TÉC. HIG. DENTAL LÍNGUA PORTUGUESA MARQUE A ALTERNATIVA CORRETA UTILIZE O TEXTO I PARA RESPONDER ÀS QUESTÕES DE 01 A 10. Texto I

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TÉC. HIG. DENTAL LÍNGUA PORTUGUESA MARQUE A ALTERNATIVA CORRETA UTILIZE O TEXTO I PARA RESPONDER ÀS QUESTÕES DE 01 A 10. Texto I"

Transcrição

1 LÍNGUA PORTUGUESA MARQUE A ALTERNATIVA CORRETA UTILIZE O TEXTO I PARA RESPONDER ÀS QUESTÕES DE 01 A 10. Texto I O gerente de Malu Mader oferece fundos de investimentos exclusivos. Providencia análise de contratos. Consegue uma sala de reunião equipada. Manda flores. Aluga um carro com motorista. Uniclass providencia. Não é porque ela é celebridade. Mas ela é Cliente Uniclass. (Revista Veja, nº 1865) 1. De acordo com o texto, podemos inferir que: (A) O tratamento que o gerente do banco dá a Malu Mader é diferenciado por ser ela uma atriz de televisão. (B) O gerente do banco, ao qual o texto se refere, não faz distinção entre as pessoas, desde que elas sejam clientes Uniclass. (C) Independente de qualquer coisa, o gerente do banco não trata as pessoas da mesma maneira. (D) O tratamento vip só é dado a Malu Mader por ser ela uma estrela. (E) O banco só dá um excelente tratamento porque ele trabalha com o apoio filantrópico da Assistência Uniclass. 2. Dentre as informações abaixo, qual a única que não condiz com o texto em estudo? (A) O sujeito que aparece no 1º período, implicitamente, pode ser considerado, também, sujeito da maioria dos períodos que se seguem. (B) O fragmento...a Assistência Uniclass providencia. foi escrito no sentido figurado. (C) O pronome Tudo, utilizado em Tudo isso e muito mais a Assistência Uniclass providencia., resume, em si, semanticamente, todos os vocábulos que desempenham a função de complemento dos verbos de ação empregados nos 5 (cinco) primeiros períodos. (D) A estrutura sintático-semântica do 1º e 6º períodos leva o leitor a inferir que tanto o gerente de Malu Mader, quanto a Assistência Uniclass, são responsáveis por todas as realizações indicadas no texto. (E) Sintaticamente as palavras flores e celebridade se equivalem. 3. O texto foi construído usando idéias justapostas, dispensando, quase que na sua totalidade, a utilização de articuladores. Com base nesta afirmativa, ao reconstruirmos o texto, substituindo ou acrescentando articuladores e, conseqüentemente, modificando a pontuação, teremos: I. O gerente de Malu Mader oferece fundos de investimentos exclusivos, providencia análise de contratos, consegue uma sala de reunião equipada, manda flores. Além disso, aluga um carro com motorista. Uniclass providencia, não é porque ela é celebridade mas porque ela é Cliente Uniclass. II. O gerente de Malu Mader oferece fundos de investimentos exclusivos, providencia análise de contratos, consegue uma sala de reunião equipada, manda flores e aluga um carro com motorista. Uniclass providencia, não é porque ela é celebridade, mas porque ela é Cliente Uniclass. III. O gerente de Malu Mader oferece fundos de investimentos exclusivos. Ele providencia análise de contratos, consegue uma sala de reunião equipada. Além disso, manda flores e aluga um carro com motorista. Uniclass providencia. Não é porque ela é celebridade e sim porque ela é Cliente Uniclass. Está(ão) correto(s): (A) Apenas o item I. (B) Apenas os itens I e II. (C) Apenas os itens II e III. (D) Apenas o item III. (E) Todos os itens. 4. No texto, a carga semântica resultante da relação entre os dois últimos períodos é de (A) adversidade. (B) causalidade. (C) consecutividade. (D) conformidade.

2 (E) finalidade. 5. De acordo com a formação sintático-semântica do texto, podemos afirmar que (A) é constituído somente por períodos simples. (B) todos os períodos nele utilizados foram escritos na ordem direta. (C) o vocábulo equipada caracteriza a expressão uma sala de reunião. (D) foi construído somente com verbos de natureza significativa. (E) quanto à regência, o verbo mandar é, explicitamente, transitivo direto e indireto. 6. A parte do texto, que se apresenta em destaque, tem por objetivo primeiro: (A) Mostrar que todas as pessoas que são clientes do Uniclass são artistas. (B) Informar às pessoas que Malu Mader é cliente Uniclass. (C) Definir o que é ser cliente Uniclass. (D) Mostrar o valor que eles dão aos clientes Uniclass, com o intuito de convencer mais pessoas a se tornarem clientes Uniclass. (E) Ressaltar a importância de Malu Mader para o mundo das estrelas. 7. De acordo com o tipo de composição, o texto é, predominantemente, (A) dissertativo-argumentativo. (B) expositivo-argumentativo. (C) argumentativo-narrativo. (D) narrativo-dissertativo. (E) informativo-descritivo. 8. O anafórico Tudo só não substitui o vocábulo ou expressão: (A) análise de contratos. (B) o gerente de Malu Mader. (C) flores. (D) um carro com motorista. (E) uma sala de reunião equipada. 9. A função da linguagem que predomina no texto é a: (A) referencial. (B) poética. (C) fática. (D) expressiva. (E) metalingüística. 10. De acordo com o texto, a função sintática da expressão análise de contratos, utilizada em Providencia análise de contratos., é de um (A) objeto indireto. (B) predicativo. (C) complemento nominal. (D) objeto direto. (E) adjunto adverbial. CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS MARQUE A ALTERNATIVA CORRETA 11. De acordo com a legislação em vigor, uma das tarefas do Técnico em Higiene Dental é: (A) Realizar raspagem subgengival; preparar moldeiras e realizar moldagens. (B) Preparar e anestesiar o paciente; fazer propaganda dos seus serviços. (C) Selecionar os filmes e utilizar as técnicas para o exame radiográfico; fazer a evidenciação de placa bacteriana, profilaxia dental e aplicação de flúor. (D) Revelar radiografias; receitar medicamentos. (E) Realizar preparos cavitários e esculpir o material restaurador. 12. Lesão caracterizada por uma alteração da coloração normal da mucosa bucal, sem elevação ou depressão da superfície, é chamada de (A) placa. (B) mácula. (C) pápula. (D) úlcera. (E) bolha. 13. Com relação ao Controle de Infecção no Consultório Odontológico, é correto afirmar: (A) As luvas são impermeáveis às bactérias após várias horas de uso. (B) O uso de roupas e jaleco de cor branca é para conferir status perante a sociedade. (C) A máscara é de uso obrigatório para toda equipe odontológica, podendo permanecer pendurada no pescoço. (D) As sobreluvas são usadas para evitar a contaminação da luva principal, quando do uso de equipamentos acessórios, como o aparelho fotopolimerizador, telefone ou o aparelho de raios- X durante o atendimento clínico.

3 (E) Os óculos de proteção não são de uso obrigatório para o cirurgião-dentista e pessoal auxiliar presente durante a realização de trabalhos. 14. Utilizando a Técnica da Bissetriz para radiografar a região de molares superiores, o ângulo vertical deve ser de: (A) +45º a +50º (B) -5º a -10º (C) +20º a +30º (D) -15º a -20º (E) +30º a + 40º 15. Com relação à educação do paciente, é correto afirmar: (A) No programa de educação é necessário uma linguagem clara, simples e adequada à idade e à cultura do paciente. (B) Para que não haja falha no processo ensino/aprendizagem, o ensino de técnicas e conteúdos devem ser realizados em uma única etapa. (C) O Técnico em Higiene Dental realiza explicações sobre as causas das doenças bucais e esclarece alternativas de tratamento em relação ao diagnóstico feito por ele. (D) A participação do Técnico em Higiene Dental é dispensável no programa de educação do paciente. (E) A aprendizagem deve ser ativa somente para pacientes especiais, a informação recebida deve ser posta em prática, exercitando a técnica e os conteúdos que a fundamentam. 16. As cerdas das escovas são posicionadas no sulco gengival, com um ângulo de 45º em relação ao longo eixo dos dentes. A escova é pressionada em direção à gengiva e movida com um pequeno movimento circular, de forma que as cerdas entrem no sulco. Esta descrição corresponde à técnica de escovação proposta por: (A) Fones. (B) Charters. (C) Pádua Lima. (D) Stillman. (E) Bass. 17. Com relação à Motivação em Saúde Bucal, é incorreto afirmar: (A) A motivação é um requisito indispensável no processo aprendizagem. (B) Após o exame clínico, devem ser apresentados verbalmente e claramente todos os achados referentes ao caso, ressaltando-se a importância da participação ativa para a obtenção do sucesso pretendido. (C) Os evidenciadores para corar placa bacteriana têm sido utilizados como um estímulo visual de grande impacto motivacional, uma vez que, para o paciente, nem sempre é fácil detectar a presença de placa bacteriana. (D) O Técnico de Higiene Dental pode chamar a atenção para a presença de alterações no hálito, lembrando que as atividades sociais podem estar sendo comprometidas diante do problema e com o auxílio de medidas preventivas (escovação, fio dental etc), pode-se demonstrar o problema, o que poderá desencadear um estímulo motivacional imediato. (E) O trabalho de motivação do paciente deve sempre se pautar por ações autoritárias, onde os pacientes apenas ouvem e obedecem, pois a postura do Técnico de Higiene Dental, denotando firmeza, propicia uma motivação mais duradoura. 18. A Técnica Radiográfica mais adequada para a detecção de cáries proximais é: (A) Periapical. (B) Interproximal. (C) Clark. (D) Oclusal. (E) Panorâmica. 19. Com relação às Técnicas de Higiene Dental, é incorreto afirmar: (A) Deve-se observar e respeitar a capacidade motora de cada paciente e, a partir daí, adaptar a técnica de escovação que seja mais adequada às suas condições. (B) A higienização seqüencial permite que o paciente tenha noção das áreas higienizadas, auxilia na formação do hábito de higiene bucal e assegura que todas as áreas sejam atingidas. (C) A higienização da língua tem como objetivo remover de maneira, eficiente e segura, o biofilme dental do dorso da língua, podendo ser realizada com auxílio de uma escova dental ou raspador de língua. (D) A higienização da cavidade oral só deverá ser iniciada a partir da erupção do primeiro dente no arco dental, sendo feita com uso do fio dental e

4 escova desenhada com cabo longo para boa empunhadura. (E) O uso de evidenciadores de placa bacteriana, fio dental, dentifrício e escova dental têm influencia na terapêutica das doenças cárie e periodontal. 20. Um Cirurgião-Dentista, realizando um exame na cavidade oral de uma criança, detectou lesão de cárie no 1º molar permanente inferior direito, no canino decíduo superior esquerdo e no 1º molar decíduo superior direito. De acordo com a padronização da notação dentária (FDI), os números que correspondem aos três elementos são: (A) 46, 63, 54 (B) 36, 63, 56 (C) 46, 63, 56 (D) 36, 63, 54 (E) 36, 53, De acordo com os tópicos abaixo, assinale a afirmativa incorreta: (A) Os alimentos que contêm sacarose possuem um potencial cariogênico alto, por fornecer energia para as bactérias se multiplicarem, além de facilitarem a formação de placa. (B) O evento mais crucial para o desenvolvimento do processo carioso é a seleção e dominância de certos grupos de microorganismos específicos, ácido-tolerantes. (C) O controle dos contatos salivares freqüentes pelo binômio mãe-filho é uma medida importante para evitar ou retardar a transmissão precoce da microbiota cariogênica. (D) O controle do consumo freqüente de sacarose, a redução sistemática da espessura das placas e sua desorganização pela higiene bucal e fluorterapia são ferramentas relevantes para evitar o estabelecimento da microbiota cariogênica. (E) A eliminação, mesmo sendo temporária ou o controle dos microorganismos considerados cariogênicos, não tem influência na redução da atividade da doença cárie. 22. Após a tomada radiográfica, o Cirurgião- Dentista observou que a imagem radiográfica ficou alongada. Qual a provável causa? (A) Posicionamento impróprio do filme. (B) Filme dobrado. (C) Dupla exposição. (D) Superexposição. (E) Angulação vertical incorreta. 23. Sobre os cimentos odontológicos, é correto afirmar: (A) O cimento de hidróxido de cálcio deve ser usado na cimentação de próteses definitivas por possuir alta resistência à compreensão e baixa solubilidade. (B) O cimento de policarboxilato de zinco é usado freqüentemente como material forrador, por proteger o complexo dentina-polpa, induzindo a formação de dentina reparadora. (C) O cimento fosfato de zinco apresenta ação anticariogênica e seus efeitos cariostático nas estruturas dentais acontecem pela liberação dos íons flúor, auxiliando na redução da atividade de cáries secundárias. (D) É proibido armazenar o líquido do cimento ionômero de vidro em geladeira, porque à baixa temperatura ocorrerá sua geleificação, perdendo, desta forma, suas excelentes propriedades. (E) O líquido do cimento de óxido de zinco só poderá ser manipulado ao pó se se apresentar amarelado. 24. O Material de Moldagem que não pode sofrer desinfecção por imersão é: (A) Alginato. (B) Silicona de adição e condensação. (C) Godiva. (D) Polissulfeto. (E) Pasta zincoenólica. 25. De acordo com os tópicos abaixo, marque a alternativa incorreta? (A) O dentifrício fluoretado é importante não só para crianças como também para os adultos. Em acréscimo, ele é fundamental para controlar tanto a cárie de esmalte como de dentina. (B) O aumento da concentração de flúor garante maior benefício do flúor no controle da progressão da cárie em todos os indivíduos. (C) O flúor interfere na dinâmica do processo de cárie, devendo ser considerado mais importante sua presença constante no meio bucal ao invés da sua incorporação ao dente. (D) A água fluoretada garante concentrações pequenas e constantes de flúor na cavidade oral, controlando cárie tanto em crianças como em adultos quando, continuamente, ingerem água adequadamente fluoretada.

5 (E) O efeito do flúor é essencialmente terapêutico, reduzindo a progressão da lesão de cárie ou paralisando-a. 26. O Movimento da Mandíbula é possível graças: (A) Aos músculos digástricos, estilo-hióideo, milohióideo e gênio-hióideo. (B) Aos músculos da mastigação. (C) À ATM (Articulação Temporomandibular) e aos músculos inseridos na mandíbula. (D) À ATM (Articulação Temporomandibular) e aos músculos bucinador, pterigóideo medial e lateral. (E) À ATM (Articulação Temporomandibular). 30. A forma de controle social que possibilita a população, através de seus representantes, definir, acompanhar a execução e fiscalizar as políticas de saúde, denomina-se: (A) Participação partidária. (B) Participação de classe. (C) Participação da comunidade. (D) Participação dos enfermeiros. (E) Participação dos médicos. 27. A participação da comunidade nos serviços e ações de saúde foi assegurada pela Constituição de Qual a Lei que garante a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde? (A) (B) (C) (D) (E) Órgão Permanente de Fiscalização do Sistema Único de Saúde, que tem na sua composição representantes dos usuários, dos trabalhadores de saúde, do governo e dos prestadores de serviços: (A) Conselho Social. (B) Associação de Bairro. (C) Conselho de Classe. (D) Conselho de Enfermagem. (E) Conselho de Saúde. 29.Todos os cidadãos brasileiros, independente de sexo, etnia, religião, idade ou situação de emprego, têm direito à mesma assistência à saúde. Este enunciado refere-se a um dos princípios do Sistema Único de Saúde que é: (A) Princípio de Justiça. (B) Princípio de Atendimento. (C) Princípio de Equidade. (D) Princípio de Integralidade. (E) Princípio de Gratuidade.

6 REDAÇÃO ORIENTAÇÕES GERAIS 1. A sua redação deverá ser escrita, rigorosamente, dentro do limite de 10 a 25 linhas. O candidato que não cumprir com esta determinação será penalizado com a perda de 6,0 pontos. 2. Não serão avaliadas as redações que contenham qualquer assinatura ou marca identificadora. 3. Os textos que subsidiam a sua proposta de redação apresentam informações que o ajudarão a desenvolver o seu texto. Consulte-os e utilize-os sem, no entanto, copiá-los. 4. As redações feitas de lápis serão desconsideradas. 5. Se as instruções relativas ao tema não forem seguidas, a redação será anulada. 6. Utilize este boletim como rascunho e passe a sua redação definitiva para o Formulário de Redação. 7. Caso você dê um título à sua redação, a linha não será computada dentre as 10 ou as 25 exigidas como mínimo e máximo. 8. A sua redação será avaliada, levando-se em consideração o tipo de texto solicitado; coerência e coesão textual e respeito à norma culta. PROPOSTA DA REDAÇÃO Segundo Silveira Bueno, vacinar é introduzir qualquer micróbio morto ou de virulência atenuada no organismo, para obrigá-lo a formar anticorpos contra determinada doença. Levando em consideração esta informação, elabore um texto, predominantemente dissertativoargumentativo, que tenha como objetivo convencer as pessoas da importância da vacinação para o ser humano

7

TÉC. RADIOLOGIA LÍNGUA PORTUGUESA MARQUE A ALTERNATIVA CORRETA UTILIZE O TEXTO I PARA RESPONDER ÀS QUESTÕES DE 01 A 10. Texto I

TÉC. RADIOLOGIA LÍNGUA PORTUGUESA MARQUE A ALTERNATIVA CORRETA UTILIZE O TEXTO I PARA RESPONDER ÀS QUESTÕES DE 01 A 10. Texto I LÍNGUA PORTUGUESA MARQUE A ALTERNATIVA CORRETA UTILIZE O TEXTO I PARA RESPONDER ÀS QUESTÕES DE 01 A 10. Texto I O gerente de Malu Mader oferece fundos de investimentos exclusivos. Providencia análise de

Leia mais

AUX. ENFERMAGEM LÍNGUA PORTUGUESA MARQUE A ALTERNATIVA CORRETA UTILIZE O TEXTO I PARA RESPONDER ÀS QUESTÕES DE 01 A 10. Texto I

AUX. ENFERMAGEM LÍNGUA PORTUGUESA MARQUE A ALTERNATIVA CORRETA UTILIZE O TEXTO I PARA RESPONDER ÀS QUESTÕES DE 01 A 10. Texto I LÍNGUA PORTUGUESA MARQUE A ALTERNATIVA CORRETA UTILIZE O TEXTO I PARA RESPONDER ÀS QUESTÕES DE 01 A 10. Texto I O gerente de Malu Mader oferece fundos de investimentos exclusivos. Providencia análise de

Leia mais

TEC. ENFERMAGEM LÍNGUA PORTUGUESA MARQUE A ALTERNATIVA CORRETA UTILIZE O TEXTO I PARA RESPONDER ÀS QUESTÕES DE 01 A 10. Texto I

TEC. ENFERMAGEM LÍNGUA PORTUGUESA MARQUE A ALTERNATIVA CORRETA UTILIZE O TEXTO I PARA RESPONDER ÀS QUESTÕES DE 01 A 10. Texto I LÍNGUA PORTUGUESA MARQUE A ALTERNATIVA CORRETA UTILIZE O TEXTO I PARA RESPONDER ÀS QUESTÕES DE 01 A 10. Texto I O gerente de Malu Mader oferece fundos de investimentos exclusivos. Providencia análise de

Leia mais

TÉC. LABORATÓRIO LÍNGUA PORTUGUESA MARQUE A ALTERNATIVA CORRETA UTILIZE O TEXTO I PARA RESPONDER ÀS QUESTÕES DE 01 A 10. Texto I

TÉC. LABORATÓRIO LÍNGUA PORTUGUESA MARQUE A ALTERNATIVA CORRETA UTILIZE O TEXTO I PARA RESPONDER ÀS QUESTÕES DE 01 A 10. Texto I LÍNGUA PORTUGUESA MARQUE A ALTERNATIVA CORRETA UTILIZE O TEXTO I PARA RESPONDER ÀS QUESTÕES DE 01 A 10. Texto I O gerente de Malu Mader oferece fundos de investimentos exclusivos. Providencia análise de

Leia mais

MANUAL INSTRUTIVO DOS CÓDIGOS ODONTOLÓGICOS DO SIA/SUS - TSB E ASB -

MANUAL INSTRUTIVO DOS CÓDIGOS ODONTOLÓGICOS DO SIA/SUS - TSB E ASB - 1 MANUAL INSTRUTIVO DOS CÓDIGOS ODONTOLÓGICOS DO SIA/SUS - TSB E ASB - Porto Alegre, 2014. 1 2 S ODONTOLÓGICOS PARA AUXILIARES E TÉCNICOS EM SAÚDE BUCAL Tabela 1: Tipos de Procedimentos Odontológicos para

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA MARQUE A ALTERNATIVA CORRETA UTILIZE O TEXTO I PARA RESPONDER ÀS QUESTÕES DE 01 A 10. Texto I

LÍNGUA PORTUGUESA MARQUE A ALTERNATIVA CORRETA UTILIZE O TEXTO I PARA RESPONDER ÀS QUESTÕES DE 01 A 10. Texto I Texto I LÍNGUA PORTUGUESA MARQUE A ALTERNATIVA CORRETA UTILIZE O TEXTO I PARA RESPONDER ÀS QUESTÕES DE 01 A 10. O Último Computador Luís Fernando Veríssimo Um dia, todos os computadores do mundo estarão

Leia mais

Como obter resultados com a otimização dos consultórios com os TSB e ASB

Como obter resultados com a otimização dos consultórios com os TSB e ASB Como obter resultados com a otimização dos consultórios com os TSB e ASB 6º SINPLO Simpósio Internacional de Planos Odontológicos Fabiana Car Pernomiam 2011 Ergonomia racionalizar o trabalho, possibilitar

Leia mais

CONTROLE MECÂNICO DO BIOFILME DENTAL

CONTROLE MECÂNICO DO BIOFILME DENTAL CONTROLE MECÂNICO DO BIOFILME DENTAL PLACA DENTAL OU BACTERIANA = BIOFILME DENTAL BIOFILME pode ser definido como uma comunidade bacteriana, em uma matriz composta por polímeros extracelulares, aderidas

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM DESPACHO-MG PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL 001/2009 CARGO: ODONTÓLOGO CADERNO DE PROVAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM DESPACHO-MG PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL 001/2009 CARGO: ODONTÓLOGO CADERNO DE PROVAS CADERNO DE PROVAS 1 A prova terá a duração de duas horas, incluindo o tempo necessário para o preenchimento do gabarito. 2 Marque as respostas no caderno de provas, deixe para preencher o gabarito depois

Leia mais

PROVA ESPECÍFICA Cargo 23

PROVA ESPECÍFICA Cargo 23 13 PROVA ESPECÍFICA Cargo 23 QUESTÃO 31 Com relação aos tecidos dentários, analise as afirmativas abaixo: 1) O esmalte é um tecido duro, que constitui a maior parte do dente, determinando a forma da coroa.

Leia mais

Escrito por Administrator Ter, 02 de Fevereiro de 2010 09:14 - Última atualização Qua, 10 de Março de 2010 08:44

Escrito por Administrator Ter, 02 de Fevereiro de 2010 09:14 - Última atualização Qua, 10 de Março de 2010 08:44 Mitos e Verdades da Odontologia Mitos: Quanto maior e colorida for nossa escova dental, melhor! Mentira. A escova dental deve ser pequena ou média para permitir alcançar qualquer região da nossa boca.

Leia mais

Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal. Materiais Dentários. Professora: Patrícia Cé

Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal. Materiais Dentários. Professora: Patrícia Cé Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal Materiais Professora: Patrícia Cé Introdução AULA I Vernizes Cimento de hidróxido de Cálcio Cimento de Ionômero de Vidro Cimento de

Leia mais

COBERTURAS DO PLANO VIP PLUS

COBERTURAS DO PLANO VIP PLUS COBERTURAS DO PLANO VIP PLUS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO 01. DIAGNÓSTICO Exame clínico inicial Consultas com hora marcada Exame clínico final Exame admissional (exame de sanidade dentária) 02. ATENDIMENTO DE

Leia mais

Estado do Ceará PREFEITURA MUNICIPAL DE CEDRO CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Estado do Ceará PREFEITURA MUNICIPAL DE CEDRO CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 1. O paciente João compareceu ao consultório odontológico uma semana depois de realizar uma exodontia do segundo molar inferior esquerdo. Qual das alternativas abaixo contém os

Leia mais

Placa bacteriana espessa

Placa bacteriana espessa A IMPORTÂNCIA DA SAÚDE BUCAL A saúde bucal é importante porque a maioria das doenças e a própria saúde começam pela boca. Por exemplo, se você não se alimenta bem, não conseguirá ter uma boa saúde bucal,

Leia mais

Técnicas em Higiene Dental

Técnicas em Higiene Dental Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal Técnicas em Higiene Dental Professor: Bruno Aleixo Venturi Aulas práticas Lista de materiais Aulas práticas - Lista de materiais Roupa

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 2015

CONCURSO PÚBLICO 2015 IMPARH DIRETORIA DE CONCURSOS E SELEÇÕES - DCS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE - SMS CONCURSO PÚBLICO 2015 NOME PROVIMENTO DOS CARGOS EFETIVOS DE TÉCNICO EM ENFERMAGEM, TÉCNICO EM HIGIENE DENTAL E AUXILIAR

Leia mais

PROCESSO SELETIVO EDITAL 23/2014

PROCESSO SELETIVO EDITAL 23/2014 PROCESSO SELETIVO EDITAL 23/2014 CARGO E UNIDADES: Odontólogo (Unidade Móvel) Atenção: NÃO ABRA este caderno antes do início da prova. Tempo total para resolução desta prova: 3 (três) horas. I N S T R

Leia mais

Cuidados profissionais para a higiene bucal HIGIENE BUCAL

Cuidados profissionais para a higiene bucal HIGIENE BUCAL HIGIENE BUCAL A Higiene bucal é considerada a melhor forma de prevenção de cáries, gengivite, periodontite e outros problemas na boca, além de ajudar a prevenir o mau-hálito (halitose). Higiene bucal é

Leia mais

AULA 3 DENTÍSTICA RESTAURADORA MATERIAIS E TÉCNICAS PROF.ESP.RICHARD SBRAVATI

AULA 3 DENTÍSTICA RESTAURADORA MATERIAIS E TÉCNICAS PROF.ESP.RICHARD SBRAVATI CURSO ASB UNIODONTO/APCD AULA 3 DENTÍSTICA RESTAURADORA MATERIAIS E TÉCNICAS PROF.ESP.RICHARD SBRAVATI TRABALHO DE CONCLUSÃO DE MÓDULO Tema: O papel da ASB nas especialidades de Prótese e Dentística. Trabalho

Leia mais

MEDIDAS DE ADEQUAÇÃO DO MEIO BUCAL PARA CONTROLE DA CÁRIE DENTÁRIA EM ESCOLARES DO CASTELO BRANCO

MEDIDAS DE ADEQUAÇÃO DO MEIO BUCAL PARA CONTROLE DA CÁRIE DENTÁRIA EM ESCOLARES DO CASTELO BRANCO MEDIDAS DE ADEQUAÇÃO DO MEIO BUCAL PARA CONTROLE DA CÁRIE DENTÁRIA EM ESCOLARES DO CASTELO BRANCO BARROS, Ítala Santina Bulhões 1 LIMA, Maria Germana Galvão Correia 2 SILVA, Ariadne Estffany Máximo da

Leia mais

LEIA ATENTAMENTE AS SEGUINTES INSTRUÇÕES:

LEIA ATENTAMENTE AS SEGUINTES INSTRUÇÕES: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS - CGIC Concurso Público (Aplicação: 20/05/2012) Cargo: Técnico em Higiene Dental/Classe D-101 LEIA ATENTAMENTE AS SEGUINTES INSTRUÇÕES: Verifique,

Leia mais

Cárie Dental Conceitos Etiologia Profa Me. Gilcele Berber

Cárie Dental Conceitos Etiologia Profa Me. Gilcele Berber Cárie Dental Conceitos Etiologia Profa Me. Gilcele Berber Perda localizada dos tecidos calcificados dos dentes, decorrentes da fermentação de carboidratos da dieta por microrganismos do biofilme Princípios

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. TESTE SELETIVO PÚBLICO - Edital n.º 01/2015 8 de março de 2015 / INSTITUTO CORPORE / Guarujá SP

LÍNGUA PORTUGUESA. TESTE SELETIVO PÚBLICO - Edital n.º 01/2015 8 de março de 2015 / INSTITUTO CORPORE / Guarujá SP LÍNGUA PORTUGUESA 1. "Pagam bem lá?" Nesta oração o sujeito é: a) Oculto. b) Simples. c) Indeterminado. d) Oração sem sujeito. e) Indireto. 2. "Anoitecia silenciosamente." Nesta oração temos: a) Sujeito

Leia mais

Profª Márcia Rendeiro

Profª Márcia Rendeiro Profª Márcia Rendeiro CONHECIMENTO CIENTÍFICO TECNOLOGIAS PRÁTICA ODONTOLÓGICA AMBIENTES INSTRUMENTOS MATERIAIS RECURSOS HUMANOS O PROCESSO DE TRABALHO ODONTOLÓGICO VEM SOFRENDO TRANSFORMAÇÕES AO LONGO

Leia mais

Diretrizes Assistenciais

Diretrizes Assistenciais Diretrizes Assistenciais Protocolo de Tratamento Odontológico Versão eletrônica atualizada em Janeiro 2009 A EQUIPE DE SAÚDE BUCAL NA UTMO Fernanda de Paula Eduardo Letícia Mello Bezinelli Pacientes que

Leia mais

PROTOCOLOS OPERACIONAIS DOS SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS A SEREM SEGUIDOS PELOS PERITOS E PRESTADORES DE SERVIÇO DO SESI/DR/AC

PROTOCOLOS OPERACIONAIS DOS SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS A SEREM SEGUIDOS PELOS PERITOS E PRESTADORES DE SERVIÇO DO SESI/DR/AC PROTOCOLOS OPERACIONAIS DOS SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS A SEREM SEGUIDOS PELOS PERITOS E PRESTADORES DE SERVIÇO DO SESI/DR/AC A) TIPOS DE SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS A.1 Consulta Inicial Entende-se como exame clínico,

Leia mais

Prof. Carolina Borges e prof. Márcia Redendeiro

Prof. Carolina Borges e prof. Márcia Redendeiro Prof. Carolina Borges e prof. Márcia Redendeiro PRÁTICA ODONTOLÓGICA= FATORES EXTERNOS + FATORES INTERNOS CONHECIMENTO CIENTÍFICO TECNOLOGIAS PRÁTICA ODONTOLÓGICA RECURSOS HUMANOS AMBIENTES RECURSOS HUMANOS

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADO nº 006/2013 SAÚDE

PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADO nº 006/2013 SAÚDE PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADO nº 006/2013 SAÚDE CARGO: AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL Nome do Candidato: Nº do RG: Assinatura: INSTRUÇÕES 1. Verifique se o seu caderno de provas contém 30 (trinta) questões

Leia mais

REGULAMENTO ODONTOLÓGICO

REGULAMENTO ODONTOLÓGICO REGULAMENTO ODONTOLÓGICO Regulamento Vigente REGULAMENTO ODONTOLÓGICO ARTIGO 1º - A Associação dos Agentes Fiscais de Rendas do Estado de São Paulo - AFRESP - prestará a seus associados inscritos na Administração

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ. TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR Odontologia

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ. TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR Odontologia MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR Odontologia Brasília/DF - 2007 1 1. Introdução A meta deste trabalho é estruturar e auxiliar no correto preenchimento das

Leia mais

CONHECIMENTO DA CONTAMINAÇÃO PRESENTE NAS MOLDAGENS ODONTOLÓGICAS PELOS PROFISSIONAIS DOS LABORATÓRIOS DE PRÓTESE DE CASCAVEL

CONHECIMENTO DA CONTAMINAÇÃO PRESENTE NAS MOLDAGENS ODONTOLÓGICAS PELOS PROFISSIONAIS DOS LABORATÓRIOS DE PRÓTESE DE CASCAVEL CONHECIMENTO DA CONTAMINAÇÃO PRESENTE NAS MOLDAGENS ODONTOLÓGICAS PELOS PROFISSIONAIS DOS LABORATÓRIOS DE PRÓTESE DE CASCAVEL Rosana Izabela Spiller 1 Rosana Aparecida dos Santos INTRODUÇÃO: Com a propagação

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEIS SUPERIOR, MÉDIO E TÉCNICO NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE PALMARES

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEIS SUPERIOR, MÉDIO E TÉCNICO NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE PALMARES CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEIS SUPERIOR, MÉDIO E TÉCNICO NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE PALMARES AVISO DE RETIFICAÇÃO DE EDITAL Nº 01 A Comissão de Concurso torna publica

Leia mais

Doenças Periodontais. Tratamento e Prevenção. 1º e-book - COS - Clínica Odontológica Soares

Doenças Periodontais. Tratamento e Prevenção. 1º e-book - COS - Clínica Odontológica Soares Doenças Periodontais Tratamento e Prevenção 1º e-book - COS - Clínica Odontológica Soares Gengivite e Periodontite Guia para o paciente Aprenda mais sobre as Doenças Periodontais (de gengiva) As doenças

Leia mais

GUIA DE SAÚDE BUCAL E TRAUMATISMO DENTAL PARA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA)

GUIA DE SAÚDE BUCAL E TRAUMATISMO DENTAL PARA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA) GUIA DE SAÚDE BUCAL E TRAUMATISMO DENTAL PARA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA) AUTORES Ingryd Coutinho de Oliveira Priscila Cunha Nascimento Discentes da Graduação em Odontologia e Bolsistas de Ensino

Leia mais

Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 8 Especialidade: DENTÍSTICA RESTAURADORA

Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 8 Especialidade: DENTÍSTICA RESTAURADORA Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 8 Grupo: 100-Diagnose - As consultas deverão ser faturadas em Guias de Atendimento - GA, separadamente dos demais procedimentos, que serão faturados na

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA. PROJETO DE LEI N.º 1.140, DE 2003 (Apensos os Projetos de Lei n.º 1.573, de 2003, e n.º 2.

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA. PROJETO DE LEI N.º 1.140, DE 2003 (Apensos os Projetos de Lei n.º 1.573, de 2003, e n.º 2. COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA PROJETO DE LEI N.º 1.140, DE 2003 (Apensos os Projetos de Lei n.º 1.573, de 2003, e n.º 2.489, de 2003) Regulamenta o exercício das profissões de Técnico em Higiene

Leia mais

Técnico de Saúde Bucal

Técnico de Saúde Bucal Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde Técnico de Saúde Bucal CÓDIGOS: (TSB60-TSB62) Caderno: 2 Aplicação: Manhã LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES 1 - A duração da prova é de 4 horas, já incluído

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 34

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 34 8 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 34 QUESTÃO 17 Com relação à cárie dentária, é CORRETO afirmar: a) Tudo indica que a infecção primária na criança advém da mãe (transmissão vertical), mas isso

Leia mais

MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE

MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE SAÚDE BUCAL Para ter um sorriso bonito, saudável e com hálito bom, é preciso: Escovar os dentes, utilizando uma escova de dente de tamanho adequado

Leia mais

RASPAGEM E ALISAMENTO RADICULAR E TRATAMENTO PERIODONTAL DE SUPORTE

RASPAGEM E ALISAMENTO RADICULAR E TRATAMENTO PERIODONTAL DE SUPORTE INAPÓS - Faculdade de Odontologia e Pós Graduação Disciplina de Periodontia 5 o período RASPAGEM E ALISAMENTO RADICULAR E TRATAMENTO PERIODONTAL DE SUPORTE Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira http://lucinei.wikispaces.com

Leia mais

Especialização em SAÚDE DA FAMÍLIA. Caso complexo Natasha. Fundamentação teórica Odontohebiatria PROVAB

Especialização em SAÚDE DA FAMÍLIA. Caso complexo Natasha. Fundamentação teórica Odontohebiatria PROVAB Caso complexo Natasha Especialização em Fundamentação teórica PROVAB Isa Teixeira Gontijo Para compreender bem as medidas que devem ser adotadas na prevenção da doença cárie e da doença gengival, diagnosticadas

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 001/2014 Prefeitura Municipal de Bom Despacho AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 001/2014 Prefeitura Municipal de Bom Despacho AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL 1)Para a prevenção e o controle da cárie, é necessário atuar em um conjunto de fatores : a) Restauração, polimento, bala b) Controle do açúcar, limpeza dos dentes, uso do flúor. c) Escovação, açúcar, flúor

Leia mais

CUIDE DOS SEUS DENTES

CUIDE DOS SEUS DENTES SENADO FEDERAL CUIDE DOS SEUS DENTES SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Cuide dos seus dentes apresentação Pesquisas científicas comprovam que dentes estragados provocam outras doenças que aparentemente não têm

Leia mais

PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 16/3/2009, Seção 1, Pág. 21. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 16/3/2009, Seção 1, Pág. 21. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 16/3/2009, Seção 1, Pág. 21. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: Ministério da Educação/Secretaria de Educação

Leia mais

TÉCNICO DE SAÚDE BUCAL

TÉCNICO DE SAÚDE BUCAL PROCESSO SELETIVO IABAS ESF SETEMBRO 2014 TÉCNICO DE SAÚDE BUCAL CÓDIGO: TSB46, TSB54 E TSB64 LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES 1 - A duração da prova é de 4 horas, já incluído o tempo de preenchimento do

Leia mais

CURSO TÉCNICO EM SAÚDE BUCAL (TSB)

CURSO TÉCNICO EM SAÚDE BUCAL (TSB) CURSO TÉCNICO EM SAÚDE BUCAL (TSB) INFORMAÇÕES SOBRE O CURSO CARGA HORÁRIA: 1.200 HORAS COM ESTÁGIO DURAÇÃO : 2 ANOS PERIODICIDADE: SEMANAL (2ª, 3ª E 4ª) HORÁRIO DAS AULAS: 19H AS 21H INFORMAÇÕES SOBRE

Leia mais

Cobertura RN 338 Lei 9656/98:

Cobertura RN 338 Lei 9656/98: Cobertura RN 338 Lei 9656/98: CÓDIGO PROCEDIMENTO Flex 30% GRUPO 87000032 CONDICIONAMENTO EM ODONTOLOGIA PARA PACIENTES COM NECESSIDADES ESPECIAIS R$ 7,62 CONSULTAS 81000030 CONSULTA ODONTOLÓGICA R$ 10,58

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 2015

CONCURSO PÚBLICO 2015 IMPARH DIRETORIA DE CONCURSOS E SELEÇÕES - DCS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE - SMS CONCURSO PÚBLICO 2015 NOME PROVIMENTO DOS CARGOS EFETIVOS DE TÉCNICO EM ENFERMAGEM, TÉCNICO EM HIGIENE DENTAL E AUXILIAR

Leia mais

UFG/CS PREFEITURA DE GOIÂNIA CONCURSO PÚBLICO/SAÚDE/2012

UFG/CS PREFEITURA DE GOIÂNIA CONCURSO PÚBLICO/SAÚDE/2012 CONHECIMENTOS GERAIS EM SAÚDE PÚBLICA QUESTÃO 01 De acordo com o Artigo 198 da Constituição Federal de 1988, as ações e os serviços públicos de saúde integram uma rede regionalizada e hierarquizada e constituem

Leia mais

Planilha1. Controle de hemorragia com aplicação de agente hemostático em região buco-maxilo-facial

Planilha1. Controle de hemorragia com aplicação de agente hemostático em região buco-maxilo-facial 81000421 Radiografia periapical CIRURGIA Planilha1 DIAGNÓSTICO 81000065 Consulta odontológica inicial 81000111 Diagnóstico anatomopatológico em citologia esfoliativa na região buco-maxilo-facial 81000138

Leia mais

CONHECIMENTOS GERAIS 05 QUESTÕES

CONHECIMENTOS GERAIS 05 QUESTÕES CONHECIMENTOS GERAIS 05 QUESTÕES 1. Na perspectiva de superar as dificuldades apontadas, os gestores do SUS assumem o compromisso público da construção do PACTO PELA SAÚDE 2006, que será anualmente revisado,

Leia mais

Leia estas instruções:

Leia estas instruções: Leia estas instruções: 1 2 3 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Este Caderno contém 35 questões de múltipla escolha,

Leia mais

ODONTÓLOGO DO PSF - 40H

ODONTÓLOGO DO PSF - 40H QUESTÃO 01 No que diz respeito à Estratégia de Saúde da Família, pode-se afirmar, exceto: A. É uma estratégia de expansão, qualificação e consolidação da atenção básica. B. Favorece uma reorientação do

Leia mais

Aspectos microbiológicos da Cárie Dental

Aspectos microbiológicos da Cárie Dental Curso Técnico em Saúde Bucal Aula disponível: www.portaldoaluno.bdodonto.com.br Aspectos microbiológicos da Cárie Dental Prof: Bruno Aleixo Venturi 1 O que é a doença cárie? 2 CÁRIE DENTAL Do#La&m# Carious

Leia mais

RETIFICAÇÃO Nº 01 AO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N 001/2007

RETIFICAÇÃO Nº 01 AO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N 001/2007 Estado de Santa Catarina PREFEITURA MUNICIPAL DE HERVAL D OESTE RETIFICAÇÃO Nº 01 AO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N 001/2007 CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E/OU PROVAS E TÍTULOS, PARA PROVIMENTO DE VAGAS NO

Leia mais

EXAMES LABORATORIAIS DIAGNOSTICO ANATOMOPATOLOGICO EM MATERIAL DE BIOPSIA NA REGIAO BUCO-MAXILO- 81000138 FACIAL

EXAMES LABORATORIAIS DIAGNOSTICO ANATOMOPATOLOGICO EM MATERIAL DE BIOPSIA NA REGIAO BUCO-MAXILO- 81000138 FACIAL UNIODONTO PORTO ALEGRE Modalidade pré-pagamento sem coparticipação, ou seja, o contratante pagará apenas o valor da mensalidade e terá a sua disposição todos os beneficios previstos pela ANS. Atendimento

Leia mais

PORTUGUÊS MATEMÁTICA. 04. Naquele mês, não houve café nos campos por conta das intempéries. As palavras sublinhadas no enunciado são, respectivamente:

PORTUGUÊS MATEMÁTICA. 04. Naquele mês, não houve café nos campos por conta das intempéries. As palavras sublinhadas no enunciado são, respectivamente: Prefeitura Municipal de Coronel Vivida Estado do Paraná CONCURSO PÚBLICO Nº 00/202 AUXILIAR DE ODONTOLOGIA PORTUGUÊS 0. A oração que atende aos padrões da norma culta da língua, em termos de regência verbal,

Leia mais

Incisão e Drenagem extra-oral de abscesso, hematoma e/ou flegmão da região buco-maxilo-facial

Incisão e Drenagem extra-oral de abscesso, hematoma e/ou flegmão da região buco-maxilo-facial CÓDIGO 81000049 81000057 82000468 Diagnóstico, Urgência-Emergência: Noturna, Sábado, Domingo ou Feriado (procedimento abaixo) Consulta odontológica de Urgência (Horário normal das 08:00 horas às 18:00

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2003 (Do Sr. Rubens Otoni) CAPÍTULO I. Disposições Preliminares

PROJETO DE LEI Nº, DE 2003 (Do Sr. Rubens Otoni) CAPÍTULO I. Disposições Preliminares PROJETO DE LEI Nº, DE 2003 (Do Sr. Rubens Otoni) Regulamenta o exercício das profissões detécnico em Higiene Dental e de Atendente de Consultório Dentário. O Congresso Nacional decreta: CAPÍTULO I Disposições

Leia mais

TÉCNICO DE SAÚDE BUCAL

TÉCNICO DE SAÚDE BUCAL PROCESSO SELETIVO IABAS ESF SETEMBRO 2014 TÉCNICO DE SAÚDE BUCAL CÓDIGO: TSB46, TSB54 e TSB64 LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES 1 - A duração da prova é de 4 horas, já incluído o tempo de preenchimento do

Leia mais

Cobertura dos Planos Odontológicos OdontoPrev

Cobertura dos Planos Odontológicos OdontoPrev Cobertura dos Planos Odontológicos OdontoPrev Plano Integral... TRATAMENTO AMBULATORIAL/DIAGNÓSTICO Consulta EMERGÊNCIA Colagem de fragmentos (consiste na recolocação de partes de dente que sofreu fratura,

Leia mais

Dra. Elena Portes Teixeira Will CUIDADOS AO PACIENTE COM GENGIVITE OU PERIODONTITE: DOENÇA PERIODONTAL:

Dra. Elena Portes Teixeira Will CUIDADOS AO PACIENTE COM GENGIVITE OU PERIODONTITE: DOENÇA PERIODONTAL: CUIDADOS AO PACIENTE COM GENGIVITE OU PERIODONTITE: 1Muita atenção na escovação. Siga as dicas abaixo: Escovar sempre depois das refeições. Mesmo quando fizer apenas um lanchinho ; Sempre usar o fio dental

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADO nº 002/2013 AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL e AUXILIAR OPERACIONAL

PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADO nº 002/2013 AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL e AUXILIAR OPERACIONAL PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADO nº 002/2013 AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL e AUXILIAR OPERACIONAL CARGO: AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL Nome do Candidato: Nº do RG: Assinatura: INSTRUÇÕES 1. Verifique se o seu caderno

Leia mais

PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA. Orientações Gerais sobre as ações de Saúde Bucal no Programa Saúde na Escola

PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA. Orientações Gerais sobre as ações de Saúde Bucal no Programa Saúde na Escola PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA Orientações Gerais sobre as ações de Saúde Bucal no Programa Saúde na Escola A avaliação e promoção de saúde bucal é ação essencial que integra o Componente I do Programa Saúde

Leia mais

A Importância da Saúde Bucal. na Saúde Geral

A Importância da Saúde Bucal. na Saúde Geral PALESTRA A Importância da Saúde Bucal na Saúde Geral A saúde começa pela boca Os dentes são importantes na mastigação dos alimentos, fala, e estética, influenciando diretamente na auto-estima do indivíduo

Leia mais

1ª. PARTE CONHECIMENTOS GERAIS

1ª. PARTE CONHECIMENTOS GERAIS 1ª. PARTE CONHECIMENTOS GERAIS ODONTOLOGIA 01. As substâncias antimicrobianas podem agir controlando a formação de placa dental através de algumas estratégias, exceto: a) Prevenindo ou inibindo a formação

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL Analisando-se a imagem de um dente íntegro, todas as suas partes são facilmente identificáveis, pois já conhecemos sua escala de radiopacidade e posição

Leia mais

Código Estruturado. 79 81000138 Diagnóstico anatomopatológico em material de biópsia. 79 81000154 Diagnóstico anatomopatológico em peça cirúrgica na

Código Estruturado. 79 81000138 Diagnóstico anatomopatológico em material de biópsia. 79 81000154 Diagnóstico anatomopatológico em peça cirúrgica na TUSS Odontologia Código Procedimento US Código Estruturado Especialidade US DIAGNÓSTICO DIAGNÓSTICO 01.01 CONSULTA ODONTOLÓGICA INICIAL 65 81000065 Consulta odontológica inicial 65 01.05 CONSULTA ODONTOLÓGICA

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 1.140-D, DE 2003. O CONGRESSO NACIONAL decreta:

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 1.140-D, DE 2003. O CONGRESSO NACIONAL decreta: COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 1.140-D, DE 2003 Regulamenta o exercício das profissões de Técnico em Saúde Bucal - TSB e de Auxiliar em Saúde Bucal ASB.

Leia mais

PARTICIPANDO DO PROCESSO DE RECUPERAÇÃO DA SAÚDE BUCAL

PARTICIPANDO DO PROCESSO DE RECUPERAÇÃO DA SAÚDE BUCAL MINISTÉRIO DA SAÚDE COORDENAÇÃO GERAL DE DESENVOLVIMENTO DE RECURSOS HUMANOS PARA O SUS GUIA CURRICULAR PARA FORMAÇÃO DE TÉCNICO EM HIGIENE DENTAL PARA ATUAR NA REDE BÁSICA DO SUS ÁREA CURRICULAR II PARTICIPANDO

Leia mais

TABELA INTEGRAL DE PROCEDIMENTOS Plano Master

TABELA INTEGRAL DE PROCEDIMENTOS Plano Master TABELA INTEGRAL DE PROCEDIMENTOS Plano Master (ANEXO A - ROL DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS EXIGIDOS PELA ANS)- Tabela Cliente CH = Coeficiente de Honorário Odontológico Valor do CH = R$ USO = Unidade

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO - PREFEITURA MUNICIPAL DE MAJOR IZIDORO (AL) - CARGO: AUXILIAR DE CONSULTORIO DENTARIO

CONCURSO PÚBLICO - PREFEITURA MUNICIPAL DE MAJOR IZIDORO (AL) - CARGO: AUXILIAR DE CONSULTORIO DENTARIO PORTUGUÊS Para responder a questão 01, considere os textos 01 e 02. Texto 01 02 Com base no texto 02, são verdadeiros os itens: I. A nova estrutura do Enem foi bem aceita no âmbito da educação, pois, assumindo

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS

Universidade Estadual de Maringá PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS Universidade Estadual de Maringá PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS TESTE SELETIVO TÉCNICO EM PRÓTESE DENTÁRIA Edital n o 096/2009-PRH CADERNO DE PROVA CONHECIMENTO ESPECÍFICO - 38

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos Concurso para Técnico-Administrativo em Educação 29 de novembro

Leia mais

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág. CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: ODONTOLOGIA PRÉ-CLÍNICA I Código: Pré-requisito: ANATOMIA HUMANA

Leia mais

Título: PROMOÇÃO DE SAÚDE BUCAL NA EMEB JOÃO MARIA GONZAGA DE LACERDA

Título: PROMOÇÃO DE SAÚDE BUCAL NA EMEB JOÃO MARIA GONZAGA DE LACERDA Título: PROMOÇÃO DE SAÚDE BUCAL NA EMEB JOÃO MARIA GONZAGA DE LACERDA Autores: Ana Cláudia Morandini Sanchez, CD Serviço de saúde: Unidade de Saúde da Família VILA ANA Palavras-chaves: cárie dentária,

Leia mais

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE SAÚDE DA MARINHA CENTRO MÉDICO ASSISTENCIAL DA MARINHA ODONTOCLÍNICA CENTRAL DA MARINHA

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE SAÚDE DA MARINHA CENTRO MÉDICO ASSISTENCIAL DA MARINHA ODONTOCLÍNICA CENTRAL DA MARINHA MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE SAÚDE DA MARINHA CENTRO MÉDICO ASSISTENCIAL DA MARINHA ODONTOCLÍNICA CENTRAL DA MARINHA PROGRAMA PARA A PREVENÇÃO DA CÁRIE DENTÁRIA E DA DOENÇA PERIODONTAL Serviço de Odontologia

Leia mais

Técnica de impressão em dois tempos Técnica de afastamento com duplo fio

Técnica de impressão em dois tempos Técnica de afastamento com duplo fio ESTÉTICA ESTÉTICA ESTÉTICA ESTÉTICA ESTÉTICA Técnica de impressão em dois tempos Técnica de afastamento com duplo fio Prof. Dr. Glauco Rangel Zanetti Doutor em Clínica Odontológica - Prótese Dental - FOP-Unicamp

Leia mais

Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL

Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL Técnicas Radiográficas Periapical Exame do dente e osso alveolar que o rodeia; Interproximal Diagnóstico de cáries proximais, excessos marginais de restaurações;

Leia mais

SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE - SUS

SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE - SUS SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE - SUS QUESTÃO 1 A responsabilidade do Poder Público em relação à saúde: a. É exclusiva. b. É privativa. c. É concorrente. d. Não exclui o papel da família, da comunidade e dos próprios

Leia mais

A Integração da Equipe de Saúde Bucal nos Serviços de Saúde

A Integração da Equipe de Saúde Bucal nos Serviços de Saúde A Integração da Equipe de Saúde Bucal nos Serviços de Saúde Trabalho em Saúde Economia globalizada transforma o trabalho afeta os meios e as relações de trabalho substituindo trabalho individual trabalho

Leia mais

É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente).

É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente). É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente). Consiste na regularização do alvéolo (local onde está inserido o dente), geralmente após a

Leia mais

Exame do Sistema Estomatognático usando Análise Oclusal e Índice Epidemiológico para DCMs. Ana Carla Rios

Exame do Sistema Estomatognático usando Análise Oclusal e Índice Epidemiológico para DCMs. Ana Carla Rios Exame do Sistema Estomatognático usando Análise Oclusal e Índice Epidemiológico para DCMs Ana Carla Rios O Exame do Sistema Estomatognático utilizando a análise oclusal é parte importante do processo diagnóstico

Leia mais

MISSÃO DA EMPRESA. O nosso compromisso é atingir e superar as expectativas dos clientes, garantindo sua total satisfação, fazendo da Dental Plus

MISSÃO DA EMPRESA. O nosso compromisso é atingir e superar as expectativas dos clientes, garantindo sua total satisfação, fazendo da Dental Plus MISSÃO DA EMPRESA O nosso compromisso é atingir e superar as expectativas dos clientes, garantindo sua total satisfação, fazendo da Dental Plus Manual sinônimo do Dentista de excelência Credenciado em

Leia mais

2. Quando o implante dental é indicado?

2. Quando o implante dental é indicado? Dúvidas sobre implantodontia: 1. O que são implantes? São cilindros metálicos (titânio) com rosca semelhante a um parafuso que são introduzidos no osso da mandíbula (arco inferior) ou da maxila (arco superior),

Leia mais

Controle de Hemorragia sem Aplicação de Agente Hemostático em região Buco-maxilo-facial 82000484 130

Controle de Hemorragia sem Aplicação de Agente Hemostático em região Buco-maxilo-facial 82000484 130 ANEXO I TABELA DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS AGEMED Baseado na Lei 9656 e RN 211 - Edição julho/2014 Terminologia Unificada da Saúde Suplementar (TUSS). NOMENCLATURA / PROCEDIMENTO CÓDIGO TUSS RAIO X

Leia mais

Cimentos para cimentação

Cimentos para cimentação Curso de Auxiliar em Saude Bucal - ASB Faculdade de Odontologia - UPF Requisitos de um agente cimentante ideal Cimentos para cimentação Ser adesivo; Ser insolúvel no meio bucal; Permitir bom selamento

Leia mais

Rol Mínimo. Cobertura detalhada

Rol Mínimo. Cobertura detalhada Cirurgia Alveoloplastia Amputação radicular com obturação retrógrada Amputação radicular sem obturação retrógrada Apicetomia birradiculares com obturação retrógrada Apicetomia birradiculares sem obturação

Leia mais

Premissa. Códigos e rios

Premissa. Códigos e rios Índices epidemiológicos em saúde bucal 3/10/2011 Prof. Samuel Jorge Moysés, Ph.D. 1 Premissa A epidemiologia pode ser definida como o estudo da distribuição e dos determinantes de eventos ou estados relacionados

Leia mais

TABELA DE REEMBOLSO. PRATA R$ Consulta Inicial: Exame clínico e plano de tratamento. R$ 11,40 Exame histopatológico R$ 50,00

TABELA DE REEMBOLSO. PRATA R$ Consulta Inicial: Exame clínico e plano de tratamento. R$ 11,40 Exame histopatológico R$ 50,00 TABELA DE REEMBOLSO PRATA R$ Consulta Inicial: Exame clínico e plano de tratamento. R$ 11,40 Exame histopatológico R$ 50,00 Urgência / Emergência Curativo em caso de hemorragia bucal R$ 37,80 Curativo

Leia mais

NORMATIZAÇÃO DO FUNCIONAMENTO DO SERVIÇO DE ODONTOLOGIA HOSPITALAR

NORMATIZAÇÃO DO FUNCIONAMENTO DO SERVIÇO DE ODONTOLOGIA HOSPITALAR NORMATIZAÇÃO DO FUNCIONAMENTO DO SERVIÇO DE ODONTOLOGIA HOSPITALAR Atuação e conceitos da Odontologia Hospitalar e Medicina Oral A Odontologia exercida pela grande maioria dos dentistas brasileiros enfoca

Leia mais

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág. CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: ODONTOLOGIA PRÉ-CLÍNICA I Código: ODO-021 Pré-requisito: ANATOMIA

Leia mais

RASCUNHO Nº DE INSCRIÇÃO. CARGO: AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL DATA: 05/06/2016 HORÁRIO: 9h às 12h (horário do Piauí) PROVA ESCRITA OBJETIVA TIPO NM - 03

RASCUNHO Nº DE INSCRIÇÃO. CARGO: AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL DATA: 05/06/2016 HORÁRIO: 9h às 12h (horário do Piauí) PROVA ESCRITA OBJETIVA TIPO NM - 03 PROVA ESCRITA OBJETIVA TIPO NM - 03 CARGO: AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL DATA: 05/06/2016 HORÁRIO: 9h às 12h (horário do Piauí) LEIA AS INSTRUÇÕES: 01. Você deve receber do fiscal o material abaixo: a) Este

Leia mais

Dra. Rosângela Ap. de Freitas Albieri TSB: Andre Santos e Clarice R.Silva Secretaria Municipal de Saúde Centro de Especialidades Odontologicas- CEO

Dra. Rosângela Ap. de Freitas Albieri TSB: Andre Santos e Clarice R.Silva Secretaria Municipal de Saúde Centro de Especialidades Odontologicas- CEO SAÚDE BUCAL Dra. Rosângela Ap. de Freitas Albieri TSB: Andre Santos e Clarice R.Silva Secretaria Municipal de Saúde Centro de Especialidades Odontologicas- CEO ANATOMIA BUCAL ANATOMIA DENTAL TIPOS DE DENTES

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Faculdade de Odontologia Departamento de Odontopediatria e Ortodontia

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Faculdade de Odontologia Departamento de Odontopediatria e Ortodontia UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Faculdade de Odontologia Departamento de Odontopediatria e Ortodontia DISCIPLINAS DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ODONTOPEDIATRIA 1. ODONTOPEDIATRIA PROFESSOR RESPONSÁVEL:

Leia mais

ODONTOLOGIA CANINA. Introdução

ODONTOLOGIA CANINA. Introdução ODONTOLOGIA CANINA Juliana Kowalesky Médica Veterinária Mestre pela FMVZ -USP Pós graduada em Odontologia Veterinária - ANCLIVEPA SP Sócia Fundadora da Associação Brasileira de Odontologia Veterinária

Leia mais

AV. TAMBORIS ESQUINA COM RUA DAS PEROBAS, S/Nº - SETOR SÃO LOURENÇO CEP 76530-000 MUNDO NOVO GOIÁS FONES:

AV. TAMBORIS ESQUINA COM RUA DAS PEROBAS, S/Nº - SETOR SÃO LOURENÇO CEP 76530-000 MUNDO NOVO GOIÁS FONES: SAÚDE BUCAL INTRODUÇÃO A evolução da Odontologia enquanto ciência da saúde é uma realidade incontestável. Dentro deste contexto de mudanças de paradigma, no qual a Promoção de Saúde toma o lugar da prática

Leia mais

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários Nosso consultório odontológico está equipado para oferecer ao produtor rural todos os tratamentos odontológicos disponíveis na atualidade. Segue abaixo uma discriminação detalhada de cada tratamento oferecido

Leia mais

FÁTIMA BARK BRUNERI LORAINE MERONY PINHEIRO UNIVERSIDADE POSITIVO

FÁTIMA BARK BRUNERI LORAINE MERONY PINHEIRO UNIVERSIDADE POSITIVO Preparo de uma região para cirurgia FÁTIMA BARK BRUNERI LORAINE MERONY PINHEIRO UNIVERSIDADE POSITIVO Clinica Integrada II 3º Período Diurno Professores: Carmen Lucia Mueller Storrer Eli Luis Namba Fernando

Leia mais