Design Metrô São Paulo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Design Metrô São Paulo"

Transcrição

1 Design Metrô São Paulo Projeto Básico & Assistência Técnica Prof. Dr. João Gomes Filho

2 CONSIDERAÇÃO INICIAL Abril Fundação: Companhia do Metropolitano de São Paulo / Metrô. Dezembro Início das obras da Linha Norte Sul. Trecho Santana-Jabaquara. Atual linha 1- Azul Início da operação comercial Início da operação comercial. Trecho Sé-Brás da Linha Leste-Oeste. Atual linha 3 - Vermelha.

3 CONSIDERAÇÃO INICIAL LINHA 3 - VERMELHA Compreende o trecho da rede metropolitana definida entre as estações Palmeiras-Barra Funda e Corinthians-Itaquera.

4 HISTÓRICO SUCINTO DESIGN GAPP Grupo Associado de pesquisa e planejamento Ltda.

5 HISTÓRICO SUCINTO Em Eng. Plinio Assmann > responsável pela implantação da linha pioneira do Metrô de São Paulo. Norte Sul: Santana / Jabaquara. Em Na sua gestão como presidente do Metrô e desejoso de nacionalizar o design* dos trens contratou a GAPP, uma empresa brasileira, para elaborar o novo design dos trens para a linha Leste - Oeste. * Design do Metrô N-S: fabricado pela Mafersa sob licença da The Budd Company

6 HISTÓRICO SUCINTO - EMPRESAS ENVOLVIDAS Cliente: Metrô Companhia do Metropolitano de São Paulo Presidente: Eng. Plinio Assmann Design: GAPP Grupo Associado de Pesquisa e Planejamento Ltda. Diretor Presidente: Eng. Sergio Kehl Fabricantes: Mafersa Material Ferroviário S/A Cobrasma Companhia Brasileira de Materiais Ferroviários Assistência à fabricação do protótipo: GAPP Grupo Associado de Pesquisa e Planejamento Ltda. Duração: 18 meses

7 Design METRÔ DE SÃO PAULO Linha Leste-Oeste

8 L-O Descrição do projeto Após a assinatura do contrato com o Metrô, a GAPP deu inicio aos trabalhos em sua fase preliminar por meio de uma extensa pesquisa de levantamento de informações sobre o trem do metrô já existente o da linha Norte-sul. A pesquisa teve como objetivo principal detectar os problemas desse trem existente para servir como um valioso modelo de referência para o projeto do novo trem da linha leste - oeste.

9 Metodologia do Projeto Metodologia do projeto

10 Metodologia do Projeto Equipe Técnica da GAPP Diretor presidente: Designer: Designer: Designer: Arquiteto: Estagiário: Projetista: Desenhista: Eng. Sergio A. P. Kehl João Gomes Filho João Bezerra de Menezes José da Costa Chaves José Renato Kehl José Ricardo Ferreira Emilio A. Azocar Hilário Araújo Braga

11 Metodologia do Projeto Método de Osborn - sessões de Brain Storm 1. Orientação: consiste na determinação da natureza do problema, 2. Inspiração: primeiro sinal que surge na mente para uma descoberta criativa - significa pensar algum tempo no problema para desenvolver a solução. 3. Preparação: consiste na reunião dos dados relativos ao problema. 4. Análise: permite examinar melhor a orientação e a preparação. 5. Idealização: consiste na fase criativa. 6. Incubação: a fase de internalização das ideias. 7. Iluminação: é quando ocorre o insight ou o estalo criativo. 8. Síntese: consiste em analisar as ideias, juntando as soluções parciais. 9. Verificação: consiste, finalmente, em julgar as ideias, selecionando-as. 10. Validação: das ideias, a prova de viabilidade que irá dizer se elas, de fato, resolvem o problema.

12 Metodologia do Projeto PESQUISA. Referência > Metrô da Linha Norte - Sul. Principais problemas detectados: Sistemas de Iluminação deficiente Sistema de ventilação deficiente e contaminado (recirculação do ar) - Poluição do ar: sujo, proveniente do exterior, aspirado e expirado pelos passageiros. Sistema acústico: - Poluição Sonora: barulhos e ruídos provenientes do exterior (pelas janelas principalmente).

13 Metodologia do Projeto Principais problemas detectados: Bancos de passageiros: acomodação de passageiros inadequada. Pegadores: com inadequação ergonômica (desconforto para usuários percentis abaixo do 50 0 ). Cabine de condução. Inadequações ergonômicas: - Visibilidade restrita. - Console de operação. - Banco do condutor. - Armário elétrico. Padrão estético-formal (o caso dos parafusos, mata-juntas etc.)

14 Metodologia do Projeto PESQUISA. Outros levantamentos de Informações: 1. Junto a equipe técnica do Metrô - engenheiros de várias áreas. 2. Consulta de informações técnicas junto à fornecedores diversos. 3. Estudo do Caderno de Especificações Técnicas do Metrô - Informações operacionais. - Informações de conservação e manutenção dos trens 4. Visita às oficinas dos trens. - Conhecimento em detalhes do trem Norte-sul.

15 Metodologia do Projeto 5. Estudo das restrições impostas pelo Metrô: Manutenção da estrutura geral dos Carros Manutenção do número de portas (4 de cada lado do carro) Manutenção do sistema eletromecânicos (tudo sob o piso do carro). 6. Consultoria internacional: designer italiano Rodolfo Bonetto. Concepção de diversos partidos formais para a frente do trem ( Acabou não vingando. A frente foi concebida pela equipe da GAPP)

16 Metodologia do Projeto ANÁLISE E SÍNTESE DA PESQUISA 1. Tratamento e ponderação dos dados coletados Aferição dos resultados Subsídios para o projeto básico 2. Parâmetros para o design do Metrô leste-oeste. Estabelecimento dos requisitos essenciais para o projeto básico Definição das etapas do design

17 Metodologia do Projeto DESIGN DO TREM / PLANEJAMENTO E CONCEPÇÃO 1. Planejamento do projeto com a utilização e exercício do Método de Osborn / sessões de Brain Storm >>> criatividade e agilização de soluções. 2. Concepção por meio de reuniões criativas com registro fotográfico do projeto básico desenhados em lousa e depois levados para desenhos elaborados em prancheta.

18 Projeto Básico Concepção

19 Projeto Básico PROJETO BÁSICO Composição típica do Trem: A B B B B A Carro A Com cabine de comando e salão de passageiros Carro B Apenas com salão de passageiros Salão de passageiros com soluções comuns nos dois carros. Restrições Caixa estrutural dos carros: igual ao trem da Norte-Sul. Número de portas 4 de cada lado: igual ao trem da Norte-Sul

20 Projeto Básico PROJETO BÁSICO / ETAPAS Dimensionamento dos Carros A e B Estudos de soluções (formais, funcionais, ergonômicas, cromáticas etc.). Desenhos, ilustrações e modelos em miniaturas (não existia computação) Estrutura Geral Concepção / Filosofia projetual Modulação dos carros. Padronização de elementos. Flexibilidade de usos e funções. Integração de funções. Soluções sistêmicas.

21 Projeto Básico Sistemas Técnicos de Conforto Sistema de ventilação Conceito: renovação do ar Tratamento do ar (filtrado) Janelas vedadas (acústica). Sistema de iluminação Integrado ao sistema de ventilação Grelhas e cintas -costela Costela estrutural interior / Modulação Integração de funções Elementos diversos

22 Projeto Básico Cabine de comando Estudos do interior e exterior ( mascara ) Requisitos de projeto. Layout Visão panorâmica Maior visibilidade Console: padrões ergonômicos Console com elementos modulares Modelos em escala reduzida da mascara Banco especial para operador / Rebatível

23 Projeto Básico Salão de passageiros Estudos diversos Layout: acesso, percurso, circulação e saída dos passageiros Sistema de pegadores horizontais e verticais. Banco dos passageiros Janelas / portas / luminárias / grelhas / dispositivos de emergência etc. Piso / Teto / Parede laterais / máquina de abertura das portas Frente Mascara: estrutura e configuração. Fixações

24 Projeto Básico Projeto de Mockup em escala 1:1 Ferramenta para facilitar os estudos gerais e para viabilização de soluções Projeto do mockup Construído abrangendo um trecho do carro (dentro do escritório) Elaboração de desenhos técnicos para construção do mockup Elaboração de desenhos em perspectivas Ilustrações

25 Projeto Básico Contrução do Mockup Tecnologia singela Madeira, papelão, fita crepe e estilete Testes diversos Simulações ergonômicas e funcionais Aferição Resultados Dados para o Projeto Básico do trem

26 Mockup

27 Projeto Básico Mockup da Cabine Estudos ergonômicos e funcionais Ângulos de visibilidade do exterior: frontal e laterais. Posturas: indivíduos percentis 5 0 e Definição do campo de visão e tamanho da abertura frontal / Para-brisa Faixa de regulagens - Banco Rebatível Postura de condução em pé e sentado. Porta de passagem para o salão Dimensionamento portas laterais Armário elétrico

28 Projeto Básico Mockup da Cabine Estudos ergonômicos e funcionais Posto do trabalho do operador / Relações: Envoltório de alcances físicos Postura em pé / sentado Visibilidade Dimensionamento do console / Módulos Instrumentos operacionais Alavanca homem morto Banco rebatível Regulagens Sistema de rebatimento do banco para baixo do console Obs.: Cabine N-S = 187 parafusos!

29 Projeto Básico Mockup do Salão de Passageiros Layout: bancos / Distribuição dos passageiros sentados Carros A Bancos longitudinais e bancos duplos transversal Localização modular das costelas estruturais (integração de várias funções).

30 Projeto Básico Mockup do Salão de Passageiros Layout: bancos / Distribuição dos passageiros sentados Carros B Bancos longitudinais e bancos duplos transversal Localização modular das costelas estruturais (integração de várias funções). Vista do layout do carro B. Linhas de centro = Espaçamento da modulação e de localização das costelas estruturais Trecho de construção do Mockup Layout consolidado, entre diversas opções estudadas. Espaço para passageiro não travar o acesso

31 Projeto Básico Mockup do Salão de Passageiros Plenos de ventilação Projeto sistema técnico de ventilação Renovação do ar Insuflação do ar > aberturas sobre as portas Exaustão do ar > sob os bancos transversais Motores / filtros: Insuflação do ar limpo Localizado entre a cobertura e o teto Plenos de ventilação: distribuição do ar no salão Grelhas: direcionamento do ar Costelas Motores: Exaustão do ar contaminado

32 Projeto Básico Mockup do Salão de Passageiros Piso Revestimento Bancos / Pegadores Tecnologia : papelão, madeira, fita crepe e estilete! Paredes laterais e dos fundos Janelas fixas / Painéis / Portas / painéis Painéis de canto / Fundos Máquina da porta Fixações em geral Soluções inteligentes Eliminação de parafusos

33 Projeto Básico Mockup do Salão de Passageiros Sistema estrutural / costelas Travamento de pegadores Auto-falantes / Fixações - chaves de segurança METRÔ Eliminação de parafusos Soluções inteligentes. Teto Painéis de revestimento Sistema de iluminação / Luminárias Grelhas de ventilação Pegadores Sistemas de fixação em geral

34 Projeto Básico Mockup do Salão de Passageiros Banco do passageiro Definição ergonômica e formal Dimensionamento Superfícies facetadas - desacelerações Ângulos do assento e encosto Altura popliteal Mockup do banco com regulagens / ajustes Percentil 5 0 Configuração formal Conceito de postura ereta (curta permanência) Modelo em madeira > protótipo em fibra de vidro

35 Projeto Básico Mockup do Salão de Passageiros Mascara Frontal Configuração formal Definição geométrica - toróide Definição formal para-brisa Abertura engate Definição faróis / lanternas Construção Protótipo da mascara Empresa Probjeto / história do vidro Avaliação formal e estrutural

36 Projeto Básico Mockup do Salão de Passageiros Sistemas de pegadores Horizontais Foram criados dois níveis de altura: Percentil 95 0 > Individuo com 1,80 m Percentil 5 0 > Individuo com 1,60 m O individuo maior se posiciona imediatamente Atrás do menor organiza de maneira natural a distribuição dos passageiros. Pegadores Verticais / horizontais (colunas) Fixação no piso e no teto na cinta da costela estrutural

37 Projeto Básico Definitivo Registro Técnico

38 Projeto Básico Projeto Básico Definitivo I Registro Técnico Conjunto de documentos técnicos contendo: Aproximadamente 80 pranchas de desenhos, incluindo: Desenhos técnicos mecânicos: Desenhos de Conjuntos, subconjuntos e peças com respectivos detalhes. Perspectivas técnicas Ilustrações ergonômicas / funcionais Objetivo: Tudo isso feito para subsidiar o desenvolvimento do PROJETO DE FABRICAÇÃO DO PROTÓTIPO DO TREM.

39 Protótipo I Trem Fabricantes Mafersa & Cobrama

40 Fabricação do Protótipo Protótipo do Trem I Fabricação Sequencia : Design > Projeto Básico > Projeto de Fabricação > Construção do Trem Nota A MAFERSA para desenvolver e construir o protótipo do trem teve como obrigação seguir estritamente o Projeto Básico desenvolvido pela GAPP. Para garantir que está exigência fosse cumprida o Metrô contratou novamente a GAPP para prestar ASSISTENCIA TÉCNICA* aos projetistas da Mafersa. * Equipe GAPP: Designer: João Gomes Filho Designer: José da Costa Chaves

41 Fabricação do Protótipo Protótipo Pronto Fabricantes: Mafersa Cobrasma Assistência Técnica GAPP Ao projeto de fabricação Reuniões técnicas Na fábrica À fabricação (inspeção) Visitas Visão do primeiro protótipo. Nas dependências da fábrica da MAFERSA

42 Fabricação do Protótipo Protótipo Pronto Visão do interior da cabine Console modular Cinco módulos de operação Facilidade de manutenção Banco Rebatível Encaixe embaixo do console Postura em pé e sentado Para-brisa panorâmico Visão abrangente Operador: Percentil 5 0 e 95 0 Armário elétrico Atrás do operador

43 Fabricação do Protótipo Protótipo Pronto Layout Ventilação Iluminação Acústica Bancos pegadores Projeto Sistêmico Modulação Padronização Flexibilidade Integração Chave Metrô Cores Design: linguagem orgânica Comunicação visual aplicação.

44 Trem I Operação Normal Protótipo I Trem já em operação normal

45 BIBLIOGRAFIA Acervo de imagens João Gomes Filho GAPP Grupo Associado de Pesquisa e Planejamento Pesquisa: informações sites internet Comercial

46 Evolução ao longo do tempo: Alterações com menor intensidade Alterações com maior intensidade

47 Obrigado pela atenção

Design Ônibus 2 Andares. Projeto e Construção do 1 0 Protótipo

Design Ônibus 2 Andares. Projeto e Construção do 1 0 Protótipo Design Ônibus 2 Andares Projeto e Construção do 1 0 Protótipo Prof. Dr. João Gomes Filho 2011 CONSIDERAÇÃO INICIAL A construção de um protótipo é apenas uma etapa, um momento do projeto. É uma ferramenta

Leia mais

REF: Layout Elevadores e Torre Metálica Elaboração de Anteprojeto de torre metálica para instalação de 02(dois) elevadores panorâmicos

REF: Layout Elevadores e Torre Metálica Elaboração de Anteprojeto de torre metálica para instalação de 02(dois) elevadores panorâmicos Porto Alegre, 18 de junho de 2012. A Assembleia Legislativa do RS Porto Alegre, RS REF: Layout Elevadores e Torre Metálica Elaboração de Anteprojeto de torre metálica para instalação de 02(dois) elevadores

Leia mais

ANEXO XI - PADRÃO TÉCNICO PARA VEÍCULO TÁXI ACESSÍVEL REQUISITOS MÍNIMOS BÁSICOS

ANEXO XI - PADRÃO TÉCNICO PARA VEÍCULO TÁXI ACESSÍVEL REQUISITOS MÍNIMOS BÁSICOS ANEXO XI - PADRÃO TÉCNICO PARA VEÍCULO TÁXI ACESSÍVEL 1. OBJETIVO REQUISITOS MÍNIMOS BÁSICOS Este documento tem como objetivo estabelecer as características básicas aplicáveis aos veículos produzidos para

Leia mais

DESIGN INDUSTRIAL. ERGONOMIA Aplicada ao Design Gráfico. Sistema técnico de leitura ergonômica. Disciplina: Prof. Dr.

DESIGN INDUSTRIAL. ERGONOMIA Aplicada ao Design Gráfico. Sistema técnico de leitura ergonômica. Disciplina: Prof. Dr. DESIGN INDUSTRIAL Disciplina: ERGONOMIA Aplicada ao Design Gráfico Sistema técnico de leitura ergonômica DESIGN DO PRODUTO Prof. Dr. João Gomes Filho DESIGN DO PRODUTO Leitura Ergonômica EXEMPLOS 1 Leitura

Leia mais

MARCOPOLO LANÇA NOVO ÔNIBUS VIALE BRT, O MAIS AVANÇADO PRODUZIDO NO BRASIL. Veículo utiliza conceitos inéditos de design, conforto e eficiência

MARCOPOLO LANÇA NOVO ÔNIBUS VIALE BRT, O MAIS AVANÇADO PRODUZIDO NO BRASIL. Veículo utiliza conceitos inéditos de design, conforto e eficiência MARCOPOLO LANÇA NOVO ÔNIBUS VIALE BRT, O MAIS AVANÇADO PRODUZIDO NO BRASIL Veículo utiliza conceitos inéditos de design, conforto e eficiência A Marcopolo lança o seu mais novo e moderno ônibus urbano,

Leia mais

CENTRO ADMINISTRATIVO DO ESTADO DE MINAS GERAIS ESPECIFICAÇÃO TRATAMENTO ACÚSTICO

CENTRO ADMINISTRATIVO DO ESTADO DE MINAS GERAIS ESPECIFICAÇÃO TRATAMENTO ACÚSTICO 1 / 11 CENTRO ADMINISTRATIVO DO ESTADO DE MINAS GERAIS ESPECIFICAÇÃO 2 / 11 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...03 2. DESCRIÇÃO GERAL...03 3. / ABSORÇÃO...06 4. DOCUMENTOS...10 3 / 11 1 - INTRODUÇÃO: Trata-se do Projeto

Leia mais

CARROS DE APOIO À INDUSTRIA

CARROS DE APOIO À INDUSTRIA Carros de Mão Carros Ligeiros com Carros para Cargas Médias/Elevadas Carros Armário com e sem Prateleiras Carros com Banca de Trabalho Carros de Apoio à Industria Carros de Reboque Carros para Escritóio

Leia mais

Abrindo novos caminhos em design clínico DESCOBRINDO NOSSAS COMPETÊNCIAS

Abrindo novos caminhos em design clínico DESCOBRINDO NOSSAS COMPETÊNCIAS Abrindo novos caminhos em design clínico DESCOBRINDO NOSSAS COMPETÊNCIAS D E S I G N P I O N E I R O I N O V A D O R C R I A T I V O P R O D U T I V O I N S P I R A D O R ESCUTAR E CRIAR Apoiado na inspiração.

Leia mais

Adequação do layout dos trens Metropolitanos.

Adequação do layout dos trens Metropolitanos. Adequação do layout dos trens Metropolitanos. SÍNTESE: HISTÓRICO PROJETO CONCLUSÃO HISTÓRICO. Existem em nossa companhia duas gerações distintas de trens, formados por carros mais antigos, doravante denominados

Leia mais

ISOLAMENTO ACÚSTICO DAS VEDAÇÕES VERTICAIS EXTERNAS. Como escolher a esquadria da sua obra e atender a NBR 15.575

ISOLAMENTO ACÚSTICO DAS VEDAÇÕES VERTICAIS EXTERNAS. Como escolher a esquadria da sua obra e atender a NBR 15.575 ISOLAMENTO ACÚSTICO DAS VEDAÇÕES VERTICAIS EXTERNAS Como escolher a esquadria da sua obra e atender a NBR 15.575 Em julho de 2013 entrou definitivamente em vigor a NBR 15.575, a norma de desempenho de

Leia mais

Construção de Edícula

Construção de Edícula Guia para Construção de Edícula Guia do montador Mais resistência e conforto para sua vida. As paredes com Placas Cimentícias Impermeabilizadas e Perfis Estruturais de Aço Galvanizado para steel framing

Leia mais

1.1 Adaptação acessibilidade tipo 1 (veículos produzidos entre 2007 e 2002)

1.1 Adaptação acessibilidade tipo 1 (veículos produzidos entre 2007 e 2002) Objetivo Guia pratico para inspeção de acessibilidade Referência - Portaria Nº 260 de 2007 Inmetro - Portaria Nº 358 de 2009 Inmetro -Portaria Nº 64 de 2009 Inmetro - NBR14022 1.0 MANUAL PRATICO PARA A

Leia mais

COMPETITIVIDADE PELA INOVAÇÃO

COMPETITIVIDADE PELA INOVAÇÃO Transportation Equipment GmbH COMPETITIVIDADE PELA INOVAÇÃO SISTEMAS DE PORTAS FOLES DE PASSAGEM E ARTICULAÇÕES INTERIORES ultimate_update_2014_por_version_2.indd 1 09.09.2014 07:45:50 A EMPRESA PRODUÇÃO

Leia mais

Criatividade e Brainstorm no Design

Criatividade e Brainstorm no Design João Gomes - Doutor em arquitetura e urbanismo pela USP. Mestre em estruturas ambientais urbanas pela USP e designer industrial pela FAAP. Professor de cursos de graduação e Pós-graduação em design. Consultor

Leia mais

Inspiro a nova geração de metrôs da Siemens para o trânsito de massa

Inspiro a nova geração de metrôs da Siemens para o trânsito de massa Papel de fundo Inspiro a nova geração de metrôs da Siemens para o trânsito de massa Os desafios do futuro são claros: fluxos de tráfego nas áreas metropolitanas devem ser otimizados, sistemas de transporte

Leia mais

Arranjo Físico (Layout)

Arranjo Físico (Layout) Organização, Sistemas e Métodos Arranjo Físico (Layout) Por José Luís Carneiro - www.jlcarneiro.com - Arranjo físico (layout) Arranjo Físico (Layout) 2 - www.jlcarneiro.com - Introdução O espaço físico

Leia mais

TSA/TDA DIFUSOR PARA LUMINÁRIA TROFFER

TSA/TDA DIFUSOR PARA LUMINÁRIA TROFFER TSA/TDA DIFUSOR PARA LUMINÁRIA TROFFER TSA/TODA DIFUSORES PARA LUMINÁRIAS O conjunto de difusão de ar completamente embutido, contribui para um visual leve e sem distorções. Sua flexibilidade própria,

Leia mais

Caderno de projetos para blindagens de ressonância magnética

Caderno de projetos para blindagens de ressonância magnética Caderno de projetos para blindagens de ressonância magnética A blindagem de ressonância magnética é um componente fundamental para o bom funcionamento do complexo sistema de ressonância magnética (MRI).

Leia mais

PROPOSTA. Item: 0001 Descrição: VEÍCULO FURGÃO, COM TRANSFORMAÇÃO PARA AMBULÂNCIA BÁSICA, CONFORME EDITAL. Quantidade: 1 Unidade de Medida: Unidade

PROPOSTA. Item: 0001 Descrição: VEÍCULO FURGÃO, COM TRANSFORMAÇÃO PARA AMBULÂNCIA BÁSICA, CONFORME EDITAL. Quantidade: 1 Unidade de Medida: Unidade PROPOSTA Pregão Órgão: Prefeitura Municipal de Mata Número: 005/2012 Número do Processo: 10/2012 Unidade de Compra: PREFEITURA MUNICIPAL DE MATA Proposta(s) Item: 0001 Descrição: VEÍCULO FURGÃO, COM TRANSFORMAÇÃO

Leia mais

Posto de Trabalho Ergonomia 5

Posto de Trabalho Ergonomia 5 Posto de Trabalho Ergonomia 5 CONCEITO Por Posto de Trabalho entendemos um local no qual um trabalhador desenvolve suas atividades. Para tanto, informações chegam ao posto, bem como partem dele. É do posto

Leia mais

1. DESCRIÇÃO: - Renovação do ar; - Movimentação do ar. 1.1 SISTEMA ADOTADO:

1. DESCRIÇÃO: - Renovação do ar; - Movimentação do ar. 1.1 SISTEMA ADOTADO: 1. DESCRIÇÃO: OBJETO: O sistema de ventilação mecânica visa propiciar as condições de qualidade do ar interior nos vestiários do mercado público de Porto Alegre. Para a manutenção das condições serão controlados

Leia mais

Transporte Vertical Normas Brasileiras e Cálculo de Tráfego

Transporte Vertical Normas Brasileiras e Cálculo de Tráfego Transporte Vertical Normas Brasileiras e Cálculo de Tráfego Elevadores de Passageiros Conhecimentos iniciais: Normas da ABNT NORMA NBR - 5666 Elevadores Elétricos - Terminologia NORMA NBR - NM 207 Elevadores

Leia mais

Elaboração De Projeto De Design e Interiores

Elaboração De Projeto De Design e Interiores Elaboração De Projeto De Design e Interiores São Paulo, 01/01/2010 KASA CONCEITO Nome: Schaelle Caetano Campos ABD: 9103 - Designer de Interiores Tel: 11 2979 3780 7746 4246 E-mail: schaelle@kasaconceito.com.br

Leia mais

EL2000. Elevadores Residenciais e de Uso Restrito para Acessibilidade. Guia de especificação para o modelo 2913. Revisão: Novembro de 2008

EL2000. Elevadores Residenciais e de Uso Restrito para Acessibilidade. Guia de especificação para o modelo 2913. Revisão: Novembro de 2008 EL000 Elevadores Residenciais e de Uso Restrito para Acessibilidade Guia de especificação para o modelo 913 Revisão: ovembro de 008 EL 000 Elevador Residencial Unifamiliar A Montele fabrica há 5 anos o

Leia mais

Proposta Técnica Projeto de Arquitetura e Projeto Legal

Proposta Técnica Projeto de Arquitetura e Projeto Legal São Paulo, 19 de Outubro de 2012 Proposta Técnica Projeto de Arquitetura e Projeto Legal Cliente Alphaville Urbanismo S.A. Av. Nações Unidas, 8501, 9º Andar 05425-070 Pinheiros São Paulo, SP Empreendimento

Leia mais

A-001. CATÁLOGO TÉCNICO DE PEÇAS AUDACE A001 - Conjunto Caixa de Rodas e Para Pedras ITEM CÓDIGO DESCRIÇÃO OBSERVAÇÃO

A-001. CATÁLOGO TÉCNICO DE PEÇAS AUDACE A001 - Conjunto Caixa de Rodas e Para Pedras ITEM CÓDIGO DESCRIÇÃO OBSERVAÇÃO Cat ál ogotécni codepeças A001 - Conjunto Caixa de Rodas e Para Pedras 01 209-MIA00101 CHAPA PARA-PEDRAS 02 209-MIA00102 CHAPA PARA-PEDRAS 03 209-MIA00103 CHAPA PARA-PEDRAS 04 209-MIA00104 CHAPA PARA-PEDRAS

Leia mais

PADRONIZAÇÃO DA COMUNICAÇÃO VISUAL DOS VEÍCULOS DO PROGRAMA DE ACESSIBILIDADE INCLUSIVA DE CAMPINAS

PADRONIZAÇÃO DA COMUNICAÇÃO VISUAL DOS VEÍCULOS DO PROGRAMA DE ACESSIBILIDADE INCLUSIVA DE CAMPINAS GPT/M009/10/R4 PADRONIZAÇÃO DA COMUNICAÇÃO VISUAL DOS VEÍCULOS DO PROGRAMA DE ACESSIBILIDADE INCLUSIVA DE CAMPINAS Este documento estabelece os padrões de comunicação visual a serem observados nos veículos

Leia mais

SHORT TRAVEL STANDARD SH ST ALVENARIA

SHORT TRAVEL STANDARD SH ST ALVENARIA 2 SHORT TRAVEL STANDARD SH ST ALVENARIA Com um conceito que busca facilidades, desenvolvemos uma plataforma cabinada, compacta e moderna, perfeita para o tipo de aplicação em estrutura de alvenaria. Com

Leia mais

Sistemas da edificação Aplicação na prática

Sistemas da edificação Aplicação na prática 1 Vantagens Alta produtividade com equipes otimizadas; Redução de desperdícios e obra limpa; Facilidade de gerenciamento e padronização da obra; Elevada durabilidade; Facilidade de limpeza e conservação;

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA DE BELAS ARTES DESENHO INDUSTRIAL REDESENHO DO BANCO CAVALINHO DA ESCOLA DE BELAS ARTES DA UFBA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA DE BELAS ARTES DESENHO INDUSTRIAL REDESENHO DO BANCO CAVALINHO DA ESCOLA DE BELAS ARTES DA UFBA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA DE BELAS ARTES DESENHO INDUSTRIAL REDESENHO DO BANCO CAVALINHO DA ESCOLA DE BELAS ARTES DA UFBA Discente: Pedro Coelho Barreiros Docente: Prof. Dr. Paulo Fernando de

Leia mais

Conceito AULA 4. Escola Politécnica Universidade Federal da Bahia Tecnologia da Construção Civil

Conceito AULA 4. Escola Politécnica Universidade Federal da Bahia Tecnologia da Construção Civil Escola Politécnica Universidade Federal da Bahia Tecnologia da Construção Civil AULA 4 Gesso Acartonado Prof. Dr. Luiz Sergio Franco Escola Politécnica da USP Dep. de Engenharia de Construção Civil Construção

Leia mais

ESPELHO DE EMENDA INICIATIVA

ESPELHO DE EMENDA INICIATIVA SISTEMA DE ELABORAÇÃO DE S ÀS LEIS ORÇAMENTÁRIAS ESPELHO DE 001 - Construção do Contorno Ferroviário de Curitiba AUTOR DA Luciano Ducci 37050001 539 0141 - Promover a expansão da malha ferroviária federal

Leia mais

INSTALAÇÃO E SEGURANÇA NOS ELEVADORES

INSTALAÇÃO E SEGURANÇA NOS ELEVADORES INSTALAÇÃO E SEGURANÇA NOS ELEVADORES Objetivo: Analisar as condições de funcionamento e segurança dos seus equipamentos 19/06/2015 Autor: LUIZ BARATTA - SENGE / RJ 1 HISTÓRICO Estima-se que no Brasil

Leia mais

FUNCIONAL ENTORNO ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS TOPOGRAFIA A CASA HUBBE, PROJETADA POR MIES VAN DER ROHE, POSSUI

FUNCIONAL ENTORNO ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS TOPOGRAFIA A CASA HUBBE, PROJETADA POR MIES VAN DER ROHE, POSSUI FUNCIONAL ENTORNO IDENTIFICAR A RELAÇÃO DO EDIFÍCIO COM OS ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS EDIFICADAS, RELAÇÕES DE PROXIMIDADE, DIÁLOGO, INTEGRAÇÃO OU AUTONOMIA ESQUADRIAS/PANOS

Leia mais

case centro de controle operacional da supervia [ 60 ] OFFICE STYLE

case centro de controle operacional da supervia [ 60 ] OFFICE STYLE [ 60 ] OFFICE STYLE Centro de Controle Operacional da Supervia Trens Urbanos G&A Arquitetura adota recursos de última geração aplicados aos conceitos de ergonomia OFFICE STYLE [ 61 ] A concessão do transporte

Leia mais

Orçamento Projeto de Arquitetura

Orçamento Projeto de Arquitetura São Paulo, 19 de Outubro de 2012 Orçamento Projeto de Arquitetura Cliente Empreendimento De Alphaville Urbanismo S.A. Av. Nações Unidas, 8501, 9º Andar São Paulo, SP Alphaville Bauru Arq. Márton Gyuricza

Leia mais

Escritório. Iluminação contribui com identidade visual. c a s e. Por Claudia Sá Fotos: Fábio Castro / Studiof Fotografia

Escritório. Iluminação contribui com identidade visual. c a s e. Por Claudia Sá Fotos: Fábio Castro / Studiof Fotografia c a s e Escritório Iluminação contribui com identidade visual Por Claudia Sá Fotos: Fábio Castro / Studiof Fotografia INAUGURADA EM OUTUBRO DE 2007, A NOVA SEDE da CEAgro, localizada em Campinas, interior

Leia mais

PROJETO DE AMPLIAÇÃO DO CENPES Centro de Pesquisa da Petrobras. Autor: Siegbert Zanettini Co-autor: José Wagner Garcia

PROJETO DE AMPLIAÇÃO DO CENPES Centro de Pesquisa da Petrobras. Autor: Siegbert Zanettini Co-autor: José Wagner Garcia PROJETO DE AMPLIAÇÃO DO CENPES Centro de Pesquisa da Petrobras Autor: Siegbert Zanettini Co-autor: José Wagner Garcia PARTIDO ARQUITETÔNICO DIRETRIZES GERAIS O edital do concurso aliado ao interesse por

Leia mais

REQUISITOS BÁSICOS PARA TÁXI ACESSÍVEL

REQUISITOS BÁSICOS PARA TÁXI ACESSÍVEL REQUISITOS BÁSICOS PARA TÁXI ACESSÍVEL 1. OBJETIVO...3 2. APRESENTAÇÃO DAS CARACTERÍSTICAS...3 3. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS...4 3.1 Características Gerais...4 3.2 Carroceria...4 4. ACESSIBILIDADE...8 4.1

Leia mais

Silogia. DESENVOLVEMOS e FABRICAMOS sistemas integrados de divisórias e carpintarias associadas à construção de interiores de escritórios.

Silogia. DESENVOLVEMOS e FABRICAMOS sistemas integrados de divisórias e carpintarias associadas à construção de interiores de escritórios. Silogia DESENVOLVEMOS e FABRICAMOS sistemas integrados de divisórias e carpintarias associadas à construção de interiores de escritórios. As nossas soluções permitem responder aos desafios que atualmente

Leia mais

Cidade das Artes inicia em maio sua programação

Cidade das Artes inicia em maio sua programação Cidade das Artes inicia em maio sua programação Em janeiro, Rock in Rio, o Musical abriu o novo espaço cultural em sistema de soft opening Fotos em alta resolução: www.factoriacomunicacao.com Depois de

Leia mais

COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD VESTIBULAR 2011 E PISM III

COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD VESTIBULAR 2011 E PISM III O arquiteto italiano Bruno Zevi (1918-2000), em seu livro A linguagem moderna da arquitetura: guia ao código anticlássico, publicado em 1973, apresenta esquemas gráficos ilustrando a noção de que a arquitetura

Leia mais

linha hospitalar 2009 renault Veículos transformados

linha hospitalar 2009 renault Veículos transformados linha hospitalar 2009 renault Veículos transformados renault MASTER SIMPLES REMOÇãO características técnicas Revestimento de teto e laterais com material lavável PRFV (Plástico Reforçado com Fibra de Vidro).

Leia mais

Transporte e elevação de carga ou pessoas, através de dispositivos concebidos pelo fabricante para o efeito.

Transporte e elevação de carga ou pessoas, através de dispositivos concebidos pelo fabricante para o efeito. FICHA DE SEGURANÇA EMPILHADOR DE MOVIMENTAÇÃO DE CARGA DE ALCANCE VARIÁVEL Fonte: ACT FUNÇÃO Transporte e elevação de carga ou pessoas, através de dispositivos concebidos pelo fabricante para o efeito.

Leia mais

Processo de seleção de materiais em uma construção sustentável em estrutura metálica - estudo de caso: a ampliação do Cenpes

Processo de seleção de materiais em uma construção sustentável em estrutura metálica - estudo de caso: a ampliação do Cenpes UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL - PROPEC Processo de seleção de materiais em uma construção sustentável em estrutura metálica

Leia mais

Transporte Vertical em Edifícios Como projetar edifícios com elevadores?

Transporte Vertical em Edifícios Como projetar edifícios com elevadores? Transporte Vertical em Edifícios Como projetar edifícios com elevadores? Nós movimentamos 1 bilhão de pessoas a cada dia... Grupo Schindler Grupo Schindler - Fundado por Robert Schindler, em 1874, na Suíça

Leia mais

LOTE 06 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS AMBULÂNCIA DE SIMPLES REMOÇÃO TIPO A

LOTE 06 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS AMBULÂNCIA DE SIMPLES REMOÇÃO TIPO A LOTE 06 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS AMBULÂNCIA DE SIMPLES REMOÇÃO TIPO A SUMÁRIO 1 OBJETO... 3 2 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS MÍNIMAS DO VEÍCULO... 3 3 DESCRIÇÃO DO COMPARTIMENTO DE ATENDIMENTO... 5 4 OBSERVAÇÕES

Leia mais

Lavadora de Pisos Lava e seca simultaneamente

Lavadora de Pisos Lava e seca simultaneamente Lavadora de Pisos Lava e seca simultaneamente LST51 E LST51 B (Elétrica a cabo) (Bateria) A maior concentração de soluções técnicas de engenharia e de experts em limpeza, aplicadas a uma lavadora de piso

Leia mais

Meios Físicos de Comunicação

Meios Físicos de Comunicação Meios Físicos de Comunicação Aula 3 Equipamentos de Conectividade e Organização Meios Físicos de Comunicação - Equipamentos de Conectividade e Organização 1 Conteúdo Elementos de Infraestrutura Estrutura

Leia mais

O Dimensionamento do Centro de Produção

O Dimensionamento do Centro de Produção O Dimensionamento do Centro de Produção (posto de trabalho) ANTROPOMETRIA estudo e sistematização das medidas físicas do corpo humano. ANTROPOMETRIA ESTÁTICA - refere-se a medidas gerais de segmentos corporais,

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO Ministério Público do Trabalho Procuradoria Regional da 23 ª Região Anteprojeto do novo Edifício-Sede Cuiabá MT Memorial Descritivo Terreno localizado no CPA (Centro Político-Administrativo) da cidade

Leia mais

Extensão Norte Linha 1 - TRENSURB São Leopoldo - Novo Hamburgo

Extensão Norte Linha 1 - TRENSURB São Leopoldo - Novo Hamburgo Extensão Norte Linha 1 - TRENSURB São Leopoldo - Novo Hamburgo Metrô em elevado com extensão de 9,3 Km com rede elétrica aérea, sinalização, bilhetagem eletrônica, escadas rolantes Quatro Estações de Passageiros

Leia mais

Linha 17 Ouro. Ligação do Aeroporto de Congonhas à Rede Metroferroviária. Linha 17 Ouro

Linha 17 Ouro. Ligação do Aeroporto de Congonhas à Rede Metroferroviária. Linha 17 Ouro Ligação do Aeroporto de Congonhas à Rede Metroferroviária CARACTERÍSTICAS CARACTERÍSTICA PRINCIPAL Sistema de Monotrilho Trem com tração elétrica e sustentação por pneus, que se desloca sobre uma viga,

Leia mais

Este catálogo tem o objetivo de facilitar a identificação dos componentes, agilizando a reposição dos mesmos.

Este catálogo tem o objetivo de facilitar a identificação dos componentes, agilizando a reposição dos mesmos. PARA O USUÁRIO Este catálogo tem o objetivo de facilitar a identificação dos componentes, agilizando a reposição dos mesmos. PARA SOLICITAR AS PEÇAS Entre em contato com nosso representante mais próximo,

Leia mais

Divisão Administrativa e Financeira Seção de Suprimento e Material

Divisão Administrativa e Financeira Seção de Suprimento e Material 1. OBJETIVO O presente memorial descritivo tem por finalidade indicar os serviços a serem executados estabelecendo Normas, Especificação de Serviços e Materiais nos aspectos pertinentes às particularidades

Leia mais

C.GlassR. Ficha técnica. www.t2g.com.br

C.GlassR. Ficha técnica. www.t2g.com.br C.GlassR Ficha técnica Avenida Neyde Modesto de Camargo, 151 Sistema de Envidraçamento- C.Glass (Channel Glass) by T2G Descrição: O Sistema C.Glass é composto por per s de vidros autoportantes, e ao contrário

Leia mais

SEMINÁRIO HIS SUSTENTÁVEL. Projeto da Habitação de Interesse Social Sustentável. Desenho Universal

SEMINÁRIO HIS SUSTENTÁVEL. Projeto da Habitação de Interesse Social Sustentável. Desenho Universal SEMINÁRIO HIS SUSTENTÁVEL Projeto da Habitação de Interesse Social Sustentável Desenho Universal Agosto/2010 CONTEXTO Protocolo de intenções firmado entre a Secretaria de Estado da Habitação, a Secretaria

Leia mais

Gesso Acartonado CONCEITO

Gesso Acartonado CONCEITO CONCEITO As paredes de gesso acartonado ou Drywall, são destinados a dividir espaços internos de uma mesma unidade. O painel é composto por um miolo de gesso revestido por um cartão especial, usado na

Leia mais

www.hepso.com.br Transformando metais em soluções

www.hepso.com.br Transformando metais em soluções www.hepso.com.br Transformando metais em soluções Rack Fechado Fotos: SP Imagens 19 Rack Fechado Rack fechado composto por estrutura monobloco soldada, placas laterais e traseira removíveis por fecho rápido

Leia mais

EDIFÍCIOS GARAGEM ESTRUTURADOS EM AÇO

EDIFÍCIOS GARAGEM ESTRUTURADOS EM AÇO Contribuição técnica nº 19 EDIFÍCIOS GARAGEM ESTRUTURADOS EM AÇO Autor: ROSANE BEVILAQUA Eng. Consultora Gerdau SA São Paulo, 01 de setembro de 2010. PROGRAMA Introdução Vantagens da utilização de Edifícios

Leia mais

A) Ônibus com capacidade para 23, 31 e 44 passageiros:

A) Ônibus com capacidade para 23, 31 e 44 passageiros: ANEXO IV - RESOLUÇÃO Nº 035/2007/CD/FNDE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA CAMINHO DA ESCOLA ESPECIFICAÇÕES A) Ônibus com capacidade para 23, 31 e 44 passageiros:

Leia mais

Quem somos nós? Política

Quem somos nós? Política Is the Future Quem somos nós? Somos um grupo de profissionais engenheiros, arquitectos, designers e artista plástico, estamos no mercado à 2 anos a propor soluções a nível de projecto, técnicas e soluções

Leia mais

FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho. Módulo de Portuária e Construção Civil AULA 4 Prof.ª Marivaldo Oliveira

FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho. Módulo de Portuária e Construção Civil AULA 4 Prof.ª Marivaldo Oliveira FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho Módulo de Portuária e Construção Civil AULA 4 Prof.ª Marivaldo Oliveira COMPETÊNCIAS QUE TRABALHAREMOS NESTE MÓDULO Lançar mão dos recursos e técnicas de

Leia mais

Este catálogo tem o objetivo de facilitar a identificação dos componentes, agilizando a reposição dos mesmos.

Este catálogo tem o objetivo de facilitar a identificação dos componentes, agilizando a reposição dos mesmos. PARA O USUÁRIO Este catálogo tem o objetivo de facilitar a identificação dos componentes, agilizando a reposição dos mesmos. PARA SOLICITAR AS PEÇAS Entre em contato com nosso representante mais próximo,

Leia mais

A base do BIM para engenharia estrutural. Autodesk Revit. Structure 2010

A base do BIM para engenharia estrutural. Autodesk Revit. Structure 2010 A base do BIM para engenharia estrutural. Autodesk Revit Structure 2010 Melhore a Eficácia, a Precisão e a Coordenação O software Autodesk Revit Structure oferece modelagem simultânea para projeto estrutural,

Leia mais

Divisórias APRESENTAÇÃO

Divisórias APRESENTAÇÃO DIVDESIGN As divisórias Div Design oferecem classe e beleza preservando o bem estar e o conforto térmico e acústico. Especialista em soluções inteligentes para divisão de espaços corporativos. APRESENTAÇÃO

Leia mais

LÍDER MUNDIAL EM ABSORÇÃO DE ENERGIA BARREIRAS FINAIS BARREIRAS FINAIS

LÍDER MUNDIAL EM ABSORÇÃO DE ENERGIA BARREIRAS FINAIS BARREIRAS FINAIS LÍDER MUNDIAL EM ABSORÇÃO DE ENERGIA BARREIRAS FINAIS BARREIRAS FINAIS OLEO INTERNATIONAL A Oleo é uma empresa líder, especialista em tecnologia de absorção de energia, que presta serviços para os setores

Leia mais

Torres Luminosas Compactas e Modulares

Torres Luminosas Compactas e Modulares Torres Luminosas Compactas e Modulares Safe solutions for your industry Índice TLC-60 Torre Luminosa Compacta Página 4 TLM-70 Torre Luminosa Modular Página 10 3 TLC-60 Torre Luminosa Compacta Desenvolvida

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL CONMETRO

CONSELHO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL CONMETRO CONSELHO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL CONMETRO Resolução n 14/88 O CONSELHO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - CONMETRO, usando das atribuições

Leia mais

Newsletter do Grupo 4Work Nº 60 Setembro de 2014

Newsletter do Grupo 4Work Nº 60 Setembro de 2014 A 4 Work - Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho, Lda., vai realizar a partir do início do mês de Outubro, uma campanha de vacinação antigripal, desenvolvida e dirigida às empresas, independentemente

Leia mais

ANEXO II ESPECIFICAÇÕES DOS EQUIPAMENTOS E ROTINAS DE MANUTENÇÃO ED. SEDE ELEVADORES ATLAS SCHINDLER

ANEXO II ESPECIFICAÇÕES DOS EQUIPAMENTOS E ROTINAS DE MANUTENÇÃO ED. SEDE ELEVADORES ATLAS SCHINDLER ANEXO II ESPECIFICAÇÕES DOS EQUIPAMENTOS E ROTINAS DE MANUTENÇÃO 1. Identificação: ED. SEDE ELEVADORES ATLAS SCHINDLER 1.1. Elevador nº 1 Uso privativo dos juízes 1.2. Elevador nº 2 Uso de Serviço (Cargas)

Leia mais

Manual Irrigabras para obras de infra-estrutura

Manual Irrigabras para obras de infra-estrutura Manual Irrigabras para obras de infra-estrutura Índice 1. Obras de infra-estrutura... 2 2. Base de concreto do Pivô... 2 3. Base de concreto da motobomba... 3 4. Casa de bombas... 4 5. Valeta da adutora...

Leia mais

Trator de Rodas Derrubador-Amontoador

Trator de Rodas Derrubador-Amontoador 553 563 573 Trator de Rodas Derrubador-Amontoador 553 563 573 Motor Motor CAT C6.6 ACERT Motor CAT C7 ACERT Motor CAT C7 ACERT Comp. Classe III Comp. Classe III Comp. Classe III Potência Bruta 129 kw (173

Leia mais

ANÁLISE INDIVIDUAL DE PRODUTOS Relatório de Acessibilidade

ANÁLISE INDIVIDUAL DE PRODUTOS Relatório de Acessibilidade ANÁLISE INDIVIDUAL DE PRODUTOS Relatório de Acessibilidade 1. Conceito/objetivo do produto: O relatório destina-se a informar e orientar as condições de acesso e utilização de equipamentos e instalações

Leia mais

Configuração espacial promove conforto e facilita integração

Configuração espacial promove conforto e facilita integração Athié Wohnrath Associados Projetos e Gerenciamento Categoria arquitetura corporativa Configuração espacial promove conforto e facilita integração Rasgo na laje permitiu inserção de escada As instalações

Leia mais

MANUAL DE MONTAGEM E MED TECNOLOGIA MÉDICA PAINEL VERTICAL

MANUAL DE MONTAGEM E MED TECNOLOGIA MÉDICA PAINEL VERTICAL MANUAL DE MONTAGEM E MANUTENÇÃO PAINEL VERTICAL ÍNDICE INTRODUÇÃO...01 APRESENTAÇÃO... 01 COMPONENTES... 02 INSTALAÇÃO... 03 POSICIONAMENTO... 04 FIXAÇÃO SUPORTE DAS BARRAS... 05 FIXAÇÃO DO PAINEL... 06

Leia mais

Schindler 5300 Personalidade. Muito espaço. Sofisticação e modernidade para os elevadores de seu edifício

Schindler 5300 Personalidade. Muito espaço. Sofisticação e modernidade para os elevadores de seu edifício Schindler 5300 Personalidade. Muito espaço. Sofisticação e modernidade para os elevadores de seu edifício Elevadores de Passageiros Schindler Espaço Schindler 5300 significa espaço Ampliamos a cabina de

Leia mais

CASA CIRURGIÕES Local Botucatu Ano 2011-2014 Escritório FGMF Autoras: Jéssica Lucena e Tamires Cabral

CASA CIRURGIÕES Local Botucatu Ano 2011-2014 Escritório FGMF Autoras: Jéssica Lucena e Tamires Cabral CASA CIRURGIÕES Local Botucatu Ano 2011-2014 Escritório FGMF Autoras: Jéssica Lucena e Tamires Cabral Implantação e partido formal A casa Cirurgiões é uma residência unifamiliar de uso regular projetada

Leia mais

ABNT NBR 14022 NORMA BRASILEIRA. Acessibilidade em veículos de características urbanas para o transporte coletivo de passageiros EMENDA 1 20.02.

ABNT NBR 14022 NORMA BRASILEIRA. Acessibilidade em veículos de características urbanas para o transporte coletivo de passageiros EMENDA 1 20.02. NORMA BRASILEIRA ABNT NBR 14022 EMENDA 1 20.02.2009 Válida a partir de 20.03.2009 Acessibilidade em veículos de características urbanas para o transporte coletivo de passageiros Accessibility in vehicles

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA DA CÂMARA DE VEREADORES DE CANOAS - RS

MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA DA CÂMARA DE VEREADORES DE CANOAS - RS RODRIGUES & AGUINAGA PROJETOS LTDA. Av. Francisco Talaia de Moura, 545 CEP: 91170-090 - Porto Alegre/RS. CNPJ: 09.077.763/0001-05 MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA DA CÂMARA DE VEREADORES DE CANOAS - RS 1 1.

Leia mais

PADRONIZAÇÃO DA COMUNICAÇÃO VISUAL DOS VEÍCULOS DO SERVIÇO CONVENCIONAL DO TRANSPORTE PÚBLICO COLETIVO DE CAMPINAS

PADRONIZAÇÃO DA COMUNICAÇÃO VISUAL DOS VEÍCULOS DO SERVIÇO CONVENCIONAL DO TRANSPORTE PÚBLICO COLETIVO DE CAMPINAS GPT/M002/12/R8 PADRONIZAÇÃO DA COMUNICAÇÃO VISUAL DOS VEÍCULOS DO SERVIÇO CONVENCIONAL DO TRANSPORTE PÚBLICO COLETIVO DE CAMPINAS O presente documento estabelece os padrões de comunicação visual a serem

Leia mais

PLATAFORMAS DE COMBATE AÉREO A INCÊNDIOS

PLATAFORMAS DE COMBATE AÉREO A INCÊNDIOS PLATAFORMAS DE COMBATE PLATAFORMAS DE COMBATE A cada volta da chave de ignição, a cada rotação e extensão da escada e cada degrau que você sobe, o desempenho é exigido. Nós não nos acomodamos e você também

Leia mais

MANUAL DE MONTAGEM DADOS TÉCNICOS QUANTITATIVO DO SISTEMA WALLGREEN PROJETADO TIGRE. 88 28m 4 7 7. 2,44m. 1,77m CÓDIGO DO PRODUTO: 100.001.108.

MANUAL DE MONTAGEM DADOS TÉCNICOS QUANTITATIVO DO SISTEMA WALLGREEN PROJETADO TIGRE. 88 28m 4 7 7. 2,44m. 1,77m CÓDIGO DO PRODUTO: 100.001.108. DADOS TÉCNICOS 20cm 2,44m 1,77m MANUAL DE MONTAGEM QUANTITATIVO DO SISTEMA WALLGREEN PROJETADO TIGRE CÓDIGO DO PRODUTO: 100.001.108 ESTRUTURAL IRRIGAÇÃO MÓDULO PLACA 01 PLACA 02 PLACA 03 ENCAIXE CAVILHA

Leia mais

MANUAL DAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DOS VEÍCULOS DO SERVIÇO DE TÁXI ACESSÍVEL DO MUNICÍPIO DE CAMPINAS. Vistoria Técnica. Regulamentação Técnica

MANUAL DAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DOS VEÍCULOS DO SERVIÇO DE TÁXI ACESSÍVEL DO MUNICÍPIO DE CAMPINAS. Vistoria Técnica. Regulamentação Técnica GPM/M010/12/R2 MANUAL DAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DOS VEÍCULOS DO SERVIÇO DE TÁXI ACESSÍVEL DO MUNICÍPIO DE CAMPINAS O objetivo deste documento é especificar e caracterizar os veículos a serem utilizados

Leia mais

Conjunto de indicadores de sustentabilidade de empreendimentos - uma proposta para o Brasil

Conjunto de indicadores de sustentabilidade de empreendimentos - uma proposta para o Brasil Conjunto de indicadores de sustentabilidade de empreendimentos - uma proposta para o Brasil Texto Preliminar Completo - Agosto 2011 INTRODUÇÃO Começam a existir no Brasil um bom número de edifícios com

Leia mais

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA C A T Á L O G O T É C N I C O SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA CAIXA D ÁGUA EM POLIETILENO MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA A FORTLEV é a maior empresa produtora de soluções

Leia mais

Parecer Técnico de Conformidade NR 17 e NBR 13966 MESA REUNIÃO REDONDA

Parecer Técnico de Conformidade NR 17 e NBR 13966 MESA REUNIÃO REDONDA Parecer Técnico de Conformidade NR 17 MESA REUNIÃO REDONDA Parecer Técnico de Conformidade NR 17 A SEFIT Serviços Especializados de Fisioterapia do Trabalho Ltda, inscrita no CNPJ n.º 04.207.225/0001-74,

Leia mais

EMPILHADEIRAS HYUNDAI À DIESEL

EMPILHADEIRAS HYUNDAI À DIESEL GARFO (Comprimento X Largura x Bitola) (mm) HDF50-7S (TIPO EIXO - TIPO GANCHO) - 1.350 X 150 X 60-1.500 X 150 X 60-1.800 X 150 X 60-2.000 X 150 X 60-2.400 X 150 X 60 HDF70-7S (TIPO EIXO) - 1,350 X 180

Leia mais

PADRONIZAÇÃO DA COMUNICAÇÃO VISUAL DOS VEÍCULOS DO SERVIÇO NOTURNO DO TRANSPORTE COLETIVO DE CAMPINAS CORUJÃO

PADRONIZAÇÃO DA COMUNICAÇÃO VISUAL DOS VEÍCULOS DO SERVIÇO NOTURNO DO TRANSPORTE COLETIVO DE CAMPINAS CORUJÃO GPT/M012/10/R4 PADRONIZAÇÃO DA COMUNICAÇÃO VISUAL DOS VEÍCULOS DO SERVIÇO NOTURNO DO TRANSPORTE COLETIVO DE CAMPINAS CORUJÃO O presente documento estabelece os padrões de comunicação visual a serem observados

Leia mais

OS REQUISITOS DE DESEMPENHO TÉRMICO DA NBR 15575 E A ETIQUETAGEM ENERGÉTICA DO PROCEL SOB O PONTO DE VISTA DO PROJETO DE ARQUITETURA

OS REQUISITOS DE DESEMPENHO TÉRMICO DA NBR 15575 E A ETIQUETAGEM ENERGÉTICA DO PROCEL SOB O PONTO DE VISTA DO PROJETO DE ARQUITETURA OS REQUISITOS DE DESEMPENHO TÉRMICO DA NBR 15575 E A ETIQUETAGEM ENERGÉTICA DO PROCEL SOB O PONTO DE VISTA DO PROJETO DE ARQUITETURA Prof. ENEDIR GHISI UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Departamento

Leia mais

MED PAINEL HORIZONTAL MANUAL DE MONTAGEM E TECNOLOGIA MÉDICA

MED PAINEL HORIZONTAL MANUAL DE MONTAGEM E TECNOLOGIA MÉDICA MANUAL DE MONTAGEM E MANUTENÇÃO PAINEL HORIZONTAL ÍNDICE INTRODUÇÃO...01 APRESENTAÇÃO... 01 COMPONENTES... 02 INSTALAÇÃO... 03 POSICIONAMENTO... 04 FIXAÇÃO... 05 MONTAGEM... 06 MONTAGEM DO SISTEMA DE ILUMINAÇÃO...

Leia mais

Padronização. Rua Lourenço Pinto, 299 - Curitiba Paraná Brasil CEP 80010-160

Padronização. Rua Lourenço Pinto, 299 - Curitiba Paraná Brasil CEP 80010-160 Padronização O presente documento tem o intuito de definir a padronização utilizada para a infra-estrutura de rede de dados e voz, em sites da GVT. Deverá ser usado como base para execução dos projetos

Leia mais

AR CONDICIONADO. Componentes

AR CONDICIONADO. Componentes AR CONDICIONADO AR CONDICIONADO Basicamente, a exemplo do que ocorre com um refrigerador (geladeira), a finalidade do ar condicionado é extrair o calor de uma fonte quente, transferindo-o para uma fonte

Leia mais

Linha Ayo. Linha Foyer. Linha Liant. Linha Tychon. Linha Argos

Linha Ayo. Linha Foyer. Linha Liant. Linha Tychon. Linha Argos Linha Ayo Linha Foyer Linha Liant Linha Tychon Linha Argos Linhas Ryo Linha Ayo Linhas suaves e harmoniosas em um design modular exclusivo. Ayo Linha Ayo Ao desenvolvermos a linha AYO buscamos agregar

Leia mais

SUA ALTERNATIVA PARA TER NEGÓCIO PRÓPRIO CASAS POPULARES SÉRIE MICROEMPRESAS FORMAS, PLANTAS E INSTRUÇÕES PARA CONSTRUIR UMA CASA POR DIA

SUA ALTERNATIVA PARA TER NEGÓCIO PRÓPRIO CASAS POPULARES SÉRIE MICROEMPRESAS FORMAS, PLANTAS E INSTRUÇÕES PARA CONSTRUIR UMA CASA POR DIA SUA ALTERNATIVA PARA TER NEGÓCIO PRÓPRIO CASAS POPULARES SÉRIE MICROEMPRESAS FORMAS, PLANTAS E INSTRUÇÕES PARA CONSTRUIR UMA CASA POR DIA REVOLUCIONÁRIO E SIMPLES SISTEMA DE CONSTRUÇÃO 1 Um negócio bem

Leia mais

NR 12 - Máquinas e Equipamentos (112.000-0)

NR 12 - Máquinas e Equipamentos (112.000-0) 12.1. Instalações e áreas de trabalho. NR 12 - Máquinas e Equipamentos (112.000-0) 12.1.1. Os pisos dos locais de trabalho onde se instalam máquinas e equipamentos devem ser vistoriados e limpos, sempre

Leia mais

FICHA TÉCNICA ELEVADOR DE CARGA VERTCARGO

FICHA TÉCNICA ELEVADOR DE CARGA VERTCARGO Rua Rishin Matsuda, 562 Vila Santa Catarina CEP 04371-000 São Paulo SP Tel. 11 5563-6477 Fax 11 5563-3107 www.elevadoreszenit.com.br FICHA TÉCNICA ELEVADOR DE CARGA VERTCARGO ORIENTAÇÃO ELEVADORES CARGAS

Leia mais