SUMÁRIO CAMPANHAS... 2 Como solicitar a produção de campanha de divulgação?... 2 EVENTOS... 3 Como solicitar a realização de eventos?...

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SUMÁRIO CAMPANHAS... 2 Como solicitar a produção de campanha de divulgação?... 2 EVENTOS... 3 Como solicitar a realização de eventos?..."

Transcrição

1 SUMÁRIO CAMPANHAS... 2 Como solicitar a produção de campanha de divulgação?... 2 EVENTOS... 3 Como solicitar a realização de eventos?... 3 MATERIAIS IMPRESSOS... 4 Como solicitar a produção de material impresso?... 4 Como solicitar a reprodução de materiais impressos sem modificação?... 4 Como solicitar a reprodução de materiais impressos simples com modificação?... 5 Como solicitar o envio de convites ou correspondências?... 5 RELACIONAMENTO COM A IMPRENSA... 6 Como saber se um assunto é relevante para a imprensa?... 6 SITE... 7 Como solicitar a inserção de novo de conteúdo no site?... 7 Como solicitar a modificação de conteúdo já existente no site?... 7 VÍDEOS... 8 Como solicitar a produção de vídeos?... 8 Como solicitar a reprodução, inserção de legenda e edição de vídeos ou multimídia de material já existente?... 8 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 9 Computadores:... 9 Controle e abastecimento de brindes... 9 Gravação de aulas e cursos... 9 Reserva de salas... 9 Não são responsabilidades da Coordenação de Comunicação e Marketing:... 9 Marca FGV DIREITO RIO...10 MANUAL DE REDAÇÃO Como se referir à FGV DIREITO RIO? Datas Horas Numerais Siglas

2 CAMPANHAS Como solicitar a produção de campanha de divulgação? O solicitante deverá enviar o formulário de solicitação preenchido para a Coordenação de Comunicação e Marketing, solicitando criação de campanha publicitária. Informações Necessárias: objetivo da campanha; meta a ser alcançada (quantitativa); veículos indicados (jornais, revistas, sites etc.); se a campanha deve prever envio de marketing e para qual público; meses de veiculação; tipo de anúncio (informativo, de venda, apelativo); edital. Prazos: FGV Law Program: 90 dias de antecedência ao início da campanha; Cursos de Educação Continuada: 60 dias de antecedência; Cursos de Curta Duração: 30 dias de antecedência. 2

3 EVENTOS Como solicitar a realização de eventos? O solicitante deverá enviar o formulário de solicitação preenchido, para a Coordenação de Comunicação e Marketing, solicitando o evento. A Coordenação de Comunicação e Marketing será responsável pela entrega dos itens que estiverem previamente pedidos no briefing. Prazo: no mínimo 30 dias de antecedência. 3

4 MATERIAIS IMPRESSOS Como solicitar a produção de material impresso? O solicitante deverá enviar o formulário de solicitação preenchido para a Coordenação de Comunicação e Marketing, solicitando a confecção do material, com as seguintes informações: objetivo do material; público que deverá atingir; quantidade a ser impressa; vida útil do material; texto do material pronto (que será lido, revisado e adaptado para linguagem adequada, se for o caso). Prazo de entrega: 28 dias úteis após a solicitação. Produções especiais: 90 dias (Ex.: Kit de boas vindas de graduação). Como solicitar a reprodução de materiais impressos sem modificação? A Coordenação de Comunicação e Marketing é responsável pela reprodução de material impresso já criado, desde que as impressões dependam de fornecedor externo. Para materiais que possam ser impressos internamente, cada área deverá responsabilizar-se por sua reprodução, mesmo que dependam de programa gráfico para pequenas modificações (ex. crachás, certificados, convites com pequenas alterações, cartas e comunicados internos). 4

5 MATERIAIS IMPRESSOS Como solicitar a reprodução de materiais impressos simples com modificação? Para materiais que são diagramados com fornecedores externos, o nosso departamento fornecerá templates para que possam ser editados pelo diagramador contratado. Prazo: 5 dias úteis. Como solicitar o envio de convites ou correspondências? As áreas solicitantes são responsáveis pelo envio de suas correspondências e convites pertinentes ou não a eventos. No caso de eventos, a área solicitante deverá gerar as etiquetas do mailing de responsabilidade da Coordenação de Comunicação e Marketing e providenciar o envio juntamente com a expedição. Prazo: 30 dias de antecedência (prazo ideal para envio). 5

6 RELACIONAMENTO COM A IMPRENSA Como saber se um assunto é relevante para a imprensa? Todo assunto que for julgado relevante deve ser comunicado para a Assessoria de Imprensa, que avaliará caso a caso e vai verificar se, de alguma forma, o tema pode ser explorado nos veículos de comunicação. Veículos de comunicação são dinâmicos e contam com espaço reduzido para as notícias. Nem sempre uma pauta julgada relevante terá espaço ou apelo na mídia. Igualmente, um assunto que repercutiu no passado pode não ter o mesmo impacto no presente. O quanto antes a Assessoria souber das novidades, eventos, cursos a serem oferecidos, pesquisas, (possíveis lançamentos das mesmas), parcerias e trabalhos com outras Escolas (governos, empresas etc.) melhor será o trabalho desenvolvido com os veículos. Na dúvida se o assunto é, ou não, relevante, deve-se entrar em contato com a Assessoria de Imprensa. Prazo: Indeterminado. 6

7 SITE Como solicitar a inserção de novo de conteúdo no site? O solicitante deverá enviar o pedido para a Coordenação de Comunicação e Marketing, com as seguintes informações: especificar o tipo de conteúdo (notícia, artigo, documentação, formulário etc.); fotos ou imagens que ilustrem o conteúdo (se houver); enviar informações básicas para a elaboração do material. Prazo de entrega: até 48h. Como solicitar a modificação de conteúdo já existente no site? O solicitante deverá enviar o pedido preenchido para a Coordenação de Comunicação e Marketing, indicando a modificação desejada, com as seguintes informações: link da página que deve ser modificada; local da modificação; em caso de documentos anexados, deverá ser enviado o novo arquivo que o substituirá. Prazo: imediato ou em até 48h. Observação: Para alteração de layout, o prazo de entrega será determinado pela TIC/FGV (Tecnologia da Informação e Comunicação). Poderá ser gerado um custo de programação, que será repassado à área solicitante. 7

8 VÍDEOS Como solicitar a produção de vídeos? A área solicitante deverá encaminhar para a Coordenação de Comunicação e Marketing com as seguintes informações: objetivo do material; público que deverá atingir; duração em minutos; legenda ou tradução em outra língua, se necessário; texto base para criação do roteiro (que será lido, revisado e adaptado para linguagem adequada, se for o caso). Observação: A produção do material só será iniciada após o envio do texto base. Prazos: Será definido pelo fornecedor contratado. Como solicitar a reprodução, inserção de legenda e edição de vídeos ou multimídia de material já existente? Cada área é responsável pela reprodução de material já desenvolvido pela Coordenação de Comunicação e Marketing, que indicará os fornecedores. 8

9 CONSIDERAÇÕES GERAIS Computadores: Deverão ser solicitados à Coordenação de Gestão de Pessoas. Controle e abastecimento de brindes As áreas são responsáveis pelo controle dos brindes desenvolvidos pela Coordenação de Comunicação e Marketing, bem como o pedido com antecedência para reposição em seus setores. Prazo : 70 dias (o prazo é necessário, pois as compras são feitas por outro departamento e passam por etapas burocráticas até a entrega). Gravação de aulas e cursos Deverão ser solicitadas ao Núcleo de Salas ou cada área deverá responsabilizarse pela gravação do material. Fornecedores poderão ser indicados pela Coordenação de Comunicação e Marketing. Reserva de salas Devem ser solicitadas para as seguintes áreas: Coordenação Executiva de Graduação: 8º e 9º andares; Coordenação de Comunicação e Marketing: 12º andar; Coordenação de Gestão de Pessoas: Sala do Mestrado e Sala Schuartz (1329); Núcleo de Salas: Demais salas da FGV. Não são responsabilidades da Coordenação de Comunicação e Marketing: Negociação e compra de passagens aéreas; reservas em hotéis; contratação de almoços e lanches para reuniões internas; contratação de serviços para atividades externas, como: contratação de transportes; 9

10 controle de presença em cursos nacionais e internacionais; emissão, preenchimento, validação e entrega de certificados; reservas de restaurantes; serviços de guia; solicitação de materiais de escritório e de uso diário. Marca FGV DIREITO RIO Todos os materiais de comunicação produzidos diretamente pelas áreas devem seguir as recomendações e diretrizes do Manual de Identidade Visual FGV Esses materiais deverão ainda ser aprovados pela Coordenação de Comunicação e Marketing antes da produção e divulgação. 10

11 MANUAL DE REDAÇÃO A Coordenação de Comunicação e Marketing desenvolveu o Manual de Redação para propor uma padronização às comunicações realizadas por todas as áreas da FGV DIREITO RIO. Assim, um conjunto de padrões e regras será apresentado com o objetivo de uniformizar a linguagem e o modo de escrita da Escola e, desta forma, estabelecer uma identidade de comunicação. Abaixo, seguem as principais regras: Como se referir à FGV DIREITO RIO? Há duas formas de falar sobre a escola: Pelo nome completo: Escola de Direito do Rio de Janeiro da Fundação Getulio Vargas; Pela abreviatura: FGV DIREITO RIO, em caixa alta. Observação: Não se deve mencionar a Escola de outras formas, como Direito Rio, DIREITO RIO, FGV Direito Rio. Datas O ideal é utilizar sempre o formato dd/mm/aaaa sempre que for necessário abreviar uma data. A variação dd/mm também é permitida, mas deve ser utilizada com cuidado para evitar ruídos na comunicação. Para mencionar a data por extenso, o dia do mês deve sempre ser representado por numeral, mesmo para os dias de 1 a 10. (ex. 2 de janeiro de 2014). O primeiro dia de cada mês deve ser representado por numeral ordinal (ex. 1º de fevereiro de 2014). 11

12 MANUAL DE REDAÇÃO Horas Para se referir a horário, deve-se seguir o formato 24h (1h, 13h, 22h etc.). O uso da expressão 1h da tarde, por exemplo, não deve ser utilizada em materiais impressos, pois pode causar confusão. A abreviação para horas fracionadas deve sempre seguir o padrão 1h30. Apesar de não estarem incorretos, os formatos 1h30min, 01h30 e 1:30h não devem ser utilizados. Numerais Em geral, são escritos por extenso até dez. De 11 até 999, usam-se os algarismos. A partir de 1.000, utiliza-se ponto para separar as casas decimais de três em três. Exceções: Datas: Sempre será utilizado o numeral para indicar o dia do mês (ex. 2 de janeiro). Não se usa a separação de casas decimais quando se refere ao ano (ex. 2014). A partir do milhar: Utiliza-se a forma mista de escrita, para facilitar a leitura. (ex. R$ 150 mil; dois milhões de pessoas). Valores monetários: Sempre serão escritos com algarismos, precedidos dos símbolos monetários (ex. US$ 5 milhões, R$ 5,00). Não devem ser utilizadas as formas 5 reais ou R$ 5 reais. Siglas Na primeira vez em que for referida no texto, deve ser informado o nome completo antes da sigla. Exemplo: Centro de Pesquisas em Direito e Economia (CPDE). 12

13 Para a sigla que representa a Fundação Getulio Vargas a explicação é facultativa. Outras instituições de ensino brasileiras (UFRJ, PUC, UERJ etc.) que tenham siglas amplamente difundidas também dispensam a explicação. Escolas internacionais devem, obrigatoriamente, ter a sigla explicada. No caso de siglas que sofram flexão de número (ATCE, CPI, UPP etc.), acrescenta-se o s, minúsculo, sem o apóstrofo. (ATCEs, CPIs, UPPs etc.). 13

Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil. Região do Rio Grande do Sul

Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil. Região do Rio Grande do Sul Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil Após um mais de ano de trabalho e experiências adquiridas a CRIC apresenta à diretoria regional as diretrizes que regem

Leia mais

Portfolio de Produtos

Portfolio de Produtos Introdução O Guia de Produtos e Serviços da Assessoria de Comunicação (ASCOM) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) foi elaborado com o objetivo de apresentar os produtos e serviços prestados

Leia mais

Processos da Assessoria de Comunicação - 2013

Processos da Assessoria de Comunicação - 2013 Introdução A Assessoria de Comunicação do Grupo Educacional Unis foi criada para atender demandas relativas à promoção das ações e realizações da organização através de propagandas e comunicação interna

Leia mais

1 Campanhas da Confederação

1 Campanhas da Confederação 1 Campanhas da Confederação 1.1 - Divulgação: Divulgar, através dos canais disponíveis na Central, as apresentações e arquivos das peças das campanhas sistêmicas; Prestar orientação às cooperativas, motivando

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho PUBLICIDADE IT. 40 09 1 / 4 1. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para a execução das atividades de publicidade do Crea GO. 2. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA PO. 08 Avaliação da satisfação do cliente 3. PROCEDIMENTOS

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÕES Serviços da Assessoria de Comunicação Social

GUIA DE ORIENTAÇÕES Serviços da Assessoria de Comunicação Social A Assessoria de Comunicação Social (ASCOM) da Universidade Federal de Alfenas UNIFAL-MG é uma unidade de apoio e assessoramento da Instituição, diretamente ligada ao Gabinete da Reitoria, que dentre suas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO. Assessoria de Comunicação Social - ASCOM

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO. Assessoria de Comunicação Social - ASCOM UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO Assessoria de Comunicação Social - ASCOM Petrolina Junho de 2013 APRESENTAÇÃO A Assessoria de Comunicação Social (Ascom) da Univasf tem como missão planejar

Leia mais

Conhecimentos Gerais. Conhecimentos Específicos. Atividades Gerais. Cargo: Auxiliar Administrativo Área: Instituto de Educação e Ciências

Conhecimentos Gerais. Conhecimentos Específicos. Atividades Gerais. Cargo: Auxiliar Administrativo Área: Instituto de Educação e Ciências Cargo: Auiliar Administrativo Área: nstituto de Educação e Ciências Conhecimentos Gerais N B D N B D N B D Operação de equipamento de escritório Rotinas Administrativas Atendimento a Clientes Serviços

Leia mais

Como criar o Facebook da sua loja

Como criar o Facebook da sua loja Como criar o Facebook da sua loja Criar um perfil no Facebook para sua loja é muito fácil, basta seguir os passos que listamos abaixo para você. Lembre-se: Você só pode criar um perfil, para convidar amigos,

Leia mais

O reitor da Universidade do Oeste de Santa Catarina Unoesc, professor Aristides Cimadon, no uso de suas atribuições,

O reitor da Universidade do Oeste de Santa Catarina Unoesc, professor Aristides Cimadon, no uso de suas atribuições, PORTARIA Nº101/UNOESC-R/2014. Disciplina e organiza as ações do Marketing Institucional da Unoesc. O reitor da Universidade do Oeste de Santa Catarina Unoesc, professor Aristides Cimadon, no uso de suas

Leia mais

MANUAL DE COMUNICAÇÃO DA EEFEUSP

MANUAL DE COMUNICAÇÃO DA EEFEUSP MANUAL DE COMUNICAÇÃO DA EEFEUSP 1. Introdução A Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo (EEFEUSP) é uma instituição pública de ensino superior, integrante da Universidade de São

Leia mais

1. REQUISITOS DO SOLICITANTE

1. REQUISITOS DO SOLICITANTE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EDITAL Nº 023/PRPGP/UFSM, DE 29 DE ABRIL DE 2015 Programa Especial de Incentivo às Revistas Científicas

Leia mais

Planos estratégicos de comunicação 2013/2014 Programa Áreas Protegidas da Amazônia - ARPA

Planos estratégicos de comunicação 2013/2014 Programa Áreas Protegidas da Amazônia - ARPA 1. Plano de Comunicação interna 1.1 Aspectos estruturantes 1.1.1 Objetivo O objetivo maior do plano de comunicação interna é fortalecer a gestão do Programa Arpa, a coesão entre parceiros e agentes diretamente

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000023 - COMUNICACAO SOCIAL - JORNALISMO Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000023 - COMUNICACAO SOCIAL - JORNALISMO Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000023 - COMUNICACAO SOCIAL - JORNALISMO Nivel: Superior Area Profissional: 0006 - COMUNICACAO Area de Atuacao: 0110 - EDITORACAO/COMUNICACAO

Leia mais

ATO NORMATIVO Nº 010/2013

ATO NORMATIVO Nº 010/2013 ATO NORMATIVO Nº 010/2013 Organiza as ações de comunicação social, no âmbito do Ministério Público do Estado da Bahia. OPROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA, no uso das atribuições que lhe confere

Leia mais

CAMPANHA DE MARKETING

CAMPANHA DE MARKETING CAMPANHA DE MARKETING Campanha de Marketing Abrangência da Campanha Anúncios Internet e Marketing Eletrônico Projetos Especiais Merchandising Internet e Marketing Eletrônico Pré Credenciamento on-line

Leia mais

EDITAL DE APOIO À REALIZAÇÃO DE ATIVIDADES ARTÍSTICO- CULTURAIS NA UFSCAR PARA 2015.

EDITAL DE APOIO À REALIZAÇÃO DE ATIVIDADES ARTÍSTICO- CULTURAIS NA UFSCAR PARA 2015. EDITAL DE APOIO À REALIZAÇÃO DE ATIVIDADES ARTÍSTICO- CULTURAIS NA UFSCAR PARA 2015. JUSTIFICATIVA O estatuto da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) no Capítulo 1, artigo 3º define como uma das

Leia mais

Como Criar uma Aula? Na página inicial do Portal do Professor, acesse ESPAÇO DA AULA: Ao entrar no ESPAÇO DA AULA, clique no ícone Criar Aula :

Como Criar uma Aula? Na página inicial do Portal do Professor, acesse ESPAÇO DA AULA: Ao entrar no ESPAÇO DA AULA, clique no ícone Criar Aula : Como Criar uma Aula? Para criar uma sugestão de aula é necessário que você já tenha se cadastrado no Portal do Professor. Para se cadastrar clique em Inscreva-se, localizado na primeira página do Portal.

Leia mais

NORMAS DE PUBLICAÇÃO DA REVISTA ELETRÔNICA SALA DE AULA EM FOCO

NORMAS DE PUBLICAÇÃO DA REVISTA ELETRÔNICA SALA DE AULA EM FOCO 1 NORMAS DE PUBLICAÇÃO DA REVISTA ELETRÔNICA SALA DE AULA EM FOCO Sumário 1. POLÍTICA EDITORIAL... 1 1.1. FOCO E ESCOPO... 1 1.2. PÚBLICO ALVO... 2 1.3. SUBMISSÃO DOS ARTIGOS... 2 1.4. AVALIAÇÃO POR PARES...

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA (TR)

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA (TR) 1 IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Contratação de consultor para a elaboração e execução do Projeto Conceitual e do Planejamento

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 001616 - TECNOLOGIA EM FOTOGRAFIA E IMAGEM Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 001616 - TECNOLOGIA EM FOTOGRAFIA E IMAGEM Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 001616 - TECNOLOGIA EM FOTOGRAFIA E IMAGEM Nivel: Superior Area Profissional: 0006 - COMUNICACAO Area de Atuacao: 0110 - EDITORACAO/COMUNICACAO

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS PARA REALIZAÇÃO DE EVENTOS

MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS PARA REALIZAÇÃO DE EVENTOS MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS PARA REALIZAÇÃO DE EVENTOS PARTE I Passo a Passo PARTE II Manual para Apresentação de Projetos PARTE III Modelo de Projeto para Execução PROPOSTA DE

Leia mais

ANEXO II - TERMO DE REFERÊNCIA. PROJETO BRA/12/013 Fortalecimento do Acesso à Justiça no Brasil

ANEXO II - TERMO DE REFERÊNCIA. PROJETO BRA/12/013 Fortalecimento do Acesso à Justiça no Brasil ANEXO II - TERMO DE REFERÊNCIA PROJETO BRA/12/013 Fortalecimento do Acesso à Justiça no Brasil 1. INTRODUÇÃO E JUSTIFICATIVA DA CONTRATAÇÃO O projeto BRA/12/13 Fortalecimento do Acesso à Justiça tem como

Leia mais

UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013

UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013 UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013 O UNICEF, Fundo das Nações Unidas para a Infância, a Organização mundial pioneira na defesa dos direitos das crianças e adolescentes, convida profissionais

Leia mais

Na compra do Site de 4 Telas (Escritório Virtual) você ganha de Brinde 500 cartões de visita 4x0 brilho!

Na compra do Site de 4 Telas (Escritório Virtual) você ganha de Brinde 500 cartões de visita 4x0 brilho! Incluído: - Registro de um domínio nomesobrenome.adv.br; - Criação do site dinâmico com 4 telas (ex: home, perfil profissional, áreas de atuação, artigos); - Área administrativa para o cliente incluir/acessar

Leia mais

6º Encontro Catarinense de Observatórios Sociais

6º Encontro Catarinense de Observatórios Sociais 6º Encontro Catarinense de Observatórios Sociais BLUMENAU 13 e 14/08/2015 Auditório da Blucredi - Rua Alberto Stein, 199 - Vila Germânica Comunicação: padronização e ferramentas Início das atividades:

Leia mais

MATERIAL GRÁFICO CRITÉRIOS E PROCEDIMENTOS

MATERIAL GRÁFICO CRITÉRIOS E PROCEDIMENTOS MATERIAL GRÁFICO CRITÉRIOS E PROCEDIMENTOS Brasília - 2015 SUMÁRIO Portaria nº 636/PRES/2015... 03 Anexo I - Norma de Serviço para solicitação de material gráfico... 04 Anexo II - Formulário para Solicitação

Leia mais

Em resposta a uma ética da exclusão, estamos todos desafiados a praticar uma ética da solidariedade. Herbert José de Souza, o Betinho

Em resposta a uma ética da exclusão, estamos todos desafiados a praticar uma ética da solidariedade. Herbert José de Souza, o Betinho Em resposta a uma ética da exclusão, estamos todos desafiados a praticar uma ética da solidariedade. Herbert José de Souza, o Betinho Estimado(a) colaborador(a) Em 06 de maio, daremos início à Campanha

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR/ASCOM-001-R00 PUBLICIDADE E COMUNICAÇÃO DIGITAL

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR/ASCOM-001-R00 PUBLICIDADE E COMUNICAÇÃO DIGITAL MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR/ASCOM-001-R00 PUBLICIDADE E COMUNICAÇÃO DIGITAL 09/2015 PÁGINA INTENCIONALMENTE EM BRANCO 2 30 de setembro de 2015. Aprovado, Gabriela de Souza Leal 3 PÁGINA INTENCIONALMENTE

Leia mais

Manual de Eventos da Comissão Especial de Realidade Virtual (CERV) Versão 0.4

Manual de Eventos da Comissão Especial de Realidade Virtual (CERV) Versão 0.4 Manual de Eventos da Comissão Especial de Realidade Virtual (CERV) Versão 0.4 Este manual tem o objetivo de servir como guia para a organização de eventos da Comissão Especial de Realidade Virtual. Quaisquer

Leia mais

Tabela de Preços Sugeridos

Tabela de Preços Sugeridos WEBSITE Estrutura básica Área institucional Área estática: quem somos, o que fazemos, onde estamos etc. Área de contato E-mail, telefone, formulário etc. Área core Gerenciador de conteúdo para cadastro

Leia mais

MANUAL SOLICITAÇÃO DE COMPRAS IMPLANTAÇÃO COMPRAS

MANUAL SOLICITAÇÃO DE COMPRAS IMPLANTAÇÃO COMPRAS MANUAL SOLICITAÇÃO DE COMPRAS IMPLANTAÇÃO COMPRAS Manual de Solicitação de Compras 1 SUMÁRIO Acesso ao SIE:... 2 1. Acesso à tela de Solicitação de Compras... 3 2. Abrir nova Solicitação de Compras...

Leia mais

EXTRATO DO EDITAL Nº 019/2011-UEPA CONCURSO DE DESIGN GRÁFICO PARA OS PROCESSOS SELETIVOS DA UEPA-2012

EXTRATO DO EDITAL Nº 019/2011-UEPA CONCURSO DE DESIGN GRÁFICO PARA OS PROCESSOS SELETIVOS DA UEPA-2012 EXTRATO DO EDITAL Nº 019/2011-UEPA CONCURSO DE DESIGN GRÁFICO PARA OS PROCESSOS SELETIVOS DA UEPA-2012 A Reitora da Universidade do Estado do Pará UEPA torna público que, no período de 20 de abril a 06

Leia mais

ESCLARECIMENTOS CONCORRÊNCIA Nº 01/13

ESCLARECIMENTOS CONCORRÊNCIA Nº 01/13 Estado da Paraíba Prefeitura Municipal de João Pessoa Comissão Central Permanente de Licitação COPEL ESCLARECIMENTOS CONCORRÊNCIA Nº 01/13 1 - Em relação ao envelope 5 - documentos de habilitação, gostaria

Leia mais

Manual Descritivo Volta Redonda, RJ 2015

Manual Descritivo Volta Redonda, RJ 2015 Manual Descritivo Volta Redonda, RJ 2015 ÍNDICE 1 Quem somos? 2 Informações, 3 Cursos Jurídicos, 4 Edição de Livros, 5 Loja Virtual, 6 Livros Digitais, 7 Livros Impressos, 8 Livros Usados, 9 Direitos Autorais,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Manual com normas para solicitação de produção e publicação de material informativo jornalístico no site, lista de

Leia mais

Planejamento Estratégico 2007 2008. Quatro Projetos da Equipe 1

Planejamento Estratégico 2007 2008. Quatro Projetos da Equipe 1 Planejamento Estratégico 2007 2008 Objetivo Estratégico: Estimular criação / desenvolvimento e fortalecimento de programas estaduais e setoriais. Quatro Projetos da Equipe 1 revisão em 26/09/2007 Missão:

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PARA O PROGRAMA APÓSTOLOS DA INOVAÇÃO V Edição (Julho de 2014)

EDITAL DE SELEÇÃO PARA O PROGRAMA APÓSTOLOS DA INOVAÇÃO V Edição (Julho de 2014) EDITAL DE SELEÇÃO PARA O PROGRAMA APÓSTOLOS DA INOVAÇÃO V Edição (Julho de 2014) 1. DISPOSIÇÕES GERAIS O Programa Apóstolos da Inovação é uma ação do INDI Instituto de Desenvolvimento Industrial e da FIEC

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho IMPRENSA IT. 36 08 1 / 6 1. OBJETIVO Administrar o fluxo de informações e executar ações de comunicação junto a imprensa sediada na capital e no interior de forma transparente, ágil, primando pela veracidade

Leia mais

Programa de Apoio a Projetos de Cooperação Internacional da UFMG Propostas de Consolidação e de Contrapartida Fundo para Internacionalização da UFMG

Programa de Apoio a Projetos de Cooperação Internacional da UFMG Propostas de Consolidação e de Contrapartida Fundo para Internacionalização da UFMG Programa de Apoio a Projetos de Cooperação Internacional da UFMG Propostas de Consolidação e de Contrapartida Fundo para Internacionalização da UFMG Edital de Seleção 006-2013 O Diretor de Relações Internacionais

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA EDITAL Nº 001/2013

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA EDITAL Nº 001/2013 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA EDITAL Nº 001/2013 INSCRIÇÃO AO TESTE DE SUFICIÊNCIA EM LÍNGUA ESTRANGEIRA, 1º SEMESTRE DE 2013 A Chefia do Departamento de Letras Estrangeiras

Leia mais

Guia de Noivos 2012. Proposta de Inserção

Guia de Noivos 2012. Proposta de Inserção Guia de Noivos 2012 Proposta de Inserção Sobre o Guia de Noivos O Guia de Noivos é uma publicação anual da Paróquia Nossa Senhora do Brasil que tem como objetivo servir de material de apoio aos noivos

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO DO EXAME DE DEFESA PELO MESTRANDO (PRÉ-DEFESA)

PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO DO EXAME DE DEFESA PELO MESTRANDO (PRÉ-DEFESA) PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO DO EXAME DE DEFESA PELO MESTRANDO (PRÉ-DEFESA) Este roteiro não dispensa a leitura da Norma Complementar Nº007 (05/09/2012) e do Regimento Interno do PPGEP-S 1. Sobre os

Leia mais

Aproveitamos também para colocar a nossa equipe à sua disposição para quaisquer dúvidas ou sugestões.

Aproveitamos também para colocar a nossa equipe à sua disposição para quaisquer dúvidas ou sugestões. Este guia é para auxiliar sua empresa para ter 100% de aproveitamento do evento. Peço que leia o manual por completo e tire todas suas dúvidas sobre o evento. Se em um momento você não encontrar o que

Leia mais

Biblioteca Henrique Schulz Biblioteca HEV Campus II Política de desenvolvimento de coleções

Biblioteca Henrique Schulz Biblioteca HEV Campus II Política de desenvolvimento de coleções Biblioteca Henrique Schulz Biblioteca HEV Campus II Política de desenvolvimento de coleções INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE INDAIATUBA - IESI INDAIATUBA/SP 2 SUMÁRIO 1 POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES...

Leia mais

Analisado por: Aprovado por: Equipe do Gabinete do Corregedor-Geral da Justiça (CGJ)

Analisado por: Aprovado por: Equipe do Gabinete do Corregedor-Geral da Justiça (CGJ) Proposto por: Analisado por: Aprovado por: Equipe do Gabinete do Corregedor-Geral da Justiça (CGJ) Chefe do Gabinete do Corregedor-Geral da Justiça (CGJ) Corregedor- Geral da Justiça 1 OBJETIVO Estabelecer

Leia mais

Formas de Comprovação de Contrapartidas

Formas de Comprovação de Contrapartidas Formas de Comprovação de Contrapartidas A entidade patrocinada deverá comprovar o cumprimento das contrapartidas estabelecidas no contrato de patrocínio nas formas definidas abaixo: Contrapartidas de Imagem

Leia mais

5º PRÊMIO IMPRENSA DE EDUCAÇÃO AO INVESTIDOR

5º PRÊMIO IMPRENSA DE EDUCAÇÃO AO INVESTIDOR 5º PRÊMIO IMPRENSA DE EDUCAÇÃO AO INVESTIDOR R E G U L A M E N T O 1. O PRÊMIO IMPRENSA DE EDUCAÇÃO AO INVESTIDOR 1.1. O PRÊMIO IMPRENSA DE EDUCAÇÃO AO INVESTIDOR é uma iniciativa do Comitê Consultivo

Leia mais

PROJETO SERVIÇOS E CIDADANIA EDITAL N 001/2015

PROJETO SERVIÇOS E CIDADANIA EDITAL N 001/2015 PROJETO SERVIÇOS E CIDADANIA EDITAL N 001/2015 Abertura de prazo para solicitação de serviços pelas entidades cadastradas no Projeto Serviços e Cidadania e sediadas em Curitiba e Região Metropolitana O

Leia mais

Curadoria e montagem de exposições de arte: um campo de diversas profissões

Curadoria e montagem de exposições de arte: um campo de diversas profissões Curadoria e montagem de exposições de arte: um campo de diversas profissões As oportunidades de trabalho e as novas profissões ligadas à arte contemporânea têm crescido muito nos últimos anos, impulsionadas

Leia mais

COMO SE ASSOCIAR 2014

COMO SE ASSOCIAR 2014 2014 QUEM SOMOS FUNDADO EM 2004, O CONSELHO EMPRESARIAL BRASIL CHINA CEBC É UMA INSTITUIÇÃO BILATERAL SEM FINS LUCRATIVOS FORMADA POR DUAS SEÇÕES INDEPENDENTES, NO BRASIL E NA CHINA, QUE SE DEDICA À PROMOÇÃO

Leia mais

Feimafe Informações Gerais

Feimafe Informações Gerais Líder Mundial na Organização de Eventos Qualquer que seja o setor de atuação......criamos contatos, conteúdos e comunidades com o poder de transformar seus negócios. Feimafe Informações Gerais Sumário

Leia mais

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CONTAGEM

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CONTAGEM DECRETO nº 1098, de 12 de fevereiro de 2009 Dispõe sobre alocação, denominação e atribuições dos órgãos que compõem a estrutura organizacional do Gabinete da Prefeita e dá outras providências. A PREFEITA

Leia mais

AGENDAMENTO E REALIZAÇÃO DE EVENTOS (DA SMCC E DE TERCEIROS)

AGENDAMENTO E REALIZAÇÃO DE EVENTOS (DA SMCC E DE TERCEIROS) FINALIDADE: Esta norma por finalidade normatizar a realização de eventos, tanto da própria SMCC (Diretoria ou Departamentos e Comitês Científicos da SMCC) quanto eventos de terceiros, realizados nas dependências

Leia mais

MUDE.NU MUDE.NU. Media Kit

MUDE.NU MUDE.NU. Media Kit MUDE.NU Media Kit o que é o mude.nu? Mude.nu é uma rede social gratuita para pessoas que querem mudar de vida. O site foi lançado em dezembro de 2010 e possui cerca de 55 mil visitas mensais. Ao entrar

Leia mais

Expo Parques e Festas e The Candy Show

Expo Parques e Festas e The Candy Show PLANO DE COMUNICAÇÃO 2015 Prezado Expositor, Você está recebendo o Plano de Comunicação completo da Expo Parques e Festas e The Candy Show com as ações online e offline desenvolvidas de forma estratégica

Leia mais

URL amigável e otimização mínima para os mecanismos de busca. O sistema é integrado ao Google Analytics para auxiliar a medição do número de acessos.

URL amigável e otimização mínima para os mecanismos de busca. O sistema é integrado ao Google Analytics para auxiliar a medição do número de acessos. 1 - A AGÊNCIA Fundada em 1999, a Link e Cérebro é uma empresa 100% nacional sediada em São Paulo SP. Nossa missão é aproximar nossos clientes do seu público alvo através da internet. O corpo técnico conta

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES FACULDADE DE EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES FACULDADE DE EDUCAÇÃO NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS DO CURSO DE PEDAGOGIA, LICENCIATURA EM FORMAÇÃO DE PROFESSORES PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL E ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL PARA CRIANÇAS, JOVENS E ADULTOS E BACHARELADO

Leia mais

Manual Setorial Gerência de Tecnologias de Gestão (GT) Incubadora de Empresas de Base Tecnológica CENTEV/UFV

Manual Setorial Gerência de Tecnologias de Gestão (GT) Incubadora de Empresas de Base Tecnológica CENTEV/UFV Manual Setorial Gerência de (GT) Incubadora de Empresas de Base Tecnológica CENTEV/UFV Este Manual setorial faz parte do Programa de da Qualidade da Incubadora de Empresas de Base Tecnológica CENTEV/UFV.

Leia mais

PROJETOS DE PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA NORMAS E PROCEDIMENTOS GERAIS UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS http://www.fapemig.br/files/manual.

PROJETOS DE PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA NORMAS E PROCEDIMENTOS GERAIS UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS http://www.fapemig.br/files/manual. PROJETOS DE PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA NORMAS E PROCEDIMENTOS GERAIS UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS http://www.fapemig.br/files/manual.pdf INFORMAÇÕES GERAIS Duração do projeto O prazo de vigência do projeto

Leia mais

Edital para publicação no site período de 25 a 30/11/2012 PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD.

Edital para publicação no site período de 25 a 30/11/2012 PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. Edital para publicação no site período de 5 a 30//0 PROJETO BRA/04/09 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. FOTOGRAFIA O candidato deverá fazer o download da FICHA DE CADASTRO BRA 04/09 CÓDIGO

Leia mais

Este documento faz parte do Repositório Institucional do Fórum Social Mundial Memória FSM. memoriafsm.org

Este documento faz parte do Repositório Institucional do Fórum Social Mundial Memória FSM. memoriafsm.org Este documento faz parte do Repositório Institucional do Fórum Social Mundial Memória memoriafsm.org CENÁRIO DOS ESPAÇOS NO FÓRUM SOCIAL MUNDIAL Pontos Fortes Potencialidades Dificuldades Estrangulamentos

Leia mais

UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA GABINETE DA REITORIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO. Relatório de Gestão Setorial do Exercício 2012

UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA GABINETE DA REITORIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO. Relatório de Gestão Setorial do Exercício 2012 UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA GABINETE DA REITORIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Relatório de Gestão Setorial do Exercício 2012 Cruz das Almas BA 2013 UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO

Leia mais

MEC/SEMTEC SUBPROGRAMA NACIONAL PLANO DE AÇÃO DA GERÊNCIA DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS

MEC/SEMTEC SUBPROGRAMA NACIONAL PLANO DE AÇÃO DA GERÊNCIA DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS MEC/SEMTEC SUBPROGRAMA NACIONAL PLANO DE AÇÃO DA GERÊNCIA DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS Anexo 2: DETALHAMENTO DAS ATIVIDADES Componente 2: Ações e programas para o Ensino Médio Subcomponente 2. 3: Elaboração

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO DO EXAME DE QUALIFICAÇÃO PELO MESTRANDO

PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO DO EXAME DE QUALIFICAÇÃO PELO MESTRANDO PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO DO EXAME DE QUALIFICAÇÃO PELO MESTRANDO Este roteiro não dispensa a leitura da Norma Complementar Nº002 (05/09/2012) alterado em 04/12/2013 e do Regimento Interno do PPGEP-S

Leia mais

Prêmio ESET de Jornalismo em Segurança da Informação 2015. - Regulamento Bases e Condições -

Prêmio ESET de Jornalismo em Segurança da Informação 2015. - Regulamento Bases e Condições - Prêmio ESET de Jornalismo em Segurança da Informação 2015 - Regulamento Bases e Condições - O Prêmio ESET de Jornalismo em Segurança da Informação 2015 (daqui em diante: CJSI) é uma iniciativa única, desenvolvida

Leia mais

NORMAS DE DILIGÊNCIA TÉCNICA DE VERIFICAÇÃO:

NORMAS DE DILIGÊNCIA TÉCNICA DE VERIFICAÇÃO: NORMAS DE DILIGÊNCIA TÉCNICA DE VERIFICAÇÃO: NORMAS DE DILIGÊNCIA TÉCNICA DE VERIFICAÇÃO: Considerando: - A Lei nº 12.232/10 estabelece no seu art. 4º que, para participar de licitações públicas, as agências

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº001/2016 SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS PARA AGÊNCIA EXPERIMENTAL GALO CANTA

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº001/2016 SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS PARA AGÊNCIA EXPERIMENTAL GALO CANTA PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº001/2016 SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS PARA AGÊNCIA EXPERIMENTAL GALO CANTA A FACULDADE PROJEÇÃO, por intermédio do curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda da Escola

Leia mais

MANUAL DE FORMATURAS 2007

MANUAL DE FORMATURAS 2007 MANUAL DE FORMATURAS 2007 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DEFINIÇÃO DAS DATAS... 3 3. DEFINIÇÃO DO LOCAL... 3 4. DOCUMENTAÇÃO DE CONCLUSÃO DE CURSO... 4 5. COMISSÃO DE FORMATURA... 4 6. FORMANDOS... 5 7.

Leia mais

Edital para o Processo Seletivo ISITEC 2016 ORIENTAÇÕES GERAIS

Edital para o Processo Seletivo ISITEC 2016 ORIENTAÇÕES GERAIS Edital para o Processo Seletivo ISITEC 2016 ORIENTAÇÕES GERAIS O presente documento estabelece normas, dispõe sobre as disciplinas e respectivos programas para o Processo Seletivo de 2016/1 do Instituto

Leia mais

Em resposta a uma ética da exclusão, estamos todos desafiados a praticar uma ética da solidariedade. Herbert José de Souza, o Betinho

Em resposta a uma ética da exclusão, estamos todos desafiados a praticar uma ética da solidariedade. Herbert José de Souza, o Betinho Em resposta a uma ética da exclusão, estamos todos desafiados a praticar uma ética da solidariedade. Herbert José de Souza, o Betinho Estimado(a) colaborador(a) Em 11 de maio, daremos início à Campanha

Leia mais

Etapas da criação de uma campanha de email marketing

Etapas da criação de uma campanha de email marketing Etapas da criação de uma campanha de email marketing EMAIL MARKETING Como já vimos, e-mail marketing é o uso do e-mail como uma ferramenta de marketing direto, possibilitando que uma empresa ou marca atinja

Leia mais

Perguntas mais frequentes (FAQ) Alunos Internacionais 2015-2016

Perguntas mais frequentes (FAQ) Alunos Internacionais 2015-2016 Perguntas mais frequentes (FAQ) Alunos Internacionais 2015-2016 Nomeações Estudantes que desejarem fazer intercâmbio, durante a graduação ou a pósgraduação, na Escola de Ciências Sociais da Fundação Getulio

Leia mais

RELATÓRIO DO SITE DA DISCIPLINA ENG312 PROJETOS MECÂNICOS I (www.projetosdemaquinas.eng.ufba.br)

RELATÓRIO DO SITE DA DISCIPLINA ENG312 PROJETOS MECÂNICOS I (www.projetosdemaquinas.eng.ufba.br) UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA POLITÉCNICA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA ENG 312 PROJETOS MECÂNICOS I RELATÓRIO DO SITE DA DISCIPLINA ENG312 PROJETOS MECÂNICOS I (www.projetosdemaquinas.eng.ufba.br)

Leia mais

Cadastro Avaliação 2013 Manual de Instruções

Cadastro Avaliação 2013 Manual de Instruções Cadastro Avaliação 2013 Manual de Instruções Manual de instruções Cadastro Avaliação 2013 Caro Usuário, Este manual contém todas as instruções necessárias para preenchimento dos dados de sua escola e alunos.

Leia mais

É um prazer ter você como cliente da Agência WX.

É um prazer ter você como cliente da Agência WX. Seja bem vindo! É um prazer ter você como cliente da Agência WX. Agência WX Somos uma equipe jovem e dedicada que procura se comunicar com o cliente de forma clara e objetiva. Agora que vamos trabalhar

Leia mais

FESTA NA ESCOLA Uma campanha publicitária eficiente

FESTA NA ESCOLA Uma campanha publicitária eficiente Projetos para a Sala de Aula FESTA NA ESCOLA Uma campanha publicitária eficiente 5 a a 8 a SÉRIES Softwares necessários: Microsoft Publisher Microsoft workshop Software opcional: Internet explorer Guia

Leia mais

A ABEMD trabalha para incentivar, valorizar, desenvolver e difundir o Marketing Direto no Brasil.

A ABEMD trabalha para incentivar, valorizar, desenvolver e difundir o Marketing Direto no Brasil. A ABEMD, Associação Brasileira de Marketing Direto, é uma entidade civil, sem fins lucrativos, fundada em 1976 e constituída por pessoas jurídicas e físicas interessadas na aplicação de estratégias e técnicas

Leia mais

Política de doação de Mídia Social

Política de doação de Mídia Social Política de doação de Mídia Social 1.Objetivo A presente política tem como objetivo definir critérios institucionais para cada modalidade de parceria em Mídia Social estabelecida pela Rede Gazeta e adotada

Leia mais

Edital 01/2014 Seleção de estagiários para o Núcleo de Produção Comunicação e Artes

Edital 01/2014 Seleção de estagiários para o Núcleo de Produção Comunicação e Artes Edital 01/2014 Seleção de estagiários para o Núcleo de Produção Comunicação e Artes O NPCA torna pública a realização de processo de seleção de estagiários, destinado a graduandos dos cursos discriminados

Leia mais

REGULAMENTO PRÊMIO FOLHABV DE CRIAÇÃO PUBLICITÁRIA

REGULAMENTO PRÊMIO FOLHABV DE CRIAÇÃO PUBLICITÁRIA REGULAMENTO PRÊMIO FOLHABV DE CRIAÇÃO PUBLICITÁRIA A EDITORA BOA VISTA LTDA, pessoa jurídica de direito privado, com sede na Rua Lobo D almada, 43, na cidade Boa Vista, Estado de Roraima, inscrita no CNPJ

Leia mais

PROJETO EXPORTAR BRASIL

PROJETO EXPORTAR BRASIL CNPJ: 10692.348/0001-40 PROJETO EXPORTAR BRASIL Apresentação da GS Educacional A GS Educacional faz parte de um grupo que trabalha há vários anos com cursos e serviços na área de comércio exterior e vem

Leia mais

CODCO. Divulga e entra em contato. Seleciona o mailing. Entrevista por telefone, prepara porta voz e alinha. com jornalista

CODCO. Divulga e entra em contato. Seleciona o mailing. Entrevista por telefone, prepara porta voz e alinha. com jornalista 1. TIPOS DE COMUNICAÇÃO Imprensa pró ativa: identifica assuntos de interesse da empresa para divulgação Produz material Aprova com Coordenador Seleciona o mailing Divulga e entra em contato com jornalista

Leia mais

critérios para indicação referem-se à abrangência e qualidade do trabalho, sua permanência, amplitude e articulação das ações.

critérios para indicação referem-se à abrangência e qualidade do trabalho, sua permanência, amplitude e articulação das ações. Art. 1º O Prêmio VIVALEITURA foi criado por meio da Portaria Interministerial nº 214, de 23 de novembro de 2005, publicado no D.O.U. de 28.11.2005, do Ministério da Cultura e do Ministério da Educação.

Leia mais

Versão 1.0. [08.02.2012] 2012, Portugal - Efacec Sistemas de Gestão S.A. Todos os direitos reservados. 1

Versão 1.0. [08.02.2012] 2012, Portugal - Efacec Sistemas de Gestão S.A. Todos os direitos reservados. 1 Copyright 2012 Efacec Todos os direitos reservados. Não é permitida qualquer cópia, reprodução, transmissão ou utilização deste documento sem a prévia autorização escrita da Efacec Sistemas de Gestão S.A.

Leia mais

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana Gerência de Comunicação GCO tem por finalidade planejar, organizar, coordenar e controlar as atividades de comunicação e editoriais do Confea. Competências da GCO 1. Organizar e executar projetos editoriais:

Leia mais

PROJETO SERVIÇOS E CIDADANIA EDITAL N 002/2014

PROJETO SERVIÇOS E CIDADANIA EDITAL N 002/2014 PROJETO SERVIÇOS E CIDADANIA EDITAL N 002/2014 Abertura de prazo para solicitação de serviços pelas entidades cadastradas no Projeto Serviços e Cidadania e sediadas em Curitiba e Região Metropolitana O

Leia mais

Manual de Identidade Visual Corporativa

Manual de Identidade Visual Corporativa Manual de Identidade Visual Corporativa Apresentação O Manual de Identidade Visual Corporativa, é um documento técnico que reúne as especificações, recomendações e normas essenciais para a preservação

Leia mais

PROJETO MULTIDISCIPLINAR DE COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL - 2013 - PLANO DE COMUNICAÇÃO -

PROJETO MULTIDISCIPLINAR DE COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL - 2013 - PLANO DE COMUNICAÇÃO - PROJETO MULTIDISCIPLINAR DE COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL - 2013 - PLANO DE COMUNICAÇÃO - A estrutura a seguir foi desenvolvida com base no escopo da disciplina de Planejamento Estratégico de Comunicação,

Leia mais

NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO DOS ARTIGOS. Revista Interdisciplinaridade

NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO DOS ARTIGOS. Revista Interdisciplinaridade NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO DOS ARTIGOS Revista Interdisciplinaridade INTERDISCIPLINARIDADE é uma revista de periodicidade anual, cujo volume de cada ano será publicado em outubro e poderão ser realizadas

Leia mais

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA GABINETE DO PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 937/2012 - PGJ

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA GABINETE DO PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 937/2012 - PGJ RESOLUÇÃO Nº 937/2012 - PGJ O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ, no uso de suas atribuições legais e com fundamento no art. 19, XX, da Lei Complementar nº 85, de 27 de dezembro de 1999, Considerando

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho IMPRENSA IT. 36 07 1 / 8 1. OBJETIVO Administrar o fluxo de informações e executar ações de comunicação junto aos públicos interno e externo do Crea GO de forma transparente, ágil, primando pela veracidade

Leia mais

CALOURO DESTAQUE. Tema: VOLUNTARIADO

CALOURO DESTAQUE. Tema: VOLUNTARIADO CALOURO DESTAQUE Tema: VOLUNTARIADO Inspirações para o trabalho O que é voluntariado? Como os jovens atuam como voluntários? Quais são os diferenciais que a atuação voluntária leva para a atividade profissional?

Leia mais

Forest Stewardship Council FSC Brasil

Forest Stewardship Council FSC Brasil Programa TSP Perguntas Frequentes 1. O que é o programa TSP? O programa TSP (do inglês Trademark Service Provider) foi criado no início de 2011 pelo FSC Internacional e diz respeito ao uso das marcas registradas

Leia mais

Edital de Produção Audiovisual Escola de Ciências Sociais FGV/CPDOC Núcleo de Audiovisual e Documentário

Edital de Produção Audiovisual Escola de Ciências Sociais FGV/CPDOC Núcleo de Audiovisual e Documentário Edital de Produção Audiovisual Escola de Ciências Sociais FGV/CPDOC Núcleo de Audiovisual e Documentário O Núcleo de Audiovisual e Documentário do CPDOC convida alunos inscritos regularmente em cursos

Leia mais

Prezado Expositor, Desejamos a você ótimos negócios durante o evento. Sâmia Hannouche Gerente de Comunicação

Prezado Expositor, Desejamos a você ótimos negócios durante o evento. Sâmia Hannouche Gerente de Comunicação PLANO DE COMUNICAÇÃO 2015 Prezado Expositor, Você está recebendo o Plano de Comunicação completo da NATURALTECH 2015 com as ações online e offline desenvolvidas de forma estratégica para impactar o públicoalvo

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 2º SEMESTRE/2015

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 2º SEMESTRE/2015 EDITAL DO PROCESSO SELETIVO CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 2º SEMESTRE/2015 ABERTURA A Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV DIREITO SP) torna pública a abertura das inscrições

Leia mais

Laboratórios de Informática Regulamento

Laboratórios de Informática Regulamento 1 Laboratórios de Informática Regulamento Pagina 1/10 Sumário DA CONSTITUIÇÃO...3 DA ADMINISTRAÇÃO...4 DA UTILIZAÇÃO...5 DISPOSIÇÕES GERAIS...10 Pagina 2/10 REGULAMENTO INTERNO DA CONTISTUIÇÃO Art. 1 -

Leia mais

Manual de Publicaça o no Blog da Aça o TRIBOS nas Trilhas da Cidadania

Manual de Publicaça o no Blog da Aça o TRIBOS nas Trilhas da Cidadania Manual de Publicaça o no Blog da Aça o TRIBOS nas Trilhas da Cidadania Sumário Objetivos do Blog... 2 Log-in... 3 Esqueci minha senha... 4 Utilizando o Blog... 5 Encontrando seu Blog... 5 Conhecendo o

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO Centro de Ciências Humanas e Sociais CCHS Programa de Pós-Graduação em Educação Mestrado

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO Centro de Ciências Humanas e Sociais CCHS Programa de Pós-Graduação em Educação Mestrado UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO Centro de Ciências Humanas e Sociais CCHS Programa de Pós-Graduação em Educação Mestrado MANUAL DE DEFESA Exame de Qualificação: banca examinadora

Leia mais