Nome Do Orientador: Elaini Simoni Angelotti. Data de Nascimento: 02/12/1976. Sexo: Feminino. Número do Documento:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Nome Do Orientador: Elaini Simoni Angelotti. Data de Nascimento: 02/12/1976. Sexo: Feminino. Número do Documento: 61471405."

Transcrição

1 Nome Do Orientador: Elaini Simoni Angelotti Data de Nascimento: 02/12/1976 Sexo: Feminino Número do Documento: Telefone: Celular: Professor: SIM Nome Do co-orientador 1: Paulo Roberto Vieira Jr Data de Nascimento: 09/05/1978 Sexo: masculino Número do Documento: Telefone: Celular: Professor: SIM

2 Nome Do co-orientador 2: Ederson Prestes Santos Lima Sexo: masculino Número do Documento: Professor: SIM Nome Do Aluno 1: Felipe de Faria Pizzetti Data de Nascimento: 12/11/1996 Sexo: Masculino Número do Documento: Endereço: rua professor homero batista de barros Número: Bairro: Pinherinho Telefone: Celular: (41) Ensino: Ensino Técnico Grau de Ensino: 3ª série

3 Nome Do Aluno 2: Leonardo Basilio dos Santos Data de Nascimento: 15/01/1996 Sexo: Masculino Número do Documento: Endereço: Robert Redisimsky Número: 1156 Bairro: Cidade Industrial Telefone: Celular: Ensino: Ensino Técnico Grau de Ensino: 3ª série Nome Do Aluno 3: Thiago Brotto Natário Data de Nascimento: 20/01/1997 Sexo: Masculino Número do Documento: Endereço: Rua Tenente Brigadeiro Francisco de A. C. de Melo Número: 572 Complemento: casa 2 Bairro: Jardim das Américas

4 Telefone: Celular: Ensino: Ensino Técnico Grau de Ensino: 3ª série Título do Projeto: ODISSEIA Ferramenta Genérica para Criação de Competições Turísticas Questão: Segundo Cooper et al (2005) o turismo é uma atividade de importância e significado globais e tem grande poder na economia mundial. Trata-se também de um setor que pode produzir grande impacto negativo nos ambientes culturais e naturais das localidades anfitriãs, que são a matéria prima dos produtos turísticos. O Brasil recebe a cada ano um número maior de turistas estrangeiros e o fluxo de turistas de dentro do próprio país também aumenta a cada ano. Segundo o Ministério do Turismo (2013), em pesquisa realizada com cerca de duas mil pessoas em janeiro de 2013, foi constatado que 68,7% dos entrevistados pretendem visitar destinos turísticos dentro do Brasil, enquanto 23,3% pretendem ir ao exterior. Ainda sim, a vinda de turistas estrangeiros no país cresce a cada ano. Ainda segundo o Ministério do Turismo (2013), o Brasil recebeu mais de 5.6 milhões de turistas estrangeiros no ano de 2012, cerca de 4,5% a mais do que em Como mostram os dados apresentados anteriormente, o Brasil é um país que apresenta um grande fluxo de turistas em seu território. Porém é possível notar que grande parte dos cidadãos não conhece bem a cidade onde vive. Hipótese: O site Odisseia terá por finalidade permitir que seus administradores montem uma série de competições entre equipes formadas por usuários cadastrados. Segundo Ferreira (1998) entende-se por competição uma busca simultânea, por dois ou mais indivíduos, de uma vantagem, uma vitória, um prêmio. No caso do site Odisseia, os competidores deverão visitar pontos turísticos da

5 cidade de Curitiba a fim de responder desafios propostos, sendo que a equipe que conseguir responder o maior número de desafios de maneira correta será a campeã da competição. Métodos: a) Permitir cadastro de administradores. b) Permitir o cadastro de usuários, equipes e um líder de equipe. c) Possibilitar ao administrador a criação de turnos, sendo que o número de desafios que cada turno irá conter deverá ser definido pelo administrador. d) Permitir que o administrador cadastre novos desafios. e) Disponibilizar compatibilidade com celular (páginas que podem ser visualizadas em um celular com browser). f) Criar um sistema de rankings para que, ao final de cada turno, haja uma equipe liderando a competição e para que haja uma equipe vencedora ao final dessa competição. g) Apresentar um mapa na tela de apresentação do desafio para que o usuário possa saber qual local ele deve visitar. h) Possibilitar ao usuário escolher um tema de seu interesse, sendo que os locais dos desafios deverão estar relacionados a essa área pré-definida. i) Apresentar aos usuários uma rota de desafios que leve em conta a distância entre os pontos turísticos que ele deverá visitar. j) Apresentar uma breve descrição do local a ser visitado. k) Permitir que o competidor poste uma foto comprovando que um membro da equipe esteja no local e faça um check-in(via celular) do local visitado utilizando o Facebook. Cronograma: Fev/2013: Definição da proposta do projeto. Mar/ Abr/2013: Pesquisa relacionada aos principais conceitos do projeto, tecnologias a serem utilizadas na implementação e trabalhos relacionados. Mai/ Jun/2013: Desenvolvimento da especificação técnica do sistema e Elaboração dos desafios e Seleção dos pontos turísticos a serem utilizados no projeto. Jul/ Out/2013: Implementação do projeto. Out/ Nov/2013: Testes

6 Nov/2013: Apresentação para banca de TCC. Materiais: O projeto será rodado utilizando o servidor web Jboss. A implementação do sistema será feita utilizando a plataforma e a linguagem Java.Para a construção do sistema também será utilizado Java Server Faces (JSF). Duas bibliotecas de componentes que implementam JSF são PrimeFaces e o RichFaces, e estes também serão utilizados na implementação. Além de um servidor, também será necessário a utilização de um banco de dados. Para isso será utilizado o MySQL. Para a persistência de dados no banco, será utilizado o Hibernate. Os padrões de projetos que serão utilizados para a implementação do projeto serão Data Acess Object (DAO) e o Model View Controller (MVC). Bibliografia: ANGELOTTI, E. S. Banco de Dados. Curitiba: Editora do Livro Técnico, BAUER, C; KING, G. Java Persistence with Hibernate. New York: Manning, CORDEIRO, G. Aplicações Java para a web com JSF e JPA. 1 ed. São Paulo: Casa do Código, p. COOPER, C; FLETCHER, J; FYALL, ALAN; GILBERT, D; WANHILL, S. Turismo : princípios e práticas, terceira edição. Porto Alegre; Bookman, DEVMEDIA. Artigo Engenharia de Software 2 - Análise Orientada a Objetos. Disponível em <http://www.devmedia.com.br/artigo-engenharia-de-software-2- analise-orientada-a-objetos/9150> acesso em 15 abril de ELMASRI, R; NAVATHE, S. Sistemas de Banco de Dados. São Paulo; Pearson, FERREIRA, A. B. H. Dicionário Aurélio Básico da Língua Portuguesa. São Paulo: Editora Nova Fronteira, FOWLER, Martin. WritingPattern Softwares; 01 de Agosto de Disponível em <http://martinfowler.com/articles/writingpatterns.html#commonissues> acesso em 04 de junho de 2013 FOWLER, Martin. Inversion of Control Containers and the Dependency Injection pattern; 23 de Janeiro de 2004.Disponível emhttp://www.martinfowler.com/articles /injection.html FURLAN, J. D. Modelagem de Objetos através da UML. São Paulo: Makron Books do Brasil, GAMA, E;HELM, R; JOHNSON, R; VISSIDES, J. Padrões de Projeto: Soluções Reutilizáveis de Software Orientado a Objetos.Porto Alegre: Bookman,2000. HIBERNATE. In thebeginning. Disponível em <http://www.hibernate.org/about/history>acesso em: 01 abr.2013

7 JAVA. O que é a tecnologia Java e por que é necessária?. Disponível em <http://www.java.com/pt_br/download/faq/whatis_java.xml> Acesso em: 12 de Agosto de 2013 JAVA COMMUNITY PROCESS. Disponível em < em: 04 de Junho de JAVA MAGAZINE. Spring Security. Disponível em: <http://www.devmedia.com.br/artigo-java-magazine-69-spring-security/12883> Acesso em 13 de Agosto de 2013 LARMAN, C. Utilizando UML e Padrões: Uma introdução à análise e ao projeto orientado a objetos e ao desenvolvimento iterativo. São Paulo: Artmed, LUDIA GAMES. Disponível em: <http://www.ludia.com/en/gameswii.php> Acesso em 31 de Março de MANN, K. Java Server Faces in Action.Greenwich:Manning,2005. MELO, A.; LUCKOW, D. Programação Java para Web. São Paulo:Novatec, MILANI, A. MySQL Guia do Programador. São Paulo: Novatec, MINISTÉRIO DO TURISMO.Brasileiros querem viajar pelo Brasil. Disponível em<http://www.dadosefatos.turismo.gov.br/dadosefatos/geral_interna/noticias/d etalhe/ html> Acesso em 24 de Junho de 2013 MINISTÉRIO DO TURISMO.Chegada de turistas estrangeiros cresce 4,5%.Disponível em: <http://www.turismo.gov.br/turismo/noticias/todas_noticias/ html> Acesso em 24 de Junho de 2013 ORACLE.Core J2EE Patterns - Data Access Object.Disponível em <http://www.oracle.com/technetwork/java/dataaccessobject html>Acesso em: 25 de Junho de 2013 ORACLE.JavaServer Faces Technology Overview.Disponível em: <http://www.oracle.com/technetwork/java/javaee/overview html>acesso em 13 de Agosto de OMT.Organização Mundial de Turismo. Disponível em: < Acesso em: 08 mar de PORTAL DA PREFEITURA DE CURITIBA. Turista; Disponível em < ba.pdf> Acesso em 12 de Agosto de 2013 RICARTE, Ivan Luiz Marques. Bytecodes; Disponível em: <http://www.dca.fee.unicamp.br/cursos/poojava/javaenv/bytecode.html> Acesso em 13 de Agosto de SHALLOWAY, A.; TROTT, J.R. Explicando Padrões de Projeto. Artmed Editora, SILVEIRA, P; SILVEIRA, G; LOPES, S; MOREIRA, G; STEPPAT, N; KUNG, F. Introdução à Arquitetura e Design de Software.Campus; Elsevier, SQL MAGAZINE. MySQL. Disponível em <http://www.devmedia.com.br/artigo-sql-magazine-37-mysql/6890> Acesso em 3 abril 2013.

8 SUMMA. JBossSeam.Disponível em <http://www.summa.com.br/wpcontent/uploads/jboss_seam-artigo-edicao581.pdf> acesso em 31 de março de TRIGO, Luiz Gonzaga Godoi. Entretenimento : uma crítica aberta. Editora Senac São Paulo, Resumo: Odisseia é uma aplicação web, programada na linguagem Java que tem como principal objetivo possibilitar a um administrador criar e gerir competições entre seus usuários. O administrador criará uma competição eos usuários interessados em participar de sua competição deverão criar equipes e eleger um líder que irá solicitar ao administrador a participação de sua equipe na competição. O administrador criará uma série de desafios que deverão estar atrelados a algum ponto turístico da cidade de Curitiba. A fim de resolver esses desafios, os participantes da competição deverão visitar esses locais, sendo que as respostas para esses desafios devem ser de difícil localização via internet, fazendo com que os participantes tenham que realmente se deslocar para encontrar essas respostas. Sendo assim, um morador ou um turista de visita à Curitiba terá a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a cultura e história da cidade a partir de seus monumentos e pontos turísticos. Além disso, os participantes envolvidos na competição poderão potencializar o entretenimento presente na visitação dos pontos turísticos da cidade. O administrador será o responsável por cadastrar, remover, e editar toda a parte da competição, locais a serem visitados e também desafios, além de poder editar ou remover usuários que estão de algum modo atrapalhando o bom andamento da competição. Para cadastrar um turno, que consiste em um conjunto de desafios, o administrador da competição deverá definir algumas regras: o número de equipes participantes permitidas, o número de usuários por equipe (sendo no máximo cinco por equipe), o número de desafios por turno, o número de turnos por competição, um limite máximo de tempo para a realização de um desafio e a pontuação atribuída à cada desafio. No jogo Odisseia, haverá um líder de equipe, e este poderá. O usuário que não é líder de equipe e nem administrador, após cadastrar-se no site, poderá optar por receber notificações em seu a respeito do jogo, tais

9 quais: informações sobre novas competições cadastradas, notificações acerca da entrada de sua equipe em uma nova competição e avisos caso ele seja excluído de sua equipe pelo líder da mesma. Para que possa participar de uma competição, o usuário deve estar obrigatoriamente cadastrado em uma equipe. Para isto, ele poderá criar sua própria equipe, tornando-se automaticamente líder dessa equipe, e convidar outros usuários, ou então ele deverá enviar uma solicitação requisitando sua entrada à um líder de equipe, o qual terá a decisão de autorizar ou não sua entrada. Além disso, será disponibilizado ao usuário um espaço, no qual ele poderá editar suas informações e visualizar as competições das quais faz parte e o resultado das mesmas. Ao criar uma nova competição, o administrador poderá torná-la privada, criando uma senha. Sendo assim, o administrador poderá distribuir a senha para qual equipe desejar e apenas estas equipes poderão participar da competição criada. Quando ingressar em uma nova competição, a equipe deverá escolher entre uma das áreas disponíveis. Depois que escolherem a área de sua preferência, dentro das sete que o sistema oferece (citadas anteriormente), o sistema irá sortear um conjunto de desafios relacionados com a área escolhida. Ao final de cada desafio a equipe receberá uma pontuação e ao final de cada turno será disponibilizado um ranking de equipes. Quando uma equipe completar um desafio, um novo será disponibilizado, sendo que este novo desafio possui como pré-requisito a finalização do anterior, ou seja, este novo desafio não poderá ser completado a não ser que o anterior também o seja. Quando uma equipe realizar toda a cadeia de desafios existentes em um turno, este estará completo. Sendo assim, esta equipe poderá passar pra um novo turno, se existir, para realizar uma nova cadeia de desafios. Cada equipe receberá sua rota e poderá escolher qual região geográfica da cidade visitará primeiro. Após a realização de todos os desafios daquela região, uma nova região deverá ser visitada pela equipe. Para cada desafio a equipe poderá ver na tela um mapa, com o local a ser visitado e, nesta local, haverá um novo desafio a ser cumprido. A equipe receberá também instruções para que possa chegar ao local necessário utilizando transporte público. A equipe deverá cadastrar uma resposta ao desafio, fazer o

10 upload de uma foto com um ou mais participantes no local do desafio e fazer um check-in para comprovar que realmente estavam no local do desafio para respondê-lo. O administrador irá cadastrar as respostas certas para os desafios e, nesse caso, o sistema dará as notas automaticamente. Para respostas não cadastradas previamente, o administrador deverá corrigi-las manualmente e atribuir a nota que julgar coerente com a dificuldade do desafio. Ao final de cada competição, a equipe que somar mais pontos será a vencedora.

SISTEMA GERENCIAL TRATORPLAN

SISTEMA GERENCIAL TRATORPLAN SISTEMA GERENCIAL TRATORPLAN SIGET Fabrício Pereira Santana¹, Jaime William Dias¹, ², Ricardo de Melo Germano¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil fabricioblack@gmail.com germano@unipar.br

Leia mais

Papyrus: Sistema de compras de livros, uma proposta do Instituto Federal do Paraná - Campus Curitiba

Papyrus: Sistema de compras de livros, uma proposta do Instituto Federal do Paraná - Campus Curitiba Powered by TCPDF (www.tcpdf.org) Papyrus: Sistema de compras de livros, uma proposta do Instituto Federal do Paraná - Campus Curitiba Eutália Cristina do Nascimento Moreto (IFPR) - cristina.moreto@ifpr.edu.br

Leia mais

SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS

SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS Pablo dos Santos Alves Alexander Roberto Valdameri - Orientador Roteiro da apresentação Introdução Objetivos Motivação Revisão bibliográfica

Leia mais

AUTOR(ES): VINICIUS RUIZ PONTES SILVA, JAQUELINE CRISTINA DA SILVA, JOÃO PAULO DE OLIVEIRA HONESTO

AUTOR(ES): VINICIUS RUIZ PONTES SILVA, JAQUELINE CRISTINA DA SILVA, JOÃO PAULO DE OLIVEIRA HONESTO Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: IMPLEMENTAÇÃO DE UM SISTEMA PARA INTERCÂMBIOS ESTUDANTIS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN DEPARTAMENTO: Sistemas de Informação PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: Aplicações

Leia mais

Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional

Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional Juarez Bachmann Orientador: Alexander Roberto Valdameri Roteiro Introdução Objetivos Fundamentação teórica Desenvolvimento

Leia mais

ABORDAGEM DE FRAMEWORKS PARA JSF QUE AUXILIAM O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

ABORDAGEM DE FRAMEWORKS PARA JSF QUE AUXILIAM O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE ABORDAGEM DE FRAMEWORKS PARA JSF QUE AUXILIAM O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Amarildo Aparecido Ferreira Junior 1, Ricardo Ribeiro Rufino 1 ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil aapfjr@gmail.com

Leia mais

Um Modelo Conceitual bem Fundamentado para Adequação do Método FrameWeb a Múltiplos Frameworks

Um Modelo Conceitual bem Fundamentado para Adequação do Método FrameWeb a Múltiplos Frameworks Um Modelo Conceitual bem Fundamentado para Adequação do Método FrameWeb a Múltiplos Frameworks Beatriz Franco Martins Souza (mbeatrizfranco@yahoo.com.br) Computer Science Department Federal University

Leia mais

DESENVOLVIMENTO WEB UTILIZANDO FRAMEWORK PRIMEFACES E OUTRAS TECNOLOGIAS ATUAIS

DESENVOLVIMENTO WEB UTILIZANDO FRAMEWORK PRIMEFACES E OUTRAS TECNOLOGIAS ATUAIS DESENVOLVIMENTO WEB UTILIZANDO FRAMEWORK PRIMEFACES E OUTRAS TECNOLOGIAS ATUAIS Emanuel M. Godoy 1, Ricardo Ribeiro Rufino 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil godoymanel@gmail.com,

Leia mais

UM ESTUDO SOBRE ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB UTILIZANDO NOVAS TECNOLOGIAS

UM ESTUDO SOBRE ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB UTILIZANDO NOVAS TECNOLOGIAS UM ESTUDO SOBRE ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB UTILIZANDO NOVAS TECNOLOGIAS Edi Carlos Siniciato ¹, William Magalhães¹ ¹ Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil edysiniciato@gmail.com,

Leia mais

PROGRAMAÇÃO SERVIDOR PADRÕES MVC E DAO EM SISTEMAS WEB. Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1

PROGRAMAÇÃO SERVIDOR PADRÕES MVC E DAO EM SISTEMAS WEB. Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 PROGRAMAÇÃO SERVIDOR EM SISTEMAS WEB PADRÕES MVC E DAO Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 Objetivos Compreender o conceito de Padrões de Projeto Compreender o Padrão MVC Conhecer o princípio de alguns dos

Leia mais

Plano de Ensino. Apresentação da Unidade Curricular

Plano de Ensino. Apresentação da Unidade Curricular Plano de Ensino Plano de Ensino Apresentação da Unidade Curricular o Funcionamento, arquitetura e conceitos fundamentais dos bancos de dados relacionais e objeto relacionais. Utilização de linguagem DDL

Leia mais

Desenvolvimento de um Sistema de Informação para Monitoramento de Dados Hidrometeorológico voltado para Web

Desenvolvimento de um Sistema de Informação para Monitoramento de Dados Hidrometeorológico voltado para Web Desenvolvimento de um Sistema de Informação para Monitoramento de Dados Hidrometeorológico voltado para Web Alexsandra Freitas Matos afmatos@uol.com.br Superintendência de Recursos Hídricos de Sergipe

Leia mais

EDITAL Nº. 027, DE 14 DE AGOSTO DE 2009.

EDITAL Nº. 027, DE 14 DE AGOSTO DE 2009. INSTITUTO FEDERAL GOIÁS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE GOIÁS EDITAL Nº. 027, DE 14 DE AGOSTO DE 2009. A

Leia mais

FERRAMENTA WEB DE SUPORTE A AVALIAÇÃO DE SOFTWARE COM A METODOLOGIA CERTICS

FERRAMENTA WEB DE SUPORTE A AVALIAÇÃO DE SOFTWARE COM A METODOLOGIA CERTICS FERRAMENTA WEB DE SUPORTE A AVALIAÇÃO DE SOFTWARE COM A METODOLOGIA CERTICS Acadêmico: Vinícius Ferneda de Lima vinicius.ferneda@gmail.com Orientador: Prof. Everaldo Artur Grahl everaldo.grahl@gmail.com

Leia mais

Nos artigos anteriores apresentamos. Desenvolvimento de Software Dirigido por Caso de Uso Parte III: Caso de Uso de Negócio

Nos artigos anteriores apresentamos. Desenvolvimento de Software Dirigido por Caso de Uso Parte III: Caso de Uso de Negócio Desenvolvimento de Software Dirigido por Caso de Uso Parte III: Caso de Uso de Negócio Vinicius Lourenço de Sousa vinicius.lourenco.sousa@gmail.com Atua no ramo de desenvolvimento de software há mais de

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS 1 de 6 PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS BURITREINAMENTOS MANAUS-AM MARÇO / 2015 2 de 6 PACOTES DE TREINAMENTOS BURITECH A Buritech desenvolveu um grupo de pacotes de treinamentos, aqui chamados de BuriPacks,

Leia mais

Java Web/UI. Maven3 Redmine CVS. Áreas de conhecimento: Web o Aplicativos Web o Portal de conteúdo o REST Services Web Site Performance

Java Web/UI. Maven3 Redmine CVS. Áreas de conhecimento: Web o Aplicativos Web o Portal de conteúdo o REST Services Web Site Performance Java Web/UI Atribuições do cargo: Desenvolvimento de um Portal/Aplicativo Web de conteúdo público utilizando HTML5+CSS3+JS de design responsivo usando a Web API do portal de transparência como provedora

Leia mais

DESENVOLVENDO APLICAÇÃO UTILIZANDO JAVA SERVER FACES

DESENVOLVENDO APLICAÇÃO UTILIZANDO JAVA SERVER FACES DESENVOLVENDO APLICAÇÃO UTILIZANDO JAVA SERVER FACES Alexandre Egleilton Araújo, Jaime Willian Dias Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil araujo.ale01@gmail.com, jaime@unipar.br Resumo.

Leia mais

Universidade Federal Rural de Pernambuco. Bacharelado em Sistemas de Informação. Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas de Informação

Universidade Federal Rural de Pernambuco. Bacharelado em Sistemas de Informação. Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas de Informação Universidade Federal Rural de Pernambuco Bacharelado em Sistemas de Informação Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas de Informação Docente: Rodrigo Aluna: Thays Melo de Moraes Diagramas do Projeto

Leia mais

PROJETO DA DISCIPLINA. PES II Processo de Engenharia de Software II

PROJETO DA DISCIPLINA. PES II Processo de Engenharia de Software II UNIOESTE - Universidade Estadual do Oeste do Paraná CCET - Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Colegiado de Informática Curso de Bacharelado em Informática PROJETO DA DISCIPLINA PES II Processo de

Leia mais

FICHA DE CATALOGAÇÃO DE REVISTAS DE NOTÍCIAS. Coleção

FICHA DE CATALOGAÇÃO DE REVISTAS DE NOTÍCIAS. Coleção Título: SQL Magazine Notas de Título Feita para Desenvolvedores de Software e DBAs. Descrição Geral: Revista focada em banco de dados, análise, projeto e modelagem. Editor(es): Diretor responsável Gladstone

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PRODUÇÃO DE EVENTOS

SISTEMA DE GESTÃO DE PRODUÇÃO DE EVENTOS SISTEMA DE GESTÃO DE PRODUÇÃO DE EVENTOS Rodrigo das Neves Wagner Luiz Gustavo Galves Mählmann Resumo: O presente artigo trata de um projeto de desenvolvimento de uma aplicação para uma produtora de eventos,

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVO MÓVEL PARA AUXÍLIO NA PREVENÇÃO DE TRAGÉDIAS EM DECORRÊNCIA DE ENCHENTES

DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVO MÓVEL PARA AUXÍLIO NA PREVENÇÃO DE TRAGÉDIAS EM DECORRÊNCIA DE ENCHENTES DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVO MÓVEL PARA AUXÍLIO NA PREVENÇÃO DE TRAGÉDIAS EM DECORRÊNCIA DE ENCHENTES Autores: Luciano GONÇALVES JUNIOR, Natália Maria Karmierczak DA SILVA, Paulo César Rodacki GOMES,

Leia mais

Correção de cartões de respostas utilizando análise e processamento de imagens digitais

Correção de cartões de respostas utilizando análise e processamento de imagens digitais Correção de cartões de respostas utilizando análise e processamento de imagens digitais Vantuil José de OLIVEIRA NETO¹, Caroline Julliê de Freitas RIBEIRO¹, Samuel Pereira DIAS² ¹ Tecnólogos em Análise

Leia mais

DESAFIO ETAPA 1 Passo 1

DESAFIO ETAPA 1 Passo 1 DESAFIO Um dos maiores avanços percebidos pela área de qualidade de software foi comprovar que a qualidade de um produto final (software) é uma consequência do processo pelo qual esse software foi desenvolvido.

Leia mais

Desenvolvimento de Sistema Web para Gerenciamento de Bancas Avaliadoras de Trabalho de Conclusão de Curso

Desenvolvimento de Sistema Web para Gerenciamento de Bancas Avaliadoras de Trabalho de Conclusão de Curso Desenvolvimento de Sistema Web para Gerenciamento de Bancas Avaliadoras de Trabalho de Conclusão de Curso Denis Macias Veiga 1, Felipe José Dellê 1 1 Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Leia mais

Associação Carioca de Ensino Superior Centro Universitário Carioca

Associação Carioca de Ensino Superior Centro Universitário Carioca Desenvolvimento de Aplicações Web Lista de Exercícios Métodos HTTP 1. No tocante ao protocolo de transferência de hipertexto (HTTP), esse protocolo da categoria "solicitação e resposta" possui três métodos

Leia mais

PROJETO FINANCEIROWEB GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

PROJETO FINANCEIROWEB GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS PROJETO FINANCEIROWEB GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PROFº.: FABRICIO LEONARD PROGRAMAÇÃO COM FRAMEWORKS - MÓDULO V - GOIÂNIA - JUNHO ELABORAÇÃO

Leia mais

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição 2010

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição 2010 CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição 2010 O curso foi especialmente planejado para os profissionais que desejam trabalhar com desenvolvimento de sistemas seguindo o paradigma Orientado a Objetos e com o uso

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE UNICENTRO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MÍDIAS EM EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE UNICENTRO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MÍDIAS EM EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE UNICENTRO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MÍDIAS EM EDUCAÇÃO Jader dos Santos Teles Cordeiro Orientador Prof. Paulo Guilhermeti PERSISTÊNCIA EM OBJETOS JAVA: UMA ANÁLISE

Leia mais

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição 2009

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição 2009 CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição 2009 O curso foi especialmente planejado para os profissionais que desejam trabalhar com desenvolvimento de sistemas seguindo o paradigma Orientado a Objetos e com o uso

Leia mais

ruirossi@ruirossi.pro.br

ruirossi@ruirossi.pro.br Persistência Com JPA & Hibernate Rui Rossi dos Santos ruirossi@ruirossi.pro.br Mediador: Rui Rossi dos Santos Slide 1 Mapeamento Objeto-Relacional Contexto: Linguagem de programação orientada a objetos

Leia mais

DESENVOLVENDO APLICAÇÕES UTILIZANDO JAVASERVER FACES E MVC

DESENVOLVENDO APLICAÇÕES UTILIZANDO JAVASERVER FACES E MVC DESENVOLVENDO APLICAÇÕES UTILIZANDO JAVASERVER FACES E MVC Felipe Moreira Decol Claro 1, Késsia Rita da Costa Marchi 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil felipe4258@hotmail.com, kessia@unipar.br

Leia mais

SISTEMA GERENCIADOR DE FORMULÁRIOS APLICADO AO SISTEMA NETCIF CENTRO INTEGRADO DE FISIOTERAPIA

SISTEMA GERENCIADOR DE FORMULÁRIOS APLICADO AO SISTEMA NETCIF CENTRO INTEGRADO DE FISIOTERAPIA SISTEMA GERENCIADOR DE FORMULÁRIOS APLICADO AO SISTEMA NETCIF CENTRO INTEGRADO DE FISIOTERAPIA Autores: Francisco de Oliveira Dantas; FILHO, PINTO, Giovanni Ferreira; MARIA, Hevanderson da Silva; Orientador:

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO OS 003/DINFO/2013 16/09/2013

ORDEM DE SERVIÇO OS 003/DINFO/2013 16/09/2013 A DIRETORIA DE INFORMÁTICA DINFO DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO -UERJ, no uso de suas atribuições legais, estabelece: Art. 1º: Para fins de normatização do Desenvolvimento Tecnológico na UERJ

Leia mais

UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA AGNALDO CITADIN JHONY BRESSAN DA SILVA

UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA AGNALDO CITADIN JHONY BRESSAN DA SILVA UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA AGNALDO CITADIN JHONY BRESSAN DA SILVA DESENVOLVIMENTO DE UM APLICATIVO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS PARA USUÁRIOS DE SERVIÇOS DE TÁXI UTILIZANDO A PLATAFORMA ANDROID

Leia mais

TECNOLOGIAS E FRAMEWORKS UTILIZADAS NO DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS GERENCIAIS

TECNOLOGIAS E FRAMEWORKS UTILIZADAS NO DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS GERENCIAIS TECNOLOGIAS E FRAMEWORKS UTILIZADAS NO DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS GERENCIAIS Janderson Fernandes Barros ¹, Igor dos Passos Granado¹, Jaime William Dias ¹, ² ¹ Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí

Leia mais

Padrões de Interação com o Usuário

Padrões de Interação com o Usuário Padrões de Interação com o Usuário Granularidade dos Padrões Padrões estão relacionados a 3 elementos: Contexto ocorre Problema resolve Solução Problemas e Soluções podem ser observados em diferentes níveis

Leia mais

TECNOLOGIAS E FRAMEWORKS PARA O DESENVOLMENTO DE INTERFACES WEB

TECNOLOGIAS E FRAMEWORKS PARA O DESENVOLMENTO DE INTERFACES WEB TECNOLOGIAS E FRAMEWORKS PARA O DESENVOLMENTO DE INTERFACES WEB Marcelo Rodrigo da Silva Ribeiro 1, Ricardo Ribeiro Rufino 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil marcelo.rodrigo@live.com,

Leia mais

SIQ GQF Plugin s WEB (Aplicações WEB) Gestão da Qualidade de Fornecedores

SIQ GQF Plugin s WEB (Aplicações WEB) Gestão da Qualidade de Fornecedores SIQ GQF Plugin s WEB (Aplicações WEB) Gestão da Qualidade de Fornecedores Requerimentos do Software Versão para Microsoft Windows/Unix Dezembro 2006 Bem-Vindo ao to SIQ GQF Plugin s WEB - Gestão da Qualidade

Leia mais

Demoiselle Framework. Palestrante: Flávio Gomes da Silva Lisboa JUN/2009

Demoiselle Framework. Palestrante: Flávio Gomes da Silva Lisboa JUN/2009 Demoiselle Framework Palestrante: Flávio Gomes da Silva Lisboa JUN/2009 Sumário Introdução Desenvolvimento de TI para Governo Elementos de Decisão Estratégia para a área de tecnologia Diretivas da Arquitetura

Leia mais

MedEl: Uma solução de E-Learning utilizando tecnologia Microsoft ASP.NET

MedEl: Uma solução de E-Learning utilizando tecnologia Microsoft ASP.NET MedEl: Uma solução de E-Learning utilizando tecnologia Microsoft ASP.NET Átila Correia Cunha 1, 2, Glaucon Henrique Mauricio Maia 1, 2, Waner Ferreira Tavares 1, 2, Jorge Bergson¹, Rui Gomes Patrício 3

Leia mais

Guilherme Augusto de Assis

Guilherme Augusto de Assis Guilherme Augusto de Assis Analista de Sistemas Pleno da empresa CPqD guiassys@gmail.com Resumo Possui graduação em Sistemas de Informação pela Faculdade de Administração e Ciências Contábeis de Hortolândia

Leia mais

Edição do Currículo. Wing Sistema para Educação e Negócios

Edição do Currículo. Wing Sistema para Educação e Negócios Edição do Currículo Ao escolher um modelo, o aluno deverá informar seus dados de contato e editar seu currículo, conforme imagem abaixo, onde o usuário poderá: I. Informar seus dados de contato; II. Adicionar

Leia mais

Sistema de Chamados Protega

Sistema de Chamados Protega SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. REALIZANDO ACESSO AO SISTEMA DE CHAMADOS... 4 2.1 DETALHES DA PÁGINA INICIAL... 5 3. ABERTURA DE CHAMADO... 6 3.1 DESTACANDO CAMPOS DO FORMULÁRIO... 6 3.2 CAMPOS OBRIGATÓRIOS:...

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PROJETOS DE SOFTWARE - SGPS

SISTEMA DE GESTÃO DE PROJETOS DE SOFTWARE - SGPS SISTEMA DE GESTÃO DE PROJETOS DE SOFTWARE - SGPS Lilian R. M. Paiva, Luciene C. Oliveira, Mariana D. Justino, Mateus S. Silva, Mylene L. Rodrigues Engenharia de Computação - Universidade de Uberaba (UNIUBE)

Leia mais

02/2013 Câmpus Muriaé

02/2013 Câmpus Muriaé 02/2013 Câmpus Muriaé O Reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais, no uso de suas atribuições legais, conferidas pelo decreto presidencial de 24.04.2013,

Leia mais

Programação Java para a Web Décio Heinzelmann Luckow Alexandre Altair de Melo

Programação Java para a Web Décio Heinzelmann Luckow Alexandre Altair de Melo Programação Java para a Web Décio Heinzelmann Luckow Alexandre Altair de Melo Novatec Copyright 2010 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. É proibida

Leia mais

PASSO A PASSO SISTEMA DE REQUISIÇÃO ON-LINE

PASSO A PASSO SISTEMA DE REQUISIÇÃO ON-LINE PASSO A PASSO SISTEMA DE REQUISIÇÃO ON-LINE ABRIL, 2008 Atualizado em: 06/04/2008 17:24 1 Índice Acessando o sistema... 3 Efetuando login no sistema... 5 Página principal... 6 Criando a requisição... 7

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ HUDO CIM ASSENÇO LUCAS FOLMANN LIMA RODRIGO BRADASH OSTERNACK PAPYRUS: SISTEMA DE LICITAÇÃO DE LIVROS PARA BIBLIOTECA

INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ HUDO CIM ASSENÇO LUCAS FOLMANN LIMA RODRIGO BRADASH OSTERNACK PAPYRUS: SISTEMA DE LICITAÇÃO DE LIVROS PARA BIBLIOTECA INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ HUDO CIM ASSENÇO LUCAS FOLMANN LIMA RODRIGO BRADASH OSTERNACK PAPYRUS: SISTEMA DE LICITAÇÃO DE LIVROS PARA BIBLIOTECA CURITIBA 2011 HUDO CIM ASSENÇO LUCAS FOLMANN LIMA RODRIGO

Leia mais

SISTEMA DE WORKFLOW PARA MODELAGEM E EXECUÇÃO DE PROCESSOS DE SOFTWARE. Aluno: Roberto Reinert Orientador: Everaldo A. Grahl

SISTEMA DE WORKFLOW PARA MODELAGEM E EXECUÇÃO DE PROCESSOS DE SOFTWARE. Aluno: Roberto Reinert Orientador: Everaldo A. Grahl SISTEMA DE WORKFLOW PARA MODELAGEM E EXECUÇÃO DE PROCESSOS DE SOFTWARE Aluno: Roberto Reinert Orientador: Everaldo A. Grahl Roteiro de apresentação Introdução Objetivos Fundamentação Teórica Workflow Processo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Informatização de farmácias publicas utilizando software livre.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Informatização de farmácias publicas utilizando software livre. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Informatização de farmácias publicas utilizando software livre. MURILO NUNES ELIAS FLORIANÓPOLIS SC 2007/2 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO DE

Leia mais

SAPENS - Sistema Automático de Páginas de Ensino

SAPENS - Sistema Automático de Páginas de Ensino SAPENS - Sistema Automático de Páginas de Ensino Eduardo Kokubo kokubo@inf.univali.br Fabiane Barreto Vavassori, MSc fabiane@inf.univali.br Universidade do Vale do Itajaí - UNIVALI Centro de Ensino Superior

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 10 Persistência de Dados

Leia mais

Palavras-chave: i3geo, gvsig, Mapserver, integração, plugin. Contato: edmar.moretti@terra.com.br ou edmar.moretti@gmail.com

Palavras-chave: i3geo, gvsig, Mapserver, integração, plugin. Contato: edmar.moretti@terra.com.br ou edmar.moretti@gmail.com III Jornada Latinoamericana e do Caribe do gvsig Artigo: Integração do software i3geo com o gvsig Autor: Edmar Moretti Resumo: O i3geo é um software para a criação de mapas interativos para internet qu

Leia mais

e-mail: ebertonsm@gmail.com eberton.marinho@gmail.com

e-mail: ebertonsm@gmail.com eberton.marinho@gmail.com INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE Ambientes de Programação e Banco de Dados Docente: Éberton da Sl Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com eberton.marinho@gmail.com

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. CURSO: Ciência da Computação DATA: / / 2013 PERÍODO: 4 o.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. CURSO: Ciência da Computação DATA: / / 2013 PERÍODO: 4 o. CURSO: Ciência da Computação DATA: / / 2013 PERÍODO: 4 o. PROFESSOR: Andrey DISCIPLINA: Técnicas Alternativas de Programação AULA: 08 APRESENTAÇÃO Na aula de hoje vamos apresentar e discutir como definir

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico ETEC MONSENHOR ANTONIO MAGLIANO Código: 088 Município: Garça Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de

Leia mais

APLICATIVO WEB PARA O SETOR DE EXTENSÃO IFC VIDEIRA

APLICATIVO WEB PARA O SETOR DE EXTENSÃO IFC VIDEIRA APLICATIVO WEB PARA O SETOR DE EXTENSÃO IFC VIDEIRA Autores: Claudiléia Gaio BANDT; Tiago HEINECK; Patrick KOCHAN; Leila Lisiane ROSSI; Angela Maria Crotti da ROSA Identificação autores: Aluna do Curso

Leia mais

Conteúdo. Disciplina: INF 02810 Engenharia de Software. Monalessa Perini Barcellos. Centro Tecnológico. Universidade Federal do Espírito Santo

Conteúdo. Disciplina: INF 02810 Engenharia de Software. Monalessa Perini Barcellos. Centro Tecnológico. Universidade Federal do Espírito Santo Universidade Federal do Espírito Santo Centro Tecnológico Departamento de Informática Disciplina: INF 02810 Prof.: (monalessa@inf.ufes.br) Conteúdo 1. Introdução 2. Processo de Software 3. Gerência de

Leia mais

HEALTHCARE SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE CLÍNICAS MÉDICAS

HEALTHCARE SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE CLÍNICAS MÉDICAS HEALTHCARE SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE CLÍNICAS MÉDICAS OLIVEIRA, R. M.; SANTOS, A. B. RESUMO Diante da crescente expansão tecnológica e do aumento da demanda de software gerencial na área de atendimento

Leia mais

SISTEMA AVANÇADO DE PROPOSTAS ORÇAMENTÁRIAS. Pedro Henrique Silva Antunes

SISTEMA AVANÇADO DE PROPOSTAS ORÇAMENTÁRIAS. Pedro Henrique Silva Antunes SISTEMA AVANÇADO DE PROPOSTAS ORÇAMENTÁRIAS Pedro Henrique Silva Antunes Projeto de Graduação apresentado ao Curso de Engenharia Eletrônica e de Computação da Escola Politécnica, Universidade Federal do

Leia mais

Documentos. ISSN 1982-5390 Dezembro, 2007. Sistema de Gestão de Licitações do Site da Embrapa Pecuária Sul Licitações 1.0 - Manual do Usuário

Documentos. ISSN 1982-5390 Dezembro, 2007. Sistema de Gestão de Licitações do Site da Embrapa Pecuária Sul Licitações 1.0 - Manual do Usuário Documentos ISSN 1982-5390 Dezembro, 2007 Sistema de Gestão de Licitações do Site da Embrapa Pecuária Sul Licitações 1.0 - Manual do Usuário 68 ISSN 1982-5390 Dezembro, 2007 Empresa Brasileira de Pesquisa

Leia mais

COMO SOLICITAR O CADASTRO DE UM ITEM SSA Central de Cadastro

COMO SOLICITAR O CADASTRO DE UM ITEM SSA Central de Cadastro COMO SOLICITAR O CADASTRO DE UM ITEM SSA Central de Cadastro Índice 1. Fluxo de Solicitação 2. Acesso ao Aplicativo 3. Alteração de Senha 4. Opções do Menu 5. Pesquisar um item já existente 6. Como criar

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA PARA CONTROLE DE RECURSOS COMPUTACIONAIS: O SYSTEMINFO Vinícius Sérgio Lourenço Ribeiro 1 Elio Lovisi Filho 2 RESUMO

DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA PARA CONTROLE DE RECURSOS COMPUTACIONAIS: O SYSTEMINFO Vinícius Sérgio Lourenço Ribeiro 1 Elio Lovisi Filho 2 RESUMO .Revista Eletrônica da Faculdade Metodista Granbery http://re.granbery.edu.br - ISSN 1981 0377 Curso de Sistemas de Informação - N. 5, JUL/DEZ 2008 DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA PARA CONTROLE DE RECURSOS

Leia mais

Anexo I Formulário para Proposta

Anexo I Formulário para Proposta PLATAFORMA CGI.br Solicitação de Propostas SP Anexo I Formulário para Proposta Data: 05/07/2013 Versão: 1.1 Plataforma CGI.br Solicitação de Propostas - SP Anexo I Formulário para Proposta 1. Estrutura

Leia mais

REGULAMENTO Introdução

REGULAMENTO Introdução Inscrição e ajustes no projeto 28/01/2014 a 05/abril/2014 Banca avaliadora Abril/ Maio 2014 Divulgação dos finalistas Junho 2014 Premiação: depois da Copa do Mundo Agosto/2014 REGULAMENTO Introdução A

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DE FLUXO DE CAIXA DO SETOR DE APOIO FINANCEIRO (ULBRA GUAÍBA)

SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DE FLUXO DE CAIXA DO SETOR DE APOIO FINANCEIRO (ULBRA GUAÍBA) SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DE FLUXO DE CAIXA DO SETOR DE APOIO FINANCEIRO (ULBRA GUAÍBA) Alessandra Lubbe 1 Alexandre Evangelista 2 Jeandro Perceval 3 José Ramiro Pereira 4 Luiz Gustavo Mahlmann 5 RESUMO

Leia mais

Java e Banco de Dados: JDBC, Hibernate e JPA

Java e Banco de Dados: JDBC, Hibernate e JPA Java e Banco de Dados: JDBC, Hibernate e JPA 1 Objetivos Apresentar de forma progressiva as diversas alternativas de persistência de dados que foram evoluindo na tecnologia Java, desde o JDBC, passando

Leia mais

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição Intensiva de Férias

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição Intensiva de Férias CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição Intensiva de Férias O curso foi especialmente planejado para os profissionais que desejam trabalhar com desenvolvimento de sistemas seguindo o paradigma Orientado a Objetos

Leia mais

Este livro é dedicado a minha esposa Edna e a todos os desenvolvedores que fizeram do software livre um meio profissional levado a sério.

Este livro é dedicado a minha esposa Edna e a todos os desenvolvedores que fizeram do software livre um meio profissional levado a sério. EDSON GONÇALVES Este livro é dedicado a minha esposa Edna e a todos os desenvolvedores que fizeram do software livre um meio profissional levado a sério. AGRADECIMENTOS Primeiramente gostaria de agradecer

Leia mais

Desenvolvimento de um sistema web para a divulgação das empresas da cidade de São Sebastião do Paraíso - MG

Desenvolvimento de um sistema web para a divulgação das empresas da cidade de São Sebastião do Paraíso - MG Desenvolvimento de um sistema web para a divulgação das empresas da cidade de São Sebastião do Paraíso - MG Henrique de Oliveira Graduando em Sistemas de Informação Fernando Roberto Proença Mestre em Ciência

Leia mais

Uma Abordagem sobre Mapeamento Objeto Relacional com Hibernate

Uma Abordagem sobre Mapeamento Objeto Relacional com Hibernate Uma Abordagem sobre Mapeamento Objeto Relacional com Hibernate Luis Gustavo Zandarim Soares 1, Késsia Rita da Costa Marchi 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paraná PR Brasil luisgustavo@live.co.uk,

Leia mais

TECNOLOCIA JAVA WEB PARA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE LEILÃO

TECNOLOCIA JAVA WEB PARA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE LEILÃO TECNOLOCIA JAVA WEB PARA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE LEILÃO Danilo Alves Verone de Oliveira ¹, Jaime William Dias ¹ ² ¹ Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí - PR - Brasil dan.verone@hotmail.com

Leia mais

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA WEB E FLEX Setembro de 2010 à Janeiro de 2011

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA WEB E FLEX Setembro de 2010 à Janeiro de 2011 CURSO DESENVOLVEDOR JAVA WEB E FLEX Setembro de 2010 à Janeiro de 2011 O curso foi especialmente planejado para os profissionais que desejam trabalhar com desenvolvimento de sistemas seguindo o paradigma

Leia mais

Guia do Usuário. Introdução

Guia do Usuário. Introdução Guia do Usuário Introdução Nosso objetivo ao criar o Auditorbook foi valorizar o tempo de profissionais que realizam auditorias, verificações ou inspeções. Com este aplicativo desenvolvido pela VL Corrêa

Leia mais

Geris Engenharia e Serviços

Geris Engenharia e Serviços Geris Engenharia e Serviços Sistema administrativo Manual do Usuário Produzido por: Favus Interactive Editoração Eletrônica Ltda - ME Endereço eletrônico: w ww.gerisengenharia.com.br/admin Apresentação

Leia mais

DOCUMENTO DE REQUISITOS

DOCUMENTO DE REQUISITOS 1/38 DOCUMENTO DE REQUISITOS GED Gerenciamento Eletrônico de Documentos Versão 1.1 Identificação do Projeto CLIENTE: NOME DO CLIENTE TIPO DO SISTEMA OU PROJETO Participantes Função Email Abilio Patrocinador

Leia mais

Projeto Disciplinar de Infra-Estrutura de Software BELLA DONNA CENTRO DE ESTÉTICA

Projeto Disciplinar de Infra-Estrutura de Software BELLA DONNA CENTRO DE ESTÉTICA 1 Projeto Disciplinar de Infra-Estrutura de Software BELLA DONNA CENTRO DE ESTÉTICA EDILBERTO SILVA, KLEBER VASCONCELOS DE SOUZA, MARIA APARECIDA DA SILVA, PATRÍCIA MARQUES NASCIMENTO, SIDNEY DOS SANTOS

Leia mais

2 a Lista de Exercícios

2 a Lista de Exercícios Projeto de Sistemas 2011/2 2 a Lista de Exercícios (1) Um importante aspecto do projeto da camada de Lógica de Negócio (LN) diz respeito à organização das classes e distribuição de responsabilidades entre

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PROCEU PROGRAMA DE CADASTRO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PROCEU PROGRAMA DE CADASTRO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PROCEU PROGRAMA DE CADASTRO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA CURITIBA 2009 HUGO ARAÚJO DE ALMEIDA RAFAEL DE MELLO LECHAKOSKI TAYLOR

Leia mais

2. FOWLER, Martin; SCOTT, Kendall. UML Essencial. São Paulo: Bookman, 2005.

2. FOWLER, Martin; SCOTT, Kendall. UML Essencial. São Paulo: Bookman, 2005. 3º semestre INF302 - Análise e Modelagem de Sistemas I Análise e Modelagem de Sistemas I Identificação: INF302 Semestre: 1º Carga Horária 60 horas Número de Aulas: 72 aulas Aulas 52 aulas Aulas práticas:

Leia mais

sendo bastante acessível e compreendido pelos usuários que o utilizarem.

sendo bastante acessível e compreendido pelos usuários que o utilizarem. APLICATIVO WEB PARA O SETOR DE EXTENSÃO IFC VIDEIRA Claudiléia Gaio Bandt 1 ; Tiago Heineck 2 ; Patrick Kochan 3 ; Leila Lisiane Rossi 4 ; Angela Maria Crotti da Rosa 5 INTRODUÇÃO Este artigo descreve

Leia mais

Índice. http://www.gosoft.com.br/atualiza/gosoftsigadmservico.pdf Versão 4.0

Índice. http://www.gosoft.com.br/atualiza/gosoftsigadmservico.pdf Versão 4.0 Índice I ENVIO DE BOLETOS POR E-MAIL... 2 APRESENTAÇÃO... 2 ALTERAÇÕES NO SIGADM CONDOMÍNIO... 4 ALTERAÇÕES NO SIGADM IMÓVEIS... 6 ALTERAÇÕES NO SIGADM CONCILIAÇÃO BANCÁRIA... 8 ALTERAÇÕES NO SIGADM CONDOMÍNIO

Leia mais

Projeto Arquitetural do IEmbedded

Projeto Arquitetural do IEmbedded Universidade Federal de Campina Grande Centro de Engenharia Elétrica e Informática Departamento de Sistemas e Computação Disciplina: Projeto I Professora: Francilene Garcia Equipe: Carolina Nogueira de

Leia mais

Regulamento. 1-Cadastro. 1-1 Cadastro inicial plano básico deve conter:

Regulamento. 1-Cadastro. 1-1 Cadastro inicial plano básico deve conter: Regulamento 1-Cadastro 1-1 Cadastro inicial plano básico deve conter: 1-1-1 Nome de Usuário 1-1-2 E-mail válido 1-1-3 Senha e confirmação de senha 1-1-4 Aceitar Termo de uso 1-2 Cadastro plano craque deve

Leia mais

Pré-Projeto do Trabalho de Conclusão de Curso Tiago Garcia Pereira 1. INTRODUÇÃO

Pré-Projeto do Trabalho de Conclusão de Curso Tiago Garcia Pereira 1. INTRODUÇÃO UM PADRÃO ABERTO DE SOFTWARE PARA COMPUTAÇÃO MÓVEL: UM ESTUDO SOBRE GOOGLE ANDROID 1. INTRODUÇÃO O aumento do número usuários de dispositivos móveis atrai cada vez os desenvolvedores a produzir aplicações

Leia mais

SIGMAON SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOGRAFICA PARA MONITORAMENTO DE ALAGAMENTOS ON-LINE

SIGMAON SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOGRAFICA PARA MONITORAMENTO DE ALAGAMENTOS ON-LINE SIGMAON SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOGRAFICA PARA MONITORAMENTO DE ALAGAMENTOS ON-LINE Marcio Jose Mantau,1 Giovane Farias Aita2, Jaison Ademir Savegnani3, Carlos Alberto Barth4 Palavras-chave: Sistemas de

Leia mais

PRODUTO 1 (CONSTRUÇÃO DE PORTAL WEB)

PRODUTO 1 (CONSTRUÇÃO DE PORTAL WEB) RELATÓRIO DE ENTREGA DO PRODUTO 1 (CONSTRUÇÃO DE PORTAL WEB) PARA A ELABORAÇÃO DOS PLANOS MUNICIPAIS DE GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS PMGIRS PARA OS MUNICÍPIOS DE NOVO HORIZONTE, JUPIÁ, GALVÃO,

Leia mais

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1 DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1 SUMÁRIO DEFINIÇÃO DE REQUISITOS 4 1. INTRODUÇÃO 4 1.1 FINALIDADE 4 1.2 ESCOPO 4 1.3 DEFINIÇÕES, ACRÔNIMOS

Leia mais

QUESTINAMENTOS AO EDITAL DE CONCORRÊNCIA 01/2013

QUESTINAMENTOS AO EDITAL DE CONCORRÊNCIA 01/2013 QUESTINAMENTOS AO EDITAL DE CONCORRÊNCIA 01/2013 Prezados Senhores da comissão de licitação da UENF, seguem alguns questionamentos acerca do edital de concorrência 01/2013 para esclarecimentos: 1. ANEXO

Leia mais

INF 2125 PROJETO DE SISTEMAS DE SOFTWARE Prof. Carlos J. P. de Lucena

INF 2125 PROJETO DE SISTEMAS DE SOFTWARE Prof. Carlos J. P. de Lucena INF 2125 PROJETO DE SISTEMAS DE SOFTWARE Prof. Carlos J. P. de Lucena Trabalho Experimental Sistema de Biblioteca 1. Objetivo Este trabalho tem o objetivo de consolidar o conhecimento sobre UML e garantir

Leia mais

Roteiro. Arquitetura. Tipos de Arquitetura. Questionário. Centralizado Descentralizado Hibrido

Roteiro. Arquitetura. Tipos de Arquitetura. Questionário. Centralizado Descentralizado Hibrido Arquitetura Roteiro Arquitetura Tipos de Arquitetura Centralizado Descentralizado Hibrido Questionário 2 Arquitetura Figura 1: Planta baixa de uma casa 3 Arquitetura Engenharia de Software A arquitetura

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA SERVIDOR INTRODUÇÃO EM SISTEMAS WEB. Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1

PROGRAMAÇÃO PARA SERVIDOR INTRODUÇÃO EM SISTEMAS WEB. Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 PROGRAMAÇÃO PARA SERVIDOR EM SISTEMAS WEB INTRODUÇÃO Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 Visão Geral 1 2 3 4 Apresentação Programação Servidor? O que é Java? Grupos de Trabalho Apresentação Quem é o professor?

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

SISTEMA DE GERENCIAMENTO E CONTROLE DE DOCUMENTOS DE TCC E ESTÁGIO

SISTEMA DE GERENCIAMENTO E CONTROLE DE DOCUMENTOS DE TCC E ESTÁGIO SISTEMA DE GERENCIAMENTO E CONTROLE DE DOCUMENTOS DE TCC E ESTÁGIO Marcelo Karpinski Brambila 1, Luiz Gustavo Galves Mahlmann 2 1 Acadêmico do Curso de Sistemas de Informação da ULBRA Guaíba < mkbrambila@terra.com.br

Leia mais

JOGO DA MEMÓRIA PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS GAME OF MEMORY TO MOBILE DEVICES

JOGO DA MEMÓRIA PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS GAME OF MEMORY TO MOBILE DEVICES JOGO DA MEMÓRIA PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS GAME OF MEMORY TO MOBILE DEVICES Célia Hirata Aoki - celia@unisalesiano.edu.br Prof. M.Sc. Anderson Pazin - pazin@unisalesiano.edu.br RESUMO As fortes expansões

Leia mais

Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans

Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans Aula 3 Cap. 4 Trabalhando com Banco de Dados Prof.: Marcelo Ferreira Ortega Introdução O trabalho com banco de dados utilizando o NetBeans se desenvolveu ao longo

Leia mais

Sumário. Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web

Sumário. Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web Sumário Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web Fazendo Login no Sistema Tela inicial do Portal WEB Criando um

Leia mais