Comandos Básicos no Linux

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Comandos Básicos no Linux"

Transcrição

1 Comandos Básicos no Linux Material desenvolvido por Rafael Fernando Diorio Última revisão em 04/08/2013

2 Tópicos Primeiros comandos Metacaracteres Paginação e filtros de arquivos Canalização e redirecionamento Empacotamento e compactação Localização de arquivos e conteúdos Ligações simbólicas e absolutas Tempo de uso e acesso ao sistema Utilizar a ajuda do sistema Comandos úteis

3 Primeiros comandos: Acessar e encerrar o sistema Assim como em outros sistemas operacionais, para acessar o Linux é necessário fornecer um login e uma senha de acesso... Uma vez logado no sistema, para encerrar sua sessão pode-se utilizar os comandos exit ou logout... Dica: É possível realizar essa mesma função combinando as teclas CTRL+D. Se objetivo é reiniciar o sistema, pode-se utilizar os comandos reboot ou shutdown -r now... Por fim, para desligar o sistema, pode-se utilizar os comandos shutdown -h now, halt ou poweroff.

4 Primeiros comandos: Listar arquivos e limpar a tela Para listar os arquivos dos diretórios do sistema utiliza-se o comando ls... Se nenhum diretório for especificado, o ls listará o conteúdo de seu diretório atual. Alguns parâmetros comuns ao ls são o -a (listar arquivos ocultos), -l (listagem em colunas) e -R (listagem recursiva), além de outros... Obs.: Também é possível listar conteúdos utilizando curingas como o * ( *.conf, arq*, etc.), dentre outros. Para limpar a tela do terminal, utiliza-se o comando clear... Dica: A combinação de teclas CTRL+L realiza a mesma função.

5 Primeiros comandos: Alternar entre diretórios Para navegar na estrutura de diretórios do sistema, utiliza-se o comando cd seguido do diretório desejado... Se nenhum diretório for especificado ou se especificado o parâmetro ~, o cd o levará para seu diretório pessoal; Quando utilizado,. refere-se ao diretório atual e.. refere-se a um nível acima de seu diretório atual. Para visualizar sua localização na estrutura de diretórios do sistema, utilize o comando pwd. Obs.: Por mais simples que pareça, inicialmente, a navegação entre diretórios do sistema gera muita dúvida... Ex.: cd dados ou cd /dados?

6 Primeiros comandos: Criar e remover arquivos A forma mais comum para criar e editar arquivos é a partir de um editor de textos (como o Vi, por exemplo)... Obs.: O Vi será discutido mais adiante. Para criar arquivos em branco, pode-se utilizar o comando touch seguido do(s) arquivo(s) desejado(s)... Ex.: touch arq1.txt /dados/arq2.txt /etc/arq3.txt Para remover esses (ou outros) arquivos, utiliza-se o comando rm... Ex.: rm arq1.txt /dados/arq2.txt /etc/arq3.txt Obs.: Também é possível remover arquivos utilizando curingas como o * ( *.conf, arq*, etc.), dentre outros.

7 Primeiros comandos: Criar e remover diretórios Para criar novos diretórios, utiliza-se o comando mkdir seguido do(s) novo(s) diretório(s)... Ex.: mkdir pasta001 /dados/pasta002 /etc/pasta003 Obs.: Para criar toda a estrutura de diretórios de uma única vez, pode-se utilizar o parâmetro -p... Ex.: mkdir -p /dados/pasta001/pasta001.1/pasta Para remover esses (ou outros) diretórios, pode-se utilizar o comando rm combinado aos parâmetros -rf... Ex.: rm -rf pasta001 /dados/pasta002 /etc/pasta003 Obs.: Mesmo sendo pouco utilizado, também é possível remover diretórios (apenas quando vazios) através do comando rmdir.

8 Primeiros comandos: Copiar arquivos e diretórios Para copiar arquivos do sistema, utiliza-se o comando cp seguido do arquivo que será copiado e de seu local de destino... Ex.: cp arq001.txt /dados Obs.: Durante a cópia, se desejado, pode-se alterar o nome do arquivo copiado... Ex.: cp arq001.txt /dados/arquivo001.txt Para copiar diretórios (e seus respectivos conteúdos), basta acrescentar o parâmetro -R ao cp... Ex.: cp -R pasta001 /dados

9 Primeiros comandos: Mover arquivos e diretórios Para mover arquivos e diretórios, utiliza-se o comando mv assim como o comando cp... Ex. 1: mv arq001.txt /dados Ex. 2: mv pasta001 /dados Observe que não é necessário utilizar o parâmetro -R para mover diretórios (como ocorre com o comando cp )... Se desejável, o comando mv também pode ser utilizado para renomear arquivos e diretórios... Ex. 1: mv arq1.txt arq001.txt Ex. 2: mv pasta1 pasta001

10 Metacaracteres Metacaracteres (ou caracteres curinga ) são símbolos que tornam algumas tarefas do sistema mais simples de serem realizadas... Tipicamente utilizados na listagem, cópia, movimentação e remoção de arquivos e diretórios. Os símbolos mais utilizados são:? (interrogação): substitui um único caractere; Ex. 1: rm -rf /etc/pasta00? Ex. 2: ls /etc/rc?.d E, * (asterisco): substitui um conjunto de caracteres. Ex. 1: ls /etc/*.conf Ex. 2: cp *.txt /dados

11 Metacaracteres (cont.) Outros símbolos que podem ser utilizados são: [ ] (colchetes): especificam faixas para substituição de caracteres; Ex. 1: ls /etc/rc[1-2,5].d Ex. 2: cp -R pasta00[1-5] /dados E, { } (chaves): especificam palavras para auxiliar na tarefa solicitada. Ex. 1: ls /etc/{cron,cups}* Ex. 2: ls /etc/*.{conf,db} Observe que é possível combinar um ou mais metacaracteres, como o asterisco com as chaves ou colchetes, por exemplo.

12 Paginação e filtros de arquivos: Concatenar arquivos Pode-se utilizar o comando cat para concatenar arquivos e listar o resultado na saída padrão... Ex.: cat arq001.txt arq002.txt Se apenas um arquivo for especificado, então somente ele será listado na tela do terminal... Obs.: Para numerar as linhas durante a concatenação, podese utilizar o parâmetro -n. Para inverter as linhas (da última para a primeira linha) dos arquivos concatenados, pode-se utilizar o comando tac... Ex.: tac arq001.txt arq002.txt

13 Paginação e filtros de arquivos: Filtrar a paginação de tela Pode-se visualizar os conteúdos de arquivos ou filtrar a paginação de telas através dos comandos less ou more... Ex. 1: less /etc/protocols Ex. 2: more /etc/protocols A principal diferença entre ambos é que o less possibilita a navegação de forma mais simplificada que o more. Obs.: Para visualizar o help do less ou do more, tecle h durante a utilização de um ou de outro.

14 Canalização e redirecionamento Canalizamos um comando quando direcionamos o resultado de sua saída para a entrada de um outro comando (utilizando o pipe )... Ex. 1: ls -l /etc less Ex. 2: cat /etc/passwd cut -d : -f 1 sort tee usuarios.txt Outra possibilidade é redirecionar resultados ou mensagens de erro para outro local (utilizando os sinais de > e >> )... Ex. 1: echo Rafael Fernando Diorio > nome.txt Ex. 2: cat /etc/protocols /etc/services nl >> arquivao.txt Ex. 3: cat /etc/shadow 2> /dev/null (execute como usuário comum )

15 Empacotamento e compactação: Empacotando arquivos O comando tar é utilizado para empacotar ( arquivar ) e desempacotar arquivos no Linux... Também é uma das ferramentas mais utilizadas para a realização de backups simples (tipicamente dos arquivos do sistema) no Linux... Permite empacotar ou desempacotar um sistema de arquivos inteiro em um único arquivo (.tar) ou diretamente em uma mídia de backup... Vale ressaltar que o comando tar não compacta os dados, somente empacota... Para obter este efeito, é necessário combiná-lo com algum compactador de arquivos;

16 Empacotamento e compactação: Empacotando arquivos (cont.) Exemplos: Empacotando arquivos: tar cvf dados.tar /dados tar cvf backup.tar /home /etc /dados tar cvf backup.tar /home /etc /dados --exclude /dados/tmp Exemplos: Listando arquivos empacotados: tar tvf dados.tar Exemplos: Desempacotando arquivos: tar xvf dados.tar tar xvf backup.tar -C /restore tar xvf dados.tar dados/arq1.txt tar xvf backup.tar -C /restore dados/arq1.txt

17 Empacotamento e compactação: Compactando arquivos Existem diversas ferramentas para compactar e descompactar arquivos no Linux: gzip/gunzip zip/unzip bzip2/bunzip2 outros A diferença básica entre elas está na velocidade e proporção de compactação e descompactação... Destas ferramentas, gzip/gunzip e bzip2/bunzip2 são algumas das mais utilizadas para compactar/descompactar arquivos no Linux.

18 Empacotamento e compactação: Compactando arquivos com gzip É praticamente o compactador padrão do Linux... Possui uma ótima taxa de compactação e velocidade... A extensão dos arquivos compactados pelo gzip é a.gz ; Exemplos: Compactando arquivos: gzip -r /dados/* gzip dados.tar gzip -9 dados.tar Exemplos: Descompactando arquivos: gunzip -r /dados/* gunzip dados.tar.gz gunzip dados.tgz

19 Empacotamento e compactação: Compactando arquivos com bzip2 É um dos compactadores mais utilizados do Linux... Possui taxa de compactação melhor que o gzip, porém requer mais recursos da máquina... A extensão dos arquivos compactados pelo bzip é a.bz2 ; Exemplos: Compactando arquivos: bzip2 dados/* bzip2 dados.tar bzip2-9 dados.tar Exemplos: Descompactando arquivos: bunzip2 /dados/* bunzip2 dados.tar.bz2

20 Empacotamento e compactação: Compactando arquivos com outros compactadores Conforme descrito anteriormente, há uma infinidade de compactadores de arquivos no Linux... Se, ao se deparar com algum arquivo compactado, você não souber com qual descompactador pode abri-lo, faça uma pesquisa no sistema/web pela extensão do arquivo compactado... Segue abaixo (e no próximo slide), outras extensões comuns para arquivos compactados no Linux e seu respectivo descompactador:.zip: Arquivo compactado pelo programa zip. Use o programa unzip para descompactá-lo;.rar: Arquivo compactado pelo programa rar. Use o programa unrar para descompactá-lo;

21 Empacotamento e compactação: Compactando arquivos com outros compactadores (cont.) Extensões e compactadores comuns (cont.).z: Arquivo compactado pelo programa compress. Use o programa uncompress para descompactá-lo; 7z: Arquivo compactado pelo programa 7-Zip. Use o programa p7zip para descompacta-lo;.tgz: Abreviação para.tar.gz. Para descompactá-lo, você pode usar o gunzip e depois o tar;.tar.z - Arquivo compactado pelo programa compress no utilitário de arquivamento tar. Para descompactá-lo, você pode usar o uncompress e depois o tar.

22 Empacotamento e compactação: Empacotando e compactando arquivos É possível combinar o empacotador tar com compactadores como o gzip e o bzip2, por exemplo, para empacotar e compactar arquivos de forma simultânea... Exemplos: Empacotando e compactando arquivos: tar cvfz backup.tar.gz /home /etc /dados tar cvfj backup.tar.bz2 /home /etc /dados Exemplos: Desempacotando e descompactando arquivos: tar xvfz backup.tar.gz tar xvfj backup.tar.bz2 Para consultar os arquivos empacotados/compactados, basta substituir o parâmetro x (acima) por t.

23 Localização de arquivos e conteúdos: Pesquisar na estrutura de diretórios Para realizar pesquisas na estrutura de diretórios do sistema, pode-se utilizar o comando find seguido do critério desejado... Ex. 1: find / -name arquivo.txt Ex. 2: find /home -user rafael.diorio Ex. 3: find /home -empty Ex. 4: find / -type f Ex. 5: find /home -name '*.tmp' -exec rm -f '{}' \; Ex. 6: find / -perm 777 Observe que o comando find é bastante flexível e, dependendo de seu critério de pesquisa, bastante eficiente.

24 Localização de arquivos e conteúdos: Pesquisar em bases de dados O comando updatedb cria uma base de dados de nomes de arquivos do sistema... O comando locate pesquisa por arquivos na base de dados criada pelo updatedb... Desta forma, basta utilizar ambos os comandos em sequência... Ex.: updatedb locate arquivo.txt Obs.: Em /etc/updatedb.conf são definidos alguns paths, sistemas de arquivos e tipos de arquivos que não serão considerados pelo updatedb.

25 Localização de arquivos e conteúdos: Localizar conteúdos em arquivos Para pesquisar conteúdos em arquivos pode-se utilizar o comando grep... Ex. 1: grep root /etc/passwd Ex. 2: grep -rl server = /dados/sistema Também é possível combinar o grep com outros comandos do sistema... Ex. 1: ls -l /etc grep samba Ex. 2: cat /etc/passwd nl grep root Obs.: Para ignorar letras maiúsculas e minúsculas (o grep é case sensitive), acrescente o parâmetro -i ao grep.

26 Localização de arquivos e conteúdos: Localizar binários, fontes, manuais e o path Para pesquisar por arquivos executáveis, bem como seus fontes e suas páginas de manual, pode-se utilizar o comando whereis... Ex. 1: whereis ls Ex. 2: whereis shutdown Para exibir somente o path dos arquivos executáveis, além de seus aliases, caso existam, pode-se utilizar o comando which... Ex. 1: which ls Ex. 2: which shutdown Obs.: O comando type também pode ser utilizado para exibir informações de localização para binários do sistema e para seus aliases.

27 Ligações simbólicas e absolutas Utiliza-se o comando ln para criar ligações (links) em sistemas Linux... Essas ligações podem ser simbólicas (atalhos) ou absolutas (nome adicional para um arquivo)... Obs.: Ligações absolutas só funcionam para arquivos e no mesmo sistema de arquivos. Ligações simbólicas necessitam do parâmetro -s ao comando ln, enquanto ligações absolutas não necessitam de tal parâmetro... Ex. 1: ln -s arq001.txt /dados/atalho_arq001.txt Ex. 2: ln arq001.txt /dados/arq001.txt

28 Tempo de uso e acesso ao sistema Para visualizar o tempo de uso do sistema pode-se utilizar o comando uptime... Obs.: As informações de load average listadas se referem a média de carga do sistema nos últimos 1, 5 e 15 minutos. Para visualizar os usuários atualmente logados no sistema pode-se utilizar os comandos who ou w... Obs.: O comando w também mostra o que os usuários logados estão fazendo no sistema. Para visualizar a relação de todos os usuários que já se logaram ao sistema, pode-se utilizar o comando last.

29 Utilizar a ajuda do sistema Uma excelente fonte de ajuda está associada as páginas de manual de comandos e, quando disponíveis, arquivos do sistema... Para visualizar essas páginas de manual, basta utilizar o comando man seguido do comando/arquivo desejado... Ex. 1: man find Ex. 2: man smb.conf Para pesquisar páginas de manual com base em uma palavra-chave, pode-se utilizar o parâmetro -K do man... Ex. 3: man -K shutdown Outros comandos que podem ser utilizados para auxiliar na ajuda do sistema são os comandos help e info.

30 Comandos úteis Alguns comandos úteis do sistema são: Comando uname : para exibir informações do sistema; Ex.: uname -a Comando lsb_release : para exibir informações da distribuição Linux; Ex.: lsb_release -a Comando date : para exibir ou alterar data e hora do sistema; Ex.: date Comando history : para exibir o histórico de comandos digitados no sistema; Ex.: history

31 Comandos úteis (cont.) Alguns comandos úteis do sistema são (cont.): Comando sort : para ordenar linhas; Ex.: sort /etc/passwd Comando nl : para listar conteúdos numerando linhas (que não estejam em branco ); Ex.: nl /etc/services Comando wc : para contar linhas, palavras e caracteres; Ex.: wc /etc/services Comando tee : para copiar resultados da entrada padrão para a saída padrão e para arquivos adicionais; Ex.: ls -l tee listagem.txt

32 Comandos úteis (cont.) Alguns comandos úteis do sistema são (cont.): Comando head : para visualizar o início de um arquivo ; Ex.: head -5 /etc/services Comando tail : para visualizar o final de um arquivo ; Ex.: tail -5 /etc/services Ex.: tail -f /var/log/messages Comando tr : para, individualmente, alterar ou apagar caracteres de um arquivo ; Ex.: cat nome.txt tr a-z A-Z Ex.: cat nome.txt tr aeiou AEIOU Ex.: cat nome.txt tr '[:space:]' -

33 Comandos úteis (cont.) Alguns comandos úteis do sistema são (cont.): Comando cut : para exibir determinadas colunas (seções) de um arquivo ; Ex.: cut -c 1-5 nome.txt Ex.: cut -d : -f 1 /etc/passwd Comando paste : para fazer um merge das linhas de um arquivo ; Ex.: paste -s -d - nome.txt Comando join : para unir cada par de linha encontrada em dois arquivos distintos em uma única linha; Ex.: join lista001.txt lista002.txt

34 Comandos úteis (cont.) Alguns comandos úteis do sistema são (cont.): Comando diff : para comparar e exibir a diferença entre arquivos; Ex.: diff lista-v1.txt lista-v2.txt Comando split : para dividir um grande arquivo em arquivos menores (de tamanho fixo); Ex.: split -b 100k arquivao.txt arquivao.txt- Comando expand : para converter tabulações em espaços; Etc. Ex.: expand -t 10 nome.txt

35 Considerações... Outros comandos serão abordados para questões/funcionalidades específicas do sistema, tais como: Gerenciamento de pacotes, programas e processos; Gerenciamento de usuários e grupos; Gerenciamento de permissões e propriedades de arquivos; Gerenciamento de disco e sistemas de arquivos; Gerenciamento do ambiente shell; E, gerenciamento de rede, dentre outros. Para mais informações, vide tais materiais de aula.

36 Dúvidas e/ou sugestões? Participe... questione... sugira... pratique... Aprimore seus conhecimentos e ajude a melhorar as nossas aulas! :-)

37 Referências [1] CentOS Project em [2] CentOS Documentation disponível em [3] Guia Foca/GNU Linux em [4] Livro "Dominando Linux: Red Hat e Fedora" dos autores Bill Ball e Hoyt Duff. Editora Pearson ; [5] Red Hat Enterprise Linux em [6] Red Hat Enterprise Linux Documentation disponível em

Entendendo o Sistema Operacinal. Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com

Entendendo o Sistema Operacinal. Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com Entendendo o Sistema Operacinal Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com Criando um Snapshot da Máquina Padrão Page 2 Criando um Snapshot da Máquina Padrão Page 3 Criando um

Leia mais

Introdução ao Linux. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais Campus Pouso Alegre

Introdução ao Linux. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais Campus Pouso Alegre Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais Campus Pouso Alegre Introdução ao Linux Comandos Ubuntu/Linux Michelle Nery Agenda Comandos do Sistema Comandos para Processos

Leia mais

Aula 4 Comandos Básicos Linux. Prof.: Roberto Franciscatto

Aula 4 Comandos Básicos Linux. Prof.: Roberto Franciscatto Sistemas Operacionais Aula 4 Comandos Básicos Linux Prof.: Roberto Franciscatto Prompt Ao iniciar o GNU/Linux, a primeira tarefa a ser executada é o login no sistema, o qual deve ser feito respondendo

Leia mais

Formação de Administradores de Redes Linux LPI level 1. Aula 3 SENAC TI Fernando Costa

Formação de Administradores de Redes Linux LPI level 1. Aula 3 SENAC TI Fernando Costa Formação de Administradores de Redes Linux LPI level 1 Aula 3 SENAC TI Fernando Costa Agenda Manipulação de arquivos Comandos: cat, cut, expand,fmt, head, join, nl, od, paste, pr, split, tac, tail, tr,

Leia mais

Sistemas Operacionais de Rede Linux - Gerenciamento de Arquivos

Sistemas Operacionais de Rede Linux - Gerenciamento de Arquivos Sistemas Operacionais de Rede Linux - Gerenciamento de Arquivos Conteúdo Programático Login e Logout Iniciando e Desligando o Sistema Tipos de arquivo Texto Binário Arquivos e Diretório Manipulação de

Leia mais

Planejamento e Implantação de Servidores

Planejamento e Implantação de Servidores Planejamento e Implantação de Servidores Professor Nataniel Vieira nataniel.vieira@gmail.com Aula 01 - Servidores Abordagem geral Teoria e práticas Servidores Linux Comandos Linux 2 Bibliografias da apoio

Leia mais

LISTA DE COMANDOS DO LINUX 1

LISTA DE COMANDOS DO LINUX 1 LISTA DE COMANDOS DO LINUX 1 Comandos para manipulação de diretório 1. ls Lista os arquivos de um diretório. 2. cd Entra em um diretório. Você precisa ter a permissão de execução para entrar no diretório.

Leia mais

Aula 02. Introdução ao Linux

Aula 02. Introdução ao Linux Aula 02 Introdução ao Linux Arquivos Central de Programas do Ubuntu A Central de Programas do Ubuntu é uma loja de aplicativos integrada ao sistema que permite-lhe instalar e desinstalar programas com

Leia mais

Sistema Operacional Unidade 5 - Iniciando o modo texto. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática

Sistema Operacional Unidade 5 - Iniciando o modo texto. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática Sistema Operacional Unidade 5 - Iniciando o modo texto Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 OPERANDO EM MODO TEXTO... 3 Abrindo o terminal... 3 Sobre o aplicativo Terminal... 3 AS CORES

Leia mais

Principais Comandos do Terminal no LINUX

Principais Comandos do Terminal no LINUX Principais Comandos do Terminal no LINUX Estes comandos não visam ser um compêndio completo de operação, haja vista que se possui mais comandos que esses aqui que serão listados, logo os comandos são:

Leia mais

Comandos básicos do Linux

Comandos básicos do Linux Comandos básicos do Linux Comandos básicos do Linux Introdução Alguns comandos que você verá nesta página, equivalem aos utilizados no DOS. No entanto, saiba que conhecendo ou não o DOS, você poderá estranhar

Leia mais

Comandos de Linux. Autor: Patrick Wallace Figueiredo dos Santos Rocha

Comandos de Linux. Autor: Patrick Wallace Figueiredo dos Santos Rocha Comandos de Linux Autor: Patrick Wallace Figueiredo dos Santos Rocha Comandos de linux 1. ls (lista o conteúdo de um diretório) $ ls 2. ls -a (lista os diretórios, arquivos oculto e executáveis) $ ls -a

Leia mais

Instalação e configuração Linux CentOS 6.x

Instalação e configuração Linux CentOS 6.x Instalação e configuração Linux CentOS 6.x Objetivo: Instalar e configurar o sistema operacional Linux CentOS e efetuar suas configurações iniciais. 1- Abra o Virtuabox e clique em novo, e configure conforme

Leia mais

Universidade Católica de Brasília Laboratório de Redes de Computadores 1 Prof Eduardo Lobo. Comandos LINUX. principais vi ifconfig.

Universidade Católica de Brasília Laboratório de Redes de Computadores 1 Prof Eduardo Lobo. Comandos LINUX. principais vi ifconfig. Comandos LINUX Universidade Católica de Brasília Laboratório de Redes de Computadores 1 Prof Eduardo Lobo Comandos LINUX principais vi ifconfig Comando Descrição Exemplo cd Muda o diretório corrente cd

Leia mais

UFRJ IM - DCC. Departamento de Ciência da Computação. Tópicos Especiais em Programação. 13/06/2012 Profª Valeria Menezes Bastos 1

UFRJ IM - DCC. Departamento de Ciência da Computação. Tópicos Especiais em Programação. 13/06/2012 Profª Valeria Menezes Bastos 1 UFRJ IM - DCC Departamento de Ciência da Computação Tópicos Especiais em Programação 13/06/2012 Profª Valeria Menezes Bastos 1 Utilizado na criação de cópias de segurança Backup (tar) Permite agrupar arquivos

Leia mais

ENDEREÇOS DE REDE PRIVADOS. 10.0.0.0 até 10.255.255.255 172.16.0.0 até 172.31.255.255 192.168.0.0 até 192.168.255.255. Kernel

ENDEREÇOS DE REDE PRIVADOS. 10.0.0.0 até 10.255.255.255 172.16.0.0 até 172.31.255.255 192.168.0.0 até 192.168.255.255. Kernel ENDEREÇOS DE REDE PRIVADOS Foram reservados intervalos de endereços IP para serem utilizados exclusivamente em redes privadas, como é o caso das redes locais e Intranets. Esses endereços não devem ser

Leia mais

Objetivos Instalação Gerência de Pacotes UNIX Shell. Curso UNIX. Matheus Braun Magrin Felipe dos Santos Silveira

Objetivos Instalação Gerência de Pacotes UNIX Shell. Curso UNIX. Matheus Braun Magrin Felipe dos Santos Silveira Curso UNIX Matheus Braun Magrin Felipe dos Santos Silveira Universidade Federal de Santa Catarina 25 de Setembro de 2010 CHAMADA Objetivos Instalação do sistema Ubuntu 10.04 Conhecer a origem do sistema

Leia mais

Gerenciamento de Grupos e Usuários no Linux

Gerenciamento de Grupos e Usuários no Linux Gerenciamento de Grupos e Usuários no Linux Material desenvolvido por Rafael Fernando Diorio Última revisão em 04/08/2013 www.diorio.com.br rafael@diorio.com.br Tópicos Introdução Arquivos de grupos e

Leia mais

Comandos Básicos do Linux/Unix

Comandos Básicos do Linux/Unix Comandos Básicos do Linux/Unix Vou partir do pressuposto que você sabe o básico de um sistema Linux/Unix. É importante para qualquer usuário de sistemas baseados em Unix aprender a trabalhar no modo texto

Leia mais

Ap o s t i l a Int r o d u t ó r i a

Ap o s t i l a Int r o d u t ó r i a Ap o s t i l a Int r o d u t ó r i a d e Lin u x Ver. 4.1 Mat e r i a l de Ap o i o às Aul a s pr á t i c a s e m Lab o r a t ó r i o Prof. Luís Rod r i g o de O. Gon ç a l v e s luis r o d r i g o o g

Leia mais

SOFTWARE LIVRE. Distribuições Live CD. Kernel. Distribuição Linux

SOFTWARE LIVRE. Distribuições Live CD. Kernel. Distribuição Linux SOFTWARE LIVRE A liberdade de executar o programa, para qualquer propósito. A liberdade de estudar como o programa funciona, e adaptá-lo para as suas necessidades. Acesso ao código-fonte é um pré-requisito

Leia mais

Partição Partição primária: Partição estendida: Discos básicos e dinâmicos

Partição Partição primária: Partição estendida: Discos básicos e dinâmicos Partição Parte de um disco físico que funciona como se fosse um disco fisicamente separado. Depois de criar uma partição, você deve formatá-la e atribuir-lhe uma letra de unidade antes de armazenar dados

Leia mais

Campus - Cachoeiro Curso Técnico de Informática. Sistema de Arquivos. Prof. João Paulo de Brito Gonçalves

Campus - Cachoeiro Curso Técnico de Informática. Sistema de Arquivos. Prof. João Paulo de Brito Gonçalves Campus - Cachoeiro Curso Técnico de Informática Sistema de Arquivos Prof. João Paulo de Brito Gonçalves Introdução É com o sistema de arquivos que o usuário mais nota a presença do sistema operacional.

Leia mais

Julgue os itens a seguir referentes a conceitos de software livre e licenças de uso, distribuição e modificação.

Julgue os itens a seguir referentes a conceitos de software livre e licenças de uso, distribuição e modificação. Julgue os itens a seguir referentes a conceitos de software livre e licenças de uso, distribuição e modificação. 1.Todo software livre deve ser desenvolvido para uso por pessoa física em ambiente com sistema

Leia mais

Pratique o seu conhecimento

Pratique o seu conhecimento Pratique o seu conhecimento QUESTÕES DO CAPÍTULO 1 (A HISTÓRIA ) 1) Explique com suas palavras qual a importância de Richard Stallman para o software livre e o que é o projeto GNU. R.: Richard Stallman

Leia mais

Sistema de Arquivos do Windows

Sistema de Arquivos do Windows Registro mestre de inicialização (MBR) A trilha zero do HD, onde ficam guardadas as informações sobre o(s) sistema(s) operacionais instalados. Onde começa o processo de inicialização do Sistema Operacional.

Leia mais

Introdução a. Shell Script. Clésio Matos clesior.matos@gmail.com

Introdução a. Shell Script. Clésio Matos clesior.matos@gmail.com Introdução a Shell Script Clésio Matos clesior.matos@gmail.com 1 Plano de apresentação O que são shell scripts Comandos básicos Estruturas básicas do BASH - Comandos condicionais - Comandos de repetição

Leia mais

Certificação Linux: Conhecendo o caminho das pedras

Certificação Linux: Conhecendo o caminho das pedras LPI Linux Professional Institute Certificação Linux: Conhecendo o caminho das pedras Sobre esta apresentação: - Nível: Intermediário - Escopo: Dicas sobre como obter a certificação LPI. - Pré-requisitos:

Leia mais

A linha de comando do Unix e GNU/Linux

A linha de comando do Unix e GNU/Linux A linha de comando do Unix e GNU/Linux A linha de comando do Unix e GNU/Linux Michael Opdenacker Free Electrons http://free-electrons.com Traduzido por Klayson Sesana Bonatto Criado com OpenOffice.org

Leia mais

Comandos.::. Aplicativos > Sistema > Acessar Console

Comandos.::. Aplicativos > Sistema > Acessar Console Comandos Aplicativos > Sistema > Acessar Console jonilso 23 de outubro de 2012 Comandos Iniciais whoami Comandos Iniciais whoami Exibe o login do usuário que executou o comando. Comandos Iniciais whoami

Leia mais

Informática Fácil NOÇÕES DE LINUX. Prof.: Adelson Gomes Ferraz Antonio Carlos Reis

Informática Fácil NOÇÕES DE LINUX. Prof.: Adelson Gomes Ferraz Antonio Carlos Reis Informática Fácil NOÇÕES DE LINUX Prof.: Adelson Gomes Ferraz Antonio Carlos Reis Cronologia 1. 1969 Univ Berkeley, Califórnia, cria-se o SO UNIX para uso geral em grandes computadores 1. Década de 70

Leia mais

Simulado LPI 101. 5. Qual o comando que exibe a última vez em que o sistema de arquivos foi verificado. dumpe2fs

Simulado LPI 101. 5. Qual o comando que exibe a última vez em que o sistema de arquivos foi verificado. dumpe2fs Simulado LPI 101 1. Quais comandos exibem os processos no Linux? Escolha uma. a. ls e df b. ps e top c. ps e df d. df e top e. du e df 2. O que representa o dispositivo /dev/hdb6? Escolha uma. a. Um partição

Leia mais

comandos básicos linux.

comandos básicos linux. comandos básicos linux. clear: Limpa a tela e posiciona o cursor no canto superior esquerdo do vídeo. df: Mostra o espaço livre/ocupado de cada partição. df [opções] a Inclui sistemas de arquivos com 0

Leia mais

Introdução ao Linux: Parte I

Introdução ao Linux: Parte I Data: Introdução ao Linux: Parte I Marcelo Ribeiro Xavier da Silva marceloo@inf.ufsc.br Histórico 3 Origem do GNU Linux Em 1983, Richard Stallman fundou a Free Software Foundation, com o intuito de criar

Leia mais

LABORATÓRIO 0 Revisão GNU/Linux

LABORATÓRIO 0 Revisão GNU/Linux FACULDADE PITÁGORAS Tecnólogo em Redes de Computadores Redes Sem fio Prof. Ulisses Cotta Cavalca LABORATÓRIO 0 Revisão GNU/Linux OBJETIVOS Rever os principais comandos do sistema

Leia mais

Roteiro 3: Sistemas Linux arquivos e diretórios

Roteiro 3: Sistemas Linux arquivos e diretórios Roteiro 3: Sistemas Linux arquivos e diretórios Objetivos Detalhar conceitos sobre o sistema operacional Linux; Operar comandos básicos de sistemas Linux em modo Texto; Realizar a manutenção de arquivos

Leia mais

Labgrad. Usúario: Senha: senha

Labgrad. Usúario: <matricula> Senha: senha Suporte A equipe do Suporte é responsável pela gerência da rede do Departamento de Informática, bem como da manutenção dos servidores da mesma, e também é responsável pela monitoria do LabGrad e do LAR.

Leia mais

Universidade Tuiuti do Paraná Especialização em Redes de Computadores. Módulo LPI Aula 1. Meu Deus do Shell! Porque eu não optei pelo Linux antes?

Universidade Tuiuti do Paraná Especialização em Redes de Computadores. Módulo LPI Aula 1. Meu Deus do Shell! Porque eu não optei pelo Linux antes? Universidade Tuiuti do Paraná Especialização em Redes de Computadores Módulo LPI Aula 1 Meu Deus do Shell! Porque eu não optei pelo Linux antes? 1 [1] NEVES, Júlio César Profº André Luiz andreluizsp@gmail.com

Leia mais

Revisão Aula 3. 1. Explique a MBR(Master Boot Record)

Revisão Aula 3. 1. Explique a MBR(Master Boot Record) Revisão Aula 3 1. Explique a MBR(Master Boot Record) Revisão Aula 3 1. Explique a MBR(Master Boot Record). Master Boot Record Primeiro setor de um HD (disco rígido) Dividido em duas áreas: Boot loader

Leia mais

Luiz Antonio Jacques Noal. Novatec

Luiz Antonio Jacques Noal. Novatec Luiz Antonio Jacques Noal Novatec Copyright 2016 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. É proibida a reprodução desta obra, mesmo parcial, por

Leia mais

Aprendendo. Unix no OS X. Mountain Lion. Mergulhando no Terminal e no Shell. Dave Taylor. Novatec

Aprendendo. Unix no OS X. Mountain Lion. Mergulhando no Terminal e no Shell. Dave Taylor. Novatec Aprendendo Unix no OS X Mountain Lion Mergulhando no Terminal e no Shell Dave Taylor Novatec Authorized Portuguese translation of the English edition of titled Learning Unix for OS X Mountain Lion, ISBN

Leia mais

Fundamentos de Sistemas Operacionais. GNU / Linux. Prof. Edwar Saliba Júnior Março de 2009. Unidade 04-002 GNU / Linux

Fundamentos de Sistemas Operacionais. GNU / Linux. Prof. Edwar Saliba Júnior Março de 2009. Unidade 04-002 GNU / Linux GNU / Linux Prof. Edwar Saliba Júnior Março de 2009 Conceitos Básico O S.O. é case sensitive, ou seja, sensível à caixa; Exemplo: o arquivo apple.txt é diferente do arquivo Apple.txt e podem conviver juntos

Leia mais

Orientações para BACKUP do SPED

Orientações para BACKUP do SPED Orientações para BACKUP do SPED AS ORIENTAÇÕES A SEGUIR APLICAM-SE AO BACKUP E RESTAURAÇÃO PARA UMA MESMA VERSÃO DO SPED (EX.: 2.6.02 PARA 2.6.02). SE VOCÊ ESTÁ MIGRANDO DE UMA VERSÃO DO SPED PARA OUTRA

Leia mais

Linux Distro Debian Comandos de Pós Instalação. Linha de comando modo texto

Linux Distro Debian Comandos de Pós Instalação. Linha de comando modo texto Linux Distro Debian Comandos de Pós Instalação. Linha de comando modo texto 1.1 Pós Instalação Independente de nossa Interface Gráfica que já se encontra funcional, no Linux é possível abrir até 63 terminais

Leia mais

IV Curso de Bioinformática Algoritmos e técnicas computacionais para montagem e análise de genomas

IV Curso de Bioinformática Algoritmos e técnicas computacionais para montagem e análise de genomas IV Curso de Bioinformática Algoritmos e técnicas computacionais para montagem e análise de genomas Linux Introdução ao Sistema Operacional e Comandos Básicos do Shell Introdução Linux é o nome dado tanto

Leia mais

Prova de Pré requisito para o curso Linix System Administration (451)

Prova de Pré requisito para o curso Linix System Administration (451) 1 No editor de textos VIM (Vi Improved) qual comando copia o conteúdo de uma linha? Escolha todas que se aplicam. a) ctrl + c b) :cp c) :y d) :yy e) yy f) :copy g) cp 2 No editor de textos VIM (Vi Improved)

Leia mais

GNU/Linux/Bash. Aula 2

GNU/Linux/Bash. Aula 2 GNU/Linux/Bash Aula 2 O que é? Ubuntu GNU Linux Ubuntu 12.04 Ubuntu é um sistema operacional baseado em Linux desenvolvido pela comunidade e é perfeito para notebooks, desktops e servidores. Ele contém

Leia mais

Manual de Comando Linux

Manual de Comando Linux Manual de Comando Linux 1 Índice Índice... 2 Introdução... 3 Comandos Simples Linux... 3 Gerir Directórios e Ficheiros... 4 Gerir processos... 6 Estrutura de Diretórios do LINUX... 6 Executar comandos

Leia mais

Programação em Shell Script (Linux Administration) Jacson RC Silva

Programação em Shell Script (Linux Administration) Jacson RC Silva <jeiks> Programação em Shell Script (Linux Administration) Jacson RC Silva Conteúdo O que é shell Comandos mais utilizados em shell Condicionais e laços Scripts Informações do Sistema Obtendo informações

Leia mais

Sirley Maria Alberton. Aprendendo LINUX Através de Atividades Práticas

Sirley Maria Alberton. Aprendendo LINUX Através de Atividades Práticas Sirley Maria Alberton Aprendendo LINUX Através de Atividades Práticas Monografia de Pós-Graduação Lato Sensu apresentada ao Departamento de Ciência da Computação para obtenção do título de Especialista

Leia mais

Treinamento Linux. Aula 4-04/04/12

Treinamento Linux. Aula 4-04/04/12 Treinamento Linux Aula 4-04/04/12 Objetivos Colméia Book Maquina virtual Gravação de CD/DVD Programas de audio/video Iniciação no terminal linux ColméiaBook Guia introdutório de GNU/LINUX do Colméia Confiram!

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2013. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2013. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: São Carlos - SP Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnico em Informática Qualificação:

Leia mais

INTRODUÇÃO A LINUX. Características Sistema operacional Software livre Criado em 1991 por Linus Torvalds Dividido em duas partes principais 26/11/2013

INTRODUÇÃO A LINUX. Características Sistema operacional Software livre Criado em 1991 por Linus Torvalds Dividido em duas partes principais 26/11/2013 1 2 INTRODUÇÃO A LINUX ADRIANO SILVEIRA ADR_SILVEIRA@YAHOO.COM.BR Características Sistema operacional Software livre Criado em 1991 por Linus Torvalds Dividido em duas partes principais Kernel núcleo do

Leia mais

LABORATÓRIO UNIDADES 1 REVISÃO LINUX E COMANDOS BÁSICOS ABRINDO A MÁQUINA VIRTUAL UBUNTU SERVER 14.04.1 PELO VIRTUALBOX

LABORATÓRIO UNIDADES 1 REVISÃO LINUX E COMANDOS BÁSICOS ABRINDO A MÁQUINA VIRTUAL UBUNTU SERVER 14.04.1 PELO VIRTUALBOX LABORATÓRIO UNIDADES 1 REVISÃO LINUX E COMANDOS BÁSICOS ABRINDO A MÁQUINA VIRTUAL UBUNTU SERVER 14.04.1 PELO VIRTUALBOX Procure no MENU INICIAR PROGRAMAS o ícone do VirtualBox e execute-o. Em seguida clique

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: Monsenhor Antonio Magliano Código: 088 Município: Garça Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec: ETEC PROF. MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ Eixo Tecnológico: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Habilitação Profissional: Técnica de nível médio de

Leia mais

Casa do Código Livros para o programador Rua Vergueiro, 3185-8º andar 04101-300 Vila Mariana São Paulo SP Brasil

Casa do Código Livros para o programador Rua Vergueiro, 3185-8º andar 04101-300 Vila Mariana São Paulo SP Brasil Casa do Código Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei nº9.610, de 10/02/1998. Nenhuma parte deste livro poderá ser reproduzida, nem transmitida, sem autorização prévia por escrito da editora,

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Administração de Servidores de Rede AULA 03. Prof. Gabriel Silva

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Administração de Servidores de Rede AULA 03. Prof. Gabriel Silva FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Administração de Servidores de Rede AULA 03 Prof. Gabriel Silva Temas da Aula de Hoje: Servidores Linux. Conceitos Básicos do Linux. Instalando Servidor Linux.

Leia mais

Curso de Introdução ao Linux Aula 1. Angelo Brito - asb Adriano Melo - astm

Curso de Introdução ao Linux Aula 1. Angelo Brito - asb Adriano Melo - astm + Curso de Introdução ao Linux Aula 1 Angelo Brito - asb Adriano Melo - astm + Ementa Introdução a Unix e Linux Conceitos Relacionados ao Linux Distribuições Linux Ambiente desktop gráficos Comandos básicos

Leia mais

Simulado Linux. 5 Existe um diretório responsável pelas bibliotecas compartilhadas e módulos do kernel, que diretório é esse?

Simulado Linux. 5 Existe um diretório responsável pelas bibliotecas compartilhadas e módulos do kernel, que diretório é esse? Simulado Linux 1 Qual dos diretórios abaixo é responsável pelos dados e serviços oferecidos pelo equipamento com o Linux rodando? A) srv B) sbin C) opt D) dev E) mnt 2 Posso considerar o diretório bin

Leia mais

Introdução ao Linux. Por: Leandro Dalcero

Introdução ao Linux. Por: Leandro Dalcero Introdução ao Linux Por: Leandro Dalcero Índice 1. Introdução... Pág. 4 1.1. Sistema Operacional... Pág. 4 1.2. O que é Linux?... Pág. 4 2. Primeiros Passos... Pág. 6 2.1. Usuários... Pág. 6 2.2. Grupos...

Leia mais

Alterna para o primeiro terminal. No Linux você pode ter vários (o padrão é 6) terminais abertos ao mesmo tempo.

Alterna para o primeiro terminal. No Linux você pode ter vários (o padrão é 6) terminais abertos ao mesmo tempo. Alterna para o primeiro terminal. No Linux você pode ter vários (o padrão é 6) terminais abertos ao mesmo tempo. (n=1 a 6) Alterna para o terminal (1 a 6).

Leia mais

http://introcomp.pet.inf.ufes.br

http://introcomp.pet.inf.ufes.br O SITE http://introcomp.pet.inf.ufes.br http://introcomp.pet.inf.ufes.br http://introcomp.pet.inf.ufes.br http://introcomp.pet.inf.ufes.br O MOODLE http://introcomp.pet.inf.ufes.br/moodle http://introcomp.pet.inf.ufes.br/moodle

Leia mais

Principais Comandos Linux. Hélder Nunes haanunes@gmail.com

Principais Comandos Linux. Hélder Nunes haanunes@gmail.com Principais Comandos Linux Hélder Nunes haanunes@gmail.com Shell ou Terminal Mais conhecido como interpretador de comando, é o programa responsável por decifrar as instruções enviadas pelos usuários e os

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plano de Trabalho Docente 2015 Etec Monsenhor Antonio Magliano Código: 088 Município: Garça EE: Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação

Leia mais

Comandos importantes Virtual Box Linux Compartilhamento

Comandos importantes Virtual Box Linux Compartilhamento Comandos importantes Virtual Box Linux Compartilhamento 1º passo - Acessar Virtual Box plataforma criada dispositivos pasta compartilhadas clicar no botão + no canto direito escolher destino ( Desktop)

Leia mais

Administração de Sistemas Operacionais Não-Proprietários II

Administração de Sistemas Operacionais Não-Proprietários II Faculdade Senac Porto Alegre - FSPOA Administração de Sistemas Operacionais Não-Proprietários II UC: Administração de Redes Aula 01 1/15 Faculdade Senac Porto Alegre - FSPOA Revisão 2/15 Linux e Distribuições

Leia mais

Treinamento para Manutenção dos Telecentros

Treinamento para Manutenção dos Telecentros Treinamento para Manutenção dos Telecentros Módulo II :: Utilizando o Linux Básico do Sistema Manoel Campos da Silva Filho Professor do IFTO/Palmas 1 2 Código Aberto/Open Source Programas (softwares/aplicativos)

Leia mais

Uso Eficiente da Linha de Comando com os Shells do Unix. Fábio Olivé (fabio.olive@gmail.com)

Uso Eficiente da Linha de Comando com os Shells do Unix. Fábio Olivé (fabio.olive@gmail.com) Uso Eficiente da Linha de Comando com os Shells do Unix Fábio Olivé (fabio.olive@gmail.com) GUI CLI Tópicos História da Linha de Comando Shells mais comuns Interpretação e transformações da linha digitada

Leia mais

PROGRAMA DE MONITORIA DO IFCE - EDITAL 01/2013

PROGRAMA DE MONITORIA DO IFCE - EDITAL 01/2013 PROGRAMA DE MONITORIA DO IFCE - Disciplina/Unidade Curricular: Administração de Sistemas Abertos 1. Instalação do Linux: Particionamento: Planejando as partições do disco / Partição swap. Filtros de texto:

Leia mais

Comandos para manipulação de arquivos

Comandos para manipulação de arquivos Comandos no Linux Hugo Cisneiros, hugo_arroba_devin_ponto_com_ponto_br Última atualização em 04/02/2003 Comandos para manipulação de arquivos A primeira coisa que sempre vem em mente no uso de um sistema

Leia mais

Curso GNU/Linux. Realização. CAECOMP InfoJúnior Puc Campinas 2003. Capítulo 4

Curso GNU/Linux. Realização. CAECOMP InfoJúnior Puc Campinas 2003. Capítulo 4 Cesar H. Kállas - opensrc@gmx.net Curso GNU/Linux Realização CAECOMP InfoJúnior Puc Campinas 2003 Capítulo 4 Comandos Básicos...3 Convenção...3 Comandos Internos...3 Comandos Externos...3 Obtendo Ajuda...3

Leia mais

Sistema Operacional GNU/Linux

Sistema Operacional GNU/Linux Sistema Operacional GNU/Linux Histórico: 1969 Bell Labs anuncia a primeira versão do Unix 1983 Criação do Projeto GNU 1987 Andrew Tenenbaum anuncia o Minux, versão do Unix para Desktops 1990 Microsoft

Leia mais

1 Objetivos da Oficina

1 Objetivos da Oficina Oficina Linux Aula : Operações com Diretórios e Arquivos / / Professor: Eraldo Silveira e Silva eraldo@ifsc.edu.br 1 Objetivos da Oficina iniciar e encerrar uma sessão no Linux; se familizarizar com a

Leia mais

LINUX. Instalação e Administração Básica

LINUX. Instalação e Administração Básica LINUX Instalação e Administração Básica História Criado no início da década de 90 por Linus Torvalds, finlandês, na época estudante de Ciência da Computação da Universidade de Helsinki, na Finlândia. O

Leia mais

Sistema Operacional Linux

Sistema Operacional Linux Sistema Operacional Linux Professor: João Albertino Alves Sumário O Linux... 1 Algumas Características do Linux... 2 Software Livre... 3 Estrutura básica de diretórios do Sistema Linux... 4 Comandos...

Leia mais

Realizar o gerenciamento básico de arquivos

Realizar o gerenciamento básico de arquivos Realizar o gerenciamento básico de arquivos - 2 Sumário Capítulo 1 Realizar o gerenciamento básico de arquivos...3 1.1. Objetivos... 3 1.2. Mãos a obra...4 Capítulo 2 Gerenciando... 14 2.1. Objetivos...

Leia mais

Administração de Sistemas Livres

Administração de Sistemas Livres Administração de Sistemas Livres Introdução a Comandos GNU/Linux Prof. Lais Farias Alves Comandos GNU/Linux O Linux (na verdade, GNU/Linux), assim como qualquer sistema operacional moderno, é perfeitamente

Leia mais

Manipulação de Arquivos Ubuntu. Haline de Souza Scotti Rodrigo Fantinati Ferreira

Manipulação de Arquivos Ubuntu. Haline de Souza Scotti Rodrigo Fantinati Ferreira Manipulação de Arquivos Ubuntu Haline de Souza Scotti Rodrigo Fantinati Ferreira Veremos nesta aula Visão geral do ambiente Ubuntu Arquivos e Diretórios Manipulação de arquivos Exercício Visão geral do

Leia mais

Simulador de Sistemas de Arquivos

Simulador de Sistemas de Arquivos Simulador de Sistemas de Arquivos Trabalho Prático 1 Disciplina: Sistemas Operacionais 2009/1 Professor Humberto César Brandão de Oliveira O trabalho possui dois requisitos fundamentais: a. Entrega do

Leia mais

Gerenciamento do Processo de Inicialização do Linux

Gerenciamento do Processo de Inicialização do Linux Gerenciamento do Processo de Inicialização do Linux Material desenvolvido por Rafael Fernando Diorio Última revisão em 04/08/2013 www.diorio.com.br rafael@diorio.com.br Tópicos Inicialização do sistema

Leia mais

LINUX PARA CONCURSOS PÚBLICOS

LINUX PARA CONCURSOS PÚBLICOS LINUX PARA CONCURSOS PÚBLICOS ÍNDICE GNU/Linux... 1 Distribuições LINUX... 1 Iniciando o Linux... 1 Gerenciadores de Janelas... 1 Shell (Modo Texto)... 2 KDE e Gnome... 2 Inicialização do Sistema Linux

Leia mais

Linux. Comandos Básicos e Avançados. Alessandro Vivas Andrade Leonardo Carneiro de Araújo Cristiano Grijó Pitangui Luciana Pereira de Assis

Linux. Comandos Básicos e Avançados. Alessandro Vivas Andrade Leonardo Carneiro de Araújo Cristiano Grijó Pitangui Luciana Pereira de Assis Linux Comandos Básicos e Avançados Alessandro Vivas Andrade Leonardo Carneiro de Araújo Cristiano Grijó Pitangui Luciana Pereira de Assis Diamantina, Minas Gerais 20 de novembro de 2015 Alessandro Vivas

Leia mais

carregáveis do Kernel 11. Shell (Bash) e Utilitários de Terminal Opções Dicas e Truques 2. Teclas de controle e atalhos 3.

carregáveis do Kernel 11. Shell (Bash) e Utilitários de Terminal Opções Dicas e Truques 2. Teclas de controle e atalhos 3. 4. 5. 6. 7. 8. carregáveis do Kernel 11. Shell (Bash) e Utilitários de Terminal Opções Dicas e Truques 1. Teclas de controle e atalhos 2. Teclas de emergência do GNU/Linux 3. Otimizando o desempenho do

Leia mais

Práticas de Desenvolvimento de Software

Práticas de Desenvolvimento de Software Aula 1. 23/02/2015. Práticas de Desenvolvimento de Software Aula 1 Unix, Linux e a linha de comando Oferecimento Ambiente de desenvolvimento Computador (hardware) Sistema operacional Idealmente: iguais

Leia mais

Introdução a Sistemas Abertos Comandos de Administração

Introdução a Sistemas Abertos Comandos de Administração Introdução a Sistemas Abertos Comandos de Administração Objetivos! Familiarização com os comandos do Linux! Conhecimento e prática de comandos que informam ou manipulam informações do sistema! Comandos

Leia mais

ATENÇÃO: Este manual foi feito para usuários que tenham conhecimentos de administrador Linux.

ATENÇÃO: Este manual foi feito para usuários que tenham conhecimentos de administrador Linux. INSTALL 2014-08-12 ================================================== Instalando e Executando o Siprev em Ambiente Linux ATENÇÃO: Este manual foi feito para usuários que tenham conhecimentos de administrador

Leia mais

1998-2014 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2014 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas poderá ter

Leia mais

RESUMÃO LPI 101. Tópico 101 Arquitetura de Sistema Sub-Tópico 101.1 Identificar e editar configurações de hardware.

RESUMÃO LPI 101. Tópico 101 Arquitetura de Sistema Sub-Tópico 101.1 Identificar e editar configurações de hardware. Tópico 101 Arquitetura de Sistema Sub-Tópico 101.1 Identificar e editar configurações de hardware. 1. Qual comando é utilizado para verificar dispositivos usb conectados ao computador? lsusb 2. Qual o

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

Compartilhando arquivos com o samba

Compartilhando arquivos com o samba Compartilhando arquivos com o samba Para compartilhar arquivos em uma rede local windows, a microsoft utiliza o protocolo smb (server message block). O samba foi criado para que máquinas linux possam compartilhar

Leia mais

COMO INSTALAR ZIM 8.50 HP-UX, AIX, LINUX E UNIXWARE

COMO INSTALAR ZIM 8.50 HP-UX, AIX, LINUX E UNIXWARE ZIM TECHNOLOGIES DO BRASIL COMO INSTALAR ZIM 8.50 HP-UX, AIX, LINUX E UNIXWARE Próx Antes de Iniciar O objetivo deste documento é apresentar os passos necessários para instalar a versão mais recente do

Leia mais

Entregar um relatório respondendo as questões propostas e principais observações feitas durante a prática (para os itens 1, 3, 4, 5, 6 e 7).

Entregar um relatório respondendo as questões propostas e principais observações feitas durante a prática (para os itens 1, 3, 4, 5, 6 e 7). EN3611 Segurança de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática 2 Certificados digitais e Linux-TCP/IP Entregar um relatório respondendo as questões propostas e principais observações feitas durante

Leia mais

Linux para iniciantes: Desbravando o pingüim! Parte 2

Linux para iniciantes: Desbravando o pingüim! Parte 2 Linux para iniciantes: Desbravando o pingüim! Parte 2 Renê de Souza Pinto 2 de Outubro de 2007 Índice - Parte 2 1 Primeiro contato Window Manager KDE Algumas Ferramentas 2 3 4 5 Primeiro contato Window

Leia mais

Permissões no GNU/Linux

Permissões no GNU/Linux Permissões no GNU/Linux Sistemas operacionais multi-usuário têm de zelar pela segurança e privacidade dos dados individuais de cada usuário, bem como prezar pela integridade do sistema. Para isso existe

Leia mais

REVISÃO LINUX CAP /SIN PROF. ESTRELA. e) os

REVISÃO LINUX CAP /SIN PROF. ESTRELA. e) os REVISÃO LINUX CAP /SIN PROF. ESTRELA 1 - Em um determinado servidor Linux, a saída do comando "df" aponta 100% de uso no "/". Isso significa que a(o): a) rede atingiu sua capacidade máxima de recepção.

Leia mais

Guia de Instalação e Configuração do Noosfero

Guia de Instalação e Configuração do Noosfero Guia de Instalação e Configuração do Noosfero Índice Instalação e Configuração do Noosfero...3 Instalação das dependências principais do Noosfero no Debian 7...3 Instalação do PostFix e SASL...3 Configuração

Leia mais

Sistema Operacional Linux Curso Básico. Leonardo Brenner Paulo Fernandes

Sistema Operacional Linux Curso Básico. Leonardo Brenner Paulo Fernandes Sistema Operacional Linux Curso Básico Leonardo Brenner Paulo Fernandes i Sumário 1 Apresentação e Conceitos 1 1.1 Histórico.................................. 1 1.2 Sistema de Arquivos............................

Leia mais

EN3611 Segurança de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática 2 Certificados digitais Permissões Comandos Password cracker

EN3611 Segurança de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática 2 Certificados digitais Permissões Comandos Password cracker EN3611 Segurança de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática 2 Certificados digitais Permissões Comandos Password cracker Entregar um relatório respondendo as questões propostas e principais observações

Leia mais

CESPE - 2012 - FNDE - Técnico em Financiamento e Execução de Programas e Projetos Educacionais

CESPE - 2012 - FNDE - Técnico em Financiamento e Execução de Programas e Projetos Educacionais CESPE - 2012 - FNDE - Técnico em Financiamento e Execução de Programas e Projetos Educacionais De modo semelhante ao Linux, o Windows é considerado um software microbásico. Uma característica desse tipo

Leia mais