EUE º Encontro Utilizadores Esri Portugal I Os SIG e a Arte de Ser Português I 14 e 15 de março de 2012 Centro de Congressos de Lisboa

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EUE 2012 10º Encontro Utilizadores Esri Portugal I Os SIG e a Arte de Ser Português I 14 e 15 de março de 2012 Centro de Congressos de Lisboa"

Transcrição

1 O Sistema Nacional de Informação Geográfica (SNIG) no contexto da implementação da Directiva INSPIRE (Infrastructure for Spatial Information in Europe) João GEIRINHAS Direção de Serviços de Investigação e Gestão de Informação Geográfica (DSIGIG)

2 RESUMO ENQUADRAMENTO O SISTEMA NACIONAL DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA (SNIG) (INFRAESTRUTURA NACIONAL DE DADOS ESPACIAIS) A ESTRATÉGIA PARA A INSPIRE MONITORIZAÇÃO & REPORTE (M&R) 2011 APOIO À DECISÃO (SIG-AD) DESENVOLVIMENTOS & NOTAS FINAIS

3 EVOLUÇÃO DO SNIG SNIG: Datas relevantes GT SNIG CNIG Internet IGP Metadata Editor OGC/ISO SNIG Geoportal OGC/ISO INSPIRE SNIG Transposição Legal Geoportal v2 MIG 3

4 CONTEXTO Dados Sistemas Infra-estruturas & Serviços Local

5 SIPNAT SNIT SiNErGIC SIRAPA... Municípios CONCEITO... [SIG-AD] INSPIRE SNIG

6 ENQUADRAMENTO Agosto de 2009 Publicação do Decreto-Lei 180/2099 em cumprimento da necessidade de transpor a Directiva INSPIRE para quadro legal Português Estabelece um novo regime para o desenvolvimento da infraestrutura nacional de dados espaciais em Portugal (SNIG) Este novo quadro legal institui o Conselho de Orientação do SNIG (CO- SNIG) que integra 12 autoridades nacionais, regionais e locais, tendo por mandato efectuar a coordenação estratégica do SNIG em termos de evolução e desenvolvimento O SNIG tem evoluido tecnicamente seguindo os principais desenvolvimentos no domínio das IDE A coordenação operacional do SNIG é assegurada pelo IGP que actua como Ponto de Contacto Nacional para a INSPIRE e promove a respectiva implementação

7 COMPONENTES INFRA-ESTRUTURA NACIONAL DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA SERVIÇO DE REGISTO REGISTO NACIONAL DE DADOS GEOGRÁFICOS METADADOS Catálogo Pesquisa Publicação GEOPORTAL Visualizador Aplicações Geocomunidade INSPIRE-PT. Normas sobre Informação Geográfica (IG). XML e Web Services. Modelo Service Oriented Architecture (SOA)

8 PESQUISA DO CATÁLOGO Formulário para pesquisa do Catálogo Gazetteer para pesquisa de topónimos registos Texto livre Data do Recurso Categoria Temática (ISO 19115) Extensão Geográfica Tipo de Recurso: Dados Offline; Dados para Download; Serviços; Aplicações; Desconhecido.

9 RESULTADOS DE PESQUISA Metadados resumidos Metadados completos para visualização e impressão XML para download

10 INTEGRAÇÃO CATÁLOGO GOOGLE EARTH

11 INTEGRAÇÃO CATÁLOGO IDE TEMÁTICAS Integração com o Sistema de Informação Territorial (SNIT) da DGOTDU. Mais de 3000 registos sobre Plantas de Condicionantes, REN, RAN, PDM, etc. SNIG Catálogo WAF SNIT Directório de Web O sistema de harvesting carrega os novos registos ou os que foram alterados, tendo em conta o ID (fileidentifier) e a data dos metadados (datestamp).

12 VISUALIZAÇÃO GEOSERVIÇOS Pré-visualização Navegação no visualizador

13 PERFIL NACIONAL DE METADADOS. Documento técnico que visa assegurar a correcta caracterização dos recursos geográficos e a sua harmonização com o SNIG e o INSPIRE.. Análise detalhada dos metadados, esclarecendo a sua utilização e aplicação, através de comentários e exemplos. Baseado nas normas ISO Metadados para Conjuntos de Dados Geográficos (CDG) e ISO Metadados para Serviços de Dados Geográficos Disponível em

14 EDITOR DE METADADOS - MIG Validação XML Tooltips Integração INSPIRE Actualização massiva de registos Mapas para extensão geográfica*

15 REGISTO NACIONAL DE DADOS GEOGRÁFICOS Indicado para o registo de Cartografia Metadados principais: Tipo de Recurso (Série/ Folha/ Conjunto de Dados Geográficos), Título do Recurso, Nome da Série Cartografia (Oficial/ Homologada), Tipo de Cartografia (Topográfica/ Temática/ Hidrográfica/ Outra) - Keywords Entidade Responsável, Entidade Produtora Data, Tipo de Data (Criação/ Publicação) Homologação: Entidade, Data, Nº Processo - Keywords

16 SERVIÇOS DE REDE Regras de implementação do INSPIRE Componentes O quê Como? Serviços de Rede Os Estados-Membros devem estabelecer e explorar uma rede dos serviços, para os conjuntos e serviços de dados geográficos em relação aos quais tenham sido criados metadados nos termos da presente directiva. - Serviços de pesquisa (Discovery); - Serviços de visualização (View); - Serviços de descarregamento (Download); - Serviços de transformação (Transformation); - Serviços de invocação de serviços de dados geográficos (Invoke).

17 ESTRATÉGIA INSPIRE Organização Redes de contacto de autoridades públicas Estabelecimento de procedimentos para monitorizar a implementação Conteúdos Metadados: Gestores, Perfil Nacional, Editor MIG Geowebservices Capacitação Formação Gestores de Metadados Geowebservices Disseminação INSPIRE-PT Sessões

18 ESTRUTURA DE TRABALHO

19 ORGANIZAÇÃO A construção de redes de contacto de autoridades públicas baseada na rede do SNIG já existente. Estas redes representam um canal priviligiado para fornecer informação sobre a directiva, estimular a discussão sobre documentos produzidos pela Comissão Europeia (CE), divulgar boas práticas nacionais e internacionais ou apoiar a criação de grupos de trabalho. O estabelecimento de procedimentos para monitorizar a implementação da Directiva foi também considerado uma prioridade. Foi necessário definir processos organizacionais especificos para garantir a adequada implementação dos procedimentos para a monitorização e reporte.

20 CONTEÚDOS A disponibilidade de conteúdos concentrou-se principalmente em: Metadados através da criação do Perfil Nacional de Metadados e o desenvolvimento de uma ferramenta para produção e edição de metadados Editor MIG disponibilizada a todas as autoridades interessadas em criar e publicar metadados. Geowebservices para alguns conjuntos de dados geográficos disponíveis através do SNIG.

21 CAPACITAÇÃO Promoção de várias acções de formação em domínios relevantes como metadados e geowebservices Foram organizadas acções de formação para cerca de 262 gestores de metadados e foi definido um plano de formação para geowebservices.

22 DISSEMINAÇÃO Baseada no website INSPIRE-PT, disponível através do SNIG, e nas redes de pontos de contacto de autoridades públicas. Foram organizadas várias sessões de disseminação, seminários e workshops sobre o SNIG e a INSPIRE em vários locais do país. Estas sessões pretenderam sensibilizar as entidades para o conceito e os princípios da INSPIRE, divulgar informação sobre a Directiva, disseminar os desenvolimentos já obtidos por projectos Europeus de IDE em que Portugal participou e partilhar conhecimentos associados a boas práticas nacionais e internacionais.

23 RESULTADOS EM 2010 As obrigações para 2010 relativas à implementação da INSPIRE foram cumpridas Processo de Monitorização e Reporte Conduzido em fases baseado em 3 pilares fundamentais: A Rede de Pontos Focais INSPIRE (INSPIRE RPF) O grupo de trabalho operacional criado no âmbito do CO- SNIG (GT M&R CO-SNIG) O IGP como PCN INSPIRE Requisitos de Metadados para dados espaciais e serviços do Anexo I e II Esta obrigação conduziu a 493 novos registos de metadados no catálogo do SNIG e à nomeação de 62 novos gestores de metadados

24 GRUPOS DE TRABALHO TEMÁTICOS Estabelecimento de 10 Grupos de Trabalho Temáticos Com estes grupos pretende-se: Clarificar a responsabilidade formal das autoridades envolvidas Suportar a aplicação das especificações INSPIRE

25 GRUPO DE TRABALHO TRANSVERSAL Estabelecimento de 1 Grupo de Trabalho Transversal O grupo de trabalho transversal em Metadados e Geowebservices pretende apoiar as autoridades na produção e publicação de metadados e no desenvolvimento de geowebservices, de acordo com as datas definidas pelas disposições de execução (implementing rules)

26 M&R 2011: CDG CDG Número de CDG Cobertura Existência de Metadados Conformidade dos Metadados % 68% 53% Total Anexo I Anexo II Anexo III % 93% 91% % 67% 58% % 100% 100% 63 96% 73% 46% % 100% 100% % 67% 52% % 87% 82% Distribuição dos CDG por Anexo Anexo I Anexo II Anexo III Anexo I Anexo II Anexo III

27 M&R 2011: SERVIÇOS Indicadores obtidos para os Serviços por tipo de serviço Serviços 2010 Número de Serviços 43 Existência de Metadados 65% Conformidade dos Metadados 65% Metadados com pesquisa 58% % 98% 98% Tipo de Serviços Distribuição dos Serviços por tipo Serviços de Pesquisa Serviços de Visualização Serv. de Descarregamento Pesquisa Visualização Descarregamento Pesquisa Visualização Descarregamento

28 M&R 2011: NOTAS O processo de Monitorização e Reporte tem permitido: O desenvolvimento de uma estrutura que potencia a participação activa das autoridades Obter indicadores para o desenvolvimento das IDE de forma estruturada que doutra forma não seriam obtidos A melhoria da qualidade dos registos através de ajustes decorrentes da experiência de recolha dos dados e da maior capacidade das entidades para prestar melhor informação O incremento da quantidade de registos em termos de conjuntos de dados geográficos e serviços A garantia de conformidade determinada pelos prazos de implementação da Directiva Acompanhar o desempenho do processo ao longo dos próximos anos estabelecendo índices de referência para o efeito

29 SIG-AD: TEMAS

30

31 SIG-AD: NAVEGAÇÃO

32 SIG-AD: PESQUISA

33 SIG-AD: ANÁLISE

34 DESENVOLVIMENTOS METADADOS Manutençao evolutiva do editor: Suporte a perfis, Publicação de metdados de séries cartográficas SERVIÇOS DE CATÁLOGO Atualização da interface do geoportal Registo Nacional de Dados Geográficos (RNDG) SERVIÇOS DE DADOS GEOGRÁFICOS Apoio à Decisão (SIG-AD) Base Nacional de Endereços (incluindo Gazeteer) Visualização, Descarregamento e Transformação SERVIÇOS TRANSVERSAIS OU DE SUPORTE Registry Services (URI,Metadata profiles, LOD) Infraestrutura de monitorização: Desempenho e consumo de serviços Infraestrutura de autenticação e autorização Serviços e-commerce SISTEMA DE GESTÃO DE CONTEÚDOS Portal CMS: Migração e produção de conteúdos

35 NOTAS FINAIS COMUNIDADES PARTILHA DE INFORMÇÃO INTEROPRABILIDADE DIREÇÃO GERAL DO TERRITÓRIO (DGT) CONVERGÊNCIA TECNOLÓGICA

36 Obrigado! João GEIRINHAS

SNIG: Geoportal GeoWebServices (GWS) e Metadados. Henrique Silva. Instituto Geográfico Português

SNIG: Geoportal GeoWebServices (GWS) e Metadados. Henrique Silva. Instituto Geográfico Português SNIG: Geoportal GeoWebServices (GWS) e Metadados Henrique Silva Instituto Geográfico Português Novo versão do Geoportal O que é novo: Visual do Geoportal; Novo visualizador de geoserviços WMS (versão beta);

Leia mais

Directiva INSPIRE. Sessão promovida pelo Grupo Geo-Competitivo 2 da APDSI Auditório da Ordem dos Engenheiros, Lisboa 27 de Maio de 2008

Directiva INSPIRE. Sessão promovida pelo Grupo Geo-Competitivo 2 da APDSI Auditório da Ordem dos Engenheiros, Lisboa 27 de Maio de 2008 Directiva INSPIRE Sessão promovida pelo Grupo Geo-Competitivo 2 da APDSI Auditório da Ordem dos Engenheiros, Lisboa 27 de Maio de 2008 Índice Directiva INSPIRE Fase de Transposição 2007-2009 Exigências

Leia mais

INSPIRE Ponto de situação Rui Pedro Julião

INSPIRE Ponto de situação Rui Pedro Julião INSPIRE Ponto de situação Rui Pedro Julião rpj@igeo.pt Tópicos Directiva INSPIRE INSPIRE em Portugal Desafios Directiva INSPIRE Directiva 2007/2/EC do Parlamento Europeu e do Conselho de 14 de Março de

Leia mais

Directiva INSPIRE Temas dos Anexos

Directiva INSPIRE Temas dos Anexos Directiva INSPIRE Temas dos Anexos Anexo I 1. Sistemas de referência 2. Sistemas de quadrículas geográficas 3. Toponímia 4. Unidades administrativas 5. Endereços 6. Parcelas cadastrais 7. Redes de transporte

Leia mais

Enquadramento, âmbito de aplicação, antecedentes e

Enquadramento, âmbito de aplicação, antecedentes e Apresentação para o Grupo Transversal da Área Metadados do SNIG Lisboa, 16 de Maio de 2011 O Perfil MOTU Enquadramento, âmbito de aplicação, antecedentes e ponto de situação sobre o seu desenvolvimento

Leia mais

INSPIRE Metadados e Serviços de Pesquisa

INSPIRE Metadados e Serviços de Pesquisa INSPIRE Metadados e Serviços de Pesquisa II Jornadas de Software Aberto para Informação Geográfica Henrique Silva, hsilva@igeo.pt Metadados e Serviços de Pesquisa Metadados são as informações que descrevem

Leia mais

Resumo. 1. Enquadramento e antecedentes. Rui Pedro Julião*

Resumo. 1. Enquadramento e antecedentes. Rui Pedro Julião* Inforgeo, 2009, 17-25 INTERVENÇÕES RECENTES NO SNIG E DESAFIOS PARA O MERCADO DE IG Rui Pedro Julião* Resumo Com a entrada em vigor da Directiva INS- PIRE em Maio de 2007 veio consolidar-se a importância

Leia mais

Instituto Geográfico Português

Instituto Geográfico Português Metadados: Normas, Produção, Publicação e Pesquisa Jornadas Ibéricas de Infra-estruturas de Dados Espaciais (JIIDE) - 21 de Outubro de 2010 Henrique Silva Instituto Geográfico Português Metadados Normas

Leia mais

METADADOS INSPIRE. Henrique Silva; hsilva@dgterritorio.pt André Serronha; aserronha@dgterritorio.pt

METADADOS INSPIRE. Henrique Silva; hsilva@dgterritorio.pt André Serronha; aserronha@dgterritorio.pt METADADOS INSPIRE Henrique Silva; hsilva@dgterritorio.pt André Serronha; aserronha@dgterritorio.pt Direção-Geral do Território CCDR-LVT, CCDR Algarve, CCDR Norte, CCDR Centro, CCDR Alentejo Novembro 2015

Leia mais

GRUPO TÉCNICO DE TRABALHO INSPIRE MADEIRA. 1º Reunião de Acompanhamento 26 de Setembro de 2011. Funchal

GRUPO TÉCNICO DE TRABALHO INSPIRE MADEIRA. 1º Reunião de Acompanhamento 26 de Setembro de 2011. Funchal INSPIRE MADEIRA 1º Reunião de Acompanhamento 26 de Setembro de 2011 Funchal ÍNDICE Definição da Diretiva: Objetivo; Vantagens e Custo/Benefício; Temas dos Conjuntos de Dados Geográficos; Infraestrutura

Leia mais

A Cartografia, o Cadastro e as Infra-estruturas de Informaçã. Rui Pedro Julião Subdirector-Geral do IGP rpj@igeo.pt. Portugal

A Cartografia, o Cadastro e as Infra-estruturas de Informaçã. Rui Pedro Julião Subdirector-Geral do IGP rpj@igeo.pt. Portugal A Cartografia, o Cadastro e as Infra-estruturas de Informaçã ção o Geográfica em Rui Pedro Julião Subdirector-Geral do IGP rpj@igeo.pt Portugal Tópicos Enquadramento Portugal Instituto Geográfico Português

Leia mais

Seminário sobre Diretiva INSPIRE A interoperabilidade e a Diretiva INSPIRE na perspetiva Intergraph

Seminário sobre Diretiva INSPIRE A interoperabilidade e a Diretiva INSPIRE na perspetiva Intergraph Seminário sobre Diretiva INSPIRE A interoperabilidade e a Diretiva INSPIRE na perspetiva Intergraph Intergraph Corporation Security, Government, and Infrastructure Division (Geospatial Business Unit) Carlos

Leia mais

INSPIRE: Ponto de situação e perspetivas de desenvolvimento futuro O sector dos transportes

INSPIRE: Ponto de situação e perspetivas de desenvolvimento futuro O sector dos transportes INSPIRE: Ponto de situação e perspetivas de desenvolvimento futuro O sector dos transportes Maria José Lucena e Vale Direção Geral do Território - DGT Sumário Gestão de Informação e Conhecimento: A Diretiva

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DA DIRECTIVA INSPIRE EM PORTUGAL

IMPLEMENTAÇÃO DA DIRECTIVA INSPIRE EM PORTUGAL IMPLEMENTAÇÃO DA DIRECTIVA INSPIRE EM PORTUGAL RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2007-2012 Redactora: Ana Sofia Rizzone Colaboradores: Alexandra Fonseca, Ana Luisa Gomes, Danilo Furtado, Henrique Silva. Data: 4

Leia mais

Código aberto na Direção Geral do Território. Mário Caetano Subdiretor-Geral do Território

Código aberto na Direção Geral do Território. Mário Caetano Subdiretor-Geral do Território Código aberto na Direção Geral do Território Mário Caetano Subdiretor-Geral do Território ÁREAS NUCLEARES DE INTERVENÇÃO ORDENAMENTO E CIDADES GEODESIA E CARTOGRAFIA CADASTRO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Ordenamento

Leia mais

INSPIRE Ponto de situação e desafios futuros

INSPIRE Ponto de situação e desafios futuros INSPIRE Ponto de situação e desafios futuros Alexandra Fonseca, DSIGIG - IGP Sessão igov - Infra-Estruturas de Dados Espaciais 27 de Novembro de 2008 Tópicos Directiva INSPIRE O que se pretende? Como?

Leia mais

O Sistema Nacional de Informação Geográfica. Rui Pedro Julião Subdirector-General rpj@igeo.pt. snig.igeo.pt

O Sistema Nacional de Informação Geográfica. Rui Pedro Julião Subdirector-General rpj@igeo.pt. snig.igeo.pt O Sistema Nacional de Informação Geográfica Rui Pedro Julião Subdirector-General rpj@igeo.pt snig.igeo.pt Tópicos Enquadramento IDE Contexto Antecedentes GeoPORTAL Estrutura Funcionalidades Próximos passos

Leia mais

Contributos para a. geográfica em Portugal. Rui Pedro Julião Subdirector-Geral rpj@igeo.pt

Contributos para a. geográfica em Portugal. Rui Pedro Julião Subdirector-Geral rpj@igeo.pt Contributos para a reutilização da informação geográfica em Portugal Rui Pedro Julião Subdirector-Geral rpj@igeo.pt Tópicos Enquadramento Bases para a reutilização da informação geográfica Próximos passos

Leia mais

Acesso à informação geográfica através do SNIG e da iniciativa IGEO. Direção-Geral do Território Paulo Patrício

Acesso à informação geográfica através do SNIG e da iniciativa IGEO. Direção-Geral do Território Paulo Patrício Acesso à informação geográfica através do SNIG e da iniciativa IGEO Direção-Geral do Território Paulo Patrício Serviços de Conjuntos de Dados Geográficos Serviços de Conjuntos de Dados Geográficos: informação

Leia mais

Sistema Nacional de Informação Territorial (SNIT)

Sistema Nacional de Informação Territorial (SNIT) Sistema Nacional de Informação Territorial (SNIT) Regina Pimenta, Directora de Serviços de Informação Territorial (DSI), DGOTDU Logo preto e branco I Conceito: O que é o SINT; Objectivos; Finalidades e

Leia mais

Direcção de Serviços de Geodesia e Informação Geográfica. Direção Geral do Território

Direcção de Serviços de Geodesia e Informação Geográfica. Direção Geral do Território Gestores de Mtdd Metadados SNIG/ INSPIRE Henrique Silva Direcção de Serviços de Geodesia e Informação Geográfica Direção Geral do Território JIIDE 2014, 6 de Novembro Agenda Situação actual: Documentos

Leia mais

Aplicações SIG como Instrumento de Ordenamento e Gestão do Território

Aplicações SIG como Instrumento de Ordenamento e Gestão do Território Aplicações SIG como Instrumento de Ordenamento e Gestão do Território Evolução da última década Manuela Sampayo Martins (Eng.ª) Sistemas de Informação Sistemas de Geográfica, Informação Lda. Geográfica,

Leia mais

SNIMar - Informação geográfica integrada para a gestão de águas marinhas e costeiras

SNIMar - Informação geográfica integrada para a gestão de águas marinhas e costeiras SNIMar - Informação geográfica integrada para a gestão de águas marinhas e costeiras Teresa Rafael 11 de março de 2014 Pontos chave: O que é o SNIMar? Quais são os objetivos? Organização e gestão do projeto

Leia mais

Temas dos Anexos da Directiva INSPIRE

Temas dos Anexos da Directiva INSPIRE Temas dos Anexos da Directiva INSPIRE Que Autoridades Públicas são Responsáveis? RIZZONE, Ana Sofia; FONSECA, Alexandra PALAVRAS-CHAVE A publicação da Directiva INSPIRE e a sua transposição para a lei

Leia mais

1ªSessão Técnica da Implementação da Directiva Comunitária Inspire na RAA

1ªSessão Técnica da Implementação da Directiva Comunitária Inspire na RAA 1ªSessão Técnica da Implementação da Directiva Comunitária Inspire na RAA 1 Resumo Enquadramento na RAA Directiva INSPIRE Metadados 2 Enquadramento na RAA O DL 362/2007, transfere para a Região as competências

Leia mais

ArcGIS for INSPIRE. ArcGIS. ArcGIS for INSPIRE. Discovery. Download. View

ArcGIS for INSPIRE. ArcGIS. ArcGIS for INSPIRE. Discovery. Download. View ArcGIS for INSPIRE Discovery View Download ArcGIS for INSPIRE ArcGIS Agenda ArcGIS for INSPIRE O que está incluído Template de Geodatabase Componentes Desktop Componentes Servidor Outras Novidades Evolução

Leia mais

Infra-estrutura de dados espaciais: O Papel das Instituições de Ensino Superior

Infra-estrutura de dados espaciais: O Papel das Instituições de Ensino Superior 1ªs Jornadas de Sistemas de Informação Geográfica da APDSI: Os SIG ao Serviço das Engenharias e da Sociedade 26 de Maio de 2010 Fundação Portuguesa das Comunicações Infra-estrutura de dados espaciais:

Leia mais

GESTIÓN INTEGRADA DEL TERRITORIO Y DATOS GEOGRÁFICOS Bases para una Estrategia y Formulación de Políticas para la Próxima Generación de IDE

GESTIÓN INTEGRADA DEL TERRITORIO Y DATOS GEOGRÁFICOS Bases para una Estrategia y Formulación de Políticas para la Próxima Generación de IDE GESTIÓN INTEGRADA DEL TERRITORIO Y DATOS GEOGRÁFICOS Bases para una Estrategia y Formulación de Políticas para la Próxima Generación de IDE III Foro Distrital Buenas Prácticas en Gestión de la Información

Leia mais

Uma visão geral. Francisco M. Sequeira. Direção Geral do Território

Uma visão geral. Francisco M. Sequeira. Direção Geral do Território Sistema Nacional de Informação Territorial Uma visão geral Francisco M. Sequeira Direção Geral do Território fsequeira@dgterritorio.pt 1 ENQUADRAMENTO EOBJETIVOS 2 ÁREAS /PROJETOS 3 EVOLUÇÃO 4 INFRAESTRUTURA

Leia mais

A relevância da Carta do Regime do Uso do Solo no Ordenamento do Território. AFONSO, Luisa; FRANÇA, Luz;

A relevância da Carta do Regime do Uso do Solo no Ordenamento do Território. AFONSO, Luisa; FRANÇA, Luz; A relevância da Carta do Regime do Uso do Solo no Ordenamento do Território AFONSO, Luisa; FRANÇA, Luz; Ordenamento do Território Conceito História i e Desenvolvimento Enquadramento Metodologia CRUS e

Leia mais

Consulta pública sobre o SNIG e INSPIRE 2015: pesquisa, acesso e utilização de informação geográfica em Portugal

Consulta pública sobre o SNIG e INSPIRE 2015: pesquisa, acesso e utilização de informação geográfica em Portugal Consulta pública sobre o SNIG e INSPIRE 2015: pesquisa, acesso e utilização de informação geográfica em Portugal Mário Caetano, Ana Luísa Gomes, Alexandra Fonseca, José Martins, Paulo Patrício, Vanda Bica,

Leia mais

Versão 1.0. [08.02.2012] 2012, Portugal - Efacec Sistemas de Gestão S.A. Todos os direitos reservados. 1

Versão 1.0. [08.02.2012] 2012, Portugal - Efacec Sistemas de Gestão S.A. Todos os direitos reservados. 1 Copyright 2012 Efacec Todos os direitos reservados. Não é permitida qualquer cópia, reprodução, transmissão ou utilização deste documento sem a prévia autorização escrita da Efacec Sistemas de Gestão S.A.

Leia mais

MIG - Metadados para Informação Geográfica

MIG - Metadados para Informação Geográfica MIG - Metadados para Informação Geográfica Introdução à Norma ISO 19115 Henrique Silva, Instituto Geográfico Português, hsilva@igeo.pt Lisboa, 14 de Fevereiro de 2008 Metadados para Informação Geográfica

Leia mais

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO::

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO:: ::ENQUADRAMENTO:: :: ENQUADRAMENTO :: O actual ambiente de negócios caracteriza-se por rápidas mudanças que envolvem a esfera politica, económica, social e cultural das sociedades. A capacidade de se adaptar

Leia mais

WORKSHOP 6. Geoportal SDI/SNIT. Uma referência na área do Ordenamento do Território e Urbanismo. Francisco M. Sequeira. Direção Geral do Território

WORKSHOP 6. Geoportal SDI/SNIT. Uma referência na área do Ordenamento do Território e Urbanismo. Francisco M. Sequeira. Direção Geral do Território WORKSHOP 6 Geoportal SDI/SNIT Uma referência na área do Ordenamento do Território e Urbanismo Francisco M. Sequeira Direção Geral do Território fsequeira@dgterritorio.pt Etapas Decisão da elaboração; revisão;

Leia mais

a emergência das tecnologias open source no SIG municipal de guimarães

a emergência das tecnologias open source no SIG municipal de guimarães a emergência das tecnologias open source no SIG municipal de guimarães processo de modernização administrativa prestação de um melhor serviço aos cidadãos utilização mais eficiente dos seus recursos no

Leia mais

EIXO PRIORITÁRIO VI ASSISTÊNCIA TÉCNICA

EIXO PRIORITÁRIO VI ASSISTÊNCIA TÉCNICA EIXO PRIORITÁRIO VI ASSISTÊNCIA TÉCNICA Convite Público à Apresentação de Candidatura no Domínio da Assistência Técnica aos Organismos Intermédios Eixo Prioritário VI - Assistência Técnica Convite para

Leia mais

Visualização de Informação Geográfica na WEB. O exemplo do Atlas de Portugal.

Visualização de Informação Geográfica na WEB. O exemplo do Atlas de Portugal. Visualização de Informação Geográfica na WEB. O exemplo do Atlas de Portugal. INSPIRE e a Infra-estrutura Nacional de Informação Geográfica 17 de Novembro de 2006 1 Tópicos Atlas de Portugal na WEB A proposta

Leia mais

Medidas intersectoriais 2010/11

Medidas intersectoriais 2010/11 Medidas intersectoriais 2010/11 IS01 BALCÃO DO EMPREENDEDOR DISPONIBILIZAÇÃO DE SERVIÇOS Objectivos: Inventariar, introduzir e manter permanentemente actualizados no Balcão do Empreendedor vários serviços,

Leia mais

A HARMONIZAÇÃO DE DADOS ALTIMÉTRICOS SEGUNDO A DIRETIVA INSPIRE Edgar Barreira [Direção-Geral do Território]

A HARMONIZAÇÃO DE DADOS ALTIMÉTRICOS SEGUNDO A DIRETIVA INSPIRE Edgar Barreira [Direção-Geral do Território] A HARMONIZAÇÃO DE DADOS ALTIMÉTRICOS SEGUNDO A DIRETIVA INSPIRE Edgar Barreira [Direção-Geral do Território] Objetivo Apresentar o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido no domínio da harmonização de

Leia mais

Workshop sobre Homologação de cartografia

Workshop sobre Homologação de cartografia Workshop sobre Homologação de cartografia Parte I Legislação e Conceitos João Cordeiro Fernandes jcordeiro@dgterritorio.pt Regulação do exercício de atividades de produção de cartografia 2014 06 05 Produção

Leia mais

CTCV. seminários. Programas de apoio no novo Quadro Portugal 2020. Seminário ISO 9001 e ISO 14001 Enquadramento e alterações nos referenciais de 2015

CTCV. seminários. Programas de apoio no novo Quadro Portugal 2020. Seminário ISO 9001 e ISO 14001 Enquadramento e alterações nos referenciais de 2015 23 10 2014 Programas de apoio no novo Quadro Portugal 2020 Seminário ISO 9001 e ISO 14001 Enquadramento e alterações nos referenciais de 2015 Victor Francisco Gestão e Promoção da Inovação 21 de outubro

Leia mais

Implementação da Directiva INSPIRE no INAG

Implementação da Directiva INSPIRE no INAG Implementação da Directiva INSPIRE no INAG Ana Catarina Mariano INTITUTO DA ÁGUA, I. P. 14-16 de Maio, Taguspark, Oeiras 1 Agenda 1. 1. INSPIRE 2. 2. WISE 3. 3. InterSIG 4. 4. Exemplos de implementação

Leia mais

Manual de Utilização. GESTOR DE METADADOS DOS AÇORES (GeMA) Setembro de 2015. Versão 4.0

Manual de Utilização. GESTOR DE METADADOS DOS AÇORES (GeMA) Setembro de 2015. Versão 4.0 Manual de Utilização GESTOR DE METADADOS DOS AÇORES (GeMA) Setembro de 2015 Versão 4.0 FICHA TÉCNICA TÍTULO: Manual de Utilização do Gestor de Metadados dos Açores (GeMA) AUTORIA: Grupo de Trabalho INSPIRE

Leia mais

Simplificação nas PMEs

Simplificação nas PMEs Simplificação nas PMEs Aproveitamento das Novas Tecnologias DGITA Portal Declarações Electrónicas Dezembro 2007 Simplificação nas PMEs - Aproveitamento das Novas Tecnologias 1 Agenda O que é a DGITA? Estratégia

Leia mais

SIARL / Sistema de Administração do recurso Litoral. ajherdeiro@dgterritorio.pt mota.lopes@apambiente.pt

SIARL / Sistema de Administração do recurso Litoral. ajherdeiro@dgterritorio.pt mota.lopes@apambiente.pt SIARL / Sistema de Administração do recurso Litoral Uma Plataforma Colaborativa para apoiar a Gestão do Litoral ajherdeiro@dgterritorio.pt j @ g p mota.lopes@apambiente.pt Lugares comuns de quem lida com

Leia mais

Infra-estruturas de Dados Espaciais nos Municípios

Infra-estruturas de Dados Espaciais nos Municípios Infra-estruturas de Dados Espaciais nos Municípios Contributo para a definição de um modelo de implementação AFONSO, Clara; JULIÃO, Rui Pedro PALAVRAS-CHAVE Partindo do princípio que a informação geográfica

Leia mais

Implementação do Web SIG para o PGRH

Implementação do Web SIG para o PGRH Implementação do Web SIG para o PGRH ARH Centro, I.P. Requisitos do Sistema Ref.: 30/11/2010 FICHA TÉCNICA Referência: Projecto: Implementação do Web SIG para o PGRH Gestor de Projecto: Miguel Rodrigues

Leia mais

Balanço das Medidas do Domínio do Atendimento da Segurança Social e Satisfação ao Cidadão

Balanço das Medidas do Domínio do Atendimento da Segurança Social e Satisfação ao Cidadão Balanço das Medidas do Domínio do Atendimento da Segurança Social e Satisfação ao Cidadão Dr. Pedro Filipe ENAD. 31 de Agosto de 2015 AGENDA Contextualização Plano de Trabalho PSGSS Status Gestão Integrada

Leia mais

Governo Federal / Governo Estadual. Imagem suportando a Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais INDE Carlos Toledo

Governo Federal / Governo Estadual. Imagem suportando a Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais INDE Carlos Toledo Governo Federal / Governo Estadual Imagem suportando a Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais INDE Carlos Toledo Plenária Desafios comuns Governança de dados espaciais; Informação geográfica é um ativo

Leia mais

MODELOS INTEGRADOS DE COMERCIALIZAÇÃO DA OFERTA: a Central de Reservas Portugal Rural

MODELOS INTEGRADOS DE COMERCIALIZAÇÃO DA OFERTA: a Central de Reservas Portugal Rural I Seminário sobre Turismo Rural e Natureza Diferenciar o Produto, Qualificar a Oferta, Internacionalizar o Sector MODELOS INTEGRADOS DE COMERCIALIZAÇÃO DA OFERTA: a Central de Reservas Portugal Rural TÂNIA

Leia mais

2 0 0 9 Planear o Local

2 0 0 9 Planear o Local 2009 24 24 a Planear o Local PLANEAR O LOCAL Ficha Técnica Direcção Teresa Sá Marques Secretariado de redacção Rui d Alte Conselho de redacção Álvaro Domingues Ana Ramos Pereira Emília Sande Lemos Fernanda

Leia mais

SIGRIA. sistema de informação geográfica dos municípios da ria. guião de exploração dos. serviços SIG na web AM RIA. Associação de Municípios da Ria

SIGRIA. sistema de informação geográfica dos municípios da ria. guião de exploração dos. serviços SIG na web AM RIA. Associação de Municípios da Ria SIGRIA. sistema de informação geográfica dos municípios da ria guião de exploração dos serviços SIG na web Associação de Municípios da Ria 02 GUIA WEB ÍNDICE Introdução O que é um SIG? 03 O que é SIGRia?

Leia mais

BPM no Instituto Geográfico Português. A oportunidade do desafio.

BPM no Instituto Geográfico Português. A oportunidade do desafio. Rosário Gaspar Instituto Geográfico Português 1 Estrutura 1. Enquadramento 2. As Is 3. To Be 4. Conclusões Rosário Gaspar 2 1. Enquadramento IGP / DSIGIG (Direcção de Serviços de Investigação e Gestão

Leia mais

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS FACTOS A Internet mudou profundamente a forma como as pessoas encontram, descobrem, compartilham, compram e se conectam. INTRODUÇÃO Os meios digitais, fazendo hoje parte do quotidiano

Leia mais

para GESTÃO DO PATRIMÓNIO:

para GESTÃO DO PATRIMÓNIO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA para GESTÃO DO PATRIMÓNIO: CASO ESTUDO DO MÉDIO TEJO Rita Ferreira Anastácio (rfanastacio@ipt.pt) 1 Índice Sistemas de Informação Geográfica Gestão do Património: Enquadramento

Leia mais

SIARL Sistema de Administração do Recurso Litoral

SIARL Sistema de Administração do Recurso Litoral SIARL Sistema de Administração do Recurso Litoral João HERDEIRO 1, Marisa SILVA 1 e Paulo PATRÍCIO 1 1 Direção-Geral do Território, Portugal (ajherdeiro@dgterritorio.pt; marisas@dgterritorio.pt; ppatricio@dgterritorio.pt)

Leia mais

Tarefas Geográficas. uma solução para atualização cartográfica num município. Alexandrina Meneses Engª Geógrafa

Tarefas Geográficas. uma solução para atualização cartográfica num município. Alexandrina Meneses Engª Geógrafa Tarefas Geográficas uma solução para atualização cartográfica num município Alexandrina Meneses Engª Geógrafa SUMÁRIO 1. GABINETE DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA 2. TAREFAS GEOGRÁFICAS 3. CONCLUSÕES 1. GABINETE

Leia mais

Infra-Estrutura Regional de Informação Geográfica IRIGMadeira

Infra-Estrutura Regional de Informação Geográfica IRIGMadeira Infra-Estrutura Regional de Informação Geográfica IRIGMadeira Não necessito saber tudo. Apenas preciso de saber onde encontrar o que me faz falta, no momento em que necessito. (Albert Einstein) Direção

Leia mais

Sessão INSPIRE nas 1 as Jornadas de Software Aberto, Águeda 21 de Outubro de 2008

Sessão INSPIRE nas 1 as Jornadas de Software Aberto, Águeda 21 de Outubro de 2008 Sessão INSPIRE nas 1 as Jornadas de Software Aberto, Águeda 21 de Outubro de 2008 ! " # $ %!!" #$% &'(&' ) * +, * + -. / 0.(#1(., * + 2 3%,4-5., * + 2 2 5674 28 #.#,9#:0#, * + 8 8 $., * + 8 8 ", " & '

Leia mais

Palabras clave: recursos hídricos, Water Informatio System for Europe (WISE) e redes de trabalho.

Palabras clave: recursos hídricos, Water Informatio System for Europe (WISE) e redes de trabalho. Palabras clave: recursos hídricos, Water Informatio System for Europe (WISE) e redes de trabalho. SEGUNDA FASE DE IMPLEMENTAÇÃO DA INFRAESTRUTURA REGIONAL DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA DA REGIÃO AUTÓNOMA DA

Leia mais

A cartografia nos planos municipais de ordenamento do território - experiência recente

A cartografia nos planos municipais de ordenamento do território - experiência recente Workshop - Regulamentação da cartografia a utilizar nos instrumentos de gestão territorial A cartografia nos planos municipais de ordenamento do território - experiência recente Luis Rebolo ESTRUTURA DA

Leia mais

Guia de Websites para a Administração Pública

Guia de Websites para a Administração Pública Guia de Websites para a Administração Pública Portugal precisa de um desafio de exigência e de conhecimento que nos eleve aos níveis de competência e de produtividade dos países mais desenvolvidos, de

Leia mais

Plataforma integrada para testes em arquitecturas orientadas a serviços

Plataforma integrada para testes em arquitecturas orientadas a serviços Plataforma integrada para testes em arquitecturas orientadas a serviços Índice Introdução... 2 A solução... 2 Plataforma Integrada (principais características)... 4 Eliminar limitações à execução de testes

Leia mais

SIIG Sistema de Identificação e Informação Geográfica

SIIG Sistema de Identificação e Informação Geográfica Especializações em Transportes e Vias de Comunicação e Sistemas de Informação Geográfica Transportes / SIG / INSPIRE Painel Lisboa 6 novembro 2012 SIIG Sistema de Identificação e Informação Geográfica

Leia mais

Panorama actual e evolução dos metadados INSPIRE em Portugal

Panorama actual e evolução dos metadados INSPIRE em Portugal Panorama actual e evolução dos metadados INSPIRE em Portugal Henrique Silva Direção-Geral do Território INSPIRE GEOSPATIAL WORLD FORUM 29 de Maio de 2015 Workshops - Programa Sexta, 29 de maio Workshop

Leia mais

Plataformas ESRI - Procedimento para adicionar tema WMS (Web Map Server) em ArcGIS:

Plataformas ESRI - Procedimento para adicionar tema WMS (Web Map Server) em ArcGIS: INDICE FAQ Plataformas ESRI - Procedimento para adicionar tema WMS (Web Map Server) em ArcGIS: É possível aceder aos serviços de mapas (WMS) em ArcGIS do seguinte modo: Criar a ligação: em ambiente ArcCatalog,

Leia mais

Serviços de Dados Geográficos INSPIRE

Serviços de Dados Geográficos INSPIRE Serviços de Dados Geográficos INSPIRE Danilo Furtado dfurtado@dgterritorio.pt Agenda 1. Introdução 2. Fundamentos sobre Serviços de Dados Geográficos 3. Ferramentas Open Source para Serviços de Rede 4.

Leia mais

O contributo do Cluster Habitat Sustentável

O contributo do Cluster Habitat Sustentável O contributo do Cluster Habitat Sustentável Victor Ferreira Plataforma para a Construção Sustentável Seminário Construção Sustentável CONCRETA 2011 20/10/2011 Visão e Missão O Cluster Habitat? agregador

Leia mais

Serviços de rede INSPIRE: visualização e descarregamento

Serviços de rede INSPIRE: visualização e descarregamento Serviços de rede INSPIRE: visualização e descarregamento Implementação utilizando o MapServer Danilo Furtado Laboratório Nacional de Engenharia Civil Agenda 1. Serviço de visualização INSPIRE View Service

Leia mais

IDE_CIMAC O OSGeo na disponibilização de IG aos municípios do Alentejo Central. Teresa Batista, Cristina Carriço e Duarte Carreira CIMAC

IDE_CIMAC O OSGeo na disponibilização de IG aos municípios do Alentejo Central. Teresa Batista, Cristina Carriço e Duarte Carreira CIMAC IDE_CIMAC O OSGeo na disponibilização de IG aos municípios do Alentejo Central Teresa Batista, Cristina Carriço e Duarte Carreira CIMAC O projecto IDE CIMAC Enquadramento e objectivos Componentes da solução

Leia mais

Projectar o Algarve no Futuro

Projectar o Algarve no Futuro Projectar o Algarve no Futuro Os Novos Desafios do Algarve Região Digital paulo.bernardo@globalgarve.pt 25 Maio 2007 Auditório Portimão Arena Um mundo em profunda mudança O Mundo enfrenta hoje um processo

Leia mais

INSTITUCIONAL. Eixo Prioritário 5 GOVERNAÇÃO E CAPACITAÇÃO. Operações no Domínio da Administração em Rede

INSTITUCIONAL. Eixo Prioritário 5 GOVERNAÇÃO E CAPACITAÇÃO. Operações no Domínio da Administração em Rede Eixo Prioritário 5 GOVERNAÇÃO E CAPACITAÇÃO INSTITUCIONAL Operações no Domínio da Administração em Rede Aviso para apresentação de candidaturas - Eixo Prioritário V Governação e Capacitação Institucional

Leia mais

AVISO CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURA

AVISO CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURA AVISO CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURA PROGRAMA OPERACIONAL SUSTENTABILIDADE E EFICIÊNCIA NO USO DE RECURSOS (PO SEUR) EIXO PRIORITÁRIO 2 PROMOVER A ADAPTAÇÃO ÀS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS E A PREVENÇÃO

Leia mais

Plano de Marketing Operacional

Plano de Marketing Operacional Plano de Marketing Operacional CONTEÚDO 1. Oportunidade do projecto APCMC +Inovação... iii 2. Plano de comunicação... viii 3. Controlo e revisão... xvi ii 1. Oportunidade do projecto APCMC +Inovação A

Leia mais

GUIA DO VOLUNTÁRIO. Sociedade Central de Cervejas

GUIA DO VOLUNTÁRIO. Sociedade Central de Cervejas GUIA DO VOLUNTÁRIO Sociedade Central de Cervejas ÍNDICE 1. A RESPONSABILIDADE SOCIAL NA SCC: O NOSSO COMPROMISSO... 3 2. O NOSSO COMPROMISSO COM O VOLUNTARIADO... 4 2.1 A ESTRUTURAÇÃO DO VOLUNTARIADO EMPRESARIAL...

Leia mais

A renovação e funcionamento actual da CT7 Comissão Técnica Portuguesa de Normalização em Informação e Documentação

A renovação e funcionamento actual da CT7 Comissão Técnica Portuguesa de Normalização em Informação e Documentação A renovação e funcionamento actual da CT7 Comissão Técnica Portuguesa de Normalização em Informação e Documentação Sumário CT 7- O que é? Organização e funcionamento da CT 7 Produção normativa Disponibilização

Leia mais

EXPERIÊNCIA DE COOPERAÇÃO EM PAISAGEM PROJETO PAYS.MED.URBAN

EXPERIÊNCIA DE COOPERAÇÃO EM PAISAGEM PROJETO PAYS.MED.URBAN EXPERIÊNCIA DE COOPERAÇÃO EM PAISAGEM EXPERIÊNCIAS DE COOPERAÇÃO EM PAISAGEM A cooperação transnacional, no âmbito das problemáticas de desenvolvimento territorial e dos processos de transformação da paisagem

Leia mais

Sistema Integrado de Informação Geográfica da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro

Sistema Integrado de Informação Geográfica da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro Sistema Integrado de Informação Geográfica da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro BRAVO, Nuno; SEABRA, Cristina; SILVA, Leonor Resumo No âmbito das suas competências, estabelecidas

Leia mais

Redução da Dependência Energética de Portugal Principal Desafio:

Redução da Dependência Energética de Portugal Principal Desafio: Redução da Dependência Energética de Portugal Principal Desafio: Mudança de paradigma energético em Portugal, com um implícito Desenvolvimento Sustentável suportado no seu crescimento económico, justiça

Leia mais

As infra-estruturas de informação geográfica na implementação e gestão das políticas do ambiente

As infra-estruturas de informação geográfica na implementação e gestão das políticas do ambiente As infra-estruturas de informação geográfica na implementação e gestão das políticas do ambiente Ana Moreira Secretaria Regional do Ambiente e do Mar MASSIFICAÇÃO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO ACESSO A

Leia mais

RELATÓRIO DE AUDITORIA

RELATÓRIO DE AUDITORIA RELATÓRIO DE AUDITORIA MUNICÍPIO DE SÁTÃO Nº EXPEDIENTE: 2008/0132/ER/01 NORMA DE APLICAÇÃO: ISO9001:2008 Nº RELATÓRIO: 08 TIPO DE AUDITORIA: AS1 Requer envio de PAC à LUSAENOR: SIM X NÃO o Data de realização

Leia mais

O contributo do Sistema Nacional de Informação Territorial (SNIT) para o Ordenamento do Território

O contributo do Sistema Nacional de Informação Territorial (SNIT) para o Ordenamento do Território Geospatial 2013 World Tour - Lisboa O contributo do Sistema Nacional de Informação Territorial (SNIT) para o Ordenamento do Território Direção Geral do Território Divisão de Ordenamento e Planeamento do

Leia mais

AGENDA 21 LOCAL CONDEIXA-A-NOVA

AGENDA 21 LOCAL CONDEIXA-A-NOVA AGENDA 21 LOCAL CONDEIXA-A-NOVA PLANO DE COMUNICAÇÃO E DIVULGAÇÃO Deliverable 4 Fase 2 Novembro 2008 1 P á g i n a Índice 1. Objectivos... 3 2. Públicos-alvo... 4 3. Estratégia de Comunicação... 5 3.1

Leia mais

07/11/2014. As IDE como plataformas. geográfica na Europa. Edgar Barreira

07/11/2014. As IDE como plataformas. geográfica na Europa. Edgar Barreira 07/11/2014 As IDE como plataformas transformadoras da informação geográfica na Europa Edgar Barreira Líder na resolução dos constantes desafios dos nossos clientes através da inovação e excelência dos

Leia mais

Sistema Nacional de Exploração e Gestão de Informação Cadastral. José Pedro Neto (jneto@igeo.pt)

Sistema Nacional de Exploração e Gestão de Informação Cadastral. José Pedro Neto (jneto@igeo.pt) Sistema Nacional de Exploração e Gestão de Informação Cadastral José Pedro Neto (jneto@igeo.pt) Cadastro Predial O que é Enquadrameno legal Benefícios Situação actual Processo de execução cadastral actual

Leia mais

Bases para um Esquema de Ordenamento do Território à Escala do Continente

Bases para um Esquema de Ordenamento do Território à Escala do Continente Bases para um Esquema de Ordenamento do Território à Escala do Continente Desenvolvimentos mais recentes SANTOS, Ana Sofia; GASPAR, Rosário; CONDESSA, Beatriz Resumo A documentação e informação existente

Leia mais

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO Eixo Prioritário IV Protecção e Valorização Ambiental ACÇÕES DE VALORIZAÇÃO E QUALIFICAÇÃO AMBIENTAL GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS ÁGUAS INTERIORES Aviso nº : CENTRO-VQA-2009-14-PIN-07

Leia mais

Capítulo Descrição Página

Capítulo Descrição Página MANUAL DA QUALIIDADE ÍNDICE Capítulo Descrição Página 1 Apresentação da ILC Instrumentos de Laboratório e Científicos, Lda Dados sobre a ILC, sua história, sua organização e modo de funcionamento 2 Política

Leia mais

3. PRINCIPAIS TEMÁTICAS E CARACTERÍSTICAS DE ORGANIZAÇÃO DOS OPEN DAYS 2008

3. PRINCIPAIS TEMÁTICAS E CARACTERÍSTICAS DE ORGANIZAÇÃO DOS OPEN DAYS 2008 1. INTRODUÇÃO Em apenas 5 anos os OPEN DAYS Semana Europeia das Regiões e Cidades tornaram-se um evento de grande importância para a demonstração da capacidade das regiões e das cidades na promoção do

Leia mais

Business Process Management. A Gestão Colaborativa dos Processos e da sua Performance em QPR

Business Process Management. A Gestão Colaborativa dos Processos e da sua Performance em QPR Business Process Management A Gestão Colaborativa dos Processos e da sua Performance em QPR Quais são os desafios típicos das empresas na Gestão de Processos? > Criar e manter a informação associada aos

Leia mais

Enunciado de apresentação do projecto

Enunciado de apresentação do projecto Engenharia de Software Sistemas Distribuídos 2 o Semestre de 2009/2010 Enunciado de apresentação do projecto FEARSe Índice 1 Introdução... 2 2 Cenário de Enquadramento... 2 2.1 Requisitos funcionais...

Leia mais

Programa Operacional Regional do Algarve

Programa Operacional Regional do Algarve Programa Operacional Regional do Algarve Critérios de Seleção das Candidaturas e Metodologia de Análise Domínio Temático CI Competitividade e Internacionalização Prioridades de investimento: 11.2 Aprovado

Leia mais

PRIMAVERA BUSINESS SOFTWARE SOLUTIONS, SA

PRIMAVERA BUSINESS SOFTWARE SOLUTIONS, SA PRIMAVERA BUSINESS SOFTWARE SOLUTIONS, SA Introdução Nesta edição do Catálogo de Serviços apresentamos os vários tipos de serviços que compõe a actual oferta da Primavera na área dos serviços de consultoria.

Leia mais

1. Rede de Apoio Topográfico... 2. 1.1. Características da Rede... 2. 2. Acesso e Utilização... 2. 2.1. Visualizador de mapa... 3

1. Rede de Apoio Topográfico... 2. 1.1. Características da Rede... 2. 2. Acesso e Utilização... 2. 2.1. Visualizador de mapa... 3 MANUAL DE UTILIZAÇÃO... 2 1. Rede de Apoio Topográfico... 2 1.1. Características da Rede... 2 2. Acesso e Utilização... 2 2.1. Visualizador de mapa... 3 2.1.1. Elementos do mapa... 3 2.1.2. Tarefas...

Leia mais

Estratégia de Dinamização e de Divulgação

Estratégia de Dinamização e de Divulgação Estratégia de Dinamização e de Divulgação Plano de Ação de 2015 FEVEREIRO 2015 1 Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. VISÃO DA BOLSA DE TERRAS... 4 3. OBJETIVOS ESTRATÉGICOS - LINHAS GERAIS DA ESTRATÉGIA... 5

Leia mais

Seminários 2013 Resíduos Hospitalares. Obrigações Legais dos Produtores de Resíduos Hospitalares. Francisco Valente

Seminários 2013 Resíduos Hospitalares. Obrigações Legais dos Produtores de Resíduos Hospitalares. Francisco Valente Seminários 2013 Resíduos Hospitalares Obrigações Legais dos Produtores de Resíduos Hospitalares Francisco Valente OBJECTIVOS Informação sobre as obrigações legais dos produtores de resíduos hospitalares;

Leia mais

PARÂMETROS NORMATIVOS DE PARTICIPAÇÃO NA EUROPEANA FORNECEDORES CONTEÚDOS SUBMISSÃO DE DADOS

PARÂMETROS NORMATIVOS DE PARTICIPAÇÃO NA EUROPEANA FORNECEDORES CONTEÚDOS SUBMISSÃO DE DADOS PARÂMETROS NORMATIVOS DE PARTICIPAÇÃO NA EUROPEANA FORNECEDORES CONTEÚDOS SUBMISSÃO DE DADOS Helena Patrício Biblioteca Nacional de Portugal 1 Julho 2010 1. Fornecer conteúdos no contexto da Europeana

Leia mais

4. ACTIVIDADES DE COMUNICAÇÃO, TRATAMENTO DE SOLICITAÇÕES E ATENDIMENTO

4. ACTIVIDADES DE COMUNICAÇÃO, TRATAMENTO DE SOLICITAÇÕES E ATENDIMENTO 4. ACTIVIDADES DE COMUNICAÇÃO, TRATAMENTO DE SOLICITAÇÕES E ATENDIMENTO 4.1 Comunicação externa A publicação e divulgação de informação relevante sobre o sector das comunicações, o mercado e os seus intervenientes

Leia mais

Rede de Informação do INE em Bibliotecas do Ensino Superior

Rede de Informação do INE em Bibliotecas do Ensino Superior Rede de Informação do INE em Bibliotecas do Ensino Superior Francisco Correia Departamento de Difusão e Promoção Instituto Nacional de Estatística Avenida António José de Almeida 1000-043 Lisboa Tel: 218426143

Leia mais