RI - RASTREANDO INTERESSES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RI - RASTREANDO INTERESSES"

Transcrição

1 FGV Management MBA de Gestão Estratégica de TI RI - RASTREANDO INTERESSES Aluno: Henry Carlos Ribeiro Trabalho de Conclusão de Curso apresentado para a Disciplina PROJETO INTEGRADO DE NEGÓCIOS - PIN. Prof. André Luiz de Freitas São Paulo Março / 2011

2 MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE TI Coordenador Acadêmico Luiz Antonio Joia FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS PROGRAMA FGV MANAGEMENT CURSO MBA GESTÃO ESTRATÉGICA DE TI O Trabalho de Conclusão de Curso Projeto Integrado de Negócio RI RASTREANDO INTERESSES Elaborado por: Henry Carlos Ribeiro e aprovado pela Coordenação Acadêmica do curso MBA Gestão Estratégica de TI, foi aceito como requisito parcial para a obtenção do certificado do curso de pós-graduação, nível de especialização, do Programa FGV Management. Data: 24 de março de 2012 Prof. Luiz Antonio Joia

3 MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE TI Coordenador Acadêmico Luiz Antonio Joia TERMO DE COMPROMISSO O aluno Henry Carlos Ribeiro, abaixo assinado, do curso MBA de Gestão Estratégica de TI, do Programa FGV Management, realizado nas dependências da Fundação Getulio Vargas em São Paulo, SP, no período de agosto de 2010 a setembro de 2012, declaram que o conteúdo do trabalho de conclusão de curso intitulado: Projeto Integrado de Negócios RI RASTREANDO INTERESSES, é autêntico, original, e de sua autoria exclusiva. São Paulo, 24 de março de Henry Carlos Ribeiro

4 Resumo Executivo Hoje em dia, os consumidores aprenderam a utilização da internet para expor suas opiniões, suas dificuldades, criando comparações, criando avaliações e compartilhado com outros usuários da internet suas próprias opiniões sobre uma determinada empresa, marca e produto ou serviço. Historicamente as empresas tinham controle absoluto sobre suas marcas (produtos ou serviços) e sobre o que era exposto sobre elas permitindo um controle eficiente de sua imagem. Mais especificamente com a utilização das redes sociais, este tipo de comportamento passa a definir muitos consumidores como influenciadores e em uma escala de propagação conseguem suportar apoiando ou denegrindo a imagem das empresas. Como meio de comunicação e relacionamentos com seus parceiros e consumidores, as áreas de Marketing das empresas já incluem estratégias para utilização eficiente das redes sociais. Assim as empresas começam a monitorar as redes sociais, blogs e qualquer outro meio de comunicação disponível na internet, buscando detalhes sobre o que é gerado na rede pelos consumidores. Não adianta monitorar é necessário interpretar, analisar e definir as ações estratégicas para neutralizar ou potencializar uma informação postada na rede. Neste contexto surge o desafio e proposta da RI - Rastreando Interesses: Oferecer oportunidades, conhecimento e proteção por meio de soluções em redes sociais e estratégia digital que satisfaçam as necessidades dos clientes. Gerenciar os conteúdos das redes sociais não é uma tarefa simples, os volumes e a velocidade com que as informações se propagam na internet exige mais de um serviço de monitoramento do que simplesmente a utilização de um software especializado em monitoramento de redes sociais, a interpretação das informações e a analise são passos necessários para as estratégias de ação ou reação dentro da rede. Este nicho de mercado ainda esta sendo pouco explorado e um mercado potencial em franca expansão gerando assim muitas oportunidades para a RI - Rastreando Interesses.

5 Sumário 1 DESCRIÇÃO DO NEGÓCIO RESUMO DAS ANÁLISES REALIZADAS CONCLUSÃO SOBRE A VIABILIDADE FINANCEIRA DO NEGÓCIO AVALIAÇÃO FINAL DO PROJETO BIBLIOGRAFIA i

6 1 1. Descrição do negócio Principais características do negócio: Setor de atuação do negócio: A RI - Rastreando Interesses nasce da necessidade das empresas se prepararem para reagir e responder cada vez mais rápido aos consumidores (clientes). Os consumidores possuem uma nova força e um meio para divulgar sua opinião, comentário e insatisfação, livre de restrições e com repercussão imediata e ampliada, o consumidor atual é mais crítico e utiliza as novas tecnologias para pesquisar sobre as empresas, os produtos e os serviços. A necessidade de estratégias para sanar insatisfações identificadas e potencializar a satisfação de consumidores que gostam da marca, pois a rede exige respostas rápidas e de qualidade, para isso é preciso investir em pessoas e tecnologia. Análise SWOT Qualidade Força Oportunidades Fraquezas Ameaças Profissionais altamente qualificados Experiência Gerencial Expertise Consultorias em Grande demanda do Mercado WEB 2.0 em total expansão Não há um player dominante no mercado Produto não é inovador Disputa Mercado Empresa e marca desconhecida Ferramentas Free concorrentes no mercado de Políticas Regulamentatórias para monitoramento de Mídias Sociais Entrada de novos concorrentes Surgimento de um player concorrente dominador

7 2 A RI - Rastreando Interesses oferece soluções para acompanhamento da sua empresa e da sua marca nas principais redes sociais. Nosso foco é traçar um perfil do publico alvo na web de forma a melhorar a comunicação com o consumidor e possibilitar a sua empresa traçar estratégias visando melhorias em seus produtos e serviços. O Core Business desta empresa baseia-se no fornecimento de soluções ágeis em pesquisa e suporte para atender às necessidades de nossos clientes. Sobre os produtos/serviços ofertados: A RI - Rastreando Interesses oferece as seguintes: Monitoramento em redes sociais: Informações sobre quem e o que estão falando da sua marca, empresa, serviço e produto. Criação e Conteúdo Digital: Criamos campanhas sobre produtos e serviços nas principais redes sociais; BI - Relatórios Gerencias: Acompanhar a evolução dos seus monitoramentos em relatórios gráficos filtrados por hora, dia, semana, mês ou ano. Conscientização Interna: Consultoria para criação de uma política clara e objetiva, com campanhas de conscientização, treinamentos e materiais de forma que seus colaboradores usem com bom senso as redes sociais e com conformidade com as metas e objetivos da Empresa. Área de abrangência: Na tabela de estratégia genérica (desenvolvida por Michael Porter) a RI Rastreando Interesses posiciona-se no quadrante Diferenciação no Nicho, pois se trata

8 Largo Estreito 3 de indústria emergente e não identificamos presença de players representativos neste segmento. Custo Menor Custo Maior Escopo do Mercado Liderança de Custos Foco em Custos Diferenciação Foco em Diferenciação Tabela XX Matriz de estratégias genéricas de Porter Os nossos consumidores em potencial são: Empresa que desejam complementar ações de marketing usando o canal de mídias sociais com o intuito de avaliar sua marca ou seus produtos no veiculo mídias sócias, seja a partir de campanhas promovidas ou simplesmente através de comentários passivos dos internautas. Políticos, artistas e profissionais liberais preocupados com sua imagem e que tenham o interesse de interagir com seus públicos por meio das mídias sociais. Nosso foco de atuação é composto por empresas de pequeno e médio porte, dentro da região sudeste do país. Imaginamos que em pouco tempo o negócio possa se expandir para todas as outras regiões do país. Benefícios (vantagem competitiva) do produto/serviço: A RI - Rastreando Interesses estabeleceu uma estratégia global direcionada para o aspecto de diferenciação, a qual foi fundamentada a partir de algumas variáveis, tais como:

9 4 Excelência no atendimento, diferenciação e customização dos produtos e serviços. Fidelidade dos clientes através do desenvolvimento de planos de marketing baseado em uma diferenciação de mercado para atrair e manter o cliente. Diferenciar nosso entregável para o cliente por meio de adição de conteúdo com valor agregado. Transformar informações em conhecimento. Relatórios padrões e customizados a partir da necessidade do cliente. Consumidores: Atualmente notamos aumento significativo da presença de consumidores se referindo a marcas e produtos em público na rede. No ano 2000 a principal plataforma da internet utilizada pelos consumidores era o , na seqüência o Orkut e hoje Facebook contendo boa parte do marketshare das redes sociais. Facilidade de acesso à banda larga no país Oferta de equipamentos de informática a preços baixos Surgimento de novas redes Preocupação que as empresas têm com suas marcas e seus produtos. Estrutura organizacional: A estrutura organizacional da RI - Rastreando Interesses será composta da seguinte forma:

10 5 Diretor Presidente É responsável pela elaboração e acompanhamento do planejamento estratégico em conjunto com a equipe e com os sócios, pela análise de mercado e identificação de novos negócios. Diretor de Tecnologia É responsável pela Pesquisa e Desenvolvimento e desenvolvimento de novas soluções; pela operação e manutenção das soluções atuais nos clientes, garantindo os níveis de serviço acordados; pela implementação das soluções e pelo suporte técnico aos clientes. Diretor de Negócios É responsável pela divulgação da empresa, participação em eventos e apresentações da empresa e suas soluções; pela comercialização das soluções; pela assessoria e consultoria aos clientes, analisando e identificando a oportunidade de novos negócios. Diretor de Administração e Finanças É responsável pelos serviços terceirizados de assessoria jurídica, principalmente para os contratos com fornecedores e clientes; pelo suprimento de insumos; pelos serviços terceirizados de limpeza; pelos funcionários de recursos humanos,

11 6 tais como folha de pagamento, contratações e desligamentos, além da comunicação interna, plano de carreira e gestão de competências dos funcionários; pelos serviços terceirizados de assessoria contábil e fiscal, além dos controles financeiros, tais como o fluxo de caixa. Equipe (competências): Baseado na estrutura a equipe da RI - Rastreando Interesses, as seguintes competências deverão ser consideradas: Inovação: capacidade de quebrar os paradigmas, gerando novas idéias, produtos e serviços que auxiliem nossos clientes a tomada de decisões; Trabalho em equipe e Comprometimento: a integração dos processos exige profissionais comprometidos, colaborativos e multifuncionais; Iniciativa: Pró-atividade na detecção de eventuais problemas ou em oportunidades técnicas e comercias; Visão holística e Visão estratégica: conhecer a empresa como um todo, e entender a relação entre seus diferentes setores; Comunicação, Negociação e construção de relacionamentos: facilidade e clareza na comunicação com os clientes internos e externos; Flexibilidade e Orientação para resultados: habilidade para adaptar-se oportunamente às diferentes exigências do meio. 2. Resumo das análises realizadas Descrição sucinta das principais análises do ambiente em que se situa o negócio: Concorrentes: Apesar do mercado de mídias sociais serem relativamente novo, já é possível constatar um grande número de empresas que atuam no segmento de monitoramento das redes sociais. Tendo em vista que este novo nicho que já mostra dimensões de um oceano. Possui poucas barreiras de entrada e a cada dia novas empresas adentram este

12 7 novo mercado, oferecendo de monitoramento de redes sociais a interação na rede tendo em vista a proteção da marca, divulgação e aperfeiçoamento de seus novos produtos. Analisando o mercado e a concorrência, identificamos uma gama de ferramentas que estão disponíveis no formato online, via SaaS (Software as a Service). Para melhor análise, classificamos nossos concorrentes como diretos e indiretos. Concorrentes indiretos Ferramentas gratuitas Ferramentas gratuitas disponibilizadas na web que precisam ser manuseadas pelos clientes através de palavras chaves e com recursos limitados. A lista de algumas destas ferramentas está a seguir na Tabela 1. Ferramenta Escopo de pesquisa Link Notícias, Web, blog, Google Alerts Imagens, Vídeo, mídias sociais. Notícias, Web, blogs, Social Mention Imagens, Vídeo, mídias sociais. BoardTracker Fóruns de Discussão Notícias, Web, blogs, Monito This Imagens, Vídeo, mídias sociais. Notícias, Web, blogs, Spy Imagens, Vídeo, mídias sociais. Twitter Avançada) (Busca Twitter Icerocket Blogs, Notícias Blogpulse Blogs BackType Blogs Social Media Firehose (Yahoo Mídias Sociais a_fire_hose Pipes) Convencionais e Social Media Mídias Sociais Tracker (Yahoo cial_media_tracker Pipes) 48ers Mídias Sociais Actionly Mídias Sociais sendo que também possui ferramenta paga Whostalkin Mídias Sociais Tabela 1 - Lista de ferramentas

13 8 Concorrentes indiretos - Ferramentas pagas Existem também ferramentas melhor elaboradas e que são comercializadas, porém ainda precisam que sejam manuseadas pelo cliente. Os planos disponibilizados possuem um valor mensal que é baseado no número de buscas e no número de itens encontrados. Relacionamos a seguir as ferramentas identificadas com as características citadas. Aceita - Disponibiliza uma ferramenta de monitoramento de redes sociais a partir de palavras chaves permitindo que o cliente monte seus próprios relatórios. Seekr - Disponibiliza uma ferramenta de monitoramento de redes sociais a partir de palavras chaves permitindo que o cliente monte seus próprios relatórios. Scup - Esta ferramenta tem proposta similar ao Seekr e ao Aceita, com pequenas diferenças nos valores dos planos. Por se tratar de um mercado relativamente novo, não identificamos pesquisas que demonstrassem seu Market Share. Desta forma adotamos uma metodologia para fazer sua estimativa. Identificamos nossos concorrentes diretos e a quantidade de clientes (mencionados no site) para calcularmos a fatia de mercado de cada concorrente. Os detalhes da estimativa estão em anexo e o Market Share está na Figura 4.

14 9 Figura 1 - Market Share Estimado A seguir detalhamos cada um de nossos concorrentes: e.life - Empresa com cinco anos de vida e que possui mais de 150 projetos realizados com cerca de 50 clientes. BRUK Social Media - é uma consultoria global de marketing para mídias em redes sociais a que surgiu há seis anos no Brasil e no Reino Unido oferecendo gerenciamento geral das mídias sociais, construção de presença nas redes sociais, publicidade nas redes sociais, criação de blog, vídeo marketing viral, relações públicas e assessoria de imprensa online, bookmarking social (organização de conteúdo), relatório abrangente de monitoramento e intervenção de atividades nas redes sociais. Agencia Frog - Empresa que tem o objetivo de utilizar seu monitoramento identificar padrões, tendências, desafios e oportunidades que gerem negócios e subsidiem Planejamentos de Comunicação, Relacionamento e Produtos. Midiatics - Auxilia marcas, produtos e empresas em redes sociais a ouvirem, entenderem e engajarem-se nas interações das redes sociais, promovendo relacionamento com os consumidores. Amaradei - Empresa que dentre outras frentes, oferece serviços relacionados a mídias sociais: monitoramento, inserção e gestão de marcas além de atuar na gestão de crises.

15 10 Consideramos importantes para analisar a concorrência. Fator de RI e.life Bruk Midiatics Amaradei Frog Análise Número de funcionários Abrangência de atuação Quantidade de relatórios disponibilizados Suporte cliente ao Número de redes sociais monitoradas Reputação de clientes Número de clientes Faturamento Valor da marca Tempo mercado Preço produto de do Diversificação dos produtos oferecidos Tabela 2 - Comparação entre Concorrentes Legenda Ponto Forte Ponto Médio Ponto fraco Sem informações Ambiência interna:

16 11 O método RI Rastreado Interesses utilizado nos projetos de inteligência em mídias sociais pode ser ilustrado conforme a seguir: Está no DNA da empresa e é aplicado com os recursos, capacidades e competências essenciais os quais a empresa conta. Tem como objetivo entregar os insights obtidos a partir do projeto de inteligência em mídias sociais para que a empresa cliente absorva as informações e use-as em seu processo de decisão. Listamos as Forças que a RI Rastreado Interesses possui para contribuir na indústria de inteligência em mídias sociais. Time de desenvolvimento capacitado em linguagens de programação mais atuais da WEB 2.0. Time de profissionais especializados de Mídias Sociais e de Métricas. Os sócios formadores possuem alto conhecimento sobre Gestão, Finanças, Marketing e Tecnologia. Listamos as Fraquezas que a RI Rastreado Interesses possui, e por ter isso listado já ter condições de se preparar para lidar com isto. A falta de pessoal para execução dos projetos no momento inicial representa uma fraqueza, pois caso um concorrente já tenha time montado. A independência com o qual as informações são disponibilizadas nas redes sociais. A falta de comprometimento e participação do cliente no decorrer da execução da metodologia.

17 12 Objetiva-se em um horizonte de cinco anos, obter um bom nível para os critérios considerados importantes para a empresa. Como o mercado é iniciante, tomamos como prioridade desenvolver aos máximos dois itens da cadeia primária. As atividades relacionadas ao aspecto secundário da cadeia de valores sofre alteração apenas na parte de Tecnologia de Informação por conta das atualizações quase que obrigatórias dentro deste departamento. Infra-Estrutura e RH continuam no mesmo, pois entendemos que o ambiente irá trazer informações mais ao término do período de cinco anos e por este motivo não visualizamos que seja possível projetar o desenvolvimento destas áreas neste período. Mercado: O mercado de mídias sociais teve início em 1997 com o lançamento da primeira rede social, Six Deegrees, permitindo que o usuário criasse perfis e adicionasse outros usuários como amigos. Em 1999 surge o Napster permitindo o compartilhamento de mp3 e a publicação de blogs. A partir do ano 2000 tivemos o estouro da bolha da Internet e em 2002 surgiu Friendster, o pioneiro das redes sociais modernas conseguindo três milhões de usuários nos três primeiros meses, cerca de um a cada 126 usuários da internet na época, ou seja, 0,8% dos internautas estavam conectados na rede social em três meses.

18 13 Em 2003 foram criadas algumas redes sociais, tais como o Myspace tornando-se, em 2006, a rede social mais popular do mundo, o Plaxo, Linkedin, Hi5, Second Life e Del.icio.us. O Facebook, o Flickr e o Orkut foram criados em 2004 específicos em segmentos de universitários, compartilhamento de fotos e rede social, respectivamente. O Youtube, serviço de hospedagem de vídeo teve início em Já em 2006 nasce o Twitter e o Facebook tornou-se público. Em 2007, o Tumblr, serviço de blog, foi criado e o Foursquare, serviço de mídia social para geolocalização, foi criado em Em 2011, a Google lança o Google+ para concorrer com as redes sociais existentes. A figura 6 mostra a evolução das mídias sócias na linha do tempo. Figura 2 Evolução das Mídias Sociais Dado que o mercado de mídias sociais é recente, o monitoramento destas ferramentas também é como não há publicações e pesquisas, nossa análise da evolução é de acordo com a análise dos concorrentes. As empresas analisadas possuem pouco tempo de mercado, dado que a consolidação das mídias sociais é recente, com mostra a Tabela 3.

19 14 Tabela 4 - Tempo de Mercado Conforme apresentado no tópico anterior, somente 17% das empresas possuem áreas preocupadas com redes sociais, entendemos que o mercado para a RI Rastreando Interesses é muito promissor, visto que temos um mercado com 83% de empresas não exploradas, além disso, 17% das empresas estão mantendo atividades internamente que podem ser terceirizadas, dado que não faz parte do core business. Mesmo sendo um mercado recente, com os dados apresentado, concluímos que há grande potencial de crescimento. Ambiência externa: Analisando os fatores que afetam esta indústria do ponto de vista Social, Tecnológico, Econômico e Político. É possível visualizar maneiras de se aproveitar estes fatores tirando vantagem das oportunidades inerentes a eles e ao mesmo tempo, evitando as ameaças propiciadas pelos mesmos. Na relação a seguir listamos as Oportunidades encontradas com o cenário atual da indústria da mídia social digital. As mídias sociais vêm ganhando cada vez mais público e prova disto são os números de crescimento reportados pelo Facebook, Twitter entre outros. Como este mercado é extremamente novo, ainda devemos ter certo cuidado sobre a existência de um ou mais players que possam ser entendidos como dominantes.

20 15 Necessidade de desenvolver novos perfis profissionais. Estes deverão ser capazes de identificar novas oportunidades, sendo os agentes que irão dar forma a este novo mercado. Falta de regulamentação. Mudanças nas políticas econômicas do país podem gerar oportunidades. Crescimento expressivo da mobilidade como aumento do número de dispositivos com acesso a redes sociais (Tablets, Smartphones e Celulares). Planos de dados com preços populares para acesso a estas redes. Ano de eleições é importante, pois há muito investimento na rede. Nesta próxima etapa listamos as Ameaças existentes para o cenário atual da indústria da mídia social digital. Todo o ecossistema de mídias sociais sofre a ameaça de sanções do poder jurídico tanto para usuários como para os sites concentradores de informações (Facebook, Twitter, etc). Cadeia suprimentos, o suprimento principal é a informação, que pode vir diretamente das redes sociais ou de intermediários. Como ainda não há um player dominante oferecendo serviços para uma grande massa de compradores, poderá ocorrer de esta cadeira ser ocupada de uma hora para outra. Privacidade é um tema importante quando se fala em redes sociais. Ferramentas free são uma ameaça para empresas que fornecem ferramentas pagas. A falta de regulamentação gera instabilidade no mercado.

21 16 Atualmente há um crescente aumento da provisão de recursos para investimentos em mídias. Formação de Preço As projeções financeiras levam em consideração o cenário realista, para a formação de preço, foi realizada uma pesquisa com as empresas que já prestam um serviço similar, através de contato via telefone com as empresas. Foi estabelecido o preço médio de R$ 4.250,00 por mês para o serviço de Monitoramento em mídias sociais. Volume de Vendas Ano Quantidade de Serviços Adquiridos Faturamento R$ , R$ , R$ , R$ ,00 Figura 3 - Volume de Vendas e Faturamento As altas taxas de juros dos empréstimos financeiros fez com que o planejamento foi feito visando positivar o fluxo de caixa em todos os meses de todos os anos. Fluxo de Caixa Projetado ITENS Entradas: Integralização , ,00 - Vendas , , , ,00 Empréstimos Receitas não operacionais TOTAL (E) , , , ,00 Saídas: Compras à vista , Compras à prazo Pessoal e Encargos , , , ,00 Desp. Administrativas , , , ,00 Desp. Comerciais , , , ,00 Aquisição de Patrimônio , Pagamento de Empréstimos Despesas não operacionais TOTAL (S) , , , ,00 Total: Saldo inicial ,03 ( ,28) RI ( ,72) Rastreando Interesses ,71 (+/-) Variação ( ,00) ( ,00) , ,00 (+) Receitas Financeiras 1.914,43 (57.861,64) (14.921,08) ,82 SALDO FINAL ( ,53) ( ,92) ( ,80) ,54

22 17 Figura 4 - Fluxo de Caixa Projetado Figura 5 - Gráfico do Fluxo de Caixa Projetado DRE Projetado Demonstração dos resultados projetados no exercício. Demonstração do Resultado no Exercício (DRE Projetado) ITENS Vendas Líquidas: , , , ,00 (-) C.M.V (=) Lucro Bruto: , , , ,00 (+/-) Despesas Operacionais ( ,57) ( ,64) ( ,08) ( ,18) Administração ( ,00) ( ,00) ( ,00) ( ,00) Comercial (72.000,00) (72.000,00) (36.000,00) (36.000,00) Devedores Duvidosos Depreciação (600,00) (400,00) (400,00) (600,00) Receitas Financeiras 1.914,43 (57.861,64) (14.921,08) ,82 Despesas Financeiras (=) Lucro Operacional: ( ,57) ( ,64) , ,82 (+) Receitas não operacionais: (-) Despesas não operacionais: (=) Lucro antes do I.R.: ( ,57) ( ,64) , ,82 (-) Provisão para o I.R.: , ,25 (=) Lucro Líquido: ( ,57) ( ,64) , ,58 Figura 6 - DRE Projetado

23 18 Balanço Patrimonial Projetado ITENS ATIVO ( ,56) ( ,20) , , Ativo Circulante ( ,56) ( ,20) , ,77 Caixa ( ,89) ( ,03) , ,27 Clientes , , , ,50 (-) P.D.D Estoques Realizável a Longo Prazo Permanente , , , ,00 Imobilizado , , , ,00 (-) Depreciação Acumulada (600,00) (1.000,00) (1.400,00) (2.000,00) PASSIVO ( ,57) ( ,21) , , Passivo Circulante , , , ,24 Fornecedores Empréstimos Contas a Pagar , , , ,00 I.R. a Pagar , , Exigível a Longo Prazo Dividendos a Pagar Reserva Exerc. Futuros Patrimônio Líquido ( ,57) ( ,21) , ,53 Capital , , , ,00 Reserva de Lucros Lucro Acumulado ( ,57) ( ,21) ( ,29) ,53 Figura 7 - Balanço Patrimonial Projetado 3. Conclusão sobre a viabilidade financeira do negócio Considerando todas as analises e cálculos realizados, podemos concluir que a RI Rastreando Interesses poderá ser uma grande oportunidade de investimento de mercado, ainda que seus três primeiros anos não tenham sido rentáveis e que o Pay-back somente ocorrerá a partir de Análise do Investimento R.O.I. e Rentabilidade

24 19 Índices Ano: 2015 Margem de Lucro Margem Operacional: 67% Margem Líquida: 47% Giro Giro do Ativo: 5 Retorno Retorno sobre o Investimento: 224% Retorno sobre o Patrimônio Líquido: 236% Figura 8 - Análise do Retorno do Investimento Fluxo de Caixa Descontado A taxa interna de retorno de cada ano é de 24,34% a.a, considerando que o investimento total integralizado foi de R$ mil, uma excelente aplicação R$ , R$ ,00 Anos IRR ou TIR = 24,34% a.a R$ ( ,00) 2012 R$ ( ,00) 2013 R$ ( ,00) Figura 9 - Fluxo de Caixa Descontado - TIR 4. Avaliação final do projeto

25 20 O MBA-FGV traz uma nova forma de enxergar o mundo corporativo, O PIN particularmente trouxe uma experiência diferente das que vivenciei, aplicar os conceitos (teóricos) abordados durante o curso em um projeto de negócios. As dificuldades e desafios foram muitos e superados um a um, mas o resultado e o aprendizado valeram a pena, a seguir listo alguns pontos que merecem ser destacados: Escolha do ramo de atuação da empresa Uma das fases mais difíceis do projeto e uma das mais demoradas, afinal de contas chegar a um consenso em um grupo de oito pessoas é muito difícil, acabou sendo uma das primeiras lições aprendidas do projeto, as relações de cabeças com criações e culturas diferentes não é fácil. O ramo de atuação da empresa foi alterado uma vez durante o projeto, no inicio tínhamos poucas visibilidades do tamanho do trabalho necessário para realizar o projeto conseguiram verificar os problemas com nossa escolha e conseguimos redirecionar para um novo ramo de atuação. O grupo procurou focar o negocio em idéias inovadoras e diferenciadas, sempre objetivando reais possibilidades de implementação. A escolha inicial foi a Transmissão de Eventos esportivos e Shows a distancia através da projeção de imagens em 3D (três dimensões), a escolha parecia ser a ideal, inovadora e um grande apelo de poder interagir e demonstrar uma realidade para os participantes. Definido produto e ramo de atuação, fomos a campo para prospectar informações sobre o assunto e viabilidade operacional, encontramos dificuldades na realização destas pesquisas e levantamentos necessários para sua implementação técnica, diante deste cenário o grupo reunido decidiu pela modificação do ramo de atuação da empresa, acreditou-se que a viabilidade do negócio era discutível. Na busca por uma nova área de atuação, após varias opções, decidiu-se pelo ramo de Monitoramento das Mídias Sociais, teríamos que iniciar uma saga para cumprir

26 21 os prazos para realização do projeto, havíamos perdido tempos preciosos que com certeza iriam fazer falta no final do projeto. Trabalho em equipe O grupo do projeto nasceu naturalmente durante a primeira aula sobre o PIN, a proximidade geográfica na sala e os trabalhos anteriores realizados pareciam ser suficientes para a realização de um projeto deste porte. O tempo iria demonstrar que somente estes aspectos não seriam suficientes para determinar isso, um grupo de oito cabeças com valores e crenças diferentes não é fácil de controlar. No inicio acreditamos não ser necessário estabelecer um gerente de projeto, por acreditar que cada um sabia seu papel dentro do trabalho, começava a ter os primeiros indícios que o projeto poderia naufragar se não acontecesse uma mudança radical na postura e comprometimento do grupo para com o projeto. Prazos estabelecidos para atividades não estavam sendo cumpridos, devido aos diferentes compromissos profissionais e pessoais de cada membro, mesmo com reprogramações. Neste cenário não restou alternativa senão estabelecer a figura de um gerente de projeto que ficaria responsável de cobrar sistematicamente os participantes do grupo no desempenho das atividades a eles atribuídas veio também à mudança de organização do grupo. Para mitigar a dificuldade de conciliação de agenda do grupo dividimos as partes do projeto em duplas, com reuniões periódicas para debater as informações centrais que todos os membros deveriam participar. Com este tipo de organização, tivemos um ganho de produtividade e de cumprimento dos prazos, mas sempre com algum tipo de reprogramação de data de entrega. Quando existia impossibilidade de dedicação de algum membro para algum tema, sempre havia a dupla para auxiliar este, diminuindo os impactos na qualidade e no cumprimento dos prazos. A revisão dos trabalhos já realizados passou a ser feita por outro participante do grupo (não pertencente a dupla que fez) para retirar os vícios e personalização dos mesmos.

PROJETO INTEGRADO DE NEGÓCIOS

PROJETO INTEGRADO DE NEGÓCIOS PROJETO INTEGRADO DE NEGÓCIOS MONITORAMENTO DE MÍDIAS SOCIAIS MBA em Gestão Estratégica de Tecnologia da Informação Prof. André Luiz de Freitas @CYS Fundação Getúlio Vargas Componentes Carlos Narvais Fabiano

Leia mais

MBA em Gestão Estratégica de TI. Mídias Sociais - Colaboração e Competitividade para o Negócio. Aluno: Paulo Simão Vinhal

MBA em Gestão Estratégica de TI. Mídias Sociais - Colaboração e Competitividade para o Negócio. Aluno: Paulo Simão Vinhal FGV Management MBA em Gestão Estratégica de TI Mídias Sociais - Colaboração e Competitividade para o Negócio @VPS Aluno: Paulo Simão Vinhal Trabalho de conclusão de curso do MBA DE GESTÃO ESTRATÉGICA DE

Leia mais

MBA de Gestão Estratégica da TI

MBA de Gestão Estratégica da TI FGV Management MBA de Gestão Estratégica da TI PROJETO INTEGRADO DE NEGÓCIOS Soluções para monitoramento em redes sociais. EMPRESA: @CYS Equipe de Projeto: Carlos Narvais Fabiano Silos Henry Ribeiro Marcelo

Leia mais

UNIMEP MBA em Gestão e Negócios

UNIMEP MBA em Gestão e Negócios UNIMEP MBA em Gestão e Negócios Módulo: Sistemas de Informações Gerenciais Aula 4 TI com foco nos Negócios: Áreas envolvidas (Parte II) Flávio I. Callegari www.flaviocallegari.pro.br O perfil do profissional

Leia mais

Monitoramento de Redes Sociais

Monitoramento de Redes Sociais Monitoramento de Redes Sociais O QlikBrand é uma ferramenta profissional para monitoramento de mídias sociais e o primeiro "Social Mídia Discovery" com Qlikview. Localiza menções nas mídias sociais, interage

Leia mais

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Maio de 2010 Conteúdo Introdução...4 Principais conclusões...5 Dados adicionais da pesquisa...14 Nossas ofertas de serviços em mídias sociais...21

Leia mais

História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo

História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo Morgana Hamester História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo Contexto atual Modelização digital contemporaneidade;

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Usando o SI como vantagem competitiva Vimos

Leia mais

MARKETING DIGITAL E E-BUSINESS AULA III ESTRATÉGIAS DO MARKETING DIGITAL PROF. M. SC. JOSUÉ VITOR MBA EM MARKETING ESTRATÉGICO

MARKETING DIGITAL E E-BUSINESS AULA III ESTRATÉGIAS DO MARKETING DIGITAL PROF. M. SC. JOSUÉ VITOR MBA EM MARKETING ESTRATÉGICO MBA EM MARKETING ESTRATÉGICO MARKETING DIGITAL E E-BUSINESS AULA III ESTRATÉGIAS DO MARKETING DIGITAL PROF. M. SC. JOSUÉ VITOR josuevitor16@gmail.com @josuevitor Marketing Digital Como usar a internet

Leia mais

Mídias Sociais nos Negócios. GorillaBrand BRAND

Mídias Sociais nos Negócios. GorillaBrand BRAND Mídias Sociais nos Negócios GorillaBrand BRAND Marketing de Relacionamento Estratégias Empresa Marca Faturamento Clientes Uso de estratégias Relacionamento Empresa x Cliente Gera Valorização da Marca Aumento

Leia mais

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 PROSPERE NA NOVA ECONOMIA A SPEKTRUM SUPORTA A EXECUÇÃO DA SUA ESTRATÉGIA Para as empresas que buscam crescimento

Leia mais

Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico

Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico CUSTOMER SUCCESS STORY Abril 2014 Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico PERFIL DO CLIENTE Indústria: Mídia Companhia: Valor Econômico Funcionários:

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Aprecie as apresentações a seguir. Boa leitura!

APRESENTAÇÃO. Aprecie as apresentações a seguir. Boa leitura! APRESENTAÇÃO A Informatiza Soluções Empresariais está no mercado desde 2006 com atuação e especialização na criação de sites e lojas virtuais. A empresa conta com um sistema completo de administração de

Leia mais

FLUXO DE CAIXA INSTRUMENTO DE PLANEJAMENTO E CONTROLE FINANCEIRO

FLUXO DE CAIXA INSTRUMENTO DE PLANEJAMENTO E CONTROLE FINANCEIRO FLUXO DE CAIXA INSTRUMENTO DE PLANEJAMENTO E CONTROLE FINANCEIRO Lúcia de Fátima de Lima Lisboa RESUMO O presente artigo apresenta o fluxo de caixa como uma ferramenta indispensável para a gestão financeira

Leia mais

Uma visão abrangente dos negócios. Solução para superar barreiras e otimizar recursos na sua empresa

Uma visão abrangente dos negócios. Solução para superar barreiras e otimizar recursos na sua empresa Uma visão abrangente dos negócios Solução para superar barreiras e otimizar recursos na sua empresa Negócios sem barreiras O fenômeno da globalização tornou o mercado mais interconectado e rico em oportunidades.

Leia mais

Modelos, Métodos e Técnicas de Planejamento

Modelos, Métodos e Técnicas de Planejamento UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Faculdade de Filosofia e Ciências Câmpus de Marília Departamento de Ciência da Informação Modelos, Métodos e Técnicas de Planejamento Profa. Marta Valentim Marília 2014 Modelos,

Leia mais

Apresentação. Quem Somos

Apresentação. Quem Somos Apresentação Quem Somos A UAI Tecnologia e Comunicação, nome fantasia da UAI Software LTDA., (que significa "Unidade de Apoio à Informação do Software") foi fundada em 19 de Março de 2004, por Luiz Gustavo

Leia mais

Modelo de Plano de Negócios

Modelo de Plano de Negócios Modelo de Plano de Negócios COLEÇÃO DEBATES EM ADMINISTRAÇÃO Empreendedorismo Modelo de Plano de Negócios Elaboração Marcelo Marinho Aidar Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EAESP) F U N

Leia mais

BENEFÍCIOS COM A SMALL

BENEFÍCIOS COM A SMALL BENEFÍCIOS COM A SMALL 2012. Small Consultoria Avenida Engenheiro Caetano Álvares, 530 Casa Verde, São Paulo S.P. Tel. 11 2869.9699 / 11 2638.5372 Todos os direitos reservados. A IDEIA Dentre os exemplos

Leia mais

Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias CCA-UFES Departamento de Computação

Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias CCA-UFES Departamento de Computação - Centro de Ciências Agrárias Departamento de Computação Os sistemas de informação empresariais na sua carreira Introdução à Ciência da Computação Introdução à Ciência da Computação COM06850-2015-II Prof.

Leia mais

Aula 1: Introdução à Disciplina Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina

Aula 1: Introdução à Disciplina Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina Programação para Internet Rica 1 Aula 1: Introdução à Disciplina Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina Objetivo: Identificar os princípios que se destacam como características da Web 2.0. INTRODUÇÃO

Leia mais

PLANEJAMENTO DE MARKETING ELETRÔNICO

PLANEJAMENTO DE MARKETING ELETRÔNICO Instituto FA7 IBMEC MBA em Marketing Disciplina: Professor: Turma: Equipe: Marketing Eletrônico Renan Barroso Marketing II - Fortaleza Ana Hilda Sidrim, Ana Carolina Danziger PLANEJAMENTO DE MARKETING

Leia mais

Trabalho sobre Social Media Como implementar Social Media na empresa

Trabalho sobre Social Media Como implementar Social Media na empresa Como implementar Social Media na empresa 1 As razões: Empresas ainda desconhecem benefícios do uso de redes sociais Das 2,1 mil empresas ouvidas em estudo do SAS Institute e da Harvard Business Review,

Leia mais

Prezado Futuro Cliente

Prezado Futuro Cliente Prezado Futuro Cliente É com grade satisfação que encaminhamos nossa apresentação institucional e certos de estabelecermos uma parceria de sucesso e duradoura. Ela foi desenvolvida com objetivo de mostrar

Leia mais

GESTÃO FINANCEIRA para FICAR NO Azul

GESTÃO FINANCEIRA para FICAR NO Azul GESTÃO FINANCEIRA para ficar no azul índice 03 Introdução 04 Capítulo 1 O que é gestão financeira? 06 Capítulo 2 Gestão financeira e tomada de decisões 11 13 18 Capítulo 3 Como projetar seu fluxo financeiro

Leia mais

Quem é Ana Luiza Cunha?

Quem é Ana Luiza Cunha? Apresentação WSI Quem é a WSI? Fundada em 1995 Nascimento da Internet 1.100 Consultores de Marketing Digital 81 países 12 grandes Centros de Produção Receita estimada da rede: acima de US$160 milhões Parceiros:

Leia mais

MAIS AGILIDADE, CONTROLE E RENTABILIDADE NA SUA CONSTRUTORA E INCORPORADORA.

MAIS AGILIDADE, CONTROLE E RENTABILIDADE NA SUA CONSTRUTORA E INCORPORADORA. MAIS AGILIDADE, CONTROLE E RENTABILIDADE NA SUA CONSTRUTORA E INCORPORADORA. SANKHYA. A nova geração de ERP Inteligente. Atuando no mercado brasileiro desde 1989 e alicerçada pelos seus valores e princípios,

Leia mais

Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões

Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões MÍDIA KIT INTERNET Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões Segundo pesquisa da Nielsen IBOPE, até o 1º trimestre/2014 número 18% maior que o mesmo período de 2013. É a demonstração

Leia mais

//Sobre VISÃO MISSÃO. Honestidade, Responsabilidade. Respeito. Colaboração.

//Sobre VISÃO MISSÃO. Honestidade, Responsabilidade. Respeito. Colaboração. . Quem somos //Sobre A Oficina1 é uma consultoria direcionada à tecnologia da informação, com foco na implementação dos ERPs Protheus e OpenBravo, além do aplicativo de Service Desk SysAid, abrangendo

Leia mais

Terceirização de Serviços de TI

Terceirização de Serviços de TI Terceirização de Serviços de TI A visão do Cliente PACS Quality Informática Ltda. 1 Agenda Terceirização: Perspectivas históricas A Terceirização como ferramenta estratégica Terceirização: O caso específico

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

*Todos os direitos reservados.

*Todos os direitos reservados. *Todos os direitos reservados. A cada ano, as grandes empresas de tecnologia criam novas ferramentas Para o novo mundo digital. Sempre temos que nos renovar para novas tecnologias, a Karmake está preparada.

Leia mais

Planejamento e Controle do Lucro Empresas de Pequeno e Médio Porte

Planejamento e Controle do Lucro Empresas de Pequeno e Médio Porte Planejamento e Controle do Lucro Empresas de Pequeno e Médio Porte Profa. Dariane Reis Fraga Castanheira darianer@fia.com.br www.fia.com.br/proced Profa. Dariane Reis Fraga Castanheira 1 Objetivo Planejamento

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão Estratégica de Negócios tem por objetivo desenvolver a

Leia mais

1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Gestão do ciclo completo de relacionamento com o aluno SRM da Universidade Feevale

1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Gestão do ciclo completo de relacionamento com o aluno SRM da Universidade Feevale RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Gestão do ciclo completo de relacionamento com o aluno SRM da Universidade Feevale 1.1 Histórico da Prática Eficaz Por meio do Departamento

Leia mais

GUIA RÁPIDO: FLUXO DE CAIXA. Conheça os 5 passos fundamentais para você controlar e planejar as suas finanças de forma rápida e confiável

GUIA RÁPIDO: FLUXO DE CAIXA. Conheça os 5 passos fundamentais para você controlar e planejar as suas finanças de forma rápida e confiável GUIA RÁPIDO: FLUXO DE CAIXA Conheça os 5 passos fundamentais para você controlar e planejar as suas finanças de forma rápida e confiável SUMÁRIO 1. Sobre o Guia Rápido 03 2. Passo 1 - Plano de Contas 04

Leia mais

PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA

PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA SUMÁRIO DE PROJETOS WORKFLOW... 03 ALINHAMENTO ESTRATÉGICO... 04 IDENTIDADE CORPORATIVA... 04 GESTÃO DE COMPETÊNCIAS... 05 TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO... 05 REMUNERAÇÃO...

Leia mais

MBA EM GERÊNCIA DE PROJETOS

MBA EM GERÊNCIA DE PROJETOS Ribeirão Preto, Franca, Araraquara e São Carlos MBA EM GERÊNCIA DE PROJETOS COORDENAÇÃO: Profº Edmarson Bacelar Mota, M.Sc APOIO: SOBRE O CURSO Com a abertura dos mercados e o enorme aumento da competitividade,

Leia mais

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 1 BUSINESS GAME UGB Eduardo de Oliveira Ormond Especialista em Gestão Empresarial Flávio Pires Especialista em Gerencia Avançada de Projetos Luís Cláudio Duarte Especialista em Estratégias de Gestão Marcelo

Leia mais

ARKETING INTERNET SEO CRIATIVIDADE AGÊNCIA CRIAÇÃO

ARKETING INTERNET SEO CRIATIVIDADE AGÊNCIA CRIAÇÃO DESIGN CRIAÇÃO AGÊNCIA USABILIDA ARKETING INTERNET SEO DIGIT CRIATIVIDADE DESDE 1999 NO MERCADO, A M2BRNET É UMA AGÊNCIA DE MARKETING DIGITAL ESPECIALIZADA EM SOLUÇÕES PERSONALIZADAS. SI ARQ Desde 1999

Leia mais

ESTRATÉGIAS DE NEGÓCIOS E CRIAÇÃO DE VALOR NA EMPRESA MODERNA

ESTRATÉGIAS DE NEGÓCIOS E CRIAÇÃO DE VALOR NA EMPRESA MODERNA ESTRATÉGIAS DE NEGÓCIOS E CRIAÇÃO DE VALOR NA EMPRESA MODERNA Natália Igreja da Silva Ferreira 1, Vilma da Silva Santos 2, Paulo Cesar Ribeiro Quintairos 3, Edson Aparecida de Araújo Querido Oliveira 4

Leia mais

APRESENTAÇÃO COMERCIAL. www.docpix.net

APRESENTAÇÃO COMERCIAL. www.docpix.net APRESENTAÇÃO COMERCIAL www.docpix.net QUEM SOMOS Somos uma agência digital full service, especializada em desenvolvimento web, de softwares e marketing online. A Docpix existe desde 2010 e foi criada com

Leia mais

Estratégias em Tecnologia da Informação. Planejamento Estratégico Planejamento de TI

Estratégias em Tecnologia da Informação. Planejamento Estratégico Planejamento de TI Estratégias em Tecnologia da Informação Capítulo 7 Planejamento Estratégico Planejamento de TI Material de apoio 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui a

Leia mais

criar colaborar comunicar Tecnologia para Crescer

criar colaborar comunicar Tecnologia para Crescer Tecnologia para Crescer Com o crescimento da banda larga e smartphones/ tablets, conteúdos têm sido criados e consumidos em uma taxa alarmante. Atualmente, a definição de conteúdo mudou e não se trata

Leia mais

Apresentação Investidores

Apresentação Investidores Apresentação Investidores Abril de 2011 Aviso Importante Esse material pode conter previsões de eventos futuros.tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia, e envolve riscos

Leia mais

INFORMAÇÕES CONECTADAS

INFORMAÇÕES CONECTADAS INFORMAÇÕES CONECTADAS Soluções de Negócios para o Setor de Serviços Públicos Primavera Project Portfolio Management Solutions ORACLE É A EMPRESA Alcance excelência operacional com fortes soluções de gerenciamento

Leia mais

UM GUIA PASSO A PASSO PARA MONTAR SUA PRÓPRIA REVENDA DE HOSPEDAGEM ... Ganhe dinheiro revendendo hospedagem de sites ... Ebook produzido por:

UM GUIA PASSO A PASSO PARA MONTAR SUA PRÓPRIA REVENDA DE HOSPEDAGEM ... Ganhe dinheiro revendendo hospedagem de sites ... Ebook produzido por: UM GUIA PASSO A PASSO PARA MONTAR SUA PRÓPRIA REVENDA DE HOSPEDAGEM... Ganhe dinheiro revendendo hospedagem de sites... Ebook produzido por: Wagner Linaldi Marketing @wagnerlinaldi wagner.linaldi@corp........

Leia mais

2015 Manual de Parceiro de Educação. Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos.

2015 Manual de Parceiro de Educação. Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos. 2015 Manual de Parceiro de Educação Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos. Prêmios Reais, a Partir de Agora Bem-vindo ao Intel Technology Provider O Intel Technology Provider é um programa

Leia mais

A RELAÇÃO ENTRE O SANGUE E A CONTABILIDADE NAS EMPRESAS ( * )

A RELAÇÃO ENTRE O SANGUE E A CONTABILIDADE NAS EMPRESAS ( * ) A RELAÇÃO ENTRE O SANGUE E A CONTABILIDADE NAS EMPRESAS ( * ) A Contabilidade é o sangue que circula no Sistema Integrado de Gestão. Implanta e integra controles em todos os órgãos da empresa e retorna

Leia mais

Social Media. Criação Personalização Gerenciamento.

Social Media. Criação Personalização Gerenciamento. Criação Personalização Gerenciamento. A Cafuné Design trabalha com as principais mídias e plataformas digitais do momento: Facebook, Twiiter, Instagram, Youtube e LinkedIn. Novas ferramentas de mídia social

Leia mais

Universidade Cruzeiro do Sul. Campus Virtual Unidade I: Unidade: Processos Mercadológicos

Universidade Cruzeiro do Sul. Campus Virtual Unidade I: Unidade: Processos Mercadológicos Universidade Cruzeiro do Sul Campus Virtual Unidade I: Unidade: Processos Mercadológicos 2010 0 O Processo pode ser entendido como a sequência de atividades que começa na percepção das necessidades explícitas

Leia mais

Gestão Estratégica de Marketing

Gestão Estratégica de Marketing Gestão Estratégica de Marketing A Evolução do seu Marketing Slide 1 O Marketing como Vantagem Competitiva Atualmente, uma das principais dificuldades das empresas é construir vantagens competitivas sustentáveis;

Leia mais

A 1ª Agência de Marketing Digital do Brasil

A 1ª Agência de Marketing Digital do Brasil A 1ª Agência de Marketing Digital do Brasil Somos os pioneiros no marketing digital. Nossas técnicas e métodos estão no mínimo 5 anos a frente da concorrência. Publiweb Fundada em 2005, a agência de marketing

Leia mais

Unidade IV. Gerenciamento de Produtos, Serviços e Marcas. Prof a. Daniela Menezes

Unidade IV. Gerenciamento de Produtos, Serviços e Marcas. Prof a. Daniela Menezes Unidade IV Gerenciamento de Produtos, Serviços e Marcas Prof a. Daniela Menezes Tipos de Mercado Os mercados podem ser divididos em mercado de consumo e mercado organizacional. Mercado de consumo: o consumidor

Leia mais

ERP & BI ENTENTENDO A BUSCA CONSTANTE DAS EMPRESAS POR UM SISTEMA QUE FORNEÇA INFORMAÇÕES CONFIÁVEIS PARA TOMADA DE DECISÃO*

ERP & BI ENTENTENDO A BUSCA CONSTANTE DAS EMPRESAS POR UM SISTEMA QUE FORNEÇA INFORMAÇÕES CONFIÁVEIS PARA TOMADA DE DECISÃO* ERP & BI ENTENTENDO A BUSCA CONSTANTE DAS EMPRESAS POR UM SISTEMA QUE FORNEÇA INFORMAÇÕES CONFIÁVEIS PARA TOMADA DE DECISÃO* RESUMO Marilia Costa Machado - UEMG - Unidade Carangola Graciano Leal dos Santos

Leia mais

28/08/2015. e-business. Reflita...

28/08/2015. e-business. Reflita... e-business Reflita... 1 Você topa um desafio? Desafio A Universidade dos Negócios é uma empresa jovem na área de Cursos e Treinamentos, consultoria empresarial e palestras. Ela agrega, através de agenciamento,

Leia mais

Introdução. Um caso real que acontece todos os dias no Brasil...

Introdução. Um caso real que acontece todos os dias no Brasil... I a n C u n h a Introdução Um caso real que acontece todos os dias no Brasil... I a n C u n h a Os Conceitos Básicos do Projeto Missão: Fomento a atividade empreendedora tornando

Leia mais

Plano de Negócios. Dojô. Empresa: Empresa Modelo

Plano de Negócios. Dojô. Empresa: Empresa Modelo Plano de Negócios Dojô Empresa: Empresa Modelo Responsável: Administrador do Sistema 20/09/2009 Introdução Enunciado do Projeto Identificamos a oportunidade de oferecer aos atletas e praticantes de artes

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Tecnologia da Informação tem por fornecer conhecimento

Leia mais

Apresentação dos Resultados 2T06

Apresentação dos Resultados 2T06 Apresentação dos Resultados 2T06 Aviso Legal Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e às perspectivas

Leia mais

II SIMPÓSIO DE PESQUISA E DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS 2014 ANAIS

II SIMPÓSIO DE PESQUISA E DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS 2014 ANAIS BUSINESS GAME UGB VERSÃO 2 Luís Cláudio Duarte Graduação em Administração de Empresas APRESENTAÇÃO (DADOS DE IDENTIFICAÇÃO) O Business Game do Centro Universitário Geraldo Di Biase (BG_UGB) é um jogo virtual

Leia mais

7 Passos Para a Criação de Uma Boa Loja Virtual. Índice

7 Passos Para a Criação de Uma Boa Loja Virtual. Índice 2 Índice Introdução... 3 Passo 1 Entender o que é Venda Online e E-commerce... 4 Passo 2 Entender o Mercado de Comércio Eletrônico... 5 Passo 3 Canais de Venda... 6 Passo 4 Como identificar uma Boa Plataforma

Leia mais

O papel dominante da mobilidade no mercado de trabalho

O papel dominante da mobilidade no mercado de trabalho Um perfil personalizado de adoção da tecnologia comissionado pela Cisco Systems Fevereiro de 2012 Dinâmica de ganhos com as iniciativas de mobilidade corporativa Os trabalhadores estão cada vez mais remotos,

Leia mais

GESTÃO CORPORATIVA - DGE

GESTÃO CORPORATIVA - DGE GESTÃO CORPORATIVA Heleni de Mello Fonseca Diretoria de Gestão Empresarial - DGE Apresentador: Lauro Sérgio Vasconcelos David Belo Horizonte, 29 de maio de 2006 1 AGENDA Direcionamento Estratégico Iniciativas

Leia mais

CS&OP-P Certified S&OP Professional

CS&OP-P Certified S&OP Professional A achain é uma empresa especializada nas áreas de Supply Chain, Value Chain e Demand Chain Management, com atuação nas modalidades de serviços de treinamento e apoio administrativo. Missão achain: Proporcionar

Leia mais

Como monitorar o que estão falando da minha empresa

Como monitorar o que estão falando da minha empresa http://www.tecnocratadigital.com.br/wp-content/uploads/2010/11/social-media-optimization.jpg Como monitorar o que estão falando da minha empresa nas Mídias Sociais de forma simples e direta. Paulo Milreu

Leia mais

Título: Pensando estrategicamente em inovação tecnológica de impacto social Categoria: Projeto Externo Temática: Segundo Setor

Título: Pensando estrategicamente em inovação tecnológica de impacto social Categoria: Projeto Externo Temática: Segundo Setor Título: Pensando estrategicamente em inovação tecnológica de impacto social Categoria: Projeto Externo Temática: Segundo Setor Resumo: A finalidade desse documento é apresentar o projeto de planejamento

Leia mais

Questão em foco: Colaboração de produto 2.0. Uso de técnicas de computação social para criar redes sociais corporativas

Questão em foco: Colaboração de produto 2.0. Uso de técnicas de computação social para criar redes sociais corporativas Questão em foco: Colaboração de produto 2.0 Uso de técnicas de computação social para criar redes sociais corporativas Tech-Clarity, Inc. 2009 Sumário Sumário... 2 Introdução à questão... 3 O futuro da

Leia mais

ANEXO 28c MODELO DE PLANO DE NEGÓCIOS - PINS SOLIDÁRIO. Identificação

ANEXO 28c MODELO DE PLANO DE NEGÓCIOS - PINS SOLIDÁRIO. Identificação ANEXO 28c MODELO DE PLANO DE NEGÓCIOS - PINS SOLIDÁRIO Nome da Entidade Identificação Razão Social CGC/CNPJ Inscrição Estadual Inscrição Municipal Descreva as Pricipais Atividades Desenvolvidas pela Entidade

Leia mais

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1 2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Fundamentos da Vantagem Estratégica ou competitiva Os sistemas de informação devem ser vistos como algo mais do que um conjunto de tecnologias que apoiam

Leia mais

Tentar entender como usar melhor os diferentes canais.

Tentar entender como usar melhor os diferentes canais. The New Conversation: Taking Social Media from Talk to Action A Nova Conversação: Levando a Mídia Social da Conversa para a Ação By: Harvard Business Review A sabedoria convencional do marketing por muito

Leia mais

PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICO ANEXO

PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICO ANEXO PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICO ANEXO Plano de Ação Estratégico Estratégias empresariais Anexo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas SEBRAE Unidade de Capacitação Empresarial Estratégias

Leia mais

A Importância do Plano Financeiro no Plano de Negócios

A Importância do Plano Financeiro no Plano de Negócios A Importância do Plano Financeiro no Plano de Negócios Vanessa da Silva Sidônio vanessa_sidonio@hotmail.com Professor Heber Lavor Moreira heber@peritocontador.com.br Trabalho da Disciplina Administração

Leia mais

Eixo Tecnológico: DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL E SOCIAL

Eixo Tecnológico: DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL E SOCIAL Administração Central Unidade do Ensino Médio e Técnico GFAC Grupo de Formulação e Análises Curriculares Eixo Tecnológico: DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL E SOCIAL CAPÍTULO 3 PERFIL PROFISSIONAL DE CONCLUSÃO

Leia mais

Marcel Ayres Diretor de Planejamento. Twitter @MarcelAyres Linkedin Meadiciona Renata Cerqueira Diretora de Monitoramento Online. Twitter @renatacbc

Marcel Ayres Diretor de Planejamento. Twitter @MarcelAyres Linkedin Meadiciona Renata Cerqueira Diretora de Monitoramento Online. Twitter @renatacbc Marcel Ayres Diretor de Planejamento. Também faz parte, como pesquisador, do Grupo de Pesquisa em Interações, Tecnologias Digitais e Sociedade. Desenvolve pesquisas sobre Realidade Aumentada, Mídias Digitais

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM DMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS (FGV)

PÓS-GRADUAÇÃO EM DMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS (FGV) OBJETIVO: Capacitar profissionais, de qualquer área de atuação, para a carreira executiva, desenvolvendo as principais habilidades gerenciais, tais como: liderança, comunicação interpessoal e visão estratégica,

Leia mais

Circular de Oferta 5102/ sto Ago

Circular de Oferta 5102/ sto Ago Circular de Oferta Agosto / 2015 Índice Introdução 03 Quem Somos 04 Como funciona o negócio 05 Vantagens de ser constituir uma agência 06 Produtos e serviços 07 Ferramentas de apoio 08 Atividades desempenhadas

Leia mais

webaula S/A 1 de 15 Grupo webaula Educação sem fronteiras

webaula S/A 1 de 15 Grupo webaula Educação sem fronteiras webaula S/A 1 de 15 Grupo webaula 1. LMS webaula O LMS WEBAULA (Learning Management System) foi desenvolvido especialmente para promover a capacitação e reciclagem teórica e prática dos colaboradores de

Leia mais

Gestão de Contextos Visão Calandra Soluções sobre Gestão da Informação em Contextos White Paper

Gestão de Contextos Visão Calandra Soluções sobre Gestão da Informação em Contextos White Paper Gestão de Contextos Visão Calandra Soluções sobre Gestão da Informação em Contextos White Paper ÍNDICE ÍNDICE...2 RESUMO EXECUTIVO...3 O PROBLEMA...4 ILHAS DE INFORMAÇÃO...4 ESTRUTURA FRAGMENTADA VS. ESTRUTURA

Leia mais

CEAG Curso de Especialização em Administração para Graduados EMENTAS DAS DISCIPLINAS E CARGA HORÁRIA

CEAG Curso de Especialização em Administração para Graduados EMENTAS DAS DISCIPLINAS E CARGA HORÁRIA CEAG Curso de Especialização em Administração para Graduados EMENTAS DAS DISCIPLINAS E CARGA HORÁRIA Habilidades Computacionais 32 h/a Oferece ao administrador uma visão sobre as potencialidades da tecnologia

Leia mais

COMERCIAL/ MARKETING

COMERCIAL/ MARKETING COMERCIAL/ MARKETING Os investimentos específicos na sua área em 2012 vs? (%) - RU Vão crescer 42 54 Média: + 4,06% Permanecer estáveis 45 5 Terão redução 1 5 2010 (%) - RU A principal estratégia comercial/

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL Aldemar Dias de Almeida Filho Discente do 4º ano do Curso de Ciências Contábeis Faculdades Integradas de Três Lagoas AEMS Élica Cristina da

Leia mais

GLEISON CORTINA BENASSI OBJETIVOS PROFISSIONAIS. Áreas: Gestão Empresarial; Gestão Administrativo-Financeira; Comercial; Nível Hierárquico: Gerente

GLEISON CORTINA BENASSI OBJETIVOS PROFISSIONAIS. Áreas: Gestão Empresarial; Gestão Administrativo-Financeira; Comercial; Nível Hierárquico: Gerente GLEISON CORTINA BENASSI Estado Civil Casado, com filhos. Telefone (62) 8141-9485 - (62) 9693-2773 Natural Erechim - RS E-mail benassirs@gmail.com Redes Sociais Facebook: Gleison Benassi Linkedin: Gleison

Leia mais

3 As Mídias Sociais como Ferramentas de Marketing

3 As Mídias Sociais como Ferramentas de Marketing 26 3 As Mídias Sociais como Ferramentas de Marketing O surgimento das mídias sociais está intimamente ligado ao fenômeno da geração de conteúdo pelo usuário e ao crescimento das redes sociais virtuais

Leia mais

O que é Finanças? 22/02/2009 INTRODUÇÃO ÀS FINANÇAS CORPORATIVAS

O que é Finanças? 22/02/2009 INTRODUÇÃO ÀS FINANÇAS CORPORATIVAS Prof. Paulo Cesar C. Rodrigues E mail: prdr30@terra.com.br INTRODUÇÃO ÀS FINANÇAS CORPORATIVAS O que é administração financeira? Qual sua importância para as corporações? Como são tomadas as decisões financeiras?

Leia mais

Gestão estratégica em processos de mudanças

Gestão estratégica em processos de mudanças Gestão estratégica em processos de mudanças REVISÃO DOS MACRO PONTOS DO PROJETO 1a. ETAPA: BASE PARA IMPLANTAÇÃO DE UM MODELO DE GESTÃO DE PERFORMANCE PROFISSIONAL, que compreenderá o processo de Análise

Leia mais

Capítulo 1 Por que Google Marketing?

Capítulo 1 Por que Google Marketing? Capítulo 1 Por que Google Marketing? O Google modificou substancialmente a maneira como o mercado lida com a informação e informação, na nossa sociedade pós terceira onda, é tudo. Do dinheiro ao eletrodoméstico,

Leia mais

Fashion Marketing & Communication

Fashion Marketing & Communication Os programas de Pós-Graduação oferecidos pela Faculdade de Tecnologia do Istituto Europeo di Design estão em conformidade legal e atendem as Resoluções CNE/CES nº 1, de 3 de abril de 2001 e nº 1, de 8

Leia mais

SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL. Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto

SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL. Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto o O que é Abertura de Capital o Vantagens da abertura o Pré-requisitos

Leia mais

SITES E BLOGS CONSTRUINDO A SUA MARCA

SITES E BLOGS CONSTRUINDO A SUA MARCA SITES E BLOGS CONSTRUINDO A SUA MARCA Paula Junqueira 7º CONGRESSO RIO DE EDUCAÇÃO CONSTRUINDO A SUA MARCA A marca é o ativo mais importante, independente do tamanho de sua empresa. As mídias sociais são

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE PROJETOS

IMPLANTAÇÃO DE PROJETOS IMPLANTAÇÃO DE PROJETOS GERENCIAMENTO DE PROJETOS CICLO DE VIDA DE PROJETOS (viabilidade até a entrega / iniciação ao encerramento) RELEVÂNCIA SOBRE AS AREAS DE CONHECIMENTO FATORES IMPACTANTES EM PROJETOS

Leia mais

Guia Definitivo de Ferramentas para Micro Empreendedores Individuais

Guia Definitivo de Ferramentas para Micro Empreendedores Individuais Guia Definitivo de Ferramentas para Micro Empreendedores Individuais Introdução O Brasil já tem 4,7 milhões de microempreendedores individuais, segundo dados de janeiro de 2015 da Receita Federal. O incentivo

Leia mais

COMO CALCULAR UM FLUXO DE CAIXA COM BASE EM DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS ENCERRADAS. Autor: Francisco Cavalcante UP-TO-DATE. ANO I.

COMO CALCULAR UM FLUXO DE CAIXA COM BASE EM DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS ENCERRADAS. Autor: Francisco Cavalcante UP-TO-DATE. ANO I. UP-TO-DATE. ANO I. NÚMERO 3 COMO CALCULAR UM FLUXO DE CAIXA COM BASE EM DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS ENCERRADAS Autor: Francisco Cavalcante Circular para: CAVALCANTE& ASSOCIADOS AOS NOSSOS LEITORES Up-To-Date

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO SIMONSEN PLANO DE NEGÓCIO

PÓS-GRADUAÇÃO SIMONSEN PLANO DE NEGÓCIO PÓS-GRADUAÇÃO SIMONSEN PLANO DE NEGÓCIO RESUMO DO EMPREENDIMENTO 01 EMPREENDIMENTO 02 NEGÓCIO E MERCADO: DESCRIÇÃO 2.1 ANÁLISE MERCADOLÓGICA 2.2 MISSÃO DA EMPRESA 03 CONCORRÊNCIA 04 FORNECEDORES 05 PLANO

Leia mais

MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL. com ênfase em TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL. com ênfase em TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL com ênfase em TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SIGA: TMBAGE Av. Conselheiro Nébias, 159 Bairro Paquetá Santos SP - CEP 11015-001 - Fone: (13)

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONTÁBIL COMO FONTE DE TOMADA DE DECISÕES GERENCIAS

A IMPORTÂNCIA DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONTÁBIL COMO FONTE DE TOMADA DE DECISÕES GERENCIAS A IMPORTÂNCIA DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONTÁBIL COMO FONTE DE TOMADA DE DECISÕES GERENCIAS Linha de pesquisa: Sistema de informação gerencial Pâmela Adrielle da Silva Reis Graduanda do Curso de Ciências

Leia mais

UNIDADE 5 A estrutura de um Plano de Negócios

UNIDADE 5 A estrutura de um Plano de Negócios UNIDADE 5 A estrutura de um Plano de Negócios É evidente a importância de um bom plano de negócios para o empreendedor, mas ainda existem algumas questões a serem respondidas, por exemplo: Como desenvolver

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014 #5 EMPREENDEDORISMO Outubro de 2014 ÍNDICE 1. Apresentação 2. Definição 3. Empreendedorismo: necessidade ou oportunidade? 4. Características do comportamento empreendedor 5. Cenário brasileiro para o empreendedorismo

Leia mais

Gestão de Portfólio de Projetos

Gestão de Portfólio de Projetos Dez/2010 Gestão de de Projetos Prof. Américo Pinto FGV, IBMEC-RJ, PUC-RJ, COPPEAD Email: contato@americopinto.com.br Twitter: @americopinto Linkedin: Americo Pinto Website: www.americopinto.com.br Por

Leia mais