FEDERAÇÃO PAULISTA DE TÊNIS. Calendário de Torneios 2º Semestre de Torneios Abertos Regulamentos Calendário Interclubes Informações Gerais

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FEDERAÇÃO PAULISTA DE TÊNIS. Calendário de Torneios 2º Semestre de 2011. Torneios Abertos Regulamentos Calendário Interclubes Informações Gerais"

Transcrição

1 FEDERAÇÃO PAULISTA DE TÊNIS Calendário de Torneios 2º Semestre de 2011 Torneios Abertos Regulamentos Calendário Interclubes Informações Gerais

2 COMO FILIAR-SE E TAXAS PARA O ANO DE 2011 Para participar de torneios supervisionados, oficiais da FPT e em nível nacional (torneios da CBT) você precisa estar com a taxa anual 2011 da Federação Paulista de Tênis quitada. Esta quitação poderá ser feita das seguintes formas: 1) Diretamente na sede da Federação Paulista de Tênis, Rua Uruana, 139, Vila Mariana, São Paulo; 2) Por boleto bancário, acessando o site clicando em Como Filiar-se item 2; 3) Por depósito bancário, no BANCO ITAÚ - Agência 0081 (Vila Mariana), conta corrente número , enviando cópia do depósito à FPT por carta ou pelo fax (0xx11) É importante confirmar o recebimento do fax junto a FPT; 4) Por transferência via internet, para o mesmo banco e conta, acrescentando o CNPJ da FPT: / ; 5) Através de cheques em até 2 vezes (entrar em contato com a FPT para maiores esclarecimentos). O QUE É TAXA ANUAL 2011? Taxa 2011 é o valor que deve ser pago pelos tenistas que participaram de torneios em 2010 e, portanto, estavam quites com a FPT, seja através de anuidade, filiação nova ou refiliação. Qualquer dúvida é só ligar para (11) COMO FILIAR-SE? Para filiar-se à FPT e poder disputar torneios, figurar no ranking, receber calendário e a Revista Tênis Paulista, é muito fácil: 1) verifique na tabela abaixo o valor da taxa 2011 de acordo com a sua idade; 2) faça o pagamento por depósito bancário ou digitando seu numero de registro na opção TAXA ANUAL; 3) Acesse o site da FPT, preencha online o formulário de filiação nova e envie por Fax ou para o juntando uma cópia (frente e verso) do seu documento de identidade (RG, Carteira de Motorista ou outro documento oficial com foto) COMO FICA A CATEGORIA TÉCNICA (CLASSE) DO(A) TENISTA EM CASO DE FILIAÇÃO NOVA? Quando os tenistas se cadastram na FPT são classificados inicialmente na categoria denominada PRINCIPIANTE. Nos casos de cadastro de tenistas que já jogam há bastante tempo e têm nível superior à categoria PRINCIPIANTES, deverá ser enviada avaliação técnica atestada por professores ou treinadores que trabalham nos clubes ou academias onde o tenista joga. A avaliação deverá ser enviada por fax em papel timbrado do clube ou academia com nome, assinatura e telefone do profissional responsável pela avaliação. OBS. todas as avaliações estarão sujeitas a aprovação da Diretoria Técnica. Qualquer dúvida é só ligar para (11) QUANDO O TENISTA TEM QUE SE REFILIAR? Quando está sem quitar a Taxa Anual a mais de 1 ano. TABELA DE VALORES VÁLIDOS PARA O SEGUNDO SEMESTRE DE 2011 Taxa Anual Filiação Refiliação Tenista do sexo masculino de 11 a 69 anos R$ 115,00 R$ 120,00 R$ 117,50 Tenista do sexo feminino de 11 a 64 anos R$ 115,00 R$ 120,00 R$ 117,50 Tenista do sexo masculino de 70 anos e acima R$ 96,00 R$ 120,00 R$ 117,50 Tenista do sexo feminino de 65 anos e acima R$ 94,00 R$ 120,00 R$ 117,50 Tenista até 10 anos R$ 95,00 R$ 120,00 R$ 117,50 Instrutores e Técnicos R$ 98,00 R$ 98,00 R$ 98,00 Em qualquer dos casos a validade da taxa é a partir de julho, para efeito de idade do tenista o que vale é o ano de nascimento. 26

3 REGULAMENTO PARA PROMOÇÃO OU REBAIXAMENTO DE CLASSE Todos os tenistas federados a partir do momento que começam a disputar torneios recebem uma categoria técnica CLASSE. Seus resultados são relacionados em uma ficha individual - FICHA TÉCNICA. Adversários, ranking, bônus, jogos, categoria técnica dos adversários. No final do ano, é calculada a média para alteração de classe, e de acordo com esta regra de pontuação, há a promoção, rebaixamento ou permanência na categoria. Atenção: A média para alteração de classe não está vinculada ao ranking, sendo duas contagens e pontuações distintas. 1) - CONDIÇÕES PARA ALTERAÇÃO DE CLASSE: Para rebaixamentos automáticos no final do ano: é necessário que sejam realizados no mínino 15 (quinze) jogos pontuados durante o ano. Para promoções automáticas no final do ano: é necessário que sejam realizados no mínino 15 (quinze) jogos pontuados durante o ano. IMPORTANTE: As alterações de categorias (exceto principiantes) automáticas ou por deliberação, são feitas anualmente, porém, a Diretoria Técnica da FPT pode, a qualquer tempo, independente do número de jogos realizados, alterar a categoria de qualquer tenista se assim julgar necessário para a manutenção do equilíbrio entre as classes. 2) - O QUE É JOGO VÁLIDO: É uma partida realizada onde houve perda ou ganho de pontos, (jogos pontuados). Vitórias sobre jogadores de classe abaixo ou derrotas para jogadores de classe acima, são considerados jogos realizados, porém não pontuados. Vitória ou derrota por desistência será considerada como jogo válido. 3) - DERROTA POR AUSÊNCIA (WO): Durante o ano o jogador tem o direito de faltar a 2 jogos. A partir da 3ª falta ou WO no Masters o jogo é considerado como derrota para jogador de sua categoria técnica. Além de perder pontos na média de classe, a partir do 3º WO o tenista também diminui o número de torneios válidos para efeito de ranking de sua categoria (mais detalhes no regulamento padrão). 4) - PONTUAÇÃO: Vitória sobre um jogador da mesma categoria: 7 pontos; Vitória sobre um jogador de 1 categoria acima: 8 pontos; Vitória sobre um jogador de 2 categorias acima: 10 pontos, Vitória sobre um jogador de 3 categorias acima: 12 pontos; Vitória sobre um jogador de 4 categorias acima: 14 pontos Vitória sobre um jogador de 5 categorias acima: 16 pontos. Derrota para jogadores da mesma categoria: 5 pontos; Derrota para jogadores de 1 categoria abaixo: 4 pontos; Derrota para jogadores de 2 categorias abaixo; 2 pontos; Derrota para jogadores de 3 categorias abaixo: nenhum ponto; Derrota para jogadores de 4 categorias abaixo: menos 2 pontos; Derrota para jogadores de 5 categorias abaixo: menos 4 pontos. 5) - BONIFICAÇÃO: Para cada jogo realizado, independente de ser válido ou não, o tenista recebe 0,005 de bônus. Ex: Se a média de um tenista for 6,15 e tiver realizado um total de 30 jogos, deverá multiplicar 30 x 0,005 chegando a um total de 0,15 que somados a 6,15 elevarão a sua média para 6,30. 6) - COMO É CALCULADA A MÉDIA: Para efeito de cálculo da média são somados os pontos obtidos, dividindo-se pelo número de jogos válidos (jogos com troca de pontos), chega-se à pontuação total que, de acordo com a tabela abaixo, permite que se promova, rebaixe ou mantenha o tenista na classe. 7) - TABELA DE MÉDIAS: São promovidos: uma classe, o tenista PRINCIPIANTE com média de 6,30 a 7,50; uma classe, o tenista 5ª classe com média 6,30 a 7,50; uma classe, os tenistas 4ª, 3ª ou 2ª classes com média de 6,30 a 7,50; duas classes, o tenista com média de 7,51 a 8,50; três classes, o tenista com média de 8,51 a 9,51; quatro classes, o tenista com média acima de 9,51. São rebaixados: uma classe, o tenista com média de 4,30 a 5,49; duas classes, o tenista com média de 3,30 a 4,49; três classes, o tenista com média 2,30 a 3,49; quatro classes, o tenista com média de 1,50 a 2,49. São considerados estacionários: tenistas, com média entre 5,50 e 6,29. 8) - CONDIÇÕES ESPECIAIS PARA ALTERAÇÃO DE CLASSE DURANTE O ANO: Após a realização de 15 (quinze) jogos pontuados tendo o tenista obtido a média necessária (6,30) poderá, a qualquer tempo, solicitar a sua alteração de classe através de formulário próprio que estará disponível no site da FPT No caso de menores de 18 anos, haverá a necessidade do pedido ser encaminhado pelos responsáveis legais. Para que a alteração de classe seja feita o tenista na data da solicitação não poderá estar inscrito em nenhum torneio supervisionado pela FPT ou em equipes do Interclubes. No caso de jogadores onde a mudança de classe não altere a sua participação, não haverá necessidade desta condição. IMPORTANTE: - Quando a promoção alterar a faixa técnica ( C para B ou B para A ) ou o jogador estiver ranqueado em CLASSES, o tenista ingressará na nova categoria com o ranking zerado. Em todos os casos citados acima a média será zerada. 9) - PROMOÇÃO EXCLUSIVA PARA AS CATEGORIAS PRINCIPIANTES (PM1, PM2, PF1 e PF2 ): Tenistas das categorias PRINCIPIANTES que após a realização de 7 (SETE) ou mais jogos nas categorias de idades ou classes, com a participação encerrada em torneios, obtiverem média de 6,10 ou acima, serão automaticamente promovidos(as) para a categoria imediatamente superior (5ª classe no caso de tenistas do sexo masculino e 4ª classe para as tenistas do feminino). 10) PROMOÇÃO PARA TENISTAS COM ALTERAÇÃO DE FAIXA ETÁRIA Serão promovidos para a categoria imediatamente superior tenistas que subirem da categoria de até 34 para acima de 35. Ex: O tenista que completar 35 anos no ano seguinte e pertencer à 3M1 será promovido para a 2M2. 27

4 PRINCIPAIS ALTERAÇÕES PARA 2011 ALTERAÇÕES REGULAMENTO PADRÃO 2 - TABELA DE PROVAS: C) QUANTO AO NÚMERO DE INSCRITOS: As chaves serão compostas como segue: Infanto-juvenil - mínimo de 4 tenistas, exceto a categoria 10 anos (mínimo de 3 tenistas) Adultos / Seniores / Classes - mínimo de 3 tenistas E) CRITÉRIOS DE DESEMPATE EM GRUPOS DE 3 TENISTAS e7) Nas chaves de 3 jogadores o tenista que perder por WO, será automaticamente desclassificado e a pontuação zerada. 3) - DAS INSCRIÇÕES: B) Pagar a taxa devida à respectiva competição. b1) Tenista da Capital, Grande São Paulo, Santos e Região de Campinas (exceto para as cidades que estejam participando do Circuito Regional ), em débito com a taxa anual ou refiliação até o último dia de inscrição, poderão participar dos torneios abertos na condição de INCENTIVO, a taxa de inscrição terá acréscimo de R$ 40,00 (quarenta reais). H) Tenistas da mesma categoria técnica poderão jogar idade abaixo. Ex: Jogador 5M2 poderá disputar 5M1 e assim sucessivamente. 7) - DO CANCELAMENTO DE INSCRIÇÕES: A) O cancelamento de inscrições deverá ser efetuado online até às 12h00 (meio dia) da quarta-feira da semana de encerramento das inscrições (dia seguinte ao encerramento das inscrições); 8) - DAS CHAMADAS E COMPARECIMENTO: B) Nenhum tenista poderá ser chamado para seu primeiro jogo após as 16h30 do domingo; C) A programação de jogos, horários e informações sobre chamadas é de inteira responsabilidade do árbitro geral e da organização do torneio e deverá estar disponibilizada no site 24 horas antes do início do torneio Informações sobre a programação poderão ser obtidas no local dos jogos ou no site da FPT: c1) No caso de remarcação de jogos em virtude do mau tempo, é obrigação dos jogadores entrarem em contato com os organizadores para ter conhecimento dos novos horários; c2) Em hipótese alguma os jogos remarcados poderão ter seu horário antecipado em relação a chamada inicialmente prevista. 9) - DAS PENALIDADES POR NÃO COMPARECIMENTO (WO): D) Perdedores por WO no primeiro jogo não pontuarão; 11) - DO NÚMERO DE SETS E GAMES: B) Em torneios sem previsão de jogos em dias de semana ocorrendo atrasos na rodada por motivos de chuva, o árbitro geral poderá excepcionalmente realizar jogos com partidas disputadas em SETS PROFISSIONAIS (exceto as finais, formato de disputa onde as partidas são jogadas em melhor de 14 games. Vence a partida o jogador que alcançar 8 games com uma diferença mínima de 2 games. Em caso de empate em 7 a 7, termina em 9, e caso persista o empate em 8 a 8 será jogado um TIE BREAK normal (melhor de 12 pontos) para definição do set. b1) Nos torneios que têm previsão de jogos em dias de semana, o árbitro não poderá realizar jogos em SETS PROFISSIONAIS ; b2) A rodada (Ex. 8as de final, 4as de final) iniciada em um formato de disputa (sets normais ou profissionais) deverá ser completada no mesmo formato; 28

5 b3) Fica terminantemente proibido a realização de jogos em SET PROFISSIONAL nos torneios com previsão de jogos durante a semana. 12) - INTERVALO ENTRE CHAMADAS E TEMPO DE DESCANSO ENTRE OS JOGOS: a1) Em dias de semana, no período noturno, onde as chamadas são feitas a partir das 19h00, os organizadores só poderão chamar um jogo para cada tenista; 14) - TABELA DE PONTUAÇÕES PARA O RANKING PAULISTA GERAL: IMPORTANTE: Tenistas que perderem no primeiro jogo, independentemente da fase, marcarão no ranking, 50% da pontuação da rodada. 15) - PONTUAÇÕES PARA O RANKING PAULISTA GERAL: C) Os jogadores que perderem por WO no primeiro jogo, não recebem pontuação para efeito de ranking. E) Tenistas que perderem no primeiro jogo marcarão 50% da pontuação da rodada. F) Em grupos de um contra todos, o tenista que perder por WO será desclassificado e não terá direito aos pontos; G) Os cabeças-de-chave das categorias infanto-juvenis serão numerados pelo ranking da FPT; I) Para a confecção das chaves será utilizado o ranking com jogos realizados até a segunda feira que antecede o encerramento das inscrições. J) Torneios da categoria 1M2 com premiação em dinheiro terão a mesma pontuação da categoria especial. 18) - DOS BÔNUS: IMPORTANTE: Tenistas que vencerem por WO, terão direito aos bônus de vitória sobre tenista ranqueado. ALTERAÇÕES PROMOÇÃO OU REBAIXAMENTO DE CLASSES ) - O QUE É JOGO VÁLIDO: É uma partida realizada onde houve perda ou ganho de pontos, (jogos pontuados). Vitórias sobre jogadores de classe abaixo ou derrotas para jogadores de classe acima, são considerados jogos realizados, porém não pontuados. Vitória ou derrota por desistência será considerada como jogo válido. ALTERAÇÕES CAMPEONATO PAULISTA ESTADUAL ) - DO CAMPEONATO O Campeonato Paulista 2011 terá 3 etapas, todas com a supervisão técnica da FEDERAÇÃO PAULISTA DE TÊNIS e será regido pelo presente regulamento, em consonância com as regras oficiais adotadas pela FPT e o REGULAMENTO PADRÃO PARA TORNEIOS ABERTOS sendo aplicado às categorias masculinas e femininas; 14) - DA PREMIAÇÃO PARA O MÁSTER: A) Masculino: O Máster das categorias 14MA, 16MA e 18MA terão premiação em dinheiro. A taxa de inscrição será acrescida de R$ 10,00 e será distribuída da seguinte forma: 15) DA COMPOSIÇÃO DAS CHAVES DO MASTERS A) As chaves serão compostas de 8 tenistas no masculino e 8 tenistas no feminino; D) O sistema de disputa será da seguinte forma: Os tenistas serão divididos em 2 grupos de 4 jogadores assim divididos Grupo I (1,3,6,8) e Grupo II (2,4,5,7), que jogarão pelo sistema um-contra-todos. Os 2 primeiros de cada grupo estarão classificados para a disputa das semi-finais e os vencedores destes confrontos disputarão a final; 29

6 REGULAMENTO PADRÃO PARA TORNEIOS ABERTOS DO CAMPEONATO: Os campeonatos abertos serão regidos pelo presente regulamento em consonância com resoluções, atualizações e normas aprovadas pela diretoria da FEDERAÇÃO PAULISTA DE TÊNIS e obedecendo as regras oficiais adotadas pela entidade. 2 - TABELA DE PROVAS: A) QUANTO A IDADE: (considerando-se o ano de nascimento) Infantil - Até 10 anos Masculino e Feminino; Infantil - 11 anos (Masculino B); Infantil - 12 anos (Masculino B); Infantil - 11 e12 anos (Masculino A) e Feminino; Juvenil - 13 e14 anos (Masculino A, B) e Feminino; Juvenil - 15 e 16 anos (Masculino A, B) e Feminino; Juvenil - 17 e 18 anos (Masculino A e B) e Feminino; Adultos - 19 a 34 anos (Masculino A, B e C) e Feminino ; Seniores Masculino Acima de 35, 40, 45, 50 e 55 anos (A, B e C); Seniores Masculino 60, 65, 70 e acima de 75 anos; Seniores Feminino Acima de 35, 40, 45, 50, 55, 60 e 65 anos a1) Nas categorias de 12 anos, os tenistas principiantes pertencem à categoria B e os tenistas classificados em 5ª classe e acima, a categoria A ; a2) Nas categorias de 14 a 18 anos, os tenistas da 1ª, 2ª, 3ª e 4ª classes, pertencem a categoria A ; a3) Nas categorias de 18 anos, os tenistas da 5ª classe e principiantes, pertencem à categoria B ; a4) Nas categorias de 14 a 16 anos, os tenistas da 5ª classe e principiantes pertencem à categoria B ; a5) Nas categorias de adultos e seniores até 55 anos masculino, os tenistas da 1ª e 2ª classe pertencem à categoria A ; a6) Nas categorias de adultos e seniores até 55 anos masculino, os tenistas da 3ª e 4ª classe pertencem à categoria B ; a7) Nas categorias de adultos e seniores até 55 anos masculino, os tenistas da 5ª classe e Principiantes pertencem à categoria C ; B) QUANTO A CLASSE: Especial Masculina e Feminina; 1ª Classe acima de 35 anos Masculina e Feminina; 2ª Classe até 34 anos Masculina e Feminina; 2ª Classe acima de 35 anos Masculina e Feminina; 3ª Classe até 34 anos Masculina e Feminina; 3ª Classe acima de 35 anos Masculina e Feminina; 4ª Classe até 34 anos Masculina e Feminina; 4ª Classe acima de 35 anos Masculina e Feminina; 5ª Classe até 34 anos Masculina; 5ª Classe acima de 35 anos Masculina; Principiantes de 11 a 34 anos Masculino; Principiantes acima de 35 anos Masculino; Principiantes de 11 a 34 anos Feminino; Principiantes acima de 35 anos Feminino. C) QUANTO AO NÚMERO DE INSCRITOS: As chaves serão compostas como segue: Infanto-juvenil - mínimo de 4 tenistas, exceto a categoria 10 anos (mínimo de 3 tenistas); Adultos / Seniores / Classes - mínimo de 3 tenistas. D) QUANTO AO SISTEMA DE DISPUTA: Chaves com 3 tenistas inscritos serão jogadas pelo sistema um contra todos. Chaves com 4 ou mais inscritos serão jogadas pelo sistema de eliminatória simples. E) CRITÉRIOS DE DESEMPATE EM GRUPOS DE 3 TENISTAS e1) Em caso de empate nos grupos realizados pelo sistema um contra todos, a definição das posições em cada grupo será apurada observando-se os seguintes critérios, pela ordem: confronto direto (em caso de 2 tenistas empatados); maior número de vitórias; melhor saldo de sets; 30

7 melhor saldo de games; sorteio. e2)se após o desempate em saldo de sets ou games dois tenistas ainda permanecerem empatados, será considerado o confronto direto. e3) Todos os jogos deverão ser realizados no mesmo formato:sets normais ou sets profissionais. e4) Vitória por WO ou desistência sem início do confronto, será considerada como vitória por 2 sets a 0, com parciais de 6x0 e 6x0 em ambas; e5) Para efeito de contagem para desempate, nos casos de desistência de algum tenista, serão computados aos sets os games faltantes para término do jogo. Exemplo: um tenista está ganhando por 6/3 e 2/1 e o outro desiste, a contagem para efeito de desempate será 6x3 e 6x1. Neste caso o vencedor acrescentará os games que faltariam para término do set paralisado; e6) Para efeito de contagem para desempate, o Super Tie Break será considerado como SET, porém, não será considerado na contagem de games; e7) Nas chaves de 3 jogadores o tenista que perder por WO, será automaticamente desclassificado e a pontuação zerada. 3) - DAS INSCRIÇÕES: As inscrições somente serão aceitas se preencherem o que segue: A) O tenista deverá ser cadastrado na FPT; B) Pagar a taxa devida à respectiva competição. b1) Tenista da Capital, Grande São Paulo, Santos e Região de Campinas (exceto para as cidades que estejam participando do Circuito Regional ), em débito com a taxa anual ou refiliação até o último dia de inscrição, poderão participar dos torneios abertos na condição de INCENTIVO, a taxa de inscrição terá acréscimo de R$ 40,00 (quarenta reais). C) As inscrições deverão ser feitas online, por boleto bancário disponível no site da FPT, obedecendo a horários e informações constantes do calendário de provas do torneio. c1) A inscrição será efetuada mediante o pagamento do boleto; c2) Caso o tenista não consiga emitir o boleto bancário poderá ser efetuado depósito bancário no valor correspondente à taxa de inscrição. O comprovante do depósito deverá ser encaminhado à FPT pelo fax com número de registro, nome do tenista e torneio que será disputado até a data de encerramento das inscrições. Banco Itaú, agência c/c D) O (a) tenista só poderá inscrever-se em um torneio ou uma categoria para o mesmo período de disputa, ou seja, num mesmo final de semana. Caso inscreva-se para dois ou mais torneios, sua participação será definida por sorteio. d1) Os tenistas das categorias infanto-juvenis (14 e 16 anos) poderão inscrever-se nas provas de idade acima, de acordo com a classe (A e B). Ex: tenistas da categoria 14MA poderão disputar o 18MA. Tenistas das categorias de 10 a 12 anos somente a categoria imediatamente superior; d2) Nas provas de CLASSES não é permitido jogar em classe superior, exceto na categoria ESPECIAL onde tenistas da 1ª, 2ª ou 3ª classes podem participar (vide regulamento específico); d3) Não é permitida aos tenistas com idades até 10 anos a participação em provas de CLASSES. E) Seniores (masculino e feminino) poderão jogar categorias abaixo (idade menor), porém somente dentro de sua categoria (seniores) não sendo permitida a inscrição nas provas de 19 a 34 anos, com exceção dos seniores (masculino ou feminino) com idade de 35 a 39 anos no masculino e no feminino, que poderão participar nessas categorias. No caso de seniores inscreverem-se nas categorias 35, 40, 45, 50 ou 55 anos, é obrigatória a inscrição nas categorias A, B ou C, de acordo com sua classe. F) Os promotores reservam-se o direito de não aceitar a inscrição de qualquer tenista que anteriormente tenha criado situações embaraçosas ao campeonato. G) O tenista que se inscrever por boleto bancário terá prazo máximo de dois dias após o encerramento das inscrições para verificar se o pagamento foi efetuado com sucesso e se o seu nome encontra-se na relação de inscritos. A FPT não assegura a participação nos torneios de tenistas que fizerem suas inscrições com pagamentos fora do prazo ou com qualquer irregularidade constatada. H) Tenistas da mesma categoria técnica poderão jogar idade abaixo. Ex: Jogador 5M2 poderá disputar 5M1 e assim sucessivamente. 4 - DA TAXA DE INSCRIÇÃO: O valor máximo da taxa de inscrição para torneios abertos será de R$ 67,00. O valor da taxa de inscrição do Campeonato Paulista e Masters será de R$72,00. 5) - DA DEVOLUÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO: A) O tenista só terá direito à devolução da taxa de inscrição nos seguintes casos: a1) Não haver o número mínimo de tenistas para realização da prova; a2) Cancelamento parcial ou total da prova por motivos de força maior; a3) Inscrições feitas em duplicidade na mesma prova e torneio. B) Não terão direito a devolução do valor da inscrição os tenistas que tenham feito o pagamento e efetuarem inscrições em dois ou mais torneios para o mesmo período de disputa; C) No caso de cancelamento total da prova, a devolução deverá ser do valor integral pago pelo tenista. No caso de cancelamento de prova já em andamento, a devolução devida será de 50% do valor pago à título de inscrição. Não terão direito ao reembolso os jogadores que tenham sido eliminados. 6) - DA REMARCAÇÃO DE JOGOS OU CANCELAMENTO DE PROVAS: A) Nos casos de torneios que não têm previsão de jogos durante a semana e alguma prova não puder ser terminada até o final de semana e não houver acordo entre as partes envolvidas para uma nova data, o árbitro deverá marcar o jogo observando um prazo mínimo de 21 dias, contados a partir da comunicação oficial das datas e horários pelos organizadores aos tenistas envolvidos. a1) A nova data dos jogos não poderá coincidir com torneios na mesma cidade ou raio de 40 km a2) Em casos que, comprovadamente os tenistas não estão envolvidos em outros torneios abertos supervisionados pela FPT, os organizadores poderão chamá-los a qualquer tempo sem a necessidade da espera de 21 dias; 31

8 B) Os jogos adiados deverão obrigatoriamente ser realizados no prazo máximo de 30 dias da data do adiamento. Em caso de não haver acordo entre as partes envolvidas para a realização dos jogos dentro deste prazo (devidamente documentadas), estes serão cancelados sem a necessidade de devolução do valor da inscrição. C) Nos casos de cancelamento parcial de provas, os tenistas com jogos efetivamente terminados, receberão pontuação de acordo com a posição alcançada na chave cancelada. D) Se houver cancelamentos até 20% do total de inscritos, a chave será realizada normalmente; no caso de cancelamentos que atinjam 20% a 50% do total de inscritos na chave, a chave será refeita. 7) - DO CANCELAMENTO DE INSCRIÇÕES: A) O cancelamento de inscrições deverá ser efetuado online até às 12h00 (meio dia) da quarta-feira da semana de encerramento das inscrições (dia seguinte ao encerramento das inscrições); B) No caso de torneios onde qualquer chave, por motivo de chuva ou de número excessivo de inscrições, não puder ser iniciada e todos os jogos tiverem que ser remarcados para outra data, fora da semana do início do torneio, o tenista que assim o desejar poderá cancelar sua inscrição. O cancelamento deverá ser solicitado à Federação Paulista de Tênis, por FAX (devidamente identificado com a assinatura do inscrito ou responsável), dentro do prazo de três dias úteis contados a partir da data oficialmente prevista para início da prova; C) O cancelamento deverá ser aprovado pelo departamento técnico da FPT. 8) - DAS CHAMADAS E COMPARECIMENTO: A) Os jogos somente poderão ser programados dentro dos seguintes períodos: a1) As sextas-feiras a partir das 15h00 (somente para tenistas infanto-juvenis, sendo que a última chamada não poderá ultrapassar as 20h30, em torneios do interior que realizarem todas as categorias em no máximo dois finais de semana); a2) Aos sábados, domingos e feriados a partir das 8h00, sendo que a última chamada não poderá ultrapassar as 20h30; a3) Nos dias de semana no período noturno a partir das 19h00, sendo que a última chamada não poderá ultrapassar as 20h30; a4) Em casos especiais, para tenistas infanto-juvenis, no período de férias escolares, todos os dias da semana a partir das 8h00, sendo que a última chamada não poderá ultrapassar as 20h30; B) Nenhum tenista poderá ser chamado para seu primeiro jogo após as 16h30 do domingo; C) A programação de jogos, horários e informações sobre chamadas é de inteira responsabilidade do árbitro geral e da organização do torneio e deverá estar disponibilizada no site 24 horas antes do início do torneio Informações sobre a programação poderão ser obtidas no local dos jogos ou no site da FPT: c1) No caso de remarcação de jogos em virtude do mau tempo, é obrigação dos jogadores entrarem em contato com os organizadores para ter conhecimento dos novos horários; c2) Em hipótese alguma os jogos remarcados poderão ter seu horário antecipado em relação a chamada inicialmente prevista. D) Todos os torneios deverão ter no local das chamadas e presença dos tenistas um RELÓGIO OFICIAL afixado em local de fácil visualização; E) Haverá tolerância de 15 (Quinze) minutos para tenistas de qualquer localidade do Estado de São Paulo, contados a partir do horário oficial marcado para o jogo; F) Será declarado perdedor o (a) tenista que não se apresentar no horário marcado, mesmo que não haja quadra disponível para o jogo; G) O tenista deverá confirmar a presença no local destinado à esse fim, pagando a taxa correspondente ao pegador de bolas. Caso o tenista marque presença e não esteja presente no horário do jogo, será considerado perdedor por WO. Se estiver presente e impossibilitado de jogar, desistência; g1) A taxa correspondente ao pegador de bolas deverá ser de no máximo de R$ 5,00 (cinco reais) por tenista; g2) Em casos de vitória por W.O., a taxa do pegador deverá ser devolvida. H) Não é obrigatório a previsão de alto-falantes para realização de chamadas ou avisos. Os tenistas que tenham confirmado a presença e estiverem aguardando a hora de entrada na quadra deverão estar atentos e próximos do local destinado para esse fim. Nenhum jogador poderá alegar que não compareceu à quadra por não ter ouvido a chamada. I) O tenista a partir do momento da confirmação da sua presença está à disposição dos organizadores e de seu adversário para chamada do jogo. i1) Nos torneios com previsão de jogos em dias de semana, os tenistas poderão ter jogos programados durante a semana, independente do local de sua residência (Capital ou Interior) conforme a necessidade dos organizadores. 9) - DAS PENALIDADES POR NÃO COMPARECIMENTO (WO): A) O tenista tem o direito de não comparecer a 2 (dois) jogos durante o ano sem necessidade de justificativa e sem sofrer nenhuma penalidade. O terceiro WO ou WO no Masters e os subseqüentes serão considerados como jogos realizados contando pontos de derrota, para efeito de média de promoção ou rebaixamento de classe. a1) A partir do terceiro WO ou WO no Masters será reduzido o quociente de torneios válidos para os rankings de classe e idade (se o tenista estiver participando dos dois rankings) ou seja, o tenista passará a contar em sua pontuação somente os 14 melhores torneios; no quarto WO passa a contar somente com os 13 melhores torneios; no quinto WO, somente 12 e assim sucessivamente; B) Não será aceito nenhum tipo de justificativa para derrota por WO; C) Para o jogador vencedor por WO não haverá contagem de pontuação para classe; D) Perdedores por WO no primeiro jogo não pontuarão; E) Em grupos de um contra todos, o tenista que perder por WO será desclassificado e não terá direito aos pontos. 10) - DOS JOGOS: A) Os jogos serão realizados nos dias, horários e tipos de piso divulgados no CALENDÁRIO DE TORNEIOS E PROVAS; 32

9 B) Nos torneios onde existem diferentes tipos de pisos, o tenista poderá ser chamado para jogar em pisos diferentes num mesmo torneio, ou seja, poderá jogar em piso asfáltico ou em piso de saibro, de acordo com a programação do campeonato, porém, deverá começar e terminar o jogo num mesmo piso; C) Nas provas infanto-juvenis, sob hipótese alguma, serão realizados jogos entre 24h00 e 8h00. Os tenistas das categorias 09/10, 11/12 e 13/14 anos, deverão entrar na quadra até no máximo 20:30 horas, mesmo em casos de disputas de jogos de classes. Os tenistas das categorias 15/16 e 17/18 poderão entrar na quadra após as 20h30; D) Toda partida suspensa ou adiada por motivo de força maior (chuva, falta de energia elétrica, etc.) terá seu prosseguimento respeitando-se a contagem e posição em que foi interrompida; E) O bate bola de aquecimento não poderá ultrapassar o tempo de 5 (cinco) minutos; F) A troca de lado não poderá ultrapassar o tempo de 1 minuto e 30 segundos exceto ao término de cada set quando o tempo será de 2 minutos; G) Os jogos deverão ser realizados obrigatoriamente na sede do torneio informada no calendário de eventos da FPT com a presença e supervisão da arbitragem responsável. Para realização de qualquer jogo fora do local do torneio haverá necessidade de autorização da FPT; H) As bolas utilizadas nos torneios deverão ser da marca BABOLAT. I) Todos os jogos deverão ser realizados obrigatoriamente com bolas novas. 11) - DO NÚMERO DE SETS E GAMES: A) As provas serão disputadas em melhor de 3 sets (inclusive a categoria até 10 anos), sendo os 2 primeiros sets normais, com Tie Break (melhor de 12 pontos), e o terceiro set um Super Tie Break (melhor de 18 pontos), com exceção das finais que serão disputadas em três sets normais, todos com Tie Break em melhor de 12 pontos; B) Em torneios sem previsão de jogos em dias de semana ocorrendo atrasos na rodada por motivos de chuva, o árbitro geral poderá excepcionalmente realizar jogos com partidas disputadas em SETS PROFISSIONAIS (exceto as finais, formato de disputa onde as partidas são jogadas em melhor de 14 games. Vence a partida o jogador que alcançar 8 games com uma diferença mínima de 2 games. Em caso de empate em 7 a 7, termina em 9, e caso persista o empate em 8 a 8 será jogado um TIE BREAK normal (melhor de 12 pontos) para definição do set. b1) Nos torneios que têm previsão de jogos em dias de semana, o árbitro não poderá realizar jogos em SETS PROFISSIONAIS ; b2) A rodada (Ex. 8as de final, 4as de final) iniciada em um formato de disputa (sets normais ou profissionais) deverá ser completada no mesmo formato; b3) Fica terminantemente proibido a realização de jogos em SET PROFISSIONAL nos torneios com previsão de jogos durante a semana. C) O tenista poderá realizar por dia no máximo 2 jogos de simples em melhor de 3 sets normais ou 3 jogos em SETS PROFISSIONAIS. Logo que a rodada estiver normalizada nos seus horários inicialmente previstos, os jogos obrigatoriamente deverão ser realizados em sets normais de acordo com os itens A e B, acima descritos; D) Todo jogo iniciado com um sistema de disputa (sets normais ou profissionais), deverá ser terminado no sistema que foi iniciado, mesmo em caso de transferência para outro dia. 12) - INTERVALO ENTRE CHAMADAS E TEMPO DE DESCANSO ENTRE OS JOGOS: A) O intervalo mínimo que deverá ser respeitado para os jogos de simples entre as chamadas de jogos é de 3 (três) horas, ou seja, o jogador que tiver dois jogos no mesmo dia e o primeiro jogo marcado para as 12h00, a chamada para o jogo seguinte deverá ser no mínimo para as 15h00; a1) Em dias de semana, no período noturno, onde as chamadas são feitas a partir das 19h00, os organizadores só poderão chamar um jogo para cada tenista; B) Se uma partida tiver duração inferior à uma hora, o descanso mínimo entre jogos será de 30 minutos. Se uma partida tiver duração de uma a uma hora e meia o descanso mínimo será de 1 hora. Se uma partida tiver duração superior a uma hora e meia o descanso mínimo será de uma hora e meia. 13) - DA ARBITRAGEM: A) A arbitragem do torneio ficará a cargo de um árbitro geral, podendo ser assessorado por árbitros auxiliares, todos devidamente aprovados pela FEDERAÇÃO PAULISTA DE TÊNIS, ficando vetada como jogador as suas participações no campeonato. O Árbitro Geral poderá designar auxiliares para exercer a função de árbitros de cadeira, neste caso o árbitro não precisa ter sido aprovado no curso da FPT, porém deverá ter conhecimento das regras; B) Durante a realização do campeonato, o árbitro geral e seus auxiliares são as autoridades máximas competentes para dirigir a parte técnica do torneio e têm entre suas atribuições o direito de intervir (estando ou não dentro da quadra) em qualquer partida que achar necessário, para aplicação das regras, procedimentos e código de conduta; C) O árbitro geral deverá estar sempre presente durante a realização dos jogos e completamente à disposição do torneio. A falta de árbitros autorizados pela FPT acarretará na paralisação imediata do torneio; D) O árbitro geral e seus auxiliares deverão fazer uma súmula para cada jogo, onde deverá constar o resultado do jogo com a assinatura do vencedor e do árbitro, bem como, penalidades aplicadas ou qualquer irregularidade constatada durante a realização da partida. Os jogadores que desejarem poderão anotar no verso da súmula, irregularidades constatadas. Estas súmulas serão documentos hábeis e deverão ser colocados à disposição da FPT quando solicitados; E) No caso de violações de código de conduta, o árbitro deverá informar à FPT através de formulário próprio a penalidade aplicada. Em casos de solicitação da FPT os árbitros deverão elaborar relatórios detalhando as penalidades; F) O nome do árbitro geral será divulgado no CALENDÁRIO DE TORNEIOS E PROVAS e deverá estar afixado em local visível nas dependências do local de realização do torneio; G) Em caso de WO, tão logo esteja esgotado o prazo de tolerância de 15 minutos, é obrigação do árbitro geral informar ao tenista presente sua vitória por ausência do adversário. Em hipótese alguma o árbitro geral tem o direito de solicitar ou obrigar o tenista presente a esperar mais do que previsto em regulamento; g1) Após a aplicação do WO pelo árbitro geral não é permitida a realização do jogo mesmo que haja comum acordo entre os jogadores; H) Em caso de jogos realizados fora da sede do torneio, a arbitragem é responsável pelo pedido de autorização junto à FPT para a indicação do árbitro (aprovado pela FPT) que atuará na nova sede. 33

10 14) - TABELA DE PONTUAÇÕES PARA O RANKING PAULISTA GERAL: GRUPOS PLATINA OURO PRATA BRONZE CAMPEÃO VICE-CAMPEÃO SEMI-FINAL as DE FINAL as DE FINAL as DE FINAL as DE FINAL IMPORTANTE: Tenistas que perderem no primeiro jogo, independentemente da fase, marcarão no ranking, 50% da pontuação da rodada. 15) - PONTUAÇÕES PARA O RANKING PAULISTA GERAL: A) Os campeonatos de tênis oficiais e supervisionados pela FPT (com exceção das provas das categorias Principiantes PM1, PM2, PF1 e PF2, que não contam pontos para ranking e torneios interclubes), recebem pontuação básica (acrescida dos bônus aplicáveis) para o ranking paulista geral de acordo com os seguintes grupos de classificação: GRUPO PLATINA : Masters; GRUPO OURO: Campeonato Paulista / Estadual, Campeonato Paulista Interclubes, Torneios da Categoria ESPECIAL com premiação igual ou superior a R$ 4.000,00 (quatro mil reais); GRUPO PRATA: Torneios da Categoria ESPECIAL com premiação de R$ 3.000,00 (três mil reais) a R$ 3.999,00 (três mil novecentos e noventa e nove reais); GRUPO BRONZE: Torneios Nacionais Infanto-juvenis e seniores realizados no Estado de São Paulo, Torneios abertos supervisionados tecnicamente pela FPT e Torneios da Categoria ESPECIAL com premiação de R$ 2.500,00 (dois mil e quinhentos reais) a R$ 2.999,00 (dois mil novecentos e noventa e nove reais); B) Para efeito de pontuação no ranking paulista geral serão computados os 15 (quinze) melhores resultados do tenista em campeonatos durante o ano, somados ao total de bônus obtidos por vitória sobre jogadores entre os 20 melhores ranqueados (para efeito de bônus são considerados todos os torneios). b1) Serão considerados para efeito de ranking 8 melhores resultados de torneios jogados no primeiro semestre e 7 melhores resultados de torneios jogados no segundo semestre. Caso o tenista não dispute 8 torneios no primeiro semestre, poderá acrescentar a diferença na pontuação do segundo semestre. b2)a partir do 16º torneio jogado são descartados os piores resultados; C) Os jogadores que perderem por WO no primeiro jogo, não recebem pontuação para efeito de ranking. D) Os torneios supervisionados infanto-juvenis categorias Masculino A e Feminino pontuarão também no Ranking da CBT - Grupo III. Serão pontuadas chaves com o mínimo de 4 jogadores. E) Tenistas que perderem no primeiro jogo marcarão 50% da pontuação da rodada; F) Em grupos de um contra todos, o tenista que perder por WO será desclassificado e não terá direito aos pontos; G) Os cabeças-de-chave das categorias infanto-juvenis serão numerados pelo ranking da FPT; H) A bonificação de virada será considerada até o mês de fevereiro; I) Para a confecção das chaves será utilizado o ranking com jogos realizados até a segunda feira que antecede o encerramento das inscrições; J) Torneios da categoria 1M2 com premiação em dinheiro terão a mesma pontuação da categoria especial. 16) - PONTUAÇÃO PARA O RANKING PAULISTA DE CLUBES Todos os torneios supervisionados contarão pontos para o Ranking Paulista de Clubes PAULISTÃO É necessário que o tenista tenha sigla de clube filiado para que os pontos sejam computados para o clube. Não marcarão pontos para o clube, os tenistas perdedores do primeiro jogo. A pontuação para os clubes será a seguinte: Tenista campeão: 3 pontos para o clube; Tenista vice-campeão: 2,1 pontos para o clube; Tenistas semifinalistas: 1,2 pontos para o clube; Tenistas quadrifinalistas: 0,6 pontos para o clube. 17) - DOS BÔNUS: A) BÔNUS POR QUALIDADE DA CHAVE: 11 jogadores ou mais entre os quinze melhores: vale mais 50% 10 jogadores entre os quinze melhores: vale mais 45% 9 jogadores entre os quinze melhores: vale mais 40% 8 jogadores entre os quinze melhores: vale mais 35% 7 jogadores entre os quinze melhores: vale mais 30% 6 jogadores entre os quinze melhores: vale mais 25% 34

11 5 jogadores entre os quinze melhores: vale mais 20% 4 jogadores entre os quinze melhores: vale mais 15% 3 jogadores entre os quinze melhores: vale mais 10% 2 jogadores entre os quinze melhores: vale mais 5% B) BÔNUS POR QUANTIDADE DE JOGADORES NA CHAVE: Chave que tiver 5 ou 6 jogadores ou equipes: vale mais 10% Chave que tiver 7 ou 8 jogadores ou equipes: vale mais 15% Chave que tiver de 9 a 12 jogadores ou equipes: vale mais 20% Chave que tiver de 13 a 16 jogadores ou equipes: vale mais 25% Chave que tiver de 17 a 24 jogadores ou equipes: vale mais 30% Chave que tiver de 25 a 32 jogadores ou equipes: vale mais 35% Chave que tiver de 33 a 48 jogadores ou equipes: vale mais 40% Chave que tiver de 49 a 64 jogadores ou equipes: vale mais 45% Chave que tiver acima de 65 jogadores ou equipes: vale mais 50% C) BÔNUS POR VITÓRIA SOBRE JOGADORES ENTRE OS 20 MELHORES DO RANKING: Vitória sobre jogador classificado de 1 a 5 = 20 pontos Vitória sobre jogador classificado de 6 a 10 = 15 pontos Vitória sobre jogador classificado de 11 a 15 = 10 pontos Vitória sobre jogador classificado de 16 a 20 = 05 pontos IMPORTANTE: Tenistas que vencerem por WO, terão direito aos bônus de vitória sobre tenista ranqueado. 18) DA OBRIGATORIEDADE DE ÁGUA, PLACAR e PAUS DE SIMPLES: Os Clubes e Academias organizadores de torneios deverão obrigatoriamente: A) Colocar PLACAR em todas as quadras destinadas aos jogos do torneio. Os placares serão atualizados pelos pegadores de bola (e na ausência pelos jogadores); B) Fornecer ÁGUA para todos os jogos, de acordo com a necessidade dos jogadores (a água poderá ser fornecida em garrafas, bujões térmicos, jarras, bebedouros, etc.); C) Colocar PAU DE SIMPLES (obedecendo ao tamanho padrão de 1,07 cm de altura e diâmetro ou largura máxima de 7,5 cm) em todas as quadras onde houver jogos. 19) DA PREMIAÇÃO: Clubes e academias promotores de torneios supervisionados têm a responsabilidade de fornecer troféus ou medalhas aos campeões e vice-campeões de cada categoria. Para as categorias 14MA, 16MA, 18MA, 14F, 16F e 18F nos torneios supervisionados haverá premiação em dinheiro. A taxa de inscrição será acrescida de R$ 10,00, e a soma arrecadada será distribuída da seguinte forma: 1) Campeão 50% do total arrecadado da taxa de acréscimo nas inscrições 2) Vice Campeão 25% do total arrecadado da taxa de acréscimo nas inscrições 3) Semifinalistas 12,5% do total arrecadado da taxa de acréscimo nas inscrições O dinheiro da premiação será repassado aos tenistas no término do calendário de torneios, no mês de dezembro. Os tenistas que perderem por WO não terão direito a receber o prêmio em dinheiro referente ao torneio. 20) - DO CÓDIGO DE CONDUTA: O código de conduta poderá ser aplicado pelo árbitro geral, árbitros-auxiliares (independente de estarem dentro da quadra ou fora dela) ou árbitro de cadeira a qualquer tempo. Para aplicação do código de conduta, o árbitro-geral ou os seus auxiliares, deverão adentrar a quadra e em voz clara e audível informar ao tenista infrator a penalidade aplicada, conforme segue: A) Obscenidade Audível: palavras obscenas ditas pelos jogadores em qualquer idioma, que possam ser ouvidas por árbitros, publico, adversário, pegadores de bolas, etc. B) Obscenidade Visível: gestos ou atitudes obscenas visíveis. C) Abuso de Bolas: bolas golpeadas propositalmente para dentro ou fora da quadra, mesmo com o jogo terminado, enquanto o jogador estiver na quadra. D) Abuso de Raquete ou Equipamento: qualquer atitude destrutiva utilizando raquetes ou equipamentos da quadra. E) Abuso Verbal: expressão verbal, que desrespeite o oponente, arbitragem, pegadores de bola ou público em geral. F) Abuso Físico: tocar seu oponente, arbitragem ou público. G) Instrução: qualquer tipo de comunicação audível ou visível entre o jogador, técnico, pais ou acompanhantes. H) Conduta Anti-Desportiva: toda e qualquer atitude anti-desportiva que não esteja prevista nos itens acima. 35

12 21) PENALIDADES POR INFRAÇÃO DO CÓDIGO DE CONDUTA: A) 1ª Ofensa: Advertência B) 2ª Ofensa: Perda de Ponto C) 3ª Ofensa: Perda de Game OBS. A partir da 4ª ofensa, ficará a critério do Árbitro Geral se continua penalizando com perda de games ou com desclassificação do tenista faltoso. Dependendo da gravidade do ato cometido pelo tenista, o mesmo poderá ser desclassificado sem passar pelo processo normal acima descrito. 22) - DAS PENALIDADES ADMINISTRATIVAS POR INFRAÇÃO AO CÓDIGO DE CONDUTA NO TORNEIO: A) Advertência: Perda de 15% do total de pontos obtidos na prova do torneio em que cometeu a infração. B) Perda de Ponto: Perda de 30% do total de pontos obtidos na prova do torneio em que cometeu a infração. C) Perda de Game: Perda de 60% do total de pontos obtidos na prova do torneio em que cometeu a infração. D) Desclassificação: Não recebe nenhuma pontuação na prova do torneio em que foi desclassificado. OBS.: Caso o jogador cometa alguma infração dentro das instalações do torneio antes ou após o encerramento da partida (clube, hotel, etc.), a penalização será decidida pelo departamento técnico da FPT após análise do relatório enviado pelo árbitro. 23) - DO DIRETOR DO TORNEIO: O Diretor do Torneio é o responsável pela organização do campeonato, é permitida sua participação como jogador. Sua função é a de responder por todos os itens obrigatórios necessários ao bom andamento do torneio. 24) - DO ATENDIMENTO MÉDICO: A) Recomenda-se que os torneios tenham um profissional da área de Fisioterapia para prestar atendimento em caso de lesões, contusões, etc. Não tendo a possibilidade de ter esse profissional, fica a critério do Árbitro Geral a possibilidade de prestar o atendimento ou autorizar qualquer pessoa que tenha condições de fazê-lo. Durante o atendimento, que não poderá exceder o tempo regulamentar de 3 minutos contados a partir do início do tratamento, o árbitro deverá estar presente. B) Não são permitidos quaisquer tratamentos que requeiram injeções, infusões intravenosas ou utilização de oxigênio dentro ou fora da quadra, com exceção dos tenistas portadores de diabetes, onde é permitida a utilização do tempo médico para verificação da dosagem sanguínea e aplicação do medicamento necessário. 25) - DA VALIDADE DOS JOGOS TERMINADOS: Todo jogo efetivamente terminado, independentemente de ter sido realizado de acordo com os itens descritos neste regulamento será considerado válido. É de responsabilidade dos tenistas o conhecimento das regras e nenhum jogador poderá alegar seu desconhecimento para solicitar cancelamento de qualquer partida efetivamente realizada. 26) - DOS CASOS OMISSOS: Os casos omissos e não previstos neste regulamento, serão resolvidos pelo árbitro geral. O Departamento. Técnico da FPT deverá ser consultado quando a arbitragem não tiver condições de chegar à conclusão para solução das dúvidas encontradas. 27) - DO CONHECIMENTO DAS REGRAS E REGULAMENTO: Todo tenista ao fazer sua inscrição em qualquer torneio oficial ou supervisionado tecnicamente pela FPT, declara ter total conhecimento das regras do esporte e automaticamente aceita e se submete e a este regulamento e normas oficiais da Federação Paulista de Tênis. São Paulo, 1 de julho de PAULO ROBERTO CAMPOS Presidente 36

13 REGULAMENTO DA CATEGORIA ESPECIAL ) - As provas são divididas em três grupos de classificação: a) GRUPO PLATINA - para torneios com premiação igual ou superior a R$ 4.000,00 que ofereçam hospedagem para todos os jogadores(as) da chave; b) GRUPO OURO - para torneios com premiação igual ou superior a R$ 4.000,00 e torneios com premiação de R$ 3.000,00 a R$ 3.999,00 que ofereçam hospedagem para todos os jogadores(as) da chave; c) GRUPO PRATA- para torneios com premiação de R$ 3.000,00 a R$ 3.999,00 e torneios com premiação de R$ 2.500,00 a R$ 2.999,00 que ofereçam hospedagem para todos os jogadores(as) da chave; d) GRUPO BRONZE - para torneios com premiação de R$ 2.500,00 a R$ 2.999,00. 2) - As inscrições poderão ser feitas por tenistas com 15 anos completos que pertençam às categorias 1ª, 2ª ou 3ª classe no masculino e para tenistas com 15 anos completos que pertençam às categorias 1ª, 2ª ou 3ª classe no caso feminino. 3) - As chaves serão compostas pelo seguinte número de jogadores: GRUPO PLATINA E OURO A) - MASCULINO: a1) - Chave Principal: 16 jogadores, com quatro (4) entrando pelo ranking da categoria ESPECIAL; oito (8) convidados dos organizadores e quatro (4) vindos do qualifying; a2) - Chave do Qualifying: Aberta; B) - FEMININO: b1) - Chave Principal: 16 jogadoras, com quatro (4) entrando pelo ranking da categoria ESPECIAL; oito (8) convidadas dos organizadores e quatro (4) vindas do qualifying; b2) - Chave do Qualifying: Aberta. GRUPO PRATA E BRONZE: A) - MASCULINO: a1) - Chave Principal: 16 jogadores, com dez entrando pelo ranking da categoria ESPECIAL; 2 convidados dos organizadores e 4 vindos do qualifying; a2) - Chave do Qualifying: Aberta. B) - FEMININO: b1) - Chave Principal: 16 jogadoras, com 10 entrando pelo ranking da categoria ESPECIAL; 2 convidadas dos organizadores e 4 vindas do qualifying; b2) - Chave do Qualifying: Aberta. 4) - Os organizadores têm o direito de convidar 8 jogadores(as) para a chave principal, sendo que os(as) tenistas convidados(as) (wild card) deverão pertencer obrigatoriamente à 1ª, 2ª ou 3ª classe. 5) - O tenista que não comparecer ao jogo da chave principal (W.O.) será multado em R$ 250,00 (Duzentos e cinqüenta reais), e ficará bloqueado para inscrição em outros torneios até a quitação do seu débito junto a FPT. a) - Tenistas que estiverem classificados para jogar semi-final e final dos torneios e perderem por W.O ou desistência, (inclusive com o jogo em andamento), além da multa prevista acima, ficarão impedidos de participar de torneios da FPT por 30 dias, assim como perderão o direito a receber o prêmio em dinheiro; b) - Casos especiais serão analisados pelo departamento técnico. 6) - O critério adotado para seleção e também para o sorteio dos cabeças para a chave principal e qualifying será o ranking da categoria ESPECIAL sem levar em consideração a categoria técnica do(a) tenista. 7) - Na chave principal, já estarão sorteados os lugares para os(as) jogadores(as) que virão do qualifying, devendo o árbitro geral sortear e preencher as vagas, de cima para baixo entre os(as) classificados(as). 8) - Nos casos de WO na primeira rodada da chave principal, o critério para escolha dos(as) jogadores(as) que entrarão na chave (Lucky Loser) será através de melhor colocação no qualifying e no ranking, observando-se a ordem da relação de inscritos enviada pela FPT. Só estarão habilitados(as) a concorrer às vagas os(as) jogadores(as) que assinarem a lista de presença, que deverá ser encerrada meia hora antes do horário previsto para o inicio da primeira chamada da rodada inicial. 9) - O(a) tenista só poderá estar envolvido(a) em um torneio da categoria ESPECIAL por final de semana; se acontecer de estar classificado(a) para jogar em mais de um evento, deverá optar por aquele que melhor lhe convier (neste caso, o seu WO será justificado). 10) - O pagamento dos prêmios deverá obedecer obrigatoriamente a seguinte porcentagem sobre o valor bruto da premiação: Campeão: 30% Vice-Campeão: 20% Semifinalistas: 9% Quartas de final: 4% 1ª rodada: 2%. 11) - Este regulamento está subordinado e será regido pelo REGULAMENTO PADRÃO PARA TORNEIOS do ano corrente, para todos os itens aplicáveis. 12) - Os pontos para o Ranking Paulista Geral serão lançados de acordo com a seguinte tabela (acrescida dos bônus aplicáveis): GRUPOS PLATINA OURO PRATA BRONZE CAMPEÃO VICE - CAMPEÃO SEMI - FINAL as DE FINAL as DE FINAL QUALI - 4as DE FINAL QUALI - 8as DE FINAL IMPORTANTE: a)tenistas que perderem no primeiro jogo, independentemente da fase, marcarão no ranking, 50% da pontuação da rodada; b)tenistas vindos do qualifying que perderem por W.O. receberão pontuação referente a última rodada do qualifying; c)tenistas vindos do qualifying que perderem na primeira rodada, independente da fase, marcarão 100% da pontuação da rodada. São Paulo, 1 de julho de PAULO ROBERTO CAMPOS Presidente 37

14 CALENDÁRIO DO CAMPEONATO PAULISTA INTERCLUBES º SEMESTRE INSCR. ATÉ SORTEIO INÍCIO 4F1 4F2 4M1 4M2 2M1 2M2 2F1 2F2 PF1D PF2D PM1D PM2D EMT 1M1D 1F1D 1M2D 1F2D 3F1 3F2 3M1 3M2 5M1 5M2 1F1 1F2 1M1 1M2 4M1D 4M2D 4F1D 4F2D EFD 2F1D 2F2D 2M1D 2M2D PF1 PF2 PM1 PM2 EMD 3F1D 3F2D 3M1D 3M2D 5M1D 5M2D EM EF 22/7 29/7 05/8 12/8 19/8 26/8 02/9 09/9 16/9 23/9 30/09 07/10 14/10 03/8 10/8 17/8 24/8 31/8 08/9 14/9 21/9 28/9 05/10 13/10 19/10 26/10 13/8 20/8 27/8 03/9 10/9 17/9 24/9 01/10 08/10 15/10 22/10 29/10 05/11 TABELA DE PONTUAÇÃO PARA O RANKING INDIVIDUAL Todos os integrantes das equipes (exceto nas provas PM1, PM2, PF1 e PF2), receberão a seguinte pontuação para o Ranking Paulista Geral individual: Equipe Campeã: Vice Campeã: Semifinalista: 4as de Final: 8as de Final: 16as de Final: 32as de Final: 240 Pontos para cada participante 200 Pontos para cada participante 160 Pontos para cada participante 120 Pontos para cada participante 80 Pontos para cada participante 40 Pontos para cada participante 20 Pontos para cada participante A pontuação será acrescida de bônus conforme tabela abaixo: TABELA DE PONTUAÇÃO PARA O RANKING DE CLUBES Clube Campeão: Vice Campeão: Semifinalista: 4as de Final: 8as de Final: 10 Pontos 7 Pontos 4 Pontos 2 Pontos 1 Ponto TABELA DE PONTUAÇÃO DAS CATEGORIAS ESPECIAIS: (Simples Infanto-juvenil e Mista - Simples e Duplas Masculina e Feminina) Bônus por quantidade de equipes: Chave com 5 a 8 equipes: 10% Chave com 9 a 16 equipes : 20% Chave com 17 a 32 equipes : 30% Chave com 33 a 48 equipes : 40% Chave acima de 49 equipes: 50% Clube Campeão: Vice Campeão: Semifinalista: 4as de Final: 8as de Final: 20 Pontos 14 Pontos 8 Pontos 4 Pontos 2 Pontos 38

15 FAZENDA À VENDA - IGUAPE - VALE DO RIBEIRA 170 km da capital alqueires - Criação de Búfalos Produção de Palmito Pupunha BORRACHARIA CARAVELAS Mecânica - Auto Elétrico - Escapamentos Vendas de pneus novos, usados e recauchutados - Cícero Rua Dr. Amâncio de Carvalho, 85 - Vila Mariana Especializada em Pneus Sem Camara TÊNIS MANIA BY OLZEMIR Treinamento Competitivo - Preparação Física Aplicada ao Tênis Aulas Individuais e em Grupos

16 REGULAMENTO DO CAMPEONATO PAULISTA / ESTADUAL / MASTERS ) - DO CAMPEONATO O Campeonato Paulista 2011 terá 3 etapas, todas com a supervisão técnica da FEDERAÇÃO PAULISTA DE TÊNIS e será regido pelo presente regulamento, em consonância com as regras oficiais adotadas pela FPT e o REGULAMENTO PADRÃO PARA TORNEIOS ABERTOS sendo aplicado às categorias masculinas e femininas; 2) - DO SISTEMA DE DISPUTA: O Campeonato Paulista será disputado pelo sistema de eliminatória simples; 3) - DO NÚMERO DE PARTICIPANTES Chaves abertas para todas as categorias 4) - DO CRITÉRIO PARA DEFINIÇÃO DOS CABEÇAS DE CHAVE: Serão selecionados de acordo com o Ranking Paulista 5) - DOS CRITÉRIOS DE DESEMPATE: Em caso de empate no ranking para entrada no Masters será classificado o tenista com melhor colocação no Ranking Paulista. Persistindo o empate a vaga ficará para o(a) tenista com maior número de títulos no ano, na seguinte ordem de importância: campeão, vice-campeão(ã), semifinalista, quadrifinalista e assim sucessivamente. 6) - CRITERIOS DE DESEMPATE NOS GRUPOS DE UM CONTRA TODOS A) Em caso de empate nos grupos realizados pelo sistema um contra todos, a definição das posições em cada grupo será apurada observando-se os seguintes critérios, pela ordem; a1) confronto direto (em caso de 2 tenistas empatados); a2) maior número de vitórias; a3) melhor saldo de sets; a4) melhor saldo de games; a5) sorteio; B) Todos os jogos deverão ser realizados no mesmo formato: sets normais ou sets profissionais; C) Vitória por WO ou desistência sem início do confronto, será considerada como vitória por 2 sets a 0, com parciais de 6x0 6x0; D) Para efeito de contagem para desempate, nos casos de desistência de algum tenista, serão computados aos sets os games faltantes para término do jogo. Exemplo: um tenista está ganhando por 6/3 e 2/1 e o outro desiste, a contagem para efeito de desempate será 6x3 e 6x1. Neste caso o vencedor acrescentará os games que faltariam para término do set paralisado; E) Para efeito de contagem para desempate, o Super Tie Break será considerado como SET, porém, não será considerado na contagem de games. 7) CATEGORIA ESPECIAL Serão realizadas as categorias masculina e feminina, com a premiação mínima de R$ 2.500,00 distribuídos como segue: Campeão: 30%; Vice-Campeão: 20%; Semifinalistas: 9%; Quartas de final: 4% Oitavas de final: 2%. 8) - DAS CHAMADAS: A programação dos jogos estará disponível no site da FPT a partir das 8h00 do dia anterior ao início da competição. A) Campeonato Estadual - 1ª Etapa: Idades - 5ª feira, 6ª feira, Sábado e Domingo à partir das 8h00, de 2ª feira à 6ª feira a partir das 19h00. Classes - Sábado e Domingo à partir das 8h00, de 2ª feira à 6ª feira a partir das 19h00. B) Campeonato Estadual - 2ª Etapa: Idades - 5ª feira, 6ª feira, Sábado e Domingo à partir das 8h00, de 2ª feira à 6ª feira a partir das 19h00. Classes - Sábado e Domingo à partir das 8h00, de 2ª feira à 6ª feira a partir das 19h00. C) Campeonato Estadual - 3ª Etapa: Idades - Sábado, Domingo, 2ª feira e 3ª feira à partir das 8h00, de 4ª feira à 6ª feira a partir das 19h00. 40

17 Classes - Sábado e Domingo à partir das 8h00, de 2ª feira à 6ª feira a partir das 19h00. D) Masters: Idades - 6ª feira, Sábado, Domingo, à partir das 8h00, de 2ª feira à 6ª feira a partir das 19h00. Classes - 6ª feira, Sábado, Domingo, à partir das 8h00, de 2ª feira à 6ª feira a partir das 19h00. 9) - DA ELIMINAÇÃO POR WO NO MASTERS: Caso haja WO no Masters,o torneio não será pontuado e será computado como um dos 15 melhores resultados no ranking. 10) - DAS INSCRIÇÕES: As inscrições serão efetuadas online no site da FPT: A taxa de inscrição será de R$ 67,00 (sessenta e sete reais), exceto para as categorias 14MA, 16MA, 18MA, 14F, 16F e 18F, onde haverá acréscimo de R$ 10,00. 11) - DO CANCELAMENTO DE INSCRIÇÕES: O cancelamento de inscrições deverá ser efetuado online até às 12h00 (meio dia) da quarta-feira da semana de encerramento das inscrições (dia seguinte ao encerramento das inscrições). 12) - DA PONTUAÇÃO PARA O RANKING PAULISTA GERAL: O Campeonato Paulista e o Masters distribuirão a seguinte pontuação para o Ranking Paulista Geral: Grupo Ouro: Campeonato Paulista - Estadual (acrescida dos bônus); Grupo Platina: Máster (sem bônus). 13) - DA PREMIAÇÃO PARA O CAMPEONATO PAULISTA: Em todas as etapas as categorias 14MA, 16MA, 18MA, 14F, 16F terão premiação em dinheiro. A taxa de inscrição será acrescida de R$ 10,00, e a soma arrecadada será distribuída da seguinte forma: Campeão 50% do total arrecadado da taxa de acréscimo nas inscrições; Vice Campeão 25% do total arrecadado da taxa de acréscimo nas inscrições; Semifinalistas 12,5% do total arrecadado da taxa de acréscimo nas inscrições. O dinheiro da premiação será repassado aos tenistas no término do calendário de torneios, no mês de dezembro. Os tenistas que perderem por WO não terão direito a receber o prêmio em dinheiro referente ao torneio. 14) - DA PREMIAÇÃO PARA O MÁSTER: A) Masculino: O Máster das categorias 14MA, 16MA e 18MA terão premiação em dinheiro. A taxa de inscrição será acrescida de R$ 10,00 e será distribuída da seguinte forma: Campeão 50% do total Vice-Campeão 25% do total Semifinalistas 12,5% do total B) Feminino: O Máster das categorias 14F, 16F e 18F terão premiação em dinheiro. A taxa de inscrição será acrescida de R$ 10,00 e a soma arrecadada somados a R$ 500,00 será distribuída da seguinte forma: Campeã 50% do total Vice-Campeã 25% do total Semifinalistas 12,5% do total O dinheiro da premiação será repassado aos tenistas no término do calendário de torneios, no mês de dezembro. Os tenistas que perderem por WO não terão direito a receber o prêmio em dinheiro referente ao torneio. 15) DA COMPOSIÇÃO DAS CHAVES DO MASTERS A) As chaves serão compostas de 8 tenistas no masculino e 8 tenistas no feminino; B) Participarão os tenistas inscritos com melhor colocação no Ranking Paulista; C) Serão realizadas as categorias que tiverem um mínimo de 3 (três) tenistas inscritos(as); D) O sistema de disputa será da seguinte forma: Os tenistas serão divididos em 2 grupos de 4 jogadores assim divididos Grupo I (1,3,6, 8) e Grupo II (2,4,5,7), que jogarão pelo sistema um-contra-todos. Os 2 primeiros de cada grupo estarão classificados para a disputa das semi-finais e os vencedores destes confrontos disputarão a final; E) Em caso de não comparecimento as vagas das chaves do Masters poderão ser preenchidas de acordo com a lista e ranking da data de encerramento das inscrições. Os tenistas deverão assinar a lista de alternates no local dos jogos, que é fechada meia hora antes do início da primeira rodada de cada categoria. Só poderão assinar a lista tenistas que estiverem inscritos na respectiva categoria. São Paulo, 1 de julho de 2011 Paulo Roberto Campos Presidente 41

18 NA HSE, EM MOEMA AL. DOS NHAMBIQUARAS Você tem raquetes, acessórios e encordoamento na hora com a categoria do HAMILTON Tel: GINO - MATERIAL HOSPITALAR ALUGUEL E VENDA Rua Rafael de Barros, Tel: CAORT - ORTOPEDIA TRAUMATOLÓGICA Dr. Alfonso Apóstico Netto CRM Dr. Marcelo Abdalla Khouri CRM Dr. Marcio Benevento CRM Rua Maria Figueiredo, 308 Tel/Fax: PREMIAÇÃO DO TROFÉU MELHORES DO ANO E PAULISTÃO 2011 Tenistas que receberão os troféus Melhores do Ano - Tenistas que terminarem o ano de 2011 em 1º lugar no Ranking Paulista Geral, tendo disputado no mínimo 3 torneios supervisionados (exceto jogos de Interclubes); - Tenistas paulistas com a melhor colocação no Ranking Brasileiro; - Destaques especiais (a critério da FPT). Clubes que receberão o Troféu Paulistão - Os cinco clubes primeiros colocados no Ranking do Campeonato Paulista Interclubes; - Os cinco clubes primeiros colocados no Ranking Paulista de Torneios supervisionados; - O clube campeão geral somando-se os dois rankings. 42

19 CLASSES FEMININO EF - ESPECIAL FEMININA EF /10/2011 A DEFINIR CAMPEONATO PAULISTA (3a ETAPA) 29/10/2011 EF /11/2011 A DEFINIR CAMPEONATO PAULISTA (MASTERS) 10/12/2011 1F2-1ª CLASSE FEMININA ACIMA 35 ANOS 1F /07/2011 SERRA NEGRA KIRMAYR COUNTRY CLUB 06/08/2011 1F /07/2011 ALPHAVILLE / TAMBORÉ ACADEMIA SLICE TENNIS 06/08/2011 1F /08/2011 SOROCABA TÊNIS CLUBE DE SOROCABA 13/08/2011 1F /08/2011 AVARÉ AVARÉ TENNIS TOMB 13/08/2011 1F /08/2011 GUARULHOS GUARULHOS TÊNIS CLUBE 20/08/2011 1F /08/2011 SÃO PAULO CLUBE DE REGATAS TIETÊ 27/08/2011 1F /08/2011 LIMEIRA ACADEMIA MARCELO TENNIS 27/08/2011 1F /08/2011 SANTO ANDRÉ ACADEMIA TÊNIS & CIA 03/09/2011 1F /08/2011 SÃO PAULO ACADEMIA MASTER TÊNIS 03/09/2011 1F /08/2011 AVARÉ AABB - AVARE 03/09/2011 1F /08/2011 JAÚ CAIÇARA CLUBE DE JAÚ 10/09/2011 1F /09/2011 SOROCABA TÊNIS CLUBE DE SOROCABA 17/09/2011 1F /09/2011 AVARÉ AABB - AVARE 24/09/2011 1F /09/2011 SERRA NEGRA KIRMAYR COUNTRY CLUB 01/10/2011 1F /09/2011 ALPHAVILLE / TAMBORÉ ACADEMIA SLICE TENNIS 01/10/2011 1F /09/2011 BARRA BONITA TENIS CLUBE DE BARRA BONITA 08/10/2011 1F /09/2011 SÃO PAULO SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA 08/10/2011 1F /10/2011 SÃO BERNARDO DO CAMPO SAO BERNARDO TÊNIS CLUBE 15/10/2011 1F /10/2011 SÃO PAULO ESPORTE CLUBE SIRIO 22/10/2011 1F /10/2011 LIMEIRA ACADEMIA MARCELO TENNIS 22/10/2011 1F /10/2011 A DEFINIR CAMPEONATO PAULISTA (3a ETAPA) 29/10/2011 1F /11/2011 AVARÉ AVARÉ TENNIS TOMB 19/11/2011 1F /11/2011 ITAPETININGA CLUBE VENÂNCIO AYRES 26/11/2011 1F /11/2011 A DEFINIR CAMPEONATO PAULISTA (MASTERS) 10/12/2011 2F1-2ª CLASSE FEMININA ATÉ 34 ANOS 2F /07/2011 SÃO PAULO CLUBE ATLÉTICO INDIANO 30/07/2011 2F /07/2011 SERRA NEGRA KIRMAYR COUNTRY CLUB 06/08/2011 2F /08/2011 AVARÉ AVARÉ TENNIS TOMB 13/08/2011 2F /08/2011 SOROCABA TÊNIS CLUBE DE SOROCABA 13/08/2011 2F /08/2011 ALPHAVILLE / TAMBORÉ ACADEMIA SLICE TENNIS 13/08/2011 2F /08/2011 SÃO PAULO CLUBE DE REGATAS TIETÊ 27/08/2011 2F /08/2011 LIMEIRA ACADEMIA MARCELO TENNIS 03/09/2011 2F /08/2011 AVARÉ AABB - AVARE 03/09/2011 2F /08/2011 SANTO ANDRÉ ACADEMIA TÊNIS & CIA 10/09/2011 2F /08/2011 JAÚ CAIÇARA CLUBE DE JAÚ 10/09/2011 2F /09/2011 SOROCABA TÊNIS CLUBE DE SOROCABA 17/09/2011 2F /09/2011 AVARÉ AABB - AVARE 24/09/2011 2F /09/2011 SÃO PAULO CLUBE ATLÉTICO INDIANO 24/09/2011 2F /09/2011 SERRA NEGRA KIRMAYR COUNTRY CLUB 01/10/2011 2F /09/2011 ALPHAVILLE / TAMBORÉ ACADEMIA SLICE TENNIS 08/10/2011 2F /10/2011 BARRA BONITA TENIS CLUBE DE BARRA BONITA 15/10/2011 2F /10/2011 SÃO PAULO SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA 15/10/2011 2F /10/2011 SÃO PAULO ESPORTE CLUBE SIRIO 22/10/2011 2F /10/2011 A DEFINIR CAMPEONATO PAULISTA (3a ETAPA) 29/10/2011 2F /10/2011 SÃO PAULO CLUBE DE REGATAS TIETÊ 05/11/2011 2F /10/2011 LIMEIRA ACADEMIA MARCELO TENNIS 05/11/

20 2F /11/2011 AVARÉ AVARÉ TENNIS TOMB 19/11/2011 2F /11/2011 ITAPETININGA CLUBE VENÂNCIO AYRES 26/11/2011 2F /11/2011 A DEFINIR CAMPEONATO PAULISTA (MASTERS) 10/12/ F2-2ª CLASSE FEMININA ACIMA DE 35 ANOS 2F /07/2011 SÃO PAULO CLUBE ATLÉTICO INDIANO 30/07/2011 2F /07/2011 SERRA NEGRA KIRMAYR COUNTRY CLUB 06/08/2011 2F /07/2011 CARAPICUÍBA/GRANJA TENNIS HILL ACADEMIA 06/08/2011 2F /08/2011 ALPHAVILLE / TAMBORÉ ACADEMIA SLICE TENNIS 13/08/2011 2F /08/2011 SOROCABA TÊNIS CLUBE DE SOROCABA 13/08/2011 2F /08/2011 AVARÉ AVARÉ TENNIS TOMB 13/08/2011 2F /08/2011 SÃO PAULO TÊNIS CLUBE PAULISTA 20/08/2011 2F /08/2011 SÃO PAULO CLUBE DE REGATAS TIETÊ 27/08/2011 2F /08/2011 SÃO BERNARDO DO CAMPO SAO BERNARDO TÊNIS CLUBE 03/09/2011 2F /08/2011 LIMEIRA ACADEMIA MARCELO TENNIS 03/09/2011 2F /08/2011 AVARÉ AABB - AVARE 03/09/2011 2F /08/2011 SANTO ANDRÉ ACADEMIA TÊNIS & CIA 10/09/2011 2F /08/2011 JAÚ CAIÇARA CLUBE DE JAÚ 10/09/2011 2F /09/2011 SÃO PAULO ACADEMIA MASTER TÊNIS 17/09/2011 2F /09/2011 SOROCABA TÊNIS CLUBE DE SOROCABA 17/09/2011 2F /09/2011 SÃO PAULO CLUBE ATLÉTICO INDIANO 24/09/2011 2F /09/2011 AVARÉ AABB - AVARE 24/09/2011 2F /09/2011 SERRA NEGRA KIRMAYR COUNTRY CLUB 01/10/2011 2F /09/2011 CARAPICUÍBA/GRANJA TENNIS HILL ACADEMIA 01/10/2011 2F /09/2011 ALPHAVILLE / TAMBORÉ ACADEMIA SLICE TENNIS 08/10/2011 2F /10/2011 BARRA BONITA TENIS CLUBE DE BARRA BONITA 15/10/2011 2F /10/2011 SÃO PAULO SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA 15/10/2011 2F /10/2011 SÃO PAULO ESPORTE CLUBE SIRIO 22/10/2011 2F /10/2011 A DEFINIR CAMPEONATO PAULISTA (3a ETAPA) 29/10/2011 2F /10/2011 SÃO PAULO CLUBE ESPERIA 05/11/2011 2F /10/2011 LIMEIRA ACADEMIA MARCELO TENNIS 05/11/2011 2F /11/2011 AVARÉ AVARÉ TENNIS TOMB 19/11/2011 2F /11/2011 ITAPETININGA CLUBE VENÂNCIO AYRES 26/11/2011 2F /11/2011 SÃO PAULO ACADEMIA MASTER TÊNIS 26/11/2011 2F /11/2011 A DEFINIR CAMPEONATO PAULISTA (MASTERS) 10/12/2011 3F1-3ª CLASSE FEMININA ATÉ 34 ANOS 3F /07/2011 SÃO PAULO CLUBE ATLÉTICO INDIANO 30/07/2011 3F /07/2011 SERRA NEGRA KIRMAYR COUNTRY CLUB 06/08/2011 3F /08/2011 ALPHAVILLE / TAMBORÉ ACADEMIA SLICE TENNIS 13/08/2011 3F /08/2011 SOROCABA TÊNIS CLUBE DE SOROCABA 13/08/2011 3F /08/2011 AVARÉ AVARÉ TENNIS TOMB 13/08/2011 3F /08/2011 SÃO PAULO ACADEMIA MASTER TÊNIS 20/08/2011 3F /08/2011 LIMEIRA ACADEMIA MARCELO TENNIS 27/08/2011 3F /08/2011 SÃO PAULO ACADEMIA EDUARDO ECHE TENNIS 27/08/2011 3F /08/2011 SÃO PAULO CLUBE DE REGATAS TIETÊ 03/09/2011 3F /08/2011 AVARÉ AABB - AVARE 03/09/2011 3F /08/2011 SANTO ANDRÉ ACADEMIA TÊNIS & CIA 10/09/2011 3F /08/2011 JAÚ CAIÇARA CLUBE DE JAÚ 10/09/2011 3F /09/2011 SOROCABA TÊNIS CLUBE DE SOROCABA 17/09/2011 3F /09/2011 GUARULHOS GUARULHOS TÊNIS CLUBE 17/09/2011 3F /09/2011 GUARULHOS GUARULHOS TÊNIS CLUBE 24/09/2011 3F /09/2011 AVARÉ AABB - AVARE 24/09/2011 3F /09/2011 SÃO PAULO CLUBE ATLÉTICO INDIANO 24/09/2011 3F /09/2011 SERRA NEGRA KIRMAYR COUNTRY CLUB 01/10/2011 3F /09/2011 ALPHAVILLE / TAMBORÉ ACADEMIA SLICE TENNIS 08/10/2011

REGULAMENTO PADRÃO PARA TORNEIOS ABERTOS - 2014

REGULAMENTO PADRÃO PARA TORNEIOS ABERTOS - 2014 REGULAMENTO PADRÃO PARA TORNEIOS ABERTOS - 2014 1 - DO CAMPEONATO Os campeonatos abertos serão regidos pelo presente regulamento em consonância com resoluções, atualizações e normas aprovadas pela diretoria

Leia mais

FEDERAÇÃO PAULISTA DE TÊNIS. Calendário de Torneios 1º Semestre de 2011. Torneios Abertos Regulamentos Calendário Interclubes Informações Gerais

FEDERAÇÃO PAULISTA DE TÊNIS. Calendário de Torneios 1º Semestre de 2011. Torneios Abertos Regulamentos Calendário Interclubes Informações Gerais FEDERAÇÃO PAULISTA DE TÊNIS Calendário de Torneios 1º Semestre de 2011 Torneios Abertos Regulamentos Calendário Interclubes Informações Gerais COMO FILIAR-SE E TAXAS PARA O ANO DE 2011 Para participar

Leia mais

CAMPEONATO BRASILEIRO INFANTO-JUVENIL CIRCUITO NACIONAL CORREIOS ETAPA BRASÍLIA

CAMPEONATO BRASILEIRO INFANTO-JUVENIL CIRCUITO NACIONAL CORREIOS ETAPA BRASÍLIA CAMPEONATO BRASILEIRO INFANTO-JUVENIL CIRCUITO NACIONAL CORREIOS ETAPA BRASÍLIA REGULAMENTO GERAL PARA 2014 1. DO CAMPEONATO O Campeonato será realizado no mês de julho, regendo-se pelo presente regulamento,

Leia mais

REGULAMENTO BEACH TENNIS

REGULAMENTO BEACH TENNIS REGULAMENTO BEACH TENNIS 1. FILIAÇÃO 1.1. VALOR 1.2. BENEFÍCIOS 2. RANKING 2.1. VALIDAÇÃO 2.2. PONTUAÇÃO PARA JOGADOR 2.3. PONTUAÇÃO NO RANKING BRASILEIRO 3. TORNEIOS HOMOLOGADOS PELA CBT 3.1. ESPECIFICAÇÕES

Leia mais

CIRCUITO NACIONAL CORREIOS DE BEACH TENNIS REGULAMENTO GERAL PARA 2014 1. DO CAMPEONATO

CIRCUITO NACIONAL CORREIOS DE BEACH TENNIS REGULAMENTO GERAL PARA 2014 1. DO CAMPEONATO CIRCUITO NACIONAL CORREIOS DE BEACH TENNIS REGULAMENTO GERAL PARA 2014 1. DO CAMPEONATO O Campeonato será realizado nos meses de Junho, Agosto,Outubro e a Etapa Master final do ano(local e data a confirmar),

Leia mais

III Virada Esportiva ATC Gênesis - 2013

III Virada Esportiva ATC Gênesis - 2013 III Virada Esportiva ATC Gênesis - 2013 CIRCUITO INTERNO DE TÊNIS ATC RANKING GERAL 2013 REGULAMENTO 4ª ETAPA VIRADA ESPORTIVA DO TORNEIO: O Ranking Geral do Alphaville Tênis Clube objetiva a melhor integração

Leia mais

REGULAMENTO TORNEIO POR EQUIPES CURITIBA TENNIS CLASSIC 2013

REGULAMENTO TORNEIO POR EQUIPES CURITIBA TENNIS CLASSIC 2013 REGULAMENTO TORNEIO POR EQUIPES CURITIBA TENNIS CLASSIC 2013 1. DO CONCEITO O Curitiba TennisClassic é um série de eventos competitivos disputada entre as melhores equipes nas categorias por idade, de

Leia mais

LIGA REGIONAL 2016 / REGULAMENTO

LIGA REGIONAL 2016 / REGULAMENTO LIGA REGIONAL 2016 / REGULAMENTO 1-CALENDÁRIO: DATA INSC. INÍCIO TÉRMINO TORNEIO E CIDADE ATÉ 06/01 16/01 à 06/02 TÊNIS CLUBE DE SOROCABA ATÉ 03/02 13/02 à 13/03 ST/RICARDO MIRANDA/CERQUILHO ATÉ 09/03

Leia mais

REGULAMENTO CURITIBA TENNIS CLASSIC 2013

REGULAMENTO CURITIBA TENNIS CLASSIC 2013 REGULAMENTO CURITIBA TENNIS CLASSIC 2013 1. DO CONCEITO O Curitiba Tennis Classic é uma competição aberta composta de uma série de eventos competitivos disputado por equipes de tenistas amadores. O evento

Leia mais

COPA DAS FEDERAÇÕES REGULAMENTO GERAL PARA 2014

COPA DAS FEDERAÇÕES REGULAMENTO GERAL PARA 2014 COPA DAS FEDERAÇÕES REGULAMENTO GERAL PARA 2014 1. DO CAMPEONATO Anualmente a CBT - Confederação Brasileira de Tênis promoverá a Copa das Federações, para definir o Estado Campeão Brasileiro. A Copa das

Leia mais

Regulamento do Circuito das Estações para o 6º Open de Beach Tennis ASBT primavera 2015 04 05 e 06 de setembro

Regulamento do Circuito das Estações para o 6º Open de Beach Tennis ASBT primavera 2015 04 05 e 06 de setembro Regulamento do Circuito das Estações para o 6º Open de Beach Tennis ASBT primavera 2015 04 05 e 06 de setembro As inscrições para o 6º OPEN DE BEACH TENNIS ASBT PRIMAVERA 2015 deverão ser feitas através

Leia mais

TAÇA CIDADE SÃO JOSÉ DE FUTSAL 2014 REGULAMENTO GERAL I - DA ORGANIZÇÃO E DIREÇÃO

TAÇA CIDADE SÃO JOSÉ DE FUTSAL 2014 REGULAMENTO GERAL I - DA ORGANIZÇÃO E DIREÇÃO TAÇA CIDADE SÃO JOSÉ DE FUTSAL 2014 REGULAMENTO GERAL I - DA ORGANIZÇÃO E DIREÇÃO Art. 1º - A organização da Taça Cidade São José de Futsal é de inteira responsabilidade da Prefeitura Municipal de São

Leia mais

Art. 02 Este Regulamento Geral é o conjunto das disposições que regem as modalidades que integram a COPA SENAI 2010.

Art. 02 Este Regulamento Geral é o conjunto das disposições que regem as modalidades que integram a COPA SENAI 2010. COPA SENAI 2010 REGULAMENTO GERAL SESI SENAI - SP 2010 REGULAMENTO GERAL FASE INTERCLASSES I DOS OBJETIVOS Art. 01 A COPA SENAI 2010, tem por finalidade o bem estar e a integração do aluno perante a sociedade

Leia mais

CIRCUITO VERÃO SESC DE ESPORTES 2013/2014

CIRCUITO VERÃO SESC DE ESPORTES 2013/2014 CIRCUITO VERÃO SESC DE ESPORTES 2013/2014 I. DA COMPETIÇÃO II. DA COORDENAÇÃO III. DAS FASES DA COMPETIÇÃO IV. DAS INSCRIÇÕES E PARTICIPAÇÕES V. DA PREMIAÇÃO VI. DA ARBITRAGEM VII. DA IDENTIFICAÇÃO VIII.

Leia mais

XI COPA PAULISTA DE FUTEBOL DE BASE

XI COPA PAULISTA DE FUTEBOL DE BASE XI COPA PAULISTA DE FUTEBOL DE BASE REGULAMENTO OFICIAL - 2015 Da Finalidade Art. 01 - A XI Copa Paulista de Futebol de Base, tem por finalidade o estimulo à prática esportiva saudável, ao caráter formativo

Leia mais

XXIV CIRCUITO ESTADUAL DE VOLEIBOL DE PRAIA 2013 / 2014 R E G U L A M E N T O

XXIV CIRCUITO ESTADUAL DE VOLEIBOL DE PRAIA 2013 / 2014 R E G U L A M E N T O XXIV CIRCUITO ESTADUAL DE VOLEIBOL DE PRAIA 2013 / 2014 R E G U L A M E N T O DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º - O XXIV CIRCUITO ESTADUAL DE VOLEIBOL DE PRAIA 2013 / 2014 é uma promoção e realização da Federação

Leia mais

2 DOS REQUISITOS MÍNIMOS PARA REALIZAÇÃO DOS EVENTOS

2 DOS REQUISITOS MÍNIMOS PARA REALIZAÇÃO DOS EVENTOS REQUISITOS MÍNIMOS PARA ORGANIZAÇÃO DE TORNEIOS NACIONAIS INFANTO-JUVENIS EM 2015 Atualizado em 10 de Julho de 2015 Vigente a partir de 13 de Julho de 2015 Dando continuidade na atualização do material

Leia mais

CAMPEONATO BRASILEIRO DE PADEL

CAMPEONATO BRASILEIRO DE PADEL CAMPEONATO BRASILEIRO DE PADEL REGULAMENTO 2015 O Campeonato Brasileiro de Padel é promovido, implantado e administrado pela Confederação Brasileira de Padel COBRAPA. O presente regulamento é válido para

Leia mais

IV CAMPEONATO INTERNO DE FUTEBOL SOCIETY DA ASTRIFE 2013 REGULAMENTO GERAL

IV CAMPEONATO INTERNO DE FUTEBOL SOCIETY DA ASTRIFE 2013 REGULAMENTO GERAL IV CAMPEONATO INTERNO DE FUTEBOL SOCIETY DA ASTRIFE 2013 REGULAMENTO GERAL I. DAS FINALIDADES Artigo 1 O IV CAMPEONATO INTERNO DE FUTEBOL SOCIETY, tem por finalidade congregar todas as pessoas que trabalham

Leia mais

CLUBE COMERCIAL DE LORENA

CLUBE COMERCIAL DE LORENA TORNEIO DE BILHAR 2015 I - Dos Objetivos: REGULAMENTO Art. 1 - O evento tem por finalidade promover o intercambio social e esportivo entre os associados do Clube Comercial de Lorena e de toda a região,

Leia mais

BARRAGEM TENNIS OPEN 2015

BARRAGEM TENNIS OPEN 2015 REGULAMENTO BARRAGEM TENNIS OPEN 2015 I - Da barragem: Art. 1 - Os Torneios e a Barragem têm como principal objetivo a integração dos alunos e maior variedade de parceiros, bem como a manutenção e garantia

Leia mais

VII TORNEIO DE FUTSAL MENORES 2015 REGULAMENTO GERAL. OBJETIVO Proporcionar à criança a integração social através do futsal.

VII TORNEIO DE FUTSAL MENORES 2015 REGULAMENTO GERAL. OBJETIVO Proporcionar à criança a integração social através do futsal. VII TORNEIO DE FUTSAL MENORES 2015 REGULAMENTO GERAL OBJETIVO Proporcionar à criança a integração social através do futsal. ORGANIZAÇÃO O torneio será organizado e dirigido por uma Comissão Organizadora

Leia mais

FUNPEEL Troféu Luiz Carlos Heidrich (LULI)

FUNPEEL Troféu Luiz Carlos Heidrich (LULI) 8 o CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTSAL MASCULINO/ FUNPEEL Troféu Luiz Carlos Heidrich (LULI) 1. DISPOSIÇÕES INICIAIS REGULAMENTO TÉCNICO 1.1. O 8º Campeonato Municipal de Futsal Masculino será promovido e

Leia mais

REGULAMENTO RANKING APHAVILLE DOM PEDRO

REGULAMENTO RANKING APHAVILLE DOM PEDRO REGULAMENTO RANKING APHAVILLE DOM PEDRO Sumário 1. ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DO RANKING... 2 2. PARTICIPAÇÃO NO RANKING... 2 2.1. Nível Técnico dos Jogadores... 2 3. RANKING... 2 3.1. Ingresso ao Ranking...

Leia mais

REGULAMENTO GERAL I COPA SOCIETY OAB/MG

REGULAMENTO GERAL I COPA SOCIETY OAB/MG BELO HORIZONTE AGOSTO DE 2014 REGULAMENTO GERAL I COPA SOCIETY OAB/MG REALIZAÇÃO Arte do Esporte www.artedoesporte.com.br I DAS FINALIDADES 3 II DA ORGANIZAÇÃO E EXECUÇÃO 3 III PERÍODO DE INSCRIÇÃO E REALIZAÇÃO

Leia mais

3ª COPA QUIOSQUE NATUREZA DE FUTEBOL SUÍÇO INTER-ACADEMIAS.

3ª COPA QUIOSQUE NATUREZA DE FUTEBOL SUÍÇO INTER-ACADEMIAS. 3ª COPA QUIOSQUE NATUREZA DE FUTEBOL SUÍÇO INTER-ACADEMIAS. REGULAMENTO OFICIAL CAPÍTULO I OBJETIVOS ART. 1º - A 3ª Copa Quiosque Natureza de Futebol Suíço Inter-Academias, que será realizada no 2º semestre

Leia mais

REQUISITOS MÍNIMOS PARA ORGANIZAÇÃO DE TORNEIOS NACIONAIS INFANTO-JUVENIS EM 2009

REQUISITOS MÍNIMOS PARA ORGANIZAÇÃO DE TORNEIOS NACIONAIS INFANTO-JUVENIS EM 2009 REQUISITOS MÍNIMOS PARA ORGANIZAÇÃO DE TORNEIOS NACIONAIS INFANTO-JUVENIS EM 2009 A Diretoria da Técnica da CBT, dando continuidade na reformulação e atualização de todo material disponibilizado para as

Leia mais

REGULAMENTO DANONE COPA DAS NAÇÕES

REGULAMENTO DANONE COPA DAS NAÇÕES REGULAMENTO DANONE COPA DAS NAÇÕES Capítulo 1 Da Finalidade Artigo 1º - A DANONE COPA DAS NAÇÕES tem como objetivo incentivar a prática esportiva no meio estudantil e comunitário e promover o intercâmbio,

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS

REGULAMENTO GERAL DOS REGULAMENTO GERAL DOS II JOGOS UNIVERSITARIOS UNIBRASIL 2009 I - DOS OBJETIVOS II JOGOS UNIVERSITARIOS UNIBRASIL 2009 Artigo 1º - Os II Jogos Universitários das Faculdades Integradas do Brasil, promovido

Leia mais

REGULAMENTO D0 CAMPEONATO PAULISTA DE RUGBY 1ª DIVISÃO 2013

REGULAMENTO D0 CAMPEONATO PAULISTA DE RUGBY 1ª DIVISÃO 2013 REGULAMENTO D0 CAMPEONATO PAULISTA DE RUGBY 1ª DIVISÃO 2013 FEDERAÇÃO PAULISTA DE RUGBY FPR Capítulo I - Disposições Gerais O Campeonato Paulista de Rugby 1ª divisão, Categoria Adulta Masculino, é promovido

Leia mais

REGULAMENTO DE FUTSAL

REGULAMENTO DE FUTSAL REGULAMENTO DE FUTSAL Capítulo I DAS FINALIDADES Art. 1º O campeonato de futsal masculino, é promovido como uma das modalidades dos VI JOGOS NACIONAIS DA MAGISTRATURA, promovido e organizado pela AMB Associação

Leia mais

REGULAMENTO DOS JOGOS DA SAÚDE

REGULAMENTO DOS JOGOS DA SAÚDE REGULAMENTO DOS JOGOS DA SAÚDE 2015 ÍNDICE CAPÍTULO I Da Organização...3; CAPÍTULO II Dos Objetivos...3; CAPÍTULO III Da Coordenação...3; CAPÍTULO IV Data e local...4; CAPÍTULO V Das Inscrições...4; CAPÍTULO

Leia mais

REGULAMENTO GERAL 2016. Capitulo l Das disposições preliminares

REGULAMENTO GERAL 2016. Capitulo l Das disposições preliminares Artigo 1º REGULAMENTO GERAL 2016 Capitulo l Das disposições preliminares O presente regulamento determina as diretrizes e normas para as Competições da Federação Paulista de Basquete Sobre Rodas para o

Leia mais

COPA INCENTIVO 2012 3ª. DIVISÃO DA COMPETIÇÃO, INSCRIÇÃO DAS AGREMIAÇÕES, ATLETAS E PENALIDADES

COPA INCENTIVO 2012 3ª. DIVISÃO DA COMPETIÇÃO, INSCRIÇÃO DAS AGREMIAÇÕES, ATLETAS E PENALIDADES COPA INCENTIVO 2012 3ª. DIVISÃO DA COMPETIÇÃO, INSCRIÇÃO DAS AGREMIAÇÕES, ATLETAS E PENALIDADES Art. 1 o. - A Copa Incentivo de Futebol 2014-3 a. Divisão será regida por este Regulamento específico e único

Leia mais

Federação Paranaense de Futebol 7 VII COPA RIC DE FUTEBOL 7 / 2015 REGULAMENTO OFICIAL

Federação Paranaense de Futebol 7 VII COPA RIC DE FUTEBOL 7 / 2015 REGULAMENTO OFICIAL Federação Paranaense de Futebol 7 VII COPA RIC DE FUTEBOL 7 / 2015 REGULAMENTO OFICIAL CAPÍTULO I - Da Finalidade Art. 01 A VII COPA RIC DE FUTEBOL 7 2015, será organizada pela Federação Paranaense de

Leia mais

Regulamento - FEBAPB 2015-2016

Regulamento - FEBAPB 2015-2016 CAMPEONATO PARAIBANO DE BADMINTON ABERTO DE DUPLAS TAÇA SUPER BADMINTON Atos Administrativos Do Objetivo 1 I CAMPEONATO PARAIBANO DE BADMINTON O I Campeonato Paraibano de Badminton terá inicio em Janeiro

Leia mais

REGULAMENTO BASQUETE 2009

REGULAMENTO BASQUETE 2009 REGULAMENTO BASQUETE 2009 Organização: Fórum das Associações dos Servidores das Agências Reguladoras Patrocínio: DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO BASQUETE - 2009 Art.01 - Este regulamento é o conjunto

Leia mais

CAMPEONATO DE FUTSAL MACEIÓ 200 ANOS REGULAMENTO DE FUTSAL

CAMPEONATO DE FUTSAL MACEIÓ 200 ANOS REGULAMENTO DE FUTSAL CAMPEONATO DE FUTSAL MACEIÓ 200 ANOS REGULAMENTO DE FUTSAL 1. Os jogos de Futsal serão realizados de acordo com as Regras Oficiais, salvo o estabelecido neste Regulamento. 2. Cada equipe poderá inscrever

Leia mais

17ª COPA DE VOLEIBOL

17ª COPA DE VOLEIBOL 17ª COPA DE VOLEIBOL PROFESSOR JORGE GUIMARÃES 2013 CURRAIS NOVOS/RN REGULAMENTO OFICIAL 1.OBJETIVOS Despertar e estimular o prazer pela pratica desportiva através da competição sadia e com fins educativos.

Leia mais

REGULAMENTO da TAÇA PAULO ROBERTO TRIVELLI 2015 SELETIVA FASE ESTADUAL TITULO I DAS FINALIDADES

REGULAMENTO da TAÇA PAULO ROBERTO TRIVELLI 2015 SELETIVA FASE ESTADUAL TITULO I DAS FINALIDADES REGULAMENTO da TAÇA PAULO ROBERTO TRIVELLI 2015 SELETIVA FASE ESTADUAL TITULO I DAS FINALIDADES Artigo 1 - A TAÇA PAULO ROBERTO TRIVELLI 2015 é promovida, organizada e dirigida pela FEDERAÇÃO UNIVERSITÁRIA

Leia mais

REGULAMENTO DELEGACIA SINDICAL DE BRASÍLIA - DF IV CAMPEONATO DE FUTEBOL SOÇAITE DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL / 2011

REGULAMENTO DELEGACIA SINDICAL DE BRASÍLIA - DF IV CAMPEONATO DE FUTEBOL SOÇAITE DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL / 2011 REGULAMENTO DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES: Artigo 1 Artigo 2 Artigo 3 Artigo 4 Artigo 5 Fica instituído pela Delegacia Sindical de Brasília o IV Campeonato de Futebol Soçaite. Este regulamento é o conjunto

Leia mais

2º CAMPEONATO DE FUTSAL DA ASSOCIAÇÃO ATLÉTICO CULTURAL PAINCO REGULAMENTO GERAL

2º CAMPEONATO DE FUTSAL DA ASSOCIAÇÃO ATLÉTICO CULTURAL PAINCO REGULAMENTO GERAL 1 2º CAMPEONATO DE FUTSAL DA ASSOCIAÇÃO ATLÉTICO CULTURAL PAINCO REGULAMENTO GERAL Disposições Preliminares 1 O Campeonato de Futsal da Associação Atlético Cultural Painco de 2010 será dirigido pelo Departamento

Leia mais

CATEGORIA: IDADE LIVRE

CATEGORIA: IDADE LIVRE 15º CAMPEONATO BRASILEIRO DE FUTEBOL DE ADVOGADOS (15ª edição) 2014 CATEGORIA: IDADE LIVRE REGULAMENTO GERAL Art. 1 - Participantes: O 15º Campeonato Brasileiro de Futebol da OAB terá a participação dos

Leia mais

PARCERIA APEA/SP E APCEF/SP

PARCERIA APEA/SP E APCEF/SP PARCERIA APEA/SP E APCEF/SP DATA / LOCAL: 26 e 27/09/2015 / CECOM - APCEF/SP REGULAMENTO TÉCNICO TRUCO Art. 1º. O torneio de Truco do V JOGOS DOS APOSENTADOS, será realizado de acordo com as regras estabelecidas

Leia mais

FEDERAÇÃO MINEIRA DE JUDO

FEDERAÇÃO MINEIRA DE JUDO Circular nº 13 de 2014 FEDERAÇÃO MINEIRA DE JUDO Belo Horizonte, 22 de agosto de 2014. De: Federação Mineira de Judô Para: Filiados / Imprensa Assunto: Campeonato Mineiro Sênior, SUB 11 A e B, SUB 9 A

Leia mais

REGULAMENTO DO FUTSAL MASCULINO E FEMININO

REGULAMENTO DO FUTSAL MASCULINO E FEMININO REGULAMENTO DO FUTSAL MASCULINO E FEMININO I - DOS LOCAIS DOS JOGOS Art. 1º - Os jogos serão realizados nos seguintes locais: Quadras 01,02 e 03 - térreo do Prédio 80 Quadras 01,02 e 03-4º andar do Prédio

Leia mais

VI TAÇA CIDADE DE SÃO PAULO DE FUTEBOL FEMININO - 2013

VI TAÇA CIDADE DE SÃO PAULO DE FUTEBOL FEMININO - 2013 VI TAÇA CIDADE DE SÃO PAULO DE FUTEBOL FEMININO - 2013 DAS FINALIDADES Artigo 1º - Visando divulgar, incentivar e revelar novos talentos da prática da modalidade de futebol feminino, a Secretaria de Esportes,

Leia mais

Poderá participar qualquer Tenista residente ou não residente na cidade de Paulínia-SP, que esteja de acordo com o regulamento do ranking Itapoan.

Poderá participar qualquer Tenista residente ou não residente na cidade de Paulínia-SP, que esteja de acordo com o regulamento do ranking Itapoan. REGULAMENTO DO RANKING TÊNIS ITAPOAN Versão 3.0 Sumário 1. ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DO RANKING 2 2. PARTICIPAÇÃO NO RANKING 2 2.1. Nível Técnico dos Jogadores 2 3. RANKING 2 3.1. Ingresso ao Ranking 3 3.2.

Leia mais

1ª ETAPA NACIONAL 2015 CAMPINAS (SP)

1ª ETAPA NACIONAL 2015 CAMPINAS (SP) 1ª ETAPA NACIONAL 2015 CAMPINAS (SP) A Confederação Brasileira de Badminton, a Federação de Badminton do Estado de São Paulo (FEBASP) e a Sociedade Hípica de Campinas tem a honra de convidá-los para competir

Leia mais

Regulamento do Tênis de Campo

Regulamento do Tênis de Campo Regulamento do Tênis de Campo R a n k i n g I n t e r n o T ê n i s C l u b e S ã o J o s é d o s C a m p o s A v. N o v e d e J u l h o, 2 3 - V i l a A d y a n a S ã o J o s é d o s C a m p o s - S P

Leia mais

REGULAMENTO FUTEBOL SOCIETY

REGULAMENTO FUTEBOL SOCIETY XIII JOGOS AFFEMG Associação dos Funcionários Fiscais de Minas Gerais 1- DO LOCAL REGULAMENTO FUTEBOL SOCIETY 1.1 - Os jogos acontecerão em campos de futebol society de grama sintética ou natural, aprovados

Leia mais

COPA BRASIL DE CLUBES 2007 PATINAÇÃO DE VELOCIDADE

COPA BRASIL DE CLUBES 2007 PATINAÇÃO DE VELOCIDADE COPA BRASIL DE CLUBES 2007 PATINAÇÃO DE VELOCIDADE OBJETIVO: Esta competição tem como objetivo, fomentar a Patinação de Velocidade no território Nacional. Para o ano de 2007, estão sendo programadas 5

Leia mais

REALIZAÇÃO: NOVE DE JULHO CASA VERDE

REALIZAÇÃO: NOVE DE JULHO CASA VERDE 6ª COPA NOVE DE JULHO DE FUTEBOL AMADOR 2016 REALIZAÇÃO: NOVE DE JULHO CASA VERDE 1 REGULAMENTO DA 6ª COPA NOVE DE JULHO 2016 CAPITULO I Da PARTICIPAÇÃO Esta copa contará com a participação de 48 (quarenta

Leia mais

REGULAMENTO DA TERCEIRA - DIVISÃO 2014

REGULAMENTO DA TERCEIRA - DIVISÃO 2014 CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL DA TERCEIRA DIVISÃO R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2014 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Artigo 1 O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL DA TERCEIRA

Leia mais

1ª ETAPA NACIONAL 2014 RIO DE JANEIRO (RJ) Informações Gerais

1ª ETAPA NACIONAL 2014 RIO DE JANEIRO (RJ) Informações Gerais 1ª ETAPA NACIONAL 2014 RIO DE JANEIRO (RJ) A Confederação Brasileira de Badminton e a Federação de Badminton do Estado do Rio de Janeiro (FEBARJ) tem a honra de convidá-los para competir no Campeonato

Leia mais

XX Copa PMU/ Futel de Futsal 2015 Regulamento Geral MASCULINO

XX Copa PMU/ Futel de Futsal 2015 Regulamento Geral MASCULINO XX Copa PMU/ Futel de Futsal Regulamento Geral MASCULINO UBERLÂNDIA MG 1 XX COPA PMU/ FUTEL DE FUTSAL MASCULINO CAPÍTULO I - DOS OBJETIVOS Art. 1º - A XX COPA PMU/FUTEL DE FUTSAL MASCULINO tem por objetivo

Leia mais

REGULAMENTO GERAL. CAPÍTULO I Das Disposições Preliminares

REGULAMENTO GERAL. CAPÍTULO I Das Disposições Preliminares REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I Das Disposições Preliminares Art. 1º A Copa Sesquinho é promovida pelo Serviço Social do Comércio SESC-DF. Os jogos serão regidos pelo presente Regulamento Geral e por decisões

Leia mais

LIGA PAULISTANA DE FUTEBOL AMADOR

LIGA PAULISTANA DE FUTEBOL AMADOR COPA LIGA PAULISTANA REGULAMENTO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Artigo 1º - Este Regulamento é o conjunto das disposições que regem a Copa Liga Paulistana. Artigo 2º - A Copa tem por finalidade promover

Leia mais

REGULAMENTO TEMPORADA DOS CAMPEÕES 2014 MODALIDADE: TÊNIS CAPÍTULO I

REGULAMENTO TEMPORADA DOS CAMPEÕES 2014 MODALIDADE: TÊNIS CAPÍTULO I REGULAMENTO TEMPORADA DOS CAMPEÕES 2014 MODALIDADE: TÊNIS CAPÍTULO I DA FINALIDADE Art. 1º - O Torneio de Tênis tem por finalidade promover a integração dos colaboradores do Grupo FIAT através da atividade

Leia mais

7º JOGOS REGIONAIS DA SAÚDE REGULAMENTO

7º JOGOS REGIONAIS DA SAÚDE REGULAMENTO 7º JOGOS REGIONAIS DA SAÚDE REGULAMENTO I - DOS OBJETIVOS Art. 01 - A 7º edição dos JOGOS REGIONAIS DA SAÚDE é um evento promovido pelos Servidores da Secretaria de Estado da Saúde SES Art. 02 - O campeonato

Leia mais

REGULAMENTO GERAL INTERATLÉTICAS

REGULAMENTO GERAL INTERATLÉTICAS REGULAMENTO GERAL INTERATLÉTICAS DAS FINALIDADES Art. 1 o O I Interatléticas Anhembi Morumbi é uma competição promovida pelo Centro Esportivo Anhembi Morumbi, cujo objetivo é incentivar a prática de atividades

Leia mais

O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES 2011 R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2011 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES 2011 R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2011 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES 2011 R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2011 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ARTIGO 1º O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES/2011,

Leia mais

IX COPA ASTEROIDE CCPR DE FUTEBOL REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO

IX COPA ASTEROIDE CCPR DE FUTEBOL REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO IX COPA ASTEROIDE CCPR DE FUTEBOL REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO CAPÍTULO I Da Denominação, Objetivo e Participação a. A IX Copa Asteroide CCPR de Futebol Interagências, doravante denominada CAMPEONATO, será

Leia mais

CABO FRIO VOLEI MASTER 2015 CIDADE DE CABO FRIO - RJ Dias 04, 05, 06 e 07 de Junho de 2015 DE VOLEIBOL DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESPORTES DE

CABO FRIO VOLEI MASTER 2015 CIDADE DE CABO FRIO - RJ Dias 04, 05, 06 e 07 de Junho de 2015 DE VOLEIBOL DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESPORTES DE REALIZAÇÃO : APOIO: ASSOCIAÇÃO MASTER DE DE VOLEIBOL DO RIO DE JANEIRO AMAVOLEI PREFEITURA MUNICIPAL CABO FRIO SECRETARIA DE ESPORTES DE CABO FRIO CABO FRIO VOLEI MASTER 2015 VOLEIBOL DE PRAIA O CABO FRIO

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DO BASQUETE

REGULAMENTO ESPECÍFICO DO BASQUETE REGULAMENTO ESPECÍFICO DO BASQUETE 1. As competições de basquete serão realizadas de acordo com as regras internacionais da FIBA e os regulamentos e normas do Novo Desporto Universitário 2012 NDU. 2. Cada

Leia mais

Circular nº 35/2014 Ref.: PROCESSO SELETIVO NACIONAL - CATEGORIAS SUB 18 E SUB 21 (2015).

Circular nº 35/2014 Ref.: PROCESSO SELETIVO NACIONAL - CATEGORIAS SUB 18 E SUB 21 (2015). Rio de Janeiro, 03 de outubro de 2014. Circular nº 35/2014 Ref.: PROCESSO SELETIVO NACIONAL - CATEGORIAS SUB 18 E SUB 21 (2015). Prezados Presidentes, Vimos por meio desta, convidá- los a participar do

Leia mais

Fundada no dia 06 de janeiro de 2013 Rio de Janeiro

Fundada no dia 06 de janeiro de 2013 Rio de Janeiro Fundada no dia 06 de janeiro de 2013 Rio de Janeiro 1. DO CONVITE. A CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE LUTAS PROFISSIONAIS tem a honra de convidar todas as Equipes do BRASIL e EXTERIOR a participarem do CAMPEONATO

Leia mais

Federação Centro Oeste de Golfe

Federação Centro Oeste de Golfe 1 XXX TORNEIO INTERFEDERAÇÕES MASC FEM 06 a 08 agosto de 2015 Clube de Golfe de Brasilia Abaixo seguem as informações do campeonato acima em referência: Data 06 a 08 de agosto de 2015 o dia 05/08 (4ºfeira)

Leia mais

www.ndu.net.br Sede Social Rua Luís Góis, 2.187 Mirandópolis São Paulo SP Cep: 04043-400 Fone: (11) 7708-7429

www.ndu.net.br Sede Social Rua Luís Góis, 2.187 Mirandópolis São Paulo SP Cep: 04043-400 Fone: (11) 7708-7429 Organização, compromisso e qualidade em prol do esporte universitário paulista www.ndu.net.br Sede Social Rua Luís Góis, 2.187 Mirandópolis São Paulo SP Cep: 04043-400 Fone: (11) 7708-7429 REGULAMENTO

Leia mais

REGULAMENTO CIRCUITO BANCO DO BRASIL VÔLEI DE PRAIA OPEN /NACIONAL

REGULAMENTO CIRCUITO BANCO DO BRASIL VÔLEI DE PRAIA OPEN /NACIONAL REGULAMENTO DO CIRCUITO BANCO DO BRASIL VÔLEI DE PRAIA OPEN /NACIONAL Etapas de Cuiabá/MT e Goiânia/GO ÍNDICE CAPÍTULO 1: 1.1 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE VOLEIBOL...04 1.2 DIREITOS DA CBV SOBRE OS EVENTOS

Leia mais

PREFEITURA DE SOROCABA SECRETARIA DE ESPORTE

PREFEITURA DE SOROCABA SECRETARIA DE ESPORTE I - DA PROMOÇÃO E OBJETIVO PREFEITURA DE SOROCABA SECRETARIA DE ESPORTE 32º TORNEIO ABERTO DE FUTSAL PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES CRUZEIRINHO 2012 REGULAMENTO GERAL E TÉCNICO Artigo 1º - O 32º Torneio

Leia mais

LIGA GONÇALENSE DE DESPORTOS BOLETIM OFICIAL Nº 18/2012 - SÃO GONÇALO, 12 DE JUNHO DE 2012 RESOLUÇÕES DA PRESIDÊNCIA

LIGA GONÇALENSE DE DESPORTOS BOLETIM OFICIAL Nº 18/2012 - SÃO GONÇALO, 12 DE JUNHO DE 2012 RESOLUÇÕES DA PRESIDÊNCIA LIGA GONÇALENSE DE DESPORTOS BOLETIM OFICIAL Nº 18/2012 - SÃO GONÇALO, 12 DE JUNHO DE 2012 RESOLUÇÕES DA PRESIDÊNCIA 1 REGULAMENTO CAMPEONATO GONÇALENSE DE FUTEBOL MIRIM CAPÍTULO - I - DA ORGANIZAÇÃO E

Leia mais

Regulamento do Circuito Smashtour 2013

Regulamento do Circuito Smashtour 2013 REGULAMENTO CIRCUITO SMASHTOUR 2014 Regulamento do Circuito Smashtour 2013 1 - O Circuito será disputado em três fases, com um mínimo de 19 provas de cada fase de desenvolvimento Mínimo de 1 e máximo de

Leia mais

ABERTO DAMHA GOLF CLUB - TAÇA GOCIL DE GOLFE 2015

ABERTO DAMHA GOLF CLUB - TAÇA GOCIL DE GOLFE 2015 ABERTO DAMHA GOLF CLUB - TAÇA GOCIL DE GOLFE 2015 LOCAL: DAMHA GOLF CLUB PARQUE ECO-ESPORTIVO DAMHA SÃO CARLOS - SP ROD. SP 318 KM 234 (Estrada São Carlos Ribeirão Preto). ACESSE o SITE: www.dgc.com.br

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO FUTSAL

REGULAMENTO TÉCNICO FUTSAL FUTSAL Art. 1º - O campeonato de Futebol de Salão será regido pelas regras oficiais da CBFS - Confederação Brasileira de Futsal, por este Regulamento e conforme o disposto no Regulamento Geral. Art. 2º

Leia mais

REGULAMENTO. 1. O Circuito Padel Portugal, é composto por eventos constantes do Calendário Oficial de Provas da Federação Portuguesa de Ténis.

REGULAMENTO. 1. O Circuito Padel Portugal, é composto por eventos constantes do Calendário Oficial de Provas da Federação Portuguesa de Ténis. Regulamento CIRCUITO PADEL PORTUGAL 2014 REGULAMENTO 1. O Circuito Padel Portugal, é composto por eventos constantes do Calendário Oficial de Provas da Federação Portuguesa de Ténis. 2. O Circuito Padel

Leia mais

PRIMEIRA DIVISÃO 2014

PRIMEIRA DIVISÃO 2014 CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL DA PRIMEIRA DIVISÃO ESPECIAL R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2014 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Artigo 1º O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL

Leia mais

REGULAMENTO. Os representantes das equipes ficarão responsáveis pela disciplina de seus atletas.

REGULAMENTO. Os representantes das equipes ficarão responsáveis pela disciplina de seus atletas. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES: REGULAMENTO Artigo 1 Artigo 2 Artigo 3 Artigo 4 Artigo 5 Fica instituído pela Delegacia Sindical de Brasília o IV Campeonato de Futebol Soçaite. Este regulamento é o conjunto

Leia mais

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA DO BANCO DO BRASIL VICE-PRESIDÊNCIA DE ESPORTES TORNEIO INTERNO I COPA MUNDO A.A.B.B. DE FUTEBOL DE CAMPO

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA DO BANCO DO BRASIL VICE-PRESIDÊNCIA DE ESPORTES TORNEIO INTERNO I COPA MUNDO A.A.B.B. DE FUTEBOL DE CAMPO TORNEIO INTERNO I COPA MUNDO A.A.B.B. DE FUTEBOL DE CAMPO REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO O Vice-Presidente de Esportes da Associação Atlética do Banco do Brasil de Belo Horizonte, usando de suas atribuições,

Leia mais

III TORNEIO DE BASQUETE 3 x 3 MASCULINO E FEMININO CEFER - USP RIBEIRÃO PRETO - 2015

III TORNEIO DE BASQUETE 3 x 3 MASCULINO E FEMININO CEFER - USP RIBEIRÃO PRETO - 2015 III TORNEIO DE BASQUETE 3 x 3 MASCULINO E FEMININO CEFER - USP RIBEIRÃO PRETO - 2015 I - OBJETIVOS: Incentivar a integração de todos como também valorizar e estimular a prática esportiva, como fator de

Leia mais

REGULAMENTO DE PROVA CAMPEONATO NACIONAL DAS ASSOCIAÇOES MATRAQUILHOS E FUTEBOL DE MESA FEDERAÇÃO PORTUGUESA

REGULAMENTO DE PROVA CAMPEONATO NACIONAL DAS ASSOCIAÇOES MATRAQUILHOS E FUTEBOL DE MESA FEDERAÇÃO PORTUGUESA FEDERAÇÃO PORTUGUESA MATRAQUILHOS E FUTEBOL DE MESA FUNDADA EM 0 DE FEVEREIRO DE 200 FILIADA NA ITSF - INTERNATIONAL TABLE SOCCER FEDERATION SEDE OFICIAL AV. ENG.º ARMANDO MAGALHAES, 31 4440-505 VALONGO

Leia mais

Troféu Guarulhos de futsal Municipal 2015 Menores 1º Semestre.

Troféu Guarulhos de futsal Municipal 2015 Menores 1º Semestre. Troféu Guarulhos de futsal Municipal 2015 Menores 1º Semestre. Título I Das Disposições Gerais A) Será obrigatório, de acordo com as Regras do Futsal, o uso de caneleiras para todos os atletas. B) Não

Leia mais

4ª Copa Interestadual de Tênis de Mesa Pernambuco 2015

4ª Copa Interestadual de Tênis de Mesa Pernambuco 2015 4ª Copa Interestadual de Tênis de Mesa Pernambuco 2015 A Federação Pernambucana de Tênis de Mesa, tem a honra de convidar a todos os Atletas, Técnicos e Dirigentes de Federações e Clubes filiados a CBTM,

Leia mais

6º TAÇA SAÚDE REGULAMENTO

6º TAÇA SAÚDE REGULAMENTO 6º TAÇA SAÚDE REGULAMENTO I - DOS OBJETIVOS Art. 01 - A 6º TAÇA SAÚDE DE FUTSAL E VOLEIBOL - SES é um evento promovido pelos Servidores da Secretaria de Estado da Saúde SES Art. 02 - O campeonato tem por

Leia mais

XXVII COPA NORDESTE DE CICLISMO - 2015

XXVII COPA NORDESTE DE CICLISMO - 2015 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CICLISMO XXVII COPA NORDESTE DE CICLISMO - 2015 Art. 1º - REGULAMENTO OBJETIVO Com o objetivo de desenvolver e difundir o ciclismo em toda a Região Nordeste, bem como proporcionar

Leia mais

DA FINALIDADE: Homens só poderão substituir homens e mulheres só poderão substituir mulheres.

DA FINALIDADE: Homens só poderão substituir homens e mulheres só poderão substituir mulheres. DA FINALIDADE: Art. 1º - Os JOGOS DE VERÃO ARCO SPM 2013 MODALIDADE VOLEIBOL 4X4, tem como finalidade principal, promover o congraçamento das equipes e o aumento da adesão à prática de exercícios físicos

Leia mais

XIII Copa FUTEL de Futebol de Campo 2014 Regulamento

XIII Copa FUTEL de Futebol de Campo 2014 Regulamento XIII Copa FUTEL de Futebol de Campo Regulamento 1 CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS Art. 1º - A XIII COPA FUTEL DE FUTEBOL DE CAMPO tem por objetivo principal o congraçamento geral dos participantes e criar alternativas

Leia mais

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA BANCO DO BRASIL SALVADOR CAMPEONATO INTERNO DE FUTEBOL SOCIETY - 2009 REGULAMENTO GERAL - CÓDIGO ESPORTIVO

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA BANCO DO BRASIL SALVADOR CAMPEONATO INTERNO DE FUTEBOL SOCIETY - 2009 REGULAMENTO GERAL - CÓDIGO ESPORTIVO CAPÍTULO I - DAS COMPETIÇÕES ARTIGO 01 - A finalidade principal da realização dos Campeonatos Internos de Futebol é desenvolver a prática esportiva, fomentando em caráter recreativo e, absolutamente amadorista,

Leia mais

REGULAMENTO OFICIAL VI COPA DE FUTEBOL 7 UNIGUAÇU

REGULAMENTO OFICIAL VI COPA DE FUTEBOL 7 UNIGUAÇU REGULAMENTO OFICIAL VI COPA DE FUTEBOL 7 UNIGUAÇU CAP. I: AS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ART.1 - O torneio é uma Promoção do Colegiado do curso de Educação Física da Uniguaçu, apoiado pela Uniguaçu. ART.2

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA DIRETORIA DE ENSINO FUNDAMENTAL COORDENAÇÃO DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA DIRETORIA DE ENSINO FUNDAMENTAL COORDENAÇÃO DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR Copa do Mestre 2007 Raul de Jesus Lustosa Filho Prefeito Municipal de Palmas Danilo de Melo Souza Secretário Municipal da Educação e Cultura Zenóbio Cruz da Silva Arruda Júnior Chefe de Gabinete da Secretaria

Leia mais

10ª COPA QUIOSQUE NATUREZA DE FUTEBOL SUÍÇO INTER-ACADEMIAS.

10ª COPA QUIOSQUE NATUREZA DE FUTEBOL SUÍÇO INTER-ACADEMIAS. 10ª COPA QUIOSQUE NATUREZA DE FUTEBOL SUÍÇO INTER-ACADEMIAS. REGULAMENTO OFICIAL (atualizado em 16/09) CAPÍTULO I OBJETIVOS ART. 1º - A 10ª Copa Quiosque Natureza de Futebol Suíço Inter-Academias, que

Leia mais

REGULAMENTO D0 CAMPEONATO PAULISTA DE RUGBY 1ª DIVISÃO 2014

REGULAMENTO D0 CAMPEONATO PAULISTA DE RUGBY 1ª DIVISÃO 2014 REGULAMENTO D0 CAMPEONATO PAULISTA DE RUGBY 1ª DIVISÃO 2014 FEDERAÇÃO PAULISTA DE RUGBY FPR Capítulo I - Disposições Gerais O Campeonato Paulista de Rugby 1ª divisão, Categoria Adulta Masculino, é promovido

Leia mais

CAMPEONATO DE FUTEBOL RURAL MÁSTER CACOAL 2011.

CAMPEONATO DE FUTEBOL RURAL MÁSTER CACOAL 2011. CAMPEONATO DE FUTEBOL RURAL MÁSTER CACOAL 2011. REGULAMENTO DAS FINALIDADES ART. 1º - O CAMPEONATO RURAL DE FUTEBOL MASTER é uma competição promovida, organizada e dirigida pela AMEC através da PREFEITURA

Leia mais

* Regulamento Técnico 2016 * FUTSAL

* Regulamento Técnico 2016 * FUTSAL * Regulamento Técnico 2016 * FUTSAL 1. DOS JOGOS: Os jogos de Futsal serão regidos pelas Regras Oficiais vigentes da Confederação Brasileira de Futsal, observadas as exceções previstas neste Regulamento

Leia mais

Centro Universitário UNIVATES Complexo Esportivo 8 COPA UNIVATES 2015 FUTEBOL DE CAMPO

Centro Universitário UNIVATES Complexo Esportivo 8 COPA UNIVATES 2015 FUTEBOL DE CAMPO Centro Universitário UNIVATES Complexo Esportivo 8 COPA UNIVATES 2015 FUTEBOL DE CAMPO REGULAMENTO DA PROMOÇÃO E ORGANIZAÇÃO: A promoção e a organização são do Centro Universitário UNIVATES/Complexo Esportivo

Leia mais

LIGA NACIONAL MASCULINA 2013

LIGA NACIONAL MASCULINA 2013 LIGA NACIONAL MASCULINA 2013 REGULAMENTO ESPECÍFICO Capítulo I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ART. 1 Este Regulamento tem como finalidade, determinar as condições em que será disputada a LIGA NACIONAL

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DO I TORNEIO DE FUTEBOL SOCIETY FACULDADE ESFA

REGULAMENTO GERAL DO I TORNEIO DE FUTEBOL SOCIETY FACULDADE ESFA REGULAMENTO GERAL DO I TORNEIO DE FUTEBOL SOCIETY FACULDADE ESFA Art. 1º O Torneio de Futebol Society tem por finalidade: A congregação dos graduandos, o fortalecimento dos laços de amizade e a camaradagem

Leia mais

IV CAMPEONATO BRASILEIRO ESCOLAR DE HANDEBOL - 2014 REGULAMENTO GERAL

IV CAMPEONATO BRASILEIRO ESCOLAR DE HANDEBOL - 2014 REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I - DAS FINALIDADES Art. 1º - O IV Campeonato Brasileiro Escolar de Handebol é uma competição intercolegial que tem por objetivo incentivar, no meio estudantil, a prática desportiva, enaltecendo

Leia mais

1º CAMPEONATO BRASILEIRO DE BADMINTON RIO DE JANEIRO / RJ

1º CAMPEONATO BRASILEIRO DE BADMINTON RIO DE JANEIRO / RJ 1º CAMPEONATO BRASILEIRO DE BADMINTON RIO DE JANEIRO / RJ A Confederação Brasileira de Badminton e a Federação de Badminton do Estado do Rio de Janeiro (FEBARJ) tem a honra de convidá-los para competir

Leia mais

II ABERTO DO BRASIL COPA CIDADE DE VITÓRIA Valendo Rating FIDE/CBX 20 a 23 de março 2014 Organização: Federação Espiritossantense de Xadrez

II ABERTO DO BRASIL COPA CIDADE DE VITÓRIA Valendo Rating FIDE/CBX 20 a 23 de março 2014 Organização: Federação Espiritossantense de Xadrez II ABERTO DO BRASIL COPA CIDADE DE VITÓRIA Valendo Rating FIDE/CBX 20 a 23 de março 2014 Organização: Federação Espiritossantense de Xadrez REGULAMENTO EQUIPE TÉCNICA Árbitro Principal: AI Pablyto Robert

Leia mais