TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO APLICADA NA LOGÍSTICA INTERNA DE UMA INDÚSTRIA DE PRODUTOS QUÍMICOS COMO FORMA DE OBTENÇÃO DE VANTAGEM

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO APLICADA NA LOGÍSTICA INTERNA DE UMA INDÚSTRIA DE PRODUTOS QUÍMICOS COMO FORMA DE OBTENÇÃO DE VANTAGEM"

Transcrição

1 ISSN TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO APLICADA NA LOGÍSTICA INTERNA DE UMA INDÚSTRIA DE PRODUTOS QUÍMICOS COMO FORMA DE OBTENÇÃO DE VANTAGEM Darciane Alves Justino (Fac. Redentor) Eduardo Barbosa Bernardes (Fac. Redentor) Alber Neto (Fac. Redentor) Silvio Figueiredo Gomes Junior (Fac. Redentor) Resumo O aprimoramento do desenvolvimento de um processo é fundamental, neste sentido, a tecnologia da informação (TI), tornou-se uma área de apoio logístico tanto no gerenciamento de centrais de distribuição quanto no sistema de gestão, uma vez qque seu uso eficiente pode significar a diferença no mercado. Neste contexto, os investimentos para a utilização da logística associada a TI vêm crescendo no Brasil, e os benefícios que TI oferece as organizações tem sido comprovadas em algumas áreas de aplicação. Este trabalho mostra os benefícios da aplicação destas metodologias em uma indústria de produtos químicos. Palavras-chaves: Tecnologia da informação, logística, vantagens competitivas.

2 1. INTRODUÇÃO O avanço de tecnologias aplicadas à gestão da informação permite que as organizações incorporem sistemas informatizados no apoio às suas atividades. Um dos expoentes desse avanço são os sistemas de informação empresariais, desenvolvidos para atender aos requisitos específicos das diversas áreas e departamentos (PLATT e KLAES, 2010). Segundo Chopra e Meindl (2003), a informação afeta profundamente todas as etapas da cadeia produtiva, pois representa uma conexão entre os diversos estágios da cadeia de suprimentos, permitindo que possam coordenar suas opções e colocar em prática muitos dos benefícios de maximização da lucratividade da cadeia. Neste sentido, a tecnologia da informação (TI) tornou-se uma área de apoio logístico tanto no gerenciamento de centrais de distribuição quanto no sistema de gestão, uma vez que seu uso eficiente pode significar a diferença no mercado competitivo (LAUDON e LAUDON, 2007). Para Beltrame e Maçada (2009) a TI não é somente uma ferramenta para automatizar os processos existentes, mas também um facilitador de mudanças organizacionais que podem levar a ganhos adicionais de produtividade. Neste contexto pesquisadores têm buscado analisar o impacto da TI no desempenho financeiro, nas pessoas, processos, nos elementos que de maneira geral constituem as organizações (BELTRAME e MAÇADA, 2009). Esse interesse se intensificou nos últimos anos, devido ao crescimento do desenvolvimento de softwares destinados a gestão empresarial e também dados os altos volumes de recursos financeiros investidos em TI e a constante preocupação dos executivos em justificar e avaliar os retornos e benefícios desses investimentos. Beltrame e Maçada (2009) ressaltam ainda que mais do que avaliar o impacto destes investimentos, executivos e pesquisadores têm buscado compreender como estes investimentos têm agregado valor às organizações. Analisar os possíveis benefícios da TI é um processo complexo, pois eles são variados e distintos entre si, porem se comparados com características antecedentes de sua implantação se torna claro evidenciar as mudanças ocorridas. 2

3 Neste contexto, o presente artigo visa apresentar a importância da tecnologia da informação na gestão logística, onde estas ferramentas possuem potencial para auxiliar a organização a obter tanto vantagem em custo, agilidade, flexibilidade e produtividade, como também a vantagem em valor. 2. OBJETIVO O presente trabalho tem como objetivo analisar a implantação e uso um software de gestão de informação nos processos logísticos internos de uma indústria de produtos químicos, localizada no Noroeste Fluminense do estado do Rio de Janeiro, e identificar as ações e benefícios implementados no desenvolvimento de suas atividades. 3. METODOLOGIA A pesquisa realizada neste artigo utilizou a técnica de pesquisa de documentação indireta, por meio de fontes secundárias, como livros, artigos, trabalhos de conclusão de curso e matérias de periódicos especializados. Foi utilizado ainda técnica de documentação direta, por meio de uma entrevista direcionada por meio de dois questionários. 4. DESENVOLVIMENTO 4.1. Logística A logística, hoje, é considerada uma abordagem gerencial, que trata de forma sistêmica e integrada todas as atividades relacionadas aos fluxos físicos, financeiros e de informações da organização (MEDINA, 2002). A logística brasileira na década de 90 passou por significativas mudanças, tanto em termos de práticas empresariais, quanto na sua eficiência, qualidade e disponibilidade da infraestrutura de informações para a melhor comunicação, elementos fundamentais para a existência de uma logística moderna (Craco, Remussi, Cruz e Camargo,2011). Ballou (2001) ressalta que logística é o processo de planejar, implementar e controlar o fluxo e o armazenamento, eficiente e eficaz em termos de custos, matérias-primas, estoques em processos, produtos acabados e informações correlatas desde o ponto de origem até o ponto de consumo, com o propósito de melhorar o nível de serviço oferecido ao cliente. De acordo com Novaes (2007) a logística agrega valores à cadeia produtiva, valor de melhor estruturação do layout, tempo de operação, qualidade e informações, e elimina 3

4 processos que não tem valor ao processo e ao cliente. A agregação de valor com o cliente poderá surgir por meio de entregas confiáveis, variedade de produtos e melhores serviços. Essas facilidades poderão se tornar um diferencial juntamente com consumidor. A preocupação maior das empresas que utilizam a operação logística esta voltada para a efetividade do encaminhamento dos produtos ao longo do canal logístico estrategicamente planejado, pois, a empresa moderna exige rapidez e otimização do processo de movimentação dos dados, informações e materiais, internos e externos, que se inicia desde o recebimento da matéria-prima até a entrega do produto final ao cliente descreve Ballou (2006). Assim pode-se definir logística empresarial como sendo a junção de quatro atividades básicas: atividades de aquisição, atividade de movimentação, atividade de armazenagem e atividade de entrega de produtos. Para que estas atividades funcionem, é preciso que as atividades de planejamento logístico, sejam de materiais ou de processos, estejam relacionados com as funções de manufatura e marketing. 4.2 A Importância da informação para as organizações A informação é a apresentação organizada, significativa e útil dos dados, que, por sua vez são fatos brutos que ocorrem nas organizações interna e externamente descreve Laudon, Laudon (2004), assim como Stair, Reynolds, A informação pode ter um alcance amplo ou estreito e seu foco pode ser interno ou externo, ela pode revelar o desempenho de um determinado processo de acordo com e mensuração das atividades concluídas, dos progressos realizados ou dos recursos acumulados. Seus dados devem ser sempre atuais, coerentes e precisos para a validação e qualificação da informação, sendo estruturados de forma detalhada e organizadas, dependendo da necessidade da organização, a informação pode ser apresentada de forma narrativa, numérica, gráfica ou através de documentos dentre outros métodos (Júnior, 2007). Chimendes e Neves (2010) complementam ainda, que as informações podem ser consideradas um dos pilares fundamentais ou uma das premissas básicas para o eficiente desempenho de qualquer empresa, uma vez que as informações quando são bem coletadas, manipuladas e organizadas, podem aumentar os conhecimentos relacionados aos negócios 4

5 internos e externos auxiliando no desenvolvimento de novos produtos visando novas necessidades de mercado acarretando assim um beneficio considerável. Para Chimendes e Neves (2010): As empresas estão convencidas da importância da informação para o processo de gestão e tomada de decisão, no entanto parecem não se dar conta de que o maior valor da informação está no seu uso e não na sua geração. É muito mais importante selecionar e organizar a informação tornando-a útil e, principalmente, capacitar-se a utilizar e transformar a informação de maneira a agregar valor ao negócio da empresa. 4.3 Sistemas integrados de informação e a tecnologia da informação Para Campos (2006) os sistemas de informação são compostos por um conjunto de recursos humanos, materiais, tecnológicos e financeiros agrupados que facilita o processamento dos dados e sua correspondente tradução em informação. Os sistemas de informação podem ser definidos tecnicamente segundo Laudon e Laudon (2004) como um conjunto de componentes inter-relacionados que coleta, recupera, processa, armazena, dissemina e distribui informações destinadas a apoiar as tomadas de decisões, permitem ainda a coordenação e o controle de uma organização, facilita a analise de problemas e visualização dos resultados de processos. Nos últimos anos, os sistemas integrados de gestão, passaram a ser largamente utilizados pelas empresas. Eles são apresentados como solução para a maioria dos problemas empresariais. São sistemas capazes de integrar todas as informações que fluem pela empresa por intermédio de uma base de dados única, ou seja, o objetivo do sistema de informação é integrar os diferentes setores da organização. De acordo com Rezende e Abreu (2000) a tecnologia da informação (TI) pode ser definida como o conjunto de todas as atividades e soluções providas por recursos de computação que visam permitir o armazenamento, organização e o acesso e o uso das informações. De um modo mais amplo, pode-se afirmar que a TI refere-se a um conjunto de hardware e software que tem como função, o processamento das informações, que implica coletar, transmitir e estocar, recuperar, manipular e exibir dados, tarefas que podem estar incluídas em microcomputadores, conectados a rede ou não, estações de trabalho, softwares como planilhas eletrônicas ou banco de dados, além de outros ressalta Campos Filho (1994). 5

6 Compreende-se então que a tecnologia da informação é um componente do sistema de informação (FERREIRA e RIBEIRO, 2003). 4.4 Tecnologia da informação e a logística A importância de informações rápidas e precisas para sistemas logísticos eficazes é essencial por três razões afirma Fleury (2000). Em primeiro lugar, os clientes podem ter informações sobre a situação do pedido, e saber a disponibilidade de produtos, programação de entrega e faturas que são elementos necessários do serviço ao cliente. A segunda razão continua Fleury (2000), relaciona-se ao uso da informação para reduzir o estoque e minimizar as incertezas em torno da demanda. E por fim a informação aumenta a flexibilidade e permite identificar os recursos que podem ser utilizados para que se obtenha uma vantagem estratégica. Segundo Pereira e Pamplona (2006): O investimento em Tecnologia da Informação (TI) tem ganho cada vez mais espaço nos orçamentos das empresas, justificados principalmente pelo aumento de eficiência e produtividade, além da redução dos custos. Conforme Rezende e Abreu (2003), a TI possibilita ainda às organizações aperfeiçoar seus processos, melhorar a comunicação, aumentar a capacidade gerencial e a capacidade de tomar decisões. Além disso, possibilita o aperfeiçoamento do nível de serviço, mediante melhoria na oferta ao cliente, bem como maior integração entre os membros da cadeia de suprimentos, do fornecedor ao cliente final, envolvendo as organizações que fazem parte do processo (MENDES e FILHO, 2002). Para Chimendes e Neves : TI pode ser considerada como uma ferramenta, ou conjunto de ferramentas, que altera as operações da empresa bem como seus produtos e serviços e principalmente o relacionamento com fornecedores, clientes, mercados e concorrentes. Aprimorados a partir de ferramentas tecnológicas, os sistemas logísticos passaram a ser cada vez mais estratégicos modernizando processos e provocando uma maior integração entre as empresas. Neste contexto percebe-se que logística moderna foi fortemente influenciada pela evolução da tecnologia da informação (FLEURY, 2000). 5. ESTUDO DE CASO 6

7 5.1. Caracterização da Empresa A pesquisa foi realizada em uma empresa de médio porte que consolidou suas atividades em 1972 na região noroeste do estado do Rio de Janeiro, onde se localiza a sua sede. Quando iniciou suas atividades o grupo fornecia produtos químicos, equipamentos para laticínios, correia e mangueiras para atender as industrias alimentícias da região. Com o crescimento do mercado e uma infraestrutura consolidada, a empresa viu a necessidade de expandir sua linha de produtos, e passou assim a trabalhar também com a linha de produtos para lazer, como moveis de piscinas para área externa, produtos para indústrias alimentícias em geral, todo tipo de piscina, material hospitalar, material de segurança, vidrarias e toda linha de produtos de limpeza para área domestica, constantemente a empresa vem investido no aprimoramento de seus sistemas de informação com o intuito de qualificar o desenvolvimento de sua atividades. 5.2 Entrevista No mês de novembro de 2012, foi realizada uma entrevista padronizada com o Diretor Industrial da empresa. A entrevista foi desenvolvida seguindo um roteiro estruturado por dois questionários os quais foram elaborados a partir de uma revisão de literatura, o principal objetivo do roteiro era conhecer a empresa, saber os motivos que levaram a mesma a adotar uma nova tecnologia da informação, identificar as ações e benefícios implementados no desenvolvimento de suas atividades. As respostas obtidas foram culminantes no levantamento das informações e totalmente esclarecedoras para o entendimento e desenvolvimento do artigo. 5.3 Análise A análise foi feita com base nas respostas obtidas pela entrevista onde foram identificados os motivos que levaram a empresa a desenvolver um novo software, os benefícios e ações proporcionados por este software de gestão de informações implantado no desempenho dos processos das atividades logísticas internas da indústria. 5.2 Análise dos Resultados 7

8 Após análise das respostas transcritas no primeiro questionário pelo diretor industrial da empresa, observou-se que os principais objetivos que levaram a empresa a adotar uma nova tecnologia da informação foram: Melhoria no planejamento e controle da frota Melhoria nos serviços de distribuição junto ao cliente Melhoria na organização operacional das vendas A centralização das informações Melhoria da integração dos processos produtivos e financeiros O segundo questionário possibilitou a identificar as ações e benefícios implementados no desenvolvimento das atividades da empresa após a implantação do novo software, identificou-se ainda que o software foi desenvolvido em 2009 de acordo com as reais necessidades da empresa. As principais ações e benefícios implementados no desenvolvimento das atividades proporcionados pelo novo software são: Maior rapidez nas operações; Redução de custos operacionais; Melhor integração funcional entre as áreas da empresa; Eficácia do controle do processo logístico; Melhoria da integração dos processos produtivos e financeiros; Níveis de estoques mais focados com a realidade da demanda da empresa; Fluxo de informações mais rápidas e precisa; Redução no tempo de inventario; Melhoria no nível de serviço; Melhoria no atendimento aos clientes; Aumento da eficiência operacional; Aprimoramento do controle de estoque/ inventários; Possibilidades de melhor planejamento de entrega de produtos; Através do fluxo de informações mais rápidas e precisas, a empresa pode programar melhor a distribuição física de materiais e produtos dentro e fora da mesma, evitando-se fluxos desnecessários; Redução dos papeis utilizados para controle dos processos; Controle de dados mais precisos; 8

9 Proporcionou o alinhamento estratégico; Redução do lead time de fabricação; Gerenciamento de informações confiáveis sobre o local exato dos materiais; Agilidades dos processos logísticos dando não apenas maior velocidade, mas também fidelidade à informação; Concepção integrada, permitindo assim uma maior eficiência, eficácia e rapidez nos processos de coleta, armazenagem, transferência e processamento das informações corporativas. Através da pesquisa foi possível identificar o andamento e a eficiência das atividades realizadas com a utilização do novo sistema de informação, pode-se ainda diagnosticar que são necessárias mudanças nos processos organizacionais para que a tecnologia implantada traga efeitos positivos nos ambientes reestruturados. 6. CONCLUSÃO A Tecnologia da informação (TI) que antes era vista apenas como um suporte administrativo ocupa hoje uma posição de destaque e estratégia dentro das empresas, constituindo uma importante vantagem, pois além de alicerçar as operações de negócio existentes, proporciona que sejam viabilizadas novas estratégias empresariais, desde que a TI esteja interligada com toda a estrutura organizacional. A utilização da TI é parte integrante do processo de transformação das organizações. A sua utilização efetiva é considerada um dos grandes determinantes de crescimento econômico, vantagem competitiva e produtividade. Para Oliveira (2007), os Sistemas de Informações Gerenciais são importantes ferramentas para otimização da comunicação e da tomada de decisão nas empresas, visto que estes são problemas sérios para a eficiência e a eficácia nos processos produtivos. Assim, os sistemas tendem a melhorar a qualidade das informações e do processo decisório. A TI não é simplesmente uma ferramenta para automatizar processos existentes, mas é principalmente uma facilitadora de mudanças organizacionais que podem levar a ganhos adicionais de produtividade afirma DEDRICK et al. (2003). O valor da TI não pode ser entendido e limitado apenas à melhoria na performance financeira, outros aspectos da organização devem ser levados em consideração também, como 9

10 melhorias nos processos operacionais e gerenciais, entendidos como melhoria na capacidade organizacional e melhorias nas habilidades dos funcionários em função do uso da TI. Assim, é fundamental que para a implantação e a gestão da TI, seja feita a análise dos custos, dos benefícios a serem gerados, dos resultados esperados, da realidade econômica, financeira e político-social da empresa, além das questões sócio-políticos que podem surgir decorrentes do impacto da TI implantada (MARTENS, 2001). Baseado nas respostas obtidas através da entrevista observou-se que na empresa a implantação de um novo software trouxe não somente benefícios financeiros mais também uma reestruturação no desenvolvimento de suas atividades, ou seja, uma melhoria em todos os processos operacionais reorganizando todo seu processo organizacional, onde a tecnologia da informação adotada pela empresas teve o intuito de auxiliar a logística, objetivo no qual pode ser alcançado como mostra a analise da entrevista. 7. REFERENCIAS BALLOU, RONALD. H. Gerenciamento da Cadeia de suprimentos: planejamento, organização e logística empresarial. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, BALLOU, R. H. Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos/Logística Empresarial: estratégia e planejamento da logística/cadeia de suprimentos. São Paulo: Bookman. p BELTRAME, M. M.; MAÇADA, A. C. G. Validação de um Instrumento para medir o Valor da Tecnologia da Informação (TI) para as organizações. Ano 5, n. 9. Rio Grande do sul: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, CAMPOS FILHO, M. P. Os Sistemas de Informação e as tendências da tecnologia e dos negócios. Revista de Administração de Empresas, n.6, v.34, p.33-45, Nov./Dez, CAMPOS, R. R. Características de Sistemas Integrados de Gestão Empresarial Desenvolvidos Sobre o Modelo Software Livre: Informações para Suporte à Fase de Seleção e Viabilidade de Instalação em Pequenas Empresas. 31 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção)- Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo,

11 CHIMENDES, V. C. G.; NEVES, J. M. S. A Implantação de Tecnologia da Informação Contribuindo para a Melhoria do Processo de Gestão na Área de Logística. In: VI Congresso Nacional de Excelência em Gestão, CRACO, T.; REMUSSI, R.; CRUZ, M. R.; CAMARGO, M.E. Logística como diferencial competitivo em uma empresa metal mecânico da serra gaúcha. In: VII Congresso Nacional de Excelência em Gestão, CHOPRA, S.; MEINDL, P. Supply chain management: strategy, planning and operations. New York: Prentice Hall, DEDRICK, J., et al. Information Technology and Economic Performance: A Critical Review of the Empirical Evidence. ACM Computing Surveys, v.35, n.1, p FERREIRA, K. A.; RIBEIRO, P. C. C. Tecnologia da Informação e Logística: Os Impactos do EDI nas Operações Logísticas de uma Empresa do Setor Automobilístico. In: XXIII Encontro Nac. de Eng. de Produção - Ouro Preto, MG, FLEURY, P. F. Logística Integrada. In: FLEURY, P. F., FIGUEIREDO, K., WANKE, P. (org). Logística Empresarial. Coleção COPPEAD de Administração. Atlas: São Paulo, Cap.2, p.27-38, JÚNIOR, A. M. Sistemas Integrados de Gestão: proposta para um processo de decisão multicritérios para a avaliação estratégica. 36f. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) USP, Universidade de São Paulo, São Paulo, LAMBERT, D. M. In: Seminário internacional de Logística. Belo Horizonte, MARTENS, C. D. P. A tecnologia de informação (TI) em pequenas indústrias do Vale Taquari - Dissertação (Mestrado), EFRGS, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, MEDINA, J. M. Cadeia de abastecimento no Comércio Eletrônico sob a ótica de redes flexíveis: um método de estruturação. 289f. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Santa Catarina, MENDES, V.N.; FILHO, E. E. Sistemas Integrados de Gestão (ERP) em Pequenas Empresas. GESTÃO e PRODUÇÃO, v.9, n.3, p , dez NOVAES, A.G. Logística e gerenciamento da cadeia de distribuição. 3ªed. SP, OLIVEIRA, D. P. R. Sistemas de informações gerenciais. 11. ed. São Paulo: Atlas,

12 PEREIRA,U. N. C.; PANPLONA, E. O. O uso da Teoria das Opções Reais (TOR) na análise de investimentos em Tecnologia da Informação TI. In: XXVI Encontro Nacional de Engenharia de Produção. Fortaleza, PLATT, A. A.; KLAES, L. S. Utilizando o Sistema Integrado de Gestão (ERP) no apoio ao Ensino de Logística e Gestão da Cadeia de Suprimentos. Revista de Ciências da Administração. v. 12, n. 28, p , set/dez REZENDE, D. A.; ABREU, A. F. Tecnologia da Informação aplicada a Sistemas de Informação Empresariais. São Paulo: atlas, REZENDE, D. A.; ABREU, A. F. Tecnologia da informação aplicada a sistemas de informações empresariais. 3. ed. rev. São Paulo: Atlas, YIN, R. Estudo de Caso: Planejamento e Métodos. 2 Ed. Porto Alegre: Bookman,

Logística e Distribuição: Definições e Evolução da Logística em um Contexto Global

Logística e Distribuição: Definições e Evolução da Logística em um Contexto Global Logística e Distribuição: Definições e Evolução da Logística em um Contexto Global Neófita Maria de Oliveira (UERN) neofita_maria@yahoo.com.br Athenágoras José de Oliveira (UERN) mara_suy@hotmail.com Mara

Leia mais

ESTUDO DA VIABILIDADE ECONÔMICA DE IMPLANTAÇÃO DO SOFTWARE MRP I EM UMA MICRO-EMPRESA MOVELEIRA LOCALIZADA NO VALE DO PARAIBA

ESTUDO DA VIABILIDADE ECONÔMICA DE IMPLANTAÇÃO DO SOFTWARE MRP I EM UMA MICRO-EMPRESA MOVELEIRA LOCALIZADA NO VALE DO PARAIBA ESTUDO DA VIABILIDADE ECONÔMICA DE IMPLANTAÇÃO DO SOFTWARE MRP I EM UMA MICRO-EMPRESA MOVELEIRA LOCALIZADA NO VALE DO PARAIBA Tiago Augusto Cesarin 1, Vilma da Silva Santos 2, Edson Aparecida de Araújo

Leia mais

Capítulo 2. Logística e Cadeia de Suprimentos

Capítulo 2. Logística e Cadeia de Suprimentos Capítulo 2 Logística e Cadeia de Suprimentos Prof. Glauber Santos glauber@justocantins.com.br 1 Capítulo 2 - Logística e Cadeia de Suprimentos Papel primordial da Logística na organização Gestão da Produção

Leia mais

Docente do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial UNOESTE. E mail: joselia@unoeste.br

Docente do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial UNOESTE. E mail: joselia@unoeste.br Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 141 A LOGÍSTICA COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO Douglas Fernandes 1, Josélia Galiciano Pedro 1 Docente do Curso Superior

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA Capítulo 2 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA 2.1 2003 by Prentice Hall OBJETIVOS Quais são as principais aplicações de sistemas na empresa? Que papel eles desempenham? Como os sistemas de informação apóiam

Leia mais

Governança de TI Funções Gerenciais e Estrutura Organizacional. Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br

Governança de TI Funções Gerenciais e Estrutura Organizacional. Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br Governança de TI Funções Gerenciais e Estrutura Organizacional Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br Agenda Componentes de uma empresa Objetivos Organizacionais X Processos de negócios Gerenciamento integrado

Leia mais

SUPPLY CHAIN MANAGEMENT: UMA INTRODUÇÃO À UM MODELO DE GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS PARA OBTENÇÃO DE DIFERENCIAL COMPETITIVO

SUPPLY CHAIN MANAGEMENT: UMA INTRODUÇÃO À UM MODELO DE GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS PARA OBTENÇÃO DE DIFERENCIAL COMPETITIVO SUPPLY CHAIN MANAGEMENT: UMA INTRODUÇÃO À UM MODELO DE GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS PARA OBTENÇÃO DE DIFERENCIAL COMPETITIVO BURGO, Rodrigo Navarro Sanches, RIBEIRO, Talita Cristina dos Santos, RODRIGUES,

Leia mais

Logística Empresarial. Global Sourcing A Globalização e a Nova Visão da Logística Parte II. Aula 6. Conceitos Importantes.

Logística Empresarial. Global Sourcing A Globalização e a Nova Visão da Logística Parte II. Aula 6. Conceitos Importantes. Logística Empresarial Aula 6 Global Sourcing A Globalização e a Nova Visão da Logística Parte II Prof. Me. John Jackson Buettgen Contextualização Conceitos Importantes Fluxos logísticos É o movimento ou

Leia mais

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010 Enterprise Resource Planning - ERP Objetivo da Aula Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 2 1 Sumário Informação & TI Sistemas Legados ERP Classificação Módulos Medidas

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA 1 OBJETIVOS 1. Quais são as principais aplicações de sistemas na empresa? Que papel eles desempenham? 2. Como os sistemas de informação apóiam as principais funções empresariais:

Leia mais

ANÁLISE DA IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA ERP EM UM HOSPITAL SUL MATOGROSSENSE: VANTAGENS E DESAFIOS

ANÁLISE DA IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA ERP EM UM HOSPITAL SUL MATOGROSSENSE: VANTAGENS E DESAFIOS ANÁLISE DA IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA ERP EM UM HOSPITAL SUL MATOGROSSENSE: VANTAGENS E DESAFIOS Isabella Venturini Baze (UFMS) isaventurini17@hotmail.com Rafael Sanaiotte Pinheiro (UFMS) rafaelpq03@yahoo.com.br

Leia mais

ERP ENTERPRISE RESOURCE PLANNING

ERP ENTERPRISE RESOURCE PLANNING INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL CÂMPUS CANOAS ERP ENTERPRISE RESOURCE PLANNING RENAN ROLIM WALENCZUK Canoas, Agosto de 2014 SUMÁRIO 1 INTODUÇÃO...03 2 ERP (ENTERPRISE

Leia mais

Engª de Produção Prof.: Jesiel Brito. Sistemas Integrados de Produção ERP. Enterprise Resources Planning

Engª de Produção Prof.: Jesiel Brito. Sistemas Integrados de Produção ERP. Enterprise Resources Planning ERP Enterprise Resources Planning A Era da Informação - TI GRI Information Resource Management -Informação Modo organizado do conhecimento para ser usado na gestão das empresas. - Sistemas de informação

Leia mais

LOGÍSTICA GLOBAL. Sistemas de Logística EDI, MRP e ERP.

LOGÍSTICA GLOBAL. Sistemas de Logística EDI, MRP e ERP. LOGÍSTICA GLOBAL Sistemas de Logística EDI, MRP e ERP. EDI Intercâmbio Eletrônico de Dados Introdução O atual cenário econômico é marcado por: a) intensa competitividade, b) pela necessidade de rápida

Leia mais

Estratégias em Tecnologia da Informação

Estratégias em Tecnologia da Informação Estratégias em Tecnologia da Informação Capítulo 6 Sistemas de Informações Estratégicas Sistemas integrados e sistemas legados Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados Material de apoio 2 Esclarecimentos

Leia mais

Logística Empresarial

Logística Empresarial IETEC INSTITUTO DE EDUCAÇAO TECNOLÓGICA PÓS GRADUAÇAO LATU SENSU 15 a. Turma Gestão da Logística Logística Empresarial Elenilce Lopes Coelis Belo Horizonte MG Julho - 2006 2 SUMÁRIO INTRODUÇÃO À LOGÍSTICA...PÁGINA

Leia mais

Estratégias em Tecnologia da Informação. Posição e Vantagem Competitiva Aplicações integradas Aplicações Web

Estratégias em Tecnologia da Informação. Posição e Vantagem Competitiva Aplicações integradas Aplicações Web Estratégias em Tecnologia da Informação Capítulo 09 Posição e Vantagem Competitiva Aplicações integradas Aplicações Web Material de apoio 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, ORGANIZAÇÕES, ADMINISTRAÇÃO E ESTRATÉGIA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, ORGANIZAÇÕES, ADMINISTRAÇÃO E ESTRATÉGIA Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 3.1 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, ORGANIZAÇÕES, ADMINISTRAÇÃO E ESTRATÉGIA 3.1 2003 by Prentice Hall 3 ão, Organizações ões, Administração e Estratégia OBJETIVOS

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA 2 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA OBJETIVOS Quais são as principais aplicações de sistemas na empresa? Que papel eles desempenham? Como os sistemas de informação apóiam as principais funções empresariais:

Leia mais

LOGÍSTICA: história e conceitos RESUMO

LOGÍSTICA: história e conceitos RESUMO 1 LOGÍSTICA: história e conceitos Newilson Ferreira Coelho FAFIJAN Marilda da Silva Bueno FAFIJAN RESUMO Através de uma pesquisa bibliográfica, este estudo apresenta a logística, sua história e conceitos

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS 1 SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS John F. Eichstaedt, Toni Édio Degenhardt Professora: Eliana V. Jaeger RESUMO: Este artigo mostra o que é um SIG (Sistema de Informação gerencial) em uma aplicação prática

Leia mais

PERSPECTIVA FUNCIONAL DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E TIPOS DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO

PERSPECTIVA FUNCIONAL DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E TIPOS DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO CURSO: GESTÃO AMBIENTAL PROFESSOR: WENES SILVA DOS SANTOS ALUNOS: ANDRÉ VIANA CAVALCANTE, DANILO CARVALHO DE OLIVEIRA, GEISA MOREIRA DE SOUSA, FERNANDA MONTES, LIAMAR MONTES, PRISCILA CASTRO, RAIMUNDINHA

Leia mais

Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE. Prof. Luís Rodolfo

Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE. Prof. Luís Rodolfo Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Luís Rodolfo Vantagens e desvantagens de uma rede para a organização Maior agilidade com o uso intenso de redes de computadores; Grandes interações

Leia mais

Pesquisa sobre a integração da Logística com o Marketing em empresas de grande porte

Pesquisa sobre a integração da Logística com o Marketing em empresas de grande porte III SEGeT Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia 1 Pesquisa sobre a integração da Logística com o Marketing em empresas de grande porte Alexandre Valentim 1 Heloisa Nogueira 1 Dário Pinto Junior

Leia mais

www.projetode redes.co m.br www.redesde com p uta dores. com. br

www.projetode redes.co m.br www.redesde com p uta dores. com. br Outras Apostilas em: www.projetode redes.co m.br www.redesde com p uta dores. com. br Centro Universitário Geraldo di Biase 1. Enterprise Resouce Planning ERP O ERP, Sistema de Planejamento de Recursos

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009

PLANO DE ENSINO 2009 PLANO DE ENSINO 2009 Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médio ( ) Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Graduação ( X ) Pós-graduação ( ) I. Dados Identificadores Curso SUPERIOR DE TECNOLOGIA

Leia mais

DEFINIÇÃO DE UMA ESTRATÉGIA DE PREÇO DE FRETE DE CARGA FRACIONADA PARA UMA TRANSPORTADORA DA REGIÃO METROPOLITANA DO MUNICÍPIO DE BELÉM.

DEFINIÇÃO DE UMA ESTRATÉGIA DE PREÇO DE FRETE DE CARGA FRACIONADA PARA UMA TRANSPORTADORA DA REGIÃO METROPOLITANA DO MUNICÍPIO DE BELÉM. DEFINIÇÃO DE UMA ESTRATÉGIA DE PREÇO DE FRETE DE CARGA FRACIONADA PARA UMA TRANSPORTADORA DA REGIÃO METROPOLITANA DO MUNICÍPIO DE BELÉM. Leonardo Silva Figueredo (UNAMA) leonardosfigueredo@hotmail.com

Leia mais

SISTEMAS INTEGRADOS P o r f.. E d E uar a d r o Oli l v i e v i e r i a

SISTEMAS INTEGRADOS P o r f.. E d E uar a d r o Oli l v i e v i e r i a SISTEMAS INTEGRADOS Prof. Eduardo Oliveira Bibliografia adotada: COLANGELO FILHO, Lúcio. Implantação de Sistemas ERP. São Paulo: Atlas, 2001. ISBN: 8522429936 LAUDON, Kenneth C.; LAUDON, Jane Price. Sistemas

Leia mais

Estratégia Competitiva 16/08/2015. Módulo II Cadeia de Valor e a Logistica. CADEIA DE VALOR E A LOGISTICA A Logistica para as Empresas Cadeia de Valor

Estratégia Competitiva 16/08/2015. Módulo II Cadeia de Valor e a Logistica. CADEIA DE VALOR E A LOGISTICA A Logistica para as Empresas Cadeia de Valor Módulo II Cadeia de Valor e a Logistica Danillo Tourinho S. da Silva, M.Sc. CADEIA DE VALOR E A LOGISTICA A Logistica para as Empresas Cadeia de Valor Estratégia Competitiva é o conjunto de planos, políticas,

Leia mais

Sistemas de Informação Gerenciais Primeira Aula

Sistemas de Informação Gerenciais Primeira Aula Faculdade Pitágoras de Uberlândia Pós-graduação Sistemas de Informação Gerenciais Primeira Aula Prof. Me. Walteno Martins Parreira Júnior www.waltenomartins.com.br Maio -2013 Bibliografia básica LAUDON,

Leia mais

APLICAÇÃO DE CONCEITOS DA GESTÃO DE ESTOQUES PARA MELHORIA EM SISTEMA ERP APPLYING INVENTORY CONTROL CONCEPTS TO IMPROVE THE ERP SYSTEM

APLICAÇÃO DE CONCEITOS DA GESTÃO DE ESTOQUES PARA MELHORIA EM SISTEMA ERP APPLYING INVENTORY CONTROL CONCEPTS TO IMPROVE THE ERP SYSTEM APLICAÇÃO DE CONCEITOS DA GESTÃO DE ESTOQUES PARA MELHORIA EM SISTEMA ERP APPLYING INVENTORY CONTROL CONCEPTS TO IMPROVE THE ERP SYSTEM José Henrique Garrido de Lima 1 Ronaldo Ribeiro de Campos 2 Nas últimas

Leia mais

DOW BUSINESS SERVICES Diamond Value Chain Consulting

DOW BUSINESS SERVICES Diamond Value Chain Consulting DOW BUSINESS SERVICES Diamond Value Chain Consulting Soluções personalizadas para acelerar o crescimento do seu negócio Estratégia Operacional Projeto e Otimização de Redes Processos de Integração Eficácia

Leia mais

Artigo publicado. na edição 17. www.revistamundologistica.com.br. Assine a revista através do nosso site. julho e agosto de 2010

Artigo publicado. na edição 17. www.revistamundologistica.com.br. Assine a revista através do nosso site. julho e agosto de 2010 Artigo publicado na edição 17 Assine a revista através do nosso site julho e agosto de 2010 www.revistamundologistica.com.br :: artigo 2010 Práticas Logísticas Um olhar sobre as principais práticas logísticas

Leia mais

Planejamento de sistemas de informação.

Planejamento de sistemas de informação. Planejamento de sistemas de informação. O planejamento de sistemas de informação e da tecnologia da informação é o processo de identificação das aplicações baseadas em computadores para apoiar a organização

Leia mais

PROPOSTA METODOLÓGICA PARA O PLANEJAMENTO DE TRANSPORTE DE PRODUTOS ENTRE UMA FÁBRICA E SEUS CENTROS DE DISTRIBUIÇÃO

PROPOSTA METODOLÓGICA PARA O PLANEJAMENTO DE TRANSPORTE DE PRODUTOS ENTRE UMA FÁBRICA E SEUS CENTROS DE DISTRIBUIÇÃO PROPOSTA METODOLÓGICA PARA O PLANEJAMENTO DE TRANSPORTE DE PRODUTOS ENTRE UMA FÁBRICA E SEUS CENTROS DE DISTRIBUIÇÃO Umberto Sales Mazzei Bruno Vieira Bertoncini PROPOSTA METODOLÓGICA PARA O PLANEJAMENTO

Leia mais

Conceitos de Sistemas de Informação

Conceitos de Sistemas de Informação Conceitos de Sistemas de Informação Prof. Miguel Damasco AEDB 1 Objetivos da Unidade 1 Explicar por que o conhecimento dos sistemas de informação é importante para os profissionais das empresas e identificar

Leia mais

Evolução da armazenagem de sobressalentes em uma usina siderúrgica

Evolução da armazenagem de sobressalentes em uma usina siderúrgica 1 Evolução da armazenagem de sobressalentes em uma usina siderúrgica Alexandre Valentim 1 Dário Pinto Júnior 2 Fausto Kunioshi 2 Heloisa Nogueira 1 alexandrevalentim@uol.com.br dariompj@yahoo.com.br fausto.kunioshi@csn.com.br

Leia mais

Dados x Informações. Os Sistemas de Informação podem ser:

Dados x Informações. Os Sistemas de Informação podem ser: CONCEITOS INICIAIS O tratamento da informação precisa ser visto como um recurso da empresa. Deve ser planejado, administrado e controlado de forma eficaz, desenvolvendo aplicações com base nos processos,

Leia mais

SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO EMPRESARIAL E A ADMINISTRAÇÃO DE PATRIMÔNIO ALUNO: SALOMÃO DOS SANTOS NUNES MATRÍCULA: 19930057

SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO EMPRESARIAL E A ADMINISTRAÇÃO DE PATRIMÔNIO ALUNO: SALOMÃO DOS SANTOS NUNES MATRÍCULA: 19930057 INTRODUÇÃO SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO EMPRESARIAL E A ADMINISTRAÇÃO DE PATRIMÔNIO ALUNO: SALOMÃO DOS SANTOS NUNES MATRÍCULA: 19930057 Há algum tempo, podemos observar diversas mudanças nas organizações,

Leia mais

Sistemas de Informação Empresarial. Gerencial

Sistemas de Informação Empresarial. Gerencial Sistemas de Informação Empresarial SIG Sistemas de Informação Gerencial Visão Integrada do Papel dos SI s na Empresa [ Problema Organizacional ] [ Nível Organizacional ] Estratégico SAD Gerência sênior

Leia mais

MPA 015 Fundamentos de Sistemas de Informação

MPA 015 Fundamentos de Sistemas de Informação MPA 015 Fundamentos de Sistemas de Informação UNIFEI Universidade Federal de Itajubá Mestrado Profissional em Administração Prof. Dr. Alexandre Ferreira de Pinho Prof. Dr. Fábio Favaretto 1 Informações

Leia mais

Sistemas de Informação Gerenciais (SIG)

Sistemas de Informação Gerenciais (SIG) Faculdade de Engenharia - Campus de Guaratinguetá Sistemas de Informação Gerenciais (SIG) Prof. José Roberto Dale Luche Unesp Um SISTEMA DE INFORMAÇÃO é um conjunto de componentes inter-relacionados, desenvolvidos

Leia mais

TÍTULO: CADEIA DE SUPRIMENTOS DA KEIPER DO BRASIL CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO

TÍTULO: CADEIA DE SUPRIMENTOS DA KEIPER DO BRASIL CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: CADEIA DE SUPRIMENTOS DA KEIPER DO BRASIL CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS

Leia mais

Diagnóstico organizacional: um estudo tecnológico na cooperativa-escola do IFMG-campus Bambuí.

Diagnóstico organizacional: um estudo tecnológico na cooperativa-escola do IFMG-campus Bambuí. Diagnóstico organizacional: um estudo tecnológico na cooperativa-escola do IFMG-campus Bambuí. RESUMO Andressa Lima da CUNHA ; Aline Martins CHAVES ; Gabriel da SILVA 2 Pós-Graduada em Administração de

Leia mais

Por existir diferentes níveis em uma organização, existem diferentes tipos de sistemas servindo cada nível organizacional

Por existir diferentes níveis em uma organização, existem diferentes tipos de sistemas servindo cada nível organizacional Por existir diferentes níveis em uma organização, existem diferentes tipos de sistemas servindo cada nível organizacional Fonte: Tipos de Sistemas de Informação (Laudon, 2003). Fonte: Tipos de Sistemas

Leia mais

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos Denis Alcides Rezende Do processamento de dados a TI Na década de 1960, o tema tecnológico que rondava as organizações era o processamento de

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani Planejamento Estratégico de TI Prof.: Fernando Ascani Ementa Conceitos básicos de informática; evolução do uso da TI e sua influência na administração; benefícios; negócios na era digital; administração

Leia mais

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO @ribeirord FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Rafael D. Ribeiro, M.Sc,PMP. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br Sistemas de Informação Sistemas de Apoio às Operações Sistemas

Leia mais

Sistema. Atividades. Sistema de informações. Tipos de sistemas de informação. Everson Santos Araujo everson@everson.com.br

Sistema. Atividades. Sistema de informações. Tipos de sistemas de informação. Everson Santos Araujo everson@everson.com.br Sistema Tipos de sistemas de informação Everson Santos Araujo everson@everson.com.br Um sistema pode ser definido como um complexo de elementos em interação (Ludwig Von Bertalanffy) sistema é um conjunto

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO GERENCIAL PARA AS EMPRESAS

A IMPORTÂNCIA DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO GERENCIAL PARA AS EMPRESAS A IMPORTÂNCIA DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO GERENCIAL PARA AS EMPRESAS Gilmar da Silva, Tatiane Serrano dos Santos * Professora: Adriana Toledo * RESUMO: Este artigo avalia o Sistema de Informação Gerencial

Leia mais

O PAPEL DO CONTROLE DE ESTOQUE NA CENTRALIZAÇÃO DE COMPRAS

O PAPEL DO CONTROLE DE ESTOQUE NA CENTRALIZAÇÃO DE COMPRAS O PAPEL DO CONTROLE DE ESTOQUE NA CENTRALIZAÇÃO DE COMPRAS Mauricio João Atamanczuk (UTFPR) atamanczuk@hotmail.com João Luiz Kovaleski (UTFPR) kovaleski@pg.cefetpr.br Antonio Carlos de Francisco (UTFPR)

Leia mais

Introdução e Planejamento Cap. 1. Prof. Luciel Henrique de Oliveira luciel@uol.com.br

Introdução e Planejamento Cap. 1. Prof. Luciel Henrique de Oliveira luciel@uol.com.br BALLOU, Ronald H. Gerenciamenrto da Cadeia de Suprimentos / Logística Empresarial. 5ª ed. Porto Alegre: Bookman. 2006 Introdução e Planejamento Cap. 1 Prof. Luciel Henrique de Oliveira luciel@uol.com.br

Leia mais

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Roberto Marcello SI Sistemas de gestão A Gestão dos Sistemas Integrados é uma forma organizada e sistemática de buscar a melhoria de resultados.

Leia mais

O termo logística tem sua origem no meio militar, estando relacionado a atividade de abastecimento de tropas.

O termo logística tem sua origem no meio militar, estando relacionado a atividade de abastecimento de tropas. Logística e Distribuição Professor: Leandro Zvirtes UDESC/CCT Histórico O termo logística tem sua origem no meio militar, estando relacionado a atividade de abastecimento de tropas. A história mostra que

Leia mais

A LOGÍSTICA COMO INSTRUMENTO DE DIFERENCIAL COMPETITIVO EM EMPRESAS FORNECEDORAS DE BENS DE CONSUMO NÃO DURÁVEIS.

A LOGÍSTICA COMO INSTRUMENTO DE DIFERENCIAL COMPETITIVO EM EMPRESAS FORNECEDORAS DE BENS DE CONSUMO NÃO DURÁVEIS. A LOGÍSTICA COMO INSTRUMENTO DE DIFERENCIAL COMPETITIVO EM EMPRESAS FORNECEDORAS DE BENS DE CONSUMO NÃO DURÁVEIS. Carolina Salem de OLIVEIRA 1 Cristiane Tarifa NÉSPOLIS 2 Jamile Machado GEA 3 Mayara Meliso

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação INSTITUTO VIANNA JÚNIOR LTDA FACULDADES INTEGRADAS VIANNA JÚNIOR Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação Lúcia Helena de Magalhães 1 Teresinha Moreira de Magalhães 2 RESUMO Este artigo traz

Leia mais

Tecnologias e Sistemas de Informação

Tecnologias e Sistemas de Informação Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Administração Tecnologia e Sistemas de Informação - 02 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

LOGÍSTICA INTEGRADA: SATISFAÇÃO DOS CLIENTES E REDUÇÃO DE CUSTOS RESUMO

LOGÍSTICA INTEGRADA: SATISFAÇÃO DOS CLIENTES E REDUÇÃO DE CUSTOS RESUMO LOGÍSTICA INTEGRADA: SATISFAÇÃO DOS CLIENTES E REDUÇÃO DE CUSTOS RESUMO Este trabalho tem por objetivo a discussão do conceito de logística integrada e de roteirização. Tem como objetivo também mostrar

Leia mais

Universidade São Judas Tadeu

Universidade São Judas Tadeu Universidade São Judas Tadeu Anna Karoline Diniz Fortaleza Camila Moura Favaro Fernando dos Anjos Reinaldo Francisco Carvalho Tiago Souza Tecnologia da Informação no Transporte São Paulo 2013 1 Tecnologia

Leia mais

FUND DE SI SISTEMAS INTEGRADOS ERP SCM CRM

FUND DE SI SISTEMAS INTEGRADOS ERP SCM CRM FUND DE SI SISTEMAS INTEGRADOS ERP SCM CRM 5/5/2013 1 ERP ENTERPRISE RESOURCE PLANNING 5/5/2013 2 1 Os SI nas organizações 5/5/2013 3 Histórico Os Softwares de SI surgiram nos anos 60 para controlar estoque

Leia mais

Sistema de Informação Gerencial (SIG)

Sistema de Informação Gerencial (SIG) Sistema de Informação Gerencial (SIG) Os Sistemas de Informação Gerencial (SIG) são sistemas ou processos que fornecem as informações necessárias para gerenciar com eficácia as organizações. Um SIG gera

Leia mais

Aula 03 CLASSIFICAÇÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

Aula 03 CLASSIFICAÇÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Aula 03 CLASSIFICAÇÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Na prática, não existe uma classificação rígida, permitindo aos autores e principalmente as empresas classificar seus sistemas de diversas maneiras. A ênfase

Leia mais

INTRODUÇÃO À GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Adriana Beal, Eng. MBA Maio de 2001

INTRODUÇÃO À GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Adriana Beal, Eng. MBA Maio de 2001 INTRODUÇÃO À GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, Eng. MBA Maio de 2001 Apresentação Existe um consenso entre especialistas das mais diversas áreas de que as organizações bem-sucedidas no século XXI serão

Leia mais

Logistica e Distribuição. Manuseio de Materiais. Mas quais são as atividades da Logística? Ballou, 1993

Logistica e Distribuição. Manuseio de Materiais. Mas quais são as atividades da Logística? Ballou, 1993 Mas quais são as atividades da Logística? Ballou, 1993 Logística e Distribuição Manuseio de Materiais / Gestão de Informações Primárias Apoio 1 2 Manuseio de Materiais Refere-se aos deslocamentos de materiais

Leia mais

ARMAZENAGEM E T.I. Prof.: Disciplina Integrantes

ARMAZENAGEM E T.I. Prof.: Disciplina Integrantes ARMAZENAGEM E T.I. Pós-Graduação em Gestão Integrada da Logística Turma: GIL131M - 2013 Universidade São Judas Tadeu Prof.: Ms. Maurício Pimentel Disciplina: Tecnologia da Informação Aplicada a Logística

Leia mais

Universidade Cruzeiro do Sul. Campus Virtual Unidade I: Unidade: Processos Mercadológicos

Universidade Cruzeiro do Sul. Campus Virtual Unidade I: Unidade: Processos Mercadológicos Universidade Cruzeiro do Sul Campus Virtual Unidade I: Unidade: Processos Mercadológicos 2010 0 O Processo pode ser entendido como a sequência de atividades que começa na percepção das necessidades explícitas

Leia mais

Introdução e Planejamento Cap. 1

Introdução e Planejamento Cap. 1 BALLOU, Ronald H. Gerenciamenrto da Cadeia de Suprimentos / Logística Empresarial. 5ª ed. Porto Alegre: Bookman. 2006 Introdução e Planejamento Cap. 1 Prof. Luciel Henrique de Oliveira luciel@fae.br L

Leia mais

O ESTUDO DA FERRAMENTA ECR NA CADEIA DE SUPRIMENTOS

O ESTUDO DA FERRAMENTA ECR NA CADEIA DE SUPRIMENTOS O ESTUDO DA FERRAMENTA ECR NA CADEIA DE SUPRIMENTOS Felipe Devos Masson (Unifran ) felipemasson1@hotmail.com DIEGO FERNANDES SILVA (Unifran ) difersilva@yahoo.com.br Antonio Vieira Nunes (Unifran ) antoniovieiranunes1@hotmail.com

Leia mais

E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação

E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação Capítulo 2 E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação 2.1 2007 by Prentice Hall OBJETIVOS DE ESTUDO Identificar e descrever as principais características das empresas que são importantes

Leia mais

Case Baterias Moura. Liderança em Baterias. Previsão da demanda. Programação de produção. Insumos. MRP - Moura. Produtos em Processo.

Case Baterias Moura. Liderança em Baterias. Previsão da demanda. Programação de produção. Insumos. MRP - Moura. Produtos em Processo. Case Baterias Moura Liderança em Baterias Centro de Distribuição Planta de Reciclagem Planta de Baterias Porto Rico - USA Buenos Aires - Argentina Previsão da demanda Programação de produção VENDA DOS

Leia mais

22/02/2009 LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO POR QUE A LOGÍSTICA ESTÁ EM MODA POSIÇÃO DE MERCADO DA LOGÍSTICA

22/02/2009 LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO POR QUE A LOGÍSTICA ESTÁ EM MODA POSIÇÃO DE MERCADO DA LOGÍSTICA LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO A melhor formação cientifica, prática e metodológica. 1 POSIÇÃO DE MERCADO DA LOGÍSTICA Marketing Vendas Logística ANTES: foco no produto - quantidade de produtos sem qualidade

Leia mais

Tecnologia da Informação

Tecnologia da Informação Tecnologia da Informação Gestão Organizacional da Logística CONCEITOS O nome Supply Chain, cujo termo têm sido utilizado em nosso país como Cadeia de Suprimentos, vem sendo erroneamente considerado como

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL

SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL 1. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL (SIG) Conjunto integrado de pessoas, procedimentos, banco de dados e dispositivos que suprem os gerentes e os tomadores

Leia mais

Os Sistemas de Informação e a Evolução das Organizações

Os Sistemas de Informação e a Evolução das Organizações Os Sistemas de Informação e a Evolução das Organizações Leonardo C. de Oliveira1, Diogo D. S. de Oliveira1, Noemio C. Neto 1, Norberto B. de Araripe1, Thiago N. Simões1, Antônio L. M. S. Cardoso 1,2 1.Introdução

Leia mais

LOGÍSTICA. Curso: Gestão Comercial Prof. Daniel Rossi 1.0 UMA FUNÇÃO ESSENCIAL NA EMPRESA

LOGÍSTICA. Curso: Gestão Comercial Prof. Daniel Rossi 1.0 UMA FUNÇÃO ESSENCIAL NA EMPRESA Curso: Gestão Comercial Prof. Daniel Rossi LOGÍSTICA 1.0 UMA FUNÇÃO ESSENCIAL NA EMPRESA O conceito de Logística sempre envolve um fluxo de materiais de uma origem ou destino e, no outro sentido, um fluxo

Leia mais

Diferenciais do ERP TECNICON: Um caso da área de manufatura

Diferenciais do ERP TECNICON: Um caso da área de manufatura Diferenciais do ERP TECNICON: Um caso da área de manufatura Juliano Hammes (FAHOR) jh000697@fahor.com.br Gustavo Gerlach (FAHOR) gg000675@fahor.com.br Édio Polacinski (FAHOR) edio.pk@gmail.com.br Resumo

Leia mais

Material de Apoio. Sistema de Informação Gerencial (SIG)

Material de Apoio. Sistema de Informação Gerencial (SIG) Sistema de Informação Gerencial (SIG) Material de Apoio Os Sistemas de Informação Gerencial (SIG) são sistemas ou processos que fornecem as informações necessárias para gerenciar com eficácia as organizações.

Leia mais

O impacto do e-procurement na obtenção de insumos hospitalares: o caso de um hospital da rede particular da cidade de João Pessoa

O impacto do e-procurement na obtenção de insumos hospitalares: o caso de um hospital da rede particular da cidade de João Pessoa O impacto do e-procurement na obtenção de insumos hospitalares: o caso de um hospital da rede particular da cidade de João Pessoa Andrea Regina Monteiro (UFPB) areginamonteiro@bol.com.br Mariana Moura

Leia mais

Prof. Marcelo Mello. Unidade III DISTRIBUIÇÃO E

Prof. Marcelo Mello. Unidade III DISTRIBUIÇÃO E Prof. Marcelo Mello Unidade III DISTRIBUIÇÃO E TRADE MARKETING Canais de distribuição Canal vertical: Antigamente, os canais de distribuição eram estruturas mercadológicas verticais, em que a responsabilidade

Leia mais

A IMPORTANCIA DO CUSTEIO NA CADEIA DE SUPRIMENTOS COMO VANTAGEM COMPETITIVA: CASO LOGÍSTICO EM MORRINHOS/CE.

A IMPORTANCIA DO CUSTEIO NA CADEIA DE SUPRIMENTOS COMO VANTAGEM COMPETITIVA: CASO LOGÍSTICO EM MORRINHOS/CE. A IMPORTANCIA DO CUSTEIO NA CADEIA DE SUPRIMENTOS COMO VANTAGEM COMPETITIVA: CASO LOGÍSTICO EM MORRINHOS/CE. Jander Neves 1 Resumo: Este artigo foi realizado na empresa Comercial Alkinda, tendo como objetivo

Leia mais

ERP é um sistema de gestão empresarial que gerencia as informações relativas aos processos operacionais, administrativos e gerenciais das empresas.

ERP é um sistema de gestão empresarial que gerencia as informações relativas aos processos operacionais, administrativos e gerenciais das empresas. Introdução Sistemas de Informação é a expressão utilizada para descrever um Sistema seja ele automatizado (que pode ser denominado como Sistema Informacional Computadorizado), ou seja manual, que abrange

Leia mais

Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA. Marinalva R. Barboza

Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA. Marinalva R. Barboza Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA Marinalva R. Barboza Definição do conceito de logística e evolução Logística tem origem no idioma francês Logistique se define de forma militar sendo uma parte estratégica

Leia mais

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 1: Fundamentos dos SI. Resposta do Exercício 1

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 1: Fundamentos dos SI. Resposta do Exercício 1 Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 1: Fundamentos dos SI Resposta do Exercício 1 Fundação Getúlio Vargas Leia o texto e responda o seguinte: a) identifique os recursos de: Hardware: microcomputadores,

Leia mais

SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO

SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO Rosenclever Lopes Gazoni Data MACROPROCESSO [1] AUTOMAÇÃO DE ESCRITÓRIO/COMERCIAL: Correio eletrônico; vídeo texto; vídeo conferência; teleconferência;

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2010. Componente Curricular: Tecnologia da Informação Aplicada à Logística. Professor: André Luiz Pilastri

Plano de Trabalho Docente 2010. Componente Curricular: Tecnologia da Informação Aplicada à Logística. Professor: André Luiz Pilastri Plano de Trabalho Docente 2010 Ensino Técnico ETEC RODRIGUES DE ABREU Código: 135 Município: Bauru Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnico em Logística Qualificação: Técnico

Leia mais

Fundamentos de Sistemas de Informações: Exercício 1

Fundamentos de Sistemas de Informações: Exercício 1 Fundamentos de Sistemas de Informações: Exercício 1 Fundação Getúlio Vargas Estudantes na Escola de Administração da FGV utilizam seu laboratório de informática, onde os microcomputadores estão em rede

Leia mais

Escolha os melhores caminhos para sua empresa

Escolha os melhores caminhos para sua empresa Escolha os melhores caminhos para sua empresa O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FATECS CURSO: ADMINISTRAÇÃO ÁREA: SISTEMA DE GESTÃO DE INFORMAÇÃO

FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FATECS CURSO: ADMINISTRAÇÃO ÁREA: SISTEMA DE GESTÃO DE INFORMAÇÃO FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FATECS CURSO: ADMINISTRAÇÃO ÁREA: SISTEMA DE GESTÃO DE INFORMAÇÃO OS IMPACTOS DE UM ERP NA GESTÃO DE PROCESSOS DE UMA ORGANIZAÇÃO LUAN MOREIRA CAMARGO

Leia mais

ERP Enterprise Resourse Planning Sistemas de Gestão Empresarial

ERP Enterprise Resourse Planning Sistemas de Gestão Empresarial ERP Enterprise Resourse Planning Sistemas de Gestão Empresarial Prof. Pedro Luiz de O. Costa Bisneto 14/09/2003 Sumário Introdução... 2 Enterprise Resourse Planning... 2 Business Inteligence... 3 Vantagens

Leia mais

08/03/2009. Como mostra a pirâmide da gestão no slide seguinte... Profª. Kelly Hannel. Fonte: adaptado de Laudon, 2002

08/03/2009. Como mostra a pirâmide da gestão no slide seguinte... Profª. Kelly Hannel. Fonte: adaptado de Laudon, 2002 Pirâmide da Gestão Profª. Kelly Hannel Fonte: adaptado de Laudon, 2002 Diferentes tipos de SIs que atendem diversos níveis organizacionais Sistemas do nível operacional: dão suporte a gerentes operacionais

Leia mais

2. Logística. 2.1 Definição de Logística

2. Logística. 2.1 Definição de Logística 2. Logística 2.1 Definição de Logística Por muito tempo a Logística foi tratada de forma desagregada. Cada uma das funções logísticas era tratada independentemente e como áreas de apoio ao negócio. Segundo

Leia mais

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br Corporativo Transformar dados em informações claras e objetivas que possibilitem às empresas tomarem decisões em direção ao sucesso. Com essa filosofia a Star Soft Indústria de Software e Soluções vem

Leia mais

SOLMIX Consultoria Empresarial - Fone: 011 99487 7751

SOLMIX Consultoria Empresarial - Fone: 011 99487 7751 Objetivos Nosso Objetivo é Colocar a disposição das empresas, toda nossa Experiência Profissional e metodologia moderna, dinâmica e participativa, para detectar as causas sintomáticas e seus efeitos. Realizar

Leia mais

Evolução da Disciplina. Logística Empresarial. Aula 1. O Papel dos Sistemas Logísticos. Contextualização. O Mundo Atual

Evolução da Disciplina. Logística Empresarial. Aula 1. O Papel dos Sistemas Logísticos. Contextualização. O Mundo Atual Logística Empresarial Evolução da Disciplina Aula 1 Aula 1 O papel da Logística empresarial Aula 2 A flexibilidade e a Resposta Rápida (RR) Operadores logísticos: conceitos e funções Aula 3 Prof. Me. John

Leia mais

Logistica e Distribuição. Conceito. Nomenclatura dos Operadores Logísticos

Logistica e Distribuição. Conceito. Nomenclatura dos Operadores Logísticos A terceirização de serviços logísticos se constitui uma das Logística e Distribuição novas tendências da prática empresarial moderna, principalmente dentro dos conceitos da Gestão da Cadeia de Suprimentos

Leia mais

Ementários. Disciplina: Gestão Estratégica

Ementários. Disciplina: Gestão Estratégica Ementários Disciplina: Gestão Estratégica Ementa: Os níveis e tipos de estratégias e sua formulação. O planejamento estratégico e a competitividade empresarial. Métodos de análise estratégica do ambiente

Leia mais

Gestão estratégica em finanças

Gestão estratégica em finanças Gestão estratégica em finanças Resulta Consultoria Empresarial Gestão de custos e maximização de resultados A nova realidade do mercado tem feito com que as empresas contratem serviços especializados pelo

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, ORGANIZAÇÕES, ADMINISTRAÇÃO E ESTRATÉGIA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, ORGANIZAÇÕES, ADMINISTRAÇÃO E ESTRATÉGIA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, ORGANIZAÇÕES, ADMINISTRAÇÃO E ESTRATÉGIA 1 OBJETIVOS 1. O que os administradores precisam saber sobre organizações para montar e usar sistemas de informação com sucesso? 2. Que

Leia mais

Logística Empresarial

Logística Empresarial Objetivos da aula: - Explorar as principais motivações para a redução dos níveis de estoque e as armadilhas presentes na visão tradicional, quando é focada apenas uma empresa em vez de toda a cadeia de

Leia mais