Sumário. Fogão a lenha MG/ Foto: Xará Acervo MTur

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sumário. Fogão a lenha MG/ Foto: Xará Acervo MTur"

Transcrição

1

2 Sumário 1.Porque investir em Minas Gerais Linhas de Financiamento para Empreendimentos Turísticos BDMG BANCO DO BRASIL CAIXA ECONÔMICA FEDERAL BNDES BANCO DO NORDESTE Contatos para solicitar Financiamento Fogão a lenha MG/ Foto: Xará Acervo MTur

3 1.Porque investir em Minas Gerais Minas Gerais vive um momento de extraordinárias transformações, não apenas no modelo de gestão implementado no Estado, que já demonstra resultados de eficiência e qualidade administrativa, mas também na realidade, na vida das comunidades. Minas avança em inúmeras áreas. E, nesses últimos anos, avançou também para o turismo demonstrando crescimento e amadurecimento do setor, que hoje trabalha articulado e ordenado na execução e direcionamento da política pública estadual do turismo. O turismo mineiro conquistou lugar de destaque nos cenários nacional e internacional. Os mais atrativos produtos turísticos do Estado estão sendo ofertados e comercializados pelas principais agências e operadores de turismo nacionais e também nos mercados internacionais prioritários, que são os mais representativos emissores de turistas para o Brasil. Os agentes de receptivos mineiros, que ofertam nossos produtos para o público final, estão capacitados e trabalhando com vistas ao fortalecimento ao mercado mineiro de turismo. A malha aérea regional de Minas Gerais está robusta e alcança todas as pontas desse Estado de dimensões continentais. Ampliamos as divisas mineiras com o mundo. Hoje, a capital do Estado Belo Horizonte - está interligada, diretamente, com Lisboa, na Europa, com Miami, nos Estados Unidos e com a Cidade do Panamá, na América Central e já sinaliza um crescimento duradouro dos números de desembarques internacionais no Aeroporto Internacional Tancredo Neves. Igreja São Francisco de Assis BH MG/ Foto: Marcelo Rosa Acervo Belotur 3

4 Temos atrativos históricos e culturais extraordinários. Temos natureza exuberante, fazendas centenárias e atrativos que atendem às mais variadas opções. E o turismo interno, em todo o mundo, é fonte de vitalidade para manter este setor econômico em pleno vapor. Hoje, em Minas Gerais, temos bem definida a nossa alta temporada de lazer, em meados do ano, que registra bons índices de ocupação na rede hoteleira e nos estabelecimentos de bares e restaurantes. Precisamos trabalhar unidos com a iniciativa privada, a fim de buscarmos o equilíbrio desta sazonalidade. Estátua do Juquinha Serra do Cipó MG/ Foto: Sérgio Mourão Acervo Setur-MG Também demos um salto de qualidade no segmento do Turismo de Negócios, através de ações para fortalecer a cadeia de prestação de serviços e propiciar o desenvolvimento econômico do Estado. Hoje, Belo Horizonte já se configura como a quinta cidade brasileira na recepção de grandes eventos internacionais. Também de maneira estruturada e planejada, estão em plena atividade os Conventions Bureaux do interior do Estado. Portanto, motivados por esta série de ações, preparamos esta cartilha com as linhas de financiamento para empreendimentos turísticos no Estado de Minas Gerais. 4

5 2. Linhas de Financiamento para Empreendimentos Turísticos 2.1 BDMG BDMG GERAMINAS Público Alvo: Empresas optantes pelo SIMPLES NACIONAL e com, no mínimo, 6 meses de faturamento contábil. Investimentos financiáveis: Capital de giro puro ou associado, máquinas e equipamentos* (inclusive despesas com montagem e seguros), obras civis, aquisição de imóvel com destinação comercial, veículos comerciais*, móveis e utensílios, informatização, treinamento, desenvolvimento de produtos e processos, etc. * Máquinas, equipamentos e veículos novos ou usados (com até cinco anos de fabricação). Prazo de Pagamento: Capital de giro: 24 meses, incluídos 3 meses de carência. Investimentos fixos ou mistos: 36 meses, incluídos 3 meses de carência. Para financiamentos acima de R$ 180 mil, o prazo é de 48 meses, incluídos 6 meses de carência. Aquisição de imóvel comercial/industrial: até 60 meses, incluídos até 12 meses de carência. Juros: 12% fixos ao ano. Garantias: Consulte o BDMG. Como solicitar o financiamento: Para solicitar o financiamento, basta acessar o site clicar no link "CRÉDITO VIA INTERNET", depois em "Geraminas até R$ 360 mil - BDMG NET GERAMINAS". Preencha no site todos os campos da proposta de financiamento e em seguida clique em "Pendências". Após solucionar as pendências da proposta, clique em "Conclusão" para enviar. Após o envio, encaminhe ao BDMG a lista de documentos e declarações assinadas solicitadas pelo sistema. O financiamento está sujeito à aprovação da análise de crédito pelo BDMG e à disponibilidade de recursos do produto. Produto sujeito a alterações, sem aviso prévio. BDMG GIRO FÁCIL Público Alvo: Empresas com, no mínimo, 2 anos de faturamento contábil. Investimentos financiáveis: Capital de giro. Prazo de Pagamento: Até 36 meses, incluídos até 6 meses de carência. Juros: SELIC + 6% ao ano. Garantias: Consulte o BDMG. 5

6 Como solicitar o financiamento: Para solicitar o financiamento, basta acessar o site clicar no link "CRÉDITO VIA INTERNET", depois em "Financiamentos até R$ 2 milhões - BDMG NET FINANCIAMENTOS". Preencha no site todos os campos da proposta de financiamento e em seguida clique em "Pendências". Após solucionar as pendências da proposta, clique em "Conclusão" para enviar. Após o envio, encaminhe ao BDMG a lista de documentos e declarações assinadas solicitadas pelo sistema. O financiamento está sujeito à aprovação da análise de crédito pelo BDMG e à disponibilidade de recursos do produto. Produto sujeito a alterações, sem aviso prévio. BDMG FIXO FÁCIL Público Alvo: Empresas com, no mínimo, 2 anos de faturamento contábil. Investimentos financiáveis: Máquinas e equipamentos novos ou usados, nacionais ou importados; obras civis; aquisição de imóvel destinado à atividade da empresa; veículos novos ou usados; desenvolvimento tecnológico; despesas com licenciamento ambiental; projetos de marketing, design; contratação de consultorias; tratores e implementos agrícolas; capital de giro associado; etc. Não são financiáveis aquisição de terrenos, taxas de franquias ou aquisição de empresas. Prazo de Pagamento: Até 60 meses, incluídos até 12 meses de carência. Juros: SELIC + 4% ao ano. Garantias: Consulte o BDMG. Como solicitar o financiamento: Para solicitar o financiamento, basta acessar o site clicar no link "CRÉDITO VIA INTERNET", depois em "Financiamentos até R$ 2 milhões - BDMG NET FINANCIAMENTOS". Preencha no site todos os campos da proposta de financiamento e em seguida clique em "Pendências". Após solucionar as pendências da proposta, clique em "Conclusão" para enviar. Após o envio, encaminhe ao BDMG a lista de documentos e declarações assinadas solicitadas pelo sistema. O financiamento está sujeito à aprovação da análise de crédito pelo BDMG e à disponibilidade de recursos do produto. Produto sujeito a alterações, sem aviso prévio. PRÓ-INOVAÇÃO FAPEMIG/BDMG Público Alvo: Empresas com projetos de inovação. Investimentos financiáveis: Obras civis, construção e reforma; máquinas e equipamentos novos ou usados, nacionais ou importados; móveis e utensílios; 6

7 Veículos utilitários ou caminhões novos; instalações e montagens; informatização (hardware e software); Desenvolvimento tecnológico; Pesquisa e Desenvolvimento (P&D); licenciamento ambiental; Investimentos intangíveis (consultoria, marketing, design, tecnologia, qualidade, certificações, promoção comercial, treinamento); Capital de giro associado, limitado a até 30% dos investimentos fixos. Prazo de Pagamento: Até 60 meses, incluídos até 12 meses de carência. Juros: 8% fixos ao ano. Garantias: Aval dos sócios em operações até R$ 1 milhão. Como solicitar o financiamento: A empresa deverá enviar para a FAPEMIG Proposta Técnica e Quadro de Usos de Fontes, para análise do enquadramento no produto. Os documentos necessários podem ser solicitados ao BDMG. Após encaminhamento à FAPEMIG, a empresa deverá enviar cópia dos documentos para o Os documentos deverão ser enviados para: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - FAPEMIG, Departamento de Propostas de Inovações, Rua Raul Pompéia, 101, 9º andar, Bairro São Pedro, CEP , Belo Horizonte/MG. Para solicitar o financiamento, basta acessar o site clicar no link "CRÉDITO VIA INTERNET", depois em "Financiamentos até R$ 2 milhões - BDMG NET FINANCIAMENTOS". Preencha no site todos os campos da proposta de financiamento e em seguida clique em "Pendências". Após solucionar as pendências da proposta, clique em "Conclusão" para enviar. Após o envio, encaminhe ao BDMG a lista de documentos e declarações assinadas solicitadas pelo sistema. O financiamento está sujeito à aprovação da análise de crédito pelo BDMG e à disponibilidade de recursos do produto. Produto sujeito a alterações, sem aviso prévio. FINAME PSI Público Alvo: Micro, pequenas e médias empresas. Com CNPJ. Investimentos financiáveis: Máquinas, equipamentos e veículos novos, nacionais e credenciados na FINAME (verifique no site do BNDES ou com o revendedor autorizado se o equipamento está cadastrado na FINAME). Prazo de Pagamento: O prazo varia de acordo com o tipo de item financiado. Os prazos normalmente são de 60 meses, incluídos até 12 meses de carência, podendo ser superiores em casos específicos. Juros: A taxa de juros varia conforme o item financiado. As taxas normalmente são de 6,5% fixos ao ano, variando de 5% fixos ao ano a até 10% fixos ao ano, de acordo com o tipo de bem financiado. 7

8 Garantias: Consulte o BDMG. No caso do FINAME PSI, o próprio bem será dado em garantia para o financiamento. O equipamento dado em garantia deverá ser segurado. O BDMG poderá exigir outras formas de garantias de acordo com o projeto da empresa. Como solicitar o financiamento: Para solicitar o financiamento, basta acessar o site clicar no link "CRÉDITO VIA INTERNET", depois em "Financiamentos até R$ 2 milhões - BDMG NET FINANCIAMENTOS". Preencha no site todos os campos da proposta de financiamento e em seguida clique em "Pendências". Após solucionar as pendências da proposta, clique em "Conclusão" para enviar. Após o envio, encaminhe ao BDMG a lista de documentos e declarações assinadas solicitadas pelo sistema. Empresas em implantação, além disso, deverão apresentar um plano de negócios ao BDMG para compor a análise do projeto de implantação. Os itens que deverão constar do plano de negócios podem ser solicitados ao BDMG. O financiamento está sujeito à aprovação da análise de crédito pelo BDMG e à disponibilidade de recursos do produto. Produto sujeito a alterações, sem aviso prévio. FINAME PSI COM GIRO ASSOCIADO E FGI Público Alvo: Micro, pequenas e médias empresas. Para empresas de grande porte, consulte o BDMG. As empresas já deverão estar constituídas e possuir CNPJ. Investimentos financiáveis: Máquinas, equipamentos e veículos novos, nacionais e credenciados na FINAME (verifique no site do BNDES ou com o revendedor autorizado se o equipamento está cadastrado na FINAME). Capital de giro associado, limitado a até 50% do valor dos equipamentos. Prazo de Pagamento: O prazo varia de acordo com o tipo de item financiado. Os prazos normalmente são de 60 meses, incluídos até 12 meses de carência, podendo ser superiores em casos específicos. Juros: A taxa de juros varia conforme o item financiado. As taxas normalmente são de 6,5% fixos ao ano, variando de 5% fixos ao ano a até 10% fixos ao ano, de acordo com o tipo de bem financiado. Garantias: Consulte o BDMG. No caso do FINAME PSI, o próprio bem será dado em garantia para o financiamento. O equipamento dado em garantia deverá ser segurado. A empresa também poderá utilizar o Fundo Garantidor para Investimentos FGI, em operações de financiamento até R$ 1 milhão. O FINAME PSI permite alavancar capital de giro utilizando o FGI como parte complementar da garantia. O capital de giro associado pode ser de até 50% do valor dos equipamentos, nas operações 8

9 com empresas que faturam até R$ 16 milhões/ano, e de até 30% para empresas que faturam até R$ 90 milhões/ano. Nas operações contratadas com a garantia do FGI, será cobrado um encargo pela sua concessão, de acordo com o percentual garantido, a finalidade e prazo do financiamento. O BDMG poderá exigir outras formas de garantias de acordo com o projeto da empresa. Como solicitar o financiamento: Para solicitar o financiamento, basta acessar o site clicar no link "CRÉDITO VIA INTERNET", depois em "Financiamentos até R$ 2 milhões - BDMG NET FINANCIAMENTOS". Preencha no site todos os campos da proposta de financiamento e em seguida clique em "Pendências". Após solucionar as pendências da proposta, clique em "Conclusão" para enviar. Após o envio, encaminhe ao BDMG a lista de documentos e declarações assinadas solicitadas pelo sistema. Empresas em implantação, além disso, deverão apresentar um plano de negócios ao BDMG para compor a análise do projeto de implantação. Os itens que deverão constar do plano de negócios podem ser solicitados ao BDMG. O financiamento está sujeito à aprovação da análise de crédito pelo BDMG e à disponibilidade de recursos do produto. Produto sujeito a alterações, sem aviso prévio. BNDES AUTOMÁTICO Público Alvo: Micro, pequenas e médias empresas. Para empresas de grande porte, consulte o BDMG. Para obter o financiamento, as empresas, mesmo em implantação, já deverão estar constituídas e possuir CNPJ. Investimentos financiáveis: Projetos contendo obras civis; montagem e instalações; máquinas, equipamentos e veículos novos, nacionais e credenciados na FINAME (verifique no site do BNDES ou com o revendedor autorizado se o equipamento está cadastrado na FINAME); máquinas e equipamentos usados, de fabricação nacional; móveis e utensílios; gastos com estudos e projetos de engenharia relacionados ao investimento; reforma de equipamentos e instalações de grande porte e capital de giro associado. Prazo de Pagamento: O prazo varia de acordo com o tipo de projeto e será definido na análise de crédito. Os prazos normalmente são de 60 meses, incluídos até 12 meses de carência, podendo ser superiores em casos específicos. Juros: TJLP + 4,9% ao ano. Garantias: Consulte o BDMG. Como parte complementar da garantia, a empresa poderá utilizar o Fundo Garantidor para Investimentos FGI, em operações de financiamento até R$ 1 milhão. 9

10 Nas operações contratadas com a garantia do FGI, será cobrado um encargo pela sua concessão, de acordo com o percentual garantido, a finalidade e prazo do financiamento. Como solicitar o financiamento: Para solicitar o financiamento, basta acessar o site clicar no link "CRÉDITO VIA INTERNET", depois em "Financiamentos até R$ 2 milhões - BDMG NET FINANCIAMENTOS". Preencha no site todos os campos da proposta de financiamento e em seguida clique em "Pendências". Após solucionar as pendências da proposta, clique em "Conclusão" para enviar. Após o envio, encaminhe ao BDMG a lista de documentos e declarações assinadas solicitadas pelo sistema. Empresas em implantação, além disso, deverão apresentar um plano de negócios ao BDMG para compor a análise do projeto de implantação. Os itens que deverão constar do plano de negócios podem ser solicitados ao BDMG. O financiamento está sujeito à aprovação da análise de crédito pelo BDMG e à disponibilidade de recursos do produto. Produto sujeito a alterações, sem aviso prévio FASTUR Público Alvo: Empresas de micro, pequeno e médio porte localizadas nos municípios integrantes dos circuitos turísticos (Decreto /03) e empresas com empreendimentos relevantes para o turismo rural do Estado, desde que certificados pela SETUR. Obs.: Nos casos de empreendimentos relevantes para o turismo rural do Estado, assim certificados pela SETUR, poderão ser beneficiárias empresas de qualquer porte e situadas em qualquer município de Minas Gerais. Investimentos financiáveis: Todos aqueles que compõem o projeto. Prazo de Pagamento: Capital de giro: até 36 meses, incluídos até 6 meses de carência. Investimentos fixos ou mistos: até 84 meses, incluídos até 36 meses de carência. Juros: 12% fixos ao ano. Garantias: Consulte o BDMG. Como solicitar o financiamento: Para solicitar o financiamento, basta acessar o site clicar no link "CRÉDITO VIA INTERNET", depois em "Financiamentos até R$ 2 milhões - BDMG NET FINANCIAMENTOS". Preencha no site todos os campos da proposta de financiamento e em seguida clique em "Pendências". Após solucionar as pendências da proposta, clique em "Conclusão" para enviar. Após o envio, encaminhe ao BDMG a lista de documentos e declarações assinadas solicitadas pelo sistema. O financiamento está sujeito à aprovação da análise de crédito pelo BDMG e à disponibilidade de recursos do produto. Produto sujeito a alterações, sem aviso prévio. 10

11 BDMG COMPETITIVO Público Alvo: Micro, pequenas e médias empresas e cooperativas instaladas ou em processo de instalação em Minas Gerais, para financiamentos a investimentos e despesas relacionados a: modernização e melhoria de produtividade; desenvolvimento e capacitação tecnológica; capacitação de recursos humanos; desenvolvimento mercadológico; adequação e melhoria de processos e produtos às normas ambientais e sanitárias, aos requisitos de metrologia e de certificações de ISO; e redução de custos operacionais e de comercialização. Investimentos financiáveis: Investimentos em atividades relacionadas ao aumento de competitividade, incluindo investimentos fixos e capital de giro dirigido à competitividade; desenvolvimento de produtos e processos; implantação e contratação de consultorias especializadas em gestão empresarial, ambiental, da qualidade e do conhecimento, inclusive para obtenção de certificações de qualidade; capacitação e treinamento; implantação de programas visando a eficiência energética; modernização e automação de instalações, máquinas e equipamentos existentes; informatização; máquinas, equipamentos e ferramentas, nacionais ou importados, novos ou usados; obras civis e reformas; adequação a especificações de produtos e embalagens com vistas à inserção em novos mercados; despesas com registros de marcas, certificações e patentes; despesas para execução do projeto; investimentos requeridos em Termo de Ajustamento de Conduta. Prazo de Pagamento: Prazo total do financiamento: até 48 meses, incluídos até 6 meses de carência. Para capital de giro exclusivo (confirmar disponibilidade), o prazo máximo é de 24 meses com até 3 de carência. Juros: IPCA + 6% ao ano, com redução para IPCA + 4% ao ano por prêmio de adimplência. Para capital de giro exclusivo, não há prêmio de adimplência. Garantias: Consulte o BDMG. Como solicitar o financiamento: Para solicitar o financiamento, basta acessar o site clicar no link "CRÉDITO VIA INTERNET", depois em "Financiamentos até R$ 2 milhões - BDMG NET FINANCIAMENTOS". Preencha no site todos os campos da proposta de financiamento e em seguida clique em "Pendências". Após solucionar as pendências da proposta, clique em "Conclusão" para enviar. Após o envio, encaminhe ao BDMG a lista de documentos e declarações assinadas solicitadas pelo sistema. O financiamento está sujeito à aprovação da análise de crédito pelo BDMG e à disponibilidade de recursos do produto. Produto sujeito a alterações, sem aviso prévio. 11

12 2.2 BANCO DO BRASIL Santana dos Alves MG/Foto: Gabriel Salgado BB GIRO RÁPIDO Público Alvo: Micro e pequenas empresas com faturamento bruto anual de até R$ 5 milhões. Os limites de crédito são de R$ 1 mil a R$ 120 mil. Esta linha de crédito tem como objetivo oferecer empréstimo de capital de giro nas modalidades de crédito fixo e rotativo, simplificado e automatizado que pode ser utilizado de uma só vez ou em parcelas, conforme as necessidades da empresa. Prazo de Pagamento: O prazo para efetuar o pagamento é de até 24 meses, renovado a cada utilização do crédito ou reutilização dos valores já pagos. É necessária a apresentação de garantias pessoais para a contratação. As principais vantagens para as empresas são: A liberação de crédito pode ser realizada pelo próprio cliente via Internet/Gerenciador Financeiro. A utilização do crédito pode ser realizada de uma só vez ou em parcelas conforme a necessidade do cliente. O valor das parcelas já pagas pode ser reutilizado. O crédito disponível se renova automaticamente. Otimização dos limites do cartão: as compras e saques com cartão poderão ser realizadas até o valor do crédito fixo do BB Giro Rápido. Carência para pagamento de juros: para compras, até 35 dias. Carência para pagamento da 1ª parcela: as compras com cartão, quando financiadas, podem ter até 94 dias para pagamento. 12

13 BB GIRO DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO Público Alvo: Empresas que precisem suprir suas necessidades de capital de giro para pagamento do décimo salário de seus empregados, acrescido dos encargos sociais. O BB Giro Décimo Terceiro Salário é direcionado para as empresas (pessoas jurídicas e empresários individuais) dos ramos industrial, comercial e de prestação de serviços. Prazo para Pagamento: O prazo para pagamento é em até 13 parcelas mensais. Os principais benefícios para a empresa são: Cumprir com as obrigações trabalhistas, sem comprometer o fluxo de caixa. Acesso ao crédito com taxas atrativas. Possibilidade de contratação a partir de agosto com incremento de recursos e antecedência para planejar o desembolso. Destinar seus recursos próprios para incrementar os negócios de final de ano. Alíquota zero de IOF sobre os recursos do PASEP. BB GIRO EMPRESA FLEX Público Alvo: Empresas com faturamento anual superior a R$ mil. Esta linha tem como objetivo disponibilizar soluções de crédito para capital de giro e financiamento para aquisição de bens e serviços (pagamento a fornecedor) adaptada ao fluxo de caixa das empresas. Prazo de Pagamento: O prazo para o pagamento é de até 24 meses (BB Giro Flex Estruturado até 36 meses), com reposição de capital definida em conformidade com a necessidade da empresa: mensal, bimestral, trimestral, quadrimestral ou semestral. A cada utilização/reutilização o saldo devedor será repactuado de acordo com o cronograma definido originalmente. Garantias: Como garantia, o mutuário poderá ofertar garantias reais, pessoais ou vincular FGO- Fundo Garantidor de Operações. Para a empresa, as principais vantagens em adquirir esse financiamento são: Escolha da data-base para pagamento dos encargos e de compras à vista, com possibilidade de conseguir melhores condições de preços. Fortalecimento das relações comerciais com seus fornecedores. Flexibilidade em adequar as condições do empréstimo e prazo para pagamento, observando o fluxo de caixa e capacidade de pagamento. Obtenção de recursos de forma simples e rápida. O valor das parcelas já pagas pode ser reutilizado. 13

14 No caso de financiamento para aquisição de bens e serviços, o Banco efetua o pagamento diretamente ao fornecedor, sem trânsito dos recursos pela conta corrente do cliente financiado. BB CAPITAL DE GIRO MIX PASEP Público Alvo: Empresas com o faturamento anual de até R$ 50 milhões. A linha BB Capital de Giro Mix Pasep tem como objetivo disponibilizar soluções de crédito para capital de giro e financiamento para aquisição de bens e serviços, pagar impostos ou aproveitar oportunidades de negócios. Prazo para Pagamento: O prazo para pagamento é de até 24 meses. Garantias: As garantias poderão ser reais, pessoais ou vincular FGO-Fundo Garantidor de Operações. Há a economia de 90% IOF, tendo em vista a incidência de alíquota zero sobre a parcela dos recursos do Pasep. ANTECIPAÇÃO DE CRÉDITO AO LOJISTA Público Alvo: Empresas com conta no BB. Esta linha financia capital de giro mediante antecipação do valor líquido das vendas transacionadas por meio da credenciadora CIELO. Prazo para Pagamento: O prazo de pagamento é de 2 a 365 dias e o limite é até 100% do valor da agenda de recebimento das vendas com cartão VISA. DESCONTO DE CHEQUE Público Alvo: Pessoa física, jurídica ou empresário individual. O desconto de cheque é um tipo de linha de financiamento que antecipa o valor recebido, por pessoa física, jurídica ou empresário individual, por meio de cheque pré-datado. A obtenção de recursos é de forma rápida e simplificada, com crédito imediato em conta corrente. Prazo para Pagamento: O prazo para pagamento é de 2 a 180 dias. DESCONTO DE DUPLICATAS Abertura de teto para realização de operações de adiantamento em conta-corrente sobre o valor de títulos (duplicata mercantil, duplicata de serviços e letra de câmbio), apresentados por meio físico (duplicata em papel) ou eletrônico (duplicata escritural) ou registrados em cobrança no Banco. A obtenção de recursos é de forma rápida e simplificada, com crédito imediato em conta corrente. 14

15 RECEBÍVEIS CARTÃO REALIZAR Público Alvo: Estabelecimentos afiliados à CIELO, com domicílio bancário no Banco do Brasil, com faturamento bruto anual superior a R$ 500 mil, em atividade há mais de 12 meses e com série histórica de faturamento junto à CIELO por igual período. Trata-se de adiantamento das vendas transacionadas por meio da credenciadora CIELO, referente a créditos não performados (futuros), tendo como base a série histórica de vendas dos últimos 12 meses. Prazo para Pagamento: Pagamento em 24 parcelas mensais. A primeira parcela pode ser agendada para pagamento em até 90 dias a depender da data-base escolhida e do dia da liberação do crédito. CONTA GARANTIDA Destina-se a suprir eventuais necessidades financeiras do cliente de modo a permitir um melhor gerenciamento do fluxo de caixa, bem como para lastrear as faturas de Visa Vale com pagamento a prazo. Neste último caso deverá ser contratada uma operação específica para a finalidade, sem detrimento da manutenção de outras operações da mesma modalidade. Prazo para Pagamento: Prazo de 30 a 90 dias permitido renovações automáticas. Vantagens para o cliente: a) utilização dos recursos de forma simples e rápida; b) possibilidade de reutilização dos valores amortizados; c) escolha entre o último dia útil do mês ou um dia entre 1 e 28 de cada mês para o pagamento dos encargos; d) reposição dos valores utilizados de acordo com suas disponibilidades, dentro do prazo de vigência do contrato. BB GIRO RECEBÍVEIS Público Alvo: Empresas dos segmentos Comércio, Indústria ou Serviços, com carteira cobrança ou custódia de cheques pré-datados no Banco. Teto operacional de crédito rotativo com garantia de Cheques Custodiados ou Duplicatas, para financiamento das necessidades de capital de giro com base na carteira de recebíveis do cliente. Limite mínimo para contratação R$ 10 mil. Obrigatória a vinculação de duplicatas registradas ou cheques custodiados, por meio de cessão fiduciária de direitos creditórios como garantia. 15

16 Prazo para Pagamento: Prazo de 12 meses (360 dias) com possibilidade de renovações automáticas por igual período. PROGER URBANO EMPRESARIAL Público Alvo: Microempresas e empresas de pequeno porte com faturamento bruto anual de até R$ 5 milhões, sendo que é financiado até 80% do valor do projeto de investimento, até R$ 400 mil. O PROGER Urbano Empresarial é um tipo de financiamento com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador - FAT, para projetos de investimento que busquem a geração e manutenção de emprego e renda. Prazo para Pagamento: O prazo para o pagamento é de até 72 meses, incluído período de carência de até 12 meses. A forma de pagamento é feita em parcelas mensais e sucessivas, sendo que no período de carência a empresa paga apenas os juros. Juros: Os encargos financeiros que incidem sobre essa linha são TJLP + 2,50% ao ano. Garantias: As garantias são reais ou fidejussórias, que podem ser complementadas por Fundos de Aval (FAMPE), que garantem até 80% do valor financiado. Os principais itens financiados são os investimentos indispensáveis ao empreendimento, tais como: Capital de Giro Associado. Obras de reformas/adaptação em edificações/comerciais/industriais existentes. Móveis e utensílios. Veículos automotores (com limitações). Máquinas e equipamentos novos e usados. Computadores e periféricos, copiadoras, etc., novos. Taxa de franquia. Luvas ou o direito de uso do ponto comercial em lojas localizadas em Shopping Centers. Despesas com elaboração de projetos. Itens que contribuam para o uso racional de energia, no âmbito do financiamento para eficiência energética. PROGER TURISMO INVESTIMENTO Público Alvo: Microempresas e empresas de pequeno porte com faturamento bruto anual de até R$ 5 milhões. Ele financia até 90% do valor do projeto de investimento, limitado a R$ 400 mil. O PROGER Turismo Investimento é uma linha de crédito com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador - FAT, para projetos de investimento que visem à geração e manutenção de emprego e renda, nos segmentos turísticos definidos pelo Ministério do Trabalho e Emprego e do Turismo. 16

17 Prazo para Pagamento: O prazo para pagamento é de até 120 meses, incluído período de carência de até 30 meses. A forma de pagamento é feita em parcelas mensais e sucessivas, sendo que no período de carência você paga apenas os juros. Juros: Os encargos incidentes são a TJLP + 2,50% ao ano. Os bens financiados podem ser dados em garantia, além do aval dos sócios e fundo de aval. Garantias: As garantias são reais ou fidejussórias, que podem ser complementadas por Fundos de Aval (FAMPE), que garantem até 80% do valor financiado. No que diz respeito aos principais itens financiados, destacam-se: Bens e serviços. Obras de reformas/adaptações em edificações comerciais existentes. Máquinas e equipamentos novos ou usados. Veículos de fabricação nacional (com limitações). BB CREDIÁRIO Público Alvo: Estabelecimentos comerciais afiliados à rede CIELO. O limite para o financiamento é de até R$ 10 mil, em até 60 vezes, com carência de até 59 dias. O estabelecimento afiliado recebe o valor da compra à vista. As empresas do segmento de turismo, inclusive companhias aéreas e revendedores de eletrodomésticos podem vender seus produtos com carência de até 180 dias mediante formalização de convênio. Trata-se de um produto que permite aos consumidores que possuem o cartão OUROCARD com bandeira VISA, o financiamento de compras. Os principais itens financiados são: bens novos (exceto veículos), serviços, impostos, taxas e despesas cartorárias. CARTÃO BNDES Investimentos Financiáveis: O Cartão BNDES financia todos os itens cadastrados no portal como máquinas, equipamentos, veículos, equipamentos de informática, insumos de alguns setores, serviços, dentre outros. Atualmente, conta com mais de 153 mil produtos cadastrados e cerca de 30 mil fornecedores. Juros: Possui taxa de juros atrativa disponível no portal da internet e tem isenção da cobrança de IOF. Prazo para Pagamento: O prazo de pagamento é entre 3 e 48 meses (com parcelas mensais e sucessivas com débito no dia 16, limite financiado de até R$ 1 milhão podendo financiar até 100% do investimento. 17

18 FINAME PSI O Finame Empresarial PSI é destinado ao financiamento da aquisição e produção de máquinas e equipamentos novos, inclusive caminhões e ônibus, fabricados no país, credenciados no BNDES. Prazo para Pagamento: O prazo máximo é de até 144 meses com carência mínima de 3 meses e o percentual de financiamento pode chegar até 100%. 2.3 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL Artesanato Tiradentes MG/ Foto: Xará Acervo MTur GIRO CAIXA RECURSOS PIS COM GARANTIA DE FGO Público Alvo: Empresas clientes da CAIXA, atuando nos segmentos de comércio, inclusive exportação, indústria ou prestação de serviços, com faturamento anual de até R$ 7 milhões. Em caráter excepcional, a operação pode ser destinada às Empresas de Médio e Grande Porte com faturamento anual superior a R$ 7 milhões limitado a R$ 15 milhões. Fonte de Financiamento: recursos do fundo PIS, utilizando garantia complementar do FGO - Fundo de Garantia de Operações. Juros: Juros remuneratórios de 0,83333% ao mês + TR. Prazo para Pagamento: De 03 a 12 meses. Limite de Financiamento: De R$3.000,00 a R$10.000,00. Garantias: Cédula de Crédito Bancário, emitida pelo tomador em favor da CAIXA, avalizada pelos sócio-dirigentes da empresa, observando que a soma do patrimônio do tomador, co-devedores e ou garantidores seja suficiente para cobertura do capital mais os juros da operação. 18

19 Garantia complementar do FGO, de acordo com as condições estipuladas pelo Fundo. GIRO CAIXA FÁCIL Público Alvo: Pessoas Jurídicas com faturamento de até R$ 7 milhões, clientes CAIXA, detentoras de CHEQUE EMPRESA CAIXA contratado. Linha de Crédito sem destinação específica, disponibilizada na forma de Limite de Crédito préaprovado, para utilização parcial ou total, conforme necessidade de capital de giro do cliente. Juros: Consultar o Banco Prazo para Pagamento: 18 meses Limite de Financiamento: De R$1.000,00 a R$60.000,00 Garantias: Assinatura do Contrato pelos principais sócio-dirigentes da empresa como Co- Devedores, observando que a soma do patrimônio do tomador, co-devedores e ou garantidores seja suficiente para cobertura do capital mais os juros da operação. Para empresas com experiência positiva de crédito com a CAIXA não é obrigatória a comprovação de existência de bens, desde que o valor do Limite contratado seja igual ou inferior a R$ 20 mil. CRÉDITO ESPECIAL EMPRESA CAIXA Público Alvo: Pessoas Jurídicas clientes CAIXA. É um empréstimo sem destinação específica em que o cliente pode optar entre quatro modalidades de operação: Antecipação a fornecedores. Empréstimo com amortização única. Empréstimo com taxa pré-fixada. Empréstimo com taxa pós-fixada. Possibilidade de flexibilização de taxas de juros de acordo com a operação realizada. Juros: Consultar o Banco Prazo para Pagamento: 36 meses Limite de Financiamento: Mínimo de R$3.000,00. Garantias: Assinatura do Contrato pelos principais sócio-dirigentes da empresa como Co- Devedores; Garantia Real dentre das quais destacamos: FATURA DE CARTÃO DE CRÉDITO MASTERCARD OU VISA CAUCÃO DE DEPÓSITOS/APLICAÇÕES FINANCEIRAS ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA DE BEM IMÓVEL 19

20 ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA DE VEÍCULO CAUÇÃO DE CHEQUES PRÉ-DATADOS CAUÇÃO DE DUPLICATAS FIANÇA BANCÁRIA CAUÇÃO DE RECEBÍVEIS CAUÇÃO DE FATURAS A SEREM PAGAS PELA CAIXA CHEQUE EMPRESA CAIXA Público Alvo: Pessoas Jurídicas clientes CAIXA. Opção de crédito rotativo destinado a suprir necessidades eventuais de crédito decorrentes do descasamento entre fluxo de pagamentos e recebimentos de empresas clientes CAIXA. Disponibilidade de faixas de taxas de juros diferenciadas conforme o perfil da empresa. Alta liquidez para a disponibilidade de recursos. Juros cobrados somente pelos valores utilizados em dias úteis do período de verificação. Juros: Consultar o Banco Prazo para Pagamento: Não se aplica. Limite de Financiamento: Mínimo de R$800,00. Garantias: Formalização de CCB assinada pelos avalistas. Também assinam a CCB o(s) cônjuge(s) do(s) avalista(s), na condição de anuente(s) do aval. São avalistas os principais sócios e dirigentes da empresa ou, ainda, terceiros, se necessário. CONTA GARANTIDA CAIXA Público Alvo: Pessoas Jurídicas clientes CAIXA. É um empréstimo sob a forma de limite de crédito rotativo, vinculado a uma conta corrente separada da conta corrente de livre movimentação, destinado a suprir necessidades momentâneas de fluxo de caixa. A agregação de garantias é premissa básica do produto, permitindo a negociação da taxa de juros de acordo com o lastro oferecido para a operação. Juros: Consultar o Banco Prazo para Pagamento: 12 meses Limite de Financiamento: Mínimo de R$ 200 mil. 20

Recebíveis. Antecipação de Crédito Lojista ACL. BB Giro Cartões. BB Giro Recebíveis. Desconto de Cheques. Desconto de Títulos

Recebíveis. Antecipação de Crédito Lojista ACL. BB Giro Cartões. BB Giro Recebíveis. Desconto de Cheques. Desconto de Títulos Atualizada em 29/04/2015 Capital de Giro BB Capital de Giro Mix Pasep Recebíveis Antecipação de Crédito Lojista ACL Financiamento de Investimentos BB Crédito Empresa BB Giro Empresa Flex BB Giro Cartões

Leia mais

Secretário de Estado de Turismo e Esportes Tiago Lacerda. Secretário Adjunto Rogério Aoki Romero. Chefe de Gabinete Mario Queiroz Guimarães Neto

Secretário de Estado de Turismo e Esportes Tiago Lacerda. Secretário Adjunto Rogério Aoki Romero. Chefe de Gabinete Mario Queiroz Guimarães Neto Secretário de Estado de Turismo e Esportes Tiago Lacerda Secretário Adjunto Rogério Aoki Romero Chefe de Gabinete Mario Queiroz Guimarães Neto Subsecretária de Turismo Silvana Nascimento Superintendente

Leia mais

PROGRAMA DE FINANCIAMENTO PARA O TURISMO

PROGRAMA DE FINANCIAMENTO PARA O TURISMO PROGRAMA DE FINANCIAMENTO PARA O TURISMO LINHAS DE CRÉDITO PARA MICRO, PEQUENA E MÉDIA EMPRESAS Novembro 2008 FUNGETUR Fundo Geral de Turismo Fomentar e prover recursos para o financiamento de atividades

Leia mais

Produtos e Serviços. Convênio. Banco do Brasil e AmBev

Produtos e Serviços. Convênio. Banco do Brasil e AmBev Produtos e Serviços Convênio Banco do Brasil e AmBev Setembro/20 Senhores Franqueados, O convênio firmado com o Banco do Brasil visa propiciar às Franquias Brahma AmBev, acesso à linhas de crédito (capital

Leia mais

O Apoio do BB à Copa do Mundo de 2014. Diretoria de Micro e Pequenas Empresas

O Apoio do BB à Copa do Mundo de 2014. Diretoria de Micro e Pequenas Empresas O Apoio do BB à Copa do Mundo de 2014 Diretoria de Micro e Pequenas Empresas Novembro de 2011 O Apoio do BB à Copa do Mundo de 2014 Posicionamento junto ao Mercado MPE MPE O Apoio do BB à Copa do Mundo

Leia mais

Produtos e Serviços Revendedores e Transportadores LIQUIGÁS. Convênio. Banco do Brasil e Liquigás

Produtos e Serviços Revendedores e Transportadores LIQUIGÁS. Convênio. Banco do Brasil e Liquigás Produtos e Serviços Revendedores e Transportadores LIQUIGÁS Convênio Banco do Brasil e Liquigás 2 Senhores Revendedores e Transportadores, O convênio firmado com o Banco do Brasil propiciar aos Revendedores

Leia mais

Financiamento externo. As opções de financiamento são variáveis.

Financiamento externo. As opções de financiamento são variáveis. Financiamento externo As opções de financiamento são variáveis. O suporte que a administração do MAXIPAS pode vir a fornecer aos franqueados consiste na elaboração do projeto de financiamento para aquisição

Leia mais

Soluçõ. ções BB. para a Economia dos Municípios

Soluçõ. ções BB. para a Economia dos Municípios Soluçõ ções BB para a Economia dos Municípios Presença Nacional Presença Nacional Presença Exclusiva 4.388 Municípios * 874 Municípios * *Municípios com agências BB - dados de janeiro/2009 - Fonte: Bacen

Leia mais

XIII Seminário Internacional de Países Latinos Europa-América. Políticas de Facilitação de Créditos para o Desenvolvimento das PME

XIII Seminário Internacional de Países Latinos Europa-América. Políticas de Facilitação de Créditos para o Desenvolvimento das PME XIII Seminário Internacional de Países Latinos Europa-América Políticas de Facilitação de Créditos para o Desenvolvimento das PME Fortaleza, 30 de outubro de 2006 1 Sumário 1 - Mercado MPE 2 - Acesso ao

Leia mais

APRESENTAÇÃO BDMG. I Encontro COMTUR. Sete Lagoas - 25/02/2010

APRESENTAÇÃO BDMG. I Encontro COMTUR. Sete Lagoas - 25/02/2010 APRESENTAÇÃO BDMG I Encontro COMTUR Sete Lagoas - 25/02/2010 SOLUÇÕES DE FINANCIAMENTO PARA EMPREENDIMENTOS QUE INTEGRAM O SETOR DE TURISMO: GERAMINAS OBJETIVO Conceder financiamentos a microempresas e

Leia mais

BNDES - AUTOMÁTICO. Vitória - 22 de abril de 2010

BNDES - AUTOMÁTICO. Vitória - 22 de abril de 2010 BNDES - AUTOMÁTICO n Grupo: Aline Pereira Fracalossi Andrea Abreu Carlos Adriano Elika Capucho Janete Pontes Victor Henrique Vitória - 22 de abril de 2010 BNDES Automático n Finalidade Financiar projetos

Leia mais

Produtos e Serviços. Convênio. Banco do Brasil S.A. e FENACAT

Produtos e Serviços. Convênio. Banco do Brasil S.A. e FENACAT Produtos e Serviços Convênio Banco do Brasil S.A. e FENACAT 2 Prezadas Associadas, As informações aqui tratadas orientam sobre como obter os benefícios e utilizar os produtos e serviços descritos nesta

Leia mais

Linhas de financiamento BB para o Turismo. Superintendência Estadual do Banco do Brasil MT Agosto/2009

Linhas de financiamento BB para o Turismo. Superintendência Estadual do Banco do Brasil MT Agosto/2009 Linhas de financiamento BB para o Turismo Superintendência Estadual do Banco do Brasil MT Agosto/2009 Atualizada em 03/08/2009 Crédito / Financiamentos de Investimentos / Proger Turismo Investimento Características

Leia mais

Linhas de Crédito. Capital de Giro

Linhas de Crédito. Capital de Giro Linhas de Crédito Capital de Giro Apresentação FIESP Jul/2015 Operações mais utilizadas NOME CONTA GARANTIDA CAIXA CH.EMPRESA CAIXA CREDITO ESPECIAL EMPRESA - PRE/PRICE - GARANTIA FGO GIROCAIXA RECURSOS

Leia mais

ASSESSORIA AO CRÉDITO E INOVAÇÃO Incentivando o Desenvolvimento Mineiro. Departamento de Economia Posto de Informações do BNDES Posto Avançado do BDMG

ASSESSORIA AO CRÉDITO E INOVAÇÃO Incentivando o Desenvolvimento Mineiro. Departamento de Economia Posto de Informações do BNDES Posto Avançado do BDMG ASSESSORIA AO CRÉDITO E INOVAÇÃO Incentivando o Desenvolvimento Mineiro Departamento de Economia Posto de Informações do BNDES Posto Avançado do BDMG www.bndes.gov.br LINHAS DE CRÉDITO BNDES Automático

Leia mais

Apoio do BNDES a Provedores Regionais de Internet. Curitiba / PR 17 de março de 2014

Apoio do BNDES a Provedores Regionais de Internet. Curitiba / PR 17 de março de 2014 Apoio do BNDES a Provedores Regionais de Internet Curitiba / PR 17 de março de 2014 Agenda Informações Institucionais Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas Projetos de Investimento Aquisição de Máquinas

Leia mais

NASCER BEM 2/59. Foto: Stock.Schng

NASCER BEM 2/59. Foto: Stock.Schng 2/59 Foto: Stock.Schng NASCER BEM OBJETIVOS: Fase 1: Fornecer informações e orientações para empreendedores que pretendem iniciar um negócio, sobretudo na elaboração do Plano de Negócio. 3/59 Foto: Stock.Schng

Leia mais

BNDES Turismo. BNDES Turismo. Foz do Iguaçu 18 de Junho 2011

BNDES Turismo. BNDES Turismo. Foz do Iguaçu 18 de Junho 2011 BNDES Turismo BNDES Turismo Foz do Iguaçu 18 de Junho 2011 Agenda Informações Institucionais Apoio ao Turismo Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Empresas - Projetos de Investimento; - Aquisição

Leia mais

LINHAS ATIVAS FINAME BK FINAME ÔNIBUS E CAMINHÕES FINAME EVENTOS FINAME AGRÍCOLA BNDES INOVAGRO

LINHAS ATIVAS FINAME BK FINAME ÔNIBUS E CAMINHÕES FINAME EVENTOS FINAME AGRÍCOLA BNDES INOVAGRO FINANCIAMENTOS 2014 LINHAS ATIVAS FINAME BK PSI (taxa fixa) FINAME ÔNIBUS E CAMINHÕES FINAME EVENTOS FINAME AGRÍCOLA BNDES INOVAGRO PADRÃO (taxa pós fixada-tjlp) FINAME BK FINAME ÔNIBUS E CAMINHÕES FINAME

Leia mais

Apoio às MPMEs. Sorocaba/SP. 30 de novembro de 2011

Apoio às MPMEs. Sorocaba/SP. 30 de novembro de 2011 Apoio às MPMEs Sorocaba/SP 30 de novembro de 2011 Missão Banco do DESENVOLVIMENTO Competitividade e sustentabilidade Redução das desigualdades sociais e regionais Áreas de atuação Inovação Infra-estrutura

Leia mais

Linhas de Financiamento do BNDES voltadas à inovação São Paulo Cidade da Inovação FIESP SP 21 de outubro de 2013

Linhas de Financiamento do BNDES voltadas à inovação São Paulo Cidade da Inovação FIESP SP 21 de outubro de 2013 Linhas de Financiamento do BNDES voltadas à inovação São Paulo Cidade da Inovação FIESP SP 21 de outubro de 2013 Classificação de Porte utilizada Porte da Empresa Receita Operacional Bruta Anual M P M

Leia mais

Apoio do BNDES às Empresas de Comércio e Serviços. São Paulo - SP 24.jun.2015

Apoio do BNDES às Empresas de Comércio e Serviços. São Paulo - SP 24.jun.2015 Apoio do BNDES às Empresas de Comércio e Serviços São Paulo - SP 24.jun.2015 Quem somos Fundado em 20 de Junho de 1952 Empresa pública de propriedade integral da União Principal fonte de crédito de longo

Leia mais

FORUM DO IMPACTO DA CRISE NA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA

FORUM DO IMPACTO DA CRISE NA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA FORUM DO IMPACTO DA CRISE NA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA LINHAS DE FINANCIAMENTO E ACESSO AO CRÉDITO PARA MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SÃO PAULO 13 / 4 / 09 ACESSO AO CRÉDITO PARA AS MICROS E

Leia mais

CAFÉ COM CRÉDITO. Santo André - SP. 06 de outubro de 2009

CAFÉ COM CRÉDITO. Santo André - SP. 06 de outubro de 2009 CAFÉ COM CRÉDITO Santo André - SP 06 de outubro de 2009 Missão Banco do DESENVOLVIMENTO Competitividade e sustentabilidade Redução das desigualdades sociais e regionais Áreas de atuação Inovação Bens de

Leia mais

Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Transportadoras de Carga. São Paulo - SP 16.abr.2015

Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Transportadoras de Carga. São Paulo - SP 16.abr.2015 Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Transportadoras de Carga São Paulo - SP 16.abr.2015 Quem somos Fundado em 20 de Junho de 1952 Empresa pública de propriedade integral da União Principal fonte

Leia mais

GUIA PRÁTICO PARA A MICROEMPRESA E EMPRESA DE PEQUENO PORTE ACESSAR CRÉDITO BANCÁRIO

GUIA PRÁTICO PARA A MICROEMPRESA E EMPRESA DE PEQUENO PORTE ACESSAR CRÉDITO BANCÁRIO GUIA PRÁTICO PARA A MICROEMPRESA E EMPRESA DE PEQUENO PORTE ACESSAR CRÉDITO BANCÁRIO Governador do Estado da Bahia Jaques Wagner Secretário da Indústria, Comércio e Mineração James Correia Superintendente

Leia mais

Reunião de Trabalho da cadeia produtiva de Defesa e Segurança do Grande ABC. São Bernardo do Campo - SP 18 de abril de 2013

Reunião de Trabalho da cadeia produtiva de Defesa e Segurança do Grande ABC. São Bernardo do Campo - SP 18 de abril de 2013 Reunião de Trabalho da cadeia produtiva de Defesa e Segurança do Grande ABC São Bernardo do Campo - SP 18 de abril de 2013 Agenda 1. Informações Institucionais 2. Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas

Leia mais

AULA 08. Produtos e Serviços Financeiros II

AULA 08. Produtos e Serviços Financeiros II AULA 08 Produtos e Serviços Financeiros II Operações Ativas As operações ativas são aquelas em que o banco, além dos investimentos destinados à formação do seu ativo permanente e disponibilidades, atua

Leia mais

Apoio do BNDES à Provedores Regionais de Internet. Marabá / PA 15 de abril de 2014

Apoio do BNDES à Provedores Regionais de Internet. Marabá / PA 15 de abril de 2014 Apoio do BNDES à Provedores Regionais de Internet Marabá / PA 15 de abril de 2014 Como apoiamos? Operações Diretas Contratadas diretamente com o BNDES Empresário Como apoiamos? Operações Indiretas Instituições

Leia mais

Teotonio Vilela Filho Governador. José Thomaz Nonô Vice-Governador

Teotonio Vilela Filho Governador. José Thomaz Nonô Vice-Governador 11111 Teotonio Vilela Filho Governador José Thomaz Nonô Vice-Governador Luiz Otavio Gomes Secretário de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico Keylle André Lima Secretário Adjunto do Desenvolvimento

Leia mais

Instituição Financeira do Governo do Estado de São Paulo, regulada pelo Banco Central, com inicio de atividades em Março/2009.

Instituição Financeira do Governo do Estado de São Paulo, regulada pelo Banco Central, com inicio de atividades em Março/2009. Presidência 1 Instituição Financeira do Governo do Estado de São Paulo, regulada pelo Banco Central, com inicio de atividades em Março/2009. Instrumento institucional de apoio à execução de políticas de

Leia mais

Linhas de Financiamento para a Construção Civil

Linhas de Financiamento para a Construção Civil Linhas de Financiamento para a Construção Civil Câmara Brasileira da Indústria de Construção 16 de dezembro de 2009 Quem somos Fundado em 20 de junho de 1952; Empresa pública de propriedade integral da

Leia mais

Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Empresas

Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Empresas Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Empresas Campinas - SP 17.mar.2015 Como apoiamos? Operações Diretas Contratadas diretamente com o BNDES Como apoiamos? Operações Indiretas N o de operações 2014*

Leia mais

ENCONTRO NACIONAL DE CAMPISMO

ENCONTRO NACIONAL DE CAMPISMO ENCONTRO NACIONAL DE CAMPISMO MTUR/DEAOT/CGQT Campinas, 20 de março de 2010 ENCONTRO NACIONAL DE CAMPISMO POLÍTICAS DE INCENTIVO AO TURISMO NORMATIZAÇÃO DE CAMPINGS COPA DO MUNDO E OLIMPÍADAS REGISTRO

Leia mais

Ação do BNB no Crédito para Energias Renováveis. Natal, 03 de Outubro de 2015

Ação do BNB no Crédito para Energias Renováveis. Natal, 03 de Outubro de 2015 Ação do BNB no Crédito para Energias Renováveis Natal, 03 de Outubro de 2015 Área Básica de Atuação Missão Atuar na promoção do desenvolvimento regional sustentável como banco público competitivo e rentável.

Leia mais

Percentual de financiamento. TJLP + Taxa de juros

Percentual de financiamento. TJLP + Taxa de juros FINAME FINANCIAMENTOS Percentual de financiamento O percentual máximo de financiamento é 90%, a depender do porte da empresa Utilizando recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social

Leia mais

11º Encontro Técnico de Alto Nível: Compostagem

11º Encontro Técnico de Alto Nível: Compostagem 11º Encontro Técnico de Alto Nível: Compostagem São Paulo / SP 02 de outubro de 2015 Mercado Brasileiro de Fertilizantes Situação atual do mercado nacional de fertilizantes minerais: altamente dependente

Leia mais

Palestra MPME. 30 de junho de 2011

Palestra MPME. 30 de junho de 2011 Palestra MPME 30 de junho de 2011 Como apoiamos? Operações Diretas Contratadas diretamente com o BNDES Operações Indiretas Instituições financeiras credenciadas pelo BNDES Empresário Informação e Relacionamento

Leia mais

O BDMG tem como visão ser o banco indispensável ao desenvolvimento de Minas Gerais, impulsionando assim o crescimento socioeconômico sustentável do

O BDMG tem como visão ser o banco indispensável ao desenvolvimento de Minas Gerais, impulsionando assim o crescimento socioeconômico sustentável do 1 O BDMG tem como visão ser o banco indispensável ao desenvolvimento de Minas Gerais, impulsionando assim o crescimento socioeconômico sustentável do Estado. 2 Sumário 1) LIMITE DE CRÉDITO... 3 2) BDMG

Leia mais

O BNDES Mais Perto de Você. julho de 2009

O BNDES Mais Perto de Você. julho de 2009 O BNDES Mais Perto de Você julho de 2009 Quem somos Fundado em 20 de junho de 1952; Empresa pública de propriedade integral da União Federal; Principal fonte de crédito de longo prazo; Subsidiárias BNDESPar

Leia mais

CONDIÇÕES BÁSICAS DE FINANCIAMENTO DE LONGO PRAZO

CONDIÇÕES BÁSICAS DE FINANCIAMENTO DE LONGO PRAZO CONDIÇÕES BÁSICAS DE FINANCIAMENTO DE LONGO PRAZO 1. ORIGEM DOS RECURSOS: BANCO FINANCIADOR: Banco do Nordeste do Brasil S/A LINHA DE CRÉDITO: Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste FNE PROGRAMA:

Leia mais

Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Empresas. Sorocaba, 05 de novembro de 2014

Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Empresas. Sorocaba, 05 de novembro de 2014 Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Empresas Sorocaba, 05 de novembro de 2014 Como apoiamos? Operações Diretas Contratadas diretamente com o BNDES Empresário Como apoiamos? Operações Indiretas Instituições

Leia mais

A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado

A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado QUEM SOMOS A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo. Atua como banco de desenvolvimento apoiando financeiramente às iniciativas que estimulam o crescimento da economia

Leia mais

A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado

A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado QUEM SOMOS A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo. Atua como banco de desenvolvimento apoiando financeiramente às iniciativas que estimulam o crescimento da economia

Leia mais

BNDES Prosoft. Programa BNDES para o Desenvolvimento da Indústria Nacional de Software e Serviços de Tecnologia da Informação

BNDES Prosoft. Programa BNDES para o Desenvolvimento da Indústria Nacional de Software e Serviços de Tecnologia da Informação BNDES Prosoft Programa BNDES para o Desenvolvimento da Indústria Nacional de Software e Serviços de Tecnologia da Informação Objetivo - Contribuir para o desenvolvimento da indústria nacional de software

Leia mais

Soluções de Crédito. Cadeia Produtiva do Café CADA VEZ BOMPRATODOS

Soluções de Crédito. Cadeia Produtiva do Café CADA VEZ BOMPRATODOS Cadeia Produtiva do Café CADA + VEZ BOMPRATODOS Capital de Giro Recebíveis BB Giro Empresa Flex Agro Crédito Agroindustrial Desconto de Cheques/Títulos BB Giro Recebíveis Duplicatas/Cheques/Cartões BB

Leia mais

Financiamento ao Desenvolviment o Valmir Martins Sobrinho Banco do Brasil

Financiamento ao Desenvolviment o Valmir Martins Sobrinho Banco do Brasil Financiamento ao Desenvolviment o Valmir Martins Sobrinho Banco do Brasil Brasília, DF/2011 O acesso ao Crédito Qual o papel do crédito? O Crédito Sustentável O crédito, visto como remédio na realização

Leia mais

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social Novembro 2009 DEPARTAMENTO REGIONAL NORDESTE - DENOR O que apoiamos Projetos de investimento em indústria, comércio e serviços aumento da capacidade

Leia mais

O BNDES Mais Perto de Você

O BNDES Mais Perto de Você O BNDES Mais Perto de Você Rio de Janeiro - RJ 11 de março de 2010 Quem somos Fundado em 20 de junho de 1952 Empresa pública de propriedade integral da União Federal Principal fonte de crédito de longo

Leia mais

FGO e FGI. Fundos garantidores de risco de crédito Como as micro, pequenas e médias empresas podem se beneficiar. 2ª Edição

FGO e FGI. Fundos garantidores de risco de crédito Como as micro, pequenas e médias empresas podem se beneficiar. 2ª Edição FGO e FGI Fundos garantidores de risco de crédito Como as micro, pequenas e médias empresas podem se beneficiar 2ª Edição Brasília 2010 Sumário Apresentação 5 5 1 O que é o fundo garantidor de risco de

Leia mais

BRDE INOVA. Joaçaba, 12 de maio de 2014. Apresentador: Paulo César Antoniollo

BRDE INOVA. Joaçaba, 12 de maio de 2014. Apresentador: Paulo César Antoniollo BRDE INOVA Joaçaba, 12 de maio de 2014 Apresentador: Paulo César Antoniollo Contextualização Primeiro Agente Financeiro do País credenciado junto ao BNDES Primeiro Agente Financeiro do País credenciado

Leia mais

Feira Internacional da Amazônia Manaus - AM

Feira Internacional da Amazônia Manaus - AM O BNDES Mais Perto de Você Feira Internacional da Amazônia Manaus - AM 25 de novembro de 2009 Como apoiamos Operações Diretas Contratadas t diretamente t com o BNDES Operações Indiretas Instituições i

Leia mais

Apresentação Institucional Departamento de Bens de Capital - BNDES. ABIMAQ fevereiro de 2014

Apresentação Institucional Departamento de Bens de Capital - BNDES. ABIMAQ fevereiro de 2014 Apresentação Institucional Departamento de Bens de Capital - BNDES ABIMAQ fevereiro de 2014 Principais Linhas para o setor de BK FINAME: produção e comercialização de máquinas, equipamentos, bens de informática

Leia mais

O BNDES mais perto de você. abril de 2009

O BNDES mais perto de você. abril de 2009 O BNDES mais perto de você abril de 2009 Quem somos Fundado em 20 de junho de 1952; Empresa pública de propriedade integral da União Federal; Principal fonte de crédito de longo prazo; Apoio ao mercado

Leia mais

Ass.: Programa BNDES de Financiamento a Caminhoneiros - BNDES PROCAMINHONEIRO

Ass.: Programa BNDES de Financiamento a Caminhoneiros - BNDES PROCAMINHONEIRO CIRCULAR Nº 80/2009 Rio de Janeiro, 24 de julho de 2009 Ref.: FINAME e FINAME LEASING Ass.: Programa BNDES de Financiamento a Caminhoneiros - BNDES PROCAMINHONEIRO O Superintendente da Área de Operações

Leia mais

BRASÍLIA, 2013 CAPITAL DE GIRO COMO AS MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS PODEM SE BENEFICIAR

BRASÍLIA, 2013 CAPITAL DE GIRO COMO AS MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS PODEM SE BENEFICIAR BRASÍLIA, 2013 CAPITAL DE GIRO COMO AS MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS PODEM SE BENEFICIAR CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA CNI Robson Braga de Andrade Presidente Diretoria de Comunicação Carlos Alberto

Leia mais

O que pode ser financiado?

O que pode ser financiado? BNDES Automático Projetos de Investimento BNDES Automático Obras civis, montagem e instalações Móveis e Utensílios Estudos e projetos de engenharia associados ao investimento Pesquisa, Desenvolvimento

Leia mais

Aryelle de Brito Sousa Diana Romanha Roberto César Nascimento Avelino Pereira Victor Bragatto Luchi Waleska Fromholz Madi

Aryelle de Brito Sousa Diana Romanha Roberto César Nascimento Avelino Pereira Victor Bragatto Luchi Waleska Fromholz Madi Aryelle de Brito Sousa Diana Romanha Roberto César Nascimento Avelino Pereira Victor Bragatto Luchi Waleska Fromholz Madi Prof. :Dalton Dutra Objetivo Estimular a participação de graduados em cursos de

Leia mais

O BNDES Mais Perto de Você. Santos - SP 22 de maio de 2014

O BNDES Mais Perto de Você. Santos - SP 22 de maio de 2014 O BNDES Mais Perto de Você Santos - SP 22 de maio de 2014 Agenda Informações Institucionais Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas Projetos de Investimento Aquisição de Máquinas e Equipamentos Capital

Leia mais

Viabilizando o Crédito

Viabilizando o Crédito Palestra: Viabilizando o Crédito Educação Empreendedora Consultoria Gestão Inovação Resultados 0800 570 0800 / www.sebrae-rs.com.br O que é CRÉDITO? Credare: Confiar, acreditar. Percepção externa baseada

Leia mais

Apresentação Institucional Departamento de Bens de Capital - BNDES ABIMAQ 2014

Apresentação Institucional Departamento de Bens de Capital - BNDES ABIMAQ 2014 Apresentação Institucional Departamento de Bens de Capital - BNDES ABIMAQ 2014 Prioridades BNDES Infraestrutura logística e energética Infraestrutura urbana de saneamento e mobilidade. Modernização da

Leia mais

PALESTRA: LINHAS DE CRÉDITOS.

PALESTRA: LINHAS DE CRÉDITOS. PALESTRA: LINHAS DE CRÉDITOS. Facilitador: Wolney Luis do Nascimento Sousa. Responsável pelo Evento: 1 LINHAS DE CRÉDITO Motivos Vantagens Desvantagens Aplicação 2 LINHAS DE CRÉDITO Função dos Bancos Para

Leia mais

O BDMG tem como visão ser o banco indispensável ao desenvolvimento de Minas Gerais, impulsionando assim o crescimento socioeconômico sustentável do

O BDMG tem como visão ser o banco indispensável ao desenvolvimento de Minas Gerais, impulsionando assim o crescimento socioeconômico sustentável do 1 O BDMG tem como visão ser o banco indispensável ao desenvolvimento de Minas Gerais, impulsionando assim o crescimento socioeconômico sustentável do Estado. 2 Sumário 1. Limite de Crédito pág. 03 2. BDMG

Leia mais

Ref.: FINAME, FINAME LEASING, FINAME AGRÍCOLA e BNDES AUTOMÁTICO. Ass.: Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI

Ref.: FINAME, FINAME LEASING, FINAME AGRÍCOLA e BNDES AUTOMÁTICO. Ass.: Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI CIRCULAR Nº 79/2009 Rio de Janeiro, 24 de julho de 2009. Ref.: FINAME, FINAME LEASING, FINAME AGRÍCOLA e BNDES AUTOMÁTICO Ass.: Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI O Superintendente

Leia mais

Financiamento de Projetos para a Inovação

Financiamento de Projetos para a Inovação GESTÃO Financiamento de Projetos para a Inovação Objetivos da Aula Conhecer sobre o financiamento de projetos de pesquisa aplicada; Conhecer a dinâmica do processo de elaboração de projetos de pesquisa

Leia mais

QUEM SOMOS. Fundada em março de 2009 com capital integralizado de R$ 1 bilhão

QUEM SOMOS. Fundada em março de 2009 com capital integralizado de R$ 1 bilhão QUEM SOMOS A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo que promove o crescimento sustentável das pequenas e médias empresas e municípios paulistas. Nosso objetivo é colaborar

Leia mais

Ação do BNB no Crédito para Energias Renováveis. Fortaleza(CE), 10 a 12/06/2015

Ação do BNB no Crédito para Energias Renováveis. Fortaleza(CE), 10 a 12/06/2015 Ação do BNB no Crédito para Energias Renováveis Fortaleza(CE), 10 a 12/06/2015 Tópicos 1. Sobre o Banco do Nordeste 2. Histórico do crédito para energias renováveis 3. Financiamento para a mini e microgeração

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE Empréstimos disponíveis para Pessoa Jurídica no Banco do Brasil Por: Carmen Lucia Martinez Ferreira Orientador Profª Ana Claudia

Leia mais

CARTILHA INFORMATIVA DE PRODUTOS E SERVIÇOS BANCÁRIOS PARA MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE

CARTILHA INFORMATIVA DE PRODUTOS E SERVIÇOS BANCÁRIOS PARA MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR SECRETARIA DE COMÉRCIO E SERVIÇOS FÓRUM PERMANENTE DAS MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE CARTILHA INFORMATIVA DE PRODUTOS E SERVIÇOS

Leia mais

Performance institucional

Performance institucional Performance institucional 212 Pontos de Atendimentos 3.005 empregados Pontos de Vendas Pioneiros: 10 Participação na Rede de Agências na Região Norte: 14,23%. Municípios Atendidos na Região Norte: 95%

Leia mais

Produtos e Serviços. Convênio. Banco do Brasil S.A. e ABIMAQ

Produtos e Serviços. Convênio. Banco do Brasil S.A. e ABIMAQ Produtos e Serviços Convênio Banco do Brasil S.A. e ABIMAQ 2 Prezadas Associadas, As informações aqui tratadas foram disponibilizadas pelo Banco do Brasil e orientam sua empresa como obter os benefícios

Leia mais

Desejamos uma boa leitura!

Desejamos uma boa leitura! A Cartilha do Programa CAIXA APL tem como objetivo principal dar informações básicas sobre Educação Financeira para que você, empresário, possa compreender melhor alguns conceitos que facilitam o seu dia

Leia mais

Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste

Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste O que é FCO? O Fundo de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) é um fundo de crédito criado pela Constituição Federal de 1988 com o objetivo de promover

Leia mais

CAPTAÇÃO DE RECURSOS PARA. Márlon Alberto Bentlin Santa Cruz do Sul RS 04 de agosto de 2014

CAPTAÇÃO DE RECURSOS PARA. Márlon Alberto Bentlin Santa Cruz do Sul RS 04 de agosto de 2014 CAPTAÇÃO DE RECURSOS PARA INVESTIMENTOS EMPRESARIAIS Márlon Alberto Bentlin Santa Cruz do Sul RS 04 de agosto de 2014 Márlon Alberto Be INVESTIMENTO NA ATIVIDADE EMPRESARIAL? Márlon Alberto Be INVESTIMENTO

Leia mais

Crédito para o Desenvolvimento

Crédito para o Desenvolvimento Crédito para o Desenvolvimento O BADESUL Agência de Fomento, controlada pelo Governo Estadual, integra o Sistema de Desenvolvimento do Estado coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento e Promoção do

Leia mais

Agradecimentos especiais: Abidias José de Sousa Junior Presidente do Banco da Amazônia S.A.

Agradecimentos especiais: Abidias José de Sousa Junior Presidente do Banco da Amazônia S.A. Agradecimentos especiais: Miguel Jorge Ministro de Estado do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Abidias José de Sousa Junior Presidente do Banco da Amazônia S.A. Antônio Francisco de Lima Neto

Leia mais

O QUE FAZEMOS? Mais do que financiar empresas ajudamos a transformar grandes ideias em negócios ainda mais rentáveis, oferecendo crédito sustentável.

O QUE FAZEMOS? Mais do que financiar empresas ajudamos a transformar grandes ideias em negócios ainda mais rentáveis, oferecendo crédito sustentável. INOVAR PARA CRESCER O QUE FAZEMOS? Mais do que financiar empresas ajudamos a transformar grandes ideias em negócios ainda mais rentáveis, oferecendo crédito sustentável. Além disso, damos todo suporte

Leia mais

I SEMINÁRIO ESTADUAL DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS - AM

I SEMINÁRIO ESTADUAL DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS - AM I SEMINÁRIO ESTADUAL DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS - AM Grupo de Trabalho Permanente / GTP-APL Rede de Distribuição 3.407 Agências 6.015 Agências 36 Milhões de Clientes Agências Bradesco Expresso Banco

Leia mais

APRESENTAÇÃO ABRIL 2011

APRESENTAÇÃO ABRIL 2011 APRESENTAÇÃO ABRIL 2011 QUEM SOMOS NOSSA CAIXA DESENVOLVIMENTO AGÊNCIA DE FOMENTO DO ESTADO DE SÃO PAULO ÉUMA INSTITUIÇÃO FINANCEIRA CONTROLADA PELO ESTADO DE SÃO PAULO E ATUA COMO BANCO DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

CIRCULAR Nº 033/2003. Programa "Crédito Empresarial Nossa Caixa"

CIRCULAR Nº 033/2003. Programa Crédito Empresarial Nossa Caixa São Paulo, 06 de Outubro de 2003. DE: ASSESSORIA JURÍDICA PARA: ASSOCIADOS CIRCULAR Nº 033/2003 Programa "Crédito Empresarial Nossa Caixa" Encaminhamos à V.Sa., novo Anexo I do Protocolo de Intenções,

Leia mais

Arranjo Produtivo Local

Arranjo Produtivo Local Arranjo Produtivo Local GN CAPTAÇÃO MICRO E PEQUENA EMPRESA SN Micro e Pequena Empresa Atuação em APL da CAIXA tem o objetivo de promover: Principais setores apoiados Aeroespacial Biotecnologia Couro e

Leia mais

Formas de apoio do BNDES

Formas de apoio do BNDES Formas de apoio do BNDES ABIMAQ São Paulo/SP 16 de junho de 2011 BNDES FGI Fundo Garantidor para Investimentos Contexto BNDES FGI - Fundo Garantidor para Investimentos Micro, Pequena e Média Empresa Solicitação

Leia mais

CRÉDITO FOMENTO CRESCIMENTO

CRÉDITO FOMENTO CRESCIMENTO INTRODUÇÃO OBJETIVO PRINCIPAL. Oferecer microcrédito para população de baixa renda, atendendo pessoas que não tem perspectivas e nenhum crédito nas instituições financeiras tradicionais. Acreditamos que,

Leia mais

FCO, FNE e FNO Fundos Constitucionais de Financiamento

FCO, FNE e FNO Fundos Constitucionais de Financiamento FCO, FNE e FNO Fundos Constitucionais de Financiamento Como as micro, pequenas e médias empresas podem se beneficiar Brasília 2011 2011. CNI Confederação Nacional da Indústria. Qualquer parte desta obra

Leia mais

ORIENTAÇÃO SOBRE SERVIÇOS FINANCEIROS

ORIENTAÇÃO SOBRE SERVIÇOS FINANCEIROS ORIENTAÇÃO SOBRE SERVIÇOS FINANCEIROS INTRODUÇÃO Muito importantes para a economia brasileira, as Micro e Pequenas Empresas respondem por 99,1% dos empreendimentos formais no país, empregam mais de 50%

Leia mais

12 portos marítimos (+8 terminais privados de uso misto) 409.473 km de rodovias. 18 aeroportos (9 internacionais)

12 portos marítimos (+8 terminais privados de uso misto) 409.473 km de rodovias. 18 aeroportos (9 internacionais) Fórum Nacional Eólico Carta dos Ventos Financiamento de Projetos José Maria Vilar Superintendente do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) Natal, 19.06.2009 Nordeste do Brasil: Infraestrutura 12 portos marítimos

Leia mais

Ref.: FINAME, FINAME LEASING, FINAME AGRÍCOLA e BNDES AUTOMÁTICO. Ass.: Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI

Ref.: FINAME, FINAME LEASING, FINAME AGRÍCOLA e BNDES AUTOMÁTICO. Ass.: Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI CIRCULAR Nº 71/2009 Rio de Janeiro, 10 de julho de 2009. Ref.: FINAME, FINAME LEASING, FINAME AGRÍCOLA e BNDES AUTOMÁTICO Ass.: Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI O Superintendente

Leia mais

EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS

EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS Um EMPRÉSTIMO é um contrato entre o cliente e a instituição financeira pelo qual ele recebe uma quantia que deverá ser devolvida ao banco em prazo determinado, acrescida dos

Leia mais

Conhecimentos Bancários. Conhecimentos Bancários. Mercado Financeiro. Mercado Financeiro

Conhecimentos Bancários. Conhecimentos Bancários. Mercado Financeiro. Mercado Financeiro Conhecimentos Bancários Mercado Financeiro Órgãos normativo/fiscalizador Conselho Monetário Nacional Banco Central do Brasil Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional Conhecimentos Bancários

Leia mais

Ass.: Programa de Apoio à Aquisição de Bens de Capital Usados BK USADOS

Ass.: Programa de Apoio à Aquisição de Bens de Capital Usados BK USADOS CIRCULAR Nº 58/2009 Rio de Janeiro, 04 de junho de 2009. Ref.: FINAME e FINAME LEASING Ass.: Programa de Apoio à Aquisição de Bens de Capital Usados BK USADOS O Superintendente da Área de Operações Indiretas,

Leia mais

Ass.: Programa de Apoio à Aquisição de Bens de Capital Usados BK USADOS

Ass.: Programa de Apoio à Aquisição de Bens de Capital Usados BK USADOS CIRCULAR N 21/2009 Rio de Janeiro, 12 de março de 2009. Ref.: FINAME e FINAME LEASING Ass.: Programa de Apoio à Aquisição de Bens de Capital Usados BK USADOS O Superintendente da Área de Operações Indiretas,

Leia mais

Produtos BNDES Finame, BNDES Finame Leasing, BNDES Finame Agrícola e BNDES Automático. Ass.: Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI

Produtos BNDES Finame, BNDES Finame Leasing, BNDES Finame Agrícola e BNDES Automático. Ass.: Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI CIRCULAR Nº 111/2009 Rio de Janeiro, 04 de novembro de 2009. Ref.: Produtos BNDES Finame, BNDES Finame Leasing, BNDES Finame Agrícola e BNDES Automático Ass.: Programa BNDES de Sustentação do Investimento

Leia mais

Seminário Cresce Brasil/São Paulo

Seminário Cresce Brasil/São Paulo Seminário Cresce Brasil/São Paulo Apoio financeiro do BNDES à Região Metropolitana de São Paulo Tibor Greif Chefe do DESUL (Departamento Regional Sul do BNDES) Av Juscelino Kubitscheck, 510-5 fone: (11)

Leia mais

Paulo Sérgio Sodré. Departamento de Credenciamento e Financiamento

Paulo Sérgio Sodré. Departamento de Credenciamento e Financiamento 1 Paulo Sérgio Sodré Departamento de Credenciamento e Financiamento Máquinas áqu as e equipamentos equ pa e tos 2 BNDES Missão Promover o desenvolvimento sustentável e competitivo da economia brasileira,

Leia mais

FCO EMPRESARIAL FUNDO CONSTITUCIONAL PARA FINANCIAMENTO DO CENTRO-OESTE

FCO EMPRESARIAL FUNDO CONSTITUCIONAL PARA FINANCIAMENTO DO CENTRO-OESTE Desmitificar o FCO EMPRESARIAL FUNDO CONSTITUCIONAL PARA FINANCIAMENTO DO CENTRO-OESTE 2015 Números e Perspectivas do FCO Objetivo: Contribuir para o desenvolvimento econômico e social da Região Centro-

Leia mais

CIRCULAR SUP/AOI Nº 26/2015-BNDES. Rio de Janeiro, 03 de julho de 2015. Produtos BNDES Finame e BNDES Finame Leasing

CIRCULAR SUP/AOI Nº 26/2015-BNDES. Rio de Janeiro, 03 de julho de 2015. Produtos BNDES Finame e BNDES Finame Leasing Classificação: Documento Ostensivo Unidade Gestora: AOI CIRCULAR SUP/AOI Nº 26/2015-BNDES Rio de Janeiro, 03 de julho de 2015 Ref.: Ass.: Produtos BNDES Finame e BNDES Finame Leasing Refinanciamento de

Leia mais

Banco do Brasil. Encontro da ABRASP Associação Brasileira de Produtores de Soluções Parenterais. Salvador (BA) Novembro/2009

Banco do Brasil. Encontro da ABRASP Associação Brasileira de Produtores de Soluções Parenterais. Salvador (BA) Novembro/2009 Banco do Brasil Encontro da ABRASP Associação Brasileira de Produtores de Soluções Parenterais 1 Salvador (BA) Novembro/2009 1 Índice Contextualização 3 Fundo de Garantia de Operações - FGO 7 Fundo de

Leia mais

MICROCREDITO. 1.2.1 Beneficiários:

MICROCREDITO. 1.2.1 Beneficiários: MICROCREDITO 1 OBJETIVO Conceder crédito ágil, desburocratizado, acessível e adequado aos empreendedores dos setores formal e informal, excluídos da política do sistema financeiro tradicional, auxiliando-os

Leia mais

FINANCIAMENTO À PRODUÇÃO IMÓVEL NA PLANTA ALOCAÇÃO DE RECURSOS

FINANCIAMENTO À PRODUÇÃO IMÓVEL NA PLANTA ALOCAÇÃO DE RECURSOS CAIXA ECONÔMICA FEDERAL FINANCIAMENTO À PRODUÇÃO IMÓVEL NA PLANTA ALOCAÇÃO DE RECURSOS Modalidades IMÓVEL NA PLANTA Produção de empreendimentos habitacionais Financiamento direto às pessoas físicas Organizadas

Leia mais