CERTIDÃO MUNICÍPIO DE: CÓDIGO POSTAL: -

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CERTIDÃO MUNICÍPIO DE: CÓDIGO POSTAL: -"

Transcrição

1 Exmo. Senhor Presidente da Câmara Municipal de Coruche REGISTO DE ENTRADA Gestor do Procedimento: Contacto: Dia e hora de atendimento: N.º, de / /, Proc. N.º / Guia N.º /, O Funcionário CERTIDÃO IDENTIFICAÇÃO DO REQUERENTE: NOME / DESIGNAÇÃO: RESIDÊNCIA / SEDE: LOCALIDADE: FREGUESIA DE: MUNICÍPIO DE: CÓDIGO POSTAL: - CONTRIBUINTE N.º SINGULAR COLETIVO N.º BI / CC / PASSAPORTE: CÓDIGO ACESSO Á CRC: CONTACTO TELEFÓNICO: FAX: NA QUALIDADE DE PROPRIETÁRIO MANDATÁRIO OUTRO AUTORIZO O ENVIO DE NOTIFICAÇÕES, NO DECORRER DESTE PROCESSO, PARA O ENDEREÇO ELETRÓNICO ACIMA INDICADO: SIM NÃO SOLICITO AINDA QUE TODAS AS NOTIFICAÇÕES REFERENTES A ESTE PROCESSO SEJAM ENVIADAS POR MENSAGEM DE CORREIO ELETRÓNICO AO/A AUTOR DO PROJETO: ; OUTRO: ; Vem requerer a EMISSÃO DE CERTIDÃO relativa a: Destaque Anexo I; Propriedade horizontal Anexo II; Garantia de execução de obras de urbanização Anexo III; Construção isenta de licenciamento (anterior ao RGEU ou deliberação Municipal para o efeito) Anexo IV; Áreas de cedência para o Domínio Público Anexo V; Numeração de polícia / topónimo / localização de freguesia Anexo VI; Negócio jurídico / Compropriedade Anexo VII; Reconhecimento do interesse público municipal Anexo VIII; Apresentando para o efeito os elementos constantes do respetivo anexo Outra: Que incide sobre o prédio descrito na Conservatória do Registo Predial sob o n.º Inscrito na(s) matriz(es): Predial(ais) rústica(s) sob o(s) artigo(s) secção(ões) Predial urbana sob o(s) artigos(s) Sito em: Localidade: Freguesia: Com a área de m 2 Que confronta a Norte com a Sul com a Nascente com e a Poente com Apresentando para o efeito, em anexo a este requerimento, os seguintes elementos:

2 Anexo I CERTIDÃO DE DESTAQUE Fora de perímetro urbano (nos termos do n.º 5 do artigo 6.º do RJUE) Dentro e fora de perímetro urbano (nos termos do n.º 10 do artigo 6.º do RJUE) Parcela a destacar com área de m 2 Que confronta a Norte com a Sul com a Nascente com e a Poente com Onde se encontram erigidas as construções inscritas na matriz predial urbana sob o(s) artigo(s) da(s) freguesia(s) Que possui como antecedente o(s) Processo n.º /, Processo n.º /, Processo n.º / Parcela sobrante com área de m 2 Que confronta a Norte com a Sul com a Nascente com e a Poente com Onde se encontram erigidas as construções inscritas na matriz predial urbana sob o(s) artigo(s) da(s) freguesia(s) Que possui como antecedente o(s) Processo n.º /, Processo n.º /, Processo n.º / O prédio encontra-se abrangido por: Plano de Pormenor; Plano de Urbanização. 1. Certidão emitida pela conservatória do registo predial (CRP) referente ao (s) prédio (s) abrangido (s), ou indicação do código de acesso à certidão permanente, ou, quando omisso (s), certidão negativa do registo predial; 2. Caderneta(s) predial(ais) referente(s) ao prédio (urbana /rústica), atualizada(s); 3. Delimitação da área objeto da operação e sua área de enquadramento em planta de localização fornecida pela Câmara Municipal ou planta de localização à escala 1:1.000, com indicação das coordenadas geográficas dos limites da área da operação urbanística, no sistema de coordenadas geográficas utilizado pelo Município; 4. Levantamento topográfico, à escala de 1:1000 ou superior, no sistema de coordenadas geográficas utilizado pelo município, com indicação precisa a vermelho dos limites e da área da propriedade, a verde da parcela e da área a destacar, e a preto da implantação das construções projetadas e/ou existentes na propriedade, com indicação dos afastamentos das mesmas às parcelas que resultem do destaque, com indicação das suas áreas de construção e implantação, bem como identificação dos respetivos processos de obras e artigos urbanos; 5. Memória descritiva que contemple a descrição do prédio objeto de destaque, descrição da parcela a destacar e da parcela sobrante, quantificando-se rigorosamente as áreas do(s) artigo(s) matricial(ais) em causa a integrar em cada uma destas parcelas, e justificação de adequabilidade ao plano diretor municipal da situação resultante do destaque; 6. Outros: 7. Cópia em formato digital de todos os elementos e projetos apresentados, tal como previsto no Regulamento Municipal da Urbanização e da Edificação - RMUE; 8. Índice dos elementos apresentados. A não entrega das peças em falta no prazo de 15 dias úteis contados após receção da notificação de convite de aperfeiçoamento - determina a rejeição do pedido conforme n.º 3 do artigo 11.º do RJUE.

3 Anexo II PROPRIEDADE HORIZONTAL O edifício objeto do: Processo de obras n.º / Alvará n.º / Reúne condições em projeto para ser submetido ao regime de propriedade horizontal, nos termos do artigo 66.º do RJUE. 1. Certidão emitida pela conservatória do registo predial (CRP) referente ao (s) prédio (s) abrangido (s), ou indicação do código de acesso à certidão permanente, ou, quando omisso (s), certidão negativa do registo predial; 2. Caderneta(s) predial(ais) referente(s) ao prédio (urbana /rústica), atualizada(s); 3. Planta de localização, à escala adequada, quando não exista processo de controlo prévio; 4. Identificação dos processos de controlo prévio, certidão de isenção e respetivos artigos urbanos; 5. Memória descritiva contendo os elementos identificados no RMUE; 6. Quadro sinótico, conforme página seguinte; 7. Peças desenhadas, contendo os elementos identificados no RMUE; 8. Outros: 9. Cópia em formato digital de todos os elementos e projetos apresentados, tal como previsto no RMUE; 10. Índice dos elementos apresentados. A não entrega das peças em falta no prazo de 15 dias úteis contados após receção da notificação de convite de aperfeiçoamento - determina a rejeição do pedido conforme n.º 3 do artigo 11.º do RJUE.

4 Anexo II PROPRIEDADE HORIZONTAL - QUADRO SINÓTICO ELEMENTOS DO PRÉDIO / EDIFÍCIO Área do terreno (m 2 ) implantação do edifício (m 2 ) Área das partes comuns (m 2 ) Área bruta total (m 2 ) Outros elementos DESCRIÇÃO DAS PARTES COMUNS ELEMENTOS DAS FRAÇÕES Fração Descrição da fração Utilização Tipologia Área bruta (m 2 ) estacionamento (m 2 ) arrumos (m 2 ) varandas e terraços (m 2 ) Outras áreas (m 2 ) Permilagem Total EXEMPLO Fração Descrição da fração Utilização Tipologia Área bruta (m 2 ) estacionamento (m 2 ) arrumos (m 2 ) varandas e terraços (m 2 ) Outras áreas (m 2 ) Permilagem A 2.º andar direito, com 1 quarto, 1 cozinha, 1 casas de banho, 1 varanda, lugar de estacionamento 3 na cave Habitação T1 (2 assoalhadas) 90,00 12,50 0,00 3,00 Áreas de telheiros, estufas, etc. 15 NOTAS: 1- Áreas em metros quadrados, com duas casas decimais; 2- As tipologias são indicadas da seguinte forma: T (N.º de quartos), assoalhas (N.º de quartos + salas); divisões (todos os compartimentos); 3- Este quadro pode ser adaptado ao número de frações em questão; 4- Todos os elementos devem ser preenchidos e estar de acordo com a memória descritiva a apresentar em anexo.

5 Anexo III GARANTIA DE EXECUÇÃO DE OBRAS DE URBANIZAÇÃO Emissão de certidão comprovativa da receção provisória das obras de urbanização (n.º 2 do artigo 49.º do RJUE), tituladas pelo alvará de loteamento n.º / em nome de: Ou, Emissão de certidão comprovativa de que a caução a que se refere o artigo 54.º do RJUE é suficiente para garantir a boa execução das obras de urbanização (n.º 2 do artigo 49.º do RJUE), tituladas pelo alvará de loteamento n.º / em nome de: Ou, Emissão de certidão comprovativa da conclusão das obras de urbanização, realizadas nos termos dos artigos 84.º e 85.º do RJUE, e de que as mesmas se encontram devidamente executadas em conformidade com os projetos aprovados (n.º 3 do artigo 49.º do RJUE), tituladas pelo alvará de loteamento n.º / em nome de:

6 Anexo IV CONSTRUÇÃO ISENTA DE LICENCIAMENTO (Anterior ao RGEU ou deliberação municipal para o efeito) Certidão comprovativa em como na data da construção (em 1.º do RGEU ou da deliberação municipal para o efeito; ) o prédio urbano se encontrava isento de alvará de licença de utilização, nos termos do artigo 1. Certidão emitida pela conservatória do registo predial (CRP) referente ao (s) prédio (s) abrangido (s), ou indicação do código de acesso à certidão permanente, ou, quando omisso (s), certidão negativa do registo predial; 2. Caderneta(s) predial(ais) referente(s) ao prédio (urbana/rústica), atualizada(s); 3. Delimitação da área objeto do pedido em planta de localização fornecida pela Câmara Municipal ou planta de localização à escala 1:1000, com indicação das coordenadas geográficas dos limites da área da operação urbanística, no sistema de coordenadas geográficas utilizado pelo Município; 4. Fotografias do local / construção(ões), no mínimo duas em lados opostos; 5. Outros: 6. Cópia em formato digital de todos os elemetos e projetos apresentados, tal como previsto no RMUE; 7. Índice dos elementos apresentados. A não entrega das peças em falta no prazo de 15 dias úteis contados após receção da notificação de convite de aperfeiçoamento - determina a rejeição do pedido conforme n.º 3 do artigo 11.º do RJUE.

7 Anexo V ÁREAS DE CEDÊNCIA PARA O DOMÍNIO PÚBLICO Certidão comprovativa em como foi cedida ao domínio público do Município a área de m 2, para: conforme consta no processo n.º /, ou por levantamento topográfico (caso existam), sendo que a referida área será desanexada do prédio abaixo identificado. 1. Certidão emitida pela conservatória do registo predial (CRP) referente ao (s) prédio (s) abrangido (s), ou indicação do código de acesso à certidão permanente, ou, quando omisso (s), certidão negativa do registo predial; 2. Caderneta(s) predial(ais) referente(s) ao prédio (urbana/rústica), atualizada(s); 3. Planta de localização e enquadramento com identificação do prédio; 4. Levantamento topográfico, caso exista; 5. Outros: 6. Cópia em formato digital de todos os elemetos e projetos apresentados, tal como previsto no RMUE; 7. Índice dos elementos apresentados. A não entrega das peças em falta no prazo de 15 dias úteis contados após receção da notificação de convite de aperfeiçoamento - determina a rejeição do pedido conforme n.º 3 do artigo 11.º do RJUE.

8 Anexo VI NUMERAÇÃO DE POLÍCIA / TOPÓNIMO / LOCALIZAÇÃO DE FREGUESIA A emissão de certidão referente a n.º de polícia / lote Atribuição Atual Anterior A emissão de certidão referente a toponímia de Arruamento; A emissão de certidão referente a localização de Freguesia; Outra: 1. Certidão emitida pela conservatória do registo predial (CRP) referente ao (s) prédio (s) abrangido (s), ou indicação do código de acesso à certidão permanente, ou, quando omisso (s), certidão negativa do registo predial; 2. Caderneta(s) predial(ais) referente(s) ao prédio (urbana/rústica), atualizada(s); 3. Planta de localização e enquadramento com identificação do prédio; 4. Outros: 5. Cópia em formato digital de todos os elemetos e projetos apresentados, tal como previsto no RMUE; 6. Índice dos elementos apresentados.

9 Anexo VII NEGÓCIO JURÍDICO / COMPROPRIEDADE Certidão comprovativa da emissão de parecer favorável da Câmara Municipal, sobre a celebração do negócio jurídico entre vivos de que resulte ou possa vir a resultar a constituição de compropriedade ou a ampliação do número de compartes do prédio rústico identificado no requerimento, proferido nos termos do artigo 54.º da Lei n.º 91/95, de 02/09, na redação dada pela Lei n.º 70/2015, de 16/07. Tipo de negócio jurídico a celebrar: O prédio passa a pertencer, nas proporções abaixo indicadas a: Nome residente em freguesia quota Nome residente em freguesia quota Nome residente em freguesia quota Nome residente em freguesia quota Município Município Município Município 1. Certidão emitida pela conservatória do registo predial (CRP) referente ao (s) prédio (s) abrangido (s), ou indicação do código de acesso à certidão permanente, ou, quando omisso (s), certidão negativa do registo predial; 2. Caderneta(s) predial(ais) referente(s) ao prédio (urbana/rústica), atualizada(s); 3. Delimitação da área objeto do pedido em planta de localização fornecida pela Câmara Municipal ou planta de localização à escala 1:1000, com indicação das coordenadas geográficas dos limites da área da operação urbanística, no sistema de coordenadas geográficas utilizado pelo Município; 4. Outros: 5. Cópia em formato digital de todos os elemetos e projetos apresentados, tal como previsto no RMUE; 6. Índice dos elementos apresentados.

10 Anexo VIII RECONHECIMENTO DO INTERESSE PÚBLICO MUNICIPAL Antecedentes, caso existam: Processo n.º /, Processo n.º /, Processo n.º /, cujo controlo prévio recaiu sobre: Alvará de Licença / autorização n.º / ou Comunicação Prévia n.º /. CARACTERIZAÇÃO DO ESTABELECIMENTO / INSTALAÇÃO: Dispõe de título válido de exercício de atividade e apresenta situação de desconformidade com: PDM PU PP Servidões administrativas Restrições de utilidade pública Não dispõe de título válido de exercício de atividade e apresenta situação de desconformidade com: PDM PU PP Servidões administrativas Restrições de utilidade pública Atividade: Industrial Tipo: CAE: Pecuária Classe: Operações de Gestão de Resíduos; Massas Minerais; Outros: O estabelecimento e/ou exploração encontra-se atualmente na situação de (quando aplicável): Inatividade; Em actividade; Com atividade suspensa há menos de um ano. Se sim, especifique o prazo (meses): Com laboração suspensa autorizada pela entidade licenciadora por um período máximo de três anos. Se sim, especifique o prazo (meses): 1. Certidão emitida pela conservatória do registo predial (CRP) referente ao (s) prédio (s) abrangido (s), ou indicação do código de acesso à certidão permanente, ou, quando omisso (s), certidão negativa do registo predial; 2. Caderneta(s) predial(ais) urbana / rústica referente(s) ao(s) prédio(s); 3. Extratos das plantas de ordenamento e de condicionantes do PDM e da planta síntese do loteamento, quando aplicável; 4. Delimitação da área objeto do pedido em planta de localização fornecida pela Câmara Municipal ou planta de localização à escala 1:1000, com indicação das coordenadas geográficas dos limites da área da operação urbanística, no sistema de coordenadas geográficas utilizado pelo Município; 5. Memória descritiva com a identificação da atividade exercida, a superfície total do terreno afeta às atividades, área total de implantação e construção, caracterização física dos edifícios, número de lugares de estacionamento por tipologias e acessos ao estabelecimento ou às explorações; 6. O valor de produção de bens e serviços, por atividade económica desenvolvida no estabelecimento, de acordo com o previsto no Decreto-Lei n.º 381/2007, de 14/11, que aprova a Classificação Portuguesa das Atividades Económicas, atualizada; 7. A faturação da empresa ou estabelecimento dos últimos dois anos; 8. O número de postos de trabalho já criados e eventuais estratégias a implementar para a criação ou qualificação de emprego direto local;

11 9. Caracterização sumária do estabelecimento ou exploração e breve historial sobre a sua existência, incluindo a indicação de ter sido iniciado ou não o processo de licenciamento e, em caso afirmativo, as razões que levaram à sua suspensão; 10. A indicação do fundamento da desconformidade com os instrumentos de gestão territorial vinculativos dos particulares, servidões administrativas ou restrições de utilidade pública, assim como dos impactes da manutenção da atividade; 11. Os custos económicos e sociais da desativação do estabelecimento e de desmantelamento das explorações; 12. Outros: 13. Cópia em formato digital de todos os elementos apresentados; 14. Índice dos elementos apresentados.

(nome do requerente ou denominação social), contribuinte (pessoa singular ou coletiva) n.º, com morada ou sede social em (Rua,

(nome do requerente ou denominação social), contribuinte (pessoa singular ou coletiva) n.º, com morada ou sede social em (Rua, REQUERIMENTO DE PEDIDO DE CERTIDÃO DE DELIBERAÇÃO FUNDAMENTADA DE RECONHECIMENTO DO INTERESSE PÚBLICO MUNICIPAL NA REGULARIZAÇÃO DA ATIVIDADE PECUÁRIA (DL n.º 165/2014, de 5 de novembro) Exmo. Sr. Presidente

Leia mais

REQUERIMENTO PARA PEDIDO DE: REPRODUÇÃO SIMPLES REPRODUÇÃO AUTENTICADA. Exmº Sr. Presidente da Câmara Municipal de Sintra.

REQUERIMENTO PARA PEDIDO DE: REPRODUÇÃO SIMPLES REPRODUÇÃO AUTENTICADA. Exmº Sr. Presidente da Câmara Municipal de Sintra. 1/6 REQUERIMENTO PARA PEDIDO DE: Despacho: Espaço reservado aos serviços REPRODUÇÃO SIMPLES REPRODUÇÃO AUTENTICADA Nº Reg. DUR Data: / / Nº Guia: Valor: Rubrica: Exmº Sr. Presidente da Câmara Municipal

Leia mais

PEDIDO DE RECEÇÃO PROVISÓRIA DE OBRAS DE URBANIZAÇÃO E REDUÇÃO DA CAUÇÃO

PEDIDO DE RECEÇÃO PROVISÓRIA DE OBRAS DE URBANIZAÇÃO E REDUÇÃO DA CAUÇÃO Registo n.º Data / / O Funcionário PEDIDO DE RECEÇÃO PROVISÓRIA DE OBRAS DE URBANIZAÇÃO E REDUÇÃO DA CAUÇÃO Exmo. Senhor Presidente da Câmara Municipal de Cascais IDENTIFICAÇÃO DO REQUERENTE (Preencher

Leia mais

EXMO. SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE CHAVES COMUNICAÇÃO PRÉVIA DE OBRAS DE EDIFICAÇÃO REQUERENTE

EXMO. SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE CHAVES COMUNICAÇÃO PRÉVIA DE OBRAS DE EDIFICAÇÃO REQUERENTE EXMO. SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE CHAVES COMUNICAÇÃO PRÉVIA DE OBRAS DE EDIFICAÇÃO REQUERENTE Nome Morada Freguesia Código Postal N.º Ident. Fiscal N.º B.I./C.C. Válido até Telefone Telemóvel

Leia mais

TAXAS MUNICIPAIS ATIVIDADE URBANÍSTICA E OPERAÇÕES CONEXAS - 2014

TAXAS MUNICIPAIS ATIVIDADE URBANÍSTICA E OPERAÇÕES CONEXAS - 2014 CAPÍTULO II - SECÇÃO II - QUADRO I 1 Taxa a cobrar pela análise do requerimento inicial de informação prévia sobre as operações urbanísticas previstas no n.º 1, e n.º 2, para 1 unidade de ocupação, exceção

Leia mais

FUNCHAL ATIVIDADES DE TATUAGEM E SIMILARES CAE REV_3: 96091 ATIVIDADES DE TATUAGEM E SIMILARES

FUNCHAL ATIVIDADES DE TATUAGEM E SIMILARES CAE REV_3: 96091 ATIVIDADES DE TATUAGEM E SIMILARES O conteúdo informativo disponibilizado pela presente ficha não substitui a consulta dos diplomas legais referenciados e da entidade licenciadora. FUNCHAL ATIVIDADES DE TATUAGEM E SIMILARES CAE REV_3: 96091

Leia mais

Exm.º Senhor: Vereador do Pelouro do Município de Monforte

Exm.º Senhor: Vereador do Pelouro do Município de Monforte Registo de Entrada N.º Proc.º Em / / Funcionário: Informação - Prosseguir seus termos Em / / A Responsável da UOFUOSU Despacho - Prosseguir seus termos Em / / O Vereador do Pelouro Identificação do Munícipe

Leia mais

M U N I C I P I O de V I E I R A D O M I N H O Divisão de Urbanismo e Obras Municipais Serviços de Planeamento Urbanístico e Obras Particulares

M U N I C I P I O de V I E I R A D O M I N H O Divisão de Urbanismo e Obras Municipais Serviços de Planeamento Urbanístico e Obras Particulares Reg. N.º Em / / Exmo. Senhor Presidente da Câmara Municipal de Vieira do Minho IDENTIFICAÇÂO DO REQUERENTE Nome: BI/Cartão de Cidadão: Arquivo: Validade: / / N.º de Identificação Fiscal: Morada: Freguesia:

Leia mais

Proprietário Mandatário Usufrutuário Superficiário Promitente comprador. Outro (especificar)

Proprietário Mandatário Usufrutuário Superficiário Promitente comprador. Outro (especificar) 1/6 REQUERIMENTO PARA PEDIDO DE INFORMAÇÃO PRÉVIA SOBRE: OPERAÇÃO DE LOTEAMENTO OBRAS DE URBANIZAÇÃO OBRAS DE EDIFICAÇÃO OBRAS DE DEMOLIÇÃO ALTERAÇÃO DA UTILIZAÇÃO OUTRAS OPERAÇÕES URBANÍSTICAS Despacho:

Leia mais

Exmo. Sr. Ministro da Administração Interna

Exmo. Sr. Ministro da Administração Interna MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA DIRECÇÃO NACIONAL UNIDADE ORGÂNICA DE OPERAÇÕES E SEGURANÇA DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA PRIVADA ACTIVIDADE DE SEGURANÇA PRIVADA REQUERIMENTO

Leia mais

B - QUADRO DE BENEFÍCIOS FISCAIS

B - QUADRO DE BENEFÍCIOS FISCAIS B - QUADRO DE BENEFÍCIOS FISCAIS ASSOCIADOS AOS IMPOSTOS MUNICIPAIS E APOIOS E INCENTIVOS FINANCEIROS À REABILITAÇÃO 38 39 B - QUADRO DE BENEFÍCIOS FISCAIS ASSOCIADOS AOS IMPOSTOS MUNICIPAIS E APOIOS E

Leia mais

EDITAL. Arrendamento rural agrícola e/ou Arrendamento rural florestal de parcelas integrantes de Prédio Rústico pertencente ao Património Municipal

EDITAL. Arrendamento rural agrícola e/ou Arrendamento rural florestal de parcelas integrantes de Prédio Rústico pertencente ao Património Municipal EDITAL Arrendamento rural agrícola e/ou Arrendamento rural florestal de parcelas integrantes de Prédio Rústico pertencente ao Património Municipal Ricardo João Barata Pereira Alves, Eng.º, Presidente da

Leia mais

INQUÉRITO À UTILIZAÇÃO DE OBRAS CONCLUÍDAS (Q4)

INQUÉRITO À UTILIZAÇÃO DE OBRAS CONCLUÍDAS (Q4) INSTRUMENTO DE NOTAÇÃO DO SISTEMA ESTATÍSTICO NACIONAL (LEI Nº 22/2008 DE 13 DE MAIO) DE RESPOSTA CONFIDENCIAL E OBRIGATÓRIA, REGISTADO NO INE SOB O Nº 10118 VÁLIDO ATÉ 2013/12/31 Contactos para resposta

Leia mais

A alienação do imóvel sito no gaveto da Rua das Lavadeiras e Rua Carlos Alberto, nesta cidade, propriedade do

A alienação do imóvel sito no gaveto da Rua das Lavadeiras e Rua Carlos Alberto, nesta cidade, propriedade do Câmara Municipal 4490-438 Póvoa de Varzim Portugal (PT) T: (+351) 252 090 000 F: (+351) 252 090 010 E: geral@cm-pvarzim.pt I: www.cm-pvarzim.pt CONDIÇÕES DE ALIENAÇÃO DO IMÓVEL SITO NO GAVETO DA RUA DAS

Leia mais

Regulamento do Plano de Pormenor da Rua das Flores CAPÍTULO I. Disposições gerais. Artigo 1.º Âmbito e aplicação

Regulamento do Plano de Pormenor da Rua das Flores CAPÍTULO I. Disposições gerais. Artigo 1.º Âmbito e aplicação Regulamento do Plano de Pormenor da Rua das Flores CAPÍTULO I Disposições gerais Artigo 1.º Âmbito e aplicação O Plano de Pormenor da Rua das Flores abrange a área assinalada na planta de zonamento e que

Leia mais

DIVISÃO DE URBANISMO. Hasta Pública de Terrenos. Do dia 15 de Abril de 2008, pelas 10.00 horas. Condições Gerais

DIVISÃO DE URBANISMO. Hasta Pública de Terrenos. Do dia 15 de Abril de 2008, pelas 10.00 horas. Condições Gerais DIVISÃO DE URBANISMO Hasta Pública de Terrenos Do dia 1 de Abril de 2008, pelas 10.00 horas Condições Gerais 01. De acordo com a deliberação tomada em reunião de 2 de Janeiro de 2008, a Câmara Municipal

Leia mais

1ª Alteração NORMAS TÉCNICAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJECTOS / ELEMENTOS EM FORMATO DIGITAL

1ª Alteração NORMAS TÉCNICAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJECTOS / ELEMENTOS EM FORMATO DIGITAL PROJECTOS / ELEMENTOS EM DIGITAL 1ª Alteração NORMAS TÉCNICAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJECTOS / ELEMENTOS EM DIGITAL 1. Todos os elementos instrutórios de um processo/requerimento devem ser entregues em

Leia mais

Dossier Promocional. Edifício em Portimão Rua 5 de Outubro nº 6

Dossier Promocional. Edifício em Portimão Rua 5 de Outubro nº 6 Dossier Promocional Edifício em Portimão Rua 5 de Outubro nº 6 1 Índice 1. Contexto e a Oportunidade 2. Localização do Imóvel 3. Características Gerais do Edifício 4. Descrição Detalhada 5. Condições de

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO ATRIBUIÇÃO DE UMA LICENÇA DE TÁXI PARA TRANSPORTE DE PESSOAS COM MOBILIDADE REDUZIDA, FORA DO CONTINGENTE, PARA O CONCELHO DE OVAR

CONCURSO PÚBLICO ATRIBUIÇÃO DE UMA LICENÇA DE TÁXI PARA TRANSPORTE DE PESSOAS COM MOBILIDADE REDUZIDA, FORA DO CONTINGENTE, PARA O CONCELHO DE OVAR CONCURSO PÚBLICO ATRIBUIÇÃO DE UMA LICENÇA DE TÁXI PARA TRANSPORTE DE PESSOAS COM MOBILIDADE REDUZIDA, FORA DO CONTINGENTE, PARA O CONCELHO DE OVAR Programa de Concurso Câmara Municipal de Ovar Novembro

Leia mais

INFORMAÇÃO SOBRE O INÍCIO DOS TRABALHOS DE OBRAS COM

INFORMAÇÃO SOBRE O INÍCIO DOS TRABALHOS DE OBRAS COM Registo n.º Data / / O Funcionário INFORMAÇÃO SOBRE O INÍCIO DOS TRABALHOS DE OBRAS COM ISENÇÃO DE CONTROLO PRÉVIO Exmo. Senhor Presidente da Câmara Municipal de Cascais IDENTIFICAÇÃO DO PROPRIETÁRIO (Preencher

Leia mais

4. Cópia da apólice do seguro de responsabilidade civil, que cubra os riscos do exercício da respetiva atividade

4. Cópia da apólice do seguro de responsabilidade civil, que cubra os riscos do exercício da respetiva atividade Câmara Municipal de Lisboa Junta de Freguesia OCUPAÇÃO TEMPORÁRIA DO ESPAÇO PÚBLICO - LICENCIAMENTO Documentos a entregar 1. Requerimento 2. Cópia do documento de identificação do requerente (em função

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE ALBUFEIRA. Licenciamento industrial

CÂMARA MUNICIPAL DE ALBUFEIRA. Licenciamento industrial CÂMARA MUNICIPAL DE ALBUFEIRA Licenciamento industrial Sistema da Indústria Responsável - SIR (Decreto-Lei n.º 73/2015, de 11/5, com entrada em vigor em 1/06/2015) Eng.ª Jaquelina Ventura Albufeira, 12

Leia mais

ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST)

ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST) ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST) AQUICULTURA (CARCINICULTURA E PISCICULTURA) CÓDIGO GRUPO/ATIVIDADES AQÜICULTURA (02.00) PPD AGRUPAMENTO NORMATIVO 02.01 Carcinicultura M 02.02 Carcinicultura Laboratórios

Leia mais

PROPOSTA DE ALTERAÇÃO AO REGULAMENTO E TABELA DE TAXAS

PROPOSTA DE ALTERAÇÃO AO REGULAMENTO E TABELA DE TAXAS PROPOSTA DE ALTERAÇÃO AO REGULAMENTO E TABELA DE TAXAS ALTERAÇÃO AO REGULAMENTO DA TABELA DE TAXAS ( ) Anexo a que diz respeito o nº 1 do artigo 4.º ( ) Mapa VII - Calculo das Taxas ( ) TRIU: 3,22 Quadro

Leia mais

Escolas de Condução - CAE 85530

Escolas de Condução - CAE 85530 O conteúdo informativo disponibilizado pela presente ficha não substitui a consulta dos diplomas legais referenciados e da entidade licenciadora. FUNCHAL Escolas de Condução CAE 85530 ÂMBITO Ensino da

Leia mais

EXECUÇÃO DE MURO E PLUVIAL DE LIGAÇÃO NO ENGENHO MARINHA GRANDE - PROJETO DE EXECUÇÃO MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA

EXECUÇÃO DE MURO E PLUVIAL DE LIGAÇÃO NO ENGENHO MARINHA GRANDE - PROJETO DE EXECUÇÃO MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA MARINHA GRANDE - PROJETO DE EXECUÇÃO MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA Termo de Responsabilidade do Autor do Projeto TERMO DE RESPONSABILIDADE DO AUTOR DO PROJETO (Portaria n.º 232/2008, de 11 de Março,

Leia mais

Formulário de Candidatura à Incubadora de Oficinas e Indústria no Loteamento Industrial de Figueira de Castelo Rodrigo

Formulário de Candidatura à Incubadora de Oficinas e Indústria no Loteamento Industrial de Figueira de Castelo Rodrigo Formulário de Candidatura à Incubadora de Oficinas e Indústria no Loteamento Industrial de Figueira de Castelo Rodrigo 1 IDENTIFICAÇÃO DO REQUERENTE / REPRESENTANTE LEGAL Nome Morada: Código Postal: -

Leia mais

Departamento Municipal Jurídico e de Contencioso Divisão Municipal de Estudos e Assessoria Jurídica

Departamento Municipal Jurídico e de Contencioso Divisão Municipal de Estudos e Assessoria Jurídica Concordo inteiramente. Remeta-se a presente Informação ao Sr. Director do DMGUF, Arq.º Aníbal Caldas. Cristina Guimarães Chefe da Divisão de Estudos e Assessoria Jurídica 2010.03.23 N.º Inf: ( ) Ref.ª:

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS E MINISTÉRIOS DA ECONOMIA E DO AMBIENTE, ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E ENERGIA

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS E MINISTÉRIOS DA ECONOMIA E DO AMBIENTE, ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E ENERGIA Diário da República, 1.ª série N.º 78 22 de abril de 2015 2013 Artigo 9.º [...] 1 Quem por si ou, mediante o seu consentimento ou ratificação, por interposta pessoa der ou prometer a pessoa prevista no

Leia mais

LICENCIAMENTO DE PEDREIRAS ENQUADRAMENTO LEGAL. Direcção Regional da Economia do Centro Apresentação: Paula Sá Furtado

LICENCIAMENTO DE PEDREIRAS ENQUADRAMENTO LEGAL. Direcção Regional da Economia do Centro Apresentação: Paula Sá Furtado LICENCIAMENTO DE PEDREIRAS ENQUADRAMENTO LEGAL Direcção Regional da Economia do Centro Apresentação: Paula Sá Furtado 1 A actual Lei de Pedreiras - Decreto-Lei n.º 340/2007, de 12 de Outubro veio alterar

Leia mais

LEGALIZAÇÃO DE OBRAS DE EDIFICAÇÃO SUJEITAS A COMUNICAÇÃO PRÉVIA

LEGALIZAÇÃO DE OBRAS DE EDIFICAÇÃO SUJEITAS A COMUNICAÇÃO PRÉVIA OBJETIVO Definir o modo de instrução do pedido de legalização de obras de edificação sujeitas a comunicação prévia (obras de construção, reconstrução, alteração ou ampliação), nos termos das alíneas a),

Leia mais

ANÚNCIO 1. ENTIDADE ADJUDICANTE

ANÚNCIO 1. ENTIDADE ADJUDICANTE Anúncio Do Procedimento por Negociação, com publicação prévia de Anúncio para celebração de contrato de cedência de utilização de diversos espaços, em edifícios municipais, para instalação e exploração

Leia mais

N.º Identificação Civil. N.º Identificação Civil

N.º Identificação Civil. N.º Identificação Civil Requerimento n.º data / / Pago pela guia n.º valor EXMO. SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE FIGUEIRÓ DOS VINHOS O Funcionário, COMUNICAÇÃO PRÉVIA DE OBRA DE EDIFICAÇÃO ALTERAÇÃO À COMUNICAÇÃO PRÉVIA

Leia mais

EMISSÃO DE ALVARÁ DE LICENÇA DE OPERAÇÃO DE LOTEAMENTO, OBRAS DE URBANIZAÇÃO OU TRABALHOS DE REMODELAÇÃO DE TERRENOS

EMISSÃO DE ALVARÁ DE LICENÇA DE OPERAÇÃO DE LOTEAMENTO, OBRAS DE URBANIZAÇÃO OU TRABALHOS DE REMODELAÇÃO DE TERRENOS Registo n.º Data / / O Funcionário EMISSÃO DE ALVARÁ DE LICENÇA DE OPERAÇÃO DE LOTEAMENTO, OBRAS DE URBANIZAÇÃO OU TRABALHOS DE REMODELAÇÃO DE TERRENOS Exmo. Senhor Presidente da Câmara Municipal de Cascais

Leia mais

Divisão de Obras Particulares e Planeamento Urbanístico

Divisão de Obras Particulares e Planeamento Urbanístico Licenciamento Administrativo de Operação Urbanística Espaço reservado aos Serviços Exmº Senhor Presidente da Câmara Municipal do Bombarral Nome Contribuinte fiscal n.º, B.I. n.º, Cartão do Cidadão, com

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA A QUALIFICAÇÃO DE VERIFICADOR DE PÓS-AVALIAÇÃO. Versão 1.0 Dezembro 2015

PROCEDIMENTO PARA A QUALIFICAÇÃO DE VERIFICADOR DE PÓS-AVALIAÇÃO. Versão 1.0 Dezembro 2015 PROCEDIMENTO PARA A QUALIFICAÇÃO DE VERIFICADOR DE PÓS-AVALIAÇÃO Versão 1.0 Dezembro 2015 Índice 1. Objetivo... 2 2. Campo de aplicação... 2 3. Documentos de referência... 2 4. Qualificação de verificadores

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE VILA DO PORTO. Regulamento Municipal para Recuperação de Habitações Degradadas de Estratos Sociais Desfavorecidos.

CÂMARA MUNICIPAL DE VILA DO PORTO. Regulamento Municipal para Recuperação de Habitações Degradadas de Estratos Sociais Desfavorecidos. Regulamento Municipal para Recuperação de Habitações Degradadas de Estratos Sociais Desfavorecidos Preâmbulo Atendendo a que constitui uma competência das Câmaras Municipais a prestação de apoios a estratos

Leia mais

MUNICÍPIO DE COIMBRA CÂMARA MUNICIPAL

MUNICÍPIO DE COIMBRA CÂMARA MUNICIPAL CONCURSO PÚBLICO PARA A CEDÊNCIA DE UTILIZAÇÃO PRIVATIVA, CONSTRUÇÃO E EXPLORAÇÃO DE UM POSTO DE ABASTECIMENTO DE COMBUSTÍVEIS, ESTAÇÃO DE SERVIÇO E DE UM ESTABELECIMENTO DE RESTAURAÇÃO E BEBIDAS, A CONSTITUIR

Leia mais

LICENÇA OBRAS DE URBANIZAÇÃO Req

LICENÇA OBRAS DE URBANIZAÇÃO Req Exmo. Senhor Presidente da Câmara Municipal de Montijo LICENÇA OBRAS DE URBANIZAÇÃO Req. 01.02.02 IDENTIFICAÇÃO DO REQUERENTE N.º DE CONTRIBUINTE NOME COMPLETO MORADA / SEDE CÓDIGO POSTAL FREGUESIA TELEF./TELEM.

Leia mais

REQUERENTE REPRESENTANTE. Qualidade de: Mandatário Sócio Gerente Administrador Procurador Outra: OBJETO DO REQUERIMENTO

REQUERENTE REPRESENTANTE. Qualidade de: Mandatário Sócio Gerente Administrador Procurador Outra: OBJETO DO REQUERIMENTO R e g i s t o d e E n t r a d a L I C E N C I A M E N T O D E O B R A S D E U R B A N I Z A Ç Ã O Ex.mo Senhor Presidente da Câmara Municipal de Penafiel REQUERENTE Nome: NIF: Morada: Código Postal: Documento

Leia mais

RMUE Planta de Implantação PIPV_OL_PI

RMUE Planta de Implantação PIPV_OL_PI PROPOSTA DE NORMAS PARA A INTRODUÇÃO DE UM PROCESSO DE OPERAÇÃO URBANÍSTICA EM FORMATO DIGITAL ANEXO I - Tabela de Designação de Ficheiros de acordo com os elementos instrutórios por Procedimento Procedimento

Leia mais

EXMO SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE CAMINHA

EXMO SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE CAMINHA EXMO SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE CAMINHA IDENTIFICAÇÃO DO REQUERENTE (Nome), contribuinte nº, residente em, código postal -, freguesia de, concelho de, telefone número, E-Mail portador do

Leia mais

NORMAS PARA INSTRUÇÃO DOS PROCESSOS RELATIVOS A OPERAÇÕES URBANÍSTICAS

NORMAS PARA INSTRUÇÃO DOS PROCESSOS RELATIVOS A OPERAÇÕES URBANÍSTICAS NORMAS PARA INSTRUÇÃO DOS PROCESSOS RELATIVOS A OPERAÇÕES URBANÍSTICAS ÍNDICE CAPITULO I DISPOSIÇÕES COMUNS ART. 1º ÂMBITO DE APLICAÇÃO 6 SESSÃO I LOTEAMENTOS, OBRAS DE URBANIZAÇÃO E EDIFICAÇÃO ART. 2º

Leia mais

EDITAL N.º 89 I IDENTIFICAÇÃO E LOCALIZAÇÃO DOS LOTES A ALIENAR

EDITAL N.º 89 I IDENTIFICAÇÃO E LOCALIZAÇÃO DOS LOTES A ALIENAR EDITAL N.º 89 Graça da Conceição Candeias Guerreiro Nunes, Presidente da Câmara Municipal de Grândola, faz público, nos termos das disposições conjugadas dos art.ºs 64.º, n.º 1, al. f) e 91º do Dec. Lei

Leia mais

MEMÓRIA DESCRITIVA. PROJECTO DE ARQUITECTURA Equipamento com função de apoio de praia

MEMÓRIA DESCRITIVA. PROJECTO DE ARQUITECTURA Equipamento com função de apoio de praia REMODELAÇÃO E ALTERAÇÃO DO EDIFÍCIO A ONDA Praia da Nazaré - Nazaré. MEMÓRIA DESCRITIVA PROJECTO DE ARQUITECTURA Equipamento com função de apoio de praia 1. DESCRIÇÃO E JUSTIFICAÇÃO DA PROPOSTA Refere-se

Leia mais

ANEXO XX. O ICA apoia projetos promovidos por associações ou outras entidades sem fins lucrativos que divulguem e promovam o cinema português.

ANEXO XX. O ICA apoia projetos promovidos por associações ou outras entidades sem fins lucrativos que divulguem e promovam o cinema português. ANEXO XX PROGRAMA DE APOIO À INTERNACIONALIZAÇÃO SUBPROGRAMA DE APOIO À DIVULGAÇÃO E PROMOÇÃO INTERNACIONAL DE OBRAS NACIONAIS ATRAVÉS DE ASSOCIAÇÕES DO SETOR 1. Âmbito O ICA apoia projetos promovidos

Leia mais

[NOVO] REGIME JURÍDICO DE URBANIZAÇÃO E EDIFICAÇÃO

[NOVO] REGIME JURÍDICO DE URBANIZAÇÃO E EDIFICAÇÃO [NOVO] REGIME JURÍDICO DE URBANIZAÇÃO E EDIFICAÇÃO 1. ENTRADA EM VIGOR: 1.1 Quando é que a reforma do RJUE operada pela Lei nº 60/2007, de 4 de Setembro entra em vigor? O artigo 7º, da Lei nº 60/2007,

Leia mais

A Problemática do Ruído Ambiente na Perspectiva Municipal

A Problemática do Ruído Ambiente na Perspectiva Municipal A Problemática do Ruído Ambiente na Perspectiva Municipal Sónia Serra sonia.serra@cimlt.eu Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo Comemorações dos 30 anos da SPA A Comunidade Intermunicipal da Lezíria

Leia mais

LEGALIZAÇÕES Req

LEGALIZAÇÕES Req Exmo. Senhor Presidente da Câmara Municipal de Montijo LEGALIZAÇÕES Req. 01.11.01 IDENTIFICAÇÃO DO REQUERENTE N.º DE CONTRIBUINTE NOME COMPLETO MORADA / SEDE CÓDIGO POSTAL - FREGUESIA TELEF./TELEM. FAX

Leia mais

Código de Boas Práticas para a correta Gestão de Resíduos de Construção e Demolição (RC&D) Serviço de Ambiente

Código de Boas Práticas para a correta Gestão de Resíduos de Construção e Demolição (RC&D) Serviço de Ambiente Código de Boas Práticas para a correta Gestão de Resíduos de Construção e Demolição (RC&D) Serviço de Ambiente Breves Notas O desenvolvimento económico e social lança-nos novos desafios que se traduzem

Leia mais

COMUNICAÇÃO PRÉVIA OBRAS DE EDIFICAÇÃO

COMUNICAÇÃO PRÉVIA OBRAS DE EDIFICAÇÃO OBJETIVO Definir o modo de instrução da declaração de comunicação prévia de obras de edificação (obras de construção, reconstrução, alteração ou ampliação), nos termos das alíneas a), c), d), e), f) do

Leia mais

C Â MA RA MUNICIP A L DE ALENQUE R Praça Luís de Camões * 2580-318 ALENQUER Telef. 263 730 900 * Fax 263 711 504 * e-mail: geral@cm-alenquer.

C Â MA RA MUNICIP A L DE ALENQUE R Praça Luís de Camões * 2580-318 ALENQUER Telef. 263 730 900 * Fax 263 711 504 * e-mail: geral@cm-alenquer. Projeto da 2ª Alteração ao regulamento e tabela de taxas e outras receitas municipais Após a entrada em vigor, em 17 de setembro de 2015, da 1ª alteração ao Regulamento e Tabela de Taxas e Outras Receitas

Leia mais

Venho por este meio solicitar a V. Ex.ª que se digne aprovar o respetivo projeto de arquitetura que se apresenta, em anexo.

Venho por este meio solicitar a V. Ex.ª que se digne aprovar o respetivo projeto de arquitetura que se apresenta, em anexo. Requerimento Licenciamento de Obras de Edificação Processo n.º: Data de Receção: Requerimento n.º: Recebido Por: Ex.mo Senhor Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima Identificação do Titular Página

Leia mais

REGULAMENTO DE CONCURSO

REGULAMENTO DE CONCURSO Índice 1. Objetivos... 2 2. Entidades Beneficiárias... 2 3. Dotação Orçamental... 2 4. Financiamento... 2 5. Despesas elegíveis... 3 6. Condições de Acesso ao Concurso... 3 7. Metodologia de Seleção dos

Leia mais

Constituição de Empresas e Fiscalidade em Cabo Verde. João Afonso Fialho

Constituição de Empresas e Fiscalidade em Cabo Verde. João Afonso Fialho Constituição de Empresas e Fiscalidade em Cabo Verde João Afonso Fialho Sociedades Comerciais O potencial investidor externo pode constituir uma sociedade optando por qualquer tipo de sociedade previsto

Leia mais

A. Identificação do Requerente. B. Pretensão

A. Identificação do Requerente. B. Pretensão Registo de Entrada: Ex.mo Senhor Presidente da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez Pedido de Licenciamento de Obras de Urbanização (Nº 2 e nº 3 do artigo 4º do D.L. 555/99, de 16 de Dezembro, com as

Leia mais

FORMULÁRIO CANDIDATURA PORTA 65 - JOVEM. Dados gerais. 15 Anexos Apresentados Nº. 1 do Art. 13º do DL 43/2010, de 30/Abril

FORMULÁRIO CANDIDATURA PORTA 65 - JOVEM. Dados gerais. 15 Anexos Apresentados Nº. 1 do Art. 13º do DL 43/2010, de 30/Abril FORMULÁRIO Dados gerais 1 Candidatura Nº. 2 Período 3 Tipo de agregado Isolado Jovem Casal Jovens em Coabitação 4 Matriz da habitação arrendada Distrito 5 Tipologia da habitação arrendada Concelho Freguesia

Leia mais

MINUTA DO CLAUSULADO DO ACORDO DE DAÇÃO EM PAGAMENTO

MINUTA DO CLAUSULADO DO ACORDO DE DAÇÃO EM PAGAMENTO 1 MINUTA DO CLAUSULADO DO ACORDO DE DAÇÃO EM PAGAMENTO Entre a EGEO Tecnologia e Ambiente SA, representada pelo seu Presidente, Prof. Júlio Castro Caldas, adiante designado por 1º Outorgante e a Câmara

Leia mais

Anúncio de concurso. Serviços

Anúncio de concurso. Serviços 1 / 5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:179698-2016:text:pt:html Luxemburgo-Luxemburgo: BEI - Serviços de comunicação da rede de área alargada e da rede da

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MAFRA NOTA INFORMATIVA. Alojamento Local

CÂMARA MUNICIPAL DE MAFRA NOTA INFORMATIVA. Alojamento Local NOTA INFORMATIVA Alojamento Local (Decreto-Lei n.º 128/2014, de 29 de Agosto, alterado pelo Decreto-Lei n.º 63/2015, de 23 de Abril) Consideram-se estabelecimentos de Alojamento Local as moradias, apartamentos

Leia mais

2º Passo Declaração de Início de Actividade e Inscrição no Ficheiro Central de Pessoas Colectivas 3º Passo Registo Comercial

2º Passo Declaração de Início de Actividade e Inscrição no Ficheiro Central de Pessoas Colectivas 3º Passo Registo Comercial O certificado de admissibilidade de firma é válido por cento e oitenta dias a contar da data da sua emissão. A Portaria nº 271/99, de 13 de Abril, veio considerar o empresário em nome individual como pessoa

Leia mais

AEC - ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR

AEC - ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR «Instrumento de notação do Sistema Estatístico Nacional (Lei n.º 22/2008, de 13 de Maio) de RESPOSTA OBRIGATÓRIA, registado no INE sob o n.º 9943, válido até 31/12/2014» AEC - ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO

Leia mais

Requerimento de Despejo

Requerimento de Despejo Requerimento de Despejo (Deverá entregar este requerimento numa das secretarias judiciais competentes para o efeito. Poderá consultar quais são, juntamente com mais informações sobre o, em https://www.bna.mj.pt)

Leia mais

RH PROCEDIMENTO CONCURSAL/CANDIDATURA

RH PROCEDIMENTO CONCURSAL/CANDIDATURA RH PROCEDIMENTO CONCURSAL/CANDIDATURA INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO Código da publicitação do procedimento Indicar o número do aviso publicado no Diário da República ou o número do código da oferta de emprego

Leia mais

GUIA PRÁTICO DISPENSA DE PAGAMENTO DE CONTRIBUIÇÕES 1º EMPREGO E DESEMPREGADO LONGA DURAÇÃO INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P

GUIA PRÁTICO DISPENSA DE PAGAMENTO DE CONTRIBUIÇÕES 1º EMPREGO E DESEMPREGADO LONGA DURAÇÃO INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P GUIA PRÁTICO DISPENSA DE PAGAMENTO DE CONTRIBUIÇÕES 1º EMPREGO E DESEMPREGADO LONGA DURAÇÃO INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Dispensa de Pagamento de Contribuições 1º

Leia mais

CIRCULAR INFORMATIVA Nº 246

CIRCULAR INFORMATIVA Nº 246 CIRCULAR INFORMATIVA Nº 246 LEGISLAÇÃO NACIONAL 23-12-2015 CERTIFICADOS ELECTRÓNICOS PARA GRANDES UTILIZADORES (CDI) Exmos. Senhores Associados, Visando atender às necessidades das empresas suas associadas

Leia mais

MINISTÉRIO DO AMBIENTE, ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E ENERGIA. Diário da República, 1.ª série N.º 173 9 de setembro de 2014 4809

MINISTÉRIO DO AMBIENTE, ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E ENERGIA. Diário da República, 1.ª série N.º 173 9 de setembro de 2014 4809 Diário da República, 1.ª série N.º 173 9 de setembro de 2014 4809 publicado no Diário da República 1ª série, n.º 56, 1.º suplemento, tendo depositado o seu instrumento de ratificação a 30 de abril de 2007.

Leia mais

FUNCHAL COMÉRCIO DE PRODUTOS FITOFARMACÊUTICOS CAE REV_3: 46750 COMÉRCIO POR GROSSO DE PRODUTOS QUÍMICOS

FUNCHAL COMÉRCIO DE PRODUTOS FITOFARMACÊUTICOS CAE REV_3: 46750 COMÉRCIO POR GROSSO DE PRODUTOS QUÍMICOS O conteúdo informativo disponibilizado pela presente ficha não substitui a consulta dos diplomas legais referenciados e da entidade licenciadora. FUNCHAL COMÉRCIO DE PRODUTOS FITOFARMACÊUTICOS CAE REV_3:

Leia mais

REQUERIMENTO PARA LICENCIAMENTO DE: OCUPAÇÃO DA VIA PÚBLICA OCUPAÇÃO DO ESPAÇO PÚBLICO

REQUERIMENTO PARA LICENCIAMENTO DE: OCUPAÇÃO DA VIA PÚBLICA OCUPAÇÃO DO ESPAÇO PÚBLICO 1/6 REQUERIMENTO PARA LICENCIAMENTO DE: OCUPAÇÃO DA VIA PÚBLICA OCUPAÇÃO DO ESPAÇO PÚBLICO ( nº SM ) Exmo. Sr. Presidente da Câmara Municipal de Sintra (nome do requerente), contribuinte ( pessoa singular

Leia mais

TABELA DE TAXAS 2014

TABELA DE TAXAS 2014 TABELA DE TAXAS 2014 PORTARIA Nº314/2010 de 14/06 Anexo ponto I.1 1. Trabalhos de caracterização de acústica ambiental e de acústica de edifícios - Período normal Nº de caracterizações acústicas de níveis

Leia mais

Regulamento específico das zonas de estacionamento controlado da Praia da Rocha

Regulamento específico das zonas de estacionamento controlado da Praia da Rocha Regulamento específico das zonas de estacionamento controlado da Praia da Rocha Artigo 1.º Lei Habilitante O presente regulamento é elaborado e aprovado ao abrigo da competência prevista no artigo 241

Leia mais

Ficha Técnica do Imóvel*

Ficha Técnica do Imóvel* Ficha Técnica do Imóvel* * relativo ao Lote 4 da Resolução n.º 241/2016, de 12 de maio Identificação do imóvel Localização Prédio urbano localizado na freguesia da Sé, concelho do Funchal, inscrito na

Leia mais

XXXII COLÓQUIO NACIONAL DA ATAM

XXXII COLÓQUIO NACIONAL DA ATAM XXXII COLÓQUIO NACIONAL DA ATAM A MOBILIDADE INTERNA E A MOBILIDADE ESPECIAL. A CESSAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO POR MÚTUO ACORDO A SUA UTILIZAÇÃO NO CONTEXTO AUTÁRQUICO Lagoa, 30 de outubro de 2012 José

Leia mais

CONDIÇÕES DE ARRENDAMENTO

CONDIÇÕES DE ARRENDAMENTO NORMAS DE ATRIBUIÇÃO DO ARRENDAMENTO DE ANDARES EM PRÉDIOS DE RENDIMENTO, A QUE SE REFERE O ANÚNCIO PUBLICADO NO SITIO DA CPME EM 03/03/2015, sob o nº 1/2015 CONDIÇÕES DE ARRENDAMENTO Os candidatos deverão

Leia mais

PROGRAMA CASA ACESSÍVEL FORMULÁRIO DE CANDIDATURA

PROGRAMA CASA ACESSÍVEL FORMULÁRIO DE CANDIDATURA 1/13 PROGRAMA CASA ACESSÍVEL FORMULÁRIO DE CANDIDATURA (nº SM) Exmº Sr Presidente da Câmara Municipal de Sintra (Nome) (1) ; natural de (Concelho) ( Freguesia ) ; portador do bilhete de identidade nº Emitido

Leia mais

Município de Alandroal

Município de Alandroal LICENCIAMENTO DE OPERAÇÃO DE LOTEAMENTO Reg. Ent. n.º Processo n.º Registado em O Funcionário Exmo. Senhor Presidente da Câmara Municipal REQUERENTE Nome Código Postal Freguesia Concelho NIF/NIPC BI/CC

Leia mais

Município de Alandroal

Município de Alandroal LICENCIAMENTO DE OBRAS DE EDIFICAÇÃO Reg. Ent. n.º: Processo n.º: Registado em: O Funcionário: Exmo. Senhor Presidente da Câmara Municipal REQUERENTE Nome : Residência/Sede: Nº: Localidade: Código Postal:

Leia mais

1. OBJETIVOS VISADOS E TIPOLOGIA DAS OPERAÇÕES OU INVESTIMENTOS A APOIAR

1. OBJETIVOS VISADOS E TIPOLOGIA DAS OPERAÇÕES OU INVESTIMENTOS A APOIAR FUNDO FLORESTAL PERMANENTE - DEFESA DA FLORESTA CONTRA INCÊNDIOS APOIO AO FUNCIONAMENTO DAS EQUIPAS DE SAPADORES FLORESTAIS 2016 a 2018 (Portaria n.º 77/2015, de 16 de março, alterada pela Portaria n.º

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DE URBANIZAÇÃO E EDIFICAÇÃO PREÂMBULO

REGULAMENTO MUNICIPAL DE URBANIZAÇÃO E EDIFICAÇÃO PREÂMBULO PREÂMBULO O Decreto-Lei n.º 26/2010, de 30 de março, veio alterar o Regime Jurídico da Urbanização e Edificação aprovado pelo Decreto-Lei n.º 555/99, de 16 de dezembro. Este diploma teve como objetivo,

Leia mais

CASO DE CONTRATAÇÃO À DISTÂNCIA INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL

CASO DE CONTRATAÇÃO À DISTÂNCIA INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL CXGOLBD_20160701 Caixa Gold CASO DE CONTRATAÇÃO À DISTÂNCIA INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. Identificação da instituição de crédito 1.1. Denominação CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS,

Leia mais

Antigo Centro de Férias da Praia das Maçãs, em Sintra REGRAS E CONDIÇÕES DE VENDA. Artigo 1.º Objeto

Antigo Centro de Férias da Praia das Maçãs, em Sintra REGRAS E CONDIÇÕES DE VENDA. Artigo 1.º Objeto Antigo Centro de Férias da Praia das Maçãs, em Sintra REGRAS E CONDIÇÕES DE VENDA Artigo 1.º Objeto As presentes condições de venda destinam-se a estabelecer as normas pelas quais a CP - Comboios de Portugal,

Leia mais

Município de Tondela

Município de Tondela Informação prévia sobre obras de edificação Registo de Entrada n.º / Registado em / / O Funcionário Processo n.º / / Gestão Documental Exmo(a). Senhor(a). Presidente da Câmara Municipal de Tondela Largo

Leia mais

Ficha Técnica de Fiscalização ALOJAMENTO LOCAL

Ficha Técnica de Fiscalização ALOJAMENTO LOCAL FTF: PPC/01//16 Versão: 01/ IDENTIFICAÇÃO Representante legal/proprietário/explorador Nº de registo /AL ASSINALAR A MODALIDADE DE Moradia Modalidade Apartamento Estabelecimento de Hospedagem (unidades

Leia mais

Perguntas Frequentes

Perguntas Frequentes Página 1 de 9 1.O que são os concursos? É um concurso público dirigido pela entidade gestora da Bolsa de terras, a Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural (DGADR). E que se destina a ceder

Leia mais

MUNICÍPIO DA FIGUEIRA DA FOZ

MUNICÍPIO DA FIGUEIRA DA FOZ MUNICÍPIO DA FIGUEIRA DA FOZ REGULAMENTO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA A Câmara Municipal da Figueira da Foz, de acordo com o disposto no n.º 2 do artigo 67 do Código da Estrada, aprovado

Leia mais

REQUERIMENTO INFORMAÇÃO PRÉVIA

REQUERIMENTO INFORMAÇÃO PRÉVIA Exmo. Senhor Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada Requerente NIF/NIPC: Nome/Designação: Na qualidade de: N.º Identificação Civil: Tipo: BI CC Passaporte Validade: / / Autorizo a comunicação

Leia mais

Legislação. Publicação: Diário da República n.º 109/2015, Série I, de 05/06, Páginas 3630-3632. MINISTÉRIO DAS FINANÇAS. Portaria n.

Legislação. Publicação: Diário da República n.º 109/2015, Série I, de 05/06, Páginas 3630-3632. MINISTÉRIO DAS FINANÇAS. Portaria n. MOD. 4.3 Classificação: 0 6 0. 0 1. 0 1 Segurança: P úbl i c a Processo: Direção de Serviços de Comunicação e Apoio ao Contribuinte Legislação Diploma Portaria n.º 172/2015 Estado: vigente Resumo: Define

Leia mais

NL-Haia: Prestação de serviços de desenvolvimento de software, manutenção e apoio para a Eurojust 2012/S 196-321563. Anúncio de concurso.

NL-Haia: Prestação de serviços de desenvolvimento de software, manutenção e apoio para a Eurojust 2012/S 196-321563. Anúncio de concurso. 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:321563-2012:text:pt:html NL-Haia: Prestação de serviços de desenvolvimento de software, manutenção e apoio para a Eurojust

Leia mais

APÊNDICE N.º 107 II SÉRIE N.º 162 16 de Julho de 2003 CÂMARA MUNICIPAL DE ALCOBAÇA. CAPÍTULO I Disposições gerais. CAPÍTULO II Do procedimento

APÊNDICE N.º 107 II SÉRIE N.º 162 16 de Julho de 2003 CÂMARA MUNICIPAL DE ALCOBAÇA. CAPÍTULO I Disposições gerais. CAPÍTULO II Do procedimento 3 CÂMARA MUNICIPAL DE ALCOBAÇA Aviso n.º 5473/2003 (2.ª série) AP. Regulamento Municipal da Urbanização e Edificação. Nos termos do disposto nos artigos 112.º, n.º 8, e 241.º da Constituição da República

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE POMPÉU PRAÇA GOVERNADOR VALADARES, 12 CENTRO FONE: (37) 3523-1000 FAX: (37) 3523-1391 35.640-000 POMPÉU/MG

PREFEITURA MUNICIPAL DE POMPÉU PRAÇA GOVERNADOR VALADARES, 12 CENTRO FONE: (37) 3523-1000 FAX: (37) 3523-1391 35.640-000 POMPÉU/MG LEI COMPLEMENTAR Nº 002/2009 DISPÕE SOBRE O PROGRAMA MINHA CASA, MINHA VIDA NO MUNICÍPIO DE POMPÉU, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A Câmara Municipal de Pompéu/MG, por seus representantes legais, aprovou e

Leia mais

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 00011/2013 (S01364-201302)

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 00011/2013 (S01364-201302) 1 5 ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 00011/2013 (S01364-201302) Nos termos do Artigo 27º do Decreto-Lei n.º 178/2006, de 5 de setembro, com a redação conferida

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAJUBÁ

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAJUBÁ Ofício nº420/semug/2010 Assunto: Encaminha Projeto de Lei Senhor Presidente Apresentamos o Projeto de Lei.../2010, substitutivo ao Projeto de Lei 3639, que Autoriza o Poder Executivo a doar imóvel à Empresa

Leia mais

ABERTURA CONTA DEPÓSITOS À ORDEM PESSOAS SINGULARES/ EMPRESÁRIOS EM NOME INDIVIDUAL FICHA DE INFORMAÇÃO DE CLIENTE

ABERTURA CONTA DEPÓSITOS À ORDEM PESSOAS SINGULARES/ EMPRESÁRIOS EM NOME INDIVIDUAL FICHA DE INFORMAÇÃO DE CLIENTE Balcão Data / / N.º Conta DO Ficha Inicial Ficha de Alteração IDENTIFICAÇÃO DE PESSOA SINGULAR/ENI Nome Completo Data de Nascimento / / Número de Identificação Fiscal Bilhete de Identidade/Cartão cidadão

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO PUBLICADO EM PLACAR Em / / LEI COMPLEMENTAR Nº 194, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2009 O PREFEITO DE PALMAS Altera dispositivos da Lei Complementar n 107, de 30 de setembro de 2005, que dispõe sobre o Código Tributário

Leia mais

M U N I C Í P I O D E O L I V E I R A D O H O S P I T A L C Â M A R A MUNICIPAL

M U N I C Í P I O D E O L I V E I R A D O H O S P I T A L C Â M A R A MUNICIPAL REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO E ARRENDAMENTO DO PAVILHÃO INDUSTRIAL DA CORDINHA Preâmbulo A criação e disponibilização de infraestruturas para instalação de unidades industriais constitui um importante instrumento

Leia mais

Elaboração de PU e PP Guias orientadores. Execução e Compensação

Elaboração de PU e PP Guias orientadores. Execução e Compensação Elaboração de PU e PP Guias orientadores 2014 Execução e Compensação Principais conceitos Execução e compensação em PU e PP Unidades de Execução Sistemas de Execução Perequação compensatória O Princípio

Leia mais

OCUPAÇÃO DE VIA PÚBLICA POR MOTIVO DE EXECUÇÃO DE OBRAS PARTICULARES

OCUPAÇÃO DE VIA PÚBLICA POR MOTIVO DE EXECUÇÃO DE OBRAS PARTICULARES Registo n.º Data / / O Funcionário OCUPAÇÃO DE VIA PÚBLICA POR MOTIVO DE EXECUÇÃO DE OBRAS PARTICULARES Art.. 57º do Decreto-Lei nº. 555/99, de 16 de Dezembro, na redacção do Decreto-Lei nº.26/2010, de

Leia mais

AC. EM CÂMARA. (16) REGULAMENTO PARA ATRIBUIÇÃO DE CIRCUITOS TURÍSTICOS NO MUNICÍPIO DE VIANA DO CASTELO:- Pelo Vereador Luís Nobre foi apresentada a

AC. EM CÂMARA. (16) REGULAMENTO PARA ATRIBUIÇÃO DE CIRCUITOS TURÍSTICOS NO MUNICÍPIO DE VIANA DO CASTELO:- Pelo Vereador Luís Nobre foi apresentada a 1 AC. EM CÂMARA (16) REGULAMENTO PARA ATRIBUIÇÃO DE CIRCUITOS TURÍSTICOS NO MUNICÍPIO DE VIANA DO CASTELO:- Pelo Vereador Luís Nobre foi apresentada a proposta que seguidamente se transcreve:- REGULAMENTO

Leia mais

Limite do(s) prédio(s) antes da operação urbanística. Limite do prédio depois da operação urbanística (Lote)

Limite do(s) prédio(s) antes da operação urbanística. Limite do prédio depois da operação urbanística (Lote) Normas Técnicas Entrega de pedidos de Operações Urbanísticas em formato digital Tendo em conta as capacidades e limitações dos formatos digitais atualmente disponíveis, bem como os requisitos ao nível

Leia mais