A PROCURA DE EMPREGO DOS DIPLOMADOS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A PROCURA DE EMPREGO DOS DIPLOMADOS"

Transcrição

1 A PROCURA DE EMPREGO DOS DIPLOMADOS COM HABILITAÇÃO SUPERIOR Em Fevereiro de 2008, o GPEARI do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior publicou o segundo relatório sobre a procura de emprego dos diplomados com habilitação superior (graus de bacharel, licenciado, mestre e doutor). I. FONTES DE INFORMAÇÃO Este documento teve como principais fontes : o IEFP, através da sua base de dados SIGAE (Sistema de Gestão e Informação da Área de Emprego); e o GPEARI, responsável pela recolha de informação fornecida anualmente pelas instituições de ensino superior. pela 1ª vez, este relatório incluiu informação relativa à procura de emprego dos diplomados com habilitação superior ventilada por estabelecimento e curso de ensino. II. ESTRUTURA DO RELATÓRIO Relativamente à sua estrutura este documento apresenta: uma caracterização dos inscritos nos CTE com habilitação superior à procura de emprego por comparação, quer com a situação global de procura de emprego quer com a observada no mês homólogo do ano anterior; Rua Castilho, 24 8º Lisboa Telefone: Fax:

2 2 Uma caracterização dos inscritos nos CTE com habilitação superior por subsistema de ensino, área de estudo e por estabelecimento/curso; De referir que a procura de emprego destes inscritos é apresentada por áreas de estudo e com base na Classificação Nacional das Áreas de Educação e Formação. III. PRINCIPAIS CONCLUSÕES! Dez o nº de inscritos nos CTE à procura de 1º ou novo emprego com habilitação superior era de ,5% do total da população com hab. superior entre os 15 e os 64 anos residente em Portugal Relativamente ao mês homólogo de 2006, o nº de inscritos nos CTE do Continente diminuiu 6,5% Entre Dez e Dez. 2007, o nº de inscritos nos CTE com habilitação superior manteve-se aproximado! O que indicia a capacidade do mercado de trabalho em absorver novos diplomados. Tanto mais que, entre 2003 e 2007, a população com hab. superior em Portugal aumentou cerca de 20%

3 3 São maioritariamente mulheres Maior concentração na região Norte (71%) Caracterização dos inscritos nos CTE do Continente com habilitação superior São jovens (75% com menos de 35 anos) Inscreveram-se há menos de um ano (75%) e 66% estão à procura de novo emprego Áreas de estudo com maior nº de registos de desempregados Com hab. superior (Dez. 2007) Ciências Empresariais (16% - entre 1996/1997 e 2005/2006 os diplomados nesta área representavam 18% do total de diplomados) Ciências Sociais e do Comportamento (13% - entre 1996/1997 e 2005/2006 os diplomados nesta área representavam 8% do total de diplomados) Formação de Professores (16% - entre1996/1997 e 2005/2006 os diplomados nesta área representavam 17% do total de diplomados)

4 4! Em Dez. de 2007, estas 3 áreas de estudo representavam 45% do total de registos (em Dez. de 2006, os inscritos nestas 3 grandes áreas equivaliam a 52%).! As áreas de estudo, em Dez. 2007, com menor nº de registos de desempregados com hab. superior são: Serv. de transporte 0,1% de desemp. (0,09% de diplomados)* C. veterinárias 0,3% de desemp. (0,3% de diplomados)* Mat. e estatística 0,6% de desemp. (1,2% de diplomados)* Serv. de segurança 0,1% de desemp. (0,4% de diplomados)* Informática 0,8% de desemp. (1,7% de diplomados)* % de diplomados nesta área entre 1996/1997 e 2005/2006 Em Dez. 2007, as áreas de estudo dos inscritos mais representadas nas regiões Norte, Centro, Alentejo e Algarve são: 1. Formação de professores/ formadores e C. da educação; 2. Ciências sociais e do comportamento; 3. Ciências empresariais. Na região Lisboa, a 2ª com mais registos em 2006 e que passa para 3º lugar em 2007, as áreas de estudo mais representadas são: 4. Ciências sociais e do comportamento; 5. Ciências empresariais; 6. Engenharias e técnicas afins.

5 5 Áreas de estudo com inscritos há um ano ou mais (Dez. 2007) Formação de Professores (20%) Ciências Empresariais (17%) Ciências Sociais e do Comportamento (14%) Em Dez e de 2007, o nº de inscritos com habilitação superior é maioritário no grupo etário de 25 a 34 anos em todas as áreas de estudo, com excepção da área da Saúde. Na área da Saúde, o nº de desempregados é superior nas idades mais jovens (menos de 25 anos de idade). No conjunto das áreas de estudo, as que mais contribuem para o nº total de inscritos do sexo feminino são, em ambos os momentos de referência, a Formação de professores e C. educação, as Ciências empresariais e as Ciências sociais e do comportamento. Para o sexo masculino, as áreas mais representativas são, quer em 2006 quer em 2007, as Engenharias e técnicas afins, as Ciências empresariais e as Ciências sociais e do comportamento. Em ambos os sexos, as áreas de estudo que menos contribuem para o total de inscritos são os Serviços de transporte, os Serviços de segurança e as Ciências veterinárias.

6 6 Comparando a distribuição dos inscritos nos CTE do Continente, em Dez que têm a área de estudo identificada, com os diplomados entre 1996/1997 e 2005/2006 nas instituições de ensino superior do Continente, verifica-se que, em determinadas áreas, o peso relativo dos inscritos é superior ao peso relativo dos diplomados dessa área, nomeadamente: Ciências Sociais e do Comportamento (Antrop., C. Pol., Econ., Psic., Soc. e Rel. Int.) 13% dos inscritos e 8% dos diplomados Humanidades (Arqueol., Fil., Hist., e Línguas e Literaturas) Serviços Sociais (Anim. Sócio-Cul., Ed. Física, Pol. Social E Serviço Social) 4,5% dos inscritos e 2,2% dos diplomados 6,8% dos inscritos e 4,6% dos diplomados Relativamente às áreas de estudo em que o peso relativo dos inscritos é inferior ao peso relativo dos diplomados, merece destaque a área da Saúde (6,2% dos inscritos e 13,1% dos diplomados). Contudo, em cada área de estudo a situação difere entre os vários cursos e entre os diversos estabelecimentos de ensino. Assim: Ciências Sociais e do Comportamento Predominância de inscritos com o curso de Psicologia de alguns estabelecimentos de ensino Serviços Sociais Predominância de inscritos com o curso de Serviço Social de alguns estabelecimentos de ensino

7 7! Considerando o estabelecimento de ensino dos inscritos nos CTE do Continente, com habilitação superior, constata-se que: 66% são do ensino público 34% são do ensino privado Distribuição idêntica à dos diplomados entre 1996/1997 e 2005/2006 (65% no ensino público e 35% no ensino privado)! Por outro lado: 42% diplomaram-se no ensino politécnico 58% diplomaram-se no ensino universitário Contribuição superior do ensino universitário para as inscrições nos CTE, dado que os diplomados do ensino politécnico entre 1996/1997 e 2005/2006 representam 46% do total de diplomados, contra 54% no ensino universitário. A versão completa deste relatório e de alguns dados aqui apresentados podem ser consultados em:

8 Anexo VII DESEMPREGO REGISTADO DE DIPLOMADOS CRISTINA FARO DESEMPREGO REGISTADO / DESEMPREGO DIPLOMADOS Desemprego Médio 2007 = = Desemprego Diplomados 10,1% do total do desemprego Perfil predominante: 59,5% Mulheres 70,5% 91,4% 35 aos 54 anos (42,3%) 14,1 meses Novo Emprego Grupo Etário Tempo Médio Inscrição 70,2% 25 aos 34 anos (56,2%) 7,7 meses 92,3% Norte: 46,3% Lisboa VT: 31,1% Região Norte: 40,3% Lisboa VT: 32,8% 93,8% Centro: 14,9% Centro: 20,6% Fonte: IEFP, I.P. Desemprego registado 2007 Média mensal Rua Castilho, 24 8º Lisboa Telefone: Fax:

9 2 Evolução Desemprego Diplomado / Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Evolução Desemprego Diplomado / Mai-06 Jun-06 Jul Ago-06 Set-06 Out-06 Nov-06 Dez-06 Jan-07 Fev Mar-07 Abr-07 Mai-07 Jun-07 Jul-07 Ago-07 1º Emprego Novo Emprego Set-07 Out-07 Nov-07 Dez-07 Jan-08 Fev-08 Mar-08 Abr-08

10 3 Estrutura do Desemprego Diplomado 2T07 3T07 4T07 1T08!MULHERES 69,6% 72,5% 70,9% 70,1%!NOVO EMPREGO 72,7% 70,5% 66,1% 66,3%!TEMPO MÉDIO INSCRIÇÃO 8,7 meses 6,8 meses 8,3 meses 8,5 meses!grupo ETÁRIO < 25 anos 15,0% 19,7% 20,9% 20,2% anos 56,8% 56,3% 54,1% 53,6% anos 23,2% 20,4% 20,9% 22,1% 55 e + anos 4,9% 3,6% 4,0% 4,1% Estrutura do Desemprego Diplomado 2T07 3T07 4T07 1T08!REGIÃO Norte 40,0% 40,4% 41,3% 40,1% Centro 19,5% 20,9% 21,7% 20,3% Lisboa VT 34,5% 32,2% 30,8% 33,1% Alentejo 3,5% 4,1% 3,6% 3,9% Algarve 2,5% 2,4% 2,6% 2,5%

11 4 2T07 Formação professores/formadores e ciências da educação 18,0% Ciências empresariais 15,7% Ciências sociais e do comportamento 14,0% Engenharia e técnicas afins 8,1% Humanidades 6,3% 4T07 Ciências empresariais 16,0% Formação de professores/formadores e ciências da educação 15,5% Ciências sociais e do comportamento 12,8% Engenharia e técnicas afins 8,3% Humanidades 6,7% Estrutura do Desemprego Diplomado 63,6% 57,6% ÁREAS DE ESTUDO 62,1% 3T07 Formação professores/formadores e ciências da educação 24,1% Ciências empresariais 13,5% Ciências sociais e do comportamento 11,1% Humanidades 7,4% Engenharia e técnicas afins 7,4% 59,3% 1T08 Ciências empresariais 17,0% Ciências sociais e do comportamento 13,5% Formação de professores/formadores e ciências da educação 12,1% Engenharia e técnicas afins 8,6% Humanidades 6,4% Estrutura do Desemprego Diplomado Profissões mais significativas - Comparação 2º e 3º Trimestre 2º Trimestre 2007 DOCENTES EB (2 E 3 CICLOS) E SECUNDÁRIO PSICÓLOGOS ,1% 5,1% 3º Trimestre 2007 DOCENTES EB (2 E 3 CICLOS) E SECUNDÁRIO DOCENTES EB - 1º CICLO ,6% 7,5% 29,3% EMP. ADMINISTRATIVOS DOS SERVIÇOS ,7% EDUCADORES DE INFÂNCIA ,2% DOCENTES EB - 1º CICLO ,4% PSICÓLOGOS ,4% EDUCADORES DE INFÂNCIA ,3% EMP. ADMINISTRATIVOS DOS SERVIÇOS ,7% OUTRAS PROF.ADMIN.OU COM.N/ CLASSIFCADA OUTRA PARTE ,8% OUTRAS PROF ADMIN. OU COM N/CLASSIFCADA OUTRA PARTE ,2% ,0% ,0% 33,4% Peso das profissões mais representativas no total do desemprego diplomado 40,6%

12 5 CONCLUSÕES: O perfil dos desempregados diplomados quando comparado com o total do desemprego registado, apresenta algumas diferenças, de que se destaca o maior peso do desemprego feminino, dos desempregados mais jovens e dos que procuram o 1º emprego; Independentemente dos anos, o mês de Setembro é o que apresenta maior número de desempregados registados e o mês de Junho o menor; O peso das mulheres no desemprego registado de diplomados é tanto maior quanto maior o número de desempregados diplomados; O tempo médio de inscrição é, para os desempregados diplomados, inferior ao verificado para o total de desemprego, ganhando esta diferença maior expressão no mês de Setembro; As áreas de estudo predominantes no desemprego são coincidentes com as áreas de estudos com maior número de diplomados saídos dos estabelecimentos de ensino, com excepção das Humanidades, que têm uma elevada representatividade no desemprego; Para além das profissões ligadas ao ensino, destaca-se no desemprego de diplomados, os psicólogos e as profissões em áreas administrativas.

A PROCURA DE EMPREGO DOS DIPLOMADOS COM HABILITAÇÃO SUPERIOR RELATÓRIO VII JUNHO 2010

A PROCURA DE EMPREGO DOS DIPLOMADOS COM HABILITAÇÃO SUPERIOR RELATÓRIO VII JUNHO 2010 A PROCURA DE EMPREGO DOS DIPLOMADOS COM HABILITAÇÃO SUPERIOR RELATÓRIO VII JUNHO 2010 OUTUBRO 2010 FICHA TÉCNICA Título A procura de emprego dos diplomados com habilitação superior [7º Relatório] Autor

Leia mais

A PROCURA DE EMPREGO DOS DIPLOMADOS COM HABILITAÇÃO SUPERIOR RELATÓRIO VIII DEZEMBRO 2010

A PROCURA DE EMPREGO DOS DIPLOMADOS COM HABILITAÇÃO SUPERIOR RELATÓRIO VIII DEZEMBRO 2010 A PROCURA DE EMPREGO DOS DIPLOMADOS COM HABILITAÇÃO SUPERIOR RELATÓRIO VIII DEZEMBRO 2010 MARÇO 2011 FICHA TÉCNICA Título A procura de emprego dos diplomados com habilitação superior [8º Relatório] Autor

Leia mais

A procura de emprego dos Diplomados. com habilitação superior

A procura de emprego dos Diplomados. com habilitação superior RELATÓRIO A procura de emprego dos Diplomados com habilitação superior Dezembro 2007 Fevereiro, 2008 Ficha Técnica Título A procura de emprego dos diplomados com habilitação superior Autor Gabinete de

Leia mais

O desemprego dos diplomados da Universidade do Minho

O desemprego dos diplomados da Universidade do Minho O desemprego dos diplomados da Universidade do Minho Situação em junho de 2011 Trabalho realizado por: Elisabete Pacheco e Isabel Santos Serviços para a Garantia da Qualidade Miguel Portela, Carla Sá e

Leia mais

O ACESSO AO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS NO ÂMBITO DA COOPERAÇÃO

O ACESSO AO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS NO ÂMBITO DA COOPERAÇÃO O ACESSO AO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS NO ÂMBITO DA COOPERAÇÃO PALOP E TIMOR-LESTE ANTÓNIO MORÃO DIAS DIRECTOR-GERAL DO ENSINO SUPERIOR Centro de Congressos de Lisboa, 22 de Abril de 2010 DIRECÇÃO DE SERVIÇOS

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

Mercado de trabalho e Situação Financeira das Empresas em degradação acentuada

Mercado de trabalho e Situação Financeira das Empresas em degradação acentuada FEPICOP - FEDERAÇÃO PORTUGUESA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO E OBRAS PÚBLICAS Associações Filiadas: AECOPS Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços AICCOPN Associação dos Industriais

Leia mais

BALANÇO SOCIAL 2009 1/14

BALANÇO SOCIAL 2009 1/14 BALANÇO SOCIAL 2009 1/14 ÍNDICE INTRODUÇÃO 1. Organograma do IDE-RAM 2. Distribuição global dos recursos humanos 3. Estrutura etária dos recursos humanos 4. Estrutura de antiguidades 5. Estrutura habilitacional

Leia mais

Maio 2004. Belo Horizonte. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE

Maio 2004. Belo Horizonte. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Pesquisa Mensal de Emprego Maio 2004 Região Metropolitana de Belo Horizonte Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE 1 PESQUISA MENSAL DE EMPREGO ESTIMATIVAS PARA O MÊS DE MAIO DE 2004 REGIÃO

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

GABINETE DE ESTRATÉGIA, PLANEAMENTO E AVALIAÇÃO CULTURAIS. Voluntariado Formal - Arte e Cultura em 2012. Arte. Cultura. GEPAC Setembro 2013

GABINETE DE ESTRATÉGIA, PLANEAMENTO E AVALIAÇÃO CULTURAIS. Voluntariado Formal - Arte e Cultura em 2012. Arte. Cultura. GEPAC Setembro 2013 ... Cultura GABINETE DE ESTRATÉGIA, PLANEAMENTO E AVALIAÇÃO CULTURAIS Arte Voluntariado Formal - Arte e Cultura em 2012 GEPAC Setembro 2013 TÍTULO Voluntariado Formal nas Artes e na Cultura em 2012 DIREÇÃO

Leia mais

A PROCURA DE EMPREGO DOS DIPLOMADOS COM HABILITAÇÃO SUPERIOR RELATÓRIO IV, DEZEMBRO 2008

A PROCURA DE EMPREGO DOS DIPLOMADOS COM HABILITAÇÃO SUPERIOR RELATÓRIO IV, DEZEMBRO 2008 A PROCURA DE EMPREGO DOS DIPLOMADOS COM HABILITAÇÃO SUPERIOR RELATÓRIO IV, DEZEMBRO 2008 Fevereiro, 2009 FICHA TÉCNICA Título A procura de emprego dos diplomados com habilitação superior Autor Gabinete

Leia mais

Dormidas de não residentes continuam a aumentar

Dormidas de não residentes continuam a aumentar Actividade Turística Novembro de 2010 10 de Janeiro de 2011 Dormidas de não residentes continuam a aumentar No mês de Novembro de 2010 a hotelaria registou cerca de dois milhões de dormidas, valor muito

Leia mais

Estatísticas. Caracterização dos desempregados registados com habilitação superior - dezembro de 2014

Estatísticas. Caracterização dos desempregados registados com habilitação superior - dezembro de 2014 Estatísticas Caracterização dos desempregados registados com habilitação superior - dezembro de 2014 ÍNDICE DE QUADROS Secção I 1. Desempregados por nível de ensino Quadro 1.1 - Desempregados registados

Leia mais

GDOC INTERESSADO CPF/CNPJ PLACA

GDOC INTERESSADO CPF/CNPJ PLACA Fatores válidos para recolhimento em 01/02/2017 JANEIRO 3,4634 3,3316 3,1086 2,9486 2,7852 2,6042 2,3996 2,2471 2,0710 1,9331 1,8123 1,6867 FEVEREIRO 3,4534 3,3078 3,0941 2,9384 2,7727 2,5859 2,3888 2,2349

Leia mais

NO ÂMBITO DA OCUPAÇÃO

NO ÂMBITO DA OCUPAÇÃO PRINCIPAIS DESTAQUES DA EVOLUÇÃO DO MERCADO DE TRABALHO NAS SEIS REGIõES METROPOLITANAS DO PAÍS ABRANGIDAS PELA PESQUISA MENSAL DE EMPREGO DO IBGE (RECiFE, SALVADOR, BELO HORIZONTE, RIO DE JANEIRO, SÃO

Leia mais

Valor médio de avaliação bancária acentua tendência decrescente

Valor médio de avaliação bancária acentua tendência decrescente Inquérito à Avaliação Bancária na Dezembro de 2011 26 de janeiro de 2012 Valor médio de avaliação bancária acentua tendência decrescente O valor médio de avaliação bancária de habitação 1 do total do País

Leia mais

Impacte da Lei de Prevenção do Tabagismo* na população de Portugal Continental

Impacte da Lei de Prevenção do Tabagismo* na população de Portugal Continental Impacte da Lei de Prevenção do Tabagismo* na população de Portugal Continental * Lei n.º 37/2007, de 14 de Agosto Direcção-Geral da Saúde com a colaboração do INSA Acompanhamento estatístico e epidemiológico

Leia mais

Habitação em recuperação e Obras Públicas em queda

Habitação em recuperação e Obras Públicas em queda Associações Filiadas: AECOPS Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços AICCOPN Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas Conjuntura da Construção n.º 80 Junho

Leia mais

O Envelhecimento em Portugal

O Envelhecimento em Portugal O Envelhecimento em Portugal Situação demográfica e sócio-económica recente das pessoas idosas I. Enquadramento geral As expressões sublinhadas encontram-se explicadas no final do texto Consideram-se pessoas

Leia mais

Sistema de Registo Central dos Toxicodependentes de Macau. Resumo do Relatório do ano de 2011

Sistema de Registo Central dos Toxicodependentes de Macau. Resumo do Relatório do ano de 2011 Sistema de Registo Central dos Toxicodependentes de Macau Resumo do Relatório do ano de 2011 Departamento de Prevenção e Tratamento da Toxicodependência do Instituto de Acção Social No ano de 2011, um

Leia mais

Tendências recentes da atividade econômica em Araxá: empresas, trabalho formal

Tendências recentes da atividade econômica em Araxá: empresas, trabalho formal Tendências recentes da atividade econômica em Araxá: empresas, trabalho formal OBSERVATÓRIO SEDEP Estudos e Pesquisas I Set/ APRESENTAÇÃO O Observatório SEDEP é um acompanhamento de estatísticas econômico-sociais

Leia mais

Estudo de Inserção Profissional dos Alunos da Rede Escolar do Turismo de Portugal, I.P.

Estudo de Inserção Profissional dos Alunos da Rede Escolar do Turismo de Portugal, I.P. Estudo de Inserção Profissional dos Alunos da Rede Escolar do Turismo de Portugal, I.P. Direção de Qualificação Formativa e Certificação Departamento de Gestão Pedagógica e Certificação CONTEÚDO 1. SUMÁRIO

Leia mais

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+ CALENDÁRIO, 2015 7 A JAN. 0 QUARTA -1-0.0018 7022.5 3750.3 1 QUINTA 0 +0.0009 7023.5 3751.3 2 SEXTA 1 +0.0037 7024.5 3752.3 3 SÁBADO 2 +0.0064 7025.5 3753.3 4 DOMINGO 3 +0.0091 7026.5 3754.3 5 SEGUNDA

Leia mais

A PROCURA DE EMPREGO DOS DIPLOMADOS COM HABILITAÇÃO SUPERIOR RELATÓRIO V JUNHO 2009

A PROCURA DE EMPREGO DOS DIPLOMADOS COM HABILITAÇÃO SUPERIOR RELATÓRIO V JUNHO 2009 A PROCURA DE EMPREGO DOS DIPLOMADOS COM HABILITAÇÃO SUPERIOR RELATÓRIO V JUNHO 2009 OUTUBRO 2009 FICHA TÉCNICA Título A procura de emprego dos diplomados com habilitação superior [5º Relatório] Autor Gabinete

Leia mais

ELEMENTOS DE CARACTERIZAÇÃO

ELEMENTOS DE CARACTERIZAÇÃO POPULAÇÃO RESIDENTE Variações da população residente de Lagos muito superiores às da região do Algarve 1981-1991 - Lagos, 9,3%; Algarve 5,5% 1991-21 - Lagos, 18%; Algarve 15,8% O concelho de Lagos detém

Leia mais

PREÇOS AO BALCÃO - 2004 - ESTABELECIMENTOS HOTELEIROS, ALDEAMENTOS E APARTAMENTOS TURÍSTICOS

PREÇOS AO BALCÃO - 2004 - ESTABELECIMENTOS HOTELEIROS, ALDEAMENTOS E APARTAMENTOS TURÍSTICOS ESTABELECIMENTOS HOTELEIROS, ALDEAMENTOS E APARTAMENTOS TURÍSTICOS PREÇOS AO BALCÃO - 2004 - Realizado por: Cristina Curto Caria Registo de Informação: Paula Gomes Coordenado por: Teresinha Duarte Direcção

Leia mais

CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS Balanço e próximos passos 1 de dezembro de 2015

CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS Balanço e próximos passos 1 de dezembro de 2015 1 de dezembro de 2015 1.Caraterísticas e objetivos dos CTeSP 2.Fases de registo de cursos 3.Ações de divulgação 4.Cursos registados em números 5.Próximos passos 1. Caraterísticas e objetivos Interação

Leia mais

Taxa de desemprego estimada em 11,9%

Taxa de desemprego estimada em 11,9% 4 de novembro de 215 Estatísticas do Emprego 3.º trimestre de 215 Taxa de desemprego estimada em 11,9% A taxa de desemprego no 3.º trimestre de 215 foi de 11,9%. Este valor é igual ao do trimestre anterior

Leia mais

MEDIDAS DE APOIO À CONTRATAÇÃO

MEDIDAS DE APOIO À CONTRATAÇÃO Faro empreendedor MEDIDAS DE APOIO À CONTRATAÇÃO IEFP, I.P. - Centro de Emprego e Formação Profissional de Faro Serviço de Emprego de Faro ESTÍMULO 2013 (Portaria 106/2013) ESTÍMULO 2013 Objetivo Estimular

Leia mais

Estimativa da taxa de desemprego em abril: 13,0%

Estimativa da taxa de desemprego em abril: 13,0% 2 de junho de Estimativas Mensais de Emprego e Desemprego abril de Estimativa da taxa de desemprego em abril: 13,0% A estimativa provisória da taxa de desemprego para abril de situa-se em 13,0%, valor

Leia mais

Quadro 2. Dormidas por tipo e categoria de estabelecimento

Quadro 2. Dormidas por tipo e categoria de estabelecimento Atividade Turística Maio 2013 15 de julho de 2013 Residentes no estrangeiro contribuem para os resultados positivos na hotelaria A hotelaria registou 1,4 milhões de hóspedes em maio de 2013, +7,0% que

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego

Pesquisa Mensal de Emprego Comunicação Social 25 de março de 2004 Pesquisa Mensal de Emprego Taxa de desocupação é de 12% em fevereiro Em fevereiro de 2004, a taxa de desocupação ficou estável tanto em relação ao mês anterior (11,7%)

Leia mais

Diplomados pela U.Porto inscritos nos centros de emprego do Continente a 31 de dezembro de 2011

Diplomados pela U.Porto inscritos nos centros de emprego do Continente a 31 de dezembro de 2011 Diplomados pela U.Porto inscritos nos centros de emprego do Continente a 31 de dezembro de 2011 Universidade do Porto. Reitoria Serviço de elhoria Contínua. 26 de junho de 2012 Sumário Introdução, definições,

Leia mais

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12 JANEIRO 2,8451 2,7133 2,4903 2,3303 2,1669 1,9859 1,7813 1,6288 1,4527 1,3148 1,1940 1,0684 FEVEREIRO 2,8351 2,6895 2,4758 2,3201 2,1544 1,9676 1,7705 1,6166 1,4412 1,3048 1,1840 1,0584 MARÇO 2,8251 2,6562

Leia mais

DISPONIBILIZAÇÃO DE VAGAS PARA FORMAÇÃO SUPERIOR EM CABO VERDE DESTINADA À DIÁSPORA Ano lectivo 2012/ 2013

DISPONIBILIZAÇÃO DE VAGAS PARA FORMAÇÃO SUPERIOR EM CABO VERDE DESTINADA À DIÁSPORA Ano lectivo 2012/ 2013 DISPONIBILIZAÇÃO DE VAGAS PARA FORMAÇÃO SUPERIOR EM CABO VERDE DESTINADA À DIÁSPORA Ano lectivo 2012/ 2013 I. INSTITUTO UNIVERSITÁRIO DE EDUCAÇÃO O antigo IP Instituto Pedagógico evoluiu para uma Instituição

Leia mais

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016 Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado do Paraná Safra 2016/2017 Mar/16 0,6048 0,6048 0,6048 66,04 73,77 Abr 0,6232 0,6232 0,5927 64,72 72,29 Mai 0,5585 0,5878 0,5868

Leia mais

Representatividade das MPEs:

Representatividade das MPEs: Representatividade das MPEs: Número de Estabelecimentos Empresarias e Mercado de Trabalho 1 CONTEXTO DAS MPES NO ESTADO DA BAHIA: Estabelecimentos empresariais MPEs: O estado da Bahia possui 174.067 estabelecimentos

Leia mais

Taxa de Inflação Homóloga diminuiu 0,1% em Fevereiro

Taxa de Inflação Homóloga diminuiu 0,1% em Fevereiro INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA CABO VERDE Nota de Imprensa Índice de Preços no Consumidor IPC base 2007 Fevereiro de 2016 14 de Março de 2016 Taxa de Inflação Homóloga diminuiu 0,1% em Fevereiro No

Leia mais

DESEMPREGO REGISTADO NO DISTRITO DE AVEIRO JUNHO 2016

DESEMPREGO REGISTADO NO DISTRITO DE AVEIRO JUNHO 2016 União dos Sindicatos de Aveiro/CGTP-IN Av. Dr. Lourenço Peixinho, 173 5º Andar 3800-167 Aveiro Telefone: 234 377320 Fax: 234 377321 Email: usaveiro@cgtpaveiro.org Site : www.cgtpaveiro.org DESEMPREGO REGISTADO

Leia mais

Instituto de Arte, Design e Empresa - Universitário. ISPA - Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida

Instituto de Arte, Design e Empresa - Universitário. ISPA - Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida Distrito Subsistema Tipo de ensino Cód. Estab. Nome do Estabelecimento Nome do Curso Grau Lisboa Privado Universitário 4560 Instituto de Arte, Design e Empresa - Universitário Design Lisboa Privado Universitário

Leia mais

O Sector da Construção em Portugal. 1º semestre

O Sector da Construção em Portugal. 1º semestre O Sector da Construção em Portugal 2015 1º semestre Ficha Técnica Título: Relatório Semestral do Sector da Construção em Portugal 1º Sem. 2015 Autoria: Catarina Gil Coordenação Geral: Pedro Ministro Instituto

Leia mais

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,8 21-Jul-00 Real 0,6493 Sem frete - PIS/COFINS

Leia mais

PREÇOS AO BALCÃO - 2003 - ESTABELECIMENTOS HOTELEIROS, ALDEAMENTOS E APARTAMENTOS TURÍSTICOS

PREÇOS AO BALCÃO - 2003 - ESTABELECIMENTOS HOTELEIROS, ALDEAMENTOS E APARTAMENTOS TURÍSTICOS Direcção de Serviços de Estudos e Estratégia Turísticos Divisão de Recolha e Análise Estatística ESTABELECIMENTOS HOTELEIROS, ALDEAMENTOS E APARTAMENTOS TURÍSTICOS PREÇOS AO BALCÃO - 2003 - Realizado por:

Leia mais

IPC-Fipe. 3ª quadrissemana de agosto/16. 26 de agosto de 2016

IPC-Fipe. 3ª quadrissemana de agosto/16. 26 de agosto de 2016 3ª quadrissemana de agosto/16 26 de agosto de 2016 Os INFORMATIVOS ECONÔMICOS da (SPE) são elaborados a partir de dados de conhecimento público, cujas fontes primárias são instituições autônomas, públicas

Leia mais

TRANSPARÊNCIA NO ATENDIMENTO

TRANSPARÊNCIA NO ATENDIMENTO TRANSPARÊNCIA NO ATENDIMENTO DADOS SOBRE O ATENDIMENTO AO CONTRIBUINTE NA RECEITA FEDERAL RELATÓRIO DE NOVEMBRO DE 2012 Brasília, dezembro de 2012 1 SUMÁRIO SUMÁRIO... 2 APRESENTAÇÃO... 3 VISÃO GERAL DO

Leia mais

Reitoria. Universidade do Minho, 2 de outubro de 2015

Reitoria. Universidade do Minho, 2 de outubro de 2015 Reitoria despacho RT-52/2015 No âmbito do Despacho RT-51/2015, de 2 de tubro, são aprovadas, para o ano letivo de 2016/2017, as provas de ingresso para titulares do ensino secundário português e pré-requisitos

Leia mais

Hotelaria mantém resultados favoráveis em Agosto

Hotelaria mantém resultados favoráveis em Agosto 13 de Outubro de 2011 Actividade Turística Agosto de 2011 Hotelaria mantém resultados favoráveis em Agosto No mês de Agosto de 2011 os estabelecimentos hoteleiros registaram 6 milhões de dormidas, mais

Leia mais

Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC) JOINVILLE

Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC) JOINVILLE Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC) JOINVILLE Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC) JOINVILLE FECOMÉRCIO SC SUMÁRIO Endividamento em Joinville 7 Considerações

Leia mais

AVALIAÇÃO DE SATISFAÇÃO DE UTENTES DOS POSTOS DE TURISMO

AVALIAÇÃO DE SATISFAÇÃO DE UTENTES DOS POSTOS DE TURISMO AVALIAÇÃO DE SATISFAÇÃO DE UTENTES DOS POSTOS DE TURISMO RELATÓRIO ANUAL 1 ÍNDICE 1. METODOLOGIA... 5 1.1. AMOSTRA... 5 1.2. REALIZAÇÃO DO INQUÉRITO... 6 1.2.1. Questionário... 6 2. RESULTADOS DOS INQUÉRITOS

Leia mais

Hotelaria com aumentos nas dormidas e proveitos

Hotelaria com aumentos nas dormidas e proveitos Atividade Turística Junho 2013 14 de agosto de 2013 Hotelaria com aumentos nas dormidas e proveitos A hotelaria registou 4,4 milhões de dormidas em junho de 2013, mais 8,6% do que em junho de 2012. Para

Leia mais

Desigualdade de gênero nos bancos

Desigualdade de gênero nos bancos Novembro de 2013 Desigualdade de gênero nos bancos APRESENTAÇÃO De acordo com os dados mais atuais da Relação Anual de Informações Sociais 2012 (RAIS), o setor bancário brasileiro tinha, em dezembro daquele

Leia mais

Cursos de Mestrado em TSI Situação em 2000. 1 Ensino Superior Público... f.2 2 Ensino Superior Particular e Cooperativo... f.5

Cursos de Mestrado em TSI Situação em 2000. 1 Ensino Superior Público... f.2 2 Ensino Superior Particular e Cooperativo... f.5 Anexo F Cursos de Mestrado em TSI Situação em 2000 Adaptado de: http://www.desup.min-edu.pt/posgrad.htm Índice 1 Ensino Superior Público... f.2 2 Ensino Superior Particular e Cooperativo... f.5 Ordenação

Leia mais

Primeiro Inquérito às Práticas Profissionais dos Diplomados em Sociologia

Primeiro Inquérito às Práticas Profissionais dos Diplomados em Sociologia Primeiro Inquérito às Práticas Profissionais dos Diplomados em Sociologia Principais resultados ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE SOCIOLOGIA OBJETIVO A Associação Portuguesa de Sociologia (APS) pretendeu com este

Leia mais

A Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal (RIDE-DF) no Censo 2010

A Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal (RIDE-DF) no Censo 2010 A Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal (RIDE-DF) no Censo 2010 Coordenação: Rômulo José da Costa Ribeiro Responsável: Rômulo José da Costa Ribeiro 1 Colaboração: Juciano Rodrigues, Rosetta

Leia mais

Escola Básica e Secundária de Velas Projeto Curricular de Escola Ensino Secundário - 2011 / 2012. Projeto Curricular. do Ensino Secundário

Escola Básica e Secundária de Velas Projeto Curricular de Escola Ensino Secundário - 2011 / 2012. Projeto Curricular. do Ensino Secundário Projeto Curricular do Ensino Secundário Ano Letivo 2011/2012 1 1- Introdução De acordo com o Decreto -Lei n.º 74/ 2004, de 26 de março, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei nº 24/2006, de 6

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CONCURSOS PÚBLICOS DA PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO PARDO EDITAL Nº 075/2015- CONCURSOS PÚBLICOS N.

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CONCURSOS PÚBLICOS DA PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO PARDO EDITAL Nº 075/2015- CONCURSOS PÚBLICOS N. GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CONCURSOS PÚBLICOS DA PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO PARDO EDITAL Nº 075/2015- CONCURSOS PÚBLICOS N.º 001/2015 ANEXO I Quadro demonstrativo dos empregos, do salário,

Leia mais

3. Impacto das e.iniciativas sobre o tráfego de banda larga móvel e na venda de computadores pessoais

3. Impacto das e.iniciativas sobre o tráfego de banda larga móvel e na venda de computadores pessoais 3. Impacto das e.iniciativas sobre o tráfego de banda larga móvel e na venda de computadores pessoais 3.1 Impacto das e.iniciativas sobre a intensidade do consumo de tráfego de banda larga móvel No tocante

Leia mais

EVOLUÇÃO DA ATIVIDADE ECONÓMICA... 2. Atividade global... 2. Atividade setorial... 3. - Produção... 3. - Volume de negócios... 5

EVOLUÇÃO DA ATIVIDADE ECONÓMICA... 2. Atividade global... 2. Atividade setorial... 3. - Produção... 3. - Volume de negócios... 5 SÍNTESE DE CONJUNTURA Mensal fevereiro 2015 - Newsletter ÍNDICE EVOLUÇÃO DA ATIVIDADE ECONÓMICA... 2 Atividade global... 2 Atividade setorial... 3 - Produção... 3 - Volume de negócios... 5 Comércio internacional...

Leia mais

MERCADO DE TRABALHO NA CIDADE DE PORTO ALEGRE

MERCADO DE TRABALHO NA CIDADE DE PORTO ALEGRE MERCADO DE TRABALHO NA CIDADE DE PORTO ALEGRE Junho/2012 Crescimento da ocupação e saída de pessoas do mercado de trabalho determinam expressiva redução do desemprego 1. Em junho, as informações da Pesquisa

Leia mais

Entrada dos Jovens no Mercado de Trabalho

Entrada dos Jovens no Mercado de Trabalho Entrada dos Jovens no Mercado de Trabalho 09 30 de Abril 10 Entrada dos Jovens no Mercado de Trabalho No segundo trimestre de 09, 65,7% dos jovens com idade entre os 15 e os 34 anos tinham completado um

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Betim, MG 30/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 346,8 km² IDHM 2010 0,749 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 378089 hab. Densidade demográfica

Leia mais

ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA

ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA REQUISITOS PARA INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, OBJETIVANDO A FORMAÇÃO DE CADASTRO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE EXCEPCIONAL INTERESSE PÚBLICO, Nº 065/01/2016 de 05/04/2016. Processo nº 2216/2016.

Leia mais

GUIA PRÁTICO PAGAMENTO DE CONTRIBUIÇÕES ENTIDADE EMPREGADORA INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P

GUIA PRÁTICO PAGAMENTO DE CONTRIBUIÇÕES ENTIDADE EMPREGADORA INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P GUIA PRÁTICO PAGAMENTO DE CONTRIBUIÇÕES ENTIDADE EMPREGADORA INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Pagamento de Contribuições Entidade Empregadora (2015 v4.05) PROPRIEDADE

Leia mais

Hotelaria com melhoria expressiva nos principais indicadores

Hotelaria com melhoria expressiva nos principais indicadores Actividade Turística Abril de 2011 14 de Junho de 2011 Hotelaria com melhoria expressiva nos principais indicadores No mês de Abril de 2011 a hotelaria registou 3,5 milhões de dormidas, valor que representa

Leia mais

ETEC PROF. DR. JOSÉ DAGNONI SANTA BÁRBARA D OESTE CLASSE DESCENTRALIZADA E.E. EMÍLIO ROMI

ETEC PROF. DR. JOSÉ DAGNONI SANTA BÁRBARA D OESTE CLASSE DESCENTRALIZADA E.E. EMÍLIO ROMI ETEC PROF. DR. JOSÉ DAGNONI SANTA BÁRBARA D OESTE CLASSE DESCENTRALIZADA E.E. EMÍLIO ROMI AVISO DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, OBJETIVANDO A FORMAÇÃO DE CADASTRO PARA CONTRATAÇÃO

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE EMPRESAS PETROLÍFERAS

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE EMPRESAS PETROLÍFERAS S i ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE EMPRESAS PETROLÍFERAS Informação sobre a evolução do mercado dos produtos petrolíferos no 2º Trimestre de Introdução Como habitualmente, apresentamos uma análise da evolução

Leia mais

Maio 2004. São Paulo. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE

Maio 2004. São Paulo. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Pesquisa Mensal de Emprego Maio 2004 Região Metropolitana de São Paulo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE 1 I) INTRODUÇÃO PESQUISA MENSAL DE EMPREGO ESTIMATIVAS PARA O MÊS DE MAIO DE

Leia mais

Guia Prático Redução de taxa contributiva Apoio à contratação a termo de trabalhadores mais velhos e públicos específicos

Guia Prático Redução de taxa contributiva Apoio à contratação a termo de trabalhadores mais velhos e públicos específicos GUIA PRÁTICO MEDIDAS ESPECÍFICAS E TRANSITÓRIAS DE APOIO E ESTÍMULO AO EMPREGO REDUÇÃO DE TAXA CONTRIBUTIVA APOIO À CONTRATAÇÃO A TERMO DE TRABALHADORES MAIS VELHOS E PÚBLICOS ESPECÍFICOS INSTITUTO DA

Leia mais

Europass-Curriculum Vitae

Europass-Curriculum Vitae Europass-Curriculum Vitae Informação pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Pé Leve, Liliana Patrícia Monteiro Morada(s) Rua dos Pé Leves nº 46, Vale Mansos, 2100-049 Coruche (Portugal) Telefone(s) 243660191

Leia mais

Quadro 1 Idades e número de pacientes masculinos e femininos que participaram no rastreio da Colgate do Mês da Saúde Oral 2000. Todos os grupos Idades

Quadro 1 Idades e número de pacientes masculinos e femininos que participaram no rastreio da Colgate do Mês da Saúde Oral 2000. Todos os grupos Idades RELATÓRIO SOBRE OS HÁBITOS DE SAÚDE ORAL DOS PACIETES OBSERVADOS OS COSULTÓRIOS DETÁRIOS DURATE O MÊS DA SAÚDE ORAL, EM PORTUGAL, PATROCIADO PELA COLGATE, 2002 Este relatório apresenta, de uma forma resumida,

Leia mais

MONITORIZAÇÃO DA ACTIVIDADE

MONITORIZAÇÃO DA ACTIVIDADE MONITORIZAÇÃO DA ACTIVIDADE Realizado no âmbito da Comissão de Acompanhamento procedente do Protocolo entre o ICAP e a APCV º Semestre Comparação ANUAL Índice Introdução Actividade Geral Envolvimento das

Leia mais

MONITORIZAÇÃO DA ACTIVIDADE

MONITORIZAÇÃO DA ACTIVIDADE MONITORIZAÇÃO DA ACTIVIDADE Realizado no âmbito da Comissão de Acompanhamento procedente do Protocolo entre o ICAP e a APCV º Semestre Comparação ANUAL Índice Introdução Actividade Geral Envolvimento das

Leia mais

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Serviços e Comércio - COSEC PESQUISA MENSAL DE SERVIÇOS PMS

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Serviços e Comércio - COSEC PESQUISA MENSAL DE SERVIÇOS PMS Diretoria de Pesquisas Coordenação de Serviços e Comércio - COSEC PESQUISA MENSAL DE SERVIÇOS PMS 18/07/2013 OBJETIVO Acompanhar o desempenho conjuntural do setor de serviços, através de indicadores mensais,

Leia mais

A SITUAÇÃO DA PRIMEIRA INFÂNCIA NAS REGIÕES PAULISTAS

A SITUAÇÃO DA PRIMEIRA INFÂNCIA NAS REGIÕES PAULISTAS 1 A SITUAÇÃO DA PRIMEIRA INFÂNCIA NAS REGIÕES PAULISTAS O detalhamento da distribuição das crianças de 0 a 5 anos de idade nas regiões paulistas ressalta a contribuição do Índice Paulista da Primeira Infância

Leia mais

Sistema de Gestão de Reclamações da ERS

Sistema de Gestão de Reclamações da ERS Sistema de Gestão de Reclamações da ERS Narração Estatística Ano de 2013 Setor Público Índice 1. Retrato estatístico... 7 1.1 Panorama geral nacional... 7 1.1.1 Evolução do volume de reclamações recebidas...

Leia mais

movimentos aéreos movimentos marítimos dormidas hóspedes estada média taxas ocupação proveitos médios balança turística

movimentos aéreos movimentos marítimos dormidas hóspedes estada média taxas ocupação proveitos médios balança turística Variações relativas ao 3º trimestre 2005: movimentos aéreos +3% no movimento de passageiros desembarcados de voos internacionais clássicos; +40,1%movimento de passageiros desembarcados de voos low-cost;

Leia mais

Coordenação geral Kennya Beatriz Siqueira Alziro Vasconcelos Carneiro

Coordenação geral Kennya Beatriz Siqueira Alziro Vasconcelos Carneiro Ano 5 no 41 novembro/2012 Ano 5 no 41 maio/2012 Embrapa Gado de Leite Rua Eugênio do Nascimento, 610 Bairro Dom Bosco 36038-330 Juiz de Fora/MG Telefone: (32) 3311-7494 Fax: (32) 3311-7499 e-mail: sac@cnpgl.embrapa.br

Leia mais

O diferencial digital nas utilizações da Internet. Mariana Almeida Ricardo Travassos Sílvia Santos

O diferencial digital nas utilizações da Internet. Mariana Almeida Ricardo Travassos Sílvia Santos O diferencial digital nas utilizações da Internet Mariana Almeida Ricardo Travassos Sílvia Santos Plano de trabalho Revisão de literatura Metodologia em ciências sociais Formulação das hipóteses de trabalho

Leia mais

PERFIL DAS MULHERES empreendedoras da Região Metropolitana do Rio de Janeiro

PERFIL DAS MULHERES empreendedoras da Região Metropolitana do Rio de Janeiro PERFIL DAS MULHERES empreendedoras da Região Metropolitana do Rio de Janeiro NOTA CONJUNTURAL DO OBSERVATÓRIO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, JUNHO DE 2012 12 2012 PANORAMA GERAL

Leia mais

INQUÉRITO À INSERÇÃO NA VIDA ACTIVA AOS EX-FORMANDOS DE CURSOS QUALIFICANTES

INQUÉRITO À INSERÇÃO NA VIDA ACTIVA AOS EX-FORMANDOS DE CURSOS QUALIFICANTES REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO DIRECÇÃO REGIONAL DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL INQUÉRITO À INSERÇÃO NA VIDA ACTIVA AOS EX-FORMANDOS DE CURSOS QUALIFICANTES 2002 SÍNTESE DE INFORMAÇÃO

Leia mais

Indicadores IBGE Pesquisa Mensal de Emprego Março - 2006

Indicadores IBGE Pesquisa Mensal de Emprego Março - 2006 Indicadores IBGE Pesquisa Mensal de Emprego Março - 2006 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Ministro de Estado do Planejamento, Orçamento

Leia mais

Análise: O preço dos alimentos nos últimos 3 anos e 4 meses

Análise: O preço dos alimentos nos últimos 3 anos e 4 meses 1 São Paulo, 7 de maio de 2008. NOTA À IMPRENSA Análise: O preço dos alimentos nos últimos 3 anos e 4 meses O comportamento recente do preço dos alimentícios tem sido motivo de preocupação, uma vez que

Leia mais

DIRECÇÃO DE SERVIÇOS DE INFORMAÇÃO E ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL DEPARTAMENTO DE EMPREGO DIREÇÃO DE SERVIÇOS DE ORIENTAÇÃO E COLOCAÇÃO DIREÇÃO, I.P.

DIRECÇÃO DE SERVIÇOS DE INFORMAÇÃO E ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL DEPARTAMENTO DE EMPREGO DIREÇÃO DE SERVIÇOS DE ORIENTAÇÃO E COLOCAÇÃO DIREÇÃO, I.P. DIRECÇÃO DE SERVIÇOS DE INFORMAÇÃO E ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL DEPARTAMENTO DE EMPREGO DIREÇÃO DE SERVIÇOS DE ORIENTAÇÃO E COLOCAÇÃO DIREÇÃO, I.P. Assistente Operacional (m/f) - Contrato de Trabalho a Termo

Leia mais

Cursos de Doutoramento em TSI - Situação em 2000. 1 Ensino Superior Público...g.2 2 Ensino Superior Particular e Cooperativo...g.6

Cursos de Doutoramento em TSI - Situação em 2000. 1 Ensino Superior Público...g.2 2 Ensino Superior Particular e Cooperativo...g.6 Anexo G Cursos de Doutoramento em TSI - Situação em 2000 Adaptado de: http://www.desup.min-edu.pt/posgrad.htm Índice 1 Ensino Superior Público...g.2 2 Ensino Superior Particular e Cooperativo...g.6 Ordenação

Leia mais

Quebras de Produção Intensificam-se

Quebras de Produção Intensificam-se Associações Filiadas: AECOPS Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços AICCOPN Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas ANEOP Associação Nacional dos Empreiteiros

Leia mais

HOTELARIA RELATÓRIO DE CONJUNTURA

HOTELARIA RELATÓRIO DE CONJUNTURA HOTELARIA RELATÓRIO DE CONJUNTURA AEP / GABINETE DE ESTUDOS Julho 2007 1 O sector do turismo assume um papel relevante na economia portuguesa, confirmado pelo peso que representa no PIB e no emprego, em

Leia mais

Índice de Preços Turístico

Índice de Preços Turístico Índice de Preços Turístico 04 de Setembro de 2015 2º Trimestre 2015 Contacto (s): Olga Cruz Próxima edição: 16 de Outubro 2015 (3º Trim.) Olga.cruz@ine.gov.cv Raimundo Lopes Raimundo.lopes@ine.gov.cv Preços

Leia mais

no Estado do Rio de Janeiro

no Estado do Rio de Janeiro MICROEMPREENDEDORES FORMAIS E INFORMAIS NOTA CONJUNTURAL DEZEMBRO DE 2013 Nº27 no Estado do Rio de Janeiro NOTA CONJUNTURAL DEZEMBRO DE 2013 Nº27 PANORAMA GERAL De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra

Leia mais

Dormidas e proveitos mantiveram crescimento acentuado

Dormidas e proveitos mantiveram crescimento acentuado Atividade Turística Janeiro de 2016 16 de março de 2016 Dormidas e proveitos mantiveram crescimento acentuado Os estabelecimentos hoteleiros registaram 870,7 mil hóspedes e 2,1 milhões de dormidas em janeiro

Leia mais

Inquérito ao Emprego 2013

Inquérito ao Emprego 2013 Inquérito ao Emprego 2013 Graduados de Mestrado em Psicologia Graduados em 2011/12: taxa de resposta líquida de 96% Graduados em 2010/11: taxa de resposta de 37% Graduados em 2011/12 Mais de 80% tem atividade

Leia mais

Diplomados com o Ensino Superior

Diplomados com o Ensino Superior Ensino dos 30 aos 34 anos - dados e projeções Julho de 2016 Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência Ensino Julho de 2016 Ensino dos 30 aos 34 anos - dados e projeções Esta nota técnica visa

Leia mais

Destaques Bradesco Saúde

Destaques Bradesco Saúde Destaques Bradesco Saúde Presença Nacional Consolidou a liderança do mercado brasileiro de saúde suplementar (em faturamento e em beneficiários) em 2014 12,4% de todas as operadoras de planos e seguros

Leia mais

MAPA DO ENSINO SUPERIOR NO ESTADO DE SÃO PAULO RODRIGO CAPELATO

MAPA DO ENSINO SUPERIOR NO ESTADO DE SÃO PAULO RODRIGO CAPELATO MAPA DO ENSINO SUPERIOR NO ESTADO DE SÃO PAULO 2013 RODRIGO CAPELATO www.semesp.org.br Realização Apoio www.semesp.org.br Dados 1. Matrículas - Cursos presenciais, tecnológicos e EAD 2. Pirâmides - Cursos

Leia mais

Radiografia da Educação Infantil, RS, 2015. Três Coroas

Radiografia da Educação Infantil, RS, 2015. Três Coroas Radiografia da Educação Infantil, RS, 2015 Três Coroas Mesorregião: Metropolitana de Porto Alegre - Microrregião: Gramado-Canela Área territorial: 185,54 Km2 - Produto Interno Bruto (2013): R$ 776.096.963,00

Leia mais

CATÁLOGO DE REQUISITOS DE TITULAÇÃO

CATÁLOGO DE REQUISITOS DE TITULAÇÃO CATÁLOGO DE REQUISITOS DE TITULAÇÃO Administração Cálculos Financeiros Administração Administração (EII) Administração - Habilitação em Administração de Empresas Administração - Habilitação em Administração

Leia mais

Visita a familiares e amigos e alojamento gratuito impulsionam deslocações dos residentes

Visita a familiares e amigos e alojamento gratuito impulsionam deslocações dos residentes PROCURA TURÍSTICA DOS RESIDENTES 4º Trimestre 2012 02 maio de 2013 Visita a familiares e amigos e alojamento gratuito impulsionam deslocações dos residentes No 4º trimestre de 2012, os residentes efetuaram

Leia mais

Pesquisa de Avaliação dos Serviços Públicos de Florianópolis

Pesquisa de Avaliação dos Serviços Públicos de Florianópolis Pesquisa de Avaliação dos Serviços Públicos de Florianópolis A carga tributária brasileira é uma das mais elevadas do mundo, em 2011 ela chegou a 35% do PIB, valor extremamente elevado. Seria de se esperar

Leia mais

Relatório Anual sobre a Prestação do Serviço de Interruptibilidade

Relatório Anual sobre a Prestação do Serviço de Interruptibilidade sobre a Prestação do Serviço de Interruptibilidade Janeiro de 212 ÍNDICE 1 Sumário Executivo... 3 2 Enquadramento Legislativo... 4 3 Caracterização da Prestação do Serviço de Interruptibilidade... 6 4

Leia mais