Escolas do nosso concelho. Trabalhos realizados pelos alunos da EBSDLA Projeto da Físico-Química Desporto Laboratório de Matemática

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Escolas do nosso concelho. Trabalhos realizados pelos alunos da EBSDLA Projeto da Físico-Química Desporto Laboratório de Matemática"

Transcrição

1 Boletim da Comunidade Educativa de São Vicente Trabalhos realizados pelos alunos da EBSDLA Projeto da Físico-Química Desporto Laboratório de Matemática Edição n.º 1 do ano letivo 2013/2014 Escolas do nosso concelho e muito, muito, muito, mesmo muito mais!!!

2 2 PARA REFLECTIR... ÍNDICE BUZICO Amigo Mal nos conhecemos Inaugurámos a palavra «amigo». «Amigo» é um sorriso De boca em boca, Um olhar bem limpo, Uma casa, mesmo modesta, que se oferece, Um coração pronto a pulsar Na nossa mão! Alexandre O'Neill, in No Reino da Dinamarca O Buzico está presente na dinâmica educacional do nosso concelho e em cada ano letivo tenta abraçar e lançar as vivências e projetos de cada escola. Este trabalho colaborativo conta desde sempre com o apoio de todas as Comunidades dos vários estabelecimentos e ainda com a colaboração da Câmara Municipal de São Vicente. Esta primeira edição do Buzico oferece a cada leitor uma visão de cada estabelecimento de ensino, o pulsar das atividades quotidianas que enriquecem o sentido da educação, no sentido da formação de futuros cidadãos ativos e responsáveis na sociedade. A Escola Básica e Secundária Dª Lucinda Andrade, São Vicente, desenvolve, neste ano letivo, o projeto Carta da Convivialidade, orientado pela Secretaria Regional de Educação e Recursos Humanos (SRE). Segundo a equipa responsável pelo projeto neste estabelecimento de ensino, a génese deste projeto implica encarar a escola como a nossa casa que oferece, em clima convivial, o melhor à sua Comunidade. Todos precisamos de um bom ambiente para trabalhar, para planear e alcançar o sucesso educativo. Mas estamos conscientes que a ação de Todos na Educação é um trabalho sem fim e nesse sentido continuaremos a festejar cada dia útil nesta casa como um tempo fértil que muito tem para aprender e festejar «Amigo» é uma grande tarefa, Um trabalho sem fim, Um espaço útil, um tempo fértil, «Amigo» vai ser, é já uma grande festa! Alexandre O'Neill, in No Reino da Dinamarca FICHA TÉCNICA EQUIPA DO BUZICO - Andreia Gordo - Filipe Aires - Maria do Céu Leça - João Carlos Gouveia CONTACTOS - Telefone Índice Rafael Bordalo Pinheiro 3 Aconteceu na EBSDLA -Projeto de Físico-Química 4 -Projeto de Educação para a Segurança e Prevenção de Riscos 7 -Rede de Bufetes Escolares Saudáveis 8 -Conferência/Debate Filosofia e Cinema 8 -Semana Regional da Pessoa com Necessidades Especiais 9 -Finalistas 2013/ Natal 11 - Clube Origami 11 - Coordenação do Ensino Básico 12 - Tradições de Natal: Cursos EFA 12 - Broas de Mel: Cursos EFA 13 - Educação Visual e Oficina Tecnológica 14 - Inglês O Ambiente, 11ºano 15 - Francês e Alemão 16 Escolas do nosso concelho - Creche do Bom Jesus da Ponta Delgada 17 - EB1/PE da Vila de S. Vicente 20 - EB1/PE da Boaventura 24 Desporto Escolar 26 Plano Regional de Ed. Rodoviária 27 Clube Viver com Saúde 27 Sugestões de Livros e Filmes 28 Visita de Estudo e Eco Escolas 29 Laboratório de Matemática 30 Endereço Escola Básica e Secundária Dona Lucinda Andrade Sítio do Passo São Vicente

3 BUZICO RAFAEL BORDALO PINHEIRO ARTIGO 3 Rafael Bordalo Pinheiro Por : Grupo de História Rafael Bordalo Pinheiro foi uma das figuras mais relevantes da cultura portuguesa oitocentista. A uma inquietação intelectual e a um raro espírito de observação, aliou um enorme inconformismo patente na sua vastíssima obra que constitui um documento ímpar para o conhecimento do Portugal oitocentista. Artista marcado pelo ambiente artístico da casa paterna, pois o seu pai, Manuel Maria Bordalo Pinheiro, funcionário do Estado, bastante modesto, era simultaneamente um pintor entusiasta mas sem talento. O irmão de Bordalo Pinheiro, Columbano, foi o pintor do drama português de acordo com a Geração de 70, grupo do qual fez parte, que depois de ruidosamente promover as Conferências do Casino com o intuito de trazer a estética moderna a Lisboa, vinte anos depois, em 1890, se autodesignou por Vencidos da Vida. Rafael Bordalo Pinheiro destacou-se pela modernidade militante, pelo otimismo visceral e pela tranquilidade com que sempre viveu a sua difícil vida. O artista era saudavelmente um desiludido com as pessoas, que para ele eram todas corruptíveis, assim como para com as instituições que, mesmo depois das reformas, regressavam à ignorância e à arrogância. Para Rafael Bordalo Pinheiro, a História era um palco em que a intriga era sempre a mesma, daí que a delineasse como comédia e farsa, não como tragédia, usava o riso para provocar e agredir, não para curar o que não tinha cura. Entendia o atraso de Portugal, a sua preguiça e trafulhice, a sua sebastiana megalomania e estava sinceramente convencido de que o país não tinha cura. Não acreditava no rotativismo monárquico, cujos podres conhecia como ninguém, no entanto, não era grande entusiasta do republicanismo. Sabe que Portugal será sempre um peão ou uma bola de sabão a desfazer-se nas mãos interesseiras dos ingleses ou do Kaiser alemão. Foi nesse contexto que Rafael Bordalo Pinheiro criou o Zé Povinho, português esperto e matreiro, sem moral nenhuma se pudesse trepava para as costas dos que o oprimiam, não gostava de trabalhar e preferia resignar-se a combater, daí que o manguito representasse essa resignação, a impotência e o cruzar dos braços perante a hipocrisia do mundo. Não foi o único artista da sua época que amava e conhecia o povo mas talvez tenha sido o único que fez arte com ele. Apaixonado pelo progresso técnico, Rafael Bordalo Pinheiro deixou-se envolver nos projetos do seu irmão empresário e lançou-se na aventura de fundar uma fábrica de faianças artísticas, em Com a fábrica de faianças artísticas, implantada nas Caldas da Rainha, pequena cidade da província, Rafael Bordalo Pinheiro pretendia revitalizar as artes tradicionais da cerâmica e do barro, cruzando-

4 4 EBSDLA PROJETO DE FÍSICO-QUIMICA BUZICO as com a modernidade de diversos estilos que anunciavam o futuro, mas acima de tudo com a sua originalidade e criatividade. Assim nasceu a produção em série de peças indissociáveis, até hoje, do nosso imaginário e referências culturais de carácter universal. A paixão, a criatividade, a consciência social, o sarcasmo, a originalidade e a transgressão estão bem patentes na obra de Rafael Bordalo Pinheiro. Zé Povinho, litografia, Jarra com friso de rãs, Projeto de Físico- Química 2013/2014 Por : Professora Lubélia Melim Ao longo do 1.ºPeríodo foi desenvolvido, na nossa escola, o Projeto de Físico- Química. Está a cargo dos docentes: Lubélia Melim, Nelson Vara, Nuno Machado e Fernanda Machado. Este permitiu a criação de um ambiente não formal de ensino e aprendizagem das ciências exatas. As atividades tiveram como objetivo preencher eventuais lacunas existentes na formação dos alunos, além de atender aos anseios das suas curiosidades, provendo um acréscimo dos seus saberes científicos. Houve aulas para esclarecimento de dúvidas, de modo a permitir que os alunos as esclarecessem atempadamente, ficando os docentes Lubélia Melim responsável pelo 3.º ciclo e o docente Nelson Vara pelo secundário. Os docentes Lubélia Melim, Fernanda Machado e Nuno Machado, ao longo deste período, desenvolveram diversas atividades, tais como: Cinema no Laboratório, Laboratório Aberto e Visita de Estudo. Este espaço propôs-se a fomentar a interdisciplinaridade, o enriquecimento, bem como a inserção dos alunos na comunidade escolar. Apresentou um caráter lúdico, cultural, criativo e formativo; um espaço onde os alunos pudessem desenvolver também atividades extracurriculares, com principal ênfase para a componente científica e experimental. Este projeto procurou ainda aumentar a motivação dos alunos para a temática das Ciências Físico-Químicas. No que se refere às aulas de esclarecimento de dúvidas do 3.º ciclo, houve uma afluência em média de 30 alunos. Estas aulas

5 BUZICO PROJETO DE FÍSICO-QUIMICA EBSDLA 5 incidiram, principalmente, no esclarecimento de dúvidas manifestadas pelos alunos. Para tal, a docente apresentou exercícios-modelo, que foram resolvidos individualmente, ou em grupo, no sentido de melhor ultrapassar as dificuldades evidenciadas. Esta estratégia só é possível devido ao reduzido número de alunos que frequentam o apoio, permitindo que os mesmos partilhem formas alternativas de assimilação de conhecimentos/ resolução de problemas. É de realçar que, quando os alunos não apresentaram dúvidas, a docente tentou diversificar as estratégias de forma a consolidar conteúdos já lecionados. Esta consolidação de conteúdos foi bem acolhida por parte de todos os alunos. De referir que durante estas aulas, e nas atividades desenvolvidas ao longo do 1.º período, os alunos foram muito participativos, empenhados e dedicados, realizando todas as tarefas propostas. Os resultados satisfatórios, apresentados pelos discentes nos testes de avaliação efetuados, confirmam o sucesso deste projeto. Ao longo deste 1.ºPeriodo, foram desenvolvidas diversas atividades, das quais se destacam: duas de Cinema no Laboratório, no dia , filme O Universo ; e, nos dias 16 e , o filme A Fuga do Planeta Terra. Filme O Universo Filme Fuga do Planeta Terra. Foram realizadas duas atividades, no Laboratório Aberto destinadas a toda a comunidade escolar. No dia teve lugar a atividade Coca-cola com Mentos, que se realizou pelas 14:00 na Horta da Escola. Finalmente, no dia realizou-se a Observação Solar com o Telescópio, no Pátio da Escola, pelas 14:00. Atividade Laboratório Aberto Coca-cola com Mentos

6 6 EBSDLA PROJETO DE FÍSICO-QUIMICA BUZICO Atividade Laboratório Aberto Observação Solar com o Telescópio No dia , foi realizada uma Visita de estudo às Adegas de São Vicente, na qual participaram os alunos que tiveram uma assiduidade regular às aulas de esclarecimento de dúvidas ministradas pela docente Lubélia Melim. É de realçar que no decorrer da visita os alunos demonstram muito interesse e motivação, colocando sempre as suas dúvidas à analista Magna Fernandes. Os alunos mencionaram que não tinham conhecimento de como as Adegas funcionavam, nem da dimensão que eram, visto que para eles aparentava ser uma Casa Normal. Ficando impressionados com o laboratório de apoio às Adegas, uma vez que tomaram conhecimento das técnicas que a analista utiliza para analisar os vinhos, verificando se estão bons para consumo. Visita de Estudo às Adegas de São Vicente A equipa do Projeto da Físico-Química agradece ao técnico Zélio Teixeira pela colaboração em todas as atividades desenvolvidas e à analista Magna Fernandes pela atenção disponibilizada durante a visita de estudo. PROJETO Escola Básica e Secundária Dª Lucinda Andrade

7 BUZICO PROJETO ESPR EBSDLA 7 Projeto de Educação para a Segurança e Prevenção de Riscos 2013/2014 Por : Professoras Lubélia Melim e Sandra Capontes Ao longo do 1.º Período foi desenvolvido na Escola Básica e Secundária D.ª Lucinda Andrade o Projeto de Educação para a Segurança e Prevenção de Riscos. Este projeto está a cargo dos docentes Lubélia Melim e Nelson Vara. A docente Lubélia Melim é responsável pela dinamização do projeto no 2.º ciclo e o docente Nelson Vara no 3.ºciclo. No 2.º ciclo, a docente utilizou os vários materiais disponibilizados durante a formação, para os usar no decorrer das aulas. Ao longo destas aulas a docente recorreu a diversos materiais, nomeadamente, apresentou vídeos alusivos aos temas do projeto em questão. No que se refere ao Plano de Emergência da Escola, os alunos das turmas do 5.ºB, 6.ºC e 6.ºD, onde foi dinamizado o projeto ao longo do 1.º período, realizaram um Simulacro de Evacuação. Os mesmos também se deslocaram a um dos pisos da escola para verificar a planta de emergência e os respetivos sinais. Na turma do 6.ºD, foi realizada uma atividade denominada a Criação dos Símbolos de Segurança em parceria com a disciplina de matemática e em colaboração com a docente Sandra Capontes, promovendo assim a interdisciplinaridade. Os alunos nesta atividade demonstram interesse, empenho e motivação na elaboração dos respetivos símbolos. Após a finalização dos trabalhos na sala de estudo, as docentes responsáveis pela atividade elaboraram as etiquetas e montagem dos símbolos, sendo este trabalho exposto na escola durante os dias de a A docente Lubélia Melim agradece aos docentes Fátima Inácio (DT do 5.ºB), Cristóvão Rodrigues (DT do 6.ºC) e Patrício Vieira (DT do 6.ºD) pela colaboração nas diversas atividades realizadas no decorrer das aulas. Agradece também à docente Sandra Capontes pela parceria com projeto na disciplina de Matemática. Trabalhos dos alunos do 6.ºD Atividade Criação dos Símbolos de Segurança

8 8 EBSDLA PROJETO RBES E PROJETO PENSAR MELHOR BUZICO Rede de Bufetes Escolares Saudáveis No seguimento do trabalho realizado em anos anteriores, a recente equipa da Rede de Bufetes Escolares Saudáveis continua empenhada em promover hábitos saudáveis extensíveis a todos os membros da comunidade escolar. Como tal, envolveu um grupo de alunos da turma A, do 8.º ano, no passado dia 27 de Novembro, pelas 14 horas, na cantina da escola, com a colaboração de um membro da Associação de Desenvolvimento da Costa Norte da Madeira (ADERNORMA) e com a supervisão das professoras pertencentes à equipa RBES, para a confeção de uma compota de maçã. O objetivo desta atividade passou por incutir nos alunos a importância do consumo dos frutos da época, neste caso a maçã, e por envolvê-los na confeção desta compota. Para quem quiser seguir o conselho, fica aqui a receita dessa deliciosa compota. Compota de maçã Ingredientes: 1 kg de maçã 500g de açúcar 2 paus de canela 1 limão Preparação: Descasque as maçãs e corte-as em pedaços. Adicione o açúcar e a canela. Deixe repousar durante um pouco. Quando o açúcar estiver desfeito leve a mistura ao lume e deixe cozer. Quando a maçã estiver quase desfeita retire os paus de canela e triture, depois deixe apurar melhor. Corte um limão e regue a polpa de maçã com o seu sumo. Esterilize os frascos e coloque a compota. Bom apetite! Nas próximas edições da revista serão contemplados com mais receitas deliciosas, nutritivas e saudáveis. Fiquem também atentos ao nosso blog (http://rbes1.webnode.pt) e ao placard do bar da escola. Saudações saborosas e saudáveis da Equipa RBES. Conferência/Debate Filosofia e Cinema No Inverno de 1327 frei Guilherme de Baskerville, um monge franciscano e antigo inquisidor, juntamente com o seu inseparável pupilo, Adso de Melk, acorre a uma abadia beneditina situada nos Alpes italianos, onde lhe pedem que ajude a esclarecer a estranha morte de um jovem monge miniaturista. No passado dia 18 de Dezembro, na Escola Básica e Secundária D. Lucinda Andrade, realizou-se uma conferência intitulada Filosofia e Cinema, iniciativa do Projeto Pensar Melhor e do Grupo de Filosofia. A conferência foi proferida ou dinamizada pelo docente António Madaleno, tendo contado com a presença e participação de diversas Turmas, alunos e professores. Num primeiro momento, a conferência pretendeu contribuir para uma maior compreensão e aproximação (didática)

9 BUZICO EDICAÇÃO ESPECIAL EBSDLA 9 significativa aprendizagem dos alunos. Num segundo momento, procedeu-se à visualização de uma parte decisiva do filme O Nome da Rosa, do realizador Jean Jacques Annaud, produzido em Tendo por base um livro de Umberto Eco, o filme não se reduz a uma mera sucessão de mortes misteriosas, na verdade, levanta e permite refletir acerca de algumas das mais importantes questões filosóficas, nomeaentre a Filosofia e Cinema. Não se negou a relevância da leitura e estudos dos livros dos filósofos, não se contestou a necessidade de compreender conteúdos da disciplina de Filosofia, mas defendeu-se, isso sim, que em determinados contextos, e segundo certos critérios e objetivos, a visualização de determinados filmes ou partes de filmes é uma importante forma de motivar e contribuir para uma maior e damente: existência ou não existência de Deus; experiência religiosa; problemática das seitas; noções de sociedade e cultura; o bem e o mal; contraste entre franciscanos e dominicanos; diferenças entre ricos e pobres; o saber e a ignorância. Num terceiro momento, procedeu-se a um breve debate sobre algumas das questões filosóficas referidas e diálogo sobre outros aspetos ou pormenores. Semana Regional da Pessoa com Necessidades Especiais A 14 de outubro de 1992, na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas foi adotado o dia 3 de dezembro como o Dia Internacional das Pessoas com Necessidades Especiais. Segundo as estimativas desta organização, cerca de 10% da população mundial apresenta alguma limitação (adquirida ou não), seja ela física, auditiva, visual, intelectual, surdo cegueira entre outras. Na Escola Básica e Secundária D. Lucinda Andrade, esta data foi assinalada com diversas atividades, nomeadamente, intercâmbios entre os alunos do ensino regular e os alunos da unidade especializada, com o objetivo de fomentar uma interação plena entre todos. Alguns dos trabalhos foram expostos no recinto escolar. Os alunos tiveram ainda a oportunidade de visualizar o filme de Helen Keller, alusivo à questão da diferença, prosseguindo a realização de uma reflexão crítica, proporcionando deste modo uma maior sensibilização e abertura às questões e conceitos associados à temática. Para a restante comunidade educativa foi distribuído um panfleto alusivo ao Dia Internacional da Pessoa com Necessidades Especiais. Alunos de diferentes níveis de ensino da escola participaram ativamente na atividade Movida Inclusiva, no âmbito das celebrações dos 50 anos de Educação Especial. Todas as atividades visaram o reconhecimento de que existem muitas formas de ser diferente e ao mesmo tempo iguais, apenas. usa a capacidade que tens. A floresta ficaria silenciosa se só o melhor pássaro cantasse Oscar Wilde. Grupo de Educação Especial

10 10 EBSDLA FINALISTAS BUZICO

11 BUZICO NATAL EBSDLA 11 Clube Origami Esteve patente perante a Comunidade Escolar um presépio elaborado no Clube Origami. Na realização das diversas figuras foram utilizados materiais reutilizados nomeadamente, papéis de embrulho, cartões, embalagens, aparas de madeira e serapilheira. O Clube Origami convida toda a Comunidade Escolar a visitar o seu blogue e a página no Facebook, onde são divulgados os trabalhos práticos desenvolvidos pelos alunos assim como material de apoio para a execução de diversas figuras em origami. https://www.facebook.com/clubeorigamiebsdla A professora responsável: Georgina Ramos

12 12 EBSDLA NATAL BUZICO Coordenação do Ensino Básico A Coordenação do Ensino Básico lançou um concurso denominado Símbolo de Natal. Assim, cada turma foi convidada a criar um símbolo natalício original e criativo. As turmas A e B do sexto ano de escolaridade lançaram mãos à obra e criaram estes trabalhos com materiais reciclados que (re)criaram a ambiência do espírito de Natal. Tradições de Natal Todos os anos letivos a nossa escola tem por hábito realizar o Presépio e a Lapinha. Este ano, a construção do Presépio e da Lapinha foram realizados pelas turmas dos cursos de Educação e Formação de Adultos (EFA) que, desta forma, contribuíram para propiciar o ambiente natalício no nosso estabelecimento de ensino. O presépio foi feito no bar da escola, enquanto a Lapinha, que é uma tradição madeirense, foi feita na receção. Para realizar estas tarefas foi necessário o empenho de todos, quer dos alunos quer dos professores. Todos os envolvidos deram o seu contributo e trouxeram vários materiais, tais como casas, animais, musgo, paus, cabrinhas e fruta, e imagens (menino Jesus, Maria, José, Reis Magos ). Enfim, todo o material necessário para a execução destas referências do Natal. Além disso, ao longo de uma semana, também houve dedicação e trabalho, nas diversas áreas, nomeadamente a pintura do papel pardo, a construção de estrelas através de palitos que foram colocadas no teto do bar onde se encontra o Presépio, para tornar possível esta construção. Estas atividades permitem não só manter viva a tradição madeirense, mas também, uma maior interação e convívio com os outros colegas. O Natal não é um momento nem uma estação, senão um estado da mente. Valorizar a vida. Texto elaborado pelos alunos dos cursos de Educação e Formação de Adultos Joana e António Bom Natal

13 BUZICO NATAL EBSDLA 13 BROAS DE MEL INGREDIENTES 250g de manteiga à temperatura ambiente; 250g de banha à temperatura ambiente; 1kg de farinha; 500g de açúcar; 4 Ovos, 2 c/ chá de bicarbonato de soda; 5 c/ de sopa de mel de cana; 1 Limão raspado; Canela em pó; Noz-moscada pó (q. b.). MODO DE PREPARAÇÃO Primeiro mistura-se a farinha, o açúcar, as especiarias e a raspa de limão. Depois desfaz-se a gordura, juntam-se os ovos e o mel e mexe-se bem. Em seguida faz-se bolinhas com a massa que vai ao forno durante 15 a 20 minutos. O forno deve ser pré-aquecido a 190º e o tabuleiro forrado com papel vegetal. SUGAR CANE HONEY COOKIES INGREDIENTS: 250g putter at room temperature; 250g lard at room temperature; 1 k wheat flour; 500g sugar; 4 eggs; 2 tablespoons bicarbonate of soda; 2 table spoons sugar cane honey; 1 lemon grated zest; cinnamon powder; nutmeg powder. PREPARATION METHOD: 1-Mix all the dried ingredients, the spices and the lemon grated zest. 2-Add the rest of the ingredients and mix well. 3-Make small balls and place it on a grease cake tin with non-stick baking parchment. 4- Preheated the oven to 190º and bake it for 15 to 20 minutes.

14 14 EBSDLA EDUCAÇÃO VISUAL E OFICINA TECNOLÓGICA BUZICO Trabalhos realizados na turma 5ºB no âmbito da disciplina de Educação Visual com orientação da professora Fátima Inácio. Trabalhos realizados pelos alunos das turmas de Percursos Curriculares Alternativos do 5.º e 6.º Ano, no âmbito da disciplina de Oficina Tecnológica, com orientação da professora Fátima Inácio. No âmbito das disciplinas de Educação Visual e Oficina Tecnológica e com orientação da professora Fátima Inácio, os alunos do 5.ºD e 6.ºD das turmas de Percursos Curriculares Alternativos elaboraram trabalhos para comemorar o Halloween.

15 BUZICO INGLÊS - O AMBIENTE EBSDLA 15 Os poemas que se seguem foram elaborados pelos alunos de Inglês do 11º ano, sob a orientação do professor Ernesto, a propósito da unidade temática abordada no primeiro período - O Ambiente. Love for the planet The Air When all is gone Our planet. The best place to live Even if we hurt it It has always something to give. Our planet. Our natural home With so much diversity, We hurt it unintentionally. Our planet. Something so big and fragile That, with our habits, We will destroy in the end. Our planet Tell me what do you see? Purple, green and gold Mountain peaks that touch the sky Little black birds flying by Our planet. Nature s gifts are all around. Butterflies flying in the dusky dawn. Can the Earth be hurt by something so low? Our planet. So many types of living things. Green forests, blue seas All they want is peace. Fresh air. The filter of life. The father of our existence. Keeping us alive. The air doesn t want pollution. The air isn t silent And the wind is its sound. We want fresh air to breathe. It is alive, And it has no body. A shapeless entity. When it s weak, it s a soft breeze. When it s strong, it s harsh wind. The human race gasps for air But it surprises us with unpredictable phenomena. The air refreshes our feelings and makes us think. We just want to feel the breeze of life and love Kissing our delicate skin. When all is gone Just carry on It was our choice We decided to lower our voice. But just know that I'm looking down, smiling Because one day we will feel the pain That now I am forcing the animals to suffer. Will we just stand there And watch them die? Well, I guess the answer is yes Because all it was said in the summit Is an outrageous lie. There is a better way To save this beautiful planet Planting trees Saving water and making other simple things So nobody will have to suffer. And then we will be able to receive What Nature has to offer.

16 16 EBSDLA FRANCES E ALEMÃO BUZICO Tâche Intermédiaire Individuelle L'art est une activité humaine qui exprime l'esthétique visuelle et est développée par des artistes (peintres, musiciens, acteurs, comédiens, sculpteurs, écrivains, photographes, architectes, cinéastes,...). L'art a des composants esthétiques, sociologiques, récréatifs, religieux, morales, expérimentaux, éducatifs, commerciaux, psychologiques, politiques et ornementaux. Il y a beaucoup de formes d'art qui sont numérotées comme il se suit: 1 er Art : Musique 2 e Art : Danse et Chorégraphie 3 e Art : Peinture 4 e Art : Sculpture 5 e Art : Théâtre 6 e Art : Littérature 7 e Art : Cinéma 8 e Art : Photographie 9 e Art : Bandes Dessinées 10 e Art : Jeux 11 e Art : Art Digital Les formes d'art qui m'intéressent le plus sont la peinture et la sculpture parce que j'aime les peintures, les couleurs, l'argile ou le plâtre, le volume et tout ce que je peux faire avec eux. J'aime encore plus la peinture et la sculpture quand elles sont interconnectées aux mathématiques, formant, peut-être, l'architecture. Je n'aime pas la danse ou la chorégraphie, nommément la moderne, parce qu elles ne sont pas des domaines que j'apprécie et qui m'intéressent le plus, et les bandes dessinées, parce que je préfère lire les "ramettes" des pages et des phrases qui me donnent l'encouragement et le plaisir. Je suis fan de Leonardo da Vinci et de Botticelli, dans la peinture; de Michelangelo, dans la sculpture; et de Walter Gropius et de Frank Gehry, dans l'architecture. Afonso Santos, 9ºA O Natal Realizou-se no dia 18 de dezembro uma atividade de natal no âmbito das disciplinas de Alemão e Francês. Para o efeito, foi decorado um pinheiro com guloseimas e montada uma pequena exposição com elementos alusivos às tradições natalícias alemães e francesas (neste último caso, mais especificamente relacionadas com a zona da Alsácia). Por fim, os docentes e discentes saborearam um lanche de natal, com chá, bolos e biscoitos inspirados na cultura germânica e francesa. Frohe Weihnachten und Joyeux Noël!

17 BUZICO ESCOLAS DO CONCELHO... ARTIGO 17 CRECHE DO BOM JESUS DA PONTA DELGADA A Creche do Bom Jesus de Ponta Delgada arrancou mais um ano letivo cheia de vontade de trabalhar e fundamentalmente que as crianças se divirtam e brinquem muito. E porque brincando se aprende e se aprende muito, várias foram as atividades desenvolvidas que despertaram a curiosidade das crianças e as motivaram a aprofundar determinados temas. Este ano, a CBJPD tem como subtema do seu Projeto Educativo, o Educar para a Cidadania. Mesmo sendo uma instituição de solidariedade social, e tendo igualmente algumas carências, várias são as iniciativas que pretendemos desenvolver, para estimular a criança a pensar no outro e desenvolvendo laços de solidariedade e de partilha. Para assinalar o Dia do Voluntariado, fizemos um pedido junto dos pais, para roupas, calçado e brinquedos que já não sejam usados e que possam partilhar com pessoas que necessitam. Foram várias as caixas que recebemos com vestuário e calçado que uns já não usam e que a outros faz tanta falta. Tendo em conta o violento temporal que atingiu a freguesia do Porto da Cruz no final do mês de Novembro, fizemos chegar à Junta de Freguesia de Machico roupas, calçado e brinquedos para quem perdeu tudo ou quase tudo. Dada a nossa permanência no Programa Eco Escolas, e porque o nosso objetivo é formar cidadãos responsáveis e participativos na sustentabilidade do ambiente, demos início a campanhas de recolha de tampas de plástico, assim como de pilhas e baterias usadas. A recolha de tampas destinase à aquisição de material ortopédico para pessoas carenciadas. Neste sentido, solicitámos a APD-Madeira (Associação portuguesa de deficientes da Madeira) uma ação de sensibilização sobre esta campanha junto da nossa comunidade educativa. Pela pessoa do presidente desta associação, o Sr. Filipe Rebelo, percebemos a importância e dimensão desta associação pelo apoio que presta a variadas pessoas.

18 18 ARTIGO ESCOLAS DO NOSSO CONCELHO... BUZICO Dia Internacional Eco Escolas No Dia Internacional do Eco Escolas, dia 7 de novembro, todas as crianças vieram de t-shirt verde para a escola, plantaram canteiros de ervas aromáticas e outras plantas em garrafões de água ou pacotes de leite/sumos. Outono Para comemorar o outono, foram várias as atividades desenvolvidas com as crianças. Desde um contato direto com a natureza para constatar as cores das folhas, até a um número imenso de trabalhos com as folhas secas (carimbagens, estampagens, exploração do cheiro, a textura, as cores, e o som produzido pelo amachucar das folhas), as crianças fundamentalmente, divertiram-se muito. As crianças tiveram ainda a oportunidade de explorar a textura, as cores e o sabor dos frutos da estação. Para tomarem conhecimento das mudanças de vestuário, próprias da época, as crianças exploraram histórias, cantaram músicas sobre o tema e experimentaram em bonecos, roupas adequadas à estação.

19 BUZICO ESCOLAS DO NOSSO CONCELHO... ARTIGO 19 Pão-Por-Deus A elaboração dos sacos do Pãopor-Deus, passaram pela utilização de garrafões de água e sacos em tecido. Foram utilizadas técnicas de pintura e colagem. As crianças foram pedir o Pão-por-Deus aos idosos do Lar e Centro de Dia de Ponta Delgada, cantando músicas tradicionais desta festividade. No final do dia, foram todos com o saco bem carregadinho de coisas boas, para casa. Com o objetivo de ajudar crianças Dia Nacional do Pijama institucionalizadas, participamos pelo segundo ano, na iniciativa do dia nacional do Dia do Pijama. Desenvolvemos algumas atividades (exploração da história sugerida por esta iniciativa, O Segredo dos Sabonetes, registo de grande grupo da história, assim como registo de frases com a definição do que é o Amor e realização de vários jogos) para de alguma forma sensibilizar toda a comunidade educativa para esta causa, que defende que todas as crianças têm direito a crescer numa família. Tivemos a porta aberta para a família das crianças, da parte da tarde, que finalizamos com um lanche convívio. Lançamos o desafio de se juntarem às crianças, também de pijama e foram vários os familiares que responderam positivamente.

20 20 ARTIGO BUZICO ESCOLAS DO NOSSO CONCELHO... EB1/PE DA VILA DE SÃO VICENTE Mente sã Em corpo são... dade e saúde. pequeno-almoço diferente do habi- Falamos sobre a importância tual, na companhia dos colegas de de não saltar refeições tão impor- sala: trouxemos diversas varieda- A turma do primeiro ano vol- tantes como o pequeno-almoço e des de fruta e adicionamos-lhes tou a falar sobre os hábitos de que a fruta tem muitas vitaminas iogurte natural e bolacha maria vida saudável e, como tal, sobre que nos protegem contra doenças muito saudável e rico. o tipo de alimentação que deve- e tornam o nosso corpo mais forte mos fazer para que o nosso cor- e resistente. po se mantenha cheio de vitali- Turma do 1.º ano Por isso, decidimos fazer um Trabalho realizado pela turma do 2.º ano, no âmbito do projeto Ler+.

21 BUZICO ESCOLAS DO NOSSO CONCELHO... ARTIGO 21 Texto sobre o livro Espanta Pardais Texto sobre a ilha da Madeira Dia Mundial da Diabetes Certo dia, o sol acabava de nascer e o céu estava todo azulinho, prevendo um belo dia. Então o Espanta-Pardais resolveu aceitar o convite do amigo Vento. De repente, soprou uma forte rajada de vento e arrastou-o para uma longa praia. Tudo lhe era desconhecido, mas muito belo. Os meninos que se encontravam na praia brincaram com ele. Juntos fizeram castelos e riramse muito de todas as brincadeiras. Quando o sol se estava a pôr, o seu amigo Vento voltou a soprar e colocou-o no local de origem. O Espanta-Pardais agradeceu o seu belo dia e disse-lhe que nunca mais se esqueceria daquela aventura. Após aquele dia, todas as manhãs, ao acordar, o Espanta- Pardais esperava que o seu amigo Vento lhe propusesse mais aventuras. Joana 3.º ano A ilha da Madeira foi formada por uma erupção vulcânica e é por isso que tem muitas montanhas. A Madeira tem 10 concelhos, que estão divididos por freguesias. Um deles é o concelho de São Vicente, que é o concelho mais bonito e divertido da ilha, porque é nele que eu e os meus amigos vivem. A ilha da Madeira tem lugares muito verdes e um clima ameno. Existem muitas festas nos vários concelhos que atraem muitos turistas: a Festa da Flor, a do Monte, o do Ano Novo e muitas mais festas. As comidas típicas desta ilha são: a espetada, o milho frito, o bolo do caco, o bolo de mel e as lapas. Eu adoro a minha ilha, por estas e por outras razões! Beatriz 3.º ano No dia 14 de novembro comemorou-se o Dia Mundial da Diabetes. Esta é uma doença incurável que se carateriza pelo excesso de açúcar no sangue. Nesse dia, as turmas do 3º e 4º anos de escolaridade assistiram a uma palestra sobre a doença, feita por uma enfermeira e por uma nutricionista do Centro de Saúde, onde explicaram o que é a diabetes e os cuidados a ter para preveni-la. Depois as duas turmas foram até ao campo da escola participar numa atividade de "Zumba. Estas atividades foram excecionais! Texto coletivo, 3º ano Kevin 3.º ano Rui 3.º ano

22 22 ARTIGO Pão-Por-Deus BUZICO ESCOLAS DO NOSSO CONCELHO... cos (confecionados pelos seus tervenientes. A envolvência entre pais) alegraram e animaram a Vi- as diferentes gerações foi um mo- No dia 1 de novembro de la de São Vicente com as suas mento cheio de alegria e dinamis2013 as prés da nossa escola, canções características da época. mo por parte de todos. foram mais uma vez cumprir a É de salientar a excelente par- Foi uma partilha de vivências tradição de pedir o Pão-por-Deus ticipação de todos, que de boa intergeracionais louvável. pela comunidade (comerciantes vontade e entusiasmo colaboraagradecemos a todos os que locais da vila, autarquias e cen- ram para que esta atividade fosse colaboraram nesta iniciativa. Muitro de dia da Vila de São Vicente). um sucesso. to Obrigada! A partilha com os idosos foi As crianças com os seus sa- uma mais valia para todos os in- Halloween Pré escolar ção de cartazes decorativos para vez que contribuíram com bolos serem expostos na cantina da es- alusivos à época festiva. O dia de Halloween foi mais cola e no edifício de aulas. Os uma vez celebrado na nossa es- No final do lanche as crianças alunos participaram com grande dirigiram-se para o exterior onde cola no dia 31 de outubro de animação no lanche convívio, as esperavam duas Piñatas de Como é habitual, os alu- onde o papel dos encarregados de Halloween cheias de guloseimas. nos empenharam-se na constru- educação foi fundamental, uma

23 BUZICO ESCOLAS DO NOSSO CONCELHO... ARTIGO 23 Para este dia ainda foi organizado um concurso de máscaras de Halloween que foram criadas pelos alunos e pelos seus encarregados de educação. Ficam aqui as fotografias das máscaras premiadas. Fi uma tarde animada com doçuras, sustos e máscaras à mistura. 1.º prémio A melhor Máscara 2.º prémio A Máscara mais original 3.º prémio A Máscara mais ecológica 4.º prémio Eco Escolas No dia 6 de dezembro a EB1/ PE da Vila de São Vicente recebeu, pelas mãos do Sr. Presidente da Câmara Municipal de São Vicente, o Galardão Bandeira Verde. Este Galardão representa um ano de boas práticas ambientais, no âmbito do projeto Eco Escolas. Esta comemoração iniciou-se com um teatro realizado pelos alunos da pré intitulado O Capuchinho Saudável. Em seguida, os alunos do 3.º e 4.º anos cantaram o hino ao ambiente, enquanto se hasteou a bandeira verde. Depois todos os alunos cantaram os parabéns à escola por mais um ano de sucesso no projeto eco escolas. Por fim, alguns alunos (1 por turma) juntamente com o Sr. Presidente da Câmara, foram plantar na horta biológica da escola cou- ve murciana. Anteriormente os alunos já tinham semeado na horta cenoura e nabo e plantado brócolos e couve-flor. Às entidades presentes (Presidente e Vereador da Câmara Municipal de São Vicente e Delegada Escolar) foi oferecido um doce abóbora, colhida na nossa horta e confecionado com a ajuda dos alunos (2 por sala). Foi uma tarde animada e todos os presentes tiveram direito a bolo.

24 24 ARTIGO ESCOLAS DO NOSSO CONCELHO... BUZICO EB1/PE DA BOAVENTURA 16 de outubro 2013 No dia 16 de outubro, a EB1/PE de Boaventura celebrou o Dia Mundial da Alimentação. As crianças da Pré- Escolar dramatizaram a história O Coelhinho Branco e mostraram aos restantes alunos a importância de fazer uma alimentação saudável, confecionando uma deliciosa salada de frutas. 26 de outubro de 2013 O Dia da Bibliotecas Escolares não foi esquecido na nossa escola. A nossa técnica de Biblioteca Adriana Reis preparou, para celebrar este dia, uma peça de teatro onde entravam várias personagens de livros infantis. Foi com grande animação que todos os alunos puderam assistir ao desfile de um mundo mágico que é um livro. 1 de novembro de 2013 Neste dia, há semelhança de anos anteriores, os alunos da nossa escola saíram pela freguesia de Boaventura para pedirem o Pão-por-Deus. No lanche da tarde fez-se a partilha do que os alunos receberam da nossa comunidade e do que trouxeram de casa. Foi um dia para relembrar a todos a importância da partilha. Também neste dia festejamos o Halloween, um miniprojecto da responsabilidade do prof. César Pinto onde se pretende mostrar aos nossos alunos tradições de uma cultura diferente da sua.

25 BUZICO ESCOLAS DO NOSSO CONCELHO... ARTIGO 25 Projeto Educação para a Segurança e Prevenção de Riscos A Secretaria Regional de Educação e Recursos Humanos promoveu, este ano letivo, um novo projeto para as escolas, enquadrado no contexto do Plano de Prevenção e Emergência e tendo como objetivo contribuir para o desenvolvimento pessoal e social dos alunos, formando cidadãos conscientes, reflexivos e responsáveis na respetiva comunidade de integração, prevenindo comportamentos de risco, nasceu o projeto Educação para a Segurança e Prevenção de Riscos. Da responsabilidade do Prof. André Ferreira constitui-se como um meio privilegiado para a criação de uma cultura de segurança. Foi pela primeira vez apresentado as nossos alunos e visa abordar vários temas onde se ensinam regras e procedimentos de segurança. 11 de novembro de 2013 Dia de S. Martinho No dia 11 de Novembro foi a vez de festejarmos o dia de São Martinho, no turno da tarde houve um lanche convívio acompanhado pelas tradicionais castanhas cozidas e ainda com alguns alimentos que ficaram do Pão-por-Deus e também a visualização da lenda de S. Martinho, em sombras, realizadas pelos alunos do Ensino Especial, que muito agradou aos alunos. Também esta festividade decorreu em ambiente de alegria e confraternização, não esquecendo os valores que a ela estão ligados e que a comunidade escolar tenta incutir nos seus educandos. 22 de novembro de 2013 Entrega do Galardão Eco Escolas No dia 22 de novembro a nossa escola recebeu o galardão e a bandeira verde de Eco Escola. Este galardão é fruto do trabalho desenvolvido pela nossa comunidade escolar no âmbito do programa Eco Escolas 2012/2013. Foram muitas as atividades realizadas, desde a pré-escolar ao ensino recorrente, para podermos receber este galardão.

26 26 EBSDLA DESPORTO BUZICO Solicita a ficha de inscrição junto do professor do núcleo ou junto do teu professor de Educação Física. Para te manteres atualizado sobre as atividades desportivas da escola, consulta

27 BUZICO PRER E CVCS EBSDLA 27 No âmbito do Projeto do Plano Regional de Educação Rodoviária (PRER), foram realizadas na nossa escola, nos dias 17 e 18 de dezembro, três ações de sensibilização junto da comunidade escolar, tendo como principal objetivo o desenvolvimento de uma cultura de educação para a segurança rodoviária. Os alunos do 2º ciclo participaram na ação A Criança como Ciclista e como Utente dos Transportes Coletivos. Os alunos do 3º ciclo participaram na ação Atuação em caso de Acidente e os alunos do ensino secundário participaram na ação O Jovem Condutor. As ações foram dinamizadas pela Polícia de Segurança Pública de São Vicente, através do Exm.º Sr. Agente Chefe José Gouveia em cooperação com a equipa do PRER. Aproveitamos para divulgar o nosso blog (http://prer-ebsdla.blogspot.pt/) através do qual poderás acompanhar as nossas atividades e informações relativas à Educação Rodoviária! Equipa PRER: Carla Lopes e Patrício Vieira CLUBE VIVER COM SAÚDE O Clube Viver com Saúde é um projeto do Grupo de Educação Física que tem como principais objetivos: a melhoria da aptidão física, prevenção do excesso de peso e aumento da autoestima, incutir hábitos de vida saudável através da promoção da atividade física e da sensibilização para os fatores de risco e alimentação saudável. Na dinamização do clube, os participantes poderão praticar aulas de fitness (aeróbica, localizada e alongamentos), bem como já a partir de Janeiro, aulas de Natação e Hidroginástica. Este é um projeto aberto a toda a comunidade educativa (docentes, não docentes, alunos e encarregados de educação). O horário de funcionamento é: 3ª (17:30 18:15) e 6ª (17:30 18:15). Os interessados poderão fazer a sua inscrição junto do PBX. Exercita a tua qualidade de vida! Professora responsável: Carla Lopes

28 28 EBSDLA SUGESTÕES DE LIVROS E FILMES BUZICO Abraço Abraço apresenta uma seleção de textos escritos por José Luís Peixoto ao longo dos últimos dez anos. A infância, o Alentejo, o amor, a escrita, a leitura, as viagens, as tatuagens, a vida. Através de uma imensa diversidade de temas e registos, José Luís Peixoto escreve sobre si próprio com invulgar desassombro. Nesse intimismo, rente à pele, José Luís Peixoto nunca se esquece do leitor, abraçando-o, levando-o por um caminho que passa pela ternura mais pungente, pelo sorriso franco e por aquela sabedoria que se alcança com o tempo e a reflexão. Este é um livro de milagre e de lucidez. Para muitos, a consagração do escritor. Para outros, o acesso ao mundo de um dos autores portugueses mais marcantes das últimas décadas. Americanah Ainda adolescentes, Ifemelu e Obinze apaixonam-se. A Nigéria vive dias sombrios sob o jugo de uma ditadura militar e quem pode abandonar o país fálo rapidamente. Ifemelu, bela e ousada, vai estudar para os Estados Unidos da América. Para trás, deixa o país, a família e Obinze, a quem chama Teto, um nome que testemunha uma intimidade absoluta e irrepetível. Obinze, introvertido e meigo, planeava juntar-se a Ifemelu, mas a América após o 11 de Setembro fecha-lhe as portas. Sem nada a perder, Obinze torna-se imigrante ilegal em Londres. Anos mais tarde, na recémformada democracia nigeriana, Obinze é um homem rico e poderoso. Nos Estados Unidos da América, Ifemelu também singrou: é autora de um blogue de culto. No entanto, há algo que nem a América nem o tempo conseguem apagar. E quando decide regressar à Nigéria, Ifemelu terá de reinventar uma linguagem comum com Obinze e encontrar o seu lugar num país muito diferente do que guardou na memória. Nome maior da literatura contemporânea, Chimamanda Ngozi Adichie disseca conceitos fundamentais, tais como: identidade, nacionalidade, raça, diferença, solidão e amor. Americanah parte de uma história de amor para construir um romance tão universal quanto implacável. Uma incontestada obra-prima. Lore Primavera de 1945, a resistência do exército alemão começa a enfraquecer. À medida que os Aliados avançam pela Alemanha, cinco crianças iniciam uma viagem que irá pôr à prova as suas noções de família, amor e amizade.

29 BUZICO VISITA DE ESTUDO E ECO ESCOLAS EBSDLA 29 Visita de Estudo ao Hotel Ecológico Jardim Atlântico No âmbito dos projetos Promoção Turística Escola Meio e Projeto de Educação e Desenvolvimento sustentável/ Eco Escolas foi realizada uma visita de estudo no dia 17 de dezembro ao Hotel Ecológico Jardim Atlântico Prazeres. Durante esta visita o empenho dos alunos foi muito satisfatório, tendo-se a maioria dos alunos demonstrando gosto e curiosidade. É de destacar a forma cívica e ordeira como a maioria dos alunos se comportaram ao longo de toda a visita, num clima de agradável convívio entre alunos/ alunos e alunos/professoras. Relativamente à aquisição de novos conhecimentos, os alunos da turma 7 B, deram a sua opinião por escrito referindo que: Nesta visita de Estudo nós apreendemos a saber mais, como cuidar da natureza, preservandoa, não retirando as suas melhores vistas para o mar e para a aldeia rural. No caminho dos pés descalços vimos e SENTIMOS o que é preciso fazer para ter os pés preparados para a natureza. Gostei do campo de desportos e a piscina. O que gostei nesta visita de estudo foi o caminho dos pés descalços, foi muito divertido. Hastear da Bandeira Verde na Escola Básica e Secundária Dª Lucinda Andrade procedeu-se ao Hastear da Bandeira Verde. Realizou-se no passado dia 14 de novembro de 2013 o Hastear da Bandeira Verde na Escola Básica e Secundária D.ª Lucinda Andrade, distinção obtida premiando todo o trabalho desenvolvido ao longo do ano passado neste âmbito neste estabelecimento de ensino. Após as indicações sobre a dinâmica do Eco Escolas, seguiu-se uma entoação do Hino Eco Escola e finalmente

30 30 EBSDLA LABORATÓRIO DE MATEMÁTICA BUZICO Escola Básica e Secundária Dona Lucinda Andrade de São Vicente Viva a todos! O grupo de Matemática da Escola Básica e Secundária Dona Lucinda Andrade continua a estar presente no jornal Buzico, com várias curiosidades, desafios, humor, passatempos, entre outros, de modo a conhecer um pouco mais o mundo Matemática. O Laboratório de Matemática, dinamizado pelo grupo de Matemática, continua a desenvolver na Escola várias atividades, ao longo do ano letivo, nomeadamente, o Problema do Mês, o Cantinho da Matemática na vitrina, o blogue, a página do facebook, entre outros. Saudações Matemáticas! O Blogue O labmatematicaebsdla é o blogue criado pelo grupo de Matemática, no sentido de divulgar as atividades de Matemática a desenvolver ao longo do ano letivo, bem como mostrar o mundo fascinante da Matemática, através de curiosidades, desafios, humor e, as propostas de trabalho da Nota Máxima, entre outros. Consulte e participe! O Problema do Mês Neste ano letivo, continua a ser realizado o problema do mês para as três categorias: categoria A para o 2º ciclo; categoria B para o 3º ciclo e categoria C para o secundário. Podes consultar os problemas no Cantinho da Matemática, no blogue, no facebook Participa e habilitas-te a ganhar prémios A página no facebook O Laboratório de Matemática continua nas redes sociais com a página no facebook. Nesta página podes deslumbrar as várias facetas da Matemática, na qual poderás participar. Atualmente a página conta com 175 gostos e contamos com a participação de todos. Adere a página fazendo convida amigos... LaboratorioDeMatematica e Nota Máxima Neste ano letivo o Laboratório de Matemática teve a iniciativa de implementar a Nota Máxima, no sentido de apoiar os alunos no seu estudo, por forma a alcançar a nota máxima. Para os alunos do secundário é proporcionado apoio individualizado à quarta-feira das 16h às 17h30 na sala 306. Além disso, foi disponibilizado no blogue uma compilação de questões de exames nacionais e testes intermédios, por temas, para Matemática A, Matemática B e MACS, nos vários níveis. No sentido de proporcionar um melhor estudo foi disponibilizado um , para melhor acompanhamento. Bom ano letivo, bons estudos e muitas notas máximas!

31 BUZICO LABORATÓRIO DE MATEMÁTICA EBSDLA 31 Escola Básica e Secundária Dona Lucinda Andrade de São Vicente DESAFIO DE NATAL Humor na Matemática O Pai Natal caiu num buraco com 871 metros de profundidade. Para o ajudar a sair de lá, a troika dos Reis Magos tem uma corda com centímetros de comprimento. O Baltazar consegue desenrolar 10 metros de corda por hora, enquanto que o Melchior consegue fazer descer 4,5 metros em cada meia-hora. Só que o Gaspar, de 15 em 15 minutos, corta metade da corda já desenrolada. Quanto tempo vai levar até se conseguir tirar o Pai Natal do Buraco? Para vos ajudar a compreender a dimensão do desafio : 871 é o número de anos da nossa nacionalidade é o valor o FMI emprestou a Portugal. E as metades que o Gaspar corta, não necessitam de explicação Curiosidades Matemáticas com Números 9 x = x = x = x = x = x = x = x = Desafio PALITOS A figura abaixo foi construída com 18 palitos. Luís Afonso, in Revista Sábado Sudoku é um jogo de raciocínio e lógica. Basta completar cada linha, coluna e quadrado 3x3 com números de 1 a Desafio triangular... Com os números (1, 2, 3, 4, 5 e 6), sem repetir, organize-os para que a soma de cada lado do triângulo seja igual. a) Quantos triângulos há na figura? b) Retire 6 palitos da figura de modo que fique com três triângulos. Conhece a Matemática e dominarás o Mundo. (Galileu Galilei)

Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida

Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida SETEMBRO Regresso à escola/adaptação Facilitar a adaptação/readaptação ao jardim de infância Negociar e elaborar a lista de regras de convivência Diálogo sobre

Leia mais

Sala: 3 anos (1) Educadora: Isabel Ferreira

Sala: 3 anos (1) Educadora: Isabel Ferreira Sala: 3 anos (1) Educadora: Isabel Ferreira SETEMBRO A Escola as Cores (cont.) Estabelecer relações com os outros e conhecer as regras e os comportamentos sociais na sala; Utilizar de forma adequada os

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades Objetivos Atividades Responsáveis Datas Recursos Avaliaçõe s Promover o convívio entre os elementos da comunidade educativa Proporcionar momentos de alegria e partilha Recepção

Leia mais

Plano Anual de atividades 2014/2015 1º Periodo

Plano Anual de atividades 2014/2015 1º Periodo Plano Anual de atividades 2014/2015 1º Periodo Designação Objectivos Grupo alvo Calendarização Responsáveis pela actividade Recursos a afectar J F M A M J J A S O N D Humanos Materiais Logísticos Exercício

Leia mais

Externato Cantinho Escolar. Plano Anual de Atividades

Externato Cantinho Escolar. Plano Anual de Atividades Externato Cantinho Escolar Plano Anual de Atividades Ano letivo 2014 / 2015 Pré-escolar e 1º Ciclo Ação Local Objetivos Atividades Materiais Recursos Humanos Receção dos Fomentar a integração da criança

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede 1. Identificação DEPARTAMENTO: Pré-Escolar PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES - PROPOSTA DE ACTIVIDADES ANO LECTIVO - 2010 / 2011 Coordenador(a):

Leia mais

DATA TEMA OBJETIVOS ATIVIDADES RECURSOS

DATA TEMA OBJETIVOS ATIVIDADES RECURSOS PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2014/2015 (Resposta Social de Creche) DATA TEMA OBJETIVOS ATIVIDADES RECURSOS Setembro Integração/adaptação das Crianças Reunião de Pais 24/09/2014 Outono - Promover a integração

Leia mais

Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-Escolar de São Vicente Plano Anual de Actividades 2007/2008

Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-Escolar de São Vicente Plano Anual de Actividades 2007/2008 Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-Escolar de São Vicente Plano Anual de Actividades 2007/2008 Objectivos gerais: - Proporcionar o diálogo e o respeito pelas pessoas mais velhas. - Desenvolver o espírito

Leia mais

Relatório da atividade de Halloween 31 de outubro

Relatório da atividade de Halloween 31 de outubro SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E CULTURA DIREÇÃO REGIONAL DA EDUCAÇÃO ESCOLA BÁSICA INTEGRADA CANTO DA MAIA PONTA DELGADA Relatório da atividade de Halloween 31 de outubro Para a realização desta

Leia mais

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES INTRODUÇÃO «Será a emergência do sentido e conteúdo curricular

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Samora Correia 2011/2012

Agrupamento de Escolas de Samora Correia 2011/2012 Plano Anual de Actividades Jardins de Infância Organização do Ambiente Educativo e espaços comuns. (de 4 a 09-09-2011) Cada educadora prepara a sua sala Organizar o Ambiente Educativo educadoras. Observação

Leia mais

SETEMBRO EXTERNATO DO PARQUE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2013/2014. Data Ações a desenvolver Turmas envolvidas. Local

SETEMBRO EXTERNATO DO PARQUE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2013/2014. Data Ações a desenvolver Turmas envolvidas. Local SETEMBRO Ao longo Oração da manhã Pré-escolar e 1º do ano ciclo 12 set. Receção aos alunos: Convívio de alunos, pais/ee, prof./educ. e vigilantes no campo de jogos Desejo das boas vindas pela direção e

Leia mais

Plano Anual de Atividades CRECHE/JARDIM DE INFÂNCIA/CATL 2013-2014

Plano Anual de Atividades CRECHE/JARDIM DE INFÂNCIA/CATL 2013-2014 Fundação Centro Social de S. Pedro de, FCSR Plano Anual de Atividades CRECHE/JARDIM DE INFÂNCIA/CATL 2013-2014 Atividade Objetivos Recursos Calendarização Local Receção e acolhimento das crianças que vão

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades A Casinha Brincalhona, Creche Lda Urb. Pisolar, LT 31, Alto do Pacheco 8500 Portimão www.acasinhabrincalhona.com Educadora Ângela Soares Educadora Rita Almeida 2015/2016 Plano

Leia mais

RELATÓRIO SOBRE AS ATIVIDADES REALIZADAS NO ANO LETIVO 2014/15 NO ÂMBITO DOS OBJETIVOS DA GLOBAL COMPACT

RELATÓRIO SOBRE AS ATIVIDADES REALIZADAS NO ANO LETIVO 2014/15 NO ÂMBITO DOS OBJETIVOS DA GLOBAL COMPACT RELATÓRIO SOBRE AS ATIVIDADES REALIZADAS NO ANO LETIVO 2014/15 NO ÂMBITO DOS OBJETIVOS DA GLOBAL COMPACT Objetivos gerais: Promover os valores fundamentais nas áreas de direitos humanos, direito do trabalho,

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Cascais Plano Anual de Atividades 2014/2015 ANEXO 1 DEPARTAMENTO DO PRÉ-ESCOLAR E 1.º CICLO

Agrupamento de Escolas de Cascais Plano Anual de Atividades 2014/2015 ANEXO 1 DEPARTAMENTO DO PRÉ-ESCOLAR E 1.º CICLO ANEO 1 DEPARTAMENTO DO PRÉ-ESCOLAR E 1.º CICLO 0 1º Período A CAF (Componente de Apoio à Família 2 primeiras semanas de setembro e interrupção do Natal) será acionada de acordo com resposta dos Encarregados

Leia mais

Agrupamento de Escolas nº4 de Évora - 135562 Escola Sede: Escola Secundária André de Gouveia. Plano de Ação dos Projetos e Clubes

Agrupamento de Escolas nº4 de Évora - 135562 Escola Sede: Escola Secundária André de Gouveia. Plano de Ação dos Projetos e Clubes Consciencializar toda a Comunidade Escolar para a Preservação do Meio Envolvente; Sensibilizar a comunidade para a poupança de recursos, promovendo a reutilização e a reciclagem. Valorizar a Educação para

Leia mais

Agrupamento de Escolas Nº1 de Santiago do Cacém Plano Anual de Atividades de Animação 2014/2015

Agrupamento de Escolas Nº1 de Santiago do Cacém Plano Anual de Atividades de Animação 2014/2015 Calendarização / Mês Tema Objetivos Responsáveis pela Atividade Outubro Outono - Desenvolver o gosto pelo saber; Halloween - Valorizar diferentes formas de conhecimento, Dia Mundial da Alimentação comunicação

Leia mais

Setembro: 01 - Início do ano escolar - Início do ano letivo. Outubro:

Setembro: 01 - Início do ano escolar - Início do ano letivo. Outubro: CALENDARIZAÇÃO ATIVIDADES OBJETIVOS RECURSOS HUMANOS Setembro: 01 - Início do ano escolar - Início do ano letivo Preparar o ano letivo Criar uma relação de empatia entre as crianças e os adultos da sala

Leia mais

AGENDA DE NOVEMBRO E DEZEMBRO DE 2014

AGENDA DE NOVEMBRO E DEZEMBRO DE 2014 AGENDA DE NOVEMBRO E DEZEMBRO DE 2014 O Agrupamento de Escolas N.º2 de Abrantes tem como um dos seus objetivos a plena integração na comunidade de que faz parte. Surge assim como natural a divulgação das

Leia mais

Plano Anual de Atividades 2013/ 2014. - Receção e entrega de lembranças às. - Proporcionar momentos de alegria e Educadoras (S.A.

Plano Anual de Atividades 2013/ 2014. - Receção e entrega de lembranças às. - Proporcionar momentos de alegria e Educadoras (S.A. Data em que se realiza Setor/ Departamento Atividades Objetivos Específicos Responsáveis 2 de setembro - Receção e entrega de lembranças às - Fomentar a adaptação das crianças e Ajudantes crianças; na

Leia mais

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES PROJETO: CHUVA DE CORES

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES PROJETO: CHUVA DE CORES COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES PROJETO: CHUVA DE CORES INTRODUÇÃO «Será a emergência do sentido e conteúdo curricular que permitirá distinguir e recriar

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES CRECHE

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES CRECHE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES CRECHE 2014/2015 MÊS ATIVIDADES OBJETIVOS INTEVENIENTES - Promover a integração; Dia 1 (segunda-feira) Receção às crianças - Desenvolver atitudes de autoestima e autoconfiança;

Leia mais

Escola Básica do 1.º Ciclo com Pré-escolar de São Paulo PLANO ANUAL DE ESCOLA

Escola Básica do 1.º Ciclo com Pré-escolar de São Paulo PLANO ANUAL DE ESCOLA Escola Básica do 1.º Ciclo com Pré-escolar de São Paulo PLANO ANUAL DE ESCOLA Ano letivo: 2015/2016 INTRODUÇÃO Enquadramento legal Avaliação Aprovação EVENTOS 1.ºperíodo 2.ºperíodo 3.ºperíodo REUNIÕES

Leia mais

PLANIFICAÇÃO DE ATIVIDADES 2013 / 2014 AO LONGO DO ANO LETIVO (SEM DATA CONCRETA)

PLANIFICAÇÃO DE ATIVIDADES 2013 / 2014 AO LONGO DO ANO LETIVO (SEM DATA CONCRETA) AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VIEIRA DE ARAÚJO ESCOLA EB/S VIEIRA DE ARAÚJO VIEIRA DO MINHO PLANIFICAÇÃO DE ATIVIDADES 2013 / 2014 AO LONGO DO ANO LETIVO (SEM DATA CONCRETA) ATIVIDADES / ESTRATÉGIAS (por ordem

Leia mais

Calendarização Atividade Objetivos Responsáveis Destinatários 1º PERÍODO

Calendarização Atividade Objetivos Responsáveis Destinatários 1º PERÍODO 1 Calendarização Atividade Objetivos Responsáveis Destinatários 1º PERÍODO Setembro Acolhimento das crianças - Integração e adaptação das crianças ao Centro Infantil Setembro Reunião de Pais e Encarregados

Leia mais

Projeto Curricular do 1.º Ciclo

Projeto Curricular do 1.º Ciclo Projeto Curricular do 1.º Ciclo Tema Felizes os que constroem a vida na verdade e no bem. INTRODUÇÃO Este ano letivo 2014/2015 ficou definido como tema geral Felizes os que constroem a vida na verdade

Leia mais

RESUMO. Escola Básica das Abadias. Escola Básica das Abadias

RESUMO. Escola Básica das Abadias. Escola Básica das Abadias RESUMO O presente relatório resulta das atividades desenvolvidas ao longo do ano letivo 2013/2014 inseridas no programa Green Cork Escolas, sendo esta a sua 6º edição. Este relatório tem como principais

Leia mais

INTRODUÇÃO. Projecto Curricular de Turma SALA DO ATL

INTRODUÇÃO. Projecto Curricular de Turma SALA DO ATL INTRODUÇÃO A Educação não formal distingue-se, nas últimas décadas da Educação formal ou ensino tradicional, uma vez que confere outro tipo de reconhecimento, organização, qualificação e estrutura. A Educação

Leia mais

Palavras Soltas II. Projeto Pedagógico 2015/2016. Equipa Educativa:

Palavras Soltas II. Projeto Pedagógico 2015/2016. Equipa Educativa: Palavras Soltas II Equipa Educativa: Ana Maria Lopes; Ana Paula Neves; Daniela Bonito; Sandra Silva; Tathiana Germano; Teresa Ouro 2 13 Índice Introdução... 3 I. Justificativa/ Tema... 4 II. Caracterização

Leia mais

Ano letivo: 2012/2013

Ano letivo: 2012/2013 TEMA : SER É CRESCER Contextualização: Ano letivo: 2012/2013 O Plano Anual de Atividades deste ano lectivo 2012/2013, tem como tema SER É CRESCER.Este tema faz parte integrante do nosso Projeto Educativo

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Ano Letivo 2013/2014. Resposta Social: Creche

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Ano Letivo 2013/2014. Resposta Social: Creche Ano Letivo 2013/2014 Mês Dia Atividade Intenções Pedagógicas Intervenientes Setembro 02 23 a 27 01 Início do Ano Letivo Semana Comemorativa da Chegada do outono Dia Nacional da Água - Festejar a chegada

Leia mais

Gestor de Atividades e Recursos Educativos

Gestor de Atividades e Recursos Educativos 21/01/ Imprimir atividade Gestor de Atividades e Recursos Educativos Agrupamento de Escolas de Data Atividade Público Alvo Início Término Préescolar Titulo, Tipologia, Proponente, Escola Desafios da Matemática

Leia mais

PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES. Vale Mourão 2014 / 2015 PROJETO: CHUVA DE CORES

PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES. Vale Mourão 2014 / 2015 PROJETO: CHUVA DE CORES COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES Vale Mourão 2014 / 2015 PROJETO: CHUVA DE CORES INTRODUÇÃO «Será a emergência do sentido e conteúdo curricular que permitirá

Leia mais

Génios de palmo e meio Brincar com a ciência!

Génios de palmo e meio Brincar com a ciência! Plano Anual de Atividades 2014/15 Génios de palmo e meio Brincar com a ciência! Continuamos a apostar nos nossos alicerces de: Aprender a ser: o que pressupõe o desenvolvimento da autonomia, do discernimento

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2014/2015 3º Período

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2014/2015 3º Período PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2014/2015 3º Período ATIVIDADE OBJETIVO INTERDISCIPLI- NA-RIDADE LIGAÇÃO AO PROJETO EDUCATIVO DINAMIZADORES E ACOMPANHANTES PÚBLICO-ALVO (Referir turma) CALENDARIZAÇÃ O CUSTOS

Leia mais

Despertar os sentidos!

Despertar os sentidos! Despertar os sentidos! Tudo o que conhecemos chega-nos, de uma forma ou de outra, através de sensações sobre as realidades que nos rodeiam. Esta consciência sensorial pode e deve ser estimulada! Quanto

Leia mais

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES CRECHE ANO LECTIVO 2014 / 2015 - Tema transversal a trabalhar ao longo do ano: A Magia do Circo DATAS A SALIENTAR

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES CRECHE ANO LECTIVO 2014 / 2015 - Tema transversal a trabalhar ao longo do ano: A Magia do Circo DATAS A SALIENTAR MÊS Setembro TEMA Adaptação das Crianças PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES CRECHE ANO LECTIVO 2014 / 2015 - Tema transversal a trabalhar ao longo do ano: A Magia do Circo DATAS A SALIENTAR ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS

Leia mais

Atividades realizadas no 3º período. EB de Comporta - " A Menina do Mar"

Atividades realizadas no 3º período. EB de Comporta -  A Menina do Mar Agrupamento de Escolas de Alcácer do Sal Comissão de Acompanhamento e Avaliação Interna Balanço das Atividades Nome da Atividade Atividades realizadas no 1º período Atividades realizadas no 2º período

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Santiago do Cacém Plano Anual de Atividades de Animação 2015/2016

Agrupamento de Escolas de Santiago do Cacém Plano Anual de Atividades de Animação 2015/2016 Calendarização / Mês Tema Objetivos Responsáveis pela Atividade Outubro Outono - Desenvolver o gosto pelo saber; Halloween - Valorizar diferentes formas de conhecimento, Dia Mundial da Alimentação comunicação

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades Ano letivo O Plano Anual de Actividades constitui-se como um documento orientador das actividades desenvolvidas 2015/2016 ao longo do ano lectivo. Desta forma, nas páginas que

Leia mais

Projeto Linguístico de Francês. Visita de Estudo Cultural

Projeto Linguístico de Francês. Visita de Estudo Cultural Projeto Linguístico de Francês Ano lectivo 2011-12 Visita de Estudo Cultural 1- PORQUÊ ESTUDAR FRANCÊS? A língua francesa é importante para o estudo e pesquisa em várias áreas do conhecimento, incluindo

Leia mais

Plano Anual de Atividades 2014-2015 Departamento de Ciências Humanas

Plano Anual de Atividades 2014-2015 Departamento de Ciências Humanas Visita de estudo Geografia Conhecer o funcionamento de uma unidade industrial; Reconhecer a importância da atividade industrial na economia. Geografia e Alunos do 9º Ano Unidade Industrial 2ºPeríodo Visita

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades Atividades Previstas para o ano letivo de 2013 2014 Atividades Objetivos Estratégias Calendarização Adaptar a criança à escola e à vida Diálogos conviventes de social; apresentação

Leia mais

Palavras Soltas. Projeto Pedagógico 2014/2015. Equipa Educativa:

Palavras Soltas. Projeto Pedagógico 2014/2015. Equipa Educativa: Palavras Soltas Equipa Educativa: Ana Maria Lopes; Ana Paula Neves; Daniela Bonito; Sandra Silva; Tathiana Germano; Teresa Ouro Índice Palavras Soltas 2 14 pág. Introdução... 5 I. Justificativa/ Tema...

Leia mais

Desenvolver as capacidades musicais e teatrais. Estimular as relações de pertença a um grupo.

Desenvolver as capacidades musicais e teatrais. Estimular as relações de pertença a um grupo. Promover uma tradição natalícia. Janeiro 6 Sexta-feira Dia de Reis Desenvolver as capacidades musicais e teatrais. Estimular as relações de pertença a um grupo. Fazer uma coroa de Rei com material reciclado

Leia mais

ORDEM DE TRABALHOS. 1ª reunião

ORDEM DE TRABALHOS. 1ª reunião ORDEM DE TRABALHOS. 1ª reunião 1. Tomada de Posse dos membros do Conselho Municipal de Educação; 2. Proposta de regimento do Conselho Municipal de Educação; 3. Apresentação de propostas para a constituição

Leia mais

Planificação Anual. Competências Aprendizagens Atividades/Estratégias Avaliação. Registo e produções - Confiança

Planificação Anual. Competências Aprendizagens Atividades/Estratégias Avaliação. Registo e produções - Confiança Planificação Anual Professor: Gabriela Maria R. D. T. L. C. Silva Disciplina: Ano: préescolar Turma: I Ano letivo: 2014-2015 Competências Aprendizagens Atividades/Estratégias Avaliação Facilitar a adaptação

Leia mais

BOAS FÉRIAS, LÊ, JOGA E DIVERTE-TE!

BOAS FÉRIAS, LÊ, JOGA E DIVERTE-TE! JUNHO 2014 BOAS FÉRIAS, LÊ, JOGA E DIVERTE-TE! Caros leitores e leitoras, A presente edição é a última do Jornal Caça Notícias do Agrupamento de Escolas Roque Gameiro, mas não se preocupem, continuarão

Leia mais

Festa de Natal Pelmá. Ficha Técnica. No fim, todos chamámos pelo Pai Natal e não é que o Pai Natal apareceu...

Festa de Natal Pelmá. Ficha Técnica. No fim, todos chamámos pelo Pai Natal e não é que o Pai Natal apareceu... Ficha Técnica Título Turminhas de Al-bai-zir Preço Grátis Redação Vários Edição Prof.ª Sandra Henriques Prof.ª Sílvia Gonçalves Prof.ª Margarida Liberal Fotografia Vários Edição III Nº 6 28 de Janeiro

Leia mais

MESTRADO DE QUALIFICAÇÃO PARA A DOCÊNCIA EM EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR

MESTRADO DE QUALIFICAÇÃO PARA A DOCÊNCIA EM EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR Instituto Superior de Educação e Ciências/Universitas Prática de Ensino Supervisionada I (Educação Pré-Escolar) MESTRADO DE QUALIFICAÇÃO PARA A DOCÊNCIA EM EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR Identificação da Instituição:

Leia mais

Eventos. Eixo I Emprego, Formação e Qualificação. Acção: Bom Porto

Eventos. Eixo I Emprego, Formação e Qualificação. Acção: Bom Porto Eventos Eixo I Emprego, Formação e Qualificação Acção: Bom Porto - Gabinete de Empregabilidade e Empreendedorismo: Uma das acções do projecto consiste na criação de um Gabinete de atendimento na área da

Leia mais

Centro Social Cultural e Recreativo Arelhense

Centro Social Cultural e Recreativo Arelhense Centro Arelhense Rua Principal, s/nº Arelho 2510 191 Óbidos Telefone: 262 959 317 Maill: geral@arelho-obidos.com Site - www.arelho-obidos.com Aprovado em reunião de a / / 2013 Aprovado em Assembleia Geral

Leia mais

Projeto Educativo APRENDIZ DE VIAJANTE

Projeto Educativo APRENDIZ DE VIAJANTE C.A.T.L. do Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Poiares Cáritas Diocesana de Coimbra Projeto Educativo APRENDIZ DE VIAJANTE Ano I SABER + de MIM Triénio 2016/2018 Centro A.T.L. do 1º, 2º e 3º ciclo

Leia mais

PROGRAMA ECO-ESCOLAS

PROGRAMA ECO-ESCOLAS PROGRAMA ECO-ESCOLAS Programa de Educação Ambiental e/ou Educação para o Desenvolvimento Sustentável PLANO DE AÇÃO 2014/2015 O Eco-Escolas é um Programa internacional, coordenado em Portugal pela Associação

Leia mais

Agenda 2013/2014 Ao longo do ano Agrupamento Escolas de Azeitão

Agenda 2013/2014 Ao longo do ano Agrupamento Escolas de Azeitão Agenda 2013/2014 Ao longo do ano Agrupamento Escolas de Azeitão Coordenação de ciclo Levantamento feio com base no plano anual de atividades do agrupamento. Caso seja detetada alguma incorreção, ou atividade

Leia mais

Agenda 2014/2015 2º Período Agrupamento de Escolas de Azeitão

Agenda 2014/2015 2º Período Agrupamento de Escolas de Azeitão Agenda 2014/2015 2º Período Agrupamento de Escolas de Azeitão Coordenação de ciclo Caso seja detetada alguma incorreção, ou atividade em falta, contactar os professores Sandra Caseiro (1º ciclo), Paulo

Leia mais

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES ANO LECTIVO 2011/2012 e 2012/2013

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES ANO LECTIVO 2011/2012 e 2012/2013 PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES ANO LECTIVO 2011/2012 e 2012/2013 Metas * 4 Promover estilos e hábitos de vida saudáveis;. 4 -Promover estilos e hábitos de vida saudáveis. Dinamizadores /Interveniente s - Professores

Leia mais

Jornal do Centro Social Paroquial de Pinhal Novo Número 2 Novembro/Dezembro 2011

Jornal do Centro Social Paroquial de Pinhal Novo Número 2 Novembro/Dezembro 2011 Jornal do Centro Social Paroquial de Pinhal Novo Número 2 Novembro/Dezembro 2011 1.Editorial Este jornal continua a ser feito a pensar em pais e familiares! Dedicamo-lo a todos os pais e mães interessados

Leia mais

Notícias da Quinta do Outeiro

Notícias da Quinta do Outeiro 4ª Edição 03 de Julho de 2014 Notícias da Quinta do Outeiro Editorial Apresentamos a quarta edição das Notícias da Quinta do Outeiro - Lar para Idosos, Lda, que estará disponível em formato digital e manuscrito

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2013/2014 ÍNDICE I INTRODUÇÃO... 1 II CALENDÁRIO ESCOLAR... 2 III ÁREAS DE INTERVENÇÃO... 3 1 PLANEAMENTO E ORGANIZAÇÃO ESCOLAR... 3 1.1- PREPARAÇÃO DO ANO ESCOLAR... 3 1.2 ABERTURA

Leia mais

Regulamento das Atividades de Animação e Apoio à Família (AAAF) Jardim de Infância António José de Almeida

Regulamento das Atividades de Animação e Apoio à Família (AAAF) Jardim de Infância António José de Almeida Regulamento das Atividades de Animação e Apoio à Família (AAAF) Jardim de Infância António José de Almeida Artigo 1º Enquadramento As atividades letivas com as educadoras no Jardim de Infância António

Leia mais

1 ENTIDADES PARCEIRAS PROMOTORAS DE VOLUNTARIADO Se tem uma sugestão de ação voluntária, uma competência especial ou específica

1 ENTIDADES PARCEIRAS PROMOTORAS DE VOLUNTARIADO Se tem uma sugestão de ação voluntária, uma competência especial ou específica Data última atualização: 05 Novembro de 2012 Índice 1 - Entidades parceiras promotoras de voluntariado 2- Projetos específicos de voluntariado 1 ENTIDADES PARCEIRAS PROMOTORAS DE VOLUNTARIADO Se tem uma

Leia mais

PROJETO DE INTERVENÇÃO

PROJETO DE INTERVENÇÃO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARES CANDIDATURA A DIRETOR PROJETO DE INTERVENÇÃO (2013-2017) Pedro Paulo da Costa Cerqueira Amares, maio de 2013 As organizações, tal como os organismos vivos, têm os seus

Leia mais

ATIVIDADES REALIZADAS EB1 de Vermoil

ATIVIDADES REALIZADAS EB1 de Vermoil ATIVIDADES REALIZADAS EB1 de Vermoil ATIVIDADE: Colocação de eco pontos na escola DESCRIÇÃO DA ATIVIDADE: Logo no início do 1º período, foi construído o comboio da reciclagem, para incutir nos alunos as

Leia mais

Relatório do Programa Green Cork 2012/2013

Relatório do Programa Green Cork 2012/2013 Relatório do Programa Green Cork 2012/2013 Âmbito do relatório: Finalização das atividades do ano letivo 2012/2013. Participantes Ativos: Escolas e Agrupamentos escolares das diferentes regiões do País.

Leia mais

Plano Anual de Atividades (2014/2015) Intervenientes Calendarização Objetivos da Atividade. 1º Período Setembro de 2014

Plano Anual de Atividades (2014/2015) Intervenientes Calendarização Objetivos da Atividade. 1º Período Setembro de 2014 Plano Anual de Atividades (2014/2015) Atividade Curricular Intervenientes Calendarização Objetivos da Atividade 1º Período Setembro de 2014 Início do ano lectivo /Pais 1ª Quinzena de Setembro Reunião de

Leia mais

Entidades Promotoras de Voluntariado Lourinhã

Entidades Promotoras de Voluntariado Lourinhã Entidades Promotoras de Voluntariado Câmara Municipal da Casa do Povo da Casa Pia de Lisboa Centro Social e Paroquial da ADAPECIL Associação Juvenil Tá a Mexer GEAL Junta de Freguesia de Ribamar LOURAMBI

Leia mais

ÁREAS DE CONTEÚDO: O QUE SÃO? COMO SE DEFINEM?

ÁREAS DE CONTEÚDO: O QUE SÃO? COMO SE DEFINEM? ÁREAS DE CONTEÚDO: O QUE SÃO? COMO SE DEFINEM? As Áreas de Conteúdo são áreas em que se manifesta o desenvolvimento humano ao longo da vida e são comuns a todos os graus de ensino. Na educação pré-escolar

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2015/2016 1 1. Introdução O Plano Anual de Atividades é um documento de planeamento, que define, em função do projeto educativo, os objetivos, as formas de e de programação das

Leia mais

OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL. A prática da educação infantil deve se organizar de modo que as crianças desenvolvam as seguintes capacidades:

OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL. A prática da educação infantil deve se organizar de modo que as crianças desenvolvam as seguintes capacidades: OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANUAL EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL V - 2012 A prática da educação infantil deve se organizar de modo que as crianças desenvolvam as seguintes capacidades:

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL. Jardim de Infância de Garvão. Titular de Turma Margarida Maria Nobre de Noronha de Alarcão

PLANIFICAÇÃO ANUAL. Jardim de Infância de Garvão. Titular de Turma Margarida Maria Nobre de Noronha de Alarcão PLANIFICAÇÃO ANUAL Jardim de Infância de Titular de Turma Margarida Maria Nobre de Noronha de Alarcão Ano lectivo 2012/2013 14 de setembro 4 de outubro 16 de outubro LOCAL OBJETIVOS LO Receção aos alunos,

Leia mais

OBJETIVOS DO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2013-2014. Promover a participação dos Encarregados de Educação no processo de ensino e aprendizagem dos alunos

OBJETIVOS DO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2013-2014. Promover a participação dos Encarregados de Educação no processo de ensino e aprendizagem dos alunos OBJETIVOS DO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2013-2014 Promover o sucesso académico Reforçar a organização, coordenação e articulação curricular Promover a participação dos Encarregados de Educação no processo

Leia mais

O GRUPO DE EMRC E OS FRUTOS DO PROJETO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL COLÉGIO AMIGO (2013.2014)

O GRUPO DE EMRC E OS FRUTOS DO PROJETO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL COLÉGIO AMIGO (2013.2014) O GRUPO DE EMRC E OS FRUTOS DO PROJETO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL COLÉGIO AMIGO (2013.2014) Recolha de Alimentos: Dia Mundial para a Erradicação da Pobreza (mês de outubro) No ano letivo que se encerra,

Leia mais

As propostas do. Dimensão Histórica Cívica Artística Social Pedagógica

As propostas do. Dimensão Histórica Cívica Artística Social Pedagógica As propostas do LIVRO Livre Dimensão Histórica Cívica Artística Social Pedagógica Dimensão Histórica: Conhecimento do passado histórico: 25 de Abril, Estado Novo, Guerra Colonial, Descolonização e Democracia;

Leia mais

VALNOR comemorou a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos

VALNOR comemorou a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos VALNOR comemorou a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos A Semana Europeia da Prevenção de Resíduos (22 a 30 de novembro) teve por objetivo a promoção do conceito da Prevenção de Resíduos e a realização

Leia mais

Acção de Formação. Sabores com Muita Sabedoria. 3ª Sessão. Actividades Propostas

Acção de Formação. Sabores com Muita Sabedoria. 3ª Sessão. Actividades Propostas Acção de Formação Sabores com Muita Sabedoria 3ª Sessão Actividades Propostas Obra Proposta na Acção para a introdução do estudo de temas de ciência: O Grilo Verde Autor António Mota Editora Gailivro O

Leia mais

Vamos todos celebrar o Dia do Leite,

Vamos todos celebrar o Dia do Leite, Vamos todos celebrar o Dia do Leite, que só podia ser no dia da Criança! DIA DO Leite E DA Criança amigos para a vida No âmbito da celebração do Dia do Leite e da Criança e da festa de encerramento do

Leia mais

Plano Anual de Atividades PNL. Ano Letivo - 2014-2015

Plano Anual de Atividades PNL. Ano Letivo - 2014-2015 Plano Anual de Atividades PNL Ano Letivo - 2014-2015 Ler é... «Aprender, refletir, relacionar, descobrir, crescer, viajar no tempo e no espaço é, acima de tudo, um infinito e incomparável prazer». Rosa

Leia mais

Resposta Social de Creche

Resposta Social de Creche Plano Anual de Avenida da Quinta da Prata, Edifício 2, 7150-154 Borba Telefone: 268 891 607 Telemóvel: 967 178 675 Fax: 268 891 608 Correio eletrónico: geral@scmborba.pt Facebook: www.facebook.com/scmborba

Leia mais

Santa Casa da Misericórdia de Mogadouro Plano Anual de Actividades Socioculturais

Santa Casa da Misericórdia de Mogadouro Plano Anual de Actividades Socioculturais SETEMBRO Receção e integração das crianças 01 de setembro Temática Mensal Promover a integração dos alunos na comunidade escolar, no espaço físico e no espaço social; Proporcionar às crianças um ambiente

Leia mais

Boletim Informativo. Centro Geriátrico Comunitário Quintinha da Conceição. Maio de 2012. Como viver em comunidade num Lar Geriátrico

Boletim Informativo. Centro Geriátrico Comunitário Quintinha da Conceição. Maio de 2012. Como viver em comunidade num Lar Geriátrico Boletim Informativo Centro Geriátrico Comunitário Quintinha da Conceição Maio de 2012 Como viver em comunidade num Lar Geriátrico Temas importantes: -Como Viver em comunidade num Centro Geriátrico; -Novas

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Idosos PLANO ANUAL DE ATIVIDADES CENTRO DE DIA E CONVIVIO 2014-2015

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Idosos PLANO ANUAL DE ATIVIDADES CENTRO DE DIA E CONVIVIO 2014-2015 PLANO ANUAL DE ATIVIDADES CENTRO DE DIA E CONVIVIO 2014-2015 Setembro (08-seg) C.S.P.C Dia da Alfabetização - Ação de informação. Desenvolvimento das capacidades cognitivas (motricidade fina). 90% dos

Leia mais

ENQUADRAMENTO E DISPOSIÇÕES COMUNS AOS JARDINS-DE-INFANCIA DO AGRUPAMENTO JOSÉ MARIA DOS SANTOS EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR

ENQUADRAMENTO E DISPOSIÇÕES COMUNS AOS JARDINS-DE-INFANCIA DO AGRUPAMENTO JOSÉ MARIA DOS SANTOS EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR ENQUADRAMENTO E DISPOSIÇÕES COMUNS AOS JARDINS-DE-INFANCIA DO AGRUPAMENTO JOSÉ MARIA DOS SANTOS EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR A educação pré-escolar destina-se às crianças com idades compreendidas entre os três

Leia mais

plano anual de educação ambiental

plano anual de educação ambiental plano anual de educação ambiental 2009/2010 complexo de educação ambiental da quinta da gruta PROGRAMA FAMÍLIAS Grelha Resumo por Sector Sector Rios/Espaços Verdes Animais Dias comemorativos Férias Datas

Leia mais

Flor de Cerejeira. IIªs Jornadas APCG «A Pensar nos Frutos»

Flor de Cerejeira. IIªs Jornadas APCG «A Pensar nos Frutos» Flor de Cerejeira Número 2, Edição Trimestral, Dezembro de 2011 EDITORIAL Esta segunda edição da «Flor de Cerejeira» pretende dar a conhecer o que de mais importante se desenvolveu na Instituição. Pretende

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES. 1º Período

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES. 1º Período PLANO ANUAL DE Inglês Semana Aberta do Desporto Escolar Semana da Esgrima: aula de esgrima a todas as turmas do 3º ciclo. Hallowe'en desportivas. Aumentar o número de praticantes nos vários grupos-equipa.

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES Escola de Santa Clara 2014, Bragança. Escola de Santa Clara Bragança 2014/2015 1

PLANO DE ATIVIDADES Escola de Santa Clara 2014, Bragança. Escola de Santa Clara Bragança 2014/2015 1 PLANO DE ATIVIDADES Escola de Santa Clara 2014, Bragança Escola de Santa Clara Bragança 2014/2015 1 ÍNDICE 0 INTRODUÇÃO Âmbito do Plano de Atividades 1 ATIVIDADES DO 1º CICLO Calendarização De onde venho?

Leia mais

MUSEU DA MARIONETA um mundo de histórias! SERVIÇO EDUCATIVO 2015/16 MUSEUDAMARIONETA.PT

MUSEU DA MARIONETA um mundo de histórias! SERVIÇO EDUCATIVO 2015/16 MUSEUDAMARIONETA.PT MUSEU DA MARIONETA um mundo de histórias! SERVIÇO EDUCATIVO 2015/16 MUSEUDAMARIONETA.PT O programa educativo 2015 / 2016 do Museu da Marioneta pretende dar a conhecer o espólio do museu e o vasto universo

Leia mais

Projeto Pedagógico e de Animação

Projeto Pedagógico e de Animação Projeto Pedagógico e de Animação 1 - Memória Descritiva 2 Identificação e Caracterização da Instituição Promotora 3 - Objetivos Gerais 4 - Objetivos Específicos 5 - Princípios educacionais 6 Metodologias

Leia mais

Refletir sobre a data comemorativa do natal.

Refletir sobre a data comemorativa do natal. NATAL ducação Infantil Justificativa O ano está acabando e o natal está chegando. É fundamental ressaltar o verdadeiro significado desta data: o natal não é mera troca de presentes, é momento de confraternização,

Leia mais

Plano Anual de Actividades 2011/2012 CRECHE

Plano Anual de Actividades 2011/2012 CRECHE Plano Anual de Actividades 2011/2012 CRECHE 1 Fundamentação Teórica O Plano Anual de Actividades constituiu, em conjunto com o Projecto Educativo e o Regulamento Interno, um dos principais instrumentos

Leia mais

Mestrado em Educação Pré-escolar

Mestrado em Educação Pré-escolar Apêndice 10 Exemplo de planificação diária cooperada em jardim-de-infância Dia: 09-05-14 Mestrado em Educação Pré-escolar Prática de Ensino Supervisionada em Jardim-de- Infância 2013/2014 Planificação

Leia mais

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PROJETO DA CAF ANIMADORA SOCIAL: Liliana Baladares Ano letivo 2015/2016 Página 1 Ano letivo 2015/2016 Página 2 A EQUIPA Animadora Sociocultural Liliana Baladares AAe da sala

Leia mais

Objetivos Atividades Coordenação Dinamização Colaboração Público alvo

Objetivos Atividades Coordenação Dinamização Colaboração Público alvo Inicio Calendariz ação Mês Dia 17 Tema/ Projeto Início oficial do ano letivo Objetivos Atividades Coordenação Dinamização Colaboração Público alvo Dar a conhecer aos alunos, a abertura oficial do ano letivo

Leia mais

pelouro da educação, cultura, desporto e juventude CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

pelouro da educação, cultura, desporto e juventude CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO ORDEM DE TRABALHOS.6ª reunião CME Leitura e aprovação da ata da reunião anterior; Balanço do 1º período do ano letivo 2011/12; Intervenção do representante do Ministério

Leia mais

Conhecer, sentir e viver a Floresta

Conhecer, sentir e viver a Floresta Projeto de Sensibilização e Educação da População Escolar Conhecer, sentir e viver a Floresta 2011-12 Floresta, Fonte de Vida Guia das Atividades - - Dia de S. Martinho, Castanhas e Castanheiros - Dia

Leia mais

Ação 1 Foral andante o que eu escrevo, o que tu lês

Ação 1 Foral andante o que eu escrevo, o que tu lês Ação 1 Foral andante o que eu escrevo, o que tu lês Criar ambientes de partilha; Proporcionar momentos de incentivo à leitura e ao relevo das ilustrações; Facilitar e promover a criatividade e imaginação;

Leia mais

Boletim Olhares EDITORIAL DO OLHARES. Deseja a Todos. um Feliz Ano Novo. Irmãs Hospitaleiras. A Casa de Saúde Nª Sª da Conceição

Boletim Olhares EDITORIAL DO OLHARES. Deseja a Todos. um Feliz Ano Novo. Irmãs Hospitaleiras. A Casa de Saúde Nª Sª da Conceição EDITORIAL DO OLHARES Boletim Olhares Caros Leitores CASA DE SAÚDE Nª Sª DA CONCEIÇÃO Nº 29 NOVEMBRO/ DEZEMBRO 2014 A edição nº29 do Boletim Olhares, referente a novembro e dezembro, marca a viragem para

Leia mais