Pesquisa já: inovando a pesquisa escolar C. C. Passos, L. T. R. V. Sebin, T. B. Lopes, V. L. Cóscia, J. C. Bastos Junior

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Pesquisa já: inovando a pesquisa escolar C. C. Passos, L. T. R. V. Sebin, T. B. Lopes, V. L. Cóscia, J. C. Bastos Junior"

Transcrição

1 72 Relato de experiência Camila Cassiavilani Passos Luciana Teresa Romanelli Vicente Sebin Teresa Bessi Lopes Vera Lúcia Cóscia José Carlos Bastos Junior Bacharelando Biblioteconomia e Ciência da Informação - UFSCar Resumo: A pesquisa escolar encontra-se atualmente em nova fase, onde o acesso facilitado à Internet faz com que os estudantes tenham preferência por fontes de informações eletrônicas em detrimento às fontes impressas, sem uma criteriosa seleção e avaliação da informação e da confiabilidade dos sites consultados. Desta forma, o objetivo desse projeto é conscientizar os alunos do Ensino Fundamental e Médio da cidade de São Carlos-SP e região, quanto a relevância da pesquisa escolar no processo de ensinoaprendizagem, mostrando a importância das fontes de informações impressas e eletrônicas, ressaltando que ambas podem ser utilizadas em conjunto, desenvolvendo assim habilidades de leitura e tornando-os cidadãos leitores, críticos e com facilidade para escrever e se comunicar. Foram realizadas palestras e atividades práticas, visitas monitoradas e orientação sobre a conservação e manuseio correto de livros, na Biblioteca Comunitária da Universidade Federal de São Carlos - UFSCar. Palavras-chave: Pesquisa escolar. Incentivo à Leitura. Conservação de material bibliográfico. INTRODUÇÃO A Biblioteca Comunitária BCo da UFSCar oferece suporte informacional, educacional e cultural, através da democratização de seu espaço físico, do acervo e dos produtos e serviços oferecidos à comunidade acadêmica (alunos, docentes, pesquisadores e funcionários), e à comunidade externa, onde se enquadram alunos e professores do Ensino Fundamental e Médio, comunidade de São Carlos e região e grupos de usuários com necessidades especiais. A BCo sempre teve a preocupação em oferecer atividades para aproximar os estudantes do Ensino Fundamental e Médio da cidade de São Carlos-SP com a biblioteca, a leitura e a pesquisa. O Projeto Caça ao Tesouro: a dinâmica da pesquisa escolar, desenvolvido por bibliotecárias da BCo, contemplado com Prêmio Laura Russo em 2008, serviu como norte para o desenvolvimento do atual projeto, que

2 73 considerando as mudanças ocorridas no âmbito da pesquisa escolar, decidiu abordar o tema de forma diferenciada englobando as fontes de informações impressas e online. Segundo Cunha (2012), Para as crianças ter o hábito de frequentar uma biblioteca, além de trazer grande aprendizado, pode ser uma grande diversão, fato observado e comprovado durante o desenvolvimento das atividades. Com o acesso facilitado à Internet, os alunos têm preferência na utilização de fontes eletrônicas, sem a preocupação de realizar uma criteriosa seleção e avaliação das informações e sem verificar a confiabilidade dos sites. Os objetivos deste projeto de extensão foram: capacitar estudantes do Ensino Fundamental e Médio, no desenvolvimento da pesquisa escolar, promover acesso aos recursos disponíveis na BCo, apresentar fontes de informações impressas e online, orientar os participantes sobre os procedimentos para um correto manuseio e conservação de livros e documentos. Acredita-se que as ações desenvolvidas pela BCo neste projeto podem contribuir na formação do leitor, facilitando e despertando o gosto pela leitura. Citando CUNHA (2012) Fazendo da biblioteca um espaço não só de leitura mas de criação, nós conseguimos fazer a criança se interessar tanto pelo espaço da biblioteca quanto pela leitura, que é o objetivo maior. Sendo assim, este projeto orientou o desenvolvimento da pesquisa escolar, conscientizando os alunos quanto a sua importância no processo de ensino-aprendizagem, capacitando-os na escolha das fontes de informações adequadas a serem utilizadas e a forma correta de apresentação dessas informações. Visou ainda, conscientizar os alunos sobre a correta utilização e manuseio de livros e documentos, lembrando que os materiais disponíveis nas bibliotecas são de uso comum e com essa ação pretendemos investir na conscientização do usuário/leitor do futuro. Desta forma, a oferta deste projeto foi relevante, pois a BCo, possui profissionais capacitados, recursos informacionais adequados à realização do mesmo, exercendo seu papel social perante a comunidade de São Carlos e região. É evidente que incorporar o livro, sua correta utilização e a biblioteca na formação da criança é prérequisito para formação integral do cidadão adulto, desenvolvendo habilidades de leitura e tornando-os usuários críticos da informação (SILVA, 2009). 1 A PESQUISA ESCOLAR NA ATUAL SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO De acordo com Bagno (2007, p. 14) é necessário criar possibilidades para que uma criança chegue sozinha às fontes de conhecimento que estão à sua disposição na sociedade e a biblioteca pode exercer um papel fundamental no desenvolvimento dessa habilidade através de seus recursos informacionais, educacionais e culturais. A pesquisa escolar deve ser vista pelos estudantes como uma forma diferente de aprendizagem e não apenas como uma obrigação escolar. De acordo com Rocha (1996, p. 7) a pesquisa é como um jogo no qual formulamos perguntas e nós mesmos temos que dar as respostas. É como se brincássemos de detetives sozinhos.

3 74 Com essa linha de pensamento, um dos objetivos desse projeto foi despertar, motivar e estimular os estudantes, de forma a tornar o processo de pesquisa interessante e prazeroso, mostrando as diversas fontes de informações disponíveis e orientando o uso mais adequado de cada uma delas. Bagno (2007) destaca que a vida de hoje é caracterizada por um bombardeio de informações e para onde olhamos, nos deparamos com alguma dessas bombas prontas para explodir: televisão, rádio, cinema, jornais, revistas, cartazes, folhetos, internet entre outros. É nessa vertente, também, que a biblioteca pode auxiliar no processo de ensinar as crianças a aprenderem. Ainda nas palavras de Bagno (2007, p.15): Ensinar a aprender, então, não é apenas mostrar os caminhos, mas também orientar o aluno para que desenvolva um olhar crítico que lhe permita desviar-se das bombas e reconhecer, em meio ao labirinto, as trilhas que conduzem às verdadeiras fontes de informação e conhecimento. Este ensinar a aprender está ligado ao fato de vivermos na Sociedade da Informação, sendo que, as crianças que estão em período escolar já nasceram na chamada Geração Y, onde o desenvolvimento tecnológico e a quebra de paradigmas e idéias, são mais rápidas do que a mente consegue acompanhar. Para educar e incentivar essa nova geração é necessário: Criar condições favoráveis para a autonomia do educando na busca de novos conhecimentos, no compasso de um processo investigativo, representado pela pesquisa escolar, que pressupõe a localização de fontes de informação, a exploração de novas idéias e problemas, a sistematização, o refinamento e, por fim, a comunicação dessas idéias (CAMPELLO et al., 2010, p. 3). Para exemplificar melhor a passagem acima, os autores afirmam ainda que: Entretanto, é preciso lembrar que a sociedade atual, caracterizada pela abundância, por vezes excesso de informação, apresenta ao aluno pesquisador o problema de definir o que é informação suficiente tanto quanto o de selecionar a informação relevante. O desafio para o aluno será, pois, não só o de desenvolver habilidades de ir além da localização das fontes de informação, mas ser capaz de encontrar significados através da produção de sentido em mensagens diversas e numerosas e, por vezes, inconsistentes. Outro problema muito comum enfrentado pelas escolas de Ensino Fundamental e Médio é a cópia integral de textos: livros, revistas, jornais e sites, em detrimento à elaboração de um texto original, a partir do conhecimento adquirido durante a leitura dos mesmos. Segundo Capparelli (2006), pesquisar não é só copiar da enciclopédia ou fazer um recorte-colagem de algum site da Internet. A pesquisa deve servir para você aprofundar de fato os conhecimentos e aprender. A problemática do recorta e cola agravou-se ainda mais com o desenvolvimento das Tecnologias de Informação e Comunicação, tornando ainda mais fácil copiar trechos e trabalhos na íntegra, dos sites consultados, sem a correta indicação da fonte utilizada. Confirmando isto, Bicheri e Ellwein (2006, p. 106) relatam que: O uso da Internet não modificou a antiga prática muito criticada por professores e educadores: a cópia dos textos pesquisados. A mudança do suporte da informação (impresso para o eletrônico) não alterou o vício de cópia. Com o advento da Internet a reprodução agravou-se substancialmente, pois com os recursos tecnológicos que os alunos agora dispõem muitos recortam e colam a informação e outros chegam a copiar ou simplesmente imprimir páginas inteiras e entregá-las ao professor, sem sequer ler. Sendo assim, é um dos objetivos da biblioteca a conscientização dos alunos que:

4 75 Fazer um trabalho não é copiar trechos de livros. Em primeiro lugar, porque isso não vai melhorar em nada seus conhecimentos. Em segundo lugar, não é honesto. E em terceiro lugar é quase certo que seu professor vai reconhecer os trechos e você vai só conseguir uma nota baixa... (ROCHA, 1996, p.15). É importante ressaltar também, a necessidade dos cuidados no manuseio e conservação do material impresso, lembrando que o livro ou documento da Biblioteca pertence a todos e necessita de cuidados para sua conservação. De acordo com Luccas e Seripierre (1995, p. 31): um dos fatores extrínsecos a ser ressaltando é a ação do homem interferindo como coadjuvante na degradação dos documentos, através do manuseio incorreto, acondicionamento inadequado, e nas condições construtivas. Técnicas simples e de fácil execução podem contribuir na conscientização sobre a importância da conservação de livros e documentos. Sendo a conservação preventiva, uma forma de estender a vida útil dos documentos. Ainda segundo Luccas e Seripierre (1995, p. 49) o manuseio incorreto e a armazenagem de forma inadequada contribuem rapidamente no processo de deterioração de documentos. 2 RELATO DA EXPERIÊNCIA Nesta seção será apresentada a sequência das atividades desenvolvidas na elaboração deste projeto. O início dos trabalhos deu-se pela leitura de textos sobre o tema Pesquisa Escolar, para subsidiar o conteúdo da Palestra Pesquise já: inovando a pesquisa escolar, a ser ministrada no Projeto. Após a leitura, iniciou-se o levantamento de fontes de informações online, com a preocupação de realizar uma criteriosa seleção e avaliação, com relação à confiabilidade e segurança das fontes de informações. Foram selecionados, avaliados e explorados os recursos informacionais, disponíveis das seguintes fontes online: Ciência Hoje das Crianças, Ciência Hoje, SuperInteressante, Alô Escola, Bússola Escolar e Domínio Público. Com o objetivo de mostrar a importância da utilização tanto de recursos informacionais online como impressos, apresentou-se também materiais impressos, disponíveis na BCo, como por exemplo: Revista Ciência Hoje das Crianças, SuperInteressante e Galileu, bem como Obras de Referência: Atlas, Enciclopédias e Dicionários de assuntos gerais e especializados. Para a apresentação da palestra elaborou-se slides em PowerPoint com o conteúdo a ser abordado, de forma dinâmica e interativa permitindo a participação e interação dos alunos com o palestrante, tornando o aprendizado mais agradável. Foram desenvolvidas atividades práticas de acesso aos sites indicados. Foram realizadas Visitas Monitoradas com o objetivo de divulgar a BCo, seu espaço físico, seus produtos e serviços. Uma atividade desenvolvida durante a visita aconteceu na Sala de Coleções Especiais, onde foram apresentadas brevemente as coleções que a compõe, seu laboratório de conservação e a prática de higienização e reparo de documentos. Nesta etapa da visita foi desenvolvida uma atividade de conscientização sobre a importância da conservação e manuseio de livros e documentos, com a apresentação de pôster ilustrativo e informativo

5 76 sobre o tema. Cada participante leu o conteúdo do pôster e o profissional bibliotecário justificou o porquê da orientação, demonstrando a forma correta de proceder, citando os hábitos comuns dos leitores que causam danos aos materiais bibliográficos e respectivas avarias. Foram elaborados folders explicativos, distribuídos aos participantes do projeto no final das atividades: folder Passo-a-Passo da Pesquisa Escolar, com a síntese das etapas de elaboração da pesquisa e a indicação de sites confiáveis, para utilização como roteiro de orientação e o folder Cuidados ao Manusear os Livros ou Documentos, com dicas de conservação e manuseio, que foi elaborado pela equipe da COLESP. O encerramento da atividade aconteceu na Biblioteca Infantil e na Gibiteca da BCo, onde os participantes ficaram à vontade para explorar esses espaços. 2.1 PERCEPÇÕES DA EQUIPE As palestras foram muito bem aceitas e houve uma grande participação e interação por parte dos alunos, que a todo o momento faziam comentários, relatando como desenvolviam suas pesquisas e o tipo de fontes que utilizavam. Os alunos se mostraram entusiasmados com os sites indicados, por apresentarem as informações de uma maneira simples, clara, objetiva e no caso específico do site da Ciência Hoje das Crianças com muito material interativo, jogos, vídeos, áudios, demonstrando que é possível estudar e aprender de forma criativa e prazerosa. Uma das atividades que entusiasmou os estudantes foi a visita à Biblioteca Infantil, à Gibiteca e à Sala de Coleções Especiais - COLESP. Vale ressaltar ainda que os participantes da atividade desenvolvida na COLESP demonstraram grande interesse em ler o folder, havendo inclusive disputa para ler em voz alta o conteúdo do material. Os folders foram bem recebidos pelos alunos, que demonstraram interesse pelas informações contidas. Prova disso foi que os participantes se certificavam de não esquecê-los no final da atividade. O projeto iniciou no ano de 2010 e continua sendo ofertado anualmente como um Projeto de Extensão da UFSCar, parte do Programa de Incentivo à Leitura da BCo PROLER. No ano de 2010 foram recebidos 12 grupos, totalizando 350 estudantes e professores do Ensino Fundamental e Médio de escolas públicas e particulares da cidade de São Carlos-SP e região. Em 2011 participaram do projeto 02 grupos, num total de 84 alunos e professores. Já em 2012 foram recebidos 07 (sete) grupos do Ensino Fundamental de escolas públicas e particulares e (1) um grupo do projeto Pequeno Aprendiz do SENAC, totalizando 188 participantes. Justifica-se a redução no oferta do projeto em 2011 e 2012 devido à greve dos servidores técnicoadministrativos das Instituições de Ensino Superior. Esse trabalho terá continuidade no ano de 2013 como parte de um projeto apresentado por uma docente do Departamento de Metodologia de Ensino da UFSCar, que foi contemplado no edital ProExt 2013, como também nas atividades desenvolvidas pela BCo na Semana Nacional do Livro Infantil, Semana do Livro e da Biblioteca e atendendo as solicitações das escolas, superando as expectativas previstas nos anos anteriores.

6 77 CONSIDERAÇÕES FINAIS Conclui-se que o Projeto cumpriu os objetivos propostos orientando os participantes no desenvolvimento de técnicas para elaboração da pesquisa escolar, promovendo o acesso aos recursos disponíveis na Biblioteca Comunitária, em fontes de informações impressas e em sites confiáveis e conscientizando-os quanto à forma correta de manuseio de livros e documentos, dando ênfase à proposta de que é preciso preservar seu acervo para não restaurá-lo. Considera-se, portanto, que as bibliotecas são capazes de desempenhar um papel fundamental no processo de ensino-aprendizagem, orientando a pesquisa escolar, promovendo o incentivo a leitura, a conservação de material bibliográfico, e a formação de um cidadão crítico, participativo e transformador da sociedade. Sendo assim, as bibliotecas podem e devem atuar de forma efetiva e próxima das escolas e da comunidade, uma vez que possuem recursos informacionais e pessoal capacitado para tal. As bibliotecas são espaços dinâmicos, onde é possível desvendar o mundo e aprimorar o conhecimento. REFERÊNCIAS BAGNO, M. Pesquisa na escola. São Paulo: Edições Loyola, BELISÁRIO, D. R. F.; LOPES, T. B. Projeto Caça ao Tesouro: a prática dinâmica da pesquisa escolar. São Carlos: UFSCar/ProEx, Projeto de Extensão. BICHERI, A. L. O.; ELLWEIN, S. A. F. Pesquisa escolar na internet. In: SILVA, R. J.; BORTOLIN, S. (Org.). Fazeres cotidianos na biblioteca escolar. São Paulo: Polis, p CAMPELLO, B. S. et al. A Internet na pesquisa escolar: um panorama do uso da Web por alunos do Ensino Fundamental Disponível em: <http://dici.ibict.br/archive/ >. Acesso em: jun CAPPARELLI, S. et al. Balaio de ideias. Porto Alegre: Editora Projeto, CUNHA, M. A. Como a biblioteca ajuda na formação de jovens leitores. In: LINHARES, C. Jornal da Manhã, 21 de outubro de Disponível em: <http://www.jmnews.com.br/noticias/mix/12,26374,21,10,como-a-biblioteca-ajuda-na-formacao-de-jovensleitores.shtml>. Acesso em: 21 nov LUCCAS, L.; SERIPIERRI, D. Conservar para não restaurar: uma proposta para preservação de documentos em bibliotecas. Brasília: Thesaurus, ROCHA, R. Pesquisar e aprender. São Paulo: Scipione, SILVA, R. J. S.; BORTOLIN, S. Fazeres cotidianos na biblioteca escolar. São Paulo: Polis, 2006.

Blog +Leitura BCo/UFSCar: um relato sobre o uso da Web 2.0 no incentivo à leitura

Blog +Leitura BCo/UFSCar: um relato sobre o uso da Web 2.0 no incentivo à leitura Powered by TCPDF (www.tcpdf.org) Blog +Leitura BCo/UFSCar: um relato sobre o uso da Web 2.0 no incentivo à leitura Teresa Bessi Lopes (UFSCar) - teresa@ufscar.br Denilson de Oliveira Sarvo (UFSCar) - tcnoise@gmail.com

Leia mais

FORMAÇÃO CONTINUADA E INCLUSÃO DIGITAL NO MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA/PB

FORMAÇÃO CONTINUADA E INCLUSÃO DIGITAL NO MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA/PB FORMAÇÃO CONTINUADA E INCLUSÃO DIGITAL NO MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA/PB Telma Cristina Gomes da Silva (PROLING/UFPB) telmapedist@hotmail.com Introdução A Cultura Digital impõe novos desafios pedagógicos

Leia mais

COMPETÊNCIA INFORMACIONAL NA ESCOLA: UM PROJETO COM ALUNOS E PROFESSORES DO ENSINO FUNDAMENTAL

COMPETÊNCIA INFORMACIONAL NA ESCOLA: UM PROJETO COM ALUNOS E PROFESSORES DO ENSINO FUNDAMENTAL XIV Encontro Regional dos Estudantes de Biblioteconomia, Documentação, Ciência da Informação e Gestão da Informação - Região Sul - Florianópolis - 28 de abril a 01 de maio de 2012 COMPETÊNCIA INFORMACIONAL

Leia mais

Informatização e software para bibliotecas comunitárias

Informatização e software para bibliotecas comunitárias Informatização e software para bibliotecas comunitárias Lorena Tavares de Paula Diante da configuração social, na qual o acesso ao computador tornou-se um elemento presente na vida cotidiana de um número

Leia mais

PLANO DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL PELA EDUCAÇÃO

PLANO DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL PELA EDUCAÇÃO PLANO DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL PELA EDUCAÇÃO Este documento é resultado do chamado do Ministério da Educação à sociedade para um trabalho voluntário de mobilização das famílias e da comunidade pela melhoria

Leia mais

Britannica Escola Online. Manual de Treinamento

Britannica Escola Online. Manual de Treinamento Britannica Escola Online Manual de Treinamento 1 ÍNDICE Conhecendo a Britannica Escola Online...3 Como Acessar a Britannica Escola Online...3 Página Inicial da Britannica Escola Online...4 Área de Pesquisa...4

Leia mais

DIAGNÓSTICO DO PERFIL DO LEITOR: ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE O ENSINO PÚBLICO E PRIVADO NA REGIÃO OESTE DO ESTADO DE SÃO PAULO

DIAGNÓSTICO DO PERFIL DO LEITOR: ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE O ENSINO PÚBLICO E PRIVADO NA REGIÃO OESTE DO ESTADO DE SÃO PAULO DIAGNÓSTICO DO PERFIL DO LEITOR: ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE O ENSINO PÚBLICO E PRIVADO NA REGIÃO OESTE DO ESTADO DE SÃO PAULO Érika Cristina Mashorca Fiorelli, UNESP - Presidente Prudente-SP, SESI/SP; Ana

Leia mais

PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE

PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE Sérgio Dal-Ri Moreira Pontifícia Universidade Católica do Paraná Palavras-chave: Educação Física, Educação, Escola,

Leia mais

ALFABETIZAÇÃO DIGITAL E LETRAMENTO INFORMACIONAL EM LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA UNIVERSITÁRIO: RELATO DE PROJETO DE EXTENSÃO 1

ALFABETIZAÇÃO DIGITAL E LETRAMENTO INFORMACIONAL EM LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA UNIVERSITÁRIO: RELATO DE PROJETO DE EXTENSÃO 1 ALFABETIZAÇÃO DIGITAL E LETRAMENTO INFORMACIONAL EM LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA UNIVERSITÁRIO: RELATO DE PROJETO DE EXTENSÃO 1 RESUMO Thaísa Antunes Gonçalves 2 Este trabalho objetiva relatar as atividades

Leia mais

A participação nessas atividades será comprovada através de um formulário denominada Relatório de Atividades Complementares (RAC).

A participação nessas atividades será comprovada através de um formulário denominada Relatório de Atividades Complementares (RAC). Manual do Aluno OBJETIVO A Faculdade do Pará implantou o Programa de Treinamento Profissional (PTP) para que você possa realizar ações práticas, desde o primeiro período do curso, ligado a profissão que

Leia mais

ENCARTE. www.educarede.org.br. Internet na escola. Caderno do capacitador

ENCARTE. www.educarede.org.br. Internet na escola. Caderno do capacitador DVD Vídeo-Aula Internet na escola ENCARTE www.educarede.org.br Internet na escola Caderno do capacitador Internet na escola 3 Pesquisar Acessar o conhecimento é condição para compreendermos a sociedade

Leia mais

Eixo Temático 4 : Formação de professores e práticas pedagógicas PROFESSORES AUTÔNOMOS: UTILIZANDO FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS COMO RECURSO PEDAGÓGICO

Eixo Temático 4 : Formação de professores e práticas pedagógicas PROFESSORES AUTÔNOMOS: UTILIZANDO FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS COMO RECURSO PEDAGÓGICO Eixo Temático 4 : Formação de professores e práticas pedagógicas PROFESSORES AUTÔNOMOS: UTILIZANDO FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS COMO RECURSO PEDAGÓGICO RESUMO Arlam Dielcio Pontes da Silva UFRPE/UAG Gerciane

Leia mais

Importância e Implementação

Importância e Implementação Importância e Implementação O que é? Sub-área da inclusão social. Democratização do acesso às tecnologias de informação. Melhorar as condições de vida de uma comunidade com ajuda da tecnologia. Utilização

Leia mais

PROJETO DE LEITURA E ESCRITA. Era uma vez... E conte outra vez.

PROJETO DE LEITURA E ESCRITA. Era uma vez... E conte outra vez. PROJETO DE LEITURA E ESCRITA Era uma vez... E conte outra vez. CARACTERIZAÇÃO DO PROJETO TEMA; PROJETO DE LEITURA E ESCRITA. Era uma vez... E conte outra vez. INSTITUIÇÃO Escola Estadual Lino Villachá

Leia mais

INFORME UVV-ES Nº9 15-21/04 de 2013 UVV POST. Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional

INFORME UVV-ES Nº9 15-21/04 de 2013 UVV POST. Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional UVV POST Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO A cadeira que você senta, o quadro que o professor escreve, o portão

Leia mais

DIÁLOGO VIRTUAL COM A SAÚDE : um projeto piloto de extensão a distância

DIÁLOGO VIRTUAL COM A SAÚDE : um projeto piloto de extensão a distância DIÁLOGO VIRTUAL COM A SAÚDE : um projeto piloto de extensão a distância 128-TC-B5 Maio/2005 Marcio Vieira de Souza, Dr. Universidade do Vale do Itajai-UNIVALI-SC e-mail: mvsouza@univali.br Fernando Spanhol,

Leia mais

Palavras-chave: Novas Tecnologias Educação Professor Prática Pedagógica

Palavras-chave: Novas Tecnologias Educação Professor Prática Pedagógica EDUCAÇÃO E PROFESSOR DIANTE DO USO DAS NOVAS TECNOLOGIAS Resumo Marília Gerlane Guimarães da Silva graduanda UEPB mariliagerlany@hotmail.com Orientadora: Profª Ms. Eliane Brito de Lima- UEPB/PMCG eliabrito@ig.com.br

Leia mais

LEITURA EM LÍNGUA ESPANHOLA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: COMPREENSÃO E EXPRESSÃO CRIATIVA

LEITURA EM LÍNGUA ESPANHOLA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: COMPREENSÃO E EXPRESSÃO CRIATIVA LEITURA EM LÍNGUA ESPANHOLA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: COMPREENSÃO E EXPRESSÃO Instituto Federal Farroupilha Câmpus Santa Rosa ledomanski@gmail.com Introdução Ler no contexto mundial globalizado

Leia mais

_áääáçíéå~= `Éåíêç=ÇÉ=fåÑçêã~ ç=é=oéñéêæååá~

_áääáçíéå~= `Éåíêç=ÇÉ=fåÑçêã~ ç=é=oéñéêæååá~ _áääáçíéå~ `ÉåíêçÇÉfåÑçêã~ çéoéñéêæååá~ DIRETRIZES PARA A SELEÇÃO E AQUISIÇÃO DE LIVROS, MONOGRAFIAS E SIMILARES PARA A BIBLIOTECA DA FACULDADE DE SAÚDE PÚBLICA/ USP 1. INTRODUÇÃO O fluxo crescente de

Leia mais

A FORMAÇÃO DE LEITORES EM ESPAÇOS ESCOLARES E NÃO ESCOLARES: CONHECENDO UMA EXPERIÊNCIA.

A FORMAÇÃO DE LEITORES EM ESPAÇOS ESCOLARES E NÃO ESCOLARES: CONHECENDO UMA EXPERIÊNCIA. A FORMAÇÃO DE LEITORES EM ESPAÇOS ESCOLARES E NÃO ESCOLARES: CONHECENDO UMA EXPERIÊNCIA. Francisca Fabiana Ferreira da Silva 1 fabiana.igor@hotmail.com Francisca Mônica Paz de Sousa Dantas 2 monnyka@hotmail.com

Leia mais

OBJETIVO GERAL OBJETIVOS ESPECÍFICOS

OBJETIVO GERAL OBJETIVOS ESPECÍFICOS APRENDER BRINCANDO INVESTIDAS DA PRÁTICA EDUCACIONAL EM ESPAÇOS NÃO ESCOLARES JUNTO AO PROGRAMA INTEGRAÇÃO AABB COMUNIDADE, UMA EXPERIÊNCIA COM CRIANÇAS E JOVENS DA REDE PÚBLICA DE ENSINO DA CIDADE DE

Leia mais

A INTERATIVIDADE DA IMAGEM COM A (RE)LEITURA DO MUNDO: UMA PROPOSTA DE INCENTIVO À LEITURA ATRAVÉS DO ESTÍMULO VISUAL

A INTERATIVIDADE DA IMAGEM COM A (RE)LEITURA DO MUNDO: UMA PROPOSTA DE INCENTIVO À LEITURA ATRAVÉS DO ESTÍMULO VISUAL A INTERATIVIDADE DA IMAGEM COM A (RE)LEITURA DO MUNDO: UMA PROPOSTA DE INCENTIVO À LEITURA ATRAVÉS DO ESTÍMULO VISUAL Deise Belisário * Pedro Ivo Silveira Andretta ** Resumo: Este artigo refere-se ao uso

Leia mais

Gestão e Organização de Bibliotecas Públicas

Gestão e Organização de Bibliotecas Públicas Gestão e Organização de Bibliotecas Públicas Sandra Soller Dias da Silva SSOLLER Informações Empresariais Junho de 2012 Introdução A biblioteca hoje é um centro de acesso à informação e ao conhecimento.

Leia mais

ESCOLA, LEITURA E A INTERPRETAÇÃO TEXTUAL- PIBID: LETRAS - PORTUGUÊS

ESCOLA, LEITURA E A INTERPRETAÇÃO TEXTUAL- PIBID: LETRAS - PORTUGUÊS ESCOLA, LEITURA E A INTERPRETAÇÃO TEXTUAL- PIBID: LETRAS - PORTUGUÊS RESUMO Juliana Candido QUEROZ (Bolsista) 1 ; Natália SILVA (Bolsista) 2, Leila BRUNO (Supervisora) 3 ; Sinval Martins S. FILHO (Coordenador)

Leia mais

INSTRUÇÃO N 2, DE 26 DE MARÇO DE 2007. O SECRETÁRIO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE, no uso de suas atribuições legais,

INSTRUÇÃO N 2, DE 26 DE MARÇO DE 2007. O SECRETÁRIO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE, no uso de suas atribuições legais, INSTRUÇÃO N 2, DE 26 DE MARÇO DE 2007 O SECRETÁRIO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE, no uso de suas atribuições legais, APROVA: REGULAMENTO DA BIBLIOTECA ECOLÓGICA INFANTIL MARIA DINORAH CAPÍTULO I DA ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

PROGRAMA ESCOLA DA INTELIGÊNCIA - Grupo III ao 5º Ano

PROGRAMA ESCOLA DA INTELIGÊNCIA - Grupo III ao 5º Ano ... CEFF - CENTRO EDUCACIONAL FAZENDINHA FELIZ Rua Professor Jones, 1513 - Centro - Linhares / ES - CEP. 29.900-131 - Telefone: (27) 3371-2265 www.escolafazendinhafeliz.com.br... Ao colocar seu filho na

Leia mais

PROJETO SEMEANDO LEITORES

PROJETO SEMEANDO LEITORES PROJETO SEMEANDO LEITORES APRESENTAÇÃO: O Projeto Semeando Leitores, é um projeto de iniciativa voluntária que se propõe a contribuir para o estimulo a leitura, promoção da literatura piauiense, valorização

Leia mais

PROJETO DE INCENTIVO À LEITURA E AS PRÁTICAS LEITORAS DA BIBLIOTECA DA ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO CEARÁ

PROJETO DE INCENTIVO À LEITURA E AS PRÁTICAS LEITORAS DA BIBLIOTECA DA ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO CEARÁ XIV Encontro Regional dos Estudantes de Biblioteconomia, Documentação, Ciência da Informação e Gestão da Informação - Região Sul - Florianópolis - 28 de abril a 01 de maio de 2012 PROJETO DE INCENTIVO

Leia mais

ESCOLA. BRITANNICA.COM.BR

ESCOLA. BRITANNICA.COM.BR britannica.com.br Guia do usuário: Britannica ESCOLA. BRITANNICA.COM.BR BEM-VINDO AO BRITANNICA DIGITAL LEARNING Os melhores recursos digitais para a sua escola Parabenizamos a sua decisão de usar o Britannica

Leia mais

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES A Biblioteca da Faculdade do Guarujá tem por objetivos: - Colaborar em pesquisas e projetos desenvolvidos pelo corpo docente e discente da Faculdade do Guarujá;

Leia mais

MANUAL DO ALUNO PÓS-GRADUAÇÃO

MANUAL DO ALUNO PÓS-GRADUAÇÃO MANUAL DO ALUNO PÓS-GRADUAÇÃO CARO ALUNO, Seja Bem-Vindo às Escolas e Faculdades QI! Desejamos a você uma excelente jornada de estudos e evolução, tanto no campo profissional, como pessoal. Recomendamos

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E AS NOVAS TECNOLOGIAS E A FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES: DA TEORIA À PRÁTICA

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E AS NOVAS TECNOLOGIAS E A FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES: DA TEORIA À PRÁTICA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E AS NOVAS TECNOLOGIAS E A FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES: DA TEORIA À PRÁTICA Polyana Marques Lima Rodrigues 1 - UFAL Willams dos Santos Rodrigues Lima 2 - UFAL Grupo de Trabalho

Leia mais

2.2.4. Questionário a ser Respondido Pelos Estudantes de Pós Graduação

2.2.4. Questionário a ser Respondido Pelos Estudantes de Pós Graduação 2.2.4. Questionário a ser Respondido Pelos Estudantes de Pós Graduação Este questionário é um instrumento de coleta de informações para a realização da auto avaliação da UFG que tem como objetivo conhecer

Leia mais

PROJETO DE INTERVEÇÃO: UM OLHAR DIFERENTE PARA O LIXO

PROJETO DE INTERVEÇÃO: UM OLHAR DIFERENTE PARA O LIXO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO-UFERSA NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CURSO :EDUCAÇÃO AMBIENTAL ALUNA:FRANCISCA IÊDA SILVEIRA DE SOUZA TUTORA: ANYELLE PAIVA ROCHA ELIAS PROFESSORA: DIANA GONSALVES

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE PARATY INSTITUTO C&A DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL ASSOCIAÇÃO CASA AZUL

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE PARATY INSTITUTO C&A DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL ASSOCIAÇÃO CASA AZUL SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE PARATY INSTITUTO C&A DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL ASSOCIAÇÃO CASA AZUL EDITAL CONCURSO ESCOLA DE LEITORES PARATY - RJ 2009/2010 OBJETO: Seleção de projetos para o Concurso

Leia mais

Temática(s): ACESSIBILIDADE COMUNICACIONAL RELATO DE EXPERIÊNCIA

Temática(s): ACESSIBILIDADE COMUNICACIONAL RELATO DE EXPERIÊNCIA Temática(s): ACESSIBILIDADE COMUNICACIONAL RELATO DE EXPERIÊNCIA ACESSIBILIDADE INFORMACIONAL: alunos com deficiência visual na Universidade Federal do Rio Grande do Norte MELO, E. S. F. de. (Universidade

Leia mais

CMI Centro de Memória e Informação CMI. Dados do Projeto e do(a) Coordenador do Projeto. Telefônico: 3289-4654

CMI Centro de Memória e Informação CMI. Dados do Projeto e do(a) Coordenador do Projeto. Telefônico: 3289-4654 CMI Centro de Memória e Informação CMI Dados do Projeto e do(a) Coordenador do Projeto Título do Projeto: Biblioteca infantojuvenil: estudo para desenvolvimento de acervo. Coordenador do Projeto: Dilza

Leia mais

O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL

O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL Pelotas RS Maio 2010 Letícia Marques Vargas IFSul le.mvargas@gmail.com Gabriela

Leia mais

LUDICIDADE: UMA POSSIBILIDADE METODOLÓGICA PARA PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL E SÉRIES INICIAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA

LUDICIDADE: UMA POSSIBILIDADE METODOLÓGICA PARA PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL E SÉRIES INICIAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA LUDICIDADE: UMA POSSIBILIDADE METODOLÓGICA PARA PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL E SÉRIES INICIAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA RESUMO Edena Carla Dorne Cavalli UNIOESTE CAPES ed-cavalli@uol.com.br

Leia mais

LETRAMENTO INFORMACIONAL: formação do leitor na biblioteca escolar. Palavras-chave: Letramento informacional. Biblioteca escolar. Leitura.

LETRAMENTO INFORMACIONAL: formação do leitor na biblioteca escolar. Palavras-chave: Letramento informacional. Biblioteca escolar. Leitura. XIV Encontro Regional dos Estudantes de Biblioteconomia, Documentação, Ciência da Informação e Gestão da Informação - Região Sul - Florianópolis - 28 de abril a 01 de maio de 2012 LETRAMENTO INFORMACIONAL:

Leia mais

Título do trabalho: PROMOVER A ACESSIBILIDADE AOS DEFICIENTES VISUAIS E BAIXA VISÃO À REDE DE BIBLIOTECAS DA UNESP

Título do trabalho: PROMOVER A ACESSIBILIDADE AOS DEFICIENTES VISUAIS E BAIXA VISÃO À REDE DE BIBLIOTECAS DA UNESP Temática(s): Acessibilidade em bibliotecas Tipo de Trabalho: Relato de experiência Título do trabalho: PROMOVER A ACESSIBILIDADE AOS DEFICIENTES VISUAIS E BAIXA VISÃO À REDE DE BIBLIOTECAS DA UNESP Autores

Leia mais

Título: A formação do professor para o uso do jornal na sala de aula no ensino

Título: A formação do professor para o uso do jornal na sala de aula no ensino Título: A formação do professor para o uso do jornal na sala de aula no ensino fundamental Resumo O projeto de iniciação científica está vinculado à pesquisa Uso do jornal em sala de aula e compreensão

Leia mais

PROJETO A SER DESENVOLVIDO PELA ACADÊMICA DO CURSO DE CAPACITAÇÃO ATENA CURSOS-SC. MARA REGINA MACHADO

PROJETO A SER DESENVOLVIDO PELA ACADÊMICA DO CURSO DE CAPACITAÇÃO ATENA CURSOS-SC. MARA REGINA MACHADO 1 PROJETO A SER DESENVOLVIDO PELA ACADÊMICA DO CURSO DE CAPACITAÇÃO ATENA CURSOS-SC. MARA REGINA MACHADO TRANSTORNOS NA APRENDIZAGEM. Passo Fundo, dezembro 2014. 2 TRANSTORNOS NA APRENDIZAGEM Professora:

Leia mais

Palavras-chave: Leitura. Oralidade. (Re)escrita. Introdução

Palavras-chave: Leitura. Oralidade. (Re)escrita. Introdução 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA (X ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA OS TEXTOS

Leia mais

Palavras-chave: Estágio em Serviço de Referência. Biblioteca Universitária e Comunitária. Seção de Acesso às Bases de Dados

Palavras-chave: Estágio em Serviço de Referência. Biblioteca Universitária e Comunitária. Seção de Acesso às Bases de Dados XIV Encontro Regional dos Estudantes de Biblioteconomia, Documentação, Ciência da Informação e Gestão da Informação - Região Sul - Florianópolis - 28 de abril a 01 de maio de 2012 PERÍODO DE ESTUDOS PRÁTICOS

Leia mais

TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO: UMA INVESTIGAÇÃO COM LICENCIANDOS E PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA A PARTIR DO PIBID

TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO: UMA INVESTIGAÇÃO COM LICENCIANDOS E PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA A PARTIR DO PIBID TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO: UMA INVESTIGAÇÃO COM LICENCIANDOS E PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA A PARTIR DO PIBID Nataélia Alves da Silva (1) * ; Creuza Souza Silva (1); Lecy das Neves Gonzaga (1); Michelle

Leia mais

FERREIRA, Ana Lúcia BRIZOLARA TRINDADE, Elaine ROCHA HUFFELL, Jefferson Lima BRAGA Maria Tereza Comunicação Oral RESUMO

FERREIRA, Ana Lúcia BRIZOLARA TRINDADE, Elaine ROCHA HUFFELL, Jefferson Lima BRAGA Maria Tereza Comunicação Oral RESUMO AS TECNOLOGIAS FAZENDO A DIFERENÇA NO DESEMPENHO ESCOLAR DOS ALUNOS DEFICIENTES VISUAIS NA ESCOLA INSTITUTO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ISABEL DE ESPANHA 28ª CRE FERREIRA, Ana Lúcia BRIZOLARA TRINDADE, Elaine

Leia mais

Mostra de Projetos 2011 BRINQUEDOTECA: O LÚDICO NO RESGATE

Mostra de Projetos 2011 BRINQUEDOTECA: O LÚDICO NO RESGATE Mostra de Projetos 2011 BRINQUEDOTECA: O LÚDICO NO RESGATE Mostra Local de: Londrina. Categoria do projeto: Projetos finalizados. Nome da Instituição/Empresa: (Campo não preenchido). Cidade: Londrina.

Leia mais

CADERNO DA SECRETARIA

CADERNO DA SECRETARIA CADERNO DA SECRETARIA Um dos maiores legados que a escola pode deixar para um aluno é o interesse e a habilidade de ler e escrever. Tornar-se leitor não é apenas dominar os códigos, símbolos e regras da

Leia mais

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MUNICIPAL PROJETO DE INCENTIVO A LEITURA BIBLIOTECA ITINERANTE

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MUNICIPAL PROJETO DE INCENTIVO A LEITURA BIBLIOTECA ITINERANTE SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MUNICIPAL PROJETO DE INCENTIVO A LEITURA BIBLIOTECA ITINERANTE LÊ TAMBÉM É PROJETO SÓCIO EDUCACIONAL VIV 1. INTRODUÇÃO O presente documento propõe o Projeto da Biblioteca Itinerante

Leia mais

Como adquirir os materiais didáticos do Moderna.Compartilha

Como adquirir os materiais didáticos do Moderna.Compartilha Como adquirir os materiais didáticos do Moderna.Compartilha MODERNA.COMPARTILHA: INTEGRAR TECNOLOGIA E CONTEÚDOS A FAVOR DO APRENDIZADO. Os alunos deste século estão conectados com novas ideias, novas

Leia mais

Palavras-chaves: Formação de professores; Estágio Supervisionado; Reflexão sobre a prátida; Escrita docente; Diários de aula.

Palavras-chaves: Formação de professores; Estágio Supervisionado; Reflexão sobre a prátida; Escrita docente; Diários de aula. DIÁRIOS DE AULA ONLINE: ANÁLISE DE UM DISPOSITIVO DE FORMAÇÃO DOCENTE NA LICENCIATURA EM MATEMÁTICA Jane Bittencourt 1 Alice Stephanie Tapia Sartori 2 Resumo Esse trabalho tem como foco a formação inicial

Leia mais

PROPOSTAS DE EAD NO ENSINO SUPERIOR, SOB A ÓTICA DA LEGISLAÇÃO EDUCACIONAL 1

PROPOSTAS DE EAD NO ENSINO SUPERIOR, SOB A ÓTICA DA LEGISLAÇÃO EDUCACIONAL 1 PROPOSTAS DE EAD NO ENSINO SUPERIOR, SOB A ÓTICA DA LEGISLAÇÃO EDUCACIONAL 1 Elaine Turk Faria 1 O site do Ministério de Educação (MEC) informa quantas instituições já estão credenciadas para a Educação

Leia mais

ATIVIDADE ORIENTADA CURSO: PEDAGOGIA DISCIPLINA: ESTUDOS DA NATUREZA NA EDUCAÇÃO INFANTIL CIRCUITO: 9 PERIODO: 4º.

ATIVIDADE ORIENTADA CURSO: PEDAGOGIA DISCIPLINA: ESTUDOS DA NATUREZA NA EDUCAÇÃO INFANTIL CIRCUITO: 9 PERIODO: 4º. ATIVIDADE ORIENTADA CURSO: PEDAGOGIA DISCIPLINA: ESTUDOS DA NATUREZA NA EDUCAÇÃO INFANTIL CIRCUITO: 9 PERIODO: 4º Caro(a) aluno(a), Esta atividade deverá ser desenvolvida em grupo, ao longo da disciplina,

Leia mais

1. Centro para a Juventude. 199 jovens frequentaram os cursos de:

1. Centro para a Juventude. 199 jovens frequentaram os cursos de: Relatório Despertar 2014 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

Durante muito tempo, a educação formal menosprezou um possível caráter

Durante muito tempo, a educação formal menosprezou um possível caráter Durante muito tempo, a educação formal menosprezou um possível caráter educativo de qualquer forma de comunicação de massa e ignorou o fato de poder trabalhar com ela. Diante do desafio de superar essa

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR NORTE - RS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR NORTE - RS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR NORTE - RS PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO CIÊNCIAS BIOLÓGICAS LICENCIATURA PLENA ESTRATÉGIAS PEDAGÓGICAS O Curso de Ciências Biológicas, através

Leia mais

Contribuição das Tecnologias da Informação e Comunicação no Processo Ensino-Aprendizagem

Contribuição das Tecnologias da Informação e Comunicação no Processo Ensino-Aprendizagem Contribuição das Tecnologias da Informação e Comunicação no Processo Ensino-Aprendizagem Prof. Dr. Luis Paulo Leopoldo Mercado Programa de Pós-Graduação em Educação Universidade Federal de Alagoas Conteúdos

Leia mais

Sistemas Estruturados de Ensino e Redes Municipais do Estado de São Paulo

Sistemas Estruturados de Ensino e Redes Municipais do Estado de São Paulo Sistemas Estruturados de Ensino e Redes Municipais do Estado de São Paulo Coordenadora: Paula Louzano Marcio Kameoka Valéria Rocha Adriana Borges Avaliação pedagógica: Rosa Barros Elenita Berger Rosana

Leia mais

AMERICAN ASSOCIATION OF SCHOOL LIBRARIANS PARÂMETROS PARA O APRENDIZ DO SÉCULO 21

AMERICAN ASSOCIATION OF SCHOOL LIBRARIANS PARÂMETROS PARA O APRENDIZ DO SÉCULO 21 AMERICAN ASSOCIATION OF SCHOOL LIBRARIANS PARÂMETROS PARA O APRENDIZ DO SÉCULO 21 CONVICÇÕES COMPARTILHADAS A leitura é uma janela para o mundo. A leitura é uma competência fundamental para a aprendizagem,

Leia mais

PLANEJAMENTO NA EJA: PROCESSOS E DESAFIOS

PLANEJAMENTO NA EJA: PROCESSOS E DESAFIOS PLANEJAMENTO NA EJA: PROCESSOS E DESAFIOS Ana Lucia Paranhos de Jesus Bolsista ID PIBID / UNEB no DEDC I Priscila Santos Moreira Bolsista ID PIBID / UNEB no DEDC I RESUMO Jeane dos Anjos Moreira Bolsista

Leia mais

PROJETO LEITURA INTERATIVA

PROJETO LEITURA INTERATIVA PROJETOS COMPLEMENTARES PROJETO LEITURA INTERATIVA Atividade planejada e permanente com os usuários, em grupos, que visa introduzir em sua vida a leitura diária de jornais, livros e revistas e atualização

Leia mais

Iniciativas de marketing digital aplicado na biblioteca da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) do Rio de Janeiro. Berta Jaqueline Rosa* 1

Iniciativas de marketing digital aplicado na biblioteca da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) do Rio de Janeiro. Berta Jaqueline Rosa* 1 Iniciativas de marketing digital aplicado na biblioteca da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) do Rio de Janeiro Berta Jaqueline Rosa* 1 Resumo: Este trabalho tem como objetivo identificar

Leia mais

CONCURSO CULTURAL DESAFIO DE GAMES & EDUCAÇÃO 2015

CONCURSO CULTURAL DESAFIO DE GAMES & EDUCAÇÃO 2015 CONCURSO CULTURAL DESAFIO DE GAMES & EDUCAÇÃO 2015 O Laboratório de Pesquisa em Jogos Digitais do Instituto Metrópole Digital (IMD) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), torna público

Leia mais

XIX CONGRESSO NACIONAL DE LINGUÍSTICA E FILOLOGIA

XIX CONGRESSO NACIONAL DE LINGUÍSTICA E FILOLOGIA XIX CONGRESSO NACIONAL DE LINGUÍSTICA E FILOLOGIA IMPACTOS DO PIBID/INGLÊS SUSTENTABILIDADE NOS ALUNOS André Henrique Gonçalves (UESC) henriqueios@live.com Laura de Almeida (UESC) prismaxe@gmail.com RESUMO

Leia mais

1. Apresentação. 1.1. Conexão Digital para o Desenvolvimento Social. 1.2. Engajamento na Iniciativa

1. Apresentação. 1.1. Conexão Digital para o Desenvolvimento Social. 1.2. Engajamento na Iniciativa 1. Apresentação 1.1. Conexão Digital para o Desenvolvimento Social A conexão Digital para o Desenvolvimento Social é uma iniciativa que abrange uma série de atividades desenvolvidas por ONGs em colaboração

Leia mais

FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE VILA VELHA ESTRUTURA BIBLIOTECA FESVV

FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE VILA VELHA ESTRUTURA BIBLIOTECA FESVV FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE VILA VELHA ESTRUTURA BIBLIOTECA FESVV VILA VELHA 2010 1. BIBLIOTECAS DA FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ ESPÍRITO SANTO As Bibliotecas da Faculdade Estácio de Sá Espírito Santo, seguem

Leia mais

XVI Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação 22 a 24 de julho de 2015

XVI Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação 22 a 24 de julho de 2015 XVI Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação 22 a 24 de julho de 2015 Modelo 2: resumo expandido de relato de experiência Resumo expandido O Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São

Leia mais

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES BIBLIOTECA WILHELM HEINRICH

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES BIBLIOTECA WILHELM HEINRICH POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES BIBLIOTECA WILHELM HEINRICH UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR VALE DO IGUAÇU - UNIGUAÇU POLÍTICA DE DESENVILVIMENTO DE COLEÇÕES BIBLIOTECA WILHELM HEINRICH A implantação

Leia mais

X Encontro Gaúcho de Educação Matemática

X Encontro Gaúcho de Educação Matemática INCLUSÃO DE ALUNOS SURDOS NO ENSINO REGULAR: INVESTIGAÇÃO DAS PROPOSTAS DIDÁTICO-METODOLÓGICAS DESENVOLVIDAS POR PROFESSORES DE MATEMÁTICA NO ENSINO MÉDIO DA EENAV GT 07 Educação Matemática, avaliação

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEPE 017/2014, de 23 de outubro de 2014

RESOLUÇÃO CONSEPE 017/2014, de 23 de outubro de 2014 RESOLUÇÃO CONSEPE 017/2014, de 23 de outubro de 2014 Dispõe sobre a utilização da Biblioteca Comunitária do Centro Universitário Central Paulista (UNICEP) e Regulamenta os Prodecimentos. O Diretor Geral,

Leia mais

Características do jornalismo on-line

Características do jornalismo on-line Fragmentos do artigo de José Antonio Meira da Rocha professor de Jornalismo Gráfico no CESNORS/Universidade Federal de Santa Maria. Instantaneidade O grau de instantaneidade a capacidade de transmitir

Leia mais

P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E B A U R U E s t a d o d e S ã o P a u l o S E C R E T A R I A D A E D U C A Ç Ã O

P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E B A U R U E s t a d o d e S ã o P a u l o S E C R E T A R I A D A E D U C A Ç Ã O P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E B A U R U E s t a d o d e S ã o P a u l o S E C R E T A R I A D A E D U C A Ç Ã O E. M. E. F. P R O F ª. D I R C E B O E M E R G U E D E S D E A Z E V E D O P

Leia mais

PROPOSTA PARA FOMENTO AO USO DE TIC NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFPR

PROPOSTA PARA FOMENTO AO USO DE TIC NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFPR 1 PROPOSTA PARA FOMENTO AO USO DE TIC NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFPR Curitiba PR Maio 2012 Categoria: A Setor Educacional: 3 Classificação das Áreas de Pesquisa em EaD Macro:C / Meso:I / Micro:N Natureza:B

Leia mais

BRINCANDO TAMBÉM SE APRENDE: O USO DE JOGOS MATEMÁTICOS NO ENSINO-APRENDIZAGEM DAS QUATRO OPERAÇÕES E DAS FRAÇÕES

BRINCANDO TAMBÉM SE APRENDE: O USO DE JOGOS MATEMÁTICOS NO ENSINO-APRENDIZAGEM DAS QUATRO OPERAÇÕES E DAS FRAÇÕES BRINCANDO TAMBÉM SE APRENDE: O USO DE JOGOS MATEMÁTICOS NO ENSINO-APRENDIZAGEM DAS QUATRO OPERAÇÕES E DAS FRAÇÕES Francisca Terezinha Oliveira Alves (UFPB) Carlos Alex Alves (UFPB) Marcelino José de Carvalho

Leia mais

DA EDUCAÇÃO TRADICIONAL ÀS NOVAS TECNOLOGIAS APLICADAS À EDUCAÇÃO

DA EDUCAÇÃO TRADICIONAL ÀS NOVAS TECNOLOGIAS APLICADAS À EDUCAÇÃO 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 DA EDUCAÇÃO TRADICIONAL ÀS NOVAS TECNOLOGIAS APLICADAS À EDUCAÇÃO Natália Aguiar de Menezes 1 RESUMO: Observa-se que com o passar dos anos o ensino superior

Leia mais

OS RECURSOS DIDÁTICOS NA PESQUISA ESCOLAR

OS RECURSOS DIDÁTICOS NA PESQUISA ESCOLAR OS RECURSOS DIDÁTICOS NA PESQUISA ESCOLAR Rubens Martins Marques Universidade Federal de Campina Grande, rhubens.m.marques@gmail.com RESUMO: Com o avanço da tecnologia a pesquisa escolar também avança

Leia mais

PRODUÇÕES AUDIOVISUAIS COMO UM PRODUTO DE INCENTIVO A FAVOR DAS ENTIDADES DA TV COMUNITÁRIA

PRODUÇÕES AUDIOVISUAIS COMO UM PRODUTO DE INCENTIVO A FAVOR DAS ENTIDADES DA TV COMUNITÁRIA 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( X ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA PRODUÇÕES AUDIOVISUAIS COMO UM

Leia mais

REGULAMENTO INSTITUCIONAL

REGULAMENTO INSTITUCIONAL UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇOS, ENSINO E PESQUISA LTDA. REGULAMENTO INSTITUCIONAL DA BIBLIOTECA KOSHITY NARAHASHI São Paulo 2010 SEÇÃO I DA COMPETENCIA Artigo 1º - À Biblioteca compete planejar, coordenar,

Leia mais

Projeto: IMPLEMENTAÇÃO DO SISTEMA DA REDE DE BIBLIOTECAS ESCOLARES PÚBLICAS

Projeto: IMPLEMENTAÇÃO DO SISTEMA DA REDE DE BIBLIOTECAS ESCOLARES PÚBLICAS SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEED SUPERINTẼNCIA DA EDUCAÇÃO SUED COORDENAÇÃO DE PESQUISAS EDUCACIONAIS - CPE Projeto: IMPLEMENTAÇÃO DO SISTEMA DA REDE DE BIBLIOTECAS ESCOLARES PÚBLICAS CURITIBA-PR

Leia mais

A Importância das Bibliotecas Públicas. Adriana Cybele Ferrari. Pontifícia Universidade Católica de Campinas Campinas, 04 de junho de 2012

A Importância das Bibliotecas Públicas. Adriana Cybele Ferrari. Pontifícia Universidade Católica de Campinas Campinas, 04 de junho de 2012 A Importância das Bibliotecas Públicas Adriana Cybele Ferrari Pontifícia Universidade Católica de Campinas Campinas, 04 de junho de 2012 Imagine um lugar no qual para cada recém nascido é dado um pacote

Leia mais

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES FACISA. Itamaraju, 2011.2

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES FACISA. Itamaraju, 2011.2 POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES FACISA Itamaraju, 2011.2 Bibliotecário Emanuel Vieira Pinto CRB-5/1618 POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES FACISA Itamaraju, 2011.2 2 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO 5

Leia mais

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013 Relatório Despertar 2013 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

PROJETO TÉCNICO DA BIBLIOTECA DO FUTURO DO ESPAÇO CRIANÇA ESPERANÇA CANTAGALO, PAVÃO/PAVÃOZINHO SUMÁRIO

PROJETO TÉCNICO DA BIBLIOTECA DO FUTURO DO ESPAÇO CRIANÇA ESPERANÇA CANTAGALO, PAVÃO/PAVÃOZINHO SUMÁRIO PROJETO TÉCNICO DA BIBLIOTECA DO FUTURO DO ESPAÇO CRIANÇA ESPERANÇA CANTAGALO, PAVÃO/PAVÃOZINHO Este Projeto é uma contribuição, de autoria, da Chefe da Biblioteca Euclides da Cunha/Fundação Biblioteca

Leia mais

A Biblioteca Digital do Senado Federal. DSpace

A Biblioteca Digital do Senado Federal. DSpace A Biblioteca Digital do Senado Federal eo DSpace André Luiz Lopes de Alcântara Chefe do Serviço de Biblioteca Digital Simone Bastos Vieira Diretora da Biblioteca do Senado Federal BIBLIOTECA DO SENADO

Leia mais

OS LIMITES DO ENSINO A DISTÂNCIA. Claudson Santana Almeida

OS LIMITES DO ENSINO A DISTÂNCIA. Claudson Santana Almeida OS LIMITES DO ENSINO A DISTÂNCIA Claudson Santana Almeida Junho 2012 Introdução O que o leitor encontrará neste artigo? Uma apresentação do sistema de Ensino a Distância (EAD), conhecer as vantagens e

Leia mais

Comissão Própria de Avaliação -CPA. Ações e Melhorias Institucionais 2010/2011/2012

Comissão Própria de Avaliação -CPA. Ações e Melhorias Institucionais 2010/2011/2012 Comissão Própria de Avaliação -CPA Ações e Melhorias Institucionais 2010/2011/2012 Comissão Própria de Avaliação - CPA A auto-avaliação objetiva sempre a melhoria da qualidade dos serviços educacionais

Leia mais

ASSESSORIA PEDAGÓGICA PORTFÓLIO DE PALESTRAS E OFICINAS

ASSESSORIA PEDAGÓGICA PORTFÓLIO DE PALESTRAS E OFICINAS Dificuldades de Palestra EF e EM Todas Conscientizar sobre as dificuldades de aprendizagem aprendizagem que podem ser manifestadas pelos alunos numa sala de aula e sugerir ações de encaminhamento, conforme

Leia mais

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES E MANUTENÇÃO DA INFRAESTRUTURA FÍSICA DA BIBLIOTECA UNIFAMMA

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES E MANUTENÇÃO DA INFRAESTRUTURA FÍSICA DA BIBLIOTECA UNIFAMMA POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES E MANUTENÇÃO DA INFRAESTRUTURA FÍSICA DA BIBLIOTECA UNIFAMMA MARINGÁ 2012 1 APRESENTAÇÃO O Desenvolvimento de Coleções, qualquer que seja o tipo de biblioteca (pública,

Leia mais

RESULTADOS E EFEITOS DO PRODOCÊNCIA PARA A FORMAÇÃO CONTINUADA DOS PROFESSORES DO INSTITUTO FEDERAL DE ALAGOAS RESUMO

RESULTADOS E EFEITOS DO PRODOCÊNCIA PARA A FORMAÇÃO CONTINUADA DOS PROFESSORES DO INSTITUTO FEDERAL DE ALAGOAS RESUMO RESULTADOS E EFEITOS DO PRODOCÊNCIA PARA A FORMAÇÃO CONTINUADA DOS PROFESSORES DO INSTITUTO FEDERAL DE ALAGOAS Elisabete Duarte de Oliveira e Regina Maria de Oliveira Brasileiro Instituto Federal de Alagoas

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

PROJETO PEDAGÓGICO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO PROJETO PEDAGÓGICO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO APRESENTAÇÃO O Projeto Político Pedagógico da Escola foi elaborado com a participação da comunidade escolar, professores e funcionários, voltada para a

Leia mais

ANAIS DA VII JORNADA CIENTÍFICA DA FAZU 20 a 24 de outubro de 2008 ARTIGOS CIENTÍFICOS COMPUTAÇÃO SUMÁRIO

ANAIS DA VII JORNADA CIENTÍFICA DA FAZU 20 a 24 de outubro de 2008 ARTIGOS CIENTÍFICOS COMPUTAÇÃO SUMÁRIO ARTIGOS CIENTÍFICOS COMPUTAÇÃO SUMÁRIO AS NOVAS TECNOLOGIAS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES PESQUISADORES... 2 AS NOVAS TECNOLOGIAS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES PESQUISADORES SILVA, M.M Margareth Maciel Silva

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ ESTADO DO PARANÁ

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ ESTADO DO PARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ ESTADO DO PARANÁ A N E X O I E D I T A L D E C O N C U R S O P Ú B L I C O Nº 01/2015 D O S R E Q U I S I T O S E A T R I B U I Ç Õ E S D O S C A R G O S RETIFICAÇÃO

Leia mais

PDI 2014/2017. Sistema de Bibliotecas do IFRS - SiBIFRS

PDI 2014/2017. Sistema de Bibliotecas do IFRS - SiBIFRS PDI 2014/2017 Sistema de Bibliotecas do IFRS - SiBIFRS O Sistema de Bibliotecas do IFRS (SiBIFRS) está em fase de estruturação. Atualmente ele é composto Grupos de Trabalho (GTs) pelas doze Bibliotecas

Leia mais

OS SABERES NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA. Cleber Luiz da Cunha 1, Tereza de Jesus Ferreira Scheide 2

OS SABERES NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA. Cleber Luiz da Cunha 1, Tereza de Jesus Ferreira Scheide 2 Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 1029 OS SABERES NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA Cleber Luiz da Cunha 1, Tereza de Jesus Ferreira Scheide 2

Leia mais

educacaobarra@yahoo.com.br CEP: 18.325-000 BARRA DO CHAPÉU - SP

educacaobarra@yahoo.com.br CEP: 18.325-000 BARRA DO CHAPÉU - SP Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte Rua Prof. Paulo Francisco de Assis 82 Centro Fone e Fax (15) 3554-1290 E-mail educacaobarra@yahoo.com.br CEP: 18.325-000 BARRA DO CHAPÉU - SP I As ações

Leia mais

Informatização e software para bibliotecas comunitárias

Informatização e software para bibliotecas comunitárias Informatização e software para bibliotecas comunitárias Lorena Tavares Diante da configuração social, na qual o acesso ao computador tornou-se um elemento presente na vida cotidiana de um número considerável

Leia mais

INCENTIVO À LEITURA:

INCENTIVO À LEITURA: CRISTIANE RESENDE LELIS INCENTIVO À LEITURA: CRIANDO ESPAÇOS PARA MANIFESTAÇÕES LITERÁRIAS VESPASIANO/MG MARÇO/2015 2 RESUMO O prazer que a leitura proporciona e o hábito de ler necessita de estímulo e

Leia mais

Uma análise sobre a produção de conteúdo e a interatividade na TV digital interativa

Uma análise sobre a produção de conteúdo e a interatividade na TV digital interativa Uma análise sobre a produção de conteúdo e a interatividade na TV digital interativa Mariana da Rocha C. Silva Mariana C. A. Vieira Simone C. Marconatto Faculdade de Educação-Unicamp Educação e Mídias

Leia mais