esposa Lúcia. Pág. 3 Índice 1 é o casamento

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

Uma narrativa, uma história e um imaginário. Fernanda Cielo* 1

Uma narrativa, uma história e um imaginário. Fernanda Cielo* 1 Uma narrativa, uma história e um imaginário. Fernanda Cielo* 1 Meu nome é Maria Bonita, sou mulher de Vírgulino Ferreira- vulgo Lampiãofaço parte do bando de cangaceiros liderados por meu companheiro.

Leia mais

ZEROGRAU. A tampa da Privada. Um me de Daniel Torrieri Baldi

ZEROGRAU. A tampa da Privada. Um me de Daniel Torrieri Baldi ZEROGRAU f i l m e s. c o m A tampa da Privada Um me de Daniel Torrieri Baldi ZEROGRAU f i l m e s. c o m A Tampa da Privada é uma comédia que aborda a crise de meia idade de Mara, que encontrou na tampa

Leia mais

diferente Um book as preparações para cerimônia, cabelo, maquiagem, acessórios, e

diferente Um book as preparações para cerimônia, cabelo, maquiagem, acessórios, e Um book diferente Aproveite o casamento para tirar fotos com características de arte: nas ruas, praças, avenidas, próximas ao mar e até mesmo em ruínas Ensaio nas ruínas da Lagoinha foto: Leonardo Gali

Leia mais

Quando toca o Coração

Quando toca o Coração Quando toca o Coração Apresentação Quando Toca o Coração é uma peça construída a partir de canções populares que envolvem temas como paixão, traição, desejo e saudade. O espetáculo conta com canções de

Leia mais

Para início de conversa 9. Família, a Cia. Ltda. 13. Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35. Cardápio de lembranças 53

Para início de conversa 9. Família, a Cia. Ltda. 13. Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35. Cardápio de lembranças 53 Rio de Janeiro Sumário Para início de conversa 9 Família, a Cia. Ltda. 13 Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35 Cardápio de lembranças 53 O que o homem não vê, a mulher sente 75 Relacionamentos: as Cias.

Leia mais

BOLA NA CESTA. Roteiro para curta-metragem de Marcele Linhares

BOLA NA CESTA. Roteiro para curta-metragem de Marcele Linhares BOLA NA CESTA Roteiro para curta-metragem de Marcele Linhares 25/04/2012 SINOPSE Essa é a história de Marlon Almeida. Um adolescente que tem um pai envolvido com a criminalidade. Sua salvação está no esporte.

Leia mais

ENTRE FRALDAS E CADERNOS

ENTRE FRALDAS E CADERNOS ENTRE FRALDAS E CADERNOS Entre Fraldas e Cadernos Proposta metodológica: Bem TV Educação e Comunicação Coordenação do projeto: Márcia Correa e Castro Consultoria Técnica: Cláudia Regina Ribeiro Assistente

Leia mais

Lista de Diálogo - Cine Camelô

Lista de Diálogo - Cine Camelô Lista de Diálogo - Cine Camelô Oi amor... tudo bem? Você falou que vinha. É, eu tô aqui esperando. Ah tá, mas você vai vir? Então tá bom vou esperar aqui. Tá bom? Que surpresa boa. Oh mano. Aguá! Bolha!

Leia mais

Prefácio... 9 Introdução... 11

Prefácio... 9 Introdução... 11 SUMÁRIO Prefácio... 9 Introdução... 11 1. Um caminho para a produção em vídeo de baixo orçamento: cinema de grupo... 15 Criando um curta-metragem em vídeo...17 2. O roteiro... 20 A ideia (imagem geradora)...20

Leia mais

Novos talentos do clipe e da música

Novos talentos do clipe e da música Novos talentos do clipe e da música O que é? Objetivo: Realização do Festival de Clipes e Bandas, que premiará e revelará talentos da área musical e de videoclipes. Além disso, é objetivo do projeto criar

Leia mais

5 ADOLESCÊNCIA. 5.1. Passagem da Infância Para a Adolescência

5 ADOLESCÊNCIA. 5.1. Passagem da Infância Para a Adolescência 43 5 ADOLESCÊNCIA O termo adolescência, tão utilizado pelas classes médias e altas, não costumam fazer parte do vocabulário das mulheres entrevistadas. Seu emprego ocorre mais entre aquelas que por trabalhar

Leia mais

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Escola Municipal de Ensino Fundamental David Canabarro Florianópolis, 3892 Mathias Velho/Canoas Fone: 34561876/emef.davidcanabarro@gmail.com DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Nome: Stefani do Prado Guimarães Ano

Leia mais

Prefeito de São Bernardo do Campo: Hoje tem um show no Cedesc, às 18 horas (incompreensível).

Prefeito de São Bernardo do Campo: Hoje tem um show no Cedesc, às 18 horas (incompreensível). , Luiz Inácio Lula da Silva, durante a inauguração da República Terapêutica e do Consultório de Rua para Dependentes Químicos e outras ações relacionadas ao Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack São

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Evolução Filmes e Processo Multiartes Grafo Audiovisual, Par ou Ímpar e Off Beat apresentam

Evolução Filmes e Processo Multiartes Grafo Audiovisual, Par ou Ímpar e Off Beat apresentam Evolução Filmes e Processo Multiartes Grafo Audiovisual, Par ou Ímpar e Off Beat apresentam direção_adriano Esturilho e Fábio Allon Longa-metragem digital de ficção contemplado pelo Prêmio Estadual de

Leia mais

Projeto: O cinema vai à escola Do enredo à trilha sonora: os desafios da linguagem cinematográfica

Projeto: O cinema vai à escola Do enredo à trilha sonora: os desafios da linguagem cinematográfica Projeto: O cinema vai à escola Do enredo à trilha sonora: os desafios da linguagem cinematográfica Profª Mariana Villaça SESC-SP, 23/5/2013 Elementos da linguagem cinematográfica: identificando o enredo

Leia mais

De volta para casa. Game Design Document. Versão: 2.0. Alessandra RA 1385789. Aline RA 1382286. Allan RA 1385006. Fabio RA 1385806.

De volta para casa. Game Design Document. Versão: 2.0. Alessandra RA 1385789. Aline RA 1382286. Allan RA 1385006. Fabio RA 1385806. De volta para casa Game Design Document Versão: 2.0 Professor Orientador: Esp. Marcelo Henrique dos Santos Autores: Alessandra RA 1385789 Aline RA 1382286 Allan RA 1385006 Fabio RA 1385806 Iris RA 1383599

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

não quero voltar sozinho nao quero voltar sozinho Lacuna Filmes apresenta dirigido por daniel ribeiro produzido por diana almeida

não quero voltar sozinho nao quero voltar sozinho Lacuna Filmes apresenta dirigido por daniel ribeiro produzido por diana almeida Lacuna Filmes apresenta eu não quero voltar sozinho eu nao quero dirigido por daniel ribeiro produzido por diana almeida voltar sozinho sobre o filme Drama leve que conta a história de três jovens. Leonardo

Leia mais

Testemunha 4. Sinopse. Apresentação. Rio de Janeiro, Brasil 2011 documentário 70 min HD cor

Testemunha 4. Sinopse. Apresentação. Rio de Janeiro, Brasil 2011 documentário 70 min HD cor Testemunha 4 Rio de Janeiro, Brasil 2011 documentário 70 min HD cor Sinopse Uma personagem, uma atriz e o passar das horas em um interrogatório do Holocausto. Apresentação O documentário acompanha a trajetória

Leia mais

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ Entrevista com DJ Meu nome é Raul Aguilera, minha profissão é disc-jóquei, ou DJ, como é mais conhecida. Quando comecei a tocar, em festinhas da escola e em casa, essas festas eram chamadas de "brincadeiras

Leia mais

Titulo - VENENO. Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas).

Titulo - VENENO. Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas). Titulo - VENENO Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas). Corta para dentro de um apartamento (O apartamento é bem mobiliado. Estofados

Leia mais

QUEM É ALICE CAYMMI? >> www.alicecaymmi.com.br

QUEM É ALICE CAYMMI? >> www.alicecaymmi.com.br QUEM É ALICE CAYMMI? A cantora e compositora carioca Alice Caymmi nasceu no dia 17 de março de 1990, na cidade do Rio de Janeiro. Neta de Dorival Caymmi, a musicista compõe desde os dez anos e começou

Leia mais

Colégio Nomelini Ensino Fundamental II LISTA Nº 04 9º ANO

Colégio Nomelini Ensino Fundamental II LISTA Nº 04 9º ANO Trazer a tarefa resolvida no dia: 22/03/2013 (Sexta-feira) Prof. Vanessa Matos Interpretação de textos LISTA Nº 04 9º ANO DESCRIÇÃO: A seleção de atividades é para a leitura e interpretação. Responda os

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Karen Mudarak Braga. 6º ano. Escola Municipal Francisco Paes de Carvalho Filho

Roteiro para curta-metragem. Karen Mudarak Braga. 6º ano. Escola Municipal Francisco Paes de Carvalho Filho Roteiro para curta-metragem Karen Mudarak Braga 6º ano Escola Municipal Francisco Paes de Carvalho Filho O GAROTO PERFEITO SINOPSE Bianca se apaixona pelo aluno novo, em seu primeiro dia de aula, sem saber

Leia mais

UM ENCANTO NAT NA A T L O Musical Um E spet culo H umano, T ocante e Di vert o

UM ENCANTO NAT NA A T L O Musical Um E spet culo H umano, T ocante e Di vert o APRESENTA UM ENCANTO DE NATAL O Musical Um Espetáculo Humano, Tocante e Divertidoid Histórico Em Março de 2006, após pesquisas e visitas ao The Christmas Spectacular Show, na Broadway, teve início a elaboração

Leia mais

DISCURSO DO EXCELENTÍSSIMO SENHOR VEREADOR SILVINHO REZENDE, DURANTE REUNIÃO SOLENE PARA ENTREGA DO DIPLOMA DE HONRA AO MÉRITO AO MÚSICO RONALDO COISA

DISCURSO DO EXCELENTÍSSIMO SENHOR VEREADOR SILVINHO REZENDE, DURANTE REUNIÃO SOLENE PARA ENTREGA DO DIPLOMA DE HONRA AO MÉRITO AO MÚSICO RONALDO COISA DISCURSO DO EXCELENTÍSSIMO SENHOR VEREADOR SILVINHO REZENDE, DURANTE REUNIÃO SOLENE PARA ENTREGA DO DIPLOMA DE HONRA AO MÉRITO AO MÚSICO RONALDO COISA NOSSA, REALIZADA EM 04 DE JULHO DE 2012. 1 Boa Noite,

Leia mais

coleção Conversas #10 - junho 2014 - Respostas que podem estar sendo feitas para algumas perguntas Garoto de Programa por um.

coleção Conversas #10 - junho 2014 - Respostas que podem estar sendo feitas para algumas perguntas Garoto de Programa por um. coleção Conversas #10 - junho 2014 - Eu sou Estou garoto num de programa. caminho errado? Respostas para algumas perguntas que podem estar sendo feitas Garoto de Programa por um. A Coleção CONVERSAS da

Leia mais

Inúmeras maneiras de expor, de forma crítica e responsável, o que vai pelas cabeças das pessoas quando o assunto são as drogas...

Inúmeras maneiras de expor, de forma crítica e responsável, o que vai pelas cabeças das pessoas quando o assunto são as drogas... CRIAÇÃO E PRODUÇÃO: O PROGRAMA Drogas, prevenir ou remediar? Livros, filmes, novelas, documentários, peças teatrais,... Difícil imaginar de que forma esta questão ainda não foi abordada, sob os mais diversos

Leia mais

LENDA DA COBRA GRANDE. Um roteiro de IVI SIBELI ROCHA DE BARROS DAIANE MONTEIRO POLIANA AGUIAR FERREIRA MARIA LUZIA RODRIGUES DA SILVA

LENDA DA COBRA GRANDE. Um roteiro de IVI SIBELI ROCHA DE BARROS DAIANE MONTEIRO POLIANA AGUIAR FERREIRA MARIA LUZIA RODRIGUES DA SILVA LENDA DA COBRA GRANDE Um roteiro de IVI SIBELI ROCHA DE BARROS DAIANE MONTEIRO POLIANA AGUIAR FERREIRA MARIA LUZIA RODRIGUES DA SILVA CRUZEIRO DO SUL, ACRE, 30 DE ABRIL DE 2012. OUTLINE Cena 1 Externa;

Leia mais

VídeoFilmes e Matizar apresentam. Dirigido por. Guilherme Coelho. Com roteiro de Márcia Watzl, Guilherme Coelho e Nathaniel Leclery

VídeoFilmes e Matizar apresentam. Dirigido por. Guilherme Coelho. Com roteiro de Márcia Watzl, Guilherme Coelho e Nathaniel Leclery VídeoFilmes e Matizar apresentam Dirigido por Guilherme Coelho Com roteiro de Márcia Watzl, Guilherme Coelho e Nathaniel Leclery FICHA TÉCNICA Direção: Guilherme Coelho Roteiro: Márcia Watzl, Guilherme

Leia mais

O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário

O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário epílogo O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário do rebuliço que batia em seu peito. Quase um ano havia se passado. O verão começava novamente hoje, ao pôr do sol, mas Line sabia que,

Leia mais

Autor (a): Januária Alves

Autor (a): Januária Alves Nome do livro: Crescer não é perigoso Editora: Gaivota Autor (a): Januária Alves Ilustrações: Nireuda Maria Joana COMEÇO DO LIVRO Sempre no fim da tarde ela ouvia no volume máximo uma musica, pois queria

Leia mais

Apoio. Patrocínio Institucional

Apoio. Patrocínio Institucional Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 83 Papo Reto com José Junior 12 de junho de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura

Leia mais

Crianças e adolescentes. Lucas 18:15.17

Crianças e adolescentes. Lucas 18:15.17 Crianças e adolescentes Lucas 18:15.17 Quem tem ensinado as nossas crianças? Nós ou Eles? Jogos eletrônicos Os jogos eletrônicos hoje em dia, cada vez mais próximo da realidade, que incitam a violência,

Leia mais

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES Introdução ao tema A importância da mitologia grega para a civilização ocidental é tão grande que, mesmo depois de séculos, ela continua presente no nosso imaginário. Muitas

Leia mais

Apresentação Reinaldo Arias

Apresentação Reinaldo Arias Apresentação Reinaldo Arias 2011 Projeto musical Música para envolver, encantar e integrar. Essa é a proposta do músico, produtor e compositor Reinaldo Arias. Artista atuante, gravou, produziu e compôs

Leia mais

Xixi na Cama. Cara Professora, Caro Professor,

Xixi na Cama. Cara Professora, Caro Professor, Xixi na Cama Cara Professora, Caro Professor, Estamos oferecendo a você e a seus alunos mais um livro da coleção Revoluções: Xixi na Cama, do autor mineiro Drummond Amorim. Junto com a obra, estamos também

Leia mais

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe?

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Trecho do romance Caleidoscópio Capítulo cinco. 05 de novembro de 2012. - Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Caçulinha olha para mim e precisa fazer muita força para isso,

Leia mais

Sumário. PARTE 1 A arte do cinema e a realização cinematográfica 1 CAPÍTULO O cinema como arte: Criatividade, tecnologia e negócios...

Sumário. PARTE 1 A arte do cinema e a realização cinematográfica 1 CAPÍTULO O cinema como arte: Criatividade, tecnologia e negócios... Sumário APRESENTAÇÃO DA EDIÇÃO BRASILEIRA... 13 PREFÁCIO... 19 PARTE 1 A arte do cinema e a realização cinematográfica 1 CAPÍTULO O cinema como arte: Criatividade, tecnologia e negócios... 29 Decisões

Leia mais

ZECA CAMARGO Jornalista e Apresentador Rede Globo de Televisão

ZECA CAMARGO Jornalista e Apresentador Rede Globo de Televisão ZECA CAMARGO Jornalista e Apresentador Rede Globo de Televisão Zeca Camargo foi o convidado da segunda edição do RBS Debates, dia 23 de Julho, em Florianópolis. O evento reuniu mais de mil estudantes e

Leia mais

JANEIRO DE 2013,SEXTA FEIRA DIA 11. escrito por: Antפnio Carlos Calixto. Filho. Personagens: Dana de. Oliveira uma moça. simples ingênua morena

JANEIRO DE 2013,SEXTA FEIRA DIA 11. escrito por: Antפnio Carlos Calixto. Filho. Personagens: Dana de. Oliveira uma moça. simples ingênua morena OSUTERBOS DE 2013,SEXTA FEIRA DIA 11. JANEIRO escrito por: Antפnio Carlos Calixto Filho Personagens: Dana de Oliveira uma moça simples ingênua morena olhos pretos como jabuticaba,1.70a,sarad a cabelos

Leia mais

Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências

Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências boletim Jovem de Futuro ed. 04-13 de dezembro de 2013 Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências O Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013 aconteceu de 26 a 28 de novembro.

Leia mais

Roteiro de Áudio. SOM: abertura (Vinheta de abertura do programa Hora do Debate )

Roteiro de Áudio. SOM: abertura (Vinheta de abertura do programa Hora do Debate ) 1 Roteiro de Áudio Episódio 1 A língua, a ciência e a produção de efeitos de verdade Programa Hora de Debate. Campanhas de prevenção contra DST: Linguagem em alerta SOM: abertura (Vinheta de abertura do

Leia mais

PRIMEIRA TEMPORADA: Meu Intelectual Favorito

PRIMEIRA TEMPORADA: Meu Intelectual Favorito PRIMEIRA TEMPORADA: Meu Intelectual Favorito Breve Resumo Cada programa trará uma personalidade midiática em um emocionante e revelador encontro com seu Favorito, um ídolo em algum campo de conhecimento,

Leia mais

Eles também são Star

Eles também são Star Sinopse O Documentário Meu nome é Edy Star narra a história de um artista brasileiro cercado de polêmica, glamour, e histórias inéditas do underground da música brasileira. Narrado pelo próprio Edy, o

Leia mais

O CHÃO DA PALAVRA: CINEMA E LITERATURA NO BRASIL: A CULTURA CINEMATOGRÁFICA E LITERÁRIA BRASILEIRAS SOB O OLHAR DE JOSÉ CARLOS AVELLAR

O CHÃO DA PALAVRA: CINEMA E LITERATURA NO BRASIL: A CULTURA CINEMATOGRÁFICA E LITERÁRIA BRASILEIRAS SOB O OLHAR DE JOSÉ CARLOS AVELLAR O CHÃO DA PALAVRA: CINEMA E LITERATURA NO BRASIL: A CULTURA CINEMATOGRÁFICA E LITERÁRIA BRASILEIRAS SOB O OLHAR DE JOSÉ CARLOS AVELLAR Matheus Oliveira Knychala Biasi* Universidade Federal de Uberlândia

Leia mais

Festival Rnab. Revelando Novos Atores Brasileiros

Festival Rnab. Revelando Novos Atores Brasileiros Festival Rnab Revelando Novos Atores Brasileiros Projeto Aprovado para Captação Segmento:Cultura Resumo do Projeto 1º Festival no segmento audiovisual que busca revelar novos atores para o cinema, este

Leia mais

A jornada do herói. A Jornada do Herói

A jornada do herói. A Jornada do Herói A Jornada do Herói Artigo de Albert Paul Dahoui Joseph Campbell lançou um livro chamado O herói de mil faces. A primeira publicação foi em 1949, sendo o resultado de um longo e minucioso trabalho que Campbell

Leia mais

Os pequenos nadas. Uma criação de Anton Coimbra e Nuno Pinto. Produçao de Último Comboio.

Os pequenos nadas. Uma criação de Anton Coimbra e Nuno Pinto. Produçao de Último Comboio. Os pequenos nadas Uma criação de Anton Coimbra e Nuno Pinto. Produçao de Último Comboio. "Teatro artesanal (...) Tudo em vista: a máquina de cinema minúscula, que eles resgataram do desmantelamento, os

Leia mais

Cao Guimarães: "Não conseguir ficar sozinho é a maior solidão i

Cao Guimarães: Não conseguir ficar sozinho é a maior solidão i Cao Guimarães: "Não conseguir ficar sozinho é a maior solidão i O cineasta mineiro Cao Guimarães, 41, terá seu filme mais recente "Andarilho" (2006) exibido pela primeira vez na Quinzena de Realizadores,

Leia mais

DIAS 94. de Claudio Simões (1990 / 94)

DIAS 94. de Claudio Simões (1990 / 94) DIAS 94 de Claudio Simões (1990 / 94) 2 PERSONAGENS São cinco personagens identificadas apenas por números. Não têm gênero definido, podendo ser feitas por atores ou atrizes. As frases em que falam de

Leia mais

6º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET e Pontão de Cultura Cultura Viva ao Alcance de Todos Patrocínio - PETROBRAS

6º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET e Pontão de Cultura Cultura Viva ao Alcance de Todos Patrocínio - PETROBRAS 1 6º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET e Pontão de Cultura Cultura Viva ao Alcance de Todos Patrocínio - PETROBRAS De 22 a 26 de novembro de 2011 Floriano - PI REGULAMENTO

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

Versão Oficial. Locutor - A Rádio Nacional apresenta ESTUDIO F, Momentos Musicais da Funarte. Apresentação de Paulo César Soares

Versão Oficial. Locutor - A Rádio Nacional apresenta ESTUDIO F, Momentos Musicais da Funarte. Apresentação de Paulo César Soares 1 Versão Oficial Sueli Costa EF98 E S T Ú D I O F - programa número 98 Á U D I O T E X T O Música-tema entra e fica em BG; Locutor - A Rádio Nacional apresenta ESTUDIO F, Momentos Musicais da Funarte Apresentação

Leia mais

um filme de MARCELO MACHADO GILBERTO GIL RITA LEE CAETANO VELOSO TOM ZÉ

um filme de MARCELO MACHADO GILBERTO GIL RITA LEE CAETANO VELOSO TOM ZÉ um filme de MARCELO MACHADO GILBERTO GIL RITA LEE CAETANO VELOSO TOM ZÉ Um filme de MARCELO MACHADO Festival Doclisboa - Seleccão Oficial Uma viagem de sons e imagens pela história de um dos mais icónicos

Leia mais

UM CAMINHO DE UMA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL

UM CAMINHO DE UMA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL UM CAMINHO DE UMA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL Existem infinitas maneiras de organizar, produzir e finalizar uma obra audiovisual. Cada pessoa ou produtora trabalha da sua maneira a partir de diversos fatores:

Leia mais

Benedicto Silva. Foto 1. Minha mãe e eu, fotografados pelo meu pai (setembro de 1956).

Benedicto Silva. Foto 1. Minha mãe e eu, fotografados pelo meu pai (setembro de 1956). 1. INTRODUÇÃO 1.1. MINHA RELAÇÃO COM A FOTOGRAFIA Meu pai tinha uma câmara fotográfica. Ele não era fotógrafo profissional, apenas gostava de fotografar a família e os amigos (vide Foto 1). Nunca estudou

Leia mais

ALEGRIA ALEGRIA:... TATY:...

ALEGRIA ALEGRIA:... TATY:... ALEGRIA PERSONAGENS: Duas amigas entre idades adolescentes. ALEGRIA:... TATY:... Peça infanto-juvenil, em um só ato com quatro personagens sendo as mesmas atrizes, mostrando a vida de duas meninas, no

Leia mais

Natura apresenta o Show de Lançamento do CD Lia Sophia

Natura apresenta o Show de Lançamento do CD Lia Sophia Natura apresenta o Show de Lançamento do CD Lia Sophia Lia Sophia mistura os ritmos locais com batidas internacionais, para criar uma música original e de alta qualidade. Ela não veio para ficar. Ela já

Leia mais

INVERNO Um roteiro de Mikael Santiago 25/05/2009

INVERNO Um roteiro de Mikael Santiago 25/05/2009 INVERNO Um roteiro de Mikael Santiago 25/05/2009 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS COPYRIGHT MIKAEL SANTIAGO mikael@mvirtual.com.br RUA ITUVERAVA, 651/305 JACAREPAGUÁ RIO DE JANEIRO - RJ (21)9879-4890 (21)3186-5801

Leia mais

7º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET e Pontão de Cultura Cultura Viva ao Alcance de Todos Patrocínio - PETROBRAS

7º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET e Pontão de Cultura Cultura Viva ao Alcance de Todos Patrocínio - PETROBRAS 1 7º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET e Pontão de Cultura Cultura Viva ao Alcance de Todos Patrocínio - PETROBRAS De 07 a 11 de novembro de 2012 Floriano - PI REGULAMENTO

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

É verdade que só começo um livro quando descubro uma pluma branca. Isso é um ritual que me impus apesar se só escrever uma vez cada dois anos.

É verdade que só começo um livro quando descubro uma pluma branca. Isso é um ritual que me impus apesar se só escrever uma vez cada dois anos. 1) Como está sendo a expectativa do escritor no lançamento do livro Ser como um rio que flui? Ele foi lançado em 2006 mas ainda não tinha sido publicado na língua portuguesa, a espera do livro pelos fãs

Leia mais