Celebrar o Amor em Família

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Celebrar o Amor em Família"

Transcrição

1 Celebrar o Amor em Família Dinâmica intergeracional para a catequese e para a comunidade proposta para dia17 de fevereiro de 2013 A família fundada no amor revela, de forma peculiar, o amor trinitário quando, cimentada na fé do «Deus que é amor», permanece nesse amor com a consciência de que quando ama «permanece em Deus e Deus nela.» (conf:1 Jo 4,16) O Evangelista João deixa-nos estupefactos quando afirma que o amor é a condição para nascer de Deus e conhecer a Deus: «todo aquele que ama nasceu de Deus e chega ao conhecimento de Deus. Aquele que não ama não chegou a conhecer a Deus, pois Deus é amor.» (1 Jo 4,7-8) A densidade do Amor, revelado em Jesus Cristo, dá um sentido poderoso e transcendente ao amor humano. O dia dos namorados, celebrado nas sociedades ocidentais, pode tornar-se uma oportunidade para as comunidades cristãs recordarem o sentido do amor em Jesus Cristo e renovarem a aliança de fidelidade em família. A sugestão chegou ao SDEC a partir da Paróquia de Paço de Sousa que, como testemunho, nos enviou a dinâmica que realizaram em fevereiro de Agradecemos a sua criatividade, a oportunidade e a ousadia da ideia. Neste ano da fé, ouvindo os apelos à Nova Evangelização, propõese aos leitores que: desejam que o ser humano se deixe tocar pelo Deus Amor, descubram a presença dele na vida e acolham a salvação; acreditam que Jesus é o rosto de Deus e de quem se pode dizer: tal Pai, tal Filho!; experimentam na sua vida que em Jesus, pelo Espírito, Deus salva todas as suas horas e os abençoa; têm a certeza que a comunidade cristã é o corpo de Cristo, o Povo de Deus reunido no amor à volta da mesa, como irmãos partindo, repartindo o Pão Eucarístico; Jesus entregue a todos, cada dia; se implicam, metem as mãos na massa para que muitos sejam felizes na fidelidade ao apelo do Mestre: amai-vos como eu vos amei ; vivem e por isso anunciam que onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome eu estarei no meio deles ; 1

2 sabem que a família é o lugar visível do amor de Deus e que neste momento da história precisam, urgentemente, de serem amparadas, acompanhadas, acarinhadas e ajudadas; não duvidam de que a catequese pode ser um espaço em que os catequizandos e suas famílias têm a possibilidade de receberem convites capazes de alimentar o amor do lar e o apreço de uns pelos outros a partir do Amor do Deus que é Trindade/família. Esse amor que quer os seres humanos unidos por laços familiares e re/unidos em comunidades fraternas; que têm a certeza de que, a partir da catequese, se podem propor gestos criativos que reforcem os laços familiares e aproximem os seus membros; que experimentam que é na família que se educa e constroem os homens novos do futuro sonhados e criados pelo Deus todo poderoso no amor o desafio de recriarem uma dinâmica que celebre o Amor em Família. Qual a natureza da dinâmica? A dinâmica proposta é de natureza intergeracional. Nela, crianças, adolescentes, jovens e adultos terão a possibilidade de viverem juntos uma experiência de fé. A sua concretização fará parte do itinerário intergeracional para todos os grupos que já implementaram o projeto. Para quem não iniciou o percurso, não deverá deixar de a realizar. Quem sabe se esta não será uma oportunidade para que surja o desejo de integrar, sistematicamente, a família na catequese, na educação para a vida na fé! A sua planificação e organização terá de ser do conhecimento prévio do pároco e requer a sua aprovação. Segundo a dinâmica paroquial, a proposta poderá destinar-se: aos grupos do 1º ao 10º anos de catequese e às suas famílias (pais, avós, padrinhos ) ou a toda a comunidade cristã, alargando o convite a todas as famílias. IMPORTANTE Atendendo a que são muitos os que vivem na solidão, um grupo de voluntários terá de convidar todos eles, de forma personalizada, para os integrar na dinâmica (são os que mais precisam!). Sugere-se que esta tarefa tenha a colaboração dos 9º e 10º anos, o que lhes permitirá viver uma experiência de missão comunitária e de lhes permitir criar laços com a comunidade. Estas iniciativas são geradoras de redes sociais. Importa não ser uma atividade pontual, mas que dela surjam projetos de continuidade comunitária. Quando celebrar? No domingo após o dia dos namorados: 17 de fevereiro, após a eucaristia. Quando e como preparar? Com a devida antecedência (dela depende o êxito): 2

3 a-caixa do correio criativa (terá a responsabilidade de recolher as cartas de amor familiares): Convidar os catequizandos a fazerem com as suas famílias uma caixa do correio, criativa, com o nome da família (esta será entregue, na semana anterior, aos catequistas, ou antes da celebração no próprio dia); A caixa será o local em que cada família receberá as cartas que lhe forem dirigidas. b-carta criativa e amor familiar Convidar os catequizandos, assim como todos os membros da família (pais, avós, padrinhos ), a escreverem uma carta a cada membro da família. Nela será importante que cada um registe o seu amor, admiração, gratidão, uma mensagem de esperança a quem a dirige. Exemplo: a mãe escreve aos filhos, ao esposo e aos próprios pais; o pai dedica-a aos filhos, à esposa e aos próprios pais; os filhos ao pai, à mãe, aos avós Atenção: Se optar por uma dinâmica de toda a comunidade, deverá dar-se, também, as indicações nas eucaristias dominicais: c- Grupo de trabalho Convidar um grupo de famílias (pais, filhos, avós) para integrarem a equipa organizadora com os catequistas. Esquema da dinâmica Quinze dias antes ou na semana anterior- Entregar uma carta às famílias (sugestão): Caríssima família Na próxima semana teremos a oportunidade de nos reunirmos para, na comunidade, celebrar o amor em família. Nós, cristãos, temos a certeza de que o amor da família tem a sua origem, fonte e alimento permanente num amor maior. Também não duvidamos que, quem está ligado a essa fonte, vive com mais intensidade e com um sentido transcendente esse amor e se torna capaz de fazer o outro feliz para além das diferenças e das dificuldades. Por isso propõe-se que visitemos a FONTE DO AMOR. Pode ser? Se sim, aqui vai o desafio para responderem aos seguintes convites, que poderão realizar-se num momento especial em família: UM CONVITE PARA SER VIVIDO EM FAMÍLIA Os quatro evangelistas apresentam Jesus a falar com o Pai e do Pai ao longo de todo o Evangelho. Uma forma de Jesus revelar o jeito de ser de seu pai/deus e de falar do Reino é dizê-lo por parábolas. Será possível descrever com 3

4 palavras humanas um Criador que tem por nome AMOR? Ora aqui seguem alguns convites/desafios à família: Convite a ler e a partilhar em família: Propomos que leia, muito atentamente, em família, a parábola de Lucas (Lc 10,29-7) substituindo a palavra samaritano por Deus Pai. Pensem e respondam às seguintes perguntas (as respostas serão partilhadas no dia do Amor em Família ): Porque está o homem meio morto por terra? (De que males sofre pensemos na nossa sociedade. O que nos deita por terra?) O que faz este Deus, como trata o homem caído? (Reparem nos pormenores e comparem a sua postura e as suas ações com um dos nossos reis ou governantes- podem procurar o significado do vinho e do azeite para melhor ver que cura oferece o samaritano.) Qual é o jeito de amar do nosso Deus? (recordemos Jesus) Que sinal da chegada do Reino nos dá Jesus neste texto? O que vos chama a atenção na parábola? Quem é o nosso Deus? O Pai de Jesus? Que desafio sugere este texto ao jeito de ser e amar em família? Leiam o texto: 1Jo 4,7-21 (1ª carta de S. João). Sugere-se que dialoguem sobre o texto. Proposta de perguntas: Qual é a fonte do amor? Quais as características do amor de Deus? Como nos sentimos ao saber-nos assim amados? Como pode a família crescer no amor a partir do Amor de Deus? A comunidade de.(nome da paróquia) deseja que este tempo especial, dedicado a estarem juntos à volta da Palavra de Deus, lhes proporcione um momento feliz e lhes permita experimentar a força do Amor de Deus que os une e os quer felizes no lar. UM CONVITE PARA FAZER UMA PRENDA Sugere-se que cada família faça de forma criativa uma caixa de correio com o seu nome inscrito. A mesma será entregue antes da celebração do amor em família. Para que servirá? Pedimos que cada membro da família escreva uma mensagem ou uma carta a cada membro. Assim, no dia do encontro, todos colocarão as suas cartas na caixa de correio! O desafio será de nos surpreendermos uns aos outros dizendo-nos o quanto somos IMPORTANTES E O QUANTO NOS AMAMOS!!!! Pedimos que tragam a vossa caixa de correio no dia.. e a entreguem a. no salão paroquial.. Não podem deixar de escrever as vossas cartas! Sejamos criativos para nos surpreendermos! UM CONVITE A CELEBRAR O AMOR No dia 17 de fevereiro, pelas 15h, celebraremos o amor, em comunidade, no salão paroquial. Será o momento em que partilharemos as descobertas feitas 4

5 em família a partir dos textos bíblicos e em que receberemos, das nossas caixas de correio, as cartas dos entes queridos! Até dia 17 de fevereiro, às 15h, a sua presença é imprescindível! Um abraço fraterno no Senhor Jesus. A comunidade. O desafio a ler em família uma leitura bíblica é uma oportunidade para que os catequizandos treinem a procura de citações e provoquem nos adultos o desejo de saberem manusear a Bíblia. Não se pode perder a oportunidade! Quanto à interpretação da parábola propomos alguns elementos para os catequistas: Donde é que vinha o homem que foi assaltado? Um homem que desce de Jerusalém para Jericó; Jerusalém etimologicamente significa lugar da paz, cidade de onde vem a luz da verdade e Jericó significa lua com a sua mutabilidade própria (as várias fases da lua ligação à noite - à ausência de Deus). Descer de Jerusalém a Jericó é corromper-se, subir de Jericó a Jerusalém significa converter-se; Quem é o homem caído no chão? (Para Jesus este homem é o símbolo de todas as vítimas das violências físicas e morais); Porque é que o samaritano utilizou ele o azeite e o vinho? (azeite cicatriza o vinho símbolo da alegria e da liberdade, o vinho novo partilhado na mesa da eucaristia); O samaritano é o sinal do Reino que acontece curando, libertando, salvando, tornando-nos próximos, dando ao ser humano a possibilidade de se deixar amar por Deus e de responder com um mesmo amor. Percurso da dinâmica intergeracional Acolhimento Personalizado prever uma equipa de acolhimento Cada membro da família coloca as suas cartas na caixa do correio Divisão por grupos Acolhimento no grupo De acordo com o número de participantes repartir as famílias em vários grupos (cada grupo poderá ter um lenço de uma cor, ou uma bandeira ). Esquema a realizar pelos grupos Momento de apresentação: jogo (material: um saco de rebuçados) Os participantes sentam-se em círculo. O animador com um saco de rebuçados em sua mão vira-se para a pessoa que está à sua esquerda e diz: o senhor... (diz o nome da pessoa da sua esquerda), pediu-me que desse um rebuçado ao.. senhor.(diz o nome da pessoa da direita que pega no rebuçado)... E entrega o saco à pessoa da sua direita. Esta repete o mesmo gesto todos sucessivamente. Quanto mais rápido se faz a entrega do rebuçado, mais divertido fica o jogo. Tempo de partilha 1-Momento de interação, festa e reflexão Anexo 1 2-Momento de partilha a partir dos textos lidos e rezados em família: Lc 10,29-7 e 1Jo 4, O diálogo pode ser estabelecido a partir das perguntas que foram enviadas à famílias. 3-Entrega do coração a cada família (com a mensagem e as palavras da dinâmica) Momento de oração Em comunidade, reunindo todos os grupos Leitura da carta de S. João Momento de silêncio Uma palavra do Presidente da assembleia Oração de um salmo Preces Renovação do compromisso das famílias Anexo 2 Bênçãos das famílias Canto de louvor Lanche Partilha do lanche Jogos tradicionais 5

6 Anexo 1: Viver ao jeito de Jesus Cristo Destinatários: grupos de famílias Material: oito corações de papel. Em cada um deles estará escrito uma característica de viver ao jeito de Jesus Cristo. Desenvolvimento: 1- O animador convida os presentes a formarem, espontaneamente, equipas de 2 a 3 famílias. As famílias agrupadas por equipas (2 a 3 famílias), juntam-se em semicírculo à volta do animador. Antes de iniciar o jogo, cada equipa recebe o seguinte material: Bíblia + caneta + um tubo de cola + fita de papel (uma para cada pessoa do grupo) + uma cartolina + um marcador. Após cada prova, o grupo mais rápido ou o que melhor realizar o que lhe é pedido, recebe um coração. Cada coração terá uma palavra escrita: FÉ/ORAÇÃO, FIDELIDADE, PERDÃO, FELICIDADE, UNIÃO, AMOR, RESPEITO, INTERAJUDA. 2 - O animador vai propondo às várias equipas algumas provas: a) O grupo de famílias que mais rapidamente escrever o nome de cada membro num elo e os unir todos uns aos outros recebe o coração da UNIÃO. b) O grupo de famílias que melhor representar uma cena familiar que revele a capacidade de surpreender agradavelmente a família, recebe o coração do RESPEITO. Os grupos dispõem de quatro minutos para a preparação da prova. c) O grupo de famílias que, em primeiro, conseguir formar uma roda e entoar um aleluia dinâmico ou uma canção de amizade recebe o coração da FELICIDADE. d) O grupo de famílias que primeiro conseguir juntar todas as suas mãos recebe o coração da INTERAJUDA. f) O grupo de famílias que contar a melhor história de reconciliação recebe o coração do PERDÃO (3 minutos para a preparação). g) O grupo de famílias que mais rapidamente apresentar um cartaz com a palavra fidelidade rodeada de palavras que descrevam os benefícios da fidelidade vivida em família recebe o coração da FIDELIDADE. A primeira equipa a terminar apresenta às outras as palavras escritas e todas as restantes equipas poderão partilhar o seu trabalho. e) O grupo de famílias que melhor representar, através de mímica, uma frase de Jesus, recebe o coração da FÉ/ORAÇÂO. Os outros grupos deverão reconhecer a frase representada (3 minutos para a preparação). h) O grupo de famílias que em primeiro lugar encontrar a citação 1Jo 4,7-21 recebe o coração do AMOR e lê o texto para todo o grupo. 2 - No fim do momento de reflexão o animador entregará: a cada família um coração com todas as palavras e uma mensagem. Anexo 2 Antes de se iniciar a celebração entrega-se às famílias uma pequena pagela com o compromisso. No momento de o rezar, cada família será convidada a fazê-lo de mãos dadas: Pai Santo, que na família nos deixastes a imagem do vosso amor, olhai com benevolência para a nossa família (tempo de silêncio orante). Diante de Vós, hoje, mão nas mãos, suplicamos que Vos digneis renovar o nosso amor no vosso Amor, para vivermos, em fidelidade, a entrega generosa de uns aos outros. Que a vossa graça nos acompanhe todos os dias e a vida que no nosso lar se tece transborde para os irmãos. Acolhei a nossa oração Vós que sois um Deus de misericórdia. Amen 6

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 NO CAMINHO DO DISCIPULADO MISSIONÁRIO, A EXPERIÊNCIA DO ENCONCONTRO: TU ÉS O MESSIAS, O FILHO DO DEUS VIVO INTRODUÇÃO Queridos/as Catequistas! Com nossos cumprimentos

Leia mais

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando.

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando. Celebração de Encerramento PREPARAR 1. Bíblia e velas para a Procissão de Entrada da Palavra 2. Sementes de girassóis para cada catequista depositar num prato com terra diante do altar durante a homilia

Leia mais

O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA

O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA Nestes últimos anos tem-se falado em Catequese Renovada e muitos pontos positivos contribuíram para que ela assim fosse chamada. Percebemos que algumas propostas

Leia mais

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia.

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia. EUCARISTIA GESTO DO AMOR DE DEUS Fazer memória é recordar fatos passados que animam o tempo presente em rumo a um futuro melhor. O povo de Deus sempre procurou recordar os grandes fatos do passado para

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

A MENSAGEM. O Memorial. partir - repartir - unir. para uma catequese renovada ANO LVIII MAI. JUN. JUL. AGO. 2014 REVISTA QUADRIMESTRAL 4,00

A MENSAGEM. O Memorial. partir - repartir - unir. para uma catequese renovada ANO LVIII MAI. JUN. JUL. AGO. 2014 REVISTA QUADRIMESTRAL 4,00 ANO LVIII MAI. JUN. JUL. AGO. 2014 REVISTA QUADRIMESTRAL 4,00 420 A MENSAGEM para uma catequese renovada O Memorial partir - repartir - unir Eucaristia, Sacramento do Amor de onde «derivam todos os caminhos

Leia mais

+ Orani João Tempesta, O. Cist. Arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ

+ Orani João Tempesta, O. Cist. Arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ AMAI-VOS Domingo passado, ao celebrar o tema da misericórdia, tive a oportunidade de estar com milhares de pessoas tanto na Catedral Metropolitana como no anúncio e instalação do Santuário da Misericórdia,

Leia mais

Explicação da Missa MISSA

Explicação da Missa MISSA Explicação da Missa Reunidos todos os catequizandos na Igreja, num primeiro momento mostram-se os objetos da missa, ensinam-se os gestos e explicam-se os ritos. Em seguida celebra-se a missa sem interrupção.

Leia mais

Informativo da Congregação Pobres Servos da Divina Providência Delegação Nossa Senhora Aparecida. Permanece conosco

Informativo da Congregação Pobres Servos da Divina Providência Delegação Nossa Senhora Aparecida. Permanece conosco Notícias de Família Informativo da Congregação Pobres Servos da Divina Providência Delegação Nossa Senhora Aparecida 06 JUNHO 2014 Permanece conosco Vivemos dias de graça, verdadeiro Kairós com a Celebração

Leia mais

SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL

SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL 1 Ivocação ao Espirito Santo (oração ou canto) 2- Súplica inicial. (Em 2 coros: H- homens; M- mulheres) H - Procuramos para a Igreja/ cristãos

Leia mais

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel.

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. NOVENA DE NATAL 2015 O Natal e a nossa realidade A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. (Is 7,14) APRESENTAÇÃO O Natal se aproxima. Enquanto renovamos a esperança de

Leia mais

A transmissão da fé na Família. Reunião de Pais. Família

A transmissão da fé na Família. Reunião de Pais. Família A transmissão da fé na Família Reunião de Pais Família Plano Pastoral Arquidiocesano Um triénio dedicado à Família Passar de uma pastoral sobre a Família para uma pastoral para a Família e com a Família

Leia mais

Utilizar na comunicação 4 ouvidos

Utilizar na comunicação 4 ouvidos Utilizar na comunicação 4 ouvidos Desafio para a relação catequética Estimado catequista, imagine que se encontra com o Luís sorriso no pátio do centro paroquial. O Luís Sorriso vai cumprimentá-lo de forma

Leia mais

Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015

Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015 Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015 Introdução: Educar na fé, para a paz, a justiça e a caridade Este ano a Igreja no Brasil está envolvida em dois projetos interligados: a lembrança

Leia mais

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim!

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim! Page 1 of 6 GUIÃO DA CELEBRAÇÃO DA 1ª COMUNHÃO 2006 Ambientação Irmãos: Neste Domingo, vamos celebrar e viver a Eucaristia com mais Fé e Amor e também de uma maneira mais festiva, já que é o dia da Primeira

Leia mais

A MENSAGEM. «educar no conhecimento e na vida de fé. para uma catequese renovada

A MENSAGEM. «educar no conhecimento e na vida de fé. para uma catequese renovada ANO LVIII SET. OUT. NOV. DEZ. 2014 REVISTA QUADRIMESTRAL 4,00 421 A MENSAGEM para uma catequese renovada «educar no conhecimento e na vida de fé de tal maneira que a pessoa, na totalidade do seu ser, nas

Leia mais

Cântico: Dá-nos um coração

Cântico: Dá-nos um coração Cântico: Dá-nos um coração Refrão: Dá-nos um coração, grande para amar, Dá-nos um coração, forte para lutar. 1. Homens novos, criadores da história, construtores da nova humanidade; homens novos que vivem

Leia mais

No Dia do Juízo, quando o Filho do Homem, na Sua glória, vier nos julgar, escreve o evangelista Mateus, Ele nos questionará sobre

No Dia do Juízo, quando o Filho do Homem, na Sua glória, vier nos julgar, escreve o evangelista Mateus, Ele nos questionará sobre Caridade e partilha Vivemos em nossa arquidiocese o Ano da Caridade. Neste tempo, dentro daquilo que programou o Plano de Pastoral, somos chamados a nos organizar melhor em nossos trabalhos de caridade

Leia mais

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010 COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010 ORAÇÃO DE ABERTURA CANTO (REPOUSAR EM TI) Música de Tânia Pelegrino baseada na obra Confissões, de

Leia mais

20ª Hora Santa Missionária

20ª Hora Santa Missionária 20ª Hora Santa Missionária Tema: Missão é Servir Lema: Quem quiser ser o primeiro seja servo de todos Preparação do ambiente: cartaz do Mês missionário, Bíblia e fitas nas cores dos continentes, cruz e

Leia mais

Plano Pedagógico do Catecismo 6

Plano Pedagógico do Catecismo 6 Plano Pedagógico do Catecismo 6 Cat Objetivos Experiência Humana Palavra Expressão de Fé Compromisso PLANIFICAÇÃO de ATIVIDADES BLOCO I JESUS, O FILHO DE DEUS QUE VEIO AO NOSSO ENCONTRO 1 Ligar a temática

Leia mais

Lausperene. Senhor Jesus, Eu creio que estais presente no pão da Eucaristia. Senhor, eu creio em Vós.

Lausperene. Senhor Jesus, Eu creio que estais presente no pão da Eucaristia. Senhor, eu creio em Vós. Lausperene Cântico: Dá-nos um coração Refrão: Dá-nos um coração, grande para amar, Dá-nos um coração, forte para lutar. 1. Homens novos, criadores da história, construtores da nova humanidade; homens novos

Leia mais

NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS

NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS Pe. Nilton César Boni, cmf NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS EDITORA AVE-MARIA Apresentação Aos membros da família cristã podem aplicar-se de modo particular as palavras com que Cristo promete a sua

Leia mais

1915-2015 SUBSÍDIOS E HORA SANTA. Por ocasião dos 100 anos do MEJ MEJ BRASIL. 1º ROTEIRO PAZ Dom e compromisso para viver melhor!

1915-2015 SUBSÍDIOS E HORA SANTA. Por ocasião dos 100 anos do MEJ MEJ BRASIL. 1º ROTEIRO PAZ Dom e compromisso para viver melhor! 1º ROTEIRO PAZ Dom e compromisso para viver melhor! 2º ROTEIRO EUCARISTIA Mistério Pascal celebrado na comunidade de fé! 3º ENCONTRO EVANGELHO Amor para anunciar e transformar o mundo! 1915-2015 SUBSÍDIOS

Leia mais

A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa fé, uma luz na caminhada de nossa vida.

A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa fé, uma luz na caminhada de nossa vida. LITURGIA DA PALAVRA A Palavra de Deus proclamada e celebrada - na Missa - nas Celebrações dos Sacramentos (Batismo, Crisma, Matrimônio...) A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa

Leia mais

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO SOBRE NÓS FAZEI BRILHAR O ESPLENDOR DE VOSSA FACE! 3 º DOMINGO DA PÁSCOA- ANO B 22 DE ABRIL DE 2012 ANIM: (Saudações espontâneas)

Leia mais

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão Jorge Esteves Objectivos 1. Reconhecer que Jesus se identifica com os irmãos, sobretudo com os mais necessitados (interpretação e embora menos no

Leia mais

FESTA DO Pai-Nosso. 1º ano. Igreja de S. José de S. Lázaro. 7 de Maio de 2005

FESTA DO Pai-Nosso. 1º ano. Igreja de S. José de S. Lázaro. 7 de Maio de 2005 FESTA DO Pai-Nosso Igreja de S. José de S. Lázaro 1º ano 1 7 de Maio de 2005 I PARTE O acolhimento será feito na Igreja. Cada criança ficará com os seus pais nos bancos destinados ao seu catequista. Durante

Leia mais

DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESCOLA DOMINICAL

DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESCOLA DOMINICAL SUGESTÃO DE CELEBRAÇÃO DE NATAL 2013 ADORAÇÃO Prelúdio HE 21 Dirigente: Naqueles dias, dispondo-se Maria, foi apressadamente à região montanhosa, a uma cidade de Judá, entrou na casa de Zacarias e saudou

Leia mais

MISSA DE ABERTURA DA CATEQUESE

MISSA DE ABERTURA DA CATEQUESE MISSA DE ABERTURA DA CATEQUESE XXV domingo do tempo comum 23/09/2012 Igreja de Cedofeita ENTRADA Eu vi meu Deus e Senhor, aleluia, aleluia. Cantai ao amor, cantai, aleluia, aleluia. ADMONIÇÃO DE ENTRADA

Leia mais

TESTEMUNHAS. atores e destinatários do projeto catequese/família

TESTEMUNHAS. atores e destinatários do projeto catequese/família TESTEMUNHAS atores e destinatários do projeto catequese/família Os testemunhos partilhados foram recolhidos a partir de um pequeno questionário realizado, no mês de maio de 2012, junto das famílias dos

Leia mais

(DO LIVRO AS FESTAS DA CATEQUESE PEDROSA FERREIRA) Material a preparar: -Um grande coração de cartolina. -Marcadores de várias cores

(DO LIVRO AS FESTAS DA CATEQUESE PEDROSA FERREIRA) Material a preparar: -Um grande coração de cartolina. -Marcadores de várias cores (DO LIVRO AS FESTAS DA CATEQUESE PEDROSA FERREIRA) Material a preparar: -Um grande coração de cartolina -Marcadores de várias cores -Folhas cada qual com a sua letra ocantinhodasao.com.pt/public_html Página

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS COLABORADORES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO -ACHUAP-

ASSOCIAÇÃO DOS COLABORADORES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO -ACHUAP- 1 ASSOCIAÇÃO DOS COLABORADORES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO -ACHUAP- DIA 15.06.2010 MOMENTO ORANTE ECUMÊNICO PELA PASSAGEM DO 59º ANIVERSÁRIO DA ACHUAP (para propiciar momento de silêncio e

Leia mais

F A M Í L I A / C A T E Q U E S E U M P R O J E T O E D U C A T I V O I N T E R G E R A C I O N A L

F A M Í L I A / C A T E Q U E S E U M P R O J E T O E D U C A T I V O I N T E R G E R A C I O N A L F A M Í L I A / C A T E Q U E S E U M P R O J E T O E D U C A T I V O I N T E R G E R A C I O N A L Na revista A MENSAGEM nº 410, de julho/agosto 2011, editada pelo Secretariado Diocesano da Educação Cristã

Leia mais

LECTIO DIVINA 26 de julho de 2015 Domingo XVII do Tempo Comum Ano B. O mais bonito que o pão tem é poder ser partido e repartido. D.

LECTIO DIVINA 26 de julho de 2015 Domingo XVII do Tempo Comum Ano B. O mais bonito que o pão tem é poder ser partido e repartido. D. Perguntas para a reflexão pessoal Perante as necessidades com que me deparo, predisponho-me a dar da minha pobreza, a pôr generosamente à disposição o que sou e o que tenho? Acredito no potencial dos outros,

Leia mais

Missa no Dia de Páscoa

Missa no Dia de Páscoa 48 DOMINGO DE PÁSOA DA RESSURREIÇÃO DO SENHOR Missa no Dia de Páscoa aríssimos irmãos e irmãs em risto: Neste dia santíssimo da Ressurreição do Senhor, em que o Espírito nos faz homens novos, oremos ao

Leia mais

Celebração. Penitencial. Paróquia de S. ta Maria dos Anjos. Preparação para o Crisma. Esposende

Celebração. Penitencial. Paróquia de S. ta Maria dos Anjos. Preparação para o Crisma. Esposende Celebração Penitencial Hoje reconciliei-me com Deus, obtive a graça do Seu Amor em me perdoar. Vou louvar o Pai Bom pelo Seu amor por mim. Paróquia de S. ta Maria dos Anjos Preparação para o Crisma Esposende

Leia mais

SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA Antes da Solene celebração, entregar a lembrança do centenário No Final terá um momento de envio onde cada pessoa reassumirá a missão. O sinal deste momento será a colocação

Leia mais

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015]

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] 1 Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] Página 9 Na ilustração, Jesus está sob a árvore. Página 10 Rezar/orar. Página 11 Amizade, humildade, fé, solidariedade,

Leia mais

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética 2 0 1 2-2 0 1 5 DIOCESE DE FREDERICO WESTPHALEN - RS Queridos irmãos e irmãs, Com imensa alegria, apresento-lhes o PLANO DIOCESANO DE ANIMAÇÃO BÍBLICO -

Leia mais

Vigília Jubilar. Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10.

Vigília Jubilar. Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10. Vigília Jubilar Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10. Material: Uma Bíblia Vela da missão Velas para todas as pessoas ou pedir que cada pessoa

Leia mais

Se fizerem o que eu digo, terão paz

Se fizerem o que eu digo, terão paz Se fizerem o que eu digo, terão paz Vigília pela Paz, 2 de Abril de 2005, 21 Horas Celebrante - Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo Assembleia - Amen C. - Deus, vinde em nosso auxílio A. - Senhor,

Leia mais

DIA DE ORAÇÃO PELA JMJ RIO2013

DIA DE ORAÇÃO PELA JMJ RIO2013 ROTEIRO PARA O DIA DE ORAÇÃO PELA JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE RIO2013 Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude - CNBB CANTO DE ENTRADA (Canto a escolha) (Este momento de oração pode ser associado

Leia mais

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015 1 2 COM MARIA, EM JESUS, CHEGAMOS À GLÓRIA! 5º Dia (Dia 07/10 Quarta-feira) CRIANÇA: BELEZA DA TERNURA DIVINA! Na festa de Maria, unidos neste Santuário, damos graças a Deus, por meio de Maria, pela vida

Leia mais

ORAÇÃO EM FAMÍLIA Quaresma e Tempo Pascal

ORAÇÃO EM FAMÍLIA Quaresma e Tempo Pascal 1 PARÓQUIA DE Nª SRª DA CONCEIÇÃO, MATRIZ DE PORTIMÃO ORAÇÃO EM FAMÍLIA Quaresma e Tempo Pascal (O Ícone da Sagrada Família deve ser colocado na sala, num lugar de relevo e devidamente preparado com uma

Leia mais

ANO B. DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia. (Outras intenções: adultos e crianças baptizados nesta Páscoa...).

ANO B. DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia. (Outras intenções: adultos e crianças baptizados nesta Páscoa...). 122 ANO B DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia (Se estiverem presentes adultos que tenham sido baptizados na última Páscoa, as intenções da oração dos fiéis poderão hoje ser propostas por eles).

Leia mais

CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS

CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS Infância/Adolescencia MISSÃO MISSÃO. Palavra muito usada entre nós É encargo, incumbência Missão é todo apostolado da Igreja. Tudo o que a Igreja faz e qualquer campo.

Leia mais

INFORMATIVO DA PARÓQUIA IMACULADA CONCEIÇÃO DE GETÚLIO VARGAS. 10 de julho de 2015 MENSAGEM PARA A LITURGIA DO 14º DOMINGO DO TEMPO COMUM:

INFORMATIVO DA PARÓQUIA IMACULADA CONCEIÇÃO DE GETÚLIO VARGAS. 10 de julho de 2015 MENSAGEM PARA A LITURGIA DO 14º DOMINGO DO TEMPO COMUM: INFORMATIVO DA PARÓQUIA IMACULADA CONCEIÇÃO DE GETÚLIO VARGAS 10 de julho de 2015 MENSAGEM PARA A LITURGIA DO 14º DOMINGO DO TEMPO COMUM: A liturgia do 15º Domingo do Tempo Comum recorda-nos que Deus atua

Leia mais

ABRO A PORTA À BONDADE DE DEUS

ABRO A PORTA À BONDADE DE DEUS ABRO A PORTA À BONDADE DE DEUS Caminhada do Advento e Natal 2015 DIOCESE DE AVEIRO INTRODUÇÃO Vivemos o Advento 2015 com o lema "ABRO A PORTA À BONDADE DE DEUS". Esta caminhada tem como pano de fundo a

Leia mais

Adoração ao Santíssimo Sacramento. Catequese Paroquial de Nossa Senhora da Lapa. 4 de Março de 2014

Adoração ao Santíssimo Sacramento. Catequese Paroquial de Nossa Senhora da Lapa. 4 de Março de 2014 Adoração ao Santíssimo Sacramento Catequese Paroquial de Nossa Senhora da Lapa 4 de Março de 2014 Leitor: Quando nós, cristãos, confessamos a Trindade de Deus, queremos afirmar que Deus não é um ser solitário,

Leia mais

Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO

Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO O Baptismo, porta da vida e do reino, é o primeiro sacramento da nova lei, que Cristo propôs a todos para terem a vida eterna, e, em seguida, confiou à

Leia mais

Lembrança da Primeira Comunhão

Lembrança da Primeira Comunhão Lembrança da Primeira Comunhão Jesus, dai-nos sempre deste pão Meu nome:... Catequista:... Recebi a Primeira Comunhão em:... de... de... Local:... Pelas mãos do padre... 1 Lembrança da Primeira Comunhão

Leia mais

Vivendo a Liturgia Ano A

Vivendo a Liturgia Ano A Vivendo a Liturgia Junho/2011 Vivendo a Liturgia Ano A SOLENIDADE DA ASCENSÃO DO SENHOR (05/06/11) A cor litúrgica continua sendo a branca. Pode-se preparar um mural com uma das frases: Ide a anunciai

Leia mais

CD EU QUERO DEUS. 01- EU QUERO DEUS (Irmã Carol) 02- SIM, SIM, NÃO, NÃO (Irmã Carol)

CD EU QUERO DEUS. 01- EU QUERO DEUS (Irmã Carol) 02- SIM, SIM, NÃO, NÃO (Irmã Carol) CD EU QUERO DEUS 01- EU QUERO DEUS (Irmã Carol) EU QUERO DEUS \ EU QUERO DEUS SEM DEUS EU NÃO SOU NADA EU QUERO DEUS Deus sem mim é Deus \ Sem Deus eu nada sou Eu não posso viver sem Deus \ Viver longe

Leia mais

CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica. A unidade na fé a caminho da missão

CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica. A unidade na fé a caminho da missão CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica A unidade na fé a caminho da missão Nossa Visão Manifestar a unidade da igreja por meio do testemunho visível

Leia mais

Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO

Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO ORIENTAÇÕES GERAIS Bem-vindos à nova estação dos GFs: a estação do evangelismo! Nesta estação queremos enfatizar pontos sobre nosso testemunho de vida

Leia mais

Tens Palavras de Vida Eterna

Tens Palavras de Vida Eterna Catequese 40ano Tens Palavras de Vida Eterna Agenda da Palavra de Deus pela minha vida fora ANO A Durante as férias, mantenho-me em contato! CONTATOS DA PARÓQUIA Morada: Telefone: Correio eletrónico: Sítio:

Leia mais

COMUNIDADE DE COMUNIDADES: UMA NOVA PARÓQUIA. Estudo 104 CNBB

COMUNIDADE DE COMUNIDADES: UMA NOVA PARÓQUIA. Estudo 104 CNBB COMUNIDADE DE COMUNIDADES: UMA NOVA PARÓQUIA Estudo 104 CNBB ASPECTOS GERAIS DO DOCUMENTO PERSPECTIVAS PASTORAIS TEXTOS BASES DESAFIOS FUNÇÕES DA PARÓQUIA PERSPECTIVA TEOLÓGICA MÍSTICA DO DOCUMENTO PERSPECTIVA

Leia mais

Tema 8: Vocação - um novo relacionamento Deus se revela através dos outros

Tema 8: Vocação - um novo relacionamento Deus se revela através dos outros Tema 8: Vocação - um novo relacionamento Deus se revela através dos outros DEUS SE REVELA ATRAVÉS DOS OUTROS Ser Marista com os outros: Experimentar caminhos de vida marista comunitariamente INTRODUÇÃO

Leia mais

Dá-me de beber! João 4,7

Dá-me de beber! João 4,7 SEMANA DE ORAÇÃO PELA UNIDADE DOS CRISTÃOS 18 a 25 Janeiro de 2015 Dá-me de beber! João 4,7 CONSELHO PORTUGUÊS DE IGREJAS CRISTÃS COMISSÃO EPISCOPAL MISSÃO E NOVA EVANGELIZAÇÃO CELEBRAÇÃO DE CULTO ECUMÉNICO

Leia mais

A MENSAGEM. Enraizar a Fé no Batismo e Frutificar pela força do Espírito. para uma catequese renovada

A MENSAGEM. Enraizar a Fé no Batismo e Frutificar pela força do Espírito. para uma catequese renovada ANO LVIII JAN. FEV. MAR. ABR. 2014 REVISTA QUADRIMESTRAL 4,00 419 A MENSAGEM para uma catequese renovada Enraizar a Fé no Batismo e Frutificar pela força do Espírito 36 A MENSAGEM 796 Feliz daquela que

Leia mais

Oração na Vida Diária

Oração na Vida Diária Oração na Vida Diária ocê é convidado a iniciar uma experiência de oração. Às vezes pensamos que o dia-a-dia com seus ruídos, suas preocupações e sua correria não é lugar apropriado para levantar nosso

Leia mais

A Apostolicidade da Fé

A Apostolicidade da Fé EMBARGO ATÉ ÀS 18H30M DO DIA 10 DE MARÇO DE 2013 A Apostolicidade da Fé Catequese do 4º Domingo da Quaresma Sé Patriarcal, 10 de Março de 2013 1. A fé da Igreja recebemo-la dos Apóstolos de Jesus. A eles

Leia mais

Oração na Vida Diária

Oração na Vida Diária Oração na Vida Diária Caro jovem,, Que alegria saber que como você muitos jovens estão encontrando um caminho para a oração pessoal e diária. Continue animado com a busca de um relacionamento mais pessoal

Leia mais

CELEBRAÇÃO DA FESTA DA PALAVRA

CELEBRAÇÃO DA FESTA DA PALAVRA PARÓQUIA DE SANTA MARIA DE BORBA CELEBRAÇÃO DA FESTA DA PALAVRA Feliz o homem que ama a Palavra do Senhor e Nela medita dia e noite (Sl 1, 1-2) 4º ANO da CATEQUESE 17 de Janeiro de 09 ENTRADA PROCESSIONAL

Leia mais

Plano Pedagógico do Catecismo 4

Plano Pedagógico do Catecismo 4 Plano Pedagógico do Catecismo 4 Cat Objectivos Experiência BLOCO 1 A Formação da Palavra de Deus Escrita: o ensino dos Apóstolos, no início do Cristianismo, desafia-nos a uma maior adesão de fé a Cristo.

Leia mais

Espiritualidade do Câmbio Sistêmico ou Mudança de Estruturas

Espiritualidade do Câmbio Sistêmico ou Mudança de Estruturas Espiritualidade do Câmbio Sistêmico ou Mudança de Estruturas Uma breve meditação sobre Mudança de Estruturas O objetivo desta meditação é redescobrir a dimensão espiritual contida na metodologia de mudança

Leia mais

PLANIFICAÇÃO DE UMA CATEQUESE L E I TURA O R A N T E DA PALAVRA

PLANIFICAÇÃO DE UMA CATEQUESE L E I TURA O R A N T E DA PALAVRA PLANIFICAÇÃO DE UMA CATEQUESE L E I TURA O R A N T E DA PALAVRA Catecismo do 8º ano Catequese nº 10 Tema: Dá-te e viverás O B J E C T I V O S D A C A T E Q U E S E Saborear a alegria de servir Descobrir

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ DEPARTAMENTO: DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ DEPARTAMENTO: DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS DISCIPLINA: UNIDADE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ DEPARTAMENTO: DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS PLANIFICAÇÃO ANUAL - ANO LETIVO: 2015-2016 1 A PESSOA HUMANA EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA

Leia mais

ESTUDOS BÍBLICOS COMUNIDADES DA PARÓQUIA NOSSA SENHORA AUXILIADORA 30 de agosto a 28 de setembro de 2014

ESTUDOS BÍBLICOS COMUNIDADES DA PARÓQUIA NOSSA SENHORA AUXILIADORA 30 de agosto a 28 de setembro de 2014 ESTUDOS BÍBLICOS COMUNIDADES DA PARÓQUIA NOSSA SENHORA AUXILIADORA 30 de agosto a 28 de setembro de 2014 Tema: Bíblia, ação de Deus na vida. A proposta do estudo Bíblico em cada setor, onde se reuniriam

Leia mais

QUEM EM MIM PERMANECE, ESSE DÁ MUITO FRUTO

QUEM EM MIM PERMANECE, ESSE DÁ MUITO FRUTO Ano A - XXIV - Nº 1481-33º Domingo do Tempo Comum - cor verde - 16/11/2014 QUEM EM MIM PERMANECE, ESSE DÁ MUITO FRUTO 1. ACOLHIDA Preparar um cartaz ou painel contendo dons existentes na comunidade, colocando-o

Leia mais

PROVÍNCIA MARISTA DO BRASIL NORTE

PROVÍNCIA MARISTA DO BRASIL NORTE PROVÍNCIA MARISTA DO BRASIL NORTE Espiritualidade Apostólica Marista Ir. José Milson de Mélo Souza Ano de Deus Pai LADAINHA DE SÃO MARCELINO CHAMPAGNAT (Ir. José Milson) V. Senhor, tende piedade de nós.

Leia mais

Módulo II Quem é o Catequista?

Módulo II Quem é o Catequista? Módulo II Quem é o Catequista? Diocese de Aveiro Objectivos Descobrir a imagem de catequista que existe na nossa comunidade. Aprofundar a vocação e o ministério do catequista a partir da Bíblia. Com base

Leia mais

Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão

Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão A vida litúrgica começa muito cedo. Os Sacramentos são conhecidos como encontros pessoais com Cristo. Também são vistos como sinais da salvação.

Leia mais

Igreja Amiga da criança. Para pastores

Igreja Amiga da criança. Para pastores Igreja Amiga da criança Para pastores Teste "Igreja Amiga da Criança" O povo também estava trazendo criancinhas para que Jesus tocasse nelas. Ao verem isso, os discípulos repreendiam aqueles que as tinham

Leia mais

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT)

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) 11-02-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Em que sentido toda a vida de Cristo é Mistério? Toda a vida

Leia mais

Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011

Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011 Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011 27ºDOMINGO DO TEMPO COMUM (02/10/11) Parábola dos Vinhateiros Poderia ser feito um mural específico para esta celebração com uma das frases: Construir a Igreja

Leia mais

CRIANÇAS E ADOLESCENTES MISSIONÁRIOS NA CARIDADE

CRIANÇAS E ADOLESCENTES MISSIONÁRIOS NA CARIDADE Vicente de Paulo dizia: "Que coisa boa, sem igual, praticar a Caridade. Praticá-la é o mesmo que praticar todas as virtudes juntas. É como trabalhar junto com Jesus e cooperar com ele na salvação e no

Leia mais

1. Com o Dízimo, aprendemos a AGRADECER a Deus e ao próximo.

1. Com o Dízimo, aprendemos a AGRADECER a Deus e ao próximo. 1. Com o Dízimo, aprendemos a AGRADECER a Deus e ao próximo. Ao contribuir com o dízimo, saímos de nós mesmos e reconhecemos que pertencemos tanto à comunidade divina quanto à humana. Um deles, vendo-se

Leia mais

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS I. Nas celebrações do Tempo Advento Deus omnipotente e misericordioso, que vos dá a graça de comemorar na fé a primeira vinda do seu Filho Unigénito e de esperar

Leia mais

LEITURA ORANTE DA PALAVRA DE DEUS NA CATEQUESE 1. O ENCONTRO DE CATEQUESE COM LEITURA ORANTE DA PALAVRA

LEITURA ORANTE DA PALAVRA DE DEUS NA CATEQUESE 1. O ENCONTRO DE CATEQUESE COM LEITURA ORANTE DA PALAVRA LEITURA ORANTE DA PALAVRA DE DEUS NA CATEQUESE 1. O ENCONTRO DE CATEQUESE COM LEITURA ORANTE DA PALAVRA A Bíblia é o livro da fé. Por isso, dever ser o texto principal da catequese (DNC 13e). Segundo o

Leia mais

Comissão Diocesana da Pastoral da Educação ***************************************************************************

Comissão Diocesana da Pastoral da Educação *************************************************************************** DIOCESE DE AMPARO - PASTORAL DA EDUCAÇÃO- MARÇO / 2015 Todo cristão batizado deve ser missionário Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos e fazei-me conhecer a vossa estrada! Salmo 24 (25) Amados Educadores

Leia mais

PASCOM. A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos,

PASCOM. A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos, PASCOM A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos, t e x t o s e i d é i a s p a r a a s matérias! Nossa Senhora da Penha, que sabe o nome de cada

Leia mais

CELEBRAÇÃO DO AMOR Paróquia São Pedro e São Paulo - Toledo PR

CELEBRAÇÃO DO AMOR Paróquia São Pedro e São Paulo - Toledo PR CELEBRAÇÃO DO AMOR Paróquia São Pedro e São Paulo - Toledo PR O que Deus uniu o homem não separe! ACOLHIDA Comentarista: Estamos reunidos para celebrar o Amor. Do amor desses dois jovens. N e N vai nascer

Leia mais

AS CONEXÕES. QUEBRA GELO: Cite o nome de uma pessoa que mais te influenciou na vida. Comente como essa pessoa é, e explique como te influenciou.

AS CONEXÕES. QUEBRA GELO: Cite o nome de uma pessoa que mais te influenciou na vida. Comente como essa pessoa é, e explique como te influenciou. Lição 4 AS CONEXÕES QUEBRA GELO: Cite o nome de uma pessoa que mais te influenciou na vida. Comente como essa pessoa é, e explique como te influenciou. VERSO DA SEMANA: Sim, qualquer que seja o tipo de

Leia mais

6. Pergunta de Transição: Quem é o meu próximo? 7. Frase de Transição: Quando usamos de misericórdia estamos agindo para a salvação.

6. Pergunta de Transição: Quem é o meu próximo? 7. Frase de Transição: Quando usamos de misericórdia estamos agindo para a salvação. 1 SERMÃO EXPOSITIVO TITULO: UM MINISTÉRIO DE COMPAIXÃO Lucas 10:25-37. INTRODUÇÃO 1. Saudações: Saúdo a todos os irmãos e amigos desta igreja com a paz do Senhor Jesus e a certeza na esperança de sua breve

Leia mais

Permanecei em mim e eu permanecerei em vós!

Permanecei em mim e eu permanecerei em vós! CELEBRAÇÃO DO 5º DOMINGO DA PÁSCOA 03 de maio de 2015 Permanecei em mim e eu permanecerei em vós! Leituras: Atos 9, 26-31; Salmo 22; Primeira Carta de João 3, 18-24; João 15, 1-8. COR LITÚRGICA: BRANCA

Leia mais

Cântico de entrada: Cristo Jesus, tu me chamaste. Introdução

Cântico de entrada: Cristo Jesus, tu me chamaste. Introdução Festa do Perdão Cântico de entrada: Cristo Jesus, tu me chamaste Cristo Jesus, tu me chamaste Eu te respondo: estou aqui! Tu me chamaste pelo meu nome Eu te respondo: estou aqui! Quero subir à montanha,

Leia mais

Jesus viu e se encheu de compaixão, porque eram como ovelhas sem pastor!

Jesus viu e se encheu de compaixão, porque eram como ovelhas sem pastor! 16º DOMINGO DO TEMPO COMUM - 19 de julho de 2015 Jesus viu e se encheu de compaixão, porque eram como ovelhas sem pastor! Leituras: Jeremias 23, 1-6; Salmo 22 (23), 1-3a.3b-4.5.6 (R/1.6a); Efésios 2, 13-18;

Leia mais

SE SOUBERMOS PERDOAR Ó CARA IRMÃ CLARA, SE SOUBERMOS PERDOAR

SE SOUBERMOS PERDOAR Ó CARA IRMÃ CLARA, SE SOUBERMOS PERDOAR CANTO 1 - LOUVOR DA CRIAÇÃO D Bm G Em A7 D Bm G Em A7 Aleluia! Aleluia! Aleluia! Aleluia! D F#m G Em A7 1. Javé o nosso Deus é poderoso, seu nome é grande em todas as nações D F#m G Em A7 Na boca das crianças

Leia mais

CANTOS - Novena de Natal

CANTOS - Novena de Natal 1 1 - Refrão Meditativo (Ritmo: Toada) D A7 D % G Em A7 % Onde reina o amor, frater---no amor. D A7 D % G A7 D Onde reina o amor, Deus aí está! 2 - Deus Trino (Ritmo: Balada) G % % C Em nome do Pai / Em

Leia mais

CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo. CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo

CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo. CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo Tens uma tarefa importante para realizar: 1- Dirige-te a alguém da tua confiança. 2- Faz a pergunta: O que admiras mais em Jesus? 3- Regista a resposta nas linhas.

Leia mais

Ir ao encontro de todos anunciando

Ir ao encontro de todos anunciando é uma proposta dirigida às crianças e adolescentes da catequese do Patriarcado de Lisboa para a vivência do tempo do Advento e do Natal. No ambiente sinodal que já estamos a viver pretende-se que a partir

Leia mais

Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst. O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares

Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst. O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares Carta Pastoral dirigida às igrejas da diocese de Rotemburgo-Estugarda na Quaresma Pascal de 2015 Bispo Sr. Dr.

Leia mais

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 1 a Edição Editora Sumário Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9 Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15 Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 Santos, Hugo Moreira, 1976-7 Motivos para fazer

Leia mais

CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO

CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO Assinatura do Registo A assinatura do Registo será colocada na Liturgia, conforme prática local ou critério do Oficiante. Celebração da Santa Ceia No caso de ser pedida a Celebração

Leia mais

XVIII Domingo TC -ANO A. EVANGELHO Mt 14,13-21. Jesus Novo Moisés. «Tomou os cinco pães e os dois peixes e Todos comeram e ficaram saciados...

XVIII Domingo TC -ANO A. EVANGELHO Mt 14,13-21. Jesus Novo Moisés. «Tomou os cinco pães e os dois peixes e Todos comeram e ficaram saciados... EVANGELHO Mt 14,13-21 Jesus Novo Moisés «Tomou os cinco pães e os dois peixes e Todos comeram e ficaram saciados....» Ambiente: «Tomou os cinco pães e os dois peixes e Todos comeram e ficaram saciados....»

Leia mais

MISSÃO PAÍS. Manual da Missão País

MISSÃO PAÍS. Manual da Missão País MISSÃO PAÍS Manual da Missão País Introdução Nos dias de hoje, quando ouvimos falar de missão, pensamos logo em acções de voluntariado em países subdesenvolvidos onde é preciso todo o tipo de ajuda para

Leia mais

Mateus 4, 1-11. Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto.

Mateus 4, 1-11. Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto. Mateus 4, 1-11 Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto.». Este caminho de 40 dias de jejum, de oração, de solidariedade, vai colocar-te

Leia mais