Ano lectivo / Anual Época Especial

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ano lectivo - 2014 / 2015 - Anual Época Especial"

Transcrição

1 MAPA DE SALAS Escola Superior de Tecnologia e Gestão Ano lectivo / Anual Época Especial Dia Hora Unidade Curricular Nº alunos Curso Sala 01-set 10h História e Crítica do Design DA S set 10h Políticas e Instrumentos de Gestão do Território DA S set 10h Introdução ao Projecto II DA S set 10h Teoria do Design DA S set 14h Estudo de Materiais DA S set 16h CSC II - Gestão de Projectos DA S set 16h Design e Produção I DP S set 16h Design e Comunicação do Produto DP S set 14h Materiais I DP S set 16h Modelação Avançada I DP L set 16h Tecnologia e Gestão de Equipamentos EA S set 10h Legislação e Certificação de Empresas e de Produtos Alimentares EA S set 10h Biologia e Bioquímica EA S set 10h Probabilidades e Estatística EA S set 10h Tecnologias de Laticínios I EA S 2.3

2 09-set 10h CSC I - Aplicações de Produtividade Pessoal EA S set 10h Resistência dos Materiais II ECA S set 14h Teoria das Estruturas ECA S set 16h Rodovias e Infraestruturas Urbanas ECA S set 10h Estruturas de Betão Armado I ECA S set 10h Fundações ECA S set 18h Métodos Numéricos e Estatística ECA S set 10h Análise Matemática II ECA S set 10h Análise Estrutural ECA S set 10h Mecânica dos Solos ECA S set 10h Mecânica ECA S set 16h Resistência de Materiais I ECA S set 10h Estruturas de Edifícios ECA S set 10h Estruturas de Betão Armado II e Reabilitação de Estruturas ECA S set 10h Instalação em Edifícios ECA S set 10h Física ECA, EA S set 10h Análise Matemática, Análise Matemática I ECA, EERC, EI, EM, ESER, EA A set 18h Álgebra Linear e Geometria Analítica, Álgebra Linear ECA, EI, EM, ESER, G, EA A set 18h Ambientes de Programação Gráfica ECGM S set 14h Modelação 3D ECGM S set 10h Sistemas de Informação em Rede ECGM S set 18h Matemática para a Computação Gráfica ECGM S set 14h Propedêutica da Matemática ECGM S 1.3

3 11-set 10h Matemática ECGM S set 10h Realidade Virtual ECGM S set 14h Redes e Sistemas de Comunicação de Dados ECGM L set 18h Engenharia de Software ECGM S set 18h Programação II ECGM S set 14h Algoritmos e Estruturas de Dados ECGM, EERC S set 16h Sistemas Digitais e Microcontroladores I EERC S set 14h Redes e Serviços de Comunicação EERC L set 10h Complementos de Matemática EERC S set 14h Física Aplicada EERC S set 10h Programação Orientada a Objectos EERC S set 14h Sensores e Instrumentação EERC S set 14h Sistemas Digitais e Microcontroladores II EERC S set 10h Projecto/Estágio EERC A set 10h Projecto I EI A set 18h Bases de Dados EI S set 10h Matemática Discreta I EI S set 18h Redes de Computadores EI L set 14h Engenharia de Software I EI S set 10h Administração de Bases de Dados EI S set 18h Estatística EI S set 14h Tecnologias Multimédia EI S set 16h Engenharia de Software II EI S 3.2

4 02-set 14h Computação Móvel EI L set 14h Programação I EI S set 10h Opção II - Aprendizagem Organizacional EI S set 18h Interacção Homem Máquina EI S set 10h Segurança de Redes e Sistemas EI S set 14h Projeto IV EI A set 10h Matemática Discreta II EI S set 10h Integração de Sistemas EI S set 10h Projecto III EI A set 10h Arquitecturas e Sistemas de Computadores EI, ECGM S set 13h Investigação Operacional EI, ESER S set 10h Ciência dos Materiais EM S set 18h Mecânica dos Materiais EM S set 14h Termodinâmica I EM S set 10h Desenho Assistido por Computador EM L set 10h Termodinâmica II EM S set 18h Métodos Numéricos e Estatística EM S set 14h Tecnologias de Energias Renováveis EM S set 14h Mecânica de Fluidos EM S set 10h Mecânica Aplicada I EM S set 14h Transferência de Calor EM S set 16h Eletrotecnia EM S set 10h Química EM, ECA S 1.7

5 08-set 14h Controlo de Energia Elétrica ESER S set 10h Fenómenos de Transferência e Fluidos ESER S set 18h Métodos Numéricos e Estatísticos ESER S set 18h Refrigeração e Sistemas de Ar Condicionado ESER S set 10h Projeto de Auditoria Energética ESER S set 10h Eficiência Energética de Edifícios ESER S set 18h Sistemas de Automação ESER S set 10h Eficiência Energética na Indústria ETM S set 18h Gestão das Operações II G S set 14h Contabilidade Financeira II G S set 10h Microeconomia G S set 18h Auditoria Financeira G S set 16h Pesquisa de Marketing G S set 18h Contabilidade Financeira I G S set 14h Contabilidade de Gestão I G S set 18h Direito Empresarial I G S set 14h Estratégia Empresarial G S set 10h Fiscalidade Empresarial I G S set 10h Finanças Empresariais I G S set 14h Contabilidade de Gestão II G S set 18h Probabilidades e Estatística G S set 18h Fiscalidade Empresarial II G S set 14h Estatística e Optimização G S 2.1

6 09-set 10h Sistemas de Informação G S set 16h Inglês Técnico G S set 10h Economia Industrial e da Empresa G S set 10h Marketing G S set 18h Planeamento e Controlo de Gestão G S set 10h Macroeconomia G S set 14h Finanças Empresariais II G S set 18h Cálculo Infinitésimal G A set 14h Relato Financeiro G S set 10h CSC II - Técnicas de Negociação e Gestão Comportamental G S set 17h30 Contabilidade de Grupos Económicos MContabilidade e Finanças S set 17h30 Estruturas de Betão Armado MECA S set 17h30 Reforço e Reabilitação Estrutural MECA S set 17h30 Laboratório de Projecto II MES L set 17h30 Projecto ou Estágio MES A set 17h30 Património e Técnicas de Interpretação MTID S set 14h Língua Est. III - Alemão T S set 14h Comportamento Organizacional T S set 10h Língua Estrangeira II (Alemão) T S set 10h Informação e Promoçao Turística T S set 10h Inglês II T S set 14h Inglês IV T S set 14h Mercados Turísticos T S 2.11

7 04-set 10h Projeto em Turismo T S set 10h Sociologia do Lazer T S set 18h Museu e Território T S set 14h Introdução ao Estudo do Património T S set 14h Inglês III T S set 14h Marketing T S set 14h Geografia e Sistemas de Informação Geográfica T L set 14h Produtos Turísticos T S set 18h História e Património T S 2.11

FAHOR - FACULDADE HORIZONTINA

FAHOR - FACULDADE HORIZONTINA Ciências Econômicas - 2º Semestre de 2016 - Noturno EC2013 0100 - Análise de Conjuntura Econômica 0104 - Auditoria nas Organizações 0101 - Tópicos Especiais em Economia 0099 - Fundamentos de Marketing

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Disciplinas em Oferta do 1º semestre de 2015

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Disciplinas em Oferta do 1º semestre de 2015 Disciplinas em Oferta do 1º semestre de 215 1º Período CH Cred. Turmas CÁLCULO I (45716) 68 4 2513.1.-5 2513.2.-5 GEOMETRIA ANALÍTICA (45717) 68 4 2514.1.-3 2514.2.-3 INTRODUÇÃO À ENGENHARIA MECÂNICA (45745)

Leia mais

HORÁRIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA. 1º PERÍODO 1º SEMESTRE DE 2016 Horário Segunda Terça Quarta Quinta Sexta. 908 Oficinas P1

HORÁRIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA. 1º PERÍODO 1º SEMESTRE DE 2016 Horário Segunda Terça Quarta Quinta Sexta. 908 Oficinas P1 HORÁRIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA 1º PERÍODO 1º SEMESTRE DE 2016 407 Introdução à Engenharia Mecânica (8-9h) e P2 (9-10h) 0171 ICC P2 0165 Física I - T3 908 Oficinas - P2 908 Oficinas P3 0171 ICC

Leia mais

ANEXO I MATRIZ CURRICULAR

ANEXO I MATRIZ CURRICULAR ANEXO I MATRIZ CURRICULAR Na Tabela 1 encontram-se as disciplinas do Núcleo Comum organizadas em ordem alfabética. Na Tabela 2 encontram-se as disciplinas de natureza obrigatória do Núcleo Específico (Grupo

Leia mais

1ºANO 2ºANO 3ºANO 3000/3100 3000/3100 3000/3100

1ºANO 2ºANO 3ºANO 3000/3100 3000/3100 3000/3100 CONTABILIDADE ( C) 1ºANO 2ºANO 3ºANO 3000/3100 3000/3100 3000/3100 02-Set Contabilidade Geral (18h 30m) CONTABILIDADE FINANCEIRA AVANÇADA (9h) Ética e Deontologia (11h30m) / Direito da União Europeia/PROCEDIMENTO

Leia mais

CONCURSO DO ESTUDANTE INTERNACIONAL PARA O ANO LETIVO DE 2016/2017

CONCURSO DO ESTUDANTE INTERNACIONAL PARA O ANO LETIVO DE 2016/2017 CUJOS CANDIDATOS QUE NÃO SEJAM TITULARES DE S DO ENSINO CON DO ESTUDANTE INTERNACIONAL PARA O ANO LETIVO DE 2016/2017 FACULDADE DE ARQUITETURA Arquitetura, área de especialização em Arquitetura de Interiores

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO FINAL PROGRAMA DE MONITORIA EDITAL Nº 001/2016

CLASSIFICAÇÃO FINAL PROGRAMA DE MONITORIA EDITAL Nº 001/2016 CLASSIFICAÇÃO FINAL PROGRAMA DE MONITORIA EDITAL Nº 001/2016 CLASSIFICAÇÃO UNIDADE CURSO DISCIPLINA 1 Guaíba Eng. da Computação Produção Textual 2 Guaíba Eng. da Computação Circuitos Elétricos I 3 Guaíba

Leia mais

1ª ETAPA - TURMA A, B, H, L, M, X e Y

1ª ETAPA - TURMA A, B, H, L, M, X e Y CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL I PAIE 3 CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL I "X" PAIE 3 CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL I "Y" PAIE 3 CIÊNCIAS DO AMBIENTE PAIE 3 ÉTICA E CIDADANIA I PAIE 3 FÍSICA GERAL I PAIE

Leia mais

Disciplinas que têm material didático

Disciplinas que têm material didático Disciplinas que têm material didático Código CCE0001 GST0001 GST0027 GST0002 GST0003 CCA0066 CCE0002 CCT0001 GST0029 GST0030 GST0031 GST0032 CEL0014 SDE0022 SDE0002 CCE0091 CEL0001 CCA0068 CCT0013 SDE0004

Leia mais

TURMAS MÓDULO B - 2015 TURMAS MÓDULO C - 2015 TURMAS. Início Término Disciplinas. Início Término Disciplinas. Início Término Disciplinas

TURMAS MÓDULO B - 2015 TURMAS MÓDULO C - 2015 TURMAS. Início Término Disciplinas. Início Término Disciplinas. Início Término Disciplinas BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO Calouros - Quintas-feiras, das 18h20 às 20h25 (C3) - Núcleo Comum 03 primeiros Módulos, Veteranos - Quintas-feiras das 20h30 às 22h35 (C3) 2013/02 2012/08 - - - - MÓDULO NÚCLEO

Leia mais

1ª ETAPA - TURMA D e K

1ª ETAPA - TURMA D e K CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL I PF 3 CIÊNCIAS DO AMBIENTE PF 3 ÉTICA E CIDADANIA I PF 3 FÍSICA GERAL I PF 3 GEOMETRIA ANALÍTICA E VETORES PF 3 FÍSICA EXPERIMENTAL I COMPUTAÇÃO, ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO

Leia mais

CATÁLOGO DE REQUISITOS DE TITULAÇÃO

CATÁLOGO DE REQUISITOS DE TITULAÇÃO CATÁLOGO DE REQUISITOS DE TITULAÇÃO Administração Cálculos Financeiros Administração Administração (EII) Administração - Habilitação em Administração de Empresas Administração - Habilitação em Administração

Leia mais

CALENDÁRIO DE PROVAS PRESENCIAIS

CALENDÁRIO DE PROVAS PRESENCIAIS CALENDÁRIO DE PROVAS PRESENCIAIS P á g i n a 1 Caro(a) estudante: Encontra se disponível o calendário de provas presenciais para o ano letivo 2015/2016. O referido calendário foi elaborado tendo por base

Leia mais

Nº de Vagas Turno Curso Instituição de Ensino Superior

Nº de Vagas Turno Curso Instituição de Ensino Superior Nº de Vagas Turno Curso Instituição de Ensino Superior 1 MATUTINO ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS UNIA - CENTRO UNIVERSITÁRIO ANHANGUERA - (242) 1 NOTURNO ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS UNIA

Leia mais

RESOLUÇÃO N o RESOLVE

RESOLUÇÃO N o RESOLVE RESOLUÇÃO N o Estabelece o Currículo Pleno do Curso de Ciência da Computação - Bacharelado, do Setor de Ciências Exatas, da Universidade Federal do Paraná.. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO, órgão

Leia mais

SALAS - SEGUNDA-FEIRA

SALAS - SEGUNDA-FEIRA SALAS - SEGUNDA-FEIRA Última alteração: (29/02/2016 ) Sala 4-B (30) 4-C (40) 4-D (40) 4-E (50) 4-F (50) 5-Biblio (10) 5-Info (21) 8-B (39) Fundamentos de Química Orgânica (3º; EE; Evelise) Produção de

Leia mais

Integralização do Curso Nova grade de Ciência Proposta

Integralização do Curso Nova grade de Ciência Proposta Caros alunos, esse documento é um guia para facilitar o entendimento do processo de migração do currículo e não é definitivo. O processo de criação da nova grade ainda está em fase final de elaboração.

Leia mais

30/set - Informações Específicas para a Etapa da Prova Escrita

30/set - Informações Específicas para a Etapa da Prova Escrita 30/set - Informações Específicas para a Etapa da Prova Escrita EDITAL 078/13 - UNIDADE DE ARAXÁ Automação Eletrônica de Processos Elétricos e Industriais e Controle de Processos Eletrônicos e Retroalimentação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA. Curso de Graduação em Engenharia Sanitária e Ambiental Grade Curricular válida a partir de 29/11/2011

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA. Curso de Graduação em Engenharia Sanitária e Ambiental Grade Curricular válida a partir de 29/11/2011 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA Curso de Graduação em Engenharia Sanitária e Ambiental Grade Curricular válida a partir de 29/11/2011 Natureza Créditos Horas-aula Disciplinas Obrigatórias 210 3.150

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCE UFV ENGENHARIA QUÍMICA. COORDENADOR Antônio Marcos de Oliveira Siqueira antonio.siqueira@ufv.br

Currículos dos Cursos do CCE UFV ENGENHARIA QUÍMICA. COORDENADOR Antônio Marcos de Oliveira Siqueira antonio.siqueira@ufv.br 278 Currículos dos Cursos do CCE UFV ENGENHARIA QUÍMICA COORDENADOR Antônio Marcos de Oliveira Siqueira antonio.siqueira@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2014 279 Engenheiro Químico ATUAÇÃO O Engenheiro

Leia mais

UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL

UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO (147H) - Equivalências entre disciplinas Observações: A tabela a seguir contém disciplinas que são consideradas equivalentes (na coluna à direita) às disciplinas do currículo

Leia mais

GRADE HORÁRIA 1º SEMESTRE DE 2016

GRADE HORÁRIA 1º SEMESTRE DE 2016 1 º PERÍODO - 2 º SEMESTRE TURNO:Noite SALA: N º DE ALUNOS: Introdução à Maria Heloisa Valeiro Porto Pedrosa Introdução à Maria Heloisa Valeiro Porto Pedrosa Introdução ao Cálculo Ingrid David Barcelos

Leia mais

Curso: ENGENHARIA MECÂNICA Curriculo: 0003-B DISCIPLINAS EM OFERTA 1º Semestre de 2016 - NOT

Curso: ENGENHARIA MECÂNICA Curriculo: 0003-B DISCIPLINAS EM OFERTA 1º Semestre de 2016 - NOT Curriculo: 0003-B GR02149 GR02152 GR02161 GR02173 GR02177 SEMESTRE 1 Carga Horária Docentes Algoritmos Computacionais 72.00 Estefania Bissoni Cálculo Fundamental 72.00 Paulo César da Penha Física Fundamental

Leia mais

CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1º GSI001 1º GSI002 1º GSI003 Componentes Curriculares BSI Per. Código Componente Curricular Empreendedorismo em Informática Introdução à Programação de Computadores Introdução aos Sistemas de Informação

Leia mais

Aprovado no CONGRAD: 25.08.09 Vigência: ingressos a partir 2010/1. CÓD. 1328 - CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL NOITE Currículo nº 03 MATRIZ CURRICULAR

Aprovado no CONGRAD: 25.08.09 Vigência: ingressos a partir 2010/1. CÓD. 1328 - CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL NOITE Currículo nº 03 MATRIZ CURRICULAR Aprovado no CONGRAD: 25.08.09 Vigência: ingressos a partir 2010/1 CÓD. 1328 - CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL NOITE Currículo nº 03 MATRIZ CURRICULAR I - NÚCLEO BÁSICO Metodologia Científica e Tecnológica

Leia mais

Grade Curricular QUÍMICA USP

Grade Curricular QUÍMICA USP Grade Curricular QUÍMICA USP SEMESTRE 1 5910261 Elementos de Cálculo e Aplicações 8 0 8 5910267 Informática Instrumental 5931001 Química Geral Experimental 8 0 8 5931002 Iniciação à Química 8 0 8 5931003

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação 2013 175. MATEMÁTICA Bacharelado. COORDENADORA Rosane Soares Moreira Viana rsmviana@ufv.br

UFV Catálogo de Graduação 2013 175. MATEMÁTICA Bacharelado. COORDENADORA Rosane Soares Moreira Viana rsmviana@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2013 175 MATEMÁTICA Bacharelado COORDENADORA Rosane Soares Moreira Viana rsmviana@ufv.br 176 Currículos dos Cursos UFV Bacharelado ATUAÇÃO O bacharel em Matemática está apto para

Leia mais

Aviso de Abertura 141/03/2014, de 22/12/2014 - Processo Nº 6771/2014

Aviso de Abertura 141/03/2014, de 22/12/2014 - Processo Nº 6771/2014 Aviso de Abertura 141/03/2014, de 22/12/2014 - Processo Nº 6771/2014 COMPONENTE CURRICULAR 1. Língua Portuguesa e Literatura (Base Nacional Comum - Ensino Médio; Informática para Internet Integrado ao

Leia mais

ENGENHARIA QUÍMICA. COORDENADOR Cláudio Ferreira Lima cflima@ufv.br

ENGENHARIA QUÍMICA. COORDENADOR Cláudio Ferreira Lima cflima@ufv.br ENGENHARIA QUÍMICA COORDENADOR Cláudio Ferreira Lima cflima@ufv.br 228 Currículos dos Cursos do CCE UFV Engenheiro Químico ATUAÇÃO O Engenheiro Químico tem uma atuação bastante ampla, com enfoque principal

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA Departamento de Engenharia de Mecânica Regime de creditação de competências dos alunos do 2.º ciclo do curso bietápico de Licenciatura em Engenharia Mecânica

Leia mais

RESOLUÇÃO. Artigo 2º - O Curso, ora criado, será oferecido no turno noturno, com 10 semestres de duração e com 50 vagas iniciais.

RESOLUÇÃO. Artigo 2º - O Curso, ora criado, será oferecido no turno noturno, com 10 semestres de duração e com 50 vagas iniciais. RESOLUÇÃO CONSEPE 27/2001 CRIA E IMPLANTA O CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO, NO CCT, DO CÂMPUS DE CAMPINAS. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso de suas atribuições

Leia mais

ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA

ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA REQUISITOS PARA INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, OBJETIVANDO A FORMAÇÃO DE CADASTRO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE EXCEPCIONAL INTERESSE PÚBLICO, Nº 065/01/2016 de 05/04/2016. Processo nº 2216/2016.

Leia mais

Curso: ENGENHARIA MECÂNICA Curriculo: 100-015/13 DISCIPLINAS EM OFERTA 1ºº Semestre de 2016 - NOTURNO

Curso: ENGENHARIA MECÂNICA Curriculo: 100-015/13 DISCIPLINAS EM OFERTA 1ºº Semestre de 2016 - NOTURNO Curriculo: 100-015/13 GR01158 GR01429 GR02449 GR02445 GR02446 GR02491 GR01195 1º PERÍODO Carga Horária Docentes Cálculo Básico 72.00 Luiz Roberto Dias de Macedo Desenho Técnico I 36.00 Rodrigo Karam Quintas

Leia mais

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : QUÍMICA. CRÉDITOS Obrigatórios: 201 Optativos: 6. 1º Semestre

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : QUÍMICA. CRÉDITOS Obrigatórios: 201 Optativos: 6. 1º Semestre Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Pró-reitoria de Graduação - DAARG DRA - Divisão de Registros Acadêmicos Sistema de Controle Acadêmico Grade Curricular 30/01/2014-13:17:07 Curso : QUÍMICA VAGAS

Leia mais

Regulamento de creditação da formação anterior no Mestrado em Recursos Florestais da Escola Superio Agrária de Coimbra

Regulamento de creditação da formação anterior no Mestrado em Recursos Florestais da Escola Superio Agrária de Coimbra Regulamento de creditação da formação anterior no Mestrado em Recursos Florestais da Escola Superio Agrária de Coimbra 1. Os alunos com o grau de licenciado (com planos de estudos de 5 anos) pelos cursos

Leia mais

CURSO: Engenharia de Controle e Automação Campus Praça XI Missão

CURSO: Engenharia de Controle e Automação Campus Praça XI Missão CURSO: Engenharia de Controle e Automação Campus Praça XI Missão O Curso de Engenharia de Controle e Automação da Universidade Estácio de Sá tem por missão formar profissionais com sólidos conhecimentos

Leia mais

Requisitos de Titulação para Inscrição no Processo Seletivo de Docentes Aviso 064.06.2012 Processo 8969/2012

Requisitos de Titulação para Inscrição no Processo Seletivo de Docentes Aviso 064.06.2012 Processo 8969/2012 Etec Professor Horácio Augusto da Silveira Classe Descentralizada E.M. Mufarrege Salomão Chamma Requisitos de Titulação para Inscrição no Processo Seletivo de Docentes Aviso 064.06.2012 Processo 8969/2012

Leia mais

SEG TER QUA QUI SEX SAB

SEG TER QUA QUI SEX SAB SOCIESC, Albano Schmidt,, Joinville, Brazil 7:7-8: 8: - 9:0 9:0-9: 0:0 - :00 :00 - :0 :00 - :0 :0 - :0 :0 - :0 : - : 7:00-7:0 7:0-8:0 8:0-9:00 9:00-9:0 9:0-0:0 0:0 - :0 :0 - :0 Horário criado:0/07/0 CV08

Leia mais

HORÁRIO LINEAR 1º semestre de 2015 Engenharia Mecânica 1º Período. Engenharia Mecânica 2º Período

HORÁRIO LINEAR 1º semestre de 2015 Engenharia Mecânica 1º Período. Engenharia Mecânica 2º Período HORÁRIO LINEAR 1º semestre de 2015 Engenharia 1º Período MEC001 (A) 30 DCC119 (E) 30 Algoritmos Introd Eng Prof: Coordenador MAT154 (G) 35 Cálculo I DCC119 (E) 30 Algoritmos MAT154 (G) 35 Cálculo I QUI125

Leia mais

Vagas 2016. Vagas 2015. Nota Último Colocado 2015. Código Curso. Establecimento Curso

Vagas 2016. Vagas 2015. Nota Último Colocado 2015. Código Curso. Establecimento Curso Código Curso Establecimento Curso Universidade dos Açores - Faculdade de Ciências Agrárias e do Ambiente 8031 Ciências Farmacêuticas (Preparatórios) 15 15 129,3 8086 Medicina Veterinária (Preparatórios)

Leia mais

GRADE CURRICULAR LICENCIATURA EM MATEMÁTICA I MATÉRIAS OBRIGATÓRIAS

GRADE CURRICULAR LICENCIATURA EM MATEMÁTICA I MATÉRIAS OBRIGATÓRIAS GRADE CURRICULAR LICENCIATURA EM MATEMÁTICA MATÉRIAS DISCIPLINA I MATÉRIAS OBRIGATÓRIAS 1. Álgebra - Álgebra Elementar - Álgebra I - Álgebra II - Álgebra Linear - Lógica Matemática - Teoria dos Números

Leia mais

FACULDADE DE ENGENHARIA AMBIENTAL

FACULDADE DE ENGENHARIA AMBIENTAL FACULDADE DE ENGENHARIA AMBIENTAL MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL (Adequada conforme as exigências da Resolução CNE/CES Nº. 11, de 11 de março de 2002) (Matriz curricular aprovada pela

Leia mais

4ª feira 2 de setembro

4ª feira 2 de setembro Hora 2ª feira 3ª feira 1 de setembro 4ª feira 2 de setembro 5ª feira 3 de setembro 6ª feira 4 de setembro TURISMO E TÉCNICAS DE GESTÃO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO RURAL 1- Organização biológica da célula

Leia mais

Currículo do Curso de Ciência e Tecnologia de Laticínios

Currículo do Curso de Ciência e Tecnologia de Laticínios Currículo do Curso de Ciência e Tecnologia de Laticínios Bacharelado ATUAÇÃO O egresso do curso de Ciência e Tecnologia de Laticínios terá competências e habilidades para: aplicar conhecimentos científicos

Leia mais

PROVA NACIONAL INTEGRADA

PROVA NACIONAL INTEGRADA PROVA NACIONAL INTEGRADA DISCIPLINAS INTEGRANTES DA PROVA NACIONAL INTEGRADA CÓDIGO CCE0001 GST0242 GST0068 GST0069 GST0001 GST0243 GST0027 GST0002 CCT0037 GST0070 GST0003 CCA0066 CCE0002 CCT0001 CCE0086

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: ENGENHARIA DE PETRÓLEO SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Missão O Curso de Engenharia de Petróleo da Universidade Estácio de Sá tem por missão formar profissionais com sólida formação técnica nas áreas

Leia mais

Faculdade Pitágoras de Linhares Mantenedora: SOCE Sociedade Capixaba de Educação Ltda. Fundada pelo Decreto nº 90.

Faculdade Pitágoras de Linhares Mantenedora: SOCE Sociedade Capixaba de Educação Ltda. Fundada pelo Decreto nº 90. Faculdade Pitágoras de Linhares Mantenedora: SOCE Sociedade Capixaba de Educação Ltda. Fundada pelo Decreto nº 90.569, em 27/11/1984 EDITAL Nº 002/2013 O Diretor da Faculdade Pitágoras de Linhares, no

Leia mais

Currículos dos Cursos UFV CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE LATICÍNIOS. COORDENADOR José Antônio Marques Pereira

Currículos dos Cursos UFV CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE LATICÍNIOS. COORDENADOR José Antônio Marques Pereira 88 CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE LATICÍNIOS COORDENADOR José Antônio Marques Pereira jamperei@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2013 89 Bacharelado ATUAÇÃO O egresso do curso de Ciência e Tecnologia de Laticínios

Leia mais

ANEXO 5 QUADRO DE OFERTA DE DISCIPLINAS 2015.1. Carga Horária. Microbiologia e Parasitologia 90 06 a 15.07.2015 2 Licenciatura em Biologia

ANEXO 5 QUADRO DE OFERTA DE DISCIPLINAS 2015.1. Carga Horária. Microbiologia e Parasitologia 90 06 a 15.07.2015 2 Licenciatura em Biologia ANEXO 5 QUADRO DE OFERTA DE DISCIPLINAS 2015.1 Curso: Licenciatura Plena em Ciências Biológicas Campus/Núcleo Bloco Disciplina Carga Horária Período Vagas Área de Formação de acordo com item 1.2 do Edital

Leia mais

Currículos dos Cursos UFV CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE LATICÍNIOS. COORDENADOR José Antônio Marques Pereira

Currículos dos Cursos UFV CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE LATICÍNIOS. COORDENADOR José Antônio Marques Pereira 92 Currículos dos Cursos UFV CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE LATICÍNIOS COORDENADOR José Antônio Marques Pereira jamperei@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2012 93 Ciência e Tecnologia de Laticínios ATUAÇÃO O egresso

Leia mais

Bacharelado em Ciência da Computação 2009

Bacharelado em Ciência da Computação 2009 Bacharelado em Ciência da Computação 2009 1 Resumo do Curso Tipo do Curso Duração mínima Carga horária mínima obrigatória Bacharelado anos 3.212 horas (contadas em 15 semanas) 21 créditos Turno Regime

Leia mais

PRINCÍPIOS GERAIS PRINCÍPIOS GERAIS PRINCÍPIOS GERAIS NÍVEIS DA REFORMA PRINCÍPIOS GERAIS. Funções de suporte Apoio à Governação Gestão de Recursos

PRINCÍPIOS GERAIS PRINCÍPIOS GERAIS PRINCÍPIOS GERAIS NÍVEIS DA REFORMA PRINCÍPIOS GERAIS. Funções de suporte Apoio à Governação Gestão de Recursos PRINCÍPIOS GERAIS Funções de suporte Apoio à Governação Gestão de Recursos Funções Operacionais 30-03-2006 1 30-03-2006 2 PRINCÍPIOS GERAIS Apoio à Governação (em todos os Ministérios) Serviços de planeamento,

Leia mais

FACULDADE METROPOLITANA DA AMAZÔNIA FAMAZ COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA GERAL COORDENAÇÃO DO CURSO DE BACHARELADO EM ENGENHARIA CIVIL 1ª AVALIAÇÃO REGIMENTAL

FACULDADE METROPOLITANA DA AMAZÔNIA FAMAZ COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA GERAL COORDENAÇÃO DO CURSO DE BACHARELADO EM ENGENHARIA CIVIL 1ª AVALIAÇÃO REGIMENTAL Curso de Engenharia Civil - VESPERTINO 450316 21/03/2016 Segunda-feira 14:00h às 16:40h Computação Aplicada à Engenharia (Plínio) 23/03/2016 Quarta-feira 14:00h às 17:00h Geometria Analítica (Maurício

Leia mais

ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA

ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA REQUISITOS PARA INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, OBJETIVANDO A FORMAÇÃO DE CADASTRO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE EXCEPCIONAL INTERESSE PÚBLICO, Nº 065/02/2016 DE 14/04/2016. PROCESSO Nº 2050/2016.

Leia mais

HORÁRIO SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA

HORÁRIO SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA 1º 2016s2 2016 Noturno Turma: Cálculo Instrumental Geometria Analítica Química Aplicada à Engenharia Algoritmos Computacionais Metodologia da Pesquisa Cálculo Instrumental Geometria Analítica Química Aplicada

Leia mais

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2016-1ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO Pares instituição/curso objeto de concurso nacional Código Instit.

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2016-1ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO Pares instituição/curso objeto de concurso nacional Código Instit. ACESSO AO ENSINO SUPERIOR - 1ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO Nome da Instituição Nome do Grau (cont. geral) 0140 8031 Universidade dos Açores - Faculdade de Ciências Agrárias e do Ambiente Ciências

Leia mais

LATO SENSU CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

LATO SENSU CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Nº ÁREA SOCIAL 01 GESTÃO DO SUAS - SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL 495 HORAS 02 INSTRUMENTALIDADE DO SERVIÇO SOCIAL 495 HORAS 03 PEDAGOGIA SOCIAL E ELABORAÇÃO DE

Leia mais

Regim Renda Inferior a 1. Ampla Concorrencia. Não declarados Pretos, Pardos ou Iindigenas

Regim Renda Inferior a 1. Ampla Concorrencia. Não declarados Pretos, Pardos ou Iindigenas Cursos Modalidade Ampla Concorrencia AGRONOMIA Bacharelado Manhã e Tarde Areia - PB 29 3 CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Licenciatura Manhã, Tarde e Noite Areia - PB 8 0 CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Bacharelado Manhã, Tarde

Leia mais

E D I T A L. 2º A Avaliação de Suficiência será feita exclusivamente por meio de prova presencial escrita, individual e sem consulta.

E D I T A L. 2º A Avaliação de Suficiência será feita exclusivamente por meio de prova presencial escrita, individual e sem consulta. EDITAL DC/CP 12/2016 DIVULGA AS S DE CURSOS DE GRADUAÇÃO DO CAMPUS CAMPINAS, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO USF, OBJETO DE INSCRIÇÃO PARA AVALIAÇÃO DE SUFICIÊNCIA NO 1º SEMESTRE DE 2016. O Diretor do Campus

Leia mais

Reitoria. Universidade do Minho, 2 de outubro de 2015

Reitoria. Universidade do Minho, 2 de outubro de 2015 Reitoria despacho RT-52/2015 No âmbito do Despacho RT-51/2015, de 2 de tubro, são aprovadas, para o ano letivo de 2016/2017, as provas de ingresso para titulares do ensino secundário português e pré-requisitos

Leia mais

Período Letivo: 2016/1. Curso: ARQUITETURA E URBANISMO Habilitação: ARQUITETURA E URBANISMO Currículo: ARQUITETURA E URBANISMO

Período Letivo: 2016/1. Curso: ARQUITETURA E URBANISMO Habilitação: ARQUITETURA E URBANISMO Currículo: ARQUITETURA E URBANISMO Período Letivo: 2016/1 Curso: ARQUITETURA E URBANISMO Habilitação: ARQUITETURA E URBANISMO Currículo: ARQUITETURA E URBANISMO Créditos Obrigatórios: 260 Créditos Eletivos: 10 Créditos Complementares: 6

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM Curso de Ciências Contábeis

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM Curso de Ciências Contábeis MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS GRADE 9 Currículo Pleno aprovado pelo Conselho de Curso para o ano de 2013 Cód. Disc. DISCIPLINAS 1º SEMESTRE CRÉD. CH TOTAL TEÓRICA PRÁTICA 3201-1 Matemática

Leia mais

MAPA DO ENSINO SUPERIOR NO ESTADO DE SÃO PAULO RODRIGO CAPELATO

MAPA DO ENSINO SUPERIOR NO ESTADO DE SÃO PAULO RODRIGO CAPELATO MAPA DO ENSINO SUPERIOR NO ESTADO DE SÃO PAULO 2013 RODRIGO CAPELATO www.semesp.org.br Realização Apoio www.semesp.org.br Dados 1. Matrículas - Cursos presenciais, tecnológicos e EAD 2. Pirâmides - Cursos

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação 2014 239 ENGENHARIA DE AGRIMENSURA E CARTOGRÁFICA. COORDENADOR Afonso de Paula dos Santos

UFV Catálogo de Graduação 2014 239 ENGENHARIA DE AGRIMENSURA E CARTOGRÁFICA. COORDENADOR Afonso de Paula dos Santos UFV Catálogo de Graduação 2014 239 ENGENHARIA DE AGRIMENSURA E CARTOGRÁFICA COORDENADOR Afonso de Paula dos Santos afonso.santos@ufv.br 240 Currículos dos Cursos do CCE UFV Engenheiro Agrimensor e Cartógrafo

Leia mais

1. DAS MODALIDADES OU NÍVEIS EDUCACIONAIS, UNIDADES CURRICULARES, PERFIS/HABILITAÇÕES EXIGIDAS, VAGAS E REGIME DE TRABALHO

1. DAS MODALIDADES OU NÍVEIS EDUCACIONAIS, UNIDADES CURRICULARES, PERFIS/HABILITAÇÕES EXIGIDAS, VAGAS E REGIME DE TRABALHO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA COORDENAÇÃO PERMANENTE DE CONCURSOS PÚBLICOS PROFESSOR EFETIVO DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E

Leia mais

Mestrado em Ensino de Matemática no 3.º ciclo do Ensino Básico e no 40,00 Secundário

Mestrado em Ensino de Matemática no 3.º ciclo do Ensino Básico e no 40,00 Secundário CODIGO UNIDADE CURRICULAR CURSO Preço por ECTS 2017274 A identificação em antropologia forense (no vivo e no cadáver) Pós-Graduação em Antropologia Forense 2005721 Acreditação de Laboratórios de Análise

Leia mais

COORDENADORIA DO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO LISTA DE OFERTA 2012.1

COORDENADORIA DO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO LISTA DE OFERTA 2012.1 COORDENADORIA DO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO LISTA DE OFERTA 2012.1 PRIMEIRO PERÍODO Metodologia Cientifica DEFIL 0725.0 56 06/07 06/07 Cynthia P.Freire Ala N 303 Introdução a Computação DEINF 5587.8

Leia mais

Tabela das correspondências dos cursos de engenharia professados em escolas nacionais e as especialidades estruturadas na Ordem Índice

Tabela das correspondências dos cursos de engenharia professados em escolas nacionais e as especialidades estruturadas na Ordem Índice Tabela das correspondências dos cursos de engenharia professados em escolas nacionais e as especialidades estruturadas na Ordem [de acordo com a alínea h) do artigo 147º do Estatuto da Ordem dos Engenheiros,

Leia mais

Página 1 de 5. Matriz Curricular BIBZOOT - Zootecnia S-2015.1. Disciplinas Obrigatórias PERÍODO CO-REQUISITO PRÉ-REQUISITO DISCIPLINA CÓD. BIBZOOT.

Página 1 de 5. Matriz Curricular BIBZOOT - Zootecnia S-2015.1. Disciplinas Obrigatórias PERÍODO CO-REQUISITO PRÉ-REQUISITO DISCIPLINA CÓD. BIBZOOT. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS IFMG - Campus Bambuí LEI Nº., DE //00, PUBLICADA NO DOU DE 0//00, SEÇÃO I, PAGS. I - Fazenda

Leia mais

Edital nº 5/2013 PROEXT/IFAP

Edital nº 5/2013 PROEXT/IFAP 1. Função: PROFESSOR/INSTRUTOR Local de atuação: CÂMPUS MACAPÁ Rodovia BR 2010, KM 03, s/n, Brasil Novo, Macapá-AP Cód. Vaga Curso FIC SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA TECNOLOGIA

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM Análise e Desenvolvimento de Sistemas - MANHÃ OU TARDE A PARTIR DO 1º SEMESTRE DE 2013

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM Análise e Desenvolvimento de Sistemas - MANHÃ OU TARDE A PARTIR DO 1º SEMESTRE DE 2013 ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM Análise e Desenvolvimento de Sistemas - MANHÃ OU TARDE A PARTIR DO 1º SEMESTRE DE 2013 I II III IV V VI ILM-001 4 IES-100 4 IES-200 4 IES-300 4 IES-301

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Turno: NOITE Período: 1 Unidade: NÚCLEO UNIV POÇOS CAL 3128.1.00-3-Fil.:Razão e Modernidade 3128.1.00-3-Fil.:Razão e Modernidade 3131.1.00-3-Química Geral 3131.1.00-3-Química Geral 3128.1.00-3-Fil.:Razão

Leia mais

MESTRADO EM MÉTODOS QUANTITATIVOS EM FINANÇAS

MESTRADO EM MÉTODOS QUANTITATIVOS EM FINANÇAS MESTRADO EM MÉTODOS QUANTITATIVOS EM FINANÇAS Faculdade de Economia / Departamento de Matemática da Faculdade de Ciências e Tecnologia UNIVERSIDADE DE COIMBRA Estrutura curricular e plano de estudos ESTRUTURA

Leia mais

Nº de Vagas Lei Decreto nº

Nº de Vagas Lei Decreto nº Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul EDITAL Nº 19/2016 ANEXO II QUADRO DE VAGAS Nº de Vagas

Leia mais

ENGENHARIA ELÉTRICA HORÁRIO: Segundo Semestre do Ano Letivo de 2008 Disciplinas do 1 o período do Fluxo Sugerido

ENGENHARIA ELÉTRICA HORÁRIO: Segundo Semestre do Ano Letivo de 2008 Disciplinas do 1 o período do Fluxo Sugerido Disciplinas do 1 o período do Fluxo Sugerido 7:10 8:00 GA MC Q* GA 8:00 8:50 GA MC Q* GA Q 8:50 9:00 Q 9:00 9:50 F1 IE F1 AP1 Q (9:40h) 9:50 10:40 F1 IE F1 AP1 L Q 10:50 11:40 C1 L AP1 C1 AP1 L Q 11:40

Leia mais

Reitoria. despacho RT-45/2011

Reitoria. despacho RT-45/2011 Reitoria despacho RT-45/2011 Considerando o disposto na Lei nº 37/2003, de 22 de Agosto, designadamente no seu artigo 16º, na redacção que lhe foi introduzida pelo artigo 3º da Lei nº. 49/2005, de 30 de

Leia mais

Chamada Pública MCTI/CNPq/SPM-PR/Petrobras nº 18/2013 ANEXO I

Chamada Pública MCTI/CNPq/SPM-PR/Petrobras nº 18/2013 ANEXO I ANÁLISE DE SISTEMAS ANÁLISE DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ANÁLISE DE SISTEMAS E TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS ANÁLISE ESTATÍSTICA ASTROFÍSICA ASTROFÍSICA E FÍSICA COMPUTACIONAL

Leia mais

Professor: Técnico e Linguagem de Sinais

Professor: Técnico e Linguagem de Sinais Professor: Técnico e Linguagem de Sinais 26 C 02 D 27 D 03 C 28 B 04 B 29 D 05 A 30 C 06 D 31 A 07 E 32 E 08 B 33 E 09 C 34 D 10 B 35 B 11 B 36 E 12 A 12 E 37 A 13 B 13 C 38 B 14 A 14 C 39 A 15 E 15 B

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR EN - ESCOLA DE COMUNICAÇÃO E NEGÓCIOS COMUNICAÇÃO SOCIAL - HAB. PUBLICIDADE E PROPAGANDA (100 )

MATRIZ CURRICULAR EN - ESCOLA DE COMUNICAÇÃO E NEGÓCIOS COMUNICAÇÃO SOCIAL - HAB. PUBLICIDADE E PROPAGANDA (100 ) Página de. Disciplinas Obrigatórias ª SÉRIE - COMUNICAÇÃO SOCIAL - HAB. PUBLICIDADE E PROPAGANDA 0 FILOSOFIA E ÉTICA NFH.000_0 0 FOTOGRAFIA PUB._0 0 HISTÓRIA DA ARTE E DA CULTURA PUB.0_0 0 HISTÓRIA DA

Leia mais

Distribuição de Salas para Exames de Recorrência

Distribuição de Salas para Exames de Recorrência UNIVERSIDADE WUTIVI Direcção Pedagógica e Científica Distribuição de s para Exames de Recorrência Exames do dia 04 de Julho, Duração: 10:15 12:15 Empreendedorismo (Zélia Pacule) Riscos Financeiros e Capitalização

Leia mais

Currículo do Curso de Química

Currículo do Curso de Química Currículo do Curso de Química Bacharelado ATUAÇÃO O Curso de Bacharelado em Química com Ênfase em Química Ambiental visa a formação de recursos humanos capazes de atuar profissionalmente em indústrias

Leia mais

TECNOLOGIA DE LATICÍNIOS

TECNOLOGIA DE LATICÍNIOS 132 TECNOLOGIA DE LATICÍNIOS COORDENADOR DO CURSO DE TECNOLOGIA DE LATICÍNIOS José Alexandrino Andrade Rocha jarocha@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2002 133 CURRÍCULO DO CURSO DE TECNOLOGIA DE LATICÍNIOS

Leia mais

Edital Abertura de Salas Especiais 2016/1 Secretaria Acadêmica

Edital Abertura de Salas Especiais 2016/1 Secretaria Acadêmica 1 Edital Abertura de Salas Especiais 2016/1 Secretaria Acadêmica O Secretário Acadêmico da Faculdade Pitágoras, no uso de suas atribuições, torna público a todos os interessados o presente edital de solicitação

Leia mais

10. MATRIZ CURRICULAR SEMESTRAL DO CURSO DE AGRONOMIA CAMPUS DE CÁCERES

10. MATRIZ CURRICULAR SEMESTRAL DO CURSO DE AGRONOMIA CAMPUS DE CÁCERES 10. MATRIZ CURRICULAR SEMESTRAL DO CURSO DE AGRONOMIA CAMPUS DE CÁCERES Tabela 2. Matriz Curricular Semestral do Curso de Agronomia Campus de Cáceres 1 - Semestre Carga Horária (h) 1 Citologia 60 3 0 1

Leia mais

INTRODUÇÃO A ENGENHARIA

INTRODUÇÃO A ENGENHARIA Agenda A profissão Engenheiro Mecânico Funções do Engenheiro O Engenheiro e a Sociedade A atuação do Engenheiro Mecânico Como a sociedade vê um Engenheiro Pré-requisitos: Ter raciocínio lógico; Ser prático

Leia mais

E D I T A L. I. estiver regularmente matriculado nas Faculdades Integradas Sévigné;

E D I T A L. I. estiver regularmente matriculado nas Faculdades Integradas Sévigné; EDITAL SA N.º 06/2009 DISPÕE SOBRE O PROCESSO DE INSCRIÇÃO PARA A AVALIAÇÃO DE SUFICIÊNCIA E O EXAME DE PROFICIÊNCIA DAS FACULDADES INTEGRADAS SÉVIGNÉ. O Secretário Acadêmico das Faculdades Integradas

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 22-COU/UNICENTRO, DE 10 DE FEVEREIRO DE 2012. Altera o anexo III, da Resolução nº 86-COU/ UNICENTRO, de 23 de outubro de 2009, que alterou dispositivos do Projeto Pedagógico do Curso de Bacharelado

Leia mais

Universidade Federal do Espírito Santo

Universidade Federal do Espírito Santo Nível: Grau Conferido: Turno: Tipo: Modalidade: Funcionamento: Ensino Superior Engenheiro Ambiental Matutino Curso Bacharelado Em atividade Documento de Autorização: Resolução/CEPE nº 66/2002-25/11/2002

Leia mais

PARECER CEE/PE Nº 72/2011-CES APROVADO PELO PLENÁRIO EM 13/06/2011 I RELATÓRIO:

PARECER CEE/PE Nº 72/2011-CES APROVADO PELO PLENÁRIO EM 13/06/2011 I RELATÓRIO: INTERESSADA: ESCOLA POLITÉCNICA DE PERNAMBUCO - POLI ASSUNTO: RENOVAÇÃO DE RECONHECIMENTO DO CURSO DE BACHARELADO EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO RELATOR: CONSELHEIRO ARNALDO CARLOS DE MENDONÇA PROCESSO Nº

Leia mais

1. Introdução: Bem-vind@s ao V Dia na USP!

1. Introdução: Bem-vind@s ao V Dia na USP! 1. Introdução: Bem-vind@s ao V Dia na USP! Programação do V Dia na USP 3. Como vencer o vestibular? Orientações: Informações sobre o Dia na USP: orientações. 3. Informações sobre o ingresso na usp: as

Leia mais

Ano Cod. UC UC Data Hora Sala/Laboratório Economia 09-set : Língua Inglesa - Documentação Contabilística e de Gestão

Ano Cod. UC UC Data Hora Sala/Laboratório Economia 09-set : Língua Inglesa - Documentação Contabilística e de Gestão Curso: CTSP-Cont 1 682 Noções Fundamentais de Contabilidade 06-set-2017 14:30 2.12 1 683 Economia 09-set-2017 09:30 2.12 1 684 1 685 1 686 1 688 1 687 1 689 Língua Inglesa - Documentação Contabilística

Leia mais

CALENDÁRIO DE EXAMES ÉPOCA ESPECIAL TRABALHADOR-ESTUDANTE/FINALISTAS 2013/2014 GESTÃO E INFORMÁTICA

CALENDÁRIO DE EXAMES ÉPOCA ESPECIAL TRABALHADOR-ESTUDANTE/FINALISTAS 2013/2014 GESTÃO E INFORMÁTICA GESTÃO E INFORMÁTICA Introdução à Contabilidade 15-Set. 18h00 1 - Ed.1 10-Set. 18h00 1 - Ed.1 Sistemas de Exploração e Aplicações Informáticas 11-Set. 18h00 CI 1 Métodos Matemáticos Gestão e Organização

Leia mais

Qtde Monitores Solicitados. Aprovados com bolsa. Aprovados Voluntários STATUS

Qtde Monitores Solicitados. Aprovados com bolsa. Aprovados Voluntários STATUS Digital Digital Gráfico 1- Introdução à Programação 2- Introdução à Programação Avançada EIXO DE IMAGNES EM MOVIMENTOS 1- Fundamentos da Imagem em Movimento 2- Introdução aos Efeitos Especiais 3- Vídeo

Leia mais

Oferta Formativa Ensino Profissional - Ciclo de Formação 2008-2011 Por Família Profissional/Curso

Oferta Formativa Ensino Profissional - Ciclo de Formação 2008-2011 Por Família Profissional/Curso Oferta Formativa Ensino Profissional - Ciclo de Formação 2008-2011 Por Família Profissional/Curso Família Curso Portaria Escola Profissional Localidade Turmas por Turma Artes do Espetáculo - Cenografia,

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE INFORMÁTICA - SISTEMAS

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE INFORMÁTICA - SISTEMAS PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE INFORMÁTICA - SISTEMAS PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Informática Sistemas Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/5 ÁREA DE ACTIVIDADE OBJECTIVO GLOBAL SAÍDA(S)

Leia mais

Ementário das disciplinas do Curso Superior de Tecnologia em Automação Industrial. - Núcleo Básico -

Ementário das disciplinas do Curso Superior de Tecnologia em Automação Industrial. - Núcleo Básico - Ementário das disciplinas do Curso Superior de Tecnologia em Automação Industrial (Currículo 3) - Núcleo Básico - NBT 001 Matemática CH Teórica 120 CH Prática 00 CH Total 120 cr 6 Potenciação. Radiciação.

Leia mais

Carreira 170 Economia Empresarial e Controladoria Ribeirão Preto Curso 35: Bacharelado em Economia Empresarial e Controladoria

Carreira 170 Economia Empresarial e Controladoria Ribeirão Preto Curso 35: Bacharelado em Economia Empresarial e Controladoria Carreira 100 Administração Ribeirão Preto Curso 10: Administração Diurno Curso 11: Administração Noturno Carreira 105 Arquitetura FAU Curso 12: Arquitetura e Urbanismo Carreira 110 Arquitetura São Carlos

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCB UFV BIOQUÍMICA. COORDENADORA DO CURSO BIOQUÍMICA Márcia Rogéria de Almeida marcia@ufv.br

Currículos dos Cursos do CCB UFV BIOQUÍMICA. COORDENADORA DO CURSO BIOQUÍMICA Márcia Rogéria de Almeida marcia@ufv.br 88 Currículos dos Cursos do CCB UFV BIOQUÍMICA COORDENADORA DO CURSO BIOQUÍMICA Márcia Rogéria de Almeida marcia@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2002 89 Bacharelado ATUAÇÃO O curso de Bacharelado em Bioquímica

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO ANEXO 8 Quadro demonstrativo das provas, nº de questões e seus valores, pontuação mínima e máxima nas provas

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO ANEXO 8 Quadro demonstrativo das provas, nº de questões e seus valores, pontuação mínima e máxima nas provas MÍNIMO e 1.1.Licenciatura Plena - Letras / Português e Literatura da Língua Portuguesa I e 1.2.Licenciatura Plena Letras/ Inglês e Literatura da Língua Inglesa ou Habilitação através de Curso Especial

Leia mais

REFERENCIAL DE FORMAÇÃO

REFERENCIAL DE FORMAÇÃO REFERENCIAL DE FORMAÇÃO Características Gerais Área de Educação e Formação Curso Profissional Saída Profissional Nível de Formação Modalidade de Formação Legislação Duração Certificação Equivalência Escolar

Leia mais