Melhoria no Desenvolvimento Ágil com Implantação de Processo de Integração Contínua Multiplataforma para Java e.net. Hudson

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Melhoria no Desenvolvimento Ágil com Implantação de Processo de Integração Contínua Multiplataforma para Java e.net. Hudson"

Transcrição

1 QUALIDADE Simpósio Brasileiro de Qualidade de Software - SBQS Instituto Nokia de Tecnologia Unit Test Sucess Bug INdT Melhoria no Desenvolvimento Ágil com Implantação de Processo de Integração Contínua Multiplataforma para Java e.net Verificação AGILIDADE Hudson SELENIUM Eliane Collins, Thiago Falcão, Rafael Cunha e Vicente Lucena SCRUM Curitiba, Jun 2011

2 Agenda 1. Introdução 2. Contexto do Ambiente 3. Processo Multiplataforma de Integração Contínua 4. Execução e Resultados 5. Conclusão

3 Introdução 3

4 INTRODUÇÃO Ø Crescente adoção de metodologias ágeis para o desenvolvimento de software. Ø Técnicas e estratégias estão sendo pesquisadas para garantir a qualidade e confiabilidade dos sistemas desenvolvidos. Ø A integração contínua se destaca ganhando importância por proporcionar informações que dizem respeito à qualidade durante o desenvolvimento de maneira automática e contínua. 4

5 INTRODUÇÃO Ø O Processo de Integração Contínua é a prática no onde toda equipe deve integrar seu trabalho sempre a cada alteração. Ø Cada integração é verificada, testes unitários e de aceitação são executados para detectar defeitos o mais rápido possível. Ø É possível reduzir problemas de integração, controlar versões estáveis do sistema e permitir que o time desenvolva rapidamente um software coeso 5

6 INTRODUÇÃO Ø Vantagens conhecidas da Integração Contínua: Ø A redução de riscos obtida através da detecção e correção de defeitos mais cedo. Ø Automação de processos manuais e repetitivos (compilação, integração de base de dados, teste, inspeção, distribuição e feedback). Ø Permitir uma melhor visibilidade de projeto (estatísticas reais e recentes fornecidas nos relatórios gerados ). Ø Verificações automáticas de cobertura, validação de padrões de design de código e padronização. 6

7 INTRODUÇÃO 7

8 Contexto do Ambiente 8

9 CONTEXTO DO AMBIENTE Ø Instituto Nokia de Tecnologia INdT Ø É uma instituição independente e sem fins lucrativos comprometida com a realização de pesquisa e desenvolvimento de soluções tecnológicas através do desenvolvimento de aplicações, novas tecnologias e conceitos. Ø A área onde a experiência foi desenvolvida foi Tecnologias de Produto e Manufatura (PMT). 9

10 CONTEXTO DO AMBIENTE Ø SCRUM Ø Metodologia ágil e flexível, centrada no trabalho em equipe; Ø Utilizada para o desenvolvimento incremental e iterativo de qualquer produto 10

11 CONTEXTO DO AMBIENTE Ø Projeto Piloto Ø Realizar a manutenção preventiva de equipamentos que são utilizados ininterruptamente na produção de uma fábrica de produtos eletrônicos. Ø O sistema deveria se comunicar com equipamentos da linha de produção. Ø Evitar a substituição prematura de uma peça ou a parada de linha de produção devido ao desgaste intensivo do equipamento. Ø Diminuir os custos com a manutenção dos equipamentos de produção. Ø Comunicar-se com outros sistemas de produção, com isso utilização de diferentes tecnologias em seu desenvolvimento. 11

12 CONTEXTO DO AMBIENTE Ø Projeto Piloto Ø 3 módulos de desenvolvimento: um cliente web na plataforma Java usando um servidor JBoss; Ø O segundo e o terceiro: um webservice e um serviço na plataforma.net executando em um servidor Internet Infomation Services (IIS). Ø Os módulos necessitavam comunicar-se entre si. Ø Necessária a realização da integração entre os módulos. Ø Não era interessante que cada integrante da equipe executasse os testes unitários em todo o sistema. Ø Se perderia muito tempo com erros de integrações e testes manuais. 12

13 Processo Multiplataforma de Integração Contínua 13

14 PROCESSO Multiplataforma de Integração Contínua Ø O processo deveria fazer parte da metodologia ágil Scrum. Ø Primeira Etapa: Avaliar frameworks de integração contínua disponíveis no mercado. Ø CruiseControl.Net: Ø Ferramenta proprietária e difícil configuração em xml. Ø Não possui muitos pluggins. Ø Hudson 14

15 PROCESSO Multiplataforma de Integração Contínua Ø Hudson Vantagens: Ø Ferramenta livre. Ø Interface amigável e simples de configurar Ø Possui plug-ins, os quais facilitaram a integração com outros softwares e plataformas que seriam usados no projeto. Ø Junit Ø Nunit Ø Subversion (SVN) Ø MSBuild. Ø Selenium Ø 15

16 PROCESSO Multiplataforma de Integração Contínua Ø HUDSON 16

17 PROCESSO Multiplataforma de Integração Contínua Ø Para o módulo do sistema em Java, foi utilizado Apache Ant. Ø Criado um XML responsável por compilar todo o código escrito em Java, executar os testes unitários usando JUnit, empacotar o arquivo, e enviá-lo para o servidor JBoss através da ferramenta Hudson. Ø Para o módulo do sistema na plataforma.net foi utilizado o Microsoft MSBuild. Ø Criado um arquivo MSBuild responsável por compilar o código escrito em.net, executar os testes unitários usando NUnit, e finalmente, executar a distribuição. Ø Distribuição: Republicar e reiniciar a nova versão do webservice no servidor IIS, como também republicar e reiniciar a nova versão do serviço Windows. 17

18 PROCESSO Multiplataforma de Integração Contínua Ø As duas plataformas trabalhavam paralelamente e integradas por causa das várias compilações, testes e distribuições diárias. Ø Quando ocorriam erros de compilação no servidor de integração contínua a correção ou retorno era prioritário Ø Impedimentos não poderiam ser gerados para não atrapalhar o desenvolvimento do restante da equipe. 18

19 PROCESSO Multiplataforma de Integração Contínua Ø Arquitetura do Processo de Integração Contínua Multiplataforma: 19

20 Execução do Processo e Resultados 20

21 Execução do Processo e Resultados Ø Sprint Planning Ø A estimativa das estórias levavam em consideração a codificação dos testes unitários e a integração do código tanto para o módulo.net como para o módulo Java. Ø Sprint Ø Os desenvolvedores codificavam os testes unitários usando JUnit e Mockito para a plataforma Java e NUnit e MOQ para a plataforma.net. Ø Ao final de cada dia, o time tinha que enviar o código trabalhado para o repositório (SVN) Ø Hudson detectava e executava os scripts do Ant, no caso do módulo Java e MSBuild no caso do módulo.net Ø Compilavam, executavam os testes, empacotavam o código e enviavam a versão do software estável para o servidor de destino 21

22 Execução do Processo e Resultados Ø Quando a ferramenta Hudson detectava falhas em qualquer passo desse processo, o script (Ant ou MSBuild) era interrompido. Ø A versão não era enviada para o servidor de destino e todo time recebia um com o relatório sobre as falhas encontradas. Ø Ø É possível visualizar e das ações executadas por cada membro do time, identificando o autor de cada mudança. 22

23 Execução do Processo e Resultados Ø Resultados Ø No fim do Sprint obtinha-se uma entrega de software estável para ser validada pela equipe de teste para validar o critério de aceitação. Ø Em 10 Sprints de projeto foram geradas 140 builds para o módulo Java e 283 builds para o módulo.net. 23

24 Execução do Processo e Resultados Ø Resultados Ø Conforme o processo era executado, a cobertura de testes aumentava e a incidência de falhas no software diminuía. Ø Isso ocorreu porque o ambiente automatizado propiciou mais facilidade na confecção e execução de testes unitários e com isso aumentar a qualidade do código gerado. 24

25 Execução do Processo e Resultados Ø Resultados Atuais Ø Integração com a ferramenta de cobertura de código. 25

26 Execução do Processo e Resultados Ø Resultados Atuais Ø Integração com a Ferramenta Selenium para testes de aceitação automáticos. 26

27 Conclusão 27

28 CONCLUSÃO Ø Este processo de integração contínua possibilitou testes automatizados, uma distribuição rápida e versões do software atualizadas e estáveis. Ø Os desenvolvedores das plataformas Java e.net ficaram focados somente no desenvolvimento em sua respectiva tecnologia. Ø A equipe de testes foi beneficiada, pois as versões de software para teste se tornaram mais estáveis e sem defeitos de integração e implementação. Ø Melhorias: Evoluir o ambiente para inspeção e padronização do código. E melhorar a automação dos testes de aceitação. 28

29 OBRIGADA! Perguntas?? 29

Integração Contínua com Rational Team Concert, Jenkins e SonarQube

Integração Contínua com Rational Team Concert, Jenkins e SonarQube Integração Contínua com Rational Team Concert, Jenkins e SonarQube Agenda 1. Introdução à Integração Contínua 2. Ferramentas 3. Solução de Integração Contínua em Furnas 4. Demonstração O que é a Integração

Leia mais

Linha Silk: a maneira leve para testar, desenvolver e gerenciar

Linha Silk: a maneira leve para testar, desenvolver e gerenciar Linha : a maneira leve para testar, desenvolver e gerenciar Leve Criado apenas com a funcionalidade que você precisa Barato Do uso gratuito ao licenciamento flexível Eficiente Software fácil de usar e

Leia mais

Área de Desenvolvimento de Novos Projetos

Área de Desenvolvimento de Novos Projetos DGA INFORMÁTICA Aplicação de Práticas Ágeis no Desenvolvimento do Sistema de Controle de Estoque da Unicamp Área de Desenvolvimento de Novos Projetos Flavia Facciolla Maia Gerente da Área de Novos Projetos

Leia mais

ANEXO 04 PROCESSO E METODOLOGIA DE DESENVOLVIMENTO PROCERGS MDP. Processo de Desenvolvimento de Sistemas

ANEXO 04 PROCESSO E METODOLOGIA DE DESENVOLVIMENTO PROCERGS MDP. Processo de Desenvolvimento de Sistemas ANEXO 04 PROCESSO E METODOLOGIA DE DESENVOLVIMENTO PROCERGS MDP Processo de Desenvolvimento de Sistemas MDP - Metodologia de Desenvolvimento PROCERGS - é uma estrutura básica de definição de processos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 06 PROFª BRUNO CALEGARO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 06 PROFª BRUNO CALEGARO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 06 PROFª BRUNO CALEGARO Santa Maria, 27 de Setembro de 2013. Revisão aula anterior Desenvolvimento Ágil de Software Desenvolvimento e entrega

Leia mais

ANEXO VII PROCESSO E METODOLOGIA DE DESENVOLVIMENTO PROCERGS MDP. Processo de Desenvolvimento de Sistemas

ANEXO VII PROCESSO E METODOLOGIA DE DESENVOLVIMENTO PROCERGS MDP. Processo de Desenvolvimento de Sistemas ANEXO VII PROCESSO E METODOLOGIA DE DESENVOLVIMENTO PROCERGS MDP Processo de Desenvolvimento de Sistemas MDP - Metodologia de Desenvolvimento PROCERGS - é uma estrutura básica de definição de processos

Leia mais

Experiência em Automação do Processo de Testes em Ambiente Ágil com SCRUM e ferramentas OpenSource

Experiência em Automação do Processo de Testes em Ambiente Ágil com SCRUM e ferramentas OpenSource Experiência em Automação do Processo de Testes em Ambiente Ágil com SCRUM e ferramentas OpenSource Eliane F. Collins 1, Luana M. de A. Lobão 1, 2 1 Instituto Nokia de Tecnologia (INdT) Caixa Postal 7200

Leia mais

Java Programação para Fábrica de Software. Fernando Lozano Consultor 4Linux lozano@4linux.com.br

Java Programação para Fábrica de Software. Fernando Lozano Consultor 4Linux lozano@4linux.com.br Java Programação para Fábrica de Software Fernando Lozano Consultor 4Linux lozano@4linux.com.br Quem É o Lozano? Atua há mais de 15 anos em TI Consultoria para Amsterdam Sauer, Banco Bovorantim, Bob's,

Leia mais

Oportunidades em SP. Experiência no mercado financeiro / instituições bancárias / produtos de tesouraria.

Oportunidades em SP. Experiência no mercado financeiro / instituições bancárias / produtos de tesouraria. Oportunidades em SP Analista Funcional Júnior CÓDIGO: Funcional Jr. Local: Itaim Bibi/SP Experiência no mercado financeiro / instituições bancárias / produtos de tesouraria. Experiência com documentação

Leia mais

CES-32 e CE-230 Qualidade, Confiabilidade e Segurança de Software. Tendências, Perspectivas e Ferramentas de Qualidade em Engenharia de Software (4)

CES-32 e CE-230 Qualidade, Confiabilidade e Segurança de Software. Tendências, Perspectivas e Ferramentas de Qualidade em Engenharia de Software (4) CURSO de GRADUAÇÃO e de PÓS-GRADUAÇÃO do ITA 2º SEMESTRE 2002 CES-32 e CE-230 Qualidade, Confiabilidade e Segurança de Software Eng. Osvandre Alves Martins e Prof. Dr. Adilson Marques da Cunha Tendências,

Leia mais

TESTES AUTOMATIZADOS COM JUNITE MOCKITO

TESTES AUTOMATIZADOS COM JUNITE MOCKITO TESTES AUTOMATIZADOS COM JUNITE MOCKITO Jaime William Dias 12, Dener Barranco 1, Douglas Delapria 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) 2 Universidade Estadual de Maringá (UEM) Paranavaí PR Brasil dener_barranco@hotmail.com,

Leia mais

Capítulo 1. Extreme Programming: visão geral

Capítulo 1. Extreme Programming: visão geral Capítulo 1 Extreme Programming: visão geral Extreme Programming, ou XP, é um processo de desenvolvimento de software voltado para: Projetos cujos requisitos são vagos e mudam com freqüência; Desenvolvimento

Leia mais

ENG1000 Introdução à Engenharia

ENG1000 Introdução à Engenharia ENG1000 Introdução à Engenharia Aula 01 Processo de Desenvolvimento de Software Edirlei Soares de Lima Processo de Software O processo de software consiste em um conjunto estruturado

Leia mais

ARQUITETURA DO SISTEMA ERP PEGASUS

ARQUITETURA DO SISTEMA ERP PEGASUS ARQUITETURA DO SISTEMA ERP PEGASUS Elaborado por: Bruno Duarte Nogueira Arquiteto de Software Data: 05/03/2012 1 Sumário 1. Introdução... 3 2. Tecnologias... 3 2.1. Web Tier... 3 2.1.1. Facelets 1.1.14...

Leia mais

Desenvolvimento Ágil de Software

Desenvolvimento Ágil de Software Desenvolvimento Ágil de Software Métodos ágeis (Sommerville) As empresas operam em um ambiente global, com mudanças rápidas. Softwares fazem parte de quase todas as operações de negócios. O desenvolvimento

Leia mais

Ferramenta para gestão ágil

Ferramenta para gestão ágil Ferramenta para gestão ágil de projetos de software Robson Ricardo Giacomozzi Orientador: Everaldo Artur Grahl Agenda Introdução Objetivos Fundamentação teórica Desenvolvimento Resultados e discussões

Leia mais

Plataforma Open Source de Desenvolvimento e Sustentação de Sistemas. Daniel Darlen Lucius Curado Ridai Pombo

Plataforma Open Source de Desenvolvimento e Sustentação de Sistemas. Daniel Darlen Lucius Curado Ridai Pombo Plataforma Open Source de Desenvolvimento e Sustentação de Sistemas Daniel Darlen Lucius Curado Ridai Pombo Agenda Cenário Gerenciamento de Projetos e Mudanças Infra estrutura Arquitetura Ambiente de Desenvolvimento

Leia mais

a. A plataforma recomendada é Web, com arquitetura Microsoft.Net; b. A linguagem recomendada para codificação de Sistemas de Informações é C#;

a. A plataforma recomendada é Web, com arquitetura Microsoft.Net; b. A linguagem recomendada para codificação de Sistemas de Informações é C#; 1. OBJETIVO O objetivo deste documento é definir as normas e os padrões que deverão ser adotados pelos desenvolvedores da equipe interna e externa (fornecedores) que venham a desenvolver soluções de software

Leia mais

Metodologias e tecnologias de software Wplex

Metodologias e tecnologias de software Wplex Metodologias e tecnologias de software Wplex Mauro Ransolin Wplex Software Florianópolis SC http://www.wplex.com.br Objetivo O objetivo deste documento é apresentar um resumo da abordagem adotada pela

Leia mais

PRD Tecnologia de Gestão Ltda. Julho/2008

PRD Tecnologia de Gestão Ltda. Julho/2008 O Processo de Desenvolvimento Telescope Julho/2008 Página 1 Sumário Introdução...3 O desenvolvimento de software tradicional...3 O problema da produtividade...3 O problema da portabilidade...6 O problema

Leia mais

Aplicação de Técnicas e Ferramentas em Projetos de Desenvolvimento Ágil

Aplicação de Técnicas e Ferramentas em Projetos de Desenvolvimento Ágil Aplicação de Técnicas e Ferramentas em Projetos de Desenvolvimento Ágil DGA - Área de Desenvolvimento de Novos Projetos Flavia Facciolla Maia Gerente da Área de Novos Projetos Arthur Vieira de Lima Gomes

Leia mais

Processo de Desenvolvimento de Software. Unidade V Modelagem de PDS. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com

Processo de Desenvolvimento de Software. Unidade V Modelagem de PDS. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Processo de Desenvolvimento de Software Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático desta aula Modelo Cascata (Waterfall) ou TOP DOWN. Modelo Iterativo. Metodologia Ágil.

Leia mais

O que é software? Software e Engenharia de Software. O que é software? Tipos de Sistemas de Software. A Evolução do Software

O que é software? Software e Engenharia de Software. O que é software? Tipos de Sistemas de Software. A Evolução do Software O que é software? Software e Engenharia de Software Programas de computador Entidade abstrata. Ferramentas (mecanismos) pelas quais: exploramos os recursos do hardware. executamos determinadas tarefas

Leia mais

AUDITORIA ELETRÔNICA DE ORGÃOS PÚBLICOS DO ESTADO DE SÃO PAULO

AUDITORIA ELETRÔNICA DE ORGÃOS PÚBLICOS DO ESTADO DE SÃO PAULO AUDITORIA ELETRÔNICA DE ORGÃOS PÚBLICOS DO ESTADO DE SÃO PAULO Departamento de Tecnologia da Informação - DTI 02/08/2010 Slide nº 1 Objetivo do Sistema O projeto Auditoria Eletrônica de Órgãos Públicos

Leia mais

Dados do Projeto. Nome do Projeto. Fingerprint Access Users. Data de Inicialização 14/04/2012

Dados do Projeto. Nome do Projeto. Fingerprint Access Users. Data de Inicialização 14/04/2012 Fábrica de Software Dados do Projeto Nome do Projeto Data de Inicialização Responsáveis Autores Fingerprint Access Users 14/04/2012 Adriana Lima de Almeida, Espedito Alves Leal, Jaciel Dias de Souza, Samuel

Leia mais

OPORTUNIDADES CWI: Analista de Sistemas

OPORTUNIDADES CWI: Analista de Sistemas OPORTUNIDADES CWI: Analista de Sistemas - Experiência com atendimento a usuários na resolução de problemas com sistemas já existentes. - Experiência com levantamento de requisitos com usuários. - Conhecimentos

Leia mais

OPORTUNIDADES: Analista de Sistemas

OPORTUNIDADES: Analista de Sistemas OPORTUNIDADES: Analista de Sistemas - Experiência em metodologias ágeis de desenvolvimento, - Experiência em desenvolvimento de sistemas com plataforma Microsoft.Net, - Experiência em banco de dados Microsoft

Leia mais

Figura 1 - Arquitetura multi-camadas do SIE

Figura 1 - Arquitetura multi-camadas do SIE Um estudo sobre os aspectos de desenvolvimento e distribuição do SIE Fernando Pires Barbosa¹, Equipe Técnica do SIE¹ ¹Centro de Processamento de Dados, Universidade Federal de Santa Maria fernando.barbosa@cpd.ufsm.br

Leia mais

Experiência em Processo de Teste Iterativo e Automatizado para Data Warehouse

Experiência em Processo de Teste Iterativo e Automatizado para Data Warehouse Experiência em Processo de Teste Iterativo e Automatizado para Data Warehouse Luana M. de A. Lobão 1, Eliane F. Collins 1,2,, Ronaldo N. Martins 1, Leandro A. O. Leão 1, Vicente Ferreira de Lucena Jr.

Leia mais

IBM Software Demos Rational Software Delivery Platform - Teste automatizado

IBM Software Demos Rational Software Delivery Platform - Teste automatizado Na parte final da demonstração, Jan, nossa testadora, usará o IBM Rational Functional Tester ou RFT para registrar um novo script de teste. O RFT está integrado ao IBM Rational Software Delivery Platform

Leia mais

ESCOLHA UM TESTE PARA EXECUTAR

ESCOLHA UM TESTE PARA EXECUTAR ESCOLHA UM TESTE PARA EXECUTAR Acompanhe o ritmo de aceleração dos ciclos de lançamento. Descubra a automatização com um toque humano EXECUTE UM TESTE 26032015 Com a Borland, tanto analistas de negócios

Leia mais

Análise comparativa entre a engenharia de requisitos e o método de desenvolvimento ágil: Scrum

Análise comparativa entre a engenharia de requisitos e o método de desenvolvimento ágil: Scrum Análise comparativa entre a engenharia de requisitos e o método de desenvolvimento ágil: Scrum Patrícia Bastos Girardi, Sulimar Prado, Andreia Sampaio Resumo Este trabalho tem como objetivo prover uma

Leia mais

Sistemas de Informação e Programação II Odorico Machado Mendizabal

Sistemas de Informação e Programação II Odorico Machado Mendizabal Sistemas de Informação e Programação II Odorico Machado Mendizabal Universidade Federal do Rio Grande FURG C3 Engenharia de Computação 16 e 23 de março de 2011 Processo de Desenvolvimento de Software Objetivos

Leia mais

Cisco Intelligent Automation for Cloud

Cisco Intelligent Automation for Cloud Dados técnicos do produto Cisco Intelligent Automation for Cloud Os primeiros a adotarem serviços com base em nuvem buscavam uma economia de custo maior que a virtualização e abstração de servidores podiam

Leia mais

MDMS-ANAC. Metodologia de Desenvolvimento e Manutenção de Sistemas da ANAC. Superintendência de Tecnologia da Informação - STI

MDMS-ANAC. Metodologia de Desenvolvimento e Manutenção de Sistemas da ANAC. Superintendência de Tecnologia da Informação - STI MDMS-ANAC Metodologia de Desenvolvimento e Manutenção de Sistemas da ANAC Superintendência de Tecnologia da Informação - STI Histórico de Alterações Versão Data Responsável Descrição 1.0 23/08/2010 Rodrigo

Leia mais

BRAlarmExpert. Software para Gerenciamento de Alarmes. BENEFÍCIOS obtidos com a utilização do BRAlarmExpert:

BRAlarmExpert. Software para Gerenciamento de Alarmes. BENEFÍCIOS obtidos com a utilização do BRAlarmExpert: BRAlarmExpert Software para Gerenciamento de Alarmes A TriSolutions conta com um produto diferenciado para gerenciamento de alarmes que é totalmente flexível e amigável. O software BRAlarmExpert é uma

Leia mais

OPORTUNIDADES CWI: Principais atividades: - Análise e desenvolvimento de sites Cross-plataform (IE/Firefox/Chrome/Safari).

OPORTUNIDADES CWI: Principais atividades: - Análise e desenvolvimento de sites Cross-plataform (IE/Firefox/Chrome/Safari). OPORTUNIDADES CWI: Analista de Testes - 2 anos de experiências em testes. - Experiência com alguma ferramenta de automação de testes. - Conhecimento em especificação de casos de testes. - Formação superior

Leia mais

1. Introdução. fymoribe@gmail.com

1. Introdução. fymoribe@gmail.com Aplicação em cenário empresarial da utilização das metodologias de teste de software Fábio Yoshiaki Moribe¹ ¹ Departamento de Informática - Universidade Estadual de Maringá (UEM) fymoribe@gmail.com Abstract.

Leia mais

TESTE DE SOFTWARE COM XP. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com

TESTE DE SOFTWARE COM XP. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com TESTE DE SOFTWARE COM XP Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com Contexto Inúmeros processos de software Evolução das formas/metodologias de desenvolvimento de software Dificuldades encontradas

Leia mais

ANEXO 06 AMBIENTE PROCERGS. Desenvolvimento / Testes / Homologação / Produção

ANEXO 06 AMBIENTE PROCERGS. Desenvolvimento / Testes / Homologação / Produção ANEXO 06 AMBIENTE PROCERGS Desenvolvimento / Testes / Homologação / Produção Este anexo apresenta uma visão geral dos ambientes e ferramentas utilizadas em cada uma das plataformas tecnológicas, conforme

Leia mais

Demoiselle Framework. Palestrante: Flávio Gomes da Silva Lisboa JUN/2009

Demoiselle Framework. Palestrante: Flávio Gomes da Silva Lisboa JUN/2009 Demoiselle Framework Palestrante: Flávio Gomes da Silva Lisboa JUN/2009 Sumário Introdução Desenvolvimento de TI para Governo Elementos de Decisão Estratégia para a área de tecnologia Diretivas da Arquitetura

Leia mais

Desenvolvimento de um sistema de gestão acadêmica com software livre Rodrigo Bainy Fagundes

Desenvolvimento de um sistema de gestão acadêmica com software livre Rodrigo Bainy Fagundes Universidade Federal de Pelotas Centro de Gereciamento de Informações e Concursos Diretoria de Desenvolvimento de Sistemas Desenvolvimento de um sistema de gestão acadêmica com software livre Rodrigo Bainy

Leia mais

IplanRio DOP - Diretoria de Operações GIT - Gerência de Infraestrutura Tecnológica Gerente da GIT

IplanRio DOP - Diretoria de Operações GIT - Gerência de Infraestrutura Tecnológica Gerente da GIT 1. IDENTIFICAÇÃO Padrão Segmento Código P06.002 Revisão v. 2014 Plataformas Web 2. PUBLICAÇÃO Recursos Tecnológicos Versão Data para adoção Publicação v. 2014 23 de dezembro de 2014 PORTARIA N Nº 225 de

Leia mais

OPORTUNIDADES CWI: Analista de Sistemas Sênior

OPORTUNIDADES CWI: Analista de Sistemas Sênior OPORTUNIDADES CWI: Analista de Sistemas Sênior - Experiência em levantamento de requisitos. - Elaboração de especificação funcional. - Desejável conhecimento em logística e transporte. Analista de Testes

Leia mais

PROJETO CEMEA. Um trabalho educacional

PROJETO CEMEA. Um trabalho educacional PROJETO CEMEA Um trabalho educacional CEMEA: Objetivo geral A partir de um sistema já existente, temos como missão: Melhorar suas funcionalidades; Documentar tanto o código, quanto suas funções; Acrescentar

Leia mais

ANEXO 09 PERFIS PROFISSIONAIS MÍNIMOS

ANEXO 09 PERFIS PROFISSIONAIS MÍNIMOS ANEXO 09 PERFIS PROFISSIONAIS MÍNIMOS As qualificações técnicas exigidas para os profissionais que executarão os serviços contratados deverão ser comprovados por meio dos diplomas, certificados, registros

Leia mais

Agile Practices for Mobile Testing

Agile Practices for Mobile Testing Agile Practices for Mobile Testing Eliane Collins Eliane Collins INdT eliane.collinso@indt.og.br 1 Apresentação Eliane Collins Bacharel em Engenharia de Computação (UEA - EST) Mestre em Engenharia Elétrica

Leia mais

Oportunidades 05/05/2015

Oportunidades 05/05/2015 Oportunidades 05/05/2015 Sobre a Daitan: A Daitan é uma empresa brasileira, localizada em Campinas. Seu foco é a exportação de Serviços de Outsourcing em P&D e Serviços Profissionais em Telecomunicações,

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO OS 003/DINFO/2013 16/09/2013

ORDEM DE SERVIÇO OS 003/DINFO/2013 16/09/2013 A DIRETORIA DE INFORMÁTICA DINFO DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO -UERJ, no uso de suas atribuições legais, estabelece: Art. 1º: Para fins de normatização do Desenvolvimento Tecnológico na UERJ

Leia mais

Projeto Demoiselle. Para perguntas e respostas, utilizem a lista de discussões de usuários da comunidade: demoiselle-users@lists.sourceforge.

Projeto Demoiselle. Para perguntas e respostas, utilizem a lista de discussões de usuários da comunidade: demoiselle-users@lists.sourceforge. Projeto Demoiselle Para perguntas e respostas, utilizem a lista de discussões de usuários da comunidade: demoiselle-users@lists.sourceforge.net Palestrantes: Antônio Carlos Tiboni Luciana Campos Mota 20/07/2009

Leia mais

Gestão de Configurações II

Gestão de Configurações II Gestão de Configurações II Bibliografia Livro: Software Configuration Management Patterns: Effective Teamwork, Practical Integration Gestão de Projecto 14 Padrões de Gestão Os padrões de gestão de configurações

Leia mais

Ensino Superior: IESB Instituto de Educação Superior de Brasília Ciências da Computação - Cursando

Ensino Superior: IESB Instituto de Educação Superior de Brasília Ciências da Computação - Cursando Vinicius Nascimento Informações pessoais Estado civil: Casado Nacionalidade Brasileira Idade: 30 anos Naturalidade: Brasília DF Formação Ensino Superior: IESB Instituto de Educação Superior de Brasília

Leia mais

PORTARIA N Nº Rio de Janeiro, 24 de Outubro de 2013.

PORTARIA N Nº Rio de Janeiro, 24 de Outubro de 2013. PORTARIA N Nº Rio de Janeiro, 24 de Outubro de 2013. ACRESCENTA A ARQUITETURA DE PADRÕES TECNOLÓGICOS DE INTEROPERABILIDADE -, NO SEGMENTO ORGANIZAÇÃO E INTERCÂMBIO DE INFORMAÇÕES, O PADRÃO TECNOLÓGICO

Leia mais

Plano de Gerência de Configuração

Plano de Gerência de Configuração Plano de Gerência de Configuração Objetivo do Documento Introdução A aplicação deste plano garante a integridade de códigos-fonte e demais produtos dos sistemas do, permitindo o acompanhamento destes itens

Leia mais

INTERLIMS SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE INFORMAÇÕES PARA LABORATÓRIOS DE ANÁLISES DE ÁGUA

INTERLIMS SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE INFORMAÇÕES PARA LABORATÓRIOS DE ANÁLISES DE ÁGUA INTERLIMS SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE INFORMAÇÕES PARA LABORATÓRIOS DE ANÁLISES DE ÁGUA INTERLIMS SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE INFORMAÇÕES PARA LABORATÓRIOS DE ANÁLISES DE ÁGUA O InterLIMS se apresenta

Leia mais

Integração Contínua com Jenkins

Integração Contínua com Jenkins Integração Contínua com Jenkins DevOps para desenvolvedores Java Camilo Lopes Esse livro está à venda em http://leanpub.com/integracaocontinuacomjenkins Essa versão foi publicada em 2015-04-05 Todos os

Leia mais

CBSOFT 2013. Praticando os princípios ágeis nas atividades de teste em projetos de aplicativos móveis"

CBSOFT 2013. Praticando os princípios ágeis nas atividades de teste em projetos de aplicativos móveis CBSOFT 2013 Praticando os princípios ágeis nas atividades de teste em projetos de aplicativos móveis" Caraterísticas do Projeto Projeto Mobile Tecnologia: J2ME 4 desenvolvedores 2 testadores 2 designers

Leia mais

CPqD Developer Suite WAMPS 2010. outubro/2010

CPqD Developer Suite WAMPS 2010. outubro/2010 CPqD Developer Suite WAMPS 2010 outubro/2010 CPqD Fundado em 1976 como centro de pesquisa da TELEBRÁS Tornado Fundação Privada em 1998 Maior centro de pesquisa da America Latina Atua nos setores de telecomunicações,

Leia mais

Metodologia Scrum e TDD Com Java + Flex + Svn Ambiente Eclipse

Metodologia Scrum e TDD Com Java + Flex + Svn Ambiente Eclipse SOFTWARE PARA GERENCIAMENTO DE AUTO PEÇAS Renan Malavazi Mauro Valek Jr Renato Malavazi Metodologia Scrum e TDD Com Java + Flex + Svn Ambiente Eclipse Sistema de Gerenciamento de AutoPeças A aplicação

Leia mais

Gerenciamento de configuração. Gerenciamento de Configuração. Gerenciamento de configuração. Gerenciamento de configuração. Famílias de sistemas

Gerenciamento de configuração. Gerenciamento de Configuração. Gerenciamento de configuração. Gerenciamento de configuração. Famílias de sistemas Gerenciamento de Gerenciamento de Configuração Novas versões de sistemas de software são criadas quando eles: Mudam para máquinas/os diferentes; Oferecem funcionalidade diferente; São configurados para

Leia mais

SOFTWARE E SOLUÇÕES HP APPLICATION LIFECYCLE MANAGEMENT VOCÊ NUNCA VIU CICLOS DE VIDA DE APLICATIVOS GERENCIADOS DESSA MANEIRA

SOFTWARE E SOLUÇÕES HP APPLICATION LIFECYCLE MANAGEMENT VOCÊ NUNCA VIU CICLOS DE VIDA DE APLICATIVOS GERENCIADOS DESSA MANEIRA OBJETIVO VISÃO GERAL DO PRODUTO ESTRATÉGIA DE COMUNICAÇÃO VISÃO GERAL DO MERCADO/ PROPOSTA DE VALOR Objetivo da ligação: Visão geral do produto: Estratégia de comunicação: Visão geral do mercado: Identificar

Leia mais

Reduza os ciclos de versões HP Application Lifecycle Management

Reduza os ciclos de versões HP Application Lifecycle Management Documento técnico de negócios Reduza os ciclos de versões HP Application Lifecycle Management Nuvem, entrega móvel e aplicativos compostos baseados em serviços são tecnologias que mudam o mercado e que

Leia mais

UMA ABORDAGEM SOBRE TESTES AUTOMATIZADO DE SOFTWARES EM AMBIENTES DE DESENVOLVIMENTO

UMA ABORDAGEM SOBRE TESTES AUTOMATIZADO DE SOFTWARES EM AMBIENTES DE DESENVOLVIMENTO UMA ABORDAGEM SOBRE TESTES AUTOMATIZADO DE SOFTWARES EM AMBIENTES DE DESENVOLVIMENTO Robson L. Nascimento 1, Késsia R. C. Marchi¹ 1 Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí-PR-Brasil robsonluisn@yahoo.com.br,

Leia mais

Guilherme Augusto de Assis

Guilherme Augusto de Assis Guilherme Augusto de Assis Analista de Sistemas Pleno da empresa CPqD guiassys@gmail.com Resumo Possui graduação em Sistemas de Informação pela Faculdade de Administração e Ciências Contábeis de Hortolândia

Leia mais

Quando a análise de Pontos de Função se torna um método ágil

Quando a análise de Pontos de Função se torna um método ágil Quando a análise de Pontos de Função se torna um método ágil Carlos Oest carlosoest@petrobras.com.br Time Box: 60 minutos Backlog da apresentação: Apresentação do assunto 1 SCRUM 2 Estimativa com Pontos

Leia mais

Aplicativo Cliente/Servidor multicamadas para controle de uma rede de lojas via web utilizando Java

Aplicativo Cliente/Servidor multicamadas para controle de uma rede de lojas via web utilizando Java Aplicativo Cliente/Servidor multicamadas para controle de uma rede de lojas via web utilizando Java Aluno: Henrique Eduardo M. Oliveira Orientador: Prof. Dr. Leandro J. Komosinski Banca: Prof. M. Maria

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DAS FINANÇAS. UTRAFE Unidade Técnica da Reforma da Administração Financeira do Estado.

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DAS FINANÇAS. UTRAFE Unidade Técnica da Reforma da Administração Financeira do Estado. REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DAS FINANÇAS UTRAFE Unidade Técnica da Reforma da Administração Financeira do Estado Anúncio de Vaga A UTRAFE Unidade Técnica da Reforma da Administração Financeira do

Leia mais

Engenharia de Software Introdução. Ricardo Argenton Ramos UNIVASF Engenharia de Software I - Aula 1

Engenharia de Software Introdução. Ricardo Argenton Ramos UNIVASF Engenharia de Software I - Aula 1 Engenharia de Software Introdução Ricardo Argenton Ramos UNIVASF Engenharia de Software I - Aula 1 Tópicos Apresentação da Disciplina A importância do Software Software Aplicações de Software Paradigmas

Leia mais

XP e Integração Contínua: um estudo de caso de sua adoção no desenvolvimento de software

XP e Integração Contínua: um estudo de caso de sua adoção no desenvolvimento de software Perquirere, 11(2): 141-159, dez. 2014 Centro Universitário de Patos de Minas http://perquirere.unipam.edu.br XP e Integração Contínua: um estudo de caso de sua adoção no desenvolvimento de software XP

Leia mais

Prodemge Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais

Prodemge Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais AQUISIÇÃO DE SUÍTE SDLC Prodemge Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais Aquisição de Suíte SDLC OBJETIVO Este documento tem como objetivo consultar o mercado sobre os requisitos

Leia mais

Introdução a Métodos Ágeis de Desenvolvimento de Software

Introdução a Métodos Ágeis de Desenvolvimento de Software Introdução a Métodos Ágeis de Desenvolvimento de Software Curso de Verão Centro de Competência em Software Livre Departamento de Ciência da Computação - IME / USP Realização: AgilCoop Verão Ágil 2010 Copyleft

Leia mais

Integração contínua com o Visual Studio Team System 2008

Integração contínua com o Visual Studio Team System 2008 Integração contínua com o Visual Studio Team System 2008 White Paper Maio de 2008 Para obter as últimas informações, visite o site www.microsoft.com/teamsystem As informações contidas neste documento representam

Leia mais

extreme Programming Joaquim Filipe Patrícia Macedo Engenharia de Software 2005/06 EST, Setúbal Metodologias de Desenvolvimento de Software

extreme Programming Joaquim Filipe Patrícia Macedo Engenharia de Software 2005/06 EST, Setúbal Metodologias de Desenvolvimento de Software extreme Programming Joaquim Filipe Engenharia de Software 2005/06 EST, Setúbal Metodologias de Desenvolvimento de Software Agenda Metodologia PREDITIVAS (tradicionais) UP MSF Metodologias Adaptativas(Ageis)

Leia mais

7 Mudanças Realizadas

7 Mudanças Realizadas 7 Mudanças Realizadas Este capítulo tem o objetivo de detalhar as mudanças realizadas no ambiente de trabalho da equipe estudada. Ele cita as alterações no produto de software utilizado pela equipe, que

Leia mais

6 Infraestrutura de Trabalho

6 Infraestrutura de Trabalho 6 Infraestrutura de Trabalho Este capítulo tem como objetivo fornecer uma visão geral do ambiente de trabalho encontrado na organização estudada, bem como confrontá-lo com a organização ideal tal como

Leia mais

Modelos de processos de desenvolvimento de software

Modelos de processos de desenvolvimento de software Definição Um modelo de processo de software é uma representação abstrata de um processo. Os modelos de processo podem ser desenvolvidos a partir de várias perspectivas e podem mostrar as atividades envolvidas

Leia mais

Gerência de Configuração. Professor: Dr. Eduardo Santana de Almeida Universidade Federal da Bahia esa@dcc.ufba.br

Gerência de Configuração. Professor: Dr. Eduardo Santana de Almeida Universidade Federal da Bahia esa@dcc.ufba.br Gerência de Configuração Professor: Dr. Eduardo Santana de Almeida Universidade Federal da Bahia esa@dcc.ufba.br Introdução Mudanças durante o desenvolvimento de software são inevitáveis: os interesses

Leia mais

RESULTADOS PRÁTICOS DO USO DE INTEGRAÇÃO CONTÍNUA COM O JENKINS. Emerson Cordeiro Vieira. emerson@7comm.com.br

RESULTADOS PRÁTICOS DO USO DE INTEGRAÇÃO CONTÍNUA COM O JENKINS. Emerson Cordeiro Vieira. emerson@7comm.com.br RESULTADOS PRÁTICOS DO USO DE INTEGRAÇÃO CONTÍNUA COM O JENKINS Emerson Cordeiro Vieira emerson@7comm.com.br PAUTA Caracterização da empresa Motivação Arquitetura da solução Resultados Lições aprendidas

Leia mais

Portfólio Operacional

Portfólio Operacional Portfólio Operacional www.3layer.com.br 3layer@3layer.com.br Porto Alegre, RS Brasil 2014 Sumário PARTE 1 Introdução Histórico Premissas Foco PARTE 2 Estrutura de Operações Parceiros Serviços Produtos

Leia mais

Gerência de Configuração de Software Funções

Gerência de Configuração de Software Funções Universidade Estadual de Maringá Departamento de Informática Ciência da Computação Processo de Engenharia de Software II Gerência de Configuração de Software Funções Rafael Leonardo Vivian {rlvivian.uem

Leia mais

Workshop SCRUM. Versão 5 Out 2010 RFS. rildo.santos@etecnologia.com.br

Workshop SCRUM. Versão 5 Out 2010 RFS. rildo.santos@etecnologia.com.br Todos os direitos reservados e protegidos 2006 e 2010 Objetivo: Estudo de Caso Objetivo: Apresentar um Estudo de Caso para demonstrar como aplicar as práticas do SCRUM em projeto de desenvolvimento de

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software Processos de software Departamento de Matemática Universidade dos Açores Hélia Guerra helia@uac.pt Processo Um processo é uma série de etapas envolvendo actividades, restrições e

Leia mais

01 Analista de TI sênior. Local de trabalho: Campinas (disponibilidade para viagens)

01 Analista de TI sênior. Local de trabalho: Campinas (disponibilidade para viagens) Oportunidades de trabalho na CCM7 01 Analista de TI sênior (disponibilidade para viagens) Responsável pela manutenção e controle dos hardwares e softwares da organização; Projetar e prestar manutenção

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS AVANÇADO DE ARACATI PROJETO DE PESQUISA

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS AVANÇADO DE ARACATI PROJETO DE PESQUISA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS AVANÇADO DE ARACATI PROJETO DE PESQUISA IMPLEMENTAÇÃO DE SOLUÇÃO PARA AUTOMATIZAR O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE UTILIZANDO A LINGUAGEM C#.NET

Leia mais

Geração e execução de scripts de teste em aplicações web a partir de casos de uso direcionados por comportamento 64

Geração e execução de scripts de teste em aplicações web a partir de casos de uso direcionados por comportamento 64 direcionados por comportamento 64 5 Estudo de caso Neste capítulo serão apresentadas as aplicações web utilizadas na aplicação da abordagem proposta, bem como a tecnologia em que foram desenvolvidas, o

Leia mais

METODOLOGIA LEAN DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE: UMA VISÃO GERAL

METODOLOGIA LEAN DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE: UMA VISÃO GERAL METODOLOGIA LEAN DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE: UMA VISÃO GERAL Guilherme Vota Pereira guivotap@hotmail.com Prof. Pablo Schoeffel, Engenharia de Software Aplicada RESUMO: Este artigo irá efetuar uma abordagem

Leia mais

Engenharia de Software Aula 7 (Versão 2010-02)

Engenharia de Software Aula 7 (Versão 2010-02) Engenharia de Software Aula 7 (Versão 2010-02) As melhores práticas de Engenharia de Software: Usar arquitetura baseada em. Engenharia de software baseada em : definição, conceituação e projeto com reuso.

Leia mais

OPORTUNIDADES CWI: Principais atividades: - Análise e desenvolvimento de sites Cross-plataform (IE/Firefox/Chrome/Safari).

OPORTUNIDADES CWI: Principais atividades: - Análise e desenvolvimento de sites Cross-plataform (IE/Firefox/Chrome/Safari). OPORTUNIDADES CWI: Analista - Experiência mínima de 2 anos com ASP.NET (C Sharp). - Experiência com atendimento a usuários na resolução de problemas com sistemas já existentes. - Experiência em desenvolvimento

Leia mais

O CONCEITO DE TDD NO DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

O CONCEITO DE TDD NO DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE O CONCEITO DE TDD NO DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Renan Leme Nazário, Ricardo Rufino Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR - Brasil renazariorln@gmail.com, ricardo@unipar.br Resumo. Este artigo

Leia mais

Cargo Função Superior CBO. Tarefas / Responsabilidades T/R Como Faz

Cargo Função Superior CBO. Tarefas / Responsabilidades T/R Como Faz Especificação de FUNÇÃO Função: Analista Desenvolvedor Código: Cargo Função Superior CBO Analista de Informática Gerente de Projeto Missão da Função - Levantar e prover soluções para atender as necessidades

Leia mais

Engenharia de Software I

Engenharia de Software I Engenharia de Software I Curso de Sistemas de Informação Karla Donato Fook karladf@ifma.edu.br DESU / DAI 2015 Desenvolvimento Rápido de Software 2 1 Para quê o Desenvolvimento Rápido de Software? Os negócios

Leia mais

Conheça as metodologias Scrum e Extreme Programming e quais as diferenças entre as metodologias tradicionais e ágeis

Conheça as metodologias Scrum e Extreme Programming e quais as diferenças entre as metodologias tradicionais e ágeis Processos Ágeis Aprenda o que são processos ágeis Conheça as metodologias Scrum e Extreme Programming e quais as diferenças entre as metodologias tradicionais e ágeis Leonardo Simas, Osias Carneiro, Vagner

Leia mais

Cultura da Entrega Diária com EVDnC

Cultura da Entrega Diária com EVDnC Cultura da Entrega Diária com EVDnC Um Estudo de Caso Marcos Garrido Rafael Sabbagh Um Exemplo Real Empresa de Desenvolvimento de Software Monitoramento de Frotas de Ônibus cinco times rodando "Scrum"!

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 2ª REGIÃO Secretaria de Tecnologia da Informação

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 2ª REGIÃO Secretaria de Tecnologia da Informação TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 2ª REGIÃO Secretaria de Tecnologia da Informação REGIONALIZAÇÃO DE SERVIÇOS DE TI MAPEAMENTO DE PROVIDÊNCIAS INICIAIS Março/2014 V 1.1 REGIONALIZAÇÃO DE SERVIÇOS DE TI MAPEAMENTO

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software Processos de software Departamento de Matemática Universidade dos Açores Hélia Guerra helia@uac.pt Processo Um processo é uma série de etapas envolvendo actividades, restrições e

Leia mais

SCRUM. Fabrício Sousa fabbricio7@yahoo.com.br

SCRUM. Fabrício Sousa fabbricio7@yahoo.com.br SCRUM Fabrício Sousa fabbricio7@yahoo.com.br Introdução 2 2001 Encontro onde profissionais e acadêmicos da área de desenvolvimento de software de mostraram seu descontentamento com a maneira com que os

Leia mais

Fábrica de Software.NET

Fábrica de Software.NET Fábrica de Software.NET Gerência Fábrica de Software Letícia Banffy A Ampsoft Empresa líder no mercado de soluções para seguradoras, há mais de 15 anos no mercado SIES Sistema Especialista para Seguros

Leia mais

PROJETO Pró-INFRA/CAMPUS

PROJETO Pró-INFRA/CAMPUS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS AVANÇADO DE ARACATI PROJETO Pró-INFRA/CAMPUS IMPLEMENTAÇÃO DE SOLUÇÃO PARA AUTOMATIZAR O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE UTILIZANDO A LINGUAGEM C#.NET

Leia mais

Características do Software

Características do Software Questionamentos Por que tanta demora para entregar? Por que os prazos se atrasam? Por que os custos são altos? Por que não achar todos os erros antes de entregar? Por que dificuldade em medir o progresso

Leia mais

ESTÁGIO CURRICULAR I E II

ESTÁGIO CURRICULAR I E II ANDERSON GEISON BORGES ESTÁGIO CURRICULAR I E II UTILIZAÇÃO DE FERRAMENTAS E PRÁTICAS PARA TESTES DE SOFTWARE EMPRESA: FÚRIA CEREBRAL INFORMÁTICA LTDA. SETOR: DESENVOLVIMENTO SUPERVISOR: EDUARDO KRÜGER

Leia mais