Courses 09 and 10 November :30-18:00h. Congress Program. 11 November 2009

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Courses 09 and 10 November 2009 08:30-18:00h. Congress Program. 11 November 2009"

Transcrição

1 São Paulo, Brazil, November 11 13, 2009 Courses 09 and 10 November :30-18:00h Hazard Analysis and Critical Control Points (HACCP) from Fundaments to the Final Certification of Meat and Fish Products Instituto de Tecnologia de Alimentos - ITAL Metrological Reliability in Laboratories resources and tools for Quality Assurance in Analytical Results Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras - CERTI Congress Program 11 November 2009 Morning Session: 09:00-12:30h Chair: Nilson Dias Vieira Junior: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares IPEN / Brazil Co-chair: Vahan Agopyan: Secretaria de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo - SCTDE Registration of participants Opening ceremony Welcome Coralusp Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Ministério da Saúde Secretaria da Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo Federação das Indústrias do Estado de São Paulo Organization Committee Vera Maria Lopes Ponçano Rede Metrológica do Estado de São Paulo - REMESP Scientific Committee Olívio Pereira de Oliveira Júnior - Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares IPEN Marina Beatriz Vasconcelos Agostini - Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares IPEN Recognitions

2 The Importance of Quality of Laboratories Results for Trade and Industry Secretaria de Desenvolvimento do Estado de São Paulo Metrological Traceability in the Global Economy: an Overview of the World Status Robert Kaarls Comité Consultatif pour la Quantité de Matière - CCQM CITAC role in the development of metrological traceability in chemistry Ilya Kuselman Cooperation on International Traceability in Analytical Chemistry - CITAC National Physical Laboratory of Israel -INPL The impact of the estimation of measurement uncertainty in science and technology Wolfhard Wegscheider University of Leoben Austria Chemical metrology and its impact on innovation, trade and quality of life Willie E. May National Institute of Standards and Technology NIST / USA 11 November 2009 Afternoon Session: 14:00-18:00h Metrological traceability: concepts and applications Chair: Robert Kaarls Comité Consultatif pour la Quantité de Matière - CCQM Co Chair: Nelson Pereira Reis ABIQUIM/SINPROQUIM Measurements inside European legislation and CMCs : how well do they match? Philip Taylor Institute for Reference Materials and Measurements IRMM/Belgium Registration, evaluation, authorization and restriction of chemicals (REACH) Marcelo Kós Silveira Campos Associação Brasileira da Indústria Química Abiquim / Brazil Industry challenges to comply with standards, regulations and specifications: a metrological perspective SINPROQUIM, SINCOQUIM e Associações Dissemination of traceability in industry and global market Ed Nemeroff National Conference of Standards Laboratories - NCSL

3 Metrological traceability in heath: clinical, pharmaceutical and biotechnology laboratories José Airamir Padilha de Castro Anvisa, CRF (FCF USP) Kátia Torres - Ministério da Saúde Fleury, Delboni, Albert Einstein 12 November 2009 Morning Session: 09:00-12:30h Formal requirements to recognize laboratory competence Chair: Octavio Maizza Neto - fomer UNIDO e EPUSP Co-chair: Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento - MAPA Formal recognition for testing laboratories: difficulties and facilities in a global economy Robert Kaarls Former Nederlands Meetinstituut (NMi) / Netherlands Comité Consultatif pour la Quantité de Matière Evaluation on the accreditation requirements of testing laboratories Alan Squirrell International Laboratory Accreditation Cooperation - Australian Why traceability is required for accreditation Inmetro / IPEM - Brazil Accreditation requirements to certify agriculture products Fundação Vanzolini, CIEE, Ministério da Agricultura Accreditation requirements to certify products or services in the health area ANVISA, Albert Einstein, Fleury, Delboni Traceability Dissemination Chair: Wynand Louw - National Metrology Institute of South Africa - NMISA Co-chair: Oswaldo Rossi - Inter-metro Traceability dissemination in Thailand: an example of partnerships Chainarong Cherdchu Department of Chemical Metrology and Biometry National Institute of Metrology(Thailand) Metrological traceability in a national agriculture laboratory Eugênia Vargas: Lanagro Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento MAPA - Brazil

4 Metrological traceability in analytical techniques used in agriculture products analysis Centro de Energia Nuclear na Agricultura CENA/USP Brazil Lunch Afternoon Session: 14:00-18:00h Traceability in the production chain Chair: Luis Fernando Ceribelli Madi - Instituto de Tecnologia de Alimentos - ITAL Co-chair: Industry and private laboratories Hazard Analysis and Critical Control Points (HACCP): from basement to the certification of meat and fish products Luciana Miyagusku and Margarete Okazaki Instituto de Tecnologia de Alimentos - ITAL Traceability chain for fishery industry Estevam Martins Sindicato das Indústrias de Pesca de Itajaí e Região SEBRAE/SC- Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas The establishment of metrological traceability for radio-pharmaceuticals produced in Brazil Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares IPEN Comissão Nacional de Energia Nuclear CNEN-SP (Brazil) Establishing traceability in a developing country environment: the example of AFRIMETS Wynand Louw National Physical Laboratory of South Africa Advances of traceability in the context of trade and industry Octavio Maizza Neto former director United Nations Industrial Development Organization - UNIDO The establishments of traceability in the Brazilian gas industry Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental - CETESB Indústrias do setor de gases White Martins, AGA, Air Liquide, Air Products Cocktail 18h00 21h00

5 13 November 2009 Morning Session: 09:00-12:30h Metrological Traceability in the Production and Use of Reference Materials, Reference Methods and Interlaboratory Comparison Programs Chair: Centro de Energia Nuclear na Agricultura Co-chairs: Claudia Souza - Instituto de Pesquisas Tecnológicas Challenges for chemical measurements introduced by the newest VIM Paul de Bièvre Independent consultant on metrology in chemistry, Kasterlee, Belgium Production and use of certified reference materials in agriculture, industry and health Willie May National Institute of Standards and Technology NIST / EUA Traceability aspects applied to quality control of industrial activities Marisa Ferraz Figueira Pereira Manufatura mecânica - Instituto de Pesquisas Tecnológicas Ricardo Zucchini O papel dos materiais de referência na área metalurgia e de mineração Vale do Rio Doce/CST Reference materials in the petroleum industry, with emphasis on biofuels Agência Nacional de Petróleo ANP Petrobras Inmetro Reference materials used in the sugar and alcohol industry União da Indústria da Cana de Açúcar - UNICA Reference materials used in the water supply industry Francisco Lopes Viana Agência Nacional de Águas - ANA Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo SABESP Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial - SENAI/CETIND Traceability in the production chain Chair: Marco Antonio D Elia Rede Metrológica do Estado de São Paulo - Remesp / Brazil Co-chair: Olguita Geralda Ferreira Rocha - Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais - CETEC Chain of custody for forest products Amantino de Freitas Cooperativa de Serviços e Pesquisas Tecnológicas e Industriais CPTI Traceability of production chain, certification and quality control in meat products ABIPECS - Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína ABCS - Associação Brasileira dos Criadores de Suinos (pequenas empresas) UBA - União Brasileira de Avicultura APA - Associação Paulista de Avicultura ABIEC - Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes Representante dos frigoríficos BNDES Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social ABRAS - Associação Brasileira de Supermercados Fabiano Tito Rosa - Scot Consultoria

6 Lunch Afternoon Session: 14:00-18:00h Traceability, uncertainty and quality in laboratory services Chair: Tikae Takaki: Analytical Technology Co-chair: Laboratórios e indústria Metrological traceability and traceability in productive chains related to hazard analysis and critical control points (HACCP) and restriction of certain hazardous substances (ROHS) The impact of traceability and uncertainty for manufacturers of analytical instruments Traceability in testing laboratories Requirements of traceability, quality and assurance control in the consumer s protection code Greenpeace Cenário Mundial Instituto de Defesa do Consumidor IDEC O Código de Defesa do Consumidor PROCON/Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania A rastreabilidade em Leis e Regulamentos Traceability and the quality of measurements: the role of the Brazilian state metrology networks Rede Metrológica do Estado de São Paulo - Remesp Rede Metrológica de Minas Gerais RMMG 18h00 Congress Closing

V METROCHEM. Congresso Internacional sobre Rastreabilidade em Medições Laboratoriais e Cadeias de Produção

V METROCHEM. Congresso Internacional sobre Rastreabilidade em Medições Laboratoriais e Cadeias de Produção V METROCHEM Congresso Internacional sobre Rastreabilidade em Medições Laboratoriais e Cadeias de Produção Cursos: 09 a 10 de Novembro de 2009 Congresso e Feira: 11 a 13 de Novembro 2009 Cursos 09 e 10

Leia mais

Programas de Ensaio de Proficiência. Paulo Roberto da Fonseca Santos Chefe da Divisão de Comparações Interlaboratoriais e Ensaios de Proficiência

Programas de Ensaio de Proficiência. Paulo Roberto da Fonseca Santos Chefe da Divisão de Comparações Interlaboratoriais e Ensaios de Proficiência Programas de Ensaio de Proficiência Paulo Roberto da Fonseca Santos Chefe da Divisão de Comparações Interlaboratoriais e Ensaios de Proficiência Evolução da Organização de Ensaios de Proficiência 1984:

Leia mais

Treinamento: Metrologia em Química

Treinamento: Metrologia em Química Treinamento: Metrologia em Química Local: SINPROQUIM Rua Rodrigo Cláudio, 185 Aclimação - São Paulo SP MÓDULO 1 Curso: Estatística para Laboratórios Analíticos Data: 16 e 17 de junho de 2008 Horário: das

Leia mais

28 de fevereiro de 2011 February 28th, 2011. SERHS Natal Grand Hotel, Natal/RN Brasil

28 de fevereiro de 2011 February 28th, 2011. SERHS Natal Grand Hotel, Natal/RN Brasil II Seminário Internacional sobre Sistemas Nacionais de Controle de Alimentos: Avanços e Desafios 2nd International Seminar on National Food Control Systems: Advances and Challenges 28 de fevereiro de 2011

Leia mais

EPLNA_2012. Ciclo de Garantia da Qualidade Analítica: tendências e etapas fundamentais para a fornecer resultados confiáveis

EPLNA_2012. Ciclo de Garantia da Qualidade Analítica: tendências e etapas fundamentais para a fornecer resultados confiáveis Ciclo de Garantia da Qualidade Analítica: tendências e etapas fundamentais para a fornecer resultados confiáveis Prof. Dr. Igor Renato Bertoni Olivares Top 02 in analytical chemistry Impact Factor - 6,6

Leia mais

FDLI s Brazil Conference

FDLI s Brazil Conference Programa Alimentos Seguros: uma experiência brasileira Food Safety Program: a Brazilian experience FDLI s Brazil Conference Zeide Lúcia Gusmão, MSc. National Coordinator PAS SENAI Nacional Department São

Leia mais

ACREDITAÇÃO FLEXÍVEL - REQUISITOS E

ACREDITAÇÃO FLEXÍVEL - REQUISITOS E ACREDITAÇÃO FLEXÍVEL - REQUISITOS E MAIS VALIAS Lisboa, 21 de Maio de 2013 Experiência do Laboratório de Ensaios APEB Acreditação Flexível Intermédia João André jandre@apeb.pt 1 Outubro 2012 Entrega da

Leia mais

III CNEG Niterói, RJ, Brasil, 17, 18 e 19 de agosto de 2006.

III CNEG Niterói, RJ, Brasil, 17, 18 e 19 de agosto de 2006. COMPARAÇÃO ENTRE OS RESULTADOS DECLARADOS POR FORNECEDORES DE MISTURAS PADRÕES DE GÁS NATURAL COM MEDIÇÕES REALIZADAS SEGUINDO PADRÕES METROLÓGICOS DO INMETRO Leandro Joaquim Rodrigues Pereira (UFF) -

Leia mais

Programa de Capacitação Interna - I Jornada PCI - CETEM

Programa de Capacitação Interna - I Jornada PCI - CETEM Programa de Capacitação Interna - I Jornada PCI - CETEM Marta Brandão Tozzi Bolsista, Química Industrial, M. Sc. Maria Alice Goes Orientadora, Engenheira Metalúrgica, D. Sc. Resumo O CETEM é acreditado

Leia mais

Multicriteria Impact Assessment of the certified reference material for ethanol in water

Multicriteria Impact Assessment of the certified reference material for ethanol in water Multicriteria Impact Assessment of the certified reference material for ethanol in water André Rauen Leonardo Ribeiro Rodnei Fagundes Dias Taiana Fortunato Araujo Taynah Lopes de Souza Inmetro / Brasil

Leia mais

Coordenação Geral de Acreditação

Coordenação Geral de Acreditação Coordenação Geral de Acreditação ORIENTAÇÕES AOS LABORATÓRIOS QUÍMICOS NO ATENDIMENTO DOS REQUISITOS DA ABNT NBR ISO/IEC 17025 E POLÍTICAS DE ACREDITAÇÃO DA CGCRE Documento de caráter orientativo (DOQ-Cgcre-035)

Leia mais

SISTEMA DE RASTREABILIDADE BOVINA

SISTEMA DE RASTREABILIDADE BOVINA SISTEMA DE RASTREABILIDADE BOVINA Ricardo Toshio Yugue EAN BRASIL Grupo de Trabalho para Automação, Rastreabilidade e Padronização Comercial da Carne Bovina 24 SUMÁRIO presente projeto tem por objetivo

Leia mais

Programa Piloto de Ensaios de Proficiência em Análises de Compostos Voláteis em Águas

Programa Piloto de Ensaios de Proficiência em Análises de Compostos Voláteis em Águas Programa Piloto de Ensaios de Proficiência em Análises de Compostos Voláteis em Águas Marília Rodrigues 1, Filipe Albano 1, Élida Teixeira 2, Paulo Brabo 2 1 Rede Metrológica RS; 2 CPRM - LAMIN E-mail:

Leia mais

Um laboratório de calibração ou de ensaio, para ser

Um laboratório de calibração ou de ensaio, para ser Os requisitos para os programas: um por todos e todos por um? É importante comparar os documentos que orientam os laboratórios para a acreditação de provedores de ensaios de proficiência, exemplifica pequenas

Leia mais

REGULAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA QUÍMICA VERDE NO BRASIL:

REGULAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA QUÍMICA VERDE NO BRASIL: REGULAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA QUÍMICA VERDE NO BRASIL: Proposta de criação do NÚCLEO DE REGULAÇÃO E CERTIFICAÇÃO EM QUÍMICA VERDE Prof a Fatima Ludovico Consultora do CGEE Rio de Janeiro, 02 de setembro

Leia mais

MONITORAMENTO TECNOLÓGICO: UM ESTUDO SOBRE AS PATENTES DEPOSITADAS NO BRASIL ENTRE 2006 E 2008

MONITORAMENTO TECNOLÓGICO: UM ESTUDO SOBRE AS PATENTES DEPOSITADAS NO BRASIL ENTRE 2006 E 2008 MONITORAMENTO TECNOLÓGICO: UM ESTUDO SOBRE AS PATENTES DEPOSITADAS NO BRASIL ENTRE 2006 E 2008 Leonardo Batista Paiva Leonardo C Ribeiro; Isabel Loureiro. Objetivo O objetivo é avaliar a participação relativa

Leia mais

V Encontro Latino-Americano do LAMAP 29-30 de abril de 2006 Solar da Imperatriz, Instituto de Pesquisas Jardim Botânico Rio de Janeiro, Brasil

V Encontro Latino-Americano do LAMAP 29-30 de abril de 2006 Solar da Imperatriz, Instituto de Pesquisas Jardim Botânico Rio de Janeiro, Brasil Sábado, 29 de abril Sessão de Abertura: V Encontro Latino-Americano do LAMAP 29-30 de abril de 2006 Solar da Imperatriz, Instituto de Pesquisas Jardim Botânico Rio de Janeiro, Brasil 09:00 10:00 Eduardo

Leia mais

4. SITES DE REFERÊNCIA 4.1. ENTIDADES SECTORIAIS. AACS Alta Autoridade para a Comunicação Social http://www.aacs.pt

4. SITES DE REFERÊNCIA 4.1. ENTIDADES SECTORIAIS. AACS Alta Autoridade para a Comunicação Social http://www.aacs.pt SITES DE REFERÊNCIA 4. SITES DE REFERÊNCIA 4.1. ENTIDADES SECTORIAIS AACS Alta Autoridade para a Comunicação Social http://www.aacs.pt Banco de Portugal http://www.bportugal.pt CMVM Comissão do Mercado

Leia mais

Proposta de Criação do Mestrado em Gestão Logística. III - Informação Relativa ao Suplemento ao Diploma

Proposta de Criação do Mestrado em Gestão Logística. III - Informação Relativa ao Suplemento ao Diploma Proposta de Criação do Mestrado em Logística III - Informação Relativa ao Suplemento ao Diploma De acordo com o Despacho RT 41/2005 de 19 de Setembro Universidade do Minho Escola de Economia e Departamento

Leia mais

Reach. Reach. A legislação européia que alcança a todos, inclusive você. The European legislation that reaches everyone, including you

Reach. Reach. A legislação européia que alcança a todos, inclusive você. The European legislation that reaches everyone, including you Reach A legislação européia que alcança a todos, inclusive você Reach The European legislation that reaches everyone, including you São Paulo, 24 de Novembro de 2011 08:45h Invitation Programa 8.45 ABERTURA

Leia mais

Redes Inteligentes para Cidades Inteligentes e Casas Inteligentes Inmetro

Redes Inteligentes para Cidades Inteligentes e Casas Inteligentes Inmetro Redes Inteligentes para Cidades Inteligentes e Casas Inteligentes Inmetro Luiz Fernando Rust Agenda Inmetro Quem somos? Metrologia legal Aprovação de Modelo/Verificação Controle de software para medidores

Leia mais

Accuracy tests for flow computers used for oil accounting: an industrial standards review for testing on dynamic operation conditions

Accuracy tests for flow computers used for oil accounting: an industrial standards review for testing on dynamic operation conditions Ensaios de exatidão para computadores de vazão utilizados para medição de petróleo: uma revisão de normas industriais para ensaios em condições dinâmicas de operação Accuracy tests for flow computers used

Leia mais

I Conferência de Lisboa de Direito da Energia: Estabilidade Regulatória

I Conferência de Lisboa de Direito da Energia: Estabilidade Regulatória Programa I Conferência de Lisboa sobre Direito da Energia e 23 de novembro / 23rd November 09h00 Sessão de Abertura / Opening Session Secretário de Estado da Energia / Secretary of State of Energy M. Rebelo

Leia mais

Salud Brasil SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE

Salud Brasil SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE Salud Brasil SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE IV EXPOEPI International Perspectives on Air Quality: Risk Management Principles for Oficina de Trabalho: Os Desafios e Perspectivas da Vigilância Ambiental

Leia mais

CONHECIMENTO como GERADOR

CONHECIMENTO como GERADOR CONHECIMENTO como GERADOR 2001 Licenciada Bioquímica (Coimbra) 2008 Doutorada Biologia Molecular, Microbiologia e Evolução (Aveiro, Oxford e Barcelona) 2012 MBA Especialização Finanças, Porto Business

Leia mais

Maio. Office Of Energy Efficiency and Renewable Energy U.S. Energy Department (DOE) Washington, DC

Maio. Office Of Energy Efficiency and Renewable Energy U.S. Energy Department (DOE) Washington, DC Dia Nome do Evento Realizador Local Maio 03 ACORE U.S.-China Renewable Energy Industry Forum American Council On Renewable Energy (ACORE) Washington, DC 04 CEO Leadership Series Luncheon Featuring U.S.

Leia mais

Leticia de A. P. Rodrigues Msc Ciência de Alimentos, doutoranda em Química Analítica Metrologia Química e volumétrica - MQV SENAI Lauro de Freitas

Leticia de A. P. Rodrigues Msc Ciência de Alimentos, doutoranda em Química Analítica Metrologia Química e volumétrica - MQV SENAI Lauro de Freitas Leticia de A. P. Rodrigues Msc Ciência de Alimentos, doutoranda em Química Analítica Metrologia Química e volumétrica - MQV SENAI Lauro de Freitas Definição de rastreabilidade metrológica VIM, 2012 Propriedade

Leia mais

The Brazil United States Consumer Product Safety Conference Brazil United States Joint Press Statement June 10, 2011 Rio de Janeiro, Brazil Common Interests Ensuring a high level of consumer product safety

Leia mais

SGA. Introdução. Qualidade ISO 14001. Sistemas. Sustentáveis. Casos. Prática. Manuel Duarte Pinheiro SGA. Introdução. Qualidade ...

SGA. Introdução. Qualidade ISO 14001. Sistemas. Sustentáveis. Casos. Prática. Manuel Duarte Pinheiro SGA. Introdução. Qualidade ... por RESPONSABILIDADE SOCIAL E SUSTENTABILIDADE NOVAS DIMENSÕES por SA SIGMA SISTEMAS DE GESTÃO DO AMBIENTE 2003/2004 GRI por Nível 1 Nível 2 PROACTIVIDADE CRESCENTE Nível 3 ISSO EMAS I Excelência Ambiental...

Leia mais

I LUSO-BRAZILIAN CONGRESS OF THE EXPERIMENTAL PATHOLOGY

I LUSO-BRAZILIAN CONGRESS OF THE EXPERIMENTAL PATHOLOGY 2011 5 (2) I LUSO-BRAZILIAN CONGRESS OF THE EXPERIMENTAL PATHOLOGY XI International Symposium on Experimental Techniques Federal University of Pernambuco I Luzo-Brazilian Congress of the Experimental Pathology

Leia mais

Framework para Rastreabilidade de Grãos com Tecnologia QR Code

Framework para Rastreabilidade de Grãos com Tecnologia QR Code Framework para Rastreabilidade de Grãos com Tecnologia QR Code Monica Cristine Scherer Vaz 1, Paulo Cézar Santana 2, Maria Salete Marcon Gomes Vaz 3 1, 2, 3 Departamento de Informática Universidade Estadual

Leia mais

Referências bibliográficas

Referências bibliográficas Referências bibliográficas ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. ABNT ISO/IEC Guia 2: normalização e atividades relacionadas. Vocabulário geral. Rio de Janeiro, 1998. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS

Leia mais

Organizing Committee. Comissão Organizadora. Organização Mundial da Saúde Governo Federal. World Health Organization Federal Government of Brazil

Organizing Committee. Comissão Organizadora. Organização Mundial da Saúde Governo Federal. World Health Organization Federal Government of Brazil Organizing Committee World Health Organization Federal Government of Brazil Civil House of the Presidency Ministry of Cities Ministry of Education Ministry of External Affairs Ministry of Health Ministry

Leia mais

Proposta de um modelo conceitual para implementação do Sistema de Qualidade ISO 9001 em laboratórios de ensaio com reconhecimento em BPL

Proposta de um modelo conceitual para implementação do Sistema de Qualidade ISO 9001 em laboratórios de ensaio com reconhecimento em BPL ESCOLA DE ENGENHARIA DE LORENA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Proposta de um modelo conceitual para implementação do Sistema de Qualidade ISO 9001 em laboratórios de ensaio com reconhecimento em BPL Taynara

Leia mais

Aspectos Metrológicos da Confiabilidade de Ensaios Elétricos em Alta Tensão

Aspectos Metrológicos da Confiabilidade de Ensaios Elétricos em Alta Tensão Aspectos Metrológicos da Confiabilidade de Ensaios Elétricos em Alta Tensão Metrological Issues of High-Voltage Tests Reliability CESAR ALBERTO PENZ Universidade Federal de Santa Catarina (Florianópolis,

Leia mais

II POST GRADUATE RETROGRADE INTRA-RENAL SURGERY (RIRS) COURSE

II POST GRADUATE RETROGRADE INTRA-RENAL SURGERY (RIRS) COURSE II POST GRADUATE RETROGRADE INTRA-RENAL SURGERY (RIRS) COURSE II CURSO PÓS-GRADUADO DE ATUALIZAÇÃO EM CIRURGIA INTRA-RENAL RETRÓGRADA (RIRS) MAY 25 th and 26 th 2016 25-26 Maio 2016 Directors Direção do

Leia mais

Entrevista Vocação para inovar

Entrevista Vocação para inovar Vocação para inovar Por Juçara Pivaro Nos últimos anos, o Ital vem realizando mais intensamente seu papel de contribuir com o desenvolvimento de tecnologias para a área de alimentos e bebidas. Novas parcerias,

Leia mais

Ano VI Número 10 Junho de 2006 Periódicos Semestral AS NORMAS ISO. MARIANI, Édio João. Docente Unesp/Marília e Faef/Garça edio@cristorei.com.

Ano VI Número 10 Junho de 2006 Periódicos Semestral AS NORMAS ISO. MARIANI, Édio João. Docente Unesp/Marília e Faef/Garça edio@cristorei.com. AS NORMAS ISO MARIANI, Édio João Docente Unesp/Marília e Faef/Garça edio@cristorei.com.br RESUMO Uma norma técnica é um documento estabelecido por consenso e aprovado por um organismo reconhecido que fornece,

Leia mais

O Atendimento ao Trauma em Grandes Catástrofes Novas Perspectivas. New Perspectives for Mass Event Trauma Care

O Atendimento ao Trauma em Grandes Catástrofes Novas Perspectivas. New Perspectives for Mass Event Trauma Care O Atendimento ao Trauma em Grandes Catástrofes Novas Perspectivas. New Perspectives for Mass Event Trauma Care Academia Nacional de Medicina - 11 de março de 2010 O Atendimento ao Trauma em Grandes Catástrofes

Leia mais

DESAFIOS METROLÓGICOS PARA O CONTROLE DA QUALIDADE DO BIODIESEL NO NORDESTE

DESAFIOS METROLÓGICOS PARA O CONTROLE DA QUALIDADE DO BIODIESEL NO NORDESTE VI CONGRESSO NACIONAL DE ENGENHARIA MECÂNICA VI NATIONAL CONGRESS OF MECHANICAL ENGINEERING 18 a 21 de agosto de 21 Campina Grande Paraíba - Brasil August 18 21, 21 Campina Grande Paraíba Brazil DESAFIOS

Leia mais

Institutos Tecnológicos e Serviços de Apoio às Empresas

Institutos Tecnológicos e Serviços de Apoio às Empresas Institutos Tecnológicos e Serviços de Apoio às Empresas IPT 106 ANOS 1 São Paulo é bem dotado do institutos de pesquisa/tecnológicos (3,5k/18k pesq. IP públicos) Sistema de C&T estadual SCTDE Instituto

Leia mais

Federal University of Rio de Janeiro UFRJ. Metallurgical and Materials Engineering

Federal University of Rio de Janeiro UFRJ. Metallurgical and Materials Engineering Federal University of Rio de Janeiro UFRJ Metallurgical and Materials Engineering Metallurgical and Materials Engineering Graduate Courses Master of Science Doctor of Science Undergraduate Courses Metallurgical

Leia mais

ChIR: Mestrado Erasmus Mundus em Inovação Química e Regulamentação

ChIR: Mestrado Erasmus Mundus em Inovação Química e Regulamentação ChIR: Mestrado Erasmus Mundus em Inovação Química e Regulamentação Mestrado Erasmus Mundus em Qualidade em Análises Isabel Cavaco Universidade do Algarve Maio 2013 1 PARA QUEM? Licenciados em: Biologia

Leia mais

PROGRAMA DE INOVAÇÃO DO TEXBRASIL

PROGRAMA DE INOVAÇÃO DO TEXBRASIL PROGRAMA DE INOVAÇÃO DO TEXBRASIL O Núcleo de Inovação & Sustentabilidade do Programa Texbrasil foi implantado para atuar como agente da inovação junto ao setor, desenvolvendo ações para o fortalecimento

Leia mais

ENplus Handbook, Part 5 - Scheme Organisation. ENplus. Sistema de Certificação de Qualidade para Pellets de Madeira

ENplus Handbook, Part 5 - Scheme Organisation. ENplus. Sistema de Certificação de Qualidade para Pellets de Madeira ENplus Handbook, Part 5 - Scheme Organisation ENplus Sistema de Certificação de Qualidade para Pellets de Madeira Manual ENplus Parte 5: Organização do Sistema Versão 3.0, Agosto 2015 Manual ENplus, Parte

Leia mais

Materiais de Referência: Conceitos, Seleção e Uso

Materiais de Referência: Conceitos, Seleção e Uso Materiais de Referência: Conceitos, Seleção e Uso Janaína Marques Rodrigues Divisão de Metrologia Química - Dquim A referência para a produção e a acreditação... Família dos ISO Guides ISO Guide 34 Requisitos

Leia mais

MODELAGEM E DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA DE RASTREABILIDADE PARA A CACHAÇA DE MINAS GERAIS RESUMO

MODELAGEM E DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA DE RASTREABILIDADE PARA A CACHAÇA DE MINAS GERAIS RESUMO MODELAGEM E DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA DE RASTREABILIDADE PARA A CACHAÇA DE MINAS GERAIS RESUMO ANDRÉ LUIZ ZAMBALDE 1 MICHELE NASU TOMIYAMA 2 MARCOS AURÉLIO LOPES 1 RÊMULO MAIA ALVES 1 O trabalho apresenta

Leia mais

O sistema de gestão da qualidade aplicado em laboratórios de ensaios e calibrações

O sistema de gestão da qualidade aplicado em laboratórios de ensaios e calibrações O sistema de gestão da qualidade aplicado em laboratórios de ensaios e calibrações Lucia Lima dos Santos (CEPEL) e Fernando B. Mainier (UFF) RESUMO Atualmente observa-se a importância da gestão da qualidade

Leia mais

Raquel Nogueira (Cgcre, Inmetro) Maurício A. Soares (Cgcre, Inmetro)

Raquel Nogueira (Cgcre, Inmetro) Maurício A. Soares (Cgcre, Inmetro) ISSN 1984-9354 PROGRAMAS DE ACREDITAÇÃO E RECONHECIMENTO DA COORDENAÇÃO GERAL DE ACREDITAÇÃO (CGCRE) DO INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA (INMETRO): SITUAÇÃO ATUAL E PERSPECTIVAS

Leia mais

TENDÊNCIAS TECNOLÓGICAS MUNDIAIS EM TELECOMUNICAÇÕES

TENDÊNCIAS TECNOLÓGICAS MUNDIAIS EM TELECOMUNICAÇÕES Tendências tecnológicas mundiais em telecomuncações 7 TENDÊNCIAS TECNOLÓGICAS MUNDIAIS EM TELECOMUNICAÇÕES 1 INVESTIMENTOS EM P&D NO BRASIL E NO MUNDO O setor de tecnologia da informação e comunicação

Leia mais

CADEIA DE CUSTÓDIA: UMA ABORDAGEM PRELIMINAR CHAIN OF CUSTODY: A PRELIMINARY APPROACH

CADEIA DE CUSTÓDIA: UMA ABORDAGEM PRELIMINAR CHAIN OF CUSTODY: A PRELIMINARY APPROACH CADEIA DE CUSTÓDIA: UMA ABORDAGEM PRELIMINAR CHAIN OF CUSTODY: A PRELIMINARY APPROACH LOPES, M. 1,2 ; GABRIEL, M. M. 1 ; BARETA, G. M. S. 1 1 Docente do Departamento de Medicina Forense e Psiquiatria,

Leia mais

Programa de acreditação para laboratórios de Perícias Forenses

Programa de acreditação para laboratórios de Perícias Forenses Programa de acreditação para laboratórios de Perícias Forenses Xerém - RJ 28 de julho de 2010 Marcos Aurélio Lima de Oliveira Coordenador Geral de Acreditação Convênio Inmetro/SENASP Termo de Cooperação

Leia mais

Directiva 2006/121/CE do Parlamento Europeu e do Conselho. de 18 de Dezembro de 2006

Directiva 2006/121/CE do Parlamento Europeu e do Conselho. de 18 de Dezembro de 2006 30.12.2006 PT Jornal Oficial da União Europeia L 396/855 Directiva 2006/121/CE do Parlamento Europeu e do Conselho de 18 de Dezembro de 2006 que altera a Directiva 67/548/CEE do Conselho, relativa à aproximação

Leia mais

Treinamento e Certificação de Operadores de ETEs

Treinamento e Certificação de Operadores de ETEs 1 Treinamento e Certificação de Operadores de ETEs Marcelo Kenji Miki (1) ; Rosemary Cristina Pontoni (2) Trabalho apresentado durante o XXVII Congresso Interamericano de Engenharia Sanitária e Ambiental

Leia mais

Mercado do Boi Gordo

Mercado do Boi Gordo Mercado do Boi Gordo Perspectivas para os próximos anos SIC Esteio - RS Agosto 2006 Fabiano R. Tito Rosa Scot Consultoria Índice 1. Brasil: país pecuário 2. Comportamento dos preços internos 3. Perspectivas

Leia mais

IBM Research: Inovação feita no Brasil. Ricardo Pelegrini Gerente Geral de Serviços para IBM América Latina

IBM Research: Inovação feita no Brasil. Ricardo Pelegrini Gerente Geral de Serviços para IBM América Latina IBM Research: Inovação feita no Brasil Ricardo Pelegrini Gerente Geral de Serviços para IBM América Latina Expansão & Globalização da IBM Research Division: Cenário de Competição Decisões da IBM Research

Leia mais

Visit to Brazil 2-6 November 2015 Draft Programme for Belo Horizonte / Brasília

Visit to Brazil 2-6 November 2015 Draft Programme for Belo Horizonte / Brasília European Parliament 2014-2019 Delegation for relations with the Federative Republic of Brazil Visit to Brazil 2-6 November 2015 Draft Programme for Belo Horizonte / Brasília Version 26/10/2015 Monday,

Leia mais

CURRICULUM VITAE. Graduação. - Universidade Federal de Pernambuco, bacharel em Geologia, 1966.

CURRICULUM VITAE. Graduação. - Universidade Federal de Pernambuco, bacharel em Geologia, 1966. CURRICULUM VITAE I - IDENTIFICAÇÃO Nome: Frederico Lopes Meira Barboza Data de Nascimento: 17 de Junho de 1944. Estado Civil: Casado. Naturalidade: Maceió - Al Endereço: SHIS, QI-29, Cj. 01, Casa 27, 71675-210

Leia mais

Relação de Serviços de Consultoria PGP

Relação de Serviços de Consultoria PGP 2016 Relação de Serviços de Consultoria PGP VISÃO ESTRATÉGICA NÃO TEM A VER COM DECISÕES FUTURAS, MAS COM O IMPACTO FUTURO DAS DECISÕES DO PRESENTE PÁG. RESUMO DO CURRICULUM VITAE DO RESPONSÁVEL... 3 INTRODUÇÃO...4

Leia mais

Inovação como uma das principais fontes de crescimento: marcos do Brasil

Inovação como uma das principais fontes de crescimento: marcos do Brasil Abordagens Pragmáticas para Transferência e Comercialização de Tecnologia em Produto Inovação como uma das principais fontes de crescimento: marcos do Brasil Evando Mirra de Paula e Silva CGEE Centro de

Leia mais

Encontro da Qualidade em Laboratórios Científicos

Encontro da Qualidade em Laboratórios Científicos Elisa Rosa dos Santos Assessora Técnica na Divisão de Acreditação de Laboratórios Divisão de Acreditação de Laboratórios DICLA/Cgcre Encontro da Qualidade em Laboratórios Científicos Acreditação de Laboratórios

Leia mais

WORKSHOP INTERNACIONAL SOBRE A NOVA LEGISLAÇÃO DA UNIÃO EUROPÉIA PARA PRODUTOS QUÍMICOS- REACH 07/04/2009 BRASÍLIA - DF

WORKSHOP INTERNACIONAL SOBRE A NOVA LEGISLAÇÃO DA UNIÃO EUROPÉIA PARA PRODUTOS QUÍMICOS- REACH 07/04/2009 BRASÍLIA - DF WORKSHOP INTERNACIONAL SOBRE A NOVA LEGISLAÇÃO DA UNIÃO EUROPÉIA PARA PRODUTOS QUÍMICOS- REACH 07/04/2009 BRASÍLIA - DF 1 REACH REGISTER EVALUATION AUTHORIZATION OF CHEMICALS RESTRICTION 2 O que é o REACH?

Leia mais

ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 versão DIS Principais alterações

ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 versão DIS Principais alterações ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 versão DIS Principais alterações Raquel Silva 02 Outubro 2014 ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 PUBLICAÇÃO DIS: - Draft International Standard

Leia mais

PROMOÇÃO E REALIZAÇÃO

PROMOÇÃO E REALIZAÇÃO PROMOÇÃO E REALIZAÇÃO REDE METROLÓGICA DO ESTADO DE SÃO PAULO - REMESP REDE DE SANEAMENTO E ABASTECIMENTO DE ÁGUA - RESAG 29 a 31 de outubro de 2014 Local: Associação Brasileira da Indústria de Máquinas

Leia mais

ORGANIZATION. 9 th June PRESIDENT ORGANIZING COMMITTEE. Noble Room of Hospital de Santo António. 17h00 Opening Ceremony and Welcome Reception

ORGANIZATION. 9 th June PRESIDENT ORGANIZING COMMITTEE. Noble Room of Hospital de Santo António. 17h00 Opening Ceremony and Welcome Reception PROGRAMME ORGANIZATION 9 th June Noble Room of Hospital de Santo António 17h00 Opening Ceremony and Welcome Reception Presidential Address () It was a long way (Donzília Sousa Silva) HEPATOBILIOPANCREATIC

Leia mais

Rastreabilidade metrológica: pontos relevantes para avaliação dos avaliadores

Rastreabilidade metrológica: pontos relevantes para avaliação dos avaliadores Rastreabilidade metrológica: pontos relevantes para avaliação dos avaliadores Vanderléa de Souza Diretoria de Metrologia Científica e Industrial Dimci/Inmetro 17/10/11 Conteúdo Conceitos de Medição Estrutura

Leia mais

O COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO E AS RELAÇÕES COMERCIAIS BRASIL-JAPÃO

O COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO E AS RELAÇÕES COMERCIAIS BRASIL-JAPÃO Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil, São Paulo 25 de outubro de 2010 O COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO E AS RELAÇÕES COMERCIAIS BRASIL-JAPÃO Dr. Ivan Ramalho, Secretário-Executivo Ministério

Leia mais

Desvendando a medição nos ensaios químicos: 2. A Rastreabilidade da Medida

Desvendando a medição nos ensaios químicos: 2. A Rastreabilidade da Medida Scientia Chromatographica 2012; 4(3):217-226 Instituto Internacional de Cromatografia http://dx.doi.org/10.4322/sc.2012.016 ISSN 1984-4433 QUALIDADE Desvendando a medição nos ensaios químicos: 2. A Rastreabilidade

Leia mais

ENSAIO DE PROFICIÊNCIA PARA ANÁLISE DE METANO EM AR SINTÉTICO RELATÓRIO FINAL 1ª RODADA

ENSAIO DE PROFICIÊNCIA PARA ANÁLISE DE METANO EM AR SINTÉTICO RELATÓRIO FINAL 1ª RODADA ENSAIO DE PROFICIÊNCIA PARA ANÁLISE DE METANO EM AR SINTÉTICO RELATÓRIO FINAL 1ª RODADA ORGANIZAÇÃO PROMOTORA DO ENSAIO DE PROFICIÊNCIA Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial

Leia mais

Laboratorial Involvement in Plant and Animal Health

Laboratorial Involvement in Plant and Animal Health Laboratorial Involvement in Plant and Animal Health Structure and Scope Facing increasingly demanding consumers, it became essential to maintain a laboratory network with skilled manpower, adequate infrastructure,

Leia mais

Como obter respostas relevantes e precisas através do conteúdo de ebooks.

Como obter respostas relevantes e precisas através do conteúdo de ebooks. Como obter respostas relevantes e precisas através do conteúdo de ebooks. Agenda ebook e a Bioenergia mundo da engenharia A importância dos livros no Elsevier Biofuel - ebooks e a bioenergia Crescimento

Leia mais

AUDIÇÃO PARLAMENTAR PÚBLICA PUBLIC PARLIAMENTARY HEARINGg

AUDIÇÃO PARLAMENTAR PÚBLICA PUBLIC PARLIAMENTARY HEARINGg c o n v i t e i n v i t a t i o n AUDIÇÃO PARLAMENTAR PÚBLICA PUBLIC PARLIAMENTARY HEARINGg PARLAMENTOS UNIDOS NO COMBATE À VIOLÊNCIA DOMÉSTICA CONTRA AS MULHERES PARLIAMENTS UNITED IN COMBATING DOMESTIC

Leia mais

a partnership for new applications of virtual and augmented reality targeting the automotive industry Portugal Fraunhofer Gesellschaft Agreement

a partnership for new applications of virtual and augmented reality targeting the automotive industry Portugal Fraunhofer Gesellschaft Agreement a partnership for new applications of virtual and augmented reality targeting the automotive industry Portugal Fraunhofer Gesellschaft Agreement Porto, 18th April 2007 Outline 1. Presentation of CEIIA

Leia mais

BRAZILIAN RESEARCH, DEVELOPMENT AND DEMONSTRATION ACTIVITIES

BRAZILIAN RESEARCH, DEVELOPMENT AND DEMONSTRATION ACTIVITIES Ministry of Mines and Energy BRAZILIAN RESEARCH, DEVELOPMENT AND DEMONSTRATION ACTIVITIES 5 th STEERING COMMITTEE MEETING João de Nora Souto Deputy Minister for Oil, Natural Gas and Renewable Fuels SPGMME

Leia mais

9. Referências Bibliográficas

9. Referências Bibliográficas 9. Referências Bibliográficas ABENGE, Propostas de Diretrizes Curriculares para a Educação em Engenharia no Brasil, Brasília: ABENGE, 1998. ARANHA, J., Pimenta-Bueno, J. A, Scavarda do Carmo, L. C., da

Leia mais

Help for poultry and beef

Help for poultry and beef Página 1 de 5 Caso não esteja visualizando este e-mail, clique aqui ABIEC - CLIPPING Ano 1 Número 1 Terça, 14 de agosto de 2012 ABIEC NA MÍDIA ABIEC NA MÍDIA Help for poultry and beef FIJI ambassador to

Leia mais

The Challenges of Global Food Supply Chains Os Desafios da Cadeia Global de Alimentos. David Acheson, MD Leavitt Partners LLC

The Challenges of Global Food Supply Chains Os Desafios da Cadeia Global de Alimentos. David Acheson, MD Leavitt Partners LLC The Challenges of Global Food Supply Chains Os Desafios da Cadeia Global de Alimentos David Acheson, MD Leavitt Partners LLC Outline Esboço Factors Driving Changes Fatores que impulsionam as mudanças Challenges

Leia mais

A EVOLUÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE EM LABORATÓRIOS DE ENSAIO E CALIBRAÇÃO E A SUA IMPORTÂNCIA PARA AS RELAÇÕES COMERCIAIS

A EVOLUÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE EM LABORATÓRIOS DE ENSAIO E CALIBRAÇÃO E A SUA IMPORTÂNCIA PARA AS RELAÇÕES COMERCIAIS 5, 6 e 7 de Agosto de 2010 ISSN 1984-9354 A EVOLUÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE EM LABORATÓRIOS DE ENSAIO E CALIBRAÇÃO E A SUA IMPORTÂNCIA PARA AS RELAÇÕES COMERCIAIS Lucia Lima dos Santos (UFF)

Leia mais

Histórico do setor florestal no MDL e expectativas internacionais com relação a este mecanismo de flexibilização

Histórico do setor florestal no MDL e expectativas internacionais com relação a este mecanismo de flexibilização Histórico do setor florestal no MDL e expectativas internacionais com relação a este mecanismo de flexibilização Marcelo Theoto Rocha matrocha@esalq.usp.br 1 2 O Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL)

Leia mais

PRODUTIVIDADE DO TRABALHO E COMPETITIVIDADE: BRASIL E SEUS CONCORRENTES

PRODUTIVIDADE DO TRABALHO E COMPETITIVIDADE: BRASIL E SEUS CONCORRENTES PRODUTIVIDADE DO TRABALHO E COMPETITIVIDADE: BRASIL E SEUS CONCORRENTES Eduardo Augusto Guimarães Maio 2012 Competitividade Brasil 2010: Comparação com Países Selecionados. Uma chamada para a ação África

Leia mais

MIT Portugal Program Engineering systems in action

MIT Portugal Program Engineering systems in action MIT Portugal Program Engineering systems in action Paulo Ferrão, MPP Director in Portugal Engineering Systems: Achievements and Challenges MIT, June 15-17, 2009 Our knowledge-creation model An Engineering

Leia mais

Certificação de Sistemas de Gestão da Qualidade Enquadramento Nacional

Certificação de Sistemas de Gestão da Qualidade Enquadramento Nacional Certificação de Sistemas de Gestão da Qualidade Enquadramento Nacional 15-07-2014 Teresa Guimarães CERTIFICAÇÃO é uma das atividades de avaliação da conformidade de sistemas de gestão (Entidades) de produtos

Leia mais

Programme of the Kick-Off Meeting

Programme of the Kick-Off Meeting Programme of the Kick-Off Meeting "Carbon sequestration, biodiversity and social structures in Southern Amazonia: models and implementation of carbon-optimized land management strategies" Cuiabá, 6 9 July

Leia mais

Research briefing: Como a EMBRAPA catalisou os ganhos de produtividade nas Indústrias de Soja e Pasta & Papel

Research briefing: Como a EMBRAPA catalisou os ganhos de produtividade nas Indústrias de Soja e Pasta & Papel O que podem os países africanos aprender do desenvolvimento e crescimento inclusivo do Brasil? Research briefing: Como a EMBRAPA catalisou os ganhos de produtividade nas Indústrias de Soja e Pasta & Papel

Leia mais

DESAFIOS DA POLÍTICA DE COMÉRCIOEXTERNO. Prof. Vera Thorstensen, Lucas Ferraz, Emerson Marçal

DESAFIOS DA POLÍTICA DE COMÉRCIOEXTERNO. Prof. Vera Thorstensen, Lucas Ferraz, Emerson Marçal DESAFIOS DA POLÍTICA DE COMÉRCIOEXTERNO 2013 Prof. Vera Thorstensen, Lucas Ferraz, Emerson Marçal 2 Sistema Multilateral de Comércio Regras Multilaterais OMC (DSB), FMI, BM, OCDE, UNCTAD, FAO, OMPI Regras

Leia mais

Carlos Eduardo Rocha Paulista Grupo JBS S/A. Desafio da Industria Brasileira

Carlos Eduardo Rocha Paulista Grupo JBS S/A. Desafio da Industria Brasileira Carlos Eduardo Rocha Paulista Grupo JBS S/A Desafio da Industria Brasileira Carlos Eduardo Rocha Paulista Zootecnista FAZU Msc. Melhoramento Genético UNESP MBA em Marketing FEA USP AUSMEAT Curso de Formação

Leia mais

"Oportunidades e desafios nos serviços de logística no setor de P&G. 22 de Agosto de 2013

Oportunidades e desafios nos serviços de logística no setor de P&G. 22 de Agosto de 2013 "Oportunidades e desafios nos serviços de logística no setor de P&G 22 de Agosto de 2013 SUMÁRIO 1.INTRODUÇÃO 2.RELEVÂNCIA DO SETOR DE P&G NO BRASIL 3.CENÁRIO ATUAL 4.DESAFIOS 5.CONCLUSÃO SUMÁRIO 1.INTRODUÇÃO

Leia mais

REVISTA BRASILEIRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - ISSN 2359-232X VOL. 2, Nº 02, 2015 PANORAMA MUNDIAL E NACIONAL DA NORMA ISO 14001

REVISTA BRASILEIRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - ISSN 2359-232X VOL. 2, Nº 02, 2015 PANORAMA MUNDIAL E NACIONAL DA NORMA ISO 14001 PANORAMA MUNDIAL E NACIONAL DA NORMA ISO 14001 Eduardo H. B. de Gois 1 Kessy C. S. M. Baltrusch 2 Resumo: Com o advento das mudanças climáticas, as empresas no Brasil e no mundo, vem cada dia mais investindo

Leia mais

Processo de exportação de perecíveis aos EUA. (Frederico Tavares - Gerente de Comércio Internacional, UGBP: Union of Growers of Brazilian Papaya)

Processo de exportação de perecíveis aos EUA. (Frederico Tavares - Gerente de Comércio Internacional, UGBP: Union of Growers of Brazilian Papaya) Processo de exportação de perecíveis aos EUA (Frederico Tavares - Gerente de Comércio Internacional, UGBP: Union of Growers of Brazilian Papaya) World Production of Tropical Fruit World production of tropical

Leia mais

DISTRITOS DE MEDIÇÃO E CONTROLE COMO FERRAMENTA DE GESTÃO DE PERDAS EM REDES DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA. José do Carmo de Souza Júnior

DISTRITOS DE MEDIÇÃO E CONTROLE COMO FERRAMENTA DE GESTÃO DE PERDAS EM REDES DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA. José do Carmo de Souza Júnior DISTRITOS DE MEDIÇÃO E CONTROLE COMO FERRAMENTA DE GESTÃO DE PERDAS EM REDES DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA José do Carmo de Souza Júnior AUTORES José do Carmo de Souza Júnior Companhia de Saneamento Básico do

Leia mais

Links para Pesquisa. http://www.scielo.br. http://www.periodicos.capes.gov.br/

Links para Pesquisa. http://www.scielo.br. http://www.periodicos.capes.gov.br/ Links para Pesquisa Descrição Scielo Artigos científicos: Capes Artigos e publicações Livros digitais Publicações Revistas Eletrônicas: Ciência & Ensino Revista Ciências do Ambiente On Line Revista Eletrônica

Leia mais

Soluções Laboratoriais

Soluções Laboratoriais Soluções Laboratoriais Soluções Laboratoriais Tampões do ph Padrões de condutividade Soluções para ORP e DO Soluções para ISE Solução de Manutenção Soluções para Calibração & Cuidados Ampla Gama de Utilidades

Leia mais

NOVELPRINT É A GRANDE VENCEDORA DO OSCAR MUNDIAL DA ROTULAGEM!

NOVELPRINT É A GRANDE VENCEDORA DO OSCAR MUNDIAL DA ROTULAGEM! NOVELPRINT É A GRANDE VENCEDORA DO OSCAR MUNDIAL DA ROTULAGEM! A Novelprint ganhou o Label Industry Global Awards na categoria de Inovação Contínua e foi a única empresa Latino-americana a ficar entre

Leia mais

egovernment The Endless Frontier

egovernment The Endless Frontier CENTRO DE GESTÃO DA REDE INFORMÁTICA DO GOVERNO (Management Center for the Electronic Government Network) egovernment The Endless Frontier Alexandre Caldas 29 th June 2010 Summary VISION AND LEADERSHIP

Leia mais

Avaliação sobre a efetividade da metodologia de ensino e capacitação em Bioeconomia oferecida pela parceria Unicamp e BE-Basic Foundation

Avaliação sobre a efetividade da metodologia de ensino e capacitação em Bioeconomia oferecida pela parceria Unicamp e BE-Basic Foundation Avaliação sobre a efetividade da metodologia de ensino e capacitação em Bioeconomia oferecida pela parceria Unicamp e BE-Basic Foundation B. O. ORTEGA 1, F. G. VIANA 2, T. T. FRANCO 3 1 e 3 Universidade

Leia mais

INAC 2009, Rio de Janeiro, RJ, Brazil.

INAC 2009, Rio de Janeiro, RJ, Brazil. 2009 International Nuclear Atlantic Conference - INAC 2009 Rio de Janeiro,RJ, Brazil, September27 to October 2, 2009 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENERGIA NUCLEAR - ABEN ISBN: 978-85-99141-03-8 IMPLEMENTAÇÃO

Leia mais

d Sustentabilidade & Megatendências Ricardo Zibas

d Sustentabilidade & Megatendências Ricardo Zibas d Sustentabilidade & Megatendências Ricardo Zibas Mudanças no ambiente global de negócios Como o mundo mudou desde a Rio 92? Globalização O comércio internacional e investimento estrangeiro triplicaram

Leia mais

Entrevista Como é o trabalho desenvolvido pelo Departamento? Quantos Fóruns Permanentes de Micro e Pequenas empresas existem hoje?

Entrevista Como é o trabalho desenvolvido pelo Departamento? Quantos Fóruns Permanentes de Micro e Pequenas empresas existem hoje? Entrevista A diretora do Departamento de Micro, Pequenas e Médias Empresas do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Cândida Cervieri, foi entrevistada pelo Informativo RENAPI.

Leia mais

Cesar Lima - Gerdau Açominas.

Cesar Lima - Gerdau Açominas. Cesar Lima - Gerdau Açominas. A Gerdau Açominas. - Usina siderúrgica integrada. - Capacidade instalada de 3.000.000 t./ano de aço liquido. - Produz 2.750.000 t./ano de acabados em forma de blocos, placas,

Leia mais