Teoria geral do direito civil

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Teoria geral do direito civil"

Transcrição

1 luís a. carvalho fernandes Professor Jubilado da Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa Teoria geral do direito civil VOL. II fontes, conteúdo e garantia da relação jurídica 5.ª edição revista e actualizada Universidade católica editora Lisboa 2010

2 ÍNDICE BIBLIOGRAFIA DO AUTOR PRINCIPAIS ABREVIATURAS PARTE II Fontes da relação jurídica TÍTULO I O facto jurídico em geral 367. Noção de facto jurídico Diversidade dos factos jurídicos Factos jurídicos naturais e factos jurídicos humanos Factos jurídicos humanos não voluntários e factos materiais Factos jurídicos voluntários e factos jurídicos extravoluntários Noção e âmbito da categoria acto jurídico Actos jurídicos simples e actos jurídicos complexos Actos jurídicos positivos e actos jurídicos negativos Actos jurídicos principais e actos jurídicos secundários Actos jurídicos lícitos e actos jurídicos ilícitos Actos jurídicos simples ou não intencionais e actos jurídicos intencionais Actos jurídicos determinados e actos jurídicos indeterminados...28 TÍTULO II O negócio jurídico SUBTÍTULO I Preliminares Noção de negócio jurídico 379. A formação da categoria O negócio jurídico como acto da autonomia privada... 32

3 758 TEORIA GERAL DO DIREITO CIVIL 381. Papel da vontade no negócio jurídico: preliminares O conteúdo da vontade funcional: o debate doutrinal O conteúdo da vontade funcional: posição adoptada Súmula da posição adoptada: noção de negócio jurídico Importância do negócio jurídico I Modalidades dos negócios jurídicos 386. Razão de ordem Negócios singulares e negócios plurais Negócios unilaterais, negócios bilaterais e negócios plurilaterais Noção de contrato Negócios solenes e negócios não solenes Negócios reais e negócios não reais (consensuais) Negócios reais, obrigacionais, familiares e sucessórios Negócios recipiendos e negócios não recipiendos Negócios inter vivos e negócios mortis causa Negócios patrimoniais e negócios não patrimoniais Negócios onerosos e negócios gratuitos Negócios comutativos e negócios aleatórios Negócios a título universal e negócios a título singular Referência a outras classificações II A FORMAÇÃO DO NEGÓCIO JURÍDICO Ge n e r a l i da d e s 400. Razão de ordem O Sistema do Código Civil 401. Formação do negócio unilateral Formação do contrato: negócios entre presentes e entre ausentes Formação do contrato: a proposta; noção, modalidades, requisitos e natureza jurídica Formação do contrato: a proposta; eficácia Formação do contrato: aceitação, rejeição e contraproposta Formação do contrato: o consenso O princípio da boa fé na formação do negócio e a noção de culpa in contrahendo I O Sistema das Cláusulas Contratuais Gerais 408. Colocação do problema O problema no sistema jurídico português Noção e características Âmbito de aplicação Formação do contrato singular A tutela do aderente: cláusulas proibidas A tutela do aderente: a acção inibitória

4 ÍNDICE 759 V Outros Sistemas 415. Contratos celebrados fora do estabelecimento comercial Contratos celebrados por autómatos Contratos à distância Contratos do comércio electrónico Contratos proibidos Referência sumária a processos de contratação legalmente atípicos V Sistematização da matéria 421. Sistematização adoptada Sistematização e sede legal da matéria Plano de estudo SUBTÍTULO II Pressupostos do negócio jurídico 424. Generalidades As partes 425. Noção de parte Noção de terceiros Requisitos relativos às partes; remissão Autonomia do conceito de capacidade negocial Consequências da falta de legitimidade I O objecto negocial 430. Noção e requisitos do objecto negocial A licitude A possibilidade A determinabilidade Efeitos da falta de requisitos do objecto negocial SUBTÍTULO III Estrutura do negócio jurídico Preliminares 435. Os elementos da estrutura do negócio jurídico Papel da vontade e da declaração: colocação do problema Papel da vontade e da declaração: o debate doutrinal

5 760 TEORIA GERAL DO DIREITO CIVIL 438. Papel da vontade e da declaração: posição adoptada O problema no Código Civil I A vontade Noção e requisitos 440. O negócio jurídico como acto voluntário A noção de vontade normativa Declarações de vontade e declarações de ciência Requisitos da vontade negocial Regime da vontade no Código Civil Falta de Vontade 445. Coacção física: noção Coacção física: efeitos Falta de consciência da declaração: noção Falta de consciência da declaração: efeitos Declarações não sérias: noção e modalidades Declarações não sérias: efeitos I Vícios na Formação da Vontade DIVISÃO I Ge n e r a l i da d e s 451. Modalidades de vícios na formação da vontade Breve referência à lesão e aos vícios redibitórios Consequências dos vícios na formação da vontade DIVISÃO II Modalidades de vícios na formação da vontade SUBDIVISÃO I O Er ro 1.º Regime comum 454. Noção e modalidades do erro Requisitos comuns de relevância do erro: generalidades

6 ÍNDICE Requisitos comuns de relevância do erro: a causalidade Requisitos comuns de relevância do erro: a propriedade Requisitos comuns de relevância do erro: a desculpabilidade Requisitos comuns de relevância do erro: a individualidade Requisitos comuns de relevância do erro: a tipicidade Requisitos relativos ao declaratário º O erro simples 462. Erro sobre a pessoa do declaratário e erro sobre o objecto negocial Erro sobre a base do negócio Erro sobre os motivos º O erro qualificado por dolo 465. Noção e modalidades do dolo Relevância do dolo Efeitos do dolo; regime do dolo irrelevante Confronto com o regime do erro simples SUBDIVISÃO II O m e d o 1.º No ç ã o e c au s a s d o m e d o 469. Noção de medo Causas do medo º A coacção moral 471. Noção Elementos da coacção moral: a ameaça de um mal Elementos da coacção moral: a ilicitude da ameaça Elementos da coacção moral: a intencionalidade da ameaça Requisitos de relevância da coacção moral Temor reverencial º O estado de necessidade 477. Noção Relevância do estado de necessidade

7 762 TEORIA GERAL DO DIREITO CIVIL SUBDIVISÃO III A Us u r a 479. Noção Elementos da usura: a situação de inferioridade do declarante Elementos da usura: a excessividade ou injustificação do benefício Elementos da usura: a intenção ou consciência de explorar a situação de inferioridade Autonomia do vício da usura Regime do negócio usurário V A Substituição e a Conjugação de Vontades 485. Generalidades DIVISÃO I A representação em geral 486. Noção de representação e suas modalidades Figuras afins da representação Efeitos da representação Modalidades da representação Contrato consigo mesmo DIVISÃO II A representação voluntária 491. Noção e fontes da representação voluntária Noção de procuração Regime da procuração Representação sem poderes Abuso de representação II A declaração Noção e Modalidades da Declaração 496. Noção de declaração Modalidades da declaração Declaração expressa e declaração tácita Declaração tácita, declaração presumida e declaração ficta Valor declarativo do silêncio...286

8 ÍNDICE 763 Forma da Declaração 501. Noção de forma Distinção entre forma e formalidades Formalidades ad substantiam e formalidades ad probationem O princípio da liberdade de forma Forma legal, forma convencional e forma voluntária Regime da forma legal Âmbito da forma legal Regime do vício de forma Regime da forma voluntária Regime da forma convencional V Divergências entre a vontade e a declaração Pr e l i m i n a r e s 511. Colocação do problema Modalidades de divergências; razão de ordem Divergências Intencionais Enganosas DIVISÃO I A s i m u l a ç ã o 1.º Noção e modalidades 513. Noção de simulação Simulação fraudulenta e simulação inocente Simulação absoluta e simulação relativa Simulação subjectiva e simulação objectiva º Regime jurídico 517. Prova da simulação Valor do negócio simulado Valor do negócio dissimulado Legitimidade para arguir a simulação: regime geral Regime de arguição da simulação por terceiros Inoponibilidade da simulação a terceiros Conflitos entre terceiros perante a simulação: exposição do problema Conflitos entre terceiros perante a simulação: posição adoptada

9 764 TEORIA GERAL DO DIREITO CIVIL 3.º Figuras afins da simulação 525. Razão de ordem A errada qualificação do negócio jurídico A interposição real de pessoas O negócio fiduciário O negócio indirecto DIVISÃO II A reserva mental 530. Noção Modalidades Efeitos I Divergências não Intencionais 533. O erro na declaração: noção e modalidades Erro na declaração: requisitos de relevância Erro na declaração: efeitos Erro na transmissão da vontade Erro no entendimento CAPÍTULO V A CAUSA 538. Delimitação da matéria; polissemia da palavra causa A causa do negócio jurídico; preliminares Causa objectiva e causa subjectiva Causa objectiva e causa subjectiva: posição adoptada Causa, motivos antecedentes e fim mediato Regime da causa Importância da causa Negócios causais, negócios abstractos e negócios com causa presumida SUBTÍTULO IV Conteúdo do negócio jurídico Preliminares 546. Noção de conteúdo Razão de ordem Sede legal da matéria

10 ÍNDICE 765 I Formação do conteúdo O Papel da Vontade na Formação do Conteúdo 549. Generalidades Liberdade de celebração Liberdade de selecção do tipo negocial Liberdade de estipulação Classificação dos negócios jurídicos em função do papel da vontade O Pa p e l da Le i n a Fo r m a ç ã o d o Co n t e ú d o 554. Colocação do problema O papel das normas dispositivas A eficácia sancionatória das normas imperativas A eficácia mediata das normas imperativas Noção Condição e pressuposição Importância da condição Modalidades das condições Condições próprias e condições impróprias Condições suspensivas e condições resolutivas Condições idóneas e condições inidóneas Condições de momento certo e condições de momento incerto Condições potestativas, casuais e mistas DIVISÃO II Regime da condição 567. Aponibilidade da condição Relevância da condição na eficácia do negócio Efeitos da aposição da condição: generalidades Pendência da condição Verificação e não verificação da condição Efeitos da verificação e da não verificação da condição O Te r m o 573. Noção Modalidades do termo Aponibilidade do termo Regime do termo

11 766 TEORIA GERAL DO DIREITO CIVIL I O Mo d o 577. Noção Aponibilidade do modo Regime do modo Distinção entre modo e condição V Outros Elementos Acidentais do Negócio Jurídico 581. A cláusula penal A cláusula de equidade Outras cláusulas acessórias V Determinação do conteúdo Interpretação do Negócio Jurídico 584. Colocação do problema Noção e objecto da interpretação A solução de direito positivo; regime geral Elementos da interpretação A indeterminação do sentido do negócio Especialidades dos negócios formais Especialidades do testamento Especialidades dos contratos de adesão Integração do Negócio Jurídico 592. Noção de integração Admissibilidade da integração Elementos da integração Especialidades dos negócios formais Especialidades do testamento Especialidades dos contratos de adesão

12 ÍNDICE 767 SUBTÍTULO V Função do negócio jurídico Preliminares 598. Colocação do problema Distinção entre validade e eficácia Razão de ordem I Eficácia do negócio jurídico 601. Generalidades Produção dos Efeitos 602. Sentido da expressão Modo de produção dos efeitos; remissão Modalidades dos efeitos Oponibilidade dos efeitos Modificação dos Efeitos 606. Sentido da expressão e modalidades Modificação por alteração das circunstâncias I Cessação dos Efeitos 608. Razão de ordem Resolução Revogação Denúncia

13 768 TEORIA GERAL DO DIREITO CIVIL II Ineficácia do negócio jurídico Valores negativos SUB Noções Gerais 612. Quadro dos valores negativos Autonomia da inexistência jurídica e seu regime jurídico Irregularidade SUB Invalidade do Negócio Jurídico DIVISÃO I Noção e modalidades 615. Noção de invalidade As chamadas invalidades mistas Modalidades da invalidade Distinção entre nulidade e anulabilidade DIVISÃO II Regime jurídico da invalidade 619. Razão de ordem SUBDIVISÃO I Arguição da invalidade 620. Legitimidade de arguição Tempo de arguição Modo de arguição Efeitos da invalidade e tutela de terceiros SUBDIVISÃO II Convalescença do negócio jurídico inválido 624. Modalidades Validação Caducidade do direito de arguir o vício Confirmação

14 ÍNDICE 769 SUBDIVISÃO III Aproveitamento do Negócio Jurídico Inválido 628. Generalidades º A invalidade parcial 629. Colocação do problema Invalidade parcial e eficácia mediata de normas imperativas Invalidade parcial e integração A redução como modalidade da invalidade parcial Regime jurídico da redução Redução comum e redução legal º A conversão do negócio jurídico 635. Breve nota histórica; colocação do problema Construção jurídica da conversão Âmbito de aplicação Pressupostos da conversão Requisitos da conversão Arguição da convertibilidade Conversão comum e conversão legal Figuras afins da conversão Ineficácia stricto sensu 643. Noção e modalidades Inoponibilidade Impugnabilidade TÍTULO III O acto jurídico simples Noção e modalidades 646. Generalidades Noção de acto jurídico simples Modalidades do acto jurídico simples

15 770 MODALIDADES DOS FACTOS JURÍDICOS I Regime do acto jurídico simples 649. Generalidades Sede legal da matéria Regime das operações jurídicas Regime dos quase negócios jurídicos PARTE III Conteúdo da Relação Jurídica TÍTULO I Preliminares 653. Noção de conteúdo Razão de ordem Sede legal da matéria TÍTULO II As situações jurídicas SUBTÍTULO I As situações jurídicas activas O direito subjectivo Noção de Direito Subjectivo 656. Colocação do problema Teorias negativistas A teoria da vontade A teoria do interesse As teorias eclécticas A teoria do Prof. Gomes da Silva A teoria do poder jurídico Posição adoptada Modalidades do Direito Subjectivo 664. Direitos subjectivos absolutos e direitos subjectivos relativos Direitos a uma conduta de outrem e direitos potestativos Direitos subjectivos patrimoniais e direitos subjectivos não patrimoniais Direitos subjectivos transmissíveis e direitos subjectivos não transmissíveis Referência a outras classificações

16 MODALIDADES DOS FACTOS JURÍDICOS 771 I Conteúdo do Direito Subjectivo 669. Noção de conteúdo Análise do conteúdo do direito subjectivo A faculdade de disposição e o conteúdo do direito subjectivo Distinção entre actos de disposição e actos de administração V Exercício do Direito Subjectivo DIVISÃO I Noção e modalidades 673. Noção de exercício do direito Modalidades de exercício do direito; enunciação Exercício instantâneo e exercício duradouro Exercício facultativo e exercício obrigatório Exercício pessoal e exercício representativo Exercício singular e exercício colectivo Exercício causal e exercício formal DIVISÃO II Limites ao exercício do direito 680. Generalidades Limites intrínsecos: contenção no conteúdo Limites intrínsecos: confinação ao objecto Limites extrínsecos: a colisão de direitos Limites extrínsecos: abuso do direito; caracterização Limites extrínsecos: regime jurídico do acto abusivo I Figuras afins do direito subjectivo 686. Interesses reflexamente protegidos, interesses indirectamente protegidos e interesses difusos Expectativa jurídica Poder funcional SUBTÍTULO II As situações jurídicas passivas Noção e modalidades da vinculação jurídica 689. Noção de vinculação Dever jurídico

17 772 MODALIDADES DOS FACTOS JURÍDICOS 691. Obrigação Sujeição Submissão I Figuras afins da vinculação 694. Obrigação natural Ónus SUBTÍTULO III Vicissitudes das situações jurídicas Generalidades 696. Modalidades das vicissitudes Fixação da terminologia I Evolução objectiva 698. Constituição Modificação Extinção II Evolução subjectiva 701. Aquisição; noção e modalidades Modalidades de aquisição derivada Perda e liberação Relações entre a evolução objectiva e a evolução subjectiva; noção de transmissão TÍTULO III Influência do tempo nas situações jurídicas O tempo como facto jurídico 705. Razão de ordem Fontes de relevância do tempo Cômputo do tempo Interpretação de certas regras de fixação do tempo Modalidades dos prazos Modalidades da influência do tempo nas situações jurídicas

18 MODALIDADES DOS FACTOS JURÍDICOS 773 I Prescrição Noção e Modalidades 711. Noção de prescrição Âmbito da prescrição e não uso Modalidades da prescrição Prazos prescricionais Regime Jurídico 715. Razão de ordem Relevância da vontade na fixação do regime da prescrição Contagem do prazo prescricional Suspensão da prescrição Interrupção da prescrição Invocação da prescrição II Caducidade 721. Noção de caducidade Modalidades de caducidade Regime da caducidade Contagem do prazo de caducidade Invocação da caducidade PARTE IV A Garantia TÍTULO I Preliminares 726. Generalidades Modalidades da garantia Garantia pública e garantia privada Garantia preventiva e garantia repressiva Garantia específica e garantia substitutiva Garantia directa e garantia indirecta Indicação de sequência

19 774 MODALIDADES DOS FACTOS JURÍDICOS TÍTULO II Garantia privada 733. Generalidades Acção directa Legítima defesa Estado de necessidade Direito de retenção Excepção de não cumprimento Meios específicos de tutela privada TÍTULO III Garantia pública 740. Generalidades Razão de ordem Acção de declaração Acção de execução Procedimentos cautelares Índice Ideográfico...743

Teoria Geral do Direito Civil

Teoria Geral do Direito Civil Universidade de Macau Faculdade de Direito Teoria Geral do Direito Civil Programa da disciplina Referências bibliográficas Ano lectivo de 2014/2015 Disciplina anual do 2 ano jurídico Carga horária: 5 horas

Leia mais

Faculdade de Direito de Lisboa Ano lectivo de 2015/2016 TEORIA GERAL DO DIREITO CIVIL II TURMA B

Faculdade de Direito de Lisboa Ano lectivo de 2015/2016 TEORIA GERAL DO DIREITO CIVIL II TURMA B Faculdade de Direito de Lisboa Ano lectivo de 2015/2016 TEORIA GERAL DO DIREITO CIVIL II TURMA B Coordenação e regência: Profª Doutora Maria do Rosário Palma Ramalho Colaboradores: Prof. Doutor Pedro Leitão

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular TEORIA GERAL DO NEGÓCIO JURÍDICO Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular TEORIA GERAL DO NEGÓCIO JURÍDICO Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular TEORIA GERAL DO NEGÓCIO JURÍDICO Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Direito (1º Ciclo) 2. Curso Direito 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular TEORIA GERAL DO

Leia mais

SUMÁRIO. 3. Capacidade. 1. O Código Civil 17

SUMÁRIO. 3. Capacidade. 1. O Código Civil 17 SUMÁRIO CAPíTULO 1 - PESSOAS NATURAIS 1. O Código Civil 17 1.1 Divisão do Código Civil 19 1.2 Princípios ideológicus do Código Civil... 20 1.3 Princípios fundamentais do Código Civil... 20 1.3. I Princípio

Leia mais

PARTE I DO DIREITO PRIVADO

PARTE I DO DIREITO PRIVADO PARTE I INTRODUÇÃO ÍNDICE SISTEMÁTICO AO ESTUDO DO DIREITO PRIVADO O DIREITO ÍNDICE E AS SUAS FONTES Objecto e plano do curso... 21 PARTE I INTRODUÇÂO AO ESTUDO DO DIREITO PRIVADO TÍTULO I O DIREITO E

Leia mais

Plano de Curso de Direito das Obrigações. Disciplina do 3º Ano da Licenciatura em Direito

Plano de Curso de Direito das Obrigações. Disciplina do 3º Ano da Licenciatura em Direito Faculdade de Direito da Universidade de Macau Plano de Curso de Direito das Obrigações Disciplina do 3º Ano da Licenciatura em Direito Ano Lectivo 2010/2011 Regente: Manuel M. E. Trigo Assistente: João

Leia mais

Germano Marques da Silva. Professor da Faculdade de Direito Universidade Católica Portuguesa

Germano Marques da Silva. Professor da Faculdade de Direito Universidade Católica Portuguesa Germano Marques da Silva Professor da Faculdade de Direito Universidade Católica Portuguesa UNIVERSIDADE CATÓLICA EDITORA LISBOA 2012 PREFÁCIO Publiquei em 1998 o Direito Penal Português, II, Teoria do

Leia mais

Plano de Curso de Direito das Obrigações. Disciplina do 3º Ano da Licenciatura em Direito

Plano de Curso de Direito das Obrigações. Disciplina do 3º Ano da Licenciatura em Direito Faculdade de Direito da Universidade de Macau Plano de Curso de Direito das Obrigações Disciplina do 3º Ano da Licenciatura em Direito Ano Lectivo 2014/2015 Regente: Vera Lúcia Raposo Assistente: Joana

Leia mais

FATOS, ATOS E NEGÓCIOS JURÍDICOS Resumo Prof. Lucas Siqueira

FATOS, ATOS E NEGÓCIOS JURÍDICOS Resumo Prof. Lucas Siqueira FATOS, ATOS E NEGÓCIOS JURÍDICOS Resumo Prof. Lucas Siqueira Fatos Jurídicos Natural ou stricto sensu: Ocorrem segundo a lei da causalidade natural, sem interferência da vontade humana. * ordinário * extraordinário

Leia mais

ORDEM PROFISSIONAL DE AUDITORES E CONTABILISTAS CERTIFICADOS EXAME PARA CONTABILISTA CERTIFICADO 29/10/2014 DIREITO CIVIL

ORDEM PROFISSIONAL DE AUDITORES E CONTABILISTAS CERTIFICADOS EXAME PARA CONTABILISTA CERTIFICADO 29/10/2014 DIREITO CIVIL ORDEM PROFISSIONAL DE AUDITORES E CONTABILISTAS CERTIFICADOS EXAME PARA CONTABILISTA CERTIFICADO 29/10/2014 DIREITO CIVIL NOME: Doc. Identificação: Classificação: I Escolha a resposta correcta entre as

Leia mais

DIREITO DAS OBRIGAÇÕES 2.º Ano Turma B (2014/2015)

DIREITO DAS OBRIGAÇÕES 2.º Ano Turma B (2014/2015) DIREITO DAS OBRIGAÇÕES 2.º Ano Turma B (2014/2015) Regente: Pedro Romano Martinez INDICAÇÃO BIBLIOGRÁFICA (Obras gerais) CORDEIRO, António Menezes Direito das Obrigações, Tratado de Direito Civil, Vols.

Leia mais

FACULDADE DE PARÁ DE MINAS Reconhecida pelo Decreto 79.090 de 04/01/1970

FACULDADE DE PARÁ DE MINAS Reconhecida pelo Decreto 79.090 de 04/01/1970 CURSO DE DIREITO 2º SEMESTRE 2013 PERÍODO: 4º DISCIPLINA: Direito Civil III - Teoria Geral dos Contratos e Responsabilidade Civil CARGA HORÁRIA TOTAL: 80 h/a. CRÉDITOS: 04 PROFESSORA: MÁRCIA PEREIRA COSTA

Leia mais

INDICE DO VOL. I. Págs. Prefácio... 7 Nota introdutória... 9 Abreviaturas e siglas... 13

INDICE DO VOL. I. Págs. Prefácio... 7 Nota introdutória... 9 Abreviaturas e siglas... 13 INDICE DO VOL. I Prefácio... 7 Nota introdutória... 9 Abreviaturas e siglas... 13 A Abandono da obra... 19 Abertura de conta... 30 Abertura de crédito... 43 Abertura de crédito documentário... 52 Abuso

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO I

DIREITO ADMINISTRATIVO I Faculdade de Direito Universidade de Macau DIREITO ADMINISTRATIVO I Plano da disciplina (2010/2011) Professores: Aulas teóricas: José António Pinheiro Torres Aulas práticas: Miguel Lemos PARTE I ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Conteúdo: Fatos Jurídicos: Negócio Jurídico - Classificação; Interpretação; Preservação. - FATOS JURÍDICOS -

Conteúdo: Fatos Jurídicos: Negócio Jurídico - Classificação; Interpretação; Preservação. - FATOS JURÍDICOS - Turma e Ano: Flex A (2014) Matéria / Aula: Civil (Parte Geral) / Aula 11 Professor: Rafael da Motta Mendonça Conteúdo: Fatos Jurídicos: Negócio Jurídico - Classificação; Interpretação; Preservação. - FATOS

Leia mais

PLANO DE ENSINO - Curso Semestral 2015

PLANO DE ENSINO - Curso Semestral 2015 21/02/2011 Página 1 de 6 PLANO DE ENSINO - Curso Semestral 2015 Disciplina DIREITO DOS CONTRATOS Curso Graduação Período 5º PERÍODO Eixo de Formação EIXO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL Turma A, B e D Código

Leia mais

Para este rol, vide o art.º 405º do CódCiv. 135 Vide nº 1 do art.º 37º da Constituição da República de Angola. Página 126 de 224

Para este rol, vide o art.º 405º do CódCiv. 135 Vide nº 1 do art.º 37º da Constituição da República de Angola. Página 126 de 224 132 n 133 134 135 n 132 133 A propriedade privada é o direito real que integra todas as prerrogativas que se podem ter sobre determinada coisa vide art.º 1305º CódCiv, bem como à Constituição da República

Leia mais

Faculdade de Direito de Lisboa Ano lectivo de 2015/2016 TEORIA GERAL DO DIREITO CIVIL I TURMA B

Faculdade de Direito de Lisboa Ano lectivo de 2015/2016 TEORIA GERAL DO DIREITO CIVIL I TURMA B Faculdade de Direito de Lisboa Ano lectivo de 2015/2016 TEORIA GERAL DO DIREITO CIVIL I TURMA B Coordenação e regência: Profª Doutora Rosário Palma Ramalho Colaboradores: Prof. Doutor Pedro Leitão Pais

Leia mais

6 Inventários e arrolamentos. Processo. Petição de herança, 83

6 Inventários e arrolamentos. Processo. Petição de herança, 83 1 Noções introdutórias, 1 1.1 Sucessão. Compreensão do vocábulo. O direito das sucessões, 1 1.2 Direito das sucessões no direito romano, 2 1.3 Ideia central do direito das sucessões, 4 1.4 Noção de herança,

Leia mais

Sumário. Apresentação... 21. Prefácio da Obra... 23

Sumário. Apresentação... 21. Prefácio da Obra... 23 Sumário Nota do autor à 1ª edição... 15 Nota do autor à 3ª edição... 19 Apresentação... 21 Prefácio da Obra... 23 Capítulo I Princípios Constitucionais no Direito Civil Contemporâneo... 25 1. Introdução...

Leia mais

www.direitofacil.com axz v É ]âü w vé @ `öüv t cxä áátü DIREITO CIVIL DO NEGÓCIO JURÍDICO

www.direitofacil.com axz v É ]âü w vé @ `öüv t cxä áátü DIREITO CIVIL DO NEGÓCIO JURÍDICO DIREITO CIVIL DO NEGÓCIO JURÍDICO 01 Quanto aos Negócios Jurídicos, podemos dizer que: a) são seus elementos essenciais: agente capaz, objeto lícito, possível determinado ou determinável, consentimento

Leia mais

I Curso de Doutoramento em Direito. Ramo de Direito Privado. Direito Civil. Tema geral: Direito dos Contratos

I Curso de Doutoramento em Direito. Ramo de Direito Privado. Direito Civil. Tema geral: Direito dos Contratos I Curso de Doutoramento em Direito Ramo de Direito Privado Direito Civil Tema geral: Direito dos Contratos Profª. Doutora Assunção Cristas Prof. Doutor Vítor Neves A) Programa: Módulo I Formação e conteúdo

Leia mais

Legislação Instrumental. Aula 1. Legislação Aplicada à Logística. Legislação Aplicada à Logística Aula 1. Contextualização. Prof.

Legislação Instrumental. Aula 1. Legislação Aplicada à Logística. Legislação Aplicada à Logística Aula 1. Contextualização. Prof. Legislação Instrumental Aula 1 Prof. Guilherme Amintas Legislação Aplicada à Logística Tópicos desta disciplina por aula Aula 1 noções de Direito Aula 2 Direito Constitucional Aula 3 Direito Empresarial

Leia mais

Programa da disciplina de Direito Comercial I

Programa da disciplina de Direito Comercial I Universidade de Macau Faculdade de Direito Ano lectivo 2010/2011 Programa da disciplina de Direito Comercial I Regente: Mestre Augusto Teixeira Garcia Assistente: Mestre Miguel Quental Programa da disciplina

Leia mais

ASPECTOS GERAIS DOS NEGÓCIOS JURÍDICOS Rafael Medeiros Antunes Ferreira 1

ASPECTOS GERAIS DOS NEGÓCIOS JURÍDICOS Rafael Medeiros Antunes Ferreira 1 ASPECTOS GERAIS DOS NEGÓCIOS JURÍDICOS Rafael Medeiros Antunes Ferreira 1 RESUMO: Este artigo discorre sobre os aspectos gerais dos negócios jurídicos, abordando seus elementos, algumas de suas principais

Leia mais

Apresentação, xvii. Prefácio à 12a Edição, xxi. Parte I - Introdução ao Direito Civil, 1. 1 Introdução ao Direito Civil, 3 1.

Apresentação, xvii. Prefácio à 12a Edição, xxi. Parte I - Introdução ao Direito Civil, 1. 1 Introdução ao Direito Civil, 3 1. Apresentação, xvii Prefácio à 12a Edição, xxi Parte I - Introdução ao Direito Civil, 1 1 Introdução ao Direito Civil, 3 1.1 Tipicidade, 6 2 Fontes do Direito, 9 2.1 Lei, 10 2.1.1 Classificação das Leis,

Leia mais

DIREITO EMPRESARIAL - TEORIA GERAL DOS CONTRATOS MERCANTIS

DIREITO EMPRESARIAL - TEORIA GERAL DOS CONTRATOS MERCANTIS DIREITO EMPRESARIAL - TEORIA GERAL DOS CONTRATOS MERCANTIS Prof. Mauro Fernando de Arruda Domingues 1. Regimes jurídicos e conceito: O contrato é o instrumento pelo qual as pessoas contraem obrigação umas

Leia mais

UNIVERSIDADE DE MACAU FACULDADE DE DIREITO

UNIVERSIDADE DE MACAU FACULDADE DE DIREITO UNIVERSIDADE DE MACAU FACULDADE DE DIREITO DIREITO DA FAMÍLIA E DAS SUCESSÕES DISCIPLINA DO 4 ANO DA LICENCIATURA EM DIREITO EM LÍNGUA PORTUGUESA PLANO DE CURSO ANO LECTIVO DE 2010/2011 Regente: Manuel

Leia mais

Sumário. Agradecimentos... 11 Coleção sinopses para concursos... 13 Guia de leitura da Coleção... 15 Nota dos autores à 3ª edição...

Sumário. Agradecimentos... 11 Coleção sinopses para concursos... 13 Guia de leitura da Coleção... 15 Nota dos autores à 3ª edição... Sumário Agradecimentos... 11 Coleção sinopses para concursos... 13 Guia de leitura da Coleção... 15 Nota dos autores à 3ª edição... 17 Capítulo I OPÇÃO METODOLÓGICA... 19 Parte I DIREITO DAS OBRIGAÇÕES

Leia mais

CIRCULAR N/REFª: 01/15 DATA: 05/01/2015. Assunto: NRAU. Exmos. Senhores,

CIRCULAR N/REFª: 01/15 DATA: 05/01/2015. Assunto: NRAU. Exmos. Senhores, CIRCULAR N/REFª: 01/15 DATA: 05/01/2015 Assunto: NRAU Exmos. Senhores, Junto se envia para conhecimento, informação relativa ao Novo Regime do Arrendamento Urbano, conforme resultante da alteração pela

Leia mais

Direito Civil IV Aula 08. Foed Saliba Smaka Jr. Curso de Direito ISEPE Guaratuba 2015/2

Direito Civil IV Aula 08. Foed Saliba Smaka Jr. Curso de Direito ISEPE Guaratuba 2015/2 Direito Civil IV Aula 08 Foed Saliba Smaka Jr. Curso de Direito ISEPE Guaratuba 2015/2 Revisão Localização do Contrato; Características dos Contratos; Conceito de Contrato; Requisitos de Validade dos Contratos;

Leia mais

ÍNDICE SISTEMÁTICO. Introdução... 45. LEI N.º 59/2008, de 11 de Setembro Aprova o Regime e o Regulamento do Contrato de Trabalho em Funções Públicas

ÍNDICE SISTEMÁTICO. Introdução... 45. LEI N.º 59/2008, de 11 de Setembro Aprova o Regime e o Regulamento do Contrato de Trabalho em Funções Públicas Introdução.................................................... 45 LEI N.º 59/2008, de 11 de Setembro Aprova o Regime e o Regulamento do Contrato de Trabalho em Funções Públicas Artigo 1.º Objecto............................................

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO I

DIREITO ADMINISTRATIVO I UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE DIREITO DIREITO ADMINISTRATIVO I 2.º Ano Turma B PROGRAMA DA DISCIPLINA Ano lectivo de 2011/2012 LISBOA 2011 Regente: Prof. Doutor Fausto de Quadros ELEMENTOS DE ESTUDO

Leia mais

O Acto Administrativo: Conceito, estrutura, objecto e conteúdo

O Acto Administrativo: Conceito, estrutura, objecto e conteúdo Filipa Rente Ramalho O Acto Administrativo: Conceito, estrutura, objecto e conteúdo Trabalho para a Disciplina de Direito Administrativo Orientador: Professor António Francisco de Sousa UNIVERSIDADE DO

Leia mais

Faculdade de Direito de Lisboa Ano lectivo de 2014/2015 DIREITO DO TRABALHO II 4º ANO - TURMA DA NOITE

Faculdade de Direito de Lisboa Ano lectivo de 2014/2015 DIREITO DO TRABALHO II 4º ANO - TURMA DA NOITE Faculdade de Direito de Lisboa Ano lectivo de 2014/2015 DIREITO DO TRABALHO II 4º ANO - TURMA DA NOITE Coordenação e regência da disciplina: Profª Doutora Maria do Rosário Palma Ramalho Colaboradores:

Leia mais

7 Transmissão das obrigações, 139 7.1 Cessão de crédito, 139

7 Transmissão das obrigações, 139 7.1 Cessão de crédito, 139 1 Introdução ao direito das obrigações, 1 1.1 Posição da obrigação no campo jurídico, 1 1.2 Definição, 4 1.3 Distinção entre direitos reais e direitos pessoais, 7 1.4 Importância do Direito das Obrigações,

Leia mais

Sumário NOTA À TERCEIRA EDIÇÃO... 15 NOTA PRÉVIA... 19 PREFÁCIO... 21 APRESENTAÇÃO... 23

Sumário NOTA À TERCEIRA EDIÇÃO... 15 NOTA PRÉVIA... 19 PREFÁCIO... 21 APRESENTAÇÃO... 23 Sumário NOTA À TERCEIRA EDIÇÃO... 15 NOTA PRÉVIA... 19 PREFÁCIO... 21 APRESENTAÇÃO... 23 CAPÍTULO I... 25 1. Novos riscos, novos danos... 25 2. O Estado como responsável por danos indenizáveis... 26 3.

Leia mais

TABELA DE CORRESPONDÊNCIA CÓDIGO CIVIL/1916 E CÓDIGO CIVIL/2002

TABELA DE CORRESPONDÊNCIA CÓDIGO CIVIL/1916 E CÓDIGO CIVIL/2002 TABELA DE CORRESPONDÊNCIA CÓDIGO CIVIL/1916 E CÓDIGO CIVIL/2002 PARTE GERAL DISPOSIÇÃO PRELIMINAR Art. 1º............. sem correspondência LIVRO I DAS PESSOAS TÍTULO I DA DIVISÃO DAS PESSOAS DAS PESSOAS

Leia mais

PLANO DE ENSINO. TEORIA GERAL DO DIREITO PRIVADO - Noturno Código 50010 Créditos: 4 Pré-requisitos --

PLANO DE ENSINO. TEORIA GERAL DO DIREITO PRIVADO - Noturno Código 50010 Créditos: 4 Pré-requisitos -- PLANO DE ENSINO 1. IDENTIFICAÇÃO: Faculdade: FACITEC Curso: DIREITO Disciplina: TEORIA GERAL DO DIREITO PRIVADO - Noturno Código 50010 Créditos: 4 Pré-requisitos -- 2. EMENTA: Princípios fundamentais:

Leia mais

OAB 140º - 1ª Fase Extensivo Final de Semana Disciplina: Direito Civil Professor Andre Barros Data: 19/09/2009

OAB 140º - 1ª Fase Extensivo Final de Semana Disciplina: Direito Civil Professor Andre Barros Data: 19/09/2009 Aula 3: Validades dos Atos, Vícios, Erro, Dolo, Coação, Estado de Perigo, Lesão, Fraude contra credores, Simulação, Efeitos dos Negócios Jurídicos, Condição, Termo, Encargo, Prescrição e Decadência. Validade

Leia mais

Sumário. Apresentação, xvii Prefácio,xxi Nota do Autor à 7g edição, xxiii

Sumário. Apresentação, xvii Prefácio,xxi Nota do Autor à 7g edição, xxiii Sumário Apresentação, xvii Prefácio,xxi Nota do Autor à 7g edição, xxiii Parte I - Introdução ao Direito Civil, 1 1 Introdução ao Direito Civil, 3 1.1 Tipicidade, 6 2 Fontes do Direito, 9 2.1 Lei, 10 2.2

Leia mais

DECRETO-LEI Nº 122/2000, DE 4 DE JULHO

DECRETO-LEI Nº 122/2000, DE 4 DE JULHO DECRETO-LEI Nº 122/2000, DE 4 DE JULHO O presente diploma transpõe para a ordem jurídica interna a directiva do Parlamento Europeu e do Conselho nº 96/9/CE, de 11 de Março, relativa à protecção jurídica

Leia mais

Sumário PARTE GERAL 3. PESSOA JURÍDICA

Sumário PARTE GERAL 3. PESSOA JURÍDICA Sumário PARTE GERAL 1. LINDB, DAS PESSOAS, DOS BENS E DO NEGÓCIO JURÍDICO 1. Introdução (DL 4.657/1942 da LINDB) 2. Direito objetivo e subjetivo 3. Fontes do Direito 4. Lacuna da lei (art. 4.º da LINDB)

Leia mais

CONTRATO DE TRABALHO. Diferença entre Contrato de Trabalho e Contrato de Prestação de Serviços

CONTRATO DE TRABALHO. Diferença entre Contrato de Trabalho e Contrato de Prestação de Serviços CONTRATO DE TRABALHO O QUE DIZ A LEI OBSERVAÇÕES Diferença entre Contrato de Trabalho e Contrato de Prestação de Serviços Contrato de trabalho é aquele pelo qual uma pessoa se obriga, mediante retribuição,

Leia mais

Patricia Quesado Contabilidade de Custos Turma: CONTN2

Patricia Quesado Contabilidade de Custos Turma: CONTN2 Ano Lectivo: Docente: Disciplina: 2003/2004 Semestre: 2 Patricia Quesado Contabilidade de Custos Turma: CONTN2 Data de Impressão: 09/06/04 Data Inicio Nº Pres. Sumários Observações -Mar-04 VII Apuramento

Leia mais

PROGRAMA DE DIREITOS REAIS Luís Menezes Leitão

PROGRAMA DE DIREITOS REAIS Luís Menezes Leitão PROGRAMA DE DIREITOS REAIS Luís Menezes Leitão INTRODUÇÃO Secção I. Os Direitos Reais. 1. A categoria de Direitos Reais. 2. Objecto e características dos Direitos Reais. 3. A tutela constitucional dos

Leia mais

ESTATUTO DOS BENEFÍCIOS FISCAIS. Decreto-Lei n.º 215/89, de 1 de Julho (Revisto pelo Decreto-Lei n.º 198/2001, de 3 de Julho)

ESTATUTO DOS BENEFÍCIOS FISCAIS. Decreto-Lei n.º 215/89, de 1 de Julho (Revisto pelo Decreto-Lei n.º 198/2001, de 3 de Julho) ESTATUTO DOS BENEFÍCIOS FISCAIS Decreto-Lei n.º 215/89, de 1 de Julho (Revisto pelo Decreto-Lei n.º 198/2001, de 3 de Julho) Artigo 2.º Conceito de benefício fiscal e de despesa fiscal e respectivo controlo

Leia mais

EXERCÍCIO 1. EXERCÍCIO 1 Continuação

EXERCÍCIO 1. EXERCÍCIO 1 Continuação Direito Civil Contratos Aula 1 Exercícios Professora Consuelo Huebra EXERCÍCIO 1 Assinale a opção correta com relação aos contratos. a) O contrato preliminar gera uma obrigação de fazer, no entanto não

Leia mais

E) 06. TOMANDO POR BASE AS

E) 06. TOMANDO POR BASE AS 01. Se alguém fizer seguro de vida, omitindo moléstia grave, e vier a falecer poucos meses depois, vindo a prejudicar a seguradora e a beneficiar os sucessores, ter-se-á a configuração de: A) dolo positivo.

Leia mais

UFRJ/FND Monitoria 2013/2014 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DE DISCIPLINAS DO DEPARTAMENTO DE DIREITO CIVIL. Direito Internacional Privado I

UFRJ/FND Monitoria 2013/2014 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DE DISCIPLINAS DO DEPARTAMENTO DE DIREITO CIVIL. Direito Internacional Privado I UFRJ/FND Monitoria 2013/2014 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DE DISCIPLINAS DO DEPARTAMENTO DE DIREITO CIVIL Direito Internacional Privado I PONTOS: 1. Introdução ao direito internacional privado: objeto, denominação

Leia mais

LEI N.º 23/96, DE 26 DE JULHO, ALTERADA PELA LEI N. O 12/2008, DE 26 DE FEVEREIRO, E PELA LEI N. O 24/2008, DE 2 DE JUNHO Serviços públicos essenciais

LEI N.º 23/96, DE 26 DE JULHO, ALTERADA PELA LEI N. O 12/2008, DE 26 DE FEVEREIRO, E PELA LEI N. O 24/2008, DE 2 DE JUNHO Serviços públicos essenciais LEI N.º 23/96, DE 26 DE JULHO, ALTERADA PELA LEI N. O 12/2008, DE 26 DE FEVEREIRO, E PELA LEI N. O 24/2008, DE 2 DE JUNHO Serviços públicos essenciais Artigo 1.º Objecto e âmbito 1 A presente lei consagra

Leia mais

DIREITO CONTRATUAL. Uma proposta de ensino aos acadêmicos de Direito. EDITORA LTr SÃO PAULO. 347.44(81) K39d

DIREITO CONTRATUAL. Uma proposta de ensino aos acadêmicos de Direito. EDITORA LTr SÃO PAULO. 347.44(81) K39d GILBERTO KERBER Professor e advogado. Mestre em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina. Professor do Curso de Graduação e de Pós-Graduação de Direito da Universidade Regional Integrada do

Leia mais

DIREITO CIVIL OBRIGAÇÕES PROF. FLÁVIO MONTEIRO DE BARROS

DIREITO CIVIL OBRIGAÇÕES PROF. FLÁVIO MONTEIRO DE BARROS DIREITO CIVIL OBRIGAÇÕES PROF. FLÁVIO MONTEIRO DE BARROS MÓDULO I Direito das obrigações; Introdução; Divisão patrimonial; Distinção entre os direitos reais e pessoais; Direitos mistos; Obrigações propter

Leia mais

Responsabilidade Civil

Responsabilidade Civil Responsabilidade Civil Trabalho de Direito Civil Curso Gestão Nocturno Realizado por: 28457 Marco Filipe Silva 16832 Rui Gomes 1 Definição: Começando, de forma, pelo essencial, existe uma situação de responsabilidade

Leia mais

DIREITO DO TRABALHO DE ANGOLA

DIREITO DO TRABALHO DE ANGOLA LUIS MANUEL TELES DE MENEZES LEITÃO Doutor e Agregado em Direito Professor Catedrático da Faculdade de Direito de Lisboa Advogado e Jurisconsulto DIREITO DO TRABALHO DE ANGOLA ALMEDINA ÍNDICE Abreviaturas.

Leia mais

Sumário. Nota introdutória, xv

Sumário. Nota introdutória, xv Nota introdutória, xv 1 Princípios constitucionais da administração pública, 1 1.1 Conteúdo do capítulo, 1 1.2 Princípios e regras, 2 1.3 Princípi~ constitucionais, 4 IA Princípios expressos, 7 104.1 Legalidade

Leia mais

www.ualdireitopl.home.sapo.pt

www.ualdireitopl.home.sapo.pt UNIVERSIDADE AUTÓNOMA DE LISBOA 1º ANO JURÍDICO CIÊNCIA POLÍTICA E DIREITO CONSTITUCIONAL Regente: Prof. Doutor J.J. Gomes Canotilho Docente aulas teóricas: Prof. Doutor Jonatas Machado Docente aulas práticas:

Leia mais

SABER DIREITO FORMULÁRIO

SABER DIREITO FORMULÁRIO Programa Saber Direito TV Justiça Outubro de 2010 Curso: Teoria Geral dos Contratos Professor: Thiago Godoy SABER DIREITO FORMULÁRIO DO CURSO TEORIA GERAL DOS CONTRATOS PROFESSOR THIAGO GODOY AULA 01 Conceito

Leia mais

ÍNDICE. Alguns estudos do autor... Prefácio...

ÍNDICE. Alguns estudos do autor... Prefácio... ÍNDICE Alguns estudos do autor................... Prefácio..................................... 5 11 Capítulo I - CONCEITO DE DIREITO TRIBUTÁRIO 1. Direito financeiro e direito tributário........ 23 2.

Leia mais

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO REVISAÇO... 13 CAPÍTULO I NOÇÕES GERAIS DE DIREITO CIVIL... 15

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO REVISAÇO... 13 CAPÍTULO I NOÇÕES GERAIS DE DIREITO CIVIL... 15 Sumário 5 Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO REVISAÇO... 13 CAPÍTULO I NOÇÕES GERAIS DE DIREITO CIVIL... 15 QUESTÕES... 15 1. Aspectos das Codificações de 1916 e 2002... 15 2. Estrutura Organizacional do

Leia mais

TRABALHO TEMPORÁRIO & CEDÊNCIA OCASIONAL

TRABALHO TEMPORÁRIO & CEDÊNCIA OCASIONAL TRABALHO TEMPORÁRIO & CEDÊNCIA OCASIONAL 1 Sede Legal Lei n.º 19/2007, de 22.05 (LTT) [art.ºs 1º, 2º/a) a c); 3º a 5º; 6º/1, 3 a 8 e 10; 8º a 12º; 13º/1 e 4; 41º; 43º; 44º (parcialmente); 45º/2, a) a c)

Leia mais

MPBA sociedade de advogados rl

MPBA sociedade de advogados rl Informação jurídica sobre o exercício da profissão de arquitecto em regime de subordinação I) Objecto da consulta Com a presente informação jurídica pretende-se clarificar se o exercício da profissão de

Leia mais

CONTRATOS PÚBLICOS, RESPONSABILIDADE E TRIBUNAL DE CONTAS

CONTRATOS PÚBLICOS, RESPONSABILIDADE E TRIBUNAL DE CONTAS CONTRATOS PÚBLICOS, RESPONSABILIDADE E TRIBUNAL DE CONTAS Partilhamos a Experiência. Inovamos nas Soluções. PEDRO MELO Lisboa, 13 de Março de 2014 O TRIBUNAL DE CONTAS ENQUADRAMENTO O Tribunal de Contas

Leia mais

O DESPEDIMENTO COLECTIVO (*)

O DESPEDIMENTO COLECTIVO (*) Despedimento Colectivo - 1 O DESPEDIMENTO COLECTIVO (*) Nota Introdutória: O Gabinete Jurídico do SPLIU tem sido confrontado por muitos associados/as sobre os procedimentos legais que consubstanciam o

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular OPÇÃO I - GARANTIAS CIVIS E COMERCIAIS Ano Lectivo 2013/2014

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular OPÇÃO I - GARANTIAS CIVIS E COMERCIAIS Ano Lectivo 2013/2014 Programa da Unidade Curricular OPÇÃO I - GARANTIAS CIVIS E COMERCIAIS Ano Lectivo 2013/2014 1. Unidade Orgânica Direito (2º Ciclo) 2. Curso Mestrado em Direito 3. Ciclo de Estudos 2º 4. Unidade Curricular

Leia mais

PÚBLICO NOTAS SOBRE A NOVA REFORMA. Gilberto Lopes

PÚBLICO NOTAS SOBRE A NOVA REFORMA. Gilberto Lopes A RELAÇÃO JURÍDICA DE EMPREGO PÚBLICO NOTAS SOBRE A NOVA REFORMA OS VÍNCULOS V 1 QUADRO LEGAL APLICÁVEL A/2008, DE 27 DE FEVEREIRO * **, LEI N.º 12-A/2008, DE 27 DE FEVEREIRO [conhecida por Lei dos vínculos

Leia mais

16.7.1 Execução de alimentos. Prisão do devedor, 394

16.7.1 Execução de alimentos. Prisão do devedor, 394 1 Introdução ao Direito de Família, 1 1.1 Compreensão, 1 1.2 Lineamentos históricos, 3 1.3 Família moderna. Novos fenômenos sociais, 5 1.4 Natureza jurídica da família, 7 1.5 Direito de família, 9 1.5.1

Leia mais

TEORIA GERAL DO DIREITO. Professor: Hugo Rios Bretas

TEORIA GERAL DO DIREITO. Professor: Hugo Rios Bretas TEORIA GERAL DO DIREITO Professor: Hugo Rios Bretas Vigência e Duração Norma de origem e derivada Publicidade, lapso temporal de vigência: Regra Proibição Direta Princípio basilar- força Continuidade normativa:

Leia mais

Direito Civil VI - Sucessões. Prof. Marcos Alves da Silva

Direito Civil VI - Sucessões. Prof. Marcos Alves da Silva Direito Civil VI - Sucessões Prof. Marcos Alves da Silva Direito das Sucessões Sucessão: alteração de titulares em uma dada relação jurídica Sucessão (sentido estrito): causa mortis A sucessão engloba

Leia mais

Teoria Geral do Direito Civil I

Teoria Geral do Direito Civil I Universidade de Macau Faculdade de Direito Teoria Geral do Direito Civil I Programa da disciplina Referências bibliográficas Ano lectivo de 2015/2016 Disciplina semestral do 2 ano jurídico Carga horária:

Leia mais

Transição de Vínculos: Perguntas & Respostas

Transição de Vínculos: Perguntas & Respostas Transição de Vínculos: Perguntas & Respostas A nova legislação veio introduzir modificações significativas no enquadramento jurídico do emprego público. A falta de clareza de muitas das suas normas e os

Leia mais

Contrato Unilateral - gera obrigações para apenas uma das partes. Contrato Bilateral - gera obrigações para ambas as partes.

Contrato Unilateral - gera obrigações para apenas uma das partes. Contrato Bilateral - gera obrigações para ambas as partes. Turma e Ano: Flex B (2013) Matéria / Aula: Civil (Contratos) / Aula 13 Professor: Rafael da Motta Mendonça Conteúdo: Teoria Geral dos Contratos: 3- Classificação; 4 - Princípios. 3. Classificação: 3.1

Leia mais

O QUE DEVE SABER SOBRE TRABALHO TEMPORÁRIO. De acordo com as normas previstas no código de trabalho em vigor

O QUE DEVE SABER SOBRE TRABALHO TEMPORÁRIO. De acordo com as normas previstas no código de trabalho em vigor O QUE DEVE SABER SOBRE TRABALHO TEMPORÁRIO De acordo com as normas previstas no código de trabalho em vigor O QUE DEVE SABER SOBRE NECESSIDADES DE RECORRER AO TRABALHO TEMPORÁRIO As Empresas de Trabalho

Leia mais

Casos práticos. Natureza Jurídica. Fernanda Paula Oliveira 29-04-2014. Fernanda Paula Oliveira

Casos práticos. Natureza Jurídica. Fernanda Paula Oliveira 29-04-2014. Fernanda Paula Oliveira Contratos Fernanda Paula Oliveira Casos práticos Nas situações em que há a celebração de um contrato pronuncie-se sobre a sua natureza [Caracterização de contrato público e de contrato administrativo Vieira

Leia mais

www.act.gov.pt CADERNOS INFORMATIVOS RELAÇÕES DE TRABALHO TRABALHO TEMPORÁRIO

www.act.gov.pt CADERNOS INFORMATIVOS RELAÇÕES DE TRABALHO TRABALHO TEMPORÁRIO CADERNOS INFORMATIVOS RELAÇÕES DE TRABALHO www.act.gov.pt TRABALHO TEMPORÁRIO CADERNOS INFORMATIVOS RELAÇÕES DE TRABALHO www.act.gov.pt TRABALHO TEMPORÁRIO EDITOR Autoridade para as Condições do Trabalho

Leia mais

Sumário. Parte I DOS CONTRATOS EM GERAL PALAVRAS PRÉVIAS 4ª EDIÇÃO... 21 PREFÁCIO... 27

Sumário. Parte I DOS CONTRATOS EM GERAL PALAVRAS PRÉVIAS 4ª EDIÇÃO... 21 PREFÁCIO... 27 PALAVRAS PRÉVIAS 4ª EDIÇÃO... 21 PREFÁCIO... 27 Parte I DOS CONTRATOS EM GERAL Capítulo I INTRODUÇÃO A TEORIA GERAL DOS CONTRATOS... 31 1. O Direito Civil Constitucional... 31 1.1. O Direito Civil na Feição

Leia mais

Comissão de Graduação

Comissão de Graduação EDITAL 003/2015 - FDRP/Transferência Externa ABERTURA DE INSCRIÇÕES A SEGUNDA ETAPA DO PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA PARA A FDRP/USP DE ALUNOS REGULARMENTE MATRICULADOS EM CURSOS DE GRADUAÇÃO

Leia mais

ÍNDICE SISTEMÁTICO OBRAS DO AUTOR ABREVIATURAS E SIGLAS USADAS NOTA DO AUTOR

ÍNDICE SISTEMÁTICO OBRAS DO AUTOR ABREVIATURAS E SIGLAS USADAS NOTA DO AUTOR ÍNDICE SISTEMÁTICO OBRAS DO AUTOR ABREVIATURAS E SIGLAS USADAS NOTA DO AUTOR Capítulo I OBRIGAÇÕES 1.1. Caracterização 1.2. Sentido vernacular de obrigação 1.3. Sentido jurídico de obrigação 1.4. Obrigação

Leia mais

Ato Administrativo. Direito Administrativo. Fernanda Paula Oliveira 1. 1. Conceito de ato administrativo. Busca de um conceito de ato administrativo

Ato Administrativo. Direito Administrativo. Fernanda Paula Oliveira 1. 1. Conceito de ato administrativo. Busca de um conceito de ato administrativo 1 Ato Administrativo 2 1. Conceito de ato administrativo 3 Busca de um conceito de ato administrativo Intenção inicial: identificar a forma de atuação administrativa que tipicamente se apresentava como

Leia mais

SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Senador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site:

SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Senador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site: SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Senador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site: www.sei-cesucol.edu.br e-mail: sei-cesucol@vsp.com.br FACULDADE

Leia mais

CONTRATO INDIVIDUAL DE TRABALHO

CONTRATO INDIVIDUAL DE TRABALHO CONTRATO INDIVIDUAL DE TRABALHO LEI N.º 23/2004, DE 22 DE JUNHO APROVA O REGIME JURÍDICO DO CONTRATO INDIVIDUAL DE TRABALHO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA A ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA DECRETA, NOS TERMOS DA ALÍNEA

Leia mais

SUMÁRIO. Informativos de Jurisprudência... 46

SUMÁRIO. Informativos de Jurisprudência... 46 SUMÁRIO CAPÍTULO 1 PRINCÍPIOS... 19 1. Princípios básicos... 19 1.1. Princípio da Supremacia do Interesse Público sobre o privado... 19 1.2. Princípio da Indisponibilidade do Interesse Público... 19 2.

Leia mais

Exercício do Poder Disciplinar e Cessação dos Contratos de Trabalho. Cláudia do Carmo Santos Advogada

Exercício do Poder Disciplinar e Cessação dos Contratos de Trabalho. Cláudia do Carmo Santos Advogada Exercício do Poder Disciplinar e Cessação dos Contratos de Trabalho Cláudia do Carmo Santos Advogada OBJECTIVOS... Simplificação dos meios procedimentais de despedimento Simplificação dos meios de reacção

Leia mais

REGISTOS E NOTARIADO

REGISTOS E NOTARIADO REGISTOS E NOTARIADO Edição de Bolso 12.ª EDIÇÃO ACTUALIZAÇÃO N. 3 1 REGISTOS E NOTARIADO EDIÇÃO DE BOLSO Actualização n. 3 ORGANIZAÇÃO BDJUR BASE DE DADOS JURÍDICA EDITOR EDIÇÕES ALMEDINA, S.A. Rua Fernandes

Leia mais

OBSERVATÓRIO DOS DIREITOS HUMANOS

OBSERVATÓRIO DOS DIREITOS HUMANOS OBSERVATÓRIO DOS DIREITOS HUMANOS RELATÓRIO Setembro de 2011 Direito ao Trabalho e à Segurança no Emprego na Função Pública Observatório dos Direitos Humanos http://www.observatoriodireitoshumanos.net/

Leia mais

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: DIREITO CIVIL E DIREITO PROCESSUAL CIVIL PONTOS DA PROVA ESCRITA

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: DIREITO CIVIL E DIREITO PROCESSUAL CIVIL PONTOS DA PROVA ESCRITA Estágio Supervisionado I (Prática Processual Civil) Processual Civil II Processual Civil I Civil VI Civil V Civil IV Civil III Civil I ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: DIREITO CIVIL E DIREITO PROCESSUAL CIVIL Pessoa

Leia mais

PLANO DE ENSINO EMENTA:... OBJETIVOS:... BIBLIOGRAFIA BÁSICA: -... BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR: -... METODOLOGIA:

PLANO DE ENSINO EMENTA:... OBJETIVOS:... BIBLIOGRAFIA BÁSICA: -... BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR: -... METODOLOGIA: CURSO: ADMINISTRAÇÃO PERÍODO: 4º SEMESTRE/ANO: 2º/2011 DISCIPLINA: LEGISLAÇÃO SOCIAL C/H: 36/ 2 h/s PROFESSOR RESPONSÁVEL: RAYMUNDO LÁZARO VELLANI JÚNIOR EMENTA:... OBJETIVOS:... BIBLIOGRAFIA BÁSICA: -...

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Disciplina Carga Horária Semestre Ano Teoria Geral do Direito Penal I 80 2º 2015. Carga

PLANO DE ENSINO. Disciplina Carga Horária Semestre Ano Teoria Geral do Direito Penal I 80 2º 2015. Carga 1 PLANO DE ENSINO Disciplina Carga Horária Semestre Ano Teoria Geral do Direito Penal I 80 2º 2015 Unidade Carga Horária Sub-unidade Introdução ao estudo do Direito Penal 04 hs/a - Introdução. Conceito

Leia mais

DISCIPLINA: DIREITO CIVIL

DISCIPLINA: DIREITO CIVIL ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO DISCIPLINA: DIREITO CIVIL QUESTÃO Nº 75 Protocolo: 11913003347-0 Recurso Indeferido, conforme motivação a seguir explicitada. Os bens coletivos

Leia mais

Exercício do Poder Disciplinar e Cessação dos Contratos de Trabalho João Santos

Exercício do Poder Disciplinar e Cessação dos Contratos de Trabalho João Santos Exercício do Poder Disciplinar e Cessação dos Contratos de Trabalho João Santos OBJECTIVOS Simplificação dos procedimentos inerentes aos processos disciplinares Simplificação dos meios de reacção do trabalhador

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE ACESSO À "INTERNET" Minuta

CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE ACESSO À INTERNET Minuta I CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE ACESSO À "INTERNET" Minuta O PRESENTE CONTRATO FOI APROVADO PELO INSTITUTO DAS COMUNICAÇÕES DE PORTUGAL, NOS TERMOS E PARA OS EFEITOS DO ARTIGO 9/2 DO DECRETO

Leia mais

Licença Pública da União Europeia

Licença Pública da União Europeia Licença Pública da União Europeia V.1.0 EUPL Comunidade Europeia 2007 A presente licença pública da União Europeia ( EUPL ) 1 aplica-se a qualquer obra ou software (como definido abaixo) que seja fornecido

Leia mais

2. Tópicos Especiais em Relação Jurídica. Tópicos Especiais em Direito Civil

2. Tópicos Especiais em Relação Jurídica. Tópicos Especiais em Direito Civil 2. Tópicos Especiais em Relação Jurídica Tópicos Especiais em Direito Civil A relação jurídica A relação jurídica A relação jurídica é a expressão utilizada para indicar o vinculo jurídico que une uma

Leia mais

Condições de Utilização do site da 1001jogos.pt

Condições de Utilização do site da 1001jogos.pt Condições de Utilização do site da 1001jogos.pt Introdução No site www.1001jogos.pt (a seguir Site ), o utilizador pode jogar os jogos, inscrever-se na newsletter e criar um perfil próprio onde poderá

Leia mais

2 - Aos programas de computador que tiverem carácter criativo é atribuída protecção análoga à conferida às obras literárias.

2 - Aos programas de computador que tiverem carácter criativo é atribuída protecção análoga à conferida às obras literárias. PROTECÇÃO JURÍDICA DE PROGRAMAS DE COMPUTADOR - DL n.º 252/94, de 20 de Outubro Contém as seguintes alterações: - Rectif. n.º 2-A/95, de 31 de Janeiro - DL n.º 334/97, de 27 de Novembro O presente diploma

Leia mais

E-mail do professor: rafaeldamota@gmail.com

E-mail do professor: rafaeldamota@gmail.com Turma e Ano: Delegado Civil (2013) Matéria / Aula: Direito Civil / Aula 1 Professor: Rafael da Mota Mendonça Monitor: Marcelo Coimbra E-mail do professor: rafaeldamota@gmail.com Parte Geral do Direito

Leia mais

CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉCTRICA UNIDADES DE MICROPRODUÇÃO

CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉCTRICA UNIDADES DE MICROPRODUÇÃO CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉCTRICA UNIDADES DE MICROPRODUÇÃO Entre F.., residente em.com o número de contribuinte, [ou 1 ] F..., com sede em,, com o capital social de. euros, matriculada na Conservatória

Leia mais

ÍNDICE. Preâmbulo... 7 Nota à l O." edição 9 Abreviaturas TÍTULO

ÍNDICE. Preâmbulo... 7 Nota à l O. edição 9 Abreviaturas TÍTULO ÍNDICE Preâmbulo... 7 Nota à l O." edição 9 Abreviaturas 1J TÍTULO INTRODUÇÃO I GERAL l. Algumas noções sobre o objecto da disciplina 13 2. Escorço histórico do direito comercial 15 3. O presente e o futuro

Leia mais

DOS FATOS JURÍDICOS. FATO JURÍDICO = é todo acontecimento da vida relevante para o direito, mesmo que seja fato ilícito.

DOS FATOS JURÍDICOS. FATO JURÍDICO = é todo acontecimento da vida relevante para o direito, mesmo que seja fato ilícito. DOS FATOS JURÍDICOS CICLO VITAL: O direito nasce, desenvolve-se e extingue-se. Essas fases ou os chamados momentos decorrem de fatos, denominados de fatos jurídicos, exatamente por produzirem efeitos jurídicos.

Leia mais