Modelo de Plano de Negócio

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Modelo de Plano de Negócio"

Transcrição

1 Modelo de Plano de Negócio Se você pretende abrir um negócio ou idealizar um Trabalho de Conclusão de Curso em nível superior (TCC), cujo tema será desenvolver um Plano de Negócio, acredito que você precisará ter algum projeto em mente para colocá-lo em prática. Um Business Plan (plano de negócio), é um conjunto de dados e informações sobre um futuro empreendimento, que define suas principais características e condições para proporcionar uma análise da sua viabilidade e dos seus riscos, bem como para facilitar sua implantação. É uma espécie de plano de viabilização de uma idéia, um pequeno check list para não deixar passar nada despercebido. O SEBRAE desenvolveu um esboço de Plano de Negócio para ajudar os futuros empreendedores que ali procuram socorro. Ressalto também, que Fernando Dolabela em seu livro O segredo de Luísa fez o mesmo, em um roteiro minucioso e inovador. Por este motivo apresento os dois modelos para auxiliá-lo da melhor forma possível para que o seu trabalho seja consistente e de qualidade. Roteiro esquematizado para projeto do negócio, segundo o SEBRAE 1- Ramo de atividade: Por que escolheu este negócio? 2- Mercado consumidor: Quem são os clientes? O que tem valor para os clientes? 3- Mercado fornecedor: Quem são os fornecedores de insumos e serviços? 4- Mercado Concorrente: Quem são os concorrentes? 5- Produtos/serviços a serem ofertados: Quais são as características dos produtos/serviços? Quais são os seus usos menos evidentes? Quais são as suas vantagens e desvantagens diante dos concorrentes? Como criar valor para o cliente por meio dos produtos/serviços? Plano de Negócio Página 1

2 6- Localização: Quais são os critérios para a avaliação do local ou do ponto? Qual é a importância da localização para o seu negócio? 7- Processo operacional: Como sua empresa vai operar etapa por etapa? (como fazer?) Como fabricar? Como vender? Como fazer o serviço? Qual trabalho será feito? Quem o fará? Com que material? Com que equipamento? Quem tem conhecimento e experiência no ramo? Como fazem os concorrentes? 8- Previsão de produção, previsão de vendas ou previsão de serviços: Qual é a necessidade e a procura do mercado? Qual é a provável capacidade de produção? Qual a disponibilidade de matérias-primas e de insumos básicos? Qual é o volume de produção/vendas/serviços que você planeja para seu negócio? 9- Análise financeira: Qual é a estimativa da receita da empresa? Qual é o capital inicial necessário? Quais são os gastos com materiais? Quais são os gastos com pessoal de produção? Quais são os gastos gerais de produção? Quais são as despesas administrativas? Quais são as despesas de vendas? Qual é a margem de lucro desejada? Plano de Negócio Página 2

3 Adotando o modelo do MakeMoney como roteiro de trabalho, Fernando Dolabela coloca a ordem de prioridade de cada um. Assim, a tarefa com o número 1 deverá ser desenvolvida primeiro. Reserva também, uma coluna de Status, para colocar um OK à medida que for finalizando os tópicos. Ordem de realização Preliminar Preliminar Preliminar Plano de trabalho por natureza da tarefa Descrição Tipo de ação Data de envolvida término Decidir abrir um negócio Analisar as forças e fraquezas individuais Escolher produto/serviço adequado à sua pessoa 1 Análise de mercado 2 Estratégia de marketing Análise preliminar Análise preliminar Análise preliminar Coleta de dados Coleta de dados 3 A empresa Coleta de dados 4 Plano Análise Financeiro 5 Fazer o Revisão sumário executivo 6 Fazer a análise de risco e tomar as decisões Decisão Status OK OK OK Detalhamento das tarefas do Plano de Trabalho Tarefa 1- Sumário executivo 1.1. Enunciado do projeto 1.2. Competência dos responsáveis 1.3. Os produtos e a tecnologia Ordem de realização Plano de Negócio Página 3

4 1.4. O mercado potencial 1.5. Elementos de diferenciação 1.6. Previsão de vendas 1.7. Rentabilidade e projeções financeiras 1.8. Necessidade de financiamento 2- A empresa 2.1. A missão 2.2. Os objetivos da empresa Situação planejada desejada O foco 2.3. Estrutura organizacional e legal Descrição legal Estrutura funcional, diretoria, gerência e staff 2.4. Síntese das responsabilidades da equipe dirigente currículos 2.5. Plano de operações Administração Comercial Controle de qualidade Terceirização Sistemas de Gestão 2.6. As parcerias 3- O plano de marketing 3.1. Análise de mercado O setor O tamanho do mercado Oportunidades e ameaças A clientela Segmentação A concorrência Fornecedores 3.2. Estratégia de marketing O produto A tecnologia, ciclo de vida Vantagens competitivas Planos e Pesquisa & Desenvolvimento Preço Distribuição Promoção e propaganda Serviços ao cliente (de venda e pós-venda) Relacionamento com os clientes Plano de Negócio Página 4

5 4- Plano Financeiro 4.1. Investimento inicial 4.2. Projeção de resultados 4.3. Projeção de fluxo de caixa 4.4. Projeção do balanço 4.5. Ponto de equilíbrio 4.6. Análise de investimento Tempo de retorno do investimento payback Taxa interna de retorno Valor atual líquido 4 Exemplo do Modelo de Plano Obs: Páginas de Apresentações, listas, agradecimentos, dedicatórias, sumários e índices, ficam de responsabilidade das normas de cada Instituição Acadêmica. RESUMO Tem-se como objetivo apresentar neste Plano de Negócios os estudos e análises que garantem a viabilidade da criação de uma agência de turismo e viagem nomeada como Meuroteiro.com, que para atuar no segmento de turismo para solteiros (singles) oferecendo roteiros turísticos ao público single pela Internet, seguindo os princípios do comércio eletrônico (e-commerce). Em primeira instância a estrutura organizacional será de simples composição, tendo parte de seus acionistas atuantes na empresa e o restante do quadro de funcionários será contratado, ou seja, eles serão responsáveis pelas operações e/ou atividades nas áreas de Marketing, Vendas, Administrativa, Financeira e Tecnologia da Informação (TI). A empresa será projetada para atender o público-alvo composto por: solteiros de ambos os sexos, com idade entre 25 e 45 anos, residentes na Grande São Paulo, pertencentes à Classe C (Renda a partir de R$ 1.115,00 1 ), que acessam a Internet regularmente, tenham grande interesse em viajar a fim de conhecer novos lugares e pessoas, e reduzir as despesas da viagem. Esse segmento de mercado é composto por solteiros que vivem em cidades grandes, com pouca disponibilidade de tempo para momentos de lazer e diversão, e que enfrentam os mesmos 1 Plano de Negócio Página 5

6 problemas para encontrar pessoas que preencham suas expectativas de vida social. Para amenizar esse sentimento de solidão, muitas pessoas buscam nas viagens uma forma de se socializarem, fazerem intercâmbios e trocarem experiências. Segundo pesquisa inédita do Instituto Ipsos/Marplan/EGM, 33% da População do Estado de São Paulo é constituída de solteiros 2. A agência de viagens e turismo Meuroteiro.com irá viabilizar o atendimento do públicoalvo de forma completa, comercializando roteiros turísticos (pacotes) elaborados, providenciando reservas hoteleiras, compra de passagem, guias, eventos e outros serviços inclusos no pacote escolhido. Conforme as necessidades, desejos, exigências e poder aquisitivo dos que optarem pelos serviços da agência. Os roteiros serão classificados em cinco tipos: Beach, Camping, Extreme, Theme e Winter. Em sua grande maioria serão realizados nas proximidades da cidade de São Paulo com duração de 3 a 5 dias aplicados em finais de semana e feriados prolongados. Para atender esse grandioso nicho de mercado, a empresa Meuroteiro.com, apresenta como diferencial a comercialização de seus roteiros de viagens pela Internet, isto é, irá atender uma demanda reprimida de consumidores solteiros que possuem afinidades com a World Wide Web. Será adotada a plataforma e-commerce associada ao conceito do B2C (Business to Consumer). Além dos benefícios oferecidos pela plataforma EDI (Electronic Data Interchange) para otimizar suas transações comerciais com os fornecedores. Essas tecnologias possibilitarão a oferta de roteiros personalizados e adequados ao público-alvo, facilidade no processo de pagamento, qualidade de atendimento e total comercialização pela Internet (e-commerce), contribuindo para a fomentação da comunidade de turistas singles. Portanto a missão da empresa será: Comercializar por meio da rapidez e segurança da Internet roteiros turísticos para solteiros proporcionando integração social, redução no preço das viagens e um deslocamento mais prazeroso. Já sua visão definiu-se: Ser líder na comercialização eletrônica de roteiros para o turismo single, visando surpreender os desejos e necessidades dos clientes, estabelecendo um 2 BRANCATELLI, Rodrigo. Singles em SP movimentam 6 bi por mês. O Estado de São Paulo, São Paulo, 10 de ago Cidades/ Metrópole, p. C8. Plano de Negócio Página 6

7 relacionamento fiel e personalizado para fomentar uma comunidade, priorizando um desempenho ético e transparente junto aos nossos parceiros, fornecedores, prestadores e colaboradores. Orientada aos valores empregar os princípios de respeito e valorização dos envolvidos, responsabilidade ambiental e ética para galgar plena credibilidade no mercado podendo assim atender as necessidades do público single de forma inovadora. Com base nas características apresentadas no que se refere ao mercado alvo da agência de viagem e turismo Meuroteiro.com acreditamos que com uma política de marca consolidada, isto é, desenvolver um reconhecimento perante clientes, fornecedores, colaboradores e da sociedade em geral como sinônimo de liberdade, lazer e diversão, inovação, segurança, sucesso, credibilidade, ética, comprometimento e relacionamento atendendo e representando os desejos e necessidades do turista single. De acordo com a pesquisa de mercado, projetou-se uma média de vendas mensais de R$ ,18, aproximadamente, no primeiro ano ou 22 roteiros, o que representaria 1,05% ao ano de participação no mercado de turismo single na região da Grande São Paulo. A lucratividade projetada está entre 20% e 25% e a composição do prazo de pagamento das vendas será de 20% a vista e 80% com 30 dias. Mediante a projeção de vendas e a composição dos custos da empresa há uma cobertura de todos os custos assim como um bom retorno financeiro para a empresa o que pode ser comprovado em investimentos e previsões de resultados, realizado no Plano Financeiro (tópico 6). O ponto de equilíbrio projetado será de 753 pessoas (no primeiro ano) o que representa um faturamento de R$ ,77. Estima-se que a empresa irá recuperar seu investimento inicial (payback) em 4 anos, 3 meses e 23dias. O valor do investimento inicial será de R$ , além de R$ ,98 provenientes de capital de terceiros (bancos), por meio de Leasing, totalizando a quantia de R$ ,67. Plano de Negócio Página 7

8 INTRODUÇÃO Emergiu um novo segmento turístico no Brasil, o Turismo Single ou viagens para solteiros. Essa forma de turismo tem como intenção atender em especial pessoas solteiras de ambos os sexos, que desejam viajar e não tem companhia, seja por qualquer motivo. Pensando em atender esse grandioso nicho de mercado, foi elaborado um estudo de viabilidade, apresentado através de um plano de negócios, visando à criação de uma empresa, uma agência de viagem e turismo, para atuar no segmento de turismo para solteiros (Single) tendo como diferencial a total comercialização de seus roteiros de viagens pela Internet, isto é, irá atender uma demanda reprimida de consumidores solteiros que desejam viajar para conhecer novas pessoas e dividir as despesas. Tendo em vista prover maiores facilidades e velocidade no processo de compra e venda dos serviços que serão oferecidos pela empresa, toda estrutura comercial da empresa terá como alicerce o termo e-business (negócio eletrônico), que de acordo com Turban (2004, p.3) não inclui a compra e venda de produtos e serviços, mas também a prestação de serviços a clientes, a cooperação com parceiros comerciais e a realização de negócios eletrônicos dentro de uma organização. Portanto, além da plataforma e-commerce (comércio eletrônico) que se enquadra o conceito do B2C (Business to Consumer), será agregado aos negócios da empresa a plataforma EDI (Electronic Data Interchange) para beneficiar as transações comerciais da empresa com os fornecedores. 1. ESCOLHA DA OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO O conceito inicial da agência de turismo será ofertar roteiros de viagem para o mercado single (solteiros), por meio do comércio eletrônico (e-commerce). Segundo Turban (2004, p.3) entende-se por comércio eletrônico o processo de compra, venda e troca de produtos, serviços e informações por rede de computadores ou pela Internet. Os solteiros desse mercado são definidos como pessoas que não são casadas (estado civil) ou não detém uma união estável (cônjuge), independente de morarem sozinhas ou com amigos ou Plano de Negócio Página 8

9 familiares (pais, por exemplo). Geralmente são graduados e possuem um emprego fixo, acompanhado de uma boa remuneração. A empresa buscará atender parte da demanda provinda do público single, residentes na cidade de São Paulo e Grande São Paulo, de ambos os sexos, faixa etária entre 25 a 45 anos, pertencentes à classe C, usuários de Internet. Sendo pessoas que buscam através de viagens aos fins-de-semana e feriados prolongados, momentos de lazer, descanso, conhecer novas pessoas e lugares. A empresa fornecerá diversos roteiros distribuídos por todo o Estado de São Paulo (nos fins-de-semana) e outras localidades da região sudeste (nos feriados prolongados), entre outros destinos do Brasil. Serão oferecidos pré-roteiros (pacotes turísticos) ecológicos, litorâneos, temáticos, radicais entre outros identificados como preferidos pelo público-alvo de acordo com os resultados da pesquisa de mercado. O público-alvo não inclui só os solteiros, mas viúvos, separados, divorciados, etc. São pessoas que estão sozinhas, porém, é relevante ressaltar que não se sentem socialmente isoladas ou incapazes de se relacionar com os demais, pelo contrário. Destaca-se que turismo single não tem relação com o turismo que promove encontros amorosos entre pessoas, ocasionando em namoros ou casamentos. Este, não é o objetivo da empresa neste segmento de mercado, mas sim integrar socialmente as pessoas, diminuir o preço das viagens e proporcionar um deslocamento mais prazeroso. Em uma viagem just for singles (apenas para desacompanhados), tudo é organizado para que as pessoas se interajam, proporcionando um intercâmbio, troca de experiências e a possibilidade de viajar em companhia de pessoas agradáveis, além de diminuir os gastos de quem costuma viajar sozinho. 2. PRODUTOS E SERVIÇOS Agências de turismo e viagens virtuais oferecem os mesmos serviços prestados pelas convencionais, desde informações gerais até a compra de roteiros completos. Além disso, freqüentemente, proporcionam vantagens sobre as convencionais como: dicas de viagens, revistas eletrônicas, envio de informativos de viagens no , comunidades virtuais, salas de batepapo, atendimento simultâneo entre outros serviços fornecidos apenas pela Internet. Plano de Negócio Página 9

10 A proposta da empresa será de atender o público-alvo pretendido de forma completa, elaborando roteiros, providenciando reservas hoteleiras, compra de passagens, guias, eventos e uma vasta gama de outros serviços inclusos no pacote escolhido. Todos os pacotes propostos possuirão faixas de valores, atendimento, nível de conforto na hospedagem e transporte de mesma categoria. Ressaltando que a empresa apresentará como oferta o lazer diferenciado para o público single, uma demanda carente de serviços personalizados, que vivem em grandes centros urbanos, habitualmente envolvidos com o trabalho, estudos e outras situações cotidianas. Os solteiros periodicamente unem lazer e turismo a fim de sair do horário rotineiro e rígido, das atividades diárias e do desconforto de ambientes fechados como os escritórios, faculdades, academias, etc. Em um primeiro momento, será adotada como estratégia a modalidade de turismo interno, ou seja, roteiros organizados dentro do território estadual, ou seja, o Estado de São Paulo e posteriormente todo o perímetro nacional. De acordo com ANDRADE (2000, pg. 51): Os governos maduros e bem estruturados, de países dotados de bons recursos naturais e artificiais, incentivam todas as formas e modos viáveis de atividade turística interna para o bem de seus cidadãos, individualmente considerados, e para o crescimento da própria política econômica nacional. Todo o processo de gestão da elaboração dos roteiros será de responsabilidade da empresa, sendo assim os clientes estarão isentos das responsabilidades de planejar, executar e administrar o programa de viagem, sua única preocupação será quanto às providências sobre a escolha do roteiro e formas de pagamentos, facilitados pela empresa. 2.1 DESCRIAÇÃO DE PRODUTOS E SERVIÇOS Segundo VAZ (2003, pg. 194) o pacote turístico é a oferta conjugada de vários componentes do produto turístico. Embute um conceito de amarração de partes, que está na origem da expressão pacotes turísticos. Plano de Negócio Página 10

11 A indústria do turismo reconheceu as vantagens de juntar componentes variados e vendêlos em um pacote turístico. Chamamos de componentes todos os serviços oferecidos nos roteiros bem como empresas de hospedagem, meios de transporte, restaurantes, bares, parques, etc. Para mostrar seu diferencial no mercado, a Meuroteiro.com buscará a elaboração de um pacote turístico competitivo baseado em um esforço mercadológico priorizando quatro questões básicas: Compatibilizar a atratividade do produto com o interesse do single; Compatibilizar a data e a duração do roteiro com a disponibilidade do single; Compatibilizar o preço do pacote com a renda do single; Prestação de serviços (atendimento) com a qualidade esperada pelo single. Não será apenas mais um conjunto de serviços do gênero oferecidos pela internet, a Meuroteiro.com justificará seu diferencial no mercado através da sua forma de atuação. Como exemplo, cada serviço estará vinculado ao cadastro do perfil do usuário, que será responsável pelo compartilhamento das informações no site da empresa. Todo o processo será fomentado por uma comunidade que possui interesses semelhantes e, uma motivação que leve o público a utilizar os recursos do site. A intenção da empresa em proporcionar tais ferramentas atrativas pela página na Web é conduzir a compra de roteiros que melhor se adequar aos interesses dos navegantes do portal. Parte da programação será convencional, porém atrativa, visto que o foco das viagens será em sua grande maioria nos finais de semana e feriados prolongados apenas de 2 a 5 dias de programações. A diferença nos roteiros para o público-alvo são eventos como festas, noites em danceterias, jantares dançantes, campeonatos de esporte e muitas outras programações que desenvolva a integração entre público. A comunidade de singles no site será alimentada mediante boletins informativos sobre a programação de novas viagens e convites para eventos patrocinados pela empresa como churrascos e jantares promovidos entre os intervalos dos roteiros. Após a aplicação da pesquisa de mercado, percebeu-se que o público-alvo pretendido não dispõe de tempo para viagens prolongadas ou para locais distantes. Com base nisso, optou-se por roteiros de viagem de curta duração em cidades próximas aos centros urbanos, com curtos períodos de estadia. Plano de Negócio Página 11

12 Dentre as alternativas, propõem-se roteiros próximos a cidades do interior, litoral, com atividades de esportes radicais, de inverno ou até mesmo que tenham temporadas de eventos temáticos Tipos de Pacotes Turísticos Inicialmente, serão oferecidos 22 roteiros em diversos destinos entre os meses junho a dezembro de No ano subseqüente, em 2011, serão 52 roteiros. Para os demais anos a quantidade de roteiros de viagem irá variar conforme a taxa de crescimento da empresa. Por meio da pesquisa de mercado, identificou-se 5 segmentos de destino, pois segundo interesse do público-alvo apontado pela resultado da pesquisa, destinos como litoral, campo são de grande importância, além de esporte radicais e turismo temático. Mediante a essas informações, classificou-se os pacotes turísticos em 5 grande tipos: Beach; Camping; Extreme; Theme e Winter. Portanto, os destinos disponíveis para o público-alvo em 2010 será: Beach: Bertioga (SP); Caraguatatuba (SP), Ilha Bela (SP), Ilha do Mel (PR), São Sebastião (SP) e Ubatuba (SP); Camping: Araras (SP), Campinas (SP), Santo Antonio do Pinhal (SP), Serra Negra (SP) e Vinhedo (SP); Extreme: Brotas (SP), São Roque (SP) e Socorro (SP); Theme: Americana (SP), Barretos (SP) e Blumenau (SC); Winter: Campos do Jordão (SP). Os destinos dos roteiros são próximos a região da cidade de São Paulo, com exceção apenas de Blumenau-SC e Ilha do Mel-PR, sendo esses realizados em feriados prolongados Características dos Pacotes Turísticos Beach Pacotes litorâneos: Os pacotes intitulados como Beach (código de referência: B) irá ocorrer na época mais quente do ano, o verão. Nesse período do ano o público-alvo busca Plano de Negócio Página 12

13 viajar para as praias, desfrutar da natureza, a brisa do mar, do Luau pela areia na noite, praticar esportes, mergulho, corridas, etc. Abaixo segue informações sobre os destinos litorâneos: Bertioga (SP): Riviera de São Lourenço localizada a 16 km do centro de Bertioga é praticamente uma cidade á parte. A praia de São Lourenço é umas das praias mais freqüentada da cidade. 118 km de São Paulo; Caraguatatuba (SP): As praias mais tranqüilas ficam sentido norte, enquanto que as mais populosas no centro, onde estão localizados shoppings, supermercados, entre outros comércios. 204 km de São Paulo; Ilha Bela (SP): O cenário, a natureza e as belas praias. O que diferencia o local são as surpresas e os pontos de encontros que a ilha reserva. Recentemente detectou-se um aumento representativo nas praias de difícil acesso (ás vezes atingidas por lancha, trilha ou veículos 4X4). 213 km de São Paulo; Ilha do Mel (PR): Na ilha pode-se caminhar em ruas de areia e bem-sinalizadas e maravilhar-se com a clássica arquitetura das pousadas. 420 km de São Paulo; São Sebastião (SP): São Sebastião é conhecido por suas praias famosas: Maresias, Juqueí, Toque-Toque, Camburi e muitas outras. A cada temporada uma novidade. A cidade tem ótimos restaurantes e danceterias. 206 km de São Paulo; Ubatuba (SP): Ubatuba preserva 80% da Mata Atlântica. Possui aproximadamente 70 praias. Porém no trecho sul (próximo a Caraguatatuba). 234 km de São Paulo. Camping Pacotes no Campo: Os pacotes Camping (código de referência: C) serão realizados o ano todo, independente da estação. Para os consumidores que apreciam a fauna, a flora e os festejos do interior. Abaixo segue informações sobre os destinos campestres: Araras (SP): Araras é uma agradável cidade de 120 mil habitantes no interior de SP. Cidade típica do Interior Paulista, com praças arborizadas e ideais para festas no campo. 165 km de São Paulo; Plano de Negócio Página 13

14 Campinas (SP): Com novos hotéis e restaurantes sofisticados. No fim de semana, os bairros de Sousa e Joaquim Egídio, com restaurantes de ambiente rústicos e locais para pesca e caminhada. 100 km de São Paulo; Santo Antonio do Pinhal (SP): Santo Antônio tem o frio e as araucárias de Campos do Jordão. Longe das filas e dos congestionamentos de Campos de Jordão, consegue-se aproveitar passeios a pé pelo centro da cidade, uma visita ao surpreendente Jardim dos Pinhais e a um ateliê de cerâmica, uma subida ao Pico Agudo, de onde decolam os praticantes de vôo livre. 179 km de São Paulo; Serra Negra (SP): Antes muito procurada como estância hidromineral, diversificou-se, com os anos, graças ao grande número de malharias - que atraíam atacadistas e turistas. Aos sábados e domingos, as compras continuam atraindo turistas e clientes, aumentando o movimento das ruas do Centro. 143 km de São Paulo. Vinhedo (SP): Desvinculado de qualquer área urbana, na região há um grande complexo de entretenimento. Está localizado em Vinhedo o principal parque de diversões do país, o Hopi Hari, o maior parque aquático do estado, Wet'n Wild, o moderno hotel Quality Resort e o conveniente Shopping Serra Azul. 81 km de São Paulo. Extreme - Pacotes de Aventura: Os pacotes radicais (código de referência: E) serão diversificados, podendo constituir-se, entre outras coisas, de caminhadas, escaladas, cavalgadas, mergulho, canoagem, rapel, vôo de Asa Delta ou de parapente, Paintball, montanhismo, arvorismo ou balonismo. Abaixo segue informações sobre os destinos radicais: Brotas (SP): A tranqüilidade das ruas centrais contrasta com o elevado movimento aos arredores da cidade referência em esportes radicais. O roteiro também deve incluir uma trilha até as várias quedas d'água. No final da viagem, é de costume ver o turista com a roupa suja e molhada, porém, com um sorriso de satisfação após muita adrenalina. 250 km de São Paulo; São Roque (SP): A cidade é perfeita para a degustação de vinhos de mesa e suco de uva nas vinícolas da região. O mais interessante é levar os inevitáveis tombos em uma pista de esqui artificial e outras atrações de esportes radicais. 65 km de São Paulo; Plano de Negócio Página 14

15 Socorro (SP): A infra-estrutura do local está pronta para receber um público que quer se divertir, e as atrações turísticas, com estruturas muito boas e concentradas no chamado Corredor Turístico, movimentam a região no fim de semana. Em comparação a Brotas, o principal pólo de turismo aventura do Estado de São Paulo, Socorro tem a vantagem de estar mais perto da capital paulista. 138 km de São Paulo. Theme (Country e Party) - Pacotes Temáticos: Os pacotes Themes (código de referência: T) têm como intuito aproveitar os eventos locais as cidades. No caso dos eventos temáticos Country, as pessoas podem aproveitar para assistir aos rodeios, shows e outros eventos da cidade. No roteiro temático Party, podem planejar a viagem para o período em que o evento estiver acontecendo na cidade. Abaixo segue informações sobre os destinos temáticos: Americana (SP): Cidade do interior de São Paulo região de Campinas. O evento mais importante da cidade a festa do Peão de Americana, que começou com público de pouco mais de 25 mil pessoas, hoje atrai multidão superior a 400 mil. A festa ganha destaque pelas inovações tecnológicas, shows da atualidade e demais atrações, além de diversos prêmios. 127 km de São Paulo; Barretos (SP): A cidade paulista de Barretos sedia a mundialmente famosa e reconhecida festa de rodeio, Festa do Peão de Boiadeiro organizada e promovida tradicionalmente pelo Clube Os Independentes de Barretos. 426 km de São Paulo; Blumenau (SC): Uma das maiores cidades do Vale do Itajaí é o retrato perfeito da região, com vestígios da imigração italiana e alemã. Devido à paixão pela cerveja, a Oktoberfest - maior festa do chopp no país acontece em Blumenau, endereço também da Eisenbahn, uma das melhores cervejarias artesanais do Brasil. 607 km de São Paulo. Winter - Pacotes de Inverno:Os pacotes Winter (código de referência: W) têm como objetivo atrair viajantes que procuram o charme e a elegância que o inverno trás. A boa culinária como as sopas, os fondues, bem como as caminhadas, boa música, teatros, entre outras atividades envolvendo o clima frio. Abaixo segue informações sobre os destinos de inverno: Plano de Negócio Página 15

16 - Campos do Jordão (SP): Todo ano nos meses de inverno, a cidade tranqüila, passa a ser o destino de inverno mais concorrido dos paulistanos. A temporada dura até agosto, período em que cerca de 1,3 milhões de pessoas visitam o lugar. O ponto alto de todo esse movimento é Capivari, com bares que colocam mesas na calçada. Além disso, têm-se Campos do Horto, para passeios a cavalo, a Casa da Xilogravura e o parque Amantikir. 194 km de São Paulo. Confira os destinos propostos pela agência de viagem e turismo Meuroteiro.com: Tabela 1. Relação de Destinos 2010 JUNHO BROTAS SP AMERICANA SP CAMPOS DO JORDÃO SP JULHO ARARAS SP SÃO ROQUE SP CAMPOS DO JORDÃO SP VINHEDO SP AGOSTO CAMPINAS (INTERIOR SP) BARRETOS SP BARRETOS SP SETEMBRO ILHA DO MEL PR BROTAS SP OUTUBRO SERRA NEGRA SP BLUMENAU SC SOCORRO SP NOVEMBRO SANTO ANTONIO DO PINHAL SP UBATUBA SP BERTIOGA (RIVIERA) DEZEMBRO MARESIAS (SÃO SEBASTIÃO) SP CARAGUATATUBA SP ILHA BELA SP ILHA DO MEL PR Fonte: Dados do autor. Plano de Negócio Página 16

17 2.1.3 Programação dos Pacotes Turísticos Haverá duas categorias de programação de pacotes turísticos, sendo: Pacotes de Finais de semana - 1º Dia: Sexta-Feira (Viagem) - Transporte (Kit Lanche, se for terrestre/rodoviário) + Hospedagem; - 2º Dia: Sábado (Passeio) - Café da manhã no Hotel, Passeio, Almoço no local a ser escolhido (por conta do single), Evento: Festa ou Jantar Dançante (local: no hotel ou Casa de Eventos no entorno do Hotel); - 3º Dia: Domingo (Passeio Livre e Retorno) - Passeio (até a hora do almoço), Almoço no local a ser escolhido (por conta do single), Retorno (pela tarde), Transporte. Pacotes de Feriados Prolongados - 1º Dia: (Viagem) - Transporte (Kit Lanche, se for terrestre/rodoviário), Hospedagem; - 2º Dia: (Passeio) - Café da manhã no Hotel, Passeio, Almoço no local a ser escolhido (por conta do single), Evento: Festa ou Jantar Dançante (local: no Hotel ou Casa de Eventos no entorno do Hotel); - 3º Dia: (Livre) - Café da Manhã no Hotel, Dia Livre para o single; - 4º Dia: (Passeio Livre) - Passeio (até a hora do almoço), Almoço no local a ser escolhido (por conta do single) + Descanso (a tarde), Evento no local de hospedagem (a noite); - 5º Dia: (Passeio Leve e Retorno) - Passeio (até a hora do almoço), Almoço no local a ser escolhido (por conta do single) + Retorno (a tarde), Transporte. Todos os pacotes irão conter atividades de integração entre os participantes, hospedagem, transporte, monitoria, passeios, eventos, seguro de viagens nacional, kit lanche (no transporte terrestre) e kit single. Plano de Negócio Página 17

18 2.1.4 Comunidade Virtual Um dos impactos do novo modelo de comunicação e de relacionamento criado pela internet é o surgimento das chamadas Comunidades Virtuais. Analisando o conceito historicamente, de acordo com Muniz e O Guinn (2001, pg. 412) revelam que comunidade é um conceito central nas ciências sociais, podendo ser definida como uma rede de relações sociais marcada por vínculos emocionais e de reciprocidade. Uma comunidade virtual é um grupo de pessoas com algum interesse em comum, que interagem umas com as outras através da internet. Também conhecidas como comunidades eletrônicas ou de Internet, as comunidades virtuais reproduzem comunidades reais típicas como vizinhanças, clubes ou associações. Dessa maneira, oferecem aos seus participantes diversos modos de interação, colaboração e comércio. Vislumbrando atrair essa fatia do mercado virtual, pretende-se promover uma comunidade entre os consumidores do negócio. Será disponibilizado um espaço na home page para que os futuros viajantes conheçam ou contatem seus parceiros de viagem gerando assim uma expectativa (pré-viagem), bem como de realização e satisfação (pós-viagem). Iniciativas como essas podem trazer resultados significativos aos participantes da comunidade, pois muitas amizades podem surgir dessas interações. Os encontros pré e pós-viagem auxiliarão a manutenção das relações sociais entre os viajantes, mesmo que temporariamente, e será uma forma de aumentar o capital social dos moradores das grandes cidades, além de facilitar a fidelização dos turistas aos serviços da agência. A categoria da comunidade no portal da agência seguirá a linha da comunicação e informação: - Comunicação: Haverá painéis de notícias (grupos de discussão) sobre os roteiros; salas de bate-papo com discussões encadeadas (corrente de perguntas e respostas) sobre as viagens realizadas e as que acontecerão; s e mensagens instantâneas informativas sobre o segmento single; newsletter com conteúdo relacionado ao mercado-alvo; votações; divulgação na Web, entre outros mecanismos de comunicação que venham a surgir no decorrer da fomentação da comunidade; Plano de Negócio Página 18

19 - Informação: Ferramentas de busca para escolha do roteiro que mais se adequar ao perfil do participante da comunidade; conteúdo gerado por membros como dicas, fotos, histórias sobre as viagens entre outros, link para fontes de informações externas. Críticas e sugestões por parte dos membros da comunidade serão aceitas e analisadas para agregar valor ao site e justificar um dos inúmeros motivos da existência da rede virtual. A intenção é administrar a comunidade a fim de facilitar operações de compra e venda, combinando um portal de informações com boa infra-estrutura para a comercialização dos roteiros. Também será foco da agência a troca de informações sobre tópicos de interesses mútuos entre os membros, bem como as experiências de vida compartilhadas. As comunidades virtuais podem criar valor de diversas maneiras (como resumido na Figura 1), os participantes trazem informações úteis para a comunidade sob a forma de comentários e retorno, detalhando suas atitudes, crenças e necessidades de informação. Essa informação pode ser recuperada e utilizada por outros membros e até mesmo pela empresa. Figura 1. Criação de valor em comunidades eletrônicas. Fonte: Kannen (1998, pg ) Plano de Negócio Página 19

20 Após o início da comunidade, possivelmente haverá um incentivo e aumento do tráfego e o número de participantes proporcionando o livre compartilhamento de opiniões e informações. Nesse sentido, HAGEL & ARMSTRONG in TURBAN & KING, (2004, pg. 436) Consideraram que um dos fatores-chave para a expansão dos negócios na Web é a possibilidade de formação das comunidades virtuais, reforçando a interatividade do meio e a motivação de socialização por parte dos usuários. Ser membro de uma comunidade fará com que os clientes e prospects3 da Meuroteiro.com se sintam especiais. Ao mesmo tempo em que a agência terá uma oportunidade ímpar de aprender muito mais sobre o que eles querem e precisam (suas necessidades reais), fomentando a comunidade virtual Serviços Interativos A Internet é o local ideal para planejar, explorar e organizar praticamente qualquer viagem. As vendas especiais e a eliminação dos agentes de viagens o que permite comprar diretamente dos prestadores de serviços podem trazer conveniência e economia (TURBAN & KING, 2004 p.81). Os benefícios oferecidos aos viajantes pelos serviços de viagem online são inúmeros. A qualquer hora, em qualquer lugar, pode-se acessar uma grande quantidade de informações gratuitas. A seguir as funcionalidades que estarão disponíveis no site da empresa: Pacotes Turísticos (Roteiros): Serão elaborados mediante a percepção de demanda para determinada região, circunstância ou preferência. Todo o processo dar-se-á através de dados coletados do usuário no próprio site - na troca de informações entre a comunidade. Usuários e visitantes do site Meuroteiro.com também poderão consultar valores, programação, quem participará a quantidade de pessoas, itinerários e afins. Porém para que os visitantes tenham acesso às mesmas informações que os usuários cadastrados, 3 Prospects ou Clientes Potenciais são aqueles que possuem um forte interesse potencial pelo produto e são capazes de pagar por ele. KOTLER (2000. Pg. 72) Plano de Negócio Página 20

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida Unidade IV MERCADOLOGIA Profº. Roberto Almeida Conteúdo Aula 4: Marketing de Relacionamento A Evolução do Marketing E-marketing A Internet como ferramenta As novas regras de Mercado A Nova Era da Economia

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS Roteiro

PLANO DE NEGÓCIOS Roteiro Anexo 3 PLANO DE NEGÓCIOS Roteiro 1. Capa 2. Sumário 3. Sumário executivo 4. Descrição da empresa 5. Planejamento Estratégico do negócio 6. Produtos e Serviços 7. Análise de Mercado 8. Plano de Marketing

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PLANO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA Flash Lan House: FOCO NO ALINHAMENTO ENTRE CAPITAL HUMANO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

Proposta Loja Virtual. Schmitt Tricot

Proposta Loja Virtual. Schmitt Tricot Proposta Loja Virtual Schmitt Tricot Apresentação: Atualmente atuo no mercado de sites e lojas virtuais desde 2010, desenvolvendo novas ideias, trabalhando com agilidade, para sempre atender a todas as

Leia mais

Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro.

Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro. PLANO DE MARKETING Andréa Monticelli Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro. 1. CONCEITO Marketing é

Leia mais

1. Objetivo do Projeto

1. Objetivo do Projeto PROPOSTA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS VISNET - INTERNET E COMUNICAÇÃO Desenvolvimento de Site para CDL 1. Objetivo do Projeto O CDL Online é o mais novo sistema interativo especialmente projetado para criar

Leia mais

Modelos de e-commerce

Modelos de e-commerce Comércio Eletrônico Faculdade de Tecnologia SENAC Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Unidade Curricular: Comércio Eletrônico Edécio Fernando Iepsen (edecio@terra.com.br)

Leia mais

Roteiro para apresentação do Plano de Negócio. Preparamos este roteiro para ajudá-lo(a) a preparar seu Plano de Negócio.

Roteiro para apresentação do Plano de Negócio. Preparamos este roteiro para ajudá-lo(a) a preparar seu Plano de Negócio. Roteiro para apresentação do Plano de Negócio Preparamos este roteiro para ajudá-lo(a) a preparar seu Plano de Negócio. Abaixo encontra-se a estrutura recomendada no Empreenda! O Plano de Negócio deverá

Leia mais

. Indice. 1 Introdução. 2 Quem Somos. 3 O que Fazemos. 4 Planejamento. 5 Serviços. 6 Cases. 9 Conclusão

. Indice. 1 Introdução. 2 Quem Somos. 3 O que Fazemos. 4 Planejamento. 5 Serviços. 6 Cases. 9 Conclusão . Indice 1 Introdução 2 Quem Somos 3 O que Fazemos 4 Planejamento 5 Serviços 6 Cases 9 Conclusão . Introdução 11 Segundo dados de uma pesquisa Ibope de 2013, o Brasil ocupa a terceira posição em quantidade

Leia mais

DIFERENCIAIS SERVIÇOS. 1. Desenvolvimento De Sites Personalizados

DIFERENCIAIS SERVIÇOS. 1. Desenvolvimento De Sites Personalizados DIFERENCIAIS Acredito que o desenvolvimento de soluções para Internet não é um trabalho qualquer, deve-se ter certa experiência e conhecimento na área para projetar sistemas que diferenciem você de seu

Leia mais

Com esse guia, nós vamos te ajudar a organizar a gestão das viagens da sua empresa.

Com esse guia, nós vamos te ajudar a organizar a gestão das viagens da sua empresa. Com esse guia, nós vamos te ajudar a organizar a gestão das viagens da sua empresa. Economizar é a prioridade e sabemos que é possível ter até 40% de economia se a empresa nunca teve nenhum tipo de controle

Leia mais

E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS

E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS Central de Cases E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS www.espm.br/centraldecases Central de Cases E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS Preparado pelo Prof. Vicente Martin Mastrocola, da ESPM SP. Disciplinas

Leia mais

Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques

Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques Nada é mais perigoso do que uma idéia, quando ela é a única que temos. (Alain Emile Chartier) Neste módulo, faremos, a partir

Leia mais

Modelo para elaboração do Plano de Negócios

Modelo para elaboração do Plano de Negócios Modelo para elaboração do Plano de Negócios 1- SUMÁRIO EXECUTIVO -Apesar de este tópico aparecer em primeiro lugar no Plano de Negócio, deverá ser escrito por último, pois constitui um resumo geral do

Leia mais

MODELO PLANO DE NEGÓCIO

MODELO PLANO DE NEGÓCIO MODELO PLANO DE NEGÓCIO Resumo dos Tópicos 1 EMPREENDEDOR... 3 1.1. O EMPREENDIMENTO... 3 1.2. OS EMPREENDEDORES... 3 2 GESTÃO... 4 2.1. DESCRIÇÃO DO NEGÓCIO... 4 2.3. PLANO DE OPERAÇÕES... 4 2.4. NECESSIDADE

Leia mais

VERTICALIZAÇÃO OU UNIÃO ESTRATÉGICA

VERTICALIZAÇÃO OU UNIÃO ESTRATÉGICA VERTICALIZAÇÃO OU UNIÃO ESTRATÉGICA ABRAMGE-RS Dr. Francisco Santa Helena Presidente da ABRAMGE-RS Sistema ABRAMGE 3.36 milhões de internações; 281.1 milhões de exames e procedimentos ambulatoriais; 16.8

Leia mais

Wisurf - Central de Dominio 011 34611171 (www.wisurf.com.br)

Wisurf - Central de Dominio 011 34611171 (www.wisurf.com.br) Vários modelos de aplicação O sistema e controlado via WEB Sistema SLP WiSurf Internet controlada para locais públicos. O melhor sistema de controle de internet utilizado pelas grandes redes hoteleira

Leia mais

TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO

TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES): EBERSON EVANDRO DA SILVA GUNDIN, PAULO

Leia mais

Amway - Política de privacidade

Amway - Política de privacidade Amway - Política de privacidade Esta Política de Privacidade descreve como a Amway Brasil e determinadas filiadas, inclusive a Amway América Latina (conjuntamente Amway ) utilizam dados pessoais coletados

Leia mais

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional.

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Empresa MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Nossa filosofia e oferecer ferramentas de gestão focadas na

Leia mais

Faculdade Pitágoras de Uberlândia. Administração

Faculdade Pitágoras de Uberlândia. Administração Faculdade Pitágoras de Uberlândia Apostila de Administração Prof. Walteno Martins Parreira Júnior www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com 2014 SUMÁRIO 1 O PLANO DE NEGÓCIOS...2 1.1 SUMÁRIO EXECUTIVO...5

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

Portal de Turismo Divulgando seu empreendimento

Portal de Turismo Divulgando seu empreendimento www.visitesaopedrodaaldeia.com.br Portal de Turismo Divulgando seu empreendimento Tel/ax: (21) 2522-2421 ideias@ideias.org.br Quem Somos O Instituto IDEIAS é uma associação civil, sem fins lucrativos,

Leia mais

Desde 2008. Mídia Kit 2015. encontrasãopaulo. www.encontrasaopaulo.com.br

Desde 2008. Mídia Kit 2015. encontrasãopaulo. www.encontrasaopaulo.com.br Desde 2008 Mídia Kit 2015 encontrasãopaulo www.encontrasaopaulo.com.br Introdução O Mídia Kit 2015 do guia online Encontra São Paulo tem o objetivo de contextualizar a atuação do site no segmento de buscas

Leia mais

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG Capítulo 3: Sistemas de Negócios Colaboração SPT SIG Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos, gerentes e profissionais de empresas.

Leia mais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Capítulo 3: Sistemas de Apoio Gerenciais Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos,

Leia mais

Planejamento de Marketing

Planejamento de Marketing PARTE II - Marketing Estratégico - Nessa fase é estudado o mercado, o ambiente em que o plano de marketing irá atuar. - É preciso descrever a segmentação de mercado, selecionar o mercado alvo adequado

Leia mais

Trabalho de Conclusão de Curso - TCC. Graduação em Administração

Trabalho de Conclusão de Curso - TCC. Graduação em Administração Trabalho de Conclusão de Curso - TCC Graduação em Administração Educação Presencial 2011 1 Trabalho de Conclusão de Curso - TCC O curso de Administração visa formar profissionais capacitados tanto para

Leia mais

ANEXO 1: Formato Recomendado de Planos de Negócios - Deve ter entre 30 e 50 páginas

ANEXO 1: Formato Recomendado de Planos de Negócios - Deve ter entre 30 e 50 páginas ANEXO 1: Formato Recomendado de Planos de Negócios - Deve ter entre 30 e 50 páginas 1) Resumo Executivo Descrição dos negócios e da empresa Qual é a ideia de negócio e como a empresa se chamará? Segmento

Leia mais

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL Trabalho apresentado no III ENECULT Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura, realizado entre os dias 23 a 25 de maio de 2007, na Faculdade de Comunicação/UFBa, Salvador-Bahia-Brasil. METODOLOGIA

Leia mais

Análise de Mercado. Análise da Indústria/Setor. Descrição do Segmento de Mercado. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado. josedornelas.com.

Análise de Mercado. Análise da Indústria/Setor. Descrição do Segmento de Mercado. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado. josedornelas.com. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado Análise de Mercado A análise de mercado é um dos componentes do plano de negócios que está relacionado ao marketing da organização. Ela apresenta o entendimento

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

Como a automação de marketing pode aumentar suas vendas

Como a automação de marketing pode aumentar suas vendas edição 04 Guia do inbound marketing Como a automação de marketing pode aumentar suas vendas Como a automação de marketing pode aumentar suas vendas Há um tempo atrás o departamento de marketing era conhecido

Leia mais

Tecnologia gerando valor para a sua clínica.

Tecnologia gerando valor para a sua clínica. Aumente a eficiência de seu negócio O sclínica é a ferramenta ideal para a gestão de clínicas de diagnóstico. Desenvolvido a partir das necessidades específicas deste mercado, oferece uma interface inteligente,

Leia mais

Apresentação. Vitae Tec Tecnologia a Serviço da Vida!

Apresentação. Vitae Tec Tecnologia a Serviço da Vida! Apresentação Vitae Tec Tecnologia a Serviço da Vida! A Vitae Tec A Vitae Tec é uma empresa de tecnologia que tem como missão oferecer serviços e produtos adequados às necessidades do cliente - pessoa física

Leia mais

FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo de Planejamento Prof.º Fábio Diniz

FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo de Planejamento Prof.º Fábio Diniz FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo de Planejamento Prof.º Fábio Diniz COMPETÊNCIAS A SEREM DESENVOLVIDAS CONHECER A ELABORAÇÃO, CARACTERÍSTICAS E FUNCIONALIDADES UM PLANO DE NEGÓCIOS.

Leia mais

SEGMENTAÇÃO DO PUBLICO PARA UMA ECOPOUSADA EM IBIRAMA SC

SEGMENTAÇÃO DO PUBLICO PARA UMA ECOPOUSADA EM IBIRAMA SC SEGMENTAÇÃO DO PUBLICO PARA UMA ECOPOUSADA EM IBIRAMA SC 1 INTRODUÇÃO Alice Mecabô 1 ; Bruna Medeiro 2 ; Marco Aurelio Dias 3 O turismo é uma atividade que hoje é considerada um dos meios econômicos que

Leia mais

Como criar um clube de vantagens para seus clientes

Como criar um clube de vantagens para seus clientes Como criar um clube de vantagens para seus clientes Introdução Adquirir clientes no mundo competitivo atual é cada vez mais difícil e caro. Por este motivo, torna-se muito importante ações que fidelize

Leia mais

Como sua empresa pode

Como sua empresa pode Como sua empresa pode [ O guia de segmentação por IP ] Tecnologia de Inteligência de IP e de geolocalização O método de encontrar a localização física e geográfica de um usuário com base unicamente em

Leia mais

Quais tipos de informações nós obteremos para este produto

Quais tipos de informações nós obteremos para este produto Termos de Uso O aplicativo Claro Facilidades faz uso de mensagens de texto (SMS), mensagens publicitárias e de serviços de internet. Nos casos em que houver uso de um serviço tarifado como, por exemplo,

Leia mais

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS 1. Sumário Executivo Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso 2. Sumário da Empresa 2.1 Composição da Sociedade Perfil Individual dos sócios, experiência, formação, responsabilidades

Leia mais

PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS?

PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS? PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS? As ofertas de nuvem pública proliferaram, e a nuvem privada se popularizou. Agora, é uma questão de como aproveitar o potencial

Leia mais

Autores: ANNARA MARIANE PERBOIRE DA SILVA, MARIA HELENA CAVALCANTI DA SILVA

Autores: ANNARA MARIANE PERBOIRE DA SILVA, MARIA HELENA CAVALCANTI DA SILVA RELAÇÕES ENTRE A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E O SETOR DE HOSPITALIDADE: um estudo de caso aplicável ao curso Técnico de Hospedagem Secretaria de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente de Pernambuco Autores: ANNARA

Leia mais

Unidade IV SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Prof. Daniel Arthur Gennari Junior

Unidade IV SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Prof. Daniel Arthur Gennari Junior Unidade IV SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Daniel Arthur Gennari Junior Sobre esta aula Sistema de informação nos negócios Sistemas de informação no apoio ao processo de tomada de decisão Sistemas colaborativos

Leia mais

Comércio Eletrônico em Números

Comércio Eletrônico em Números Comércio Eletrônico em Números Evolução do E-commerce no Brasil 23 milhões é um grande número. 78 milhões 23 milhões Enorme potencial de crescimento no Brasil Mas fica pequeno se comprarmos com o número

Leia mais

INTERNET HOST CONNECTOR

INTERNET HOST CONNECTOR INTERNET HOST CONNECTOR INTERNET HOST CONNECTOR IHC: INTEGRAÇÃO TOTAL COM PRESERVAÇÃO DE INVESTIMENTOS Ao longo das últimas décadas, as organizações investiram milhões de reais em sistemas e aplicativos

Leia mais

TVVILAEMBRATEL.WEBS.COM 1 Uma experiência com sistemas de CMS

TVVILAEMBRATEL.WEBS.COM 1 Uma experiência com sistemas de CMS TVVILAEMBRATEL.WEBS.COM 1 Uma experiência com sistemas de CMS Anissa CAVALCANTE 2 Jessica WERNZ 3 Márcio CARNEIRO 4, São Luís, MA PALAVRAS-CHAVE: CMS, webjornalismo, TV Vila Embratel, comunicação 1 CONSIDERAÇÕES

Leia mais

Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce).

Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce). Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce). A natureza global da tecnologia, a oportunidade de atingir

Leia mais

Investimentos em imóveis de forma moderna e inteligente.

Investimentos em imóveis de forma moderna e inteligente. Investimentos em imóveis de forma moderna e inteligente. A possibilidade de diversificar o investimento e se tornar sócio dos maiores empreendimentos imobiliários do Brasil. Este material tem o objetivo

Leia mais

Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio.

Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio. Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio. Plano de negócios estruturado ajuda na hora de conseguir financiamento. Veja dicas de especialistas e saiba itens que precisam constar

Leia mais

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1 2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Fundamentos da Vantagem Estratégica ou competitiva Os sistemas de informação devem ser vistos como algo mais do que um conjunto de tecnologias que apoiam

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS FORMAÇÃO DA REDE DR. MARIDO NEGÓCIOS DO PEQUENO E MÉDIO PORTE, ATRAVÉS DO MODELO HOMME OFFICE, COM RETORNO PROJETADO DE 86% A.A.

PLANO DE NEGÓCIOS FORMAÇÃO DA REDE DR. MARIDO NEGÓCIOS DO PEQUENO E MÉDIO PORTE, ATRAVÉS DO MODELO HOMME OFFICE, COM RETORNO PROJETADO DE 86% A.A. FORMAÇÃO DA REDE DR. MARIDO NEGÓCIOS DO PEQUENO E MÉDIO PORTE, ATRAVÉS DO MODELO HOMME OFFICE, COM RETORNO PROJETADO DE 86% A.A. PLANO DE NEGÓCIOS Data: Janeiro 2.013 Dr. Marido - Operacional S U M Á R

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1. COLABORAÇÃO NAS EMPRESAS Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar a colaborar, comunicando idéias, compartilhando

Leia mais

Questionário de entrevista com o Franqueador

Questionário de entrevista com o Franqueador Questionário de entrevista com o Franqueador O objetivo deste questionário é ajudar o empreendedor a elucidar questões sobre o Franqueador, seus planos de crescimento e as diretrizes para uma parceria

Leia mais

Portal de Turismo Divulgando seu empreendimento

Portal de Turismo Divulgando seu empreendimento www.turisangra.com.br Portal de Turismo Divulgando seu empreendimento Tel/ax: (21) 2522-2421 ideias@ideias.org.br Quem Somos O Instituto IDEIAS é uma associação civil, sem fins lucrativos, criada em 8

Leia mais

Monitoramento Pessoal

Monitoramento Pessoal Monitoramento Pessoal um novo nicho de mercado para empresas de alarmes e segurança Produzido por: 1 Sumário 1 2 3 4 5 6 Apresentação O que é monitoramento pessoal Ferramentas para monitoramento Público-alvo

Leia mais

OS PRINCIPAIS PROBLEMAS DA GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS

OS PRINCIPAIS PROBLEMAS DA GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS OS PRINCIPAIS PROBLEMAS DA GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS Esta seção apresenta alguns dos problemas da gestão da cadeia de suprimentos discutidos em mais detalhes nos próximos capítulos. Estes problemas

Leia mais

FMU - FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS E-COMMERCE, SOCIAL COMMERCE, MOBILE MARKETING E MARKETING DE PERMISSÃO.

FMU - FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS E-COMMERCE, SOCIAL COMMERCE, MOBILE MARKETING E MARKETING DE PERMISSÃO. FMU - FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS E-COMMERCE, SOCIAL COMMERCE, MOBILE MARKETING E MARKETING DE PERMISSÃO. São Paulo - SP 2016 RENAN ROCHA ALVES - RA: 6448758 E-COMMERCE, SOCIAL COMMERCE, MOBILE MARKETING

Leia mais

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios Pequenas e Médias Empresas no Canadá Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios De acordo com a nomenclatura usada pelo Ministério da Indústria do Canadá, o porte

Leia mais

GERAÇÃO DE EMPREGO E RENDA NA ECONOMIA NACIONAL. Mapa de oportunidades para Agências de Viagens

GERAÇÃO DE EMPREGO E RENDA NA ECONOMIA NACIONAL. Mapa de oportunidades para Agências de Viagens GERAÇÃO DE EMPREGO E RENDA NA ECONOMIA NACIONAL Mapa de oportunidades para Agências de Viagens O que é ABAV? Entidade empresarial, sem fins lucrativos, que representa as Agências de Viagens espalhadas

Leia mais

USO DA INTERNET E PARTICIPAÇÃO CIDADÃ NA GESTÃO LOCAL: ORÇAMENTO PARTICIPATIVO INTERATIVO DE IPATINGA

USO DA INTERNET E PARTICIPAÇÃO CIDADÃ NA GESTÃO LOCAL: ORÇAMENTO PARTICIPATIVO INTERATIVO DE IPATINGA USO DA INTERNET E PARTICIPAÇÃO CIDADÃ NA GESTÃO LOCAL: ORÇAMENTO PARTICIPATIVO INTERATIVO DE IPATINGA An Innovations in Technology and Governance Case Study Desde o final dos anos 1980, diversos governos

Leia mais

Guia de Recursos e Funcionalidades

Guia de Recursos e Funcionalidades Guia de Recursos e Funcionalidades Sobre o Treasy O Treasy é uma solução completa para Planejamento e Controladoria, com o melhor custo x benefício do mercado. Confira alguns dos recursos disponíveis para

Leia mais

MARKETING NA INTERNET

MARKETING NA INTERNET MARKETING NA INTERNET HUGO HOCH CONSULTOR DE MARKETING ER. BAURU SEBRAE-SP hugoh@sebraesp.com.br Marketing na Internet O que é? o Marketing na Internet, também referido como: i-marketing, web marketing,

Leia mais

RÁDIO E TV TÉCNICO EM ATUAÇÃO NO MERCADO

RÁDIO E TV TÉCNICO EM ATUAÇÃO NO MERCADO O CEET - Centro Estadual de Educação Técnica Vasco Coutinho é uma Instituição de Ensino criada e mantida pelo Governo do Estado do Espírito Santo e transferido através da lei n 9.971/12, para Secretaria

Leia mais

Regulamento do Programa RiSE/Porto Digital de Residência em Reuso de Software 2011

Regulamento do Programa RiSE/Porto Digital de Residência em Reuso de Software 2011 Regulamento do Programa RiSE/Porto Digital de Residência em Reuso de Software 2011 1. Apresentação A RiSE Reuse in Software Engineering e o Núcleo de Gestão do Porto Digital (NGPD), com o apoio do CNPq

Leia mais

Proposta de trabalho para produção do website do Programa Café Colombo. Walmar Andrade atendimento@fatorw.com (81) 9922-7168

Proposta de trabalho para produção do website do Programa Café Colombo. Walmar Andrade atendimento@fatorw.com (81) 9922-7168 Proposta de trabalho para produção do website do Programa Café Colombo Walmar Andrade atendimento@fatorw.com (81) 9922-7168 01. Apresentação Fator W é a marca fantasia através da qual o desenvolvedor web

Leia mais

app do Vinho Deixe de pescar no oceano, venha pescar no aquário Direcione seus investimentos para um público fiel e segmentado consumidor

app do Vinho Deixe de pescar no oceano, venha pescar no aquário Direcione seus investimentos para um público fiel e segmentado consumidor conhecimento amantes do vinho consumidor segmentado espaço único público alvo novo consumidor app do Vinho Deixe de pescar no oceano, venha pescar no aquário Direcione seus investimentos para um público

Leia mais

Estratégias para aumentar a rentabilidade. Indicadores importantes. Controle a produção. Reduza filas. Trabalhe com promoções.

Estratégias para aumentar a rentabilidade. Indicadores importantes. Controle a produção. Reduza filas. Trabalhe com promoções. Uma publicação: Estratégias para aumentar a rentabilidade 04 Indicadores importantes 06 Controle a produção 08 Reduza filas 09 Trabalhe com promoções 10 Conclusões 11 Introdução Dinheiro em caixa. Em qualquer

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE Viva Vida Produtos de Lazer Ltda. Manual da Qualidade - MQ V. 1 Sistema de Gestão da Qualidade Viva Vida - SGQVV

MANUAL DA QUALIDADE Viva Vida Produtos de Lazer Ltda. Manual da Qualidade - MQ V. 1 Sistema de Gestão da Qualidade Viva Vida - SGQVV MANUAL DA QUALIDADE Manual da Qualidade - MQ Página 1 de 15 ÍNDICE MANUAL DA QUALIDADE 1 INTRODUÇÃO...3 1.1 EMPRESA...3 1.2 HISTÓRICO...3 1.3 MISSÃO...4 1.4 VISÃO...4 1.5 FILOSOFIA...4 1.6 VALORES...5

Leia mais

CEAP CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINA COMÉRCIO ELETRÔNICO PROF. CÉLIO CONRADO

CEAP CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINA COMÉRCIO ELETRÔNICO PROF. CÉLIO CONRADO Contexto e objetivos CEAP CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINA COMÉRCIO ELETRÔNICO PROF. CÉLIO CONRADO O desenvolvimento do plano de negócios, como sistematização das idéias

Leia mais

Uso dos computadores e a Tecnologia da informação nas empresas: uma visão geral e introdutória

Uso dos computadores e a Tecnologia da informação nas empresas: uma visão geral e introdutória Uso dos computadores e a Tecnologia da informação nas empresas: uma visão geral e introdutória Não há mais dúvidas de que para as funções da administração - planejamento, organização, liderança e controle

Leia mais

PESQUISA O USO DO E-MAIL MARKETING NAS CORPORAÇÕES BRASILEIRAS 4ª EDIÇÃO - 2009

PESQUISA O USO DO E-MAIL MARKETING NAS CORPORAÇÕES BRASILEIRAS 4ª EDIÇÃO - 2009 PESQUISA O USO DO E-MAIL MARKETING NAS CORPORAÇÕES BRASILEIRAS 4ª EDIÇÃO - 2009 REALIZAÇÃO TABULAÇÃO Quem Somos A WBI BRASIL é uma empresa especializada em planejamento de marketing digital, que presta

Leia mais

CONSULTORIA E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA

CONSULTORIA E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA CONSULTORIA E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA Quem Somos A Vital T.I surgiu com apenas um propósito: atender com dedicação nossos clientes. Para nós, cada cliente é especial e procuramos entender toda a dinâmica

Leia mais

Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais

Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais Introdução O Brasil já tem 4,7 milhões de microempreendedores individuais, segundo dados de janeiro de 2015 da Receita

Leia mais

A Tecnologia da Informação aplicada no Desenvolvimento do Turismo na região Centro Oeste: Contextualização.

A Tecnologia da Informação aplicada no Desenvolvimento do Turismo na região Centro Oeste: Contextualização. Apresentação Condomínio de TI é a entidade de empresas ligadas a Tecnologia da Informação (TI) provendo um conjunto de todas as atividades e soluções providas por recursos de computação que visam permitir

Leia mais

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os melhores resultados. 2 ÍNDICE SOBRE O SIENGE INTRODUÇÃO 01

Leia mais

Código de Ética. PARTE I Relação com o cliente de Consultoria

Código de Ética. PARTE I Relação com o cliente de Consultoria Código de Ética PARTE I Relação com o cliente de Consultoria 1. É essencial que o Consultor estabeleça de inicio com o cliente, de forma clara, os objetivos do trabalho previsto, dos meios a serem utilizados,

Leia mais

Proposta de Franquia SMS Marketing. A Empresa

Proposta de Franquia SMS Marketing. A Empresa Proposta de Franquia SMS Marketing A Empresa A DeOlhoNaWeb Soluções Digitais é uma empresa de internet em forte crescimento, que foi fundada em 2012 com objetivo de oferecer soluções inovadoras por um

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR PROJETO INTEGRADOR 1. INTRODUÇÃO Conforme as diretrizes do Projeto Pedagógico dos Cursos Superiores de Tecnologia da Faculdade Unida de Suzano

Leia mais

Gestão. Práticas. Editorial. Geovanne. Acesse online: 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) 03 e 04

Gestão. Práticas. Editorial. Geovanne. Acesse online: 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) 03 e 04 Práticas de Gestão Editorial Geovanne. 02 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) Como faço isso? Acesse online: 03 e 04 www. No inicio da década de 90 os

Leia mais

Como participar pequenos negócios Os parceiros O consumidor

Como participar pequenos negócios Os parceiros O consumidor Movimento incentiva a escolha pelos pequenos negócios na hora da compra A iniciativa visa conscientizar o consumidor que comprar dos pequenos é um ato de cidadania que contribui para gerar mais empregos,

Leia mais

Como criar um clube de vantagens em sua empresa

Como criar um clube de vantagens em sua empresa Como criar um clube de vantagens em sua empresa Uma publicação Introdução Atrair e reter bons funcionários no mundo competitivo atual é cada vez mais difícil e caro. Por este motivo, torna-se muito importante

Leia mais

Manual de Navegação Básica. Siga Relacionamento Sou Abrasel - Site

Manual de Navegação Básica. Siga Relacionamento Sou Abrasel - Site Manual de Navegação Básica Siga Relacionamento Sou Abrasel - Site 1 Conteúdo Iniciando a implantação:... 3 para o treinamento no encontro de executivos... 3 Siga Relacionamento... 4 O que é Unidade de

Leia mais

Sumário. Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web

Sumário. Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web Sumário Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web Fazendo Login no Sistema Tela inicial do Portal WEB Criando um

Leia mais

FRANQUIA HOME OFFICE

FRANQUIA HOME OFFICE FRANQUIA HOME OFFICE SUMÁRIO QUEM SOMOS PREMIAÇÕES ONDE ESTAMOS NOSSO NEGÓCIO MULTIMARCAS MULTISERVIÇOS PERFIL DO FRANQUEADO VANTAGENS DA FRANQUIA CLUBE TURISMO DESCRITIVO DO INVESTIMENTO PROCESSO DE SELEÇÃO

Leia mais

EDI Definição, funcionamento Benefícios Categorias de EDI Pontos chaves (EDI/ XML) XML (Extensible Markup Language) HTML e XML

EDI Definição, funcionamento Benefícios Categorias de EDI Pontos chaves (EDI/ XML) XML (Extensible Markup Language) HTML e XML Tecnologia da Administração O que veremos? EDI Definição, funcionamento Benefícios Categorias de EDI Pontos chaves (EDI/ XML) XML (Extensible Markup Language) HTML e XML Sintaxe Edifact (ONU) EDI For Administration

Leia mais

milenaresende@fimes.edu.br

milenaresende@fimes.edu.br Fundação Integrada Municipal de Ensino Superior Sistemas de Informação A Internet, Intranets e Extranets milenaresende@fimes.edu.br Uso e funcionamento da Internet Os dados da pesquisa de TIC reforçam

Leia mais

social media para bares, restaurantes e afins

social media para bares, restaurantes e afins BARTIPS social media para bares, restaurantes e afins O que buscamos? Divulgar seu estabelecimento para milhares de potenciais consumidores. Fazer você ser parte do dia-a-dia de seu cliente Ter suas novidades,

Leia mais

CLUBE DE VANTAGENS ASSECOR MANUAL DE UTILIZAÇÃO

CLUBE DE VANTAGENS ASSECOR MANUAL DE UTILIZAÇÃO CLUBE DE VANTAGENS ASSECOR MANUAL DE UTILIZAÇÃO Este manual foi criado especialmente para você e sua família conhecerem a ampla rede de vantagens oferecidas pela ASSECOR. Convênios diretos com as fábricas,

Leia mais

Abra. e conheça as oportunidades de fazer bons negócios...

Abra. e conheça as oportunidades de fazer bons negócios... Abra e conheça as oportunidades de fazer bons negócios... anos Chegou a hora de crescer! Conte com a Todescredi e faça bons negócios. Há 5 anos, iniciavam as operações daquela que se tornou a única financeira

Leia mais

Plano de Negócios. Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa. Modelo de Planejamento prévio

Plano de Negócios. Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa. Modelo de Planejamento prévio Plano de Negócios Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa Modelo de Planejamento prévio Fraiburgo, 2015 Plano de Negócios Um plano de negócios é uma descrição do negócio

Leia mais

EMPREENDEDORISMO: POR QUE DEVERIA APRENDER?

EMPREENDEDORISMO: POR QUE DEVERIA APRENDER? EMPREENDEDORISMO: POR QUE DEVERIA APRENDER? Anderson Katsumi Miyatake Emerson Oliveira de Almeida Rafaela Schauble Escobar Tellis Bruno Tardin Camila Braga INTRODUÇÃO O empreendedorismo é um tema bastante

Leia mais

CELULAR X COMPUTADOR APLICATIVO PARA CELULAR DICAS DO SEBRAE

CELULAR X COMPUTADOR APLICATIVO PARA CELULAR DICAS DO SEBRAE CELULAR X COMPUTADOR Atualmente, o Celular roubou a cena dos computadores caseiros e estão muito mais presentes na vida dos Brasileiros. APLICATIVO PARA CELULAR O nosso aplicativo para celular funciona

Leia mais

REDES SOCIAIS Forte presença, engajamento e impacto nas redes sociais. ECOTURISMO Não é a toa que Trilhas e Aventuras é o nosso nome.

REDES SOCIAIS Forte presença, engajamento e impacto nas redes sociais. ECOTURISMO Não é a toa que Trilhas e Aventuras é o nosso nome. DESTINOS Roteiros completos com guias personalizados para o viajante. ECOTURISMO Não é a toa que Trilhas e Aventuras é o nosso nome. EXPERIÊNCIAS Mais do que uma visita. Uma avaliação completa! REDES SOCIAIS

Leia mais

Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING

Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING 1 ÍNDICE 03 04 06 07 09 Introdução Menos custos e mais controle Operação customizada à necessidade da empresa Atendimento: o grande diferencial Conclusão Quando

Leia mais

E um dia, quem sabe, poderemos despertar para o ser empreendedor. E ganhar dinheiro com esta história toda.

E um dia, quem sabe, poderemos despertar para o ser empreendedor. E ganhar dinheiro com esta história toda. COMÉRCIO ELETRÔNICO Introdução O comércio eletrônico ou e-commerce é a compra e venda de mercadorias ou serviços por meio da Internet, onde as chamadas Lojas Virtuais oferecem seus produtos e formas de

Leia mais

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br Corporativo Transformar dados em informações claras e objetivas que possibilitem às empresas tomarem decisões em direção ao sucesso. Com essa filosofia a Star Soft Indústria de Software e Soluções vem

Leia mais

Módulo Internacional (Graduação)

Módulo Internacional (Graduação) Módulo Internacional (Graduação) 1 2 CONVÊNIO FGV e a SAINT LEO UNIVERSITY Foi celebrado no ano de 2014, o convênio de interesse comum entre as instituições FGV (Fundação Getulio Vargas) e a Donald R Tapia

Leia mais

Apresentação. Vitae Tec Tecnologia a Serviço da Vida!

Apresentação. Vitae Tec Tecnologia a Serviço da Vida! Apresentação Vitae Tec Tecnologia a Serviço da Vida! A Vitae Tec A Vitae Tec é uma empresa de tecnologia que tem como missão oferecer serviços e produtos adequados às necessidades do cliente - pessoa física

Leia mais