Dicas. Índice da Atividade. EPIs, Segurança no Trabalho 210. Segurança no Trabalho 211. Transporte, Manuseio, Armazenamento 212

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Dicas. Índice da Atividade. EPIs, Segurança no Trabalho 210. Segurança no Trabalho 211. Transporte, Manuseio, Armazenamento 212"

Transcrição

1 01 208

2 Dicas Índice da Atividade EPIs, Segurança no Trabalho 210 Segurança no Trabalho 211 Transporte, Manuseio, Armazenamento 212 Recomendações Gerais 212 Placas de drywall 212 Perfis Metálicos 213 Massas 213 Dicionário Técnico 214 Tabela de Conversão de Medidas 218 Dicas 209

3 Dicas EPIs, Segurança no Trabalho O EPI - Equipamento de Proteção Individual é todo dispositivo destinado a proteger a saúde do trabalhador na obra. O EPI é uma importante defesa do trabalhador. E segurança no trabalho é dever de todos: patrão, empresa, CIPA, técnico de segurança do trabalho e, principalmente, do trabalhador. O uso constante do EPI é a garantia de proteção à saúde do trabalhador. Respirador Purificador de Ar É eficaz na proteção contra agentes que podem irritar as vias aéreas, como: pó, poeira, névoas ou resíduos. Importante: Fique atento ao tamanho, formato e adequação do equipamento ao rosto de quem vai utilizá-lo. Óculos de Proteção É sua proteção contra o impacto de partículas e objetos. Importante: É fundamental que os óculos estejam bem adaptados ao rosto do trabalhador. É possível utilizar óculos de grau com lentes endurecidas. Protetor Auricular Protege os ouvidos e o sistema auditivo de ruídos que prejudicam a audição do trabalhador. Importante: Manter limpo o protetor evita indesejáveis infecções, principalmente no caso dos protetores de uso interno. Fique atento ao CA Certificado de Aprovação, pois todo EPI antes de ser colocado à venda precisa receber o CA - Certificado de Aprovação expedido pelo INMETRO. O CA é a garantia de que o EPI foi testado e aprovado, ou seja, é a garantia de que está apto para uso. Esse item tem grande importância, pois é sua saúde que está em jogo. Capacete Proteção essencial contra impactos de objetos. São dois tipos: com aba total e com aba frontal. O tamanho é único e se regula por sua tira. Importante: O capacete deve estar bem ajustado na cabeça, sem sair do lugar, sem cair, sem causar dores de cabeça e desconforto. Calçados de Segurança Luvas Protege contra queda de objetos que provocam ferimentos. Importante: O calçado deve ser do tamanho certo do usuário. Teste antes, e mantenha-os limpos, evitando doenças e alergias. Protegem e garantem mãos saudáveis e firmes. Use-as sempre que estiver em ação. Importante: Fique atento ao tamanho correto das luvas. A higiene regular das mesmas evita doenças indesejáveis. Segurança em altura tem a sua prioridade Os EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) são fornecidos gratuitamente aos trabalhadores expostos aos riscos de acidentes. Para proteger sua vida é necessário conhecer os dispositivos, fazer regularmente a inspeção e utilizá-los no dia a dia. Verificar sempre os dispositivos de segurança 1. Cabos de aço que sustentam os balancins onde o trabalhador ficará suspenso; 2. Apoios e estaiamentos das vigas que dão sustentação aos balancins; 3. Clipes que fixam os cabos aos pontos de espera ou ganchos de apoio; 4. Inspecionar as posições de fixação para evitar risco de queda; 5. O estaiamento correto do balancim evita o balanço por causa do vento ou na movimentação; 6. Prioridade máxima: disciplina e adoção de medidas preventivas. Segurança do trabalhador acima de tudo Cinturão de segurança Prefira o tipo paraquedista com cinturão abdominal. Utilize com talabartes ou dispositivos trava-quedas nos pontos de ancoragem dorsal ou frontal para evitar riscos de queda. Cordas de segurança Suportam a queda livre em conjunto com mosquetões e freios. Mosquetão Trava o cinto de segurança ao talabarte e diminui a possibilidade de queda. Talabarte Elemento de conexão de um sistema antiquedas. Trava-quedas Protege em casos de deslocamentos vertical e risco de queda

4 Segurança no Trabalho Prenda bem as peças Isso garante segurança e desempenho. Mantenha as mãos livres e use morsas, grampos e acessórios de fixação. Cuidado com as ferramentas Guarde-as sempre em local seco e seguro, distante de pessoas estranhas e não autorizadas ao seu uso. Evite improvisações Cada tarefa exige sua ferramenta correta. Isso é regra! Organização na área de trabalho Garante sua segurança. Desordem e bagunça causam acidentes. Dicas Cuidado redobrado com as descargas elétricas Evite os lugares úmidos, molhados, ferramentas expostas à chuva e superfícies que conduzem descargas elétricas. Uma pequena faísca pode causar um grande incêndio. Vida longa pra sua ferramenta Basta não forçar e respeitar a capacidade de desempenho de cada uma delas. 211

5 Dicas Transporte, Manuseio, Armazenamento Recomendações Gerais O estoque de todos os componentes deve ser em local seco e coberto. Placas de drywall Antes de iniciar a descarga, verifique se não houve dano no material. Cordas e fitas de amarração poderão danificar as placas de drywall. Utilize apoios de, no mínimo, 10cm de largura com espaçamento de 40cm para empilhar as placas. Ao empilhar vários paletes mantenha o alinhamento dos apoios. Evite empilhamento de placas curtas com longas, ou desalinhadas. Confira, antes, a resistência da laje e a capacidade da empilhadeira considerando o peso das placas. Retire a fita lateral quando for aplicar as chapas. O transporte das placas pode ser manual ou por empilhadeira. Na ação manual, transporte as placas na posição vertical. Placas pesadas são melhor transportadas por duas pessoas. Se houver risco de umidade proteja as chapas com lona plástica. Empilhamento máximo: três paletes

6 Perfis Metálicos Perfis metálicos Garanta o armazenamento em local limpo, plano, com proteção ao sol, chuvas e umidade. Se for o caso, proteja os perfis com lona plástica. Considere o empilhamento máximo de 5 paletes, porém, separe-os entre si com no mínimo 3 calços (use pontaletes de madeira), sendo um no meio e os outros dois nas pontas a 20cm de cada extremidade. Mantenha os calços alinhados. Amarre e alinhe os perfis. Balanços e distorções podem causar danos como amassamento e torções. Apoie os perfis menores nos maiores. No transporte manual ou por empilhadeira, use luvas de proteção. Massas Massas em pó Os sacos devem ser estocados em local seco, sem contato com o solo (use estrados), em pilhas estáveis, de até 20 sacos. Massas prontas Escolha sempre um local seco e empilhe no máximo 3 baldes. Dicas 213

7 Dicas Dicionário Técnico A C Abertura Termo genérico que resume Chanfrar Cortar em diagonal os ângu- todo e qualquer rasgo na los retos de uma peça. construção, seja para dar lugar a portas e janelas, seja para criar frestas ou vãos. Coeficiente de Isolamento Acústico (CAC) Valor expresso em decibéis (db) que indica a quantidade de energia sonora retida pelo Absorção Capacidade que o corpo tem de material ou sistema, ou seja, absorver água por capilaridade, que não é transmitida para o expressa em g/cm. ambiente adjacente. Absorção Acústica Em acústica representa a Coeficiente de Coeficiente de absorção so- energia das ondas sonoras que redução sonora nora é uma medida calculada entra na superfície de qualquer (NRC) em quatro frequências: 250, material e não é refletida. Os 500, 1000 e 2000 Hz, expres- materiais são classificados em so como o múltiplo integral função da sua capacidade de mais próximo a Avalia absorver o ruído. a capacidade de absorção Alvenaria Conjunto de elementos (tijolos ou blocos) unidos entre si com argamassa. Dividido em alvenaria de vedação interna e vedação externa. sonora do painel ou parede acústica. O NRC é a fração de energia sonora que é absorvida pelo produto e não refletida de volta no ambiente. Atenuação Sonora Redução do nível da pressão do som que se desloca de um lugar a outro. Construção a seco Um termo geral que descreve revestimentos de paredes, forros, divisórias leves e paredes divisórias em placa ou B Barreira do Plenum ou Septo É uma superfície vertical emoldurada desde a estrutura superior ou laje até a placa de forro, bem acabada e vedada folha de materiais, autoacabados, rebocados ou unidos, distinta da construção com acabamentos em gesso sólido. para impedir a passagem do ar ou ruído

8 D Estanqueidade Propriedade conferida pela impermeabilização para im- Decibel Uma unidade de magnitude de pedir a passagem de água. pressão, intensidade, e potência sonora, em relação ao isola- F mento acústico, a medição da redução do nível. Impacto de isolamento de som, db, é uma medida de nível de som. Fissura Abertura ocasionada por ruptura de um material ou componente, com espessura inferior ou igual 0,05mm. Dilatação Drywall Aumento de dimensão. Aumento do volume dos corpos, principalmente a partir da ação do calor. Os projetos de engenharia e arquitetura trabalham com previsões de dilatação dos materiais e dos elementos envolvidos numa estrutura de construção. Ver junta de dilatação. Drywall é uma combinação de estruturas de aço galvanizado com placas de gesso de alta resistência mecânica, acústica e fogo. Flexibilidade Fluidez Forro Frequência Propriedade da argamassa de suportar deformações provocadas por tensões sem ruptura. Propriedade da argamassa de tomar a forma do recipiente que a contém. Material que reveste o teto, promove o isolamento térmico e acústico. Ciclos por unidade de tempo. Geralmente expresso em hertz (Hz.). As frequências da voz audível estão em um E intervalo entre 400 e 2000Hz. EPIs Segundo o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), na Norma Regulamentadora 6 (NR 6), da portaria 3.214, considerase equipamento de Proteção Individual utilizado por um trabalhador. Os equipamentos destinados à proteção de riscos G Gipsita Di-hidrato de sulfato de cálcio (CaSO4.2H2O). Depósito mineral natural e principal matéria-prima, a partir da qual são feitos os produtos de gesso. que ameacem a segurança e a saúde no trabalho. A NR 6 H estabelece disposições legais relativas aos EPIs. O texto completo da NR 6 encontra-se Higrometria Determina o grau de umidade do ar. Dicas disponível no site do Ministério do Trabalho e Emprego MTE. Os EPIs devem possuir CA - Certificado de Aprovação de Equipamentos de Proteção Individual. 215

9 Dicas Dicionário Técnico I Impermeabilização Isolamento J Juntas Conjunto de providências que impede a infiltração de água na estrutura construída, podendo ser com filme plástico ou por aplicação de camadas de betume ou massa impermeável chamada de manta, em geral com 3mm. Complemento por proteção mecânica com argamassa de cimento. Recurso para resguardar um ambiente do calor, do som e da umidade. Abertura com geometria uniforme e bem definida, com a função de separar elementos e permitir a livre movimentação relativa entre as partes. Movimentação: espaço regular cuja função é subdividir o revestimento para aliviar tensões provocadas pela movimentação da base ou do próprio revestimento. Dessolidarização: espaço regular cuja função é separar o revestimento para aliviar tensões provocadas pela movimentação da base ou do próprio revestimento. Geralmente utilizada nas junções de pisos e paredes. Estrutural: espaço regular cuja função é aliviar tensões provocadas pela movimentação da estrutura de concreto. M M² Unidade de medida da superfície de uma área, obtida pela multiplicação de duas dimensões: largura x comprimento. Mascaramento do Processo pelo qual se programa o mascaramento sonoro Som para cobrir sons indesejáveis ou intrusos (por exemplo: fala, ruído de equipamentos, etc.) e aumentar a privacidade das conversas. Microfissura Abertura ocasionada por ruptura de um material ou componente com espessura inferior a 0,05mm. O O tempo de trabalho É o tempo disponível para uso de uma argamassa de gesso preparada, ou seja, antes de endurecer significativamente. R Reverberação A persistência de som em um local fechado, em virtude de sua reflexão continuada ou espalhamento de superfícies ou objetos, após o som fonte ter cessado. Retração Diminuição do volume de uma argamassa durante o processo de secagem. Ruído Som indesejado que resulta em distração e perturbação, interferência com a fala, estresse ou danos à audição

10 S Selante Elástico Sistema de Suspensão Shaft Produto de consistência pastosa, com cargas adicionais, adquire consistência adequada para prenchimento, calefação ou vedação, plástica ou elástica, de aberturas, trincas ou fendas. Grade de perfis metálicos, composta por membros principais e transversais, para apoiar painéis de teto. Vão na construção para passagem de tubulações e instalações verticalmente. T Trinca Abertura acasionada por ruptura de um material ou componente com espessura superior a 0,05mm e inferior a 1mm. Dicas 217

11 Dicas Tabela de Conversão de Medidas Conceito A altura da parede, o tamanho da placa, a quantidade de material utilizado: na hora de construir ou reformar, tudo se transforma em unidades de medida que influenciam em nossas decisões. É importante conhecer e saber como converter para diversas unidades, por isso preparamos essa tabela que irá lhe ajudar a calcular esses valores com facilidade. Como usar a tabela de conversão: 1. Identifique na coluna Unidade A a unidade que você tem atualmente. 2. Siga a linha até a coluna Unidade B, onde você irá encontrar a unidade desejada. 3. Multiplique o número que você tem atualmente pelo valor que encontrou na tabela. Comprimento Área Unidade B Metro Centímetro Milímetro Metro quadrado Unidade A Qtde. X m cm mm m² Metro 1 m Centímetro 1 cm 0, Milímetro 1 mm 0,001 0,1 1 - Metro quadrado 1 m² Centímetro quadrado 1 cm² ,0001 Milímetro quadrado 1 mm² , Metro cúbico 1 m³ Centímetro cúbico 1 cm³ Litro 1 l Decilitro 1 dl Mililitro 1 ml Tonelada 1 t Quilograma 1 kg Grama 1 g Converta facilmente as unidades da seguinte forma: 1. Localize na coluna Unidade A a unidade que você tem em mãos. 2. Siga a linha até a coluna Unidade B, onde se encontra a unidade que você deseja obter. 3. Multiplique o número que você tem em mãos pelo valor que encontrou na tabela

12 Área Volume Peso Centímetro quadrado Milímetro quadrado Metro cúbico Centímetro cúbico Litro Decilitro Mililitro Tonelada Quilograma Grama cm² mm² m³ cm³ l dl ml t kg g , , ,001 0, , , ,001 0, , Dicas , ,

13 Anotações

14 Dicas 221

15 Anotações

16 Esta edição 2014 anula e substitui qualquer edição anterior do catálogo: Sistema Placostil Manual de especificação e instalação. As informações são válidas durante a vigência deste manual, porém os dados contidos nas fichas de produto e sistemas podem sofrer ajustes. É de inteira responsabilidade do leitor consultar a versão mais recente do Guia Placo Sistemas Construtivos e as nossas Fichas de Produtos, cujas cópias serão fornecidas mediante solicitação, e ainda a Placo do Brasil não se responsabiliza por qualquer alteração efetuada por terceiros. A Placo do Brasil declara que o Sistema Placostil (Paredes, Revestimentos e Forros) deve ser instalado conforme as recomendações contidas neste manual e em nossas embalagens de produtos, pois são resultados da nossa longa experiência e são exatas, conforme nossos conhecimentos, porém declaramos que o bom resultado de qualquer instalação depende também das condições de uso em obra, sobre as quais não temos controle. A Placo se reserva o direito de atualizar e modificar as especificações dos sistemas e produtos sem aviso prévio. Assim, recomendamos consultar nosso site ou entrar em contato pelo telefone para informações atualizadas. Consulte nosso departamento técnico sobre qualquer uso não recomendado neste manual. É proibida a reprodução total ou parcial desta obra (textos e imagens) sem autorização expressa do editor. Editor: Placo do Brasil Ltda. Responsáveis: Marketing/Departamento Técnico Projeto e Layout: Ópera Marketing Imagens digitais: Visualize Impressão: AR Fernandez Revisão: Março/2014 Dicas 223

17 Grupo Saint-Gobain A Placo do Brasil é uma empresa dos grupos Saint-Gobain, da França, e Matte, do Chile. A Saint-Gobain é líder mundial nos diversos ramos de atividade em que atua, presente em mais de 64 países. Fábrica A Placo do Brasil está localizada no município de Mogi das Cruzes, a 70 km da capital de São Paulo. São 18 mil m 2 de área construída, com uma linha de produção que garante fornecimento contínuo de 22 milhões de m² de placas de gesso para drywall por ano. Projetos e Assistência Técnica Nossos técnicos estão preparados para orientação de soluções para qualquer projeto ou empreendimento. Em caso de dúvidas, solicite catálogos técnicos ou a visita de um especificador. Treinamento A Placo do Brasil mantém cursos regulares de formação e treinamento de mão de obra especializada. Informe-se também sobre o programa de palestras em empresas ou escolas e cursos especiais para arquitetos, engenheiros ou construtores. Distribuidores e Instaladores A Placo do Brasil tem uma extensa Rede de Distribuidores e Instaladores em diversas regiões do Brasil. Por meio deles você pode encontrar toda a linha de produtos Placo, serviços de projetos e instalação. Placo do Brasil Ltda. Av. Valentina Mello Freire Borenstein, 333 Mogi das Cruzes SP CEP Tel.: Fábrica Feira de Santana BR 324 s/nº - km Bairro dos Humildes Feira de Santana - Bahia CEP

Dicas. Índice da Atividade. EPIs, Segurança no Trabalho 210. Segurança no Trabalho 211. Transporte, Manuseio, Armazenamento 212

Dicas. Índice da Atividade. EPIs, Segurança no Trabalho 210. Segurança no Trabalho 211. Transporte, Manuseio, Armazenamento 212 01 208 Índice da Atividade EPIs, Segurança no Trabalho 210 Segurança no Trabalho 211 Transporte, Manuseio, Armazenamento 212 Recomendações Gerais 212 Placas de drywall 212 Perfis Metálicos 213 Massas 213

Leia mais

LANÇAMENTO. Placo Phonique. Solução acústica para seu conforto e tranquilidade.

LANÇAMENTO. Placo Phonique. Solução acústica para seu conforto e tranquilidade. LANÇAMENTO Placo Phonique Solução acústica para seu conforto e tranquilidade. Ssshhh... o silêncio é ouro. O excesso de ruído é uma das principais queixas das pessoas num ambiente. Os ruídos, além de incomodarem,

Leia mais

Valorize sua decoração

Valorize sua decoração Valorize sua decoração Chegou Novelio A textura moderna que protege e dá personalidade ao seu ambiente Indicações ffpara uso em interiores ffdecoração ffespaços com alto tráfego como corredores, hotéis,

Leia mais

MANUAL TÉCNICO TUBO EQUIPADO

MANUAL TÉCNICO TUBO EQUIPADO MANUAL TÉCNICO TUBO EQUIPADO Andaime Tubo Equipado...03 Acessórios...04 Modos e Pontos de Ancoragem...05 Dicas Importantes...07 Acesso dos Andaimes...08 Informações de Segurança...09 Fotos Obras...10 Atualização

Leia mais

Rigitone. Manual de especificação e instalação

Rigitone. Manual de especificação e instalação Rigitone 8-15-20 Super Rigitone Perfurações circulares aleatórias e quadradas para forros contínuos Forros internos, não estruturais de edifícios e não expostos a intempéries. 12-25Q São constituídos de

Leia mais

TRANSMISSÃO. Ao ser atingido por uma onda sonora, o obstáculo vibra, funcionando como uma nova fonte sonora.

TRANSMISSÃO. Ao ser atingido por uma onda sonora, o obstáculo vibra, funcionando como uma nova fonte sonora. TRANSMISSÃO Ao ser atingido por uma onda sonora, o obstáculo vibra, funcionando como uma nova fonte sonora. PAREDES HOMOGÊNEAS obedecem à LEI DA MASSA : o isolamento sonoro aumenta de db a cada vez que

Leia mais

manual TÉCNICO ANDAIME TUBULAR 2011 Andmax, todos os direitos reservados. Material de distribuição restrita, proibida reprodução total ou parcial.

manual TÉCNICO ANDAIME TUBULAR 2011 Andmax, todos os direitos reservados. Material de distribuição restrita, proibida reprodução total ou parcial. manual TÉCNICO ANDAIME TUBULAR Sumário Andaime Tubular...03 Montagem Especial...04 Acessórios...05 Modos e Pontos de Ancoragem...06 Dicas Importantes...07 Acesso dos Andaimes...08 Informações de Segurança...09

Leia mais

Sistema de Paredes Trevo Drywall

Sistema de Paredes Trevo Drywall Nome da Empresa DADOS DO FABRICANTE Trevo Industrial de Acartonados S/A. Endereço Av.Josias Inojosa de Oliveira 5000 - Distrito Industrial do Cariri Juazeiro do Norte - CE - CEP 63045-010 Tel/Fax (88)

Leia mais

Guia de instalação. Siga as instruções deste Guia para instalar corretamente as telhas Onduline. Só assim a garantia é válida.

Guia de instalação. Siga as instruções deste Guia para instalar corretamente as telhas Onduline. Só assim a garantia é válida. Guia de instalação Sua escolha inteligente em telhas Siga as instruções deste Guia para instalar corretamente as telhas Onduline. Só assim a garantia é válida. Sucesso em mais de 100 países. Agora, no

Leia mais

Guia de Instalação Onduline

Guia de Instalação Onduline Guia de Instalação Onduline Para instalar corretamente Onduline, siga as instruções deste Guia. Só assim a garantia é válida. Lembre-se de preencher e guardar o Certificado de Garantia que está no final

Leia mais

Crescendo com Você. Montagem de Sistemas

Crescendo com Você. Montagem de Sistemas Crescendo com Você Montagem de Sistemas Estocagem Armazene as chapas em local seco e abrigado. Transporte as chapas de duas em duas. Transporte as chapas na posição vertical. Os calços devem ter 5 cm de

Leia mais

Sistema de Forros Trevo Drywall

Sistema de Forros Trevo Drywall Nome da Empresa Endereço Tel/Fax (88) 3571-6019 Site E-mail DADOS DO FABRICANTE Trevo Industrial de Acartonados S/A. Av.Josias Inojosa de Oliveira 5000 - Distrito Industrial do Cariri Juazeiro do Norte

Leia mais

Gesso Acartonado CONCEITO

Gesso Acartonado CONCEITO CONCEITO As paredes de gesso acartonado ou Drywall, são destinados a dividir espaços internos de uma mesma unidade. O painel é composto por um miolo de gesso revestido por um cartão especial, usado na

Leia mais

MANUAL TÉCNICO. Segurança e Saúde no Trabalho ANDAIME TUBULAR ANDAIME TUBULAR. Andaimes setembro/2012. Andaime Fachadeiro.

MANUAL TÉCNICO. Segurança e Saúde no Trabalho ANDAIME TUBULAR ANDAIME TUBULAR. Andaimes setembro/2012. Andaime Fachadeiro. e MANUAL TÉCNICO ANDAIME TUBULAR ANDAIME TUBULAR e ANDAIME TUBULAR Objetivo Estabelecer os procedimentos que devem ser obedecidos na liberação de montagem / desmontagem de andaimes com a finalidade de

Leia mais

Guia de Instalação e Manutenção Onduline

Guia de Instalação e Manutenção Onduline Guia de Instalação e Manutenção Onduline Para instalar corretamente Onduline, siga as instruções deste Guia. Só assim a garantia é válida. Telhas Ecológicas 15 anos de garantia de impermeabilização. 0800

Leia mais

ANDAIME FACHADEIRO ANDAIME FACHADEIRO

ANDAIME FACHADEIRO ANDAIME FACHADEIRO e MANUAL TÉCNICO ANDAIME FACHADEIRO ANDAIME FACHADEIRO Trabalho em Altura Uma das principais causas de acidentes de trabalho graves e fatais se deve a eventos envolvendo quedas de trabalhadores de diferentes

Leia mais

Conceito AULA 4. Escola Politécnica Universidade Federal da Bahia Tecnologia da Construção Civil

Conceito AULA 4. Escola Politécnica Universidade Federal da Bahia Tecnologia da Construção Civil Escola Politécnica Universidade Federal da Bahia Tecnologia da Construção Civil AULA 4 Gesso Acartonado Prof. Dr. Luiz Sergio Franco Escola Politécnica da USP Dep. de Engenharia de Construção Civil Construção

Leia mais

ANEXO 01. Figura 1 - Planta da área a ser trabalhada. DW indica os locais a serem trabalhados com drywall.

ANEXO 01. Figura 1 - Planta da área a ser trabalhada. DW indica os locais a serem trabalhados com drywall. ANEXO 01 Sala MEV DW DW B B Figura 1 - Planta da área a ser trabalhada. DW indica os locais a serem trabalhados com drywall. 1 Figura 2 Detalhes das portas em drywall. A porta P11, destinada a acesso à

Leia mais

Manual para trabalhos em altura.

Manual para trabalhos em altura. Manual para trabalhos em altura. Montagem de andaimes. O trabalho de montagem de andaimes possui características peculiares, pois em geral, os pontos de ancoragem são o próprio andaime, o que requer uma

Leia mais

Construção e montagem

Construção e montagem Construção e montagem Paredes com estrutura metálica W11 Construção A paredes consistem de uma estrutura metálica revestida com uma mais s de gesso, aparafusadas de ambos os lados. A estrutura metálica

Leia mais

ANDAIMES SUSPENSOS (Alterado pela Portaria SIT n.º 30, de 20 de dezembro de 2001)

ANDAIMES SUSPENSOS (Alterado pela Portaria SIT n.º 30, de 20 de dezembro de 2001) NR-18 Andaime Suspenso Mecânico ANDAIMES SUSPENSOS (Alterado pela Portaria SIT n.º 30, de 20 de dezembro de 2001) NR-18.15.30 Os sistemas de fixação e sustentação e as estruturas de apoio dos andaimes

Leia mais

Esquadrias Metálicas Ltda. Manual de instruções.

Esquadrias Metálicas Ltda. Manual de instruções. Manual de instruções. PORTA DE ABRIR A Atimaky utiliza, na fabricação das janelas, aço galvanizado adquirido diretamente da Usina com tratamento de superfície de ultima geração nanotecnologia (Oxsilan)

Leia mais

manual TÉCNICO ANDAIME FACHADEIRO 2011 Andmax, todos os direitos reservados. Material de distribuição restrita, proibida reprodução total ou parcial.

manual TÉCNICO ANDAIME FACHADEIRO 2011 Andmax, todos os direitos reservados. Material de distribuição restrita, proibida reprodução total ou parcial. manual TÉCNICO ANDAIME FACHADEIRO Sumário Andaime Fachadeiro...03 Instrução de Montagem...04 Acessórios...06 Modos e Pontos de Ancoragem...07 Dicas Importantes...08 Acesso dos Andaimes...09 Informações

Leia mais

Materiais de Construção Civil. Aula 07. Gesso para Construção Civil

Materiais de Construção Civil. Aula 07. Gesso para Construção Civil Materiais de Construção Civil Aula 07 Gesso para Construção Civil Taciana Nunes Arquiteta e Urbanista Gesso para Construção Civil O gesso é um mineral aglomerante produzido a partir da calcinação da gipsita,

Leia mais

Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção

Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção Por que eu devo utilizar equipamentos de segurança e onde encontrá-los? Os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) foram feitos para evitar

Leia mais

MANUAL DO FABRICANTE:

MANUAL DO FABRICANTE: MANUAL DO FABRICANTE: ALVENARIA ESTRUTURAL Características e especificações, instruções de transporte, estocagem e utilização. GESTOR: Engenheiro civil EVERTON ROBSON DOS SANTOS LISTA DE TABELAS Tabela

Leia mais

A STEELFLEX, nova marca da BSB, chega ao mercado de EPIs com um portifólio de produtos diferenciados, de alta performance e design arrojado.

A STEELFLEX, nova marca da BSB, chega ao mercado de EPIs com um portifólio de produtos diferenciados, de alta performance e design arrojado. A STEELFLEX, nova marca da BSB, chega ao mercado de EPIs com um portifólio de produtos diferenciados, de alta performance e design arrojado. Com o objetivo de oferecer soluções cada vez mais eficazes para

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO DE BATENTES E PORTAS CORTA-FOGO

MANUAL DE INSTALAÇÃO DE BATENTES E PORTAS CORTA-FOGO INSTALAÇÃO DOS BATENTES A instalação dos batentes é simples porém, são necessários alguns cuidados básicos para obter uma porta em perfeitas condições: Para a fixação do batente, levantam-se as grapas

Leia mais

ETERMAX. www.eternit.com.br. Eternit S.A. - R. Dr. Fernandes Coelho, 85-8º and. - São Paulo - SP - CEP 05423-040 - Tel.

ETERMAX. www.eternit.com.br. Eternit S.A. - R. Dr. Fernandes Coelho, 85-8º and. - São Paulo - SP - CEP 05423-040 - Tel. ETERMAX www.eternit.com.br Eternit S.A. - R. Dr. Fernandes Coelho, 85-8º and. - São Paulo - SP - CEP 05423-040 - Tel.: (11) 3038-3838 Qualidade aliada à versatilidade Atende às mais variadas soluções arquitetônicas,

Leia mais

COMPONENTES. Chapa de gesso: 3 tipos

COMPONENTES. Chapa de gesso: 3 tipos Paredes internas Estrutura leve GESSO ACARTONADO Fixado em perfis de chapa de aço galvanizado (esqueleto de guias e montantes) Parede: chapas de gesso em uma ou mais camadas Superfície pronta para o acabamento

Leia mais

Placostil - Wall Paredes

Placostil - Wall Paredes 0 0 Placostil - Wall Paredes Conceitos Sistema Placostil Wall Paredes É um sistema de paredes de vedações internas constituídas por uma estrutura metálica de chapa de aço galvanizado, sobre a qual se aparafusam,

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO. Modelo: BALANCIM INDIVIDUAL GUINCHO DE CABO PASSANTE

MANUAL DE OPERAÇÃO. Modelo: BALANCIM INDIVIDUAL GUINCHO DE CABO PASSANTE MANUAL DE OPERAÇÃO Balancim Individual do Tipo Cadeirinha Mecânica Cabo Passante O Balancim Individual Manual AeroAndaimes é um equipamento para movimentações verticais realizadas através do guincho de

Leia mais

Orientações de manuseio e estocagem de revestimentos cerâmicos

Orientações de manuseio e estocagem de revestimentos cerâmicos Orientações de manuseio e estocagem de revestimentos cerâmicos RECEBIMENTO Quando o produto for recebido na loja ou obra, ou mesmo na entrega ao cliente, é importante que alguns cuidados sejam tomados

Leia mais

COMUNICAÇÃO TÉCNICA Nº 171527. O que é preciso fazer para que as fachadas e paredes internas atendam aos requisitos de desempenho da NBR 15.575-4?

COMUNICAÇÃO TÉCNICA Nº 171527. O que é preciso fazer para que as fachadas e paredes internas atendam aos requisitos de desempenho da NBR 15.575-4? COMUNICAÇÃO TÉCNICA Nº 171527 O que é preciso fazer para que as fachadas e paredes internas atendam aos requisitos de desempenho da NBR 15.575-4? Luciana Alves de Oliveira Slides da Palestra apresentada

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO E SEGURANÇA. Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial sem autorização Locatec-2012 ANDAIME TUBULAR

MANUAL DE OPERAÇÃO E SEGURANÇA. Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial sem autorização Locatec-2012 ANDAIME TUBULAR MANUAL DE OPERAÇÃO E SEGURANÇA ANDAIME TUBULAR ÍNDICE INTRODUÇÃO... 2 1. INFORMAÇÃO TÉCNICA... 2 2. PROCEDIMENTOS GERAIS DE SEGURANÇA... 4 2.1. USO DOS ANDAIMES TUBULARES... 5 2.2. MANUTENÇÃO (DIRETRIZES

Leia mais

Soluções para Alvenaria

Soluções para Alvenaria Aços Longos Soluções para Alvenaria BelgoFix Tela BelgoRevest Produtos Murfor BelgoFix Telas Soldadas Galvanizadas para Alvenaria BelgoFix são telas soldadas produzidas com fio de 1,65 mm de diâmetro e

Leia mais

Soluções para Alvenaria

Soluções para Alvenaria Aços Longos Soluções para Alvenaria BelgoFix Tela BelgoRevest Murfor BelgoFix Telas Soldadas Galvanizadas para Alvenaria BelgoFix : marca registrada da Belgo Bekaert Arames BelgoFix são telas soldadas

Leia mais

Instalação dos Forros Suspensos Armstrong

Instalação dos Forros Suspensos Armstrong Instalação dos Forros Suspensos Armstrong Instalação de forros suspensos Armstrong O sistema de forro modular de fibra mineral Armstrong é funcional, atrativo e proporciona fácil acesso ao plenum. Este

Leia mais

Índice. Instruções Gerais. EPI s (Equipamentos de Proteção Individual) Luvas Isolantes de Borracha. Mangas Isolantes de Borracha

Índice. Instruções Gerais. EPI s (Equipamentos de Proteção Individual) Luvas Isolantes de Borracha. Mangas Isolantes de Borracha Isolantes de Índice Instruções Gerais EPI s (Equipamentos de Proteção Individual) 5 8 Luvas Isolantes de Borracha 10 Mangas Isolantes de Borracha 12 EPC s (Equipamentos de Proteção Coletiva) 14 Manta Isolante

Leia mais

SISTEMAS CONSTRUTIVOS Professor:Regialdo BLOCOS DE CONCRETO

SISTEMAS CONSTRUTIVOS Professor:Regialdo BLOCOS DE CONCRETO SISTEMAS CONSTRUTIVOS Professor:Regialdo BLOCOS DE CONCRETO CONCEITO A tipologia estrutural composta por bloco, argamassa, graute e eventualmente armações é responsável por um dos sistemas construtivos

Leia mais

CENTRO UNIVERSITARIO DE BELO HORIZONTE

CENTRO UNIVERSITARIO DE BELO HORIZONTE CENTRO UNIVERSITARIO DE BELO HORIZONTE Estúdio de Arquitetura: Sustentabilidade Steel Framing Aluna: Gabriela Carvalho Ávila Maio de 2014 ÍNDICE 1 Introdução... 4 2 Sistema Ligth Steel Framing... 5 2.1

Leia mais

SOLUÇÕES PARA FACHADA. metax.com.br

SOLUÇÕES PARA FACHADA. metax.com.br SOLUÇÕES PARA FACHADA metax.com.br Passarela para pedestres Estes equipamentos são utilizados em locais onde a instalação do andaime fachadeiro obstrui a passagem de via, ou seja, a fachada do prédio não

Leia mais

Aplicações Xadrez Pigmento em Pó

Aplicações Xadrez Pigmento em Pó Dê asas à sua imaginação nas diversas aplicações do Pó Xadrez. Aplicações Xadrez Pigmento em Pó O PÓ XADREZ é um pigmento concentrado que proporciona efeitos decorativos em diversas aplicações. Mais econômico,

Leia mais

Apostila Técnica de Porta Paletes 01 de 31

Apostila Técnica de Porta Paletes 01 de 31 Apostila Técnica de Porta Paletes 01 de 31 Tópicos Abordados: 1. Porta Paletes Seletivo (convencional): 2. Drive-in / Drive-thru Objetivo: Esta apostila tem como principal objetivo ampliar o conhecimento

Leia mais

Construção de Edícula

Construção de Edícula Guia para Construção de Edícula Guia do montador Mais resistência e conforto para sua vida. As paredes com Placas Cimentícias Impermeabilizadas e Perfis Estruturais de Aço Galvanizado para steel framing

Leia mais

5. Limitações: A argamassa Matrix Assentamento Estrutural não deve ser utilizada para assentamento de blocos silicocalcário;

5. Limitações: A argamassa Matrix Assentamento Estrutural não deve ser utilizada para assentamento de blocos silicocalcário; A argamassa Matrix Assentamento Estrutural é uma mistura homogênea de cimento Portland, agregados minerais com granulometria controlada e aditivos químicos. 3. Indicação: Excelente para assentamento de

Leia mais

Telha TopSteel. Telhas termoacústicas. Leveza e conforto aliados à eficiência.

Telha TopSteel. Telhas termoacústicas. Leveza e conforto aliados à eficiência. Telha TopSteel Telhas termoacústicas. Leveza e conforto aliados à eficiência. Telha TopSteel Leveza e conforto aliados à eficiência. As novas telhas termoacústicas TopSteel da Brasilit são de fácil transporte

Leia mais

Alvenaria de Blocos de Concreto

Alvenaria de Blocos de Concreto Alvenaria de Blocos de Recomendações Gerais Est. Mun. Eduardo Duarte, 1100 - Esq. RST 287. Santa Maria - RS Fone: (55) 3221 2000 e-mail : prontomix@prontomix.com.br Conceitos Gerais O que é Alvenaria Estrutural?

Leia mais

TÉCNICO. manual BALANCIM INDIVIDUAL - CADEIRINHA

TÉCNICO. manual BALANCIM INDIVIDUAL - CADEIRINHA manual TÉCNICO BALANCIM INDIVIDUAL - CADEIRINHA Sumário Balancim Individual - Cadeirinha...03 Instrução de Montagem...05 Norma Regulamentadora NR-18...07 Atualização da NR-18...11 Balancim Individual -

Leia mais

SISTEMA DRY WALL E STEEL FRAME

SISTEMA DRY WALL E STEEL FRAME GESSO SISTEMA DRY WALL E STEEL FRAME Gesso O gesso é uma substância, normalmente vendida na forma de um pó branco, produzida a partir do mineral gipsita, composto basicamente de sulfato de cálcio hidratado.

Leia mais

Soluções que sustentam a qualidade do seu projeto

Soluções que sustentam a qualidade do seu projeto Knauf Folheto Técnico 2008 Paredes Knauf Soluções que sustentam a qualidade do seu projeto Estabilidade, resistência a impactos, proteção termoacústica e outras características inovadoras que não dividem

Leia mais

Figura 1: Plataforma de trabalho do andaime. Figura 2: Piso metálico da plataforma de trabalho.

Figura 1: Plataforma de trabalho do andaime. Figura 2: Piso metálico da plataforma de trabalho. INSTRUÇÕES DE USO ANDAIME TUBULAR 1. Devem ser tomadas precauções especiais, quando da montagem, desmontagem e movimentação de andaimes próximos às redes elétricas. 2. O piso de trabalho dos andaimes deve

Leia mais

Vigas rígidas e resistentes, mais leves e fáceis de instalar.

Vigas rígidas e resistentes, mais leves e fáceis de instalar. Catálogo Técnico Vigas rígidas e resistentes, mais leves e fáceis de instalar. m a t e r i a i s p a r a c o n s t r u i r m e l h o r. Vigas leves de alta resistência A LP Viga I é fabricada pela LP Building

Leia mais

-Só iniciar a tarefa com PT-Permissão para Trabalho,e cumpra as Recomendações de segurança contidas nela.

-Só iniciar a tarefa com PT-Permissão para Trabalho,e cumpra as Recomendações de segurança contidas nela. PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÂO POP 005000-OM -06 1/2 PINTURA DE PAREDE COM USO DE ANDAIME REVISÃO: 00 FOLHA 1- OBJETIVO ESTE PROCEDIMENTO ESTABELECE OS REQUISITOA MÍNIMOS DE SEGURANÇA NO TRABALHO DE PINTURA.

Leia mais

MANUAL DE MONTAGEM (BALANCIM MANUAL)

MANUAL DE MONTAGEM (BALANCIM MANUAL) MANUAL DE MONTAGEM (BALANCIM MANUAL) MEDIDAS DE SEGURANÇA QUANTO À MONTAGEM E USO DE ANDAIMES SUSPENSOS 1. O andaime não deve ser montado muito próximo à redes de energia elétrica. 2. Não utilizar o andaime

Leia mais

MANUAL TÉCNICO. (Proteção Periférica Primária e Secundária)

MANUAL TÉCNICO. (Proteção Periférica Primária e Secundária) MANUAL TÉCNICO (Proteção Periférica Primária e Secundária). 2 SUMÁRIO Proteção Periférica Primária e Secundária...03 Descrição Técnica...04 Sistema de Ancoragem...06 Norma Regulamentadora NR-18...07 Atualização

Leia mais

CAPÍTULO IV - ALVENARIA

CAPÍTULO IV - ALVENARIA CAPÍTULO IV - ALVENARIA Alvenaria é a arte ou ofício de pedreiro ou alvanel, ou ainda, obra composta de pedras naturais ou artificiais, ligadas ou não por argamassa. Segundo ZULIAN et al. (2002) também

Leia mais

Orientações para Instalação do SISTEMA C da AMF

Orientações para Instalação do SISTEMA C da AMF Orientações para Instalação do SISTEMA C da AMF O SISTEMA C é o tipo de sistema estrutural para forros removíveis mais utilizado no mundo, combinando rapidez e simplicidade na instalação com preço econômico.

Leia mais

EPI EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL

EPI EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL Definição Conforme a NR 06: EPI EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL Item 6.1 - Para os fins de aplicação desta Norma Regulamentadora NR 6, considera-se Equipamento de Proteção Individual - EPI, todo dispositivo

Leia mais

Empresa. R. Estado do Amazonas, 609 Jd. Imperador São Paulo SP CEP 03935-000 PABX: (11) 2107-0499 www.isar.com.br

Empresa. R. Estado do Amazonas, 609 Jd. Imperador São Paulo SP CEP 03935-000 PABX: (11) 2107-0499 www.isar.com.br Empresa Com sede própria, construída em uma área de 6.000 m² e localizada estrategicamente próxima ao Pólo Petroquímico da região leste de São Paulo, a Isar é uma das maiores e mais competentes empresas

Leia mais

ANEXO 06 MEMORIAL DESCRITIVO

ANEXO 06 MEMORIAL DESCRITIVO ANEXO 06 MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Obras de compartimentação e adequações de instalações. Unidade: Nova sala para GAI e CAC em Porto Alegre Endereço: Rua Sete de Setembro, 730 4º andar Porto Alegre/RS.

Leia mais

ALVENARIA E OUTROS SISTEMAS DE VEDAÇÃO. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I

ALVENARIA E OUTROS SISTEMAS DE VEDAÇÃO. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I ALVENARIA E OUTROS SISTEMAS DE VEDAÇÃO Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I SISTEMAS DE VEDAÇÃO VERTICAL SISTEMA DE VEDAÇÃO Um subsistema

Leia mais

membrana impermeabilizante

membrana impermeabilizante 01 Descrição: votomassa é uma impermeável flexível e antifissura resistente a cargas, que dispensa o uso de telas, para aplicação em diversos substratos. 02 Classificação técnica: ANTES Hydro Ban votomassa

Leia mais

bloco de vidro ficha técnica do produto

bloco de vidro ficha técnica do produto 01 Descrição: votomassa é uma argamassa leve de excelente trabalhabilidade e aderência, formulada especialmente para assentamento e rejuntamento de s. 02 Classificação técnica: ANTES 205 Bloco votomassa

Leia mais

Introdução...Pg.3. Conceitos...Pg.5 A acústica dentro dos escritórios... Pg.8

Introdução...Pg.3. Conceitos...Pg.5 A acústica dentro dos escritórios... Pg.8 ACÚSTICA ÍNDICE Introdução...Pg.3 Elementos de acústica...pg.4 Conceitos...Pg.5 A acústica dentro dos escritórios... Pg.8 Elementos de acústica aplicados no produto divisória i i piso-teto... t Pg.10 Soluções

Leia mais

Forros e Paredes Placo O drywall na sua melhor forma!

Forros e Paredes Placo O drywall na sua melhor forma! Grupo Saint-Gobain A Placo do Brasil é uma empresa dos grupos Saint-Gobain, da França, e Matte, do Chile. A Saint-Gobain é líder mundial nos diversos ramos de atividade em que atua, presente em mais de

Leia mais

CATÁLOGO PERFIS PERFIL DRYWALL PERFIL STEEL FRAME PERFIL DIVISÓRIA NAVAL 35 MM PERFIL PAINEL WALL TOPCLICK PERFIL CLICADO PERFIS ESPECIAIS

CATÁLOGO PERFIS PERFIL DRYWALL PERFIL STEEL FRAME PERFIL DIVISÓRIA NAVAL 35 MM PERFIL PAINEL WALL TOPCLICK PERFIL CLICADO PERFIS ESPECIAIS CATÁLOGO PERFIS PERFIL DRYWALL PERFIL STEEL FRAME PERFIL DIVISÓRIA NAVAL 35 MM PERFIL PAINEL WALL TOPCLICK PERFIL CLICADO PERFIS ESPECIAIS KIT HIDRÁULICO PORTA EMBUTIDA FORRO PVC ACESSÓRIOS 30 GUIA DE

Leia mais

Comunicadores Modelo 3M Peltor Headset Intrinsecamente Seguro (Não certificado no Brasil)

Comunicadores Modelo 3M Peltor Headset Intrinsecamente Seguro (Não certificado no Brasil) Comunicadores Modelo 3M Peltor Headset Intrinsecamente Seguro (Não certificado no Brasil) DESCRIÇÃO Protetores auditivos tipo circum-auriculares acopláveis a rádios comunicadores, constituídos por: - 1

Leia mais

VEDAPREN cobre a estrutura com uma membrana impermeável e elástica.

VEDAPREN cobre a estrutura com uma membrana impermeável e elástica. Descrição VEDAPREN cobre a estrutura com uma membrana impermeável e elástica. Características Densidade: 1,02 g/cm 3 Aparência: Cor preta Composição básica: emulsão asfáltica modificada com elastômeros

Leia mais

Comunicadores Modelo 3M Peltor Headset Dependente de Ruído (Level Dependent) Pro Tac II

Comunicadores Modelo 3M Peltor Headset Dependente de Ruído (Level Dependent) Pro Tac II Comunicadores Modelo 3M Peltor Headset Dependente de Ruído (Level Dependent) Pro Tac II DESCRIÇÃO Protetores auditivos tipo circum-auriculares com atenuação dependente do ruído, constituídos por: - 1 par

Leia mais

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO Norma de Origem: NIT-DICLA-013 Folha: 1 / 09 RAZÃO SOCIAL/DESIGNAÇÃO DO LABORATÓRIO INSTITUTO DE PESQUISAS TECNOLÓGICAS DO ESTADO DE SÃO PAULO S.A. IPT CENTRO TECNOLÓGICO DO AMBIENTE CONSTRUÍDO - CETAC

Leia mais

Índice. 1. Advertência. 2. Características técnicas. 3. Aplicações. 4. Estrutura. 5. Instruções de uso e operação. 6. Manutenção.

Índice. 1. Advertência. 2. Características técnicas. 3. Aplicações. 4. Estrutura. 5. Instruções de uso e operação. 6. Manutenção. MODELO: BYG AR 1533 Índice 1. Advertência. 2. Características técnicas. 3. Aplicações. 4. Estrutura. 5. Instruções de uso e operação. 6. Manutenção. 7. Diagrama elétrico. 8. Diagrama hidráulico. 9. Peças

Leia mais

ESTUDO E ESPECIFICAÇÕES PARA REVESTIMENTO E ISOLAMENTO ACÚSTICO DA SALA DE PENEIRAS DO LABORATÓRIO DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO DO CTU

ESTUDO E ESPECIFICAÇÕES PARA REVESTIMENTO E ISOLAMENTO ACÚSTICO DA SALA DE PENEIRAS DO LABORATÓRIO DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO DO CTU ESTUDO E ESPECIFICAÇÕES PARA REVESTIMENTO E ISOLAMENTO ACÚSTICO DA SALA DE PENEIRAS DO LABORATÓRIO DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO DO CTU Referência PACS: 43.50.Gf Barbosa Miriam Jerônimo; Zeballos Adachi Andrea

Leia mais

Catálogo Eletrônico. Email: montich@ Contato: (11) 2356-6456 / (11) 99857-9813 2013

Catálogo Eletrônico. Email: montich@ Contato: (11) 2356-6456 / (11) 99857-9813 2013 Catálogo Eletrônico Email: montich@ 2013 APRESENTAÇÃO A MONTICH ENGENHARIA, fundada em julho de 2013, com sede própria, hoje é especializada diretamente no seguimento de Fabricação, Projetos e Instalações

Leia mais

Painel Isojoint Wall. Painel térmico para fachadas GUIA BÁSICO DE MONTAGEM

Painel Isojoint Wall. Painel térmico para fachadas GUIA BÁSICO DE MONTAGEM Painel Isojoint Wall Painel térmico para fachadas GUIA BÁSICO DE MONTAGEM APRESENTAÇÃO Os painéis wall pur são recomendados para a utilização em fachadas visto seu design e beleza. Além da estética ele

Leia mais

MANUAL DO C L I E N T E

MANUAL DO C L I E N T E MANUAL DO C L I E N T E 1 Recebendo o revestimento na obra 1.1 Comparar a nota fiscal com o pedido SUMÁRIO 2 3 4 5 Manuseio e armazenamento 2.1 2.2 Ter cuidado no manuseio Empilhamento dos revestimentos

Leia mais

EXECUÇÃO DO REVESTIMENTO ARGAMASSA DE FACHADA DE P R O M O Ç Ã O

EXECUÇÃO DO REVESTIMENTO ARGAMASSA DE FACHADA DE P R O M O Ç Ã O EXECUÇÃO DO REVESTIMENTO DE FACHADA DE ARGAMASSA P R O M O Ç Ã O Início dos Serviços Alvenarias concluídas há 30 dias e fixadas internamente há 15 dias Estrutura concluída há 120 dias Contra marcos chumbados

Leia mais

MANUAL TÉCNICO ANDAIME FACHADEIRO

MANUAL TÉCNICO ANDAIME FACHADEIRO MANUAL TÉCNICO ANDAIME FACHADEIRO 1 SUMÁRIO Acessórios 03 Instruções de montagem 04 Dicas Importantes 10 Acesso dos Andaimes 11 Informações de Segurança 12 2 ACESSÓRIOS 3 ANDAIME FACHADEIRO INSTRUÇÕES

Leia mais

Principais atualizações nas normas de EPI para o trabalho em altura

Principais atualizações nas normas de EPI para o trabalho em altura Principais atualizações nas normas de EPI para o trabalho em altura Estrutura antes da atualização NBR 11370:2001 Cinturão e talabarte de segurança NBR 14626:2000 Trava queda guiado em linha flexível NBR

Leia mais

cerâmica externa ficha técnica do produto

cerâmica externa ficha técnica do produto 01 Descrição: Argamassa leve de excelente trabalhabilidade e aderência, formulada especialmente para aplicação de revestimentos cerâmicos em áreas internas e s. 02 Classificação técnica: ANTES Colante

Leia mais

EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL. Erica Cristina Possoli Técnica em Segurança do Trabalho

EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL. Erica Cristina Possoli Técnica em Segurança do Trabalho EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL Erica Cristina Possoli Técnica em Segurança do Trabalho Norma Regulamentadora 06 Segundo a NR 06, EPI é: todo dispositivo ou produto, de uso individual utilizado pelo

Leia mais

Cartilha de segurança. Seleção e utilização de EPI para trabalho em altura

Cartilha de segurança. Seleção e utilização de EPI para trabalho em altura Cartilha de segurança Seleção e utilização de EPI para trabalho em altura Cartilha de segurança Seleção e utilização de EPI para trabalho em altura 2ª edição Realização: Curitiba Set/2011 A reprodução

Leia mais

Soluções em Autoconstrução Praticidade, economia e agilidade na sua obra

Soluções em Autoconstrução Praticidade, economia e agilidade na sua obra Aços Longos Soluções em Autoconstrução Praticidade, economia e agilidade na sua obra Sapatas Arame Recozido Trançadinho Pregos Treliças Nervuradas Murfor Produto Belgo Bekaert Malhas Top Telas Soldadas

Leia mais

NR 35 TRABALHO EM ALTURA

NR 35 TRABALHO EM ALTURA Márcio F Batista Bombeiro e Tecnólogo de Segurança NR 35 TRABALHO EM ALTURA Objetivos Estabelecer os procedimentos necessários para a realização de trabalhos em altura, visando garantir segurança e integridade

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE MANUAL DE RECEBIMENTO E ARMAZENAMENTO DE REVESTIMENTOS CERÂMICOS Rev 02 1/5 1. Objetivo Este manual tem por objetivo orientar os usuários / clientes quanto aos itens a serem

Leia mais

03/01/2015. Sumário. Trabalho em altura. Trabalho em altura; EPI s para trabalho em altura; EPC s; Aplicação do conjunto x trabalho Conclusão.

03/01/2015. Sumário. Trabalho em altura. Trabalho em altura; EPI s para trabalho em altura; EPC s; Aplicação do conjunto x trabalho Conclusão. Andre Cavalcanti Santos Téc. em saúde e segurança do trabalho E-mail: cavalcanti_sst@hotmail.com Sumário Trabalho em altura; EPI s para trabalho em altura; EPC s; Aplicação do conjunto x trabalho Conclusão.

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO DOS PISOS VINÍLICOS EM MANTAS FORTHFLEX, FORTHPISO, FORTHVINYL, CARAVAN E PASTILLE FLOOR

MANUAL DE INSTALAÇÃO DOS PISOS VINÍLICOS EM MANTAS FORTHFLEX, FORTHPISO, FORTHVINYL, CARAVAN E PASTILLE FLOOR MANUAL DE INSTALAÇÃO DOS PISOS VINÍLICOS EM MANTAS FORTHFLEX, FORTHPISO, FORTHVINYL, CARAVAN E PASTILLE FLOOR ANTES DA INSTALAÇÃO: Para podermos ter uma excelente apresentação da instalação não dependemos

Leia mais

Manual do Locatário ANDAIME TUBULAR Instruções para Instalação e Operação e Manutenção CARIMBO DO ASSOCIADO ANDAIMES Andaimes são estruturas metálicas tubulares para acesso à altura para trabalho aéreo

Leia mais

Mantas de Isolamento termoacústico

Mantas de Isolamento termoacústico Espessura Manta 5 mm (400gr/m²) Manta 10 mm (500gr/m²) Manta Duto Manta 20 mm (700gr/m²) Capacidade de isolamento térmica elevada. Maior rendimento do ar condicionado. Cinta Duto metálico MANTA DUTO 03

Leia mais

Com relação à industrialização e à racionalização das construções, julgue o item subsecutivo.

Com relação à industrialização e à racionalização das construções, julgue o item subsecutivo. Com relação à industrialização e à racionalização das construções, julgue o item subsecutivo. 85.(STM/CESPE/2011) A taipa de mão é, tradicionalmente, fabricada por meio de processos artesanais ou com forte

Leia mais

CONFORMIDADE LEVADA A SÉRIO.

CONFORMIDADE LEVADA A SÉRIO. CONFORMIDADE LEVADA A SÉRIO. CATÁLOGO DE PRODUTOS 2015 ALTISEG, A PRIMEIRA EMPRESA BRASILEIRA DE SEGURANÇA EM ALTURA A POSSUIR O SELO DE CONFORMIDADE INMETRO. CUSTON custon pro 1180147-1 (P-M) 1180149-2

Leia mais

Casa de steel frame - instalações (parte 4)

Casa de steel frame - instalações (parte 4) Página 1 de 6 Casa de steel frame - instalações (parte 4) As instalações elétricas e hidráulicas para edificações com sistema construtivo steel frame são as mesmas utilizadas em edificações convencionais

Leia mais

ANALISE DA INFLUÊNCIA DE DIFERENTES SISTEMAS DE VEDAÇÃO VERTICAL NO CUSTO FINAL DE UMA ESTRUTURA EM CONCRETO ARMADO

ANALISE DA INFLUÊNCIA DE DIFERENTES SISTEMAS DE VEDAÇÃO VERTICAL NO CUSTO FINAL DE UMA ESTRUTURA EM CONCRETO ARMADO Artigo submetido ao Curso de Engenharia Civil da UNESC - Como requisito parcial para obtenção do Título de Engenheiro Civil ANALISE DA INFLUÊNCIA DE DIFERENTES SISTEMAS DE VEDAÇÃO VERTICAL NO CUSTO FINAL

Leia mais

Passo a passo: Impermeabilização em drywall

Passo a passo: Impermeabilização em drywall Passo a passo: Impermeabilização em drywall Banheiros de casa em steel frame são fechados com chapas de gesso específicas para esse fim. Veja como impermeabilizar corretamente esses ambientes Casas em

Leia mais

MAXIJUNTA - 3 EM 1 PRODUTO:

MAXIJUNTA - 3 EM 1 PRODUTO: INDICAÇÕES: Argamassa colante de assentamento e rejuntamento simultâneo flexível de alta adesividade para áreas internas e externas. Assenta e rejunta pastilhas de porcelana e cerâmica até 7,5 x 7,5 cm,

Leia mais

MAXIJUNTA - PASTILHAS DE PORCELANA

MAXIJUNTA - PASTILHAS DE PORCELANA INDICAÇÕES: Argamassa colante de assentamento e rejuntamento simultâneo flexível, de alta adesividade, para áreas internas e externas. O Maxijunta Pastilhas de Porcelana é indicado principalmente para

Leia mais

Mais que produtos químicos, soluções.

Mais que produtos químicos, soluções. APRESENTAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA 2. COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS INGREDIENTES 3. IDENTIFICAÇÃO DE PERIGOS 4. MEDIDAS DE PRIMEIROS SOCORROS 5. MEDIDAS DE COMBATE A INCÊNDIO 6.

Leia mais

TREINAMENTO NR 10 MÓDULO SEGURANÇA NO TRABALHO Engenheiro/técnico de Segurança no trabalho. 1 0 Dia

TREINAMENTO NR 10 MÓDULO SEGURANÇA NO TRABALHO Engenheiro/técnico de Segurança no trabalho. 1 0 Dia TREINAMENTO NR 10 MÓDULO SEGURANÇA NO TRABALHO Engenheiro/técnico de Segurança no trabalho 1 0 Dia Realizar a apresentação dos participantes 1. Técnica de Lista de presença; apresentação e O multiplicador

Leia mais