Elétricos. Prof. Josemar dos Santos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Elétricos. Prof. Josemar dos Santos prof.josemar@gmail.com"

Transcrição

1 Controle de Motores Elétricos Prof. Josemar dos Santos

2 Introdução Eletrônica de Potência Produtos de alta potência Controle de motores; Iluminação; Fontes de potência; Sistemas de acionamento de veículos; Transmissão de energia elétrica HVDC ( High-Voltage Direct-Current ). Os componentes semicondutores Diodos de potência; Tiristores; Transistor bipolar de potência - BJT; Transistor Mosfet de potência - MOSFET; Transistor bipolar com gate isolado - IGBT. Controle de Motores Elétricos 2

3 Introdução Eletrônica de Potência Tiristores SCR : Silicon Controlled Rectifier; TRIAC : Triode-AC; GTO : Gate Turn-Off; LASCR : Light-Activated Silicon Controlled Rectifier; RCT : Reverse-Conducting Thyristor; SITH : Static Induction Thyristor; GATT : Gate Assited Turn-Off; MCT : MOS-Controlled Thyristor. Controle de Motores Elétricos 3

4 Introdução Eletrônica de Potência Qual o Componente Utilizar???? Nível de potência em que se vai trabalhar; Freqüência de operação do conversor de potência; Velocidade de chaveamento do componente. Controle de Motores Elétricos 4

5 Introdução Eletrônica de Potência Qual o Componente Utilizar???? Controle de Motores Elétricos 5

6 Introdução Eletrônica de Potência Aplicações dos Dispositivos de Potência Controle de Motores Elétricos 6

7 Introdução Eletrônica de Potência Simbologia e Curva Característica Controle de Motores Elétricos 7

8 Introdução Eletrônica de Potência Dispositivos de Potência - Características DIODO DE POTÊNCIA: não há controle tanto na condução quanto no bloqueio; SCR : disparo controlado mas, sem controle no bloqueio; BJT, MOSFET, GTO, IGBT, MCT: controle tanto no disparo, quanto no bloqueio; Sinal contínuo: BJT, MOSFET, IGBT; Pulso de sinal: SCR, GTO, MCT; ; Capacidade de bloqueio bipolar: SCR, GTO; Capacidade de bloqueio unipolar: BJT, MOSFET, IGBT; Capacidade de corrente bidirecional: TRIAC, RCT; Capacidade de corrente unidirecional: SCR, GTO, BJT, MOSFET, etc. Controle de Motores Elétricos 8

9 Introdução Eletrônica de Potência Dispositivos de Potência Características Conversores CA-CC: RETIFICADORES; Conversores CA-CA: CONTROLADORES CA E CICLOCONVERSORES; Conversores CC-CC: CHOPPERS; Conversores CC-CA: INVERSORES. Controle de Motores Elétricos 9

10 Conversores CA-CC Retificadores Objetivo Converter um tensão em corrente alternada em uma tensão com valor médio (corrente contínua), para alimentar cargas CC. Controle de Motores Elétricos 10

11 Conversores CA-CC Retificadores Classificação Quanto ao tipo de controle ( característica da tensão de Saída ); Quanto a faixa a de operação; Quanto ao número de pulsos da forma de onda da tensão de Saída fornecida à carga, durante um ciclo da tensão de Entrada. Controle de Motores Elétricos 11

12 Conversores CA-CC Retificadores Classificação Quanto ao tipo de controle ( característica da tensão de Saída ); Sem controle ( diodos ) : tensão de saída fixa; Totalmente controlado ( scr's ) : tensão de saída controlada, podendo ser positiva ou negativa; Semi controlado ( diodos e scr's ) : tensão de saída controlada, mas somente positiva. Controle de Motores Elétricos 12

13 Conversores CA-CC Retificadores Classificação Quanto ao tipo de controle ( característica da tensão de Saída ); Equações Básicas Tensão Média V med = θ 21 π 2 Vmax sen θ d θ p θ 1 Tensão Eficaz V RMS = 2 1 θ 2 2 V maxsen θdθ 2 π θ1 V max Tensão Máxima de Entrada; P número de pulsos da tensão de saída do retificador para um ciclo do; θ 1 θ 2 Intervalo de integração da Tensão de Entrada. Controle de Motores Elétricos 13

14 Conversores CA-CC Retificadores Classificação Quanto a Faixa de Operação V médio > e I média < 0 II CONTROLADO 90º α 180º DUALII III CONTROLADO DUAL V médio e I média < 0 CONTROLADO 0º α 90º DUALIII V médio V médio e I média > 0 I SEM CONTROLE CONTROLADO : 0 α a α 90º SEMI-CONTROLADO : 0 α a α 180º V médio < e I média > 0 IV CONTROLADO 90º α 180º I média Controle de Motores Elétricos 14

15 Conversores CA-CC Retificadores Parâmetros de Performance Controle de Motores Elétricos 15

16 Conversores CA-CC Retificadores Parâmetros de Performance Controle de Motores Elétricos 16

17 Conversores CA-CC Retificadores Parâmetros de Performance Controle de Motores Elétricos 17

Introdução à Eletrônica de Potência

Introdução à Eletrônica de Potência Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina Departamento Acadêmico de Eletrônica Eletrônica de Potência Introdução à Eletrônica de Potência Florianópolis, setembro de 2012. Prof.

Leia mais

EFICICIÊNCIA ENERGÉTICA INDUSTRIAL. ACIONAMENTO ELETRÔNICO Marcio Americo

EFICICIÊNCIA ENERGÉTICA INDUSTRIAL. ACIONAMENTO ELETRÔNICO Marcio Americo EFICICIÊNCIA ENERGÉTICA INDUSTRIAL ACIONAMENTO ELETRÔNICO Marcio Americo ELETROBRÁS Centrais Elétricas Brasileiras S.A. www.eletrobras.com PROCEL Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica www.eletrobras.com/procel

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TÉCNICO EM ELETRÔNICA

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TÉCNICO EM ELETRÔNICA CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TÉCNICO EM ELETRÔNICA 26. Com relação aos materiais semicondutores, utilizados na fabricação de componentes eletrônicos, analise as afirmativas abaixo. I. Os materiais semicondutores

Leia mais

Disciplina: Eletrônica de Potência (ENGC48)

Disciplina: Eletrônica de Potência (ENGC48) Universidade Federal da Bahia Escola Politécnica Departamento de Engenharia Elétrica Disciplina: Eletrônica de Potência (ENGC48) Tema: Conversores CA-CC Monofásicos Controlados Prof.: Eduardo Simas eduardo.simas@ufba.br

Leia mais

Circuitos de Comando para MOSFETs e IGBTs de Potência

Circuitos de Comando para MOSFETs e IGBTs de Potência Universidade Federal do Ceará PET Engenharia Elétrica Fortaleza CE, Brasil, Abril, 2013 Universidade Federal do Ceará Departamento de Engenharia Elétrica PET Engenharia Elétrica UFC Circuitos de Comando

Leia mais

ELECTRÓNICA DE POTÊNCIA

ELECTRÓNICA DE POTÊNCIA Funcionamento: Aulas Teóricas Aulas de Laboratório Avaliação: Exercícios de 3 em 3 semanas 40% Relatórios dos trab. de laboratório 20% Exame Final 40% Bibliografia: Contactos: Textos de Apoio Guias de

Leia mais

ACIONAMENTOS ELETRÔNICOS (INVERSOR DE FREQUÊNCIA)

ACIONAMENTOS ELETRÔNICOS (INVERSOR DE FREQUÊNCIA) ACIONAMENTOS ELETRÔNICOS (INVERSOR DE FREQUÊNCIA) 1. Introdução 1.1 Inversor de Frequência A necessidade de aumento de produção e diminuição de custos faz surgir uma grande infinidade de equipamentos desenvolvidos

Leia mais

Retificadores Buck com Fator de Deslocamento Unitário Operando em um Quadrante

Retificadores Buck com Fator de Deslocamento Unitário Operando em um Quadrante UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA Retificadores Buck com Fator de Deslocamento Unitário Operando em um Quadrante André Pires Nóbrega Tahim Marcos Tadeu

Leia mais

Eletrônica de Potência II Capítulo 1. Prof. Cassiano Rech cassiano@ieee.org

Eletrônica de Potência II Capítulo 1. Prof. Cassiano Rech cassiano@ieee.org Eletrônica de Potência II Capítulo 1 cassiano@ieee.org 1 Componentes semicondutores em Eletrônica de Potência Diodo MOSFET IGBT GTO 2 Introdução Eletrônica de Potência é uma ciência aplicada que aborda

Leia mais

PEA 2404 - MÁQUINAS ELÉTRICAS E ACIONAMENTOS 113 MÉTODOS DE ALIMENTAÇÃO DOS MOTORES UTILIZADOS EM ACIONAMENTOS

PEA 2404 - MÁQUINAS ELÉTRICAS E ACIONAMENTOS 113 MÉTODOS DE ALIMENTAÇÃO DOS MOTORES UTILIZADOS EM ACIONAMENTOS PEA 2404 - MÁQUINAS ELÉTRICAS E ACIONAMENTOS 113 MÉTODOS DE ALIMENTAÇÃO DOS MOTORES UTILIZADOS EM ACIONAMENTOS Acionamentos de velocidade variável PEA 2404 - MÁQUINAS ELÉTRICAS E ACIONAMENTOS 114 MÉTODOS

Leia mais

ABAIXO ENCONTRAM-SE 10 QUESTÕES. VOCÊ DEVE ESCOLHER E RESPONDER APENAS A 08 DELAS

ABAIXO ENCONTRAM-SE 10 QUESTÕES. VOCÊ DEVE ESCOLHER E RESPONDER APENAS A 08 DELAS ABAIXO ENCONTRAM-SE 10 QUESTÕES. VOCÊ DEVE ESCOLHER E RESPONDER APENAS A 08 DELAS 01 - Questão Esta questão deve ser corrigida? SIM NÃO Um transformador de isolação monofásico, com relação de espiras N

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» CONTROLE E PROCESSOS INDUSTRIAIS (Perfil 03) «

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» CONTROLE E PROCESSOS INDUSTRIAIS (Perfil 03) « CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» CONTROLE E PROCESSOS INDUSTRIAIS (Perfil 03) «21. Os valores de I e Vo para o circuito dado a seguir, considerando os diodos ideais, são, respectivamente: a) 7 ma e 6 V. b) 7

Leia mais

Trabalho. Eletrônica de potencia

Trabalho. Eletrônica de potencia [MSG1] Comentário: Centro Universo de Educação e Desenvolvimento Trabalho Eletrônica de potencia Aluno: Curso: Técnico em Automação e Controle Industrial Professor: Henrique 2/5/09 Centro Universo de Educação

Leia mais

AULA LAB 01 LABORATÓRIO SEMICONDUTORES DE POTÊNCIA

AULA LAB 01 LABORATÓRIO SEMICONDUTORES DE POTÊNCIA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOIA DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE ELETRÔNICA CURSO TÉCNICO DE ELETRÔNICA Eletrônica de Potência AULA LAB 01 LABORATÓRIO SEMICONDUTORES DE POTÊNCIA

Leia mais

DISPOSITIVOS A ESTADO SÓLIDO FUNCIONANDO COMO CHAVES ELETRÔNICAS. Impurezas em materiais semicondutores e as junções PN

DISPOSITIVOS A ESTADO SÓLIDO FUNCIONANDO COMO CHAVES ELETRÔNICAS. Impurezas em materiais semicondutores e as junções PN DISPOSITIVOS A ESTADO SÓLIDO FUNCIONANDO COMO CHAVES ELETRÔNICAS Os dispositivos a estado sólido podem ser usados como amplificadores ou como chaves. Na eletrônica de potência, eles são usados principalmente

Leia mais

Figura 1 - Diagrama de Bloco de um Inversor Típico

Figura 1 - Diagrama de Bloco de um Inversor Típico Guia de Aplicação de Partida Suave e Inversores CA Walter J Lukitsch PE Gary Woltersdorf John Streicher Allen-Bradley Company Milwaukee, WI Resumo: Normalmente, existem várias opções para partidas de motores.

Leia mais

Parte 1 Introdução... 1

Parte 1 Introdução... 1 Sumário SUMÁRIO V Parte 1 Introdução... 1 Capítulo 1 Unidades de Medida... 3 Introdução...3 Grandezas Físicas...3 Múltiplos e Submúltiplos...4 Arredondamentos...6 Exercícios...7 Capítulo 2 Simbologia...

Leia mais

Tiristores. 1. Aspectos gerais 2. SCR 3. Curva do SCR 4. DIAC 5. TRIAC 6. Curva do TRIAC 7. Circuitos e aplicações 8. Referências. 1.

Tiristores. 1. Aspectos gerais 2. SCR 3. Curva do SCR 4. DIAC 5. TRIAC 6. Curva do TRIAC 7. Circuitos e aplicações 8. Referências. 1. Tiristores 1. Aspectos gerais 2. SCR 3. Curva do SCR 4. DIAC 5. TRIAC 6. Curva do TRIAC 7. Circuitos e aplicações 8. Referências 1. Aspectos Gerais Tiristores são dispositivos de estado sólido que fazem

Leia mais

Diodos são semicondutores que, basicamente, conduzem a corrente elétrica em um único sentido

Diodos são semicondutores que, basicamente, conduzem a corrente elétrica em um único sentido 42 Capítulo III Aplicação de UPS dupla conversão em missão crítica Funcionamento geral e detalhamento do inversor (PWM) Luis Tossi * Este capítulo discorrerá sobre o funcionamento geral de um UPS, a começar

Leia mais

CURSO DE TECNOLOGIA EM AUTOMAÇÃO DE PROCESSOS INDUSTRIAIS

CURSO DE TECNOLOGIA EM AUTOMAÇÃO DE PROCESSOS INDUSTRIAIS UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ COORDENAÇÃO DE ELETRÔNICA - COELE Apostila didática: CURSO DE TECNOLOGIA EM AUTOMAÇÃO DE PROCESSOS INDUSTRIAIS Apostila didática: ELETRÔNICA INDUSTRIAL, Me. Eng.

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA SELEÇÃO DE PROFESSORES PESQUISADORES PARA DISCIPLINAS DO MÓDULO AVANÇADO 2016 DOS CURSOS TÉCNICOS DO IMD

PROCESSO SELETIVO PARA SELEÇÃO DE PROFESSORES PESQUISADORES PARA DISCIPLINAS DO MÓDULO AVANÇADO 2016 DOS CURSOS TÉCNICOS DO IMD PROCESSO SELETIVO PARA SELEÇÃO DE PROFESSORES PESQUISADORES PARA DISCIPLINAS DO MÓDULO AVANÇADO 2016 DOS CURSOS TÉCNICOS DO IMD O Instituto Metrópole Digital (IMD), da Universidade Federal do Rio Grande

Leia mais

Introdução: Inversor de Freqüência: Princípios Básicos:

Introdução: Inversor de Freqüência: Princípios Básicos: Introdução: Inversor de Freqüência: Atualmente, a necessidade de aumento de produção e diminuição de custos, se fez dentro deste cenário surgir a automação, ainda em fase inicial no Brasil, com isto uma

Leia mais

CURSO TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA DISCIPLINA: ELETRÔNICA INDUSTRIAL Prof. Geroge Cajazeiras Silveira

CURSO TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA DISCIPLINA: ELETRÔNICA INDUSTRIAL Prof. Geroge Cajazeiras Silveira Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC) Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará CURSO TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA DISCIPLINA: ELETRÔNICA

Leia mais

Disciplina Eletrônica de Potência (ENGC48) Tema: Conversores de Corrente Contínua para Corrente Contínua Topologias Clássicas

Disciplina Eletrônica de Potência (ENGC48) Tema: Conversores de Corrente Contínua para Corrente Contínua Topologias Clássicas Universidade Federal da Bahia Escola Politécnica Departamento de Engenharia Elétrica Disciplina Eletrônica de Potência (ENGC48) Tema: Conversores de Corrente Contínua para Corrente Contínua Topologias

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. ELE1005 Projeto de Graduação em Engenharia Elétrica

Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. ELE1005 Projeto de Graduação em Engenharia Elétrica Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro ELE1005 Projeto de Graduação em Engenharia Elétrica Aplicação de Inversores de Freqüência em Motores Elétricos de CA. Autor: Douglas Machado Côrtes Orientador:

Leia mais

Conversor Elétrico para o Gerador Eólico de Baixo Custo

Conversor Elétrico para o Gerador Eólico de Baixo Custo Ministério da Educação Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná Departamento Acadêmico de Eletrotécnica Projeto Final de Graduação Conversor Elétrico para o Gerador Eólico de Baixo Custo Projeto

Leia mais

PLANEJAMENTO DIDÁTICO PEDAGÓGICO

PLANEJAMENTO DIDÁTICO PEDAGÓGICO PLANEJAMENTO DIDÁTICO PEDAGÓGICO Componente Curricular: ELETROELETRÔNICA APLICADA Módulo I Professor: Danilo de Carvalho / Danilo Ramos Stein / Enrico André Santos Castro Carga Horária prevista: 60 horas

Leia mais

Desenho Técnico Fundamentos do desenho técnico; Construções geométricas; Desenho eletroeletrônico;

Desenho Técnico Fundamentos do desenho técnico; Construções geométricas; Desenho eletroeletrônico; EMENTA DE CONTEÚDOS Eletricidade Conceitos fundamentais da eletricidade; Circuitos elétricos de corrente contínua; Tensão alternada; Gerador de funções; Operação do osciloscópio; Tensão e corrente alternadas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA COLÉGIO TÉCNICO INDUSTRIAL DE SANTA MARIA Curso de Eletrotécnica

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA COLÉGIO TÉCNICO INDUSTRIAL DE SANTA MARIA Curso de Eletrotécnica UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA COLÉGIO TÉCNICO INDUSTRIAL DE SANTA MARIA Curso de Eletrotécnica Apostila de Automação Industrial Elaborada pelo Professor M.Eng. Rodrigo Cardozo Fuentes Prof. Rodrigo

Leia mais

Eletrônica Analógica e de Potência

Eletrônica Analógica e de Potência Eletrônica Analógica e de Potência Conversores CC-CC Prof.: Welbert Rodrigues Introdução Em certas aplicações é necessário transformar uma tensão contínua em outra com amplitude regulada; Em sistemas CA

Leia mais

Driver - DRM100D80A. Principais características. DRM100D80A - Driver Isolado Duplo. www.supplier.ind.br

Driver - DRM100D80A. Principais características. DRM100D80A - Driver Isolado Duplo. www.supplier.ind.br A SUPPLIER Indústria e Comércio de Eletroeletrônicos Ltda é uma empresa constituída com o objetivo de atuar no setor das Indústrias Eletroeletrônicas, principalmente na fabricação de fontes de alimentação

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do RS Faculdade de Engenharia

Pontifícia Universidade Católica do RS Faculdade de Engenharia Pontifícia Universidade Católica do RS Faculdade de Engenharia LABORATÓRIO DE ELETRÔNICA DE POTÊNCIA EXPERIENCIA N 11: GRADADORES MONOFÁSICOS OBJETIVO Verificar qualitativa e quantitativamente o funcionamento

Leia mais

Transistores de Efeito de Campo, Tiristores, relés e conectores: falhas e métodos de verificação de defeitos

Transistores de Efeito de Campo, Tiristores, relés e conectores: falhas e métodos de verificação de defeitos Transistores de Efeito de Campo, Tiristores, relés e conectores: falhas e métodos de verificação de defeitos Transistores de Efeito de Campo FET Tipos Gate por Junção (JFET) Gate Isolado (MOSFET de Depleção)

Leia mais

UNESP. Regulador de Tensão em Corrente Alternada, com Elevado Fator de Potência e Controle Digital. Utilizando Dispositivo FPGA

UNESP. Regulador de Tensão em Corrente Alternada, com Elevado Fator de Potência e Controle Digital. Utilizando Dispositivo FPGA UNESP UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA CAMPUS DE ILHA SOLTEIRA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA Regulador de Tensão em Corrente Alternada, com Elevado Fator de Potência e Controle Digital

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEB PRORROGAÇÃO DO EDITAL DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE DOCENTE

CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEB PRORROGAÇÃO DO EDITAL DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE DOCENTE CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEB PRORROGAÇÃO DO EDITAL DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE DOCENTE A Pró-Reitora de Graduação do Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos UniFEB

Leia mais

Disciplina Eletrônica de Potência (ENGC48) Tema: Conversores de Corrente Contínua para Corrente Alternada (Inversores)

Disciplina Eletrônica de Potência (ENGC48) Tema: Conversores de Corrente Contínua para Corrente Alternada (Inversores) Universidade Federal da Bahia Escola Politécnica Departamento de Engenharia Elétrica Disciplina Eletrônica de Potência (ENGC48) Tema: Conversores de Corrente Contínua para Corrente Alternada (Inversores)

Leia mais

Condicionamento da Energia Solar Fotovoltaica para Sistemas Interligados à Rede Elétrica

Condicionamento da Energia Solar Fotovoltaica para Sistemas Interligados à Rede Elétrica Condicionamento da Energia Solar Fotovoltaica para Sistemas Interligados à Rede Elétrica Autor: Pedro Machado de Almeida O aproveitamento da energia gerada pelo sol, considerada inesgotável na escala de

Leia mais

ESTUDO DE MOTORES ACIONADOS POR CONVERSORES DE FREQÜÊNCIA E INFLUÊNCIAS NO SISTEMA ISOLANTE

ESTUDO DE MOTORES ACIONADOS POR CONVERSORES DE FREQÜÊNCIA E INFLUÊNCIAS NO SISTEMA ISOLANTE RENATO GUALDA KARAVASILIS ESTUDO DE MOTORES ACIONADOS POR CONVERSORES DE FREQÜÊNCIA E INFLUÊNCIAS NO SISTEMA ISOLANTE FLORIANÓPOLIS 2008 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

SISTEMA DE DISPARO DE TIRISTORES (SCR) EM REDES TRIFÁSICAS

SISTEMA DE DISPARO DE TIRISTORES (SCR) EM REDES TRIFÁSICAS GSI Nº: ART061-09 - CD 382-09 SISTEMA DE DISPARO DE TIRISTORES (SCR) EM REDES TRIFÁSICAS Carlos Alberto Murari Pinheiro João Roberto Cogo Artigo publicado na Revista Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico,

Leia mais

ELETRÔNICA INDUSTRIAL

ELETRÔNICA INDUSTRIAL ELETRÔNICA INDUSTRIAL Apresentação Esta apostila nasceu de uma necessidade que se tinha de explicar e aplicar eletrônica industrial em uma linguagem simples, sem ir ao encontro de extensas deduções matemáticas

Leia mais

3. CONVERSORES CA-CC - RETIFICADORES

3. CONVERSORES CA-CC - RETIFICADORES 3. CONVERSORES CACC RETIFICADORES Este capítulo faz uma revisão de alguns conceitos básicos dos retificadores. Um tratamento mais detalhado é feito na disciplina Eletrônica de Potência I (IT32). A conversão

Leia mais

Corrente Alternada Transformadores Retificador de Meia Onda

Corrente Alternada Transformadores Retificador de Meia Onda Centro Federal de Educação Tecnológica de Santa Catarina Departamento de Eletrônica Eletrônica Básica e Projetos Eletrônicos Corrente Alternada Transformadores Retificador de Meia Onda Clóvis Antônio Petry,

Leia mais

CURSO TÉCNICO EM ELETRÔNICA

CURSO TÉCNICO EM ELETRÔNICA CURSO TÉCNICO EM ELETRÔNICA Bases Tecnológicas DESENHO TÉCNICO I Utilização de instrumentos para a elaboração de desenhos; Construções geométricas; Normas gerais de desenho técnico; Projeções ortogonais;

Leia mais

ELECTRÓNICA DE POTÊNCIA

ELECTRÓNICA DE POTÊNCIA ELECTRÓNICA DE POTÊNCIA CONVERSORES CC/CC Redutor, Ampliador e Redutor-Ampliador GRUPO: TURNO: DIA: HORAS: ALUNO: ALUNO: ALUNO: ALUNO: Nº: Nº: Nº: Nº: IST DEEC 2003 Profª Beatriz Vieira Borges 1 CONVERSORES

Leia mais

TRABALHO DE GRADUAÇÃO. Projeto e Implementação de Inversor de Freqüência para Controle de Velocidade de motor CA

TRABALHO DE GRADUAÇÃO. Projeto e Implementação de Inversor de Freqüência para Controle de Velocidade de motor CA TRABALHO DE GRADUAÇÃO Projeto e Implementação de Inversor de Freqüência para Controle de Velocidade de motor CA Fábio Lamounier de Jesus 00/15806 Wagner Britto Vaz de Oliveira 00/16144 Brasília, novembro

Leia mais

ELETRÔNICA INDUSTRIAL II. Parte 1

ELETRÔNICA INDUSTRIAL II. Parte 1 ELETRÔNICA INDUSTRIAL II Parte 1 Introdução Conversores CA / CC Os conversores CA-CC são amplamente utilizados, devido à necessidade freqüente de se obter tensões contínuas, a partir de tensões senoidais

Leia mais

Inversores de freqüência. Introdução

Inversores de freqüência. Introdução Inversores de freqüência Introdução Desde que os primeiros motores surgiram, os projetistas perceberam uma necessidade básica, controlar sua velocidade, várias técnicas foram utilizadas ao longo dos anos

Leia mais

Disciplina: Eletrônica de Potência (ENGC48) Tema: Técnicas de Modulação

Disciplina: Eletrônica de Potência (ENGC48) Tema: Técnicas de Modulação Universidade Federal da Bahia Escola Politécnica Departamento de Engenharia Elétrica Disciplina: Eletrônica de Potência (ENGC48) Tema: Técnicas de Modulação Prof.: Eduardo Simas eduardo.simas@ufba.br Aula

Leia mais

Formas de onda em uma fonte de alimentação linear

Formas de onda em uma fonte de alimentação linear Tipos de fontes de alimentação As fontes de alimentação podem ser construídas com duas tecnologias: linear ou chaveada. As fontes de alimentação lineares pegam os 127 V ou 220 V da rede elétrica e, com

Leia mais

Plano de Ensino. Onde: MR: média dos relatórios; MP: média das provas, todas com o mesmo peso.

Plano de Ensino. Onde: MR: média dos relatórios; MP: média das provas, todas com o mesmo peso. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE ELETRÔNICA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS ELETRÔNICOS Plano de Ensino Disciplina: ELP-20306 Conversores Estáticos

Leia mais

ELETRÔNICA DE POTÊNCIA - INTRODUÇÃO AO CURSO

ELETRÔNICA DE POTÊNCIA - INTRODUÇÃO AO CURSO ELETRÔNICA DE POTÊNCIA - INTRODUÇÃO AO CURSO Este curso faz uma apresentação de dispositivos semicondutores, topologias de circuitos e de aplicações eletrônicas de potência. Inicialmente é apresentado

Leia mais

FORMULÁRIOS DR PARANÁ ELABORAÇÃO DE SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM

FORMULÁRIOS DR PARANÁ ELABORAÇÃO DE SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM FORMULÁRIOS DR PARANÁ ELABORAÇÃO DE SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM SENAI/PR 1 PLANO DE SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM N.º 1 (1) Seleção de capacidades, conteúdos formativos e definição da estratégia Unidade do SENAI:

Leia mais

ESTUDO DE TOPOLOGIAS APLICADAS NA CONVERSÃO DE FREQÜÊNCIA EM SISTEMAS DE MÉDIA TENSÃO

ESTUDO DE TOPOLOGIAS APLICADAS NA CONVERSÃO DE FREQÜÊNCIA EM SISTEMAS DE MÉDIA TENSÃO ESTUDO DE TOPOLOGIAS APLICADAS NA CONVERSÃO DE FREQÜÊNCIA EM SISTEMAS DE MÉDIA TENSÃO Guilherme Sebastião da Silva, Cassiano Rech Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul UNIJUI

Leia mais

ESTUDO SOBRE CONTROLE DE MOTORES DE INDUÇÃO TRIFÁSICOS

ESTUDO SOBRE CONTROLE DE MOTORES DE INDUÇÃO TRIFÁSICOS ESTUDO SOBRE CONTROLE DE MOTORES DE INDUÇÃO TRIFÁSICOS Autores : Marina PADILHA, Tiago DEQUIGIOVANI. Identificação autores: Engenharia de Controle e Automação - Bolsista Interno; Orientador IFC - Campus

Leia mais

PROVA DE AVALIAÇÃO TÉCNICO-MILITAR (PARTE ESPECÍFICA) Mecânicos de Electricidade MELECT

PROVA DE AVALIAÇÃO TÉCNICO-MILITAR (PARTE ESPECÍFICA) Mecânicos de Electricidade MELECT PROVA DE AVALIAÇÃO TÉCNICO-MILITAR (PARTE ESPECÍFICA) Mecânicos de MELECT ESTRUTURA DA PROVA Disciplina Capítulo Nº de questões Automação 01 3 02 2 03 2 01 1 Instalações Eléctricas 03 1 04 1 05 1 06 1

Leia mais

CHAVEAMENTO COM SCR S

CHAVEAMENTO COM SCR S ELE-59 Circuitos de Chaveamento Prof.: Alexis Fabrício Tinoco S. INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA DIVISÃO DE ENGENHARIA ELETRÔNICA DEPARTAMENTO DE ELETRÔNICA APLICADA 1. INTRODUÇAO CHAVEAMENTO COM

Leia mais

ELETRÔNICA DE POTÊNCIA I Aula 01 - Introdução à Eletrônica de Potência

ELETRÔNICA DE POTÊNCIA I Aula 01 - Introdução à Eletrônica de Potência EPO I Aula 01 ELETRÔNICA DE POTÊNCIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA ELETRÔNICA DE POTÊNCIA I Aula

Leia mais

Inversor de Tensão utilizando transformador de alta freqüência com Modulação PWM. Ana Paula Bolognini

Inversor de Tensão utilizando transformador de alta freqüência com Modulação PWM. Ana Paula Bolognini Centro de Tecnologia e Urbanismo Departamento de Engenharia Elétrica Ana Paula Bolognini Inversor de Tensão utilizando transformador de alta freqüência com Modulação PWM LONDRINA PARANÁ 2006 Ana Paula

Leia mais

Eletrônica Industrial Apostila sobre Modulação PWM página 1 de 6 INTRODUÇÃO

Eletrônica Industrial Apostila sobre Modulação PWM página 1 de 6 INTRODUÇÃO Eletrônica Industrial Apostila sobre Modulação PWM página 1 de 6 Curso Técnico em Eletrônica Eletrônica Industrial Apostila sobre Modulação PWM Prof. Ariovaldo Ghirardello INTRODUÇÃO Os controles de potência,

Leia mais

Circuitos Retificadores

Circuitos Retificadores Circuitos Retificadores 1- INTRODUÇÃO Os circuito retificadores, são circuitos elétricos utilizados em sua maioria para a conversão de tensões alternadas em contínuas, utilizando para isto no processo

Leia mais

Introdução. (Eletrônica 1) GRECO-CIN-UFPE Prof. Manoel Eusebio de Lima

Introdução. (Eletrônica 1) GRECO-CIN-UFPE Prof. Manoel Eusebio de Lima Introdução (Eletrônica 1) GRECO-CIN-UFPE Prof. Manoel Eusebio de Lima O que são sistemas eletrônicos? Sistemas elétricos, como os circuitos da sua casa, usam corrente elétrica para alimentar coisas como

Leia mais

RESULTADOS PARCIAIS DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO DE CONVERSOR CC-CC PARA APLICAÇÃO EM PAINÉIS FOTOVOLTAICOS

RESULTADOS PARCIAIS DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO DE CONVERSOR CC-CC PARA APLICAÇÃO EM PAINÉIS FOTOVOLTAICOS RESULTADOS PARCIAIS DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO DE CONVERSOR CC-CC PARA APLICAÇÃO EM PAINÉIS FOTOVOLTAICOS Autores: Felipe JUNG, Tiago DEQUIGIOVANI, Jessé de PELEGRIN, Marcos FIORIN Identificação autores:

Leia mais

Motores eléctricos em sistemas de controlo

Motores eléctricos em sistemas de controlo Instituto Superior de Engenharia do Porto Departamento de Engenharia Electrotécnica Licenciatura em Engenharia Electrotécnica e de Computadores SISEL - Sistemas Electromecânicos Exercícios de 26 1. Considere

Leia mais

EE610 Eletrônica Digital I. 2_b_2 Chaves em circuitos lógicos

EE610 Eletrônica Digital I. 2_b_2 Chaves em circuitos lógicos EE610 Eletrônica Digital I Prof. Fabiano Fruett Email: fabiano@dsif.fee.unicamp.br 2_b_2 Chaves em circuitos lógicos 2. Semestre de 2007 Portas de Transmissão 1 Chaves analógicas Chaves de circuitos e

Leia mais

CONVERSORES E CONTROLADORES DE FASE. Circuitos de retificação monofásicos

CONVERSORES E CONTROLADORES DE FASE. Circuitos de retificação monofásicos CONVERSORES E CONTROLADORES DE FASE Um conversor é um equipamento utilizado para converter potência alternada em potência contínua. Num conversor simples, que usa somente diodos retificadores, a tensão

Leia mais

Drivers para Transistores de Potência

Drivers para Transistores de Potência A SUPPLIER Indústria e Comércio de Eletroeletrônicos Ltda é uma empresa constituída com o objetivo de atuar no setor das Indústrias Eletroeletrônicas, principalmente na fabricação de fontes de alimentação

Leia mais

Campus Natal Zona Norte Apostila de Eletrônica de Potência

Campus Natal Zona Norte Apostila de Eletrônica de Potência Campus Natal Zona Norte Apostila de Eletrônica de Potência. Prof. Jefferson Pereira da Silva Índice 1. Eletrônica de potência... 2 1.1. Definição... 2 1.2. Chaves semicondutoras de potência... 2 1.3. Tipos

Leia mais

INVERSOR DE FREQUÊNCIA ESCALAR DE BAIXO CUSTO PARA MOTORES MONOFÁSICOS

INVERSOR DE FREQUÊNCIA ESCALAR DE BAIXO CUSTO PARA MOTORES MONOFÁSICOS 26 a 29 de outubro de 2010 ISBN 978-85-61091-69-9 INVERSOR DE FREQUÊNCIA ESCALAR DE BAIXO CUSTO PARA MOTORES MONOFÁSICOS Gustavo Peloi da Silva 1 ; Abel Fidalgo Alves 2 RESUMO: O avanço da eletronica de

Leia mais

CONTROLE DE PROCESSOS NO ENSINO DE ELETRÔNICA MODELAGEM E SIMULAÇÃO

CONTROLE DE PROCESSOS NO ENSINO DE ELETRÔNICA MODELAGEM E SIMULAÇÃO CONTROLE DE PROCESSOS NO ENSINO DE ELETRÔNICA MODELAGEM E SIMULAÇÃO Larissa Moura Andrade lma.encaut@gmail.com Samuel Fernandes e Silva samuca.encaut@gmail.com Marlon José do Carmo marloncarmo@ieee.org

Leia mais

FONTE DE ALIMENTAÇÃO ININTERRUPTA NO BREAK EKSI

FONTE DE ALIMENTAÇÃO ININTERRUPTA NO BREAK EKSI i Juvenal. S. Langa FONTE DE ALIMENTAÇÃO ININTERRUPTA NO BREAK EKSI UNIVERSIDADE PEDAGÓGICA Escola Superior Técnica Maputo, 2010 ii Juvenal. S. Langa FONTE DE ALIMENTAÇÃO ININTERRUPTA NO BREAK EKSI Projecção

Leia mais

Tiristor SCR Retificador Controlado de Silício

Tiristor SCR Retificador Controlado de Silício Disciplina - Eletrônica Industrial - Informações Básicas Tiristor SCR Retificador Controlado de Silício PROF. Romeu Corradi Júnior EDIÇÃO PRELIMINAR 1.1 Campinas - 2005 Tiristor SCR Retificador Controlado

Leia mais

ANÁLISE DA QUALIDADE DA ENERGIA ELÉTRICA EM CONVERSORES DE FREQUENCIA

ANÁLISE DA QUALIDADE DA ENERGIA ELÉTRICA EM CONVERSORES DE FREQUENCIA ANÁLISE DA QUALIDADE DA ENERGIA ELÉTRICA EM CONVERSORES DE FREQUENCIA Nome dos autores: Halison Helder Falcão Lopes 1 ; Sergio Manuel Rivera Sanhueza 2 ; 1 Aluno do Curso de Engenharia Elétrica; Campus

Leia mais

Prof. Dr. Ernesto Ruppert Filho DSCE Departamento de Sistemas e Controle de Energia/FEEC/UNICAMP ruppert@fee.unicamp.

Prof. Dr. Ernesto Ruppert Filho DSCE Departamento de Sistemas e Controle de Energia/FEEC/UNICAMP ruppert@fee.unicamp. CONVERSORES ELETRÔNICOS DE POTÊNCIA PARA SISTEMAS FOTOVOLTAICOS DE BAIXA TENSÃO CONECTADOS À REDE Prof. Dr. Ernesto Ruppert Filho DSCE Departamento de Sistemas e Controle de Energia/FEEC/UNICAMP ruppert@fee.unicamp.br

Leia mais

Tutorial de Eletrônica Aplicações com 555 v2010.05

Tutorial de Eletrônica Aplicações com 555 v2010.05 Tutorial de Eletrônica Aplicações com 555 v2010.05 Linha de Equipamentos MEC Desenvolvidos por: Maxwell Bohr Instrumentação Eletrônica Ltda. Rua Porto Alegre, 212 Londrina PR Brasil http://www.maxwellbohr.com.br

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES EFA72C35-A/00

MANUAL DE INSTRUÇÕES EFA72C35-A/00 Histórico N. Doc. Revisão Data Descrição Aprovado 601165 A 24/01/14 Inicial Faria Executado: Edson N. da cópia: 01 Página 1 de 7 SUMÁRIO 1- INTRODUÇÃO 2- CARACTERÍSTICAS ELÉTRICAS E MECÂNICAS 2.1 - Entrada

Leia mais

Topologias de UPS estático. apresentados a seguir cheguem à carga a ser protegida e mantida em operação, utilizamos equipamentos

Topologias de UPS estático. apresentados a seguir cheguem à carga a ser protegida e mantida em operação, utilizamos equipamentos 36 Capítulo II Topologias de UPS estático Luis Tossi * Para evitarmos que os distúrbios elétricos de tensão DC, que se altera em nível DC em função de apresentados a seguir cheguem à carga a ser protegida

Leia mais

ELECTRÓNICA DE POTÊNCIA

ELECTRÓNICA DE POTÊNCIA ELECTRÓNIC DE POTÊNCI CIRCUITO DE DISPRO DE UM TIRISTOR CIRCUITO COM CRG RESSONNTE COMUTÇÃO PEL CRG GRUPO: DI: TURNO: HORS: LUNO: LUNO: LUNO: LUNO: Nº: Nº: Nº: Nº: IST DEEC 2003 Profª Beatriz Vieira Borges

Leia mais

Universidade Federal do Ceará Centro de Tecnologia Curso de Engenharia Elétrica

Universidade Federal do Ceará Centro de Tecnologia Curso de Engenharia Elétrica Universidade Federal do Ceará Centro de Tecnologia Curso de Engenharia Elétrica CIRCUITO PARA BALANCEAMENTO DE CARGAS EM TRANSFORMADORES DE DISTRIBUIÇÃO. Danielle Melo Alvarenga Simões Fortaleza Junho

Leia mais

TRANSISTORES DE EFEITO DE CAMPO

TRANSISTORES DE EFEITO DE CAMPO Engenharia Elétrica Eletrônica Professor: Alvaro Cesar Otoni Lombardi Os Transistores Bipolares de Junção (TBJ ou BJT) São controlados pela variação da corrente de base (na maioria das aplicações) 1 Os

Leia mais

Eletrônica Industrial para Controle e Automação I

Eletrônica Industrial para Controle e Automação I Eletrônica Industrial para Controle e Automação I http://www.dee.feis.unesp.br/docentes/?id=105 id=105 Prof. Dr. Flávio Alessandro Serrão Gonçalves E-mail: : flavioasg@sorocaba.unesp.br Sorocaba (SP),

Leia mais

C A D E R N O D E Q U E S T Õ E S

C A D E R N O D E Q U E S T Õ E S Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo Concurso Público - Edital 113 Docente - Prova Objetiva 1ª Fase 04/12/2011 C A D E R N O D E Q U E S T Õ E S ÁREA DE ATUAÇÃO: Eletrônica

Leia mais

Objetivo A presente prática tem por objetivo verificar na prática os diferentes modos de disparo dos TRIACs.

Objetivo A presente prática tem por objetivo verificar na prática os diferentes modos de disparo dos TRIACs. Universidade Federal do Paraná Curso de Engenharia Elétrica Laboratório de Engenharia Elétrica V TE067 Prof. James Alexandre Baraniuk Equipe: Data: / / EXPERIMENTO PRÁTICO COM TRIAC Objetivo A presente

Leia mais

SCQ/007 21 a 26 de Outubro de 2001 Campinas - São Paulo - Brasil

SCQ/007 21 a 26 de Outubro de 2001 Campinas - São Paulo - Brasil SCQ/007 21 a 26 de Outubro de 2001 Campinas - São Paulo - Brasil STE INTERFERÊNCIAS, COMPATIBILIDADE ELETROMAGNÉTICA E QUALIDADE DE ENERGIA ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DE VARIAÇÕES MOMENTÂNEAS DE TENSÃO NA OPERAÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA GUSTAVO SIMONETTI IMPERATORI

UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA GUSTAVO SIMONETTI IMPERATORI UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA GUSTAVO SIMONETTI IMPERATORI IMPLEMENTAÇÃO DE UM INVERSOR TRIFÁSICO COM SISTEMA DE PROTEÇÃO PARA O MOTOR DE

Leia mais

DISCIPLINAS INTEGRADORAS DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA DA UFSCar

DISCIPLINAS INTEGRADORAS DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA DA UFSCar DISCIPLINAS INTEGRADORAS DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA DA UFSCar Osmar Ogashawara 1 - osmaroga@ufscar.br Carlos Alberto de Francisco 1 - engcarlos@hotmail.com Edilson Reis Rodrigues Kato 2 kato@dc.ufscar.br

Leia mais

RECon Hy Line. Conversores Híbrido para Armazenamento de Energia

RECon Hy Line. Conversores Híbrido para Armazenamento de Energia RECon Hy Line Conversores Híbrido para Armazenamento de Energia Com investimentos contínuos em pesquisa e desenvolvimento, a FRIEM é líder em novas tecnologias aplicadas a conversores de alta potência

Leia mais

Projetos de Eletrônica Básica II

Projetos de Eletrônica Básica II Projetos de Eletrônica Básica II MUITO CUIDADO NA MONTAGEM DOS CIRCUITOS, JÁ QUE SE ESTÁ TRABALHANDO COM A REDE ELÉTRICA. Projete um sistema para uma casa inteligente, com as seguintes características:

Leia mais

Universidade Federal de Itajubá Graduação em Engenharia Elétrica Ênfase em Eletrônica

Universidade Federal de Itajubá Graduação em Engenharia Elétrica Ênfase em Eletrônica Universidade Federal de Itajubá Graduação em Engenharia Elétrica Ênfase em Eletrônica INVERSOR DE FREQUÊNCIA DO TIPO PONTE H COM CONTROLE PWM POR MICROPROCESSADOR BRUNO BANDINA, FELIPE R. RIBEIRO Orientador:

Leia mais

Eficiência e Inovação em Conversão de Energia

Eficiência e Inovação em Conversão de Energia Eficiência e Inovação em Conversão de Energia TECTROL, desde 1973, fabricando equipamentos de conversão de energia para os mais variados segmentos tais como: Telecom, Energia, Petroquímico, naval e offshore,

Leia mais

ELETRÔNICA INDUSTRIAL I

ELETRÔNICA INDUSTRIAL I ELETRÔNICA INDUSTRIAL I SCRs O SCR (tiristor) é um componente eletrônico semicondutor que trabalha de forma semelhante a um diodo, ou seja, permite a passagem da corrente em um único sentido, mas no início

Leia mais

Eletrônica de Potência para Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica

Eletrônica de Potência para Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação Departamento de Sistemas e Controle de Energia Eletrônica de Potência para Geração, Transmissão e Distribuição de Energia

Leia mais

ELETRÔNICA DE POTÊNCIA I

ELETRÔNICA DE POTÊNCIA I QUALIDADE DE ENERGIA 1-Introdução ELETRÔNICA DE POTÊNCIA I Desde o princípio do método de transmissão de energia elétrica utilizando CA, ou ondas senoidais, o aparecimento de componentes harmônicas é um

Leia mais

Fabio Meireles Gurgel

Fabio Meireles Gurgel APLICAÇÕES DE INVERSORES ELETRÔNICOS NA INDÚSTRIA NACIONAL: A CONTRIBUIÇÃO BRASILEIRA Fabio Meireles Gurgel PROJETO SUBMETIDO AO CORPO DOCENTE DO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA DA ESCOLA POLITÉCNICA

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA Matriz Curricular vigente a partir de 2012/1 Fase Cód. Disciplina Prérequisitos Carga Horária

Leia mais

IFBA MOSFET. CELET Coordenação do Curso Técnico em Eletrônica Professor: Edvaldo Moraes Ruas, EE. Vitória da Conquista - 2009

IFBA MOSFET. CELET Coordenação do Curso Técnico em Eletrônica Professor: Edvaldo Moraes Ruas, EE. Vitória da Conquista - 2009 IFBA MOSFET CELET Coordenação do Curso Técnico em Eletrônica Professor: Edvaldo Moraes Ruas, EE Vitória da Conquista - 2009 MOSFET s - introdução Semicondutor FET de óxido metálico, ou Mosfet (Metal Oxide

Leia mais

Sensores e Atuadores (2)

Sensores e Atuadores (2) (2) 4º Engenharia de Controle e Automação FACIT / 2009 Prof. Maurílio J. Inácio Atuadores São componentes que convertem energia elétrica, hidráulica ou pneumática em energia mecânica. Através dos sistemas

Leia mais

SISTEMA DE TREINAMENTO EM ELETRÔNICA ANALÓGICA E DIGITAL

SISTEMA DE TREINAMENTO EM ELETRÔNICA ANALÓGICA E DIGITAL SISTEMA DE TREINAMENTO EM ELETRÔNICA ANALÓGICA E DIGITAL MODELO: CARACTERÍSTICAS Terminais banhados à ouro Fácil visualização dos circuitos 18 Módulos envolvendo os principais conceitos de elétrica e eletrônica

Leia mais

RETIFICADORES TRIFÁSICOS CONTROLADOS COM ELEVADO FATOR DE POTÊNCIA E MULTINÍVEIS DE CORRENTE

RETIFICADORES TRIFÁSICOS CONTROLADOS COM ELEVADO FATOR DE POTÊNCIA E MULTINÍVEIS DE CORRENTE UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA RETIFICADORES TRIFÁSICOS CONTROLADOS COM ELEVADO FATOR DE POTÊNCIA E MULTINÍVEIS DE CORRENTE Tese submetida à Universidade

Leia mais