XXI ENCONTRO TÉCNICO AESABESP A IMPORTÂNCIA DA SOCIEDADE ORGANIZADA NA PROMOÇÃO DO SANEAMENTO AMBIENTAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "XXI ENCONTRO TÉCNICO AESABESP A IMPORTÂNCIA DA SOCIEDADE ORGANIZADA NA PROMOÇÃO DO SANEAMENTO AMBIENTAL"

Transcrição

1 XXI ENCONTRO TÉCNICO AESABESP A IMPORTÂNCIA DA SOCIEDADE ORGANIZADA NA PROMOÇÃO DO SANEAMENTO AMBIENTAL

2 SOLUÇÕES ENCAMINHADAS Convênio GESP e PMSP e Criação do GT PAULISTA (Grupo Executivo de Secretários do Estado e do Município para interlocução com o LOC da FIFA e controle e acompanhamento dos programas e ações para a viabilização da Copa 2014) Convênio GESP, PMSP e SPFC (Compromissos para viabilizar São Paulo como cidade sede para abertura dos jogos) Matriz de Responsabilidades (Compromissos entre União, Estado e Município para identificar linhas de financiamentos para novo projeto de mobilidade urbana, modernização do estádio e do entorno)

3 DESAFIOS - SEDE DA ABERTURA DA COPA 2014 Adequação do Estádio (Atendimento as exigências de visibilidade, conforto segurança e de tecnologia para as transmissões - uma arena multiuso moderna, pronta para grandes eventos) Entorno do Estádio (Acertos de drenagem e requalificação urbanística da Praça, com áreas de hospitalidade e de estacionamentos) Sistema de transporte (Melhorias na mobilidade urbana - eliminação de gargalos históricos, com destaque para o Rodoanel e sistema sobre trilhos) Serviços qualificados (Resultado de um vigoroso plano de capacitação e treinamento em vários segmentos, o que permitirá a fixação definitiva de São Paulo como uma metrópole única)

4 ESTRUTURA DE TRABALHO GT PAULISTA (GESP e PMSP) COESP (Comitê Executivo) Nível Estratégico/Decisório Estrutura técnica/operacional

5 NÚCLEOS DE TRABALHO Infraestrutura Comunicação e Turismo Comitê GT Paulista Executivo Integração Eventos e Oportunidades

6 Acessibilidade Sustentabilidade Articulação Institucional Acessibilidade -Analisar o projeto do estádio de acordo com as demandas de acessibilidade. -Compatibilizar Projetos Existentes com as oportunidades geradas na Copa Responsabilidade Sócio- Ambiental -Compatilibização de Projetos previstos. (com orçamento e cronograma). -Identificação de projetos estratégicos integrados de melhoria ambiental para resposta sócio-ambiental de São Paulo na Copa. (sistema de transporte; água de reuso; energias alternativas; reciclagem de lixo; etc.). -Green Building. Compatibilização Agenda Copa com Agenda2012 e PEP s -Identificação e monitoramento de projetos relevantes. -Identificação de projetos estratégicos para o momento Copa (inovadores, ícone arquitetônico, etc.).

7 Legislação Legado Decretos / Portarias Concessões -Alinhamento com a Legislação Federal e Estadual relativa a Copa -Especial atenção às isenções fiscais -Revisão da legislação em vigor e sua intersecção com temas da Copa Legado -Classificação de projetos e obras que ficarão de legado. -Unificação e acompanhamento dos dados de programas sociais (públicos) de capacitação profissional.

8 Participação e Parceria Logística Eventos Participação e Parceria -Melhor organizar o evento e aproveitar as oportunidades por ele geradas. -Iniciativa Privada: Contribuir com projetos e captação de recursos para viabilizar ações estratégicas para o evento e para a cidade. -Sociedade Civil: Participação ativa no processo de preparação da cidade para o evento. Logística de Eventos -Plano dos Eventos Oficias (Copa das Confederações; Copa do Mundo; Congresso FIFA; Sorteios; etc). -Plano dos eventos próprios e de responsabilidade da PMSP/GESP para a Copa. (FanFest; etc.) -Adequação do Calendário Anual de Eventos ao Tema. Eventos -FanFest: Elaboração do conceito; Dimensionamento, escolha de local e produção de ao menos 6 eventos simultâneos durante a Copa: *Vale do Anhangabaú, Pq. Ibirapuera, Pq. do Carmo, Represa Guarapiranga, Sambódromo, Autódromo, Pça. Charles Miller. -Calendário : Participação da cidade em eventos promocionais; Elaboração de eventos próprios; Validação de projetos da iniciativa privada.

9 Trade Capacitação Produtos Turísticos Trade -Em cinco segmentações geográficas: capital, metropolitana, estadual, demais sedes e com destinos turísticos nacionais. Considerando: *Mapeamento da oferta, com detalhamento, possibilidade de criação de roteiros estruturados; *Observância dos estudos sobre o tema (destinos indutores, etc); *Avaliação do perfil do turista para estruturação de eventuais roteiros; *Cruzamento de informações com os investimentos que estão/serão feitos em todos os destinos. Capacitação -Em várias frentes, com ênfase nos serviços públicos,emparceriaounãocomoutrosórgãos (ex. Min.Tur.). *Palestras, fóruns e encontros (menos rigorosos que uma capacitação), com calendário e temas bem definidos. (Opção: ação integrada a entidades, como associações de lojistas, câmaras de comércio, ações locais, capítulos locais da associação comercial, etc.). Produtos Turísticos -Em cinco segmentações geográficas: capital, metropolitana, estadual, com as demais sedes e com destinos turísticos nacionais. Considerando: *mapeamento de atrativos, com detalhamento, possibilidade de criação de roteiros estruturados; *observância dos estudos sobre o tema (destinos indutores, etc); *avaliação do perfil do turista para estruturação eventual de roteiros; *cruzamento de informações com os investimentos que estão/serão feitos em todos os destinos; *Sugerir novos atrativos (marcos,etc).

10 Serviços ao Turista Sistema de Informação Produtos Turísticos -Em cinco segmentações geográficas: capital, metropolitana, estadual, com as demais sedes e com destinos turísticos nacionais. Considerando: *mapeamento de atrativos, com detalhamento, possibilidade de criação de roteiros estruturados; *observância dos estudos sobre o tema (destinos indutores, etc); *avaliação do perfil do turista para estruturação eventual de roteiros; *cruzamento de informações com os investimentos que estão/serão feitos em todos os destinos; *Sugerir novos atrativos (marcos,etc). Pesquisa -Macro dados *IBGE, Emplasa, Saúde, Turismo etc -Copa *Histórico, Comunidade, Fluxos etc -Suporte *Análises e geração de relatórios

11 Promoção Turística Promoção da Cidade -Mapeamento e acompanhamento do calendário atual (SPTuris, CVB, etc); -Calendário de oportunidades eventos que podemos, criar e/ou mesmo participar (Integração com Núcleo de Eventos e Oportunidades). Ex.: evento para os municípios-base no estado, exposição da maquete, palestras, etc; -Calendário específico considerando o evento Copa, sendo: *Eventos diretos, quando poderá haver um trabalho de divulgação do destino junto com a iniciativa privada ou não (ex. SoccerEx...); e *Eventos de interesse da cidade, dos mais diversos tipos, em que a Copa possa ser um dos itens de divulgação (ex. Feiras industriais diversas, encontros de design, etc); -Propostas de ações promocionais também para o morador (alinhada com campanhas educativas); -Aproveitamento do calendário de eventos na cidade para a promoção (feiras no Anhembi, Center Norte, Imigrantes, congressos, etc). -Estratégia de promoção via Imprensa Internacional (alinhado com o núcleo Comunicação e Dados)

12 Imprensa Comunicação Visual Imprensa -Assessoria de Comunicação *Imprensa, RP e Promoção -Apresentações *Comunicação e ações de no mídia etc -Análise e adequação *Riqueza x alcance Comunicação Visual -Marca *Posicionamento, aplicação, limitações etc -Materiais *Promocionais, eventos etc. -Local *Estádio, comitê etc.

13 Comunicação Institucional Campanhas Educativas Campanhas Educativas -Localizadas *Moradores ( Copa no Quintal ) etc -Na Cidade *O Centro é o Morumbi etc. -No Estado *Ações nas escolas, seg. profissionais etc.

14 Energia Tecnologia Zeladoria Energia -Logística de atendimento e plano de ação para eventos em 2013 e Levantamento da demanda específica de infraestrutura para o evento. -Levantamento da oferta de infraestrutura da cidade e estado de São Paulo. -Compatibilização da oferta do Estádio do Morumbi com a demanda do evento. -Levantamento de oportunidades. Tecnologia -Logística de atendimento e plano de ação para eventos em 2013 e Levantamento da demanda específica de infraestrutura para o evento. -Levantamento da oferta de infraestrutura da cidade e estado de São Paulo. -Compatibilização da oferta do Estádio do Morumbi com a demanda do evento. -Levantamento de oportunidades. Zeladoria -Logística de atendimento e plano de ação para eventos em 2013 e Levantamento de demanda adicional -Desenvolvimento de programa de destinação de resíduos

15 Mobilidade Segurança Receptivo e Transporte Mobilidade Urbana -Monitoramento dos 19 projetos previstos, com resumo das obras, cronograma de execução, responsável, atualização quinzenal, valor de investimento, contatos, etc., além, do Projeto Linha Ouro do Metrô e entorno do Estádio do Morumbi. -Desenvolvimento e acompanhamento de projeto de revitalização da Praça Roberto Gomes Pedrosa. -Análise da demanda do evento em relação a mobilidade (obras pontuais, melhoria de fluxos, necessidade de equipamentos, etc.) Segurança -Logística de atendimento e plano de segurança para eventos em 2013 e Elaboração de projetos-piloto a serem implementados no campeonato paulista de 2011 em diante. -Análise da demanda do evento em relação a: *Programa de aquisição de equipamentos e viaturas. *Programa de capacitação dos agentes. *Programa de integração das esferas policiais. *Programa de monitoramento de segurança (com projeto-piloto para campeonato paulista 2011). -Monitoramento de indicadores de segurança por região estratégica da cidade. Transporte -Logística de atendimento e plano de ação para transporte de público em geral ao estádio (ônibus, trens, metrô, taxi, estacionamentos, bolsões de estacionamento, etc.). -Planejamento de transporte para público credenciado (VIP s, VVIP s, Mídia, Árbitros e Delegações). -Planejamento de estratégia de fluxo de acesso ao estádio, circulação geral na cidade durante o período do evento e acessos e circulação aos pontos de interesse (Fan Fests, Pontos Turísticos, Zona Hoteleira, etc.).

16 Saúde Estádio e Treinamento Saúde -Logística de atendimento e plano de ação para eventos em 2013 e Levantamento de demanda, análise da oferta na cidade, com detalhamento do entorno do estádio. -Acompanhamento da evolução da oferta de saúde pública (leitos e programas específicos). -Acompanhamento de indicadores. -Monitoramento de campanhas educativas. Estádio -Acompanhamento do cumprimento do Caderno de Encargos (FIFA) -Acompanhamento do financiamento das obras do estádio -Integração do projeto interno ao entorno imediato -Monitoramento das obras em relação a responsabilidade ambiental, acessibilidade e segurança (de acordo com Green Guide)

17 Saneamento Urbanização Saneamento -Levantamento de obras prioritárias até Indicação de projetos estratégicos para o evento (canalização de córregos, obras de drenagem, piscinão, tratamento de esgoto, água, etc.). -Acompanhamento de indicadores.

18 MOBILIDADE - INVESTIMENTOS IDENTIFICADOS Mobilidade Urbana estimativa de R$ 33,4 bilhões (19 projetos do Estado e do Município identificados projetos viários e de transporte urbano que já se encontram em implantação e contribuirão decisivamente para a melhoria da mobilidade em 2014) Novo projeto Linha Ouro Copa - estimativa R$ 3,17 bilhões (Responsabilidade do GESP e PMSP cerca R$ 1,08 bilhões serão de financiamentos da CEF e R$ 250 milhões do BNDES)

19 TOTAL ,0 20 GRANDES PROJETOS EM EXECUÇÃO Projetos Investimento Total (R$ milhões) Projeto 1 Adequação Viária Marginal Tietê 1.109,9 Projeto 2 Complexo Jacu-Pêssego 1.641,4 Projeto 3 Rodoanel Trecho Sul 4.428,0 Projeto 4 Metrô Linha 2: Verde - Chac. Klabin-Alto Ipiranga-V.Prudente 2.250,3 Projeto 5 Metrô Linha 4 Amarela 4.730,0 Projeto 6 Metrô Linha 5 Lilás - Fase 2: Largo 13-Chácara Klabin 4.997,0 Projeto 7 Metrô Leve Tiradentes - VLT 2.300,0 Projeto 8 Metrô Linha 1 e Linha 3 - Nova Frota 1.431,8 Projeto 9 Expresso Aeroporto 2.370,0 Projeto 10 Modernização da Linha 10 Turquesa da CPTM 366,6 Projeto 11 Modernização da Linha 12 Safira da CPTM 1.191,4 Projeto 12 Modernização da Linha 7 Rubi da CPTM 1.189,4 Projeto 13 Modernização da linha 9 Esmeralda da CPTM 1.052,1 Projeto 14 Modernização de linha 11 Coral da CPTM 823,6 Projeto 15 Modernização da Linha 8 Diamante da CPTM 1.272,5 Projeto 16 Avenida Jornalista Roberto Marinho 1.646,0 Projeto 17 Prolongamento da Avenida Chucri Zaidan 268,0 Projeto 18 Tunel Lineu de Paula Machado 192,0 Projeto 19 Complexo Viário Sena Madureira 148,0 Projeto 20 Linha 17 Ouro + entorno do Estádio 3.175,0

20 IMPACTOS 20 Transporte sobre trilhos (Expansão de 70 km de metrô e modernização de 160 km do trem metropolitano) Expresso Aeroporto e Linha 17 Ouro (São Judas Congonhas) (Ligações diretas dos Aeroportos à rede de metro e ao centro da cidade) Rodoanel (Diminuição do impacto do tráfego pesado) Novas vias estruturantes integradas (Redução no tempo de deslocamentos)

21 Obrigado! PEDRO PEREIRA BENVENUTO SECRETARIA DO ESTADO DE ECONOMIA E PLANEJAMENTO

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO PREFEITURA DA CIDADE DE SÃO PAULO. Infraestrutura necessária para realização da Copa do Mundo FIFA 2014

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO PREFEITURA DA CIDADE DE SÃO PAULO. Infraestrutura necessária para realização da Copa do Mundo FIFA 2014 TM GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO PREFEITURA DA CIDADE DE SÃO PAULO Infraestrutura necessária para realização da Copa do Mundo FIFA 2014 SOLUÇÕES ENCAMINHADAS Constituição do COMITÊ PAULISTA (Grupo Executivo

Leia mais

Caio Luiz de Carvalho Presidente

Caio Luiz de Carvalho Presidente Caio Luiz de Carvalho Presidente Os desafios do Brasil Deixar de ser espectador e se tornar ator do processo. Todos os brasileiros. Profissionais ou espectadores, envolvidos diretamente ou não. Muitas

Leia mais

Mobilidade urbana, infra-estrutura e a Copa de 2014

Mobilidade urbana, infra-estrutura e a Copa de 2014 Mobilidade urbana, infra-estrutura e a Copa de 2014 Oportunidades para a arquitetura e a engenharia 8º Encontro da Arquitetura e da Engenharia Consultiva de São Paulo Sinaenco/sp 26 de agosto de 2008 Jurandir

Leia mais

GILMAR TADEU ALVES RIBEIRO. (Secopa São Paulo)

GILMAR TADEU ALVES RIBEIRO. (Secopa São Paulo) GILMAR TADEU ALVES RIBEIRO (Secopa São Paulo) O maior evento mundial Copa do Mundo Fifa Transmissão para todos os países e territórios do mundo, inclusive a Antártida e o Círculo Polar Ártico; Primeiro

Leia mais

Copa do Mundo 2014: ações da Prefeitura de São Paulo. 12ª Câmara Temática de Transparência Copa 2014

Copa do Mundo 2014: ações da Prefeitura de São Paulo. 12ª Câmara Temática de Transparência Copa 2014 : ações da Prefeitura de São Paulo 12ª Câmara Temática de Transparência Copa 2014 Copa em São Paulo: a gestão municipal SPCOPA: Comitê Integrado de Gestão Governamental Especial para a Copa do Mundo de

Leia mais

COPA DO MUNDO FIFA 2014 Belo Horizonte Brasil. Ações do Governo de Minas Gerais

COPA DO MUNDO FIFA 2014 Belo Horizonte Brasil. Ações do Governo de Minas Gerais COPA DO MUNDO FIFA 2014 Belo Horizonte Brasil Ações do Governo de Minas Gerais 27 de Outubro de 2009 Roteiro Estratégia de Execução Modernização do Mineirão Reforma dos Estádios Alternativos Mobilidade

Leia mais

São Paulo de Braços Abertos para Copa de 2014

São Paulo de Braços Abertos para Copa de 2014 São Paulo de Braços Abertos para Copa de 2014 Promoção Turística - Comitê executivo - Proposta inicial - Estrutura Turística Fecomércio 01/10/2009 Infraestrutura Comunicação Dados Comitê Integração GT

Leia mais

O que o Brasil já ganhou com a Copa. Secretaria-Geral da Presidência da República

O que o Brasil já ganhou com a Copa. Secretaria-Geral da Presidência da República O que o Brasil já ganhou com a Copa COPA DO MUNDO NO BRASIL um momento histórico e de oportunidades A Copa do Mundo é um momento histórico para o Brasil, que vai sediar, em conjunto com as Olimpíadas em

Leia mais

BRASIL 2015: O VERDADEIRO RESULTADO DA COPA

BRASIL 2015: O VERDADEIRO RESULTADO DA COPA BRASIL 2015: O VERDADEIRO RESULTADO DA COPA Brasil, 2007 PIB R$ 1,8 trilhão Alfabetização 88,6% Expec. de Vida 71,7 anos PIB per capita US$ 8.402 Fonte: ONU e IBGE Brasil, 2015 PIB R$ 2,1 trilhões Alfabetização

Leia mais

Programa Porto Alegre Copa 2014 Legados para a Cidade

Programa Porto Alegre Copa 2014 Legados para a Cidade Programa Porto Alegre Copa 2014 Legados para a Cidade Visão: Ser considerada a melhor cidade-sede da Copa 2014 quanto a participação popular e promoção de ações de desenvolvimento econômico, social e ambiental,

Leia mais

COPA. Copa de 2014, Desafios e Oportunidades JOÃO ALBERTO VIOL. Vice-Presidente Nacional ABECE - ABCIC. 29 de Outubro 2009

COPA. Copa de 2014, Desafios e Oportunidades JOÃO ALBERTO VIOL. Vice-Presidente Nacional ABECE - ABCIC. 29 de Outubro 2009 COPA Copa de 2014, Desafios e Oportunidades JOÃO ALBERTO VIOL Vice-Presidente Nacional ABECE - ABCIC 29 de Outubro 2009 1 SINAENCO Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO

SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO AGENDA ESTRATÉGIA PERSPECTIVAS ECONÔMICAS MATRIZ DE RESPONSABILIDADES PORTO AEROPORTO ARENA MONOTRILHO MATRIZ ENERGÉTICA COMUNICAÇÃO MANAUS CIDADE-SEDE ESTRATÉGIA Concepção Planejamento Manaus x Belém

Leia mais

Mobilidade Urbana Planos e Estratégias do GESP

Mobilidade Urbana Planos e Estratégias do GESP Mobilidade Urbana Planos e Estratégias do GESP Mancha Urbana da MMP e Sistema Viário PIB da MMP 2009/2010 (em milhões correntes) PIB 2009 PIB 2010 29.758 55.595 27.886 39.993 34.178 6.303 4.790 RMSP RMC

Leia mais

Oportunidades de Negócios com a Copa do Mundo 2014. Salvador 04/11/10

Oportunidades de Negócios com a Copa do Mundo 2014. Salvador 04/11/10 Oportunidades de Negócios com a Copa do Mundo 2014 Salvador 04/11/10 É a vez do Brasil! Linha do Tempo Eventos Esportivos Copa das Confederações 2013 Copa do Mundo FIFA 2014 Olimpíadas e Paraolimpíadas

Leia mais

Secretaria. de Futebol de 2014

Secretaria. de Futebol de 2014 Secretaria Especial de Articulação para a Copa do Mundo de Futebol de 2014 SECOPA Assistir direta e indiretamente ao Prefeito na condução aos assuntos referentes a Copa do Mundo; Parcerias com a sociedade

Leia mais

Copa do Mundo 2014: Oportunidades para o Brasil e para a iniciativa privada

Copa do Mundo 2014: Oportunidades para o Brasil e para a iniciativa privada BRA-MEB001-100209-0 Copa do Mundo 2014: Oportunidades para o Brasil e para a iniciativa privada São Paulo, 9 de março de 2010 0 BRA-MEB001-100209-1 O que o Brasil quer com uma Copa do Mundo FIFA Mobilizar

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRE A COPA FIFA 2014

INFORMAÇÕES SOBRE A COPA FIFA 2014 INFORMAÇÕES SOBRE A COPA FIFA 2014 Por Milton Karam 06.outubro.2010 COPA FIFA 2014 CRONOLOGIA 2003 03 de junho - a Confederação Sul-Americana de Futebol CONMEBOL anuncia Argentina, Brasil e Colômbia 2006

Leia mais

COPA DO MUNDO FIFA 2014 BRASIL. Oportunidades e Desafios

COPA DO MUNDO FIFA 2014 BRASIL. Oportunidades e Desafios COPA DO MUNDO FIFA 2014 BRASIL Oportunidades e Desafios COPA DO MUNDO - OPORTUNIDADES Um evento esportivo do porte de uma Copa do Mundo é como uma grande vitrine do país no exterior e corresponde a um

Leia mais

Soluções urbanas inovadoras e financiamento de Smart Cities. São Paulo, 23 setembro 2014

Soluções urbanas inovadoras e financiamento de Smart Cities. São Paulo, 23 setembro 2014 Soluções urbanas inovadoras e financiamento de Smart Cities São Paulo, 23 setembro 2014 1 Índice 1. Fatores habilitantes da Cidade Inteligente 2. Modelos de financiamento da Cidade Inteligente 2 1. Fatores

Leia mais

PUBLICADO DOC 10/01/2012, p. 1 c. todas

PUBLICADO DOC 10/01/2012, p. 1 c. todas PUBLICADO DOC 10/01/2012, p. 1 c. todas LEI Nº 15.525, DE 9 DE JANEIRO DE 2012 (Projeto de Lei nº 470/11, do Executivo, aprovado na forma de Substitutivo do Legislativo) Institui o Projeto Estratégico

Leia mais

Fórum de Logística Perspectivas para 2014 25/02/2014

Fórum de Logística Perspectivas para 2014 25/02/2014 Fórum de Logística Perspectivas para 2014 25/02/2014 David Barioni Neto Mar/10 a Jun/11: Presidente Executivo (CEO) da Facility Group S.A. Nov/07 a Out/09: Presidente Executivo (CEO) da TAM Linhas Aéreas

Leia mais

Síntese do planejamento e os impactos para o país com a Copa do Mundo 2014

Síntese do planejamento e os impactos para o país com a Copa do Mundo 2014 Code-P0 Síntese do planejamento e os impactos para o país com a Copa do Mundo 2014 Encontro Nacional - Abracen Eventos Esportivos e os Impactos para o país São Paulo, 7 de março de 2012 Code-P1 O Brasil

Leia mais

Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro. Gustavo Guerrante. 30 de novembro de 2015

Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro. Gustavo Guerrante. 30 de novembro de 2015 Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro Gustavo Guerrante 30 de novembro de 2015 Prefeitura do Rio de Janeiro Secretaria Especial de Concessões e Parcerias Público-Privadas Em 2009, institucionalizou-se

Leia mais

Diálogos Governo -Sociedade Civil COPA 2014. O que o Brasil já ganhou com a Copa

Diálogos Governo -Sociedade Civil COPA 2014. O que o Brasil já ganhou com a Copa Diálogos Governo -Sociedade Civil COPA 2014 O que o Brasil já ganhou com a Copa 2 O que o Brasil já ganhou com a Copa Investimentos A Copa do Mundo é um grande investimento para todos brasileiros Os únicos

Leia mais

Desafios para Melhoria da Mobilidade Urbana

Desafios para Melhoria da Mobilidade Urbana Desafios para Melhoria da Mobilidade Urbana O Desafio da CET 7,2 milhões de veículos registrados 12 milhões de habitantes 7,3 milhões de viagens a pé 156 mil viagens de bicicleta 15 milhões de viagens

Leia mais

Secretaria de Turismo da Bahia Bahiatursa

Secretaria de Turismo da Bahia Bahiatursa Secretaria de Turismo da Bahia Bahiatursa Secretaria de Turismo da Bahia Bahiatursa Secretaria de Turismo da Bahia Bahiatursa 3 Secretaria de Turismo da Bahia Bahiatursa Secretaria de Turismo da Bahia

Leia mais

Pontapé inicial: Planejamento Integrado Governo de Minas e PBH. escolha das cidades-sede. Copa

Pontapé inicial: Planejamento Integrado Governo de Minas e PBH. escolha das cidades-sede. Copa Minas Gerais na Copa do Mundo de 2014 Copa em Minas já começou Pontapé inicial: Planejamento Integrado Governo de Minas e PBH 31 de maio de 2011 dois anos de escolha das cidades-sede 2014 BH/MG modelo

Leia mais

Projeto PERNAMBUCO NA COPA 2014

Projeto PERNAMBUCO NA COPA 2014 Projeto PERNAMBUCO NA COPA 2014 4º Fórum de Direito do Turismo 20 de Maio de 2011 ARRANJO INSTITUCIONAL - GOVERNO DE PERNAMBUCO SECOPA-PE Atribuições Planejar, coordenar e gerir as iniciativas dos órgãos

Leia mais

UGP COPA Unidade Gestora do Projeto da Copa

UGP COPA Unidade Gestora do Projeto da Copa Organização da Copa 2014 PORTFÓLIOS UGPCOPA ARENA E ENTORNO INFRAESTRUTURA TURÍSTICA FAN PARKS LOC COPA DESPORTIVA EVENTOS DA FIFA GERENCIAMENTO DE PROJETOS OBRIGAÇÕES GOVERNAMENTAIS SUPRIMENTOS COPA TURÍSTICA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA OFICINA DE CAPACITAÇÃO PARA O PLANO DIRETOR: REGIONAL BOQUEIRÃO 18/03/2014 CURITIBA MARÇO/2014 Realizações no dia

Leia mais

OPERAÇÕES URBANAS CONSORCIADAS Instrumentos de viabilização de projetos urbanos integrados

OPERAÇÕES URBANAS CONSORCIADAS Instrumentos de viabilização de projetos urbanos integrados OPERAÇÕES URBANAS CONSORCIADAS Instrumentos de viabilização de projetos urbanos integrados DEAP/SNAPU/MCIDADES Maio/2015 Contexto brasileiro Necessidade de obras públicas para requalificação e reabilitação

Leia mais

Salvador na Copa das Confederações e Copa do Mundo FIFA 2014

Salvador na Copa das Confederações e Copa do Mundo FIFA 2014 Salvador na Copa das Confederações e Copa do Mundo FIFA 2014 18/05/2012 Ana Cláudia Nascimento e Sousa Diretora de Mobilidade Urbana e Interurbana ACESSIBILIDADE À ARENA FONTE NOVA LEGADO PARA A CIDADE

Leia mais

O Problema dos Transportes Urbanos de Passageiros no Brasil

O Problema dos Transportes Urbanos de Passageiros no Brasil O Problema dos Transportes Urbanos de Passageiros no Brasil Uma Contribuição para as Discuções sobre o Tema. O crescimento da urbanização da população brasileira, os incentivos generosos do governo federal

Leia mais

DÂMOCLES PANTALEÃO LOPES TRINTA WALTER FERNANDES DE MIRANDA NETO SECRETÁRIO ADJUNTO DE PLANEJAMENTO DE OBRAS DA COPA 2014

DÂMOCLES PANTALEÃO LOPES TRINTA WALTER FERNANDES DE MIRANDA NETO SECRETÁRIO ADJUNTO DE PLANEJAMENTO DE OBRAS DA COPA 2014 INVESTIMENTOS EM MOBILIDADE URBANA PARA A COPA INVESTIMENTOS SECRETARIA ADJUNTA EM MOBILIDADE DE PLANEJAMENTO URBANA DE OBRAS PARA DA A COPA MOBILIDADE URBANA - COPA DÂMOCLES PANTALEÃO LOPES TRINTA SECRETÁRIO

Leia mais

Investimento do Governo Federal em Mobilidade Urbana

Investimento do Governo Federal em Mobilidade Urbana Investimento do Governo Federal em Mobilidade Urbana PAC 2 SÃO PAULO R$ 241,5 bilhões R$ milhões Eixo 2011-2014 Pós 2014 TOTAL Transportes 55.427 2.169 57.596 Energia 57.578 77.936 135.513 Cidade Melhor

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO 2014/2020 FARROUPILHA - RS

PLANO DE DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO 2014/2020 FARROUPILHA - RS PLANO DE DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO 2014/2020 FARROUPILHA - RS 22 de Outubro de 2014 AGENDA Relembrar o conceito de Plano Municipal de Turismo Etapas percorridas no desenvolvimento do PMT de Farroupilha

Leia mais

Etapas para a Elaboração de Planos de Mobilidade Participativos. Nívea Oppermann Peixoto, Ms Coordenadora Desenvolvimento Urbano EMBARQ Brasil

Etapas para a Elaboração de Planos de Mobilidade Participativos. Nívea Oppermann Peixoto, Ms Coordenadora Desenvolvimento Urbano EMBARQ Brasil Etapas para a Elaboração de Planos de Mobilidade Participativos Nívea Oppermann Peixoto, Ms Coordenadora Desenvolvimento Urbano EMBARQ Brasil Novo cenário da mobilidade urbana Plano de Mobilidade Urbana:

Leia mais

Júlio Eduardo dos Santos

Júlio Eduardo dos Santos Júlio Eduardo dos Santos Secretário Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana Linha do Tempo 1965 a 2003 Extinção da GEIPOT Lei 10.233 / 2001 Criação da EBTU lei nº 6.261 em 1975 Extinção da EBTU Dec.

Leia mais

TRANSFORMANDO O RIO! ADVANCING ENTREPRENEURSHIP AND INNOVATION 04/11/2013 1/31

TRANSFORMANDO O RIO! ADVANCING ENTREPRENEURSHIP AND INNOVATION 04/11/2013 1/31 TRANSFORMANDO O RIO! ADVANCING ENTREPRENEURSHIP AND INNOVATION 04/11/2013 1/31 QUEM SOMOS Empresa pública, vinculada ao gabinete do Prefeito; Criada em agosto de 2011 para coordenar os projetos da Prefeitura

Leia mais

Localização Estratégica

Localização Estratégica PORTO MARAVILHA Localização Estratégica Aeroporto Internacional Tom Jobim 11 km Oceano Atlântico Maracanã 5 km Aeroporto Santos Dumont 2 km Corcovado 7 km Copacabana 8 km Pão de Açúcar 6 km Perímetro Porto

Leia mais

Programa Copa 2014 na Bahia Planejamento, Realizações e Legados do Mundial na Bahia. SINAENCO 18 de Maio de 2012

Programa Copa 2014 na Bahia Planejamento, Realizações e Legados do Mundial na Bahia. SINAENCO 18 de Maio de 2012 Programa Copa 2014 na Bahia Planejamento, Realizações e Legados do Mundial na Bahia SINAENCO 18 de Maio de 2012 AGENDA 1. Linha do Tempo 2. A Copa em números 3. Programa Copa 2014 na Bahia 4. Plano Diretor

Leia mais

Porto Alegre. Host City Fifa World Cup 2014

Porto Alegre. Host City Fifa World Cup 2014 Porto Alegre Host City Fifa World Cup 2014 31/05/2009 A FIFA anuncia as 12 cidades-sede 13/01/2010 Formalização do Grupo Executivo da Copa Gecopa; Anúncio do Programa BNDES Pró-Copa Turismo (recursos para

Leia mais

Projetos de Expansão e Modernização

Projetos de Expansão e Modernização Projetos de Expansão e Modernização Março/2012 Jundiaí Várzea Paulista Campo Limpo Paulista Francisco Morato Franco da Rocha Caieiras REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO Itaquaquecetuba Osasco Barueri São

Leia mais

PARA MUDAR DE VERDADE

PARA MUDAR DE VERDADE PARA MUDAR DE VERDADE os transportes Nos 20 anos de sucessivos governos, o PSDB foi incapaz de enfrentar o colapso da mobilidade urbana com políticas compatíveis com a gravidade do problema, sobretudo

Leia mais

Tiago Lacerda. Marketing Esportivo

Tiago Lacerda. Marketing Esportivo Copa do Mundo FIFA Brasil 2014 Belo Horizonte Minas Gerais Comitê Executivo Municipal Tiago Lacerda Gerência Geral Assessoria jurídica Assessoria Imprensa Comunicação e Marketing Eventos e Ações Sociais

Leia mais

Plano de Comunicação Integrado Copa do Mundo da FIFA 2014

Plano de Comunicação Integrado Copa do Mundo da FIFA 2014 Copa do Mundo da FIFA 2014 Eixos Estratégicos Articulação Imprensa Publicidade Promoção Digital Eixos Estratégicos de Comunicação IMPRENSA NACIONAL E REGIONAL AÇÕES DESCRIÇÃO PÚBLICO ALVO RESPONSÁVEL Assessoria

Leia mais

Gabinete de Secretário de Estado Extraordinário da Copa do Mundo/SECOPA

Gabinete de Secretário de Estado Extraordinário da Copa do Mundo/SECOPA Gabinete de Secretário de Estado Extraordinário da Copa do Mundo/SECOPA RELATÓRIO DE EXECUÇÃO 2ª ETAPA DO ACORDO DE RESULTADOS PERÍODO DE REFERÊNCIA: 2011 Belo Horizonte, maio de 2012 SUMÁRIO ITEM PÁGINA

Leia mais

SETOR CHUCRI ZAIDAN. Plano Urbanístico

SETOR CHUCRI ZAIDAN. Plano Urbanístico SETOR CHUCRI ZAIDAN Plano Urbanístico Operação Urbana Consorciada Água Espraiada Fevereiro 2013 SETOR CHUCRI ZAIDAN Legislação EXIGÊNCIAS DA LICENÇA AMBIENTAL PRÉVIA - LAP nº 17.SVMA.G/2003 - Operação

Leia mais

Mobilidade Urbana: Esse Problema tem Solução? Ronaldo Balassiano Programa de Engenharia de Transportes PET/COPPE/UFRJ

Mobilidade Urbana: Esse Problema tem Solução? Ronaldo Balassiano Programa de Engenharia de Transportes PET/COPPE/UFRJ Mobilidade Urbana: Esse Problema tem Solução? Ronaldo Balassiano Programa de Engenharia de Transportes PET/COPPE/UFRJ 1 1 Introdução Sustentabilidade Mudança nos atuais modelos de produção e consumo Alternativas

Leia mais

CIDADE DO CIDADE PARA AUTOMÓVEL PESSOAS

CIDADE DO CIDADE PARA AUTOMÓVEL PESSOAS MOBILIDADE URBANA Na região Metropolitana de Florianópolis e o PLAMUS Superintendência da Região Metropolitana da Grande Florianópolis CIDADE DO AUTOMÓVEL CIDADE PARA PESSOAS RACIONALIZAÇÃO DO ESPAÇO Espaço

Leia mais

Copa do Mundo no Brasil: oportunidades, desafios e atuação do Governo Federal

Copa do Mundo no Brasil: oportunidades, desafios e atuação do Governo Federal BRA-MEB001-091126-1 Copa do Mundo no Brasil: oportunidades, desafios e atuação do Governo Federal Brasília, 26 novembro de 2009 BRA-MEB001-091126-2 Conteúdo do documento O que é a Copa do Mundo Atuação

Leia mais

Seminário: Mobilidade Urbana e Transportes Públicos no Estado de São Paulo

Seminário: Mobilidade Urbana e Transportes Públicos no Estado de São Paulo : Mobilidade Urbana e Transportes Públicos no Estado de São Paulo Tema: Uma Agenda para a Mobilidade Urbana da Metrópole Planejamento Urbano, Mobilidade e Modos Alternativos de Deslocamento Engº Jaime

Leia mais

RESUMO DAS INTERVENÇÕES APONTADAS COMO LEGADO DAS OLIMPÍADAS PARA A CIDADE

RESUMO DAS INTERVENÇÕES APONTADAS COMO LEGADO DAS OLIMPÍADAS PARA A CIDADE OLIMPÍADAS 2016 RESUMO DAS INTERVENÇÕES APONTADAS COMO LEGADO DAS OLIMPÍADAS PARA A CIDADE 1 Principais intervenções previstas para as Olimpíadas: A Infraestrutura urbana Porto Maravilha Projeto de revitalização

Leia mais

Preparação do país para a Copa do Mundo 2014 e a herança para

Preparação do país para a Copa do Mundo 2014 e a herança para Code-P0 Preparação do país para a Copa do Mundo 2014 e a herança para a engenharia brasileira O Mundial e o Desenvolvimento Federação Nacional dos Engenheiros (FNE) Manaus, 30 de março de 2012 Code-P1

Leia mais

Mobilidade Urbana. Linhas gerais, resultados e desafios selecionados

Mobilidade Urbana. Linhas gerais, resultados e desafios selecionados Mobilidade Urbana Linhas gerais, resultados e desafios selecionados Apresentação A política de desenvolvimento urbano é estratégica para a promoção de igualdade de oportunidades, para a desconcentração

Leia mais

Projetos de Expansão e Modernização

Projetos de Expansão e Modernização Projetos de Expansão e Modernização Mário Manuel Seabra Rodrigues Bandeira Diretor Presidente maio/2013 REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO Jundiaí Várzea Paulista Campo Limpo Paulista Francisco Morato Franco

Leia mais

IIIª Circunferência de Mobilidade Urbana de Florianópolis

IIIª Circunferência de Mobilidade Urbana de Florianópolis Documento confidencial para uso e informação do cliente IIIª Circunferência de Mobilidade Urbana de Florianópolis Dia Mundial sem Carro Divulgação Preliminar dos Resultados das Pesquisas Parte I Visão

Leia mais

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS PEQUENOS negócios no BRASIL 99% 70% 40% 25% 1% do total de empresas brasileiras da criação de empregos formais da massa salarial do PIB das exportações

Leia mais

Investimento Global (R$ mi) 1 Belo Horizonte BRT: Antônio Carlos / Pedro I 726,4 382,3-344,2 -

Investimento Global (R$ mi) 1 Belo Horizonte BRT: Antônio Carlos / Pedro I 726,4 382,3-344,2 - Anexo A - Mobilidade Urbana Empreendimento (obra, projeto e desapropriação) 1 Belo Horizonte BRT: Antônio Carlos / Pedro I 726,4 382,3-344,2-2 Belo Horizonte Corredor Pedro II e Obras Complementares nos

Leia mais

Modernos conceitos de acessibilidade (estacionamento, assentos, banheiros, rampas e elevadores para o Portadores de Necessidades Especiais);

Modernos conceitos de acessibilidade (estacionamento, assentos, banheiros, rampas e elevadores para o Portadores de Necessidades Especiais); ARENA DAS DUNAS ARENA DAS DUNAS Descrição da Obra Construção de ARENA MULTIUSO para utilização na Copa 2014; PPP (Participação Público Privada) entre Governo do Estado do Rio Grande do Norte e a Arena

Leia mais

Organização do Espaço na Cidade de São Paulo

Organização do Espaço na Cidade de São Paulo Organização do Espaço na Cidade de São Paulo A Copa do Mundo e o Desenvolvimento da Zona Leste Arq. Alberto Fasanaro Lauletta Setembro / 2011 Histórico da Expansão Urbana Até 1929 LEGENDA São Paulo Região

Leia mais

JOGOS RIO 2016 TRANSFORMAÇÃO E INTEGRAÇÃO SOCIAL ECONOMIA NO PRAZO DE DINHEIRO PÚBLICO E SEM "ELEFANTE BRANCO"

JOGOS RIO 2016 TRANSFORMAÇÃO E INTEGRAÇÃO SOCIAL ECONOMIA NO PRAZO DE DINHEIRO PÚBLICO E SEM ELEFANTE BRANCO na reta final JOGOS RIO 2016 TRANSFORMAÇÃO E INTEGRAÇÃO SOCIAL ECONOMIA NO PRAZO DE DINHEIRO PÚBLICO E SEM "ELEFANTE BRANCO" #1 JOGOS DA TRANSFORMAÇÃO E INTEGRAÇÃO SOCIAL LEGADO CTR SEROPÉDICA BRT TRANSCARIOCA

Leia mais

PLANOS DE NEGÓCIO DAS OPERADORAS METROPOLITANAS. NEGÓCIOS NOS TRILHOS 2008 04 a 06 de Novembro Expo Center Norte Pavilhão Vermelho São Paulo - SP

PLANOS DE NEGÓCIO DAS OPERADORAS METROPOLITANAS. NEGÓCIOS NOS TRILHOS 2008 04 a 06 de Novembro Expo Center Norte Pavilhão Vermelho São Paulo - SP 1 PLANOS DE NEGÓCIO DAS OPERADORAS METROPOLITANAS NEGÓCIOS NOS TRILHOS 2008 04 a 06 de Novembro Expo Center Norte Pavilhão Vermelho São Paulo - SP Rede Atual de Metrô 2 Rede Atual 3 Atual Extensão 61,3

Leia mais

Urban View. Urban Reports. Fielzão e seu impacto na zona Leste

Urban View. Urban Reports. Fielzão e seu impacto na zona Leste Urban View Urban Reports Fielzão e seu impacto na zona Leste Programa Falando em dinheiro, coluna Minha cidade, meu jeito de morar e investir Rádio Estadão ESPN Itaquera acordou com caminhões e tratores

Leia mais

Em busca da sustentabilidade na gestão do saneamento: instrumentos de planejamento

Em busca da sustentabilidade na gestão do saneamento: instrumentos de planejamento Em busca da sustentabilidade na gestão do saneamento: instrumentos de planejamento Marcelo de Paula Neves Lelis Gerente de Projetos Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental Ministério das Cidades Planejamento

Leia mais

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DE PROJETOS

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DE PROJETOS CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DE PROJETOS Lúcia Maria Mendonça Santos Marcos Daniel Souza dos Santos Paula Coelho da Nóbrega Departamento de Mobilidade Urbana Secretaria Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana

Leia mais

AGENDA. Impacto na Região Linhas Estratégicas

AGENDA. Impacto na Região Linhas Estratégicas AGENDA Como Surgiu Situação Atual Variáveis Importantes Governança Conquistas Impacto na Região Linhas Estratégicas Rodrigo Fernandes Coordenador Executivo da COMTEC Como Surgiu A T.I. surgiu para prover

Leia mais

Em R$ milhões. empresas empresas. fiscal. fiscal 5.723 5.440 4.824 3.469 1.398 15.769 16.474 15.797 1.281 1.634 11.535 8.067 6.491 5.266 22.197 21.

Em R$ milhões. empresas empresas. fiscal. fiscal 5.723 5.440 4.824 3.469 1.398 15.769 16.474 15.797 1.281 1.634 11.535 8.067 6.491 5.266 22.197 21. Evolução dos Investimentos Em R$ milhões 20.593 22.197 21.237 15.004 4.824 5.723 5.440 7.772 6.900 1.281 1.634 6.491 5.266 9.465 1.398 8.067 3.469 11.535 15.769 16.474 15.797 empresas empresas fiscal fiscal

Leia mais

Copa do Mundo de 2014: Impactos e legado (Região. Prof. Dr. Gerardo Silva, UFABC, 03-12-2012

Copa do Mundo de 2014: Impactos e legado (Região. Prof. Dr. Gerardo Silva, UFABC, 03-12-2012 Copa do Mundo de 2014: Impactos e legado (Região Sudeste) Prof. Dr. Gerardo Silva, UFABC, 03-12-2012 Questões gerais A Copa do Mundo do Futebol já está ai e é muito pouco o que pode ser mudado A questão

Leia mais

COPA DO MUNDO DA FIFA BRASIL 2014 Cidade-sede Natal RN

COPA DO MUNDO DA FIFA BRASIL 2014 Cidade-sede Natal RN GT - INFRAESTRUTURA GT - INFRAESTRUTURA Grupo de Trabalho INFRAESTRUTURA Responsável pela proposição de projetos e operações de infraestrutura, além do acompanhamento na execução destes, necessários à

Leia mais

PORTO MARAVILHA. Permanências e Mudanças

PORTO MARAVILHA. Permanências e Mudanças PORTO MARAVILHA Permanências e Mudanças MOMENTO ESPECIAL CV Rio + 20 Copa das Confederações 450 Anos da Cidade & Copa América Jogos Olímpicos de 2016 2011 2012 2013 2014 2015 2016 LOCALIZAÇÃO PRIVILEGIADA

Leia mais

OBSERVATÓRIO DA COPA DAS CONFEDERAÇÕES 2013. São Paulo, 04 de Julho de 2013.

OBSERVATÓRIO DA COPA DAS CONFEDERAÇÕES 2013. São Paulo, 04 de Julho de 2013. OBSERVATÓRIO DA COPA DAS CONFEDERAÇÕES 2013 São Paulo, 04 de Julho de 2013. Estrutura da apresentação Objetivos; Fases do projeto; Execução; Resultados preliminares; e Conclusões preliminares; Objetivos

Leia mais

COPA. Morumbi ou Outra Arena? As Marcas de um Novo Estádio na Dinâmica Urbana de São Paulo. José Roberto Bernasconi. Presidente Sinaenco São Paulo

COPA. Morumbi ou Outra Arena? As Marcas de um Novo Estádio na Dinâmica Urbana de São Paulo. José Roberto Bernasconi. Presidente Sinaenco São Paulo COPA Morumbi ou Outra Arena? As Marcas de um Novo Estádio na Dinâmica Urbana de São Paulo José Roberto Bernasconi Presidente Sinaenco São Paulo SP/Agosto/ 2010 1 1 Um histórico Os dois principais estádios

Leia mais

PROGRAMAS E PROJETOS PARA O DESENVOLVIMENTO DO ECOTURISMO NO PÓLO DO CANTÃO

PROGRAMAS E PROJETOS PARA O DESENVOLVIMENTO DO ECOTURISMO NO PÓLO DO CANTÃO º PROGRAMAS E S PARA O DESENVOLVIMENTO DO ECOTURISMO NO PÓLO DO CANTÃO Programa de utilização sustentável dos atrativos turísticos naturais Implementação do Plano de Manejo do Parque do Cantão Garantir

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE TEIXEIRA DE FREITAS ESTADO DA BAHIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE TEIXEIRA DE FREITAS ESTADO DA BAHIA _ LEI Nº 429/07 Cria a Secretaria Municipal de Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, e dá outras providências. O Prefeito Municipal de Teixeira de Freitas, Estado da Bahia. Faço saber que a Câmara Municipal

Leia mais

3.1. Prolongamento da Avenida Jornalista Roberto Marinho via túnel

3.1. Prolongamento da Avenida Jornalista Roberto Marinho via túnel 3. CARACTERIZAÇÃO DOS EMPREENDIMENTOS Este capítulo apresenta as principais características das obras propostas para o prolongamento da Avenida Roberto Marinho via túnel e o Parque Linear com vias locais,

Leia mais

CTNDT - CÂMARA TEMÁTICA NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO

CTNDT - CÂMARA TEMÁTICA NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO CTNDT - CÂMARA TEMÁTICA NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO PAUTA HISTÓRICO CTNDT / METODOLOGIA DE TRABALHO CTNDT / PROPOSTA DE TEMAS PARA DEBATE/EIXO TEMÁTICO HISTÓRICO BRASIL

Leia mais

A COPA DE 2014: IMPACTOS OU LEGADO PARA AS CIDADES-SEDES DO NORDESTE?.

A COPA DE 2014: IMPACTOS OU LEGADO PARA AS CIDADES-SEDES DO NORDESTE?. A COPA DE 2014: IMPACTOS OU LEGADO PARA AS CIDADES-SEDES DO NORDESTE?. AS CIDADES-SEDES DO NORDESTE. Hipótese: Os processos de reestruturação urbana implementados para as cidades sedes da região Nordeste

Leia mais

EDUARDO TADEU SAGGIORATO Gerente de Negócios e Operações NADSON XAVIER SOARES Gerente do Setor Público 21.02.2013

EDUARDO TADEU SAGGIORATO Gerente de Negócios e Operações NADSON XAVIER SOARES Gerente do Setor Público 21.02.2013 EDUARDO TADEU SAGGIORATO Gerente de Negócios e Operações NADSON XAVIER SOARES Gerente do Setor Público 21.02.2013 QUEM SOMOS Legal Instituição Financeira do Estado de São Paulo, vinculada a Secretaria

Leia mais

Balanço 2012 - Copa do Mundo Cidade-sede Curitiba Brasília, Abril de 2012

Balanço 2012 - Copa do Mundo Cidade-sede Curitiba Brasília, Abril de 2012 CodeP0 Balanço 2012 Copa do Mundo Cidadesede Curitiba Brasília, CodeP1 Valores Consolidados R$ mi, abr/12 Total Empreendimentos Investimento Total Financiamento Federal Local Federal Privado Estádio 1

Leia mais

Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal

Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal SECRETARIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS SUBCHEFIA DE ASSUNTOS FEDERATIVOS Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal Mapa de obras contratadas pela CEF, em andamento com recursos do Governo Federal 5.048

Leia mais

POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO RILEY RODRIGUES Conselho Empresarial de Infraestrutura Sistema FIRJAN Principais desafios Os programas precisam ser estruturados, dentro de seus setores, como

Leia mais

PROGRAMA DE INVESTIMENTO EM MOBILIDADE NA RMS COM VISTAS À COPA 2014

PROGRAMA DE INVESTIMENTO EM MOBILIDADE NA RMS COM VISTAS À COPA 2014 PROGRAMA DE INVESTIMENTO EM MOBILIDADE NA RMS COM VISTAS À COPA 2014 Proposta de estruturação com investimentos nos grandes corredores de transporte na Região Metropolitana de Salvador RMS A Fonte Nova

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE SÃO PAULO

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE SÃO PAULO ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE SÃO PAULO outubro 2013 Plano de Mobilidade Urbana de São Paulo Em atendimento à Lei Federal 12.587 Institui a Política Nacional de Mobilidade Urbana

Leia mais

O trajeto. Podemos dividir o trajeto em 4 partes:

O trajeto. Podemos dividir o trajeto em 4 partes: 01 O que é? A Rota Marcia Prado é uma proposta de caminho cicloturístico que possa ser percorrida por todo tipo de ciclista por um trajeto de São Paulo a Santos, pedalando pelo mínimo de rodovias possíveis,

Leia mais

Cidade de São Paulo. 3ª CLÍNICA INTEGRADA ENTRE USO DO SOLO E TRANSPORTES Rio, out/2011

Cidade de São Paulo. 3ª CLÍNICA INTEGRADA ENTRE USO DO SOLO E TRANSPORTES Rio, out/2011 Cidade de São Paulo 3ª CLÍNICA INTEGRADA ENTRE USO DO SOLO E TRANSPORTES Rio, out/2011 LOCALIZAÇÃO POPULAÇÃO (Censo 2010) RMSP...19.683.975 habitantes Município de São Paulo...11.253.563 habitantes Estatuto

Leia mais

A Função da PPP na Operação Urbana Porto Maravilha Jorge Arraes Presidente da CDURP

A Função da PPP na Operação Urbana Porto Maravilha Jorge Arraes Presidente da CDURP A Função da PPP na Operação Urbana Porto Maravilha Jorge Arraes Presidente da CDURP RIO: MOMENTO ÚNICO Rio + 20 450 Anos da Cidade do Rio de Janeiro 2012 2013 2014 2015 2016 Taxa de ocupação de imóveis

Leia mais

PROC. Nº 0268/09 PR Nº 001/09 EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS

PROC. Nº 0268/09 PR Nº 001/09 EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS A criação da Comissão Especial de Acompanhamento e Apoio à Copa do Mundo de 2014 em Porto Alegre faz-se necessária, tendo em vista a grande mobilização e investimentos que deverão

Leia mais

1 Elaborar o Plano Diretor de Mobilidade Urbana (PDMU) Objetivo Indicador Métrica Proposta Entraves Ações Viabilizadoras

1 Elaborar o Plano Diretor de Mobilidade Urbana (PDMU) Objetivo Indicador Métrica Proposta Entraves Ações Viabilizadoras PLANILHA DE OBJETIVOS E AÇÕES VIABILIZADORAS GT DE MOBILIDADE URBANA E RODOVIAS -"A SANTA MARIA QUE QUEREMOS" Visão: Que Santa Maria tenha em 2050 um Sistema Viário e de transporte público sustentável,

Leia mais

Esfera Fiscal. Subfunção Administração Geral

Esfera Fiscal. Subfunção Administração Geral Governo do do Amazonas Secretaria de de Planejamento e Desenvolvimento Econômico SEPLAN Sistema de Planejamento, Orçamento e Gestão do do Amazonas SPLAM Pág. 3 de 2001 - da 25000 - Secretaria de de Infraestrutura

Leia mais

1 Elaborar o Plano Diretor de Mobilidade Urbana (PDMU) 2 Adequar/Ampliar o Sistema Viário

1 Elaborar o Plano Diretor de Mobilidade Urbana (PDMU) 2 Adequar/Ampliar o Sistema Viário PLANILHA DE OBJETIVOS E AÇÕES VIABILIZADORAS GT DE MOBILIDADE URBANA E RODOVIAS - "A SANTA MARIA QUE QUEREMOS" Visão: Que Santa Maria tenha em 2050 um Sistema Viário e de transporte público sustentável,

Leia mais

São Paulo 2022. Metodologia de para monitoramento do comportamento da Cidade de São Paulo por Indicadores e Metas

São Paulo 2022. Metodologia de para monitoramento do comportamento da Cidade de São Paulo por Indicadores e Metas São Paulo 2022 Metodologia de para monitoramento do comportamento da Cidade de São Paulo por Indicadores e Metas Cidade Democrática, participativa e descentralizada Transformando São Paulo pela mudança

Leia mais

Oportunidade: efeitos socioeconômicos 2006-2014. Preparativos: sorteio final e venda de ingressos

Oportunidade: efeitos socioeconômicos 2006-2014. Preparativos: sorteio final e venda de ingressos Introdução: função do COL Oportunidade: efeitos socioeconômicos 2006-2014 Preparativos: sorteio final e venda de ingressos O legado já começou Conclusão Introdução: função do COL Oportunidade: efeitos

Leia mais

Projeto Cidades da Copa PLANO DE AÇÃO PORTO ALEGRE - RS

Projeto Cidades da Copa PLANO DE AÇÃO PORTO ALEGRE - RS Projeto Cidades da Copa PLANO DE AÇÃO PORTO ALEGRE - RS PORTO ALEGRE EM AÇÃO É ESPORTE E EDUCAÇÃO O esporte não é educativo a priori, é o educador que precisa fazer dele ao mesmo tempo um objeto e meio

Leia mais

Núcleo Estratégico do Turismo Nacional

Núcleo Estratégico do Turismo Nacional Núcleo Estratégico do Turismo Nacional Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo Ministério do Turismo MTur Conselho Nacional de Turismo Fóruns Estaduais Câmaras Temáticas Secretaria

Leia mais

Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos - ANPTrilhos

Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos - ANPTrilhos Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos - ANPTrilhos 7º Encontro de Logística e Transporte FIESP maio/2012 Conrado Grava de Souza Conselheiro ANPTrilhos Apoio: ANPTrilhos Objetivo

Leia mais

Formas de Atuação. Operações Diretas. Operações Indiretas. Contratadas diretamente com o BNDES. Instituições financeiras credenciadas pelo BNDES

Formas de Atuação. Operações Diretas. Operações Indiretas. Contratadas diretamente com o BNDES. Instituições financeiras credenciadas pelo BNDES Julho de 2013 Formas de Atuação Operações Diretas Contratadas diretamente com o BNDES Operações Indiretas Instituições financeiras credenciadas pelo BNDES EMPRESÁRIO Informação e Relacionamento Instituição

Leia mais

NADSON XAVIER SOARES Gerente do Setor Público

NADSON XAVIER SOARES Gerente do Setor Público NADSON XAVIER SOARES Gerente do Setor Público Instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo, que promove o desenvolvimento sustentável por meio de operações de crédito consciente e de longo

Leia mais

Observatório do Turismo

Observatório do Turismo USUS 2012 Observatório do Turismo Cidade de São Paulo Brasil Turismo no Mundo 9,0% Representatividade no PIB Mundial em 2011 US$ 6,3 TRILHÕES Movimentação Financeira em 2011 980 MILHÕES Viagens no Mundo,

Leia mais

Evolução do congestionamento

Evolução do congestionamento Evolução do congestionamento Crescimento populacional estável Taxa de motorização crescente 2025 2005 Surgimento de novos pólos de atração de viagens Deslocamentos na cidade Rede de transporte para 2016

Leia mais