Gestão Esportiva: Definindo a área

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Gestão Esportiva: Definindo a área"

Transcrição

1 Gestão Esportiva: Definindo a área Objetivos da aula 1. Diferenciar os termos gestão e administração 2. Definir gestão esportiva 3. Diferenciar gestão e marketing 4. Discutir o atual status profissional da área de gestão esportiva

2 Novo Dicionário Aurélio Século XXI Gestão [Do lat. gestione.] S.f. 1. Ato de gerir; gerência, administração. Administração [Do lat. Administratione.] S.f. 1. Ação de administrar. 2. Gestão de negócios públicos ou particulares Função de administrar; gestão, gerência. Gestão vs. Administração 1. Diferenciar gestão e administração

3 Administração é uma função determinativa (top level). Gestão (gerência) é uma função executiva (middle level). Teoricamente, o gestor é aquele que põe em prática o que foi decidido pelo administrador. Na prática,... Gestão vs. Administração 1. Diferenciar gestão e administração

4 Sport Management Área que se ocupa com a coordenação de limitados recursos humanos e materiais, tecnologias relevantes, e contingências para produção e marketing eficientes de serviços esportivos (Chelladurai, 1994). Gestão Esportiva 2. Definir gestão esportiva

5 Chelladurai, 2009 Gestão Esportiva 2. Definir gestão esportiva

6 Estudo e prática das relações entre todas as pessoas, atividades, negócios e organizações envolvidas na produção, promoção, facilitação e organização de todo produto relacionado ao esporte, fitness e recreação (Pitts & Stotlar, 2002). Gestão Esportiva 2. Definir gestão esportiva

7 Gestão Esportiva 2. Definir gestão esportiva

8 Clube de futebol Objetivo 1 = Produzir um excelente time. Objetivo 2 = Lotar as arquibancadas. Gestão vs. Marketing 3. Diferenciar gestão e marketing

9 Gestão se preocupa com o processo de produção Marketing se preocupa com o processo de troca Marketing se preocupa com o processo de troca Gestão é a coordenação de atividades de produção e marketing Gestão vs. Marketing 3. Diferenciar gestão e marketing

10 Chelladurai, 2009 Gestão Esportiva 3. Diferenciar gestão e marketing

11 Produção Função interna Funcionários Menor instabilidade Gasta recursos Marketing Função externa Clientes, espectadores, patrocinadores Maior instabilidade Objetivo: adquirir recursos Gestão vs. Marketing 3. Diferenciar gestão e marketing

12 1966 Primeiro programa para treinar gerentes para equipes esportivas profissionais Ohio University, Ohio US Motivo? 1998 US 200 Programas universitários (bacharelado, mestrado e doutorado) Gestão Esportiva 4. Discutir o status profissional da gestão esportiva

13 Associações profissionais NASSM ( desde 1985 EASM ( Revistas científicas (journals) Journal of Sport Management desde 1987 Sport Marketing Quarterly European Journal of Sport Management European Sport Management Quarterly Gestão Esportiva 4. Discutir o status profissional da gestão esportiva

14 Gestão esportiva no Brasil Gestão Esportiva 4. Discutir o status profissional da gestão esportiva

15 Críticas (Slack, 1998) O que justifica a criação de programas acadêmicos na área de gestão esportiva? Disciplina vs. Programa Onde deve ser oferecido uma disciplina de gestão esportiva? Educação Física e Esporte Administração Gestão Esportiva 4. Discutir o status profissional da gestão esportiva

16 Artigo Rocha, C.; Bastos, F. (2011). Gestão do Esporte: definindo a área. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, v. 25, p Conceitos Complementares

17 Chelladurai, P. (1994). Sport management: Defining the field. European Journal for Sport Management, 1, Chelladurai, P. (2009). Managing organizations for sport and physical activity: A systems perspective (3rd. ed.). Scottsdale, AZ: Holcomb Hathaway. Pitts, B. G., & Stotlar, D. K. (2002). Fundamentals of sport marketing (2nd ed.). Morgantown, WV: Fitness Information Technology. Slack, T. (1998). Is there anything unique about sport management? European Journal of Sport Management, 5(2), Referências

DIMENSÕES ECONÔMICAS E ADMINISTRATIVAS DA EDUCAÇÃO FÍSICA E DO ESPORTE

DIMENSÕES ECONÔMICAS E ADMINISTRATIVAS DA EDUCAÇÃO FÍSICA E DO ESPORTE EEFEUSP - Departamento de Esporte Disciplina: DIMENSÕES ECONÔMICAS E ADMINISTRATIVAS DA EDUCAÇÃO FÍSICA E DO ESPORTE Professora responsável: Dra. Flávia da Cunha Bastos DIMENSÕES ECONÔMICAS E ADMINISTRATIVAS

Leia mais

Gestão Esportiva no Primeiro Setor

Gestão Esportiva no Primeiro Setor Gestão Esportiva no Primeiro Setor 1 S E T O R P Ú B L I C O Claudio Rocha Objetivos da aula 2 1. A N A L I S A R O S S E T O R E S D A S O C I E D A D E O N D E A G E S T Ã O E S P P O D E S E R C O N

Leia mais

AGENDA DA AULA -I - Conceito de Marketing; -Orientações para o mercado (produção,

AGENDA DA AULA -I - Conceito de Marketing; -Orientações para o mercado (produção, AGENDA DA AULA -I - Conceito de Marketing; -Orientações para o mercado (produção, produto, vendas, marketing, marketing societal). UNIBAN Instituto de Comunicação Curso de Tecnologia em Marketing Unidade

Leia mais

Marketing empresarial. Especialização em Gestão da Produção

Marketing empresarial. Especialização em Gestão da Produção Marketing empresarial Especialização em Gestão da Produção Aula 1! Introdução à disciplina! Conceitos e histórico! Importância do marketing para a organização! Ambiente de marketing Informações básicas!

Leia mais

Peter Drucker. Allan Oliveira da Silva

Peter Drucker. Allan Oliveira da Silva Motivação 2 Planejamento Estratégico Motivação 3 Planejamento Estratégico Quem é? 4 Guru da administração do século XX Pai da administração moderna O homem que inventou a gestão Agenda 5 Vida Obra Ideias

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR E PLANEJAMENTO EDUCACIONAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR E PLANEJAMENTO EDUCACIONAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR E PLANEJAMENTO EDUCACIONAL INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES AO EDITAL N 127, DE 09 DE SETEMBRO DE 2010, PUBLICADO NO

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ REITORIA DE PESQUISA E PÓS GRADUAÇÃO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ REITORIA DE PESQUISA E PÓS GRADUAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ REITORIA DE PESQUISA E PÓS GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO PERÍODO LETIVO/ANO 2006 Programa: Programa de Mestrado em Desenvolvimento Regional & Agronegócio Área de

Leia mais

Escritório de Processos. Palestrante: Marcelo Breyer Amorim Gerente do Centro de Serviços Compartilhados

Escritório de Processos. Palestrante: Marcelo Breyer Amorim Gerente do Centro de Serviços Compartilhados Escritório de Processos Palestrante: Marcelo Breyer Amorim Gerente do Centro de Serviços Compartilhados Agenda 1 O que é o Sistema FIRJAN 2 Fatores para implantação 3 4 Histórico de Processos Missão e

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA. MANUAL ESPECÍFICO Projeto Integrado Multidisciplinar I PIM I

UNIVERSIDADE PAULISTA CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA. MANUAL ESPECÍFICO Projeto Integrado Multidisciplinar I PIM I UNIVERSIDADE PAULISTA CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA MANUAL ESPECÍFICO Projeto Integrado Multidisciplinar I PIM I Este manual atende todos os cursos de gestão 1º semestre, turmas ingressantes em fevereiro

Leia mais

LATO SENSU CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

LATO SENSU CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Nº ÁREA SOCIAL 01 GESTÃO DO SUAS - SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL 495 HORAS 02 INSTRUMENTALIDADE DO SERVIÇO SOCIAL 495 HORAS 03 PEDAGOGIA SOCIAL E ELABORAÇÃO DE

Leia mais

ENQUADRAMENTO DA GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 15

ENQUADRAMENTO DA GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 15 ÍNDICE Apresentação 13 PRIMEIRA PARTE ENQUADRAMENTO DA GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 15 I. A Gestão dos Recursos Humanos: do Modelo Clássico ao Modelo Gestionário 1. Antecedentes

Leia mais

Escola Superior de Redes

Escola Superior de Redes Escola Superior de Redes Por que uma Escola Superior de Redes? Capacitação em TIC é um dos objetivos do Programa Prioritário de Informática do MCT/SEPIN (PPI RNP). A ESR é um novo instrumento na realização

Leia mais

Currículo do Curso de Bacharelado em Educação Física 2006.1

Currículo do Curso de Bacharelado em Educação Física 2006.1 Currículo do Curso de Bacharelado em Educação Física 2006.1 Criação: Resolução Nº 003/CEG/2005, de 08 de junho de 2005 Portaria Nº 164/PREG/2005 Objetivo do Curso: O objetivo do Curso de Bacharelado em

Leia mais

Cálculo da Pontuação nos concursos para Professor Adjunto:

Cálculo da Pontuação nos concursos para Professor Adjunto: SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Concurso Público de Provas e Títulos, para provimento de Cargos Docentes da Carreira do Magistério Superior (Professor Adjunto) TABELA DE PONTUAÇÃO

Leia mais

5.4 PLANO DE EXECUÇÃO CURRICULAR

5.4 PLANO DE EXECUÇÃO CURRICULAR 5.4 PLANO DE EXECUÇÃO CURRICULAR Bacharelado em Educação Física 429F Plano Curricular de Duração Média 4 anos Autorização: Resolução CEPE nº 55/01, de 18 de setembro de 2001. Carga Horária Mínima CFE:

Leia mais

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação CNPJ: Razão Social: Nome Fantasia: Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Sistema Integrado de Administração de Serviços Gerais - SIASG Sistema

Leia mais

PLANO DE TRABALHO. CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS - TOLEDO 2011 à 2015. Prof. Dr. Edson Marques Oliveira. Plante, desafios, colha oportunidades

PLANO DE TRABALHO. CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS - TOLEDO 2011 à 2015. Prof. Dr. Edson Marques Oliveira. Plante, desafios, colha oportunidades PLANO DE TRABALHO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS - TOLEDO 2011 à 2015 Prof. Dr. Edson Marques Oliveira Plante, desafios, colha oportunidades PRINCÍPIOS POLÍTICO-FILOSÓFICOS E PROPOSTA CONCEITUAL

Leia mais

PROJETO DAS FACULDADES MAGSUL 2012

PROJETO DAS FACULDADES MAGSUL 2012 Pedagogia: Aut. Dec. nº 93110 de 13/08/86 / Reconhecido Port. Nº 717 de 21/12/89/ Renovação Rec. Port. nº 3.648 de 17/10/2005 Educação Física: Aut. Port. nº 766 de 31/05/00 / Rec. Port. nº 3.755 de 24/10/05

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DO CLUBE DE REGATAS FLAMENGO

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DO CLUBE DE REGATAS FLAMENGO CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DO CLUBE DE REGATAS FLAMENGO I. RAZÕES A gestão adequada de uma instituição esportiva como o Clube de Regatas Flamengo requer o estabelecimento de mecanismos para assegurar que

Leia mais

PLANO DE AÇÃO ELEIÇÕES DO CREF4/SP 201 0 2 1

PLANO DE AÇÃO ELEIÇÕES DO CREF4/SP 201 0 2 1 PLANO DE AÇÃO ELEIÇÕES DO CREF4/SP 2012 Introdução A chapa 02 - MUDA CREF SP apresenta seu plano de ação para concorrer à Eleições 2012 do Conselho Regional de Educação Física de São Paulo com o objetivo

Leia mais

ELABORAÇÃO E ANÁLISE DE PROJETOS - EAP

ELABORAÇÃO E ANÁLISE DE PROJETOS - EAP ELABORAÇÃO E ANÁLISE DE PROJETOS - EAP Aula 1 UNIP 2014.1 Prof. Clesio Landini Jr. 1 Aula 1 - Apresentação Professor Plano de ensino Referências bibliográficas Material para download Avaliação / Frequência

Leia mais

Processos Organizacionais

Processos Organizacionais Processos Organizacionais 1 Contextualização Organizar: prática humana milenar Administração: esforços de racionalização do processo de trabalho adequação de meios e fins 2 As funções administrativas:

Leia mais

CONTEÚDOS DE FILOSOFIA POR BIMESTRE PARA O ENSINO MÉDIO COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO

CONTEÚDOS DE FILOSOFIA POR BIMESTRE PARA O ENSINO MÉDIO COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO DE FILOSOFIA POR BIMESTRE PARA O ENSINO MÉDIO COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO GOVERNADOR DE PERNAMBUCO João Lyra Neto SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES Ricardo Dantas SECRETÁRIA

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO AULA 02

ADMINISTRAÇÃO AULA 02 AULA 02 FILIPE S. MARTINS ROTEIRO ORGANIZAÇÕES E ORGANIZAÇÕES : VISÃO PANORÂMICA PRODUÇÃO / MARKETING / PESQUISA E DESENVOLVIMENTO / FINANÇAS / RH PLANEJAMENTO / ORGANIZAÇÃO / LIDERANÇA / ECUÇÃO / CONTROLE

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA: BACHARELADO

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA: BACHARELADO MTRIZ CURRICULR DO CURSO DE EDUCÇÃO FÍSIC: BCHRELDO CRCTERÍSTICS CURRICULRES/ PERÍODO % D FORMÇÃO MPLID RD FORMÇÃO ESPECÍFIC TURD DISCIPLINS DE PROFUNDMENTO RD 1º. PERÍODO Fundamentos Históricos e Epistemológicos

Leia mais

Título do Slide Máximo de 2 linhas

Título do Slide Máximo de 2 linhas Título do Slide 13ª Seminário Internacional de Gerenciamento de Projetos Perfil das funções dos escritórios de projetos em empresas desenvolvedoras de novos produtos Sanderson César M. Barbalho Setembro,

Leia mais

MARKETING INSTITUCIONAL. Prof. Daciane de Oliveira Silva

MARKETING INSTITUCIONAL. Prof. Daciane de Oliveira Silva MARKETING INSTITUCIONAL Prof. Daciane de Oliveira Silva Funções :Marketing Comercial e Marketing Institucional O QUE É MARKETING INSTITUCIONAL? Visa criar atitudes e comportamentos favoráveis nos stakeholders

Leia mais

Denis Alcides Rezende Educação e Consultoria em Informação e Estratégia - 55 (41) 9974.1168-9D Consultoria

Denis Alcides Rezende Educação e Consultoria em Informação e Estratégia  - 55 (41) 9974.1168-9D Consultoria Denis Alcides Rezende Educação e Consultoria em Informação e Estratégia www.denisalcidesrezende.com.br - 55 (41) 9974.1168-9D Consultoria Funções Organizacionais Privadas ou Públicas As macroatividades

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO GERENCIAL ANALISTA FGV EM MARKETING. www.strong.com.br

CURSO DE FORMAÇÃO GERENCIAL ANALISTA FGV EM MARKETING. www.strong.com.br CURSO DE FORMAÇÃO GERENCIAL ANALISTA FGV EM MARKETING ANALISTA FGV MARKETING 1 COORDENAÇÃO Coordenação Acadêmica: Prof Ricardo Franco Teixeira, Mestre 2 APRESENTAÇÃO O curso Analista capacita o profissional

Leia mais

O meio-de-campo entre o seu negócio e o público-alvo é nosso. O gol é seu!

O meio-de-campo entre o seu negócio e o público-alvo é nosso. O gol é seu! O meio-de-campo entre o seu negócio e o público-alvo é nosso. O gol é seu! O CLUBE A EMPRESA nasceu da experiência diversificada e combinada de seus empreendedores nas áreas de administração, comunicação,

Leia mais

SECRETARIA ESTRUTURA CÓDIGO DE VENCIMENTO

SECRETARIA ESTRUTURA CÓDIGO DE VENCIMENTO PREFEITURA MUNICIPAL DE OURO PRETO ESTRUTURA BÁSICA E ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA QUADRO DE REFERÊNCIA ESTRUTURA E CARGOS A N E X O I SECRETARIA ESTRUTURA CÓDIGO DE Casa Civil Assessoria Especial Jurídica

Leia mais

Disciplinas que têm material didático

Disciplinas que têm material didático Disciplinas que têm material didático Código CCE0001 GST0001 GST0027 GST0002 GST0003 CCA0066 CCE0002 CCT0001 GST0029 GST0030 GST0031 GST0032 CEL0014 SDE0022 SDE0002 CCE0091 CEL0001 CCA0068 CCT0013 SDE0004

Leia mais

INFORMAÇÕES PRELIMINARES SOBRE O PRÉ-PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Assunto, Tema e Problema

INFORMAÇÕES PRELIMINARES SOBRE O PRÉ-PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Assunto, Tema e Problema INFORMAÇÕES PRELIMINARES SOBRE O PRÉ-PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Assunto, Tema e Problema 1 / 18 ESTRUTURA GERAL DO PRÉ-PROJETO ASSUNTO Gosto pessoal Importância Fonte de dados Meu departamento

Leia mais

Desenvolvimento Organizacional

Desenvolvimento Organizacional Desenvolvimento Organizacional O desenvolvimento Organizacional nasceu na década de 1960 devido as mudanças no mundo das organizações e em função das estruturas convencionais serem inadequadas a essas

Leia mais

Nº de Vagas Turno Curso Instituição de Ensino Superior

Nº de Vagas Turno Curso Instituição de Ensino Superior Nº de Vagas Turno Curso Instituição de Ensino Superior 1 MATUTINO ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS UNIA - CENTRO UNIVERSITÁRIO ANHANGUERA - (242) 1 NOTURNO ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS UNIA

Leia mais

Prefeitura Municipal de Matinhos - PR Relação Cadastral de Programa de Governo. PROGRAMA DE GOVERNO Alteração Inicio Prev. Término Prev.

Prefeitura Municipal de Matinhos - PR Relação Cadastral de Programa de Governo. PROGRAMA DE GOVERNO Alteração Inicio Prev. Término Prev. PÁGINA: DE 9 Programa 0 Operações Especiais Operações Especiais 0/0/200 Acabar com a Fome e a Miséria Operações Especiais Orgão Unidade 5 SECRETARIA MUNICIPAL DE FINANÇAS Gabinete do Secretario Teceiros

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR EN - ESCOLA DE COMUNICAÇÃO E NEGÓCIOS COMUNICAÇÃO SOCIAL - HAB. PUBLICIDADE E PROPAGANDA (100 )

MATRIZ CURRICULAR EN - ESCOLA DE COMUNICAÇÃO E NEGÓCIOS COMUNICAÇÃO SOCIAL - HAB. PUBLICIDADE E PROPAGANDA (100 ) Página de. Disciplinas Obrigatórias ª SÉRIE - COMUNICAÇÃO SOCIAL - HAB. PUBLICIDADE E PROPAGANDA 0 FILOSOFIA E ÉTICA NFH.000_0 0 FOTOGRAFIA PUB._0 0 HISTÓRIA DA ARTE E DA CULTURA PUB.0_0 0 HISTÓRIA DA

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 EDITAL Nº 005/2016 - PROPESP/NUPG/UNICENTRO MATRÍCULA EM DISCIPLINA ISOLADA A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação em conjunto com o Núcleo de Pós- Graduação, no uso de suas atribuições legais e em

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA Instituto de Geociências Departamento de Geologia

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA Instituto de Geociências Departamento de Geologia 1.0 TÍTULOS ACADÊMICOS (PESO = 70)* 1.1. Curso doutorado ou livre docência 1.1.1 Em matéria (área) sob concurso 70 1.1.2 Em área correlata 50 1.2. Curso de mestrado 1.2.1 Em matéria (área) sob concurso

Leia mais

GEPAE. Grupo de Estudos e Pesquisa em Administração Esportiva / Gestão do Esporte. Escola de Educação Física e Esporte Universidade de São Paulo

GEPAE. Grupo de Estudos e Pesquisa em Administração Esportiva / Gestão do Esporte. Escola de Educação Física e Esporte Universidade de São Paulo GEPAE Grupo de Estudos e Pesquisa em Administração Esportiva / Gestão do Esporte Escola de Educação Física e Esporte Universidade de São Paulo GEPAE: UMA DÉCADA Ata 1ª reunião: GEPAE - 2003 Nesta última

Leia mais

A PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO EM GESTÃO DO ESPORTE NA UNIVERSIDADE FEEVALE, NOVO HAMBURGO RS: UM ESTUDO DA TRAJETÓRIA E CONSTITUIÇÃO DOS TRABALHOS.

A PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO EM GESTÃO DO ESPORTE NA UNIVERSIDADE FEEVALE, NOVO HAMBURGO RS: UM ESTUDO DA TRAJETÓRIA E CONSTITUIÇÃO DOS TRABALHOS. A PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO EM GESTÃO DO ESPORTE NA UNIVERSIDADE FEEVALE, NOVO HAMBURGO RS: UM ESTUDO DA TRAJETÓRIA E CONSTITUIÇÃO DOS TRABALHOS. RAQUEL CRISTINE WALLAUER SILVEIRA Universidade Feevale quel-silveira@hotmail.com

Leia mais

Público Alvo: Investimento: Disciplinas:

Público Alvo: Investimento: Disciplinas: A Faculdade AIEC, mantida pela Associação Internacional de Educação Continuada AIEC, iniciou, em 2002, o curso de Bacharelado em Administração, na metodologia semipresencial. Foi pioneira e até hoje é

Leia mais

Curso de Especialização em GESTÃO E PROJETOS EM TURISMO

Curso de Especialização em GESTÃO E PROJETOS EM TURISMO Curso de Especialização em GESTÃO E PROJETOS EM TURISMO ÁREA DO CONHECIMENTO: Administração. Turismo. NOME DO CURSO: Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em Gestão e Projetos em Turismo. OBJETIVO

Leia mais

Centro Rio+ Centro Mundial para o Desenvolvimento Sustentável

Centro Rio+ Centro Mundial para o Desenvolvimento Sustentável Comunicado à Imprensa Fonte: Ministério das Relações Exteriores Centro Rio+ Centro Mundial para o Desenvolvimento Sustentável O Governo Federal, em coordenação com o Governo do Estado do Rio de Janeiro,

Leia mais

Art. 4º. As Atividades de Ensino incluem, entre outras, as seguintes modalidades:

Art. 4º. As Atividades de Ensino incluem, entre outras, as seguintes modalidades: Regulamento para os critérios de aproveitamento e as equivalências da carga horária nas Atividades Complementares de Graduação no Curso Superior de Tecnologia em Gestão Pública Art. 1º. O presente regulamento

Leia mais

CARACTERISTICAS DOS BONS PROFESSORES

CARACTERISTICAS DOS BONS PROFESSORES CARACTERISTICAS DOS BONS PROFESSORES ATIVIDADE 1:30 H DIVIDIR OS ALUNOS EM GRUPOS 5 min; LEVANTAR PROFESSORES QUE MARCARAM SUA VIDA ACADÊMICA POSITIVAMENTE 10 min; DEFINIR AS CARACTERÍTICAS QUE FIZERAM

Leia mais

Curso: Bacharelado em Psicologia. Portaria de Autorização n 657 de 08/05/2009 Publicado no D.O.U. 11/05/2009

Curso: Bacharelado em Psicologia. Portaria de Autorização n 657 de 08/05/2009 Publicado no D.O.U. 11/05/2009 Curso: Bacharelado em Psicologia Portaria de Autorização n 657 de 08/05/2009 Publicado no D.O.U. 11/05/2009 Área de Formação: Psicologia Diploma em: Bacharel em Psicologia Período de Integralização: Mínimo

Leia mais

Prefeitura Municipal de Curitiba Secretaria da Informação e Tecnologia

Prefeitura Municipal de Curitiba Secretaria da Informação e Tecnologia Prefeitura Municipal de Curitiba Secretaria da Informação e Tecnologia A SIT Secretaria da Informação e Tecnologia Restabelecer a Governança de Tecnologia da Informação e Comunicação na Administração Municipal

Leia mais

Empreendedorismo e Plano de Negócio

Empreendedorismo e Plano de Negócio Empreendedorismo e Plano de Negócio Curso de Graduação em Administração 13/8/2012 Profª Deise Buzzi 1 I EMENTA Esta disciplina trata: 1) Da questão da formulação das estratégias para abrir um empreendimento

Leia mais

Governo do Estado do Rio Grande do Sul. Modernização Institucional Projeto de Lei OSCIPs

Governo do Estado do Rio Grande do Sul. Modernização Institucional Projeto de Lei OSCIPs Governo do Estado do Rio Grande do Sul Modernização Institucional Projeto de Lei OSCIPs Base e referência legal Ementa Constitucional 19/98 Lei nº 9.637/98 Lei n.º 9.790/99 Lei n 846/98 Lei nº 14.870/2003

Leia mais

Perfis e competências profissionais

Perfis e competências profissionais Perfis e competências profissionais Roberto Henriques NOVA IMS Apresentação Institucional NOVA IMS INTRODUÇÃO A NOVA Information Management School (NOVA IMS) é a Escola de Gestão de Informação da. Este

Leia mais

3 Administração de Materiais

3 Administração de Materiais 1 da Produção I Ementário do Curso de Fase: 5ª Carga Horária: 60h Créditos: 04 Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento

Leia mais

MENSAGEM Nº 35/2005 GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO GABINETE DO GOVERNADOR

MENSAGEM Nº 35/2005 GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO GABINETE DO GOVERNADOR MENSAGEM Nº 35/2005 GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO GABINETE DO GOVERNADOR Vitória, 31 de março de 2005. Senhor Presidente: Com a presente encaminho a essa ilustre Assembléia Legislativa, para apreciação

Leia mais

Carreira 170 Economia Empresarial e Controladoria Ribeirão Preto Curso 35: Bacharelado em Economia Empresarial e Controladoria

Carreira 170 Economia Empresarial e Controladoria Ribeirão Preto Curso 35: Bacharelado em Economia Empresarial e Controladoria Carreira 100 Administração Ribeirão Preto Curso 10: Administração Diurno Curso 11: Administração Noturno Carreira 105 Arquitetura FAU Curso 12: Arquitetura e Urbanismo Carreira 110 Arquitetura São Carlos

Leia mais

PESQUISA AÇÃO A SOCIAL SOCIAL

PESQUISA AÇÃO A SOCIAL SOCIAL IPEA / COEP/Oficina Social GRÁFICO 1 - DISTRIBUIÇÃO DAS 561 ASSOCIADAS DO COEP POR CARACTERÍSTICA DA ENTIDADE Empresa Privada 3,2 Universidade Pública 3,4 4,3 Associação de Classe 3,2 Sistema S 2,7 Universidade

Leia mais

Gestão de Pessoas e Responsabilidade Social

Gestão de Pessoas e Responsabilidade Social Gestão de Pessoas e Responsabilidade Social Evento: Gestão de Pessoas: O aquecimento do mercado de bioenergia e os novos desafios de RH nas empresas do setor Iza Barbosa - 29 de maio de 2007 Áreas da Atuação

Leia mais

A itsmf no mundo. www.itsmf.org. Única organização independente e reconhecida internacionalmente dedicada à Gestão de Serviços de TI

A itsmf no mundo. www.itsmf.org. Única organização independente e reconhecida internacionalmente dedicada à Gestão de Serviços de TI A itsmf no mundo Única organização independente e reconhecida internacionalmente dedicada à Gestão de Serviços de TI Sem fins lucrativos Representada em mais de 40 países, nos 5 continentes www.itsmf.org

Leia mais

RESOLUÇÃO. Modalidade Tecnólogo em processo de extinção, conforme Res. CONSEPE 50/2003, de 29 de outubro de 2003.

RESOLUÇÃO. Modalidade Tecnólogo em processo de extinção, conforme Res. CONSEPE 50/2003, de 29 de outubro de 2003. RESOLUÇÃO CONSEPE /99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE TURISMO, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso da atribuição que

Leia mais

Seminário Cidades Sustentáveis Novembro, 2009. EDUCAÇÃO E GESTÃO SOCIOAMBIENTAL: O Caso SER Utramig. Professora: Michelle Queiroz Coelho

Seminário Cidades Sustentáveis Novembro, 2009. EDUCAÇÃO E GESTÃO SOCIOAMBIENTAL: O Caso SER Utramig. Professora: Michelle Queiroz Coelho Seminário Cidades Sustentáveis Novembro, 2009 EDUCAÇÃO E GESTÃO SOCIOAMBIENTAL: O Caso SER Utramig Professora: Michelle Queiroz Coelho APRESENTAÇÃO OBS: SLIDE PRETO ECONOMIA ENERGIA APRESENTAÇÃO Formação:

Leia mais

EDUCAÇÃO CORPORATIVA EDUCAÇÃO PARA A VIDA PROFISSIONAL

EDUCAÇÃO CORPORATIVA EDUCAÇÃO PARA A VIDA PROFISSIONAL EDUCAÇÃO CORPORATIVA EDUCAÇÃO PARA A VIDA PROFISSIONAL O que é o SENAI? Criado em 1942, por iniciativa do empresariado do setor, o SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) é hoje um dos mais

Leia mais

Federação Brasileira de Administradores Hospitalares

Federação Brasileira de Administradores Hospitalares Federação Brasileira de Administradores Hospitalares Os mais recentes e importantes avanços da administração hospitalar estarão em discussão na Revista Administrador Hospitalar da FBAH, além de melhores

Leia mais

NOME DO CURSO: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA PIMES

NOME DO CURSO: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA PIMES Doutorado Mestrado Acadêmico Mestrado Profissional CURRICULAR SENSU ESTRUTURA STRICTO (por área de concentração-baseada na Res. Vigente do CCEPE) NOME DO CURSO: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA PIMES

Leia mais

PERÍODOS SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA

PERÍODOS SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA TÉCNICO EM COZINHA SUBSEQUENTE TURMA 10C (SALA 308) Obs.: O horário de início e de término ainda está por ser definido com todos os alunos do curso, portanto, está sujeito a alterações. 15:10 16:00 16:00

Leia mais

Demonstrativo da Despesa por Órgãos e Funções - Anexo IX

Demonstrativo da Despesa por Órgãos e Funções - Anexo IX Legislativa Judiciária Essencial à Justiça Administração Segurança Pública 55.200.000 02 - Secretaria 9.411.000 Municipal de Governo 03 - Gabinete 1.100.000 do Vice-Prefeito 04 - Procuradoria 17.280.000Geral

Leia mais

PERSPECTIVAS DA INDÚSTRIA BRASILEIRA NA ÁREA DE FÁRMACOS

PERSPECTIVAS DA INDÚSTRIA BRASILEIRA NA ÁREA DE FÁRMACOS PERSPECTIVAS DA INDÚSTRIA BRASILEIRA NA ÁREA DE FÁRMACOS PERSPECTIVAS DA INDÚSTRIA BRASILEIRA NA ÁREA DE FÁRMACOS CENÁRIO ATUAL MULTINACIONAIS Gerenciamento bem definidos

Leia mais

O PERFIL DO PROFISSIONAL DE RELAÇÕES GOVERNAMENTAIS

O PERFIL DO PROFISSIONAL DE RELAÇÕES GOVERNAMENTAIS carreira O PERFIL DO PROFISSIONAL DE RELAÇÕES GOVERNAMENTAIS O site RelGov em Foco, que mantém uma página no Facebook, em parceria com a ABRIG, a associação nacional da categoria, fez uma pesquisa com

Leia mais

O curso de Administração da FACHASUL

O curso de Administração da FACHASUL O administrador gerencia recursos financeiros, materiais e humanos de uma empresa. Ele tem lugar em praticamente todos os departamentos de uma organização pública, privada ou sem fins lucrativos. Em recursos

Leia mais

Organização de Eventos

Organização de Eventos e a Profissão de Educação Física. Definições Educação Física Através da Educação Física se faz atividades físicas baseadas em conhecimento cientifico e técnico buscando valores do movimento humano, bom

Leia mais

DISCIPLINA AULA A AULA

DISCIPLINA AULA A AULA FORMULÁRIO Nº 19 PROGRAMA DE DISCIPLINA AULA A AULA NOME DA DISCIPLINA/ATIVIDADE CÓDIGO CHT: 60 TEÓRICA: 30 TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E NEGÓCIOS DEPARTAMENTO: EMPREENDEDORISMO E GESTÃO STE00008 CURSO (S):

Leia mais

CONECTIVIDADE GLOBAL E COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS DO SÉCULO XXI Escola de GoveRNo do Rio Grande do Norte Fundação Getulio Vargas

CONECTIVIDADE GLOBAL E COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS DO SÉCULO XXI Escola de GoveRNo do Rio Grande do Norte Fundação Getulio Vargas CONECTIVIDADE GLOBAL E COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS DO SÉCULO XXI Escola de GoveRNo do Rio Grande do Norte Fundação Getulio Vargas O QUE O FUTURO NOS RESERVA? CONECTIVIDADE GLOBAL MÁQUINAS INTELIGENTES

Leia mais

CATÁLOGO DE REQUISITOS DE TITULAÇÃO

CATÁLOGO DE REQUISITOS DE TITULAÇÃO CATÁLOGO DE REQUISITOS DE TITULAÇÃO Administração Cálculos Financeiros Administração Administração (EII) Administração - Habilitação em Administração de Empresas Administração - Habilitação em Administração

Leia mais

COMPETÊNCIAS. Responsável por planejar, orientar e executar o conjunto de ações de suporte à gestão dos recursos humanos da Companhia.

COMPETÊNCIAS. Responsável por planejar, orientar e executar o conjunto de ações de suporte à gestão dos recursos humanos da Companhia. COMPETÊNCIAS Presidente (PRD) Responsável pela direção e coordenação dos trabalhos da Diretoria Executiva e pela gestão de funções corporativas da Gerência Geral de Auditoria (AUDI) Responsável por avaliar

Leia mais

DECRETO No- 7.559, DE 1o- DE SETEMBRO DE 2011

DECRETO No- 7.559, DE 1o- DE SETEMBRO DE 2011 DECRETO No- 7.559, DE 1o- DE SETEMBRO DE 2011 Dispõe sobre o Plano Nacional do Livro e Leitura - PNLL e dá outras providências. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso das atribuições que lhe confere o art.

Leia mais

FACULDADE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA Credenciamento: Portaria Nº 3.494 de 24/11/2003 BACHARELADO EM NUTRIÇÃO 1º SEMESTRE DISCIPLINA T P CR PRÉ- REQUISITO

FACULDADE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA Credenciamento: Portaria Nº 3.494 de 24/11/2003 BACHARELADO EM NUTRIÇÃO 1º SEMESTRE DISCIPLINA T P CR PRÉ- REQUISITO CURRÍCULO PLENO 1º SEMESTRE DISCIPLINA T P CR PRÉREQUISITO Nutrição e Alimentação Humana 72 04 Anatomofisiologia Humana I T 54 04 Anatomofisiologia Humana I P Introdução à Saúde Coletiva 54 03 Histologia

Leia mais

EDUCAÇÃO, PEDAGOGOS E PEDAGOGIA questões conceituais. Maria Madselva Ferreira Feiges Profª DEPLAE/EDUCAÇÃO/UFPR

EDUCAÇÃO, PEDAGOGOS E PEDAGOGIA questões conceituais. Maria Madselva Ferreira Feiges Profª DEPLAE/EDUCAÇÃO/UFPR EDUCAÇÃO, PEDAGOGOS E PEDAGOGIA questões conceituais Maria Madselva Ferreira Feiges Profª DEPLAE/EDUCAÇÃO/UFPR EDUCAÇÃO prática social NÃO-ESCOLAR - fábrica - igreja - mídia - partido político - ONGs -

Leia mais

participar da centros urbanos Como sua comunidade pode plataforma dos Plataforma dos Centros Urbanos www.unicef.org.br Aliados estratégicos:

participar da centros urbanos Como sua comunidade pode plataforma dos Plataforma dos Centros Urbanos www.unicef.org.br Aliados estratégicos: Como sua comunidade pode participar da plataforma dos centros urbanos? www.unicef.org.br Aliados estratégicos: Ilustração: Jonatas Tobias Parceiros técnicos: Plataforma dos Centros Urbanos COMO SUA COMUNIDADE

Leia mais

Empreendedorismo e Empresas de Base Tecnológica

Empreendedorismo e Empresas de Base Tecnológica Empreendedorismo e FEUP 25 de Novembro 2005 NET Novas Empresas e Tecnologias, S.A. Desde 1987 Business and I nnovation Centre do P orto Á rea de intervenção: Região Norte de P ortugal 1 NET Novas Empresas

Leia mais

QUESTIONÁRIO. 2 - O Programa que você cursa foi sua primeira opção na escolha de um Mestrado? a) Sim b) Não

QUESTIONÁRIO. 2 - O Programa que você cursa foi sua primeira opção na escolha de um Mestrado? a) Sim b) Não QUESTIONÁRIO 1 - Ano de Ingresso no Programa a) 2007 b) 2008 2 - O Programa que você cursa foi sua primeira opção na escolha de um Mestrado? a) Sim b) Não 3 - Gênero: a) Masculino b) Feminino 4 - Identifique

Leia mais

SISU/UFMG 1ª EDIÇÃO DE 2016 Máximos e Mínimos por Curso/Modalidade

SISU/UFMG 1ª EDIÇÃO DE 2016 Máximos e Mínimos por Curso/Modalidade UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS Registro Discente Departamento de Registro e Controle Acadêmico SISU/UFMG 1ª EDIÇÃO DE 2016 Máximos e Mínimos por Curso/Modalidade Informações geradas Após após 3ª

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular PLANEAMENTO E CONTROLE DE GESTÃO Ano Lectivo 2012/2013

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular PLANEAMENTO E CONTROLE DE GESTÃO Ano Lectivo 2012/2013 Programa da Unidade Curricular PLANEAMENTO E CONTROLE DE GESTÃO Ano Lectivo 2012/2013 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Gestão de Empresa 3. Ciclo de Estudos 1º

Leia mais

PROJETO DE EXTENSÃO DAS FACULDADES MAGSUL e FIP/MAGSUL

PROJETO DE EXTENSÃO DAS FACULDADES MAGSUL e FIP/MAGSUL Pedagogia: Aut. Dec. nº 93110 de 13/08/1986 / Reconhecido Port. Nº 717 de 21/12/89/ Renovação Rec. Port. nº 286 de 21/12/2012 Educação Física: Aut. Port. nº 766 de 31/05/2000 / Rec. Port. nº 3.755 de 24/10/05

Leia mais

Concurso da Prefeitura da São Paulo Curso Gestão de Processos, Projetos e Tecnologia da Informação

Concurso da Prefeitura da São Paulo Curso Gestão de Processos, Projetos e Tecnologia da Informação Contatos: E-mail: profanadeinformatica@yahoo.com.br Blog: http://profanadeinformatica.blogspot.com.br/ Facebook: https://www.facebook.com/anapinf Concurso da Prefeitura da São Paulo Curso Gestão de Processos,

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de São Paulo Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Campus Guarulhos

Ministério da Educação Universidade Federal de São Paulo Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Campus Guarulhos Relação dos objetivos propostos pela Congregação para as comissões da EFLCH Doc.1 GUARULHOS OUTUBRO DE 2011 1 Relação dos objetivos propostos pela Congregação para as comissões 1.Comissão de Avaliação

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

REGULAMENTO DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO REGULAMENTO DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO REGULAMENTO QUE DISPÕE SOBRE AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA/CAMPUS APARECIDA DE GOIÂNIA

Leia mais

REFLETINDO SOBRE TECNOLOGIA E INOVAÇÃO ATRAVÉS DE FILMES DE FICÇÃO CIENTÍFICA: UMA ABORDAGEM PARA ALUNOS DE ENGENHARIA

REFLETINDO SOBRE TECNOLOGIA E INOVAÇÃO ATRAVÉS DE FILMES DE FICÇÃO CIENTÍFICA: UMA ABORDAGEM PARA ALUNOS DE ENGENHARIA REFLETINDO SOBRE TECNOLOGIA E INOVAÇÃO ATRAVÉS DE FILMES DE FICÇÃO CIENTÍFICA: UMA ABORDAGEM PARA ALUNOS DE ENGENHARIA Allan Arrais Bernardo Landim Douglas Kirk Fabiana Leta Márcia Velloso PROGRAMA DE

Leia mais

Treinamento e Desenvolvimento

Treinamento e Desenvolvimento Aula 8 Treinamento e Desenvolvimento Agenda 1 Seminário 2 Treinamento e Desenvolvimento 3 Desenvolvimento de Lideranças 1 Seminário 3 The Young and the Clueless Bunker, K. A.; Kram, K. E.; Ting, S. HBR,

Leia mais

PROVA NACIONAL INTEGRADA

PROVA NACIONAL INTEGRADA PROVA NACIONAL INTEGRADA DISCIPLINAS INTEGRANTES DA PROVA NACIONAL INTEGRADA CÓDIGO CCE0001 GST0242 GST0068 GST0069 GST0001 GST0243 GST0027 GST0002 CCT0037 GST0070 GST0003 CCA0066 CCE0002 CCT0001 CCE0086

Leia mais

REUNIÃO DE ESTUDOS. Introdução a Administração

REUNIÃO DE ESTUDOS. Introdução a Administração Curso de Graduação Tecnológica em Processos Gerenciais REUNIÃO DE ESTUDOS Introdução a Administração Questão 1 O que é Administração? Administração é o processo de planejar, organizar, dirigir e controlar

Leia mais

ESCOLA DE DESIGN - UEMG RELATÓRIO DO 1º PROCESSO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS

ESCOLA DE DESIGN - UEMG RELATÓRIO DO 1º PROCESSO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS Página 1 de 26 ESCOLA DE DESIGN - UEMG RELATÓRIO DO 1º PROCESSO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS Segmento: ALUNO ESCOLA DE DESIGN I - SOBRE A UNIVERSIDADE 2,9 8,02%

Leia mais

PREFEITURA DE JUIZ DE FORA

PREFEITURA DE JUIZ DE FORA Demonstrativo de Despesas por e 01000 - SECRETARIA DE GOVERNO 01110 - SECRETARIA DE GOVERNO Página: 1 Administração 8.411.772,32 Segurança Pública 1.213.074,60 Trabalho 57.000,00 Direitos da Cidadania

Leia mais

Planejamento Estratégico: -Organizacional -Marketing

Planejamento Estratégico: -Organizacional -Marketing Planejamento Estratégico: -Organizacional -Marketing Conceitos Introdutórios UNIBAN Disciplina: Estratégias de Marketing Prof. Me. Francisco Leite Aulas 30.08.2011 Acepções -verbo transitivo direto O que

Leia mais

Prefeitura Municipal de Ibiporã - PR PAGAMENTO

Prefeitura Municipal de Ibiporã - PR PAGAMENTO Página: 1 / 12 002150 002154 002632 002633 Histórico padrão FJP SUPRIMENTOS P/ INFORMATICA LTDA RUA PERNAMBUCO 728, null Londrina / PR 84.858.307/0001-18 86020-070 343-3 002150 06 SECRETARIA MUNICIPAL

Leia mais

COMO ORGANIZAÇÃO SOCIAL. Caracterização e Desafios

COMO ORGANIZAÇÃO SOCIAL. Caracterização e Desafios O PAPEL DO INSTITUTO AGROPOLOS COMO ORGANIZAÇÃO SOCIAL Caracterização e Desafios leodilma@institutoagropolos.org.br Abril de 2012 Objetivos da Apresentação Constituição da Organização Social - Instituto

Leia mais

Aula 07. Comércio Eletrônico. Tipos de Sistemas de Informação 10/10/2012

Aula 07. Comércio Eletrônico. Tipos de Sistemas de Informação 10/10/2012 Aula 07 Conceitos de Sistemas de Informação: Tipos de Sistemas de Informação; Estruturação da Informação 1 Tipos de Sistemas de Informação Os tipos mais comuns de sistemas de informação usados em organizações

Leia mais

Empreendedorismo em Ação Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Empreendedorismo em Ação Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Profa.Dra. Ronalda Barreto Silva Universidade do Estado da Bahia - UNEB

Profa.Dra. Ronalda Barreto Silva Universidade do Estado da Bahia - UNEB Pelo Direito de Produzir e Viver em Cooperação de Maneira Sustentável Profa.Dra. Ronalda Barreto Silva Universidade do Estado da Bahia - UNEB Economia Solidária Atividades Econômicas Produção de bens Prestação

Leia mais

Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PLANO DE CURSO

Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PLANO DE CURSO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Reconhecimento Renovado pela Portaria MEC nº 264 de 14.07.11, DOU de 19.07.11. Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Código: CTB-252 Pré-requisito:

Leia mais

sobre o conceito de extensão Naomar de Almeida Filho UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL DA BAHIA

sobre o conceito de extensão Naomar de Almeida Filho UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL DA BAHIA sobre o conceito de extensão Naomar de Almeida Filho UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL DA BAHIA Alex Melo, Naomar Almeida-Filho, Renato Janine Ribeiro. Por uma Universidade Socialmente Relevante. 2009. http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/cne_alexfiuza.pdf

Leia mais

PLANO DE GOVERNO GESTÃO 2013-2016 VARGEÃO PARA TODOS

PLANO DE GOVERNO GESTÃO 2013-2016 VARGEÃO PARA TODOS PLANO DE GOVERNO GESTÃO 2013-2016 VARGEÃO PARA TODOS 01 EDUCAÇÃO Aderir à municipalização do Ensino Fundamental, conforme programa da Secretaria de Estado da Educação; Adquirir e ampliar o uso de laptops

Leia mais

CURSO DE ARTES CÊNICAS 2009/2 BACHARELADO EM INTERPRETAÇÃO

CURSO DE ARTES CÊNICAS 2009/2 BACHARELADO EM INTERPRETAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CURSO DE ARTES CÊNICAS 2009/2 BACHARELADO EM INTERPRETAÇÃO CÓDIGO DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS PRÉ-REQUISITO CR CHS CHS AULAS PR ART361 Dramaturgia

Leia mais