Encontro de Líderes Evangélicos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Encontro de Líderes Evangélicos"

Transcrição

1 Encontro de Líderes Evangélicos Estiveram reunidos em Brasília no dia 26 de abril de 2015, 50 líderes evangélicos de diferentes igrejas, denominações e organizações evangélicas de todo o Brasil. O tema do encontro foi caracterizado pela questão Uma possível plataforma evangélica? Desigualdade, meio ambiente e corrupção. Dentro disto, foram estabelecidos os seguintes objetivos: 1) Apresentar as bases bíblicas, desafios e oportunidades para enfrentar assuntos tais como meio ambiente, desigualdade e corrupção no Brasil e globalmente. 2) Aprender com as experiências e perspectivas daqueles que estão envolvidos em movimentos. 3) Animar / contribuir para o desenvolvimento de um movimento em questões relacionadas ao meio ambiente, desigualdade e corrupção no Brasil. 4) Estabelecer algumas priorizações de atividades e definição de um processo de aglutinação de organizações e igrejas nestas causas. 1º Momento do Encontro Tivemos como base para desenvolver o Encontro, a ministração do devocional ministrado pelo Pr. Valdir Steuernagel que nos levou a refletir no Salmos 146 dentro dos seguintes aspectos: O texto nos mostra: A hermenêutica comunitária, essa diz a respeito da comunidade que adora, canta, adora e age. Em segundo lugar, a hermenêutica da suspeita- a resposta não vem do poder e é preciso relativizar o Príncipe. Estamos em uma encruzilhada a fé cristã que não entra na realidade é desfigurada. Como encarar o que a realidade nos impõe? O Salmo começa com poesia a linguagem da fé é poesia. Não é cartesiana. Isso nos ensina que precisamos ter duas linguagens, a do muro = império, e a da poesia = comunidade. Contudo, nossa maior tendência é usar a linguagem do poder. A poesia é um convite à adoração. Comunidade que adora, sabe o que quer. Ela não coloca sua confiança em príncipes e nem em poder estabelecido, mas sim em Deus. Nossa realidade de hoje: estamos adotando a linguagem do príncipe. É na comunidade que se encontra a poesia da oração. O Deus Universal é encarnado a fé cristã que não entra na realidade é uma fé desfigurada. Quais as expressões humanas mais vulneráveis hoje? Podemos apontar algumas vulnerabilidades como os desmatamentos, a fome, a exploração de crianças, a corrupção, a violência contra mulheres, o racismo. Essa é nossa encruzilhada. A

2 impiedade é assutadora e nós não podemos nos associar a ela. Não existe adoração a Deus que não se expresse na caminhada com o outro. Posteriormente, iniciamos as apresentações para trabalharmos o tema. 1º. Painel: Perspectiva Mundial Apresentado por Richard Weaver - Assessor Senior de Advocacy da Tearfund Um breve resumo da apresentação: Ao olharmos para trás, o que nós vamos ver? É crescente o número de pessoas adotando um estilo de vida que não é sustentável. Cada vez mais, menos pessoas tem acesso aos recursos de sobrevivência. É necessário fazer um esforço global mais sério para tratar das desigualdades. Uma proposta é reorganizar a economia de forma que haja um jubileu o ano de perdão da dívida dos países mais pobres. 2º Painel: Meio Ambiente e Clima Apresentado pelo Pr. Armindo representante da Diaconia Um breve resumo da apresentação: Foi realizada uma apresentação dos projetos e atividades realizadas com enfoque nas questões de meio ambiente, como o combate ao assoreamento dos leitos dos rios; queimadas, semana da água, reforma urbana, dentre outros. O grande destaque se deu para a mobilização das igrejas em áreas urbanas e rurais inclusive no enfrentamento da seca que assola boa parte do Sertão, com envolvimento das mesmas nas audiências públicas e mobilização. 3º Painel: Desigualdades Apresentado pelo Pr. Tércio e Dorothéa Luz representantes de Renas Um breve resumo da paresentação: Realizada uma breve apresentação de Renas, suas principais ações, sua estratégia de mobilização das organizações filiadas na discursão do tema da desigualdade. Foi apresentado que 9 Encontros Nacionais foram realizados para abordar o tema. Um novo encontro será realizado setembro de 2015 na cidade de Araçariguama São Paulo e o Tema será : Ver, Sentir e agir. Renas está iniciando um projeto que tem como objetivo disseminar o tema das desigualdades entre as organizações filiadas e igrejas especialmente na Região Norte.Além disto, uma escuta das Redes locais está sendo realizada onde as desigualdades locais estão sendo identificadas para dar suporte à elaboração de um projeto

3 em cada Rede com estratégia para o desenvolvimento de ações que objetivem diminuir as desigualdades inclusive envolvendo as igrejas. 4º Painel: Corrupção Apresentado por Elda Valim representante do Ame a Verdade Um brese resumo da apresentação: Foi feito uma abordagem sobre como ocorre a corrupção e quais são as formas de prevenir. Foi identificado que a participação da sociedade civil nos espaços de controle da corrupção é muito pequena. Como alternativa, foi apresentado o Observatório Social, que faz um trabalho bastante eficaz no monitoramento das contas públicas. 5º Painel Experiências práticas de mobilização e envolvimento da Igreja: A Rede Centro São Paulo Pr. Daniel Checcio Apresentou o histórico do processo de construção da Rede Centro e a participação das Igrejas e sociedade civil. A CIPEL Conselho de Pastores e Líderes em Coqueiral, Recife Pr. José Marcos. Ressaltou a construção do CIPEL e os esforços de mobilização das igrejas no enfrentamento dos problemas, inclusive ambiental. Após a apresentação das experiências o Assessor da Comunicação de Justiça e Paz o sr. Daniel Seidel apresentou uma Análise de Conjuntura: Qual o problema da nossa politica? Porque não promove a solidariedade? Sete raízes identificadas: 1. Mentalidade colonialista 2. Escravidão dos negros africanos 3. Coronelismo 4. Cidadania só pelo trabalho 5. Machismo 6. Cultura autoritária 7. Consumismo Possíveis formas de combate: 1. Valorizar o povo que tem

4 2. Valorizar a dignidade de cada um 3. Contribuir na organização popular 4. Alimentar a espiritualidade 5. Delegar poder / distribuir responsabilidade 6. Partilhar entre todos sem discriminação 7. Abundância Em seguida o grupo foi dividido em equipes para trabalhar os três temas: desigualdades, meio-ambiente e corrupção. Cada equipe teve uma hora para discutir os temas e apresentar as propostas por escrito na plenária. Após estas apresentações, Richard Weaver apresentou um plano de ação inicial por meio de uma plataforma abordando os temas: desigualdades/ meio-ambiente e corrupção. a) Como fazer: Oração como fio condutor Desenvolver ações concretas com nosso estilo de vida É importante saber como as igrejas podem trabalhar estes temas a plataforma aparece como aliança poderosa. b) Passos para o Plano de Ação: 1. Organizar o que iniciamos hoje troca de experiências. Que ações podem sair daqui? Que encaminhamentos? Quais desdobramentos? 2. Ouvir para descobrir o foco de nossas ações precisamos ouvir e entender como as pessoas estão sendo afetadas por esses temas. Sistematizar essas histórias. 3. Planejar - conjuntamente. 4. Agir o que queremos mudar? 5. Negociar para que as ações aconteçam provocar as pessoas para agir e promover mudanças. Com vista a conticuidade do trabalho foram definidos os seguintes encaminhamentos: 1) Formar um grupo animador / mobilizador que impulsione o movimento.

5 2) Que se fortaleça as iniciativas existentes antes que se inicie novas iniciativas, como de RENAS, AME A VERDADE e possivelmente Igreja Ecocidadãs. 2) Composição de um grupo: Organizações e pessoas que façam esse movimento de mitigar a participação. Diaconia, Renas,A Rocha/ Igrejas Eco cidadãs, Asas de Socorro, Missão Aliança, Ame a Verdade, CADI, Pastor Armando Bispo/IBC Fortaleza, Aliança Evangélia e Tearfund Encerramento do Encontro: Palavra Pastoral do Pr. Armando Bispo, representante da Igreja Batista Central de fortaleza. Alguns aspectos a serem ressaltados: a história da IBC Fortaleza que deixa o centro da Cidade e vai para a periferia da Cidade no sentido de se aproximar e imiscuir-se nos problemas e realidade das pessoas. Ressaltou que quando o trabalho é serio e feito com a qualidade, mesmo que mude o governamente ou partido no poder, será merecedor de consideração e respeito. Para ilustrar mencionou o trabalho da IBC nos presídios, que mesmo mudando o partido no Poder, continua apoiando as açes que a igreja empreende e vidas em sido resgatadas. O Pr. Armando propõe frente a realidade gritante, complexas e de muitos desafios a necessidade da revisão do modelo centrado na figura do Pastor para um modelo que libere os irmãos e irmãs para o exercicio pleno do sacerdócio em todas as dimensões da vida, por conseguencia menos dependente da figura do Pastor. Considerando as insatisfações com os rumos atual e desejo profundos de mudanças, entende que seria hora de pensarmos numa terceira onda, jás houveram duas anteriores de 2013 e agora, 2015, de diferentes espectros, mas liderada pela Igreja. Acesse o documento síntese: Teologia - Por uma Economia Justa e Sustentável

CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica. A unidade na fé a caminho da missão

CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica. A unidade na fé a caminho da missão CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica A unidade na fé a caminho da missão Nossa Visão Manifestar a unidade da igreja por meio do testemunho visível

Leia mais

MÍSTICA E CONSTRUÇÃO Por que pensar em Mística e Construção?

MÍSTICA E CONSTRUÇÃO Por que pensar em Mística e Construção? MÍSTICA E CONSTRUÇÃO Espiritualidade e profecia são duas palavras inseparáveis. Só os que se deixam possuir pelo espírito de Deus são capazes de plantar sementes do amanhã e renovar a face da terra. Todo

Leia mais

Igreja Amiga da criança. Para pastores

Igreja Amiga da criança. Para pastores Igreja Amiga da criança Para pastores Teste "Igreja Amiga da Criança" O povo também estava trazendo criancinhas para que Jesus tocasse nelas. Ao verem isso, os discípulos repreendiam aqueles que as tinham

Leia mais

Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso. Conselho Mundial das Igrejas. Aliança Evangélica Mundial

Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso. Conselho Mundial das Igrejas. Aliança Evangélica Mundial Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso Conselho Mundial das Igrejas Aliança Evangélica Mundial A missão pertence à essência da igreja. Proclamar a palavra de Deus e testemunhá-la ao mundo é

Leia mais

10 Milhões de Estrelas

10 Milhões de Estrelas 10 Milhões de Estrelas Eles, revendo a estrela, alegraram-se imensamente. (Mt. 2, 9b-10) Mística e Espiritualidade As estrelas sempre estiveram presentes na espiritualidade dos povos e igrejas inspirados

Leia mais

Declaração de Pequim adotada pela Quarta Conferência Mundial sobre as Mulheres: Ação para Igualdade, Desenvolvimento e Paz (1995)

Declaração de Pequim adotada pela Quarta Conferência Mundial sobre as Mulheres: Ação para Igualdade, Desenvolvimento e Paz (1995) Declaração de Pequim adotada pela Quarta Conferência Mundial sobre as Mulheres: Ação para Igualdade, Desenvolvimento e Paz (1995) 1. Nós, os Governos, participante da Quarta Conferência Mundial sobre as

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

IGREJA METODISTA DE VILA ISABEL

IGREJA METODISTA DE VILA ISABEL 1 IGREJA METODISTA DE VILA ISABEL Discípulos e Discípulas no Caminho da Missão PLANO MISSIONÁRIO 2012-2016 1 APRESENTAÇÃO: A Igreja local, pelos nossos documentos, é vista e entendida como a agência básica

Leia mais

Fundamentos, conceitos e paradigmas da evangelização

Fundamentos, conceitos e paradigmas da evangelização Curso: Teologia Prof. Nicanor Lopes Fundamentos, conceitos e paradigmas da evangelização OBJETIVOS DA AULA Oferecer aos estudantes a construção de um conhecimento consistente e crítico sobre Evangelização,

Leia mais

Vozes do fogo Mensagem da II Assembleia Internacional da Missão Marista Nairóbi, 16-27 de setembro de 2014

Vozes do fogo Mensagem da II Assembleia Internacional da Missão Marista Nairóbi, 16-27 de setembro de 2014 Vozes do fogo Mensagem da II Assembleia Internacional da Missão Marista Nairóbi, 16-27 de setembro de 2014 Preambulo Há cerca de 150.000 anos, por obra de Deus Pai, surgiu nesta terra africana o primeiro

Leia mais

Diz respeito ao que vamos realizar em Cristo, pelo poder do Espírito Santo para cumprir a nossa missão:

Diz respeito ao que vamos realizar em Cristo, pelo poder do Espírito Santo para cumprir a nossa missão: II) NOSSA VISÃO Diz respeito ao que vamos realizar em Cristo, pelo poder do Espírito Santo para cumprir a nossa missão: A) Adorar a Deus em espírito e verdade Queremos viver o propósito para o qual Deus

Leia mais

Pastoral da Diretoria da Assembléia Geral da IPI do Brasil

Pastoral da Diretoria da Assembléia Geral da IPI do Brasil EDIÇÃO ESPECIAL Nº01 31 de Maio de 2011 Pastoral da Diretoria da Assembléia Geral da IPI do Brasil Caros irmãos e irmãs da IPI do Brasil Tradicionalmente durante o mês de maio, celebramos eventos relativos

Leia mais

CURSO PARA CAPACITAÇÃO DE LIDERANÇA E COORDENADORES DE GRUPOS JOVENS

CURSO PARA CAPACITAÇÃO DE LIDERANÇA E COORDENADORES DE GRUPOS JOVENS CURSO PARA CAPACITAÇÃO DE LIDERANÇA E COORDENADORES DE GRUPOS JOVENS Apresentação A JUVENTUDE MERECE ATENÇÃO ESPECIAL A Igreja Católica no Brasil diz que é preciso: Evangelizar, a partir de Jesus Cristo,

Leia mais

Qualquer dúvida, sinta-se livre para nos contactar, no horário comercial, pelo telefone (14) 3265.2775.

Qualquer dúvida, sinta-se livre para nos contactar, no horário comercial, pelo telefone (14) 3265.2775. Prezado Solicitante, Saudações da Vila do Louvor! Obrigada por entrar em contato conosco e pelo seu interesse em participar da Escola de Treinamento para o Ministério de Louvor (ETMIL). Para nós é um prazer

Leia mais

Caderno de Estudo: Avaliação 2013) Equipe Dinamizadora do 7º PPO Arquidiocese de Campinas - SP

Caderno de Estudo: Avaliação 2013) Equipe Dinamizadora do 7º PPO Arquidiocese de Campinas - SP Caderno de Estudo: Avaliação 7º Plano de Pastoral Orgânica (20102010-2013) 2013) Equipe Dinamizadora do 7º PPO Arquidiocese de Campinas - SP A p r e s e n t a ç ã o Eu vim, ó Deus, para fazer a Vossa

Leia mais

PROGRAMA PAROQUIAL DE PASTORAL 2009/2010

PROGRAMA PAROQUIAL DE PASTORAL 2009/2010 PROGRAMA PAROQUIAL DE PASTORAL 2009/2010 Ao iniciar o novo ano de pastoral paroquial, aceitamos o desafio que nos é feito de continuarmos a nossa caminhada de cristãos atentos aos desafios de Deus e do

Leia mais

Estudos bíblicos sobre liderança Tearfund*

Estudos bíblicos sobre liderança Tearfund* 1 Estudos bíblicos sobre liderança Tearfund* 1. Suporte para lideranças Discuta que ajuda os líderes podem necessitar para efetuar o seu papel efetivamente. Os seguintes podem fornecer lhe algumas idéias:

Leia mais

ESCOLA DE PASTORAL CATEQUÉTICA ESPAC

ESCOLA DE PASTORAL CATEQUÉTICA ESPAC ESCOLA DE PASTORAL CATEQUÉTICA ESPAC 1. ESPAC O QUE É? A ESPAC é uma Instituição da Arquidiocese de Fortaleza, criada em 1970, que oferece uma formação sistemática aos Agentes de Pastoral Catequética e

Leia mais

Plano estratégico da ADRA Portugal. Siglas 2. Identidade 3 Visão 3 Missão 3. Princípios e Valores 4

Plano estratégico da ADRA Portugal. Siglas 2. Identidade 3 Visão 3 Missão 3. Princípios e Valores 4 Conteúdos: Siglas 2 Identidade 3 Visão 3 Missão 3 Princípios e Valores 4 Objetivos Gerais Meta 1: Responsabilidade Social e Ação Social 6 Meta 2: Cooperação e Ação Humanitária 7 Meta 3: Educação para o

Leia mais

CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS

CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS Infância/Adolescencia MISSÃO MISSÃO. Palavra muito usada entre nós É encargo, incumbência Missão é todo apostolado da Igreja. Tudo o que a Igreja faz e qualquer campo.

Leia mais

Comissão Episcopal Pastoral para o Serviço da Caridade da Justiça e da Paz

Comissão Episcopal Pastoral para o Serviço da Caridade da Justiça e da Paz Comissão Episcopal Pastoral para o Serviço da Caridade da Justiça e da Paz Cardeal Sebastião Leme Grito por justiça Dom Helder Câmara Não deixe morrer o profetismo Dom Luciano Mendes de Almeida Não esqueçam

Leia mais

Pobreza e o desenvolvimento

Pobreza e o desenvolvimento Seção A1 Pobreza e o desenvol Descrição Esta seção fará uma introdução geral da pobreza e do desenvol. É provável que todos os participantes já usem estes termos, mas eles podem interpretá-los de maneiras

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DA IGREJA METODISTA 1ª REGIÃO ECLESIÁSTICA SEDE REGIONAL

ASSOCIAÇÃO DA IGREJA METODISTA 1ª REGIÃO ECLESIÁSTICA SEDE REGIONAL Rio de Janeiro, 29 de fevereiro de 2008. CGE/011/08 Aos/Às Pastores e Pastoras Estimados/as irmãos e irmãs Jesus Cristo é o Senhor! Encaminho esta carta através do seu pastor/a, visto não possuirmos ainda

Leia mais

O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA

O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA Nestes últimos anos tem-se falado em Catequese Renovada e muitos pontos positivos contribuíram para que ela assim fosse chamada. Percebemos que algumas propostas

Leia mais

Ministério de Mulheres que oram, Heroínas da Fé

Ministério de Mulheres que oram, Heroínas da Fé Ministério de Mulheres que oram, Heroínas da Fé Pr. Presidente : Raul C. Batista e Miss. Ruthe Ribeiro Ministra do MMO: Lourdes Ramalho Assembléia de Deus de Imperatriz- MA Liderança Pr. Raul C. Batista

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS COLABORADORES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO -ACHUAP-

ASSOCIAÇÃO DOS COLABORADORES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO -ACHUAP- 1 ASSOCIAÇÃO DOS COLABORADORES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO -ACHUAP- DIA 15.06.2010 MOMENTO ORANTE ECUMÊNICO PELA PASSAGEM DO 59º ANIVERSÁRIO DA ACHUAP (para propiciar momento de silêncio e

Leia mais

OBJECTIVO 2015. Cinco anos para construir uma verdadeira Parceria Global para o Desenvolvimento PROPOSTA DE ACÇÃO FEC

OBJECTIVO 2015. Cinco anos para construir uma verdadeira Parceria Global para o Desenvolvimento PROPOSTA DE ACÇÃO FEC OBJECTIVO 2015 Cinco anos para construir uma verdadeira Parceria Global para o Desenvolvimento PROPOSTA DE ACÇÃO INTRODUÇÃO O ano de 2010 revela-se, sem dúvida, um ano marcante para o combate contra a

Leia mais

Oração na Vida Diária

Oração na Vida Diária Oração na Vida Diária ocê é convidado a iniciar uma experiência de oração. Às vezes pensamos que o dia-a-dia com seus ruídos, suas preocupações e sua correria não é lugar apropriado para levantar nosso

Leia mais

DESAFIOS PARA A EDUCAÇÃO TEOLÓGICA NO SÉCULO 21

DESAFIOS PARA A EDUCAÇÃO TEOLÓGICA NO SÉCULO 21 DESAFIOS PARA A EDUCAÇÃO TEOLÓGICA NO SÉCULO 21 Baseado no livro: Educação Teológica na África Contemporânea Editado por Le Marquand Grant e Joseph D. Galgalo Impresso em Eldoret, no Quênia. 2004 Documentos

Leia mais

REGULAMENTO DAS PASTORAIS ESCOLARES E UNIVERSITÁRIAS - ESTRUTURA, COMPETÊNCIA E FUNCIONAMENTO -

REGULAMENTO DAS PASTORAIS ESCOLARES E UNIVERSITÁRIAS - ESTRUTURA, COMPETÊNCIA E FUNCIONAMENTO - REGULAMENTO DAS PASTORAIS ESCOLARES E UNIVERSITÁRIAS - ESTRUTURA, COMPETÊNCIA E FUNCIONAMENTO - INTRODUÇÃO O Colégio Episcopal da Igreja Metodista, no uso de suas atribuições (Cânones, Art. 63, item XVII)

Leia mais

MOÇÃO N. 10, DE 24 DE JUNHO DE 2013 MOÇÃO DE APLAUSOS. AUTORIA Vereador: PEDRO FERNANDES DE GOIS

MOÇÃO N. 10, DE 24 DE JUNHO DE 2013 MOÇÃO DE APLAUSOS. AUTORIA Vereador: PEDRO FERNANDES DE GOIS MOÇÃO N. 10, DE 24 DE JUNHO DE 2013 AUTORIA Vereador: PEDRO FERNANDES DE GOIS A Câmara Municipal de Lucas do Rio Verde - MT, representando o pensamento do Povo Luverdense, vem a público externar a IGREJA

Leia mais

A Igreja Cristocêntrica

A Igreja Cristocêntrica 9 A Igreja Cristocêntrica Palavra Episcopal Espaço de adoração e acolhimento Oficial Vaga para estágio Pela Seara Agentes do Reino Metodismo ribeirinho Atos de amor Crianças carentes, indisciplinadas e

Leia mais

Centro de Altos Estudos de Segurança (CAES) da Polícia Militar do Estado de São Paulo DOUTORADO DA PM. Frei David Santos, OFM - out de 2012

Centro de Altos Estudos de Segurança (CAES) da Polícia Militar do Estado de São Paulo DOUTORADO DA PM. Frei David Santos, OFM - out de 2012 Centro de Altos Estudos de Segurança (CAES) da Polícia Militar do Estado de São Paulo DOUTORADO DA PM Frei David Santos, OFM - out de 2012 Dados disponibilizados pelo Sistema de Informações sobre Mortalidade

Leia mais

PRIORIDADES REGIÃO DE ÁFRICA

PRIORIDADES REGIÃO DE ÁFRICA PRIORIDADES REGIÃO DE ÁFRICA PARTE 1 - INTRODUÇÃO PREFÁCIO: Quatro anos atrás Dr. Eugénio Duarte iniciou um processo que fez com que África falasse do seu futuro. Estes diálogos levaram-nos a rever o ministério

Leia mais

É 14.16), 2016: 1 AGENDA ACADÊMICA

É 14.16), 2016: 1 AGENDA ACADÊMICA Com o Seminário Regional Nordeste, 60 anos depois: mudanças e permanências, realizado de 27 a 29 de maio deste ano, em Natal, a Arquidiocese natalense, o Observatório Social do Nordeste e seus parceiros

Leia mais

MINISTÉRIO PESSOAL (1) TEXTO BASE 1PEDRO 4:10-11. Rev. Helio Sales Rios Igreja Presbiteriana do Jardim Brasil Estudo Bíblico Quartas-Feiras

MINISTÉRIO PESSOAL (1) TEXTO BASE 1PEDRO 4:10-11. Rev. Helio Sales Rios Igreja Presbiteriana do Jardim Brasil Estudo Bíblico Quartas-Feiras MINISTÉRIO PESSOAL (1) TEXTO BASE 1PEDRO 4:10-11 Rev. Helio Sales Rios Igreja Presbiteriana do Jardim Brasil Estudo Bíblico Quartas-Feiras INTRODUÇÃO O grande problema que a igreja enfrenta hoje, para

Leia mais

Cáritas Diocesana dos. Triénio 2004-7 Pastoral do Domingo

Cáritas Diocesana dos. Triénio 2004-7 Pastoral do Domingo Cáritas Diocesana dos AÇORES Triénio 2004-7 Pastoral do Domingo Diagnóstico: ESTADO DAS PARÓQUIAS -Como funcionam? - Que Pastoral Profética? - Que Pastoral Litúrgica? - Que Pastoral Social? - Virtudes

Leia mais

Entrevista - Espiritualidade nas empresas

Entrevista - Espiritualidade nas empresas Entrevista - Espiritualidade nas empresas 1 - O que podemos considerar como espiritualidade nas empresas? Primeiramente considero importante dizer o que entendo por espiritualidade. Podemos dizer que é

Leia mais

Informativo da Congregação Pobres Servos da Divina Providência Delegação Nossa Senhora Aparecida. Permanece conosco

Informativo da Congregação Pobres Servos da Divina Providência Delegação Nossa Senhora Aparecida. Permanece conosco Notícias de Família Informativo da Congregação Pobres Servos da Divina Providência Delegação Nossa Senhora Aparecida 06 JUNHO 2014 Permanece conosco Vivemos dias de graça, verdadeiro Kairós com a Celebração

Leia mais

Plano de Formação da CVX-P

Plano de Formação da CVX-P da CVX-P Apresentado à VIII Assembleia Nacional CVX-P Fátima, Outubro 2004 Introdução... 2 Etapa 0: Acolhimento... 3 Etapa 1: Iniciação... 5 Etapa 2: Identificação... 6 Etapa 3: Missão... 7 1 Introdução

Leia mais

MOÇÃO N. 02, DE 28 DE MARÇO DE 2012 MOÇÃO DE APLAUSOS

MOÇÃO N. 02, DE 28 DE MARÇO DE 2012 MOÇÃO DE APLAUSOS MOÇÃO N. 02, DE 28 DE MARÇO DE 2012 AUTORIA es: PEDRO FERNANDES DE GOIS ELISEU SÁVIO DINIZ FERNANDO PAEL JOSÉ CARLOS DE OLIVEIRA ANA CHUPEL KOTHRADE ALUÍZIO JOSÉ BASSANI A Câmara Municipal de Lucas do

Leia mais

CONSULTA DE PARCERIA EMK-WELTMISSION 10 A 13 DE Maio, 2015 Freudenstadt

CONSULTA DE PARCERIA EMK-WELTMISSION 10 A 13 DE Maio, 2015 Freudenstadt CONSULTA DE PARCERIA EMK-WELTMISSION 10 A 13 DE Maio, 2015 Freudenstadt Quem somos? Igreja Metodista Missão: Participar na ação de Deus em Seu propósito de salvar o mundo. Visão: Comunidade Missionária

Leia mais

CRIANÇAS E ADOLESCENTES MISSIONÁRIOS NA CARIDADE

CRIANÇAS E ADOLESCENTES MISSIONÁRIOS NA CARIDADE Vicente de Paulo dizia: "Que coisa boa, sem igual, praticar a Caridade. Praticá-la é o mesmo que praticar todas as virtudes juntas. É como trabalhar junto com Jesus e cooperar com ele na salvação e no

Leia mais

Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011

Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011 Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011 27ºDOMINGO DO TEMPO COMUM (02/10/11) Parábola dos Vinhateiros Poderia ser feito um mural específico para esta celebração com uma das frases: Construir a Igreja

Leia mais

Nós esperamos que esta pequena seleção de notícias e comentários o encoraje a orar e dar graças.

Nós esperamos que esta pequena seleção de notícias e comentários o encoraje a orar e dar graças. Seminário a Distancia a Todas as Nações Muito obrigado pelo seu contínuo apoio e parceria neste ministério. Este mês celebramos o 44 aniversário da missão. No dia 14 de Julho, teremos mais um dia global

Leia mais

DIÁLOGOS PARA A SUPERAÇÃO DA POBREZA

DIÁLOGOS PARA A SUPERAÇÃO DA POBREZA PARTE III DIÁLOGOS PARA A SUPERAÇÃO DA POBREZA Gilberto Carvalho Crescer distribuindo renda, reduzindo desigualdades e promovendo a inclusão social. Esse foi o desafio assumido pela presidente Dilma Rousseff

Leia mais

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DR. VIEIRA DE CARVALHO Planificação Educação Moral e Religiosa Católica. Ano Letivo 2015/2016 3º Ciclo 7º Ano

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DR. VIEIRA DE CARVALHO Planificação Educação Moral e Religiosa Católica. Ano Letivo 2015/2016 3º Ciclo 7º Ano Unidade Letiva: 1 - As Origens Período: 1º 1. Questionar a origem, o destino e o sentido do universo e do ser humano. As origens na perspetiva científica L. Estabelecer um diálogo entre a cultura e a fé.

Leia mais

BIÊNIO 2012-2013. Tema Geral da Igreja Metodista "IGREJA: COMUNIDADE MISSIONÁRIA A SERVIÇO DO POVO ESPALHANDO A SANTIDADE BÍBLICA. Tema para o Biênio

BIÊNIO 2012-2013. Tema Geral da Igreja Metodista IGREJA: COMUNIDADE MISSIONÁRIA A SERVIÇO DO POVO ESPALHANDO A SANTIDADE BÍBLICA. Tema para o Biênio 1 IGREJA METODISTA PASTORAL IMED PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E PLANO DE AÇÃO BIÊNIO 2012-2013 Tema Geral da Igreja Metodista "IGREJA: COMUNIDADE MISSIONÁRIA A SERVIÇO DO POVO ESPALHANDO A SANTIDADE BÍBLICA

Leia mais

Somando forças até o fim da pobreza. CARE Brasil Relatório Anual

Somando forças até o fim da pobreza. CARE Brasil Relatório Anual Somando forças até o fim da pobreza CARE Brasil Relatório Anual 2012 CARE Internacional Em 2012, a CARE apoiou 997 projetos de combate à pobreza em 84 países, beneficiando estimadamente 84 milhões de pessoas.

Leia mais

Movimento Católico Global pelo Clima Pela criação, pelos mais pobres, pelas futuras gerações

Movimento Católico Global pelo Clima Pela criação, pelos mais pobres, pelas futuras gerações Movimento Católico Global pelo Clima Pela criação, pelos mais pobres, pelas futuras gerações www.catholicclimatemovement.global/pt/ hello@catholicclimatemovement.global Sumário Sumário INTRODUÇÃO 1 QUEM

Leia mais

Lição 01 O propósito eterno de Deus

Lição 01 O propósito eterno de Deus Lição 01 O propósito eterno de Deus LEITURA BÍBLICA Romanos 8:28,29 Gênesis 1:27,28 Efésios 1:4,5 e 11 VERDADE CENTRAL Deus tem um propósito original e eterno para minha vida! OBJETIVO DA LIÇÃO Que eu

Leia mais

ÁREAS DE ATUAÇÃO, PERFIL E COMPETÊNCIAS DOS EGRESSOS DOS NOVOS CURSOS

ÁREAS DE ATUAÇÃO, PERFIL E COMPETÊNCIAS DOS EGRESSOS DOS NOVOS CURSOS CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA ACADÊMICA ÁREAS DE ATUAÇÃO, PERFIL E COMPETÊNCIAS DOS EGRESSOS DOS NOVOS CURSOS 5. CURSO DE TEOLOGIA Área de atuação O egresso do Curso de Teologia

Leia mais

Proposta Pedagógica. Buscando atender às necessidades da comunidade local, o Colégio La Salle Brasília oferece educação infantil, fundamental e médio.

Proposta Pedagógica. Buscando atender às necessidades da comunidade local, o Colégio La Salle Brasília oferece educação infantil, fundamental e médio. Proposta Pedagógica Visão: Ser um centro de excelência em Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio que busca alcançar a utopia que tem de pessoa e sociedade, segundo os critérios do evangelho, vivenciando

Leia mais

Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst. O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares

Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst. O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares Carta Pastoral dirigida às igrejas da diocese de Rotemburgo-Estugarda na Quaresma Pascal de 2015 Bispo Sr. Dr.

Leia mais

A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações I. O CONVITE

A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações I. O CONVITE A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações como ordenado pelo Capítulo Interprovincial da Terceira Ordem na Revisão Constitucional de 1993, e subseqüentemente

Leia mais

Projeto Universitários Lassalistas em Missão

Projeto Universitários Lassalistas em Missão Projeto Universitários Lassalistas em Missão Apresentação O projeto Universitários Lassalistas em Missão surge como proposta aos Centro Universitários e Faculdades Lassalistas para oferecer aos acadêmicos

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ DEPARTAMENTO: DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ DEPARTAMENTO: DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS DISCIPLINA: UNIDADE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO FEIJÓ DEPARTAMENTO: DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS PLANIFICAÇÃO ANUAL - ANO LETIVO: 2015-2016 1 A PESSOA HUMANA EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA

Leia mais

LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE

LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE Introdução A CF deste ano convida-nos a nos abrirmos para irmos ao encontro dos outros. A conversão a que somos chamados implica

Leia mais

Multiplicação de Células

Multiplicação de Células Multiplicação de Células O objetivo principal da Célula Sub-metas: 1. Definir uma Data 2. Aumentar a presença de Deus 3. Levantar um novo Líder 4. Firmar novos membros 5. Encontrar um novo Anfitrião Multiplicar

Leia mais

Disciplina: Ensino Religioso Professor(a): Rosemary de Souza Gelati

Disciplina: Ensino Religioso Professor(a): Rosemary de Souza Gelati ESCOLA VICENTINA SÃO VICENTE DE PAULO Disciplina: Ensino Religioso Professor(a): Rosemary de Souza Gelati Paranavaí / / 6º ANO TRADIÇÕES RELIGIOSAS TEXTOS SAGRADOS Se as religiões estão para humanizar

Leia mais

20ª Hora Santa Missionária

20ª Hora Santa Missionária 20ª Hora Santa Missionária Tema: Missão é Servir Lema: Quem quiser ser o primeiro seja servo de todos Preparação do ambiente: cartaz do Mês missionário, Bíblia e fitas nas cores dos continentes, cruz e

Leia mais

Antonio Manzatto J. Décio Passos José Flávio Monnerat. a força dos pequenos. teologia do Espírito Santo

Antonio Manzatto J. Décio Passos José Flávio Monnerat. a força dos pequenos. teologia do Espírito Santo Antonio Manzatto J. Décio Passos José Flávio Monnerat a força dos pequenos teologia do Espírito Santo Direção editorial: Claudiano Avelino dos Santos Assistente editorial: Jacqueline Mendes Fontes Revisão:

Leia mais

dependência de Deus transformação integral acolhedora, discipuladora e multiplicadora transformação integral de pessoas, sociedades e povos.

dependência de Deus transformação integral acolhedora, discipuladora e multiplicadora transformação integral de pessoas, sociedades e povos. ser humano. Na dependência de Deus, ser reconhecida com uma igreja que promove a transformação integral do Ser uma igreja acolhedora, discipuladora e multiplicadora, que na dependência de Deus promove

Leia mais

DADOS: AREA PASTORAL FORMAÇÃO ESCOLAR:

DADOS: AREA PASTORAL FORMAÇÃO ESCOLAR: WELINTON MEHRET Brasileiro, casado, 30 anos Rua Monsenhor Fritz 216. 87047-449 Maringá - PR Tel.: cel. (44) 9744-6099 / Fixo (44) 32633529 Email: wmehret@hotmail.com Nascimento: 14/01/ 1983 Casamento:

Leia mais

ESCOPO GERAL. - Resultado da 52ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) -Aparecida/SP30deabrila9de maio de 2014.

ESCOPO GERAL. - Resultado da 52ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) -Aparecida/SP30deabrila9de maio de 2014. ESCOPO GERAL - Resultado da 52ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) -Aparecida/SP30deabrila9de maio de 2014. - Composição: 1) Apresentação de Dom Leonardo Steiner. 2) Introdução.

Leia mais

Marista e Vaticano II: Eles não têm mais vinho? Márcio L. de Oliveira

Marista e Vaticano II: Eles não têm mais vinho? Márcio L. de Oliveira Marista e Vaticano II: Eles não têm mais vinho? Márcio L. de Oliveira 1. Celebrar e (Re) Pensar Ensina-nos a contar os nossos dias, para que venhamos a ter um coração sábio (Sl 90,12). As palavras do salmista

Leia mais

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010 COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010 ORAÇÃO DE ABERTURA CANTO (REPOUSAR EM TI) Música de Tânia Pelegrino baseada na obra Confissões, de

Leia mais

Semana Acadêmica na Faculdade Batista Pioneira 09 a 13 de março de 2015 Prof. Me Rui Osvaldo Teske rui@teske.com.br

Semana Acadêmica na Faculdade Batista Pioneira 09 a 13 de março de 2015 Prof. Me Rui Osvaldo Teske rui@teske.com.br Semana Acadêmica na Faculdade Batista Pioneira 09 a 13 de março de 2015 Prof. Me Rui Osvaldo Teske rui@teske.com.br O planejamento não diz respeito a decisões futuras, mas às implicações futuras de decisões

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO PARA A CÁRITAS EM PORTUGAL 2013-2015

PLANO ESTRATÉGICO PARA A CÁRITAS EM PORTUGAL 2013-2015 Proposta: PLANO ESTRATÉGICO PARA A CÁRITAS EM PORTUGAL 2013-2015 INTRODUÇÃO O amor ao próximo, radicado no amor de Deus, é um dever, antes de mais, para cada um dos fiéis, mas é-o também para a comunidade

Leia mais

PARA A INSTITUIÇÃO DE LEITORES E ACÓLITOS PARA A INSTITUIÇÃO DOS LEITORES

PARA A INSTITUIÇÃO DE LEITORES E ACÓLITOS PARA A INSTITUIÇÃO DOS LEITORES 348 MA RTUA PARA A NTTUÇÃO DE LETORE E ACÓLTO Quando a Oração Universal é própria da Missa do dia, inserem-se nela algumas súplicas especiais pelos Leitores e Acólitos acabados de instituir, escolhidas

Leia mais

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 1 a Edição Editora Sumário Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9 Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15 Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 Santos, Hugo Moreira, 1976-7 Motivos para fazer

Leia mais

UNIDADE 2: APRENDENDO A BRILHAR

UNIDADE 2: APRENDENDO A BRILHAR Frutos-3 Impact0 LIÇÃO 9 VIVENDO A VIDA COM DEUS 9-11 Anos UNIDADE 2: APRENDENDO A BRILHAR FÉ EMAÇÃO Neste Trimestre, as crianças aprenderão sobre Graça, Crescimento e Mutualidade. Esses aspectos serão

Leia mais

Ata do Lançamento do Ano Pastoral FAMÍLIA SALESIANA 2015/2016

Ata do Lançamento do Ano Pastoral FAMÍLIA SALESIANA 2015/2016 Ata do Lançamento do Ano Pastoral FAMÍLIA SALESIANA 2015/2016 Aos dezanove dias do mês de Setembro de dois mil e quinze realizou-se em Fátima, na Casa Nossa Senhora do Carmo, o encontro de apresentação

Leia mais

POR UM MUNDO SEM VIOLÊNCIA ARMADA Sugestões para a liturgia de 17 de junho de 2012

POR UM MUNDO SEM VIOLÊNCIA ARMADA Sugestões para a liturgia de 17 de junho de 2012 POR UM MUNDO SEM VIOLÊNCIA ARMADA Sugestões para a liturgia de 17 de junho de 2012 INTRODUÇÃO No evangelho de hoje, vamos ouvir duas histórias curtas. No quarto capítulo do evangelho de São Marcos, Jesus

Leia mais

CALENDÁRIO 2013 ATIVIDADES REGIONAIS. FEVEREIRO 01 a 28 CNBB Regional JMJ Peregrinação da Cruz Peregrina Nas dioceses 02

CALENDÁRIO 2013 ATIVIDADES REGIONAIS. FEVEREIRO 01 a 28 CNBB Regional JMJ Peregrinação da Cruz Peregrina Nas dioceses 02 CALENDÁRIO 2013 ATIVIDADES REGIONAIS DATA REALIZAÇÃO EVENTO LOCAL FEVEREIRO 01 a 28 CNBB Regional JMJ Peregrinação da Cruz Peregrina Nas dioceses 02 CNLB Conselho Nacional do Laicato do Reunião da Presidência

Leia mais

Voluntariado nas Organizações de Terceiro Setor Marisa Seoane Rio Resende *

Voluntariado nas Organizações de Terceiro Setor Marisa Seoane Rio Resende * Voluntariado nas Organizações de Terceiro Setor Marisa Seoane Rio Resende * Voluntariado é a expressão da participação da sociedade na vida pública mais significativa da atualidade. Os movimentos de participação

Leia mais

DESPREZO PELA IGREJA PROJETO NEEMIAS 2 EFÉSIOS 3.20-21

DESPREZO PELA IGREJA PROJETO NEEMIAS 2 EFÉSIOS 3.20-21 CELEBRANDO A GRAÇA EFÉSIOS 3.20-21 20 Àquele que é capaz de fazer infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou pensamos, de acordo com o seu poder que atua em nós, 21 a ele seja a glória na igreja e

Leia mais

DECLARAÇÃO DE MISSÃO Proclamar o Cristo Vivo e ajudar as pessoas que nele crêem a se tornarem seus discípulos

DECLARAÇÃO DE MISSÃO Proclamar o Cristo Vivo e ajudar as pessoas que nele crêem a se tornarem seus discípulos PIBRJ DECLARAÇÃO DE MISSÃO Proclamar o Cristo Vivo e ajudar as pessoas que nele crêem a se tornarem seus discípulos DECLARAÇÃO DE VISÃO Ser uma família de fé, que recebe as pessoas como são e se esforça

Leia mais

RELATÓRIO DO 4º. ENCONTRO 1982

RELATÓRIO DO 4º. ENCONTRO 1982 RELATÓRIO DO 4º. ENCONTRO 1982 São Paulo 21/22/23 de fevereiro de 1982 Nos dias 21, 22 e 23 de fevereiro de 1982, reuniram-se em São Paulo, para seu IV Encontro Nacional, padres casados, suas mulheres

Leia mais

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética 2 0 1 2-2 0 1 5 DIOCESE DE FREDERICO WESTPHALEN - RS Queridos irmãos e irmãs, Com imensa alegria, apresento-lhes o PLANO DIOCESANO DE ANIMAÇÃO BÍBLICO -

Leia mais

Histórico Rede Evangélica Nacional de Ação Social (RENAS) agosto de 2010 no Recife Transformando a sociedade a partir da igreja local

Histórico Rede Evangélica Nacional de Ação Social (RENAS) agosto de 2010 no Recife Transformando a sociedade a partir da igreja local Histórico Esta campanha tem sua origem no contexto do V Encontro Nacional da Rede Evangélica Nacional de Ação Social (RENAS) em agosto de 2010 no Recife PE. Nessa ocasião, o enfoque do evento foi: Transformando

Leia mais

DISCIPULADO. Um estilo de vida

DISCIPULADO. Um estilo de vida DISCIPULADO Um estilo de vida TRANSIÇÃO O QUE VOCÊ DESEJA? Uma grande Igreja? Uma Igreja saudável? O QUE UMA TRANSIÇÃO SAUDÁVEL EXIGE? I. COMPROMETIMENTO O Pastor/a é a chave. Só vale a pena mudar quando

Leia mais

Características metodológicas e hermenêuticas da literatura joanina dominante no Brasil de 1960 a 2007.

Características metodológicas e hermenêuticas da literatura joanina dominante no Brasil de 1960 a 2007. 2017 X Salão de Iniciação Científica PUCRS Características metodológicas e hermenêuticas da literatura joanina dominante no Brasil de 1960 a 2007. Rodrigo Schüler de Souza, Ramiro Mincato (orientador)

Leia mais

Capelania Hospitalar / Pastoral da Saúde

Capelania Hospitalar / Pastoral da Saúde CEPMTA / ISCAL Londrina 06/11/2012 Capelania Hospitalar / Pastoral da Saúde Assessor: Pe. Audinei Carreira da Silva PERFIL DO AGENTE DE PASTORAL DA SAÚDE Antes de tudo deve ser uma pessoa de profunda experiência

Leia mais

Nossa Missão, Visão e Valores

Nossa Missão, Visão e Valores Nossa Missão, Visão e Valores Missão Acolher e mobilizar os imigrantes na luta por direitos, cidadania e empoderamento social e político; Combater o trabalho escravo, a xenofobia, o tráfico de pessoas

Leia mais

Objetivo e proposta evangelizadora

Objetivo e proposta evangelizadora A CAMPANHA DA FRATERNIDADE NA IGREJA DO BRASIL Objetivo e proposta evangelizadora BerçonoConcílioVaticanoII: Começou no Rio Grande do Norte, em 1962, por iniciativa de Dom Eugênio Sales. Era uma ação concreta

Leia mais

No Dia do Juízo, quando o Filho do Homem, na Sua glória, vier nos julgar, escreve o evangelista Mateus, Ele nos questionará sobre

No Dia do Juízo, quando o Filho do Homem, na Sua glória, vier nos julgar, escreve o evangelista Mateus, Ele nos questionará sobre Caridade e partilha Vivemos em nossa arquidiocese o Ano da Caridade. Neste tempo, dentro daquilo que programou o Plano de Pastoral, somos chamados a nos organizar melhor em nossos trabalhos de caridade

Leia mais

Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família - CEPVF/CNBB

Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família - CEPVF/CNBB Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família Comissão Nacional da Pastoral Familiar Brasília - 2014 snv14_2.indd 1 28/05/2014 12:11:27 Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família - CEPVF/CNBB

Leia mais

QUERIDO DEUS, TE AGRADECEMOS A FAMÍLIA, A IGREJA. QUERIDO DEUS, TE AGRADECEMOS OS AMIGOS, AS AMIGAS. OS PASTORES, AS PASTORAS, PROFESSORES,

QUERIDO DEUS, TE AGRADECEMOS A FAMÍLIA, A IGREJA. QUERIDO DEUS, TE AGRADECEMOS OS AMIGOS, AS AMIGAS. OS PASTORES, AS PASTORAS, PROFESSORES, QUERIDO DEUS, TE AGRADECEMOS A FAMÍLIA, A IGREJA. QUERIDO DEUS, TE AGRADECEMOS OS AMIGOS, AS AMIGAS. OS PASTORES, AS PASTORAS, PROFESSORES, PROFESSORAS. EM NOME DE JESUS, EM NOME DE JESUS, EM NOME DE JESUS.

Leia mais

Jesus viu e se encheu de compaixão, porque eram como ovelhas sem pastor!

Jesus viu e se encheu de compaixão, porque eram como ovelhas sem pastor! 16º DOMINGO DO TEMPO COMUM - 19 de julho de 2015 Jesus viu e se encheu de compaixão, porque eram como ovelhas sem pastor! Leituras: Jeremias 23, 1-6; Salmo 22 (23), 1-3a.3b-4.5.6 (R/1.6a); Efésios 2, 13-18;

Leia mais

Primeiro momento VER. Relação: Igreja e Sociedade

Primeiro momento VER. Relação: Igreja e Sociedade Primeiro momento VER Relação: Igreja e Sociedade Primeira Parte Origens do Cristianismo Jesus de Nazaré, sua vivencia com a sociedade e com seus discípulos e discípulas. Seu comportamento frente à sociedade

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 05/06 PLANIFICAÇÃO ANUAL º CICLO EDUCAÇÃO MORAL RELIGIOSA CATÓLICA (EMRC)- 6ºANO. Documento(s) Orientador(es): Programa de EMRC de 8 junho de 04;

Leia mais

Construindo caminhos para a Segurança Alimentar na comunidade

Construindo caminhos para a Segurança Alimentar na comunidade Construindo caminhos para a Segurança Alimentar na comunidade Uma estratégia de Planejamento Participativo 1ª edição A apresentação deste material aos delegados da XI Conferência Nacional de Saúde, foi

Leia mais

Instituição e Renovação de Ministérios Extraordinários na Diocese

Instituição e Renovação de Ministérios Extraordinários na Diocese Instituição e Renovação de Ministérios Extraordinários na Diocese 1. RITO DE INSTITUIÇÃO DOS MINISTROS(AS) DA COMUNHÃO Diácono: Queiram levantar-se os que receberão o mandato de Ministros Extraordinários

Leia mais

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO SOBRE NÓS FAZEI BRILHAR O ESPLENDOR DE VOSSA FACE! 3 º DOMINGO DA PÁSCOA- ANO B 22 DE ABRIL DE 2012 ANIM: (Saudações espontâneas)

Leia mais

3º EIXO Dízimo TOTAL DIOCESE 943 579 61,3%

3º EIXO Dízimo TOTAL DIOCESE 943 579 61,3% 3º EIXO Dízimo Paróquia/Questionários Distribuídos Devolvidos % Devolv. Miguel Calmon 67 27 40 Piritiba 45 06 13 Tapiramutá 30 19 63 Mundo Novo 20 12 60 Jequitibá 14 10 71 Totais zonal 2 176 74 42% Andaraí

Leia mais

Como utilizar este caderno

Como utilizar este caderno INTRODUÇÃO O objetivo deste livreto é de ajudar os grupos da Pastoral de Jovens do Meio Popular da cidade e do campo a definir a sua identidade. A consciência de classe, ou seja, a consciência de "quem

Leia mais

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DIRETORIA

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DIRETORIA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DIRETORIA NOME CARGO DESCRIÇÃO Claudemir da Silva 1º Dirigente - Dirigir as atividades espirituais e administrativas da Congregação, por delegação do Pastor da Igreja a que estiver

Leia mais